Page 1

PRIMAVERA/VERão’16


EXPEDIENTE

DIRETOR GERAL Luiz Vaiano DIRETORA de planejamento estratÉGICO Luciana Curi GERENTE DE MARKETNG Luciana Moraes

IMPRESSÃO Log&Print Gráfica e Logística S.A. 30 mil exemplares TRATAMENTO DE IMAGEM Walter Moreno factoryretouch.com.br Weslei Marinho wmfusion.com.br

COORDENADORA DE MARKETING Giovana Camargo

COLABORADORES Alice Fayre, Aquiles Paiva, Ariella Dorf, Bruno Contin, Flavio Bataiolla, Franco Amendola, Gigi Frisson, Guilherme de Abreu Sodré Camargo, Heitor Lima, Henrique Gendre, Kike Martins da Costa, Leo Laniado, Letícia Toniazzo, Luciana Pimentel, Margarida Sampaio Gouveia, Mariana Maltoni, Mariana Simonetti, Marlene Laniado, Roberta Recoder, Vicente Lujan e Vini Pedroso.

ASSISTENTE DE MARKETING Bianca Funaro PROJETO GRÁFICO E DIREÇÃO DE ARTE Carolina Gresse EDITORA Mariana Abreu Sodré REVISÃO Daniela Lima ESTILO Aline Foggi, Flávia Rodrigues, Gilda Mezoni, Helena Wen, Isabela Gallucci, Rafaela Henriques e Stephanie Vaiano

NOSSA CAPA

FOTO Henrique Gendre modelo Maria Casadevall beleza Gui Orbea stylIST Letícia Toniazzo


À LEITORA

VERÃO 2016 Está na capa e na campanha: Maria Casadevall é a personificação do Verão 2016 da CANAL. Atriz talentosa e dedicada (são anos de teatro antes da TV), mulher decidida e autêntica, Maria tem a simplicidade no nome e na atitude, que é solar. É do tipo que se entrega a vontades e sonhos, talvez não sem um certo receio, mas sempre com coragem e determinação e – importante – sem perder a leveza. Muitos dos predicados de Maria vestem bem a estação que se inicia e que, nesta edição, ganhou as regiões da Ligúria e da Toscana como cenários. Sim, fomos para a Itália fotografar nossos editoriais com as principais tendências da temporada. São looks leves, descomplicados, que sugerem uma nova linguagem: elegante, ageless, contemporânea e versátil. O fotógrafo Henrique Gendre assina as imagens, criadas em parceria com a stylist Letícia Toniazzo. A dupla é celebrada no mercado de moda e é competente e gentil, afinal, o novo glamour é feito de gentilezas. Sim, o bacana é somar competência e doçura, como também acreditam as entrevistadas desta edição. Mulheres que, como Maria Casadevall, e você, seguem seus sonhos e querem mais... mais simplicidade, mais respeito, mais realizações, mais verdades. É isso o que a CANAL deseja para o verão (e para todas as outras estações). A temporada está só começando! Equipe Canal


LOJAS

ENCONTRE A CANAL MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ DISTRITO FEDERAL BRASÍLIA Shopping Iguatemi Brasília | 61 3468.3348 GOIás ALEXânia Outlet Premium Brasília | 62 3336.6037 GOIÂNIA Flamboyant Shopping Center | 62 3928.2938 MATO GROSSO CUIABÁ Goiabeiras Shopping | 65 3616.4622 MATO GROSSO DO SUL CAMPO GRANDE Shopping Campo Grande | 67 3326.1446 PARANÁ CURITIBA Shopping Mueller | 41 3016.5517 Park Shopping Barigüi | 41 3045.2690 londrina Boulevard Londrina Shopping | 43 3037.3583 Catuaí Shopping Londrina | 43 3026.4498 MARINGá Maringá Park Shopping Center | 44 3023.0083 PIAUÍ TERESINA Av. Nossa Senhora de Fátima, 680 | 86 3305.7605 RIO GRANDE DO SUL PORTO ALEGRE Shopping Iguatemi Porto Alegre | 51 3328.1082 Moinhos Shopping | 51 3312.1292 Barra Shopping Sul | 51 3250.5249 SANTA CATARINA BALNEário camboriú Balneário Shopping | 47 3263.8595 SÃO PAULO SÃO PAULO Shopping Anália Franco | 11 2673.8020 Shopping Ibirapuera | 11 5531.0623

Rua Madre de Deus, 1159 | 11 2606.0599 Shopping Center Norte | 11 2252.2614 Shopping Pátio Higienópolis | 11 3823.2813 Rua Gaivota, 1176 | 11 5042.1011 Rua Padre João Manoel, 41/43 | 11 3266.7599 Rua Oscar Freire, 987 | 11 3083.2511 Shopping Market Place | 11 5181.3550 Bourbon Shopping | 11 3624.3368 Shopping Vila Olimpia | 11 3047.6166 Shopping Jardim Sul | 11 3589.1002 GRANDE SÃO PAULO Shopping Granja Vianna | 11 4613.6510 Shopping Iguatemi Alphaville | 11 4209.1579 Shopping ABC | 11 4432.2043 Park Shopping São Caetano | 11 4233.8304 INTERIOR DE SÃO PAULO BAURU Bauru Shopping | 14 3313.8737 CAMPINAS Shopping Iguatemi Campinas | 19 3259.1059 ITUPEVA Outlet Premium Itupeva | 11 4496.7141 PRESIDENTE PRUDENTE Prudenshopping | 18 3223.8730 RIBEIRÃO PRETO Shopping Santa Úrsula | 16 3610.2448 Ribeirão Shopping | 16 3621.3378 SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Shopping Iguatemi São José do Rio Preto | 17 3201.8606 SOROCABA Shopping Iguatemi Esplanada | 15 3243.9532 São roque Catarina Fashion Outlet | 11 4130.4663 EM BREVE Off Outlet Fashion Fortaleza - Ceará | Agosto 2015 Shopping Eldorado - São Paulo | Setembro 2015 SHOWROOM SÃO PAULO Rua Oscar Freire, 987 | Piso Superior | Jardins 11 3467.8115 | 11 3467.8116 | showroom@canal.com.br


COLABORADORES

HENRIQUE GENDRE O cara. O miniperfil do fotógrafo poderia parar na frase anterior. Mas, daí, não compartilharíamos a felicidade de ter contado com o olhar, a técnica, o profissionalismo e o talento de Gendre em todos os nossos editoriais e também em nossa campanha Verão 2016. Cativo no pódio da fotografia de moda nacional (e internacional também), soma anos de carreira, trabalhos para as principais revistas do mundo e campanhas. É dos fotógrafos preferidos de Gisele Bundchen, casado com a musa Luciana Curtis e extremamente “na dele”. Estrela sem estrelismo, sabe? Pois é. henriquegendre.com

Mariana Maltoni A fotógrafa retratou todas as entrevistadas (queridíssimas) que dividem suas histórias e ideias nesta edição. Cada foto que enviava para a redação resultava em suspiros de encantamento em série. Com dez anos de carreira (sim, ela começou cedo), além de excelente retratista, Mari é colaboradora dos títulos da Vogue, assina editoriais e campanhas de moda. Também faz arte – seus projetos já ganharam galerias e as paredes de colecionadores entendidos – e coloca sua sensibilidade a serviço do cinema, que é ao mesmo tempo uma forte referência e inspiração para o seu trabalho. maltoni.net

ALICE FAYRE A maquiadora tinha acabado de realizar um job para a marca Dolce & Gabbana antes de seguir para a Ligúria e a Toscana para assinar as belezas dos editoriais desta edição da revista CANAL. Italiana, Alice é do time A da maquiagem por ali, tem muitos trabalhos publicados em revistas, como L’officiel, GQ e Icon, e já embelezou modelos para os desfiles de marcas como Marni e Armani. Destaque para a pele perfeita e para a maquiagem com cara de não maquiagem que a moça faz... sorrindo. E tem também os cabelos, com aquela textura “não tô nem aí” que só quem já tentou fazer sabe o quanto é difícil atingir. alicefayre.flavors.me


LETíCIA TONIAZZO O talento e a experiência da stylist podem ser percebidos em cada um dos looks dos nossos editoriais de moda e também em nossa campanha Verão 2016. Sabe tudo de moda e de estilo (e também de arte, música, cinema e literatura), Lelê é das profissionais mais requisitadas do mercado nacional. Por anos, potencializa desejos de moda criando imagens arrebatadoras para as principais revistas do segmento, campanhas, filmes publicitários etc. Descendente de italianos, fez o caminho contrário de seus ascendentes e atualmente vive na Europa. Seus antepassados estavam no primeiro navio de imigrantes que chegou ao Brasil. leticiatoniazzo.carbonmade.com

FLAVIO BATTAIOLA Já vai um tempo que o fotógrafo soma (e muito) na equipe CANAL. É ele quem registra (com imenso capricho) cada uma das peças em still desta e das edições anteriores de nossa revista. Ou seja, as fotos que destacam só o produto, revelando todos os detalhes da peça com minúcia (e luz incrível), são de autoria de Battaiola. Assim, todas as vezes que você aproximar os olhos da revista para conferir com mais atenção os detalhes de uma peça desejo, você estará conferindo o trabalho de Battaiola, que tem currículo extenso com colaborações para as mais relevantes publicações de moda do país. flaviobattaiola.com.br

VICENTE LUJAN A frase “queria que você morasse lá em casa e me maquiasse todos os dias” virou meme por aqui, foi dita por todas as que foram maquiadas e penteadas por Vicente Lujan nesta edição. E não foram poucas. Com o auxílio de Vinícius Pedroso, ele realçou a beleza das moças espertas (e lindas) que estrelam nossas matérias. Vencedor do mais recente prêmio Avon de maquiagem na categoria editoriais, Vicente tem um portfólio riquíssimo (editoriais para as principais revistas, campanhas e publicidade) construído em mais de dez anos de profissão. Ainda é lindo e nada blasé. vicentelujan.com.br


SUMÁRIO

MODA

COMPORTAMENTO

16 MOODBOARD

As inspirações e as tendências do Verão 2016

26 Verão 2016 + Maria Casadevall A estrela de nossa revista e campanha em um editorial pra lá de especial

40 Leggerezza

Com Rapolano Terme, na Toscana, como cenário, referências étnicas ganham frescor urbano em looks com informação de moda sem excessos.

94 BELEZA

Editora de beleza da revista Glamour, Renata Kalil monta o nécessaire da estação

20 PERFIL

Todo o estilo e personalidade de Maria Casadevall, nossa musa do verão

156 CARREIRA

O trabalho de Letícia Abraham, do WGSN, e as principais correntes de comportamento

54 Vacanze

160 CASA

68 Dolce Ribelle

164 BEM-ESTAR

82 siena

168 VERDE

Em Cinque Terre, na Ligúria, CANAL apresenta uma seleção must go para as férias de verão

O charme cigano encontra a batida do folk rock em Asciano, na região da Toscana

Tons de preto e de branco se somam a looks compostos de peças clássicas revisitadas

130 ESSENCIAIS

Kelly Piquet veste as novas versões das peças clássicas de todo verão

140 SHOPS

As peças desejo e as novidades mais quentes desta temporada

150 3X Estilo

Francesca Monfrinatti mostra como fazer nove looks com três peças-chave indispensáveis

176 NEXT LOOK

O preview da primeira coleção cápsula especial réveillon da CANAL

140

A história, o portfólio e as ideias do escritório de arquitetura Mestisso

Camila Othon, sua relação com o mar e dicas para quem quer deslizar ondas nesta estação

A empresária Marina Coutinho e a filosofia do cultivo afetivo da apaixonante Da Horta

TURISMO 97 Ligúria + Toscana de A a Z

Uma curadoria do mais fascinante e instigante nas regiões da Itália escolhidas por CANAL como o cenário para os editoriais da vez

120 TUTTO FAMIGLIA

As raízes italianas e a história de quatro mulheres interessantíssimas, mais dicas de turismo, é claro!

+ UNIVERSO CANAL 14 WEB

Saiba sobre o novo site da CANAL, os filmes fashion da estação e as nossas embaixadoras

172 SOCIAL

Os registros dos melhores momentos das festas da CANAL pelo Brasil


54


WEB

CANAL, ponto com, PONTO BR Os endereços virtuais da CANAL ganharam nova linguagem visual especialmente para receber o verão e ter você cada vez mais por perto. Vem!

CANAL.COM.BR

O site da CANAL está de cara nova e está a cara da marca. Obra de uma parceria entre a empresa Cherry Plus e nosso (dedicado e competente) time de marketing. Planejado para dar boas-vindas à coleção Verão’16, o domínio apresenta boa parte dos mais de 600 modelos criados com cuidado e carinho pela nossa poderosa equipe de estilo. Sim, você leu certo: são mais de seis centenas de opções desenvolvidas especialmente para a estação. Criações essas que, em nosso site, estão na nova E-STORE, no link LOOKBOOK – pensado para inspirar você com produções completas, prontas para vestir –, e ainda nos EDITORIAIS e nos VÍDEOS que apresentam o conceito cool da CANAL para a temporada. Nossa morada na web ainda conta com a versão digital desta revista e aponta qual loja CANAL está mais perto de você. Tudo planejado para facilitar seu dia a dia e para ficarmos ainda mais próximos. Esperamos sua visita por lá!

-

canal.com.br 14


1

2

@canalconcept

Neste verão, o nosso @canalconcept compartilhará os melhores registros do life style de Martha Graeff, Kelly Piquet, Chris Bittar, Luiza Sobral, Francesca Monfrinatti, Flavia Cavasotti, Luiza Hermeto e Vitoria Rocha. Uma turma com muito estilo, informação de moda e personalidade, que veste e posta CANAL. Siga-nos e não perca nenhum post. 1. @viihrocha // 2. @kellypiquet // 3. @chrisbittar // 4. @marthagraeff // 5. @luizabsobral // 6. @fmonfrinatti // 7. @flacavasotti // 8. @luizahermeto

3

4

5

6

7

8

FILME FASHION

A CANAL apresenta cinco minimetragens de moda nesta temporada. São filmes que sintetizam todo o conceito e o mood do Verão 2016 da CANAL, com a assinatura da produtora Boutique de Imagens. Vá ao nosso site e dê o play para conferir as principais tendências da estação em movimentos líricos, embalados por trilha sonora envolvente. Inspiração pura. Obrigada, Boutique!

