Page 1

R 0

ANO XVII - N 918

BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2019

E-mail: bsbagora@gmail.com

www.brasiliaagora.com.br

REFORMA

OBRAS NA RODOVIÁRIA DO PLANO COMEÇARAM HOJE Com apenas R$ 1,1 milhão destinado à obra, o governador Ibaneis Rocha lamenta não ter recursos suficientes para modernizar o terminal e estipula prazo de 90 dias para a conclusão. PÁGINA 2 FOTO: AGÊNCIA BRASÍLIA

NA ÁREA RURAL

DE FÉRIAS

Em alta, setor agrícola no DF gera renda e emprego No Distrito Federal, o território é composto por 70% de área rural. De acordo com a Secretaria de Agricultura, o setor emprega cerca de 30 mil pessoas e o Valor Bruto da Produção gira em torno de R$ 2,5 bilhões. PÁGINA 4 FOTO: AGÊNCIA BRASÍLIA

Na Colônia de Feras do Zoo Até a próxima sexta-feira, 45 crianças com idades entre cinco e nove anos, participam do evento, que acontece no Zoológico de Brasília. PÁGINA 6

FOTO: DIVULGAÇÃO

EDUCAÇÃO: JÁ ESTÁ NA INTERNET O RESULTADO DO FIES

NO CCBB, TEMPORADA DE OS SALTIMBANCOS

Consulta pode ser feita no site e nas instituições de ensino superior participantes. PÁGINA 6

Espetáculo faz parte das homenagens pelos 80 anos do multiartista Hugo Rodas. PÁGINA 6

SAÚDE DO DF: GOVERNO ANUNCIA QUE O NÚMERO DE VAGAS DO SERVIÇO DE HOME CARE SERÁ AMPLIADO. PÁGINA 7


POLĂ?TICA

2

www.brasiliaagora.com.br

BRAS�LIA, QUARTA-FEIRA, 18 DE MARÇO 166E 10 DE 2019 JULHO DE 2019

BRASĂ?LIA AGORA

REFORMA FOTO: RENATO ALVES/AGĂŠNCIA BRASĂ?LIA

METRĂ”-DF

Justiça derruba liminar e permite desconto em salårios de servidores

Governador Ibaneis Rocha estipulou trĂŞs meses para a entrega da reforma emergencial do terminal

Começa a reforma na Rodoviåria do OBRAS são iniciadas e Ibaneis Rocha crava prazo de 90 dias para entrega. Valor empregado serå de R$ 1,1 milhão s obr a s n a Ro dov iåria do Plano Piloto, em Br a sí l ia , come ça r a m nesta quarta-feira (10), minutos após o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), assinar o contrato firmado com a empresa Concrepox – selecionada em uma licitação emergencial. O valor aplicado na reforma serå de R$ 1.192.000

A

Plano Piloto – abaixo da previsão inicial, de R$ 6 milhþes. O diretor de edificaçþes da Novacap, Fernando Ramos, explicou ao G1 que o valor Ê suficiente apenas para os reparos essenciais, que garantam a seg urança de quem passa pela rodoviåria. "Consultamos o Tribunal de Contas do DF, que nos or ientou a fazer uma

contratação apenas dos serviços primordiais. Em outro momento, a gente vai dar continuidade à reforma com o intuito de modernizar as plataformas."

TRĂ‚NSITO BLOQUEADO O prazo para conclusĂŁo da reforma ĂŠ de 90 dias a partir desta quarta. Segundo Ramos, algumas etapas

podem ser entregues antes, mas o trânsito de veículos na plataforma superior continuarå bloqueado atÊ a entrega completa. Os veículos estão proibidos de circular no sentido norte-sul, entre o Conjunto Nacional e o Conic. Jå no sentido sul-norte, o tråfego estå proibido para veículos pesados.

PARA O FUTURO, GOVERNO QUER A MODERNIZAĂ‡ĂƒO DO TERMINAL Na cerimĂ´nia de inauguração dos trabalhos, Ibaneis lamentou que a obra seja realizada em carĂĄter emergencial e disse que, apĂłs a conclusĂŁo, vai concentrar os esforços do governo na modernização da rodoviĂĄria. "Dou inĂ­cio Ă s obras com determinada tristeza de ver BrasĂ­lia tĂŁo jovem com tantos defeitos estruturais que colocam em risco nossa população", disse em coletiva de imprensa."Estamos acompanhando a situação das estruturas desde o inĂ­cio do governo e, nos Ăşltimos 15 dias, ela se agravou." O chefe do Executivo ponderou que, apesar da reforma, nem todos os problema do ter minal serĂŁo resolvidos: "Precisamos pensar em modernização, no problema da mobilidade urbana, que afeta mais de 600 mil pessoas todos os dias,

e na qualidade do transporte�. Como exemplo de modernização, Ibaneis citou a possibilidade de uma Parceria Público-Privada (PPP) para administrar o terminal, assim como o Touring – de onde saem boa parte dos ônibus com destino ao Entorno do DF."A estrutura da rodoviåria Ê a mesma da Êpoca em que foi construída. Precisa ser totalmente repaginada. Pode ser um grande shopping a cÊu aberto�. De acordo com ele, a PPP estå em fase de estudo de viabilidade econômica, mas o chamamento público para empresas interessadas deve ser publicado no segundo semestre. O governador falou em obras de manutenção, construção de novos quiosques e mencionou o Aeroporto Internacional de Brasília como modelo a ser seguido.

INTERDIĂ‡ĂƒO DA PLATAFORMA SUPERIOR Um relatĂłrio divulgado pelo governo do Distrito Federal, em 27 de junho, apontou que a RodoviĂĄria do Plano Piloto apresenta "risco de desabamento e colapso estrutural". O documento cita ďŹ ssuras em vigas de sustentação e "grande deformação" na plataforma superior. Para evitar riscos Ă população – "acidentes e mortes", segundo o governador Ibaneis Rocha, – o local foi interditado desde a noite do dia 26 de junho. No documento do GDF, assinado pelo engenheiro Civil Carlos Henrique Linhares FeijĂŁo, tĂŠcnicos aďŹ rmam que

os danos Ă estrutura foram identiďŹ cados durante trabalhos de reforma na rodoviĂĄria. Os seguintes problemas foram relatados Ă  Novacap pela empresa responsĂĄvel, a Concrepoxi: s ROMPIMENTO DE CABOS de sustentação de vigas por corrosĂŁo, sPROBLEMASDEINlLTRA ÎO sPROBLEMASCOMESTRUTURADORESERVATĂ˜RIODEINCĂ?NDIO s CORROSĂŽO NOS GUARDA CORPOSDOSVIADUTOS s FISSURAS DE VIGAS E lajes e sMOVIMENTA ÎOANORMAL da estrutura, com abertura de frestas em vigas. (Do G1)

