Issuu on Google+

A MARGEM

Informativo da Sociedade Canoa de Tolda e do Baixo São Francisco - Setembro de 2007 - Ano 2

PRIMEIRA REUNIÃO DA NOVA CÂMARA REGIONAL DO BSF CANOA LUZITÂNIA SE PREPARA PARA VOLTAR AO SERTÃO

No próximo dia 5 de outubro, em Penedo, AL, será realizada a primeira reunião da Câmara Regional do Baixo São Francisco (o braço regional do Comitê da Bacia) em Penedo. Pensando nas questões de relevância para o Baixo São Francisco, a Canoa de Tolda propôs alguns itens para a composição da pauta desta primeira reunião: 1- A instalação de uma base física definitiva para a Câmara Regional do Baixo São Francisco em cidade ribeirinha; 2- Uma atitude eficaz, clara e permanente de comunicação do Comitê da Bacia com as comunidades das margens; 3- A questão dos poços de petróleo reativados na foz do rio; 4- A barragem de Pão de Açúcar; 5- A APA federal da foz do São Francisco; 6- A intenção do governo federal de construir usina nuclear no Baixo São Francisco; Os pontos 1 e 2 são essenciais para verdadeira participação popular em decisões que têm a ver com nossas vidas. Os demais, tratam de ações de alto risco para o Baixo São Francisco, que não têm respaldo de nossas comunidades, as quais sequer foram consultadas para aceitarem ou não a situação.

Finalmente, após diversos adiamentos indesejados, está programada a partida da canoa Luzitânia para o sertão. Esta viagem - retomada da linha praia -sertão - faz parte da apresentação da Luzitânia às comunidades do Baixo São Francisco, sobretudo àquelas que, de alguma forma, contribuíram para o sucesso da recuperação da canoa. Dentro desta programação, já nos primeiros dias de outubro a Luzitânia estará em Piaçabuçu, AL. Logo em seguida subirá para Penedo, por ocasião da primeira reunião da nova Câmara Regional do Baixo São Francisco (Comitê da Bacia). Volta ainda a Brejo Grande, para preparativos finais, e no dia nove de outubro inicia a navegação de rio acima. Este projeto conta com patrocínio da CHESF. INÍCIO DAS NAVEGAÇÕES TRADICIONAIS - Após a viagem de outubro, e já a partir do final de novembro, a Luzitânia estará viajando periódicamente de Brejo Grande e Piaçabuçu a Penedo. Gradativamente a linha será estendida até Piranhas, dentro de nosso Projeto Rota das Canoas - Navegações Tradicionais do Baixo São Francisco. O objetivo é o restabelecimento da linha do sertão (Piranhas-Foz do São Francisco) de acordo os parâmetros tanto do Programa TRAF - Turismo Rural na Agricultura Familiar como do (continua na página 2) Monumenta/IPHAn, para atividades tu-

...¨FICA PARA A HISTÓRIA DO BRASIL¨: ZÉ PEZÃO UMA CANOA DE TOLDA NAVEGANDO NO RIO DE CIMA ?

E o Projeto Canoa de Tolda, de restauro da canoa Luzitânia pode ter prosseguimento, com a construção de uma nova canoa. Foram iniciadas as conversações entre o Instituto Velho Chico, o IVC, de Juazeiro da Bahia, para que seja construída uma canoa irmã da Luzitânia naquela cidade. Nosso colega Carlos Alberto Santos, do IVC, está dando início à mobilização local para que possamos, o IVC e a Sociedade Canoa de Tolda, lançar o Projeto Canoa de Tolda do Rio de Cima. Em meados da década de 60, com o início do declínio da economia local, várias canoas de tolda foram levadas para o sub-médio e para o médio São Francisco. As canoas, de modo geral, eram levadas até Pão de Açúcar, ou Piranhas, para dali seguirem em carreta até acima das cachoeiras. No caso de Piranhas, e de acordo com o tamanho da embarcação, havia o embarque num carro do trem, manobra difícil, para a viagem até Petrolândia, PE, e dali o transbordo para uma carreta. As canoas maiores tinham de ser desmontadas em dois pedaços, para a passagem no pontilhão do rio Moxotó. ¨o povo chorava, vendo as canoas indo s’ imbora damargem...o povo chorava nas porta das casa...¨como bem disse Zé da Goiana, de Pão de Açúcar, no documentário Na Veia do Rio. Um dos pontos principais do projeto é a construção da canoa do rio de cima em praça pública. Como no caso da Luzitânia, a bordo da canoa de Juazeiro também haverá o Cine Beira Rio - Cinema Itinerante do Sub-Médio, e o Rota das Canoas - Navegação Tradicional do Rio de Cima. A Sociedade Canoa de Tolda será parceira, com o acompanhamento da construção da canoa, e a integração das ações dos projetos.

