Issuu on Google+


SUMÁRIO

20/maio

04 missões

11 abc vida

Novos desafios | Pr. Marcos Calixto

Voluntariado e saúde | Marcelo Santos

05 juventude

12 destaque

Unidos no mesmo amor | Ob. Rômulo Corrêa

EntreMIC | Encontro de Mulheres

06 células

13 ibb news

Nova chance | Wellington Martins

Agenda | Dia a dia na igreja

07 liderança

14 ministério pastoral

Ropa | Wellington Martins

Sede | Missões

08 pastoral

15 livraria e videoteca

Colisão | Pr. Márcio Tunala

Destaques | Promoções

10 educação cristã

16 programação

O que ensinamos | Dayse Fontoura

Cultos | Encontros

Campus Igreja Batista do Bacacheri (41) 3363-0327 | ibb@ibb.org.br Rua Amazonas de Souza Azevedo, 134 Bacacheri - Curitiba - Paraná 82520-620

Campus IBB Quatro Barras (41) 3363-0327 | quatrobarras@ibb.org.br Rua 25 de Janeiro, 448 Centro - Quatro Barras - Paraná 83420-000

Expediente REVISTA IBB | Ministério de Comunicação | Agência IBB comunicacao@ibb.org.br | (41) 3363-0327 Coordenação de Comunicação Pr. Renato Mendonça; Projeto Gráfico e Diagramação Ana Letícia Pie; Capa Fabio Vinicius; Revisão Ortográfica Irenice Ferreira, Hedy Silvado, Priscila Ferreira e Rejane Schütz; Imagens Banco de Imagens e Arquivo IBB; Impressão Cromos Graf; Tiragem 1.200 exemplares.

2

facebook.com/ibbcuritiba

@ibb_curitiba

youtube.com/prrenatoibb

www.ibb.org.br


Vamos Orar domingo

20

Segunda 15h - Grupo MCA Casas | Neuzi (3363-0327 - Ramal 112)

Quarta 15h - MCA (Mulheres) Sala de Oração | Hedy (3363-0327 - Ramal 112)

segunda

21

Voluntários Agradeça por todos que deram o seu tempo e trabalho para que a Casa do Julgamento fosse um grande sucesso para glória de Deus. Que Deus recompense os seus preciosos servos.

Quinta

IBB ORANDO

Casa do Julgamento Hoje finalizamos o evento Casa do Julgamento. Continuemos em oração pelos frutos desse poderoso trabalho. Ore pelo acompanhamento dos novos convertidos.

Grupos de Oração

20h - Espanhol Sala 9 | Eros (3363-0327 - Ramal 112)

20h - Cura e Libertação Capela | Pr. Bartolomeu (3363-0327)

terça

22

Discipuladores Oremos pelos discipuladores da nossa igreja. Eles terão muito trabalho nestes próximos meses com o resultado de conversões da Casa do Julgamento.

Sábado 14h - Adolescentes (Mad) Sala de Oração | Rodrigo (9675-4409)

19h - Juventude Orando Sala de Oração | Tatiane (3363-0327) Mais informações no telefone 3363-0327 (Ramal 112).

quarta

23

quinta

24

sexta

25

sábado

26

Células Nossas células precisam de muita oração. Seus líderes estarão recebendo novas ovelhas nestes próximos dias para cuidar. Vamos clamar por estes amados.

Conferência Atos 29 Oremos por esse evento, uma conferência para pastores e plantadores de igrejas missionais que acontecerá na IBB.

Pastores e Evangelistas Oração por renovo e discernimento espiritual para a vida de nossos pastores e evangelistas das missões da IBB. Estes servos precisam de sua intercessão.

Pastoral Carcerária Vamos orar pelo culto na penitenciária feminina em Piraquara. Que muitas mulheres se rendam ao Senhor. O Pr. Luis Carlos e sua equipe também precisam de nossa cobertura de oração.

*Se você faz parte de um grupo de oração da igreja e esse grupo não está nessa lista, entre em contato para colocarmos. Envie e-mail para alex@ibb.org.br ou 3363-0327 (Ramal 112).