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) derrubou liminar que proibia descontos nos salårios dos servidores da Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), em greve hå mais de dois meses. Com a medida, a empresa poderå cortar parte dos vencimentos da categoria. A determinação Ê do presidente do TST, ministro João Batista Brito Pereira, e cassa decisþes do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10). No mês passado, o TRT-10 proibiu o Metrô-DF de descontar os

salårios dos servidores em greve e obrigou a emp re s a a d evo l ve r valores retidos. TambÊm prorrogou a validade dos termos do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) da categoria atÊ que a Justiça tomasse decisão final sobre a greve. Com a nova determinação, as duas ordens ficam revogadas. O Metrô-DF informou que vai cumprir a decisão do TST. A reportagem tenta contato com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviårios do DF (Sindmetrô-DF). FOTO: TONY WINSTON/AGÊNCIA BRAS�LIA

MetroviĂĄrios estĂŁo em greve hĂĄ mais de dois meses

"RISCO Ă€ ECONOMIA PĂšBLICA" Na decisĂŁo, o ministro JoĂŁo Batista Brito Pereira afirma que as decisĂľes do TRT-10 apresentam “risco grave Ă ordem e Ă  economia pĂşblicaâ€?. “Caso seja mantida a tutela provisĂłria, a entidade teria que restituir os valores descontados d o s grev is t a s, alĂŠm de continuar pagando salĂĄrios e mantendo as vantagens da norma coletiva durante a greve (que jĂĄ dura mais de dois meses), contrariando a regra estabelecida [...] na CLTâ€?, afirma. Ainda de acordo com o ministro, a manutenção das liminares “inviabilizaria a adequada

prestação de serviços pĂşblicos pela entidadeâ€?, jĂĄ que “a greve tende a se perpetuar diante da garantia de intangibilidade salarialâ€?. A decisĂŁo ĂŠ resultado de um pedido da Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF). O TST tambĂŠm determinou que os efeitos da medida perdurem atĂŠ o trânsito em julgado do processo que trata da paralisação. Segundo a PG DF, agora “a expectativa ĂŠ de que as partes envolvidas recobrem o processo de negociação e, com isso, seja suspenso o movimento grevistaâ€?.

VAI E VÉM

DISTRITAL DANIEL DONIZET RETORNA Ă€ ADMINISTRAĂ‡ĂƒO REGIONAL DO GAMA FOTO: TVCLDF/REPRODUĂ‡ĂƒO

O deputado distrital Daniel Donizet (PSDB) voltou a ocupar a cadeira de administrador do Gama. A nomeação do parlamentar para o cargo foi publicada em edição suplementar do Diårio Oficial do Distrito Federal de terça-feira (9). A vaga de Donizet na Câmara LegislaWLYD¿FDUiFRPDVXSOHQWH.HOO\ Bolsonaro (PRP). O retorno do político para a Administração Regional do Gama marca a quarta mudança na gestão da pasta em um período de menos de dois meses. A primeira a comandar a região em 2019 foi a advogada Juliana Navarro.

Após desavenças com Daniel Donizet, a advogada foi afastada do cargo pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). O parlamentar era crítico da atuação de Juliana Navarro e chegou a proferir no dia 23 de abril, declaraçþes ofensivas a ela na tribuna da Câmara Legislativa. À ocasião, o deputado chamou Juliana Navarro de "maluca", "administradora de m...", incompetente, e disse que ela "deve estar passando por algum problema mental". Com a decisão de Ibaneis, o distrital assumiu a administração do Gama em 22 de maio. No entanto, em junho, o

T�TULO DEPOSITADO NO INPI SOB Nº 828213798 JORNAL BRAS�LIA AGORA EMPRESA JORNAL�STICA LTDA. - ME Redação e Deptº Comercial: SIG Quadra 3 Bloco B, Entrada 75 - Sala 101 - Brasília-DF - CEP: 71200-432 - Fones: (61) 3344-9063 e 3344-9064. 3DUTXH*Ui¿FR SIA quadra 3C lote 24 – fundos. Telefone: 3341-3852 E-mail: bsbagora@gmail.com e o site: www.brasiliaagora.com.br

Daniel Donizet assumiu pela 1ÂŞ vez a RA do Gama em 22 de maio

político voltou para a Câmara Legislativa. Antes de sair, ele deixou a cadeira para JosÊ Elias de Jesus – integrante do grupo político de Donizet.

A gestĂŁo de JosĂŠ Elias, no entanto, durou menos de um mĂŞs. Com a volta de Daniel Donizet, JosĂŠ Elias assumiu a cheÂżDGHJDELQHWHGRSDUODPHQWDU

Diretor: SĂ?LVIO AFFONSO Editor Geral: EZEQUIEL MORAIS Editora Executiva: KĂ TIA SLEIDE Diagramação: ANTĂ”NIO CALANDRINI Colunistas: KĂ TIA SLEIDE Reportagens: EMANUELLE CARDOSO Fontes: AGĂŠNCIAS BRASIL, BRASĂ?LIA e ESTADO *ARTIGOS ASSINADOS SĂƒO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

KELLY BOLSONARO A vaga de Daniel Donizet na Câmara Legislativa serå ocupada novamente pela primeira suplente do 3DWULRWD.HOO\%ROVRQDUR Apesar de Donizet atualmente integrar o quadro do PSDB, ele foi eleito pelo então PRP – partido incorporado ao Patriota – e trocou de sigla após a posse. Mesmo com a mudança, a vaga ficou com a primeira legenda. .HOO\%ROVRQDURWHP anos e disputou eleiçþes pela primeira vez no ano passado, quando recebeu

5.412 votos vålidos. Ela serå a quinta mulher com mandato na CLDF nesta legislatura. Apesar do sobrenome HPFRPXP.HOO\QmRWHP parentesco com o presidente Jair Bolsonaro (PSL). O nome de batismo dela Ê, QDYHUGDGH.HOO\&ULVWLQD Pereira dos Santos. Ela adotou o sobrenome antes mesmo das eleiçþes de 2018 e o carregou durante a campanha, na qual defendeu a eleição do presidente. (Do G1) Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

CIRCULAĂ‡ĂƒO: BrasĂ­lia: Plano Piloto; Setor de Autarquias, SCN; SCS; Lago Norte; Lago Sul; Asa Norte; Asa Sul; SIA; Sudoeste. Distrito Federal: Taguatinga, Ceilândia; Ă guas Claras. GoiĂĄs: Goiânia; AnĂĄpolis; Luziânia; Cidade Ocidental; Novo Gama; ValparaĂ­so; Santo AntĂ´nio do Descoberto; Ă guas Lindas; Formosa; Planaltina de GoiĂĄs; JaraguĂĄ; PirenĂłpolis; Cocalzinho e CorumbĂĄ.


