Page 1

B i o e l e c t r i c n o I

...edição 01_volume I...

... Novembro_2003

i

f

rme

l b u n s E d i t o r i a lá E d i t o r i a l Bem. Aqui estamos juntos mais uma vez... e é muito bom ter notícias positivas sobre as ações desempenhadas na cena nacional.

Em contato com o W-Tek, da banda AIRE’N TERRE, sobre o saldo do evento BioElectric.br, realizado no início deste mês em Santa Maria-RS, no qual ele foi um dos articuladores e co-produtor, tive a certeza de que nós podemos multiplicar este tipo de investida para o resto do país, concretizando realmente esta proposta fundamental da ARTERIA. Outras informações vocês poderão obter através do boletim próprio da ARTERIA, através do e-mail biodivercidade@hotmail.com , onde haverá uma análise mais detalhada sobre o evento. Aqui estarei registrando o importante lançamento de DRIFTER, novo ep do Aghast View. Nem tão novo, mas uma marca importante para a presença da cena brasileira no universo da música eletrônica.

electro-gothic experimental O projeto IRMANDADE prepara um novo registro. Com uma configuração renovada vem reconstruindo agumas músicas de formações anteriores e iniciará uma nova fase na História que já completa uma trezena de anos. O seu formato de duo se fecha com a inserção de Jayv’O.K. (Bass&fx), que vem dar força a proposta experimental do projeto.

AGHAST VIEW

A sonoridade do Aghast View já é referência no universo da electro-music. Com mais de uma década de existência os terroristas sonoros vêm se mantendo em plena atividade, mesmo com as mudanças de configuração pelas quais passou a banda. Isto é um reforço para a idéia do criador que dá continuidade a sua obra com firmeza, quando se realiza ao reconhecer-se em cada arte concebida e resultado obtido. Em DRIFT nós encontraremos as músicas "Ascentic" e "Drifter", onde a faixa título é apresentada em quatro versões e um remix realizado pelo grupo alemão Funker Vogt. Este é um caso interessante para levar a reflexão: <1> Um selo americano dá chancela ao álbum. <2> Uma dos destaques da música eletrônica alemã, o berço do gênero, se faz presente através de remix, um reconhecimento a arte e a importância do Aghast View. <3> No entanto, nos grandes eventos voltados a música eletrônica, aqui no Brasil, não há espaço para a banda. Mesmo com todos os esquemas eu acredito que algo está muuiiitooo errado. E você? 2003 MCD Drifter - DSBP Records USA

Paralelamente aos ensaios que estão preparando a volta aos palcos, o projeto está montando um Site onde será traçada a sua existência. Nele reunirá imagens, artes, releases, músicas, formações e toda a obra que foi produzida ao longo dos anos. Está, ainda, sendo concluido o álbum “RESISTÊNCIA”. Aqui será reunido registros dos ensaios entre 1998 e 1999, o período em que antecedeu o EletroNE - Festival de Música Eletrônica do Nordeste, realizado no Recife-PE, em novembro/99. Aguardem as novas crias do projeto...

nesta edição nesta edição álbuns

álbuns

bioelectric.br conferência(?) bioelectric.br

conferência(?)


B i o e l e c t r i c n o I

...edição 01_volume I...

... Novembro_2003

i

f

rme

b i o e l e c t r i c . b r

Este é o raio-x de como o evento foi tramado para que voçê MOBILIZE-SE. Caso faça parte desta cena, de forma direta ou indireta, apresente está idéia aos seus contatos e vamos realizar novas ações conjuntas para que possamos quebrar as convenções “culturais” impostas pela mídia Aconteceu no último dia 08 de novembro a primeira ação comercial. de intercâmbio da ARTERIA. A BioElectric.br - Mostra de Música Eletrônica surge para comprovar as nossas reais A publicação própria da ARTERIA traz mais detalhes de potencialidades dentro de um cenário musical que ainda como ocorreu o evento e comentários dos shows. É uma não foi devidamente explorado no Brasil, em termos de publicação eletrônica mensal. Para recebê-la basta entrar reconhecimento de mídia e marketing cultural. O tamanho em contato com a BioDiverCidade Produções, responsável do país, que serve para nos afastar, poderá servir para criar pela coleta de material e sugestões de pauta, através do uma corrente muito extensa, que servirá para manter esta e-mail: biodivercidade@ig.com.br . cena em total atividade na área de shows e exposições. Vamos traçar um perfil deste evento em três pontos Informamos a ausência de Marcelo P@astel, dj e produtor básicos: do zine Ultramode, por motivos de ordem profissional, que será compensada em uma nova investida da ARTERIA.