“Responde-me quando clamo, ó Deus que me faz justiça! Dá-me alívio da minha angústia; Tem misericórdia de mim e ouve a minha oração.” Salmo 4.1

3


por Pr. Marcos, Silvana, Davi e Talita Calixto

MISSÕES

Novos desafios do campo missionário Silvana e eu comemoramos, no dia 02 de maio, nossas Bodas de Prata. Agradecemos muito a Deus pelo nosso casamento e pelos filhos maravilhosos que Deus nos deu, fruto do nosso amor. Davi, graças a Deus está bem na sua faculdade e bem envolvido nas atividades da igreja que é membro. Talita, que já apresentou seu TCC, está às portas do exame da OAB. OS PRIMEIROS DESAFIOS NESSE NOVO CAMPO MISSIONÁRIO Pudemos visitar alguns campos missionários cujos projetos com etnias (estrangeiros) no Brasil já foram implantados – japoneses (Assaí, PR), árabes (SP), hispanos (SP), africanos (SP) e ciganos (SP). 1. Palestras realizadas: Estivemos (Silvana e eu) em São Paulo e em Santa Catarina ministrando para pastores, esposas e igrejas. 2. Estamos com projetos de novos trabalhos em Prudentópolis (UCRANIANOS), em Londrina (JAPONESES), em Serafina Corrêa, RS (ITALIANOS) e Treze Tilhas, SC (AUSTRÍACOS). 3. 100 DIAS DE ORAÇÃO – CAMPANHA SEJA LUZ – MEGA-TRANS: Logo após a Campanha de 100 dias, haverá as MEGATRANS. Na oportunidade receberemos em São Paulo irmãos chilenos, paraguaios e peruanos que virão de seus países para um evangelismo de impacto junto aos hispanos de São Paulo. MOTIVOS DE ORAÇÃO 1. Pelos projetos que firmaremos nos próximos meses com a liderança denominacional do Estado do Espírito Santo e Minas Gerais. 2. Pelo II FÓRUM DE MISSÕES COM ETNIAS NO BRASIL que será realizado na Igreja Missionária Oriental (coreana) de São Paulo, nos dias 26 a 28 de julho. Inscrições: www.etniasnobrasil. com.br E-mail: etniasnobrasil@missoesnacionais.org.br 3. Pela Organização da MEGATRANS ÉTNICA que será realizada em São Paulo, no final de junho e primeira semana de julho deste ano. a) PARA QUE CONSIGAMOS IGREJAS PARA ADOTAREM missionários para os novos campos. b) POR NOSSO SUSTENTO MISSIONÁRIO – Ainda não temos nosso sustento por completo pelo PAM. A IBB nos adotou através das células, mas ainda não completamos o PAM. Se você deseja nos adotar, favor telefonar para a JMN – (21) 2107-1818 e pedir para falar com o setor do Plano de Adoção Missionária. Citar nosso nome e o PROJETO ETNIAS NO BRASIL. 4


por Obreiro Rômulo Corrêa

“Por estarem unidos com Cristo, vocês são fortes, o amor dele os anima, e vocês participam do espírito de Deus. E também são bondosos e misericordiosos uns com os outros. Então peço que me deem a grande satisfação de viverem em harmonia, tendo um mesmo amor e sendo unidos de alma e mente” – Filipenses 2.1-2

JUVENTUDE

Unidos num mesmo amor

Acredito que este texto reflete exatamente o que podemos chamar de família de Cristo. No entanto, a grande dificuldade não está na leitura e no conhecimento desse texto, mas sim no viver e na prática dessa palavra. Grande parte dos problemas relacionais se deve por não compreendermos que, quando estamos unidos em Cristo, estamos unidos também com nossos irmãos. É simples entender como funciona a família de Cristo. A Bíblia garante que, a partir do momento que aceitamos a Cristo, recebemos o direito de sermos chamados filhos de Deus. Isto nos torna irmãos, pois foi o sangue Dele na Cruz que nos uniu. Como irmãos, temos que nos relacionar fazendo jus ao laço criado por Jesus. Infelizmente, devido às nossas limitações, podemos ter desavenças, mas sempre devemos buscar o maravilhoso poder do perdão. Dessa forma atingiremos o “viver em harmonia”, afinal, estamos numa mesma família e vivendo o mesmo amor. Vivemos num período onde o amor tem se esfriado em muitos lugares onde convivemos, mas esse amor jamais pode esfriar dentro da Igreja, entre o povo de Deus, entre os filhos, entre nós. Em Gálatas 3.28b, Paulo afirma: “porque todos vós sois um em Cristo Jesus.” Vamos nos esforçar ao máximo para ter uma vida em harmonia, vivendo o mesmo amor, o amor de Cristo Jesus. 5