3

www.brasiliaagora.com.br

BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2019

BRASÍLIA AGORA

PREVIDÊNCIA FOTO: MICHEL JESUS/CÂMARA DOS DEPUTADOS

FUNDO ELEITORAL

Valor pode subir de R$ 1,7 bi para R$ 3,7 bilhões em 2020

O plenário da Câmara rejeitou o fatiamento da reforma, recurso utilizado pela oposição para adiar a votação

Câmara Federal inicia votação da EXPECTATIVA é que o plenário feche o dia com a aprovação em 1º turno. Deputados querem reduzir o chamado interstício m nova vitória do governo, a Câmara rejeitou o requerimento que pedia o fatiamento da reforma da Previdência. A oposição utiliza o regimento para adiar a votação da proposta relatada pelo deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP). O Palácio do Pla n alt o ve m most r a ndo força desde a noite de terça-feira (9), quando foi iniciada oficialmente a discussão da matéria. Outros pedidos protelatórios serão analisados pelos parlamentares. Nesta quarta-feira (10), às 12h, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), abriu a sessão para votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019) que altera as regras de aposentadoria do sistema previdenciário brasileiro, prioridade do governo Jair Bolsonaro para alavancar a economia do país.

E

reforma Na madrugada, os deputados federais aprovaram o encerramento das discussões, abrindo sinal favorável à reforma. Com 353 votos contra 118, 45 a mais do que o mínimo necessário para a aprovação da reforma da Previdência, que é de 308, o governo deu clara demonstração de correlação de força. Maia acredita que a votação dos requerimentos, durante a madrugada, mostra a correlação de forças no Câmara e amplo apoio à matéria – além GH DSURYDU R ¿P GDV GLVFXVsões, os deputados rejeitaram o pedido de retirada da pauta da proposta. Antes do início dos trabalhos nesta quarta, Maia reiterou a disposição de votar os dois turnos da reforma da Previdência nesta semana. Contrária à reforma, a oposição insistiu na tentativa de atrasar a sessão, apresentando requerimentos de adiamento. Maia previa a conclusão da

votação do texto principal às 15h, no máximo. No entanto, até os aliados governistas consideram a previsão otimista. Caso o texto principal seja aprovado, a Câmara seguirá com a votação dos chamados destaques, que são tentativas de mudança de pontos específicos da proposta – etapa que deve entrar madrugada adentro. Se t udo sai r confor me o planejado pelo gover no, o segundo turno será votado entre quinta-feira (11) e sexta-feira (12), concluindo assim a votação na Câmara. Após isso, a medida segue para o Senado. INTERSTÍCIO O intervalo entre a conclusão do primeiro turno e o início do segundo é de cinco sessões. Esse prazo pode ser suprimido com aprovação pedido de quebra de interstício, por maioria simples.

VOTAÇÃO No momento da votação, os deputados não podem mais apresentar destaques, individuais ou de bancada. Vota-se a admissibilidade dos destaques simples, em bloco. A tendência é que todos serem rejeitados. Passa-se então à votação do texto principal, ressalvados os destaques de bancada. O texto precisa de 308 votos favoráveis em votação nominal pelo sistema eletrônico. - Com a aprovação, passa-se à votação dos destaques de bancada, concedidos aos partidos ou blocos em número proporcional ao tamanho das bancadas. O governo costura um acordo para que a maioria não apresente nenhum deles. Pela atual composição da Câmara, são possíveis 34 destaques, que precisam de 308 votos para aprovação, todos em votação pelo sistema eletrônico. Vencida essa etapa, os deputados concluem o primeiro turno.

Roteiro para votação em segundo turno DISCUSSÃO - Aberta a discussão, esta pode ser encerrada pelo término da lista ou mediante a aprovação de requerimento com essa finalidade, havendo a matéria sido discutida por, no mínimo, quatro oradores (dois contra e dois a favor).

VOTAÇÃO - Encerrada a discussão, passa-se à votação. - Vota-se apenas a redação do segundo turno, ressalvados os destaques. - Em seguida, se aprovado novamente o texto pr i ncipal, procede-se à votação dos destaques de bancada.

- O regimento da Câmara só permite, no segundo turno, a apresentação de destaques supressivos, que retiram partes do texto. - Considerado de votação mais rápida, o segundo turno chega ao fim. REDAÇÃO FINAL A c o n clu s ã o o c o r r e

após a aprovação da redação final, geralmente em votação simbólica. Esse será o texto encaminhado ao Senado Federal, onde a reforma da Previdência passará pelo mesmo processo de discussão e análise. Nesta etapa, não há possibilidade de alteração de mérito.

O Congresso pode mais que dobrar o valor do dinheiro do fundo eleitoral, a ser gasto nas eleições municipais do ano que vem.São R$ 2 bilhões a mais, na comparação com as eleições de 2018. A previsão é que R$ 3,7 bilhões sejam destinados ao fundo eleitoral. No ano passado, 35 partidos receberam R$ 1,7 bilhão. A previsão está no parecer da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020 apresentado pelo relator à Comissão Mista de Orçamento do Congresso. O relator, deputado Cacá Leão (PP-BA), fez mudanças no texto enviado pelo governo. A LDO define metas de economia e limites de despesas dos três poderes. O fundo eleitoral foi criado em 2017 para financiar as campanhas com recursos públicos. Desde as eleições do ano passado, é proibido o financiamento de empresas nas campanhas – somente pessoas físicas podem fazer doações. A Lei de Diretrizes Orçamentárias precisa ser votada no Congresso antes do recesso parlamentar, previsto para se

iniciar no próximo dia 18. Já o orçamento para o ano que vem só será apresentado pelo governo ao Congresso Nacional em agosto. O presidente da Comissão Mista de Orçamento, senador Marcelo Castro (MDB-PI), disse que o relator justificou que nas eleições municipais o número de candidatos é maior e, por isso, é preciso mais dinheiro.”São 5.700 municípios. São inúmeros candidatos a vereador e municípios grandes, como a Prefeitura de São Paulo, que é maior que muitos estados, do Rio de Janeiro, de Salvador, de Fortaleza. Então, esse é o argumento que ele deu”, afirmou Castro. O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) afirmou que este não é o momento de se dar mais dinheiro para financiar as eleições.”O momento é inadequado. Estamos discutindo tantas reformas, reformas importantes para o país, alguns favoráveis, outros contrários. Mas ao se discutir reformas é que se demonstra a necessidade de recuperação econômica. Gastar tanto dinheiro com eleições é um prejuízo que vai fazer muita falta a outros setores do país”, declarou.

