A TRIBUNA 16 DE JUNHO DE 2020

Scroll for more

Page 1

CÂMARA DE MARICÁ ESTUDA CPI PARA INVESTIGAR SERVIÇO PRESTADO PELA CEDAE

PAINEL

WWW.ATRIBUNARJ.COM.BR | ESTADO DO RIO DE JANEIRO | TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020 | ANO LXXXIV | Nº 35.196 |

R$ 1,50 |

UMA SARAivada DE MOTIVOS

ANEEL ESTENDE PROIBIÇÃO DO CORTE DE LUZ ATÉ O FINAL DE JULHO

Divulgação

Ex-feminista, ex-defensora do aborto e ex-candidata a deputada, Sara Fernanda Giromini, que adotou o nome de Sara Winter, foi presa ontem pela Polícia Federal em Brasília. Chefe do grupo denominado ‘300 do Brasil’, ela fez uma série de postagens nas redes sociais com ofensas e ameaças voltadas principalmente para o ministro do STF Alexandre de Moraes, autor do pedido de prisão. P.6

PÁGINA 3

COMUNIDADES COBRAM MAIS TRANSPARÊNCIA DA PREFEITURA DE NITERÓI NOS NÚMEROS DE CASOS DE CORONAVÍRUS

Motoboys ameaçam parar por melhores condições de trabalho

PÁGINA 8

ESTADO REGISTRA A MENOR OCUPAÇÃO DE UTIS DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA

PÁGINA 8

PÁGINA 5

ABERTURA DO PROCESSO DE IMPEACHMENT DE WITZEL É PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL

ASSASSINATO DO PASTOR ANDERSON DO CARMO COMPLETA UM ANO COM MUITAS DÚVIDAS E POUCAS RESPOSTAS PÁGINA 6

PÁGINA 3

CIDADES

POLÍCIA INVESTIGA ASSASSINATO EM MARICÁ

PÁGINA 4

RIO BONITO

Cidade vai adotar ‘selo de segurança’ no comércio

Divulgação

Divulgação

SÃO PEDRO DA ALDEIA

CRAS retomam atendimento presencial ARRAIAL DO CABO

Prefeito acompanha início das obras do Cinturão da Prainha

PÁGINA 6

 A NOSSA MÚSICA POPULAR

LUIZ GONZAGA, A CARA DO BRASIL EDIÇÃO 08 Páginas - FECHAMENTO 23:30 - ACOMPANHA A EDIÇÃO Agência Brasil

PÁGINA 7


2

TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

Fundado em 26 Novembro de 1936 A TRIBUNA é uma publicação da Editora Esquema Ltda CNPJ: 30.108.948/0001-26

www.atribunarj.com.br

ADJORI-RJ

EDITORIAL AS SEMENTES SÃO BOAS (V) Niterói pode orgulhar-se do grande número de médicos aqui formados e que, em alguns casos, integram irmandades orgulhosas de seus pais, também médicos. Sempre na busca do conhecimento e do intercâmbio, muitos deles acabaram sendo atraídos para atuarem em grandes centros científicos do Brasil afora ou do exterior. E há, até, quem seja membro titular de rigorosa banca examinadora de universidades norte-americanas. Aqui, já nos anos 1960, um médico, Romeu Marra, propôs ao deputado-médico João Kiffer Netto uma lei tornando obrigatória a emissão do “Cartão de Vacina”. Esta proposta, já com os recursos da internet e aprimorada, foi viabilizada na Suécia, na fase 70/80. A medida praticada no modelar Hospital Karollynska, em Estocolmo, foi trazida para para Niterói, onde já existia o SUS. Mas a sua aplicação não tem o êxito europeu, já que não se reporta aos exames e diagnósticos anteriores dos pacientes, para facilitar o seu socorro e reduzir custos com repetitivos exames não alteráveis. Isto encarece os planos de saúde e não ajuda na rapidez do socorro médico. Na alegria das comemorações pelas boas sementes que vicejaram em Niterói encerramos esta série lembrando o significado do surgimento do Hospital Icaraí, idealizado para obedecer um padrão europeu de qualidade. Quiz o destino que esta semente fosse plantada no solo fértil que serviu de moradia para o médico Calixto Nami Kalil, profissional consagrado como um dos melhores gestores do Hospital Antonio Pedro, na sua época, e que, integrou a Assembleia Legislativa do antigo Estado do Rio, quando ali atuavam figuras de alta respeitabilidade. É de se imaginar a grandeza do sonho do médico José Egydio Tinoco e de sua equipe em se dedicar à construção de um prédio com mais de 12 pavimentos, não como investimento especulativo nos mercados imobiliários ou financeiro, mas num desafiante projeto em busca dos mais avançados equipamentos e na formação das melhores e mais variadas equipes de atendimento, num setor permanentemente alvo da descrença dos que não sabem criar. E lá é uma casa onde também são chamados a atuar renomados médicos que já atuavam com seus pacientes particulares. Já com 300 leitos, o Hospital Icaraí atenderá à grande procura, com a previsão de ampliação de mais 100 leitos.

