Issuu on Google+

novidade_Encontramos

Grátis!

uma nova lanchonete em São Pedro do Turvo que merece sua visita. •p.7

pegue & leve

gastronomia_ Arroz e feijão com bife a rolê e purê de batata. Pratos triviais da culinária brasileira feitos com sabor inesquecível. Aprenda e desfrute! •p.6

Ca

de

rn

de o3 6 0 - G ostos o

r! e L

meninada_ Pingo teme a chuva e descobre que a natureza se comunica por meio de um bom toró!

19/4: Dia do Índio

agenda_ Atrações que invadem a Semana Santa e o restante de abril, com destaque para a programação do Circuito Cultural Paulista e Pontos MIS

•p.10

•p.14 arte: Sabato Visconti | 360

ANO IX

Tatuí preserva fases de sua história n º. ­9 9 e reverencia sua vocação musical março|2014

Circulação Mensal em mais de 25 cidades Distribuição: • Águas de Sta Bárbara • Assis • Areiópolis • Avaré • Bernardino de Campos • Botucatu • Cândido Mota • Canitar • Chavantes • Cerqueira César • Espírito Sto do Turvo • Fartura • Ibirarema • Ipaussu • Lins • Manduri • Ourinhos • Óleo • Palmital • Piraju • Sta Cruz do Rio Pardo • São Manuel • São Pedro do Turvo • Tatuí •Timburi Rodovias: • Cia. da Fazenda • Graal Estação Kafé • Orquidário Restaurante Café • Rodoserv • RodoStar • Varanda do Suco issuu.com/ caderno360 facebook/ caderno360

Jardim interno do Lar São Vicente de Paulo, em Tatuí. Além da amplitude do lugar, os idosos convivem com um estado elevado de conservação do prédio, com portas e pisos originais, arborização intocável e direito a novas instalações para seu conforto e lazerº

•p.8


2 • editorial 1964. O ano que marcou a história do nosso país, com o ingresso da nação no doloroso período da ditadura, ganhou comemorações no mês de março, já que foi quando tudo começou, há exatos 50 anos. Não há, numa ação em que a força assume o comando de um povo, razões para comemorar. Então, por que será que tanto me orgulho de ter nascido em 64? A resposta veio rápida. 1964 foi o início do não. Um não estrondoso, que ecoou por todo o país, mostrando que o brasileiro é realmente “bonzinho", amistoso, tolerante. Mas é também íntegro e certo de que quer e merece um país justo, que espelhe a esperança e a boa vontade de seu povo.

Eu fico pensando o que diriam – e muitos ainda estão aqui pra contar – os cidadãos que deixaram sua zona de conforto para dizer claramente ao poder ditatorial e arbitrário que se instalou na nossa realidade por quase duas décadas: Não, isso não é justo. Isso precisa acabar. E assim contamos tantas histórias de gente, grupos, movimentos, que colocaram a vida em jogo pensando no quanto precisamos, merecemos e queremos viver num lugar não apenas bonito por natureza, mas capaz de dar orgulho e sustento a todo o seu grande povo. Em ano de Copa do mundo, quando o brasileiro que há menos de seis meses saiu às ruas contra tantas coisas claramente erradas e persistentes que assolam nossa realidade está prestes a abanar o rabo, pra não dizer o corpo inteiro, gritando Brasil! de estádios que já entraram para

Ora, Ação!

“Então clamamos ao Senhor Deus de nossos pais; e o Senhor ouviu a nossa voz, e atentou para a nossa miséria, e para o Deuteronômio 26 nosso trabalho, e para Vs: 7 a nossa opressão. “

O dia 5 de outubro será histórico. Será o dia de escolhermos nosso governante federal, além de tantos outros representantes do nosso desejo para este país. Eu, sinceramente, espero celebrar a data em que completarei meio século de vida, acreditando que o Brasil poderá, em 10, 20, 30, 50 anos... ser muito melhor para se viver. foto: Flávia Rocha | 360

Num tempo em que ninguém se importa muito com o que acontece com seu vizinho – a não ser que o fato renda uma boa fofoca – e em que o consumismo é capaz de abrandar as mais justas e reincidentes indignações, em que uma turba de brasileiros sai às ruas e se recolhe depois de ter saciado seu desejo de patriotismo e mobilização, mesmo que tudo continue do mesmo jeito, quando pais, mestres, governantes e a justiça não se incomoda em educar mostrando que tudo de errado pode ser feito sem grandes penas para o infrator, é ainda mais emocionante ter nascido no ano do Não! No início de um tempo em que os divertidos e despojados brasileiros trataram de deixar as delícias brasileiras de lado e, em grande contigente e por quase 20 anos, tratou de lutar, muitas vezes vendo-se impelido a agir de maneira dura e violenta, certamente bastante arriscada, em benefício da maioria, da totalidade da nação.

a história como símbolos da ostentação, da incompetência administrativa e da corrupção sem qualquer pudor e punição, o brasileiro terá, novamente, a oportunidade de dizer Não! De ecoar por todo o país sua insatisfação com governos – em série, é bom dizer – que deixam de lado todo o discurso democrático, para estabelecer uma nova ditadura, talvez a pior de todas, aquela que não nos cala na base da força bruta, mas da brutalidade da indiferença.

