Issuu on Google+

1

________________________________________________________________________________Por Carlos Coléct

|| Reflexão || REVELAÇÃO DA BONDADE DO ETERNO Sabemos que o Eterno revelou a Sua Constituição ao seu Povo no Sinai, porém as tábuas do contrato foram quebradas por Moisés ao ver o Povo celebrando diante de uma imagem, a qual foi feita para representar o Eterno, mas o Eterno não tem forma como o ídolo das Nações. Mas algum tempo mais tarde Moisés pede para que o Eterno revele sua glória a Ele, ou seja, a sua Kavod, a essência de quem Ele É, aquilo que faz o Eterno ser quem é. E neste contexto, o Eterno diz : Êxodo 33:19 ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do SENHOR diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer. E continua dizendo: Êxodo 33:20-23E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá.Disse mais o SENHOR: Eis aqui um lugar junto a mim; aqui te porás sobre a penha.E acontecerá que, quando a minha glória passar, pôr numa fenda da penha, e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado.E, havendo eu tirado a minha mão, me verás pelas costas; mas a minha face não se verá. E após fazer passar a sua Chessed (bondade), o Eterno diz para Moisés subir novamente ao Monte para receber as novas Tabuas do contrato, ou seja, da Torah. Este acontecimento, me faz compreender que o Eterno estava ali em Moisés trazendo uma representação da Restauração da Aliança com o seu Povo futuramente na pessoa de Yeshua.Por que? Porque a aliança( Torah ) havia sido quebrada, as tábuas foram quebradas devido a adulteração do Povo.O Povo se desviou em meio a espera, e nisto o Eterno diz a Moisés " terei misericórdia de quem eu quiser, me compadecerei de quem eu me compadecer" se referindo ao Povo, e assim passa a sua Chessed ( bondade) e Moisés vê por entre a Rocha , a qual sabemos representa Yeshua , a ROCHA POSTA EM SIÃO, a Bondade do Eterno se revela novamente ao Povo, e assim pela segunda vez a Aliança (Torah) é dada, como assim está descrito no cap 34 de Shemot (Exodo), logo após este acontecimento. Essa é a "graça" que os discípulos de Yeshua ,no 1º séc, declararam e compreendiam segundo aquilo descrito na Torah e nos Profetas acerca da vinda do Messias, ou seja, em Yeshua a "chessed" (bondade) do Eterno se manifesta trazendo pela segunda vez a Torah.


2

E podemos perceber que Paulo aos Romanos tinha esse entendimento ao falar sobre a fidelidade do Eterno para com sua palavra dita a Israel, pois Paulo cita este texto de Exodo 33 para falar da restauração da Aliança nos remanescentes de Israel: Romanos 9:13-15 Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú.Que diremos pois? que há injustiça da parte de Elohim? De maneira nenhuma.Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia.

Shalom - Carlos Coléct - www.centroteshuva.blogspot.com


REVELAÇÃO DA BONDADE DO ETERNO