CÉLULAS

Mais uma

chance “Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo, assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos.” – Hebreus 9.27-28a

Ana e André. Oportunidades iguais, escolhas diferentes, destinos diferentes! Quem assistiu ou acompanhou seus sementes na Casa do Julgamento – Colisão, sabe bem o que estou querendo dizer com a frase acima. Foi maravilhoso ver toda a movimentação das pessoas que passaram pelo teatro. Impressionante como a cada cena as pessoas ficavam mais envolvidas com a história de Ana, André e sua família. Essa dramatização reflete muito bem o que vemos e vivemos diariamente em nossas vidas. Pessoas ao nosso redor e, nós mesmos, estamos sujeitos a passar pelo mesmo drama vivido naquela família. Do nada, sem aviso algum, temos amigos e parentes retirados de nós repentinamente ou brutalmente mortos nas mais diversas circunstâncias. A questão que fica é: eles tiveram alguma oportunidade de mudar o seu destino eterno? Nós aproveitamos as oportunidades que tivemos para ajudá-los mostrando Jesus como o único que pode mudar esse destino? Nesse tempo, após a Casa do Julgamento, gostaria que refletíssemos na frase tema desse texto. Temos “mais uma chance” de testemunhar e compartilhar a salvação em Cristo para os nossos sementes e eles terão mais uma chance de ouvir e fazer suas escolhas. Para aqueles que trouxeram seus sementes, é tempo de consolidar a Palavra, de aproveitar a sensibilidade que o Espírito Santo de Deus promoveu em seus corações para que a semente plantada possa ser cultivada e que brote, crescendo, florescendo e produzindo frutos eternos! Essa é a sua oportunidade! Aproveite, pois você tem MAIS UMA CHANCE!

Sem. Wellington Martins Contato: celulas@ibb.org.br.

6


refletir

planejar A vida dos seus sementes e a oportunidade de escolha deles depende da sua disposição em testemunhar e compartilhar sua experiência de salvação. Crie situações para isso, você pode não ter “mais uma chance...”

Senhor, dá-nos ousadia para que a Tua Palavra seja anunciada e que a salvação em Cristo Jesus alcance as pessoas ao nosso redor. Que a Tua luz brilhe através de nossas vidas. Amém!

CÉLULAS

O nosso tempo de vida nesse mundo é muito curto. Nossa vida é como a brisa da manhã, que logo desaparece. Não desperdice suas oportunidades. Aproveite o seu tempo e cumpra sua missão!

orar

agir Ao andar e ao desenvolver suas atividades diárias, lembre-se que é sua responsabilidade viver de forma íntegra o evangelho da Cruz de Cristo. Não se acomode! Faça isso como se fosse sua última chance!

7


Estamos vivendo dias de Casa do Julgamento! Isso significa muitas pessoas circulando de um lado para o outro na IBB, muitas caras novas preparando-se para entrar no circuito, atores espalhados por todos os lados, filas para adquirir ingresso, toneladas de alimentos arrecadadas para abençoar famílias carentes e uma imensidão de testemunhos e de vidas impactadas pela palavra de Deus contada de uma forma tremendamente criativa. Não há duvida que a encenação de Pedro e Andréia e de seus filhos Ana e André representa a história de muitas famílias. Na primeira cena, muitos se deparam com a realidade de sua própria casa: discussões, agressões e desilusões causadas pelo alcoolismo. Na segunda cena, Ana toma a mais importante decisão de sua história, ela entrega sua vida nas mãos de Deus, enquanto seu irmão André decide exatamente o contrário, viver segundo seu próprio coração. Um acidente, um julgamento, uma passada pelo inferno e o melhor e mais emocionante momento da Casa do Julgamento: entrar no céu e se encontrar com Jesus. Este certamente é o momento mais divino do circuito. Algumas pessoas sorriem admiradas, outras choram e tentam esconder suas emoções. Acompanhar as inúmeras reações estampadas no rosto de cada participante é simplesmente abençoador. O que mais me chama a atenção na Casa do Julgamento é a força que tantas pessoas encontram para que ela aconteça. São meses de trabalho para a liderança, semanas de empenho na montagem de toda a estrutura, dias de muito trabalho e pouco tempo para descansar, mas mesmo assim Deus reúne servos ad-

