Issuu on Google+

Nota: Material proveniente de insolvências, novo e usado, a preços únicos.

Loja 1 - Rua Dr. António Lima Fragoso - Nº 17, 3060-216 Cantanhede - Telemóvel: 969856434 - Loja 2 - Zona Industrial de Murtede, Lote 15 E-mail: mercadodostempos.com - Telemóvel: 969856453 - www.facebook.com/mercadodostempos

33240

No Mercado dos Tempos vai encontrar tudo o que procura para o lar. Móveis | Ferramentas | Bricolage | Eletrodomésticos | Máquinas | Materiais de construção

33068

33246

:: projectos :: :: direcção de obra :: :: loteamentos :: construção :: :: espaços comerciais ::

LOJA ONLINE www.cajaf.pt MATERIAL ELÉCTRICO ILUMINAÇÃO - FERRAMENTAS PAINÉIS SOLARES AR CONDICIONADO ELECTROBOMBAS - ALARMES

Rua Nª Srª das Dores, 183 - 3060-501 POCARIÇA Cantanhede - geral@cajaf.pt - Telem.: 962 982 501 Telef.: 231 420 171 - Fax: 231 420 264

DIRECTORA LINA VINHAL

Urbanização Mira Oasis, núcleo A Lote 37 - 3070-731 Praia de Mira Telem.: 919 224 891 Email: arq.luisr@gmail.com

comercial@confort-janela.com | www.confort-janela.com R. Cónego de Maio, 123-A | São Bernardo | 3810 Aveiro - Tel./Fax: 234 386 006 | Telm. 966 918 277

Expofacic de 25 de Julho a 4 de Agosto

ESTE CADERNO FAZ PARTE INTEGRANTE DA EDIÇÃO DE 04 JULHO DE 2013 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE

Cantanhede prepara-se para receber o país

PUBLICIDADE

33173

Torne a sua casa num verdadeiro lar... substitua as suas portas e janelas por sistema de janelas isotérmicas


EXPOFACIC 2013

II

04

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com

DE JULHO DE 2013 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

Evento decorre de 25 de Julho a 4 de Agosto

Certame continua a dar mostras de vitalidade BENEDITA OLIVEIRA

$ FULVH YDL ÀFDU PDLV XPD YH] j SRUWD GD ([SRIDFLF ² )HLUD $JUtFROD &RPHUFLDO H ,QGXVWULDO GH &DQWDQKHGH (VWD p D FRQYLFomR GR H[HFXWLYR GD &kPDUD 0XQLFLSDO GH &DQWDQKHGH TXH HVWH DQR YROWRXDVXUSUHHQGHUWXGR HWRGRVFRPRDQ~QFLRGH GLYHUVDVQRYLGDGHV 2FHUWDPHTXHpFRQVLGHUDGRXPGRVPDLRUHVD QtYHO QDFLRQDO YDL GHFRUUHU GH  GH -XOKR D  GH $JRVWR QR 3DUTXH ([SR'HVSRUWLYRGH60DWHXV

EHP QR FHQWUR GD FLGDGH GH&DQWDQKHGH $SHVDU GD FRQMXQWXUD GHVIDYRUiYHODHGLomR GD([SRIDFLFSURPHWHFRQWLQXDUDFUHVFHUHDLQRYDU SDUDPDQWHUDDWUDFWLYLGDGH 8PD GDV QRYLGDGHV p D LQVWDODomR GH XPD SLVWD GHNDUWLQJQRWRSR1RUWH WHQGRSRULVVRRFHUWDPH DODUJDGR D VXD iUHD HP  PHWURVTXDGUDGRVRFXSDQGRDJRUDXPWRWDOGH Patrocínio Alves (da Inova), Helena Teodósio, João Moura, Pedro Cardoso e Pedro Castro PHWURVTXDGUDGRV (elementos do executivo da Câmara) ÉUHDV GH H[SRVLomR GHGLFDGDV j SURGXomR GH VHYmRMXQWDUjVMiKDELWXDLV DLQGD D iUHD GD $OGHLD GH (P  R GL[LHODQG ~OWLPR GLD GR FHUWDPH RV YLQKR H j DUWH [iYHJD VmR YDOrQFLDV 3RUWXJDO HVWDQGR DJRUD YDL DVVRFLDUVH WDPEpP VRQVGRMD]]WUDGLFLRQDOYmR RXWUDV GDV QRYLGDGHV TXH 5HGLPHQFLRQDGD IRL DSWDDUHFHEHUVWDQGV j IHVWD GR FRQFHOKR 1R SHUFRUUHUGXUDQWHRGLDD Mesmo sem subsídio

Garantida auto-sustentabilidade da feira-festa ´1mRWHPRVG~YLGDVTXHD([SRIDFLFpDPDLRUIHLUDGR VHXJpQHURQRSDtVµ$DÀUPDomRpGRSUHVLGHQWHGD&kPDUD 0XQLFLSDOGH&DQWDQKHGH-RmR0RXUDPDVpFRUURERUDGD SHORVPLOKDUHVGHYLVLWDQWHVTXHWRGRVRVDQRVDÁXHPDR FHUWDPH $OLiVRVLJQLÀFDWLYRQ~PHURGHYLVLWDQWHVpSRUYHQWXUD XPGRVSULQFLSDLVIDFWRUHVGRVXFHVVRGD([SRIDFLF (VWHDQRHDSHVDUGDFULVHTXHJUDVVDQRSDtVDRUJDQL]DomRYROWDDPDQWHUDIDVTXLDDOWDTXDQWRDRQ~PHURGH YLVLWDQWHVVHQGRH[SHFWiYHOTXHRFHUWDPHYROWHDDWLQJLURV ´QRUPDLVµYLVLWDQWHVQ~PHURVTXHIRUDPXOWUDSDVVDGRVHP²QHVVHDQRFKHJRXDRV $([SRIDFLFpUHDOoRX-RmR0RXUDQDFRQIHUrQFLDGH

DSUHVHQWDomR D IHLUDIHVWD GR FRQFHOKR GH &DQWDQKHGH ´(VWHHYHQWRpLPSRUWDQWHSDUDRFRQFHOKRHDVSHVVRDV VHQWHPQRFRPRVHXµUHIHULXRHGLOQRWDQGRTXHRFHUWDPHpFRQVLGHUDGRXPPRPHQWRGH´HQFRQWURSDUDPXLWDV IDPtOLDVµ TXH FKHJDP LQFOXVLYH D FRQFLOLDU DV VXDV IpULDV FRPD([SRIDFLF $ DGHVmR SRSXODU p DLQGD FRQMXJDGD FRP XPD IRUWH UHSUHVHQWDWLYLGDGHGRWHFLGRHFRQyPLFRGRFRQFHOKRHQmR Vy&RPHIHLWRDQRDSyVDQRDiUHDH[SRVLWLYDGHVWLQDGDDR FRPpUFLRVHUYLoRVHLQG~VWULDWHPHVWDGRVHPSUHSRU FHQWRORWDGD²LVWRSDUDQmRUHIHULUDMiKDELWXDOOLVWDGHHVSHUD TXHDFRQWHFHWRGRVRVDQRV 2VKDELWXDLVHVSDoRVGHH[SRVLWRUHVMiHVWmRRFXSD-

GRVFRPHPSUHVDVGRVHFWRUDXWRPyYHODJUtFRODHSURGXWRV UHJLRQDLVHQWUHRXWUDVDFWLYLGDGHV 5HFRUUHQGRDLQGDDSDWURFLQDGRUHVDRUJDQL]DomRWHP PDLVXPDYH]JDUDQWLGDDDXWRVXVWHQWDELOLGDGHGRFHUWDPH VHQGRFHUWRTXHHVWHDQRHDRFRQWUiULRGRTXHWHPVXFHGLGR QRVDQRVDQWHULRUHVD([SRIDFLFQmRFRQWDFRPTXDOTXHU VXEVtGLRSRUSDUWHGRPXQLFtSLR 6HJXQGR3DWURFtQLR$OYHVRFHUWDPHUHJLVWRXMiRDQR SDVVDGRHXURVGHOXFURYHUEDHTXLYDOHQWHDRVXEVtGLR TXHIRUDDWULEXtGRSHODDXWDUTXLDOLGHUDGDSRU-RmR0RXUD (VWHDQRSRUIRUoDGDOHLRHYHQWRQmRYDLVHUFRQWHPSODGRFRPTXDOTXHUDSRLRPXQLFLSDOPDVDRUJDQL]DomR UHLWHUDTXHDDXWRVXVWHQWDELOLGDGHHVWiJDUDQWLGD

PUBLICIDADE

ASSOCIAÇÃO CENTRO CÍVICO POLIVALENTE “O EMIGRANTE” (I.P.S.S.) UNIDADE DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS NO ÂMBITO DA SAÚDE E PROTECÇÃO SOCIAL À FAMÍLIA

INFANTÁRIO, CRECHE e A.T.L. INSCRIÇÕES ABERTAS DURANTE TODO O ANO

CONSTRUÇÃO PRÓPRIA P/ VENDA EXECUTAMOS SERVIÇOS DE: RECONSTRUÇÃO - REABILITAÇÃO REMODELAÇÃO 33238

33241

Telem.: 917 263 289 - Email: hievila@hievila.com www.hievila.com

Actividades extra curriculares complementares Actividades Psicomotoras *Piscina (Câmara Municipal) Transporte às 7h da manhã e às 19h da tarde

Rua Comendador Silva Parada, n.º 2 - 3060-820 Camarneira - policentro@sapo.pt | Telef.: 231 460 495

Rua de São Tomé, n.ºº 9994 94 M MARVÃO ARVà VÃO ÃO - 30 306 3060-290 060 60-290 290 C Covões ovõões - C Cantanhede antan tanhhedde Telef./Fax: 231 950 779 - Telems.: 939 959 629 / 939 950 779 - E-mail: geral@marvijardim.com

33230

Visite-nos na Expofacic SERVIÇOS DE JARDINAGEM CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS, LDA. www.marvijardim.com