PEC 45/19

Câmara instala comissão especial da reforma tributária A Câmara dos Deputados instalou hoje (10) a comissão especial que vai analisar o mérito da Proposta de Emenda à Constituição ( PEC 45/19 ) da reforma tributária.Os parlamentares escolheram como presidente do colegiado o deputado Hildo Rocha ( MDB-MA) e como primeiro vice, Sidney Leite ( PSD-AM ). A relatoria caberá ao deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). A comissão especial será composta por 43 titulares e o mesmo número de suplentes. Ao participar da instalação, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a reforma tributária representa um desafio diferente da previdenciária, cujo texto-base será votado nesta quarta-feira no plenário. UNIFICAÇÃO “A [reforma] previdenciária unifica a Federação e, de alguma forma, divide a sociedade. A [reforma]

tributária divide a Federação e unifica a sociedade. Nosso desafio é harmonizar essas divergências para que a gente consiga, como na previdenciária, espero eu, ter também um texto que organize melhor o sistema tributário brasileiro”, disse Maia. Em maio, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou o parecer sobre a admissibilidade da proposta de reforma tributária.A proposta institui o Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), que substitui três tributos federais – IPI, PIS e Cofins–, o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal. Todos eles incidem sobre o consumo. O IBS será composto por três alíquotas – federal, estadual e municipal ; e União, estados e municípios poderão fixar diferentes valores para a alíquota do imposto. O tempo de transição previsto é de dez anos. (Da Agência Brasil)

STF

Bolsonaro diz que indicará evangélico para a Suprema Corte O presidente Jair Bolsonaro afirmou que indicará um ministro evangélico para o Supremo Tribunal Federal ( STF ), pois, para ele, a busca pelo “resgate dos valores familiares” deve estar presente em todos os poderes do país. “Entre as duas vagas que terei para indicar para o Supremo um deles será terrivelmente evangélico”, disse, durante sua par ticipação em um culto da bancada evangélica na Câmara dos Deputados, na manhã de hoje (10). No mês passado, ao criticar a decisão do STF de criminalizar a homofobia como forma de racismo, Bolsonaro já havia sugerido a indicação de um evangélico para a Corte. Até 2022, o presidente da República

poderá indicar nomes para pelo menos duas vagas, que serão aberta com a aposentadoria compulsória dos ministros Marco Aurélio e Celso de Mello. Hoje, Bolsonaro elogiou a atuação dos parlamentares evangélicos nos últimos anos. “Vocês sabem o quanto a família sofreu nos últimos governos. Vocês foram decisivos na busca da inflexão do resgate dos valores familiares”, disse. “Quantos tentam nos deixar de lado dizendo que o Estado é laico. O Estado é laico mas nós somos cristãos. Ou para plagiar a minha querida Damares, nós somos terrivelmente cristãos”, disse, em referência à declaração da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.


CIDADE

4

www.brasiliaagora.com.br

BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2019

POLÍTICA AGRÍCOLA FOTO: AGÊNCIA BRASÍLIA

BRASÍLIA AGORA

PELO DF E-MAIL:

BSBAGORA @ GMAIL.COM

NO ZOOLÓGICO DE BRASÍLIA

Está aberta a temporada da Colônia de Feras

Um exemplo da boa produção do DF é a chácara Beija Flor, localizada na zona rural do Paranoá. Em um área de 3,5 hectares se produz de tudo

Setor agrícola gera 30 mil MAIS da metade do território do DF é composta por áreas rurais. O VBP gira em torno de R$ 2,5 bilhões uem passa pela capital federal e vê uma região com tantos monumentos, que atraem a atenção e olhares de turistas de todo o mundo, nem sempre imagina que o território local é composto por 70% de área rural. Segundo dados da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri), o setor emprega cerca de 30 mil pessoas diretamente. O Valor Bruto da Produção (VBP) do DF gira em torno de R$ 2,5 bilhões. Gilberto Gonçalves dos Santos, 40 anos, compõe essa estatística. “Não me vejo fazendo outra coisa e nunca pensei em trabalhar em outra função”, conta o trabalhador do campo. Gilberto trabalha o dia todo

Q

empregos R$ 2,5 BILHÕES

É A ESTIMATIVA DO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO NO DISTRITO FEDERAL

cantarolando músicas sertanejas – as que predominam em seu repertório são as de Eduardo Costa. A liberdade e a natureza, diz, são os princiSDLVDWUDWLYRVGHVXDSUR¿VVmR “Esse ar puro não tem preço; e, como moro próximo, não pego trânsito para vir ao trabalho ou voltar para casa”, destaca. Gilberto é funcionário da chácara Beija Flor, que, localizada na zona rural do

Paranoá, trabalha com produtos orgânicos. Ele, mais dois funcionários e dois diaristas auxiliam na plantação, colheita e nos cuidados com a lavoura. Cleusa de Amorim Gallo, 67 anos, e Nivardo Borgalo, 68 anos, são os proprietários. Na chácara, de 3,5 hectares, planta-se e colhe-se de tudo. A produção é vendida nas feiras. Além disso, os proprietários fazem entregas para clientes do Lago Norte, Asa Norte e Asa Sul. Alguns buscam os produtos na própria chácara. Há encomendas que chegam a 200 kg.“Quando mudamos para cá, aqui não tinha nada. Plantamos e construímos tudo. Aos poucos, fomos aumentando a produção”, diza Cleusa.

ECONOMIA FORTE Para o secretário de Agricultura, Dilson Resende, a área rural do DF é importante tanto pela produção agropecuária quanto pela geração de empregos e renda a milhares de famílias – e do incremento no PIB e no VBP do DF, contribuindo para o fortalecimento da economia da região. ³(ODWDPEpPpVLJQL¿FDWLYDSDUD o planejamento territorial, pois a área rural ajuda a controlar o crescimento desordenado no Distrito Federal.” Dílson Resende sublinha que o setor é importantes na manutenção da qualidade de vida, na preservação das nascentes e mananciais, bem como das áreas de preservação de matas e de Cerrado.

