Page 1

Tempo de agradecer e evangelizar página 3

Juventude celebra 25 anos do DNJ página 7

Diocese festeja os 85 anos de vida de Dom Francisco página 5

Mil pessoas participam da concentração do Apostolado da Oração página 6


COMUNICADOS Comemorações DATAS NATALÍCIAS PRESBÍTEROS E RELIGIOSOS(AS) Pe. Lorenzo Costa, ssp Ir. Maria de Olinda R. de Souza, mop Ir. Rosária Ribeiro, jbp Ir. Maria do Carmo e da Sta Face, ocd Ir. Marilda Navarini, mc Pe. Alexandre Douglas Crispim Pe. Fernando de Moraes Ribeiro Pe. Osmar Alves de Souza Frei Fritz Alfredo Kintzel Junior Pe. Vírgilio Ciaccio, ssp Pe. Riomar Aristide da Silva Ir. Maria Regina da Imaculada C., ocd Pe. Evaldino Borges Dias, fdp Pe. Luiz Antonio Sochiarelli Pe. Fábio Augusto Trigo Ir. Maria Ângela de StaTeresinha, ocd Ir. Sebastiana Maria de Souza, mad Ir. Natalina Baggio, ibdp Ir. Antonia Maria do Menino Jesus, ocd Ir. Germana Azevedo, jbp

01/1927 02/1933 02/1928 04/1940 10/1940 10/1973 14/1977 15/1972 16/1964 16/1927 17/1963 18/1962 20/1957 22/1961 22/1975 22/1941 23/1945 26/1945 28/1927 29/1937

ORDENAÇÕES SACERDOTAIS Dom Ercílio Turco (Sacerdotal) 01/1963 Pe. Laurindo Martins de Almeida, mi 04/1994 Pe. Lorenzo Costa, ssp 05/1954 Pe. Gilmar Raimundo de Santana 06/1986 Frei Fritz Alfredo Kintzel Junior 16/1995 Pe. Antônio Alves Afonso 07/1990 Mons. Claudemir J.dos Santos (25anos) 07/1985 Pe. Cláudio Gabriel dos Santos (25anos) 07/1985 Pe. Gilvan Leite de Araújo 07/1996 Pe. José Maria Falco (25anos) 07/1985 Pe. Ubirajara Vieira de Melo 07/1986 D. Francisco M.l Vieira (Sacerdotal) 08/1952 Pe. Cristiano José Soares Sanches 08/2001 Pe. Valmirar Santos Almeida 08/1996 Pe. Geraldo Augusto de Oliveira 08/1974 Pe. Miguel Vido, ssp 08/1948 Pe. Marcos Martiniano da Silva 09/1995 Pe. Mauro Sérgio Maciel Rodrigues 09/1990 Pe. Mauro Ferreira 09/1989 Pe. Renato Benassi, cr 10/1995 Pe. Riomar Aristide da Silva 11/1994 Pe. Atílio de Souza 12/1993 Pe. Arno Brustolin, ssp 12/1976 Pe. Carlos Eduardo de Souza Roque 12/2004 Pe. Edílson Pinto dos Santos 12/2004 Pe. Marcio Messias Cardozo 12/2004 Pe. José Rocha Cavalcanti Filho, cp 12/1998 Pe. Gentil Eugênio 13/1968 Pe. Sebastião dos Reis Miranda 16/1984 Pe. Carlos Manoel dos Santos Junior 16/1994 Pe. Reinaldo Aparecido Bento 16/2005 Pe. Almarinho Vicente Lazzari, fdp 18/1988 Pe. Edileis Silva de Araújo 20/1997 Pe. José Aparecido Pereira 20/1997 Pe. Daniel Balzan 22/1974 Pe. Xavier Cutajar 22/1974 Ir. Francisco P. da Silva, ssp 25/1948 PROFISSÕES RELIGIOSAS Ir. Maria Regina da Imac. Conceição, ocd 08/1983 Ir. Ivete Clara da Rocha, mop 12/1957 Ir. Maria dos Anjos, ocd 14/2002 Ir. Maria Clara da Sma. Trindade, ocd 14/2002 Frei Nilson Ribeiro de Souza 14/2000 Ir. Deolino Francisco Guzi 15/1991 Pe. Miguel Vido, ssp 25/1944 Ir. Maria Aparecida Borges, icj 27/1969 Pe. Renato Benassi, cr 10/1995 Pe. Mauro Aparecido Sávio, cp 16/1995 Pe. Almarinho Vicente Lazzari, fdp 18/1988 Ir. Francisco P. da Silva, ssp 25/1948



BRASIL PODERÁ TER MAIS UM SANTO No último dia 12 de novembro foram trasladados os restos mortais do servo de Deus Franz de Castro, em Barra do Piraí, interior do Rio de Janeiro para São José dos Campos. O Advo­ gado morto em 1981, quando mediava a rebelião de presos da cadeia pública de Jacareí, no interior de São Paulo, poderia se tornar o primeiro santo mártir dos presidiários da Igreja Ca­tólica.

