Issuu on Google+

1

_______________________________________________________________________Por Carlos Coléct

|| ACEITAÇÃO DO SACRIFÍCIO DE YESHUA || Quero aqui compartilhar um entendimento, o qual poderá soar de forma estranha aos ouvidos de alguns, principalmente aos inseridos dentro da teologia "cristã", pois geralmente se pensa que a aceitação do sacrifício de Yeshua diz respeito a possibilitar o Homem a se RELACIONAR com o Eterno, onde nenhum homem pode se relacionar com o Eterno sem aceitar Yeshua, mas a aceitação do sacrifício de Yeshua não é apenas para que o Homem se relacione , no presente, com o Eterno , mas para que possa HABITAR com Ele futuramente. Bom, o sacrifício de Yeshua está ligado ao retorno da habitação do Homem no Éden.O Homem fora do Éden ainda pode se relacionar com o Eterno, mas o Homem não está apto a HABITAR com Ele. Talvez este seja o que o Eterno desejou transmitir ao revelar a Moisés o Tabernáculo MÓVEL, ou seja, mostrar que a habitação do Nome (identidade) do Eterno dentro do Povo é MÓVEL e ainda não pode ser fixa.E talvez isto também se evidencie na destruição do Templo fixo. O Homem sem o sacrifício de Yeshua PODE SE RELACIONAR com o Eterno, mas não poderá entrar e habitar no Santíssimo, porque não tem o Sumo sacerdote.Ele não poderá habitar na casa com o Pai, pois não passou pelo processo de adoção, não recebeu novamente o direito de ser filho em Yeshua.

João 1:12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o direito de serem feitos filhos de Elohim, a saber, aos que crêem no seu nome; Nosso Povo Israel sempre se relacionou com o Eterno, e depois da primeira vinda de Yeshua, continua se relacionando, ainda que alguns (ainda) não aceitem o sacrifício de Yeshua . Certa vez, Pedro foi chamado para ir até a casa de um homem prosélito de nome Cornélio, e o texto diz que Cornélio, um gentio romano, se relacionava com o Eterno, orava, agia com misericórdia para com o povo e era temente ao Eterno, e ainda teve uma visão da parte do Eterno, e Ele não tinha aceitado Yeshua ainda. At 10.1 -4 Morava em Cesaréia um homem de nome Cornélio, centurião da coorte chamada Italiana, 2 piedoso e temente a Elohim com toda a sua casa e que agia com grande misericórdia ao povo e, de


2 contínuo, orava a Elohim. 3 Esse homem observou claramente durante uma visão, cerca da hora nona do dia, um mensageiro de Elohim que se aproximou dele e lhe disse: 4 Cornélio! Este, fixando nele os olhos e possuído de temor, perguntou: Que é, Senhor? E o anjo lhe disse: As tuas orações e o teu bom proceder subiram para memória diante de Elohim. E como sabemos, Pedro foi até a casa de Cornélio apresentar a obra de Yeshua revelada aos filhos de Israel, o conectando com Israel , e a ressurreição dos mortos.Pedro não falou para que ele se relacionasse com o Eterno, porque ele já se relacionava, mas nesta apresentação do sacrifício de Yeshua houve o acréscimo do Sopro (Ruach -espírito) do Eterno, o qual o habilitaria a conhecer mais da Verdade, e o capacitaria a cumprir seu propósito agora como cooperador da Verdade. Hoje, quem aceitou e quem não aceitou, estão na mesma condição, ou seja, ainda a inclinação do mal habita na carne de todos os Homens. A aceitação do sacrifício de Yeshua só fará “diferença” na ressurreição dos mortos, onde quem aceitou ressuscita para a vida e quem não aceitou ressuscita para a morte. E quem aceitou tem seu corpo revestido de incorruptibilidade , sendo removido a Inclinação do mal (Yatzer hará), e assim a MORTE é vencida, e por fim , se concretizando o sacrifício de Yeshua , habilitando o Homem a Habitar no Reino do Pai (Éden). 1Cor 15:42 Pois assim também é a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória. 1Cor 15:54 E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Vejamos que o foco da mensagem dos discípulos ao apresentarem Yeshua, não estava para que aquele que aceitasse pudesse apenas se RELACIONAR com o Eterno, mas eles falavam de uma HABITAÇÃO no tempo da ressurreição dos mortos. Heb 6:2 o ensino de batismos e da imposição de mãos da RESSURREIÇÃO DOS MORTOS e do juízo eterno. At 23:6 Sabendo Paulo que uma parte do Sinédrio se compunha de saduceus e outra, de fariseus, exclamou: Varões, irmãos, eu sou fariseu, filho de fariseus! No tocante à esperança e à RESSURREIÇÃO DOS MORTOS sou julgado! At 24:21 salvo estas palavras que clamei, estando entre eles: hoje sou eu julgado por vós acerca da RESSURREIÇÃO DOS MORTOS. Notamos que Paulo(Shaul) , algumas vezes foi ao Sinédrio acusado por pregar a ressurreição dos mortos, ou seja, mostrando que a sua mensagem sobre Yeshua, estava ligada a ESPERANÇA da RESSURREIÇÃO DOS MORTOS, na qual ele mesmo declara que se concluirá a salvação realizada em Yeshua, ou seja, na REDENÇÃO DO CORPO. Rm 8.23-25 E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a REDENÇÃO DO NOSSO CORPO. 24 Porque, NA ESPERANÇA , FOMOS SALVOS. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? 25 Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos.


3

Então, ele fala que fomos salvos na esperança, ou seja, ainda aguardamos a salvação , a qual está na ressurreição dos mortos.Dentro da qual, um dos propósito da vinda de Yeshua é ser o primogênito dentro os mortos, isto é, o primeiro a vencer a morte e inclinação do mal na sua própria carne. At 26:23 isto é, que o Messias devia padecer e, sendo o PRIMEIRO da ressurreição dos mortos, anunciaria a luz ao povo e aos gentios. Apoc 1:5 e da parte de Yeshua o Ungido, a Fiel Testemunha, o PRIMOGÊNITO DOS MORTOS e o Soberano dos reis da terra. Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados, 1Cor 15:21 Visto que a morte veio por um homem(Adão), também por um homem (Yeshua) veio a RESSURREIÇÃO DOS MORTOS. E este entendimento me faz pensar que ainda que um judeu , quanto pessoa, ainda que esteja dentro da religião e não aceite o sacrifício de Yeshua, ainda assim, Ele conhece o relacionamento com o Eterno melhor do que qualquer outro povo, pois conhece em sua própria história como o Eterno se relaciona com o Homem. Mas lembrando que qualquer homem de qualquer nação pode se relacionar com o Eterno, ainda que não aceite o sacrifício de Yeshua, e à esses tementes , o Eterno nestes dias está enviando os seus mensageiros (judeus), a fim de apresentarem o sacrifício de Yeshua , revelado aos filhos de Israel, e seu propósito na ressurreição do mortos, e para que assim recebam o Sopro que os habilita no conhecimento e andar na Verdade, assim como foi com Cornélio. At 10.34-36 Então, falou Pedro, dizendo: Reconheço, por verdade, que Elohim não faz acepção de pessoas; 35 pelo contrário, em qualquer nação, aquele que o TEME e faz o que é justo lhe é aceitável. 36 Esta é a palavra que Elohim enviou aos FILHOS DE ISRAEL, anunciando-lhes o evangelho da paz, por meio de Yeshua o Ungido. Este é o Senhor de todos

Shalom Carlos Coléct www.centroteshuva.blogspot.com


ACEITAÇÃO DO SACRIFÍCIO DE YESHUA