PROCIDADES

Supervisores do BID aprovam andamento de obras FOTO: TONY WISTON/AGÊNCIA BRASÍLIA

Supervisores do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) visitaram por dois dias as obras do programa Procidades nas regiões administrativas da Ceilândia, Santa Maria e Gama. O objetivo foi avaliar os impactos socioambientais com as obras de pavimentação, drenagem pluvial, urbanização e energia nas Áreas de Desenvolvimento Econômico (ADEs). Os técnicos do banco não detectaram qualquer situação crítica na execução das obras. A avaliação dos especialistas foi positiva. Gerido pela Secretaria de

Desenvolvimento Econômico (SDE), o programa está executando contratos no valor de US$ 71 milhões – o equivalente a R$ 260 milhões – para melhoria da infraestrutura nas três regiões administrativas. “Temos essa missão de veri¿FDURFXPSULPHQWRGRSURJUD ma como forma de salvaguarda dos requerimentos ambientais e sociais do contrato”, explica o supervisor do BID, Jose Luiz de La Batista. As obras também vão melhorar as condições ambientais das áreas de desenvolvimento.

Visita de supervisores do banco às ADEs de Ceilândia, Santa Maria e Gama

Sonhada pelas crianças e, às vezes, temida pelos pais, aqui estão as tão esperadas férias escolares. Nesse mês de julho, 45 crianças com idades entre cinco e nove anos participam da Colônia de Feras do Zoológico de Brasília, que ocorre até sexta-feira (12). Com o objetivo de tirar os pequenos da intensa rotina tecnológica, com internet e eletrônicos, o projeto tem a proposta de promover a conscientização ambiental e social nas crianças. Durante toda a semana, elas serão acompanhadas por funcionários e especialistas do Zoo para aprender mais sobre o funcionamento e os animais do plantel. As crianças foram divididas em três equipes: lobo-guará, ariranha e jaguatirica. Logo

no primeiro dia de aventuras, elas passaram por experiências únicas e que não ocorrem durante uma visita normal ao zoológico. Um exemplo? Os pequenos puderam alimentar o casal de antas do parque: a Melancia e o Ozzy. Mas esse foi só um dos momentos especiais que nossas ferinhas tiveram. Logo no início, após conhecer as equipes e colocar as camisetas personalizadas preparadas pelos nossos funcionários da Diretoria de Educação Ambiental (Deam), as crianças foram conhecer a Loki, a filhote de puma de apenas nove meses de idade. E o melhor: as quatro ferinhas que acertaram um dos nomes da espécie (puma, suçuarana ou onça-parda) puderam chegar bem pertinho e fazer um carinho. FOTO: AGÊNCIA BRASÍLIA

Até sexta-feira, 45 crianças participam das atividades no Zoo

PALÁCIO DO BURITI

CONSELHOS TUTELARES

Governo adere ao projeto Picolé

Última semana do processo de seleção

O projeto Picolé para todos nasceu em 2017 por iniciativa de um professor de inglês. Por acreditar que uma mudança no rumo do país só ocorrerá quando houver uma mudança no espírito de cada brasileiro, o professor, inspirado -em projetos parecidos no exterior e com o apoio da escola particular do DF em que trabalhava, colocou um freezer com diversos picolés, um banner explicativo e uma caixinha para que os estudantes depositassem o valor. Não tinha vendedor nem controle e o resultado foi surpreendente. A proposta deu tão certo que novos interessados surgiram. Atualmente o projeto já conta com mais de 220 locais parceiros, desde igrejas a órgãos públicos no DF, GO e MG. No DF, mais de 200 mil pessoas experimentam mensalmente o sabor de ser honesto.

Os inscritos para fazer a prova do processo de seleção para o cargo de conselheiro tutelar entraram na reta final de preparação. O exame de conhecimentos específicos será aplicado no domingo (14), pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Os candidatos deverão acertar pelo menos 60% da prova para avançar até as próximas etapas do processo: análise de documentação, registro de candidatura e eleição dos candidatos pela população. No exame, serão avaliados os conhecimentos dos candidatos sobre os principais atos normativos relacionados aos direitos de crianças e adolescentes, como alguns artigos da Constituição Federal, o Estatuto da Criança e do Adolescente, as declarações Universal dos Direitos Humanos e dos Direitos da Criança e as leis distritais que tratam do funcionamento dos conselhos tutelares.


5

BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2019

www.brasiliaagora.com.br

BRASÍLIA AGORA


CULTURA

6

www.brasiliaagora.com.br

BRASĂ?LIA, QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2019

BRASĂ?LIA AGORA

FOTO: DIEGO BRESANI/DIVULGAĂ‡ĂƒO

EDUCAĂ‡ĂƒO EM TAGUATINGA (DF)

Crianças curtem fÊrias em praça reformada

O

DeďŹ nida como uma orquestra de atores, a ATA concentra-se na experimentação em dramaturgias do corpo

CCBB recebe Os Saltimbancos ESPETà CULO faz parte das comemoraçþes pelos 80 anos do multiartista Hugo Rodas

C

låssico do teatro brasileiro, o musical Os Saltimbancos entra em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, a partir de amanhã (11). A montagem Ê uma releitura do diretor Hugo Rodas para o texto de Chico Buarque. O espetåculo faz parte da celebração de 80 anos do icônico Hugo Rodas, que atualmente dirige a Agrupação Teatral Amacaca (ATA), que completa 10 anos de

estrada em 2019. Com receita que mistura elementos de teatro, dança, circo e música, o musical conta a história de um jumento, um cachorro, uma galinha e uma gata que decidem fugir de suas casas e se juntam para formar uma banda musical. Nessa perspectiva, a montagem de teor atemporal trata de humanidades como união, fraternidade, empatia, sonhos e perseverança. Tudo isso, guiado por XP¿RFRQGXWRURGHVHMRGHXP mundo melhor e mais justo! No

repertório preparado para a montagem, músicas como Bicharada, História de uma Gata, O Jumento, Um dia de cão e Guerreiros da $OHJULD+LQRGD$PDFDFD, esta composta pelo grupo ATA. A vontade de montar o texto, que faz parte do imaginårio do público brasileiro, surge na esteira da celebração das oito dÊcadas de Hugo Rodas e dos 42 anos da primeira montagem da peça pelo extinto Grupo Pitu, referência na história das Artes Cênicas de Brasília, entre os anos 1970 e 1980.

SERVIÇO LOCAL: CCBB BrasĂ­lia (Setor de Clubes Sul, Trecho 2, Lote 22); DATA: de 11 de julho e 4 de agosto; HORĂ RIO: de quinta-feira a domingo, sempre Ă s 16h; INGRESSO: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia-entrada); CLASSIFICAĂ‡ĂƒO INDICATIVA: livre; MAIS INFORMAÇÕES: (61) 3108-7600.