miráveis para essa preciosa missão. Sou grato a Deus por ver pessoas de todas as gerações se unindo para realizar o maior projeto evangelístico que nossa igreja promove. Creio que o maior benefício de tudo é ver pessoas recebendo Jesus em seus corações e testemunhar a reconciliação de tantas vidas. Em meios às lagrimas, muitos assumem viver uma vida de comunhão com Deus. Deus tem sido fiel com cada um que contribui com a Casa do Julgamento. O que a Casa do Julgamento está fazendo é abrir a temporada de milagres na vida de muitos e isso vai invadir as nossas células, vai se multiplicar em discipulados e batismos. Nossa parte agora, como igreja, é ajudar cada semente que brotou nas cenas da Casa a crescer para a honra e glória de Cristo Jesus. Só Deus tem o poder para mensurar os incalculáveis milagres que acontecem durante a temporada deste grande evento. Meu desejo é que cada um que se dedicou na realização da quarta temporada da Casa do Julgamento seja recompensado por Deus e que cada pessoa que teve sua vida transformada pelo Espírito Santo engrosse as fileiras para que toda a cidade ouça a mais bela história de amor que conhecemos: o amor incondicional, imensurável e sacrificial de Deus pelo pecador.

Pr. Márcio Tunala Ministério de Integração e Células


A MESMA HISTÓRIA COM DIFERENTES EMOÇÕES por Cynthia Calderon

Em 2009, se não me engano, assisti a Casa do Julgamento e essa semana tive a grata alegria de assistir novamente. Sem precisar “comprar” ingressos com cambistas, sem dar “carteiraço”, bastou a misericórdia da Cynthia e do Daniel, casal que sabe servir, para podermos entrar. A princípio, achei que não me surpreenderia por conhecer o enredo. A história não é nova, todos sabemos como termina. Mas, se você é daqueles que já assistiu dez vezes o mesmo filme e ainda chora no final, entende o que digo. A emoção é a mesma da primeira vez. Já na cena inicial bate a indecisão: será que choro ou vou embora. Os atores são profissionais. Aí você começa a prestar atenção na reação das pessoas e quando vê alguém chorando e dizendo ao marido: nós conhecemos esse filme (referindo-se à dor e ao sofrimento humano), é possível entender porque a Casa do Julgamento toca tanto as pessoas. Todos vão às lágrimas, mesmo os que tentam resistir ou disfarçar. O ápice da apresentação é uma cena que tem a participação da Hedy Silvado. Não vou contar pra não estragar a emoção, mas pais, preparem o coração. Teve uma senhora que não aguentou e saiu da sala. A cena do inferno é a que as pessoas se retiram mais rapidamente, dá até pra cronometrar. Quando olhei pro lado todo mundo tinha “vazado”. Vai que o Diabo decide segurar alguém? Ninguém quer. Mas o Diabo é firme, proativo, decidido, tem comando e voz ativa... um big boss. E ele manda recado: “o pior do inferno, não são os vermes comendo suas entranhas, é a ausência de Deus...” Como estar num lugar onde não há Deus? A Casa do Julgamento deveria ser uma apresentação permanente, daquelas que ficam três anos ininterruptos em cartaz. A quantidade de alimento que tem na igreja e a disposição do povo em trabalhar apesar do frio são impressionantes. Esses alimentos serão uma bênção na vida de tantas pessoas e isso é magnífico, amor em prática. Estrutura, texto, figurino, maquiagem, cenário... Tudo é muito bem feito e impressiona qualquer visitante ao ver que uma igreja é capaz de fazer algo dessa magnitude porque realmente acredita no que está fazendo. Adoro isso, preciso trabalhar mais meu orgulho. E pra mostrar que não há nada que nos impeça de servir, Winfred, Raquel, Andreas e Nathali estavam lá, no Ministério Infantil, cuidando da criançada. Ah! E tem mais! Como toda boa história, o final é feliz. Termina no céu, com todos podendo refletir sobre a Glória de Deus e o que é estar na Casa do Pai. E o povo se enrola no céu, demora mais pra sair, quer ser tocado por Jesus, ouvir uma palavra de estímulo de um anjo, ficar olhando a decoração. Alguém tem que avisar que é só uma visita. Hora de ir embora povo, ao menos por enquanto. A Casa do Julgamento foi um sucesso! Precisamos agradecer e orar pelas pessoas que trabalharam, para que Deus renove suas forças e disposição, e também pelos Sementes que assistiram o evento.


