__MAIN_TEXT__

Page 1

Sugestão para Roteiro de Celebração XXIII Grito dos/as Excluídos/as – 07 de setembro de 2017

Vida em primeiro lugar!

“POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO O DIA!” ORIENTAÇÕES Este roteiro de celebração do Grito dos/das Excluídos/as, à luz da Campanha da Fraternidade deste ano, sobre os biomas brasileiros e o cuidado com a Criação, já bastante ameaçada, é um subsídio para animadores e animadoras do Grito dos/as Excluídos/as. Por isso pode ser adaptado e usado em celebrações ecumênicas, celebrações eucarísticas, celebrações dominicais da Palavra, atos públicos, entre outras expressões religiosas. Neste momento, tão grave para o nosso país, os direitos do povo estão sendo destruídos e a democracia destituída de conteúdo, enquanto o povo está sendo cada vez mais afastado das decisões. Apesar disso, renascem as lutas e propostas de um mundo diferente do que está aí. Nosso grito não se limita às denúncias, mas ao anúncio de que é possível organizar a vida de outra forma, sem submissão, e discriminação! Entre a vida e a morte, a vida é mais forte! Nos garante o Ressuscitado, Jesus, cujo grito na cruz condensa os gritos dos/das excluídos/das da terra! Convidamos cada local, cada comunidade, movimento social, grupo de rua, a participar ativamente do Grito, que é de todos e todas nós. 1. Animador (Motivar para a entrada com cartazes, símbolos das culturas oprimidas, dos grupos excluídos, e acolher os presentes) Sugestão: iniciar com um canto que motive o clima da celebração L.1. Mulher: Bem-vindas e bem-vindos, todas e todos vocês para esta celebração do 23º Grito dos/das Excluídos/das! Vamos repetir o lema como um compromisso nosso hoje e sempre: T. POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO O DIA! (2x) L.2. Homem: O trabalhador e a trabalhadora gritam todo o dia contra a reforma trabalhista que retiram direitos e tornam mais escravos os trabalhadores! T. POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO O DIA! (2x) L.1. Mulher: O trabalhador e a trabalhadora gritam todo o dia contra a reforma e o desmonte da previdência – pois querem usar o dinheiro para pagar as dívidas contraídas pelo Estado. Querem promover a previdência privada e dificultar ao máximo a aposentadoria das pessoas. T. POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO O DIA! (2x) L.2. Homem: Cada vez mais caras a luz, a água, o transporte. Cada vez fica mais difícil a segurança, a moradia e a saúde. Pai, ó Pai Nosso, quando é que este mundo será nosso? T. POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO O DIA! (2x) L.1. Mulher: Nosso povo segue gritando. Ninguém nos calará. Todo o dia, semeando, para um dia alguém colher os frutos de libertação. Companheiro e companheira, não desanimemos. Os poderosos podem matar uma, duas ou até três rosas, mas jamais deterão a primavera. T. POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO O DIA! (2x) (Canto ou refrão para a Procissão de Entrada: a escolha da comunidade) 2. PRESIDENTE DA CELEBRAÇÃO Irmãos e irmãs, sejam bem-vindos e bem-vindas à celebração do Grito dos Excluídos e Excluídas. Que esta celebração seja como a chuva em terra seca, para que todos/as nós aqui presentes e nossas comunidades