15


TENDÊNCIAS

MOODBOARD As diretrizes, as cores, a licença poética, os desejos e as referências que resultaram em quatro das principais tendências do Verão 2016

1

3

ETNOFOLK

As formas, os traços e as cores étnicas e tribais migram com as formas da natureza para vestes e acessórios em interpretações contemporâneas e urbanas. Para arrematar, uma batida folk embala a nova onda 1.T-shirt (036892) R$ 149 2.Colar (027059) R$ 159 3.Clutch (046651) R$ 249 16

FOTO STILL FLAVIO BATTAIOLA, FOTO MOOD REPRODUÇão

2


1

2

3

4

70’s

Sempre relacionados à década de 70, o desejo e a busca por paz, simplicidade e liberdade nunca foram tão atuais. O clima é o da Califórnia de ontem e hoje e se apresenta nas obras de Aaron Draplin (ilustração) e de Gleen Ligon (neon) 1.Saia (146804) R$ 1.450 2.Bolsa (046841) R$ 599 3.Bata (036222) R$ 259 4.Colar (027024) R$ 229 17


TENDÊNCIAS

1

2

MOVIMENTO

As vontades de deslocamento e ação inspiram a moda e são traduzidas em tecidos fluidos, que seguem o corpo, movem-se e emprestam liberdade de movimento. São como danças espontâneas e leves 1.Macaquinho (126152) R$ 489 2.Calça (056290) R$ 559 3.Saia (146242) R$ 229 18

FOTO STILL FLAVIO BATTAIOLA, FOTO MOOD REPRODUÇão

3


1

2

4

3

O NOVO BÁSICO

O resgate das formas simples – e ao mesmo tempo espetaculares – traz camisetas e peças icônicas de volta ao topo da wishlist fashionista. O minimalismo – alcançado por meio de dedicação maximalista – é o atual must have 1.Colar (026813) R$ 199 2.Short (156592) R$ 299 3.Tricô (036071) R$ 289 4.Blusa (206340) R$ 219 19


PERFIL

MARIA, MARIA Ela quer mais gentileza e menos julgamentos. Alimenta a poesia e o amor. Está na capa da revista e na campanha da CANAL, que convida você para um passeio solar pelas ideias e histórias dela, Maria Casadevall, a nossa musa da estação FOTO MARIANA MALTONI BELEZA GUI ORBEA

20


MUSA: Maria Casadevall na CANAL da Oscar Freire. Personalidade solar, em um mix de pĂŠs no chĂŁo com poesia Kimono (096005) 21


PERFIL

22


+ maria O que te motiva? Estar viva. Onde encontra inspiração? A observação do cotidiano, acho que as coisas corriqueiras são as mais bárbaras. A vida é um absurdo. O cotidiano é um absurdo. O que te emociona? As pequenas belezas que passam por nossas vidas todas as horas, todos os dias. E é triste quando estamos com o olhar apagado para isso. O que te acalma? O silêncio. E encontro ele com facilidade. Estou conhecendo a meditação transcendental.

O nome dela é Maria Carolina. Era chamada de Carol até descobrir o teatro e mergulhar nele, quando passaram a chamá-la de Maria. E ela deixou, como quem entende a importância dos fluxos, ciclos e do destino. Sem premeditar, ganhou um nome artístico que significa simplicidade, o que tem muito a ver com ela, por sinal. Então, quando os dois nomes são ouvidos, ela não só atende, como se entrega. Maria tem disso, uma liberdade. É atriz, você sabe, e já foi dito aqui. Começou com o teatro, continua nos palcos e coxias e somou com a TV. As duas novelas que projetaram seu trabalho para todo o país levam a palavra amor em seus títulos: Amor à Vida e I Love Paraisópolis. Coisas do acaso, que Maria admira e respeita. É atenta às pequenas poesias da vida, como ela mesma diz. E comenta que pratica com dedicação a observação do cotidiano, que as coisas corriqueiras são as mais bárbaras, e afirma que a vida é um absurdo. Estar viva, ela conta, é sua maior motivação. Talvez venha daí sua energia. Que é boa, leve, contagiante. Aos 28 anos, Maria não duvida dos efeitos arrebatadores do retorno de Saturno, um fenômeno astrológico que quem experimentou não questiona. Maria é leonina e viveu o processo todo, sua vida se transformou de maneira radical no último ano. Seu primeiro papel na televisão, quando, segundo ela, pôde mostrar seu trabalho e suas entranhas para um público imenso, se deu nesse período, nesse retorno. E resultou em aplausos, muitos, acompanhados de pedidos por mais. Por falar em bis e sequência, neste verão a série Lili, a ex ganha nova temporada no canal GNT (Yeah!). Maria tem muito a celebrar. Conquistas. Acabou de se mudar para um novo apartamento em São Paulo, sua cidade. Cresceu na região central com o carinho da mãe, Tereza, e de dona Ivone, sua avó. Dá valor imenso à família, aos amigos, que também são família. E ainda à parceria no trabalho. Usa a palavra sorte quando comenta os encontros profissionais que teve desde quando estudava teatro até agora.

O que te irrita? Injustiça e falta de gentileza. Uma viagem? Uma só? O que está tentando melhorar em você? Muitas coisas, claro. Mas destaco a pontualidade. Já fui péssima com horários. Hoje ganho mais do que perco. O que te dá tesão? O desconhecido. Tanto na vida quanto no outro. O que te dá preguiça? Quem julga, julga, julga tudo, todos, o tempo inteiro. Qual é o seu ideal de verão? Brisa, silêncio e amor em uma casinha bem simples. Gosto de como as cores ficam mais vivas no verão e da simplicidade da estação. A gente não precisa de muito no verão...

23


PERFIL

Maria fala do mestre e guru Jair Assunção, que a levou para as artes cênicas. Cita nomes de colegas e diretores com paixão e gratidão. A lista é longa e não está aqui porque seria uma indelicadeza eu esquecer de algum nome ou história, já que Maria tem tudo e todos na ponta da língua, em um lugar especial de sua memória. Ela se lembra também do hino da escola. Inteirinho. E canta. E cantarola o samba “As coisas estão no mundo, minha nega”, de Dori Caymmi, que ela gosta de ouvir na voz de Elis Regina, “As coisas estão no mundo só que eu preciso aprender”. E divide versos da poesia “O haver”, de Vínicius de Moraes, “Resta, acima de tudo, essa capacidade de ternura… Resta essa vontade de chorar diante da beleza”. Deixa claro que se emociona com a beleza das coisas. E sugere trocarmos um queijo de cabra por dois tomates enquanto estávamos almoçando e conversando para este texto aqui. De repente, é interrompida por uma cliente do restaurante. Levanta-se e agradece o carinho da fã. Senta-se e leva um tempo até retomar o papo. São segundos em que ela parece registrar o momento. Maria faz isso. Respeita os momentos e as gentilezas. Tem uma poesia espontânea. Diz que ama café e comer um chocolate depois do café. Mostra uma foto do pai em San Francisco, na Califórnia, de décadas atrás. Relembra a época em que era vendedora de uma loja da Oscar Freire, a rua em que estávamos. Na época, fazia teatro, cursava jornalismo, pagava algumas contas e gastava com um pão de mel delicioso. Foi nesse tempo que pegou gosto pela leitura de jornais, os impressos, diga-se. A informação, conta ela, é instigante, motivadora, muito importante. Não caberia aqui apontar sua posição política. Convém dizer que é bem fundamentada e bem argumentada. Maria não é só lirismo, embora tenha como prioridade manter a interpretação poética no olhar, no sentir, no viver. Diz que tem tesão pelo desconhecido. Ama viajar. Conta da viagem para a Disney na adolescência. Da temporada que passou na Austrália, quando trancou para nunca mais destrancar a faculdade e foi, com poucos dólares de conquista pró24

pria no bolso, para o outro lado do mundo. Trabalhou em café, fez amizades intensas e reencontrou esses amigos nas férias seguintes à sua primeira novela. Teve a aventura no Japão também, outras férias, além dos dias em Santiago do Chile, hospedada em um hostel, e houve a experiência transformadora na França, em Paris, onde viveu. Maria tem repertório, vida, vivências diversas. Ela diz que alimenta as caraminholas de sua cabeça com atenção. O corpo recebe o mesmo carinho, sem carnes. O movimento é uma necessidade. Fez circo, balé, está em flerte com a meditação transcendental e não resiste a uma boa dança, como mostra o vídeo especial da CANAL (confira no site, está lindo!). Em meio a tanto agito, há o lance do silêncio, que também é oásis para Maria, que gosta de rosas na cor branca, tem preferência pelo outono, solar e tranquilo, embora curta dias cinza de vez em quando e, claro, o verão. Sobre a estação, Maria destaca as cores mais vivas e o fato de a simplicidade ganhar evidência. Para ela, a estação tem mais a ver com a brisa do que com o calor. Brisa tem movimento. E é sempre uma boa surpresa, um sopro feliz, assim como é Maria, a musa do verão 2016 da CANAL.


ESTILO: Maria Casadevall em mais um clique na flagship CANAL da Oscar freire Kimono (096005) Regata (036077) Short (156041) 25


MODA

CANAL APRESENTA

MARIA CASADEVALL Maria Casadevall dá início ao aquecimento para os dias de calor e frescor interpretando moods e referências do Verão 2016 da CANAL. Inspire-se em nossa estrela! FOTO HENRIQUE GENDRE STYLIST LETÍCIA TONIAZZO BELEZA GUI ORBEA

26


Blusa (036236) Saia (146265) 27


Vestido (166051) Brinco (026840) 28


Colete (096191) Brinco (026840) Saia (146971) 29


30


Blusa (037051) Saia (146273) Sandรกlia acervo CANAL 31


Regata (036917) Saia (146912) 32


Vestido (166171) Sandรกlia acervo CANAL 33


Bata (246224) Brinco (026840) Calรงa (056521) 34


35


36


Na pรกgina ao lado: Vestido (166206) Sandรกlia acervo CANAL Bata (246204) Brinco (026840) Short (156529) 37


Vestido (166274) Assistente de fotografia: Rodolfo Goudinho e Guilherme Sanchez Agradecimento: Mestisso 38


39


MODA

Leggerezza Referências étnicas ganham frescor urbano em looks com informação de moda sem excessos. Com Rapolano Terme, na Toscana, como cenário, CANAL apresenta as aplicações, rendas, estampas e franjas pontuais que refrescam o básico em produções versáteis na linguagem casual que traduz a elegância atual FOTO HENRIQUE GENDRE STYLIST LETÍCIA TONIAZZO BELEZA ALICE FAYRE

40


Camisa (076094) Brinco (026840) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026837) Short (156075) Bolsa (046601) Bolsa (046722) Rasteira (066677) 41


Vestido (166275) 42


43


Vestido (166240) Brinco (026840) Colar (026823) Rasteira (066677) 44


Camisa (076510) Vestido (166139) Brinco (026840) Colar (026823) Colar (027024) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026852)

45


Vestido (166144) Brinco (026840) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026852) 46


47


Cardig達 (106168) Regata (036165) Brinco (026840) Colar (026823) Colar (027024) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026851) Cinto (086638) Short (157044) Bolsa (047028) 48


Blusa (036241) Brinco (026840) Colar (026823) Colar (027024) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026852) Saia (146929)

49


50


Kimono (096147) Vestido (166145) Brinco (026840) Colar (026823) Colar (027024) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026852) Cinto (086957) Calรงa (056558) 51


Regata (036138) Brinco (026840) Colar (026823) Colar (027024) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026852) Cinto (086962) Saia (146137) 52


Kimono (096962) Camisa (076510) Brinco (026840) Colar (026823) Colar (027024) Pulseira (026836) Pulseira (026841) Pulseira (026852) Calรงa (056130) Modelo: Lis Van Velthoven Assistente de fotografia: Mari Juliano

53


MODA

Vacanze Cores e estampas aquecidas, cortes distantes do corpo. Mínis e máxis. Pele à mostra e frescor. É tempo de leveza. Inspire-se, monte a sua mala para o verão e programe simplesmente nada para os seus dias off. Dica? Siga para Vernazza, em Cinque Terre, e deixe-se contagiar pelo dolce far niente FOTO HENRIQUE GENDRE STYLIST LETÍCIA TONIAZZO BELEZA ALICE FAYRE

54


Macaquinho (126292) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026835) Pulseira (026844) 55


Chapテゥu (256963) テ田ulos acervo CANAL Bata (036153) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026844) Short (156235) Espadrille (066848) 56


Regata (206861) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026835) Pulseira (026844) Saia (146488) Rasteira (066677) 57


Regata (036284) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026844) Short (156281) Bolsa (046841) Espadrille (066850) 58


Bata (036155) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026844) Jaqueta (106596) Short (156205) Espadrille (066850) 59


ChapĂŠu (256963) Vestido (166257) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026844) Bolsa (046721) Rasteira (066677) 60


Regata (036917) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026844) Saia (146890) Bolsa (047028) Rasteira (066677)

61


Blusa (036300) Calรงa (056581) Rasteira (066677) 62


Chapテゥu (256963) テ田ulos acervo CANAL Camisa (076797) Short (156808) 63


Vestido (246977) Bolsa (046721) Rasteira (066677) 64


Vestido (166101) Colar (026824) Colar (027029) Colar (027029) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026835) Pulseira (026844) 65


66


Vestido (166299) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Pulseira (026837) Pulseira (026835) Pulseira (026844) Modelo: Lise Olsen Assistente de fotografia: Mari Juliano 67


MODA

Dolce Ribelle O charme cigano encontra a batida do folk rock, o romantismo se mistura com uma doce rebeldia. O resultado é como uma melodia... para vestir, registrada em Asciano, na região da Toscana FOTO HENRIQUE GENDRE STYLIST LETíCIA TONIAZZO BELEZA ALICE FAYRE

68


T-shirt (206992) Pulseira (026844) Pulseira (026608) Cinto (086958) Camisa (076260) Saia (146249) Bota (066678) 69


Bata (246243) Colar (026828) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Jaqueta (106596) Saia (146163) Bota (066678) 70


Vestido (166250) Bota (066678) 71


Kimono (096164) T-shirt (206995) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Cinto (086635) Saia (146246) Bota (066678) 72


T-shirt (036994) Colar (026825) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Saia (146249)

73


74


Vestido (166158) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Bota (066678) 75


Kimono (096157) Regata (036165) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Camisa (076260) Saia (146242) Bota (066678) 76


Camisa (076260) T-shirt (206989) Colar (026825) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Short (156159) 77


Regata (036247) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Bata (246253) Calรงa (056248) Bota (066678) 78


79


Bata (246253) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Cinto (086647) Camisa (076260) Short (156597) Bota (066678) Na pรกgina ao lado: Vestido (166926) Colar (026817) Colar (026828) Pulseira (026607) Pulseira (026608) Modelo: Madeline Dotman Assistente de fotografia: Mari Juliano 80


81


MODA

Siena Tons de preto e de branco se somam a looks compostos de peças clássicas revisitadas especialmente para ressignificar a elegância sob a luz dourada do pôr do sol da Toscana FOTO HENRIQUE GENDRE STYLIST LETÍCIA TONIAZZO BELEZA ALICE FAYRE

82


Vestido (167016) 83


Vestido (166049) Sandรกlia acervo CANAL 84


Vestido (166909) 85


Vestido (166221) 86


87


Vestido (166294) 88


89


Vestido (167015) 90


Macac達o (126177) 91


Vestido (166149) Modelo: Madeline Dotman Assistente de fotografia: Mari Juliano Agradecimento: Hotel LatiCastelli 92


93


BELEZA

O KIT DO VERÃO A pedido da CANAL, Renata Kalil, editora de beleza da revista Glamour, montou o nécessaire ideal para o verão. Dicas de expert para garantir um beauty total sob qualquer temperatura FOTO Mariana Maltoni BELEZA VICENTE LUJAN (CAPA MGT)

Ela não é muito de verão. Prefere o inverno. Mas sabe exatamente o que aquelas que adoram a estação devem fazer para cuidar e potencializar a beleza em dias de sol e sal: proteger, hidratar, realçar e não exagerar. Especialmente para CANAL, Renata Kalil, editora de beleza da revista Glamour, montou o nécessaire ideal para você levar para onde for na temporada de férias. Recém-chegada do calor europeu, “não tenho essa cultura de verão, mas passaria todos os próximos em Santorini, na Grécia”, Renata tem 27 anos, três deles na redação da revista Glamour. Além de expertise em beleza, tem humor rápido e inteligente, “minha rotina é normalmente muito intensa, mas existem dois momentos em que a coisa aperta pra valer e é justamente neles que faço o que mais gosto”, e uma evidente paixão pelo trabalho, “um desses momentos é quando clicamos editoriais de beleza. O outro acontece na cobertura das semanas de moda, quando rola uma efervescência, um monte de gente bacana (modelo, maquiador, estilista) fazendo um trabalho criativo ao mesmo tempo, uma riqueza de informação que não existe em outro lugar”.

