Obp junho

Page 1

ANO 88 | Nº 06 | JUNHO DE 2014

Rua Elizeu Faria, 157 - 81720-130 - Curitiba - PR

Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão. Provérbios 17.17


EDITORIAL

Fidelidade em família

Às vezes somos surpreendidos com algumas situações que podem ser identificadas como um teste de fidelidade em família. Pode ser através de uma grande provação ou de uma grande bênção! Pode ser num momento de celebração ou de vulnerabilidade de um dos membros da família ou da família toda. Fico pensando naquelas famílias que lutam com enfermidades prolongadas ou

com perdas abruptas, causando uma situação de risco para a integridade familiar, como que colocando famílias inteiras sob grande pressão. Foi assim que aconteceu com os recabitas. Essa história vivida e contada pelo profeta Jeremias foi o fruto da orientação divina ao Seu servo, dentro de uma metodologia de lições objetivas que eram a fonte de inspiração para uma mensagem importante da parte de Deus para o seu povo. De tão clara e importante, a influência dessa mensagem se percebe mesmo agora passados mais de 2500 anos desde os acontecimentos. Recomendo a leitura de Jeremias 35.1-19, cuja história resumo em quatro observações, debaixo do tema da Fidelidade em família: - Uma família fiel tem um nome e uma história: os recabitas, filhos de Jonadabe, que era filho de Recabe, viviam na época do profeta Jeremias, e eram nômades e abstêmios de bebida alcoólica (v. 6 e 7); - Uma família fiel passa por provações e privações, mas não desiste: numa época de perigos iminentes procuraram refúgio na cidade de Jerusalém, mas foram submetidos a uma prova por parte do profeta (v. 11 e 5); - Uma família fiel destaca-se pela clareza de seus objetivos e os persegue com dedicação: o progenitor dessa família foi acatado

em suas orientações e determinações, de modo a servir de exemplo para o seu povo (v. 14); e - Uma família fiel recebe uma promessa de Deus e nela confia: os recabitas serviram como exemplo de fidelidade, por isso Deus lhes prometeu continuidade e oportunidade de permanecer na Sua presença (v. 18 e 19). Ao nos defrontarmos com o tema da fidelidade em família, podemos facilmente nos colocar na defensiva, especialmente por entendermos que nossa própria família não serve de modelo. Outra postura, oposta a esta, pode ser a de orgulho por pressupor que nossa família seja realmente melhor que muitas outras. Bem, nem precisamos dizer que entre essas duas posições extremas há outras intermediárias mais ou menos aceitáveis em função de uma análise de caso, dependendo de cada situação. Entretanto, a proposta dessa reflexão, a partir da experiência vivida pelos recabitas

e destacada pelo profeta Jeremias, é de que seja qual for a situação que vivemos em família, com maior ou menor grau de fidelidade aos princípios da Palavra de Deus, somos instados a confrontar antigas e novas crenças, não apenas à luz da nossa tradição, mas à luz da realidade que experimentamos. Podemos enfrentar questões em busca de respostas saudáveis biblicamente, mas que estejam despidas dos preconceitos de uma vida religiosa que pode nos impedir de vermos os valores distintos daqueles que nos parecem óbvios. Nessa busca, poderemos superar fraquezas e encontrarmos caminhos para vivermos como famílias cristãs, coerentes com uma postura firme por princípios e não por aparências; mais ocupados com uma ética que valoriza o ser humano inteiro do que preocupados com estereótipos do que seja uma família que busca a vivência de valores que façam diferença na sociedade e que testemunhem a singularidade de Jesus para as famílias e para as pessoas que não têm o privilégio de viver em família. Boa leitura!

Pastor Samuel Esperandio Diretor Executivo da CBPSB

GRATIDÃO: Agenda da Pioneira

Julho: Conversando

Pela Conferência Anual da EBM International em Orsay (França) ocorrido em maio/2014; Pelos 104 anos da Convenção Batista Pioneira completados em 15/maio/2014; Pelo Dia especial da União Feminina (18/maio); Pela realização da Conferência Lidera Jovem em algumas regionais.

em família

s da Pioneira 2014 Campanha de Missõe ivo da FBP Final do 1º semestre let 04 amado - RS) Adultos (Janz Team, Gr ns ve Jo de o tir Re 11-13 Sul, PR) stelinho (Bocaiúva do 17-20 Acam(zão) – Ca ns adultos 25-27 Retiro de Jove letivo da FBP Início do 2º semestre 28 a de Jetibá, ES) ra Jovem (PIB Sta Mari de Li cia rên nfe Co 28-29 Reunião do CPC 30 30/07 a 03/08 Jetibá, ES PSB – Santa Maria de 89ª Assembleia da CB JSS JEVAM FBP is) Pioneira (Eventos Gera

EXPEDIENTE

2

JUFEMI

INTERCESSÃO: Pela mobilização em torno do Dia Internacional de Oração pelas crianças em crise (02/06); Pelo transcurso do Dia do Pastor (2º domingo de junho); Pelo encontro de líderes da AGA & Pioneira nos dias 25 a 27/06 na Argentina; Pela realização da Trans Copa nas cidades sede (Curitiba e Porto Alegre); Pela distribuição do material da Campanha de Missões da Pioneira/2014.

Outros

Não deixe de acessar www.pioneira.org.br e atualize-se com as informações da sua Convenção. As suas sugestões são bem vindas!

JUMAP

Órgão Oficial de Informação da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil

Presidente: Rui Osvaldo Teske Vice-Presidentes: Zaira Maria Dhein Sigmar Schmidt Milton Tehlen Pr. Jair Hein

Conselho Editorial: Pr. Claiton André Kunz Pr. Antônio Renato Gusso Roland Körber Editor Responsável: Pr. Samuel Esperandio

Secretaria: Fabiana Silvestrini Roberta Tolotti Ernst Redação: Rua Elizeu Faria, 157 - casa 1 81720-130 - Curitiba, PR Fone/Fax: (41) 3284.4650 batistapioneiro@pioneira.org.br

Revisão: Pr. Alfredo Reinke Arte e Diagramação: BHZ Design - (51) 3024.8030 andre@bhzdesign.com.br www.bhzdesign.com.br Impressão: Mega Gráfica Editora Ltda. (41) 3598.1113 - (41) 9926.1113

A publicação é de responsabilidade da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil. As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Jornal. A Redação se reserva o direito de resumir as matérias. Matérias a serem publicadas devem ser enviadas para o endereço da Redação e de preferência em CD ou por e-mail.


TEMA DO MÊS

Atenção para alteração nas convocações Pioneira na Internet: www.pioneira.org.br Juntas com sede em Curitiba, PR Rua Elizeu Faria, 157 - casa 1 81720-130 - Curitiba, PR Fone/Fax: (41) 3284.4650 www.pioneira.org.br/jevam jevam@pioneira.org.br

Fone/Fax: (41) 3284.4650 www.jumap.org.br jumap@jumap.org.br

Fone/Fax: (41) 3376.0271 www.pioneira.org.br/jufemi jufemi@pioneira.org.br

Rua Dr. Pestana, 1021 98700-000 - Ijuí, RS Fone/Fax: (55) 3332.2205 www.batistapioneira.edu.br faculdade@batistapioneira.edu.br

Declarada de UTILIDADE PÚBLICA FEDERAL conforme Decreto de 22/11/91 pelo Diário Oficial da União em 29/07/1996. Portadora do Título de Entidade Filantrópica Rua Benjamim Constant, 339 98280-000 - Panambi, RS Fone/Fax (55) 3375.6150 www.pioneira.org.br larpanambi@tabea.org.br Rua José Bonifácio, 1623 98700-000 - Ijuí,RS Fone/Fax (55) 3332.1095 www.pioneira.org.br lartabea.iju@terra.com.br

CONVOCAÇÃO

CONVOCAÇÃO

De acordo com os artigos 7o e 15º dos Estatutos Sociais da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil e de acordo com o Artigo 6o do Regimento Interno da mesma Convenção, CONVOCO todas as Igrejas arroladas na CBPSB para a ASSEMBLEIA ORDINÁRIA

De acordo com os artigos 7o e 15º dos Estatutos Sociais da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil e de acordo com o Artigo 6o do Regimento Interno da mesma Convenção, CONVOCO todas as Igrejas arroladas na CBPSB para a ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA

Local:

Local:

