Page 1

set 12


mestres do conto latino-americano 01, 15, 22 e 29 / setembro mês da cultura independente – o conflito entre cultura e a cultura independente 04 / setembro leitores e leituras 5 e 19 / setembro pelléas et mélisandre, entre a música e a poesia 06 / setembro quarteto de cordas da cidade de são paulo 13 / setembro leitura atenta e escrita criativa 26 / setembro série fronteiras: caleidoscópio sonoro 28 / setembro


mestres do conto latino-americano (ciclo de palestras) A Biblioteca Mário de Andrade encerra neste mês o ciclo Mestres do conto latino-americano, com curadoria do professor Davi Arrigucci Jr. A série de encontros cumpre a proposta de propiciar aos participantes um contato direto com as narrativas do gênero. Em cada encontro será feita uma leitura crítica de um ou dois contos de um determinado autor, em que serão examinados seus traços característicos por um professor especializado na obra do contista. O projeto Mestres do conto latino-americano é realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural – 2011. Acompanhe a programação completa do curso através do site: www.bma.sp.gov.br Dias 01, 15, 22 e 29, sábados, das 10h às 12h local  Auditório apoio


programação 01 de setembro rubem fonseca (Brasil, mg, Juiz de Fora 1925) contos: a força humana e a coleira do cão por fábio de souza andrade Professor de Teoria Literária e Literatura Comparada na Universidade de São Paulo. É autor de O engenheiro noturno: a lírica final de Jorge de Lima (Edusp, 1997) e Samuel Beckett: o silêncio possível (Ateliê, 2001), entre outros. De Beckett, traduziu Esperando Godot, Fim de partida e Dias Felizes, todos editados pela Cosac Naify.

15 de setembro juan josé saer (Argentina, Serodino 1937 – França, Paris, 2005) conto: el intérprete por adriana kanzepolsky Doutora em Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-Americana pela Universidade de São Paulo, onde é Professora de Literatura Hispano-Americana. Realizou seu pós-doutorado na Universidade Estadual de Campinas. Publicou Un dibujo del mundo: extranjeros en Orígenes (Rosario, Beatriz Viterbo Editora) e variados ensaios em revistas especializadas.


22 de setembro lima barreto (Brasil, rj, Rio de Janeiro 1881 – 1922) conto: dentes negros e cabelos azuis por antonio arnoni prado Professor Titular do Departamento de Teoria Literária da Universidade Estadual de Campinas e autor, entre outros, dos ensaios Lima Barreto: o crítico e a crise (Martins Fontes, 1989), Itinerário de uma falsa vanguarda (Ed.34, 2010), Trincheira, palco e letras (Cosac Naify, 2004), além de colaborador dos principais jornais e revistas do país. Em 1996, reuniu e organizou, com notas e estudo introdutório, a produção crítica dispersa de Sérgio Buarque de Holanda com os dois volumes de O espírito e a letra (Companhia das Letras).


29 de setembro horacio quiroga (Uruguai, Salto 1878 – Argentina, Buenos Aires 1937) contos: a galinha degolada e o travesseiro de penas por pablo gasparini Professor de Letras pela Universidad Nacional de Rosario, na Argentina. Fez mestrado e doutorado em Literatura Hispano-Americana na Universidade de São Paulo. Realizou pós-doutorado no Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas. Seus temas de pesquisa estão voltados para a questão do exílio. Publicou El exilio procaz: Gombrowicz por la Argentina (Beatriz Viterbo, 2007) sobre a problemática do deslocamento linguístico/ literário. Desde 2009 é Professor da Universidade de São Paulo.


mês da cultura independente – o conflito entre cultura e a cultura independente. (palestra de abertura) Realizado há cinco anos, o Mês da Cultura Independente, projeto da Secretaria Municipal de Cultura, tem o intuito de promover a difusão de manifestações artísticas e culturais produzidas por grupos e produtores independentes em diversas linguagens: música, cinema, literatura e artes visuais. Uma série de eventos acontecerá em variados equipamentos culturais como Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, Centro Cultural São Paulo, Galeria Olido entre outros. Para abrir a edição 2012, a Biblioteca Mário de Andrade realiza palestra com o Professor José Teixeira Coelho Netto, que discutirá o conflito entre a cultura e a cultura independente. Acesse a programação completa no site: http://culturaindependente.org/blog/ Dia 4, terça-feira, das 19h às 21h local  Auditório


josé teixeira coelho netto Ex-diretor do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo mac/usp e do Departamento de Informação e Documentação Artística da Secretaria Municipal de Cultura – idart. É curador do Museu de Arte de São Paulo – masp. Colabora com vários jornais e revistas do Brasil e exterior e publicou, entre outros, o Dicionário Crítico de Política Cultural e O homem que vive. Recebeu um Prêmio Portugal Telecom de Literatura pelo livro História Natural da Ditadura.