04

QUINTA-FEIRA

EXPOFACIC 2013

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

III

www.campeaoprovincias.com

cidade e, Ă  noite, vĂŁo actuar na Expofacic, reforçando assim o cartaz de espectĂĄculos. “HĂĄ mais de uma dĂŠcada que a Expofacic tem assistido ao seu crescimento exponencial devido Ă  conjugação de vĂĄrios IDFWRUHV GH VXFHVVRÂľ DĂ€Umou, na conferĂŞncia de apresentação do evento, o presidente da Câmara, JoĂŁo Moura, atribuindo o mĂŠrito nĂŁo sĂł Ă s diversas actividades e vertentes do certame, que garantem uma elevada atractividade, mas tambĂŠm Ă  equipa organizadora, composta por membros da autarquia e da empresa municipal Inova. “Esta ĂŠ uma equipa de amadores, mas que se comportam como autĂŞnticos profissionaisâ€?, comentou JoĂŁo Moura. 2JUDQGHGHVDĂ€RUHFRnheceu o edil, ĂŠ “manter o modelo e a atractividadeâ€?: “NĂŁo podemos deixar que caĂ­a na rotina. Procuramos ter sempre pequenos factores de novidadeâ€?. Orçada em 1,3 milhĂľes de euros, a 23.ÂŞ edição conta com a participação de 500 expositores, estando apenas em aberto “meia dĂşzia de standsâ€?, que se destinam “a empresas inovadoras que tragam uma mais-valia Ă  feiraâ€?. “Num momento de crise, como o que vivemos, queremos proporcionar Ă s pessoas um certame de grande qualidade, atĂŠ para

que elas possam desfrutar nas suas fĂŠrias de bons momentos de animação. A Expofacic ĂŠ sempre um ponto de convĂ­vio e creio que, num raio de 100 quilĂłmetros, ĂŠ uma oportunidade extremamente econĂłmica, porque tem uma oferta diversificadaâ€?, realçou JoĂŁo Moura, DĂ€UPDQGRVHFRQYLFWRTXH o “tempo de criseâ€? nĂŁo se YDLUHĂ HFWLUQDDĂ XrQFLDGR pĂşblico Ă  Expofacic. Este ano, garantiu JoĂŁo Moura, o evento conta novamente com um cartaz de espectĂĄculos de grande qualidade. “Tentamos sempre escolher criteriosamente o cartaz, de forma a garantir o sucesso. Procuramos antecipar os artistas TXHHVWmRQRWRSÂľDĂ€UPRX o autarca, comentando que esta edição conta com um OHTXHGLYHUVLĂ€FDGRGHDUWLVtas que vĂŁo ao encontro de todos os gostos musicais. “Penso que estĂŁo reunidas todas as condiçþes para que em 2013 a Expofacic seja novamente um grande evento e que a crise continue Ă  portaâ€?, corroborou PatrocĂ­nio Alves, presidente do Conselho de Administração da Inova. De referir que o preço dos bilhetes mantĂŠm-se a 3,5 euros, excepto nos dias em que actuam os cabeças-de-cartaz do certame (30 de Julho, cujo artista estĂĄ ainda por revelar, e 3 de Agosto, que tem como atracção principal os Keane), que custam nove euros.

Ficha TĂŠcnica TEXTOS Benedita Oliveira PUBLICIDADE Ivone Crespo

Ao nível do que melhor existe em Portugal de atividades económicas Ê uma Quem tem responsabilidavertente absolutamente decisiva des na organização Expofacic Ê na conceção da Expofacic, pois sempre animado pelo sentimento Ê em torno dela que se organiza de confiança que emerge do todo o programa, razão que nos amplamente conhecido êxito de leva a enquadrar da melhor foranos anteriores. É evidente que ma possível a participação dos o histórico då sempre uma certa expositores, entre os quais uma tranquilidade, mas desenganemforte representatividade da base -se aqueles que pensam que daí económica do concelho e tambÊm decorre alguma cedência, por prestigiadas empresas de todo o tQ¿PDTXHVHMDUHODWLYDPHQWHDR país, na convicção de que a meelevado grau de exigência com lhor contrapartida que lhes podeTXHHVWHHQRUPHGHVD¿RWHPVLGR mos oferecer são os benefícios do encarado. Pelo contrårio, a cada sucesso que perspetivamos para DQR TXH SDVVD YHMR UHIRUoDGD o evento. a motivação da extraordinåria 4XDQWR DR Mi KDELWXDO IRUWH equipa que, com base num plaenvolvimento das forças vivas do neamento rigoroso, cria as conconcelho, começo por mencionar GLo}HVSDUDTXHRHYHQWRVHMDGH a prestigiante presença das Junmolde a satisfazer os interesses tas de Freguesia, que, enquanto de todas as empresas e entidades João Moura - Presidente da Câmara legítimas representantes das intervenientes e a corresponder às Municipal de Cantanhede nossas comunidades locais, ofereexpetativas do público. e Presidente da Comissão cem aos visitantes de alguns dos Por isso, confiamos que a aspetos que melhor caracterizam presente edição serå de novo um Organizadora da XXIII Expofacic as diferentes zonas do território sucesso, quer no que diz respeito municipal. ao grau de satisfação dos expositoOutra referência que tenho que fazer Ê às escolas, res e demais intervenientes, sem os quais o acontecimento QmRWHULDDWLQJLGRDH[SUHVVmRTXHWHPKRMHTXHUQRTXH TXHPDLVXPDYH]GLVS}HPGHXPDiUHDHVSHFt¿FDSDUD FRQFHUQHjDÀXrQFLDGHYLVLWDQWHVVHQGRFHUWRTXHWRGDV mostrarem um pouco da sua atividade na formação de variåveis que podem concorrer para os resultados que FULDQoDV H MRYHQV DWUDYpV GH H[SRVLo}HV H LQLFLDWLYDV perspetivamos estão devidamente acauteladas no trabalho pråticas de açþes pedagógicas que desenvolvem no excecional que a comissão organizadora desenvolveu para âmbito da sua missão. Finalmente, deixo uma palavra de apreço às associaTXHFRQWLQXHDWHUDSURMHomRTXHRSDtVLQWHLURMiFRQKHFH Como sempre, esse trabalho foi conduzido com duas çþes culturais, recreativas e desportivas, que são efetivaorientaçþes fundamentais: por um lado, salvaguardar a mente verdadeiras parceiras da organização do certame, identidade muito própria que confere ao certame o seu não apenas porque contribuem para a sua identidade HVWDWXWR GH H[FHomR R TXH GH UHVWR DMXGD D H[SOLFDU R muito própria, mas tambÊm porque desempenham um facto de ser o mais importante e concorrido a nível nacio- papel destacado no programa de animação. A concluir esta síntese possível sobre a XXIII Exponal; por outro lado, hå, mais uma vez, uma aposta forte no reforço da sua atratividade, atravÊs de alguns aspetos facic, manifesto às entidades e empresas envolvidas o inovadores e da valorização dos fatores que melhor o testemunho do meu maior reconhecimento e deixo ao distinguem, nomeadamente a participação dos exposito- S~EOLFRDJDUDQWLDGHTXHGHGHMXOKRDGHDJRVWRD UHVDTXDOLGDGHGRFDUWD]GHHVSHWiFXORVTXHFRQMXJD cidade de Cantanhede tem para oferecer a quem a visita de novo alguns dos melhores artistas portugueses com um programa ao nível do que melhor existe em Portugal, grandes nomes do panorama internacional, sem esquecer QRkPELWRGHXPDFRQWHFLPHQWRFRPGLYHUVL¿FDGRVPRas sempre concorridas tasquinhas e o forte envolvimento tivos de interesse. dos agentes socioculturais locais. 7H[WRHVFULWRDRDEULJRGR1RYR$FRUGR2UWRJUi¿FR Como tenho dito em outras ocasiþes, a exposição 33243

PUBLICIDADE

Almoços e Jantares para Grupos com Salas Individuais

FABRICO E MONTAGEM DE: VIDROS E ESPELHOS - VIDRO DUPLO - LAPIDADOS LAMINADOS TEMPERADOS e APLICAĂ‡ĂƒO - ACRĂ?LICOS - TERMOCLEAR COM PESSOAL ESPECIALIZADO

CONSTRUTOR CIVIL

Rua do Sol Nascente n.Âş 14 | Sete Fontes (Cantanhede) | Telf. 231 429 674

Novas Instalaçþes na Zona Industrial de Mira Polo II Telem.: 966 671 799 - Telef.: 231 452 225 - Fax: 231 452 113 ZONA INDUSTRIAL DE MIRA - 3070-337 MIRA - artimira@sapo.pt - www.artimira.pt

Telem.: 966 196 977 - CORTICEIRO DE BAIXO - MIRA

Portas - Janelas - Marquises - Resguardos de Banho Sistemas de Corte TĂŠrmico - Decorados Tipo Madeira - Todo o tipo de Estores 33089

Fernando FerrĂŁo, Lda

33261

Restaurante 7 Fontes Caixilharia de AlumĂ­nio Anodizado e Termolacado

Auto Cruz

Afonso Manuel Rodrigues, Unipessoal, Lda.

Peças para Automóveis

de: Manuel RaĂşl Miranda da Cruz AlvarĂĄ N.Âş 245/2002

Mobiliårio Rústico em Castanho Maciço | Todo o tipo de Mobiliårio em Ferro Forjado Candeeiros e Lanternas

Visite-nos na Expofacic!

Telef.: 236 656 184 - Telem.: 919 929 549 Est. Nac. 110 - BARQUEIRO - 3250-252 ALVAIĂ ZERE

manuelraulcruz@gmail.com 33196

33206

GerĂŞncia de: AbĂ­lio David Telem.: 916 886 119

Malaposta - Edifício das Lages - Bloco 4 - Fracção BE - 3780-294 ANADIA Telef.: 231 504 927 - Fax: 231 516 161 - E-mail: afonso.rod@sapo.pt

33192

Zona Industrial da Palhaça - Lote 1 - 3770-354 PALHAÇA - Telf. 234 753 091 Telf. 964 616 433 - Fax. 234 753 091 f.ferraoaluminios@hotmail.com | www.fferrao.com

OFICINA DE REPARAĂ‡ĂƒO DE AUTOMĂ“VEIS SERVIÇO DE PRONTO-SOCORRO PERMANENTE SERVIÇO DE BANCA DE DESEMPENOS DE CARROÇARIAS

Rua do Cabeço, n.º 57 - Taboeira 3060-114 CADIMA

Telef./Fax: 231 411 682 Telem.: 96 631 89 87


EXPOFACIC 2013

IV

www.campeaoprovincias.com

04

QUINTA-FEIRA

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

PatrocĂ­nio Alves

&ULVHYDLĂ€FDUjSRUWDGD([SRIDFLF BENEDITA OLIVEIRA

“Sou natural de Macedo de Cavaleiros. Estudei em Bragança atĂŠ ao antigo 7.Âş ano HYLPSDUD&RLPEUDFRP anos de idade. 9LPID]HUDXQLYHUVLGDGH em Coimbra. Eu fui do segun do ano em que a Engenha ULDMiVHID]LDDTXLFRPSOHWD /LFHQFLHLPHHP(QJHQKDULD &LYLOHP Na altura em Engenharia Civil, a gente nĂŁo teve passa gens administrativas nem equi YDOrQFLDVDFDGHLUDV2FXUVR de Engenharia Civil era muito H[LJHQWH 5HFRUGRPH TXH nas cadeiras nucleares, como 5HVLVWrQFLDGH0DWHULDLV%HWmR $UPDGR(VWUXWXUDVKDYLD por cento de reprovaçþes. Quando me formei, acho TXHQRVIRUPiPRVFHUFDGH em Engenharia Civil e quando Ă€]HPRVRSULPHLURH[DPHGH %HWmR$UPDGR,FKXPEiPRV todos. $LGHLDTXHWHQKRpTXH hoje as coisas estĂŁo mais fa FLOLWDGDV$HGXFDomRHPJH UDOpPHQRVH[LJHQWH$JRUD FRVWXPRGL]HUTXHSHJRQXP telemĂłvel e sĂł sei o essencial e se o entregar a uma criança FRPGH]DQRVHODEULQFDFRP aquilo e sabe como as coisas funcionam. SĂŁo tempos di ferentes. Comecei a trabalhar aqui em Cantanhede, antes de me OLFHQFLDUHP'DYDDXODV GH(GXFDomR9LVXDO'HSRLV FDQGLGDWHLPHHHQWUHLSDUDD &kPDUD0XQLFLSDOHP 6DLHP)XLSDUDDYLGD SULYDGDRQGHHVWLYHWUrVDQRV 'HSRLVIXLSDUDD&kPDUDGH Miranda do Corvo, cerca de um ano, e a seguir regressei Ă  Câmara de Cantanhede como Engenheiro Civil novamente. 'HSRLVVDtHPH HVWLYHWUrVDQRVQD)LJXHLUDGD )R]FRPRGLUHWRUGR'HSDU tamento de Obras. Voltei no vamente a Cantanhede e estive DWpQR'HSDUWDPHQWRGH 2EUDVGD&kPDUD(P fui nomeado presidente do

“O desemprego ĂŠ a maior chaga social do paĂ­sâ€?