É por essa crença, essa fé, esse desejo, que todos os meses me disponho a fazer este periódico. É por acreditar que algumas palavras possam tocar corações e mentes não no sentido de manipulá-los, mas de fazê-los ter opiniões mais próprias e menos levianas, que enfrento cada crise que abala um projeto que se mantém 100% independente. E mesmo que tantas vezes, a realidade me convide a mergulhar no ceticismo, mesmo que tanto me depare com o mesmo comportamento conivente e omisso dos mais aptos e fadados a promover mudanças, mesmo com a ignorância e alienação que tomam conta desta nação focada na mídia do futebol e das celebridades, que rejeita o debate em nome da boa convivência e da camaradagem, eu

Descubra : A qual livro da Bíblia pertence cada versículo

“Guarda a minha alma, e livra-me; não me deixes confundido, porquanto confio em ti.“

João 14 Vs: 27

“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. “

fonte: bibliaonline.com.br

Êxodo 23 Vs: 25

Salmos 25 Vs: 20

E servireis ao SENHOR vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades. “

sinto, no fundo do meu ser, que o espírito revolucionário de 64 é capaz de falar mais alto e determinar que eu trate de aceitar que talvez nunca veja uma realidade da qual me orgulhe, mas nada me impedirá de seguir em frente, de cabeça erguida, ciente de que trabalhei, honestamente, por mais um dia, por toda a vida. A edição traz muita leveza nesse tempo árduo de quaresma, que está prestes a terminar, como uma refeição completa, em nossa seção de gastronomia, notícias fresquinhas, que aparece em drops e em meninada, o olhar vivo e abrangente de nossos colunistas e ilustradores, um passeio pela charmosa Tatuí, com sua música e prédios antigos e nossa agenda, com dicas de cultura e do agronegócio. Como nem tudo são flores, tratamos de lembrar, em meio ambiente, que basta que passemos a agir de forma mais humana e antenada em relação à arborização das cidades para mudar a triste realidade que encontramos em algumas cidades que merecem atenção. Um tema que reaparece num texto um tanto triste, mas ilustrado por belas fotos, como o leitor poderá ver aqui ao lado, afinal nem tudo está perdido. Depois de enfrentar cobras e lagartos, talvez até o fogo do dragão, tantos os entraves que encontramos para concluir esta edição, sem perder a fé, o bom humor, a esperança e até mesmo a calma, é uma dávida dizer: Boa leitura!

Flávia Rocha Manfrin diretora-editora 360 | 360@caderno360.com.br


3 • meio

ambiente

DE onde são essas árvores frondosas? *Flávia Manfrin - editora 360

Fina sintonia – Valorizar a arborização por seu caráter histórico é outro ponto importante. Em cidades turísticas é assim. É assim em grande centros como Tokio, Nova York, Londres ou Paris, e em diminutas cidades européias e americanas, só para ficar no roteiro habitual do brasileiro. Praças de árvores altíssimas, ruas e avenidas ostentam a vegetação do passado, guardadas como verdadeiros tesouros para

ger prefeitos, vereadores, deputados, senadores, governadores e presidentes. E também se ligar que não é por aí.

sinal de alerta – Atitudes como essa, que denotam uma boa dose de ignorância a respeito da natureza e do que ela pode representar numa cidade, quando tomadas constantemente e pela maioria correm o risco de tornar-se traços culturais. E aí, pode ser tarde demais. Não adianta replantar toda uma avenida de árvores de mais de 20 metros de altura. Elas serão pequenas por uma década ou mais e estarão vulneráveis aos mais insensatos.

Se árvores são derrubadas e avenidas são refeitas sem necessidade e tirando décadas de arborização em fase adulta (ou seja, na plenitude da sua beleza e benefícios) com aval ou vista grossa das autoridades, está faltando à maioria da população um atitude mais condizente com muitos fatores importantes da nossa existência, incluindo a nossa consciência e o nosso bom gosto.

Cabe aos governantes não apenas alertar a população, mas fazer valer leis ambientais e planos diretores que primam pela proteção, preservação e valorização do acervo arbóreo da cidade. Cabe aos legisladores e à justiça atentar para a falta de conduta adequada por parte dos governantes. E cabe à população lembrar dessa questão ao ele-

A partir do alto: árvores no centro de São Pedro do Turvo, rua próxima a escola, em Tatuí, e a famosa rua Atlântica, nos Jardins, São Paulo

foto: Flávia Rocha | 360

longevidade – Muitas dessas árvores, inseridas na criação e modernização das cidades, são centenárias. Por isso, quando se corta uma árvore com um ciclo tão longo de vida alegando que já tem 50 anos, estamos reduzindo 50% da vida da árvore que demorou pelo menos uns 20 anos até alcançar sua magnitude. Isso também pode significar perder 30 anos da fase adulta, quando o corte se dá aos 70 anos da árvore. É muito tempo que se perde, é uma vida.

Por isso causa estranhamento que num Estado como São Paulo, onde se está tão próximo a um dos maiores centros difusores de informação do mundo, que é a sua capital, se estabeleça hábitos de podas drásticas e nocivas de árvores, cortes prematuros e mal avaliados de árvores em plena magnitude, ausência de jardinagem cotidiana, incluindo cuidados e proteção, falta de ampliação da arborição urbana, inclusive em programas de habitação populares. Assusta a aparição do contrário. Da erradicação, muitas vezes em benefício da calçada, da entrada do carro. Algo que não condiz com um povo que tem acesso a educação de qualidade e um padrão confortável de vida, comparável ao de países desenvolvidos, como é o caso do paulista.

foto: Flávia Rocha | 360

Árvores lindas, imperantes, reverenciadas pelo homem que mostra, com isso inteligência, humildade e capacidade de sair da fogueira das vaidades em benefício da qualidade de vida e da permanência do planeta, ou seja, mostrandosua capacidade de estar junto ou à frente de seu tempo.

agradar turistas do mundo todo.

foto: Flávia Rocha | 360

A ideia surgiu quando decidi postar na internet algumas das fotos que fiz nos últimos meses, ao viajar por cidades de São Paulo. Não foram muitas as cidades, mas foram fartos os exemplos de valorização do verde de maneira arraigada, essencial e moderna: a valorização das árvores. Mesmo quando se trata do que restou e elas aparecem tão menos que o necessário, o que ocorre em metrópolis como São Paulo.


