a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

Que comece o jogo! Desde 2006 - Número 207 - Sábado, 7 de Março de 2020 - Barroso/MG - Distribuição Gratuita


Março

barrosoemdia.com.br

2020

Editorial

2

Parabéns pra você! Ah gostei muito da atitude do povo do Guede. Colocaram balões para comemorar o aniversário de um buraco aberto há cerca de um mês. Minutos depois... problema resolvido.

Bate à porta mais um pleito eleitoral. Barroso já vive e se prepara para encarar, assim como milhares de cidades do Brasil, mais uma eleição em outubro próximo. No que diz respeito às votações, pouca coisa ou quase nada, apesar de tanta evolução na tecnologia, mudou. Vamos nos deslocar até uma urna e mais uma vez escolher um representante para o legislativo e outro para o executivo, simples assim. Mas o que vem mudando, e com muita frequência, não é como vamos escolher, mas como escolher os melhores candidatos. E a primeira lição é aprender que existem sim, apesar de tudo, bons políticos. O generalizar e classificar todos os candidatos como “farinha do mesmo saco” deve ser o primeiro mal a ser combatido. Isso é discurso de ignorantes preguiçosos que não querem procurar o melhor para o seu município. Portanto, acredite: eles existem. A segunda, e talvez mais difícil, está em como e onde encontrar os tais bons políticos. Como formadores de opinião que somos, indicamos aos nosso leitores para que não esperem outubro chegar, mas que agora mesmo em março já comecemos a estudar nossas escolhas. É desde agora que devemos nos preocupar e começar a filtrar entre os já existentes, velhos ou novos na idade, os debutantes e os estreantes nas eleições. Quem é essa pessoa? O que ela já fez como vereador(a)? Como têm sido suas ações e projetos? O que tem feito? Qual sua bandeira? Qual sua posição? De onde vem? São inúmeras perguntas que precisam ser respondidas. O que de fato lhe acarretará um certo trabalho, uma certa dedicação e desprendimento de tempo. E é justamente aí que mora, ao longo dos anos, o maior dos problemas. A maioria dos eleitores não procura essas evidências e qualidades. Muitas das vezes olham para o próprio umbigo e indagam sobre o que aquele candidato pode lhe trazer de benefício. Um grande e recorrente erro. O candidato tem que trazer bens para um todo, para uma comunidade em geral. Em que ele pode ser útil e de que forma ele pode contribuir para o crescimento da cidade? Faça essa pergunta todos os dias. Por fim, e não menos importante, tenha interesse, espante a preguiça e acompanhe a vida pública dos seus preteridos. Procure saber o que seu provável candidato faz ou fez. Vá à Câmara. É lá que as ações são desenvolvidas. Saia da internet, procure seu legislador, converse com ele, debata, tente entender seus propósitos. Pode parecer chato, piegas, mas só assim, fazendo o básico é que teremos a capacidade de escolher nossos governantes. Procure, valorize, mesmo que apenas um porque o seu voto faz a diferença. Mas comece agora. Outubro está longe e o caminho para encontrar bons candidatos é árduo, difícil, mas existe e precisa ser percorrido. Vá!

O meu medo é se a onda pega na cidade! Mamãe, vai faltar balões! Já sugiro a algum empresário abrir uma fábrica de balões no Distrito Industrial. Aliás, tem um caminhão de cana de açúcar lá! Mas como disse no mês passado, as pessoas são muito ignorantes e só ficam criticando sem saber o que é: essas crateras são obras do metrô. Vejam: no centro tem uma cratera, outra no Alonso, outra no São José. Elas ligam os diferentes pontos da cidade! Só que obra debaixo da terra ninguém vê, ninguém valoriza. Dá papo pra eles não, Gambá! Continua furando. Gente minha, agora é sério! Esse palco ficou na rua por quase dois meses, desde o Festican do Papai Noel, passando pelo Réveillon, Pré-Carnaval e Carnaval! Façam um palco fixo então uai. O que recolher o palco e os banner usados no Carnaval tem a ver com dinheiro? Isso é planejamento, organização, mas, enfim, esquece... é pedir muito. E a política gente... Deixa eu falar dos meus personagens. Adoro eles. Vamos lá: Cantora Wanderléia tá sumida, nem chorar chora mais. A Japa mudou pra Marte. Gato Menega só anda de Jipe. A política agora é gente nova então? Engano nosso. Já vejo o Bardola em cima daquele cavalo. Os pintos? Não dá pra saber qual a deles. O Andão não para de crescer (pros lados). Gente, eu quero falar de política, mas não tem novidade! Vou lançar minha candidatura: pra prefeito João Interrogação! E pelo jeito vai ter mais chapa na eleição de Barroso que lá no trevo esperando serviço. Gente, nem a juíza aguentou Barroso. A meritíssima lá vai embora! Quem sair por último apaga a luz... Senai, cadeia, cartório e carregando... Eu quero mais é que o mundo acabe em briga....... deiro.... adoro de paixão! Amo vocês, menos o....