&RQVHOKRGH$GPLQLVWUDomR GD,QRYD-iYDLSDUDGR]HDQRV TXHHVWRXQD,QRYD $SDVVDJHPSHODVYiULDV autarquias da região foi enri quecedora. Nem todas as au tarquias funcionam da mesma forma em termos de obras, nível de desenvolvimento e infraestruturas. Tudo isso foi SRVLWLYRHDEULXPHKRUL]RQ WHV3RUH[HPSORSDUDPLPIRL muito enriquecedor poder es WDUWUrVDQRVFRPRGLUHWRUGR 'HSDUWDPHQWRGH2EUDVGD &kPDUD0XQLFLSDOGD)LJXHLUD GD)R]TXHQDDOWXUDWLQKD funcionários. )L]WUrVFRQFXUVRVj&k mara de Cantanhede e fui sempre admitido. Uma das áreas da res SRQVDELOLGDGHGD,QRYDTXH tem um objeto social muito DODUJDGRpD([SRIDFLF (P  WtQKDPRV XP RUoDPHQWRSDUDD([SRIDFLF GHFRQWRV+RMHWHPRV XPRUoDPHQWRGHPLOK}HV GHHXURV$iUHDGD([SRID cic triplicou e o número de H[SRVLWRUHVWDPEpP$IHLUD UHDOL]DYDVHQRPHVPRORFDO mas ocupava uma área muito LQIHULRU +RMH RFXSD QRYH KHFWDUHV+DYLDWUrVSDOFRVH KRMHWHPRVVHWH$WXDOPHQWH D([SRIDFLFWHPXPDPHGLGD completamente diferente do TXH WLQKD HP  H  Ela começou a crescer a partir GH (PIRLRSULPHLUR ano em que se começou a pensar que isto tinha de mu GDU)RLRSULPHLURDQRHP que começamos a apostar QXPFDUWD]IRUWH(P

RFDUWD]IRLFRPHGLGRPDV DSDUWLUGHDSRVWiPRV fortemente nos artistas. Nes VHDQRWURX[HPRVD'DQLHOD Mercury, que na altura era um tFRQHGRVSDtVHVGHH[SUHVVmR SRUWXJXHVD(HPWURX [HPRVRV6FRUSLRQV$SDUWLU daí as coisas começaram a PXGDU 7UD]tDPRV DUWLVWDV que estavam no top a nível nacional. E começåmos a ter um ou dois dias com artistas LQWHUQDFLRQDLV3UHVHQWHPHQ te são dois dias com artistas internacionais e os restantes com nacionais. Maior feira do gÊnero do país

(P  WLQKD QRYHGLDVPDVDSDUWLUGH FRPHoRX D WHU GH] 2 DQR SDVVDGRIRUDPGR]HHVWHDQR YmRVHURQ]HGLDV7DPEpP aumentou o número de dias e, portanto, hoje Ê o que Ê. 3HQVRTXHHVWDpDPDLRU feira do gÊnero do país em ter mos de dinâmica e número de H[SRVLWRUHV&RQKHoRJUDQGHV eventos a nível nacional, mas HXSHQVRTXHD([SRIDFLFRV ultrapassa. Nós, este ano, continu amos a ter a feira cheia em WHUPRVGHH[SRVLWRUHV7HPRV todos os lugares ocupados a QtYHOGHH[SRVLWRUHV4XDQWR DRFDUWD]WDOYH]VHMDXPGRV PHOKRUHVFDUWD]HVGHVHPSUH GD([SRIDFLF$FKRTXHpXP EHOtVVLPRFDUWD]UHODWLYDPHQWH a artistas nacionais e interna cionais. )DOWDGLYXOJDUXPQRPH grande da música internacio

nal, que vai ser divulgado no ÀQDOGH-XQKR Em termos de novidades, o destaque vai para uma pista GHNDUWLQJORFDOL]DGDQRWRSR Norte, que ocupa cerca de   PHWURV TXDGUDGRV H que Ê mais uma importante atracão. Vamos ter tambÊm GXDVH[SRVLo}HVXPDVREUH DDUWH[iYHJDHRXWUDVREUHD fabricação do vinho, atividades muito características do conce OKR3URFXUDVHLUDRHQFRQWUR do que representa o concelho e do que as pessoas gostam. Na årea agrícola, jå o ano passado foi muito rica em WHUPRV GH DQLPDLV H[yWLFRV e selvagens. Este ano vamos reforçar essa componente. Vamos ter inclusivamente uma tenda própria só para animais H[yWLFRV Este ano, vamos ter cå QRYDPHQWH D 79, TXH YDL ID]HUDGLYXOJDomRRÀFLDOGD ([SRIDFLF$79,YDLVHUD WHOHYLVmRRÀFLDOHYDLUHDOL]DUFi em direto e durante seis horas RSURJUDPD´6RPRV3RUWXJDO¾ no último dia. Vamos procu rar que eles façam tambÊm algumas reportagens sobre a ([SRIDFLFQRVRXWURVGLDV Esta parceria foi iniciativa nossa. Nós Ê que fomos à procura deles. E eles acederam logo. O ano passado possivel mente jå tivemos mais visitan WHVjFXVWDGD79,TXHDQGRX RLWR GLDV D GL]HU TXH YLQKD ID]HURSURJUDPDD&DQWDQKH de. E isso, como Ê evidente, aumenta a notoriedade da ([SRIDFLF(VWHDQRDFUHGLWR que vai acontecer o mesmo. $FKR VLQFHUDPHQWH TXH estão reunidas todas as con diçþes para que nós este ano façamos uma grande ([SRIDFLFjVHPHOKDQoDGRV outros anos, porque temos trabalhado para isso e temos XPEHOtVVLPRFDUWD]2VH[ positores merecem que a gente o faça e eu acho que a crise não vai entrar dentro da ([SRIDFLF9DLÀFDURXWUDYH] à porta�.

BI

/tGHUHJHVWRUGHWHUPLQDGR PatrocĂ­nio Alves, de 61 anos, veio em jovem estudar SDUD&RLPEUDHSRUFiÂżFRX3DUDEHPGDUHJLmRHVSHUDPRV TXHWDPEpPSDUDEHPGHOH)RUPDGRHP(QJHQKDULD&LYLO PatrocĂ­nio Alves passou por diversos municĂ­pios, tendo sido QRPHDGRKiGH]DQRVSDUDDOLGHUDQoDGD,129$3HUVLVWHQWH e determinado, PatrocĂ­nio Alves ajudou a empresa municipal GH&DQWDQKHGHDQDVFHUHDFRQVROLGDUVH$,QRYDWHPVH GLVWLQJXLGRHQWUHDVGHPDLVSRUDSUHVHQWDUXPDJHVWmR

HFRQyPLFDHÂżQDQFHLUDPHQWHVXVWHQWiYHODOLiVFRPRpVHX WLPEUHFRPWXGRTXHVHHQYROYH3DWURFtQLR$OYHVpWDP EpPRWLPRQHLURUHVSRQViYHOSHODSURMHFomRGD([SRIDFLF FRPRXPGRVPDLRUHVFHUWDPHVGRSDtV'HROKDUÂżUPHH SHQHWUDQWHGHL[DHQWHQGHUXPDFHVVRGLItFLO0DVQmRpR ([WUHPDPHQWHH[LJHQWHHWUDEDOKDGRUpH[tPLRHPIRUPDUH PRWLYDUHTXLSDV4XHPFRPHOHWUDEDOKDWHPGHVXDUEDVWDV YH]HV0DVIiORFRPJRVWRHVHPUHJDWHDURPHOKRUGHVL