leitores e leituras (sarau) Com o objetivo de compartilhar experiências de leitura, a Biblioteca Mário de Andrade promove, na sala de convivência da Circulante, encontros de leitores. De modo espontâneo e livre, os participantes têm a oportunidade de dividir impressões e informações sobre sua leitura ou sobre seus próprios textos. A ideia dos saraus é fornecer aos leitores um ambiente para expressar seus pontos de vista sobre livros que queiram compartilhar com outros leitores. Após cada encontro, os livros comentados e lidos pelos participantes são expostos em destaque, estimulando-se, desta forma, sua consulta e empréstimo na Biblioteca Circulante. Dias 5 e 19, quarta-feira, das 17h30 às 19h30 local  Sala de Convivência


pelléas et mélisandre, entre a música e a poesia (palestra) Em parceria com o Theatro Municipal de São Paulo, a Biblioteca Mário de Andrade promove um ciclo de palestras para apresentar ao público aspectos literários e artísticos das grandes óperas que serão apresentadas na Temporada Lírica de 2012. Dando início ao ciclo, com a estréia da ópera Pelléas et Mélisandre em 15/09, haverá palestra de Jorge Coli. Segundo ele, Pelléas et Mélisande cria um universo sonoro intimamente ligado à poesia do texto. Para descobri-la, é preciso atentar para a relação íntima entre palavra e música. A palestra buscará algumas chaves para o acesso a esse universo alusivo, rico de inefáveis sugestões simbólicas. Dia 06, quinta-feira, das 19h às 21h local  Auditório apoio  Theatro Municipal


sobre a ópera: Pelléas et Mélisande, única ópera escrita por Claude Debussy (1862–1918), estreou em Paris em 1902 e é baseada na peça de teatro homônima de Maurice Maeterlinck (1862–1949). É também considerada uma obra singular dentro do repertório operístico pela sua enorme originalidade de escrita. Ao contrário da maioria das óperas que tem suas fontes literárias transpostas para versos, nesta genial partitura do impressionismo musical francês, Debussy se utiliza da maior parte dos diálogos da peça simbolista de Maeterlinck criando grandes linhas em forma de recitativo com um acompanhamento orquestral incrivelmente rico que amplia os sentimentos narrados pelos personagens. Um dos ícones do modernismo do século xx. Apresentações no Theatro Municipal de São Paulo Dias 15 (sábado) às 20h, 17 (segunda) às 20h, 19 (quarta) às 20h, 21 (sexta) às 20h e 23 (domingo) às 17h direção musical e regência  Abel Rocha direção cênica  Iacov Hillel mais informações  www.teatromunicipal.sp.gov.br jorge coli É Professor titular e livre-docente em História da Arte e da Cultura na Unicamp/sp, Foi Professor convidado em várias universidades internacionais (Princeton, Panthéon-Sorbonne entre outras). Tem doutorado em Filosofia pela usp/sp (1990) e Pós-Doutorado pela New York University.


leitura atenta e escrita criativa (encontro) A Biblioteca Mário de Andrade, em parceria com a Oficina de Escrita Criativa, oferece um programa especial aos estudantes, com foco na Literatura Brasileira e nos romances indicados para o vestibular da Fuvest 2012/2013. Partindo da premissa de que ler bem ajuda a escrever melhor, a cada mês é realizado um encontro sobre escrita criativa. A partir da leitura de trechos de obras clássicas e atuais, os participantes identificam os procedimentos utilizados pelos autores para se obter determinados efeitos literários. Sob a coordenação das jornalistas e escritoras Rosangela Petta e Julia Alquéres, cada encontro busca estimular a leitura crítica e o desenvolvimento do processo de escrita dos estudantes, auxiliando-os inclusive na interpretação de textos e na criação de redações. Dia 26, quarta-feira, das 16h às 18h local  Auditório contato  Rosangela ou Julia 3255-2003 / 3257-6268 Obra: Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. Tema de trabalho: a narração e a descrição.