Igreja Católica sobe para 2º lugar no ranking de instituições mais confiáveis Uma pesquisa que aponta o Índice de Confiança na Justiça (ICJ Brasil), feita pela Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), revela que a Igreja Católica está em 2º lugar no ranking de confiança das instituições. Com 54%, ela fica atrás apenas das Forças Armadas, que têm 66%. Antes a Igreja ocupava a 7ª posição, com 34%. Houve, portanto, um aumento de 60% no terceiro trimestre deste ano em comparação com os três meses anteriores. “A Igreja só perde para as Forças Armadas e ganha de longe do governo federal e, inclusive, das emissoras de TV que normalmente são instituições consideradas confiá­ veis pela população”, disse a professora da Direito GV e coordenadora do ICJ Brasil Luciana Gross Cunha. O ICJ Brasil foi criado pela Escola de Direito da FGV para verificar o grau de con­ fiança no Judiciário e como a população utiliza o poder para a reivindicação de direitos e busca por soluções. Nesta pesquisa o Judiciário aparece em 8º lugar com 33%. Outras instituições tiveram o seguinte resultado: Grandes Empresas (44%); Emissoras de TV (44%); Governo Federal (41%); Imprensa escrita (41%), Polícia (33%); Congresso Nacional (20%) e os partidos políticos (8%). Fonte: CNBB

Padre Francisco apresenta seu livro “Minha vida , minha história” Eu sou padre Francisco potiguar Pereira da Conceição Silva. Nasci na região nordeste, estudei na região Sul do Brasil, vivo e trabalho na região Sudeste para mostra-lhes o meu lado celeste. Há dois anos atrás, eu comecei a escrever a minha autobiografia. O livro está intitulado: Minha Vida, Minha História. Um pouco de tudo, um pingo de nada! Nesse natal estará sendo lançado esse opúsculo do meu trabalho e do meu testemunho de vida na Igreja. São dez capítulos o conjunto da obra. O foco principal é discorrer a minha vida, de criança, adolescente e jovem, como o meu trabalho pastoral. Cristo é a essência da minha existência. A igreja é sinal do reino de Deus. Eu sou de Cristo, porque vocês são de Deus! Dezembro 2010


VOZ DO PASTOR

Tempo de agradecer e evangelizar

Estamos finalizando mais um ano de comunhão eclesial e de intensos trabalhos pastorais. A realidade nos interpelou e iluminados pelo Espírito Santo procuramos responder com atividades que promoveram evangelização e dinamizaram as pastorais. Foram momentos fortes significativos: a ordenação de cinco novos padres e dois diáconos, a criação de Áreas pastorais e Paróquias, o grande número de propedeutas, o entusiasmo do Comvocação, a grande Romaria Diocesana a Aparecida, o curso de teologia para leigos e as formações permanentes do clero, as assembléias diocesanas, o encerramento do ano Sacerdotal, o dia de Oração pela Santificação do Clero as Visitas Pastorais, os encontros de confraternização do clero, o trabalho dos formadores dos seminaristas, o envio dos novos Coordenadores das Regiões Pastorais, a Jornada Vocacional e a Jornada da Confiança e tantas outras atividades realizadas nos setores de pastoral. É tempo de avaliar o caminho andado e a realização da tarefa que nos foi confiada. É momento de gratidão pelas graças recebidas do Pai e também pedido de perdão se nos omitimos na vivência da comunhão nos afastando dos irmãos e da



pastoral de conjunto. Nossa missão é evangelizar, anunciar o Evangelho de Deus. Agradecemos a Deus e aos missionários de nossa Diocese tudo que se fez no campo da evangelização, de modo especial, SMP, a Jornada da Confiança, a Missão Jovem e a Infância Missionária que levaram a Palavra de Deus a muitas pessoas e lugares, procurando “alimentar a Fé do Povo de Deus e recordar aos fiéis que, em virtude do seu Batismo, são chamados a ser discípulos e missionários de Jesus Cristo” (Discurso inaugural, doc. Ap, 10). Contudo, a evangeli­ zação é um desafio nesta vasta região em que vivemos exigindo que saibamos ver onde a realidade nos chama para anunciar Jesus, Caminho, Verdade e Vida. “Aqui está o desafio fundamental que enfrentamos: mostrar a capacidade da Igreja (de nossas paróquias) para promover e formar discípulos e missionários que respondam a vocação recebida e comuniquem por toda parte, transbordando de gratidão e alegria, o dom do Encontro com Jesus Cristo. Não temos outra felicidade nem outra prioridade senão de sermos instrumentos do Espírito de Deus na Igreja, para que Jesus Cristo seja encontrado, seguido, amado, adorado, anunciado e comunicado a todos, não obstante todas as dificuldades e resistências. Este é o melhor serviço – o serviço! – que a Igreja (nossa Diocese) deve oferecer às pessoas e às nações” (Doc. Ap, 14). Para a evangelização são necessários os recursos humanos e materiais. Lembro aos fiéis que “no Domingo dia 12 de dezembro, terceiro domingo do Advento, por determinação da 36ª Assembléia Geral da CNBB haverá em todas as igrejas (também capelas e oratórios), a coleta da Campanha para a Evangelização”. (Diretório de Liturgia). A coleta se destina para a sustentação da Evangelização em nossa Diocese, administrada pelo secre-

