Issuu on Google+

O dia em que o mar desapareceu

de José Fanha

Contado e ilustrado pelos alunos do 5º E Mara Gonçalves, Inês Rosa e Filipa Campos

Ruben

Português 2012/13 5ºE Profª Adelaide Correia


Reconto e ilustração da obra

O dia em que o mar desapareceu de José Fanha

Trabalho realizado a partir da leitura e exploração da obra, no âmbito da disciplina de Português. Turma do 5ºE Profª Adelaide Correia

Realização técnica: Biblioteca Escolar Escola Básica de 2º e 3º Ciclo com Secundário de St. António Ano letivo 2012/13


Cristiana


Era uma vez um menino que gostava muito de ir ver o mar e meter as mĂŁos e o nariz debaixo de ĂĄgua. Ele apanhava grandes pirolitos.


Fรกbia


Há mares que são verdes, mares vermelhos e mares negros, mas só são nomes… Há outros mares que são furiosos ou sossegadinhos, uns são fundos, outros baixinhos. Mas o mar daquele menino era muito, muito azul.


Filipa


Um dia veio a família Bisnau sujar a praia. A família Bisnau fartava--se de fumar e de pôr a música alta, pois tinha um rádio que incomodava toda a gente.


Marcel


A m達e Bisnau parecia um carapau e foi fazer chichi no mar.


Inês


A filha Bisnica parecia um pirolito e deitou latas para o ch達o.


Mara


O filho Bisneco era t達o magro que parecia um peixe-espada e sujou as rochas com bronzeador.


Henrique


E o pai Bisnau cuspiu no mar.

Henrique


Rodrigo Pros贸dio


A famĂ­lia Bisnau fez tantas asneiras que os peixes fizeram uma reuniĂŁo e decidiram ir embora.


Rodrigo Trindade


O mar ficou triste e sujo e comeรงou a secar e a desaparecer.


Sara Mendes


O menino estava infeliz. Queria que o seu mar voltasse a ser como dantes. Pensou‌ e foi chamar a nuvem Miraldina que era gordinha e cheia de ågua. O menino pediu-lhe que deitasse gotas de ågua para o mar crescer de novo.


Tiago


O mar foi crescendo, crescendo e crescendo‌ atÊ que um dia os peixes decidiram voltar ao mar azul.


Soraia


E os påssaros Bisnaus nunca mais voltaram ao nosso mar azul‌


Marcel


O dia em que o mar desapareceu - Reconto Grupo 3 - 5ºE