Templo da Primeira Igreja Batista em Santa Maria de Jetibá Rua Hermann Roelke, 85 – Santa Maria de Jetibá – ES. Data: 30 DE JULHO A 03 DE AGOSTO DE 2014 Início: 30/07 com o jantar (18h); Realização de 9 (nove) sessões conf. agenda aprovada na 1ª sessão; Encerramento: 03/08 com o almoço (12h) Assuntos: Relatórios Anuais relativos aos anos de 2012 e 2013 Planejamento para os anos 2014 a 2018 Eleição da nova diretoria e das juntas Tema: Edificando a Igreja – Família de grande valor! “...Sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” Mateus 16. 18b Preletor Oficial: Pr. Daniel Gonzalez (Missionário da EBM Masa em Cuba) Credenciamento de mensageiros com direito a voz e voto: O Artigo 6º § 2º e seguintes do Regimento Interno determina que: - Cada Igreja poderá credenciar 03 (três) mensageiros. - Igrejas com mais de 100 (cem) membros arrolados podem credenciar mais 01 (um) mensageiro para cada centena de membros ou fração adicional. (Exemplo: Uma Igreja com 140 membros poderá credenciar 04 mensageiros. Uma Igreja com 60 membros poderá credenciar 03 mensageiros). Para efeito desse credenciamento são utilizados os dados da estatística do final do ano imediatamente anterior ao evento. - Cada Igreja pode credenciar 01 (um) mensageiro para cada uma de suas Congregações que tenham pelo menos 20 (vinte) membros nela arrolados, desde que estes não estejam incluídos na contagem do número de membros da Igreja. - Outros mensageiros com direito a voz e voto: • Pastores arrolados na Ordem dos Pastores Batistas do Brasil - Seção Pioneira e os obreiros e missionários da JEVAM, membros de uma igreja associada à Convenção, desde que exerçam ministério em uma delas e/ou nas instituições da convenção; • Componentes do Conselho de Planejamento e Coordenação; • Diretor Executivo da Convenção; • Secretários Executivos das Juntas; • Diretores das instituições da Convenção. Estes casos não serão incluídos na contagem dos membros de cada igreja. Importante: De acordo com o artigo 10o do Regimento Interno, a Assembleia será instalada com qualquer número de mensageiros. Os mensageiros devem trazer uma carta da respectiva igreja, assinada pelo seu presidente, credenciando-os para a Assembleia. Uma carta por igreja com a relação de todos os seus mensageiros é suficiente. O modelo de carta credencial pode ser obtido por e-mail com a Secretaria da Convenção ou pelo site www.pioneira.org.br. Curitiba, 15 de abril de 2014. Rui Osvaldo Teske Presidente da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil

Rua Caminho do Furquim, 275 06720-250 - Cotia, SP Fone/Fax (11) 4616.1107 www.pioneira.org.br larcotia@terra.com.br Largo S. Vicente de Paulo, 1382 85900-215 - Toledo, PR Fone (45) 3277.3227 www.pioneira.org.br larirmaosdentzer@uol.com.br Rua Mercúrio, 126 09990-030 - Diadema, SP Fone (11) 4056.7775 www.pioneira.org.br nsdiadema@pioneira.org.br

Data:

Assuntos:

Curitiba, 15 de abril de 2014. Rui Osvaldo Teske Presidente da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil

CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA ORDINÁRIA Na qualidade de presidente da Sociedade Batista de Beneficência TABEA, e de acordo com o Artigo 20 do Estatuto Social, convoco os associados para a Assembléia Ordinária a realizar-se no dia e local abaixo anunciados: Local:

ASSEMBLEIA ORDINÁRIA

Data:

Templo da Primeira Igreja Batista em Santa Maria de Jetibá Rua Hermann Roelke, 85 –Santa Maria de Jetibá – ES 01 DE AGOSTO DE 2014 Início: 12h00; Encerramento: 13h00.

Rua Barão do Rio Branco, 1051 98700-000 - Ijuí, RS Fone (55) 3332.8182 www.pioneira.org.br surdos.cais@terra.com.br

Na ocasião serão tratados os seguintes assuntos, a saber: Ingresso e demissão de membros/associados; Eleição da nova diretoria; Relatório de atividades 2012 e 2013; Plano de Ação para 2014 e 2015.

Rua Chile, 772 98900-000 - Santa Rosa, RS Fone (55) 3512.3504 www.pioneira.org.br espacofelizsr@gmail.com

Ijuí, 15 de abril de 2014. Nicolau Reinhard CPF 061.721.058-68 Presidente

1) Alteração de Estatuto Social 2) Reforma do Regimento Interno 3) Alienação Patrimonial por transferência de imóveis: 3.1. Para venda 3.2. Por doação

Credenciamento de mensageiros com direito a voz e voto: O Artigo 6º § 2º e seguintes do Regimento Interno determina que: - Cada Igreja poderá credenciar 03 (três) mensageiros. - Igrejas com mais de 100 (cem) membros arrolados podem credenciar mais 01 (um) mensageiro para cada centena de membros ou fração adicional. (Exemplo: Uma Igreja com 140 membros poderá credenciar 04 mensageiros. Uma Igreja com 60 membros poderá credenciar 03 mensageiros). Para efeito desse credenciamento são utilizados os dados da estatística do final do ano imediatamente anterior ao evento. - Cada Igreja pode credenciar 01 (um) mensageiro para cada uma de suas Congregações que tenham pelo menos 20 (vinte) membros nela arrolados, desde que estes não estejam incluídos na contagem do número de membros da Igreja. - Outros mensageiros com direito a voz e voto: • Pastores arrolados na Ordem dos Pastores Batistas do Brasil - Seção Pioneira e os obreiros e missionários da JEVAM, membros de uma igreja associada à Convenção, desde que exerçam ministério em uma delas e/ou nas instituições da convenção; • Componentes do Conselho de Planejamento e Coordenação; • Diretor Executivo da Convenção; • Secretários Executivos das Juntas; • Diretores das instituições da Convenção. Estes casos não serão incluídos na contagem dos membros de cada igreja. Importante: De acordo com o artigo 10o do Regimento Interno, a Assembleia será instalada com qualquer número de mensageiros. Os mensageiros devem trazer uma carta da respectiva igreja, assinada pelo seu presidente, credenciando-os para a Assembleia. Uma carta por igreja com a relação de todos os seus mensageiros é suficiente. O modelo de carta credencial pode ser obtido por e-mail com a Secretaria da Convenção ou pelo site www.pioneira.org.br.

CONVOCAÇÃO Na qualidade de presidente da Associação Educacional Batista Pioneira, e de acordo com o Artigo 17 do Estatuto Social, convoco os associados para a Assembléia Ordinária a realizar-se no dia e local abaixo anunciados: Local:

Data:

Templo da Primeira Igreja Batista em Santa Maria de Jetibá Rua Hermann Roelke, 85 – Santa Maria de Jetibá – ES. 02 DE AGOSTO DE 2014 Início: 19h00; Encerramento: 20h00

Templo da Primeira Igreja Batista em Santa Maria de Jetibá Rua Hermann Roelke, 85 – Santa Maria de Jetibá – ES. 01 DE AGOSTO DE 2014 Início: 14h00; Encerramento: 16h00

Na ocasião serão tratados os seguintes assuntos, a saber: Ingresso e demissão de membros/associados; Eleição da nova diretoria; Designação dos conselheiros das UPSs; Reforma do Estatuto Social; Reforma do Regimento Interno; Alienação Patrimonial por transferência de imóveis; Relatório de atividades 2012 e 2013; Plano de Ação para 2014 e 2015. Ijuí, 15 de abril de 2014. Valdir Pydd CPF 086.455.580-68 Presidente

As credenciais para a Assembleia podem ser obtidas através de download no site www.pioneira.org.br

3


TEMA DO MÊS

Histórias do Burro e de Elias

Fico sempre intrigado com o poder de contar histórias. Creio que todos nós temos uma história que vale a pena ser contada. Até mesmo um burro tem uma história para contar – uma pequena e “poeirenta” história. É um conto sobre o burro de um fazendeiro que tropeçou e caiu dentro de um velho poço seco. Ao descobrir o acidente, o fazendeiro avaliou as possibilidades para libertar seu querido burro, que já era como um membro da família. Finalmente, não encontrando nenhuma solução viável, decidiu encher o poço de terra. Ficou profundamente consternado, sabendo que isso significava enterrá-lo vivo, mas consolava-o o fato de que ninguém mais teria o mesmo destino desastroso do desajeitado burro. À medida que o fazendeiro esvaziava cada pá de terra dentro do poço, esta caía nas costas do burro. Sem se abalar, o burro simplesmente sacudia a terra de seu dorso e permitia que as pás de terra fossem se acumulando sob suas patas. Após várias horas e centenas de pás de terra, o burro surgiu, surpreendentemente, à borda do poço. Saltou por cima da beira e trotou para longe. O que parecia ser sua sentença de morte, se transformou em sua salvação. E nós? Sob pressão somos capazes de enfrentar a crise e nos erguermos vitoriosos como o burro? Todos nós nos deparamos com armadilhas e “terra” – fardos físicos, espirituais e emocionais – na jornada da vida. Você pode estar enfrentando um neste exato momento. A pergunta é: como podemos sacudir nossas costas e vencer as adversidades? Ás vezes ouvimos pessoas afirmar que “até que estão bem, sob as circunstâncias”. Quando ouço isto, sinto-me tentado a responder: “O que você está fazendo debaixo delas?”. Essa história me fez lembrar o relato bíblico com desfecho semelhante: a história do profeta Elias, relatada em 1Reis 18 e 19. Vale a pena ler esses dois capítulos na íntegra, mas aqui vai um breve resumo. Depois de vitória decisiva no Monte Carmelo ao confrontar profetas de falsos deuses, Elias, profeta do verdadeiro Deus, entrou em depressão. Como geralmente acontece depois de acontecimentos que fazem as emoções atingirem níveis elevadíssimos, Elias desmoronou emocionalmente. Talvez tenham sido os hormônios do estresse aquietando-se depois que a crise foi vencida, mas o profeta repentinamente se sentiu incapaz de enfrentar novo desafio. Alguns acusam Elias dizendo que lhe faltou fé. A verdade é que o profeta não era indestrutível: “Elias era humano como nós” (Tg 5.17). Depois de participar da derrota sobrenatural de centenas de falsos profetas, a montanha-russa emocional dele entrou em espiral descendente. Ao ser ameaçado de morte pela rainha Jezabel, sucumbiu ao medo e fugiu. Lendo o restante da história verá Deus orquestrando um resgate divino. Ao invés de puni-lo, Deus o alimentou e permitiu que descansasse, antes de restaurá-lo e enviá-lo de volta à batalha. E você? Tem se sentido oprimido pela adversidade? Talvez tenha experimentado grande vitória no trabalho e no lar, mas está se sentindo emocionalmente exausto. Sua energia e motivação se esgotaram, fazendo-o sentir-se um farrapo. Lembre-se das histórias do burro e de Elias. Peça a Deus para restaurar você e, então, se prepare para voltar para a batalha. – Texto de autoria de Ed Thompson, tradução de Mércia Padovani, revisão e adaptação de J. Sergio Fortes (fortes.sergio@gmail.com).