1. O projeto iria ser lançado em Recife/PE, mas devido a lentidão das negociações locais, e pela forte possibilidade de torná-lo Entre em contato com a ARTERIA - Rede Independente de internacional, optamos pelo lançamento em Santa Maria-RS. O Articulação Artística. Dê sugestões e feche parcerias para que deu a ele uma caracteristica mais ampla da idéia ARTERIA.

realização de mostras de música eletrônica em sua cidade.

2. Os atrapalhos com apoiadores e proprietários de casas Este é o momento de participar e mudar a situação. noturnas se fizeram presentes nesta ação. Mas não poderia ser diferente, pois é o tributo por não termos aida a força necessária ARTERIA: para melhores negociações em relação a apoios e patrocínios. biodivercidade@hotmail.com Como diz o ditado popular: cesça e apareça. Quanto a isso o primeiro passo já foi dado com êxito. wtek@terra.com.br

marcus_asbarr@yahoo.com.br 3. A adesão da conceituada banda argentina “Mhz” foi um ponto emodem@ig.com.br alto nesta primeira investida. Reforçando o alto nível da proposta fbm@ig.com.br tivemos a presença marcante do Modem, e a ativa articulação da banda pernambucana Aire’N Terre, está última responsável, Atuar é a única forma de mudar o seu meio. Pense nisso! também, pela coordenação do evento.

c o n f e r ê n c i a ( ? )

Hoje muitas pessoas que acreditavam em uma mudança através da “política partidária” se vêem rodeadas de contradições e conflitos. Muito do que se prega não se pratica, e o jogo do poder continua com o favorecimento de “alguém”, pois nada é por acaso. Acredito que a posição a ser tomada é assumir de vez uma postura rígida, fiscalizadora e questionadora de: Como? Quando? Quanto? Como tenho acesso? Teremos, daí então, um futuro “cidadão”.

1ª CONFERÊNCIA DE CULTURA DA CIDADE DO RECIFE A realização da 1ª Conferência de Cultura do Recife é um bom exemplo disso. Sendo um “marco da gestão” organizadora, na área de cultura(?), gerou dúvida ao constatarmos, em uma reunião extra-oficial, que a divulgação seria na base do velho “boca-a-boca”, ou “bancada”, através de telefonemas e e-mail , pelo pequeno grupo formador de opinião que foi ali reunido. Bem. Pela absurda falta de planejamento, entende-se não haver seriedade nem compromisso com a proposta. Os fatos revelam com clareza o interesse de realizar-se uma conferência dirigida. Registro aqui “mais perguntas” para a Secretaria de Cultura da Cidade do Recife, que não tem o hábito de responder quando é questionada pelos seus “muitos” tropeços: Não há nenhum tipo de planejamento orçamentário das ações do governo municipal? Como “imaginar” uma Conferência Municipal sem divulgação?

A grande tática dos atuais governos é dar a idéia de que a sociedade participa ou foi convidada a participar das decisões. Quando você opina, questiona e cobra, Caso tenha tempo e ache o local, vá para a “conferência”. Ela a seriedade dos gestores públicos é “duvidosa”. não tem muita importância para a “gestão”, mas promete muita euforia da platéia cativa e das torcidas organizadas.

Calar-se. Omitir-se. É o que realmente esperam de Será realizada de 12 a 14/12/2003, em local que não é central e você. Quando, por um mero acaso, você vem tomar dificulta o acesso: Sítio da Trindade. Dizem ser sério, mas esta conhecimento dos acontecimentos obscuros. “situação” é muito mais séria do que se pode imaginar. BioElectric Informe Publicação de apoio ao cenário cultural alternativo. Colabore com comentários e divulgação de seus trabalhos. Contato: BDC Produções-Rua Rio Branco do Sul, 432, Ibura, Recife, Pernambuco, Brasil, CEP 51230-030 - e-mail: marcus_asbarr@yahoo.com.br

Bol vol1 01 12 nov03  

BioElectric Informe Numero 1, Volume 1, 2ª Fase, nov.2003.