SABE TUDO: Renata Kalil, editora de beleza da revista Glamour, faz pose na CANAL da Oscar Freire Chemise (166909), Calça (056527) e Espadrille (066850) 94

ASSISTENTE DE BELEZA VINI PEDROSO

Desde muito cedo, Renata flerta com o universo da beleza. “Eu era criança e já era fascinada por maquiagem, cremes etc. Diferentemente da moda, ‘o gostar do produto’ faz diferença na área de beleza, que tem muito aquela coisa de experimentar, de testar.” A diversão virou profissão logo no início da carreira. “No meu primeiro trabalho como repórter (no site de Lilian Pacce) já percebi que meu negócio era escrever sobre beleza. A Lilian foi a primeira pessoa a me dizer que eu tinha uma ‘vocação’ para o segmento… foi ali mesmo que a coisa


O SEU NÉCESSAIRE DE VERÃO CABELOS CC Crème Soleil, Kérastase “É um leave-in que hidrata e protege o cabelo das ações nocivas do sol. Amo a textura, é um creme bem levinho, que ainda tem umas partículas de brilho que dão um glow pro cabelo. É ótimo pra usar depois de sair da piscina ou do mar.” REALCE Pó bronzant Bahama Mama, The Balm

começou.” De lá pra cá, Renata não para de ampliar seu repertório. O encantamento é igualmente crescente. Ela fala do tema com paixão. E Renata deu um conselho de ouro para a beleza da estação. “Não leve o ‘look verão’ às últimas consequências. Especialmente se a história do bronze + bleach hair + trancinhas no cabelo não tiver nada a ver com você. O bacana é ter um look autêntico, sem cair no caricato.” Conselho lido, bora montar o nécessaire! Siga: @renatakalil

“Tem uma coisa na cor deste bronze que combina muito facilmente com tons diferentes de pele. Fora isso, a textura dele é fácil de espalhar, de deixar uniforme na pele. Mais: ele não deixa aquele corado fake marcado demais.” LÁBIOS Balm Addict Lip Glow, Cor Revivier, Dior “Os batons de textura mais cremosa estão entre as big tendências do verão, e este aqui ainda tem FPS 10. Ele dá um fundo de cor meganatural pra boca e não derrete.”

LEVE TAMBÉM

HIDRATAÇãO Máscara facial ThirstyMud, GlamGlow “É um hidratante muito, muito poderoso que dá pra usar como pós-sol, aplicar antes da maquiagem ou usar como máscara facial (deixar na pele por 15 minutos e depois tirar). Ah, e ele ainda tem um cheirinho de coco, muito verão.”

Chapéu (256963) R$ 69

Sandália (066847) R$ 339

PROTEçÃO Protetor solar Yoghurt Sunscreen Emulsion FPS 30, Korres “É o protetor solar mais cheiroso que já usei. Ele ainda tem uma textura leitosa muito fácil de aplicar e vale pra usar no rosto e no corpo. Amo!”

95


TURISMO

LIGÚRIA + TOSCANA Gosta de campo? Toscana. Prefere o mar? Ligúria. As duas regiões da Itália foram selecionadas pela CANAL como os cenários dos editoriais de moda desta temporada. Entre as paisagens abertas da Toscana e o charme das ruelas das cidades costeiras da Ligúria, apresentamos, nas páginas anteriores, as principais tendências da vez. Agora é o momento de dividir com você um A a Z completíssimo, um passeio por todos os motivos que pautaram a nossa escolha, permeada de cultura, gastronomia, história. No ano em que se celebram os 140 anos da imigração italiana no Brasil, a CANAL faz o caminho inverso e homenageia o país da bota e seus encantos. Para completar, quatro mulheres de raízes italianas dividem os seus enredos e o de suas famílias em um papo cheio de humor e amor, tipicamente italiano. Dolce far niente, família, boa mesa e riqueza cultural. Vem que tem tudo isso e mais...

97


TURISMO

TOSCANA & LIGÚRIA DE A a Z Embarque num giro pelo alfabeto de paisagens, sensações e tesouros culturais dessas maravilhosas regiões da Itália. #Andiamo! por kike martins da costa

A

ASCIANO O lugar perfeito para quem quiser vivenciar a Toscana A apenas 25 km de Siena, Asciano é o cenário do nosso editorial Dolce Ribelle (pág. 68). Além de campos extensos, conta com ruelas estreitas, ruínas etruscas do século 5 a.C. e uma bonita igreja romanesca em seu centrinho. O conjunto de construções em tons de ocre e marrom se destaca em meio à paisagem rural. Vários pequenos e charmosos hotéis dali oferecem a seus hóspedes a experiência do agriturismo – onde o visitante participa da produção de vinhos e azeites e da colheita das sementes de girassol. Ideal para experimentar a simplicidade e o extraordinário de uma das regiões mais visitadas da Itália.

98


B

BIKE TOUR Pedalar pela Toscana é uma daquelas “100 coisas essenciais para fazer antes de morrer” Seja rodando por estradas de asfalto emolduradas por ciprestes alinhados ou por trilhas de terra em meio aos campos de girassóis, olivais e vinhedos, um passeio de bicicleta pela Toscana é uma experiência 100% inesquecível. E seguro – todo motorista respeita os ciclistas na Itália, um país que tem o ciclismo como um dos esportes mais populares. Se quiser sair do Brasil com tudo já acertado, contate agências especializadas, como a Adventure Club e a Bike Expedition.

99


TURISMO

Corniglia Foi construída no alto das falésias, bem acima do nível do mar. É talvez a mais bonita e certamente a mais isolada das cinco cidadezinhas, com ruas estreitas e cheias de curvas, igrejinhas fantásticas e excelentes trattorias – a versão italiana dos bistrôs franceses. Ah, sim, ali perto, na praia de Guvano, o uso de sungas e biquínis é opcional…

C

CINQUE TERRE

Cinco cidadezinhas (ou cinco terras) que fazem o queixo de todo visitante cair Imagine um trecho da costa da Ligúria com penhascos recortando o mar Tirreno e cinco coloridos vilarejos de pescadores debruçados no alto das rochas. Assim é Cinque Terre. A primeira das charmosas cidadezinhas fica a apenas 18 km da quinta – e, por isso, muita gente vai a pé de uma para a outra em um passeio de riqueza visual inquestionável. Por lá, dá ainda para fazer esportes náuticos, cavalgadas e mais. Cada uma das cidades têm suas peculiaridades e atrações, mas vale também praticar o nadismo, o dolce far niente sob o sol, com uma taça de vinho branco ou um spritz. Monterosso al Mare Tem uma praia com águas calmas e muitos visitantes. Logo atrás, fica a Cidade Velha, com ruelas cheias de pequenos hotéis, restaurantes, sorveterias e lojas de souvenirs.

100

Manarola

Vernazza

É a mais antiga das cinco cidadezinhas. A igreja de San Lorenzo data do ano 1338. Aqui as casinhas são especialmente coloridas. A bonita passagem que leva a Riomaggiore é chamada de Trilha do Amor.

É um velho porto, com uma pequena fortificação protegendo a marina. A paisagem com casinhas coloridas encarapitadas nas rochas fica ainda mais linda por conta das parreiras cultivadas em terraços que serpenteiam pelos penhascos.

Riomaggiore Para muitos esta é a mais encantadora das cinco. Riomaggiore tem incontáveis casas de três ou quatro andares cobertas por telhados de ardósia, em torno de um cais com água azul-turquesa. Lin-do!


101


TURISMO

D

DA VINCI

O genial Leonardo tem um museu dedicado às suas obras em Florença Foi em 1452 que nasceu em Florença o pintor da Mona Lisa, retrato de Lisa Gherardini, também conhecida como La Gioconda, filha de um mercador de seda na Toscana. Além de pintor, Da Vinci foi um talentoso escultor, arquiteto, matemático, engenheiro, anatomista, astrônomo, cartógrafo, botânico e inventor. Ou melhor, foi um gênio.

E

ESTILO DE VIDA

Relaxe e curta a vida seguindo o lema italiano do “dolce far niente” Ao embarcar para a Itália, deixe o estresse em casa. Viaje leve, sem esse peso extra na bagagem. Chegando lá, desacelere e aproveite os deliciosos momentos de ócio. Valorize o lazer e o descanso sem culpa, com vontade. 102


G

GASTRONOMIA

Italianos vivem ao redor de uma mesa. Siga os passos deles

F

FLORENÇA

A capital da Toscana é hub cultural, de moda e de turismo O berço do Renascimento é uma das cidades culturalmente mais ricas do planeta. Capital da Toscana, foi fundada no ano 80 a.C. e hoje é também uma referência em termos de moda, gastronomia, turismo e finanças. É lá que fica a sede da grife Salvatore Ferragamo, e outras grandes marcas, como Gucci e Roberto Cavalli, também surgiram lá. Florença – ou Firenze, como dizem os italianos – é um centro urbano mágico, magnético e agitado. Não restrinja sua passagem pela cidade às obrigatórias visitas ao Palazzo Vecchio, à Piazza della Signoria, às Gallerias degli Ufizzi e dell’Accademia, à Ponte Vecchio e à Catedral do Duomo. Não importa quantas vezes você já esteve por lá: a cada nova visita você vai descobrir algo ainda mais legal e mais interessante do que o que você viu da última vez.

Para escapar do enxame de turistas nos lugares mais manjados, selecionamos quatro lugares para você degustar delícias “veramente” italianas em lugares conhecidos entre os moradores locais pela qualidade de sua comida. Na Toscana, o povo é obcecado por carne de porco e pela exagerada bisteca fiorentina, mas a região é também o berço dos gelatos. Já na Ligúria, a melhor aposta é sempre nos peixes e frutos do mar e nas massas com o mundialmente famoso pesto genovês. Officina della Bistecca Dario Cecchino já foi chamado de melhor açougueiro do planeta. Em sua Antica Macelleria, na vila medieval de Panzano in Chianti, a trilha sonora inclui Puccini e AC/DC, dependendo do humor do chef, e embala a festa dos carnívoros no salão, que devoram os MacDarios, colossais empadas de carne nobre picada servida com batatas assadas com ervas, cebola e molhos da casa. Outro hit são as famosas bistecas – cada uma com 800 g de carne bovina! Mais que uma simples refeição, é uma experiência memorável.

Il Carroccio Este restaurante é integrante do movimento Slow Food, que estimula o trabalho de pequenos produtores rurais e preserva tradicionais receitas locais. As massas artesanais são excepcionais. Prove o pici, uma espécie de spaghetti mais rústico, servido com ragu de molho de carne suína com sementes de erva-doce. Puny Nada como comer com vista para o cais de Portofino, não? Neste restaurante, os pescados são ultrafrescos, a tradicional lasanha é incrementada com uma camada de molho pesto e os antepastos são maravilhosos – não deixe de provar o flã de cebolas e os pimentões grelhados e recheados com anchovinhas. Se tiver a oportunidade, chame o próprio Puny para uma conversa na sua mesa. Ele vai te contar vááárias indiscrições dos astros de Hollywood que já comeram por lá.

Gelateria Grom Reza a lenda que o gelato (sim, o sorvete) surgiu em Florença, criado por Bernardo Buontalenti, um dos cozinheiros da aristocrática família Médici. Seguidora dessa tradição, a Grom é uma gelateria que, além de adotar receitas clássicas e ser avessa a invencionices, utiliza quase que exclusivamente ingredientes orgânicos. Para adoçar ainda mais a sua vida na Toscana, prove os cremosos gelatos em sabores como pêssego, chocolate com avelãs e caramelo com flor de sal.

Catedral do Duomo

103


TURISMO

H HOTEL

Conforto, tranquilidade e excelentes vinhos no Laticastelli Country Relais A localização privilegiada – a poucos quilômetros de cidades como Siena, San Geminiano, Arezzo, Cortona, Chianti e Florença – é um dos pontos fortes do hotel Laticastelli, construído sobre as ruínas de um castelo do século 13. Instalado em uma propriedade com bosque privativo, o relais tem apenas 29 confortáveis suítes com móveis rústicos de origem camponesa, amplas janelas antigas, muros de pedra, wi-fi, ar-condicionado e outras várias comodidades. Na adega do restaurante La Taverna acontecem degustações de vinhos da vizinha região de Chianti. A equipe CANAL se hospedou no lugar e super-recomenda. laticastelli.com 104


105


TURISMO

I

inspiração

Recarregue suas energias criativas nos locais onde viveram Dante, Botticelli, Paganini e tantos outros

O Nascimento de Vênus

106

Abra sua mente, alimente seu intelecto e libere sua criatividade inspirado pelas paisagens e lugares frequentados por gênios da literatura, da pintura e da música. Foi em Florença que o escritor Dante Alighieri (1265-1321) escreveu seu clássico A Divina Comédia. Sandro Botticelli (1445-1510) pintou suas obras-primas A Adoração dos Magos e O Nascimento de Vênus também em Florença, no auge do Renascimento; e certamente foi a efervescência cultural de Gênova que fez de Niccòlo Paganini (1782-1840) um grande compositor e o maior violinista de todos os tempos.