tário diocesano da Pastoral, e no Brasil, pela CNBB. Ela é destinada 45% para a Diocese, 20% para a Pastoral Sul 1 e 35% para CNBB Nacional. A generosidade dos fiéis possibilita obter os recursos necessários para a Evangelização. “A campanha para a Evangelização, além de estar em perfeita harmonia com o espírito do tempo do advento, também tem a finalidade de angariar fundos que garantam a continuidade da obra evangelizadora em nosso país”, explica o presidente da Comissão da CNBB responsável pela Campanha, Dom Raymundo Damasceno Assis. “Em Cristo somos Novas criaturas”. Este é o lema da Campanha para a evangelização“ (CE) que começou dia 21/11 em todas as dioceses do Brasil. O tema “Encarnação e nova criação” a profunda o lema procurando despertar nos fiéis a relação entre fé e vida. É realizada durante o advento e termina dia 12 de dezembro, quando é feita a coleta em todas as matrizes e comunidades. A Igreja nos convoca para Missão Continental. “A Missão Continental não é um exercício missionário isolado, mas uma opção missionária que pretende renovar a comunidade eclesial em seu conjunto, para que os batizados, convertidos em discípulos missionários, sejam capazes de dar testemunho da Boa Notícia em nosso mundo de hoje. Não é um projeto missionário propriamente dito, mas tratase de um projeto de animação missionária” (Informativo CNBB, Regional Sul 1 nov./2010, n. 192). Nos unimos a todas as dioceses do Brasil e do continente para animar todas as instituições, pastorais, associações, movimentos e todos os agentes para assumir a grande missão evangelizadora. Estamos nos aproximando da festa do Natal de nosso Senhor Jesus Cristo. Ela nos inspira sentimentos de comunhão, de fraternidade. Deus se fez homem e habitou entre nós para nos libertar do pecado e nos reconciliar com ele. Desejo que a comemoração do nascimento de Jesus nos aproxime mais de Deus e dos irmãos e traga para todos muita paz e felicidade vivendo a comunhão filial e fraterna. Feliz Natal a todos e um Novo Ano repleto de bênçãos e prosperidade com a graça de Deus. Dom Ercílio Turco Bispo Diocesano de Osasco Dezembro 2010


VATICANO

Papa lança documento sobre Palavra de Deus na vida da Igreja A Palavra de Deus é o tema central do mais recente documento escrito por Bento XVI, a Exortação Apostólica póssinodal Verbum Domini. O texto recolhe as 55 reflexões e propostas da XII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que aconteceu entre 5 e 26 de outubro de 2008 com o tema “A Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja”. “Desejo assim indicar algumas linhas fundamentais para uma redescoberta, na vida da Igreja, da Palavra divina, fonte de constante renovação, com a esperança de que a mesma se torne cada vez mais o coração de toda a atividade eclesial”, indica o Papa na introdução do documento. A divulgação aconteceu durante uma coletiva na Sala de Imprensa da Santa Sé na manhã quinta-feira, 11, às 12h (em Roma – 9h no horário de Brasília). Participaram da coletiva de imprensa de apresentação do texto o prefeito da Congregação para os Bispos, Cardeal Marc Ouellet; o presidente do Pontifício Conselho para a Cultura, Dom Gianfranco Ravasi; o secretário-geral do Sínodo dos Bispos, Dom Nikola Eterovi; e o sub-secretário do Sínodo dos Bispos, Dom Fortunato Frezza. “Isso evidencia mais uma vez a prioridade da Palavra de Deus no seu Pontificado. [...] Poderia se concluir que o Santo Padre Bento XVI pode ser definido como o Papa da Palavra de Deus”, ressalta Dom Eterovi. Estrutura De acordo com o secretário-geral do Sínodo, a Exortação possui múltiplos objetivos: 1 – Comunicar os resultados da Assembleia sinodal; 2 – Redescobrir a Palavra de Deus, fonte de constante renovação eclesial; 3 – Promover a animação bíblica da pastoral;4 – Sermos testemunhas da Palavra; 5 – Iniciar uma nova evangelização; 6 – Favorecer o diálogo ecumênico; 7 - Amar a Palavra de Deus. Dom Eterovi explica que a Verbum Domini é dividida em três partes: a primeira, Verbum Dei – dividida em três capítulos,



sublinha o papel fundamental de Deus Pai, fonte e origem da Palavra (cf. VD, 20-21), bem como a dimensão trinitária da revelação; a segunda, Verbum in Ecclesia – dividida em três capítulos, coloca em realce que, pela Divina Providência, a Igreja é a casa da Palavra de Deus que acolhe o Verbo feito carne e que fez morada entre nós (cf. Jo 1, 14); e a terceira, Verbum mundo – dividida em quatro capítulos, salienta o dever dos cristãos de anunciar a Palavra de Deus no mundo em que vivem e trabalham.

O documento começa com uma Introdução, que fornece úteis indicações preliminares, entre as quais o objetivo da Exortação, e encerra-se com a Conclusão, em que são sintetizadas as ideias mais importantes. O texto já está disponível nas línguas latina, italiana, francesa, inglesa, alemã, espanhola, portuguesa e polonesa. Maria, hermenêutica e Liturgia De acordo com o Cardeal Ouellet, a Exortação “desenvolve uma visão dinâmica e dialógica da Revelação. [...] A revelação cristã é essencialmente um chamado ao diálogo, uma Palavra criadora de evento e de encontro, do qual a Igreja faz experiência desde as suas origens”.