...”nós somos históricos, os tradicionais...vamos ficar famosos, sair na tevê...eu, sou borracheiro, mas sou apaixonado por canoa...e esta canoa aqui, das duas que restaram na margem do São Francisco, é uma...é uma batalha... peguei ela afundada...e foram sete anos, sete anos de peleja...morando dentro dela, em terra, no cais de Penedo...cada centavo ganhado era para ela, para ter a felicidade de ver ela de novo na margem do rio São Francisco...uma bela recordação...¨ Pois o Zé Pezão não está mais por aqui. Se foi há cerca de dois meses, em Penedo. Sua canoa de tolda, a Daniella - nome de uma de suas filhas -, foi adquirida pela Prefeitura de Piranhas, reformada, e hoje navega com o nome do município. Pezão foi um exemplo de insistência para nós. Cabra com fama de difícil, com suas variações, como toda criatura, mas nunca deixou de nos negar fogo. Se não fosse, justamente, por sua teimosia, a canoa Daniella, antiga Baianinha, teria se acabado, como todas as demais. Pezão fica para a história desse Brasil aqui, com toda a certeza.

¨...barragem lá im cima, nim Pão di Açúca? ...usina nucleá? ...é bomba atômis meu filho? ...i vão rasgar o mangui mode o petrólio, acolá na Parapuca?... i já num chega essa bagaceira di puxá u rio?...esse povo queri finá cum nos sa raça...se vivia feliz nas marge desse rio...u qui vai sobrá?...me vem um sentido mau...¨ Nêgo Ziu de Otília Beata


A MARGEM

Pág. 02

Informativo da Sociedade Canoa de Tolda e do Baixo São Francisco - Setembro de 2007 - Ano 2

PAULO DA BANDEIRANTE, DE BREJO GRANDE, SE

OUTUBRO AQUI NO BAIXO SÃO FRANCISCO Piaçabuçu, AL - No dia 3 de outubro, em Piaçabuçu, AL, a 3a. Conferência Municipal de Meio Ambiente e Cultura e o 2o. Forum do Projeto Caminhos do Rio São Francisco, promovidos pela prefeitura local e a Associação Olha o Chico. No dia 4, haverá uma caminhada do ¨Circuito São Francisco¨. Nos dias 5, 6 e 7, também em Piaçabuçu, o 5o. Encontro Regional da Ação Griô Nacional. Estarão presentes, além de mestres da Cultura Popular, educadores, representantes do MinC - Ministério da Cultura e da Ação Griô Nacional.

ÁLBUM DE FAMÍLIA: NOSSA HISTÓRIA NOS BAÚS Numa velha caixa de sapatos, num caderno do tempo da escola, num baú lá no fundo do cômodo. São muitos os lugares e objetos que podem guardar lembranças importantes de nosso lugar.

Com o objetivo de levantar, copiar e catalogar o patrimônio de imagens existentes nos álbuns de famílias de comunidades do Baixo São Francisco, foram iniciadas as luzitânia volta ao sertão... (continuação da página 1) coletas de fotografias e documentos de nosrísticas com o uso de patrimônios históricos e/ou culturais. Na rota do serso projeto Álbum de Fatão, de longo curso, com duração de aproximadamente 6 dias, estão prevismília. tas escalas de pernoite em comunidades participantes do projeto. Nestas escalas, os passageiros da Luzitânia terão refeições e hospedagens em caAs imagens ou documentos sas de famílias previamente cadastradas e preparadas. Também nestas losão escaneados dentro de padrões forcalidades acontecerão passeios, caminhadas, visitações a locais de interesnecidos pela FUNDAJ - Fundação Joaquim Nabuco, se, sendo todas as atividades com guias locais. no Recife, para que sejam posteriormente arquivadas. O Neste projeto serão favorecidos os participantes das comunidades, que primeiro álbum a ser gentilmente emprestado, foi o de Da. Nega, esposa de terão remuneração direta, sem intermediários, e a Canoa de Tolda, que S. Sam, de Brejo Grande, SE, que revelou preciosos momentos da vida local. contará com recursos para sua manutenção e implantação de outras ações. Em breve a agenda das navegações da Luzitânia será divulgada. Os inteOs interessados em participar do projeto, que têm fotografias, bilhetes de ressados poderão fazer suas reservas diretamente nos endereços abaixo. passagens, documentos que representem um momento da história do Baixo São Francisco, ou conhecem alguém que possua e deseje cooperar, poderão entrar em contato conosco através de nossos endereços abaixo.

Fotos Via Da. Nega Engenho Conceição

Grande piloto da praia, de Brejo Grande, SE, Paulo da Bandeirante também se foi há algumas semanas, em Aracaju, já bem doente. Ainda assim, quando vinha de seu tratamento, para Brejo Grande, sempre tinha um tempo para conversar de canoa, e ensinar tantos detalhes importantes: o ponto certo da bolina, o caimento dos mastros, o corte ideal dos panos - cortava pano de canoa como ninguém, afirmam todos os canoeiros que o conheceram - , o carrego certo. Navegou muito na canoa do finado Zunga, de Brejo Grande, entre a praia e o sertão. Sua última obra foi uma réplica de canoa de tolda, que enchia a sala de sua casa. Ficava ele ali, navegando no tempo. De nome Recordação a maquete foi vendida para o sul do Brasil. O que o piloto Paulo nos passou, não se esqueceu, não se perdeu. Navega hoje na Luzitânia, é motivo de orgulho.