ESPETà CULO É APRESENTADO E PATROCINADO PELO BANCO DO BRASIL Definida como uma orquestra de atores regida pelo diretor uruguaio Hugo Rodas, a Agrupação Teatral Amacaca concentra-se na experimentação em dramaturgias do corpo e desenvolve seu trabalho no limiar do teatro-dança, linguagem que marca o trabalho do diretor. A linguagem experimental do grupo, desenvolvida desde 2009, Ê apresentada ao público com imagens poÊticas, intenso trabalho corpoUDO FRUHRJUD¿DV PXVLFDOLGDGH manifestos e narrativas. MULTIARTISTA Maestro da ATA, Hugo Rodas Ê radicado hå 40 anos no Brasil e firmou-se como um dos mais talentosos e importantes artistas de seu tempo. Ator, diretor, bailarino, FRUHyJUDIRFHQyJUDIR¿JXUL nista e professor de teatro, sua trajetória inclui experiências com A ntônio Abujam ra e JosÊ Celso Martinez Corrêa, passando pelo Teatro Universitårio Candango e pela Companhia dos Sonhos.

Meta Ê reparar praças próximas às escolas de educação infantil

ESTRATÉGIAS

FOTO: DIVULGAĂ‡ĂƒO

da peça serĂĄ no sĂĄbado (13), Ă s 11h, e continua em cartaz atĂŠ o ďŹ m deste mĂŞs. De autoria de Paula Hesketh e produção de Luiza Hesketh, a peça ĂŠ bilĂ­ngue, com falas tanto em inglĂŞs quanto em portuguĂŞs. “As falas em inglĂŞs nĂŁo comprometem o entendimento do enredo da peça, mas, dessa forma, o pĂşblico consegue ter uma noção maior de como ĂŠ um diĂĄlogo uido e consegue perceber quais pontos precisam ser aperfeiçoados em seus estudosâ€?, explica Paula, professora de teatro infantil. Mais informaçþes: (61) 2109-2122.

Peça Ê interpretada por jovens atores, da trupe Trabalhe Essa Ideia

na frente e muitas vezes os clientes vĂŞm com os filhos. Antes ficĂĄvamos envergonhados quando os clientes chegavam. NĂłs precisamos mesmo desta e de outras melhoriasâ€?, aďŹ rma o comerciante. A ação do GDF nĂŁo para por aĂ­. A administração de Taguatinga produz um levantamento para seguir com a reforma das praças em outras localidades. A prioridade ĂŠ reparar praças prĂłximas Ă s escolas de educação infantil. “NĂłs vamos fazer o orçamento das reformas das praças para uma futura licitação. No momento estamos realizando manutenção e revitalização dos equipamentos pĂşblicosâ€?, conta a administradora de Taguatinga, Karolyne GuimarĂŁes. FOTO: AGĂŠNCIA BRASĂ?LIA

Chapeuzinho Amarelo, teatrinho no BrasĂ­lia Shopping Com uma programação preparada especialmente para o mĂŞs de fĂŠrias escolares, o Teatro BrasĂ­lia Shopping (SCN Qd. 5, Bl. A) apresenta o espetĂĄculo Chapeuzinho Amarelo. Baseada no livro de Chico Buarque, conta a histĂłria de uma menina com medo do medo, chegando ao ponto de nĂŁo brincar, nĂŁo se divertir. Ao enfrentar o desconhecido “O Loboâ€?, ela vai superar medos, inseguranças e descobrir a alegria de viver. A peça serĂĄ interpretada pela Trupe Trabalhe Essa Ideia, grupo de teatro onde os atores sĂŁo mirins. A primeira exibição

A ĂŠpoca ĂŠ de fĂŠrias nas escolas pĂşblicas do Distrito Federal. Neste perĂ­odo ĂŠ importante que as crianças tenham para onde ir e se divertir durante o tempo livre. Em Taguatinga, a praça localizada na QNL 22 foi totalmente reformada e adaptada para receber crianças e moradores que a frequentam. Antes, a praça encontrava-se em estado de abandono. Hoje, com vinda de recursos da Novacap e da administração de Taguatinga, a nova pracinha tem agradado os frequentadores. Ailton da Costa, morador de Taguatinga hĂĄ 21 anos, aďŹ rma que tem visto muita melhora no local. â€œĂ‰ importante que essa praça esteja bem cuidada. Eu tenho uma barbearia

FINANCIAMENTO

MEC quer divulgar boas prĂĄticas de professores

Fies: resultado estĂĄ disponĂ­vel na internet

O MinistĂŠrio da Educação (MEC) quer eleger professores com destaque para que possam compartilhar as boas prĂĄticas com os demais docentes o paĂ­s. A ação faz parte de estratĂŠgias que estĂŁo sendo pensadas na pasta para tornar a carreira de professor mais atraente no Brasil e dar melhores condiçþes para os docentes. De acordo com a diretora de Capacitação TĂŠcnica PedagĂłgica e de GestĂŁo de Profissionais da Educação da Secretaria de Educação BĂĄsica do MEC, Mariana Muçouçah, o projeto da polĂ­tica pĂşblica deverĂĄ ser apresentado ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, atĂŠ o ďŹ m deste ano.

O resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) juro zero e do P-Fies jå estå disponível para consulta na pågina do programa na internet e nas instituiçþes de ensino superior participantes. O resultado foi divulgado pelo MinistÊrio da Educação ontem (9), por volta das 20h. Nesta edição, foram ofertadas 46,6 mil vagas a juro zero. Os estudantes selecionados no P-Fies devem comparecer à instituição de ensino para validar as informaçþes prestadas na hora da inscrição a partir desta quarta-feira (10). Jå os selecionados na modalidade Fies devem complementar a inscrição a partir desta quarta-feira (10) atÊ sexta-feira (12).