EDUCAÇÃO CISTÃ

por Dayse Fontoura

10

O que ensinamos na Escola Bíblica Os últimos domingos têm sido de vitória para nossa Igreja. Nossas classes de Escola Bíblica Dinâmica estão lotadas de pessoas empenhadas em aprender mais da Palavra de Deus. Isso logo se refletirá em um povo mais maduro espiritualmente, mais preparado para enfrentar as grandes questões da vida e sair vitorioso e equipado para propagar e defender a fé. Mas, se você ainda não compareceu, deve estar se perguntando: O que tem sido ensinado que tem atraído os membros? Bem, nas nossas classes temos ensinado que não tem como ser um cristão cheio do Espírito Santo e não desejar estar mais próximo de Deus e da sua Palavra. Também ensinamos que o afastamento dela (da Palavra) gerou, no passado de Israel, desvios por parte de pessoas que achavam que estavam certas e que isso teve sérias consequências espirituais e históricas. Ensinamos que os atos que os apóstolos praticaram foram resultado de uma vida com Deus e não de uma eleição para um determinado tempo. E mais, que ainda hoje a Igreja que depende do Espírito do Senhor pode fazer o mesmo pela causa do evangelho. Temos também aprendido que nossa fé oferece respostas também ao homem intelectual, afinal a habilidade de pensar nos foi dada pelo Criador. Ele não deseja que sejamos infantis e facilmente manipulados por aqueles que criam sofismas - e eles têm se multiplicado, como a Bíblia afirmou que aconteceria nos últimos tempos. Nossos alunos aprendem que Deus colocou a Igreja no mundo para um propósito: abençoá-lo. E que precisamos fazer esse trabalho com empenho e amor. O que mais nos alegra são os testemunhos dos que têm frequentado. Muitos têm dito aos professores o quando têm sido abençoados pelo conhecimento adquirido. Na semana passada, uma adolescente de nossa igreja foi abordada por pessoas na rua que começaram a compartilhar seu ponto de vista sobre a fé. Graças ao preparo que teve na EBD e a leitura da Palavra, ela conseguiu identificar os erros e questioná-los com clareza e respeito. Foi só quando chegou em casa e viu o panfleto que recebera que percebeu que eram membros de uma seita. Isso são resultados práticos! Ainda estamos correndo para nosso alvo de ter ainda mais membros envolvidos e vamos perseverar. Você quer fazer parte desse time de vencedores?


por Marcelo Santos

Voluntariado faz bem à saúde ABC VIDA

Segundo especialistas, ser um voluntário estimula a preocupação com os outros e faz com que ocorra uma mobilização por causas de interesse comum. Assim, ao estabelecer laços de solidariedade e confiança mútua, o ser humano fica mais fortalecido para enfrentar as crises e torna a sociedade mais unida ao lutar por um objetivo. Pesquisas recentes demonstram que pessoas que praticam o voluntariado vivem mais e melhor, minimizando os riscos de doenças graves como as cardiovasculares ou câncer e ainda previne o estresse e a depressão. Talvez seja este um dos motivos que fez com que o povo brasileiro aumentasse sua expectativa de vida de uma forma considerável, já que o brasileiro é considerado um povo solidário e voluntário. Prova disso são as recentes catástrofes que atingiram o Rio de Janeiro e Santa Catarina, que mobilizaram imediatamente uma massa realmente incrível de voluntários, vindos de todas as partes do Brasil com apenas um objetivo: ajudar ao próximo. E neste ponto, todos têm que concordar: gostamos de ajudar. Gostamos de fazer o bem. O bem que oferecemos ao necessitado normalmente volta para nós multiplicado, junto com uma sensação interior muito agradável, que nos fortalece, nos dá ânimo e alegria. Além disso, sentimos um prazer intenso em saber que um pouco que pudemos doar, seja em bens materiais ou em mão de obra em um momento de tragédia, pode devolver a esperança de viver à pessoas que viram seus sonhos desaparecer. Também vem daí um dos motivos de o brasileiro ser considerado mundialmente um povo feliz e acolhedor, que supera suas dificuldades e as do seu próximo com ajuda mútua e está sempre pronto a colaborar. A ABC VIDA também tem o privilégio de compartilhar suas atividades com um grupo especial de voluntários, que não medem esforços para ajudar ao próximo com muito amor. Quer ser um deles? Procure a ABC VIDA pelo e-mail atendimento@abcvida.org.br e faça sua parte!