Canindé do São Francisco, SE- No dia 11 de outubro será aberta, no MAX Museu de Arqueologia de Xingó, a exposição ¨Integração Hidroferroviária no Baixo São Francisco¨. Nesta exposição será lembrada a importância de Piranhas como porto principal da navegação no Baixo - tendo como fato que Penedo era porto de chegada dos navios que vinham do mar, da costeira - , e estação ferroviária para a ligação com o sub-médio e o médio São Francisco. A exposição ficará aberta ao público até o dia 19 do mesmo mês. Entre os dias 16 e 19, a canoa Luzitânia estará em Piranhas para visitação.

ERRATA - Na página 2 da edição de A Margem de setembro, onde se lê Blue Marlin, ler Silver Marlin.

SUBINDO DO CABEÇO - POVOADO DE SERGIPE QUE O MAR JÁ ADENTRAVA, ANUNCIANDO O FUTURO, FORÇA - NA FOZ DO RIO, PARA PIRANHAS, O RIO DE BAIXO, ERA UM LUGAR PARTICULAR, COMO QUE SEGREDADO. AINDA MEIO QUE ESQUECIDO. NOS MORROS DE AREIA DO PEBA, CHÃO ALAGOANO, TONHO EM SEU RANCHO AINDA DORMIA TRANQUILO, O BARCO NO SECO DA MARÉ, AS ARTES DE PILOMBETA NA SOMBRA DO BARRACO, SE VIVENDO.

E ASE PAUS ITOS QUE QU NO, COM MU O POVO, O BUSA Z EITA NOA -F LEVOU, DII, NEM MODE CA IA DE NGACEIRO O NÃO FO ÓR ST QUE CA PRO FUND AS. UMA HI E IA TEIMOS RVÃO, E QUR TRÊS CHEI CA DA PO VIRA AFUNDA M NE E

NAQUELA DE TARDE DE MAIO, TEMPO FORMADO, EM PROPRIÁ, EU ME AQUIETEI, NÃO ACREDITANDO NO QUE ACONTECIA... PELA PRIMEIRA VEZ, DEPOIS DE TANTO IMAGINAR, UMA DAS DERRADEIRAS CANOAS DE TOLDA DO SÃO FRANCISCO...A ¨PALADINA¨. ANTIGA, FAMOSA CANOA, QUE CARREGAVA O BOM JESUS NAS PROCISSÕES EM PROPRIÁ, PENEDO, PÃO DE AÇÚCAR. NESSE FIM DIA DE 1997, MUITA COISA SE PREPARAVA.

COORDENAÇÃO PROJETO JORNAL A MARGEM Carlos Eduardo Ribeiro Junior

IMAGENS Salvo indicado, acervo Canoa de Tolda

REDAÇÃO E REVISÃO

O informativo eletrônico A Margem é uma iniciativa da Sociedade Canoa de Tolda Cartas, sugestões, contribuições de interesse das questões do rio São Francisco são bem vindas podendo ou não ter publicação integral. A reprodução de textos e imaens é permitida e incentivada, desde que seja citada a fonte.

Marcia de Almeida Melo Paulo Paes de Andrade CORRESPONDENTES Danieire Farias de Medeiros (Boca do Sertão) Antonio Felix Neto (Alto Sertão)

DE RIO ACIMA, ATÉ O SERTÃO, UMAS 40 LÉGUAS DE VIAGEM PELA FRENTE. POIS ESTA HISTÓRIA SERÁ CONTADA, SE ME PERMITE, TENTANDO NÃO EMPATAR O SEU TEMPO. A MEMÓRIA AINDA NÃO SE ANUVIOU, DAS COISAS VISTAS E VIVIDAS, O QUE PUDER, LHE CONTO. SENDO DE UMA CERTEZA, TUDO O QUE OUVIR, É TUDO VERDADE... CONTINUA NA PRÓXIMA EDIÇÃO

Canoa de Tolda - Sociedade Socioambiental do Baixo São Francisco. CNPJ 02.597.836/0001-40 Sede Sergipe - R. Jackson Figueiredo, 09 - Mercado - 49995-000 Brejo Grande SE Tel/Fax (79) 3366 1246 Alagoas - R. Mestre Francelino, 255 - Centro - 57210-000 Tel (82) 3552 1570

Piaçabuçu AL

End. eletrônico canoadetolda@canoadetolda.org.br e ygara@ygara.arq.br Internet www.canoadetolda.org.br


Set 2007