7

www.brasiliaagora.com.br

BRASĂ?LIA, QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2019

TRATAMENTO EM CASA

NO GUARĂ (DF) FOTO: MARIANA RAPHAEL/SAĂšDE-DF

ECONOMIA

CBMDF faz vistorias em residĂŞncias

NOVO SISTEMA

Governo federal anuncia mudanças no eSocial RogĂŠrio Marinho, secretĂĄrio especial de PrevidĂŞncia e Trabalho do MinistĂŠrio da Economia, informou que o governo trabalha para “simpliďŹ carâ€? o Sistema de Escrituração Digital das Obrigaçþes Fiscais, PrevidenciĂĄrias e Trabalhistas (eSocial). Para ele, hĂĄ “excesso de detalhamentoâ€? na alimentação de informaçþesâ€? Segundo ele, em janeiro de 2020 vĂŁo ser implementados dois novos sistemas. Um para grandes e mĂŠdias empresas, “jĂĄ simpliďŹ cado e desburocratizadoâ€?; e outro para pequenas e microempresas, “ainda mais simplificadoâ€?. A iniciativa afetarĂĄ o uso do eSocial para empregados domĂŠsticos. “A

ideia ĂŠ tambĂŠm simpliďŹ car para o empregador individualâ€? “O fato de ser dois sistemas nĂŁo quer dizer que vai aumentar a complexidade. SerĂŁo dois sistemas bem mais simplesâ€?, promete o secretĂĄrio. Conforme Marinho, os novos sistemas nĂŁo incluirĂŁo informaçþes tributĂĄrias. “A ideia ĂŠ que a Receita Federal disponibilize a partir de janeiro [de 2020] um sistema prĂłprio diferenciada e tambĂŠm simpliďŹ cadoâ€?. “NĂłs esperamos pelo menos a diminuição dos layouts atuais (...) A ideia ĂŠ ter uma ferramenta de gestĂŁo e de controle da ĂĄrea de trabalho e da previdĂŞncia que seja amigĂĄvel.â€?

FGV/JUNHO

Indicador de emprego registrou crescimento A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou ontem (9) dois indicadores referentes ao mercado de trabalho, coletados em junho. O Indicador Antecedente de Emprego ( Iaemp) subiu 0,8 ponto e agora registra 86,6 pontos. O índice registrou este crescimento em junho após recuo nos quatro meses anteriores.

O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) caiu 1,1 ponto, no mesmo perĂ­odo. Indo para 94,6 pontos, depois de registrar crescimento nos trĂŞs meses anteriores. O ICD ĂŠ um indicador com sinal semelhante ao da taxa de desemprego, ou seja, quanto menor o nĂşmero, melhor o resultado.

DĂ“LAR: MOEDA NESTA QUARTA-FEIRA FECHA EM R$ 3,83

Disponibilidade para tratamento em casa subiu de 50 pacientes para 80 e deve chegar a 100 atĂŠ ďŹ nal do ano

SUS oferece mais vagas do serviço de TRATAMENTO ĂŠ aos pacientes que necessitam de cuidados especiais, para nĂŁo ďŹ car internados em UTI

M

ais conforto para o paciente, mais economia para o sistema de saĂşde: estes sĂŁo os dois pontos positivos que o serviço de home care oferece ao tratar, em casa, usuĂĄrios do Sistema Ăšnico de SaĂşde (SUS) que necessitam de cuidados especiais, mas estĂŁo HVWiYHLVRVXÂżFLHQWHSDUDQmRÂżFDU internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “O paciente tem de estar no melhor lugar, de acordo com o SHUÂżOGHOH(OHQmRGHYHPRUDUQD UTI, que ĂŠ um lugar de passagem. A partir do momento em que ele precisa apenas de equipamentos, estando estĂĄvel, podemos desospitalizĂĄ-lo e abrir vagas de leitosâ€?, destaca a diretora de Serviços de Internação, Vanessa Carvalho. Atualmente, a Secretaria de SaĂşde conta com 80 vagas de

home care home care, por meio de empresa contratada – 30 a mais do que havia em 2018. A previsĂŁo ĂŠ de TXH DWp R ÂżQDO GHVWH DQR PDLV 20 vagas sejam disponibilizadas. Âł(VWDPRV FRP  SDFLHQWHV QR home care e alguns pedidos de internação domiciliar em anĂĄliseâ€?, frisa a diretora. AlĂŠm de humanizar o tratamento, a modalidade gera ecoQRPLD SDUD D SDVWD (QTXDQWR manter um paciente desses em UTI custa cerca de R$ 3 mil a diĂĄria, o valor gasto com ele em casa sai por cerca de R$ 800. CRITÉRIOS DE ADMISSĂƒO Nem todo paciente pode ser admitido nesta modalidade de FXLGDGR (OH GHYH HVWDU VRE LQ ternação em Unidades de Terapia Intensiva e/ou leitos hospitalares da Secretaria de SaĂşde; ser clas-

VLÂżFDGRFRPRGHDOWDFRPSOH[L dade, de acordo com a Tabela da $VVRFLDomR%UDVLOHLUDGH(PSUH sas de Medicina Domiciliar; ter estabilidade respiratĂłria e hemodinâmica, e o consentimento de um familiar. “Precisa ser dependente de ventilação mecânica invasiva, ter traqueostomia, gastrostomia e precisar de cuidados de enfermagem por 24 horas. Assim ĂŠ considerado um paciente de alta FRPSOH[LGDGH´HQXPHUD9DQHVVD Carvalho. AlĂŠm disso, ĂŠ feita uma visita prĂŠ-admissional domiciliar SDUD DYDOLDU R FRQWH[WR IDPLOLDU e averiguar as condiçþes fĂ­sicas e estruturais da residĂŞncia para saber se hĂĄ condiçþes de receber o paciente com segurança e se serĂĄ necessĂĄrio ajuste para a instalação da estrutura.

PĂ TRIA VOLUNTĂ RIA

HORĂ“SCOPO Ă RIES 21/03 A 20/04

TOURO 21/04 A 20/05

Poderå investir no seu aperfeiçoamento profissional. Mas não exija tanto de você. Adie assuntos de justiça e mantenha distância de fofocas. Com o par, espere conflitos difíceis de resolver. Cor: roxo.

Você vai precisar segurar a irritação para não explodir fora de hora. Por isso, trabalhar em equipe exigirå mais paciência. Na conquista, use seu poder de sedução para laçar a pessoa amada. Cor: cinza.

GĂŠMEOS 21/05 A 21/06

CĂ‚NCER 21/06 A 20/07

Mercúrio e Marte vão deixar você com a língua afiada e de pavio curto. Portanto, acalme-se no seu emprego. Bom dia para fazer tratamento de beleza. No amor, hå chance de começar namoro. Cor: amarelo.

Com criatividade e perseverança, você vai se sair bem no serviço, mas evite decisþes impulsivas. Boa recuperação em qualquer tipo de tratamento. No romance, tente não ser tão exigente. Cor: rosa-escuro.

LEĂƒO 22/07 A 22/08

VIRGEM 21/08 A 22/09

No trabalho, procure não criar contratempos, nem falar demais. Talvez se dê bem em sorteios ou premiaçþes. Hå sinal de sensibilidade junto aos familiares. Se você ama alguÊm, declare-se. Cor: branco.