E AINDA

“Nunca tive grande queda para abraçar a parte polĂ­tica. NĂŁo me vou pronunciar sobre isso [a fusĂŁo de freguesias], porque acho que nĂŁo devo. Mas acho que nĂŁo ĂŠ por essa via TXHVHFRQVHJXHXPDHFRQRPLDVLJQLĂ€FDWLYD$PDLRULDGRV presidentes de Junta nĂŁo tem vencimento e portanto nĂŁo ĂŠ LVVRTXHYDLGLPLQXLURVFXVWRVS~EOLFRV$FKRTXHQmRpSRU ai o caminhoâ€?. ´$QtYHOLQWHUQRDSROtWLFDGHDXVWHULGDGHWHPVHUHSHUFX tido em reduçþes salariais e quebra dos prĂŠmios e incentivos aos nossos colaboradoresâ€?. “No concelho de Cantanhede, a nĂ­vel de tarifas nĂŁo te PRVVHQWLGRDFULVH$VFRLVDVWrPIXQFLRQDGRGHXPDIRUPD SHUIHLWDPHQWHQRUPDO$FULVHHP&DQWDQKHGHQmRVHUHĂ HWLX nos incumprimentosâ€?; e isto, porque efetivamente as nossas tarifas sĂŁo racionais e adequadas. ´$FKRTXHRSULPHLURPLQLVWUR3DVVRV&RHOKRWHPVLGR um indivĂ­duo determinado e que estĂĄ a tentar corrigir muitos GRVPDOHVTXHRVDQWHULRUHVĂ€]HUDP$FKRTXHQRV~OWLPRV anos nĂłs temos estado a gastar mais do que aquilo que devĂ­amos. Ele acabou por apanhar tudo isso e estĂĄ a tentar FRUULJLURVJDVWRVVXSpUĂ XRVHDPDLVTXHIRUDPIHLWRVQRV anos anterioresâ€?. ´$FKRTXHRGHVHPSUHJRpDPDLRUFKDJDVRFLDOGRSDtV O desemprego ĂŠ uma coisa que me preocupa. NĂłs aqui nota mos muito isso, porque hĂĄ muita gente que bate aqui Ă  porta Ă  SURFXUDGHHPSUHJRHLVVRVLQFHUDPHQWHWHPDXPHQWDGR$ pessoa se tiver emprego consegue sobreviver, melhor ou pior. 6HPHPSUHJRpTXHDVFRLVDVVHFRPSOLFDPPHVPR$VSHVVRDV WrPRVVHXVFRPSURPLVVRVHĂ€FDUVHPHPSUHJRpWUiJLFRÂľ ´$HPLJUDomRDJRUDHVWiVHDUHĂ HWLUPDLVQDPmRGHREUD TXDOLĂ€FDGD3DUHFHPHTXHDPDLRULDGDHPLJUDomRVmRRVOL cenciados, mas tambĂŠm os trabalhadores da construção civil. Tem de se criar medidas para evitar tudo isso e por forma a que o desemprego diminuaâ€?. ´$,QRYDYDLVHQWLURUHĂ H[RGRVLQFHQWLYRVĂ€VFDLVDRLQYHVWL PHQWR4XDQWRPDLVLQYHVWLPHQWRĂ€]HUPDLVYDQWDJHQVĂ€VFDLV YDLWHUDRQtYHOGRSDJDPHQWRGR,5&1yVHVWDPRVDWHQWRVD LVVRHDTXLORTXHHVWDPRVDID]HUFRPFHUWH]DTXHDVRXWUDV HPSUHVDVWDPEpPRYmRID]HU)D]HUPDLVLQYHVWLPHQWRVSRU IRUPDDTXHRYDORUGR,5&GLPLQXDÂľ ´$FKRTXHDDXVWHULGDGHYDLFRQWLQXDUHTXHDHFRQRPLDWHPGH crescer. O Governo estĂĄ agora a tomar algumas medidas nesse sentido – como esta que foi referida – para o relançamento da economia. Julgo que a dada altura, o ciclo se vai inverter e que a economia vai começar a crescer e que as coisas vĂŁo me OKRUDU0DVWHPGHSDVVDUSHORFDPLQKRTXHHVWDPRVDID]HU contenção e saber aquilo que se pode gastar. Eu nĂŁo acredito sinceramente nos facilitismos que muitas pessoas advogam. 7HPRVGHFRPHoDUDJDVWDUGHDFRUGRFRPRTXHSURGX]LPRVÂľ ´$,QRYDWHPIXQFLRQiULRVpXPDHPSUHVDTXHIDFWXUD HQWUHVHWHDRLWRPLOK}HVGHHXURVSRUDQR$,QRYDQXQFD DGMXGLFRXXPDREUDVHPWHUFULDGRDVFRQGLo}HVĂ€QDQFHLUDV prĂłprias para poder pagar esse investimento. SĂł adjudicamos DVREUDVTXDQGRWHPRVDFHUWH]DTXHWHPRVHVVDVFRQGLo}HV Ă€QDQFHLUDVFULDGDV(LVVRWHPGHDFRQWHFHUDQtYHOQDFLRQDO Uma empresa que trabalhe para o Estado, para empresas municipais ou pĂşblicas, nĂŁo pode estar oito meses ou um ano Ă  espera que lhe paguem depois de os serviços estarem H[HFXWDGRVÂľ ´$,QRYDSDJDUHOLJLRVDPHQWHDWRGRVRVIRUQHFHGRUHVD GLDVHTXDQGRDVHPSUHVDVHVWmRDĂ LWDVHQRVSHGHPSDJDPRV DGLDVRXVHIRUSUHFLVRDSURQWRSDJDPHQWR'HVGH DWpDJRUDLQYHVWLPRVPDLVGHPLOK}HVGHHXURVHPREUDV 2(VWDGRDVDXWDUTXLDVHDVHPSUHVDVS~EOLFDVWrPGHGDUR H[HPSORHQmRSRGHPFDLUQRIDFLOLWLVPRÂľ


04

QUINTA-FEIRA

EXPOFACIC 2013

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

V

www.campeaoprovincias.com

Inova

Mais de uma dĂŠcada de sucesso AntĂłnio PatrocĂ­nio Al- funciona ou nĂŁo. Agora, o ves estĂĄ Ă  frente dos destinos facto, ĂŠ que nĂłs conseguimos da Inova – Empresa de De- criar aqui uma famĂ­lia. As senvolvimento EconĂłmico e pessoas sentem isto como Social de Cantanhede desde fosse delas. EstĂŁo motivadas. a sua criação, hĂĄ onze anos. A Expofacic ĂŠ exemplo disA empresa municipal so. As pessoas agarram com foi constituĂ­da a 30 de Abril muita determinação. Tratam de 2002 e, reconhece o das coisas como se fossem PrĂłximos presidente do Conselho de desafios delasâ€?, comenta o gestor. Reforço da renovação e reabilitaçãoCom de infraestruturas Administração da empresa um objecto exissocial tentes municipal, representou “um que vai desde a ĂĄgua ao saAumento da capacidade deHreserva do sistema HQRUPH GHVDĂ€RÂľ SHVVRDO neamento, passando pelos Combate Ă s perdas de ĂĄgua SURĂ€VVLRQDO resĂ­duos sĂłlidos, limpeza ur“As pessoas dizem que bana, zona verdes e ExpofaObjectivo isto funciona um pouco Ă  cic, a empresa municipal tem Manter e melhorar a qualidade serviço / produto (quanminha imagem. NĂŁo sei se de contribuĂ­do para o aumento tidade e qualidade da ĂĄgua fornecida) Reforçar a sustentabilidade ambiental SHUGDVHHĂ€FLrQFLDHQHUJpWLFD

Investimento 2013 – 2017 7,4 milhþes de euros Principal fonte de financiamento Próximo Quadro Comunitårio 2014-2020 Investimento total em dez anos de actividade 20 milhþes de euros Fundos comunitårios 11 milhþes de euros Nível de cobertura da rede de saneamento Mais de 95 por cento Investimento em saneamento e åguas residuais 4,27 milhþes de euros (2013-2017) Para pequenas expansþes do sistema Reforço da renovação e reabilitação de infraestruturas existentes &RPEDWHjVDà XrQFLDVLQGHYLGDV Objectivo Reforçar a sustentabilidade ambiental FXPSULPHQWR GRV SDUkPHWURV GH GHVFDUJD H HÀFLrQFLD energÊtica) 5HIRUoDUDVXVWHQWDELOLGDGHLQIUDHVWUXWXUDO Dà XrQFLDVLQdevidas)

da qualidade de vida do municĂ­pio de Cantanhede, elevando os principais Ă­ndices dos serviços pĂşblicos de abastecimento de ĂĄgua, ĂĄguas residuais e resĂ­duos urbanos. “A Inova tem um objecto social muito alargado e isso, contrariamente ao que se poderia pensar, acho que ĂŠ bom. É uma empresa municipal que se justifica existir. Os dados estĂŁo Ă  vistaâ€?, acrescenta PatrocĂ­nio Alves, recordando que, em 2002, o concelho de Cantanhede tinha uma cobertura de saneamento de 30 por cento e hoje situa-se nos 95 por cento. De referir que nos Ăşltimos quatro anos foram construĂ­das sete ETAR no municĂ­pio. “Isto foi objecto de muito trabalho e determinação nĂŁo sĂł por parte da Administração da Administração, mas tambĂŠm dos trabalhadores da Inova. Havia o objectivo de cumprir o dever para que fomos colocados aqui e isso foi cumprido. Fomos a tudo que era possĂ­vel a nĂ­vel GHĂ€QDQFLDPHQWRVHSRUWDQto, foi possĂ­vel obter apoios a nĂ­vel do QREN – Quadro de ReferĂŞncia EstratĂŠgico Nacional para todas as obras que a gente fezâ€?, defende o gestor. O responsĂĄvel mĂĄximo pela empresa municipal admite que a Inova “mudou o rosto do concelho ao nĂ­vel do saneamento e no que respeita Ă  recolha de resĂ­duos sĂłlidos urbanosâ€?. “Temos o maior Ă­ndice de ecopontos por habitante entre os 36

municĂ­pios que fazem parte da ERSUC – ResĂ­duos SĂłlidos do Centro SA. TambĂŠm fizemos candidaturas para LVVRHR45(1Ă€QDQFLRXÂľ diz com orgulho, notando que, nesse aspecto, a Inova esteve sempre na linha da frente em relação ao QREN. SĂł para se ter uma noção do trabalho desenvolvido pela empresa municipal basta referir que, em 2002, a Expofacic teve um orçamento de 75 000 contos – o que equivalente a 375 000 euros – sendo que actualmente este ascende aos 1,3 milhĂľes de euros. “Recordo-me que no ano anterior, em 2001, a Expofacic tinha dado muito prejuĂ­zo – nĂŁo vou dizer o valor que posso errar. E a partir de 2002 passou a ser auto-sustentada. Tinha-se de se inverter o ciclo de prejuĂ­zos. A Expofacic tem-se pago a ela prĂłpria desde essa altura. As receitas sĂŁo equivalentes Ă s despesasâ€?, observa, sublinhando que “com uma gestĂŁo mais rigorosa, mais profissional e envolvendo toda a estrutura da Inova conseguiu-se issoâ€?.

saneamento båsico. Segundo o presidente do Conselho de Administração, a Inova entra agora numa nova fase. O futuro da empresa municipal passa, adianta Patrocínio Alves, pela canalização dos meios e insWUXPHQWRV ÀQDQFHLURV SDUD a remodelação das infra-estruturas de abastecimento de ågua e åguas residuais mais antigas e por um maior incremento das actividades ligadas aos resíduos que lhe permitam ser pioneira no tocante a reciclagem dos

resíduos sólidos urbanos. Em 2012 jå atingiu uma percentagem de reciclåveis na ordem dos 20 por cento do total dos resíduos produzidos na årea do município de Cantanhede. AtÊ 2017, a Inova prevê investir 7,4 milhþes de euros no reforço da renovação e reabilitação de infraestruturas existentes, aumento da capacidade de reserva do sistema e no combate às perdas de ågua, sendo o próximo Quadro Comunitårio 20142020 a sua principal fonte de ÀQDQFLDPHQWR

PUBLICIDADE

Aposta na renovação

A ETAR de Ançã, inaugurada no passado dia 24, foi o mais recente investimento de vulto da Inova. Orçada em cerca de 2 milhþes de euros, esta nova ETAR serve as freguesias de Ançã, Portunhos e grande parte da freguesia da Cordinhã. Este projecto representa o culminar do investimento em