Questão de Opinião Paulo Terra

“BARROSO: DÍVIDAS ELEVADAS”

Política e Cidadania Luizinho Moreira

luizinhomoreirablog.com

Esquenta a corrida pela tão cobiçada cadeira de prefeito de Barroso O cenário eleitoral de Barroso permanece indefinido, mas é inegável a existência de quatro grupos políticos, liderados pelos veteranos da política local, preparando seus candidatos prediletos. Em reuniões discretas, nomes estão sendo apontados para a cobiçada cadeira de prefeito. Dos quatro grupos políticos, três indicam preferências de nomes.

Com as três palavras acima o comentarista Luizinho Moreira, meu companheiro da página 2 deste jornal, na sua última edição iniciou suas ponderações muito embasadas sobre as dívidas atuais elevadas da Prefeitura de Barroso. Neste ano de 2020, observando o grande número de carretas estacionadas na BR265 na entrada da Fábrica da LafargeHolcim, (assim como a maior movimentação das carretas graneleiras possivelmente com destino ao terminal de carga de Barbacena) até quem não é muito perspicaz percebe que neste ano os ventos do mercado estão soprando a favor da indústria da construção civil. Ou seja, o panorama atual, diferente do que existia até os últimos anos parece indicar que a cimenteira está produzindo mais e, certamente, vendendo mais, do que resultará aumento da receita da Prefeitura Municipal. Mas os candidatos que forem eleitos em outubro não precisam arregalar os olhos. A Prefeitura só começará a receber a parte do bolo que lhe caberá a partir de 2022. Isto significa que BARROSO das DÍVIDAS ELEVADAS, se o atual prefeito for reeleito, ou quem o suceder continuará administrando vacas magras pelo menos até o exercício de 2022. Ou seja, a negra realidade atual das “DÍVIDAS ELEVADAS será herança da próxima administração municipal pelo menos nos dois primeiros anos do seu mandato. Os próximos (ou reeleitos) prefeito e vereadores, ao fazerem a campanha eleitoral deste ano deverão ter prudência ao elaborarem suas promessas eleitorais e seus planos de governo, sem se esquecerem dos dois anos de vacas magras e de receitas escassas dos seus dois primeiros anos de mandato. Se tiverem consciência da realidade que os espera e fizerem promessas estapafúrdias, não poderão culpar a administração anterior pela herança maldita que receberam.

Sessão Flash

EIKA (Hélio, Leone & Cia): Com o nome em alta no grupo, o vereador Anderson é o preferido. Ele, por sua vez, não esconde de ninguém a vontade de estar na disputa. JOSÉ MENEGHIN (Dr. João Pinto, Luizinho Moreira & Cia): Aposta na capacidade de dois nomes dentro do grupo: No vereador Eduardo Pinto e, orgulhosamente, neste que vos fala (Luizinho Moreira). Quem sabe? ADELMO GRAÇANO (Rodrigo Graçano, Állan Campos & Cia): Parece que se encantaram pelo jovem Antônio Claret e já confirma alianças, segundo a “Rádio Peão”. Fala-se até na possível conquista do apoio do atual prefeito, Reinaldo Fonseca e seus seguidores. BALDONEDO NAPOLEÃO (Eduardo Ferrarezzi, Roberto & Cia): Pelo que tudo indica, Baldonedo é o único veterano que quer retornar para a tão cobiçada cadeira do prefeito. Aliás, ele já está em plena campanha em busca de alianças. Mas… Até as convenções tudo pode acontecer, muita coisa pode mudar, surpresas podem ocorrer. Ainda tem muita lenha pra queimar nessa fogueira. Nada de anormal, “não havendo lenha… o fogo apaga”. Aproveito para desejar a todas as mulheres um Feliz Dia da Mulher !!! EXPEDIENTE - PÁGINA DE OPINIÃO

www.barrosoemdia.com.br Rua Maria José Melo, 13 - Centro - Barroso/MG Telefone: (32) 9.9199-1575 - WhatsApp