Mercúrio e Urano deverão bagunçar seu dia, incluindo bate-bocas, fofocas e mal-entendidos, que podem atÊ mesmo tumultuar as coisas no seu emprego. No amor, vai querer segurança. Cor: marrom.

LIBRA 23/09 A 22/10

ESCORPIĂƒO 23/10 A 21/11

Fale menos para não se meter em discussþes acaloradas. Serå melhor poupar do que gastar. Evite dar lição de moral, pode não dar bons resultados. Suas atitudes impensadas na relação podem criar desafios. Cor: pink.

Terå dedicação com suas metas. Marte pode complicar e você se prejudicar no trabalho agindo sem pensar. A dois, deixar o ciúme de lado e confiar no par, serå muito bom. Cor: laranja.

SAGITĂ RIO 22/11 A 21/12

CAPRICĂ“RNIO 22/12 A 21/01

O clima do dia pode fazer vocĂŞ se aborrecer com conversas atravessadas. TerĂĄ foco no trabalho. NĂŁo farĂĄ corpo mole com as responsabilidades. VocĂŞ e o par podem se desentender por fofoca de terceiros. Cor: prata.

Assunto jogado para debaixo do tapete pode vir Ă tona. Evite falar demais no trabalho. Chance de tomar decisĂľes precipitadas com a famĂ­lia. No amor, a Lua pode deixar vocĂŞ com sentimentos possessivos. Cor: dourado.

AQUĂ RIO 21/01 A 19/02

PEIXES 20/02 A 20/03

Tudo indica que se darĂĄ bem no trabalho se tiver foco. Feche negĂłcios de dinheiro somente com quem confia e jĂĄ conhece. Pode sair da linha agindo sem pensar com seu amor, acalme-se. Cor: amarelo.

No trabalho, observe ao invĂŠs de dar ideias. Cuidado com as palavras que podem gerar discussĂľes. Chance de viagem ou sintonia nos estudos com colega. No romance, vocĂŞ irĂĄ sentir muita paixĂŁo. Cor: rosa-escuro.

BRASĂ?LIA AGORA

ORTOPEDIA

Programa de incentivo ao voluntariado FOTO: ABR

O presidente Jair Bolsonaro assinou ontem (9) o decreto que cria o programa PĂĄtria VoluntĂĄria, destinado a engajar instituiçþes pĂşblicas, sociedade civil e setor privado no fomento ao voluntariado no paĂ­s. As açþes serĂŁo propostas e conduzidas por um conselho constituĂ­do 24 membros – 12 representantes de ministĂŠrios e 12 representantes da sociedade civil, entre os quais a primeira-dama Michelle Bolsonaro, que presidirĂĄ o colegiado. O programa foi lançado nesta terça-feira, no Hospital da Criança de BrasĂ­lia, em solenidade que teve a presença do presidente e da primeira-dama, alĂŠm de diversos ministros. “Qualquer paĂ­s do mundo, por mais rico que seja,

DenĂşncias anĂ´nimas feitas por meio do telefone 199 levaram o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) a vistorias em casas nas QIs 9 e 20 do GuarĂĄ I. Pelo menos dois pontos, indicados por moradores da regiĂŁo como focos do mosquito aedes Aegypti, foram ďŹ scalizados na manhĂŁ desta quarta-feira (10). A ação faz parte de uma iniciativa da Força de Segurança PĂşblica e da Secretaria de SaĂşde, abrangendo, alĂŠm do CBMDF, a Vigilância SanitĂĄria e a Defesa Civil. â€œĂ‰ uma ação de prevenção mesmoâ€?, explica o comandante da operação, tenente Ronald Marques. “Vistoriamos as casas denunciadas e toda a vizinhança para ver se hĂĄ depĂłsitos [de larvas] e tambĂŠm para esclarecer sobre medidas que as pessoas precisam tomar para evitar a proliferação do mosquito. Um dos locais visitados estava completamente abandonado. PrĂłximo a uma escola de ensino fundamental, o quintal da casa foi transformado numa espĂŠcie de depĂłsito de ferro-velho. “Aqui de fora, a gente nota que ĂŠ um ponto de risco; agora, vamos notiďŹ car a administração regional e a Vigilância [SanitĂĄria] para providenciar a entrada no loteâ€?, esclarece o tenente. Em casos de terrenos abandonados, o Corpo de Bombeiros nĂŁo tem autorização para entrar, mas ĂŠ possĂ­vel providenciar uma medida judicial para vistoriar o espaço. “Vamos buscar os meios legais para garantir a segurança da população em todos esses casos. Estamos falando de saĂşde pĂşblica – muitas pessoas correm risco com essa situaçãoâ€?, adverte.

Momento de assinatura do decreto de criação do programa

por maior orçamento que tenha na ĂĄrea social, ele precisa do voluntariado para chegar a todos. As pessoas Ä™ČąÂŒÂŠÂ–Čą –ž’Â?Â˜Čą Žœ™Ž›Š—Â?Â˜Čą šžŽȹ o governo resolva tudo, que o governo atenda a todos, e

nĂłs estamos numa situação de crise e o voluntariado pode ajudar para que ninguĂŠm ęȹšžŽȹ™Š›ŠȹšžŽȹÂ?˜Â?Â˜ÂœČąÂ?Ž—‘Š–ȹ algum tipo de atendimentoâ€?, disse o ministro da Cidadania, Osmar Terra.

Cirurgia inĂŠdita ĂŠ realizada no Hospital de Base No Hospital de Base, uma cirurgia inĂŠdita no Brasil: tratamento de infecção protĂŠtica em um estĂĄgio cirĂşrgico. O ortopedista, MĂĄrio Soares, realizou o procedimento apĂłs ter permanecido nos Ăşltimos trĂŞs meses treinando a tĂŠcnica e o tratamento em Hamburgo, na Alemanha. Segundo ele, a paciente de 47 anos, que havia passado por uma cirurgia para colocação de prĂłtese hĂĄ seis meses, teve uma infecção e foi preciso fazer a reabordagem cirĂşrgica. “Essa paciente precisou fazer o procedimento por ter um desgaste precoce de quadril e foi acometida dessa complicação que atinge de 1,5% a 2% dos pacientes e costuma ser devastadoraâ€?, explica o especialista.


8

BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 10 DE JULHO DE 2019

www.brasiliaagora.com.br

BRASÍLIA AGORA

Profile for Jornal Brasília Agora

Edição 918 do Jornal Brasília Agora  

Brasília, quarta-feira, 10 de julho de 2019

Edição 918 do Jornal Brasília Agora  

Brasília, quarta-feira, 10 de julho de 2019

Advertisement