O prefeito da Congregação para os Bispos acrescenta que Maria permanece o insuperável modelo do relacionamento fecundo entre Igreja e Palavra de Deus, conforme indicado pelo Santo Padre no número 28 da Verbum Domini: “A referência à Mãe de Deus mostranos como o agir de Deus no mundo envolve sempre a nossa liberdade, porque, na fé, a Palavra divina transforma-nos. Também a nossa ação apostólica e pastoral não poderá jamais ser eficaz se não aprendermos de Maria a deixar-nos plasmar pela ação de Deus em nós. [...] Contemplando na Mãe de Deus uma vida modelada totalmente pela Palavra, descobrimo-nos também nós chamados a entrar no mistério da fé, pela qual Cristo vem habitar na nossa vida”, escreve Bento XVI. Ouellet lembra que o Papa defende que é absolutamente necessário rezar com as Sagradas Escrituras para encontrar-se pessoalmente com Cristo. “Daí os numerosos desenvolvimentos da Verbum Domini sobre a Santa Liturgia, sobre a leitura orante e assídua dos textos sagrados, sobre a escuta e o silêncio, sobre a partilha da fé frente aos textos bíblicos, de modo particular na liturgia dominical”, afirma. A Exortação também assinala que a hermenêutica bíblica – chaves de interpretação da Escritura – precisa estar sempre a serviço da fé da Igreja, pois a interpretação da Bíblia flui da vida e do crescimento dessa. Ao tema, são dedicadas cerca de 40 páginas. Já o sub-secretário do Sínodo dos Bispos, Dom Fortunato Frezza, falou sobre a centralidade física e programática do tema Liturgia no documento papal, pois ocupa as páginas do meio do volume. “Liturgia e Palavra de Deus compenetram-se em estrita reciprocidade: a Palavra de Deus diviniza a ação litúrgica, a Liturgia é lugar privilegiado para a compreensão da Palavra de Deus, compreensão que se qualifica segundo o dinamismo paulino do conhecer para ser conhecido (cf. 1 Cor 13, 12) e do conhecer para operar na vida segundo o espírito (cf. Fil 3, 8; Ef 3, 16-20). Fonte : canção nova Dezembro 2010


NOTÍCIAS DIOCESANAS

Diocese festeja os 85 anos de vida de Dom Francisco

Estiveram presentes na missa de ação de graças dom Ercílio Turco, monsenhor Claudemir, padres e diáconos, religiosos e religiosas, além do ex-prefeito de Osasco e atual deputado federal eleito, Celso Giglio. O povo se reuniu para celebrar o Cristo Ressuscitado manifestado na vida de Dom Francisco, que desde o início de nossa diocese nos convida a seguir com Cristo, por Cristo e em Cristo. No início da Santa Missa, monsenhor Claudemir relembrou da chegada de dom Francisco na diocese como o primeiro bispo, logo depois do desmembramento da arquidiocese de São Paulo. Momento que foi marcado pelas dificuldades de “não ter nem uma casa episcopal, para acolher na época, o novo bispo” ressaltou o monsenhor. Na homilia, dom Francisco, exaltou o sacerdócio, dizendo “que o sacerdote é um grande dom de Deus, para a Igreja e para a sociedade”. Relembrou, com muita emoção e gratidão, o ofício e mi­

nistério dos padres que junto a ele, começaram os difíceis trabalhos de quando chegou em Osasco. Dom Ercílio salientou a presença episcopal “Eu agradeço aqui sua amizade, primeiramente de forma episcopal. Sua vida foi um dom maravilhoso para a Igreja e em especial para nossa dioce­se”, disse ao bispo emérito, que nesse ano completou 35 anos de ordenação episcopal. Também demonstrou sua gratidão dizendo “Agradecemos ao seu sacerdócio, que de fato é um dom para todos nós. Nestes anos soubemos caminhar juntos. O bispo continua zeloso e carinhoso pelo seu rebanho, por

isso agradeço a Deus pelo seu companheirismo durante todos esses anos, por tudo aquilo que o senhor fez, mas principalmente por aquilo que o senhor é”, concluiu . Colaboração Carol Gonzada e Pe. Emerson

Mariápolis acolhe o Encontro de Movimentos e Associações O encontro aconteceu em Vargem Grande Paulista, na Mariápolis Ginetta, e estavam presentes 58 pessoas de 19 organismos. O tema desenvolvido pelo Pe José Eduardo, “Hino à Unidade”, re­ fletiu sobre o pedido de Jesus: “Pai que todos sejam um”. E levou os participantes a Entender o quanto é importante fa­zer crescer o amor para merecer a presen­ça Dele em cada um.



As apresentações dos Movimentos eclesiais, Associações e Novas Comunidades, judou a todos a descobrir a beleza de cada Carisma e crescer na exigência de serem mais unidos para atingir àquela comunhão e unidade, inspiradas nas palavras do Papa: “a Igreja é casa e escola de comunhão”. O Pe Marcos Galdino, fez uma apresentação do Plano Pastoral com suas

prioridades e a exigência de concretizar mais as suas diretrizes. Com uma presença discreta, mas orientadora, colocou em evidência a importância de todos caminharem juntos como Igreja. Ao final do encontro foi celebrada a santa Missa em clima de alegria e de agradecimento a Deus por esses dias. Dezembro 2010


NOTÍCIAS DIOCESANAS

Mil pessoas participam da concentração do Apostolado da Oração A concentração diocesana do Apostolado da Oração aconteceu no dia 07 de Novembro no colégio Madre Iva, que fica localizado na cidade de Cotia. O encontro dos membros do movimento, que acontece a nível de diocese todos os anos, tem revelado que consideravelmente ele cresce e se fortalece em nossas paróquias. Mais de 1000 devotos do Coração de Jesus passaram todo o dia de domingo em formação e oração, dirigido pelo Pe. Otimar Jacob Scwengber que é o atual Secretário Nacional do Apostolado da Oração. O encontro finalizou-se com a Santa Missa presidida pelo Pe. Otimar e concelebrada pelo Pe. Douglas Dias de Melo (assessor diocesano do Apostolado da Oração), Pe. Everaldo Félix da Silva e Pe. Odair José Rodriguês. Além desses, outros padres de nossa diocese também passaram pelo evento no decorrer do dia.