4

• drops

• agenda agro _ drops

Agenda AGRO & Ambiental

BRasília: Seminário_ 26º seminário Nacional de Cebola e 17º seminário de Cebola do Mercosul | Para produtores, empresários e demais agentes econômicos envolvidos na cadeia produtiva da cebola este seminário de nível internacional chega a Brasília com debates, cursos e soluções para dificuldades encontradas pelos produtores de cebola. 13 a 15/5. Mansão Country House | SMPW Qd 05 Conj 11 Casa 10 Park Way Grátis!

holaMBRa: Feira: hoRtiteC – exposição técnica de horticultura, Cultivo Protegido e Culturas intensivas Trazendo novidades e serviços aos horticultores, profissionais do agronegócio e empresários rurais a exposição conta também com palestras e cursos.28/5 a 30/05 Ingressos: R$ 30,00 Pavilhão da Expoflora info: www.hortitec.com.br (19) 3802-4196 leNçóis Paulista: Concurso: iNveNção aGRo – Feira da agricultura Familiar(aGRiFaM). Prêmiação de R$ 6,2 mil no total (1º lugar = R$ 3 mil, 2º = R$ 2 mil e 3º = R$ 1,2). Uma equipe técnica fará a avaliação dos inventos e o resultado será no último dia da Feira, depois da exposição do invento para todo o público. Todos os concorrentes recebem certificado pela participação. inscrições até 15/7. www.agrifam.com.br. 11ª agrifam: 1 a 3/8.info:1 4 2106-2800.

26 e 27/5: HACCP / APPCC. 28/5: BPL - Boas Práticas de Laboratório. info e inscrições: (19) 3243-0396 • www.infobibos.com RiBeiRão PReto: Workshop_ viii WoRKshoP agroenergia: matérias primas. Debates e treinamento sobre as questões do Futuro Energético Sustentável, produção de bioetanol, biodiesel e cul-

turas agroenergéticas (matérias-primas), com enfoque nas oportunidades, para o meio ambiente e a sustentabilidade dos agro ecossistemas. 29 e 30/5.Centro de Convenções da Cana-de-açúcar - IAC. Rod. Prefeito Antonio Duarte Nogueira Km 321, CEP: 14032-800 - Ribeirão Preto – SP. info e inscrições: 19 3243-0396 • www.infobibos.com/agroenergia

NaCioNal: Cursos_Cursos on-line. Para diretores, gerentes, supervisores, líderes de equipes ou pessoas interessadas em se atualizar e se qualificar profissionalmente. Realização RV Consult em parceria com Infobibos. 28 e 29/4: ISO 22000:2006. 7 e 8/5: Formação de Auditores ISO 9001. 21 e 22/5: Formação de Auditores ISO 22000.

e xpediente O Caderno 360 é uma publicação mensal da eComunicação. Todos os direitos reservados. Tiragem: 12 mil exemplares Circulação:• Águas de Sta. Bárbara • Areiópolis • Assis • Avaré • Bernardino de Campos • Botucatu • Cândido Mota • Canitar • Cerqueira César • Chavantes • Espírito Sto. do Turvo • Fartura • Ibirarema • Ipaussu • Lins • Manduri • Óleo • Ourinhos • Palmital • Piraju • S. Manuel • S. Pedro do Turvo • Sta Cruz do Rio Pardo • Tatuí • Timburi e paradas das rodovias Castello Branco, Raposo Tavares, Eng. João Baptista Cabral Rennó e Orlando Quagliato. Redação/Colaboradores: Flávia Rocha Manfrin ‹editora, diretora de arte e jornalista responsável | Mtb 21563›, Luiza Sanson Menon ‹revisão›, Odette Rocha Manfrin ‹receitas›, Bianca Barros ‹publicidade e separação›, Renato Silva ‹assistente de produção e agenda›, Paola Pegorer ‹repórter especial›. Colunistas: José Mário Rocha de Andrade, Priscila Manfrim, Fernanda Lira e Tiago Cachoni. Ilustradores: Franco Catalano Nardo, Clara Basseto e Sabato Visconti. Impressão: Fullgraphics. Artigos assinados não expressam necessariamente a opinião desta publicação. • Endereço: Pç. Dep. Leônidas Camarinha, 54 - 18900-000 –Sta Cruz do Rio Pardo/SP • Redação/ Cartas: 360@caderno360.com.br • Publicidade: comercial@caderno360. com.br • F: 14 3372.3548_14 99653.6463 _ abril/2014

ULTRAJE e RAIMUNDOS no Rock In Rio Pardo Com uma história que já ultrapassa uma década pautada no coletivo, reunindo aficcionados por rock'roll e poder público, o Rock in Rio Pardo se consagrada em 2014 dobrando a agenda de shows e trazendo a sta. Cruz do Rio Pardo bandas nacionais de grande porte. O evento que nasceu na pista de skate da cidade, cresceu tanto que migra da área do Museu Municipal para o recinto da Expopardo.

DE CABRÓN em versão Ramones Por essa nem o Chincho esperava. Depois do chef Alessandro Fogaça dar nome ao molho que mistura habaneros com maracujá, entre outras especiarias, é a vez de Marky Ramone emprestar seu nome à uma criação da De Cabrón.A incrível fábrica de pimenta de Sta. Cruz do Rio Pardo, que já pontua o país com sua linha de molhos marinados, prepara para o início de maio um acontecimento em torno do famoso astro da banda norte-americana que é sucesso mundial e estampa milhões de camisetas no país. Acompanha as novidades no site da West CO. fabricante dos molhos.


• papo cabeça

• Música

• Esportes

PAULISTA é de ITU *Priscila Manfrim

*Tiago Cachoni

© Shanaka Wijesooriya | Dreamstime.com

5

Em sua 3ª edição brasileira, o gigante festival Lollapalooza mudou de casa e foi parar no tão tão distante Autódromo de Interlagos, extremo sul da capital paulista. Se perdeu para o Jóquei Clube no quesito acessibilidade (antes, meia hora do Centro até o evento; agora, uma hora e meia), ganhou no quesito “assistibilidade”: os palcos foram montados em pontos estratégicos do terreno, de modo a parecer um anfiteatro – de qualquer lugar era possível ver muito bem o show.

O Campeonato Paulista chegou ao fim, tendo um desfecho surpreendente: o Ituano como campeão, superando o Santos em uma decisão nas penalidades máximas. Com essa conquista, a equipe de Itu chega à sua segunda taça estadual (a primeira havia sido conquistada em 2002). Mesmo torcendo para outro time (no meu caso, o São Paulo) é muito interessante ver como uma equipe pequena, do interior, com recursos limitados e elenco barato, conseguiu superar os badalados, “marrentos” e milionários, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos.