J

JUNTOS

Porque a Toscana é dos lugares mais românticos do mundo Arme um piquenique na sombra de um carvalho nas redondezas de San Geminiano, com a linda cidade murada ao fundo. Ou siga para um dos vãos da Ponte Vecchio, sobre o rio Arno, no coração de Florença. Quer mais? Agende uma sessão de relax a dois com massagens no spa Essere, que fica dentro do hotel Castello di Cassole, em Siena.Os cenários e a vibe da Toscana são propícios para uma viagem a dois. E mesmo os nada românticos são arrebatados pelo clima.

Hotel Castello di Cassole

SPA Hotel Castello di Cassole

107


TURISMO

L

LIGÚRIA

Terra natal do cara que descobriu a América e da roupa que hoje é a mais usada por lá É neste trecho da costa italiana, na fronteira com a França, que fica a Riviera Italiana, famosa por cidadezinhas litorâneas charmosas como Portofino. Mais adiante, os vilarejos de Cinque Terre são comunidades paradas no tempo numa paisagem estonteante, como já contamos aqui. A capital desta região é a cidade de Gênova, movimentado porto e terra de ricos mercadores. Foi lá que nasceu Cristóvão Colombo e é de lá também que vêm as gostosas focaccias e o famoso pesto genovês (molho à base de pinolis, alho, azeite e manjericão). Foi também em Gênova que surgiram os jeans – trajes usados pelos marinheiros locais desde o século 19.

Portofino

Gênova

108


M

MICHELANGELO

Sem suas criações o Renascentismo não seria o mesmo

Nascido perto de Arezzo, o multitalentoso Michelangelo tem como obras-primas os afrescos pintados no teto da Capela Sistina, no Vaticano, e a estátua de Davi, exposta na Galleria dell’Accademia, em Florença. Essa escultura é tão perfeita que, reza a lenda, ao terminá-la, Michelangelo exclamou para sua criação: “Parla!” (Fala!).

Estátua de Davi

Teto da Capela Sistina

Michelangelo

109


TURISMO

N

natureza

A cada curva da estrada, a vista fica ainda mais linda As paisagens são incrivelmente variadas nessas regiões da Itália, e é uma mais incrível do que a outra. Os vinhedos, os olivais e os campos de girassóis dão uma confortável sensação de amplidão; os penhascos verticais de pedra contrastam com a horizontalidade do mar; os ciprestes alinhados beirando as estradinhas dão um toque de organização na diversidade da flora dos bosques. Para completar, fortalezas medievais enfeitam os topos das colinas e fontes de águas termais brotam em nascentes milenares. Não resta dúvida: a natureza da Toscana e da Ligúria é privilegiada como poucas no planeta! 110


111


TURISMO

0

ÓPERA

A trilha sonora perfeita para um passeio pelas ruas de Lucca e Florença Na Itália, uma noite na ópera não é apenas o título de um filme dos Irmãos Marx. Quem quiser acompanhar uma boa ópera ou um grande concerto de música erudita deve ir à Opera di Firenze, uma das mais tradicionais instituições florentinas. A 60 km dali, em Lucca, nasceu em 1858 Giacomo Puccini, compositor de clássicos da ópera como La Bohème, Tosca, Madame Butterfly e Turandot. Você pode não gostar do estilo e não entender nada do riscado, mas ali uma ópera é programa obrigatório. 112

Opera di Firenze


P PISA

O errado que deu certo Apesar de ser a cidade natal de outro grande cientista italiano – Galileu Galilei, aquele que ousou dizer que a Terra girava em torno do Sol, contrariando a crença de que era o Sol que orbitava em volta da Terra –, Pisa ganhou fama mundial por conta de um projeto arquitetônico que deu terrivelmente errado, inaugurado em 1372: a Torre Pendente, com 56 metros de altura e 4% de inclinação. Além da famosa torre, que se tornou hit no mundo todo, a cidade é um centro universitário e tem uma movimentada cena de cafés, bares e baladas.

Q QUEIJO

Pecorino, Ricotta, Caprino e Guttus: qual o seu predileto? Cada região da Itália tem seus próprios queijos, e na Toscana e na Ligúria a coisa não é diferente. Elaborado com leite de ovelhas, o Pecorino toscano, salgadinho e curado como um parmesão, é muito consumido com mel e geleia de frutas. Já o cremoso Caprino, feito com leite de cabras, é temperado com ervas e pimenta moída antes de ser servido. Para quem prefere algo mais leve, a Ricotta aparece em várias sobremesas, como a pastiera di grano. Para quem quiser algo mais potente, a dica é provar o Guttus, uma espécie de gorgonzola, com sabor picante e levemente amargo.

113


TURISMO

R

ROTEIROS DE CINEMA Visite locais onde filmes inesquecíveis foram rodados

Cinéfilos: a dica é andar pelas ruas de Florença e localizar os cenários de Beleza Roubada (de Bernardo Bertolucci) e Uma Janela para o Amor (de James Ivory), ou visitar Arezzo e identificar as locações de Sob o Sol da Toscana (de Audrey Wells) e A Vida É Bela (de Roberto Benigni). Dá ainda para imaginar as filmagens de O Paciente Inglês (de Fernando Meirelles) na zona rural de Lucca e de Pisa, explorar em Siena e San Geminiano os sets de filmagem de Chá com Mussolini (de Franco Zeffirelli) ou ver vampiros em Volterra, onde foi rodado um dos episódios da saga Crepúsculo.

S

SIENA

A cidade que leva o nome da cor do pôr do sol mais especial de todos (o próprio) e, sim, que dá o nome do tom daquele filtro do instagram

Sob o Sol da Toscana

114

A cidade de Siena, no coração da Toscana, é uma joia que preserva suas feições medievais. Praticamente todas as seculares construções têm a mesma cor – um tom de carmim terroso que, não à toa, também é conhecido como “vermelho Siena”. As tonalidades do pôr do sol (um dos mais lindos do globo) leva o mesmo nome e batizou o famoso filtro do instagram. Dentro da parte murada, a imponente Piazza del Campo é onde acontece no verão o Palio, uma corrida de cavalos em pelo. Numa das extremidades da praça, o elegante Palazzo Pubblico tem sido a sede do governo da cidade desde o século 13 e, do alto da Torre del Mangia, a vista é espetacular. Tem que ir.

Catedral de Siena


Torre del Mangia

115


TURISMO

116


T

TOSCANA

Uma região onde a vida real é mais legal do que na rede social

San Geminiano

Para percorrer de bicicleta, de moto, a cavalo ou num carrão local (tipo Ferrari, Lamborghini ou Maserati), a Toscana tem atrações para todo mundo, algumas já destacadas aqui. As obras de mestres como Michelangelo, Rafaello, Botticelli, Caravaggio e Da Vinci fazem a cabeça das culturettes; os vinhos, as bistecas fiorentinas e as massas artesanais enchem os foodies de alegria; os sapatos da Ferragamo levam ao delírio as fashionistas clássicas; e as paisagens românticas estimulam os casais a ficarem ainda mais juntinhos. Cidades medievais como Arezzo, San Geminiano, Siena e Pitigliano convencem fãs de Game of Thrones a desligar a TV por alguns instantes e curtir a vida real. Por essas e outras 439 razões, a Toscana é uma região muito, muito especial. O nosso cenário de verão!

Pitigliano

117


TURISMO

V

U

UNESCO Nove tesouros que merecem ser preservados Ligúria e Toscana concentram nove locais tombados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Com isso, estão protegidos e terão suas belezas preservadas. A lista inclui o Centro Histórico de Florença, considerado um museu a céu aberto do Renascentismo; a Pizza dei Miracoli, em Pisa, onde ficam a Torre Pendente, a Catedral e o Batistério; a cidade murada de San Geminiano; o Vale de Orcia, com sua paisagem tipicamente toscana e povoados espetaculares como Montalcino e San Quirico; o Centro Histórico de Siena, com suas construções góticas ao redor da Piazza del Campo, em formato de concha; o desenho das ruas projetadas de Pienza, um vilarejo medieval que já foi considerado “a cidade ideal da Renacença”; um conjunto de 12 mansões e dois jardins da família Médici nos arredores de Florença; a Strade Nouve de Gênova, com lindas construções barrocas (como o Palazzi dei Rolli); e o trecho da costa da Ligúria que vai de Portovenere a Cinque Terre. Cada uma dessas joias merece uma visita. 118

VINHOS Bebidas celestiais para comidas e momentos divinos A Toscana produz vinhos de altíssima qualidade. Alguns dos mais famosos tintos italianos – como o Brunello di Montalcino, o Chianti, o Vino Nobile di Montepulciano – são produzidos ali. Existem também os celebrados supertoscanos: grandes vinhos, de muito prestígio e com preços nas alturas. Para acompanhar uma carne, o ideal é beber um Rosso de Montalcino; massas pedem algo um pouco mais leve, como os versáteis Chianti; já os encorpados supertoscanos (como o sedoso Brancaia e o elegante Tignanello) são mais apropriados para pratos ricos em sabor, como um ossobuco. E, para peixes e frutos do mar, aposte num Pinot Grigio. Quer conhecer de perto uma vinícola bacana? Então agende uma visita à Biondi Santi (biondisanti.it), em Montalcino, ou à Antinori (antinorichianticlassico.it), no caminho de Florença a Siena.


X XV

Essas duas letrinhas indicam que o azeite de oliva é um autêntico extravirgem Para ser um legítimo extravergine, o óleo precisa ser extraído por prensagem a frio das azeitonas. O resultado é um azeite com frescor, aroma frutado, baixa acidez, sabor delicado e um toque picante. O azeite é um importante elemento da dieta mediterrânea – responsável pela longevidade de italianos, gregos e espanhóis. Cada italiano consome, em média, 14 litros de azeite de oliva por ano!

Z

ZABAGLIONE Creme de ovos é um clássico presente em várias sobremesas tipicamente italianas Esta é uma versão mais requintada daquilo que aqui no Brasil chamamos de “gemada”. Criado pelos cozinheiros da aristocrática família Médici, de Florença, o legítimo zabaglione é elaborado com gemas de ovos, açúcar e vinho marsala. Fica perfeito quando derramado sobre um bolo de chocolate ou, para os mais contidos, sobre morangos ou pêssegos assados. Tem que provar. O gostinho é de quero mais!

119


ESPECIAL

É TUTTO FAMIGLIA Uma bisneta e uma neta de imigrantes italianos contam sobre os laços com a cultura do país da bota, ao mesmo tempo distante e tão próximo delas, que sempre moraram no Brasil. A jovem filha de um italiano e de uma brasileira representa o mezzo a mezzo, quem vive lá, com o coração cá, e vice-versa; enquanto uma italiana que escolheu recentemente o nosso país como endereço residencial relata suas aventuras e descobertas. No ano em que a imigração completa (e comemora) 140 anos, CANAL apresenta quatro boas histórias com tempero italiano, homenageia os valentes que atravessaram mares em busca de uma vida melhor e ainda dá dicas de turismo e de moda. Tudo misturado, tudo em família... FOTO MARIANA MALTONI

Luciana Fernandes Fioratti, 31 anos Arquiteta, sócia do escritório 2L Arquitetura (2Larquitetura.com.br), “que acredita em uma arquitetura limpa, simples e moderna”

Raiz italiana Luciana é bisneta de Régulo Fioratti, Pilize Benassi e José Tocchini, vindos da região de Treviso, Rovigo e Mantova, no início do século passado, por conta da situação econômica na Europa. De lá pra cá “O Brasil era um país com muitas possibilidades. Os Fioratti (pais do meu avô) vieram para Santa Cruz das Palmeiras, região de Campinas, e trabalharam em plantações de café. Os Benassi e Tocchini (pais da minha avó) escolheram Matão, no interior de São Paulo, tiveram várias atividades no comércio, foram representantes exclusivos da Ford no estado de São Paulo e adquiriram algumas plantações de café.” Tá no sangue “Sou bem caseira, apesar de ter um noivo DJ. Adoro os jantares em casa ou na casa dos amigos, quando todo mundo colabora na cozinha, nem que seja ficar ali dando apoio moral – que é quase sempre o meu caso, porque sou boa de comer muito, beber e falar. A minha BISNETA: sócia do escritório de arquitetura 2L, Luciana Fioratti herdou o bom humor e o alto-astral dos bisavós italianos que imigraram da Itália para o interior de São Paulo Blusa (036078), Short (156083) e sapato acervo pessoal 120


casa está sempre cheia. Vejo um link entre essa minha veia italiana e a profissão que escolhi, onde o que eu mais gosto são os projetos residenciais completos, da concepção arquitetônica à decoração, passando pela arrumação da estante, pela compra das roupas de cama, etc. Eu sempre me apego bastante. O hábito de falar muito e de falar alto eu também acho que puxei do meu lado italiano – a minha mãe e a minha avó são de origem portuguesa e falam baixinho e bem menos do que eu.”

MEMÓRIA: a família paterna de Luciana Fioratti, ainda na Itália

Caso de família “Cada almoço de família é um caso. São todos muito barulhentos, com todo mundo falando ao mesmo tempo, cada um sobre um assunto e, no final, todos se entendem – ou fingem muito bem que se entendem! A preparação da comida já é um evento em si. Vai todo mundo para a cozinha e o pessoal fica bravo se começam a cozinhar antes de alguém chegar. É sempre muito divertido.”

+ sobre O 2L Arquitetura “O 2L Arquitetura e Interiores é meu e da minha sócia, Luiza Biagi, que é designer de interiores. Para nós é muito importante tomar as decisões de arquitetura e decoração já no começo da concepção de cada trabalho, pois acreditamos que os projetos têm de ser pensados como um todo, unindo funcionalidade, beleza e conforto. Cada projeto tem a sua especificidade, que reflete a personalidade do lugar e do cliente, mas, de maneira geral, os nossos trabalhos têm como característica uma arquitetura limpa, simples e moderna. Gostamos muito da geração modernista brasileira.” @2larquitetura

A minha Itália “Já estive em Treviso, a cidade dos meus bisavós, e foi muito especial. Obviamente, eu não visitei a Itália toda, mas gosto demais de tudo o que pude conhecer. A arquitetura é bem diferente da nossa e quase todas as regiões têm algum lugar maravilhoso que eu estudei na faculdade. Qualquer biboca tem potencial para ser ‘um dos melhores restaurantes em que já comi na minha vida’. E adoro o ‘calor’ das pessoas e a gritaria, que pode parecer mau humor, quando na verdade é só um jeito de falar com, digamos, muita emoção. Dos palavrões em italiano acho que a gente não precisa falar, né? Minha avó era muito boa nisso.”