“Festa das Nações” foi o tema do encontro da Infância Missionária Ocorreu em 15 de novembro de 2010, na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, o 9º EDIAM - Encontro Diocesano da Infância e Adolescência Missionária. Estiveram presentes as paróquias que trabalham a missão com as crianças e adolescentes: Nossa Senhora de Nazaré (São Paulo), São Vito (Osasco), Cristo Ressuscitado (Carapicuíba), Santa Rita (Carapicuíba), Nossa Senhora Aparecida (Jandira) e Nossa Senhora Medianeira (Itapevi) e estiveram reunidas 200 pessoas. E o tema deste encontro foi “Festa das Nações”. Iniciou-se com a Santa Missa presidida pelo Assessor Eclesiástico da IAM, Padre Antonio Carlos Ribeiro e concelebrada pelo Padre Aparecido, pároco da paróquia que acolheu o encontro. Na Celebração foi ofertado os cofres da IAM onde foi arrecadado o valor de R$ 265,48 e os cofres para a Mobilização Estadual da IAM, onde foi arrecadado o valor de 148,50 e enviado para as Pontificas Obras Missionárias (POM), para que seja destinado às crianças e adolescentes mais necessitados do mundo. Além disto, foi feito um gesto concreto para ajudar a instituição Casa Maria Maia, sediada



na cidade de Carapicuíba, que cuida de crianças e adolescentes com paralisia cerebral. Após a missa, houve diversas dinâmicas e brincadeiras para os participantes. Depois do almoço comunitário, cada grupo de IAM preparou apresentações típicas – danças, teatros, músicas, maquetes, oficinas – de diversos países, como Moçambique, Austrália, China, Brasil, entre outros. Além disto, foi apre-

sentado teatro sobre o nascimento desta Obra Pontifícia, mostrando mais uma vez que com a experiência apresentada pelos participantes sempre se pode aprender algo novo, ensinado pelas crianças e adolescentes. No final, a Banda JHS, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, que fechou o encontro com músicas de animação para todos os presentes. Colaboração Silvia Aparecida Nunes

Dezembro 2010


NOTÍCIAS DIOCESANAS

Juventude celebra 25 anos do DNJ Realizou-se no dia 30 de outubro, o Dia Nacional da Juventude (DNJ) em nossa Diocese. Com o tema “DNJ 25 anos: celebrando a memória e transformando a história” e o lema “Juventude: muita reza, muita luta, muita festa, em marcha contra a violência”, o DNJ deste ano contou com a participação dos diversos carismas jovens presentes em nossa diocese como PJ, EJC, RCC, Toca de Assis, Seminaristas, Irmãs da Sagrada Família, Irmãs de Jesus na Eucaristia entre outros. O DNJ iniciou com uma caminhada do centro de Barueri até o Ginásio Sérgio

Honda. No ginásio foi celebrada a Santa Missa presidida pelo Pe. Edilson, assessor diocesana da Juventude, e concelebrada pelos padres Mauro e Valdivino com a presença de aproximadamente 400 jovens. Contou ainda com a presença do nosso Bispo, Dom Ercílio, do vigário geral: Monsenhor Claudemir, e diversos padres de nossa Diocese. Durante todo o dia foram realizadas palestras, oficinas, shows... Sempre com a alegre característica do jovem, mostrando que, como nas palavras do Papa Bento XVI, a Igreja é a Juventude do Mundo.

Semana dos ministérios não ordenados ministros não ordenados, divididos nas seis regiões pastorais e são divididos nas funções de ministros extraordinários da comunhão, da Palavra e dos enfermos e exéquias. Dom Ercílio visitou todas as regiões pastorais e proferiu sua palavra de pai e pastor, para todos os ministros que lotaram os encontros. Dom Ercílio, relevou a importância dos ministérios não ordenados na nossa diocese e do serviço de todos os leigos e leigas. A semana aconteceu no mês de novembro, onde de maneira especial, comemora-se o dia de Cristo Rei, dia 21, findando o Ano Litúrgico da Igreja.