• drops PRÊMIOS PARA feras do skate O universo da pequena prancha urbana ganha a cena em sta. Cruz do Rio Pardo com mais um campeonato promovido pela pontocom@moda, de Jeférson Cardoso. O evento, a julgar pelos anos anteriores, é imperdível e deve atrair gente da maior competência na pista da cidade.

LOLLAPALOOZA Brasil 2014

O Galo de Itu, que tem como gerente de futebol o ex-jogador e pentacampeão mundial Juninho Paulista, mostrou-se sólido e muito bem armado durante todo o campeonato, sofrendo apenas 11 gols durante toda competição, sendo o time menos vazado do torneio. Com um elenco que contém várias peças interessantes, provou seu valor ao se classificar à frente do Corinthians na fase de grupos (deixando o time alvinegro fora da fase final do esta0dual), venceu o tricolor Paulista em pleno Morumbi, despachou o Palmeiras nas semifinais, e alcançou à glória ao bater os “meninos da Vila Belmiro” em uma decisão eletrizante diante de um Pacaembu lotado de santistas. Parabéns ao Ituano, que com sua garra, força, união e humildade mostrou que é possível derrubar um gigante, ou melhor, quatro. *são paulina que, gostou da taça ter ido para o interior, já que seu time não ficou com ela.

Outro ponto positivo/negativo: a distância gigantesca entre os palcos (chegando a 2 km do palco 2 ao palco 3), ao mesmo tempo que inibia qualquer interferência de som de um no outro (problema recorrente nos anos anteriores), também fazia com que passássemos mais tempo andando do que vendo shows. Aliás, vamos a eles. O Lollapalooza tem a tradição de trazer todos os anos vários representantes do rock insosso, sem graça, inofensivo e coxinha que domina nossos tempos. E tome Friendly Fires, Foster The People, Two Door Cinema Club e, neste ano, Imagine Dragons e Phoenix. A equação do festival costuma ser: uma dose maçante de bandas bunda-mole, vários bons shows e ao menos um inesquecível, desses que valem todo o dinheiro dispensado (que não é pouco). Com relação aos bons shows, só consegui ver um quase no final do primeiro dia: o sempre barulhento Nine Inch Nails e seu espetáculo audiovisual digno de causar ataque em epiléticos. Logo em seguida, uma pequena decepção. Hoje uma das maiores bandas de

arena, o Muse veio desfalcado de uma de suas principais características: a voz de Matthew Bellamy, acometido de uma laringite. Músicas foram cortadas e refrãos deixados para o público. Matthew compensou abusando de seu talento na guitarra, mas ficou aquela sensação de que eles podem bem mais. O segundo dia foi muitíssimo melhor. Já durante a tarde, conheci meu atual vício: o Savages. Quatro garotas fazendo o som com mais pegada do festival. Recomendo e muito. Depois dessa pedrada, o som do Vampire Weekend pareceu tão consistente quanto uma papinha de bebê. A coisa melhorou com o Pixies. Com carisma e presença de palco abaixo de zero, o show se sustenta tão somente pela (rara) beleza de suas músicas. A dobradinha “Where Is My Mind?” e “Here Comes Your Man”, emoldurada pela lua que se anunciava, foi de arrepiar. O Soundgarden manteve a nostalgia dos anos 90, tocando pela primeira vez no Brasil e fazendo um bom show para as viúvas do som de Seattle. Contudo, nada chegaria perto da catarse que viria a seguir. Se em 2005, data da primeira visita ao Brasil, eles eram apenas coadjuvantes de Strokes e Kings of Leon, hoje o Arcade Fire é simplesmente a maior banda indie do mundo. Win Butler e companhia fizeram um espetáculo de encher os olhos, com um repertório matador e uma presença de palco ímpar. É aquele momento em que todo o esforço empregado para estar ali é recompensado com sobras. Voltei pra casa em cacos, mas com o melhor sorriso do mundo...

*músico que peregrina pelos festivais da vida e já está ansioso pela Virada Cultural de maio.


• gastronomia

Uma quituteira de mão cheia, que sabe dar sabor especial a tudo que faz. Assim definiria a Lourdes, que comanda a cozinha da Casa Mauro Freire, templo de moda e beleza do famoso cabeleireiro gaúcho radicado em São Paulo. Com um sorriso que lhe ilumina e certamente transcende para o toque que dá a seus quitutes, a maranhense que há 12 anos trabalha na casa realiza com maestria o cardápio variado servido no mezzanino, com direito a jardim e muitas obras de arte. Almoçar ou lanchar ali significa alimentar-se bem e desfrutar de um memorável prazer. Imperdível! Info: Casa Mauro Freire. Al. Jaú, 1580 - Jardins São Paul0 . F : 11 3061-5874

TRIVIAl feito em em grande estilo por Flávia Manfrin

fotos: Flavia Rocha | 360

6

Bife a Rolê & Purê de Batatas receitas de Lourdes Barbosa

Arroz & Feijão receitas de Lourdes Barbosa Ingredientes • 2 xícaras de arroz lavado • 4 xícaras de água fria • 3 colheres de sopa de azeite • 1 cebola pequena picada • sal a gosto Preparo: Refogue a cebola no azeite até ficar transparente.

Acrescente o arroz e refogue por 3 minutos. Acrescente a água e o sal. Tampe a panela e deixe no fogo o mais baixo possível até o arroz cozinhar. Deixe cozinhar até secar a água.

Ingredientes •• 2,5 litros de água • 1k de feijão • 2 linguiças paio fatiadas • 2 folhas de louro • 1 cebola grande picada • 1 colher de sobremesa de alho batido ou picado • 1 colher de sobremesa de suco de limão • 200g de bacon picado • 1/2 xícara de óleo • sal a gosto Preparo: Deixe o feijão de molho na água na véspera de cozinhar.