Bicicletas Pasteleiras Restauros e Transformaçþes de Bicicletas

www.voltrish.com - Siga-nos no Faceboook (Facebook/Voltrish) R. Cândido dos Reis, n.º 76 - Vagos - Junto ao Lidl de Vagos Rua Direita, n.º 50 - Aradas - Aveiro (a 100m da Rotunda do Glícinias)

www.couto.pt

33055

PUBLICIDADE

A sua solução... ‡0RQWDJHQVHOpWULFDV‡$XWRPDWLVPRV ‡5HGHVGHWHOHFRPXQLFDo}HV‡$TXHFLPHQWRFHQWUDO ‡$VSLUDomRFHQWUDO‡5HGHVGHiJXDVHHVJRWRV ‡5HGHVGHJiV‡$UFRQGLFLRQDGR ‡3DLQHLVVRODUHVHIRWRYROWiLFRV ‡7RGRRWLSRGHUHFRQVWUXo}HV

33234

Zona Industrial de Condeixa, Lote 8 - 3150-194 Condeixa-a-Nova Telef./Fax: 239 948 484 - e-mail: artedonatural@sapo.pt

33218

33242

Travessa da Azinhaga - 3780-051 Anadia - 965 725 553 - 918 063 257 antoniomgj@gmail.com - www.antoniomg.com

ARTE DO NATURAL MĂĄrmores e Granitos


VI

EXPOFACIC 2013

04

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

Evento alargou a ĂĄrea em 1 800 metros quadrados

Principais sectores do certame à rea Comercial Industrial e de Serviços

No sector comercial, industrial e de serviços estão representadas as principais empresas da região, distribuídas por uma årea total de 8 850 metros quadrados. A subdivide-se em duas grandes åreas distintas. Uma junto à entrada principal, vulgar mente designada por årea 1 e outra localizada a Norte, recentemente criada, com entrada pela zona urbana, vulgarmente designada por S. João. Tem, no seu todo, 290 espaços, em que a dimensão mínima do espaço Ê de 3 por 3 metros quadrados, mas nalguns casos os espaços atingem os 12 por 6 metros quadrados. Nestas åreas procura-se que os produtos a expor VHMDPGLYHUVLÀFDGRVHQmR KDMD XPD PDVVLÀFDomR GR mesmo tipo de produto ou serviço exposto. à rea Agrícola O sector agrícola tem um espaço destinado à apresentação e dinamização da agricultura, uma das grandes fontes da riqueza do concelho, exposição e venda de animais e outras que se enquadrem nesta årea de actividade, bem como de maquinaria e equipamento e ainda zonas verdes. Localizada a Norte, o sector agrícola tem quase cinco dezenas de expositores que, de uma forma

geral, se dividem em duas grandes åreas. Uma delas Ê composta por expositores que ocupam pequenos espaços cobertos (e ai mostram os seus produtos e serviços); enquanto a outra Ê composta por expositores com espaços descobertos que chegam a atingir os 250 metros quadrados. Este última årea Ê ocupada sobretudo por måquinas e equipamentos ligados à agricultura e tam-

bÊm a trabalhos do tipo industrial. A zona agrícola Ê tambÊm enriquecida com a exposição de animais, que vão desde o gado bovino, cavalos, suínos e outras variadas espÊcies. Este ano tambÊm contarå com uma årea de cerca de 150 metros quadrados destinada à exposição de animais selvagens (zebras, antílopes, lamas e outros) e ainda com uma årea de 100 metros quadrados

destinada à exposição de aves exóticas. à rea Automóvel Tem 32 espaços descobertos com åreas que variam entre os 100 e os 200 metros quadrados, intervalados por zonas verdes concessionadas a empresas ligadas à jardinagem. TemVHYHULÀFDGRDRORQJRGRV últimos anos, que se encontram representadas na årea automóvel as maiores

empresas e as mais conceituadas marcas ao nível da Região Centro e do país. O sector automóvel ocupa uma årea total de 3 800 metros quadrados. à rea Institucional O pavilhão da Câmara Municipal de Cantanhede encontra-se localizado na parte frontal da årea comercial, industrial e de serviços 1, e a ladear a zona verde central desta årea, e contí-

gua ao Pavilhão da Câmara Municipal encontram-se os stands institucionais, vulgarmente ocupados por municípios geminados com Cantanhede, entidades públicas locais e nacionais, empresas de referência no Concelho e patrocinadores oficias do evento. Todas as Juntas de Freguesia, em número de dezanove, se encontram representadas e ocupam uma årea diferenciada junto ao palco 1.

PUBLICIDADE

Remoção de amianto | Reabilitação de fachadas Reabilitação de coberturas | Impermeabilizaçþes | Isolamento tÊrmico

T 233 435 271 fachaimper@fachaimper.com

MAGRIL

Visite-nos na Expofacic!

33167

33217

Remodelação de interiores - Design e decoração de interiores Projectos de arquitectura - Projectos de Engenharia

MĂ QUINAS AGRĂ?COLAS, LDA $JRUDFRPÂżOLDOHP4XLPEUHV 66LOYHVWUH (VWUDGD1DFLRQDO

SEDE: Rua Principal, n.Âş 85 - Castanheiro - Apartado 90 - 3081-801 Figueira da Foz Tel. 233 929 377 - Fax: 233 929 896; FILIAL: Rua de Coimbra, n.Âş 5 - 3080-047 Figueira da Foz - Tel. 233 418 589 FILIAL2: Largo D. JoĂŁo CrisĂłstomo A. Pessoa, n.Âş 22 3060-130 Cantanhede - Telef.: 231 411 928 ArmazĂŠm de ferro:Rua Dr. Duarte Silva, n.Âş 62 - Figueira da Foz E-mail: geral@maquitudo.com | www.maquitudo.com

33185

Peças: 966 943 751 - Telef.: 232 424 182 - Fax: 232 451 863 geral@magril.mail.pt - Lugar do Barbeiro - Estrada do Aeródromo - Campo - 3515-342 VISEU


04

QUINTA-FEIRA

EXPOFACIC 2013

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

VII

www.campeaoprovincias.com

à rea da Educação

O pavilhão coberto do Mercado serve para albergar os Agrupamentos Escolares do Concelho e tambÊm instituiçþes ligadas à Educação Infanto/ Juvenil. O pavilhão Ê animado pelos jovens destas instituiçþes com apoio das respectivas famílias.

Espaço Infanto-Juvenil

O relvado, com uma årea de 100 por 70 metros quadros, Ê considerado o pulmão verde deste evento. Nesta årea decorrem as actividades lúdicas que fazem as delícias dos mais jovens. Pode-se aqui HQFRQWUDU RV LQVXà iYHLV dos mais diversificados à rea Gastronómica gÊneros e tambÊm ateliers (tasquinhas) de pintura e trabalhos maSão em número de nuais tão apreciados pelas 43 e são exploradas por crianças. É neste espaço associaçþes e colectivida- do relvado que geralmenGHVGR&RQFHOKRVHPÀQV te o exÊrcito português lucrativos. Aqui se serve o marca presença atravÊs melhor da gastronomia do do lançamento de påraConcelho, com particular -quedistas e exibição de realce para o leitão assado perícia canina. à Bairrada, sardinha na Feira Popular telha e para os enchidos. A Fe i r a Po p u l a r Ê Em termos gastronómicos tambÊm uma årea importambÊm se pode encontante para o público mais trar, na chamada årea das jovem. Tem os mais ditasquinhas, vendedores versificados divertimende pão com chouriço, pizzas, doces regionais e tos, como seja bazares, conventuais, presuntos, carrossÊis e uma zona de enchidos, queijos e porco verde destinada ao conno espeto. Este ano estão vívio da pequenada e não tambÊm representadas na só. Tem-se verificado, årea gastronómica a carne ao longo dos anos que o marinhoa, mirandesa e número de divertimentos maronesa, cada qual com presentes oscila entre os 12 e 14. a sua tasquinha. PUBLICIDADE

haverå tambÊm três stands para mostras gastronómicas típicas daquelas zonas. O palco 6 aqui localizado terå um programa próprio e com a participação dos municípios e outras entidades presentes na Aldeia de Portugal. Palcos Uma componente importante da Expofacic Ê tambÊm a parte de animação artística e cultural que acontece nos vårios palcos distribuídos pelo Certame e em número de sete.

Picadeiro O picadeiro tem uma årea de 1 500 metros quadrados e um programa de animação diårio, que prevê a realização de um vasto conjunto de actividades, nas mais variedades vertentes. Dentre elas estão as provas de saltos, o concurso de obståculos, as demonstraçþes de Equitação Terapêutica e de hipoterapia e a realização de clínicas equestres.

Importa ainda salientar a realização de um espectĂĄculo equestre que pretende mostrar a versatilidade do Cavalo Puro-sangue Lusitano e o melhor das tradiçþes musicais dos dois paĂ­ses ibĂŠricos: o fado e o flamengo. A todos os interessados ĂŠ proporcionada, uma primeira experiĂŞncia equestre, vulgarmente denominada “baptismo a cavaloâ€? e aos mais novos, brincadeiras

com os pequenos póneis existentes. Aldeia de Portugal Este ano, e à semelhança do que aconteceu em 2011, constituiu-se uma årea própria com cerca de 2 500 metros quadrados, localizada a Norte e em que irão estar representados alguns municípios da de Norte a Sul do país. Todas as entidades participantes terão um stand próprio e

Pista de karting A pista de karting Ê uma das principais inovaçþes da edição deste ano. Esta localiza-se no topo Norte e conta com 1 800 metros quadrados de årea. O certame ocupa agora um total de 90 000 metros quadrados. Parques de estacionamento No total, existem 16 parques de estacionamento a servir o público em geral (visitantes). Estes ocupam cerca de 100 000 metros quadrados de de årea.