Na segunda-feira, 8, na maioria das regiões pastorais, a semana começou nas paróquias e nos outros dias os ministros se reuniram em recinto comum, para a formação. Os encontros têm por finalidade gerar comunhão entre os ministérios em geral, além de serem propícios para a formação sobre temas pertinentes e para tratarem de assuntos relativos ao exercício pastoral. Nas regiões, apresentaramse diversos pregadores para o tema que foi dividido em outros subtemas. Houve ainda tempo para oração, músicas e comunicados de âmbito pastoral. A diocese de Osasco conta com mais de cinco mil

Formação Permanente de novembro estuda “A comunhão no Presbitério” Com o tema “ A comunhão no Presbi­­ tério. Unidade e Comunhão: dom conquista, busca constante” foi realizada no seminário do Ibaté, de 23 a 24 de novembro, a formação permanente do clero onde também participaram os religiosos e religiosas atuantes na diocese. O tema foi desenvolvido pela Ir. Her­mínia Genaro – SJC, tendo sempre em vista a pastoral do conjunto e os relacionamentos pessoais. Disse que: – o modelo que a Igreja tem de comunhão é sempre a Trindade, que é revela­ ção, comunicação e relação, e que para construirmos uma verdadeira comu­ nhão é preciso saber “comunicar-se e revelar-se”. Muitos problemas que as



paróquias enfrentam estão nas di­ficuldades de relacionamen-tos interpessoais. Isto tem origem na falha da comunicação. A mensagem transmitida pela emissor nem sempre é entendida corretamente pelo receptor. A compreensão da mensagem passa pelo crivo da realidade de cada um. Portanto, precisamos superar todas barreiras que dificultam a comunicação e como conseqüência a não comunhão, tais como: egocentrismo, competição, frustrações, dependência grupal, falta de comunhão, isolamento, etc. Na tarde do dia 24, foram tratados assuntos pastorais. Dezembro 2010


REGIÕES SANTO ANTONIO E COTIA

Dom Ercílio encerra as festividades de Santa Isabel ção e distribuição do tradicional bolo de Santa Isabel. A Festa foi precedida por novena, onde estiveram presentes celebrando as missas, diversos padres de nossa diocese: Pe. Vagner, Pe. Benedito, Pe. Fábio Rosário, Pe. Ubirajara, Pe. Marcos Funchal, Pe. Rodrigo, Pe. Fernando, Pe. Henrique e Pe. Emerson. O perío­do de festejos terminou com bingão no colégio José Jorge, na Cida­de das Flores, onde na ocasião aconteceu a coroa­ção dos primeiros Festeirinhos de Santa Isabel. A paróquia Santa Isabel de Osasco, esteve em Festa no dia 5 de novembro. Antes da Santa Missa, houve a procissão pelas ruas da Vila Isabel, onde o povo louvou a Deus por sua padroeira. O show pirotécnico, abrilhantou o fim do percurso. Mesmo em meio a chuva, os fiéis não deixaram de completar todo trajeto da procissão, mostrando a fé por Deus sob a intercessão da prima de Nossa Senhora. Dom Ercílio Turco presidiu a Santa Missa com igreja lotada e concelebrada

por Pe. Henrique, pároco, e Pe. Emer­ son, vigário. Além do seminarista De­nis, também estiveram presentes os seminaristas Diego e Daniel, que já exerceram trabalhos pastorais na paróquia. O dia de Festa terminou com ben-

Trinta casais recebem o Sacramento do Matrimonio em Cotia Com muita alegria e emoção aconteceu no última dia 30 de outubro na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, rua dos canários, 369 no jardim nova Coimbra, o primeiro casamento comunitário. Foram trinta casais, que puderam concretizar o sonho de assumirem a vocação do Matrimônio. Padre Wagner Pacheco, aproveitou a oportunidade para agradecer: “É importante registrar o carinho com que fomos atendidos por nossos parceiros, bem como, o Exmo Sr. Prefeito Carlão Camargo e ao secretário de saúde Toninho Melo, que cederam uma ambulância que esteve disponível durante todo o evento. Também o Meritíssimo Sr. Juiz Sérgio Giannetti (Tarrachinha) e Sra. Rosangela Cruz, escrevente, que atenciosamente ajudaram nossos casais a regularizarem também no civil suas uniões. Ao Sr. Mário que gentilmente doou seus trabalhos fotográficos, para que ficasse registrado o evento na história de nossa Paróquia. Um agradecimento especial a Pastoral Familiar, coordenada pelo casal Silvia e



Bolivar e na pessoa deles a todos os demais casais de paroquianos, que realmente não mediram esforços para que acontecesse este evento tão importante”. E finaliza dizendo: “Agradeço a Deus por todo o carinho e incentivo dos nossos

colaboradores. Rogo que Nossa Senhora de Fátima, guarde-os de todo o mal e lhes dê a certeza do Amor de Cristo e aos casais toda benção para perseverarem na missão de ser família no mundo de hoje.

Dezembro 2010


REGIÃO SÃO ROQUE

Mairinque acolhe com alegria Dom Ercílio Turco em sua Visita Pastoral As Paróquias São José e Nossa Senhora Aparecida de Mairinque foram agraciadas com a visita pastoral de Dom Ercílio Turco nos dias 26 e 27 do mês outubro. O bispo esteve em diversas comunidades das duas paróquias, inclusive na Prefeitura Municipal e posteriormente na Câmara Municipal, onde foi recepcionado, pelo presidente da Câmara Vereador Teixeira, secretários, assessores da administração e o povo de uma forma em geral Os párocos, Pe. Paulo Mercieca e Pe. Max André também acompanharam a visita. Nos dois dias de sua visita encontrou pessoas e as fortaleceu na caminhada. Reuniu-se com os conselhos paroquiais e comissões das finanças. Já no dia 27, Dom Ercílio levou uma palavra de coragem e esperança aos moradores do Asilo “São Francisco de Paulo’’ e às crianças na “Casa da Criança’’como também visitou uma creche. A visita pastoral teve seu encerramento na comunidade de São Judas Tadeu com a celebração da Santa Missa.