Serviço Família Acolhedora

Às vezes, tudo que uma criança precisa para atravessar uma turbulência em sua vida familiar, é ser acolhida provisoriamente por outra família. Essa é a proposta do Serviço Família Acolhedora: transformar as dificuldades de hoje em possibilidades de futuro. Embora pouco difundido no Brasil, esse modelo de acolhimento já foi implantado com sucesso em diversos países. Por meio do Serviço Família Acolhedora, famílias cadastradas acolhem crianças e adolescentes afastados do convívio familiar, por medida de segurança e proteção, em função de abandono ou pelo fato de a família se encontrar temporariamente impossibilitada de cumprir suas funções de cuidado. Nesse período, são realizados esforços visando a restaurar as condições para que a família de origem receba novamente sua criança ou adolescente. Em Campinas, o Acolhimento Familiar é de responsabilidade de dois serviços: ConViver e Sapeca. Qualquer família pode se cadastrar para participar do Serviço. Caso seja selecionada, será devidamente capacitada para acolher a criança ou adolescente, e receberá acompanhamento da equipe técnica do Serviço de Acolhimento. O fundamental é ter disposição afetiva e emocional para participar de uma ação que pode mudar a vida de uma criança e de sua família. Podem participar crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, especialmente aqueles que, na avaliação da equipe técnica do Serviço, tenham possibilidades de retorno à família de origem. Caso isso não seja possível, mesmo após todas as intervenções necessárias, a criança ou adolescente pode ainda ser encaminhado à família ampliada ou, excepcionalmente, para adoção. Apenas como último recurso será encaminhada a abrigo. Para saber mais sobre o serviço, os interessados devem entrar em contato com o Serviço de Acolhimento para Crianças e Adolescentes de seu município ou o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente.

4

O Deus das famílias e as famílias de Deus! Efésios 3.14 diz: “Por esta causa me ponho de joelhos diante do Pai”. Neste pequeno versículo há muita coisa importante que precisamos saber. A expressão “por esta causa” quer indicar que o apóstolo vai dar sequência à idéia interrompida no verso 1 que começa com estas mesmas palavras. O que ele explicou desde o verso 2 até o 13 permite-nos compreender melhor a sua idoneidade, isto é, a sua aptidão para interceder a favor da igreja, como ele faz nos versos 16 a 19. Mas, por que ele se põe de joelhos diante do Pai? Esta sua atitude revela a intensidade de uma oração fervorosa, num momento de extremo cuidado e angústia por causa daqueles irmãos. Os judeus costumavam colocar-se de pé para se dirigirem a Deus. Somente em circunstâncias especiais, como de aflição, é que eles se ajoelhavam. Agora, o que se passava na mente do apóstolo é que o Deus Criador de todas as coisas criou a igreja com o fim de estabelecer a unidade entre judeus e gentios. De ambos, Ele fez um, criando o “Novo Homem” em Cristo. Já que todos estão reconciliados em um só corpo com Deus, não deve mais haver divisões, nem preconceitos, nem qualquer tipo de diferença entre uns e outros, para que a igreja continue sendo sempre o lugar em que Deus possa habitar no Espírito. Esta é a razão pela qual Paulo se prostra de joelhos para orar a Deus. É importante notar que, neste versículo, Deus é chamado de “Pai”. Mas não devemos entender que somos naturalmente seus filhos, como somos filhos de nossos pais aqui na terra. A nossa filiação de Deus é algo muito superior. O Evangelho de João afirma no capítulo 1, verso 12 que “a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber: aos que crêem no seu nome”. Ninguém é por natureza filho de Deus. Criaturas de Deus, somos todos. Mas, ser feito filho de Deus é um dom que vem do alto, concedido apenas àqueles que crêem no nome de Jesus. O valor desta paternidade divina pode ser medido pelo fato de que Ele é Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que é o filho primogênito (Rm 8.29b; Ef 1.3). E nós fomos predestinados para Ele para ser adotados como filhos por meio de Jesus Cristo (Ef 1.5). O verso15 segue falando do Pai, “de quem toma o nome toda família, tanto no céu, como sobre a terra”. Trata-se aqui da família de Deus, que tem ramificação no céu e na terra. Para entender o que é a família de Deus no céu, temos que recorrer à tradição judaica que considerava os anjos como essa família. Já a família de Deus na terra é constituída de judeus e gentios convivendo em unidade, formando um só corpo que é a igreja (Ef 2.1516 e 19). Mas a família do céu inclui todos os que morreram na fé nos tempos do Velho e do Novo Testamento, além de Enoque e de Elias que foram arrebatados com vida (Gn 5.24; 2Re 2.11). – Riolando Carlos de Barros; título adaptado pelo editor. Fonte: http://www.ebaronline.com.br/index.php?page=estudos.php&id=2960 Acesso: 16/janeiro/2014 O que é o Programa Família Acolhedora? O Programa Família Acolhedora consiste em cadastrar e capacitar famílias da comunidade para receberem em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes ou grupos de irmãos em situação de risco pessoal e social, dando-lhes acolhida, amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária. A família de acolhimento representa a possibilidade de continuidade da convivência familiar em ambiente sadio para a criança ou adolescente. Receber uma pessoa em acolhimento provisório não significa integrá-lo como filho. A família de apoio assume o papel de parceira no atendimento e na preparação para o retorno à família biológica ou substituta. Toda a família acolhedora recebe, por seis meses, período determinado de uma adoção provisória, uma ajuda de custo de um salário mínimo. A maioria das crianças e adolescentes que participam do programa retornam aos seus lares, após o período de acolhimento em lares substitutos. Cada família acolhedora deverá acolher uma criança/adolescente por vez, exceto quando se tratar de grupo de irmãos, quando esse número poderá ser ampliado. Casais, mulheres e homens solteiros podem ser acolhedores. As famílias acolhedoras são selecionadas, capacitadas e acompanhadas pela equipe técnica do Serviço de Acolhimento. Quais os pré-requisitos para se inscrever no Programa Família Acolhedora? Para o cadastro de famílias ou indivíduos no Programa Família Acolhedora são verificados os seguintes critérios: 1) Disponibilidade afetiva; 2) Ter idade entre 25 e 55 anos; 3) Estar em boas condições de saúde física e mental; 4) Não possuir antecedentes criminais; 5) Possuir situação financeira estável; 6) Possuir uma convivência familiar estável e livre de pessoas dependentes de substâncias entorpecentes. Quais os documentos necessários para se inscrever no Programa Família Acolhedora? A documentação mínima a ser exigida constitui em documentos pessoais (RG, CPF), comprovante de residência, comprovante de rendimentos, certidão negativa de antecedentes criminais, atestado de saúde física e mental. – Eliana Lorenz: www.salvemascriancas.org Fonte: www.padrinhonota10.com.br – Acesso: 21/04/2014


FACULDADE BATISTA PIONEIRA

Estudar teologia? Para que? Na mente de muitos, teologia, seminário e outros termos associados estão ligados à figura do pastor. Como não são pastores e nem pretendem ser, pensam que não têm ligação nenhuma com este meio. Acredito que todo cristão deveria se interessar por este assunto, pelos motivos que seguem. 1. Todo cristão faz teologia: o fato de você crer em Deus, em Jesus, na salvação proporcionada pela sua morte e explicar estes assuntos o coloca na posição de um estudante de teologia. A grande dúvida que persiste é se a tua teologia é correta. Somente o estudo da mesma pode responder esta pergunta. 2. Nosso amor por Jesus é medido através da obediência à Sua Palavra: Jesus disse: “se me amais, guardareis os meus mandamentos” (Jo 14.15). Como obedecer ao que não conhecemos? Novamente a ênfase recai sobre o estudo. 3. Nossas crenças movem nossa vida: o que você acredita (a sua doutrina) irá determinar o modo como você vive (sua prática). É preciso estudar afim de não viver em vão. 4. Nos dedicamos àquilo que amamos: se amamos a Deus da forma como expressamos, estudar a Sua Palavra não é mais do que cumprir com nossa obrigação. 5. Sua humildade depende disto: quanto mais aprendo sobre Deus, mais me torno consciente da Sua graça, grandeza, amor e de todos os demais atributos. Somente pensa muito de si mesmo aquele que não conhece a Deus. Estudar teologia me coloca em meu devido lugar e deixa Deus no lugar que Lhe cabe. Não há como dizer que teologia não é importante para o cristão. Se sou cristão, estudo teologia. A Faculdade Batista Pioneira se preocupa com esta realidade e por isso proporciona a você diferentes formas de estudar teologia. Você pode optar pelo curso de Bacharelado em Teologia, no regime presencial com duração de 4 anos; ou pode estudar no conforto de sua casa por meio do Curso de Capacitação Ministerial, com duração de 1 ano e totalmente on-line (com nova turma iniciando em julho). Escolha uma modalidade, só não deixe de estudar!