Co-fundador: Antônio Marcos Pinto (in memoriam) Editor Chefe/Jornalista responsável: Bruno Ferreira - 11.558/MG CNPJ: 12.772.555/0001-30 (E.I.) - Tiragem: 1.000 exemplares Colaboradores: Paulo Terra / Luiz Moreira E-mails: barrosoemdia@yahoo.com.br facebook.com/barrosoemdia twitter/@barrosoemdia Instagram: @jornalbarrosoemdia

Batendo bola com Casagrande do Timão Há cerca de 25 anos, o então jovem Wilder Blando de Melo, o conhecido Derblando, fazia um teste no Sport Club Corinthians Paulista. Depois de jogar pelo Barrosinho e pelo Athletic Club, de São João del-Rei, Derblando ganhou uma oportunidade, através do amigo Emerson Costa que na época trabalhava em São Paulo. Por três meses, o craque barrosense participou de jogos e peneiras no Parque São Jorge! Bons tempos. Olha só a cara de menino do Derblando!


Março

barrosoemdia.com.br

2020

3

Hora de colocar as peças no tabuleiro Maioria dos vereadores de Barroso deve mudar de partido O calendário eleitoral das eleições municipais do próximo dia 4 de outubro já está aberto e na última quinta-feira (5) começou um dos períodos mais importantes para as articulações e pretensões dos políticos de Barroso. Vai até o dia 3 de abril a chamada “janela partidária”, período que permite a políticos com mandato mudar de partido sem perder seus cargos por infidelidade. A movimentação entre vereadores, vice-prefeita e prefeito está intensa. Confira o cenário político nesta reportagem especial que abre a cobertura do Barroso EM DIA das Eleições 2020.

ÁLLAN CAMPOS | PSDB --> ? O atual presidente da Câmara Municipal de Barroso, o vereador Állan Campos anunciou em 2017 que deixaria o PSDB e agora confirma que troca de sigla. No entanto, o caçula do legislativo barrosense ainda não definiu a qual partido se filiará, decisão que, segundo ele, deve ser tomada até o dia 20.

Prefeito e vice também se posicionam sobre Eleições Foto: PMB/Facebook

ANDERSON | PP --> DEM Vice-presidente da Câmara e em seu terceiro mandato, o vereador Anderson é mais um que deve ter novo partido. Um dos ventilados nos bastidores para ser candidato a prefeito, ele deve trocar o PP pelo Democratas, inclusive assumindo a presidência da legenda na cidade. BALDONEDO | PSDB --> ? O desmanche no PSDB de Barroso deve ter sua maior baixa exatamente com a principal liderança do partido. Depois de muitos anos liderando a sigla, o ex-prefeito e atual vereador Baldonedo Napoleão está considerando a possibilidade e informou que tem convite de dois partidos e que deve decidir em breve. EDUARDO PINTO | PV --> ? Ex-presidente da Câmara, o vereador Eduardo Pinto está de saída do PV. Ainda analisando se busca mais um mandato no legislativo ou se tenta alguma posição no executivo, o vereador diz estar “costurando” a ida para um novo partido para disputar as eleições de outubro. GIOVANNI GRAÇANO | PPS --> ? Mesmo tendo dito em diversas ocasiões em público que não pretende ser candidato em 2020, o vereador Giovanni Graçano ainda não tem definição sobre sua candidatura. Ele ainda está avaliando se deixa o PPS rumo a outra sigla.

JOÃO CAMPOS (GOLÔ) | PDT Um dos poucos (ou único) que não deve mudar de partido é o atual líder do Governo Municipal na Câmara, o vereador João Campos, o Golô. Ainda sem definir qual sua pretensão este ano, ele afirmou à reportagem que vai permanecer no PDT, partido que ele inclusive comanda na cidade. LEONE | PP --> DEM Assim como Anderson, o vereador Leone Nascimento deve trocar o PP pelo Democratas em 2020. Atual líder da minoria na Câmara, o vereador deve tentar um segundo mandato no legislativo nas eleições de outubro. MARCO ANTÔNIO (KIKO) | PHS --> DEM Ex-presidente da Câmara de Barroso por duas vezes, o vereador Marco Antônio da Silva, o Kiko do Bedeschi, será mais um parlamentar da Casa a ingressar no Democratas. Eleito pelo PHS, o partido se fundiu com outra legenda e deixou o vereador sem partido até agora. VERINHA | PT --> ? Em seu segundo mandato e confirmando à reportagem que será novamente candidata à Câmara Municipal, a vereadora Verinha disse estar estudando a possibilidade de troca ou não de partido para o próximo pleito.