VIII

EXPOFACIC 2013

04

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com

DE JULHO DE 2013 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

Mostra foi reforçada

Tenda vai acolher aves exóticas

PUBLICIDADE

SALÃO DE BANQUETES Capacidade para 500 pessoas

SERVIÇO PRÓPRIO 32882

Rua 1.º de Maio - Telef.: 231 429 435 3064-909 CANTANHEDE - quinta_da_pintoura@hotmail.com

CARLOS ALBERTO CONDE PINTOR CONSTRUÇÃO CIVIL TRATAMENTO DE MADEIRAS LAVAGEM DE TELHADOS RUA DA BOA HORA, 15-A - 3830-405 GAFANHA DO CARMO TELEM.: 967 965 096 - E-MAIL: CARLOS-CONDE@SAPO.PT

33074

PUBLICIDADE

Cantanhede que mantém a aposta no sector primário, DSHVDUGHSURFXUDUGLYHUVLÀcar o tecido económico. Para além dos recursos ÁRUHVWDLVHGRVHOHYDGRVtQdices de produção de batata e leite, Cantanhede tem na vitivinicultura a sua actividade com maior expressão, fruto do reconhecimento que os seus vinhos alcançaram como verdadeiro ex-libris da Região Demarcada da Bairrada. As áreas de cultura da vinha estão situadas sobretudo nas grandes manchas dos calcários, que abrangem as freguesias de CantanheA mostra de animais selvagens de, Cadima e Outil na zona sudoeste do concelho e as e aves exóticas mereceu o aplauso do público o ano passado freguesias de Sepins, Bolho trar a versatilidade do cavalo e Murtede na zona nordeste Este ano, a área desti- vagens e das aves exóticas, a duas grandes áreas. Numa delas são expo- puro-sangue Lusitano e o do concelho. nada aos animais selvagens exposição vai integrar, como sitores que ocupam peque- melhor das tradições musiterá cerca de 150 metros já é habitual, animais ligados A importância da vitinos espaços cobertos e aí FDLV 2 IDGR H R ÁDPHQJR vinicultura é ainda maior quadrados e a área destinada à fauna e exploração agrícola à exposição de aves exóticas e outras espécies domestica- expõem os produtos ou A todos os interessados é na medida em que o consomará 100 metros de hora. das, como seja gado bovino, serviços e há outros espaços, proporcionada, uma pri- celho se encontra inserido descobertas, com dimensões meira experiência equestre, numa região com denomiA área agrícola é um dos equídeos e suínos. sectores mais emblemáticos $iUHDDJUtFRODÀFDORFD- que chegam a atingir 250 me- vulgarmente denominada nação controlada – a da e mais visitados da Expo- lizada a Norte e tem cerca de tros quadrados, destinados “baptismo a cavalo” e aos Bairrada. facic. 46 expositores que, de uma à exposição de máquinas mais novos, brincadeiras Assente sobretudo na Além dos animais sel- forma geral, se dividem em e equipamentos ligados à com os pequenos póneis pequena exploração, a activiagricultura e também a tra- existentes. dade agrícola do concelho é balhos do tipo industrial. Sempre com bastante ainda uma importante fonte Junto à área agrícola é de público, o espaço agrícola é de rendimento para muitas destacar ainda a zona do XPUHÁH[RGRFRQFHOKRGH famílias. picadeiro, que tem um programa de animação próprio diário. Entre as actividades previstas destaca-se a realização de provas de saltos, concursos de obstáculos, demonstrações de equitação terapêutica e de hipoterapia, assim como a realização de clínicas equestres. O picadeiro da Expofacic volta a ter uma área de 1 500 metros quadrados. Importa ainda salientar a realização de um espectáculo As aves exóticas serão acondicionadas numa tenda de grandes dimensões equestre que pretende mos-

33157

Face ao sucesso do ano passado, a organização da Expofacic resolveu reforçar a mostra de animais selvagens e aves exóticas. Com mais exemplares e variedade, as aves exóticas serão acondicionadas numa tenda de grandes dimensões. Inserida na área agrícola, esta exposição, que tem a particularidade de encantar miúdos e graúdos, promete voltar a concentrar as atenções de milhares de visitantes. Faisão, pavão, araras, papagaios, catatuas, faisões e aves aquáticas são apenas algumas das aves que poderão ser vistas na 23.ª edição da Expofacic. Coloridas, com plumas, por vezes, vistosas e, não raras vezes, bastante estridentes, as aves exóticas vão tornar a área agrícola ainda mais atractiva. Zebras, antílopes e lamas, mas também pequenos felinos e predadores pouco comuns em Portugal vão também marcar presença na mostra temática.


04

QUINTA-FEIRA

EXPOFACIC 2013

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

IX

www.campeaoprovincias.com

No Ăşltimo dia do certame

Os sons do dixieland regressam a Cantanhede Os sons do dixieland estão de regresso a Cantanhede. No último dia da Expofacic, a 4 de Agosto, o dixieland volta a animar a cidade que viu nascer Pedro Teixeira, conquistador da Amazónia. Segundo adiantou a organização, estå prevista a actuação de três bandas de dixieland, a partir das 12h00, em vårios locais da cidade, assim como no próprio recinto da Expofacic, à noite. De recordar que o Município cantanhedense e a empresa municipal Inova organizou, em anos anteriores, o Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede. Com características inÊditas em Portugal, o Festival Internacional de Dixieland de Cantanhede atingiu uma projecção surpreendente, ao ponto de ser considerado um dos maiores acontecimentos europeus da especialidade. O evento decorria em moldes semelhantes aos que se realizaram em New Orleans, nos Estados Unidos, de onde Ê originårio aquele gÊnero musical de

raiz popular que esteve na origem do jazz e que veio DWHUXPDJUDQGHLQĂ XrQFLD na mĂşsica e na cultura do mundo ocidental. O ponto alto do Festival Internacional de Dixieland era a street parade, JUDQGH GHVĂ€OH GH UXD TXH decorria em ambiente apoteĂłtico nas principais ruas de Cantanhede, evento que, Ă  boa maneira de New Orleans, enchia a cidade com as sonoridades fortemente ritmadas do dixieland. O dixieland ĂŠ um subgĂŠnero de jazz criado em 1910, em Nova Orleans. O dixieland ou jazz tradicional foi o Ăşltimo estilo que surgiu da mistura da mĂşsica africana e europeia depois de 1900. Nova Orleans, a cidade mais importante no surgimento do jazz, era um grande porto marĂ­timo e o lar de muitos ex-escravos, que trouxeram as “Cançþes de Trabalhoâ€? e o “Spiritualsâ€?. No lado dos brancos, a mĂşsica foi mais popular na forma de marcha, hinos e sĂŠries de danças como a quadrilha. Nos bares e bordĂŠis do bairro chamado “storyvilleâ€?, se ouvia o ragtime e o blues.

O jazz de Nova Orleans era um estilo de mĂşsica FRPXPDHVWUXWXUDĂ€[DGH grupo, com papĂŠis estritamente estabelecimentos para cada instrumento. Geralmente destacava-se o trompetista ou cornetista, que tocava a melodia com o apoio har mĂłnico do WURPERQHHDVĂ€OLJUDQDVGR clarinete, que mantinham um ritmo constante estabelecido pela secção rĂ­tmica, que normalmente estava composta por piano, banjo, guitarra, tuba ou contrabaixo e bateria. Papa Jack Laine, de Nova Orleans, director de bandas de rua, foi o “pai do jazz brancoâ€?. Nas festas de rua, bandas de brancos e de negros, competiam marchando pela cidade. Os brancos eram menos expressivos, mas tinham mais recursos tĂŠcnicos e os negros possuĂ­am mais alegria e suas improvisaçþes estavam carregadas de blues. Cada integrante da banda tinha um espaço para improvisar, isto ĂŠ, em toda a actuação havia improvisação colectiva. Em 1917, a Original Dixieland Jazz

Band (O.D.J.B.) utiliza, pela primeira vez na histĂłria da mĂşsica, o termo jazz, que anteriormente se escrevia jass. A Original Dixieland Jazz Band (O.D.J.B.) gravou para a Columbia o primeiro disco conhecido de jazz e no mĂŞs seguinte gravou para a editora Victor: “!Dixie Jass Bandâ€?, “One Stepâ€? e “Livery Stable Bluesâ€?. Eles introduziram a palavra jazz no vocabulĂĄrio dos nova-iorquinos, das pessoas na rua e atĂŠ dos moradores de palĂĄcios. Os componentes da O.D.J.B. nĂŁo inventaram o jazz, apenas o escutaram em Nova Orleans, no bairros dos bordĂŠis, nos desĂ€OHVGHUXDHQDVPDUFKDV fĂşnebres. Era um som raro, discordante e agridoce, que parecia misturar a mĂşsica militar, as cançþes de vodevil, os cânticos religiosos e o blues rural, com situaçþes festivas, de trabalho e sentimentais. Nessa ĂŠpoca tambĂŠm se destacaram Buddy Bolden, Louis Armstrong, Muggsy Spainer, Kid Ory, King Oliver, Sidney Bechet, Johnny Dodds, Jelly Roll O dixieland vai animar a cidade e o recinto da Expofacic a 4 de Agosto Morton e Baby Dodds.

PUBLICIDADE

9LWRU-RVp SĂ“CIO GERENTE UHFXUVXSHU#FRLPIRUSW 5XD(QJ'XDUWH3DFKHFRVQ /RXVm +25Ăˆ5,2 'LDV~WHLVKK 6iEDGRVKK KK 'RPLQJRVKK

Produzido e embalado: Jorge Vieira

Segurança e Saúde no Trabalho

$51(,526­2-2­20$,25&$),*8(,5$'$)2=7HOHPV

Carlos Manuel Pereira de Almeida

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO ‡$FWLYLGDGHV7pFQLFDV‡0DQXHOGH%RDV3UiWLFDV‡$FWXDOL]DomRGDOHJLVODomRYLJHQWH ‡3UHHQFKLPHQWRHQWUHJDGR$QH[R'GH6+67‡&RQVXOWDDRVWUDEDOKDGRUHV ‡$QiOLVHGHDFLGHQWHVGHWUDEDOKR ‡$YDOLDomRGH5LVFRV,OXPLQkQFLD&RQIRUWR7pUPLFR5XtGR/DERUDO 33193

7OI7OP5XD9DVFRGD*DPD/RQWUR&DPDUQHLUD

33088

‡ GRADEAMENTOS ‡ SERRALHARIA CIVIL ‡ ESTRUTURAS METà LICAS

Empresa autorizada pela ACT - 501 05 1 1101

5XDGR3DOiFLRGD-XVWLoD(GI4WD60DWHXV5&$&DQWDQKHGH 7HOHI)D[ZZZFPVDRPDWHXVSWLQIR#FPVDRPDWHXVSW



JDUFDEUDQFD#VDSRSW

MEDICINA DO TRABALHO ‡([DPHVFRPSOHPHQWDUHVGHGLDJQyVWLFR - Anålises ao sangue e urina - ECG - Audiograma - Rastreio Visual / TITMUS

— ARTIGOS HOSPITALARES E ORTOPÉDICOS —

Visite-nos na Expofacic! Largo Cândido dos Reis n.º6 - Loja 4 - CANTANHEDE - Telf./ Fax.: 231 423 910

33184

ORTOCANTANHEDE

Semide LousĂŁ Febres Anadia


EXPOFACIC 2013

X

04

QUINTA-FEIRA

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

www.campeaoprovincias.com

Na maioria das noites actuam dois artistas ou grupos

&DUWD]GHHVSHFWiFXORVGLYHUVLĂ€FDGR

Um dos cabeças de cartaz deste ano da Expofacic Ê a banda britânica Keane, que actua a 3 de Agosto. Por revelar, por razþes contratuais, continua o nome do artista que vai animar o certame no dia 30 de Julho, mas a organização jå adiantou que Ê um DJ e produtor musical de grande projeção internacional. Na maioria das noites actuam dois artistas ou grupos no palco principal. JULHO