produzamos muitos frutos de vida em abundância e afaste as situações de morte de nosso meio! • Sinal da Cruz (Recitado ou cantado) • Saudação ao povo presente: O Deus da justiça e da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja com vocês! 3. SÚPLICA À MISERICÓRDIA DE DEUS Quem preside: Quero misericórdia e não sacrifício. Confiantes na ação misericordiosa de Deus Pai, reconheçamos nossas fraquezas humanas que causam exclusões e sofrimentos: L.1. Perdoai-nos, Senhor, quando ficamos passivos diante das reformas que visam o desmonte dos nossos direitos. Senhor tende piedade de nós. T. Senhor tende piedade de nós. L.2. Perdoai-nos, ó Cristo, pela falta de empenho em defesa de nosso bioma, com sua natureza tão bela, com suas populações tradicionais, quilombolas, indígenas, ribeirinhos, pescadores... Cristo tende piedade de nós. T. Cristo tende piedade de nós. L.1. Perdoai-nos, Senhor, quando não exercitamos a verdadeira democracia, do poder dos de baixo, e acabamos repetindo a pirâmide do poder opressor. Senhor tende piedade de nós. T. Senhor tende piedade de nós. 4. GLÓRIA (Pode ser rezado ou cantado com gestos) Oração Quem preside: Ó Deus, que cuidais de todos com carinho de pai e desejais que vivam em harmonia com todas as criaturas. Ouvi o grito do povo brasileiro para que, nesta terra de Santa Cruz, sejam consolidadas a concórdia e a justiça, e reinem, por vossa graça, em todo o território nacional,a honestidade, a liberdade e a paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. T: Amém! 5. LITURGIA DA PALAVRA Sugestão para a entrada da Bíblia: levada em artesanatos feitos pelo povo, simbolizando que a Palavra de Deus liga-se às ações de nossas mãos, que tecem a história 5.1. Animador: Recebamos o Livro da Palavra de Deus que nasceu da vida do povo excluído, que foi escravo no Egito. Boa Nova daquele que foi criminalizado e condenado na cruz, mas que ressuscitou e que segue vivo na luta de todos aqui presentes! (Canto a escolher) 5.2. Primeira Leitura Leitura do Profeta Jeremias 20, 7-9 “Seduzistes-me, Senhor, e eu me deixei seduzir! Dominastes-me e obtivestes o triunfo. Sou objeto de contínua irrisão, e todos zombam de mim. Cada vez que falo é para proclamar a aproximação da violência e devastação. E dia a dia a palavra do Senhor converte-se para mim em insulto e escárnio. E, a mim mesmo, eu disse: Não mais o mencionarei e nem falarei em seu nome. Mas em meu seio havia um fogo devorador que se me encerrara nos ossos. Esgotei-me em refreá-lo, e não o consegui”. Palavra do Senhor! T: Graças a Deus!


5.3. SALMO – 62(61) Refrão: A minha alma tem sede de Ti, Como a terra sedenta, ó meu Deus! Ó Deus, tu és o meu Deus, Desde a aurora ansiosamente eu te busco A minha alma tem sede de ti, minha carne te deseja com ardor, como terra seca, sedenta e sem água. Refrão: A minha alma ... Venho, assim, te contemplar no templo, Para ver tua glória e poder. Teu amor vale mais do que a vida E por isso meus lábios te louvarão. Refrão: A minha alma ... Vou bendizer-te por toda a minha vida, e ao teu nome levantar as minhas mãos. A minha alma será saciada, Como em grande banquete de festa; Cantará a alegria em meus lábios, com sorrisos, minha boca te louvará. Refrão: A minha alma ... Pois tu foste um socorro para mim, e, à sombra de tuas asas, eu grito de alegria. Minha alma está ligada a ti, com poder tua mão me sustenta. Refrão: A minha alma ... 5.4. CANTO DE ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO Chegou a hora da alegria (Zé Vicente) Chegou a hora da alegria Vamos ouvir essa palavra que nos guia! 1. Tua palavra vem chegando bem veloz Por todo canto hoje se escuta a sua voz Aleluia, aleluia 2. Nada se cria sem a força e o calor Que sai da boca de Deus, nosso criador Aleluia, aleluia 3. Esta é a palavra da certeza E da justiça que nos liberta da opressão e da cobiça Aleluia, aleluia 5.5 EVANGELHO † Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 16,21-27 T: Glória a vós, Senhor! Naquele tempo, Jesus começou a mostrar a seus discípulos que devia ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei, e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia. Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo, dizendo: “Deus não permita tal coisa, Senhor! Que isto nunca te aconteça!” Jesus, porém, voltou-se para Pedro e disse: “Vai para longe, Satanás! Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas sim as coisas dos homens!”. Então Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la. De fato, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a sua vida? O que poderá alguém dar em troca de sua vida? Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta”. Palavra da Salvação. T: Glória a vós, Senhor!

