Page 1

ANO 3 | 2013

CASAMENTOS REVISTA ESPECIAL ITAMIRIM

Dicas, fornecedores e as últimas novidades do mercado para você realizar o casamento

dos seus

SONHOS


Editorial

Revista Casamentos A cada ano aumenta a confiança dos leitores e anunciantes!

P

elo terceiro ano consecutivo, a Editora Bittencourt, que há 19 anos é responsável pela edição e distribuição da Revista do Itamirim, traz para seus leitores a Edição Especial Casamentos, que nesta oportunidade chega aos leitores com quase 200 páginas de conteúdo. O resultado deste trabalho que agora apresentamos, com o dobro de páginas em relação ao primeiro ano, é a resposta positiva que uma empresa tem quando seu produto está cada vez mais sendo aceito junto aos leitores e parceiros comerciais. Esta publicação circula para público leitor estimado em mais de 20 mil pessoas, de várias faixas etárias e pertencentes às classes A e B, que estão acostumadas com qualidade gráfica e informação de primeira. Trazemos dicas, novidades e tudo que você precisa saber para realizar o casamento dos seus sonhos, além de indicar os melhores fornecedores da região em produtos e serviços matrimoniais. A Edição Especial Casamentos – Ano III, é também uma homenagem da Editora Bittencourt aos associados e dependentes do Itamirim Clube de Campo e a todas as Diretorias que o administraram ao longo dessas quatro décadas, transformando-o num clube pujante, marcado por um crescimento que enche a todos de orgulho.

 EXPEDIENTE

Como sempre, nas primeira páginas fizemos questão de enaltecer o Itamirim Clube de Campo, porque é um dos clubes que oferece toda infra-estrutura necessária para a realização de eventos, como formaturas, aniversários, bailes e, principalmente, casamentos. A sede social do Itamirim é um espaço ideal para os noivos que buscam um local amplo, belo e moderno para seu casamento. Com projeto arquitetônico arrojado e de muito bom gosto o local apresenta elevado padrão estético, o que faz com que o Itamirim esteja ainda mais em destaque entre os clubes sociais de Santa Catarina e do Sul do Brasil. Temos certeza de que mesmo com as mudanças que a sociedade vem sofrendo, o casamento tradicional, realizado nas Igrejas e com recepção aos convidados, continua sendo a opção escolhida por muitos casais que desejam oficializar compromisso, partindo para uma vida a dois e dando início a uma nova família. Esta data é mais do que especial e merece ser comemorada da melhor maneira possível, porque queiram ou não, a Família continua sendo a principal instituição de nossa sociedade. Sendo assim, a Edição Especial Casamentos – Ano III - presenteia seus leitores com uma publicação moderna, bonita e cheia de conteúdo para quem está planejando seu grande dia. 

Diretor Geral: Carlos Bittencourt carlos@bteditora.com.br

A Revista Casamentos – Ano III é produzida e comercializada com exclusividade Diagramação: Solange Pereira Alves pela empresa Editora Bittencourt. solange@bteditora.com.br Publicada anualmente e distribuída aos associados do Itamirim Clube de Campo, Marketing: Sônia Bittencourt 47 8405.9681 Expositores e Visitantes da Mostra Sposare 2013, Rosemar de Souza 47 3348.3040 além de empresas do ramo em todo o estado de Santa Catarina.

Jornalista responsável: Renara Almeida – DRT SC04030 JP jornalismo@bteditora.com.br

Contato: Rua Jorge Matos, 15, Centro, Itajaí | Santa Catarina | 47 3344.8600 | 3348.3040

REVISTA CASAMENTOS

Capa: Mariana e Marcus Martin, casal fotografado pelo Studio 1 – Edson Beline

A Editora Bittencourt não se responsabiliza pelo crédito ou autorização das fotos internas que ilustram as matérias ou anúncios desta edição, que foram fornecidas pelas empresas que participam como anunciantes da Revista Casamentos – Ano III. Além das fotos fornecidas pelas empresas para ilustração das matérias ou dos seus anúncios, tivemos a colaboração dos fotógrafos abaixo relacionados, que também forneceram as fotos de seus arquivos, as quais também são de sua responsabilidade: Edson Beline, Victor Hugo, Xica Lima, Marcos Campagnolo Fotografias, LC Fotografias, Marquesi Fotografias e Photo Color. www.revistacasamento.com.br carlos@bteditora.com.br

6


ÍNDICE

12

20

Edson Beline

Do pedido ao altar

50

Sabor de Celebração Edson Beline

Sede social do Itamirim

Espaço ideal para festas de casamento

42

Edson Beline

16

92

Huuumm... delícia!

Para recordar...

www.photocolordigital.com

Pedidos de casamento inusitados para inspirar

138

Edson Beline

Edson Beline

O vestido dos sonhos! 7

REVISTA CASAMENTOS


Sede Social do Itamirim... ... O LUGAR PERFEITO PARA VIVER UM DIA INESQUECÍVEL!

U

ma das maiores decisões para os noivos é escolher o lugar ideal para a comemoração do casamento. Existem muitas opções e por isso pode ser uma das decisões mais difíceis. O espaço escolhido para a festa do casório é um fator primordial para garantir um casamento deslumbrante, sofisticado ou moderno e despojado, de acordo com o perfil do casal e do estilo de vida deles. A Sede Social do Itamirim Clube de Campo é um espaço ideal para a realização de grandes eventos e frequentemente é palco de formaturas, aniversários, bailes e principalmente, casamentos. A procura pelo aluguel do espaço é muito grande, e por isso precisa ser reservado com pelo menos um ano de antecedência. Só para se ter uma ideia, de março deste ano até março de 2014 já estão agendados 29 casamentos. O local pode ser alugado tanto para sócios como para não sócios, tendo valores diferenciados para os associados. Os interessados em realizar sua festa de casamento na sede social do Itamirim Clube de Campo devem entrar em contato com o setor de reservas na Secretaria do clube e verificar se a data de interesse está disponível. REVISTA CASAMENTOS

12


13

REVISTA CASAMENTOS


Sede Social do Itamirim...

Estrutura

de plasma - 4 aparelhos de TV do iza - Ambiente climat idados sentados mesas para 700 conv 5 11 de e ad cid pa - Ca linos ininos e dois mascu - Dois banheiros fem o siv clu banheiro ex - Palco espaçoso com - Porta com sensor local pecialmente para o - Lustre fabricado es s do salão rte pa ta de água em - Paredes com casca dança de sta pi s acima da - Dois globos situado te rmações diretamen rá obter mais info 0 20 .9 41 33 7) O associado pode (4 one be através do telef na secretaria do clu

REVISTA CASAMENTOS

14


Pedidos de casamento inusitados para se inspirar A TENDÊNCIA, ATUALMENTE, É SURPREENDER E FAZER PEDIDOS INUSITADOS E, DE PREFERÊNCIA, EM PÚBLICO.

S

e o pedido tradicional de casamento, com buquê de flores, jantar romântico e luz de velas parece muito comum, há opções que podem fazer a diferença na hora de conquistar o ‘sim’ da amada. A tendência, atualmente, é surpreender e fazer pedidos inusitados, cheios de criatividade e, de preferência, em público. Fazer um pedido de casamento diferente não é REVISTA CASAMENTOS

16

simples. A maioria demanda uma grande produção, ajuda de parentes e amigos que, é claro, precisam guardar segredo. Mas, o resultado é sempre lindo e cheio de romantismo. Um exemplo disso é o pedido do engenheiro civil Vinicius Fernandes, de 26 anos, que resolveu pedir a namorada em casamento durante um vôo livre de parapente. O fato ocorreu em São Vicente, no litoral de São


Faça com que seja um

momento para lembrar para o resto da vida, que seja

romântico e

irresistível.

REVISTA CASAMENTOS

Paulo. Perto das nuvens, ele estendeu uma faixa para a amada fazendo a pergunta “Quer casar comigo?”. Ela, que ficou surpresa com a declaração e com o pedido, esperou ele chegar em terra para dizer o esperado ‘sim’. Em Itajaí também existem noivos românticos. Leonar Silva Mateus fez, no ano passado, um pedido de casamento que foi visto por vários motoristas da cidade. Ele providenciou um banner, com sete metros de comprimento, e a frase “Taty, eu te amo. Quer casar comigo?”. A ideia surpreendeu a amada, que aceitou o pedido. Neste caso é bom lembrar que, para fixar objetos em área pública é preciso pedir autorização da Secretaria de Urbanismo. Mas se essas duas opções dão muito trabalho, imagina fazer um pedido de casamento em que os amigos fazem uma apresentação coreografada. O Flash Mob está sendo cada vez mais utilizado pelos namorados apaixonados. Uma música romântica é escolhida e vários amigos do casal se reúnem para ensaiar uma coreografia (mantendo tudo em segredo, é claro). No dia, o namorado marca um encontro em algum lugar público e, do nada, a canção começa a tocar e todos os amigos aparecem naquele instante, fazem a apresentação e, o grande final, fica por conta do pedido do noivo. Esse modelo, apesar de dar bastante trabalho devido aos ensaios, é bastante popular nos Estados Unidos e virou tendência no Brasil.

Quer casar comigo? Se o pedido tradicional parece ser a melhor opção, é importante estar atento a alguns detalhes. Na hora do pedido, seja criativo. O segredo é prestar muita atenção nos gostos, desejos e nos hábitos da moça. Lembre-se de tudo o que ela gosta: lugares, músicas, flores... Faça com que seja um momento para lembrar para o resto da vida, que seja romântico e irresistível. Outro fator importante: Segredo é segredo. Se quer fazer surpresa e criar um momento único, não saia contando para todo mundo o que vai fazer. Alguém pode deixar escapar e estragar a surpresa. 18


Do

pedido ao altar

Já aconteceu o “sim, quero casar”? Agora, então, começa o trabalho em grupo. Vocês dois precisarão pensar juntos nas melhores maneiras de realizar seu casamento, programando passo a passo para que tudo saia como planejado. E isso não é tarefa fácil!

A

presentamos para você uma opção de lista da preparação por meses antes do casamento, para que vocês fiquem mais tranquilos estando organizados.

 12 meses: • A primeira coisa a fazer: escolher a data da cerimônia religiosa e da recepção. Depois, escolha os locais. • Após data e locais pensados, é importantíssimo fazer um orçamento. É preciso saber quanto se pode gastar, para começar a adequar tudo dentro do dinheiro que se dispõe.

 10 meses • Já bem antes é bom pesquisar preços e qualidade dos bufês, então vamos nessa. • Assim como a comida, a fotografia, vídeos e música são importantíssimos. Já começa agora o orçamento. Lembrando que a música precisa ser escolhida para duas ocasiões: igreja e festa. • Algo simples, mas ótimo de ser pensado, são os convites. Comece a olhar os modelos e opções.

 6 meses

REVISTA CASAMENTOS

20

DIVULGAÇÃO

• Vá à casa dos padrinhos convidá-los pessoalmente. É indicado uma janta legal, para marcar o momento. Também já pense e convide das daminhas e pajens. • A noiva e o vestido são uma longa história, às vezes. Já aqui é preciso começar a pensar no vestido e marcar as provas, para que ele vá se definindo dentro de um tempo razoável. • Encomende os convites. • Um padre que agrade o casal, ou até que faça parte da história da família, é sempre o mais indicado. Se há tempo, é possível escolher o padre.


DIVULGAÇÃO

• Não só de vestido vive a noiva. Uma parte essencial para o novo casal é a escolha de qual lingerie usará a noiva no dia (e a noite) do casamento. • Esse também é o mês para a encomenda dos pequenos detalhes: brindes, buquê, bem-casados, lembrancinhas. • A data dos ensaios com os pais e padrinhos já pode ser marcada, para repassar todos os detalhes da festa.

• Depois de orçados todos os tipos de comida, já é possível contratar o bufê, doces e as empresas de foto, vídeo, música, iluminação e som. • Decida a decoração da Igreja (cores de flores e outros detalhes) e marque o lugar (salão, casa noturna, etc) onde será a recepção e baile. • Pensaram na lua de mel? Para onde vai ser? Comece a planejar o roteiro e se acaso a viagem for para fora do Brasil, já é interessante providenciar passaportes e verificar a necessidade de visto.

 1 mês • A lua de mel já deve estar com passagens compradas e todos os outros detalhes acertados aqui. • Faça o chá de cozinha com a família e amigos • Defina o dia da noite (onde e quando) e quais serão das convidadas.

 2 semanas

 4 meses

• Aqui acontecem as provas de vestido, maquiagem, sapatos, cabelo e acessórios. • Faça uma lista de tudo que deveria ser contratado e vá checando se está tudo ok, confirmando cada coisa. Também ponha no papel tudo que deveria lembrar, para que ainda dê tempo de consertar se acaso tenha esquecido de algo.

• Está quase chegando o grande dia. Já é hora de providenciar documentos e marcar a data do casório civil. Além disso, é preciso saber como ficarão os nomes dos noivos. Lembrando que hoje em dia o noivo também pode ter o sobrenome da noiva. Outra preocupação é qual será o regime de comunhão de bens. • É importantíssimo saber se estará mesmo gostoso o bufê. Então peça uma degustação dos pratos e bebidas. • Em qual carro a noiva chegará na igreja? Para alguns casais, essa parte é muito importante. Pois então já se pode pensar e inclusive contratar esses serviços, como aluguel do carro, motorista da noiva e manobristas para os convidados. • Chega uma hora na festa que o casal foge, não é mesmo? A esperada noite de núpcias! Reserve o local. • Nesse momento a noiva já pode escolher sua cabeleireira. Também deve já saber qual arranjo será usado e que tipo de véu.

 Um dia antes do casamento • Arrume a mala para a viagem. • Tentando ao máximo passar esse dia com toda tranquilidade, reserve para si uma bela noite de sono.

 No grande dia! • Tenha uma boa alimentação, relaxe e curta ao máximo esse momento. Depois do casamento • Troque os presentes se for preciso dentro do prazo máximo das lojas e também agradeça os presentes. E que sejam felizes para sempre!

• Com dois meses de antecedência, já é bom começar a enviar os convites, para que, se houver alguém que não receber neste momento, possa ser entregue ainda com tempo. Os convidados também precisam de tempo para escolher roupas, por exemplo. • Uma das horas mais divertidas chegou: fazer a lista de presente. Selecione lojas da sua confiança e combine a entrega. • Figuras que nunca poderão faltar em casamento algum, já é tempo de encomendar as alianças. • E o noivo, como vai se vestir? Aqui se decide qual será o traje, se será comprado ou alugado. REVISTA CASAMENTOS

22

DIVULGAÇÃO

 2 meses


Cerimonialista

é mesmo necessário?

Edson Beline

REVISTA CASAMENTOS

O objetivo deste profissional é assegurar que o grande dia dos noivos ocorra sem problemas e imprevistos.