Escorra essa água e coloque o feijão para cozinhar com a água limpa em uma panela de pressão, junto com o louro e o paio. Após pegar pressão, deixe cozinhar por 15 minutos. Em uma panela à parte, frite o bacon no óleo até ficar bem dourado, acrescenta o alho e a cebola. Frite bem e acrescente ao feijão já cozido. Deixe o feijão ferver por mais uns 15 minutos (sem pressão desta vez) ou até o caldo engrossar. Caso o feijão fique sem caldo, acrescente sempre água quente, nunca agua fria!!!

Seja em montagem convencional ou elaborada, os pratos preparados por Lourdes são sempre um sucesso

Ingredientes • 1 kg de colchão duro cortado em bifes • 1 cebola cortada em tiras • 1 pimentão cortada em tiras • 1 cenoura cortada em tiras • 300g de bacon em tiras • palitos de dente para enrolar • alho picado, orégano, vinagre, molho inglês, sal e pimenta do reino a gosto. • 60ml de azeite • 1 colher de sopa de açúcar Preparo: limpe os bifes retirando todas os resquícios de gorduras e nervos. Pegue os bifes e recheie com a cenoura, pimentão, bacon e cebola cortados em tiras.

Prenda com os palitos de dente. Tempere os rolês já prontos com sal, pimenta do reino , alho, orégano, vinagre e molho inglês. Coloque o azeite na panela, acrescente o açúcar até o açúcar dourar, cuidado para nao queimar o açúcar! Coloque os bifes com espaço entre eles, não colocar um em cima do outro. À medida que for grudando na panela, vá acrescentando água aos poucos até os rolês ficarem bem dourados. Depois coloque em uma panela de pressão com pouca água. Após pegar perssão, deixe cozinhar por 10 minutos..

Ingredientes • 1kg de batata • 1 xícara de creme de leite culinário • 1/2 xícara de leite • sal e manteiga a gosto Preparo: Cozinhe a batata sem a casca. Apos cozidas,

coloque as batatas ainda quente para bater na batedeira com a manteiga e depois acrescente o creme de leite, o sal e o leite. Bater por alguns minutos, coloque em uma panela e está pronto para servir.


• onde ir

Quem visita a pequenina cidade de São Pedro do Turvo, um dos maiores municípios do Estado de São Paulo, vale dizer, se surpreende pelo capricho que apare em alguns novos endereços. O Bar, Lanchonete e Pizzaria Camilotti é um deles. Em fase de produção externa durante nossa visita, o local foi reformado e está muito convidativo. E deve se tornar badalado se o cardápio, na base de lanches, petiscos e pizzas, entre outros quitues, fizer jus ao estilo impresso no local. Coleção de Cachaças – Logo na entrada do Camilotti, o cliente se depara com uma coleção de cachaças bastante res-peitável. Cobertas pela poeira do tempo, garrafas das mais distantes regiões do país contam um pouco da história da bebida genuinamente brasileira. A estrela da prateleira, no entanto, foi produzida muito perto, em Santa Cruz do Rio Pardo. Trata-se da Caninha Verdinha, que fez fama na cidade, mas deixou de ser produzida. A raridade não tem preço de venda, segundo o Wilson, que comanda a casa. Info: Bar, Lanchonete e Pizzaria Camilotti. 2ª a sábado - 6h30 às 20h (lanchonete) 6ª e sábado - 18h à 0h (pizzaria) • F: 14 99796.0049 • 14 3377.1113 São Pedro do Turvo

Capricho em S. Pedro do Turvo fotos: Flávia Rocha | 360

7

Tradicional na cidade, a lanchonete Camilotti ganhou nova decoração e diversificou o cardápio


8

• giro 360

*texto e fotos Flavia Manfrin

TATUÍ é repleta de atrações e de boas histórias

Rodar pelo interior de São Paulo é uma ótima aventura. Rodovias de grande estrutura e muito bem conservadas – algo tem que justificar os elevados preços dos pedágios – dão acesso a estradas bem mantidas e sinalizadas que ligam municípios e nos levar a um mergulho na história e na realidade de um dos mais produtivo e desenvolvido Estado brasileiro. Percorrer a Castello Branco, por exemplo, que liga São Paulo a Santa Cruz do Rio Pardo – olha que nobre a posição da terrinha – pode ser, assim, uma caixinha de surpresas. E das mais agradáveis. Foi assim o rápido giro 360 por Tatuí, a cerca de duas horas da capital. A cidade de mais de 120 mil habitantes orbita em torno da música, o que já é sinal de uma ótima parada. Ali, diversos prédios abrigam redutos da rica criação artística que elevou a pequena Tatuí à capital da música no país. O famoso Conservatório, palco de grandes encontros musicais e cenário do aprendizado de quem busca o virtuosismo, é tão valorizado que sua manutenção fica a cargo do governo estadual. E sua programação é sempre imperdível. Com muita história pra contar em seus quase 190 anos de fundação, Tatuí, que siginifica tatu no rio, em tupiguarani, é pontuada por grandes edificações, muitas delas bem conservadas, como o Lar São Vicecnte de Paulo, os colégios e as praças, repletas de grandes – e históricas –

O centro de Tatuí convida a um passeio sem pressa, com direito a um bom café com vista para a praça

árvores que dão um toque especial a cada canto que se passa. As grandes obras arquitetônicas, entre as mais ou as menos sofisticadas, dão conta da fase industrial do município, que abrigou o setor textil com destaque. A economia local, aliás, ainda se vale da produção fabril, com a ascensão do setor automotivo e o título de ca-pital do doce caseiro.

Entre tantas delicadezas e vocações artísticas, a cidade, como qualquer centro tradicional, tem muitas histórias arraigadas em suas ruas e esquinas, muitas delas envolvendo personalidades como a atriz Vera Holtz, que sempre circula pela sua cidade, e o inesquecível piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, que fez de Tatuí também o seu refúgio.


À esquerda, o museu em praça que reverencia a música. Abaixo, à esquerda, o teatro e o principal prédio do Conservartório. Abaixo, casarão da época da indústria têxtil, à espera de uma restauração


10 • meninada

P i n g o

Fazendo Chover Quando Alvinho gostava do que estudava seus olhos brilhavam, ele corria feliz pra contar ao Pingo o que havia aprendido e também suas conclusões.