Dezembro 2010


REGIÃO BARUERI

Fé e emoção marcam a festa de Cristo Rei e de Nossa Senhora da Escada

No dia 21 de novembro de 2010, dia este em que se completaram quatrocentos e cinqüenta anos da primeira missa celebrada pelos jesuítas no aldeamento de Barueri, a Diocese de Osasco celebrou a festa de Cristo Rei com a coroação de Nossa Senhora da Escada, padroeira do Município A missa foi celebrada por dom Ercílio Turco, que ao encerrar o ano litúrgico, salientou as diversas comemorações reservadas para essa data além da de Cristo Rei: o dia dos leigos e leigas, o término do curso de teologia pastoral diocesana e o envio de coordenadores de pastorais e movimentos. Monsenhor Claudemir, padres, diáconos e seminaristas prestigiaram com suas presenças inigualáveis na festa. Em sua homilia Dom Ercílio disse: “que Jesus é o Salvador, dele recebemos nossas graças para que pudéssemos continuar firmes a nossa vida de Cristãos, seguidores de Cristo, que vive o seu evangelho e anunciam o evangelho do amor, o evangelho da vida, o evangelho da verdade, da justiça ,da santidade e da paz.” Também saudou Nossa Senhora, padroeira de Barueri: “ E vamos também saudar Nossa Senhora da Escada, como mãe da Cidade; aquela que escondida como sempre, intercede junto a seu filho para que a cidade tenha sempre a proteção e paz”. Várias personalidades políticas também compareceram à celebração: a recém eleita deputada federal Bruna Furlan, o deputado estadual Gil Arantes, o viceprefeito Carlos Zicardi, os vereadores Nilton Melão, Miguel de Lima e Professor Agnério e o secretário de cultura e turismo da cidade, Getúlio Fogaça, que

10

também esteve a frente na organização da estrutura do evento. O vice-prefeito Zicardi se alegrou com a missa e deixou a prefeitura de Barueri aberta para novos eventos católicos. “Esse evento pela sua grandiosidade fala tudo, ao comemorarmos quatrocentos e cinqüenta anos da primeira missa em homenagem a Nossa Senhora da Escada, que é a nossa padroeira. Nós temos muita alegria em receber Dom Ercílio, com sua simpatia e sua fé. E a prefeitura tem como norma apoiar a todos os eventos”, disse o vice-prefeito. A missa foi transmitida pela Rádio Imaculada Conceição e pelo site Rainha Santa Isabel, que a transmitiu para vários sites. Diante do altar do Senhor foi entregue os símbolos, a coroa de Cristo, que nos lembrou a que Rei devemos servir, uma maquete com a capela onde foi celebrada a primeira missa em Barueri, um banner lembrando a conclusão do curso de teologia e por fim, o pão e a uva, frutos do

trabalho humano que serão transformados em Corpo e Sangue de Jesus Cristo e nossa salvação. Pe. Mauro, Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Escada e idealizador do evento estava muito feliz pela conquista desse sonho. Entregou ao bispo, ao viceprefeito e ao secretário uma imagem de Nossa Senhora da Escada. Pediu ao viceprefeito que entronizasse no gabinete a imagem da protetora da cidade. Disse também: “Nossa Senhora da Escada ficou desconhecida durante muito tempo. Nós passamos por muitas paróquias, muitas pessoas participaram das missas e das novenas, foram feitas atividades culturais e palestras, teatro, de forma que agora eu penso que Nossa Senhora da Escada vai recuperando o seu lugar no coração do povo”. Ao final da celebração foi feita uma linda homenagem à Nossa Senhora da Escada que foi recebida solenemente com queima de fogos e uma bela salva de palmas. As homenagens prosseguiram-se através do tenor Rubens Medina que emocionou a todos cantando a Ave Maria. Logo a seguir Dom Ercílio coroou a imagem da Nossa Senhora da Escada sob o aplauso de todos. Nos mo-mentos finais, Padre Mauro agradece a presença dos fieis, as autoridade e padres e em especial aos párocos de Barueri por terem acolhidos a novena em suas paróquias. Após a missa houve grande confraternização no lado de fora do Ginásio, com quermesse e shows de bandas Católicas e do grupo KLB que encerrou as festividades. Colaboração Carol Gonzaga e Pascom da

Dezembro 2010


REGIÃO BARUERI

Presença marcante de fiéis na festa de São Judas Tadeu No dia 28 de Outubro aconteceu mais uma grandiosa festa em louvor a São Judas Tadeu, padroeiro da cidade de Itapevi. A devoção ao santo tem cres­-cido significativamente em todas as cidades do nosso país e em Itapevi não é diferente! Inúmeras pessoas participaram devotamente das cinco missas que foram celebradas no dia do Padroeiro; todas elas pediam ou agradeciam as graças recebidas pela intercessão de São Judas. As festividades começaram logo no dia 17 de Outubro com uma grande carreata, levando a imagem de São Judas no carro de honra da guarda municipal e escoltada pelos batedores do Demutram. Além disso, a novena em preparação a festa, celebrada como de costume, teve uma surpreendente participação de fiéis da cidade de Itapevi e de outras cidades de nossa diocese, bem como padres convidados, seminaristas e religiosas. A festividade foi concluída com uma missa no dia 28 ás 19h presidida pelo bispo diocesano Dom Ercílio Turco. Atualmente exerce o ministério nesta paróquia como pároco o Pe. Fábio Rosário dos Santos e como vigário paroquial o Pe. Alexandre de Oliveira.