24 24

M

uitas noivas se perguntam se há mesmo necessidade de um cerimonialista ao começar a tratar dos preparativos do casamento. O que se imagina é que este profissional atue somente no dia da festa, o que acaba parecendo menos necessários do que os demais itens da celebração. Na verdade, existem serviços diferenciados para cada tipo de ocasião. O cerimonialista pode tanto gerenciar a festa de casamento, como também pode ajudar a organizá-la desde o princípio. O objetivo deste profissional é assegurar que o grande dia dos noivos ocorra sem problemas e imprevistos. Ele é o profissional que entende de todos os detalhes de um evento, desde a montagem, necessidade de serviços, cálculo de valores e de quantidades. Seu trabalho começa quando o evento ainda é um sonho. O cerimonialista ainda é o responsável por contatar os profissionais contratados com antecedência para combinar os roteiros das cerimônias religiosa e social, para evitar eventuais contratempos, verificar junto ao local onde acontecerá o evento, a disposição das mesas, a entrega da decoração e demais planos que os noivos tenham para sua recepção. O cerimonialista ainda pode oferecer serviços adicionais como devolução de trajes e confirmação da presença de convidados. No dia do casamento, ele coordena as entradas dos padrinhos, pais e noiva. Na recepção atende os convidados, para que todos sejam bem servidos, assessora o fotógrafo para que as fotos dos padrinhos e familiares transcorram com agilidade, coordena o corte do bolo, o brinde, a valsa e todas as demais situações previamente combinadas em reuniões anteriores. Além das providências com relação a presentes entregues na última hora, sobras de bolo e docinhos, organização das brincadeiras e distribuição de adereços. Além da noiva, ele é a pessoa que tem conhecimento de tudo que será feito e, por isso está apto a coordenar e receber no local todos os serviços contratados e fiscalizar se todos os anseios da noiva estão sendo cumpridos. É um apoio para que a noiva fique despreocupada e aproveite o momento especial.


A arte de receber bem em sua própria casa O

lá, sou Dayse Rosa, cerimonial, vou apresentar sugestões de como receber bem em casa, às noivas, às recém-casadas e a todas as mulheres que amam receber assim como eu! Primeiramente quero falar com as ‘meninas’ que ainda desejam noivar; muitas se perguntam: “Como vou organizar sozinha um jantar de noivado em minha própria casa?” – “O que devo servir no jantar?” – “Nunca arrumei uma mesa bonita, nem sei por onde começar!”. Existem formas das mais requintadas possíveis para a realização de um jantar, porém, você que está organizando o seu primeiro jantar, tenha calma, com apenas alguns toques de bom gosto você vai arrasar. A simplicidade também tem lá o seu charme!

Organizando o seu próprio noivado O noivado pode ser um jantar ou almoço, e normalmente é oferecido pelos pais da noiva, aos familiares mais próximos dos noivos. Não há necessidade de convite impresso. Você mesma pode organizar tudo. Contrate um buffet, onde o mesmo poderá ser servido em sua própria casa. Se preferir, você pode pedir a ajuda de sua mãe para preparar o jantar ou almoço, e deixar o momento bem informal. Se você não tiver em casa louça suficiente como: taças, réchauds, sousplats, pratos, talheres e guardanapos de tecido, você pode alugar estas peças e você mesma montar a mesa. Se você optar por contratar um buffet que faça o jantar ou almoço na sua própria casa, escolha uma empresa que já ofereça todo esse material sem custo e de alta qualidade. Quase tudo pronto! Visite decoradores de casamentos, aproveite a oportunidade e escolha um que mais se identificar com você. Defina a cor a ser escolhida, peça para ver as toalhas, castiçais, e escolha o arranjo de flores da mesa. Informe o número de convidados, talvez tenha que montar duas mesas. Lembrando que a mesa que temos em casa, normalmente é menor que as mesas que usamos em casamentos, sendo assim, o arranjo floral deverá ser menor. Para curtir este momento, sem precisar levantar da mesa para servir seus convidados, contrate um garçom. Se preferir algo mais informal, que tal preparar o jantar, com o prato preferido do seu noivo? Escolha um bom vinho, espumante de boa qualidade para o brinde e faça você mesma a sobremesa. Como montar a mesa? Escolha uma toalha linda, coloque os pratos, talheres, garfo no seu lado esquerdo e faca no seu lado direito, a colher de sobremesa deverá ficar na frente do prato, guardanapo de tecido e as taças. Se não quiser servir vinho, use taças apenas para espumante e outra que possa servir água, refrigerante e cerveja. Passe na floricultura e compre as flores de sua REVISTA CASAMENTOS

30


preferência; você mesma pode montar o arranjo central usando um vaso de porcelana ou vidro, pode fazer mini buquês e colocá-los em taças no centro da mesa. Pronto! Seu noivado será um sucesso, porque tudo que fizermos com carinho, não tem como dar errado. Você já está preparada para receber seus amigos quando casar como anfitriã na casa nova.

Casou? Anfitriã na casa nova Para muitas mulheres não é nada fácil receber em casa, principalmente as recém casadas. Nos primeiros meses de casados, amigos e familiares querem conhecer essa nova casa e os próprios noivos também estão empolgados, porém sem experiência no assunto. O ideal é que façam essas recepções por etapas, assim vocês ficarão mais a vontade, caso contrário, os amigos poderão ficar separados por grupos e vocês não conseguirão dar a total atenção a eles. Defina o estilo da recepção: Formal ou Informal? Se você optar por uma recepção formal, poderá contratar um buffet com serviço completo, se optar por uma recepção informal, poderá curtir mais os seus convidados. Você pode encomendar uns canapés, torradinhas e antepastos, quem sabe um churrasco, ou até mesmo pedir uma pizza. Eu sugiro neste caso a praticidade, sirva tudo a americana, deixe copos em um aparador ou mesa, providencie gelo. Coloque as bebidas em uma champanheira com gelo, isso vai evitar que você levante o tempo todo para servir seus convidados. O serviço de A&B (alimentos e bebidas) está resolvido, agora verifique se o seu quarto está arrumado, os banheiros, deixe tudo em ordem, seus amigos e familiares vão querer conhecer todos os cômodos do seu novo lar. Estejam prontos quando seus convidados chegarem, deixo-os a vontade, pergunte o que eles gostariam de beber. Após o jantar, hora de lavar a louça. Você pode empilhar tudo na cozinha e deixar para lavar quando todos forem embora, ou permitir que as mulheres ajudem caso haja interesse da parte delas. Jamais, vá para cozinha sozinha lavar as louças após o jantar enquanto seus convidados estão na sala. Finalizando a visita, você e seu marido poderão convidá-los novamente para um próximo encontro, que tal um happy hour?

somente nos refrigerantes e sucos. Disponibilizem todas as bebidas ou optem por servir somente uma com álcool, refrigerantes e água. Providencie gelo mineral, para facilitar, um cooler ou uma champanheira para deixar as bebidas no gelo, próximo dos convidados. Agora vamos às tarefas da anfitriã. Você poderá servir uma tábua de frios, queijos, antepastos para servir com pãezinhos fatiados. Outra sugestão são as comidinhas de botequim: porção de fritas, mandioca frita, quibe assado, enfim, se você não tem tempo de preparar, passe numa Bakery e compre tudo pronto, pães recheados para servir fatiado, cup cakes salgados, torta salgada, enfim, tenha certeza que será um sucesso. O mais importante é ser receptivo sempre, afinal de contas vocês estão recebendo amigos, e amigos de verdade merecem total atenção.

Recebendo amigos para um Happy Hour Happy Hour, é uma expressão usada para definir um encontro informal entre amigos, seja em bares, restaurantes ou até mesmo na sua própria casa. Quem não curte um happy hour, não é mesmo? Esta é uma ótima opção para os recém casados receberem seus primeiros amigos na casa nova. Normalmente estes encontros não costumam estender-se por muitas horas. Vamos começar dividindo as tarefas? O seu marido, poderá se encarregar das bebidas. O que servir? Isso vai depender de cada convidado. Vocês provavelmente terão amigos que só bebem cerveja, outros que só bebem whisky, vodka ou espumante, e outros que preferem ficar

Um grande beijo e até a próxima. Dayse Rosa 31

REVISTA CASAMENTOS


Josué Mota/Fotografia

Guarde esta data A

o contrário de muitos modismos que surgem e desaparecem com a mesma rapidez, a fórmula do save the date (solicitar um lembre na agenda para a data programada para a festa) é boa alternativa para todos – noivos e convidados. É um capricho, um cuidado a mais. Recomendado, principalmente, para quem se casa fora da cidade de residência ou durante feriados prolongados. O Save de Date, no entanto, não substitui o convite de casamento. O save the date pode ser uma espécie de “esquenta”, de contagem regressiva. Ajuda a envolver os convidados nos preparativos. A noiva que se prepara com muita antecedência fica aliviada de saber que já fez uma comunicação oficial sobre a data; quem não se programou tanto ou enfrenta atrasos com a logística da entrega de convites, ganha tempo.

Com que antecedência enviar o pré-convite? No limite, convites de casamento devem chegar às mãos dos convidados um mês antes da festa (ou dois, para os convidados que moram distante). Com base nessa data, a recomendação mais comum é que o save the date seja enviado entre 3 e 5 meses antes da festa.

REVISTA CASAMENTOS

34


35

REVISTA CASAMENTOS


DIVULGAÇÃO

O

O

convite

convite de casamento é praticamente uma prévia do que será a cerimônia. Através dele é possível identificar a personalidade dos noivos, seus desejos e gostos. Sofisticado, moderno ou simples, há uma infinidade de opções oferecidas para este detalhe tão importante. Existem muitos modelos, formatos, cores e tamanhos, sem falar que a qualidade do papel também varia muito (opaline, tela, linho, vergê), nacional ou importado. No conteúdo do convite deve constar o nome completo dos noivos e seus pais, a data e hora do evento, a igreja e o endereço. Se a cerimônia for num espaço privado, como um sítio ou uma residência preparada para festa é conveniente anexar o mapa ao convite. A lista de presentes e o endereço onde encontrá-los, também podem ir junto com o convite. Se a festa não for para todos os membros da família, o correto é um cartão anexo com as informações para quem será convidado. Caso se estenda a todos,

deve constar no corpo do convite. Os convites devem ser entregues em mãos, com antecedência mínima de 30 dias. Caso você não possa entregar pessoalmente, por morar longe dos convidados, pode enviar pelo correio, tomando os devidos cuidados para que o convite chegue em ótimo estado. É importante confirmar depois se a pessoa o recebeu. Essa certamente será a primeira impressão do futuro casal e deve ser marcante, mostrando para todos o que essa nova família representará. É importante caprichar na escolha, pois muitas pessoas guardam os convites como recordação. São diversas as opções de convites com ilustrações, ícones, formatos… Enfim, os mais variados detalhes que dão o toque personalizado da tendência atual. Do clássico ao moderno, do convencional ao arrojado, o importante é que os elementos gráficos estejam em harmonia. Detalhes importantes caracterizam alguns estilos que estão em alta, como:

Eco-chique: Com a

l, há conscientização ambienta éis pap nos m muitos que aposta nte me ica reciclados. Ecolog correto e elegante.

Vintage: o estilo que continua

em alta nos vestidos e na decoração, pode ser aplica do ao impresso. Florais e ornam entos são bem-vindos.

Moderno: uso de uma tipografia limpa, menos rebuscada, aliada a cores fortes, dá um tom moderno ao convite.

O convite é a primeira impressão que as pessoas terão do seu casamento, um contato antecipado com aquele momento mágico que está por vir. Portanto, é imprescindível que esteja de acordo com o perfil dos noivos e com o clima da festa. REVISTA CASAMENTOS

38


O AÇÃ ULG D IV

Responda, por favor! A EXPRESSÃO É USADA PARA SOLICITAR QUE OS CONVIDADOS CONFIRMEM PRESENÇA OU NÃO NO EVENTO QUE FORAM CONVIDADOS.

R

.S.V.P. é a abreviação de Répondez S’il Vous Plaît, expressão francesa que significa “Responda, por favor”, usada para solicitar que os convidados confirmem presença ou não no evento que foram convidados. As despesas de uma festa e principalmente o cálculo de quantidade do serviço de buffet e bebidas é feito pela quantidade de pessoas que irão comparecer ao casamento, por isso é importante saber o número mais aproximado possível de quantos serão. As despesas de uma festa e principalmente o cálculo de quantidade do serviço de buffet e bebidas é feito pela quantidade de pessoas que irão comparecer ao casamento, por isso é importante saber o número mais aproximado possível de quantos serão. O R.S.V.P. pode ser passivo, quando um número de telefone, e-mail ou site é disponibilizado para que os convidados confirmem presença, ou ativo, quando uma pessoa entra em contato com os convidados confirmando a presença no evento. Muitos noivos escolhem criar um site sobre REVISTA CASAMENTOS

40

o casamento e incluem um espaço para confirmação de presença. Mas, nem todos os convidados, especialmente os mais velhos, estão acostumados a confirmar presença através da internet, então é melhor ter duas opções.

Escrever R.S.V.P em português O termo ‘favor confirmar presença’ gera menos dúvidas entre os convidados, já que R.S.V.P. pode não ser tão conhecido entre eles. O ideal é ficar bonito e fazer sentido, mas não é uma obrigatoriedade.

Confirmações A data limite para as confirmações é de 15 dias antes da data do casamento. Além disso, é importante ter uma pessoa contratada para atender as ligações, sendo que a maioria das assessorias de casamento oferecem este serviço. A pessoa que atender ao telefone deve ter a lista completa dos convidados para confirmação e informações de onde está a lista de presentes.


Edson Beline

Edson Beline

Huuumm...

delícia! DE VERDADE OU APENAS CENOGRÁFICO, O BOLO É A ESTRELA DOS DOCES MATRIMONIAIS

M

ais do que uma simples sobremesa, o bolo de casamento é a estrela do cardápio de doces matrimoniais. Além disso, os bolos são democráticos: seja qual for o estilo do casamento, eles marcarão presença e mostrarão a identidade do casal. REVISTA CASAMENTOS

42


Edson Beline

Dica:

Conheça o produto que você está comprando: Não se esqueça de provar o bolo que está encomendando para saber se o sabor combina com o restante do buffet. Edson Beline

Na hora de escolher o modelo do bolo, é preciso analisar cuidadosamente alguns itens antes de fazer a encomenda. O número de convidados, a decoração, a altura dos noivos e o tamanho do espaço do evento são itens que precisam ser levados em consideração para a escolha de um bolo adequado. Os noivos podem fazer um cálculo básico para ter uma ideia do tamanho necessário para o bolo e a quantidade que deverá ser servida para cada convidado. Se o bolo for a única sobremesa, calcule uma média de 120 gramas por pessoa. Se além dele, outras sobremesas forem oferecidas, calcule 100 gramas de bolo por convidado. Basta somar este valor ao número de convidados e verificar quantos andares de bolo serão necessários. A encomenda do bolo deve ser feita com no mínimo um mês de antecedência e os preços variam Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline REVISTA CASAMENTOS

de acordo com o modelo escolhido. O sabor e o recheio do bolo dependem do gosto pessoal dos noivos e do tipo de comida que será servida no evento. Caso seja um coquetel, por exemplo, onde o bolo será a única sobremesa, ele poderá ter um recheio mais consistente, como brigadeiro ou trufa. Se a festa tiver outros doces, o bolo pode apresentar uma massa mais leve com recheio de frutas ou mousse. Não existe uma regra para o recheio, mas os mais comuns quando o assunto é bolo de casamento são: baba de moça, nozes, doce de leite e damasco, sabores suaves e marcantes no paladar dos convidados. Já para noivas com casamentos mais modernos se recomenda um bolo que acompanhe essa modernidade e tenha recheios diferentes como mascarpone, café e pistache.