SERGIO SANTEIRO

ANTES A cúpula do poder bem que tentou mas não conseguiu esconder o vídeo mais gritante da história do país: o videogate A origem da praga ninguém sabe Basta um infectado para gerar uma pandemia de expansão acelerada pela globalização? Usufruída a globalização pelos burgueses os excluídos são duramente atingidos pelos seus efeitos Os excluídos pouco se locomovem de suas moradias A não ser por obrigações de emprego e trabalho O deleite planetário não está na cesta básica A burguesia sequestra a função precípua do estado que é o bem estar de todos E agora emaranhada nos altos e baixos do poder extremiza sua vocação Não basta apropriar-se do trabalho quer expô-lo à moléstia global Nenhum assalariado pode se dar ao desfrute de não receber salário E o que dizer dos que nem salário tem a receber Sem garantir as mínimas condições de moradia saúde e trabalho pra que então serve o estado burguês? Para ampliar a mítica do consumo na pirâmide social E arrebanhar propinas para algumas centenas de milionários Que nem têm como usar ou gastar o seu ouro empilham-no pedra sobre pedra Esta como as demais não é só mais uma crise do capitalismo O capitalismo é que é uma crise permanente porque tira de todos para favorecer a minoria E nisso além de empurrar o povo à miséria impede a circulação da produção e a capacidade de poupança coletiva A cada nova crise o capitalismo queima a fôrça de trabalho já refém da apropriação burguesa da tecnologia Talvez seja difícil imaginar um desmonte súbito do capitalismo em um país como o nosso gigante pela própria natureza Mas é preciso começá-lo O imperialismo desabrocha em milícias fascistas O cara no poder é um impostor plantado pela CIA O imperialismo não admitia um novo mandato popular O que não estiver ao alcance de um salário mínimo não precisa existir Essas armadas que servem ao mal bem que podiam servir ao bem Confio que as lideranças populares saberão o caminho Diz que dólar alto favorece a exportação Então é só não importar nada Esquece o dólar O impostor impõe desde o início uma absurda política recessiva desemprega em massa favorece as multinacionais abate o salário Com a demia o quadro se agrava o trabalhador não deve se expôr ao contágio em expansão O capitalismo não vive sem o trabalho alheio A roda do consumo não pode parar Então cria-se um abono de meio salário mínimo de dificultado acesso A sociedade precisa é abolir seus privilégios Uma cesta básica e um salário mínimo igualmente para todos os viventes Socializa o lucro Anula o golpe

Diretoria Diretoria: Jourdan Amóra Eva de Lourdes Santana Amóra Gustavo Santana Amóra Editor: Marcelo Macedo Soares Endereço Endereço: Rua Professor Heitor Carrilho, 350F, Centro, Niterói - RJ - Cep: 24.030-230

Assinatura: assinaturaatribuna@gmail.com Trimestral ................................................................... R$

99,00

Semestral ................................................................... R$ 189,00 Anual ............................................................................ R$ 378,00 Telef ones: (021) 2719-1886 / 2621-4986 elefones: Whatsapp: (021) 97848-4642