Reinaldo e Deléia também avaliam mudanças

A reportagem do Barroso EM DIA também questionou o atual prefeito de Barroso, Reinaldo Aparecida Fonseca, atualmente no PSDB, e a sua vice-prefeita Deléia Napoleão, hoje no PPS, sobre a “janela partidária” que estará aberta de 5 de março a 3 de abril. Vereadora mais votada da história de Barroso, a vice-prefeita Deléia Napoleão foi questionada se pretende mudar de partido e se candidatar em outubro. Sucinta ela disse apenas que “não pretende”. Já o prefeito Reinaldo disse “não ter nada decidido” sobre uma eventual saída do PSDB e acrescentou que “ainda está muito cedo para se tomar uma decisão” com relação a uma candidatura em outubro. FILIAÇÕES Além da “janela partidária”, o calendário eleitoral reserva outras datas importantes nos próximos meses. Para quem pretende se candidatar, o dia 4 de abril é o prazo final para que o cidadão esteja filiado. Para os eleitores, o dia 6 de maio é o último dia para que solicitem alis-

tamento, transferência ou regularização de pendências. PRAZO Outro período importante será entre 20 de julho e 5 de agosto que é quando acontecem as convenções partidárias que escolhem os candidatos a prefeito, vice e vereadores, que depois terão até o dia 15 de agosto para registrarem suas candidaturas na Justiça Eleitoral. A campanha 2020 começa no dia 28 de agosto e vai até o 1 de outubro. O futuro de Barroso será decidido no dia 4 de outubro nas 46 seções eleitorais espalhadas pela cidade e zona rural. SEM CARTÓRIO Depois de oito eleições contando com o Cartório Eleitoral em Barroso, no período 2004 a 2018, esta será a primeira eleição municipal em que o município não terá justiça eleitoral própria. Vinculado a Prados por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MG) em 2017, o Cartório Eleitoral se transformou em Posto Avançado e causa preocupação aos políticos locais e eleitores este ano.


barrosoemdia.com.br

2020

Março

Mar de gente! Caminhada Alcoológica arrastou cerca de 10 mil pessoas

N

ão poderia ser e não foi diferente: a Caminhada Alcoológica do Carnaval 2020 de Barroso arrastou uma multidão pelas ruas da cidade na tarde do domingo (23). Segundo cálculos de militares e responsáveis, mais de 10 mil pessoas desfilaram no evento que completou este ano sete anos de existência. “Estou acostumado a ir em Dores de Campos, onde também é muito legal, mas isso aqui é algo que jamais vi na região, nem em São João del Rei tem tanta gente como aqui hoje. Realmente é mais do que me disseram, Barroso tem uma Caminhada Alcoológica fora do normal, muita gente mesmo”, diz Marcelo Leite, de Dores de Campos, que fez questão de vir este ano para a Caminhada em Barroso. Com a presença de muitos visitantes, os foliões se desdobraram pelas ruas e bairros da cidade. Estreando um novo trajeto, a Caminhada percorreu cerca de 2,5 km. Um helicóptero da Polícia Militar esteve presente no momento da festa e realizou alguns registros. MUITA ÁGUA A população e os moradores do trajeto se organizaram, e, como manda a tradição, molharam os foliões. Chegou a garoar durante a Caminhada que foi sem chuva neste ano, mas com o tempo nublado. Os foliões só tiveram realmente ideia da multidão quando a Caminhada entrou no trecho final, na rua principal da cidade, a Coronel Ar-

thur Napoleão. Veja o vídeo do Barroso EM DIA abaixo. Basta ligar o seu leitor de Código QR na imagem:

CARNAVAL A festa popular começou com muita chuva em Barroso em 2020. O bloco Boi Mamado, tradicional bloco que abre o Carnaval, desceu praticamente debaixo de muita chuva. Já na sexta os foliões aproveitaram ao som de DJs e bandas. O Patrões Folia e outras dezenas de blocos animaram a festa que aconteceu mais uma vez no centro da cidade. POLÍCIA MILITAR No que diz respeito à segurança do Carnaval no ano de 2020, não é possível informar aos leitores se foi ou não um Carnaval tranquilo no município. A Polícia Militar não informou até o fechamento desta edição, quintafeira 5 de março às 13h, à equipe de reportagem o número de ocorrências e se houve alguma ocorrência de destaque na cidade. Aparentemente foi um Carnaval da paz no município.