44


Edson Beline

Cada bolo de casamento é único e merece ser planejado e produzido com criatividade e estilo. Os cake designers, profissionais que desenvolvem verdadeiras obras de arte nos bolos de casamento, utilizam diversos materiais para tornar cada bolo único e inesquecível. Pasta americana, glacê, marshmallow, chantilly, flores naturais, artificiais, de glacê e de açúcar, fitas de cetim e veludo, laços, corações, galhos secos, jóias, pérolas e strass estão entre os materiais utilizados para enfeitar. Para a base do bolo, são utilizados suportes de cristal, madeira, ferro, acrílico e até cerâmica. Na decoração, tradicional e elegante branco ainda é a cor mais clássica e solicitada pelos noivos, mas também há quem prefira optar por um bolo colorido, combinando com a decoração da festa. Para os tradicionais, um bolo branco, com flores ou renda. Para os modernos, o formato do bolo pode ser diversificado, como o quadrado ou retangular. O bolo de casamento também pode ser cenográfico. Hoje em dia, muitos noivos podem escolher um bolo apenas decorativo para enfeitar a mesa e aparecer nas fotos. O bolo verdadeiro é servido aos convidados em fatias, após o brinde dos noivos.

Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline REVISTA CASAMENTOS

46


Edson Beline

Sabor de celebração A ESCOLHA DO BUFFET PARA O CASAMENTO É FUNDAMENTAL PARA OS NOIVOS, AFINAL ELE É RESPONSÁVEL POR 50 A 60% DAS DESPESAS DA COMEMORAÇÃO MATRIMONIAL.

Edson Beline

Q

uanto mais cedo for feita a contratação, mais possibilidade de garantir a disponibilidade da data, sem falar que será uma tarefa a menos para se preocupar e sobrará mais tempo para pensar nos demais detalhes. O ideal é contratar o serviço com cerca de 6 a 12 meses de antecedência ao casamento. Antes de escolher o buffet é fundamental pesquisar, pedir referências a amigos e profissionais da área e se informar a respeito de todas as opções. Será preciso bastante paciência para pesquisar, comparar e então selecionar o cardápio que oferecer o melhor custo benefício, de acordo com as necessidades do casal. Hoje, alguns buffets oferecem estrutura e serviços quase completos, para facilitar a contratação de fornecedores e minimizar o custo total. Algumas empresas desse segmento possibilitam a escolha de pacotes que incluem mesas, cadeiras, cristaleria, decoração, DJ, etc. A vantagem desse tipo de pacote é que eles acabam tendo um custo inferior ao dos serviços contratados individualmente. REVISTA CASAMENTOS

50


Dica:

Veja se a empresa é organizada no trato com você e seu noivo. Quão prontamente eles te atendem? Se os profissionais demonstram ser organizados e pontuais com um cliente em potencial, há grandes chances de também o serem na sua festa.

Edson Beline

É preciso definir o que você quer antes de começar a pesquisar. Cuidado para não ficar encantada demais com as opções oferecidas. Um bom Buffet é aquele que entende as suas necessidades e o estilo da sua festa e trabalha de forma adequada. Se a sua festa é pequena, apenas para os convidados mais íntimos, faz mais sentido contratar um bufê em que cada um possa se servir, do que um jantar formal com vários garçons. O primeiro detalhe a ser analisado é definir o tipo de festa e o cardápio. Os noivos podem optar por um jantar, coquetel, almoço ou brunch, dependendo do horário da cerimônia. Além das opções oferecidas pelo buffet, faça suas próprias sugestões de acordo com o seu estilo e seu bolso. Existem buffets que oferecem opções prontas de cardápio, mas possibilitam a troca de alguns itens de acordo com a preferência do cliente. A degustação do buffet auxilia muito na hora da escolha. Almas empresas oferecem degustação aberta, em que os noivos podem realizá-la antes do fechamento do contrato. Já outras, só disponibilizam degustação fechada, após a contratação. A forma como será servida a comida também é um item a ser analisado com atenção. Listamos os tipos de serviços mais usados em casamentos. Cada um tem suas diferenças, sabendo como cada um funciona fica mais fácil escolher o que é melhor para o seu casamento. Também é importante prestar muita atenção na hora de assinar o Buffet tradicional contrato com o É um serviço bastante buffet. Tudo deve usado pela praticidade, princiser especificado com palmente em festas com muitos todos os detalhes – convidados. Nesse tipo de servios serviços inclusos, ço, o convidado vai até o buffet o cardápio, quais para se servir. A montagem dos bebidas estão buffets costuma ser espelhada, inclusas e tudo o com a mesma opção dos dois laque foi acertado dos para que possam ser formaverbalmente. das duas filas. A ordem correta inicia das saladas para os pratos quentes e carnes.

Edson Beline Edson Beline

REVISTA CASAMENTOS

52


Americano Esta é uma modalidade de atendimento utilizada especialmente em coquetéis, coffee breaks e brunchs, entre outros. Caracteriza-se pela informalidade e descontração do evento. Em geral, não são montadas mesas para os convidados. Todo o cardápio servido é disposto em aparadores, onde todos se servem e degustam as iguarias ao seu entorno.

Franco-Americano Neste estilo, os pratos, copos e talheres são dispostos nas mesas dos convidados. Sendo que as bebidas, coquetéis, canapés, salgadinhos e sobremesa são servidos à mesa, enquanto que a ementa de frios, o menu principal, e a saída são servidos em aparadores estrategicamente montados no salão do evento.

À inglesa Existem dois tipos de serviço à inglesa (direto e indireto) e em ambos os casos os convidados são servidos nas mesas pelo garçom.

À francesa É considerado o serviço mais requintado e cerimonioso, portanto, usado em eventos de gala. É o serviço oficial usado em reuniões de caráter diplomático. As mesas estão com sousplats, pratos, talheres, guardanapos e taças. O prato vem montado e decorado da cozinha, seguindo a sequência: entrada, dois pratos quentes, dois acompanhamentos e duas sobremesas.

REVISTA CASAMENTOS

54


www.photocolordigital.com

Aliança,símbolo de

comprometimento e lealdade A ALIANÇA É UM ANEL USADO PARA SIMBOLIZAR UM COMPROMISSO E A UNIÃO AFETIVA ENTRE DUAS PESSOAS, EM NOIVADOS E CERIMÔNIAS DE CASAMENTO.

N

o casamento, a palavra Aliança significa forte compromisso e lealdade até a morte. Dar a vida um pelo outro. A vida individual já não é mais prioridade, mas sim a vida compartilhada. Mais do que um objeto, muitas vezes valioso, a aliança carrega grandes significados. A origem do costume dos casais de usarem aliança tem várias versões. Acredita-se que os antigos egípcios, em 2.800 a.C., foram os pioneiros desse símbolo de compromisso. O acessório teria sido a maneira encontrada pelos apaixonados egípcios para simbolizar o amor infinito. As alianças tinham um significado sobrenatural, pois se acreditava que uniam o casal com amor eterno. É desse povo que vem a teoria mais aceita para a origem da aliança como conhecemos hoje. Elas eram provindas do antigo costume egípcio de colocar no dedo da noiva um anel que substituía as moedas em tempos em que elas ainda não eram cunhadas. Com isso demonstrava-se que ela estava sendo adquirida através da riqueza do seu marido. Mais tarde, o uso da aliança foi difundido entre os gregos e depois entre os romanos. Na Grécia, as alianças de noivado e casamento eram usadas como símbolos de posse e fortuna. Algumas delas serviam de chaves para os quartos onde os bens de um homem eram armazenados. REVISTA CASAMENTOS

58

No casamento, cópias delas eram dadas para as noivas, criando-se o costume de dar à esposa um anel. Presenteá-la com a chave demonstrava confiança e era um amuleto que reforçava que dali em diante eles dividiriam todas as suas posses. A tradição se manteve e, até hoje, os anéis de casamento são usados pelos noivos na cerimônia de casamento religioso ou civil, por diversas culturas.

Por que usamos a aliança no quarto dedo da mão esquerda? Existem muitas versões para o costume de usar a aliança no quarto dedo da mão esquerda, mas nenhuma foi realmente comprovada. Os egípcios acreditavam que no dedo anelar existe uma veia que está ligada diretamente ao coração. Então, colocada sobre essa veia, a aliança estaria simbolicamente unida ao coração. Na Inglaterra medieval, a noiva usava inicialmente a aliança no dedo polegar e no casamento o noivo ia mudando a aliança de dedo, enquanto recitava “Em nome do pai, do Filho e do Espírito Santo”. A cada menção, um dedo. Assim, do polegar chegava ao anelar e aí permanecia para sempre. Outra versão é a de que o dedo anelar da mão esquerda é o menos utilizado de todos os dez dedos. Dessa forma, a aliança ali corria menos riscos e estava protegida, assim como o amor do casal.


C

om quase 40 anos de experiência em alta costura, Alcir Rocha, 63 anos, já fez todo tipo de vestido de noiva: curtos, armados e até estampados já passaram pelas mãos precisas do profissional. Em entrevista à Revista Casamentos, o costureiro itajaiense conta sua história e fala sobre os desafios da profissão e as preferências das clientes. Revista Casamentos (RC) - Quando você começou a trabalhar como costureiro? Alcir Rocha - Comecei aos 14 anos como alfaiate e trabalhei durante dez anos nessa profissão. Depois abandonei e comecei a trabalhar para mulheres. Trabalho há 38 anos como costureiro. RC - Porque decidiu trabalhar especificamente com vestidos? Alcir Rocha- Comecei de brincadeira a trabalhar com vestido. Gostei e fiquei. Hoje não faço nada para homens. Também fazia qualquer roupa feminina, mas hoje faço apenas roupas de festas. Mudei porque a roupa do diaa-dia, a maioria das pessoas já compra pronta. E não gosto de fazer outro tipo de roupa. Faço vestido de noiva, de formatura, adoro fazer vestido de festa.

Alta Costura ALCIR ROCHA FALA SOBRE O SEU DOM DE COSTURA EM VESTIDOS DE CASAMENTO

REVISTA CASAMENTOS

64

RC - Tem uma ideia de quantos vestidos você faz por ano? Alcir Rocha - Olha, às vezes eu faço oito vestidos por semana, 12 vestidos por semana, depende muito da demanda. Mas eu faço, no mínimo, seis vestidos por semana. Depende do ano. RC - Tem algum tecido específico que você prefere trabalhar? Alcir Rocha - Estão usando muita renda ultimamente. O que eu gosto é de trabalhar com tecido bom, de boa qualidade: pura seda, renda e chantusi são os tecidos que mais trabalho. RC – Na sua opinião, com quanto tempo de antecedência a noiva tem que procurar o costureiro? Alcir Rocha - Tem noiva que me liga com um ano de antecedência, mas acho que se vir uma noiva hoje e quiser o vestido para o final de maio ou junho, tudo bem para mim. Até no mesmo mês eu faço. Já aconteceu de uma noiva, por exemplo, vir hoje e querer o vestido para outra semana. Eu pego e faço.


RC - Mas como é que você consegue dar conta da demanda? Alcir Rocha - Dou conta, mas é bom pelo menos dois meses de antecedência. Já peguei noiva para o final deste ano, no ano passado, mas aí eu falo: ‘Vais fazer o vestido comigo? Então traz o tecido em setembro ou outubro’. Nem quero que traga o tecido agora, porque não adianta ficar muito tempo com o tecido aqui no ateliê. Muitas noivas ficam preocupadas com a prova, porque tem medo de o vestido não ficar bom. Eu, quando vejo o modelo, já digo se vai ficar ruim ou se vai ficar bom. Mas, tem gente que quer ver o vestido três meses antes, porque pode não gostar. Mesmo assim, até agora não tive reclamação.

ra. Mas, na verdade, o que eu faço eu não aprendi com ninguém, fui aprendendo sozinho. Tudo o que eu faço é um dom. Para se aperfeiçoar a gente vai lendo. Esses dez anos que trabalhei com alfaiataria eu aprendi a fazer ternos e calças, nunca aprendi a cortar. Depois, para fazer roupa de mulher eu mesmo cortava, bordava, fiz tudo baseado na criatividade. Mas eu quebro muito a cabeça também, às vezes eu vejo algo bonito, descubro como fazer, vou lá e faço. RC - Quanto à cor do vestido, sempre o branco? Alcir Rocha - As clientes querem muito o branco. Eu gosto do off-white, que é um tecido branco meio envelhecido, parecido com o pérola. Mas também fiz vestido estampado. Ele era rosa e tinha uns desenhos em branco, um modelo bem espanhol, porque a noiva é de família espanhola e tinha uma mantilha, então ficou bem estiloso. Também já fiz um vestido verde água que ficou maravilhoso. Já vi vestidos em vermelho e azul marinho para noiva, mas prefiro tons claros.

RC - Tem algum modelo mais requisitado? Alcir Rocha - Eu fiz um no final do ano que lembra bem o da princesa Kate Middleton. Bem aquele estilo, porque é um clássico e muitas querem se sentir princesas. A maioria das noivas gosta do vestido mais rodado. Acho que noiva tem que ter armação, porque até ajuda no caminhar, fica mais leve, mas também não precisa ser como escola de samba. Também tem muito ‘tomara que caia’. É difícil usarem vestido com manga hoje em dia.

RC - Algum conselho para as noivas que buscam o vestido dos sonhos? Alcir Rocha - Aconselho em focar bem no modelo que vai fazer, porque às vezes as clientes olham muita coisa e acabam ficando confusas. É bom observar as proporções, porque às vezes o modelo que a noiva escolhe não é um modelo que valoriza o corpo dela. Outra dica é escolher um tecido de boa qualidade, porque o caimento é diferente, mais leve e facilita muito mais o trabalho de costura.

RC - Você tem influência de outros estilistas nas suas criações? Alcir Rocha - Eu me inspiro muito no Galdino Lenzi, porque ele é, para mim, o principal estilista catarinense e até do Brasil. Mas também gosto muito das criações de Cristian Dior, Coco Chanel, Gyvenchi. Todos esses estilistas a gente sempre estuda e se inspi-

Alcir José Rocha

Alcir José Rocha

Alcir José Rocha

65

REVISTA CASAMENTOS


Alcir JosĂŠ Rocha


Alcir José Rocha Costureiro

Rua Joaquim Falco Uriart, 300 São Judas | Itajaí | SC Fone: 47

3344.6327


Edson Beline

Burocracia também faz parte do rito

Matrimonial

APESAR DE UM SONHO DESDE CRIANÇA PARA MUITAS MULHERES, O CASAMENTO VAI MUITO ALÉM DO CONTO DE FADAS. CASAR É, TAMBÉM, ASSINAR UM CONTRATO, UM COMPROMISSO COM O PARCEIRO. REVISTA CASAMENTOS

68

P

ois é, isso não soa muito romântico, mas é isso que acontece quando duas pessoas resolvem se unir. Para evitar contratempos às vésperas do casamento, alguns documentos precisam ser organizados.