Padres visitam Câmara Municipal de Barueri

Ivan Nunes

No dia 16 de novembro de 2010, ás 10hs, a câmara Municipal de Barueri recebeu a visita dos seguintes padres: Pe. Valdivino, coordenador da região Pas-

11

toral de Barueri; Pe. Mauro, Pároco da paróquia Nossa Senhora da Escada e Pe. Edilson , pároco da Paróquia Santa Cruz. O objetivo dessa visita foi de cortesia e

também convidar os vereadores para a celebração dos 450 anos da fundação da aldeia de Barueri com a celebração da 1a missa . Os padres foram bem acolhidos pelos vereadores e o presidente da casa vereador Antonio Furlan chamou o Pe. Valdivino para ocupar a tribuna. No seu discurso Pe. Valdivino enfatizou a religiosidade da população de Barueri desde sua origem e também o espírito religioso que permeia esta casa das leis. Disse que a política, continua sendo o espaço essencial e um instrumento fundamental para a construção de uma so­ ciedade digna da pessoa humana. Ela é uma forma exigente de viver a caridade. Logo a seguir Pe. Mauro tomou a palavra, convidando os vereadores para o participarem dos eventos promovidos por ocasião de Cristo Rei e festividades de Nossa Senhora da Escada. E agradeceu o apoio que sempre recebeu dos vereadores. Dezembro 2010


PASTORAL

Campanha para Evangelização 2010

“Em Cristo somos novas criaturas”. Este é o lema da Campanha para a Evangelização (CE) que começou no dia 21 de novembro, em todas as dioceses do Brasil. Aprovada pela 35ª Assembléia Geral da CNBB em 1997, a Campanha tem como objetivo arrecadar fundos para a sustentação do trabalho de evangelização da Igreja no Brasil. A CE é realizada durante o advento e termina no dia 12 de dezembro. Nas celebrações deste dia é feita uma coleta em todas as paróquias e comunidades eclesiais. “A Campanha para a evangelização, além de estar em perfeita harmonia com o espírito do tempo do Advento, também tem a finalidade de angariar fundos que

garantam a continuidade da obra evangelizadora em nosso país”, explica o presidente da Comissão da CNBB respon­ sável pela Campanha, dom Raymundo Damasceno Assis. “Com o resultado da coleta nacional para a evangelização, não só realizamos a manutenção da CNBB nacional e regional e a rea­ lização de seus trabalhos, como também financiamos projetos evangelizadores em todo o território nacional”, acrescenta dom Damasceno. Com o tema “Encarnação e nova cria­ção”, a Campanha deste ano traz como uma das novidades um texto-base que aprofunda o lema “Em Cristo somos nova criatura”. O texto dá, também, orien­tações para a organização e animação da Campanha nas dioceses e paróquias. Segundo o texto-base, ao propor este tema e lema, que estão em sintonia com a Campanha da Fraternidade do próximo ano, a Campanha visa “despertar nos fiéis a relação entre fé e vida, através da conscientização sobre a responsabilidade diante da vida no planeta como elemento essencial para a realização do trabalho evangelizador a fim de que, pela palavra, pela ação e pela doação pessoal e material, todos contribuam de maneira mais efetiva para a ação evangelizadora da Igreja”.

Pergunte ao padre O divórcio esta permitido na Igreja? E qual a diferença entre divórcio e anulação do Casamento? Pe. Mauro Sérgio Rodrigues Maciel Juiz do Tribunal Eclesiástico de São Paulo e Pároco da Paróquia São Pedro de Carapicuíba Meu amigo; é uma coisa difícil de responder de imediato, mas a Igreja jamais permitiu o Divórcio! Por isto coloca a Anulação do Casamento, porque é Sacramento e, como Sacramento envolve um todo. É preciso ver de onde saiu a pessoa que as vezes vai ao Casamento: não vive bem, o pai bebe, briga, etc. A pessoa acaba se casando por uma fuga; por uma gravidez indesejada e peso na consciência; casa por profissão e por enganar. E nós, os especialista, falando assim em Direito Canônico, colocamos uma nova vida ao ser humano que assim se casou e não como um Sacramen­to de fato. Então chama­mos de Nulidade Matrimonial. O amor no sentindo da palavra não se separa, tem altos e baixos mas supera tudo. Faça sua pergunta ao padre: www.bio.diocese@yahoo.com.br

Publicação do Boletim Informativo da Diocese de Osasco – Distribuição Gratuita – 9100 Exemplares Bispo Diocesano: Dom Ercílio Turco – Coordenação, Editoração e Revisão: Pe.Valdivino A. Gonçalves Colaboração: Irmã Leticia, Pe. Emerson Pedroso, Sem. Marcio José Pereira, Gil Ortiz, Cristiana Aparecida de Brito, Carol Gonzaga Editoração Eletrônica: Janio Luiz Malacarne Fone: (11)3683-4522 – Fax: (11)3683-7071 – Email: bio.diocese@yahoo.com.br – Cx. Postal: 56 – CEP: 06001-970 – Impressão: PAULUS

12

Dezembro 2010

177b - Bio - Boletim Informativo da Diocese de Osaso - dez 2010  

ano XXII - Nº 177b - Bio dez 2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you