11


MISSĂ•ES

por Marcos, Silvana, Talita e Davi Calixto

12


restaurante ibb Nos dias 13 e 20/05 o Restaurante IBB estará fechado devido a Casa do Julgamento. O retorno das atividades está marcado para o dia 27/05.

Dia 16 de junho, no Hotel Mabu Capivary, por R$120,00 (casal). Invista em seu casamento e leve sua esposa para jantar no dia dos namorados. Informações e convites familia@ibb.org.br.

semeando valores A 8º viagem do projeto será de 8 a 18 de julho, em Medina, Minas Gerais. Esse é o 3º Projeto no Vale do Jequitinhonha. Se você deseja participar entre em contatocom (41) 9103-9877 (Edwarde).

Conferência única para Pastores e Plantadores de Igrejas Missionais. Com Scott Thomas, Chan Kilgore, Renaut V. Der Liet e Jay Bauman. Dia 24 de maio, na IBB. Inscrições (41) 9251-1120.

coro do amaii Temos um maravilhoso convite a você querido irmão e irmã que já está na melhor fase da vida: a 3ª idade. Estamos montando um grande coro que este ano ainda fará um musical. Contamos com sua presença e disposição, entrando em contato com Natal 9115-7110 ou natal.chabaribery@gmail.com.

IBB NEWS

jantar romântico mic

conferência atos29

vagas abertas A IBB contrata auxiliar de cozinha temporária, interessandos falar com Francisco ou Esmeralda (41) 3363-0327.

13


Ministério Pastoral PASTOR EMÉRITO Pr. Avelino Ferreira PASTORES NA IBB Pr. L. Roberto Silvado Coordenador Geral | Missões Pr. Márcio Tunala Supervisão de Pastores Redes de Células | Adultos | Integração Pr. André Tavares Rede de Células Juventude (Adolescentes e Jovens) Pr. Francisco Cordeiro (China) Rede de Células | Infantil e Juniores Compaixão e Justiça Pr. Guilherme Falcão Aconselhamento Pr. Marcos Paulo Ferreira Rede de Células | Educação Cristã

MISSÕES LOCAIS NA IBB

Pr. Silvanir Alves da Silva Rede de Células | Família MINISTÉRIO AUXILIAR NA IBB

Pr. Bartolomeu C. Souza Supervisão de Células Missão Esperança Viva - Colombo

Min. Sabrina Cardoso Artes

Sem. Joel Lima da Silva Supervisão de Células Missão PIB Bocaiúva do Sul

OBREIROS NA IBB

Ev. Rodrigo Otávio Geronasso Supervisão de Células Missão de Piraquara

Ariane Chabaribery Coordenadora de Células da Juventude Marianna Beduschi Coordenadora de Células da Juventude

Ev. João Batista Supervisão de Células Fazenda Rio Grande

Rodrigo Dias de Souza Ministério de Células de Adultos

CULTOS ÉTNICOS NA IBB

Rodrigo Ferreira Coordenador de Células da Juventude

Pr. Jason John Butler (Interino) Igreja Internacional - Culto em Inglês

Thiago Chabaribery Coordenador de Células da Juventude

Pr. Ederaldo Xavier Pontes Igreja Internacional - Culto em Italiano Pr. Juan Carlos Nuñes Romero Igreja Internacional - Culto em Espanhol