DICAS “Vou de Monfalcone, Veneza e Montepuciano. Não por serem as cidades mais bonitas, mas porque as que me ofereceram boas experiências.” 1. VÊneto Monfalcone “Grandes amigos dos meus pais moram nessa cidade. Para mim é muito marcante a convivência com a família deles. Lá experimentei pela primeira vez ‘os mil pratos de uma refeição típica italiana’. Eles servem cada um com um vinho diferente e no final ainda tem a grappa. Sempre vamos a ‘fazendas-restaurante’, onde só se serve o que é produzido no próprio local – das frutas ao vinho, das verduras à carne. Tudo fresco e maravilhoso. Adoro a fazenda Al Gelso, que tem trufas e a Osteria Altran. Lugares despretensiosos e comida deliciosa.” Veneza “Esta escolha não precisa de muitas explicações ou justificativas, né? Eu quase chorei de emoção quando fui. O meu pai me levou para conhecer o lugar e até hoje se vangloria que eu fui com ele e não em uma viagem romântica. Mas o que mais me encantou foram as casas residenciais: por fora são deterioradas pela água e pela maresia e, por dentro, são verdadeiros palacetes. Em Veneza o melhor passeio é o sem destino, se perder nas ruelas e becos e tentar dar uma espiada dentro das casas.” 2. Toscana Montepuciano “É um dos lugares mais charmosos em que já estive. Eu e minha prima descemos de carro desde Veneza até Roma. Montepuciano nem estava no roteiro, decidimos na hora parar lá. É uma cidadezinha medieval. Ficamos na Villa Cicolina, uma casa de campo de uma família nobre no século 19 que foi transformada em um hotelzinho. A parte da hospedagem fica dentro de uma vinícola própria e está preservada como no século 19. Ainda volto lá, desta vez, com o meu noivo.”

121


ESPECIAL

NETA: sócia da marca de decoração Cosi Home, Gabriela herdou do nonno Lorenzo, vindo da Itália, a verve empreendedora e o prazer de reunir os mais queridos em casa, com todo capricho, é claro Macaquinho (126910), Cinto (086701) e rasteira acervo pessoal 122


+ sobre a Cosi Home

Gabriela Luongo Lorenzetti, 28 anos

“Eu e a minha sócia, Juliana Couto, criamos a marca sem pressa, como um projeto paralelo há um ano. Hoje é o nosso único foco e uma grande realização. Na Cosi, nós nos preocupamos muito com os detalhes, assim, todas as estampas são criações nossas, exclusivas, e cada minúcia da marca é pensada para motivar suspiros de emoção em nossos clientes e seguidores. Faz pouco tempo que, atendendo a pedidos, começamos a fazer projetos pequenos de decoração de ambientes, em que levamos esse universo ‘cosi’ para dentro da casa, para o universo de cada cliente.” @cosi_home

Empresária, sócia da Cosi Home, “uma marca jovem de objetos de decoração e de sonhos” Raiz italiana Gabriela é neta de Lorenzo e Elvira Lorenzetti, imigrantes italianos. Ele, natural de Gênova, região de Ligúria, chegou ao Brasil em 1923. Ela, nascida em San Giuliano Terme, veio mais tarde, em 1948. De lá pra cá “O meu nonno (Lorenzo Lorenzetti) chegou a São Paulo em 1923. Ele veio para ajudar o meu bisavô (Alessandro Lorenzetti), que, na época, tinha recém-inaugurado uma fábrica de parafusos, a Tonanni & Lorenzetti. Mais de dez anos depois, em 1938, ele voltou para a Itália como convidado de um casamento. Foi nesse casamento que ele conheceu a minha nonna, a Elvira, e se apaixonou. Mas ele tinha que cuidar dos negócios no Brasil e não pôde ficar com ela nem trazê-la para cá. A ideia dele era visitá-la sempre, até ela vir para cá. E, então, houve a Segunda Guerra Mundial. Ele só conseguiu voltar para a Itália em 1948. E quando chegou lá fez tudo o que queria: casou-se e trouxe a esposa para o seu novo país. Eles moraram por muito tempo na Mooca, em São Paulo, foram companheiros e apaixonados, muito fofos.” Tá no sangue “Meus nonnos eram inventivos, empreendedores, aventureiros. Acho que essa pegada empreendedora, essa vontade de inovar que eu tenho, vem deles. Eu sou muito família, faço questão de estar sempre junto com meus pais, minhas irmãs, acredito que isso seja outra herança italiana. Além disso, adoro receber amigos e familiares em casa… oferecer jantar, almoço, ficar tomando um bom vinho com pessoas queridas – é bem coisa de italiano mesmo! E, claro, adoro deixar a casa sempre bonita e pronta para essas – e todas as outras – ocasiões.” Caso de família “Eu era muito novinha quando conheci Gênova, a cidade da minha família. E o Doria (Palácio Doria, onde meu nonno costumava passar as férias na infância dele) me marcou muito. Vou explicar o porquê. É que aqui no Brasil o meu nonno tinha uma coleção de ‘narizes de estátuas’, eram vários deles, e ele dizia que eram todos do Doria. Parecia lenda de família, sabe? Mas quando chegamos ao Doria, de fato, todas as estátuas estavam sem os seus narizes. Foi bem engraçado, acho que nunca vou esquecer essa passagem. Ele era bem inventivo, como eu já disse aqui.”

MEMÓRIA: Lorenzo e Elvira Lorenzetti recémchegado a Mooca, em São Paulo

A minha Itália “Amo a Itália, a comida, as pessoas e o modo de vida dos italianos. Fiz questão de passar minha lua de mel na Toscana, um lugar que eu adoraria morar.”

DICAS 1. Região da Toscana San Gimignano e Panzano “Destaco a cidade de San Gimignano na Toscana, uma das mais incríveis que já fui. Sugiro se hospedar dentro da cidade e viver a rotina de lá, que tem uma noite deliciosa. A pequena cidade Panzano é outra de que gosto muito. Ali está um dos meus restaurantes preferidos, o Antica Macelleria Cecchini, especializado em carnes. Além do menu, o lugar oferece uma experiência bem italiana.” 2. Costa Amalfitana Positano “Positano é o meu lugar preferido na linda Costa Amalfitana. Adoro o hotel Villa Franca e alugar um barquinho para curtir o dia todo navegando.” 123


ESPECIAL

Allegra Barontini, 19 anos

Orgulhosa por ser italiana e estudante caloura de cinema na Sarah Lawrence College, de Nova York, “uma cidade diferente de todas as outras do mundo”

Raiz italiana Allegra é italiana, nascida e criada em Florença. Filha de Consuelo Blocker, meio brasileira, meio americana, e Francesco Barontini, italiano.

MEZZO ITALIANA, MEZZO BRASILEIRA (E ALGO AMERICANA): Allegra é italiana, filha de pai italiano e mãe brasileira, que por sua vez é filha de americano e de uma célebre imigrante italiana. Garota multicultural e espertíssima

124

Tá no sangue “A família é minha prioridade, gosto muito de fazer os outros se sentirem confortáveis e de receber em casa. Essas características são bem italianas, como eu. Mas, como a minha mãe e grande parte da minha família é brasileira e vive no Brasil, eu me sinto um pouco brasileira também. Cresci com um babá brasileira e com muito contato com a cultura do país. Ao mesmo tempo, minha mãe sempre me diz que sou ‘muito americana’ quanto ao meu modo de agir. A minha família é bem internacional, tenho diferentes influências, mas, não importa o lugar do mundo onde eu esteja, me considero italiana com orgulho. A Itália é a minha casa, o meu lugar. Quando estou fora – e viajo muito – sinto muitas saudades da cultura, das pessoas e – o mais importante – da comida!” Caso de família “Minha família é multicultural... todas as nossas reuniões rendem casos divertidos porque somos muito diversos e ao mesmo tempo muito parecidos. Por exemplo: a celebração de feriados e datas especiais (como ano novo) é sempre uma gostosa bagunça porque temos que misturar e combinar três culturas, comportamentos e crenças diferentes. Sempre dá certo e é sempre engraçado. Mas acho hilário

FOTOS RETRATO ALLEGRA: Roberto Leoni; RETRATO FAMÍLIA: Fifi Tong

De lá pra cá (e pra lá de novo) “Meus pais se conheceram nos Estados Unidos, onde moravam, casaram-se e se mudaram para Florença, cidade natal minha e do meu pai, onde cresci e fui criada. O meu avô materno é americano (Roberto Blocker) e a minha avó é italiana (Costanza Pascolato), nascida em Siena, uma linda cidade. Ela foi para o Brasil ainda criança com os meus bisavós (Gabriella e Comendador Michele Pascolato, fundadores da tecelagem Santa Constância), ela de Torino, ele de Veneza.”


+ sobre Allegra

mesmo quando meus amigos vêm em casa e batem papo com a minha mãe... ela cresceu em lugares diferentes, então, mistura e troca de idiomas sem perceber numa mesma conversa, daí, eles ficam confusos e eu caio na gargalhada. Eu amo isso na minha mãe, e muito mais.” A minha Itália “A Itália é minha casa. Eu adoro o jeito como as pessoas se relacionam: elas se preocupam com o conforto dos outros, são gentis, acolhedoras, calorosas. Isso é uma das características de que mais gosto no país. Viajar pelo mundo fez eu valorizar ainda mais esse traço por me dar a oportunidade de observar e conviver com diferentes culturas. Em Nova York, cidade que eu também amo, as pessoas parecem não se preocupar com o outro, enquanto aqui em Florença é raro alguém passar por você na rua sem oferecer um sorriso, dar um oi, mesmo sem te conhecer. E tem a gastronomia, que, se eu começar a falar, não paro mais! Amo! Além disso, crescer na Toscana foi como uma bênção para mim. Florença é demais. É ao mesmo tempo antiga e moderna. Não importa onde você vá, há sempre um lugar em que a história aconteceu.”

DICAS

Allegra morou na mesma casa, no topo de uma montanha em Florença, desde que nasceu, há 19 anos, até agora. É italiana de ascendência ítalobrasileira e rodou meio mundo em viagens, “meus lugares preferidos são Nova York, Londres e Texas (especialmente o rancho do meu avô materno). Na minha lista estão Japão, Índia e Tailândia”. É fluente em português, inglês, francês, espanhol e italiano, claro, e louca por cinema. Acabou de ingressar na Lawrence College, de Nova York, onde está morando. “Quero estudar produção, roteiro, montagem e mais. Graças ao apoio da minha família, terei a oportunidade de seguir a carreira dos meus sonhos.” Gosta de moda, “mas sou do tipo de garota da calça jeans, do All Star e da camiseta”, das artes e de gastronomia. Em breve, terá o nome estampado nos créditos das grandes telas. @allibarontini

MEMÓRIA: em imagem de Fifi Tong para o livro Origem – Retratos de Família no Brasil, está a pequena Allegra, com a bisavó dona Gabriella Pascolato, a avó Costanza Pascolato e a mãe, Consuelo Blocker. Mulheres de raízes italianas, muito estilo, conquistas e repertório

“Ok, tenho apenas 19 anos, mas posso dizer que viajei a minha vida inteira. Aprendi que em qualquer viagem há três premissas fundamentais. A primeira é: não fique só nos centros das cidades – em Florença, por exemplo, há lugares incríveis fora dessa rota, como Fiesole. A segunda é: esqueça os guias de turismo. Dicas de locais e de pessoas que conhecem o lugar levam você a lugares autênticos, desviando dos clichês. A terceira e mais importante: se perca! Minha avó me ensinou que é impossível conhecer um lugar sem se perder por ele. Ao se perder, você descobre lugares impensáveis. Com essas três dicas tenho certeza que qualquer viagem será especial e inesquecível, pela Itália e pelo mundo.” 125


ESPECIAL

Carolina Del Bue, 35 anos

Carolina Del Bue é italiana e mora em São Paulo. Representa a primeira geração imigrante de sua família no Brasil. Fotógrafa sem rótulos e com muito talento, assina fotografias de arte, moda, beleza e comerciais e está “abrindo mais tempo para trabalhos pessoais. Sonho com projetos em que a cultura italiana e a brasileira possam se abraçar no melhor que elas têm e colaborar para criar algo especial” Raiz italiana “Nasci em Milão. Os meus avós paternos e meu pai são de Roma. Minha mãe nasceu na Alemanha mas foi criada na América do Sul, em Caracas e Buenos Aires. Quando ela tinha 13 anos, meus avós voltaram para a Europa e foram para Milão, onde ela conheceu o meu pai, que vivia na cidade desde os 8 anos.” De lá pra cá “Eu já conhecia o Brasil – e tinha até morado no Nordeste – antes de mudar para São Paulo em 2010 por causa da crise na Itália. Chegar a um país em que os jovens são valorizados e têm oportunidade foi um grande alívio e entusiasmante. É outra energia, outro ritmo. Eu não conhecia muita gente e em semanas estava trabalhando. Diferente de outras gerações de imigrantes, a minha chegou aqui com um preparo acadêmico/cultural bem relevante, e eu sempre tentei somar e trocar a minha bagagem cultural em meus trabalhos. Isso funciona bem em São Paulo, onde tudo acontece. Um lugar que tem ligação e contato com o resto do mundo.”

IMIGRANTE: a fotógrafa italiana Carolina Del Bue escolheu São Paulo como a sua casa. Aqui, está no topo do edifício Eiffel, no centro da capital paulista Blusa (036895) e Saia (146904)

126

Tá no sangue “O gosto e o amor pelo belo, pela elegância e pela autenticidade é algo muito importante para os italianos. Na Itália, a busca da beleza pode significar se elevar e chegar ao divino e ao verdadeiro. Não é meramente superficial. Tem enorme significado cultural e muito a ver com a cultura grega pela qual foi enormemente influenciada. O interesse pela arte e pela cultura é inerente, uma vez que somos influenciados e rodeados por ela desde muito cedo. A paixão pela cozinha italiana e a devoção pela qualidade dos seus ingredientes também é algo muito forte em mim.” Caso de família (e de Brasil) “Eu vim pela primeira vez quando era criança, de férias, com minha família. Em 2001 fiz uma viagem pelo Brasil com amigos. Foi muito especial e me apaixonei pelo Nordeste, sobretudo Jericoacoara, que era bem mais virgem. Voltei para a Itália e pou-


cos meses depois estava morando no Nordeste. Dancei muito forró, viajei bastante e também trabalhei em projetos sociais. Vivi experiências incríveis... mas sofri um acidente de carro e voltei para a Europa. Quando eu me formei em psicologia fiz minha tese sobre o maravilhoso Projeto Axé, da Bahia. Eles fazem um trabalho excelente voltado à reinserção social das crianças de rua através da arte.” O que aprendeu com os brasileiros? “A simplificar ou descomplicar as coisas. A cultura europeia carrega um costume pela complexidade que não ajuda muito ou sempre. Também me tornei mais paciente e mais leve.” A minha Itália “A Itália é um país belíssimo e interessantíssimo culturalmente e artisticamente, porém ainda relutante a se adaptar aos tempos modernos, a se renovar, buscar uma nova inteligência.”