Um semestre de novas experiências servindo ao Senhor

Conheci o Wake Up no retiro vocacional em 2012 da Faculdade Batista Pioneira. Logo percebi que o projeto oferecia uma ótima experiência em várias áreas da vida cristã e que se tratava de uma oportunidade para atender ao chamado de Deus, ou também para descobri-Lo. Eu nunca imaginei que eu estaria um dia dentro desse projeto, pois não tinha condições para cobrir os custos mensais e não tinha o apoio dos meus pais (não venho de uma família cristã). Mas Deus, que é mestre em superar nossas expectativas, me mostrou que eu estava me preocupando com coisas pequenas (questões financeiras) e me deu o presente de poder fazer parte desse grupo. Nesse tempo que passou, pude ver que muitas coisas que eu pensava não ser capaz de fazer na verdade estavam escondidas pelo receio de tentar coisas novas. Posso dizer que o Wake Up está sendo uma parte maravilhosa da história que Deus preparou pra mim. Isso não significa que seja fácil, pois muitas vezes bate o cansaço físico e mental, a saudade da família, amigos e igreja, mas não nos sentimos desamparados, pois Deus mostra seu amor a cada dia em forma de cuidado com as nossas vidas nos sustentando em todas as áreas. Tenho somente motivos para agradecer a Deus por fazer parte disso tudo e por todas as experiências que ele me proporcionou através desse projeto. Desejo que Ele possa sempre usar esse projeto para que Seu nome seja engrandecido e para despertar cada vez mais jovens para uma vida de dedicação à obra do nosso grande Deus, porque “Ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2Co 5.15). – Lucas Herter (Giruá, RS)

5


JUNTA FEMININA MISSIONÁRIA

ENTRE NÓS

NOTÍCIAS

LEMBRANÇAS DO CONGRESSO DA JUFEMI EM FLORIANÓPOLIS Florianópolis, SC – Ainda estão bem vivos na memória os eventos dos quais participamos em Florianópolis (Praia dos Ingleses – belíssima!), entre os dias 1º e 4 de maio último. Eram quase 500 mulheres e meninas que, em torno do tema MISSÃO. COM, puderam compartilhar um tempo de grande alegria, além da oportunidade de rever e fazer amigas e, acima de tudo, aprender mais da Palavra de Deus por meio das mensagens inspiradoras da irmã Dulce Sant’Anna (do Palavra da Vida, SP). Essa Preletora deixou-se usar pela vontade soberana de Deus e foi um canal de bênção para todas nós. Ela conduziu o tema baseado no Salmo 1.3, com um chamado ao “AJUSTE DO FOCO”, falando da responsabilidade da mulher quanto ao amor incondicional a Deus, à obediência e submissão, ao cuidado com as armadilhas da “liberação feminina” e também aos perigos do coração enganoso. Falou também sobre nossa responsabilidade com a família, nossas emoções, nossos pensamentos, nossas palavras, a renúncia ao pecado e nosso compromisso verdadeiro com Deus. Foi um tempo de recarregar as baterias e afinar a sintonia com a vontade de Deus para a vida de cada congressista. Temos muito a agradecer e à irmã Dulce pelas lições preciosas que aprendemos. O período de louvor foi conduzido pela Banda Geração Fiel que foi instrumento usado por Deus para o louvor da Sua glória! As letras e as melodias dos cânticos foram (todas) adequadas e inspirativas. A única “estrela” do louvor foi o Senhor Jesus Cristo – como deve ser! Parabéns à moçada! Também aconteceram Oficinas de Trabalho para as participantes. Os temas foram

ANUÁRIO 2014

abrangentes e adequados: Fémenina, Liderança, Ninho Vazio, Jornada ao Coração de Deus e Vida Emocional da Mulher. Quem participou gostou muito! A irmã Irene Teske comandou uma livraria com títulos para todos os gostos e bolsos – os preços estavam muito acessíveis e quem gosta de ler, aproveitou. Obrigada, Irene! As mulheres da PIB Florianópolis participaram efetivamente preparando os mimos para as congressistas com o Bazar do Artesanato que trouxe trabalhos únicos, de grande beleza e arte! Além disso, o Bazar Desapega Mulherada foi o maior sucesso e bombou! Entre tantos eventos, os desfiles em Trajes de Gala e Traje Tropical eletrizaram as participantes. As mulheres tiveram oportunidade de exibir toda a sua criatividade e performance – foi uma animação total, sob o entusiasmado comando da Ana Cláudia! Havia passarela para todas as idades – um momento de descontração e alegria. Finalizando, estendemos nossa gratidão à equipe JUFEMI que ousou sonhar, planejou e executou um trabalho de grande valor – um desafio difícil e inovador (quase 500 participantes) que elas encararam e venceram sob a orientação de Deus. Ele está vendo e vai recompensá-las do jeito dEle – que é o melhor jeito! É certo dizer que todos os minutos dos 3 dias do congresso foram aproveitados do melhor modo possível – muitas congressistas ficaram bem exaustas, mas o esforço valeu muito! Queremos repetir! – Liete G. Beuter PIB Pioneira de Florianópolis, SC

TEMA 2014: FAMÍLIA, VALOR INESTIMÁVEL.

Presidente Vogais:

DIVISA: “Por essa razão, ajoelho-me diante do Pai, ao qual deve a sua existência toda família no céu e na terra”. (Efésios 3.14-15) ÊNFASE: “Família, o ideal de Deus para o ser humano”.

Suplentes:

Dagmar W. Zagonel Liliane S. D. Ferraz Iris Beuter Silvana T. Gross Loni Scholl Shirley Frey Marta Hoffmann Jaqueline Preto Ruth Hein

Secretária Executiva: Ana Cláudia de Almeida Christal

6

UFMB Pioneira Rua Elizeu Faria, 157 - casa 1 Xaxim - 81720-130 - Curitiba, PR Fone/Fax: (41) 3376.0271 E-mail: jufemi@pioneira.org.br CONTA BANCÁRIA CNPJ: 87.647.277/0001-99 Banco do Brasil - Ag. 2823-1 C/c 12834-1

“Tudo posso naquele que me fortalece.” (Fp 4.13)


ENTRE NÓS

JUNTA FEMININA MISSIONÁRIA NOTÍCIAS

7


8


9


JUNTA DA MOCIDADE E ADOLESCENTES DA PIONEIRA

Extreme Jumap em Getúlio Vargas Getúlio Vargas, RS – No sábado do dia 17 de maio foi realizado, na cidade de Getúlio Vargas, o Extreme Jumap 2014. Foi um sábado muito divertido e com muita disposição das igrejas presentes. Marcaram presença as igrejas de Erechim, Getúlio Vargas, Sertão, I.B da Glória, I.B Boas Novas, PIB de Passo Fundo, Missão de Passo Fundo, Tapejara e Serafina Corrêa, fechando um total de 130 jovens. A nossa programação iniciou-se às 14h na igreja com uma saudação do Pr. Nestor e logo depois nos dirigimos ao Ginásio Municipal próximo à igreja, onde realizamos várias atividades esportivas, entre elas futsal, vôlei, ping pong e pebolim. Claro que não podemos esquecer da comunhão maravilhosa que houve em todo o tempo. Glória a Jesus. À noite, continuamos as atividades

10

com a seguinte programação: palavra do representante da regional, Pr. Laerte, trazendo algumas informações da Jumap, seguido da maratona de oração; depois, louvor com a Banda de Getúlio Vargas e a mensagem ministrado pelo Pr. Deucir (de Serafina Corrêa) com o tema “Deus tem algo para você hoje”. Depois da nossa foto oficial, nos despedimos com um delicioso lanche.