Edson Beline

No cartório É preciso dar entrada no casamento civil cerca de 60 dias antes da data pretendida. Compareça ao cartório localizado no bairro onde um dos noivos reside e solicite o processo de habilitação. Neste momento, os solteiros devem apresentar carteira de identidade, CPF, certidão de nascimento e comprovante de residência. Também é preciso ter duas testemunhas maiores de idade. Os divorciados ainda precisam levar a certidão do casamento anterior com averbação do divórcio.

Na casa de festas

Quem pretende realizar um a cerimônia civil em uma cas a de festas precisa desembolsar uma taxa para o deslocamento do jui z de paz. Noivos que nasceram em outra cidade ainda precisam ent regar um formulário no cartório, qu e deve ser respondido e devolvido pel o órgão em até 15 dias.

Nome e regime de bens

Religioso com efeito civil

Antes de decidir casar, é bom conversar sobre o regime de bens e a vontade de mudar o nome de solteira. Hoje, homem e mulher podem, ou não, incluir o sobrenome do cônjuge. A mudança implica na solicitação de novos documentos, como passaporte, título de eleitor, CPF, carteira de identidade, motorista e trabalho. Também é neste momento que os noivos devem escolher o regime de bens, que varia entre comunhão parcial, total ou universal de bens e participação final nos aquestos. No Brasil, o modelo mais adotado é a comunhão parcial de bens, que vigora em todos os casamentos, caso os noivos não se manifestem. Neste regime de bens, tudo o que for adquirido após o casamento é considerado um bem comum ao casal (exceto heranças e doações). Os bens de antes do casamento continuam sendo propriedade de cada um dos noivos, separadamente.

não precisa, Quem se casa na igreja a união civil annecessariamente, realizar casar apenas na el sív tes da cerimônia. É pos istro. Neste caso, igreja e ter direito ao reg o religioso com quem celebra o casament religiosa (padre, e dad ori efeito civil é uma aut cartório com 60 rabino, pastor). Dirija-se ao nifeste a vontade dias de antecedência e ma religiosa ao mesde realizar a união civil e uma licença que mo tempo. Vocês receberão ante religioso e, deve ser entregue ao celebr m retornar com o após o casamento, precisa documento ao cartório.

REVISTA CASAMENTOS

70


Site dos noivos

Uma novidade no ramo de casamentos

U

ma novidade cibernética que está se tornando febre entre os casais mais antenados que estão prestes a se casar. A tendência agora é criar um site ou um blog para que os convidados acompanhem todo o processo da organização de casamento. A novidade facilita a vida de todos, afinal os noivos poderão colocar data, local e horário da cerimônia, o mapa do lugar, dicas de hotel (se o evento for em outra cidade) e, principalmente, a lista de casamento. Os noivos poderão escolher o layout

que mais combina com a personalidade do casal. Poderão colocar histórias engraçadas dos noivos e, é claro, muitas fotos do casamento. O site acaba sendo um lugar onde os noivos e os convidados terão acesso quando quiserem. As postagens podem ser sobre decorações para o lugar onde pretendem morar, casamentos temáticos, ideias diferentes que os noivos tiveram para a cerimônia, que lugar gostariam de ir na Lua de Mel. Enfim, um diário sobre os desafios e as expectativas sobre a união matrimonial.

DIVULGAÇÃO

REVISTA CASAMENTOS

74


Edson Beline

limusine, carro ou charrete?

De

O

momento da chegada da noiva ao local da cerimônia é aguardado por todos e merece ser triunfal. Alguns noivos optam por utilizar um carro da família ou pegar emprestado de algum amigo. Mas, para quem pretende alugar um veículo para o grande dia, as opções são muitas e vão desde carros antigos, limusines, charretes, carruagem e até helicóptero ou lancha, para os mais ousados. Para escolher o veículo, você deve levar em conta o horário, o local e o estilo da cerimônia. É importante planejar o aluguel do veículo com antecedência, o ideal é fechar o serviço aproximadamente seis meses antes do casamento. Exija da empresa escolhida um contrato especificando o modelo, a cor, se haverá motorista, os serviços incluídos e o período em que o veículo ficará disponível aos noivos. Também confira se há veículos e motoristas extras e quais as providências da empresa no caso de imprevistos. Os preços da locação de veículos para casamento variam bastante de acordo com a empresa. Escolhido o meio de transporte, é fundamental fazer uma pesquisa de preços nas empresas prestadoras desse tipo de serviço em sua região. O carro é o veículo mais tradicional para a chegada da noiva ao casamento. Na hora de escolher um para alugar, lembre-se de que ele precisa ter espaço

suficiente para acomodar o vestido e ser de fácil acesso, para não desmanchar o penteado na hora de entrar ou sair. Independente do carro escolhido, você pode mandar fazer uma placa personalizada com o nome dos noivos e a data do casamento. Geralmente as empresas de locação já oferecem esse serviço, mas você também pode encomendar a placa em empresas especializadas. Os carros antigos fazem muito sucesso nas cerimônias de casamento. Por serem diferenciados, trazem um toque de exclusividade e muito charme, resgatando o glamour dos anos 30, 40 ou 50. Outra vantagem é que o espaço interno dos carros antigos é maior, o que facilita a entrada e a saída da noiva. A limousine é uma opção mais luxuosa, que apresenta um custo mais alto. Além de ser um carro bastante diferenciado e exclusivo, a limousine atrai pelo espaço interno, com capacidade de transportar até oito passageiros. Uma opção que combina bastante com casamentos ao ar livre, no campo ou na praia é o aluguel de charrete ou carruagem. Elas podem dar um ar mais bucólico ou requintado à chegada da noiva dependendo do modelo escolhido e de sua ornamentação. Em geral a carruagem é um veículo mais sofisticado do que a charrete. Uma diferença básica entre elas é que a charrete possui duas rodas, enquanto a carruagem tem quatro rodas com suspensão de molas. Edson Beline

Edson Beline REVISTA CASAMENTOS

Edson Beline 78


Para arrasar! ROUPA ÍNTIMA PARA O DIA DO CASAMENTO OU PARA A NOITE DE NÚPCIAS

A

s mulheres costumam ficar em dúvida sobre qual roupa usar no dia do casamento ou na noite de núpcias, mas o fato é que existem muitas opções para ficarem mais bonitas e sensuais. A lua de mel merece um look especial, principalmente porque se trata de uma viagem inesquecível para a vida do casal e sugere momentos de intimidade. As peças de lingerie fazem sucesso entre as mulheres, mas é importante ter muito cuidado para optar pelos trajes adequados e não se sentir desconfortável. Ao escolher as peças íntimas, a mulher precisa levar em conta os traços de sua personalidade e dar sempre importância ao seu conforto. Há vários modelos de lingerie para lua de mel que são bem vendidos nas lojas especializadas, tais como os conjuntos de calcinha e sutiã, corpete e cinta liga e camisola. Do básico ao sofisticados, todas as peças buscam tornar a mulher mais bonita e deixá-la confortável.

Conjunto básico A mulher mais básica que procura uma lingerie barata e, ao mesmo tempo atraente, pode optar pelos conjuntos de calcinha e sutiã. Os modelos na cor vermelha e com detalhes em renda deixam o corpo mais sensual e destaca as formas femininas. Quem está dispensando sensualidade para cultivar algo mais romântico no look de núpcias pode recorrer REVISTA CASAMENTOS

82

às calcinhas e sutiãs de cores suaves e discretas.

Corpete Já as noivas que buscam um estilo inovador para a lua de mel podem optar pela sedutora cinta liga acompanhada do corpete. A primeira peça torna as pernas femininas sensuais, enquanto a segunda busca definir o corpo feminino, de forma elegante e ao mesmo tempo insinuante. Há uma variedade de lingeries nesse modelo, que são confeccionadas com seda, contam com acabamento em renda e outros detalhes maravilhosos na costura. Os corpetes podem incomodar em algumas situações e podem ficar evidentes com alguns tipos de vestidos de noiva, mas são ideais para as que desejam disfarçar pneuzinhos a mais.

Camisola As mulheres um pouco mais tímidas e que prezam pela discrição nas noites de lua de mel podem aderir à camisola, que cobre mais o corpo, mas nem por isso elimina as formas sensuais e atraentes da noiva. Os modelos de renda e com alças cruzadas são maravilhosos e totalmente românticos. As camisolas ainda podem ser usadas sobrepostas a outras peças intimas, preservando de forma charmosa o corpo feminino. Na hora de escolher lingerie para lua de mel, procure não confundir sensualidade com exagero. Algumas mulheres querem ficar tão bonitas que acabam exagerando e desvalorizam o corpo. Por isso, tenha o cuidado de selecionar peças que combinem com o tipo físico e se ajustem de forma confortável ao corpo.


Rua Felipe Schmitt, 57 | Centro I | Brusque | SC (47)

3351.6891

NOIVAS | NOIVOS | PAGENS | DAMAS | FORMATURAS | FESTA EM GERAL


Dia da Noiva F

inalmente seu dia chegou! Tudo o que você poderia ter feito para a festa da sua vida, já foi feito. Agora não adianta mais tentar resolver alguma coisa ou ficar nervosa. Este é seu último dia de solteira e o dia do seu casamento. Tudo o que você tem para fazer é curtir, aproveitar cada minuto, afinal o (a) fotógrafo(a) já está chegando, e assim começa o seu dia de noiva, seu making of.

 Tenha um cronograma Você pode fazer um Dia da Noiva em um salão ou em casa, mas, de qualquer forma, precisa programar seus horários. Coloque na ponta do lápis tudo que precisa ou quer fazer e estipule um horário, da hora de acordar até a hora em que deve estar pronta. Trabalhe com margem de erro, sem horários muito apertados, e com antecedência, para não ser atrasada por imprevistos.

 Relaxe Vale massagem, banho de ofurô e até soninho à tarde (se a ansiedade permitir). O que não vale é ficar tensa e não curtir seu dia de noiva!

 Coma bem Noiva de estômago vazio fica mais propensa a dor de cabeça, indisposição e outras chatices que podem atrapalhar seu grande dia. Reserve pelo menos uma hora para um almoço bem servido e tome um lanche até uma hora antes de sair. Cuidado com o prato: prefira alimentos leves, sem temperos muito fortes, e nada de ingredientes que possam resultar em indigestão ou intoxicação (esqueça os frutos do mar nesse dia).

 Garanta companhia Nada mais chato que ficar 100% sozinha no seu dia. Tudo bem que a noiva precisa mesmo de um espaço para respirar, mas garanta a companhia de sua mãe e/ou madrinhas em pelo menos alguns momentos, para dividir sua felicidade com aqueles que ama!

 Faça testes antes Faça a prova do penteado e da maquiagem alguns REVISTA CASAMENTOS

86

Edson Beline

dias antes, para já ficar acertado qual é seu gosto. Se você deixar para ver na hora como vai ficar, pode não gostar do resultado e não ter tempo suficiente para “arrumar”.

 Olho no relógio!

Meia hora de atraso na entrada da noiva na igreja é praxe, para que os convidados consigam todos chegar. Mais que isso, começa a ficar chato. Então, programe-se para estar pronta, na porta da igreja, meia hora antes da marcada no convite. Assim, se você pode até pegar trânsito no caminho, mas não chegará atrasada.

 Arrume-se perto da igreja

Falando em trânsito, quanto mais perto o salão for da igreja, mais sossegada você vai poder ficar em relação à pontualidade.

 Registre o momento As fotos do “making of ” são uma recordação muito gostosa depois do casamento. Um bom fotógrafo consegue captar sentimentos como expectativa, alegria, ansiedade e nervosismo… Tudo que faz o dia especial.

 Ligue para o noivo Já reparou que todo “making of ” de Dia da Noiva tem uma noiva falando no celular? É porque uma das coisas mais gostosas de fazer é ligar para seu noivo para saber como ele está, contar dos seus preparativos e trocar as últimas palavras de amor como solteiros.

 Deixe as preocupações para trás

Na hora em que estiver pronta, se coloque um desafio: deixe para trás todas as preocupações com a música da cerimônia, as forminhas dos doces da festa, a lembrancinha. Em todo casamento há imprevistos e nos seu não será diferente. Esta é a hora de admitir que você não tem o poder de controlar tudo e agradecer a Deus por esse dia e por tudo que vai dar certo. Por fim, siga para seu casamento determinada a curtir tudo.


Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline

Para

recordar...

A

noiva estava linda, a comida era ótima e a música, animadíssima. Mas a festa de casamento se aproxima do fim e chega o momento de entregar as lembrancinhas para os convidados. O campeão na preferência dos casais ainda é o par de sandálias personalizadas. O motivo é que, devido aos sapatos desconfortáveis, ao fim da festa os convidados podem usar a lembrancinha para descansar os pés. As sapatilhas, que fazem sucesso nas festas fora do Brasil e são encontradas até em máquinas automáticas nas portas de alguns clubs da Inglaterra, ainda não conquistaram o coração das noivas brasileiras. Os bem-casados e as balas de amêndoas são tradicionais, mas não costumam contar como lembrancinhas do grande dia. Na maioria das festas a noiva escolhe servir os dois. Entre os brindes diferentes, estão garrafas de vinho com o rótulo personalizado, bolachas de chope, chaveiros, CD com músicas escolhidas pelos noivos e fotos dos convidados que podem ser retiradas na saída. O que já saiu de moda é distribuir no casamento brindes de pista de dança, como boás, colares que acendem e chapéus. Esse kit já faz parte da festa e não conta como recordação do dia especial. Os noivos podem optar ainda por uma lembrança padrão para os padrinhos, que podem ser um mini-bolo, uma mini garEdson Beline

Edson Beline

Edson Beline REVISTA CASAMENTOS

92


Edson Beline

rafa de pro seco ou uma caneca personalizada. Mas se quiserem uma alternativa mais sofisticada, podem personalizar ainda mais, dando aos homens itens como gravata ou abridor de garrafa junto com um bom vinho ou uma caneta elegante. Enquanto as madrinhas podem

ser presenteadas com uma caixa de bombons finos ou uma jรณia, como um broche ou um par de brincos. Se os padrinhos forem casados, os noivos podem oferecer um castiรงal, um jogo de taรงas acompanhado de uma garrafa de pro seco ou uma cesta de bombons e vinhos. Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline 93

REVISTA CASAMENTOS


O registro do momento único

O

casamento é uma data única, que certamente será lembrada pelo resto da vida. Mas, há detalhes que sempre fogem da memória, que só as câmeras de vídeo e as máquinas fotográficas conseguem registrar. Imagens que possibilitarão relembrar cada detalhe como se estivessem sendo revividos. Antes de contratar os profissionais que farão a foto e filmagem de seu casamento, é essencial conhecer o trabalho deles. Visite os sites do estúdio fotográfico ou produtora de vídeos e confira o portfólio de cada empresa, vá pessoalmente ao estabelecimento e, se possível, converse com o profissional para saber com quais técnicas ele trabalha e quais serviços são oferecidos. Também é importante pegar indicações com amigos ou familiares que já utilizaram esses serviços. No caso do vídeo, o videomaker, irá contar a história do seu casamento através do vídeo, com as cenas reais do que aconteceu no dia, mas também

REVISTA CASAMENTOS

94

com a visão e estilo dele. Por isso é importante ter tanta afinidade com este profissional. Tem gente que acha filme de casamento chato. Hoje em dia, há vários profisisonais se especializando em cinema, fazendo cursos no exterior, ou simplesmente com um olhar diferente. Uma boa edição é fundamental se você não quer aqueles vídeos longos e tediosos.