Foto aérea: Polícia Militar

CNPJ. 36.225.792/001-40

VOCÊ PODE SER

VEREADOR(A) VENHA SER CANDIDATA(O) CONOSCO 9.9955-2130

4


Março

barrosoemdia.com.br

2020

O fevereiro mais chuvoso dos últimos 59 anos na região Assim como a região, Barroso também enfrenta problemas com as chuvas

Muitas chuvas em Barroso e região nos últimos meses

O

mês de fevereiro de 2020 já está entre os mais chuvosos dos últimos 59 anos na região. Desde a década 60 que não chove com tanta intensidade na Zona da Mata mineira. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET, registravam 356,4 mm ou 228,4% a mais do que o esperado, o que corresponde ao terceiro maior registro em 59 anos, ficando abaixo apenas de fevereiro de 2004, com 408,2 mm e 1961, com 380 mm. A média do mês normalmente é de 156mm. Segundo Sandro Morelli, especialista em assuntos climatológicos, o volume registrado em fevereiro de 2020 foi marcado por grandes índices pluviométricos em Barbacena. Já com relação à chuva em Barroso especificamente, Sandro explica que é difícil

precisar a quantidade, pois não existem pluviômetros em funcionamento. “Barroso tem dois pluviômetros no Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemadem, mas os dois estão inoperantes. Assim, sem estação fica impossível precisar”, relata o especialista. De qualquer forma, entre Barbacena e São João del Rei, Barroso também tem vivido nos últimos meses um clima atípico, de muita chuva, como não se via há muito tempo. “Moro aqui ao lado da ponte (Ponte do Rosário) e há muitos anos não vejo tanta chuva em sequência desta forma. Acredito que o rio ainda vai sair este ano”, diz um morador que reside no centro da cidade, na Rua Daniel Pantaleão Ferreira. Dentre os dias chuvosos na

cidade, o último dia 13 de fevereiro colocou o município em alerta. A equipe de reportagem do Barroso EM DIA flagrou o aumento do nível do Rio das Mortes e a aflição dos moradores destas chamadas áreas de risco. “Temos que começar a planejar nossa saída e ir para casa de parentes. O rio está subindo muito e, antes que a gente perca nossos imóveis, vamos agilizar”, diz a moradora Wanderleia de Lima, que mora na parte baixa do Rosário, na Beira da Linha. No mesmo dia, o Secretário de Obras do município fez um alerta aos moradores dessas aéreas de risco e pediu que os mesmos deixassem suas casas. Nos dias seguintes a chuva acabou diminuindo, o rio recuou e o pior não aconteceu. Porém, diante de outros problemas relatados por

conta da chuva na cidade e na zona rural, a Prefeitura chegou a decretar estado de calamidade pública. “O Decreto de Emergência tem validade por 180 dias. Não pode ser suspenso. Ele continua em vigor, mesmo a situação se normalizando”, foi o que declarou a Assessoria do Governo Municipal no dia 17 de fevereiro. Com o retorno das chuvas nos últimos dias e com a previsão de mais chuva para o mês de março, mês que geralmente é de fato o mais chuvoso historicamente, as autoridades municipais continuam alertando os moradores das áreas de risco. “É importante ressaltar que a temporada ainda não terminou e se estende até o próximo mês com modelos climáticos indicando mais chuva para o início de março”, diz Sandro Morelli.

VÍDEO Assista ao vídeo onde a reportagem mostra em detalhes o resultado do temporal do dia 13 de fevereiro. Em vários pontos é possível ver que por muito pouco o Rio das Mortes não transbordou em Barroso. Para assisitir basta ligar o aplicativo de leitor de código e posicioná-lo na imagem abaixo.

5

BURACO DO GUEDE A internet não perdoa e nem os moradores do Bairro Joaquim Gabriel de Souza (Guede). Cansados de esperar por uma solução da Prefeitura Municipal, moradores colocaram balões e “comemoraram” o aniversário de um mês do Buraco no Guede. Na verdade se trata de um buraco entre as Ruas Geraldo Pinto (que desce para o Geraldo do Guede) com a Rua Bias Fortes (Rua do Hospital). “E é um buraco fundo, parecido com estes do centro da cidade. Está muito perigoso”, diz um morador que preferiu não se identificar. Para celebrar, segundo os moradores, o aniversário de um mês desde que o buraco está aberto, alguns cidadãos do bairro colocaram balões de aniversário em cima da placa de trânsito que alerta sobre o buraco. “Estamos cansados e já que a Prefeitura está “brincando” conosco, vamos brincar também, porque Barroso já virou uma farra mesmo. Colocamos balões mesmo e, se não arrumarem no aniversário de dois meses, vamos comprar um bolo e cantar parabéns”, diz outro morador próximo à esquina. Horas depois do post no site do Barroso EM DIA o buraco foi tampado no Guede.