Creio que foram momentos marcantes em nossas vidas. Foi gostoso de ver a nossa regional unida de novo em peso. Valeu galera! Não podemos deixar de agradecer pela igreja que nos acolheu tão bem. O Pr. Vanderli, juntamente com a sua equipe, estão de parabéns, pois preparam tudo de um forma maravilhosa para receber a todos os “extremistas”. Valeu! A todos, nosso muito obrigado. – Pr. Nestor e Pr. Laerte


JUNTA DE SERVIÇO SOCIAL

Programa da MCA da PIBI no Lar

Ampliação do Lar Irmãos Dentzer

Ijuí, RS – O Grupo de Mulheres Cristãs em Ação (MCA) da Primeira Igreja Batista em Ijuí realizou no dia 29 de abril, com início às 18 horas, o seu tradicional programa para as crianças acolhidas e participantes do Núcleo Social de Ijuí, do Lar da Criança. O programa teve a participação de alunos do projeto Wake Up, da Faculdade Batista Pioneira, que realizaram período de cânticos, contação de histórias e brincadeiras. Depois, o grupo de irmãs serviu cachorro-quente, refrigerante e bolos. O Lar agradece nossa querida MCA e a toda igreja por mais este momento especial repleto de carinho, dedicação e envolvimento proporcionado às nossas crianças e adolescentes.

Toledo, PR – Em agosto próximo completaremos um ano de reformas, que é o prazo para término das obras. Tem sido um período no qual desfrutamos os cuidados incondicionais de Deus, inclusive nos dando paciência. Nosso principal objetivo é oferecer um lugar acolhedor e mais aconchegante, propiciando melhor qualidade para os internos que recebem aqui todas as condições para uma vida digna e tranquila. Você pode nos conhecer melhor através do site da Pioneira (www.pioneira.org.br) ou pelo Facebook (www.facebook. com/larirmaos.dentzer) e, quem sabe, no futuro, fazer parte da nossa família – tendo o seu cadastro fica bem mais fácil! Caso tenha desejo de participar conosco do término desta obra, entre em contato, pois temos diversas necessidades e você pode nos ajudar em alguma delas.

Programa especial em homenagem às mães Ijuí, RS – O Lar da Criança e o Núcleo Social de Ijuí promoveram no dia 3 de maio, sábado, uma programação especial para as mães dos programas de acolhimento e socioeducativo. O programa aconteceu na Igreja Batista Esperança, iniciando com a saudação do diretor do Lar, Leandro Corrêa, seguido de músicas, quebra-gelo, palavra do Pr. Luiz Leidner (capelão do Lar), apresentação de música e mensagem das crianças em powerpoint, finalizando com entrega de presente e um gostoso chá. Agradecemos a Deus, às empresas e amigos que realizaram doações, voluntários e equipe de trabalho, pela realização do evento.

Projeto Alimentação Saudável no LID Toledo, PR – Dando prosseguimento ao Projeto Alimentação Saudável no Lar Irmãos Dentzer, a nutricionista Josimara Alegre promoveu um modo divertido de orientar a prática de uma alimentação saudável através de um bingo, no qual os prêmios foram frutas. O objetivo é o incentivo ao consumo destas diariamente, pois além de serem ricas em vitaminas e fibras, substituem os doces e promovem melhor qualidade na alimentação dos idosos.

Aniversário de 9 anos do CAIS Ijuí, RS – É com grande alegria que o CAIS comemorou no dia 15 de abril seu 9º aniversário. Foi um momento inesquecível para toda comunidade surda de Ijuí e região. Celebramos um culto de aniversário, tivemos a participação de pessoas que fizeram parte da história e que ajudaram a relembrar as atividades desenvolvidas durante todos esses anos. Pudemos participar de um momento de comunhão em que atividades foram desenvolvidas. Somos gratos a Deus, às igrejas e por todos que de alguma forma se envolveram e acreditaram no CAIS nestes 9 anos. “Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres” (Sl 126.3).

11


JUNTA DE EVANGELISMO E MISSÕES

Conferência Missionária na França Nos dias 15 a 17 de maio de 2014, aconteceu a Conferência Anual da EBM International em Orsay (França), com mais de 60 delegados das convenções batistas parceiras na obra missionária mundial. Eram mais de 20 países representados, tanto da América Latina como da África, Índia e Europa. Foram compartilhadas notícias missionárias dos campos onde existe parceria da EBM, das quais destacamos: a lenta recuperação econômica e social de vários países europeus; as dificuldades econômicas, políticas e sociais dos países centro africanos; os projetos de cooperação, especialmente os realizados entre convenções do hemisfério sul; avivamento cubano com plantação de centenas de igrejas nos lares. Na foto, os brasileiros presentes no encontro: Rui Teske, Airton Nickel, Carlos e Marli Waldow, Simone Heimann e Samuel Esperandio.

IGREJAS

Culto de gratidão pelos 30 anos de ministério do Pr. Manfredo Landenberger Cotia, SP – No dia 6 de abril aconteceu em Cotia o culto de gratidão pelos 30 anos de ministério do Pr. Manfredo Landenberger. Foi realmente uma festa de gratidão a Deus, com a participação da vizinhança do Lar, funcionários e internos, membros da congregação, membros da igreja mãe (IBASP) e também do executivo da Pioneira, Pr. Samuel Esperandio. No culto festivo, pregou o Pr. Marcelo Cavalcante (da igreja do Calvário, RJ), igreja onde o Pr. Manfredo iniciou o seu ministério. Desejamos ao Pr. Manfredo as bênçãos de Deus na continuidade do seu ministério que tem sido extremamente importante em Cotia. Na foto, da esquerda para a direita: Rui Teske, Pr. Samuel, Pr. Evaldo, Pr. Manfredo, Edith Landenberger, Valdir Pydd e Joaquim Braun.

Batismo fruto do Acajumer em Candeia Candeia, Santa Rosa, RS – A Igreja Batista de Candeia encerrou o ano de 2013 no dia 31 de dezembro com muita festa, pois além de celebrar com gratidão as experiências e vitórias, foram recebidos como membros através do batismo 8 juniores, sendo que 7 deles aceitaram Jesus num Acajumer. Com isso, ressaltamos como é importante enviarmos nossos juniores, adolescentes ou jovens para os acampamentos. Sempre é um investimento que vale a pena fazer. Os nomes são (da esquerda para a direita): Julia Petry, Manuella Thober, Ana Carolina Bortoli, Letícia Hasper, Gustavo Felipe Meyer Philippsen, Timóteo Augusto Fischer, Matheus Waldow e Marcelo Henrique Hasper. Atrás, pr. Guido Wehrmann.

Dia Especial da EBD em Nova Ramada

Nova Ramada, RS – No dia 26 de abril de 2014, a PIB Nova Ramada comemorou o Dia Especial da EBD. A programação foi preparada pelos superintendentes Elimar e Rochane juntamente com a obreira Ingelid e toda equipe de professores da EBD. A programação se dividiu em quatro etapas. Na 1ª etapa apresentou-se cada classe com seus respectivos professores, números de alunos matriculados, tema que está sendo estudado, teatro e testemunhos sobre os grandes benefícios que esta escola proporciona. Na 2ª etapa houve um intervalo – o coffee break – proporcionando alegria e comunhão entre os irmãos presentes. Na 3ª etapa aconteceu uma palestra com a obreira Ingelid sobre o tema “A EBD pode ser relevante ainda hoje”, falando do início da EBD, sua história, seus objetivos e seus benefícios. Na 4ª etapa aconteceu uma gincana bíblica para testar os conhecimentos bíblicos dos alunos, pagamentos de micos, humor, descontração e muita alegria entre os participantes. A EBD na PIB Nova Ramada sempre foi e continua sendo um departamento de grande relevância no estudo da Bíblia e no crescimento espiritual da igreja. Agradecemos a Deus por ter nos proporcionado essa bênção; a Ele toda honra e toda glória. – Marilei Uhde (Secretária)

12


IGREJAS

Batismos na PIB Rondon

Marechal Cândido Rondon, PR – O domingo de 27 de abril foi um dia de festa para igreja rondoniense. Foi com muita alegria que, pela manhã, os candidatos ao batismo tiveram a oportunidade de testemunhar as suas conversões e confissões de fé. À noite ocorreu o culto de louvor e adoração, com o batismo e a celebração da ceia. Foram batizados: Ana Carolina Cordeiro de Goes, Claudia Vanessa Conde Braga, Gabriela Wengrat, Gustavo Francisco Scherer, Luiz Felipe de Lima Scherer, Maria Andrea Martinez Machado, Matheus Lima Cabral Belliato, Otavio Rodrigues Gerke e Tales Rheinheimer. – Fernando Wondracek