Havia um tempo, Pingo, em que não havia internet, computador, nem telefone. Para se comunicar? Olha só: os índios usavam sinais de fumaça, tambores.os brancos sinais com espelhos, mensagens levadas por pomboscorreios e ainda tinham uma comunicação que não temos mais, Pingo. Quando não chovia por muito tempo os índios se comunicavam com as nuvens, eles as convi- arte: Sabato Visconti | 360 davam para participar da música, dançavam, tocavam tambores dor que se comunique com a Natureza, Pingo, mas talvez, quem esperando resposta dos céus, tambor daqui, tambor de lá, trovões, sabe, com tanto tempo sem chover ela esteja tentando se comunicar com a gente. Pingo levantou as orelhas, latiu alto três vezes raios e muita água. e os dois escutaram o som de um trovão vindo de muito longe. AsNão há sustados ficaram ali parados, olhando um para o outro. computa-

• drops

Futsal do Objetivo leva a melhor O futsal mirim do Colégio Santo Antônio Objetivo , de Ourinhos parte para a fase regional dos Jogos Escolares do Estado de São Paulo sagrando-se campeão invicto da fase Sub-Regional da competição estadual.

Guia ilustrado de pássaros Um guia para curiosos, observadores e apreciadores de pássaros está sendo lançado por José Carlos Garcia, de Piraju. A obra de mais de 180 páginas traz informações, curiosidadese muitas fotos das espécies que podem ser observadas na região.


viver *José Mário Rocha de Andrade

Que me perdoem os que fazem dieta, mas pão é fundamental. Tudo começou nos dias mais apetitosos da minha infância em Santa Cruz quando éramos atraídos à cozinha pelo cheiro irresistível do pão assando no forno elétrico. Alquimia, maestria e magia moviam mãos brancas untadas de farinha de trigo e víamos mamãe amassando e sovando a massa na pedra de granito da cozinha. A magia vinha do fermento Fleishmann, leveduras de saccharomyces cerevisiae, um fungo que produz gazes que estufam a massa, fazem “crescer” o pão e o deixam macio e cheio de furinhos quando assado. Para nós, as crianças, a magia era esperar a bolinha da massa mergulhada no fundo do copo d’água boiar. “Mãe, a bolinha subiu”, era um grito da alegria, de excitação de uma infância feliz, era sinal que o pão havia “crescido”, as leveduras haviam feito o seu trabalho, hora da massa esticada e enrolada para formar o pão ir para o insubstituível forno elétrico Layr, hora de esperar a delícia que viria a seguir. Tão logo saía a primeira fornada ouvíamos um grito: “O pão está pelando. Se comerem agora irão queimar a boca”. Era tarde demais. O pão já havia recebido a manteiga que se derretia no pão cheiroso, macio, cheio de furinhos, deliciava a boca e corríamos de volta para brincar. No catecismo aprendíamos sobre o milagre da multiplicação dos pães e que o pão está na hóstia consagrada. “Se você dá um pedaço de pão a alguém é caridade, se passa geleia é carinho”. De pão em pão fomos crescendo, aprendendo e um dia surgiu um pão redondo em que se corta a tampa, tira o miolo e ele vira uma tigela para tomar sopa, outros viram torradas quadradinhas, os croutons das saladas, pães há hoje de

PÃO e Vida todos os tipos, pães de farinha integral, pão francês, pão italiano, pão sírio, mas o melhor pão é aquele que passamos no fundo do prato, o embebemos com o molho que sobrou de uma deliciosa macarronada e o atiramos na boca, suculento, saboroso, gosto de infância e, certamente sob o olhar de desaprovação dos adultos à mesa, só haverá uma coisa a fazer: correr para brincar. arte: Franco Catalano Nardo | 360

11 • bem

*médico santa-cruzense radicado em Campinas | zemario@caderno360.com.br

Você é Machista? Quanto? E seu companheiro, é ? O teste começou com perguntas na edição de março (nº98). Responda a mais essas perguntas e prepare-se para o resultado, na edição 100, onde traremos a bateria final de questões que vão indicar qual o seu nível de machismo. Coragem homens, respondam honestamente! E vocês mulheres, respondam pelos seus homens! Não dição de maio, juntos, confiram os resultados! * *Resultados: na ed. 100 do 360!

9-Quando você acorda: a) se arruma, toma café preparado por sua companheira e vai para o trabalho b) se arruma, arruma a sua cama enquanto sua companheira faz o café, toma o café e vai para o trabalho. c) se arruma, prepara o café, toma café e vai para o trabalho. d) se arruma, arruma sua cama, prepara o café, toma o café e vai para o trabalho. e) se arruma, prepara o café, toma o café, lava a louça do café e vai para o

trabalho. 10- Chega o final de semana, você: a) faz o que lhe der na telha depois de encontrar seus amigos e nem se ocupa de incluir sua companheira. b) liga para seus amigos e se programa para fazer aquilo que lhe parece agradável, sem perguntar para sua companheira. c) liga para sua companheira e avisa o que gostaria de fazer junto dela. d) liga para sua companheira e per-

gunta o que ela gostaria de fazer, para decidirem juntos. e) liga para sua companheira e pergunta o que irão fazer. 11-você finalmente vai poder tirar férias, então: a) pesquisa opções da viagem dos seus sonhos, decide onde ir e compra a viagem para ir sozinho ou com amigos b) pesquisa as opções de viagem, escolhe a que mais lhe agrada e convida sua companheira para ir junto. c) pesquisa as opções de viagem, seleciona as que mais lhe agradam e pergunta para sua companheira qual delas ela prefere. d) pesquisa as opções de viagem, propõe à sua companheira que também selecione opções do gosto dela, avalia com ela as alternativas e decide pelo que é capaz de agradar os dois. e) liga para sua companheira e pede para que ela escolha o passeio dos sonhos dela.


Melhor que seus pais!

