Page 3

4

ATRATIVIDADE DO BRASIL COMO POLO INTERNACIONAL DE INVESTIMENTOS E NEGÓCIOS

PREFÁCIO A ascensão brasileira como potência econômica global é hoje inegável, tendo o Brasil superado a fase de ser apenas a promessa de “país do futuro”. Entretanto, para a plena concretização desta promessa, é necessário garantir o reconhecimento internacional da transformação do Brasil em um país de serviços e em um polo de investimentos e negócios. Este documento é a segunda publicação da BRAiN (Brasil Investimentos e Negócios) e continua o mapeamento iniciado no relatório lançado em dezembro de 2010, “O Brasil como um dos polos na nova rede de negócios da América Latina”. O presente relatório busca lançar uma nova luz sobre o tema da atratividade de um polo de investimentos e negócios, identificando iniciativas que tornem o País ainda mais atrativo para empresários, investidores e todos os públicos envolvidos em transações de investimentos e negócios. Para preparar este material, a BRAiN realizou, com o apoio do The Boston Consulting Group, um trabalho de extensa pesquisa e análise, assim como entrevistas e workshops com experts e formadores de opinião dos setores público e privado. As conclusões iniciais deste estudo foram então apresentadas a empresas, entidades de classe, economistas e técnicos de renome, bem como a autarquias e representantes das esferas de governo federal, estaduais e municipais. O resultado do trabalho acima descrito é este documento que detalha a atratividade do Brasil como polo de investimentos e negócios na América Latina, define indicadores para o acompanhamento dinâmico da posição do País e identifica possíveis próximos passos e iniciativas para fomentar este posicionamento.

Criada em 2010, a BRAiN tem como objetivo assegurar a materialização de uma visão multissetorial da América Latina como uma rede regional de negócios fortemente interconectada, na qual o Brasil deve atuar como um dos polos proeminentes. A BRAiN almeja gerar consenso e ação nos diversos setores da economia ao redor dessa ideia e conta, para isso, com 13 associados atualmente: ANBIMA, BM&FBOVESPA, FEBRABAN, Fecomercio, Banco Bradesco, Banco do Brasil, Banco Santander, Banco Votorantim, BTG Pactual, CETIP, Citibank, HSBC e Itaú-Unibanco. Mais informações sobre a BRAiN e sua visão se encontram no site www.brainbrasil.org.

Atratividade do Brasil como polo internacional de investimentos e negócios  
Atratividade do Brasil como polo internacional de investimentos e negócios  

Neste relatório a BRAiN identifica os 7 pilares que caracterizam a atratividade de um polo internacional de investimentos e negócios e compa...

Advertisement