30º Aniversário da Igreja de Pato Bragado

Pato Bragado, PR – “Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres” (Sl 126.3). Gratos a Deus pela graça e misericórdia, a Igreja Batista de Pato Bragado completou no dia 5 de fevereiro seus 30 anos de existência. Porém, as celebrações aconteceram nos dias 15 e 16. No dia 15 tivemos no culto uma palavra do presidente da PIB de Marechal Cândido Rondon (nossa igreja-mãe), Jean Aleixo, que esteve acompanhado pelos demais irmãos da igreja. O presidente da igreja local, Ageu J. Fidler, realizou a leitura da Ata de Abertura da igreja com os nomes de todos os seus membros fundadores. O momento musical ficou sob a regência da irmã Marta Seifert, juntamente com o Coral da Igreja Batista Pioneira de Guaíra. O Pr. Almir Seifert trouxe uma mensagem sobre a importância do testemunho. Após o culto, foi servido um delicioso bolo no salão da igreja, para todos os presentes. No domingo, dia 16, foi a vez do grupo de jovens da PIB de Nova Santa Rosa, com vários cânticos de louvor. O Pr. Waldi Frey falou sobre sensibilidade para com os irmãos e após o culto foi servido bolo no salão da igreja para todos os presentes. Agradecemos a Deus pelas igrejas, pastores e todos que se alegraram conosco em uma data importante para a Igreja Batista de Pato Bragado. – Pr. Manoel L. de Oliveira

Batismo na Igreja Batista de Pato Bragado Pato Bragado, PR – O dia 27 de abril de 2014 foi uma data festiva para a Igreja Batista de Pato Bragado, pois desceram as águas para o batismo os irmãos: Keli E. Goll, Gesilbel C. Machado, Emileni G. Acuña, Erickles Acuña, Carine E. Goll, Amanda L. A. Campos, Jaqueline Sackmann, Jacson Cesar e Raquel Levandowski. Também foram aceitos como membros da igreja por aclamação os irmãos: Juarez Cita, Nilce Cita, Diego Cita, Elisandra Goll, Gilmar Pinot e Sirlei Pinot. O culto foi marcado pela alegria e comoção de todos que estavam presentes neste dia alegre e especial, sendo ouvidos também o testemunho pessoal dos batizandos que testificaram sobre suas experiências cristãs desde o momento em que aceitaram a Jesus como suficiente Salvador de suas vidas. Em seguida, desceram as águas para o batismo. Estiveram presentes neste dia os familiares, amigos e irmãos da igreja. Depois do batismo, tivemos a Ceia do Senhor, onde os novos irmãos em Cristo puderam participar junto com todos os membros, sendo depois servido um delicioso almoço de confraternização, seguido de uma tarde muito agradável de comunhão com os irmãos. Como igreja, desejamos que Deus continue abençoando estas vidas e que possamos continuar contribuindo para a proclamação do Reino de Deus onde quer que estejamos. – Sâmela F. de O. Guse (Secretária)

Ordenação e posse na PIB de Ijuí

Ijuí, RS – CONVITE PARA DOIS GRANDES EVENTOS: com esse título é que divulgamos o que ocorreu dia 8 de março de 2014 aqui na Primeira Igreja Batista em Ijuí: a ordenação do Obreiro Ricardo Henrique Müller Mattana ao Ministério Pastoral, dando continuidade ao seu ministério na PIBI, onde ele já serve há mais de um ano; posse do Pastor Claiton André Kunz, para integrar o nosso Ministério Colegiado. Foi uma celebração do mais alto estilo e profunda inspiração. A foto é dos dois casais, com oração do Pr. Ederson Malheiro Menezes, encerrando aquela solenidade histórica. Seguem dois textos: EM DESTAQUE, com os traços biográficos, e O HOMEM DE DEUS, com a qualificação espiritual de cada um. Traços biográficos do Obreiro Ricardo Mattana Natural de Santo Ângelo (RS). Casado com Rucimeire Freitas Mattana. Conversão em 2005 num congresso da JUMAP. Participava da Primeira Igreja Batista em Santo Ângelo, onde foi batizado em 2007. Nesse mesmo ano teve a convicção do chamado de Deus para o Ministério Pastoral. Bacharel em Teologia em 2011, pelo Seminário Teológico Batista de Ijuí. Atualmente faz o Curso de Direito na UNIJUÍ. É missionário da JUMAP desde 2011. Em Assembleia Ordinária da PIBI, em 09/12/2012, foi convidado para exercer o seu ministério nesta igreja como obreiro, cuja posse aconteceu nessa mesma assembleia, já integrando o nosso Ministério Colegiado. Na assembleia de 18/08/2013, a igreja solicita da Ordem dos Pastores o seu exame com vistas ao pastoreio que ocorreu no Congresso da Ordem dos Pastores em 16/10/2013, em Treze Tílias (SC), cujo parecer recomendando a sua ordenação foi lido na assembleia desta igreja em 10/11/2013. Finalmente, na assembleia de 19/01/2014 foi definida a data de sua ordenação ao Ministério Pastoral, como acontece hoje, aqui e agora. Traços biográficos do Pr. Dr. Claiton André Kunz Nascimento em Concórdia (SC), 29/01/1975 e conversão em setembro de 1992. Batismo em 1993 na Congregação Batista de São Miguel do Oeste (SC). Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista de Ijuí em 1999. Em 2000 atuou no campo missionário em Getúlio Vargas (RS), retornando para Ijuí em 2001 como professor no seminário de sua formação, onde está até hoje, que é a Faculdade Batista Pioneira. Com sua ordenação ao Ministério Pastoral, exerceu o pastoreio interino da Congregação Batista Pioneira Esperança em duas ocasiões. Bacharel em Filosofia pela UNIJUÍ. Mestre em Novo Testamento pela Faculdade Teológica Batista (SP). Mestre e Doutor em Teologia com ênfase em Bíblia pela Escola Superior de Teologia (RS). Diretor Geral da Faculdade Batista Pioneira, Coordenador Acadêmico e Professor. Professor do Mestrado em Teologia da Faculdade Teológica Batista do Paraná. Casado com a Professora Dra. Marivete Zanoni Kunz e pai de Hannah Zanoni Kunz. Em assembleia da PIBI em 10/11/2013, foi convidado para integrar o Ministério Colegiado desta igreja. O HOMEM DE DEUS “Toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. E isso para que o homem de Deus esteja completamente preparado e pronto para fazer todo tipo de boas ações” (2Tm 3.16-17). A Bíblia ensina a maneira certa de viver com um propósito ou para um resultado. O sentido de “para que” tem estas duas ideias: propósito e resultado. A Bíblia usada dessas maneiras acima referidas tem como propósito atingir este resultado: que o homem de Deus esteja completamente preparado e pronto. 1Timóteo 6.11 tem sua identidade: “Mas você, homem de Deus, viva uma vida de honestidade, dedicação a Deus, fé, amor, perseverança e humildade”. A exigência de Deus para o homem de Deus é que ele esteja completamente preparado. Preparado nestes dois aspectos: 1. PREPARO PESSOAL. As qualidades são: honestidade, dedicação a Deus, fé, amor, perseverança e humildade. Além dessa lista, há outras com mais virtudes, como Filipenses 4.8, que acrescenta a verdade, a justiça e a pureza. Sem esses valores o líder cristão, pastor ou não, não é um verdadeiro homem de Deus. Esta é a outra exigência: 2. PREPARO FUNCIONAL. “...e pronto para fazer todo tipo de boas ações”. Esse homem de Deus, preparado nesses dois aspectos, não apenas sabe que deve e pode servir: ele quer servir. Ainda mais: ele sabe servir. Entre muitos outros, este culto de 08/03/2014 apresenta dois homens de Deus: o Ob. Ricardo Mattana, cuja ordenação ao Ministério Pastoral oficializa e confirma seu pastoreio nesta igreja. O outro é o Pr. Claiton Kunz que toma posse para também integrar o nosso Ministério Colegiado. Dois homens de Deus, como pessoas certas, no lugar certo, no tempo certo e da maneira certa. – Pr. Oswaldo Mancebo Reis