A tendência do fotojornalismo Atualmente, grande parte dos noivos opta pelo fotojornalismo para registrar os melhores momentos de seu casamento. Esse estilo fotográfico registra as cenas de maneira espontânea. O fotógrafo capta os noivos e convidados em momentos de naturalidade, sem poses. O importante são os detalhes, buscar aqueles momentos únicos que para outros olhos passam despercebidos: um beijo, um olhar, um sorriso, uma lágrima podem ser o cenário de uma linda


foto. Esse estilo de fotografia é indicado para quem prefere dar um ar mais despojado para seu álbum de fotos de casamento.

Making Of Um recurso muito utilizado pelas empresas fotográficas é o making of. O making of é o registro do passoa-passo da noiva ou do noivo antes da cerimônia. Não apenas a arrumação do casal para o grande dia, mas também os detalhes, os sentimentos ou gestos como uma troca de carinho com a família, por exemplo. Algumas empresas oferecem também algumas tendências em serviços de fotografia como o trash the dress e o street wedding. Ambos são ensaios fotográficos feitos apenas com os noivos, antes ou depois do casamento. As fotos buscam retratar o casal em momentos de naturalidade em diversas situações. As fotos normalmente são feitas em ambientes externos, como praias, ruas, campo, etc. No caso do trash the dress, há o diferencial de que nessa proposta de ensaio fotográfico não existe preocupação com o vestido. A noiva pode rolar na areia, entrar na água, deitar no chão e ficar à vontade sem se preocupar.

O que avaliar na hora de escolher o fotógrafo?  Pense quanto do seu orçamento você dedicará à fotografia. Há fotógrafos de todos os níveis de preços

no mercado. Lógico que os bons, em geral, são mais caros: requer muita experiência, equipamentos caros, 12 horas trabalhando em pé, horas após tratando as fotos, etc. Cuidado com estes que prometem mundos e fundos como álbum da sogra, poster, calendário, etc, um kit por um preço mais baixo. O foco dele é quantidade ou qualidade?  Defina seu estilo favorito de foto, e vá atrás de fotógrafos que façam isso. Avalie se você gosta mais de fotos com efeitos ou não, se gosta de um estilo vintage (antigo) ou mais realista, ou artística, se gosta de preto e branco ou não, etc.  Afinidade é tudo! Seu fotógrafo será a pessoa que estará te acompanhando o dia inteiro, desde a hora de se arrumar até o fim da festa. Verá você de bobs no cabelo, aguentará sua ansiedade, nervosismo, tudo. Escolha uma pessoa que você se sinta a vontade.  Quando visitar um fotógrafo, peça para ver vários álbuns completos, e não apenas um álbum com as melhores fotos dele.  Tem que estar no contrato se o fotógrafo fica até o fim da festa, ou quantas horas ele trabalha e quanto custa a hora extra. Isso é importante para que não aconteça dele ir embora às 2h da madrugada, enquanto sua festa durará até às 6h, e vários momentos lindos acontecerão após ele ter ido embora.

95

Quando for escolher o profissional não se esqueça de:  Ver um vídeo inteiro de um casamento filmado e editado pelo profissional, e não apenas cenas dos melhores momentos. O que importa é como a história do casamento foi contada pelo videomaker, através da edição. Você só vai saber se gosta do estilo dele assistindo um inteiro.  Pergunte sobre o equipamento e tecnologia a serem usadas. Hoje em dia seu vídeo pode ser DVD ou Blu-Ray. BluRay é a mídia que vem substituindo o DVD, assim como o DVD substituiu o VHS. Garante melhor definição.  Quando se trata de iluminação, hoje em dia, não é necessário o uso de holofotes na cara. Com a modernização dos equipamentos, é possível gravar muito bem sem esses recursos.  Deixe combinando com o profissional se você quer discurso dos convidados ou não. Os instrua a não filmarem as pessoas comendo.  No contrato deve constar: nome do profissional contratado, nome de quem irá substituí-lo em caso de força maior, número de assistentes, lista de locações (cabeleireiro, igreja, salão), data e horário do trabalho, traje, equipamentos a ser usado, valores, quantas cópias do vídeo inclui, se entrega todas as fitas da gravação ou apenas a edição e prazo de entrega do vídeo editado. REVISTA CASAMENTOS


Boudoir - um novo ensaio para noivas apaixonadas

 Também que estar no contrato se ele entrega todas as fotos para você, ou apenas a quantidade determinada para o álbum, 120, por exemplo. É normal fotógrafos tirarem mais de 800 fotos numa festa. Você só poderá escolher umas 100 ou 120 para o álbum, para não ficar tão grande e cansativo. Mas e as outras 700 fotos? Você também vai querer guardá-las de lembrança, e se for comprar separado após, serão bem caras. Já verifique se receberá todas

REVISTA CASAMENTOS

ou não. Isso influi no preço do fotógrafo.  Não esquecer que no contrato deve constar: nome do profissional contratado, nome de quem irá substituí-lo em caso de força maior, número de assistentes, lista de locações (cabelereiro, igreja, salão), data e horário do trabalho, traje, equipamentos a ser usado, valores, se incluí o álbum ou não, tratamento das fotos, quantidade de fotos a ser entregues, prazo de entrega das fotos.

96

Um tipo diferente de ensaio fotográfico está se tornando popular no setor de casamentos, que atende pelo nome de Bourdoir. Na Europa, em meados do século XIX, era um cômodo exclusivamente feminino, onde as mulheres se vestiam. Hoje, o Boudoir também é conhecido como o ensaio fotográfico, em que as noivas posam com roupas sensuais. Esse ensaio, que já é uma tendência no Brasil, registra os preparativos da noiva, só que de lingerie, retratando a beleza e a sensualidade feminina. Além disso, as fotos podem ser um making off do grande dia. Depois de pronto, o ensaio é transformado em um livro fotográfico que pode ser dado de presente como parte de um momento especial, como um jantar romântico ou um programa a dois, por exemplo. O cenário, a produção de roupas e acessórios, e o makeup são importantíssimos. Outra dica é que, para manter o suspense, é preciso manter os noivos longe dos ensaios. Eles podem intimidar e constranger a noiva. Além disso, o suspense surpreende ainda mais o Para a fotógrafa, ver o resultado final transformado em um livro fotográfico é muito mais interessante e dá mais importância ao trabalho todo.


Edson Beline

Gostinho de quero mais...

Edson Beline

E

Edson Beline

REVISTA CASAMENTOS

les são muito desejados nas festas de casamento. Assim como o bolo, os docinhos exigem uma atenção especial dos noivos. Como em todo setor, a inovação tem sido alvo das procuras. Escolhidos não apenas para servir aos convidados na hora da festa, os doces também podem ser utilizados como lembrança do casamento. O gosto dos noivos conta muito na hora da escolha dos doces, mas é preciso haver o bom senso. A variedade é necessária por oferecer mais

100

opções de escolha para os convidados e assim, ter mais chances de agradar a todos. É importante também ouvir as indicações das empresas que trabalham nesse ramo. A experiência desses profissionais faz a diferença na hora de saber quais doces agradam a maioria das pessoas. As empresas de doces oferecem um atendimento personalizado com direito a degustação dos docinhos, o que auxilia muito na hora da escolha. Camafeu de nozes, doce de ovos, ouriços e brigadeiros são os


Edson Beline

Edson Beline

mais tradicionais nas mesas das festas de casamentos. Mas, um doce em especial continua tendo presença garantida nas cerimônias matrimoniais. Os tradicionais bem-casados são quase unanimidade entre os noivos. Feito com leite condensado preparado, o doce tem variações no papel de embrulho (tipo de tecido) e na fita que o envolve. A cor da embalagem deve seguir a decoração da festa e o tipo da mesa em que o doce estiver colocado. Uma opção também pode ser combinar a embalagem com o convite do casamento, mas isso não é uma regra. A largura da fita e o tipo do papel dão variações ao preço do bem-casado. O doce

Edson Beline REVISTA CASAMENTOS

102

também pode ser depositado em caixinhas de materiais variados. A conservação do doce é de sete dias fora da geladeira, um mês na geladeira e de três meses se o bemcasado estiver congelado. O prazo de entrega dos docinhos normalmente é de 30 dias, mas, em alguns meses como maio, setembro e dezembro, a sugestão é que o pedido seja encomendado com 60 dias de antecedência. Outra novidade que está sendo adotada por alguns noivos atualmente é o buffet de guloseimas. Uma mesa repleta de balas, chocolates, pirulitos, etc, torna a festa mais colorida, divertida e deliciosa, agradando desde crianças a adultos.


Festa para todos os gostos e estilos D

epois de tantas preocupações e nervosismo para garantir que todos os detalhes do casamento fossem perfeitos, é chegada a hora de relaxar e aproveitar a festa na pista de dança. A noite ainda será longa e este é o momento de dançar e se divertir na companhia de amigos e familiares. Mas, para uma boa festa é preciso boa música e esse é mais um item com o qual os noivos devem estar atentos.

DJ ou banda ao vivo na festa do casamento. Qual escolher? A escolha dos responsáveis pela animação do casamento é algo que deve ser feito com muita calma e critério. Entre tantas opções aquelas que mais se destacam são as bandas e os DJ’s. Para escolher entre um e outro é imprescindível que os noivos levem em consideração o local do evento, o número de pessoas convidadas e o or-

çamento destinado à festa. Um DJ, por exemplo, é a melhor opção para locais menores, com menos convidados, e também para quem tem um orçamento mais enxuto de casamento, já que é só uma pessoa e seu equipamento. O DJ tem o poder de animar a festa com vários tipos de música, interagir com o público, tocar as mais pedidas. Porém, não é uma música ao vivo. E não há nada como a beleza e a alegria de uma boa banda tocando as músicas preferidas do público e, claro, dos noivos. A banda também pode fazer tudo isso que o DJ faz, e ainda ter adicionais como dançarinos e bateria de escola de samba – que vem sendo muito requisitado nos eventos de casamento, a exemplo dos de formatura – mas é um investimento bem mais caro do que o DJ, já que o custo de uma banda se destina a várias pessoas: banda boa não tem menos de quatro componentes. Além disso, é uma boa opção para lugares maiores,

Edson Beline

REVISTA CASAMENTOS

106

Edson Beline


com mais convidados, uma vez que a banda consegue preencher mais o espaço sonoro de um evento. O custo é realmente uma das únicas desvantagens da banda, que pode ser mais bem quista em eventos clássicos. Já o DJ pode ser uma ótima opção para eventos mais moderninhos de casamento, e custar muito menos do que uma banda. Uma opção é calcular o tempo da festa dividido pelo número de estilos musicais que o casal escolher. Por exemplo, se os noivos quiserem um casamento que tenha rock, samba, forró, pop e sertanejo, são cinco estilos de música. A partir disso é só calcular quantas horas vai durar a festa e dividir pela quantidade de estilos, assim o casal terá uma noção de quanto tempo e quantas músicas serão distribuídas para cada gênero. Independente da escolha, o mais importante é fazer com que a festa seja a mais animada possível, já que o casamento é para ser um evento único na vida dos noivos. O ideal é definir, seja com a banda ou com o DJ um set-list com as principais músicas do momento, para que a alegria seja garantida.

Edson Beline

Dica

O gosto musical dos noivos deve estar presente na lista de músicas, porém, é preciso levar em consideração os convidados, por isso, talvez seja importante abrir mão de algumas músicas e variar os gêneros, para que todos possam aproveitar este lindo momento com o casal.

Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline 107

REVISTA CASAMENTOS


Lista de Presentes

DIV

ULG AÇÃ O

N

REVISTA CASAMENTOS

112

os casamentos é bastante comum os noivos deixarem listas de presentes para facilitar a vida dos convidados na hora da escolha. Isso evita que eles comprem presentes repetidos e também ajuda o casal, que ganhará presentes que realmente irão necessitar. Algumas pessoas não gostam dessas listas, porque dizem que o presente deve ser algo voluntário. Mas, nada impede que você e seu cônjuge façam a lista. Escolha a loja, ou as lojas, nas quais estará sua lista de presentes. Não distribua a lista em muitas lojas, no máximo três. Veja se os produtos que ela dispõe são de qualidade, possuem um preço acessível e se a loja é de fácil acesso aos seus convidados. Depois disso, faça sua relação de presentes. Veja o que necessita para a sua casa, escolhendo diferentes faixas de preço, cor, marcas e tamanhos. Se achar melhor, faça duas listas diferenciadas: uma para artigos domésticos e outra para eletroeletrônicos. Exclua da lista coisas que não tenham nada a ver com a casa como, por exemplo, presentes íntimos. Deixe mãe, pai, irmãos e sogros cientes de onde está a lista de presentes. Geralmente, os convidados entram em contato com os familiares para saber o que o casal necessita e eles podem dar a informação de onde comprar. Em alguns sites e nas próprias lojas você pode encontrar opções de listas para ter uma ideia de como fazer a sua.


IMAGEM ILUSTRATIVA

IMAGEM ILUSTRATIVA

IMAGEM ILUSTRATIVA

IMAGEM ILUSTRATIVA

IMAGEM ILUSTRATIVA

REVISTA CASAMENTOS

113


Seu casamento mais UD. UD Presentes, uma loja para quem precisa de exclusividade no momento mais especial da sua vida. &RPDDMXGDGHQRVVRVSURÀVVLRQDLVYRFrYDLHQFRQWUDU tudo o que precisa para sua lista de noivas, na linha de decoração, utilidades para o lar e linha gourmet. Venha para a UD presentes e torne o seu casamento um momento inesquecível. Agende seu horário conosco.

Rua Uruguai, 715 | Fazenda | Itajaí | SC 47 3346-6813 | www.udpresentes.com


Colaboradores: Alcir Rocha - Costureiro | 3344–6327 Ariana Queiroz - Salão e Estética | 3248–2314 João Pereira - Fotos | 3349–0444 Lara - Cortinas | 3348–2100 Cintia M. S. Aroldi - Modelo

SUA CASA MAIS BONITA. SUA CASA MAIS UD.


Juntos na mesma casa! NOIVOS QUE JÁ MORAM JUNTO TÊM ALTERNATIVAS PARA LISTA DE PRESENTES E CHÁ DE PANELA

É

cada vez mais comum a quantidade de casais que já moram juntos, mesmo não estando casados. Cerca de 50% dos casamentos de hoje são feitos por casais que já têm uma vida construída a dois. Para essas pessoas que já têm a casa mobiliada ou muitos bens em comum, perde-se a razão de fazer a tradicional lista de presentes. Por isso, o mercado está se adaptando a este novo perfil de casais, encontrando novas maneiras dos convidados prestigiarem os noivos, que são favoráveis tanto para os noivos quanto para os convidados. Conheça algumas alternativas:

Presentes revertidos em dinheiro A princípio, ela parece apenas uma lista tradicional, mas, na verdade, é mais que isso. Alguns sites permitem elaborar a lista de presentes, sendo que, no final, você pega apenas o valor dos brindes. Nesses casos, o ideal é fazer um aviso para os convidados, informando que o site permite a troca do presente por dinheiro e REVISTA CASAMENTOS

116

que esta será uma escolha dos noivos. Assim, não haverá surpresas.