quarteto de cordas da cidade de são paulo (concerto) Formado pelos músicos Betina Stegmann e Nelson Rios (violinos), Marcelo Jaffé (viola) e Robert Suetholz (violoncelo), o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, considerado um dos mais ilustres da América Latina, é uma entidade oficial da Secretaria Municipal de Cultura. A atual formação conta com músicos que realizam intensa atividade no cenário musical brasileiro, através de concertos, recitais ou atividades pedagógicas, com grande experiência e prestígio internacional. Obras do acervo da Biblioteca são destacadas conforme o repertório. Dia 13, quinta-feira, das 19h às 20h local  Auditório apoio cultural  Theatro Municipal


programa edward elgar (Reino Unido, Broadheath 1857 – Worcestershire 1934) Quarteto op.83 (29m.) Allegro moderato Piacevole: Poco andante Allegro molto igor stravinski (Rússia, São Petersburgo 1882 – eua, Nova Iorque 1971) 3 Peças (9m.) leos janacek (República Tcheca, Morávia 1854 – Ostrava 1928) Quarteto No.1 “Sonata a Kruetzer” (18m.) Adagio Con moto


série fronteiras: caleidoscópio sonoro (apresentação musical) A série Fronteiras, criada pelo grupo Mosaico Brasil, busca diluir as fronteiras entre o erudito, o popular, o folclórico e o regional em suas apresentações em torno da música brasileira, por meio de inusitados arranjos e interpretações. O programa Caleidoscópio Sonoro apresenta as composições de vários autores, estilos e combinações de efeito sonoro. Dia 28, sexta-feira, das 12h30 às 13h30 local  Auditório ademir costa  piano érika muniz  canto michel moraes  clarinete xavier silva  canto


programa 1. cantos de çairé – folclore amazônico  H. Villa-Lobos 2. canto do pajé  H. Villa-Lobos 3. o que é bonito?  Lenine (declamação) 4. pavane – fauré/romaria  Renato Teixeira 5. le papillon et la fleur  Fauré 6. acalanto da rosa  Claudio Santoro/Vinicius de Moraes 7. melodia sentimental  H. Villa –Lobos 8. suíte beira mar – op. 21  Marlos Nobre 9. à chloris  Reinaldo Hahn 10. beatriz  Chico Buarque/Edu Lobo 11. nocturne  Fauré 12. por causa de você  Tom Jobim/Dolores Duran 13. estrada branca  Vinícius de Moraes/Tom Jobim 14. acalanto  Hekel Tavares 15. o leilão  Hekel Tavares 16. clair de lune  Fauré 17. olha a lua  John Neshling/Geraldo Carneiro 18. chanson du pêcheur  Fauré 19. suíte do pescador  Dorival Caymmi


ópera e literatura na biblioteca mário de andrade Desde seu surgimento pelas mãos da Camerata Fiorentina, na Itália, por volta de 1600, a ópera tem em sua essência a união de texto e música, naquilo que esses pioneiros chamavam de drama per musica. Desde os primeiros compositores, o ponto de partida era uma obra literária, como por exemplo, trechos de As Metamorfoses de Ovídio. Nos quatrocentos anos subsequentes os grandes autores literários continuaram a ser fonte de inspiração para esse gênero musical e Shakespeare, Goethe e Schiller, para citar alguns, tiveram algumas de suas obras transpostas para o palco lírico. Para explorar melhor a junção desses dois mundos, música e literatura, a Biblioteca Mário de Andrade e o Theatro Municipal de São Paulo promovem em parceria uma série de palestras que abordam o universo que permeia cada título apresentado na Temporada Lírica do Theatro, possibilitando aos especialistas, autores dos textos dos programas dos espetáculos ampliarem a discussão sobre as obras. Começamos com a palestra do Prof. Jorge Coli, que analisará Pelléas et Mélisande de Claude Debussy, baseada na peça de teatro homônima de Maurice Maeterlinck. Obra teatral simbolista musicada pelo maior nome do impressionismo francês. joão malatian Coordenador de Programação Theatro Municipal de São Paulo


horário de funcionamento da biblioteca mário de andrade coleção circulante, sala de atualidades e sala de estudos Segunda a Sexta, das 8h30 às 20h30. Sábado, das 10h às 17h coleção geral Segunda a Sexta, das 8h30 às 17h coleção de artes Segunda a Sexta, das 8h30 às 19h coleção de obras raras, mapoteca e multimeios Segunda a Sexta, das 8h30 às 17h, mediante agendamento. visita monitorada Terças e quintas-feiras, às 11h ou às 15h. Último sábado de cada mês, às 11h30. Informações e agendamento: 11. 3256-5270 Todas as atividades da Biblioteca são gratuitas. Entradas estão sujeitas à lotação. capacidade Auditório – 175 lugares Sala de convivência – 30 lugares

Para conhecer a programação das Bibliotecas, Ônibus Biblioteca, Espaços, Pontos e Bosques da Leitura, que são administrados pela Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas, acesse: www.bibliotecas.sp.gov.br

Biblioteca Mário de Andrade Rua da Consolação, 94 Próximo às estações do metrô Anhangabaú e República telefone  11 3256 5270 email  bma@prefeitura.sp.gov.br site  www.bma.sp.gov.br

design gráfico  Celso Longo + Daniel Trench

informações gerais


Biblioteca Mário de Andrade - Setembro 2012  

Programação cultural e gratuita da Biblioteca Mário de Andrade

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you