13


TEMA DO MÊS

CONVIVER BEM É POSSÍVEL! ATÉ COM OS SOGROS! O casal Felipe e Luciana volta da Lua de Mel todo entusiasmado para começar sua nova vida e chega em casa: “Surpresa!”. Os pais da noiva tocam a campainha trazendo a primeira compra de supermercado. Os recém-casados agradecem e, meio constrangidos, convidam-nos para comerem uma pizza. Toca a campainha novamente: “Surpresa!”. Chegam os pais do noivo. E que coincidência, também trazem uma compra de supermercado! Claro, também são convidados para a pizza. Algumas pessoas podem olhar para esta cena e não perceberem nada demais. Outros podem considerar inconveniente a atitude destes pais. Cada família vive um contexto. Mas, no caso deste casal, estes sogros eram bem protetores e tratavam seus filhos como se eles ainda fossem solteiros. Não deixavam que assumissem a responsabilidade de uma vida conjugal. Alguns filhos e pais passam por dificuldades no momento de cortar o “cordão umbilical emocional”. Isto devido à ligação extremamente forte entre pais e filhos. Ao longo dos anos da convivência entre eles, por vários fatores, não houve uma autonomia gradual e sucessiva que precisava ter acontecido a cada etapa do desenvolvimento infantil e da adolescência. Ao chegar a vida adulta, essa transição de saída da casa dos pais, para iniciar uma nova família, fica bem difícil e causa sofrimento a ambas as partes. É necessário entender que ninguém está abandonando um ao outro. Os pais continuarão a serem pais. Os filhos continuarão a serem filhos. Mas os papéis e funções serão diferentes. Antes de se casar, a dedicação dos filhos é aos pais. Depois do casamento, esse filho passa a dedicar-se ao cônjuge. Encontramos na Bíblia uma grande ênfase neste princípio em Gn 2.24 e Ef 5.31: “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe, se unirá a sua mulher e eles se tornarão uma só carne”. Uma coisa sempre me intrigou: porque será que nesse texto, a recomendação de deixar pai e mãe é utilizada a palavra “homem”? Será que é porque é mais difícil para o filho separar-se da sua mãe? Eis a questão! Só para reforçar: o princípio de deixar pai e mãe é para os dois cônjuges! Honrar, Sempre! Os filhos, mesmo depois de casados, precisam continuar a honrar aos seus pais. Nisto a Bíblia também é muito clara. Desde os Dez Mandamentos (Ex 20.12 cf. Dt 5.16) até o Novo Testamento em Ef 6.2-3, “honra teu pai e a tua mãe – este é o primeiro mandamento com promessa – para que tudo corra bem e tenhas longa vida sobre a terra”. Existem maneiras bem práticas que o casal pode honrar seus pais: fazendo visitas periódicas, convidando-os para um almoço ou jantar em sua casa, dar um telefonema para ter notícias, acompanhar a um médico. Enfim, ficar atento às suas necessidades, conforme a idade vai chegando. A boa convivência entre o casal e os sogros. Apesar de existirem muitas piadas e brincadeiras sobre sogras, é possível ter uma convivência harmoniosa com os sogros. Eu fui muito abençoada nesta questão. A minha sogra, D. Genny Boanaiuti Leoto, me acolheu como uma filha. Eu sou do interior, vim estudar na capital paulista aos 18 anos, quando comecei a namorar o Sergio Leoto, meu marido. Aos finais de semana convivíamos juntos, na mesma igreja, nos almoços de família, etc. Enquanto meus sogros ainda eram vivos, pudemos aprender muito com o exemplo de vida deles e sua fidelidade a Deus. A Bíblia comprova que entre sogra e nora, cujo relacionamento é retratado pelo senso comum, como um dos mais conflitantes, é possível existir harmonia. Rute e Noemi são os maiores exemplos de uma relação de amor e honra entre sogra e nora. No livro de Rute, está narrada esta maravilhosa história. Elimeleque, marido de Noemi, morreu e mais tarde também seus dois filhos. Ficaram viúvas a sogra Noemí e suas duas noras, Orfa e Rute. A primeira decide voltar para a terra de seus pais. Mas Rute prefere ficar com a sogra e faz a maior declaração de cumplicidade citada em muitos casamentos: “porque onde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus” (Rt 1.16). Noemi queria o melhor para Rute e Rute queria o melhor para a sua sogra. A história segue e o plano divino continua. Essas duas mulheres fazem parte da genealogia de Jesus, pois de Rute veio Jessé que foi pai do Rei Davi, do qual Cristo tem sua raiz. Deus honrou o coração de serva de Rute em sua dedicação à sua sogra e à fidelidade que ambas tiveram para com Ele. Uma boa convivência é possível! Genros, noras, sogros e sogras: é possível viver bem e de maneira saudável. Mas é necessário considerar algumas regras básicas para uma boa convivência: Aos sogros: - Deem conselhos quando os filhos pedirem. Caso queiram compartilhar uma ideia, mesmo que eles não peçam, façam como uma sugestão e não deixe soar como uma ordem ou imposição. Usem palavras como: “Posso dar uma sugestão?”. - Ao dar um presente, avise antes a sua intenção e se possível dê alternativas de escolha, como cor, marca, tamanho, etc. - Dê o presente, sem esperar nada em troca. Cuidado com a manipulação e controle: “Vamos dar um apartamento para vocês, mas queremos que…”. - Alguns pais oferecem uma ajuda mensal financeira ao casal. Isso estimula a viver um padrão que não podem sustentar e também não contribui para que se tornem independentes, tanto financeiramente como emocionalmente.

14

- Respeite a liberdade do casal tomar as decisões por conta própria. Aos filhos: - Não deixem de visitar seus pais, convidá-los para estar em sua casa, levá-los a passeios e atender às necessidades emergenciais, conforme a idade for chegando. - Não abusem da boa vontade dos sogros. Eles também precisam de privacidade. Requisitálos a todo o momento, não sair de suas casas, estar sempre lá para almoçar ou jantar, deixar os filhos para eles cuidarem sem pedir licença é falta de respeito. - Quando precisar dar uma resposta negativa a um dos sogros, que seja o próprio filho que dê a informação. Uma sogra detesta ouvir um “não” da nora! Por exemplo: a sogra liga convidando para ir jantar aquela noite em sua casa, pois fez o prato predileto do filho: dobradinha! A nora atende ao telefone. Ela detesta dobradinha e não quer ir jantar na sogra neste dia. Pois justamente hoje, ela se inspirou e fez a panqueca que ele tanto gosta. E agora? Ela cumprimenta a sogra, ouve atentamente o convite e passa o telefone para o marido dizer para a mãe que infelizmente, hoje será impossível irem jantar em sua casa. Mas promete ir amanhã. Ou já deixa marcado o dia em que poderão comparecer, para comer o delicioso prato que ela preparou. Dá para escrever um tratado de como conviver bem na grande família. Afinal, não tem saída, quando se casa, o fazemos com toda a família. É preciso aprender a lidar com o cônjuge, mas o fato é que também é importante saber conviver com os outros membros da família. Um relacionamento ruim com os demais torna a vida do casal um inferno e traz muitos problemas para todos. Muitos divórcios são causados por falta de sabedoria no tratamento dos familiares como sogros, cunhados, genros e noras e demais. A Bíblia nos exorta a mantermos a paz e em Romanos 12:17-18, Paulo diz que é preciso esforço e disposição para isso. Se cada um fizer a sua parte, já será um bom começo para que se construir uma relação saudável entre todos! – Psicóloga Magali Leoto

FALECIMENTOS

Wili Wolbolt

05.12.1929 – 06.05.2014 Lajeado Terêncio, Novo Machado, RS – Faleceu, no dia 6 de maio de 2014, o irmão Wili Wolbolt, filho de Roberto Wolbolt e Alvina Witoski Wolbolt. Nascido aos 5 dias do mês de dezembro de 1929. Batizado no dia 20 de abril de 1962 pelo Pr. Roberto Busch na Igreja Batista de Lajeado Terêncio. Era casado com Anita (Sining) Wolbolt desde o dia 27 de abril de 1954. Este matrimônio foi abençoado com 3 filhos, dois filhos homens e uma mulher. O estado de sáude do irmão Willi se agravou desde o mês de fevereiro deste ano e ele veio a falecer dia 6 de maio no hospital de Tucunduva aos 84 anos, 5 meses e 1 dia. Deixa enlutados sua esposa Anita, os três filhos, irmãos, amigos. Nossos votos de consolo no Senhor aos familiares. – Pr. Héldor Sackvil