Lua de mel dos sonhos Outra ideia que está sendo bastante utilizada é a de passar a conta bancária para depósitos, com a intenção de ajudar a pagar a lua de mel, através de cotas. Ao invés de simplesmente pedir dinheiro, você nomeia as cotas de acordo com o seu roteiro de viagem. Por exemplo: champanhe na noite de núpcias, valor x; passeio de gôndola, valor y; jantar a luz de velas, valor z, etc. Assim, o convidado vê seu dinheiro materializado em um verdadeiro presente.

Presentes para caridade O mercado também oferece uma opção para o casal que já mora junto e tem absolutamente tudo, inclusive a viagem. Ele pode pedir que os presentes sejam revertidos em doações para uma instituição de caridade a escolha deles.


Chá de panela também pode ter um plano B

P

ara noivas que já moram sozinhas ou resolveram dividir o apartamento com o futuro marido antes do casamento, organizar um chá de panela pode não fazer sentido. A boa notícia é que existem opções charmosas – e que também incluem presentes – para divertir os noivos e seus convidados.

Champanhe de lingerie É um encontro apenas de mulheres, que pode acontecer na casa da noiva, de uma amiga próxima ou em algum ambiente mais reservado, sugerido pelas madrinhas. Atualmente, algumas lojas sofisticadas de lingerie já oferecem o serviço, que inclui os presentes para a noiva - entre espartilhos, calcinhas e sutiãs, além de artigos de sex-shop. Nestes casos, também existe a opção de contar com uma professora de dança do ventre ou pole dancing. A noiva também pode ir a lojas de lingerie e deixar sugestões de suas preferências, cores e tamanhos e apenas indicar o endereço para suas convidadas. Músicas, comes e bebes devem ser escolhidos de acordo com o tema da festa. Pode-se contratar bar woman para facilitar e há opção das convidadas também levarem um prato de doce ou salgado. Algumas noivas distribuem lembrancinhas inusitadas no final do chá de lingerie como míni calcinhas, cápsulas do prazer, lingeries de biscuit, entre outros mimos.

Chá bar Costuma envolver apenas os amigos do noivo, mas nada impede uma comemoração que una também as convidadas da noiva. Em geral, os presentes servem para equipar o bar e a churrasqueira, que costumam ser comandados pelo futuro marido. Coqueteleiras, abridores de vinho, copos, taças, espetos e até louças estão permitidos na lista de presentes. Para os degustadores, ganhar garrafas de cerveja e vinho costuma estar entre as preferências. Sirva petiscos típicos de bar, como batata frita, bolinhos de bacalhau e cerveja aos convidados.

Chá de banheiro Sua casa está começando a ser montada e você ainda não deu a devida atenção ao banheiro do novo lar? Uma solução é criar uma lista de presentes apenas com itens para este cômodo da casa: saboneteiras, porta escova de dentes, toalhinhas de visita, aromatizadores, quadrinhos charmosos para a parede, vasinhos com plantas para a bancada e até um belo espelho. Os aperitivos podem seguir o gosto do casal, já que o tema não pede comes e bebes específicos. 117

REVISTA CASAMENTOS


IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS


Papel de Parede Toalhas

local onde m u m ê t s a iv Agora as no seu enxoval o r e lh o c s e podem da linha de o t m é b m a t completo e e sua casa! d o ã ç a r o c e d tecidos para ova loja Conheça a n enda-se! e r p r u s e e r Boião Deko

Jogos de cama Edredons Colchas Cobertores Mantas Travesseiros Cortinas prontas Tapetes

Fotos internas da nova loja

Toda a linha de tecidos para decorações

Pagamento no cartão em até 6 vezes sem juros. Parcela mínima R$ 50,00.

Rua Manoel Vieira Garção,112 | Centro | Itajaí ao lado da Casa Boião tecidos |

www.casaboiao.com.br

47

3344.0826


Edson Beline

Acessórios dão um charme a mais ao visual da noiva ALGUNS DETALHES IMPORTANTES SÃO ESSENCIAIS PARA QUE O VISUAL DA NOIVA ESTEJA EM TOTAL HARMONIA.

O

s acessórios da noiva devem ser escolhidos com tempo e dedicação, pois completam a imagem geral da noiva. Tudo é importante: buquê, véu, grinalda entre outros. No entanto, pode não ser fácil harmonizar todas estas peças com o vestido de noiva.

As flores Um dos elementos indispensáveis é o buquê. REVISTA CASAMENTOS

122

Não existem regras para a escolha do buquê, mas é preciso saber combiná-lo com o modelo do vestido, as cores da maquiagem, além, é claro, das preferências e da personalidade da noiva. Sendo assim, é recomendado escolher o modelo do buquê depois que o vestido e a prova da maquiagem forem feitos. Os buquês também podem ser escolhidos de acordo com o tipo físico e estilo da noiva. Os redondos ficam junto ao corpo e não devem ser usados pelas gor-


Edson Beline

Edson Beline Edson Beline

dinhas ou com vestidos com caudas, pois aumentam ainda mais o volume da noiva, por exemplo. Os de lírios brancos e de rosas vermelhas são os mais tradicionais, redondos, cascata ou braçada, mas há também os mais ousados e originais, como os feitos de arruda ou com apenas uma flor. Dica: Caso você já tenha uma flor específica em mente, pesquise a estação em que ela floresce para combinar com a data do casamento, pois, dependendo da época, pode ocorrer de a sua flor favorita não estar disponível para a data escolhida. Um costume das noivas é a de confeccionar dois buquês, um para guardar como recordação e outro para ser lançado entre as convidadas solteiras. É importante escolher o bu-

quê com antecedência mínima de dois meses, para ter tempo de encomendar flores vistosas e frescas.

Véu e grinalda O véu e a grinalda são outros elementos importantes no visual de uma noiva. A grinalda faz com que a noiva se pareça com uma rainha, diferenciando-a dos convidados. Quanto maior a grinalda, maior é o símbolo de status e riqueza. Para algumas noivas, o véu é aquele toque final que irá transformar o vestido branco em um verdadeiro vestido de noiva. Para casamentos realizados durante a manhã ou tarde, um véu curto é mais apropriado. O mesmo é válido para casamentos ao ar livre. À noite são permitidos os véus longos, do tamanho da cauda ou maiores, ar-

Edson Beline

Edson Beline 123

REVISTA CASAMENTOS


Edson Beline

Saiba quais são os formatos mais comuns de buquês de noiva: Edson Beline

rastando no chão. Para a escolha do acessório também deve considerar o formato do rosto da noiva. Um rosto redondo ou gordinho pede um véu delicado, sem muito volume, que vai emoldurar e afinar os traços. Para noivas com o rosto mais fino, é possível optar por um véu armado, mais volumoso, caindo lateralmente. Para alongar o rosto, penteados altos com o véu jogado para trás são os mais indicados. Uma opção diferenciada para quem não deseja usar o véu é substituí-lo pela mantilha. É uma peça artesanal feita de renda, mas pode também ser encontrada em tule bor-

dado ou com aplicações. Mais pesada que o véu, a mantilha costuma ser posicionada próxima ao rosto, servindo como uma espécie de moldura. Pode também ser usada presa ao cabelo. Por ser uma peça mais trabalhada e cheia de detalhes, é aconselhável usála com um vestido mais simples. Existem também diversas opções para as noivas que acreditam que o véu não combina com seu vestido ou seu estilo. Tranças feitas com fitas, tiaras e penteados com aplicações de flores naturais ou artificiais são algumas opções para deixar o visual igualmente sofisticado, mesmo sem o uso do tradicional véu.

Edson Beline

 Buquê redondo: Pode ser usado tanto no casamento de dia, quanto na noite, tudo vai depender da escolha das flores e dos complementos. As únicas restrições dos buquês redondos é que não devem ser usado por noivas gordinhas e o vestido não pode ter cauda, deve ser mais simples.  Buquê cascata (ou cacho de uva): Recebe esse nome por imitar a queda da água nas cascatas. É um modelo mais clássico, que poderá ser usado em qualquer horário e qualquer tipo físico de noiva, apenas as baixinhas devem evitar. Para este buquê, o vestido pode ser com calda e bem sofisticado.  Buquê braçada: É um modelo mais simples de ser confeccionado, porém um buquê de muito estilo que deve ser usado por noivas altas e principalmente com postura. Este modelo serve tanto para a noite quanto para o dia, dependendo apenas dos complementos utilizados.

REVISTA CASAMENTOS

124


Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline

Outros tipos de buquê para fugir do tradicional

A

hora de jogar o buquê sempre é um dos momentos mais esperados e divertidos. Mas pode ficar ainda mais interessante. Hoje em dia, muitas noivas preferem não se desfazer do buquê no dia casório, mas, para outras é bobagem guardar ou ter dó de jogá-lo para as convidadas. Mas, se a noiva não quer se desfazer do buquê, o que jogar para as amigas solteiras no dia da festa? A tendência é jogar sapinho (que lembra as histórias infantis de conto de fada), Santo Antônio (casamenteiro) ou qualquer outro bichinho de pelúcia que a noiva queira jogar. Além disso, os noivos também podem jogar algo aos amigos solteiros. Confira algumas opções:

Para as noivas:  Buquê Sapinho - Essa ideia já está bastante popularizada. A noiva providencia um sapinho de pelúcia e guarda o buquê para si.  Buquê Santo Antônio - para as noivas e amigas solteiras que acreditam no Santo Casamen-

teiro.  Mini - Buquês - E por que não satisfazer mais que uma amiga solteira? Na mão da noiva aparenta ser um buquê, mas quando ela joga...se divide em vários para a alegria das solteiras!  Buquê de Fitas - Nessa dinâmica, a noiva amarra várias fitas de cetim no buquê e dá para cada solteira uma fita. A noiva deverá cortar cada fita e deixar apenas uma, a da vencedora. Quanto mais solteiras, melhor e mais divertido! Ponto a favor: essa dinâmica evita aqueles clássicos micos, mulheres escorregando, caindo por cima das outras...

Buquê para os noivos: Isso mesmo, o noivo também pode jogar um buquê! Nessa dinâmica, o noivo combina previamente com amigos solteiros que estes devem correr do buquê, ao invés de pegá-lo. Os modelos são Sapa ou uma boneca ‘Periguete’. Fica com o “buquê” o solteiro que for atingido pelo objeto (por isso precisa ser macio).

Edson Beline

Edson Beline

Edson Beline 125

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

126


O look ideal de maneira fácil e rápida Devido à facilidade e diversidade de modelos, apliques para cabelos estão cada vez mais caindo no gosto popular das noivas pelo Brasil.

O dia que marca o casamento, um dos maiores passos na vida de uma mulher, precisa ser tão especial quanto o sentimento presente. Não importa se já está marcado no calendário ou apenas na sua cabeça, o que importa é tomar as decisões mais corretas para que a data seja única na sua vida e na de seus convidados. Muitas vezes a transformação perfeita é algo tão simples quanto um ‘click’. Estamos falando dos apliques de cabelos, extensões de fácil remoção e aplicação que garantem um resultado surpreendente e instantâneo. Como sabem, mudar de look de maneira fácil é o sonho de muitas, com os apliques em estilo Tic Tac isto ficou ainda mais fácil. Um longo cabelo para ficar diante do altar, um curto cabelo para aproveitar a festa ao máximo. Que tal o processo para isso ser um simples encaixe e nada mais? Os apliques Tic Tac conquistaram seu espaço no mercado pela simplicidade e praticidade, para o dia do casamento a dica é mais que válida. É importante saber quais as novidades do mercado independente da cerimônia, e claro, utilizá-las sem exageros. Falando em tendências que vão fazer sua cabeça, confira as dicas de especialistas da Kalli Cabelos para ficar perfeita na hora do tão aguardado “aceito!”. Independente de ser noiva ou não, as tendências de cortes são médios a longos assimétricos. Esse tipo de técnica caiu no gosto das mulheres principalmente pela praticidade diária, além de serem cortes mais modernos e despojados. Quanto aos produtos para as noivas, o que está em alta são tiaras, pentes, flores em tecido ou naturais, plumas e apliques de cabelo natural. Contudo, os objetos utilizados no cabelo variam muito com o estilo pessoal da noiva. Mega hair e apliques podem ser utilizados para todos os tipos de cabelo, principalmente para aqueles sem volume ou muito finos. Também são recomendados caso a pessoa tenha cabelo curto e queira alongá-lo sem esperar o tempo de crescimento natural dos fios. Lembramos que não há restrição quanto ao uso desde que não haja problemas no couro cabeludo.

PONTOS IMPORTANTES NA ESCOLHA DO CORTE E APLIQUES PARA NOIVAS: Com relação à escolha de corte ideal para noivas, recomendamos que vá a um cabeleireiro que tenha uma percepção aguçada dos seus traços faciais e estilo pessoal, respeitando o seu desejo. Vale lembrar que se a noiva quer um corte, deve fazer com antecedência, para que não haja surpresas no dia do casamento. O mesmo vale para os apliques. Deve-se conversar com o profissional com antecedência para que fique bem claro para ambas as partes o que será feito.

DICAS PARA CONSERVAÇÃO DO MEGA HAIR OU OUTROS APLIQUES: • Faça manutenção regulamente; • Hidrate e penteie bem para não criar nós; • Antitérmicos são grandes aliados para a conservação dos fios nos processos que exigem calor excessivo; • Utilizar produtos de qualidade favorece a aparência e a saúde dos fios, lembrando que o mega hair é como um cabelo normal: sofre das mesmas alterações, como por exemplo: ressecamento, pontas duplas, desbotamento, entre outros.

O mercado de mega hair e apliques continua crescendo e trazendo muitas novidades a cada dia, vale a pena acompanhar a Kalli pelas redes sociais pra ficar por dentro de tudo o que há de novo. www.facebook.com/kallimegahair REVISTA CASAMENTOS

twitter.com/@kallicabelos 128

www.kallicabelos.com.br


Denny Benvenutti além de contribuir com ideias criativas e ajudar no planejamento do evento, vai orientar na escolha dos serviços para otimizar o seu tempo e orçamento. Aproveite os preparativos e desfrute de todas as emoções com a mesma tranquilidade no dia do casamento, sabendo que tudo está nas mãos de um especialista.

REVISTA CASAMENTOS

132


REVISTA CASAMENTOS- Conte-nos um pouco da sua história, como iniciou a sua carreira de cerimonialista? Denny Benvenutti - Há treze anos eu realizei o primeiro casamento da minha carreira como cerimonialista. A história iniciou em meio a agulhas, carretéis e cristais Swarovski. No atelier de costura, ambiente de trabalho de minha mãe, conheci muitas noivas românticas, noivos apaixonados e mães ansiosas. Todos queriam viver o sonho do casamento desejando que esse dia importante fosse o mais feliz de suas vidas. E eu também! Conhecendo suas histórias contribuí com idéias personalizadas e quando percebi já estava organizando todos os detalhes. Meu aprendizado foi construído através de cursos, livros, aulas e principalmente pela experiência prática. Já bordei vestidos de noiva, fui auxiliar de florista, projetei ambientes e decorações, fui chofer de noiva, desenhei bolo de casamento e coloquei a mão na massa! Após treze anos de trabalho tenho segurança em dizer que o seu casamento em nossas mãos é o mesmo que dizer: TUDO DEU CERTO! REVISTA CASAMENTOS - Você está lançando um novo projeto de planejamento do casamento que promete deixar o casamento organizado em 90 dias, como funciona? Denny Benvenutti -Vivemos numa época imediatista e quando o pedido de casamento acontece, as noivas desejam definir e contratar todos os fornecedores e serviços do casamento com bastante antecedência. Através de nossos fornecedores parceiros, conseguimos realizar esses contratos com agilidade em até três meses a partir da contratação deste serviço.