12 • gente

* Fernanda Lira

§ foto s: FlávIA RoC h A| 3 60

Almoço de Domingo_ Churrasco domingueiro com desgustação de molho de pimentas. Paiolão (Ipaussu)

Mestres em assados se reúnem no Paiolão

Conhecido por preparar assados de fartar os olhos e o paladar, Celso Andrade, criador do Bar do Cersão, reduto de rock'roll de Santa Cruz do Rio Pardo, esteve no Paiolão, em Ipaussu, onde conferiu – e aprovou – o delicioso churrasco de Celina Valerio.

Seu pai, sua mãe, eles sãos eus modelos, são pessoas as quais imagina-se supõe-se, espera-se tenham uma conduta bacana. Agora, mesmo seu e sua pai têm defeitos, assim como todas as pessoas. Alguns alias, têm defeitos bem complicados, inaceitáveis até. Por esses defeitos grandes ou mínimos, o que nossos pais esperam de nós? Que sejamos melhores do que eles. Que nós sejamos capazes de perceber que se eles não são capazes de acertar em tudo e cometem atos que a sociedade julga errados devemos entender que isso é humano e devemos aprender com esses erros tratando de não repetí-los. Em síntese, isso significa que primeiro temos que ter a capacidade crítica de apurar os defeitos, perdoá-los, afinal, são nossos pais, e aprender com eles, de modo a nos tornarmos pessoas melhores. Isso se chama evolução. Muitas vezes, quando a gente vai ficando mais velhos, acabamos adotando o caminho fácil de agir da mesma forma que nossos pais agiram conosco. Ora, isso é

muita preguiça e irresponsabilidade. E também uma certa cegueira a respeito de si próprio. A pessoa pensa: meu pai agiu assim e funcionou comigo. Bem, quem disse que funcionou? Essa é a primeira pergunta. E há muitas outras: quem disse que funcionará com seus filhos, com as pessoas com as quais você se relaciona? Não apenas a época é outra, mas as pessoas também. Não importa se o seu pai e sua mãe deixou um grande legado, um grande exemplo. Você pode e deve ser melhor que eles. O desafio humano é conseguir aprimorar a espécie, evoluindo e não perpetuando hábitos que muitas vezes crescemos criticando, rejeitando. Do tipo: não faça com os outros o que você nunca gostou que seus pais fizessem com você. Mesmo que no final das contas você seja uma pessoa respeitável, admirada e feliz com seu estilo e caráter! * jornalista paulistana que adora o interior felira@caderno360.com.br


360_ Onde IR!

C a Fe t e Ri a s avaRé estação Café_Salgados, doces, sucos e cafés. 2ª a sáb.: após 10h, dom. após 19h | F: 14 3731.2828 ouRiNhos estação Baguete_Salgados e cafés. Todo dia 6h30_22h | F: 3325.4124 Dona ica Café_ Cafés e salgados. Todo dia 8h-19h. | F: 14 3326.3498

R e s ta u R a N t e s BeRNaRDiNo Donana_Peixes, risotos, massas. 3ª/sab: 18h_ 22h dom: 12h_15h | F: 14 3346.1888 iPaussu harpo's_Cozinha contemporânea caprichada de alto padrão em ambiente agradável e ótimo atendimneto. 6ª e sab: 19h_ 0h dom: 11h30_14h | F: 14 99853.0904 Paiolão_Churrascaria com jeito caseiro em ambiente rústico e muito convidadtivo. 2ª a 6ª : 8h_ 22h Sáb. e dom. : 8h_0h | F: 14 3344.3435 e 99868.7668 ouRiNhos al Faiat_Cozinha diferenciada. Boa carta de vinhos.2ª a sáb: 10h:30_15h e 18h_0h | F: 14 3326-9700 la Parrilla_ Comida argentina. 3ª/sab: 11h_ 16h |19h dom: 11h _16h | F.: 14 3324.9075 le lui_Ambiente e cardápio sofisticados | 3ª- sab: 11h30 e 18h30 | dom. 11h30. | F.: 14 3326.3762 sushi ventura_Comida japonesa deliciosa. | 3ª a dom:19h_0h | F:14 98114.8015 PiRaju Pirabar_ Almoço e casa noturna à beira do Paranapanema. 3ª a dom.

|F: 14 3351.4387 taças e Cachaças_ Cachaças, petiscos, pratos. Atendimento Nota 10! 2ª_6ª: 18h | sab/dom: 10h | F: 14 3351.0811 torre de Pisa_ Pizzaria com forno a lenha. Chopp e porções. 3ª a dom. _19h | F: 14 3351.2684 sta. BáRBaRa Nossa Chácara_Buffet de prratos quentes e saladas . Ligue antes de ir. Local bucólico dentro da cidade. 5ª a dom. | F: 14 3765.1545 sta. CRuz Pizzaria alcatéia_Pizzas crocantes, massas e carnes à beira da piscina. 3ªdom. 19h _23h. F: 14 3372.2731 Rancho do Peixe_ Cozinha caseira caprichada. 2ª/dom. 8h30_14h30_ 2ª/sab. 17h30_ 0h. | F: 14 3372.4828 s. PeDRo Do tuRvo Restaurante Rosinha _ Deliciosa comida caseira. 2ª a sáb: 11h30 às 15h | F: 14 3377.141

Bar do Celsão _ Drinks, assados, porções. 2º sáb. mês festa de rock. 22h às 4h | F: 14 998.352630 Casa da esfiha_Mais de 70 opções . | F: 14 3372.2915 Nina lanches_ Tradição em lanches. Todo dia 18h_0h | F: 14 3372.6555 espetinho Pilão e Cocho_Espetinhos, porções e acompanhamentos . 2ª a 6ª: 17h à 1h, sáb.: 11h à 1h e dom.: 16h à 1h | F: 14 3373.1041 treiler dos amigos_Lanches e porções. Fecha às 3ªs-feiras. 18h30 à 0h30 | F: 14 3372.9297

o u t R os sta. CRuz Frutaria do Baiano_ Frutas selecionadas. R. Mal. Bittencourt c/ R. Benjamin Constant 8h_ 23h. sorveteria união_ Sorvete artesanal e com ingredientes naturais. Todo dia 9h_23h | F: 14 3372.3644 Ro Do vi a s PiRaju—ouRiNhos | sP 270 ‹RaPoso tavaRes› Cia. da Fazenda_Km 334: Lanches e refeições, pratos levando palmito. | F: 14 3346.1175

ouRiNhos—s.CRuz sP 352 ‹o. QuaGliato› Restaurante Cruzadão _ Km 16: Restaurante 24h | F: 14 3372.1353. orquidário Restaurante Café_ Km 14: Lanches, sucos, refeições, orquidário. Todo dia 7h_19h | F: 14 99782.0043 varanda do suco_Km 27,5: Refeições, sucos, salgados e doces. Todo dia. 9h_19h | F: 14 98125.3433