Pr. Renato Mendonça Rede de Células | Comunicação

Aniversariantes 20/05

Gislene de Freitas Lima Damaceno

23/05

Maria Filomena Pietro

20/05

Maria Munareto Castellar

23/05

Maria Luiza Wille de Castilho

20/05

Maurício Amaro da Rocha

23/05

Raquel Xavier Fatuch

20/05

Valdir Klein Ernlund

23/05

Meyre Pereira Lima Martins

21/05

Amanda Siqueira Torres Cunha

23/05

Vilma Pereira Schmidt

21/05

Carmen Lucia Simião Chabaribery

24/05

Kauan Paes Lovato

21/05

Hellen Thompson de Azevedo

24/05

Luciano Tinoco Marchesini

21/05

Ignês Ziascoski Mendes

24/05

Marilea da Silva Guimarães

21/05

Mariana Costa Moura

25/05

Adilson A. Gomes da Silva

21/05

Mariana Pires de Oliveira Doca

25/05

Anne Caroline L. Dias

22/05

Cecília Aimée B. Brandão Dias de Souza

25/05

Ingrid Barbalho Lima

22/05

Dirlete Lais C. da Silveira

25/05

Joel Collini Arcega

22/05

Jocélia Aparecida Gonçalves Motta

26/05

Dilma de Souza C. de Freitas

22/05

José Dias de Souza

26/05

Marcos Auri Apfelgrün

22/05

Petra Luise Teuber

26/05

Rodrigo Bevilacqua

22/05

Priscila Candido S. Zeferino

26/05

Tatiana Carolina Pereira Alves

23/05

Airton Oliboni

23/05

André Soares Santos

23/05

Maria de Fátima dos Santos Souza

APOIO:


Livraria IBB DONAS DE CASA ESTRESSADAS Você é o tipo de mulher que se irrita facilmente, sai do sério só de andar pela casa desarrumada no final de um dia cheio? As crianças puxam a borda da sua blusa perguntando o que tem para o jantar e tudo o que você quer fazer é sair, entrar no carro e dirigir para qualquer lugar? Equilibre sua vida. Essa obra vai lhe ensinar a administrar seu lar, equilibrar sua agenda, tomar decisões inteligentes, amar os outros com paciência, enfrentar crises corajosamente e desenvolver sua própria vida de forma cada vez melhor. Em seu estilo envolvente e divertido, a autora dá conselhos sábios e soluções inteligentes, entre elas: criar um lar feliz com baixa tensão; cortar custos com estilo; construir uma família forte; criar um casamento vibrante; dividir o trabalho e a alegria. PREÇO: R$ 29,95

INFORMAÇÕES E ENCOMENDAS A Livraria da IBB abre de segunda a sexta-feira das 15h30 às 17h. Mais informações pelo e-mail livraria@ibb.org.br ou pelos telefones (41) 8703-0770 e (41) 3357-8197.

Videoteca IBB SOUL SURFER - CORAGEM DE VIVER É a inspiradora história verídica da surfista adolescente Bethany Hamilton, que perdeu o braço num ataque de tubarão e corajosamente superou as dificuldades para se tornar campeã novamente, através de pura determinação e fé inabalável. O filme conta com um elenco de primiera, incluindo Anna Sophia Robb, Helen Hunt, Carrie Underwood em sua estréia no cinema, e Dennis Quaid. Diante deste evento marcante que lhe tirou o braço, e quase a vida, a determinação arrojada e as firmes crenças de Bethany a conduziram a um retorno ousado, dando a ela guerra para transformar a perda em uma dádiva para outros.


Programação IBB Sexta 20h - Encontro Juventude (Adolescentes) 20h - Encontro JUBBA (Juniores) Sábado 20h - Encontro Juventude (Jovens) Domingo 9h e 10h45 - Escola Bíblica Dinâmica 10h45 - Culto Manhã 17h e 19h15 - Culto Noite 18h30 - Culto (Campus IBB Quatro Barras) Para saber mais sobre a nossa programação acesse o site www.ibb.org.br

Dízimos e Ofertas Deposite seus dízimos e ofertas nas contas da igreja e coloque o recibo de depósito no envelope durante o ofertório. Escolha a melhor opção: Agência 1551 C.C 05753-99 Agência 3702 C.C 00096-3 Agência 3510-6 C.C 25034-1 Agência 3127 C.C 4774-0 Agência 0372 C.C 825-5 | OP. 003 Se o seu dízimo ou oferta for em cheque, favor cruzar ou colocar nominal para Igreja Batista do Bacacheri (CNPJ: 76.042.126-0001/90). Dúvidas ou informações pelo e-mail dizimoeoferta@ibb.org.br.

As ofertas para a expansão, da campanha Eu faço parte, poderão ser programadas até abril no seu cartão de crédito, na Livraria IBB.


Revista IBB - 20/05/2012 - Edição 125