25

QUINTA-FEIRA 22H30

Pete tha Zouk

Pete Tha Zouk, DJ e produtor português, Ê um dos DJ mais requisitados em Portugal, razão pela qual criou à sua volta uma autêntica legião de fãs. As suas actuaçþes são verdadeiros espectåculos de música, alegria e paixão, promovendo a fusão de ritmos de música latino-americanos e africanos utilizando instrumentos electrónicos cuja produção Ê de alta tecnologia. A sua internacionalização tem sido feita de uma forma progressiva e jå o levou a vårios países da Europa, à sia, AmÊrica do Norte e Brasil, país onde a cada dois meses não deixa de marcar

presença com uma tour. Como produtor jĂĄ editou uma sĂŠrie de originais e remixes para a Stereo, Low Pressings, Magna, Anodyne, entre outras. Marca habitualmente presença na WMC de Miami. Protagonista de uma das mais promissoras carreiras de DJ portugueses, Pete Tha Zouk foi vencedor nos Dance Club Awards 2002, com o prĂŠmio “DJ Revelaçãoâ€?, ganhando, igualmente, na edição de 2004, nas categorias de “Melhor Produtorâ€? e “Single do Anoâ€?, com “Solid Textureâ€? em parceria com DJ Vibe. Em 2005 e 2006 levou para casa o PrĂŠmio de DJ do Ano atribuĂ­do pela Portugal Night. Richie Campbell

Richie Campbell, can-

tor de reggae portuguĂŞs, apesar de jovem que jĂĄ tem um longo e invejĂĄvel currĂ­culo, sendo amplamente conhecido pelo fulgor das suas actuaçþes ao vivo. AlĂŠm de vĂĄrias salas completamente esgotadas de Norte a Sul do paĂ­s, Richie Campbell efectuou uma tournĂŠe de 24 concertos por ItĂĄlia, França, Holanda, Espanha, PolĂłnia, Ă ustria, BĂŠlgica e RepĂşblica Checa. Richie Campbell começou a sua carreira na banda Stepacide em 2003 e fez parte do projecto No Joke Sound System, tendo abandonado ambos os projectos em 2010 para se focar na sua carreira a solo. Ainda no ano de 2010 lançou o seu primeiro ĂĄlbum “My pathâ€?, disponĂ­vel sĂł em forma de download e viu lançado um EP seu na sĂŠrie 6 da Optimus Discos. Com o grande apoio da Positive Vibes, foi no ano de 2011 que se estabeleceu como o artista de reggae portuguĂŞs mais reconhecido na Jamaica e fez a primeira parte da

PUBLICIDADE

Orçamentos Gråtis

AlvarĂĄ n.Âş 62799

JULHO

26

SEXTA-FEIRA 23H15

JosĂŠ Cid

JosÊ Cid regressa a Cantanhede a 26 de Julho, dois anos depois de ter feito um memoråvel concerto neste mesmo recinto. De novo acompanhado pela sua Big Band, JosÊ Cid promete uma entusiasmante viagem revivalista por aquela que Ê considerada uma das mais brilhantes e consistentes carreiras na música portuguesa. Os seus concertos atraem vårias geraçþes devido às suas cançþes inesquecíveis, mas tambÊm pela

grande qualidade musical, alegria e boa disposição. JosĂŠ Cid iniciou a sua carreira musical em 1956, com a fundação de Os Babies, agrupamento musical que se dedicava Ă  interpretação de versĂľes, que durou atĂŠ 1958. Em 1960 integrou, em Coimbra, o Conjunto OrfeĂŁo, com JosĂŠ Niza, Proença de Carvalho e Rui Ressurreição. TambĂŠm em 1960 esteve na banda rock and roll e surf rock Os claves, que se dedicavam Ă  interpretação de versĂľes. Em 1965 abandona Coimbra e a Faculdade de Direito e ingressa no Instituto Nacional de Educação FĂ­sica, onde tem como colega um irmĂŁo de Michel, membro do Conjunto MistĂŠrio. ApĂłs uma audição ĂŠ convidado a entrar para o grupo, que daria origem ao Quarteto 1111, que esteve no lançamento da sua carreira. Popularizou-se como teclista e vocalista no Quarteto 1111, tendo grande ĂŞxito com a “A lenda de El-Rei D. SebastiĂŁoâ€?, de 1967, um tema inovador no panorama musical da ĂŠpoca. JULHO

27

SĂ BADO 23H15

Xutos & PontapĂŠs A mĂ­tica banda de rock

portuguesa liderada por Tim marcou as Ăşltimas ediçþes da Expofacic e Ă€JXUD PDLV XPD YH] QR cartaz de espectĂĄculos da feira de Cantanhede. Acarinhados pelo pĂşblico, os Xutos & PontapĂŠs atraem sempre uma multidĂŁo de fĂŁs e garantem sempre casa cheia. A banda foi formada no final de 1978 por ZĂŠ Pedro, KalĂş, Tim e ZĂŠ Leonel. A explosĂŁo mediĂĄtica começou em 1987 com o ĂĄlbum “Circo de Ferasâ€? e os seus mega sucessos “Contentoresâ€?, “NĂŁo sou o Ăşnicoâ€? e “N'AmĂŠricaâ€?. Continuou com o single “7Âş Singleâ€? e o seu estrondoso hit “A minha casinhaâ€?. O ĂĄlbum 88 foi um dos pontos mais altos da carreira dos Xutos e PontapĂŠs com os mega ĂŞxitos â€œĂ€ Minha Maneiraâ€?, “Para Ti Mariaâ€? e “Enquanto a noite caiâ€?, entre outros, dando inĂ­cio a uma das maiores WXUQpVGDEDQGDTXHĂ€FRX retratada no ĂĄlbum “Xutos - Ao vivoâ€?. Em 2004, os membros dos Xutos & PontapĂŠs foram agraciados pelo Presidente da RepĂşblica Jorge Sampaio com

PUBLICIDADE

331 33164

Telef.: 231 460 941 - Rua do ComĂŠrcio, 45 - Chorosa - 3060-316 FEBRES E-mail: cardoso-rua@sapo.pt

32881

Telem.: 967 814 153

tour europeia do jamaicano Anthony B. Richie Campbell trabalha e actua ao vivo com uma banda chamada 911 Band, que foi jĂĄ destacada por vĂĄrias pessoas como a melhor “backing bandâ€? de reggae de Portugal e contĂŠm elementos que jĂĄ passaram por projectos como One Sun Tribe e Kussundulola. Em 2002 lançou o ĂĄlbum “Focusedâ€?.

www.jamoveis.com

Z.I. Vila Verde, Lt. 6, Oliveira do Bairro | orcamentos@jamoveis.com

ISIDRO RODRIGUES DA SILVA TODO O TIPO DE TRABALHOS DE SERRALHARIA

33210

Zambujal - 3060 CADIMA Telf.: 231 429 254 - Telm.: 967 244 801

32894

PORTĂ•ES - GRADEAMENTOS - JANELAS - ESCADAS VARANDAS - CALEIRAS ZINCADAS E LACADAS ESTRUTURAS METĂ LICAS PORTĂ•ES DE CORRER EM REDONDO

TODOS OS TRABALHOS DE CONSTRUĂ‡ĂƒO CIVIL

Rua da Lapa - 3060-033 Ançâ - Tlms. 919 362 823 - 934 852 014

Bar Ambulante “OcomQuim� enda n

Frango e LeitĂŁo por e

Telf.: 239 962 104 - Telm.: 917 816 753 Travessa Cural Barreto, n.Âş 2 - Andorinha 3025-330 Lamarosa

OP

Telef.: 239 689 388 - Fax: 239 680 480 - Telem.: 966 046 857 - 3140-122 GATĂ•ES - MONTEMOR-O-VELHO KHUPHVÂżOKRV#FOL[SW_ZZZKHUPHVHÂżOKRVSW

33211

Visite-nos durante a Expofacic

Quinta da Boavista - 3064-909 CANTANHEDE - Telefs.: serviços comerciais: 231 410 885 serviços administrativos: 231 410 880 - Fax: 231 410 888 - email: cooperativadecantanhede@gmail.com

33187

COOPERATIVA AGRĂ?COLA DE CANTANHEDE, C.R.L.


04

QUINTA-FEIRA

EXPOFACIC 2013

DE JULHO DE 2013 CAMPEĂƒO DAS PROVĂ?NCIAS

XI

www.campeaoprovincias.com

o grau de Comendador da Ordem do MĂŠrito. JULHO

28

DOMINGO 23H15

Tony Carreira

das do pai como músicos e, no caso de David, fazendo tambÊm carreira na moda e representação. JULHO

29

SEGUNDA-FEIRA 22H30

Carminho

Tony Carreira ĂŠ um dos artistas-âncora da Expofacic e garantia de recinto cheio. O cantor romântico ĂŠ a Ăşnica estrela da noite de 28 de Julho. Com um currĂ­culo musical de grande palmarĂŠs, Tony Carreira ĂŠ um dos artistas mais conhecidos do pĂşblico portuguĂŞs. “Minha Guitarraâ€?, “A d e u s a t ĂŠ u m D i a â€? , “Sonhos de Meninoâ€? e “A Vida que Escolhiâ€? sĂŁo alguns dos seus maiores ĂŞxitos. Um dos maiores embaixadores da mĂşsica ligeira portuguesa alĂŠm fronteiras, Tony tem actuado nas grandes salas de espectĂĄculo, como seja o PavilhĂŁo Atlântico, Coliseus de Lisboa e Porto e no OlĂ­mpia de Paris. Tony Carreira ĂŠ o nome artĂ­stico de AntĂłnio Manuel Mateus Antunes, natural de Armadouro, aldeia per tencente ao concelho de Pampilhosa da Serra. É casado e pai de trĂŞs filhos, Sara, David Carreira e Mickael Carreira, tendo estes dois Ăşltimos seguido as pisa-

A mais aclamada voz do fado da actualidade vai trazer a Cantanhede o reportĂłrio com que tem deslumbrado plateias de vĂĄrios paĂ­ses, num percurso artĂ­stico que inclui u m d u e t o c o m Pa b l o AlborĂĄn. Maria do Carmo de Carvalho Rebelo de Andrade, conhecida como Carminho, nasceu numa famĂ­lia de mĂşsicos, sendo a sua mĂŁe, Teresa Siqueira, e o seu irmĂŁo, Francisco Andrade, tambĂŠm cantores. Apesar de ter começado a cantar desde criança, sĂł aos 22 anos decidiu fazer carreira musical depois de uma longa viagem pelo mu n d o q u e d e m o r o u onze meses que a ajudou a tomar essa decisĂŁo. Diz que nĂŁo precisou de coragem e explica simplesmente que ĂŠ feliz a cantar o fado. Em 2005 recebeu o prĂŠmio AmĂĄlia, na categoria de Revelação Feminina. Em 2006 colaborou nas gravaçþes do disco “O Terço Cantadoâ€?

que recebeu a bĂŞnção apostĂłlica do Papa Bento XVI. O disco de estreia, “Fadoâ€?, foi editado em 2009. Em Março de 2012 lançou o seu segundo disco intitulado “Almaâ€?.