42% dos alunos podem abandonar faculdades privadas Quase a totalidade dos estudantes matriculados no ensino superior privado querem continuar os estudos, no entanto, cerca da metade, 42%, afirma que há um risco de ter que desistir. O principal motivo para o possível abandono é não conseguir pagar as mensalidades, seja porque o emprego foi afetado pela pandemia do novo coronavírus, seja porque os pais ou responsáveis não conseguirão arcar com os custos. As estimativas foram divulgadas na terceira etapa da pesquisa Coronavírus e Educação Superior: o que pensam os alunos e prospects da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), feita em parceria com a empresa de pesquisas educacionais Educa Insights. Ao todo, foram entrevistados 644 estudantes e 963 potenciais alunos entre os dias 28 e 31 de maio. Dentre os estudantes matriculados, 52% disseram querer continuar estudando não importa o cenário. Essa porcentagem caiu em relação a primeira etapa da pesquisa, realizada em março, quando era 57%. Outros 42% dizem querer continuar estudando, mas reconhecem que há risco de desistirem. Esse percentual era 37% em março. Outros 4% disseram que provavelmente irão desistir do curso e 2% que irão desistir por conta do cenário atual. De acordo com a pesquisa, o emprego ser afetado pela pandemia pesa como fator de decisão para deixar os estudos para 60% dos entrevistados. Já a dificuldade dos responsáveis arcarem com os custos pesa para 22%. Apenas 8% dizem que pretendem desistir porque a faculdade não migrou as aulas para o ensino a distância. “Esse desafio tem que ser endereçado pelas instituições”, diz o diretor presidente da Abmes, Cel-

Divulgação

O PRINCIPAL motivo é não conseguir pagar mensalidades

so Niskier. “A gente tem recomendado [para as instituições de ensino] que sejam identificados os grupos que têm maior risco por perda de renda e emprego e que sejam oferecidas alternativas, que seja analisado caso a caso”. A entidade diz que além dos descontos, têm buscado alternativas de financiamento tanto para os estudantes quanto para as instituições de ensino, para que possam arcar com as despesas do período. No levantamento, 22% dos entrevistados informaram ter perdido o emprego em função da pandemia. No levantamento anterior, feito em abril, esse percentual era de 20%. As novas matrículas também preocupam. O estudo mostra que caiu de 22% para 14%, entre março e maio, a porcentagem dos potenciais alunos que planejam começar o curso no segundo semestre deste ano. Cerca de um terço, 36%, pretende adiar o ingresso no ensino superior para o começo de 2021; 7% para o segundo semestre de 2021; e, 43% decidirão quando a

situação se normalizar. ENSINO A DISTÂNCIA O ensino presencial é o mais impactado neste contexto. A pesquisa mostra que para não interromper as aulas, as faculdade migraram as disciplinas para modalidades remotas. Entre os estudantes de cursos presenciais, 82% disseram que estão tendo aulas a distância. De acordo com o estudo, embora 67% avaliem como positiva a experiência com ensino a distância, 73% manteriam a decisão pelas aulas presenciais. Apenas 3% disseram que migrariam definitivamente para a modalidade a distância. Na hora de começar a estudar, apenas 7% dos futuros alunos entrevistados disseram que pretendem iniciar um curso na modalidade presencial ainda neste ano. Já na modalidade a distância, esse percentual chega a 30%. Entre os estudantes já matriculados, 45% pretendem seguir os estudos independente do cenário no ensino presencial. No ensino a distância, são 60%.

Crianças terão até 2021 para envio de textos a Prêmio Espantaxim As crianças interessadas em participar do 6 Concurso Nacional Literário Infantil - Prêmio Espantaxim 2020/21 terão até o dia 4 de junho de 2021 para enviar seus trabalhos. A decisão foi tomada pela organização diante das alterações provocadas na rotina de escolas, estudantes e professores pela pandemia do novo coronavírus. A prorrogação do prazo permitirá que as escolas, os alunos e docentes tenham condições de reorganizar suas rotinas, disse a escritora Dulce Auriemo, idealizadora do Prêmio Espantaxim. O prazo inicial se encerrava em junho deste ano, mas com o avanço da pandemia e a interrupção das atividades escolares, já havia sido adiado para

o segundo semestre de 2020. “Isso nos fez pensar na necessidade de encontrar uma solução que garanta a participação desses autores [que já tinham mandado os textos] e, por outro lado, dê condições para aqueles que querem participar, mas que no momento estão impossibilitados devido ao fechamento das escolas por causa da pandemia. Existem muitas incertezas e precisamos encontrar um equilíbrio. Esperamos que dias melhores possam trazer mais inspiração às crianças”, explica a autora e escritora. Dulce esclareceu que o regulamento do concurso permanece inalterado. Apenas a data limite para envio das obras foi modificada. Podem participar do prêmio crianças