REVISTA CASAMENTOS - Fale sobre Programa de Responsabilidade Social, que projeto é esse? Denny Benvenutti - A Família é um bem da sociedade que inicia com união de duas pessoas que se amam e fazem juras de amor eterno. Nosso projeto é incentivar os noivos e fornecedores de casamento a cuidar do nosso planeta e contribuir com as classes menos favorecidas onde há carências. A celebração e a festa do casamento é um momento de muito amor e as contribuições dos noivos e parceiros podem fazer a vida dessas pessoas mais felizes. REVISTA CASAMENTOS - Com que antecedência as noivas que desejam contratar os seus serviços devem lhe procurar? Denny Benvenutti - O primeiro profissional a ser contratado pelos noivos é o Assessor/Cerimonialista, pois é ele quem vai dimensionar o evento e orientar sobre os primeiros passos na organização da festa. Assim como eu, vários profissionais de casamentos só conseguem estar presentes em um evento no dia e por este motivo recomendo o contato com um ano de antecedência. Alguns meses do ano são disputados e iniciamos os trabalhos com um ano e meio antes da data do casamento. Os atendimentos são agendados no conforto da casa do cliente, nas visitas aos fornecedores e também no nosso escritório. REVISTA CASAMENTOS - Qual dica você daria para uma festa de casamento de sucesso? Denny Benvenutti - Uma comemoração perfeita é composta de: comida quente, bebida gelada, boa música, climatização, estacionamento, banheiros limpos, sorrisos e muito amor para dar e receber. Viva Seu Sonho!

Denny Benvenutti

Planejador de Casamentos Assessoria • Cerimonial • Produção

47 9123.2119 • 47 9677.2059 www.vivaseusonho.net • gerencia@vivaseusonho.net

133

REVISTA CASAMENTOS


Despedida de solteiro A DESPEDIDA DE SOLTEIRO MARCA O FIM DE UMA VIDA SOLITÁRIA E O INÍCIO DE UMA NOVA VIDA A DOIS.

A

s tradicionais despedidas de solteiro são festas organizadas duas semanas antes do casamento, pelos amigos e familiares dos noivos. A princípio, a despedida de solteiro era restrita ao sexo masculino, a noiva fazia o chamado “chá de cozinha”, mas atualmente a história já não é a mesma, pois tanto os homens quanto as mulheres realizam suas festas de despedida de solteiro. Para a realização desse tipo de festa, um grupo de amigos e familiares liderados pelos padrinhos ou madrinhas organiza e delega tarefas para que tudo saia da maneira que planejaram. No caso da festa de despedida do noivo ainda tem um item a mais, a tradicional “vaquinha” onde os padrinhos, amigos e familiares juntam uma determinada quantia em dinheiro e dão para o noivo para garantir que após o casamento o mesmo possa acompanhá-los nas saídas em grupo. Na maioria das vezes as despedidas de solteiro

REVISTA CASAMENTOS

134

do noivo e da noiva acontecem separadamente, porém nada impede das duas festas serem realizadas juntas, ainda mais se for grande o número de amigos em comum, também há despedidas que começam separadas mais que se juntam no final da noite. Nessa festa, não há a necessidade de presentes, somente de diversão com dança ou brincadeiras que giram em torno de objetos e assuntos relacionados a sexo. A comemoração é regada a muita música e bebidas e, conforme a tradição, os amigos do noivo sempre fazem uma forcinha para incluir mulheres na festa. Em alguns casos, a farra é realizada em danceterias, boates ou clubes de strip-tease, porém, existem noivos que pedem aos amigos uma escolha mais light e acabam fazendo uma reunião em um bar ou uma rápida viagem só entre amigos. No caso da noiva, além do Chá de Lingerie, algumas reservam um hotel para um dia só de mulheres, com direito a massagem relaxante.


Como evitar imprevistos no casamento N

o casamento, são tantas as coisas para coordenar e problemas que podem acontecer, que as noivas acabam ficando com a chamada TPC (Tensão Pré Casamento). Em casos como este, organização e planejamento afugentam boa parte dos problemas. Quer afastar a possibilidade de ter dor de cabeça com o tão sonhado vestido? Nada de pressa! Não peça

 Não corra riscos

poTenha um bom cerimonialista e delegue isso e s fato os deres a ele. Esse profissional antecipa teça. E se acon s lema prob dos ria maio a evita que rá solucionar houver algum imprevisto, ele consegui solicitar gecom serenidade. Também é importante geradores são radores para a festa, se for possível. Os er para não extremamente necessários. Você vai torc haja uma precisar usá-los, mas eles estarão lá, caso das em bebi queda de energia. Já a contratação de l para idea é um distribuidor com plantão noturno isto. prev o e socorrer a festa, caso o consumo extrapol delivre ar ao Casamentos na serra, praia ou locais s zado reali ndo vem ter repelente nos banheiros. Qua

 Atrasos

em pontos no outono ou inverno, aquecedores a gás a festa por em deix oas estratégicos evitam que as pess os para ssári nece são conta do frio. Toldos também proteger da chuva e do orvalho. procure Para ajudar na escolha da data ideal, estada s flore saber sobre o clima naquele mês, as de. cida na r ção e os eventos que poderão acontece ciais espe tes As casas de festa costumam fazer paco nda que você para casamentos em dias úteis, mas ente a de pessopode andar até o altar em meio a uma dúzi m sair mais as. Quando os convidados não consegue para a festa e cedo do trabalho acabam indo direto a frustrada. uma cerimônia vazia deixa qualquer noiv vale a pena. Avalie esse tipo de risco e pense bem se

 Problemas com

Noiva pode atrasar? Hoje em dia os atrasos propositais não são bem tolerados, seja por convidados ou profissionais envolvidos com o evento. No dia, pesquise se vai haver algum show ou grande evento na cidade que poss a causar congestionamento e, consequentemente, atraso. Um Dia da Noiva pod e parecer divertido, mas também pod e se transformar em um problema, pois noiva que se arruma com muitas madrinhas pode perder a hora facilmente. Atraso dos padrinhos também é comum e avisar aos convidados sobre possíveis dificuldades de acesso ou transporte ao casamento evita esse tipo de problema .

REVISTA CASAMENTOS

a retirada do modelo com muita antecedência. Até o dia do casamento você pode perder ou ganhar alguns quilinhos. O recomendável é pegar o vestido na semana do casamento. Assim você pode experimentar na frente da costureira pela última vez e pedir para ajustar, se for necessário. Além do vestido, há outros problemas comuns no dia do casamento:

fornecedores

e pode tirar Esse é o tipo de situação qu cerimoniaas o, sm a noiva do sério. Por isso me vos. Em noi aos á-la listas não costumam repass blema, pro de o e tip todo caso, para afastar ess rcado, me no s hecido contrate fornecedores con onial im cer o em qu com boas referências, e com . está costumado a trabalhar ter uma equipe não por ar opt ê voc Se de um novo bolo de cerimonial, correr atrás ainda assim decidir pode não ser tarefa fácil. Se sem ajuda, delegue organizar seu casamento as e em que posfunções para pessoas próxim ponsáveis por correr sa confiar. Elas ficarão res deixar que você peratrás de uma solução, sem r tudo sozinha. ceba. Jamais tente soluciona 136


O vestido dos sonhos CONSIDERADO O ITEM MAIS IMPORTANTE DE UM CASAMENTO, ALGUMAS MULHERES SONHAM TANTO COM O VESTIDO QUE ANTES MESMO DE COMPRÁ-LO, JÁ TÊM CERTEZA DO MODELO COM O QUAL ENTRARÃO NA IGREJA.

A

Edson Beline REVISTA CASAMENTOS

cor branca do vestido de noiva só foi popularizada no século XVII, no casamento da rainha Vitória, da Inglaterra. Usando um modelo exclusivo em cetim branco com flores de laranjeira, ela lançou a moda que logo foi seguida pelas mulheres da nobreza européia, se espalhando pelo mundo e permanecendo até os dias atuais. Antes disso, especialmente na Idade Média, não havia cor específica para a cerimônia. Foi somente a partir da década de 20 que o branco passou a predominar e o vestido ganhou a conotação de pureza e romantismo que conhecemos hoje. Os grandes desfiles de moda passaram a ter a apresentação do vestido de noiva como ponto alto, e até hoje um dos momentos mais esperados da festa de casamento é a chegada da noiva, quando todos conhecem o seu vestido. Considerado o item mais importante de um casamento, algumas mulheres sonham tanto com o vestido que antes mesmo de comprá-lo, já têm certeza do modelo com o qual entrarão na igreja. A noiva até pode buscar inspiração nas tendências da moda, mas é preciso escolher 138

um modelo que combine com seu estilo e sua personalidade. O horário da cerimônia também influencia na escolha do modelo. Se o casamento for de dia, o vestido pode ser longuete, de cores claras e tecidos leves, evitando grandes bordados, brilhos ou armações, pois festas nesse horário pedem uma composição mais simples. Também é preciso lembrar a estação do ano em que vai acontecer a celebração. Se for inverno, pense bem ao escolher usar alcinha ou tomara que caia, por exemplo. A noiva deve começar a pesquisar o vestido cerca de seis meses antes do casamento, e que deve ir acompanhada de alguém em quem confie para ajudar nessa decisão. Pense se você vai comprar, alugar ou fazer o primeiro aluguel. Converse com os estilistas e costureiros. É importante estar segura do lugar que você vai contratar. Na hora de experimentar o vestido, faça todos os testes: agache, levante os braços, sente-se, dance. É importante que a noiva esteja se sentindo confortável e que ele não limite seus movimentos, afinal, você merece se divertir no dia do seu casamento.


REVISTA CASAMENTOS

140


Edson Beline

REVISTA CASAMENTOS

142


Comprar ou alugar

o vestido de noiva?

Com o noivado oficializado, há varias decisões que a noiva precisa tomar, entre elas, a escolha do vestido. Esse momento é bastante emblemático, pois envolve muita pesquisa de modelos, tecidos e preços. Há quem prefira manter a tradição do feito sob medida e existem ainda as noivas mais práticas, que partem para o aluguel – alternativa que esconde um leque de oportunidades.

Primeiro Aluguel No chamado ‘primeiro aluguel’, alguns ateliês aceitam encomendas para fazer um vestido sob medida, que depois será devolvido pela noiva para futuros aluguéis. Não é preciso nem mesmo lavar o vestido após a festa. E, de quebra, a noiva

garante um espaço maior no guardaroupa, já que não vai ter que guardar o vestido, que costuma ocupar um bom volume. Para mulheres que trabalham muito e não têm tempo para fazer quatro ou cinco provas, o aluguel é uma ótima alternativa e, hoje em dia, não há mais tanto preconceito com as demais locações. Por outro lado, o vestido sob medida é totalmente exclusivo, nenhum sai igual ao outro já que são trabalhados manualmente, com acabamento de alta costura. Isso faz com que a noiva mostre sua identidade, o que é fundamental para que ela se sinta bem no grande dia. Outro fator a favor do vestido sob medida é que, muitas vezes, o vestido pronto requer algum ajuste.

Nas páginas seguintes os leitores da Revista Casamentos terão oportunidade de conhecer mais alguns modelos de vestidos de noiva das lojas, estilistas e ateliês que estão anunciando nesta edição.

143

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

146


147

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

150


151

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

152


153

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

154


155

REVISTA CASAMENTOS


Alcir José Rocha

REVISTA CASAMENTOS

156


Alcir José Rocha

157

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

158


159

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

160


161

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

162


REVISTA CASAMENTOS

164

FOTOGRAFIA: Cristiano Alessandro | Maquiagem: Alessandra Cristina | Cabelo: Evandro Braga

Modelo: Claudia Tofano

Cristiano Alessandro


Modelo: Luciane Raichert Daru

FOTOGRAFIA: Cristiano Alessandro | Maquiagem: Alessandra Cristina | Cabelo: Evandro Braga

Cristiano Alessandro

165

REVISTA CASAMENTOS


Edson Beline

Vestido para arrasar! E

ngana-se aquele que achar que a roupa do noivo é fácil e simples de escolher, como a maioria dos homens escolhem a roupa do dia, só abrindo o guarda-roupa. Claro que também não é tão difícil assim, mas para o casamento, ocasião única na vida de alguém, é preciso ter algum esmero. A escolha da roupa começa se baseando no estilo do noivo e da festa, pensando também no horário e época do ano (o que influi no tecido a ser usado) e na harmonização dos trajes noiva/noivo. Abaixo algumas dicas de peça e como elas devem ser usadas.  Fraquete: é uma versão mais escura do fraque: a calça, o paletó com cauda longa e o colete são todos em preto. A camisa, para contrastar, deve ser branca. A gravata pode ser prata ou preta. Esse é o traje tendência da atualidade.  Meio-fraque: é como o fraque, mas sem cauda, mais comum na moda brasileira e pouco mais informal e menos elegante.

REVISTA CASAMENTOS

170

 Casaca: é um tipo de paletó preto curto na frente e com cauda longa, partido em dois na parte de trás. Se for utilizar este traje, é preferível que a calça seja no mesmo tecido e cor; A camisa deve ser branca, com colarinho alto. É um traje para casamentos noturnos.  Smoking: paletó preto com lapela acetinada. Calça preta com faixa acetinada. Neste traje, a gravata tradicional é a borboleta. Para festas luxuosas, que tem pedido obrigatório de vestuário Black-tie (smoking para homens e vestidos longos para mulheres).  Terno: Conjunto de calça, paletó e colete. Se for utilizado só calça e paletó, o nome é costume. Aqui a gravata pode ser prata ou branca. Outra tendência atual.  Terno Nupcial: Opção criada exclusivamente para os noivos que querem se destacar. Pode ser em tecidos mais brilhosos ou de outras coisas além do preto.