MEMÓRIA: Carolina durante sua primeira passagem pelo Brasil, em 2001, em Jericoacoara

DICAS Sem dúvidas: as regiões de Sardenha, Toscana e Sicília. 1. SARDENHA Santa Teresa di Gallura e l’Isola Maddalena “Vale a pena dar um google para conferir o mar...” 2. TOSCANA Chianti, São Donato e Poggibonsi “Gosto muito de Chianti, entre Florença e Siena. Minha família tinha uma propriedade entre São Donato e Poggibonsi, e passei muito tempo por lá quando era mais jovem, amo aquelas terras.” 3. Sicília Siracusa, Taormina, ilhas Eolie e L’isola de Lampedusa “É um lugar imperdível para quem quer sair das rotas turísticas clichês dos estrangeiros. A comida é sensacional e a região é maravilhosa, vale a pena alugar um carro para percorrê-la. Indico Siracusa, Taormina e as ilhas Eolie – em particular Salina e Panarea. Nesses lugares, o melhor é alugar um barco par ter acesso aos spots de mergulho. Ir a L’isola de Lampedusa, nossa ilha mais africana, também é uma experiência bem especial.”

+ sobre Carolina Carolina já fotografou para as principais revistas de moda do mundo. E rodou ele também. “Morei em Milão, Lugano, Madri, Londres, Buenos Aires, no Nordeste brasileiro. Agora escolhi São Paulo. Às vezes fico na dúvida: não sei se desenvolvi um certo amor pela cidade ou se ela é viciante. Certeza é que estou muito agradecida por todas as oportunidades que ela me ofereceu e as experiências que vivi. Em São Paulo aprendi e cresci muito. Mas reconheço que é saudável sair da cidade para respirar outros ares.” Acesse carolinadelbue.com para ver o (lindo) trabalho de Carolina. @carolinadelbue

127


TURISMO

Dolce Lavoro: o making of dos editoriais de moda realizados nas regiões da Toscana e da Ligúria, na Itália. Trabalho duro em clima doce e feliz

128


ESSENCIAIS

A CANAL convidou a trendsetter Kelly Piquet para vestir e interpretar os modelos que são hits de todas as temporadas de verão. “É tempo de leveza, praticidade, funcionalidade. O estilo boho é a cara da estação e combina muito comigo, por isso, batas e máxis estão entre minhas peças essenciais”, diz ela. “Prezo por tecidos naturais e simplesmente adoro a sensualidade dos comprimentos mínis”, completa. Quer saber mais sobre as atuais leituras dos clássicos de verão? Kelly (@kellypiquet) conta e mostra para você nas páginas a seguir FOTO FRANCO AMENDOLA BELEZA VICENTE LUJAN (CAPA MGT)

130

ASSISTENTE DE BELEZA VINI PEDROSO

ÍCONES DA ESTAÇÃO


Macac達o (126177) Colar (027028) 131


ESSENCIAIS

batas A brisa boho de todas as temporadas “Batas têm tudo a ver com o verão porque são descontraídas e leves, além de versáteis. Dá para usar com short ou calça jeans no dia a dia, ou com uma saia mais arrumada em um jantar, por exemplo. Sempre que quero me inspirar e encontrar maneiras diferentes para compor looks com batas, lembro da minha mãe, Sylvia Tamsma, meu fashion icon pessoal. Ela tem ideias muito autênticas e também adora o modelo”

Bata (246243) Pulseira (027053) Short (156041) 132


1

2

LOOK Bata (036153), Pulseira (026852), Pulseira (026837), Calรงa (056589), Bolsa (046841) e Sandรกlia acervo CANAL 1. Bata (246097) R$ 399 2. Bata (036054) R$ 389

133


ESSENCIAIS

mínis O verão e o comprimento são indissociáveis “Adoro mínis porque acho as pernas a parte mais sensual do corpo feminino. Tenho a sorte de ter nascido com uma genética boa, com pernas longilíneas, e pratico muay thai para mantê-las firmes. Capricho no hidratante e, às vezes, uso um creme com brilhos para iluminar. Adoro a forma como a (modelo e apresentadora inglesa) Alexa Chung veste mínis. Nunca é vulgar e é sempre muito feminino”

Blusa (036877) Pulseira (026835) Pulseira (026640) Saia (146220) 134


1

2

LOOK Macaquinho (126910), Colar (026813), Colar (026828) e Sandรกlia (066846) 1. Vestido (166468) R$ 339 2. Short (156802) R$ 1.200

135


ESSENCIAIS

máxis Elegância descontraída que faz toda a diferença na estação “Comprimentos longos e fluidos estão entre os meus preferidos, invisto muito nesses designs, que remetem ao conforto e à elegância. E, dependendo do modelo, o longo pode ser usado tanto em uma tarde na praia quanto em uma festa à noite, além de funcionar muito em eventos mais bacanas à luz do dia. Gosto muito da forma como a Poppy Delevingne veste seus incríveis máxi”

Vestido (166074) Colar (026821) Colar (026823) Sandália (066713)

136


1

LOOK Macacรฃo (126177), Colar (027028), Colar (026815) e Sandรกlia acervo CANAL 1. Vestido (165658) R$ 519

137


ESSENCIAIS

naturais O toque suave é desejo de todos os verões “O tecido natural é um autêntico ‘go to’ do verão. Quando bem cortado e bem-acabado é peça-chave absoluta para a estação. É muito chique, elegante e confortável. Sou fã da Liya Kebede, ex-modelo e dona de uma marca que usa apenas tecidos naturais em suas criações”

Blazer (106022) Regata (036121) Pulseira (026610) Short (156019) 138


1

2

LOOK Kimono (096157), Regata (036096), Colar (026818), Calรงa (056590) e Sandรกlia acervo CANAL 1. Camisa (076022) R$ 349 2. Short (156978) R$ 299

139


Shops

1

ACQUA Os tons das águas do mar refrescam a cartela de cores da estação em acessórios e peças destinados a quebrar a monotonia. Mergulhe nesta tendência! FOTO FLAVIO BATTAIOLA

140


2

3

4

5

6

7

1.Bolsa (046842) R$ 479 2.Blusa (036439) R$ 129 3.Colar (026818) R$ 239 4.Cinto (086962) R$ 229 5.Blusa (036895) R$ 239 6.Vestido (166040) R$ 489 7.Saia (146563) R$ 219 141


Shops

1

PÔR DO SOL Saudação ao sol! Os tons que colorem o entardecer do verão energizam peças e acessórios na estação mais desejada de todas FOTO FLAVIO BATTAIOLA

142


2

3

4 5

6

1.Colete (096191) R$ 559 2.Colar (026824) R$ 149 3.Regata (036238) R$ 159 4.Short (156930) R$ 289 5.Calรงa (056278) R$ 479 6.Bolsa (046722) R$ 980 143


Shops

1

TRAMA A textura e os desenhos dos tramados aparecem em tricôs, malhas, couros, acessórios e até na alfaiataria. Tudo para dar (ainda) mais sofisticação aos básicos FOTO FLAVIO BATTAIOLA

144


2

3

5

4

7

6

1.Blusa (206457) R$ 269 2.Tric么 (036110) R$ 299 3.Cinto (086701) R$ 259 4.Short (157045) R$ 249 5.Saia (146404) R$ 299 6.Chap茅u (256964) R$ 99 7.Espadrille (066850) R$ 259 145


Shops

1

NEONAVY Amor de muitos verões, o clássico navy ganha leitura contemporânea em peças versáteis e atemporais. Embarque nessa! FOTO FLAVIO BATTAIOLA

146


2

3

4

5

6

1.Vestido (166131) R$ 479 2.Regata (036178) R$ 189 3.Regata (036123) R$ 259 4.Calรงa (056395) R$ 449 5.Short (156567) R$ 159 6.Brinco (026613) R$ 79 147


Shops

1

DECORATIVISMO Mínis ou máxis, os ilhoses estão entre os “detalhes” da vez, pontuando peças e acessórios que fazem toda a diferença. Aposte! FOTO FLAVIO BATTAIOLA

148


2

3

5 4

7

6

1.Camisa (076282) R$ 279 2.Bata (036155) R$ 289 3.Regata (036138) R$ 289 4.Short (156148) R$ 399 5.Cinto (086959) R$ 259 6.Short (157012) R$ 349 7.Calรงa (056584) R$ 359 149


3x ESTILO

1

EXERCÍCIO DE ESTILO CANAL convidou e a blogger Francesca Monfrinatti topou apresentar diferentes formas de arrasar com três modelos hits da temporada. “Versatilidade é crucial. Na hora de comprar roupas, penso sempre nas situações do meu cotidiano: almoços, reuniões, trabalho, jantares e festas. E, na minha cabeça, eu já monto diversos looks com a peça. Se eu conseguir compor três looks para a peça, então é gol!”, diz ela, autoridade em composições impecáveis. “Acho tão fácil montar looks diferentes com uma peça só, que nunca passou pela minha cabeça aquela ideia de evitar usar muito a mesma peça”, completa @fmonfrinatti. Às dicas!

ASSISTENTE DE BELEZA VINI PEDROSO

FOTO FRANCO AMENDOLA BELEZA VICENTE LUJAN (CAPA MGT)

150


2

SAIA mídi

“É uma peça superclássica que pode ficar supermoderna em um piscar de olhos. O ponto alto é que, mesmo quando só combinada com uma camiseta básica e um salto alto, já deixa você bem arrumada, pronta para qualquer ocasião. Se o sapato ou a sandália for desses que deixam o peito do pé aparente (como escarpins) a silhueta parece mais alongada do que é”.

3

Saia (146796) R$ 249

1. DO ESCRITÓRIO AO HAPPY HOUR Com camisa e sapatos contemporâneos, a mídi ganha ares cosmopolitas -

Camisa (076315), Colar (026827), Saia (146796) e sapato acervo pessoal

2. DO ALMOÇO À FESTA

Com a blusa curta e a sandália de salto alto, alonga (bem) a silhueta -

Regata (036143), Colar (026623), Saia (146796), Bolsa (046651) e sandália acervo pessoal

3. HORA DO DRINK!

O top com franjas leva a saia para aquela festa Regata (036949), Brinco (026839), Saia (146796) e sandália acervo pessoal

151


3X ESTILO

1

152


2

CASAQUETO

“Por ser um modelo clássico, possibilita muitas produções diferentes, deixando-as descontraídas com uma pegada elegante. Como é muito confortável e leve, funciona muito bem no verão, principalmente em noites não muito quentes (e em ambientes com ar-condicionado). Além das maneiras propostas aqui, adoro vestir com short jeans e botas altas”

3

Casaqueto (196112) R$ 399

1. FESTA DE DIA E DE NOITE Um visual elegante e nada careta. -

Casaqueto (196112), Blusa (037051), Brinco (026839), Saia (146927) e sapato acervo pessoal

2. SEM HORA

Com calça boyfriend, top com toque de seda e salto alto, compõe um look descontraído e chique que vai para qualquer situação Casaqueto (196112), Blusa (036272), Calça (056546) e sandália acervo pessoal

3. GIRLIE

O comprimento míni e a regata básica dão ares joviais ao casaqueto ageless e atemporal -

Casaqueto (196112), Regata (036178), Saia (156018) e sapato acervo pessoal

153


3X ESTILO

1

154


2

COLETE

“É muito fácil de combinar! Gosto de vestir de muitas maneiras. Até sobre o biquíni, com um short, como se fosse uma saída de praia mais sofisticada. Aqui destaco outras formas de tirar todo o proveito da peça, que é muito versátil”

3

Colete (096800) R$ 1.850

1. DELICADEZA

O modelo arremata com leveza o look superfeminino e despojado -

Colete (096800), Blusa (036065), Short (157044) e bota acervo pessoal

2. SOFT GIPSY

O colete dá uma pegada sóbria ao look com saia longa, salto e camisa estampada -

Colete (096800), Blusa (036026), Saia (146353) e sandália acervo pessoal

3. RECORTES

A sobreposição de comprimentos deixa o look com saia curta ainda mais cool Colete (096800), T-shirt (206995), Brinco (026839), Saia (146242) e bota acervo pessoal

155


CARREIRA

COMPORTAMENTO + MODA = TRABALHO Letícia Abraham Malta é responsável pela operação do WGSN na América Latina. Aqui, ela revela as principais correntes de comportamento e de moda do momento e conta sobre a metodologia de trabalho do respeitado portal de tendências dedicado a identificar os seus desejos futuros

A matéria é sobre o trabalho de Letícia Abraham Malta no WGSN, a respeito de tendências de comportamento e desejos diversos, incluindo os de moda. Mas vamos começar com Steve Jobs e você logo vai entender o porquê. Jobs, você sabe, era um sujeito brilhante e genioso, autor de produtos, insights e frases de efeito. Uma de suas máximas dizia que a Apple criava aquilo que os consumidores nem sabiam ainda que iriam desejar, precisar ou querer. E é exatamente isso que o mercado de moda faz na missão de desvendar ou criar desejos. A tarefa não é fácil. Exige sensibilidade, pesquisas e interpretações pontuais do que ainda não se manifestou em massa. E, mais uma vez, é exatamente isso que o WGSN, um portal de tendências internacionais, faz: pesquisa o comportamento humano, interpreta, analisa e devolve para seus clientes reports sobre o “next big thing”, sobre as tendências de comportamento que se transformarão em hábitos de massa.

QG: Letícia Abraham na sede do WGSN em São Paulo Camisa (076231), Saia (147049) e sandália acervo pessoal

156

A partir daí, os clientes do WGSN (são muitos pelo mundo, grande parte do mercado de moda) têm uma base para comprovar feelings, fundamentar argumentos e criar seus produtos. Para tanto, o WG (eis o apelido do portal no país da cordialidade) está sempre conectado com pessoas “prafrentex”, dessas que querem transformar o presente, fazer diferente. E igualmente debruçados em pesquisas, observações e mais. O portal tem profissionais e colaboradores espalhados pelo mundo todo, que no Brasil são capitaneados por Letícia Abraham Malta, responsável pela operação do gigante na América Latina, e sediado em São Paulo.

