Issuu on Google+

Cap铆tulo 3 Hip贸teses

Cap铆tulo 3

Hip贸teses


Capítulo 3 Hipóteses

• Pode-se dizer que a hipótese consiste na passagem dos fatos particulares para um esquema geral, ou seja, são supostas repostas para o problema em questão. • Os procedimentos metodológicos trazem diversas vantagens ao manuseio da hipótese, permitindo que ela: a) restrinja a amplitude do campo de estudo, orientando o pesquisador; b) preveja fatos com probabilidade de acertos; e c) caso abranja fatos de um campo genérico, seja adaptada para um campo específico. • Em uma pesquisa, a hipótese passa por dois processos importantes: a sua correta formulação e o seu teste.


Capítulo 3 Hipóteses

3.1 ELABORAÇÃO DAS HIPÓTESES • São necessários, principalmente, três aspectos essenciais: a) a hipótese deve estar enquadrada em um sistema conceitual do referencial teórico; b) o pesquisador deve conhecer os procedimentos metodológicos da pesquisa científica; e c) o pesquisador deve ter condições de fazer observações analíticas das hipóteses, em função das suas variáveis. • No caso do planejamento da pesquisa, o pesquisador deve elaborar diversas hipóteses fundamentais do problema, que se constituem em diferentes alternativas.


Capítulo 3 Hipóteses

• De posse da hipótese mais eficiente para o estudo, o pesquisador deve verificar: a) as medidas viáveis para o teste de hipóteses e as que estão a seu alcance; e b) as condições nas quais as medidas produziriam maior efeito. • As hipóteses podem surgir, principalmente, da observação dos fatos ou do estudo das teorias. • A fundamentação teórica sistematiza a pesquisa, de modo que as hipóteses se tornam mais funcionais.


Capítulo 3 Hipóteses

3.2 CICLO DAS HIPÓTESES • Neste estágio, ocorre o procedimento do método dedutivo, que é a etapa da aplicação da hipótese, e sucede a manifestação da prova dos fatos experimentais da hipótese que leva à testagem, resultando na sua aceitação ou refutação. • O pesquisador, por meio de seus conhecimentos científicos sobre o assunto pesquisado, elabora sua hipótese, que é um suceder de alternativas de reflexão e de experimentação. • Quando confirmado, o conhecimento se amplia; quando não, novo ciclo se origina.


Capítulo 3 Hipóteses

CICLO DAS HIPÓTESES Hipóteses SISTEMAS DE HIPÓTESE CONCLUÍDO

CONCEITOS OPERACIONAIS

CONSTRUÇÃO DAS VARIÁVEIS

TESTES MENSURÁVEIS

CONSTRUÇÃO DAS HIPÓTESES

HIPÓTESES CORRRESPONDEM À EXPECTATIVA

LEVANTAMENTO DO PROBLEMA

COMPROVAÇÃO DAS HIPÓTESES

OBSERVAÇÃO DOS FATOS

ACEITAÇÃO DAS HIPÓTESES

DOMÍNIO SOBRE O ASSUNTO

REJEIÇÃO DAS HIPÓTESES NOVO CICLO


Capítulo 3 Hipóteses

3.3 QUALIDADE DE UMA HIPÓTESE BEM FORMULADA • Alguns requisitos essenciais para a hipótese: a) deve ser conceitualmente manuais e operacionais;

exata,

explicada

por

definições

b) a redação do seu enunciado deve ser na forma de sentença declarativa; c) deve ser específica e com referências empíricas; d) deve estar necessariamente vinculada a métodos e técnicas que se ajustem à pesquisa; e) sua relação deve ser com teoria de base, ou seja, explicitada pela formulação do problema;


Capítulo 3 Hipóteses

f) estabelecer relação com duas ou mais variáveis; g) deve ser concisa, na sua formulação, e ter a menor quantidade possível de palavras; h) nunca deve contradizer o seu enunciado; e i) deve servir como esclarecimento do fato (objeto) estudado.


Capítulo 3 Hipóteses

3.4 TESTAGEM DAS HIPÓTESES • Refere-se à forma ativa da prova dos dados, visando a sua comprovação ou refutação. • Devem ser submetidas à testagem aprovada ou não pelos fatos coletados.


Hipóteses