171

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA REVISTA CASAMENTOS CASAMENTOS

172 172


Edson Beline

O ideal ĂŠ contar com um pajem e uma daminha ou um pajem e duas daminhas. TambĂŠm vale, ainda, ter somente o menino ou a menina. REVISTA CASAMENTOS

176


Edson Beline

Damas de honra e pajens A

entrada dos pajens e daminhas é o momento mais fofo de uma cerimônia de casamento. A maioria dos casais ainda prefere um par de crianças para carregar as alianças e abrir o caminho da noiva. Mas há outras opções - e valiosas dicas - que podem contribuir para a escolha certa ou mesmo para variar a tradicional entrada com crianças. Pajens e daminhas muito pequenas podem “travar” na hora de entrar na igreja, seja por timidez ou nervosismo. Para evitar este tipo de problema, consultores recomendam que, ao escolher daminhas e pajens, os noivos prefiram crianças entre 5 e 12 anos de idade. O ideal é elas serem íntimas dos noivos, para não se assustar diante de tanta gente diferente. Se há muitas crianças na família, para que nenhum dos pais fique chateado, deve-se considerar somente os que os noivos realmente têm afinidade. Não há regra para o número ideal de pajens e daminhas, mas, antes de decidir, os noivos devem levar em consideração o espaço da igreja ou local da cerimônia, para manter o equilíbrio visual e estrutural do

evento. O ideal é contar com um pajem e uma daminha ou um pajem e duas daminhas. Também vale, ainda, ter somente o menino ou a menina. É de bom tom que, ao convidar pajens e daminhas, os noivos se ofereçam para custear os trajes das crianças. Mas se os pais dos convidados têm boas condições financeiras, isso não é obrigatório. O que a regra realmente pede é que os noivos arquem com as despesas do buquê, cabelo e almofadinha ou outra coisa que o pajem carregue.

Ensaio para a cerimônia O ideal é fazer um rápido ensaio com elas no dia do casamento mesmo. É só solicitar aos pais que cheguem 45 minutos antes da celebração para a cerimonialista fazer um teste. Com a igreja cheia, as coisas podem sair um pouco do roteiro, mas o ensaio já minimiza as possibilidades de problemas. Para garantir a entrada das crianças sem choro, uma dica é posicionar a mãe delas lá na frente, próxima aos noivos, chamando discretamente os filhos. Assim os pequenos se sentem 177

REVISTA CASAMENTOS


mais seguros e geralmente fazem o caminho de encontro à mãe.

Traje ideal É importante equilibrar tons e não chamar a atenção de forma negativa. Para não errar, use tons pastéis e discretos, especialmente se o casamento for durante o dia. Se for à noite, pode-se colocar um

REVISTA CASAMENTOS

pouco mais de brilho, bordados e renda. As roupas devem oferecer conforto total, pois as crianças vão querer brincar e correr pela festa. Outro detalhe é que os trajes devem combinar com a roupa da noiva e com as cores da decoração e do buquê. Usar alguns detalhes nestas tonalidades dá um charme a mais. Já os pajens podem usar um modelo igual ao do noivo.

178


179

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

180


Edson Beline

Madrinhas: Vestidos

iguais ou diferentes?

A

moda americana das madrinhas ou damas de honra adultas (as bridesmaids) vestindo o mesmo vestido, na mesma cor, tornou-se comum no Brasil. No entanto, há quem defenda que as madrinhas não precisam estar combinando com a mesma roupa.Antes de “se inspirar” nos casamentos americanos e querer todas suas madrinhas usando o mesmo vestido é preciso lembrar que nos EUA os vestidos são mais baratos do que os vestidos de festa brasileiros. Fernanda Floret, autora do blog ‘Vestida de Noiva’ alerta que, apesar de bonito, nem sempre fazer os trajes de madrinha na mesma cor e modelo dão certo. “Recebo um monte de e-mails de madrinhas me contando que a noiva está com a exigência X, Y e Z e que elas não sabem como falar para a noiva que não gostam de usar tal cor, ou não gostam do modelo do vestido ou não podem arcar com o custo”, comenta. Segundo ela, nesses casos é comum que as madrinhas comprem um tecido sim-

ples, para o custo do vestido não sair tão alto e o resultado é o das madrinhas iguais, porém mal vestidas. “Eu particularmente prefiro casamentos que não começam com exigências. Prefiro como era antigamente, em que as amigas se reuniam e decidiam juntas, sem estresse, com qual vestido cada uma irá ao casamento”, opina. Uma sugestão da blogueira para fazer trajes diferentes para as madrinhas é pensar em uma paleta de cores (tons claros ou escuros), no tecido (leve ou estruturado), no comprimento (longo ou curto) e deixar as madrinhas procurarem o vestido que melhor combina com elas a um preço que as agrade, para que todas se sintam bem no grande dia. Mas não se esqueça de ter uma conversa franca, de amiga para amiga, e saber se todas concordam com o que você imaginou para o casamento, a fim de evitar situações embaraçosas. Afinal, o casamento é um momento de festa e de alegria para todos. 181

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

182


183

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

184


Classic Line

Classic Line

Classic Line 185

REVISTA CASAMENTOS


REVISTA CASAMENTOS

186


Rua Dr. Reinaldo Schmithausen, 2100 | sala 02 Cordeiros | ItajaĂ­ | SC |Fone 47 3246.6673


Cabeleireiros e EstĂŠtica


E

xiste um dia muito especial entre o “Era uma vez” e o “Felizes para sempre” Inclusive para os seus convidados Chame seus convidados e venham para a MDOIS aproveitar os melhores tratamentos estéticos e de beleza. Muito mais do que penteados e maquiagens, aqui você relaxa o corpo, a mente e ainda sai lindamente radiante.

Noivas

Noivos

Massagem Relaxante Peeling Corporal Banho de Hidro Massagem Nutrição Intensa para os Cabelos Limpeza de Pele Depilação Completa Design de Sobrancelha Maquiagem com prévia Penteado com prévia Manicure e Pedicure Unhas Artísticas SPA Pés e Mãos Reflexologia para os Pés Banho de Lua Completo Bronzeamento a jato Penteado Dama de Honra

Corte e Preparo do Cabelo Barba Manicure e Pedicure Pedicure Podologia Preparação da Pele (Maquiagem para foto) Limpeza de Pele Experiência de 12 anos na produção de Noivas Espaço exclusivo para a Noiva e Noivo, com fácil acesso e espaço para equipe de foto e filmagem Equipe com mais de 20 profissionais que podem atender a Noiva, madrinhas, mãe da Noiva e convidados Pacotes personalizados

N

o M.Dois os noivos recebem todos os cuidados e mimos para que seu dia seja perfeito.

( 4 7 ) 3349 . 37 72 mdoiscabeleireiro@hotmail.com Rua Conego Tomaz Fontes, 445 Centro | Itajaí - SC


Destinos para D

epois de tanta correria, chegou a hora do merecido descanso. A lua de mel é o momento de aproveitar o início dessa união, de preferência, em um belo lugar. É provável que na noite do casamento os noivos estejam exaustos com tantos preparativos e comemorações, por isso, o melhor é optar por passá-la em um hotel na própria cidade, deixando a viagem para o dia seguinte. A lua de mel deve ser pensada logo no início dos planejamentos do casamento. É preciso definir o quanto o casal pretende gastar e qual o destino desejado. A antecedência também é importante para que os noivos possam tentar fazer com que as férias de ambos coincidam com a época da lua de mel. Assim poderão ficar mais tempo juntos e não precisarão voltar correndo preocupados com o trabalho. Antes de escolher o local da viagem é importante que o casal decida o tipo de lugar que prefere conhecer: se é um destino de praia ou um destino urbano. Outro fator a se considerar é o mês da viagem e a estação do ano. O que lhe agrada mais? Curtir uma praia com clima bem quente

ou um friozinho regado a boas taças de vinho e fundue? Independente da estação do ano, viajar é também uma oportunidade para fugir do clima pelo qual passamos e poder escolher uma cidade com características completamente diferentes.

Punta Cana Punta Cana é um hit entre os brasileiros e compete diretamente com os valores de uma viagem similar ao nordeste brasileiro. Esse pequeno pedaço no leste na República Dominicana é uma região que faz muito sucesso entre os recém-casados que querem aproveitar as praias caribenhas e curtir a estrutura de um resort de alto nível pagando pouco. Para ir a Punta Cana não é necessário visto, apenas ter um passaporte válido. A alta temporada vai de dezembro a abril, quando o tempo está mais seco, e a temporada de furacões ocorre predominantemente no segundo semestre, apesar de a área não ter sido afetada nos últimos anos.

Cancún A cidade é um dos destinos mais procurados por casais em viagem, porque é capaz de agradar a

todos os gostos. O principal atrativo é o mar caribenho, azul turquesa, acessível a poucos passos dos hotéis. Para ir a Cancún não é necessário visto, apenas passaporte válido e a autorização eletrônica. A re-

Arraial d`ajuda

Cancún

REVISTA CASAMENTOS

Rio de Janeiro 190


a Lua de Mel ção requerida pelo Acordo Schengen. O período entre abril e outubro é o mais recomendado, visto que no inverno as temperaturas podem ser baixas.

Curaçao

gião pode ser passagem de furacões na temporada que vai junho a novembro, mas não significa que eles ocorrerão, é só uma possibilidade.

Veneza Eleita diversas vezes como a cidade mais bonita do mundo, Veneza é

um dos lugares mais escolhidos para casais passarem lua de mel. Com diversas igrejas, monumentos históricos, ruelas e canais que são um charme sem fim, vai ser difícil não se apaixonar por esse destino e ficar triste na hora de voltar de viagem. Para viajar a Veneza é necessário passaporte válido e a documenta-

Conhecer Curaçao é sinônimo de explorar um país diferente, ainda desconhecido por muitos brasileiros. O país foi à capital das Antilhas Holandesas e tem um dialeto próprio muito similar ao português: o papiamento. A vantagem de fazer uma viagem para a ilha é poder conhecer não só a cultura local, como ao mesmo tempo descobrir um pedacinho da Holanda no Caribe. Curaçao tem aeroporto próprio com voos diretos do Brasil, destino que muitas pessoas conhecem em combinação com Aruba. Também não é preciso visto, apenas passaporte válido. O país tem temperaturas agradáveis o ano

Punta Cana

Curaçao

Fernando de Noronha

191

REVISTA CASAMENTOS


inteiro e não sofre com a temporada de furacões do Caribe.

Paris

Gramado

Veneza

Não há como falar em lua de mel sem pensar em Paris. A cidade é objeto de desejo e sonho de milhares de pessoas ao redor do mundo, e não poderia faltar na nossa lista. Dentre as cidades do Velho Continente, a Cidade Luz é dos principais destinos escolhidos para passar a lua de mel. A cidade costuma ter temperaturas amenas e estação de chuva indefinida. É necessário passaporte e documentos requeridos pelo acordo Schengen para a entrada no país, que dispensa visto preexistente aos turistas.

Rio de Janeiro

Campos do Jordão

Paris

A capital nacional do samba pode muito bem ser um destino inesquecível para uma lua de mel. Basta que faça um pouco que sol que, independente da estação do ano, as praias estarão cheias de gente e ótimas para um mergulho. Outras vantagens que vão além do clima são a facilidade de transportes, as promoções das companhias aéreas para a cidade e a diversidade de hotéis, possibilitando que a viagem não seja muito cara. Mesmo quem já conhece o Rio sempre terá um pouquinho a mais para conhecer, como bons restaurantes espalhados pela cidade. Uma subida ao Pão de Açúcar ou ao Cristo Redentor são de praxe para observar o visual da Cidade Maravilhosa e renovar as energias antes de voltar para casa.

Fernando de Noronha Noronha é o destino mais exclusivo do nosso país, e é na lua de mel que muitos casais têm a oportunidade de conhecer o arquipélago com as praias mais bonitas do Brasil. A melhor época do ano para encontrar um mar mais calmo e azul são os meses de setembro e outubro, quando, além do mar ficar mais calmo, a visibilidade para o mergulho é excelente. As melhoREVISTA CASAMENTOS

192

res pousadas são caras, mas estão muito preparadas para agradar aos casais que querem comemorar essa data com a atenção que ela merece. É importante que os noivos pesquisem bem sobre o que encontrarão na viagem.

Arraial d`ajuda Um dos distritos que mais faz sucesso em Porto Seguro é Arraial d`Ajuda. Conhecido por suas praias mornas e azuis, o lugar é famoso entre casais que buscam tranquilidade sem perder a estrutura. Arraial fica pertinho de Porto Seguro, separado apenas por uma travessia de balsa, e encanta pelo charme de suas ruas rústicas mesclado ao bom humor do povo baiano. O destino, que fica lotado no Reveillón e Carnaval, é a escolha perfeita para quem não quer gastar muito, mas pensa em desfrutar de um dos pólos do turismo nacional.

Gramado A cidade que mais faz sucesso no sul do país não poderia deixar de ser um importante destino para os casais em lua de mel. O inverno é uma ótima época para quem quer curtir um friozinho e aproveitar bastante as cobertas. No verão, o casal poderá ver a cidade florida e assistir o Natal Luz, o espetáculo natalino mais famoso do Brasil. Museus, lojas de chocolate, áreas verdes e muita tranquilidade são parte da vida do turista que vai à Gramado.

Campos do Jordão Sofisticação e requinte dão o tom em Campos do Jordão. A cidade fica a apenas 170 quilômetros da capital paulista e é o point do inverno brasileiro. No mês de julho, a fábrica de cervejas Baden Baden é palco do Festival de Inverno, que conta com diversas apresentações de música clássica. Para quem se casará na estação fria do ano e quer aproveitar a lua de mel sem precisar gastar muitas horas no trajeto, essa é uma ótima opção.


Santa Catarina Nosso Estado tem belezas naturais e roteiros turísticos que agradam a qualquer casal em lua de mel. Santa Catarina é mais do que uma viagem - é pura satisfação! O Estado oferece surpreendente diversidade de atrativos geográficos e culturais, durante todo o ano, atendendo a todas as preferências e idades. No litoral, com 560 km de costa caprichosamente desenhada, há mais de 500 belíssimas praias. No interior, o cenário alterna paisagens rurais, núcleos urbanos progressistas e uma natureza exuberante: montanhas, cânions, vales sinuosos, rios e centenas – talvez milhares, ninguém sabe ao certo – de cachoeiras escondidas na Mata Atlântica mais preservada do Brasil. Nas regiões serranas, faz frio – Santa Catarina é o único estado brasileiro em que neva todos os anos. O aspecto cultural também é bastante variado. São muitos os povos que formaram a gente catarinense – portugueses, africanos, índios, alemães, italianos, ucranianos, poloneses, tiroleses... Essa herança cultural é notável na arquitetura, na gastronomia, no folclore, na religião, no colorido das roupas, nas manifestações artísticas e nos festivais que celebram suas tradições, com destaque para a Oktoberfest e demais festas de outubro. Somando os veranistas, os participantes de eventos – inclusive aqueles que freqüentam as grandes festas de outubro –, os turistas da terceira idade, os frequentadores do Beto Carrero World e os peregrinos que visitam o Santuário de Santa Paulina, o turismo em Santa Catarina mobiliza mais de 8 milhões de pessoas anualmente – este número inclui os visitantes estrangeiros, brasileiros de outros estados e catarinenses em viagem dentro do próprio Estado. Não há dados oficiais consolidados sobre a atividade fora da temporada de verão ou de outros segmentos além dos já citados – como estâncias termominerais, turismo rural, ecoturismo... Ou seja: os números do fluxo turístico são ainda maiores e podem alcançar os 10 milhões / ano – quase o dobro da população do Estado, de 5,9 milhões de habitantes.

Lages

Bombinhas

Balneário Camboriú

Ponta dos Ganchos

193

REVISTA CASAMENTOS


Cr茅ditos: MAKE HAIR: J么 Moraes

FOTOGRAFIA: Edson Beline

MODELO: Najla Montibeller

Revista Casamentos 2013 Completa  

Revista Casamentos 2013 Completa