FOTO LOOKBOOK FRANCO AMENDOLA, ASSISTENTE DE BELEZA VINI PEDROSO

FOTO MARIANA MALTONI BELEZA VICENTE LUJAN (CAPA MGT)


Formada em administração de empresas (FGV), com pós em comportamento do consumo (ESPM) e mestrado em antropologia (PUC), aos 33 anos, Letícia é uma executiva/antropóloga. “Eu administro profissionais e pesquiso. Me sinto mais antropóloga do que administradora hoje em dia”, diz ela, que coordena um time com mais de 30 profissionais. “Sou do tipo que prefere treinar a mão destra na escrita a tentar escrever com a mão esquerda. Invisto no que tenho habilidade e competência em vez de tentar descobrir novas atividades o tempo todo”, comenta, apontando que a barra (administradora/ antropóloga) entre suas formações e funções soma em vez de dividir.

INTERPRETAçÃO CANAL 1

Antes de assumir o cargo de topo do WG, Letícia empreendeu e teve sua própria agência de pesquisas comportamentais, a MINDSET, que foi comprada e incorporada ao WGSN. “Anteriormente, atuei nos setores de marketing e inovação de multinacionais como Danone e Diageo”, conta. Especialmente para CANAL, Letícia, em nome do WGSN, aponta as correntes de comportamento e desejos do agora já, junto com a consultora Sofia Martellini. São desejos que ganham força – e podem até pertencer a você. Manifestações que o WGSN pesquisa por pelo menos dois ou três anos, muito antes de se tornarem hábitos. Falando assim, pode parecer “futurologia”, “achismo” ou “adivinhologia”. Mas é mesmo expertise, feeling, pesquisa. Algo muito conectado com administração e antropologia e ainda com psicologia e mercado, provavelmente com você e seus desejos (presentes ou futuros). Confira.

2

DESEJOS

+ AUTENTICIDADE

Na vida: “As pessoas estão em uma busca por verdade. Cobram isso nas relações humanas, de trabalho, com as marcas, com a vida. Estão também assumindo mais as suas vontades e pensamentos, sem receio de julgamentos. Na mesma linha, padrões de beleza impostos pela mídia são questionados e derrubados. A brasileira está assumindo os cabelos cacheados, por exemplo. Há a onda do ‘beauty imperfection’ na maquiagem sem acabamento. E, na área do entretenimento, destaco os personagens das séries mais cultuados, que têm defeitos e qualidades, pontos negativos e positivos, como na vida real”, Letícia. Na moda: “As pessoas questionam o que é real e não se interessam pelo contrário.” Assim, o dress for sucess, a ideia de se vestir para criar um personagem ou imagem, está fora de questão, é coisa do passado. “Existe o desejo por mais simplicidade e menos regras quando o assunto é moda. Não se trata da onda normcore, mas de simplicidade mesmo, enfim, de autenticidade”, Sofia.

3

LOOK 1 Macaquinho (126152) Colar (027033) Pulseira (026841) Sandália acervo CANAL LOOK 2 Blusa (036976) Pulseira (027053) Pulseira (026831) Saia (146911) Sandália acervo Canal LOOK 3 Camisa (076254) Pulseira (026837) Pulseira (027053) Short (156281) Bolsa (046841) Rasteira (066849) 157


CARREIRA

INTERPRETAçÃO CANAL 1

LOOK 1 T-shirt (036994) Pulseiras (026852) Cinto (086635) Saia (146246) Rasteira (066677) LOOK 2 Vestido (166277) Bolsa (046721) Rasteira (066849) LOOK 3 Blusa (036169) Colar (027028) Short (157054) Sandália acervo Canal

2

3

+ ESCAPISMO

Na vida: “Os ciclos tecnológicos duram em média 15 anos, e estamos justamente em um limbo porque a grande última inovação, o iPhone, é de 2008. A falta de novidades que transformem a vida (não só no plano tecnológico, mas de massa mesmo), somada à situação mundial atual, resulta em tédio e cansaço. Isso desencadeia o desejo por experiências fantásticas, por escapismos baseados no que é extraordinário, fora da rotina. As pessoas querem experiências novas, fazer algo pela primeira vez e algo completamente diferente do que cerca seu estilo de vida”, Letícia. Na moda: “A forte tendência dos anos 70 representa bem esse desejo por escapismo. As cores fortes, as estampas, os modelos setentistas remetem a uma década em que a busca por liberdade, paz, inovação e justiça era – salvo proporções e regiões do mundo – muito parecida com as buscas atuais”, Sofia. 158


+ OFFLINE

Na vida: “Vivemos um tempo de superconexão tecnológica. Estamos conectadas o tempo todo. A conexão era uma novidade, e o ser humano tem a tendência de fazer o novo com muita intensidade até achar o equilíbrio, que chega agora. Mas antes dele, é bom ressaltar, teve o movimento da desconexão total, do detox digital, de outro extremo. Atualmente a vontade é de bom senso. De desligar quando há necessidade e de se conectar quando é preciso. O celular não fica mais na mesa do bar, ou vai ficar cada vez menos. Os momentos presentes começam a ser valorizados, o ócio também. Atitudes como desligar o e-mail profissional durante as férias não são repreendidas, mas respeitadas e até comemoradas. Reservar um momento do dia para si, também. Esses discursos estão sendo colocados em prática”, Letícia. Na moda : “O mundo digital tem muito de descartável, de instantâneo. As pessoas estão cansadas dessa velocidade, e na moda isso se reflete no interesse por tudo aquilo que não é descartável. A tendência passageira e rápida começa a ser questionada. Cresce o interesse pelo resgate do básico, a volta da camiseta, dos clássicos. Há ainda o boom dos tecidos naturais, com pouca ou nenhuma tecnologia”, Sofia.

INTERPRETAçÃO CANAL 1

2

3

LOOK 1 Blusa (037051) Brinco (026838) Saia (147050) Sandália acervo Canal LOOK 2 Blusa (036012) Pulseira (026833) Saia (146266) Sandália (066846) LOOK 3 Jaqueta (106237) Regata (206861) Cinto (086647) Calça (056587) Sandália (066846) 159


CASA

SEM CEDILHA, COM LETRA MAIÚSCULA As arquitetas Andrea Lucchesi, Carolina Razuk e Merê Esteves são as cabeças pensantes que formam o power trio do escritório Mestisso, especializado em projetos que somam funcionalidade e sensibilidade em interpretações fresh e inspiradoras FOTO MARIANA MALTONI BELEZA VICENTE LUJAN (CAPA MGT)

160

FOTOS RESIDÊNCIA do ALTO DE PINHEIROS: FRAN PARENTE, ASSISTENTE DE BELEZA VINI PEDROSO

PANTONE: o mix de cores sóbrias com objetos coloridos resultou em um ambiente clássico e ao mesmo tempo contemporâneo na residência do Alto de Pinheiros


UM, DOIS, TRÊS: Carolina Razuk, Merê Esteves e Andrea Lucchesi na sede do escritório de arquitetura Mestisso, abrigado em uma casa modernista na cidade de São Paulo Carolina: Colete (096191), Blusa (036917), Colar (026623), Saia (146455) e sandália acervo pessoal; Andrea: Regata (036948) e Calça (056913); Merê: Tricô (036071), Colar (026626), Calça (056527) e sapato acervo pessoal 161


CASA

3X4: Andrea Lucchesi, Merê Esteves e Carolina Razuk

Blusa (036868) R$ 259

Saia (145645) R$ 479

Sandália (066846) R$ 379

162

Híbrido, misturado, mesclado. Os três adjetivos são destacados como sinônimos do substantivo mestiço no grande dicionário Houaiss. Já Mestisso com letra maiúscula e dois esses no lugar do cedilha (vai que você leu rápido demais para perceber a grafia) é outra história. Não está no Houaiss nem no Aurélio, mas se estivesse teria os mesmos sinônimos aqui já citados, que definem o conceito do escritório de arquitetura e design de interiores de Andrea Lucchesi, Carolina Razuk e Merê Esteves. Com proposta jovem e dinâmica, o Mestisso por si é a mistura, a mescla, de três cabeças pensantes, determinadas a seguir a máxima de “atender ao gosto do cliente, sempre”, oferecendo os melhores caminhos para isso. E o cliente que o procura invariavelmente busca por sua competência em encontrar o equilíbrio por meio da combinação de texturas, revestimentos, cores, acabamentos, ou então por meio de referências, desejos e tendências. Nos dois casos, e ainda naqueles que somam as duas alternativas, o resultado é fresh, funcional e plástico. Basta bater os olhos nas imagens da residência do Alto de Pinheiros e do apartamento Ásia para confirmar. “Assinamos a reforma e a decoração. O cliente do Alto de Pinheiros gostava de tons neutros, então os toques de cor estão apenas nos objetos. O do Ásia queria um ambiente descontraído, alegre, passamos essa ideia através do uso de diferentes revestimentos”, detalha Andrea. Como se nota, o visual é muito importante mas não é tudo para o trio de arquitetas, tampouco para seus clientes. “As pessoas estão mais exigentes e procuram sensações de vivência. Querem além do visual, buscam experiências sensoriais que resultem em conforto, acolhimento, relaxamento”, aponta Merê. Para traduzir o que é o oásis de cada um, as arquitetas interpretam os desejos de seus clientes e investem em pesquisas de materiais, somando sensibilidade e know-how. “Nós nos dedicamos a fazer de cada projeto um espaço único, uma leitura da personalidade de seu proprietário. Nesse processo, apresentamos tendências e materiais inovadores

FOTOS APARTAMENTO ÁSIA: RICARDO BASSETTI

MIX & MATCH


que tenham a ver com o estilo do cliente e que, por isso, terá sentido na casa dele”, explica Carol. Entre as tendências atuais, elas destacam o uso de materiais com apelo vintage reinterpretado para os dias atuais. Contudo, o “tem que” está fora do vocabulário e do modo de trabalho do Mestisso. Por exemplo, se o cliente gosta de ambientes integrados (o que está em voga) terá um, de acordo com o seu modo de vida e perfil. Se quer ambientes fechados, idem. “É que, de fato, fazemos nossos projetos de acordo com as características dos clientes”, reforça Andrea. Tal responsabilidade pode explicar o sucesso do jovem escritório – as três arquitetas trabalham oficialmente juntas e sob a marca Mestisso há pouco mais de um ano, mas se conhecem desde os tempos das carteiras da escola e da faculdade, e já assinavam projetos em parceria.

TEXTURAS: o equilíbrio de diferentes texturas demarca ambientes e dá leveza ao apartamento Ásia

Porém, não se trata só de responsabilidade. Trata-se de um mix... de criatividade, frescor, boa antena e competência. Afinal, com dois esses ou cedilha, mestiço ou mestisso significa a mesma coisa: uma mistura muito boa. SIGA: @mestisso_arquitetura mestisso.com

163


BEM-ESTAR

BOA ONDA, ONDA BOA Desde a adolescência, a cinegrafista e fotógrafa Camila Othon conhece e persegue a sensação de descer ondas. Aqui, ela conta um pouco de seu caso de amor com o surf e dá dicas para quem quer experimentar seu ritual e esporte mais querido

Camila Othon Nogueira é surfista. Não vive do surf, é amadora, mas também não vive sem o surf, “só quem surfa entende a necessidade de ir para o mar”, diz a cinegrafista, fotógrafa e comunicadora talentosíssima (dá uma olhada no vímeo dela vimeo.com/camilaothon e tire a prova). A pele é sempre morena, o cabelo naturalmente clareado pela água salgada e pelos raios de sol. O corpo é per-fei-to. E a vibe, a energia, é leve – e potencializa a beleza toda. Camila sorri muito. Nem o nariz quebrado durante uma ‘session’ corriqueira altera 164

(muito) o seu humor. “Chato demais, claro. Mas vou ficar quieta e logo mais vou para a Costa Rica”, diz ela, no dia do acidente, direto do hospital, por WhatsApp, dias depois da data em que fizemos o seu retrato. O alto-astral pode ser personalidade e não o surf, é verdade. Afinal, tem um monte de gente chatona e malhumorada que surfa. Porém, em Camila parecem ser os dois, até porque é bem difícil dissociar um do outro. “Com certeza o surf influencia muito a minha energia

ASSISTENTE DE BELEZA VINI PEDROSO

FOTO MARIANA MALTONI BELEZA VICENTE LUJAN (CAPA MGT) AGRADECIMENTO AEROFISH (aerofish.com.br)


EM CASA: Camila Othon na Aerofish, na Vila Madalena. A fot贸grafa e videomaker tem meia vida de surf, 26 anos e 13 de pr谩tica. Blusa (036490), Colar (026822), Short (156235) e sapato acervo pessoal

165


BEM-ESTAR

SURFING

Camila dá dicas para quem quer começar a surfar VOCÊ “Recomendo ter muita força de vontade porque uma hora vai (risos). O surf é um esporte difícil, e a prática frequente ajuda muito. Fazer aulas não é besteira. Eu fiz muitas. O conhecimento e as dicas de um professor são importantes.” o mar “Pra começar acho que é melhor um mar mais calmo, óbvio. Se você não tem noção alguma do esporte, comece pela espuma da onda e pratique bastante o drop (o descer na onda, em pé, claro). Depois que estiver bem, siga para o outside (para depois da arrebentação) em dias de mar calmo.” a prancha “Pranchas maiores são mais fáceis para ficar em pé. Eu acho o drop a parte mais importante da iniciação e pranchas maiores o deixam mais fácil porque dão maior estabilidade.”