Março

barrosoemdia.com.br

2020

6

Quem vê as mãozinhas pequenas e o jeitinho delicado não imagina a força da voz da Manu, a menina barrosense que encantou o Brasil participando do The Voice Kids da Rede Globo. Mas este sonho não começou agora. Desde muito cedo, aos três anos de idade, ou um pouco antes, Manu já “cantarolava” algumas canções em meio à família de músicos.

CARA DE BARROSO

“Quando eu e minha irmã éramos menores, meu pai tinha que pegar a gente no colo para dormir. E ele tinha que cantar, se não nós duas chorávamos. Foi assim que eu comecei a ter amor pela música”, conta Manu que, ao lado da irmã Monise, forma a dupla que muitos de nós já conhecemos. O tempo passou. Manu parou de resmungar no colo as canções e começou a cantar de verdade. Comparada ao seu talento, ela é mesmo muito pequena. Depois de participar da chamada Audição às Cegas cantando a música ‘’Regime Fechado’’, da dupla Simone e Simária, Manu entrou para o programa e encarou sua primeira batalha. Aliás, primeira não. Apesar de muito nova, Manu está acostumada a batalhar desde cedo.

Manu Guimarães

Verbo que aprendeu a conjugar com o pai, Nilton, que foi quem acompanhou a filha durante o programa. ‘’Eu gostava muito de compor, de cantar em festivais e passei isso para elas porque o meu sonho não foi realizado, mas pensei que com as meninas poderia ser realizado e graças a Deus tá dando certo”, diz o pai. E a persistência vem de família. A inscrição no programa foi realizada pela irmã. “Eu inscrevi ela, gravei os vídeos. A gente ficou um dia inteiro gravando nesse calor, mas deu tudo certo. Ela cantou muito bem”, declara Monise. Monise começou a cantar e a tocar violão bem cedo também, aos seis anos de idade. Dessa forma, ela vem ensinando tudo que sabe para a Manu, que se inspirou na irmã mais velha para entrar para o mundo musical. “Elas são muito carinhosas uma com a outra. Aqui em casa a gente não vê brigas. O pessoal nem acredita, mas é um tal de ‘eu te amo’ o tempo todo. Apesar de terem quartos separados, elas sempre dormem juntas”, diz a mãe Anaduza que carrega o colchão de um lado para o outro quase todos os dias. A casa da família deixou de ser casa para se tornar em uma espécie de estúdio musical improvisado. Na garagem não são guardados carros, mas sim sonhos e talentos que crescem a cada dia. E assim é a vida da família barrosense que o mundo está conhecendo agora. O pai ajuda nos ensaios e a escolher o repertório dos shows. Já a mãe é responsável pela produção e pelos figurinos e acessórios. Não é o sonho da Manu. Não se trata do sonho da Manu. É o sonho de uma família. Nilton é quem leva a dupla para todos os shows inclusive em outras cidades. A tradicional Kombi já sai carregada com os equipamentos e pesada de talento. É por isso que a cidade entendeu e abraçou. Porque estamos falando de uma família que representa um município que acredita que, independentemente do resultado de um programa de televisão, já está comprovado que o amor entre pai, mãe e irmã gerou um talento que atravessa fronteiras e conquista corações, sejam eles de Barroso ou não. O tal desejo continua... Manu venceu recentemente a primeira batalha do programa cantando a música Tijolinho por Tijolinho e assim ela continua no sonho do The Voice Kids, ou seja, como uma boa mineira, Tijolinho por Tijolinho. E ela vai voltar, desta vez ao vivo e vai cantar e encantar a todos. Não há dúvida sobre o talento desta pequena que transformou não só a vida da família, mas uma cidade inteira, mesmo que pequena, onde cerca de 20 mil corações batem e triplicam pelo Brasil e pelo mundo acreditando que o interior é e sempre será muito grande.

Profile for Bruno

Edição 207 Março  

Edição 207 Março  

Advertisement