SERVIçOS

s. CRuz-s—PeDRo Pesqueiro Paulo andrade ; Peixes frescos, aves e assados ‹ encomenda›. F: 14 99706.6518 iPaussu—BauRu sP 225 ‹eNG. joão BaPtista ReNNó› Paloma Graal Km 309 Praça de alimentação, loja, padaria e cafeteria. 24h | F: 14 3332.1033 Graal estação Kafé_Km 316: Museu , antiguidades, comida caipira. 24h | Maria Fumaça! F: 14 3372.1353 ouRiNhos—jaCaReziNho BR 153 ‹tRaNsBRasiliaNa› Graal ourinhos_Km 345: Buffet de salada e grelhados. Conveniência. Todo dia _24h | F: 14 3324.6319

BELEzA_SAúdE

B a Re s e l a N C he s

VAgAS_EMPREgOS

Estágio

avaRé Di-Ferentti_Comida típica mexicana e outras gostosuras | 3ª a 6ª: 17h_0h sáb.:11h_1h30 - dom: 17h_23h | F: 14 3733.2928

remunerado

BeRNaRDiNo Pastelaria Bagdá_ Me-lhor pastel da região 360. 2ª a sab. hor. cmercial.

para estudantes de:

PiRaju adrenalina’s_ Tilápia no alho deliciosa. ötimo Atendimento. 2ª a sab. após 17h | F: 14 3351.3370 sta. CRuz Bar da Neusa ( sodrélia)_ Todo dia 8h_ 20h ou até o último cliente.

AgRO_ANIMAL

IMÓVEIS_CONSTRuçãO

• jornalismo • publicidade • design gráfico • marketing Venha aprender diagramar jornais, fazer produção editorial, criar propagandas e tratar imagens. Estágio Remunerado! contato: 360@caderno360.com.br


avaRé • Teatro e Literatura_hora do Conto. Projeto de incentivo a leitura que leva as atividades até as escolas. 17/4_9h e 14h. Biblioteca Municipal GRátis . info:14 3732 - 5057 • Encenação_iX encenação da Paixão de Cristo. Encenação em comemoração ao renascimento de Cristo. 18/4_20h Concha Acústica e Avaré. GRátis . • Música_encontro de violeiros. Duplas sertanejas de Avaré e região apresentam músicas inéditas e sucessos. 20/4_

agendaABRIL/MAIO

16h | Museu Automóvel GRátis • Baile Cultural_Projeto: viva o largo são joão. Baile ao ar livre | 19 e 20/4_19h30| GRátis . info:(14) 3732-5057 BotuCatu • Música_Banda Filarmônica de Pasárgada. Considerada uma das grande revelações da nova música brasileira, a banda se apresenta na cidade numa promoção da Funarte, Prefeitura Municipal e Unesp/Botucatu. 23/4 _ 20h. Fazenda Lageado. info: 14 3880-7676. GRátis .

fotos: divulgação

cultural

foto: divulgação

14 • agenda

CaNitaR • Leitura_Projeto leitura na Praça-Contações de histórias, bate-papos, rodas de leituras e feira de livros. 23/4_20h GRátis . info:14 3343-9100 ramal 134

CeRQueiRa CésaR • Exposição_helenira. A história de Helenira Resende de Souza Nazareth, de Cerqueira César, que mudou-se para São paulo como atleta do basquete, formouse em filosofia e letras pela USP e transformou-se numa das mártires da ditadura militar. Aliada à UNE-União Nacional dos Estudantes - para lutar contra o regime militar, ela foi presa, torturada e assas-

O

Circuito Cultural Paulista, Paulista promovido pelo governo do Estado, volta com espetáculos de dança, teatro e música no interior. Aproveite as atrações da região. Grátis! Grátis

• Infantil_ zero – Cia. Mevi tevendo. Espetáculo de bonecos e máscaras no mundo fantasioso conhecido por Zero. santa Cruz: 25/04_15h. Palácio da Cultura Umberto Magnani. info: 14 3372-1227 Concha Acústica. info: 14 3711-2500 • Dança_ andaças Flamencas “Cia. Quadra Flamenca”. Apresentação do grupo de dança flamenca. Imperdível são Manuel: 27/4_19h. Cinemax. info: 113449-5539 ou 981219795

DivulGue seu eveNto aQui! grátis! agenda@caderno360 .com.br

sinada aos 28 anos. De 7 a 30/4. Museu - Memorial Prefeito João C. de Oliveira info:14 33714.7200 GRátis . PiRaju • cinema_ Ponto Mis. Exibição dos fimes Imminente Luna e Canta Maria. 23 a 25/04. local: sala multiuso da biblioteca. horários: a serem definidos GRátis . info:14 3351-1174 • Feira_Feirarte- feirarte na brasilinha, com praça de alimentação e show de viola, “ o povo, a viola e a praça.” 27/4_

16h. Praça da Brasilinha. info:14 3351-1174

GRátis .

saNta CRuz • Música_Coreto encanto. Antonio Altvater e banda Ases Atrozes. 20/4_20h30. Praça Leônidas Camarinha. GRátis • Teatro_teatro de Bonecos “Zero” da Cia Mevitevendo – Apresentação e exposição de bonecos da companhia. 25/4_ 15h. Palácio da Cultura Umberto Magnani Netto. Agendamento de escolas c/ fernanda. info: 14 33721227. GRátis .



360 ed99 abri14