ORDEM DOS PASTORES BATISTAS DO BRASIL

Vida pastoral: profissão ou vocação, diante das relações de cuidado? Inicio esta reflexão com uma pretensa correlação entre a atividade pastoral e a atividade médica. E percebo, por exemplo, que na atividade médica, obviamente vinculada às questões do cuidado, se espera e, também, exige-se algumas prerrogativas, a saber, efetiva formação acadêmica, períodos práticos de adaptação à rotina, formação complementar1 e, não raro, a partir da expectativa de quem receberá cuidado, experiência. Pode-se perceber, portanto, nestas primeiras palavras que a vida médica exige daquela e daquele que pretende embrenhar-se nesta jornada, comprometimento. Assim, soaria inusitado para quem recebe atendimento médico, saber que em outro período do dia, quem lhe atende, estaria projetando prédios (como arquiteto), por exemplo. Não seria recebido, pelo menos, como uma notícia normal e para outras pessoas, quem sabe, até mesmo, inaceitável. Motivo? Comprometimento e demandas na causa médica. É comum pensar que algumas pessoas são atraídas para determinadas profissões, como as viabilizadas pela medicina, pelo status, pela remuneração e/ou pela ascensão ou manutenção social. Poderia surgir, portanto, outra questão: comprometimento teria relação com uma visão mais holística, integral e integrativa, ou seja, que percebe mais do que a própria realidade, visando os seus desejos e objetivos individualistas. Algumas pessoas chamariam isto de vocação. Empiricamente, poderíamos fazer um exercício de lembrança dos momentos em que dizemos, após uma consulta médica: “– Isto sim foi um atendimento médico!”. E porque motivo se expressaria de tal forma? Por perceber mais do que somente um exigente conhecimento técnico (de extrema importância, aliás); mas, também, “interesse”, “jeito”, “tato”, “criatividade”, “talento”, “feeling” ou – melhor – vocação. Talvez você esteja se perguntando: “– Que relação tem isso tudo com a vida pastoral?”. Antes de tentar responder, permita-me partilhar, ainda, intrigante lembrança sobre comentários que ouvi em época de formação teológica. Dentre estes, quando busquei saber das motivações que traziam as pessoas ali, escutei diversas explicações, mas um conjunto destas tomou volume em diversas vozes, e dizia, basicamente, que não teriam conseguido passar em outros vestibulares e, assim, entenderam que Deus lhes encaminhou para a vida pastoral. Lembra quando, acima, visitamos algumas motivações para a vida médica: status, remuneração, ascensão ou manutenção social? Em que pese todas as diferenças técnicas entre estas duas formações; não seriam estas duas áreas correlatas nas questões de cuidado? Não teriam ambas, exigências fortes relativas à formação? Não seria de se esperar, além da formação básica, interesse – por parte de quem as exercem – nas relações interpessoais advindas da rotina, empenho por formação valorosa, complementar, contínua2 e, ainda, acompanhamento em período de ingresso a cada uma destas atividades? Além do mais, não caracterizaríamos como ideal se a pessoa empenhada em fazer o melhor, não tivesse – também – esta marca distinta: vocação?! Enfim, como soaria saber de quem lhe traz cuidado pastoral, que noutro período do dia, projetará prédios? É proibido? Obviamente que não! Mas, certamente – neste caso – estaríamos falando de igreja com porte para manter diversas (quantidade) e diversidade (qualidade) de linhas de cuidado para o manejo pastoral. Seria esta, entretanto, a realidade da maioria de nossas igrejas? Ocorre-me, portanto, pensar em como se tem encarado a vida pastoral? É profissão, com ênfase nas exigências de formação técnica/acadêmica? É vocação, que – milagrosamente – “dispensaria” exigente formação? Se tivéssemos espaço para tanto, muitas das pessoas leitoras, agora, poderiam trazer exemplos que lhes foram positivos e negativos diante destes dois últimos questionamentos. Mas quero crer, ainda, e na medida do possível, que temos a expectativa de conjugar ambos: exigências de caráter profissional e qualidades vocacionais. Diante disto, como reflexão e encorajamento, partilho o que assevera Sobrinho, “A vocação pastoral é espinhosa demais, desafiadora demais para ser desenvolvida apenas com recursos humanos [...] tem que ter uma capacitação sobrenatural para poder atender às demandas do ministério pastoral.”3 Ainda, amorosa dedicação dá sabor, tempera e faz diferença em qualquer atividade: “Só um ser livre pode doar-se totalmente ao outro ou a

1  Impressões a partir de site especializado em profissões. Guia do Estudante. Disponível em: <http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/saude/medicina-690586.shtml>. Acesso em: mai. de 2014. 2  Abordagem bastante oportuna e partilhada na perspectiva de eminente sociólogo polonês: BAUMAN, Zygmunt. Vida líquida. 2. ed. revista. Rio de Janeiro, RJ: Zahar, 2009. 210 p. Em especial, no capítulo “Aprendendo a andar sobre areia movediça”. p. 151-166. 3  SOBRINHO, João Falcão. Agora sou pastor: orientações e conselhos práticos para pastores. Curitiba: A. D. Santos Editora, 2011. p. 5.

uma causa.”4; e livre pode significar não ir adiante nesta ou naquela direção por pressões externas: status, remuneração, ascensão, manutenção social e/ou insucesso em um ou outro vestibular; pelo contrário, significa conjugar e considerar o alheio, a outra pessoa. Requer compaixão, portanto, “tão necessária face ao oceano de sofrimento em que estão mergulhadas a humanidade [...]”5. Enfim, significará, muitas vezes, “assumir o lugar do outro, não deixá-lo sofrer só, oferecer-lhe um ombro, estender-lhe uma mão, chorar junto e pôr-se solidariamente no mesmo caminho, lado a lado.”6 Isto requererá comprometimento e, também, trará o preço para tanto. Assim, tão necessário quanto este empenho para com outras pessoas, será um olhar de cuidado sobre si, também. Na perspectiva de continuidade sadia, relativa para com a própria atividade pastoral, necessário será fomentar e exercer cuidado pessoal.7 Encerro esta reflexão, queira Deus de caráter encorajador, com as palavras da engajada psicóloga para com as efetivas relações de cuidado, Roseli Kühnrich: Nas relações de ajuda, o cuidar pressupõe que há alguém que cuida e alguém que é alvo deste cuidado. Contudo, cuidar de si mesmo é o cuidado que se dá intrinsecamente, ou seja, o indivíduo é ao mesmo tempo o que cuida e o que é cuidado.8 – Pr. P. Felipe T. Almeida Doutorando em Teologia (Bolsista da Capes).

4  BOFF, Leonardo. O cuidado necessário: na vida, na saúde, na educação, na ecologia, na ética e na espiritualidade. Petrópolis: Vozes, 2012. p. 192. 5  BOFF, p. 194 6  BOFF, p. 194 7  Encorajo, enfaticamente, a leitura da obra desta especialista na temática do cuidado a cuidadores: OLIVEIRA, Roseli Margareta Kühnrich de. Pra não perder a alma: o cuidado aos cuidadores. São Leopoldo, RS: Sinodal, 2012. 111 p. Em especial, o capítulo “Olhando para quem cuida”. p. 43-76. 8  OLIVEIRA, Roseli Margareta Kühnrich de. Pra não perder a alma: o cuidado aos cuidadores. São Leopoldo: Sinodal, 2012. p. 45.

FAMÍLIA

Bodas de Prata de Ivair e Gládis Candeia, Santa Rosa, RS – Aconteceu no dia 15 de março de 2014 a comemoração de Bodas de Prata de Ivair e Gládis Neitzke. O culto foi dirigido pelo Pr. Guido Wehrmann e teve a presença de familiares e amigos, contando com a participação especial do Pr. Erich Luiz Leidner que realizou o casamento há 25 anos. O Pr. Luiz levou a mensagem ao casal, e a noite teve momentos especiais que contaram um pouco desses 25 anos – desde o namoro até hoje –, como também a renovação dos votos que emocionaram a todos. O casamento é a maior promessa de amor, e essa promessa completou 25 anos. Que Deus continue a preservar esta união! – Solange Neitzke (filha do casal)

15


TEMA DO MÊS

89ª Assembleia da Convenção Batista Pioneira do Sul do Brasil INSCRIÇÕES: pelo site www.pioneira.org.br com emissão de boleto Mensageiros (com credencial da igreja*) e Visitantes: • R$ 90,00 até o dia 15/junho • R$ 100,00 após o dia 15/junho • R$ 100,00 durante o evento (sem garantia de pasta do congressista) *Carta Credencial para mensageiros: fazer o download no site www.pioneira.org.br ou solicitar por e-mail secretaria@pioneira.org.br. OPÇÕES DE HOSPEDAGEM: 1. Hotéis: As reservas devem ser feitas por telefone na recepção dos hotéis, usando a senha: “PIONEIRA” • HOTEL MONTANHEZ MAQUARDT (100 vagas): telefone (27) 3263.2130 ou 3263.2173 Quarto para 4 pessoas: R$ 170,00/diária; Quarto para 3 pessoas: R$ 145,00/diária; Quarto duplo: R$ 100,00/diária; Quarto individual: R$ 55,00/diária; • HOTEL POMERHAUSS (80 vagas): telefone (27) 3263.1718 ou 3263.2343 Tipo de Acomod. Quarto single Quarto duplo Quarto triplo Quarto quádruplo

Standard R$ 50,00 R$ 90,00 R$ 140,00 R$ 170,00

Master R$ 60,00 R$ 100,00 -

Special (Casal) R$ 75,00 (c/AC + 10,00) R$ 105,00 (c/ AC + 20,00) R$ 150,00 (c/ AC + 30,00) R$ 190,00 (casal + 2 camas solt.)

2. Econômica: Vagas limitadas nas dependências do templo (Taxa única: R$ 50,00) 3. Residências: Vagas limitadas conforme data da inscrição (gratuito) ALIMENTAÇÃO: As fichas deverão ser adquiridas no local da assembleia, ao preço de R$ 144,00 pelas seguintes refeições: jantar da quarta-feira até o almoço do domingo. OPÇÕES DE TRANSPORTE 1. Rodoviário – ônibus especial: - A opção de transporte rodoviário foi cancelada em função do baixo número de inscritos até o prazo previsto; - Quem preferir ir de ônibus até Vitória, favor informar por e-mail (secretaria@pioneira.org.br): procedência, empresa e horário da chegada em Vitória; 2. Aéreo: - Ida: em 29 ou 30/07; - Retorno em 03 ou 04/08; compra direta pelos passageiros. - Favor informar número dos voos e horários pelo e-mail secretaria@pioneira.org.br - Translado (Van, Micro-ônibus ou ônibus): Ida e Volta R$ 50,00 por pessoa, sendo: 1. Vitória para SMJetibá: 29/07 às 15h e 18h; 30/07: 11h, 14h, e 16h; 2. SMJetibá para Vitória: 03/08 às 12h, 14h e 15h; 04/08 às 5h e 8h. Obs.: Em função dos horários de translado, encarecemos que, logo após sua inscrição pelo site, os mensageiros e visitantes informem os dados dos seus vôos pelo seguinte e-mail, A/C de Roberta: secretaria@pioneira.org.br

16


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.