JULHO

30

TERÇA-FEIRA 22H30

JULHO

31

QUARTA-FEIRA 23H15

Os ResistĂŞncia

Por revelar

AGOSTO

01

QUINTA-FEIRA 22H30

Expensive Soul

Azeitonas

Azeitonas, a popular banda do Porto, que a revista Blitz designou como “um dos maiores fenĂłmenos de culto em Portugalâ€?, ĂŠ sinĂłnimo de grande afluĂŞncia de pĂşblico, como se tem visto nas suas actuaçþes nos principais festivais rock do paĂ­s. For mada n o Po r t o e m 2 0 0 2 , a banda ĂŠ conhecida pelos ĂŞxitos “Anda Comig o Ver os AviĂľesâ€?, “Quem És Tu MiĂşdaâ€?, ou “Bom Dia Aleg riaâ€?. O tema “Anda comigo ver os aviĂľesâ€? torna-se um grande sucesso apĂłs ser cantado por um concorrente do prog rama “Ă?dolosâ€? e adaptado por Vasco Palmeirim, do prog rama da manhĂŁ da RĂĄdio Comercial, numa sĂĄtira ao Pingo Doce com nome de “Anda comigo ver as promoçþesâ€?. O grupo foi nomeado para o tĂ­tulo de Best Portuguese Act nos MTV Europe Music Awards de 2012, que viria a ser ganho pela cantora Aurea.

Buraka Som Sistema

Embaixadores da mĂşsica portuguesa sĂŁo tambĂŠm os Buraka Som Sistema que vĂŞm novamente animar o certame de Cantanhede. Frequentemente apelidados como fundadores do novo som electrĂłnico Kuduro Progressivo, os Buraka Som Sistema tĂŞm tido a aclamação do pĂşblico e da critica, dentro e fora de portas. Os Buraka Som Sistema emergiram no panorama musical nacional em 2006 com a mĂşsica “Yah!â€?, que conta com a participação de Petty e Kalaf, seguindo-se novo sucesso com “Wawabaâ€?. Em 2008 os Buraka Som Sistema lançaram a canção “Sound of Kuduroâ€?. Esta conta com a participação de M.I.A, DJ Znobia, Saborosa e Puto Prata, sendo este o primeiro single do ĂĄlbum “Black Diamondâ€? que foi lançado no VerĂŁo de 2008.

Os ResistĂŞncia, banda da primeira metade dos anos 90, ĂŠ responsĂĄvel por vĂĄrios sucessos conhecidos de todos. Tim, Miguel Ă‚ngelo, Fernando Cunha, Olavo Bilac, Pedro Ayres MagalhĂŁes, Fernando JĂşdice, Dudas, JosĂŠ Salgueiro, Alexandre FrazĂŁo, Fredo Mergner, Pedro JĂłia e MĂĄrio Delgado sĂŁo mĂşsicos que, passados 20 anos, assumiram percursos diferentes. Duas dĂŠcadas depois, os ResistĂŞncia estĂŁo de volta. O projecto centrava-se na voz e na guitarra acĂşstica e juntou hĂĄ 20 anos mĂşsicos de diferentes gĂŠneros musicais, como a pop, o jazz ou a mĂşsica tradicional portuguesa. A mistura UHĂ HWLXVH QRV WUrV GLVFRV editados pelo supergrupo. “Nasce Selvagemâ€? e “Um /XJDUDR6ROÂľGRV'HOĂ€QV “NĂŁo Sou o Ăšnicoâ€? e “Circo de Ferasâ€?, dos Xutos & PontapĂŠs, “Que Amor NĂŁo Me Enganaâ€?, de Zeca Afonso, “Erva Daninhaâ€?, de AntĂłnio Variaçþes, e “AmanhĂŁ ĂŠ Sempre Longe Demaisâ€?, dos RĂĄdio Macau, foram temas incluĂ­dos no repertĂłrio.

Os Expensive Soul sĂŁo um grupo de rappers portugueses que possuem uma sonoridade que vai desde o Soul/Reggae atĂŠ ao R&B/ Hip-Hop. A formação ĂŠ composta por Demo (MC) e New Max (Mc/Produtor), naturais de Leça da Palmeira. EstĂŁo juntos desde 1999, mas apenas em 2004 ficaram conhecidos com a edição do seu primeiro ĂĄlbum “B.I.â€?. O grupo foi um dos vencedores da iniciativa do Projecto Vida e da Antena 3 destinada a eleger os doze melhores temas de Hip-Hop que tivessem a droga como alvo. Como prĂŠmio foram lĂĄ actuar e esta foi a sua estreia ao vivo. A dupla actua com a Jaguar Band, sendo este o primeiro grupo, em Portugal, de matriz Hip Hop, com banda ao vivo. Em 2006 lançaram “Alma Caraâ€? e em 2010 “Utopiaâ€?. Squeeze Theeze Pleeze

Squeeze Theeze Pleeze,

PUBLICIDADE

33100

33262

CANTANHEDE | MIRA

OURO | PRATA | MOEDAS | RELĂ“GIOS JĂ“IAS | LIBRAS | CAUTELAS DE PENHOR

Telef.: 231 098 739 919 727 399 / 917 644 914

33054

COMPRAMOS OURO USADO Saber comprar ĂŠ saber viver!

Quem quer ganha

Av. D. JoĂŁo Garcia Bacelar - 3060-704 Tocha - Telef.: 231 443 462 - Casal do Gaio - 3140-030 Arazede - Telef.: 239 607 475

33082

É só fazer as contas


EXPOFACIC 2013

XII

04

QUINTA-FEIRA

www.campeaoprovincias.com

a mais conhecida banda da cidade de Cantanhede, existe desde 1997. Em 2002 foi lançado o seu primeiro álbum “Open” tendo o single “Ode to a child” sido bastante tocado na maioria das playlists nacionais e feito parte da banda sonora da novela brasileira New Wave. Em 2005, foi lançado o seu segundo álbum “Flatline”, tendo o single “Hi Hello” alcançado grande sucesso e feito parte da banda sonora da série três dos Morangos com Açúcar. Em 2012 celebraram os dez anos, após o primeiro grande sucesso, com o álbum “Crossroads” que fez as delícias dos fãs e conquistou novos públicos. Um disco de viagens, de cruzamentos, de experiências, tudo UHÁHWLGRQRVGH]WHPDVGR novo álbum. AGOSTO

02

SEXTA-FEIRA 22H30

Gabriel o Pensador Gabriel o Pensador, músico genial da nova geração de autores e compositores brasileiros, sobe ao palco a 2 de Agosto, antes da actuação de Mastiksoul.

produtor português com mais actuações e galardões obtidos no estrangeiro. Com efeito, Mastiksoul é um dos produtores de dança portugueses mais internacionais, com vários Gabriel o Pensador é ra- prémios e colaborações pper, compositor e escri- onde se incluem nomes tor, tendo irrompido na como Bob Sinclair ou Bucena artística do Brasil ao raka Som Sistema. Nascido ODQoDUXPDÀWDGHPRFRP em Angola, o DJ distinguea música “Tô Feliz (Matei -se por ter um estilo único o Presidente)”, cujo êxito criado pelo ritmo da perlevou a que fosse de ime- cussão, sobressaindo os diato contratado pela Sony sons tribais. Em 2009 foi Music. Com esta editora para o prémio de música lançou sete álbuns, sempre Beatport. Mastiksoul editou muito bem acolhidos pela em 2012 um novo videoclip crítica e pelo público. Além que tem a participação dos de cantor, Gabriel tem-se jogadores Nani e Miguel evidenciado também como Veloso. Este é o terceiro escritor, área em que já álbum do conceituado DJ conquistou um prestigiado e produtor português. O prémio brasileiro com um tema “Forever” dá nome livro infantil, sendo tam- ao álbum e que surge de bém reconhecido como mais uma parceria de Mastiksoul com Dada (Massive activista social. Attack; Deepest Blue) e é o single de apresentação. Mastiksoul AGOSTO

03

Mastiksoul é o DJ e

SÁBADO 22H30

Keane Os Keane são os cabeça de cartaz deste ano da Expofacic. A banda britânica

DE JULHO DE 2013 CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS

Liquideep

sobe ao palco de Cantanhede a 3 de Agosto, um dia antes do encerramento do certame. A organização revelou que já anteriormente havia tentado a contratação de Tim Rice-Oxley e seus pares, o que não foi possível devido a dificuldades de agenda do grupo oriundo da cidade de Battle. Os Keane lançaram em 2012 o álbum “Strangeland”, cujo primeiro single, “Silenced by the Night”, se tornou um “hit” em vários países. A generalidade da crítica comparou este último trabalho ao disco da consagração, “Hopes and Fears”, em 2004. A banda ganhou notoriedade mundial e conquistou vários prémios, entre os quais dois Brit Awards, com os temas “Everybody's Changing” e “This Is The Last Time”. Formados por Tim Rice-Oxley (principal compositor), Tom Chaplin e Richard Hughes, os Keane cultivam uma sonoridade singular.

No mesmo dia sobem ao palco da Expofacic os ritmos frenéticos dos Liquideep. Esta dupla é uma das principais referências da geração de fãs da denominada soulful music. Os Liquideep foi constituída por Ziyon (vocalista/ compositor/ produtor dos EUA) e Ryzor (DJ/ produtor da África do Sul) em Joanesburgo, em 2007. O americano Ziyon mudou-se para a África do Sul em 2000, onde conheceu Ryzor. A dupla tornou-se inseparável e a fazer música. Os Liquideep tiveram oito singles número um e quatro álbuns número um e ganharam o prémio Channel O Music Award da TV Africa Music Awards. Este ano lançaram o CD “Welcome Aboard”. AGOSTO

04

DOMINGO 22H30

Rui Veloso Considerado por mui-

tos como o pai do rock português, movimento musical surgido no início da década de 80, Rui Veloso é um dos principais nomes da música portuguesa. Cantor, compositor e guitarrista, Rui Veloso começou a sua carreira numa banda de garagem a que chamou Magara Blues interpretando blues. Toca harmónica desde os seis anos e diz-se apreciador de B.B. King e Eric Clapton, entre outros nomes consagrados da música internacional. O Presidente da República Mário Soares atribuiu-lhe a Grã-Cruz da Ordem do Infante, em 1992. Em 2006, foi elevado a Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, por Jorge Sampaio. O cantor é autor de muitas das canções que fazem parte do imaginário português, como “Chico Fininho”, “Porto Sentido”, “Não Há Estrelas No Céu”, “Sei de Uma Camponesa”, entre tantos outros êxitos.

FOGÕES DE SALA RECUPERADORES DE AQUECIMENTO CENTRAL, CHURRASQUEIRAS E PAINEIS SOLARES 33259

Estrada Nacional 109, n.º 206 CALVÃO - 3840-061 VAGOS Telef.: 234 780 090 - Fax: 234 780 099 Telem.: 914 763 343 www.modernelar.com E-mail: modernelar@hotmail.com

33179

33092

PUBLICIDADE


Caderno Expofacic 2013