6. HOMILIA (Partilha da Palavra – leituras relacionadas ao lema do Grito) 7. ORAÇÃO DA COMUNIDADE (Podendo ser adaptada à realidade local) Quem preside motiva: Oremos ao senhor... T: Senhor ouve o grito, que sai do chão, dos oprimidos em oração! L.1. Senhor, nosso país está sem rumo e direção. Os governantes se apossaram do poder e deram as costas ao povo; vivem de privilégios, concentram riqueza, exploram os trabalhadores e destroem a natureza. Senhor derruba do trono os poderosos. Oremos ao Senhor... T: Senhor ouve o grito, que sai do chão, dos oprimidos em oração! L.2. Senhor, nosso povo segue sendo excluído dos direitos. Direitos trabalhistas, previdenciários são roubados. A saúde e educação sucateadas e o solo rural e urbano privatizados. Oremos ao Senhor... T: Senhor ouve o grito, que sai do chão, dos oprimidos em oração! L.1. Senhor, o povo que mora nas ruas, sem teto, sofre discriminação e violência do Estado – é discriminado noite e dia; da mesma forma, os presos, prostitutas, LGBTs, que são tratados como lixo da sociedade. Vem Senhor libertar o teu povo. Oremos ao Senhor... T: Senhor ouve o grito, que sai do chão, dos oprimidos em oração! L.2. Senhor, o avanço das mineradoras, do agronegócio, do monocultivo, seguem agredindo populações tradicionais, indígenas, ribeirinhas, pescadores, quilombolas... Proteja estas comunidades e suas lideranças que sofrem perseguições. Oremos ao Senhor... T: Senhor ouve o grito, que sai do chão, dos oprimidos em oração! L.1. Senhor fortaleça nossas comunidades, nossos movimentos populares, para que não desanimem, nem se adaptem às estruturas deste mundo, para que cumpram seu papel profético e transformador. Que não percam o sonho, o horizonte de um mundo irmão e amoroso para com a Mãe Terra. Oremos ao Senhor... T: Senhor ouve o grito, que sai do chão, dos oprimidos em oração! (Outros pedidos da comunidade) 10. PAI NOSSO ECUMÊNICO (Versão CONIC) Pai Nosso, que estás no céu, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje. Perdoa as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, pois teu é o Reino, o poder e a glória, para sempre. Amém! 11. COMUNHÃO (Canto a escolher) 12. MOMENTO DE COMPROMISSO Sugestão: um símbolo de uma comunidade que defende o bioma onde estamos situados juntamente com uma proposta de compromisso coletivo. 13. BÊNÇÃO FINAL (Quem preside abençoa os presentes e os convida a participar do momento do 23º Grito dos Excluídos) 14. MOMENTO DO GRITO Vamos juntos e juntas repetir o lema do 23º Grito dos/as Excluídos/as T: POR DIREITOS E DEMOCRACIA, A LUTA É TODO O DIA! 15. CANTO FINAL (Escolher um canto que expresse nosso Grito) (O hino do Grito dos Excluídos 2017, de Jadir Bonacina, está na internet) OBS: Se a celebração do Grito for feita no próprio dia 07 de setembro (quinta-feira) as leituras do dia para a Eucaristia são estas: 1ª Leitura: Colossenses 1,9-14 Salmo 97 Evangelho: Lucas 5,1-11

Profile for Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2

Roteiro de celebração 2017  

Subsídio para animadores e animadoras do Grito dos(as) Excluídos(as) 2017. Pode ser adaptado e usado em celebrações ecumênicas, celebrações...

Roteiro de celebração 2017  

Subsídio para animadores e animadoras do Grito dos(as) Excluídos(as) 2017. Pode ser adaptado e usado em celebrações ecumênicas, celebrações...

Advertisement