SURFTRIPS: boas ondas são essenciais nos roteiros de viagem de Camila, que já surfou no Havaí, na Costa Rica, Fernando de Noronha e mais. Blusa (036490), Colar (026822) e Short (156235)

166

A PRÁTICA “Para começar a pegar a manha do surf é preciso praticar muito. Se não puder surfar todo dia ou por dias seguidos é bom treinar o corpo. Ioga e pilates são boas alternativas porque trabalham o equilíbrio. Andar de skate também ajuda.” o principal “Surfar é ficar de pé na prancha, mas não só isso. É sentir a onda. É um esporte que exige muito do corpo, autoconhecimento corporal e oferece muito bem-estar.”


e humor porque é nele que eu relaxo, me renovo. Se o surf não acontece, a energia só vai acumulando. O mar é o lugar em que me sinto bem. Moro em São Paulo, então, eu me organizo para surfar sempre. Quando não dá para ir no final de semana, tento um bate e volta no meio da semana”, diz ela. Aos 26 anos, Camila surfa desde os 13, ou seja, meia vida até agora. “Meu pai surfou por muito tempo, hoje pratica windsurf. Íamos muito para a praia. Lembro da minha primeira aula de surf, na praia da Joaquina. E também não esqueço os tombos e pranchadas na cabeça que levei na praia da Barra da Lagoa”, diz e ri. “Na época, alugávamos uma casa na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. Uma das minhas irmãs, a Lívia, tinha acabado de voltar de uma estada de dois anos na Califórnia e incentivou eu e minhas outras irmãs – somos quatro – a surfar”, conta. Do verão de 2002 até hoje o elo com o surf só cresceu e amadureceu. “É um esporte que exige do meu corpo e que me dá uma condição física muito boa, tem a ver com saúde e bem-estar.” E com estilo de vida. Muitas das viagens que Camila faz são motivadas por boas ondas. “Surftrips são essenciais. Surfar em lugares que não conheço ou que não estou acostumada é um desafio inspirador. Guardo lembranças especiais de cada lugar em que surfei.” Com suas pranchas, Camila já conheceu os mares de Mentawaii, “um lugar incrível com uma energia surreal e ondas de todos os tipos”, do Havaí, “só de ver aquelas ondas gigantes e os caras quebrando já vale a viagem”, Fernando de Noronha, “ótimo para treinar os tubos, além de ser um destino nacional e dos mais lindos que existe”, entre outros, como Costa Rica e mais. Fora a experiência e a diversão, as surftrips rendem bons registros em filmes e fotografias. “Como meu pai é cineasta, eu sempre estive nesse meio de imagens e comecei a me interessar pela fotografia desde cedo. As coisas foram acontecendo naturalmente e vi que poderia ir além das cenas estáticas, partindo para os filmes. Hoje estou envolvida com muitos projetos, relacionados a moda, publicidade e, evidentemente, esportes”, diz ela, que comanda um estudio próprio (camilaothon.com), faz freelas e é colaboradora do Estudio Flecha (@estudioflecha). Tanto a relação de Camila com o surf quanto a com o trabalho, envolve amor, família e amigos. O pai já teve uma loja de artigos para surf, o namorado é fotógrafo e surfista, e a maioria dos amigos dela circula por um meio ou outro, ou pelos dois. Os retratos desta matéria, por exemplo, foram feitos na loja de pranchas Aerofish, do cunhado de Camila. Tudo em casa, em perfeito flow. SIGA: @camilaothon camilaothon.com

PARA AS FÉRIAS

Regata (036973) R$ 259

Saia (146225) R$ 389

Espadrille (066848) R$ 259

167


VERDE

DA MARINA Com a proposta de incentivar o cultivo afetivo, a Da Horta, de Marina Coutinho, oferece oficinas de plantio, arranjos encantadores, serviços de jardinagem e decoração e ainda a vontade de um novo estilo de vida FOTO MARIANA MALTONI BELEZA VICENTE LUJAN (CAPA MGT)

168


VERDINHOS: Marina Coutinho na casa Da Horta, onde comercializa vasos e acessórios, oferece cursos sobre plantio e manutenção de hortas e incentiva o cultivo afetivo Na página ao lado, Marina veste: Blusa (036122) e Saia (146447)

Saímos Da Horta carregando vasos de temperos como pimenta e alecrim, vasos de miniespada de São Jorge, de suculentas, de lavanda, com uma hortinha completa e ainda com acessórios para pendurar vasos, além de vasinhos em formato de bichos, da coleção Safari – que é genial, feita de bichinhos de brinquedo transformados em, mais uma vez, vasos. Saímos Da Horta meio sujos de terra, com vontade de cuidar do jardim de casa, de regar, de cozinhar com temperos frescos, de cultivar. E fizemos tudo isso. O nós... somos nós... cinco felizes integrantes da equipe CANAL, que, mais uma vez, saímos Da Horta com novidades e vontades, já querendo voltar para lá. Ficamos encantados pelo trabalho de Marina, que nos recebeu com bolinhos integrais e chás de ervas colhidas na hora. Ficamos planejando fazer as oficinas de horta caseira, ministradas por ela, e dali mesmo começamos a recomendar uma visita ao lugar a todos que gostam de uma proposta acolhedora e um ambiente cheio de vida. A Marina e a Da Horta. A Marina é a mentora Da Horta, uma empresa dedicada a incentivar o cultivo afetivo, a relação com o verde, com o tempo presente, com a terra. É uma moça alta, de sorriso largo e fácil, que trocou a rotina das agências de marketing e publicidade pela vontade de usar a energia das mãos em algo que sempre lhe foi tão familiar e gratificante: o plantio e, novamente, o cultivo afetivo. Ganhou dias mais agitados, “acordo às três da manhã para ir ao Ceasa e trabalho até tarde da noite”, e uma satisfação imensurável, “eu me sinto mais disposta do que eu era antes e muito rica”. Marina fala sobre uma riqueza que não se mede em acúmulos e posses, mas em sentimentos e realizações. E, se o papo aqui estiver soando muito hippie para você, é bom mesmo passar na Da Horta. Mais do que comercializar plantas e ervas em lindos vasos, além de ensinar como plantar e ver uma horta crescer, a Da horta é sobre sentir e cuidar, criar vínculos. Sentir o tempo de uma planta (tão diferente do digital), praticar e estender o cuidado (com a natureza e, consequentemente, com o outro) e criar um vínculo com a terra. “As pessoas querem mais contato com o verde, as suculentas estão ‘na moda’. Mas não quero ficar, e não fico, só no decorativismo”, explica Marina. 169


VERDE

CAMPESTRE

Vestido (166252) R$ 499

Bota (066678) R$ 399

170

“Trabalho muito com ervas e temperos porque são mais resistentes que as flores e exigem mais atenção que as suculentas. E ainda são funcionais, perfumam, acalmam, têm propriedades diversas”, diz. Descendente de italianos, adora cozinhar e sempre teve vasos com temperos na varanda do apartamento. A saber, Marina é apelidada de La chef Marine por sua turma. O que sempre foi um hábito de família virou negócio aos poucos e com o incentivo dos amigos. Primeiro, eles criaram uma conta para Marina no instagram, a @da_horta, para que ela registrasse a evolução de seus plantios. Depois passaram a encomendar vasos e pedir dicas de cultivo, até que incluíram a Da Horta em uma ação de marketing planejada para a chegada da sorveteria Ben & Jerry ao Brasil. “Eu era da equipe do projeto. Quando fizeram a proposta não fiquei exatamente confortável. Mas tinha a ver com a ideia de ocupar o espaço urbano com ações comunitárias e o cliente adorou. Distribuí mudas de temperos em potes de sorvete. As pessoas fizeram fila para pegar os vasinhos”, lembra. “No meio da correria, meu chefe veio até mim e disse ‘gosto de ver você assim, brilhando’. Cheguei em casa feliz, exausta. Tomei um banho, um gim tônica, preparado pelo meu pai, e fui checar o instagram. Os seguidores tinham triplicado. Foi um estalo”, conta. O mesmo cliente pediu bis da ação. Encomendas pipocaram, apareceu uma demanda por oficinas – inclusive para crianças – e Marina, com coragem, foi projetando o seu modelo de negócio. Ainda faz trabalhos como freelancer para o mercado publicitário, sai menos para jantar, consome menos do que costumava e sorri mais. “Parece que eu virei uma chave”, explica.


Atualmente, anda às voltas com a criação de um kit completo para quem quer começar uma horta do zero, está cada vez mais interessada nos valores sensoriais (dos temperos e da vida) e assina projetos de paisagismo para casas e pontos comerciais. Eventos e brindes também estão no campo Da Horta, que terá mais oficinas (cursos) e oferecerá mais opções de acessórios para hortas e plantas ainda este ano. “Foi tudo muito rápido e fluido. Saí da agência em dezembro do ano passado”, diz. “Tudo foi acontecendo.” E não para de acontecer. A casa Da Horta, que visitamos e mostramos aqui, também é recente, fica em um coworking com galeria de arte, amplos terraços e uma turma envolvida com artes e solidariedade. Ali, em uma lousa, lê-se Da Horta com a letra D meio borrada, como se tivesse sido escrita por uma criança de 10 anos, como é o Bruno, primo e colaborador de Marina, “ele me ajuda nas oficinas para crianças”, diz ela, derretida. No entanto, não foi o Bruno quem desenhou o tal “D”, foi a Marina mesmo. Pedimos que o deixasse assim, imperfeito, para dar (ainda mais) realidade à coisa toda, a um sonho que vai se realizando com tanta vontade, entrega e troca. “A Da Horta é feliz”, dizia Marina, enquanto embalava um vaso com os dizeres “Let Love Grow”. Não restam dúvidas. SIGA: @da_horta cultivodahorta.com

5 dicas para o cultivo afetivo Por Marina Coutinho

Localização “Temperos precisam da luz do sol todos os dias. Assim, a face norte da sua casa, onde bate sol por mais tempo todos os dias, é o lugar ideal para a sua horta. Ligue a bússola do celular e cheque qual é a melhor janela para começar a cultivar.” Água “O ideal é regar logo no início da manhã, como um ritual cotidiano mesmo. Muita gente me pergunta a quantidade de água, mas cultivo não é matemática. É preciso nutrir a planta sem afogá-la, essa medida vai ser percebida com o tempo. No verão, quando está muito quente, pode-se até regar duas vezes, uma de manhã e outra à noite.” Terra “Quando for plantar, não aperte demais a terra, isso pode prejudicar as raízes das mudas e o crescimento.” poda “Quando for colher seus temperos, jamais quebre os galhos e ramos com as mãos, use uma tesoura. Identifique o caule principal (é sempre o mais grosso e alto) e escolha começar pelos ramos mais afastados e secundários. Os pés de tomate e pimenta são mesmo lindos bem cheios, mas não deixe os frutos por muito tempo, se não a planta morre. Procure colher sempre para consumir e deixar a planta sempre renovada.” flores “Alguns temperos (como alecrim, lavanda e manjericão) têm flores lindas. Mas a flor de manjericão, por exemplo, é vista por alguns como uma inimiga da planta. O ideal é cortá-la para que o manjericão continue crescendo. As flores ficam deliciosas em saladas. Então, aproveite e saboreie mais esse detalhe do cultivo afetivo.”

171


SOCIAL

AGENDA CANAL Confira registros e cenas especiais das festas e celebrações da CANAL pelo Brasil.Tem casa nova em São Paulo, Ribeirão Preto, Balneário Camboriú e mais!

2

1

3

4

5

172

6


7

8

9

10

Oscar freiRe – SP -

FOTO Diego Ennes

A (incrível) flagship CANAL foi reinaugurada com merecidíssima festa para celebrar a nova arquitetura e conceito assinados por Bel Lobo e Bob Neri, da Be.Bo Arquitetura. Maria Ribeiro, Sarah Oliveira, Patricia Maldonado e mais um monte de convidados queridos conferiram o novo layout da principal casa CANAL. Com trilha sonora das DJs Pdritas e RP de Fabio Queiroz e Helô Ricci, o evento ganhou a noite. Confira aqui os registros e venha visitar a loja que é a mais perfeita tradução do universo CANAL. -

1. Dani Moreno, Sarah Oliveira, Maria Ribeiro e Titi Muller // 2. Heloisa Ricci e Fabio Queiroz // 3. Carolina Razuk e Renata Patelli (Pdritas) // 4. Samara Costa // 5. Daniel May e Flávio Teperman // 6. Chris Bittar // 7. Titi Muller e Maria Ribeiro // 8. Fernando Melo e Alba Araujo // 9. Bia Arantes // 10. Katia Lessa // 11. Cláudia Liz // 12. Joana Hasse // 13. Carol Valladão // 14. Patricia Maldonado // 15. Jessica Pauletto // 16. Sarah Oliveira

14

13

11

12

15

16

173


SOCIAL

RIBEIRÃO PRETO – SP -

FOTO Simone Meirelles

Para comemorar o novo CEP da CANAL em Ribeirão Preto, a blogger Letícia Chodraui recebeu convidados, ao lado das relações-públicas Dani Mele e Tatiana Bocaiuva, em um evento muito especial. E a inauguração da nova loja do Ribeirão Shopping não é a nossa única novidade na cidade: o Santa Úrsula também tem uma CANAL. 1. Carla Benedini, Tatiana Bocaiuva, Flávia Torres, Fernanda Balau e Daniela Mele de Almeida Prado // 2. Letícia Chodraui // 3. Flávia Torres // 4. Giovana Camargo e Carla Junqueira // 5. Adriana Lopez e Jefferson Aurélio Camargo // 6. Camila Nakano, Patrícia Nakano e Camila Castello // 7. Fabiana Padilha e Murilo Neandro // 8. Daniela Mele de Almeida Prado e Tatiana Bocaiuva // 9. Lara Carneiro e Roberta Shimano

4

3

7

174

1

2

5

6

8

9


Teresina – pi -

1

FOTO Andre alves

2

Em um evento especial intimista, pautado em moda e estilo de vida, Brenda Mello e a blogger Pollyana Castelo Branco receberam as principais formadoras de opinião de Teresina em uma tarde especial.

1. Gabriela Pinho // 2. Pollyana Castelo Branco, Ana Cristina e Gilvana Lima, Tatiana de Franca e Brenda Mello // 3. Ilana Lima // 4. Ligia Alves // 5. Pollyana Castelo Branco, Sam Messias e Gabi Pinho // 6. Ana Cristina Lima

5

3

4

6

balneário – Sc

1

-

FOTO George Guedes

Melina e Samantha Zanchet receberam clientes, amigos e convidados especiais para celebrar a abertura da franquia CANAL no Balneário Shopping. Com RP de Ton Antony, o evento marcou a noite da cidade.

2

3

4

5

1. Carolina Klug, Manoella Deschamps e Dhafyni Mendes // 2. Solange Pinto, Jandira Miranda, Coca Olinger e Leslie Zanchet // 3. Ana Olinger // 4. Melina e Samantha Zanchet // 5. Francesco Caputo e Ton Antony // 6. Camila Ribas, Leslie Zanchet, Kelly Tagliari, Samantha e Melina Zanchet

6

175


NEXT LOOK

CONTAGEM REGRESSIVA FOTO HENRIQUE GENDRE

Novidade! A CANAL produziu uma coleção cápsula para as festas de fim de ano (yeah!). Com cartela monocromática – afinal, vestir branco é tradição nacional – a edição especial traz mínis, máxis, vestidos, saias, tops e croppeds em tecidos naturais, fluidos e confortáveis para quem quer celebrar o início de um novo ciclo em grande estilo (e quem não quer?), linda, leve e solta. Aqui, com esta bela foto, dá para ter uma ideia do que vem por aí. Fique conectada com as redes sociais da CANAL para não perder o lançamento. A contagem regressiva já começou! Vem, 2016! Blusa (036008) Colar (027025) Saia (146911) 176


canal.com.br | @canalconcept

Primavera/Verão'16_#4  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you