Cartas FÉ EM DEUS

Acredito que minha opinião é diferente de muita gente que conheço e milhares de outras do estado. Creio que a liberação de comércios, praias, e outras atividades está ocorrendo não porque o números de casos da Covid-19 esteja diminuindo, mas que é necessário que determinados setores precisam funcionar mesmo com o coronavírus. É difícil dizer isso, mas acho que o comércio, por exemplo, não poderia parar. A economia não pode parar. Se parar, vai nos trazer ainda mais desemprego, e com ele a miséria. Sei que essa doença é mortal, mas o desemprego e a miséria também. Podem me criticar. É o que eu penso. Fé em Deus e tudo vai dar certo. Carlos Antônio - Gebara (Itaboraí)

de 7 a 12 anos de idade, de todas as regiões do país. Excepcionalmente, nesta edição, haverá uma categoria dedicada aos jovens escritores de até 13 anos. O pequeno escritor deve enviar sua obra – redação, mensagem ou poesia – e não precisa fazer inscrição para participar do Prêmio Espantaxim. O tema central deste ano são as Quatro Estações - Primavera, Verão, Outono, Inverno e como os encantos e as particularidades de cada uma delas afetam os sentimentos das pessoas. A participação é gratuita. Este ano, serão premiadas 250 crianças que receberão uma antologia com os resultados do concurso que incluem os trabalhos vencedores, destaques e selecionados.


3

TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

PAINEL

painel@atribunarj.com.br

MINISTRO É MULTADO

PESQUISA REVELA QUE QUASE 39% DOS EMPRESÁRIOS PRETENDEM BUSCAR CRÉDITO JUNTO A UMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Para entender melhor os impactos do prolongamento das restrições e do isolamento social na quarentena nos setores de comércio e serviços, o Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) realizou um levantamento com 470 empresários do estado do Rio de Janeiro. O estudo ouviu dos empresários se eles pretendiam buscar crédito junto a alguma instituição financeira para o mês de junho, em função dos impactos da quarentena nos negócios. A sondagem mostrou que 38,7% dos empresários do setor pretendem buscar algum tipo de crédito. Dito de outra forma, 4 em 10 empresários do setor pretendem ir a alguma instituição financeira para tomar recursos emprestados. Diante do percentual de empresários que não devem procurar por crédito, o IFec RJ buscou entender os motivos pelos quais não pretendem tomar essa decisão. Para 32,3% dos consultados, não faz sentido tomar dinheiro emprestado se eles não tem confiança que vão sobreviver à crise. Outros 14% precisam, mas estão inadimplentes; e 10,4% necessitam, mas acreditam que as taxas de juros são altas. Cerca de 9,1% disseram precisar, mas que não gostam de tomar dinheiro emprestado; e 7,9% veem excesso de burocracia para tomada de empréstimo. Apenas 19,5% dos pesquisados informaram não precisar de crédito, uma vez que suas empresas estão saudáveis. “A demora do governo federal em disponibilizar linhas de crédito acessíveis para micro e pequenas empresas acaba por inflar o número de empresas que precisam de recursos, mas não o tomam por medo de não conseguirem sobreviver. Houvesse linhas de crédito mais baratas, o risco de tomar crédito e depois não conseguir pagá-lo seria menor, e portanto, seria também menor o número de empresários que hoje não tomam recursos com medo de não sobreviverem”, destacou João Gomes, diretor do IFec RJ. Segundo ele, existe a expectativa de que o programa de crédito direcionado para micro e pequenas empresas (Pronampe), já esteja sendo operado pelos bancos comerciais nas próximas semanas.

PROTEÇÃO À SAÚDE

DISQUE 153

O Governo do Distrito Federal (GDF) multou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em R$ 2 mil por não usar máscara. Um decreto distrital proíbe a circulação em locais públicos sem o adereço de proteção. O Ministério da Educação recebeu o auto de infração no fim da manhã de ontem. Segundo o documento, Weintraub “foi flagrado em espaço, via ou logradouro público (Esplanada dos Ministérios) sem máscara de proteção (EPI) facial de uso obrigatório”.

CPI EM MARICÁ Na Câmara Municipal de Maricá os vereadores voltaram a falar sobre os serviços prestados pela concessionária Cedae no município. Eles informaram que estudarão a possibilidade de abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a companhia. Eles afirmaram que recebem muitas denúncias em seus gabinetes contra a concessionária por falta de água e esgoto sanitário.

NA PAUTA

O deputado federal Francisco D’Ângelo (PDT-RJ) entrou ontem com representação criminal no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) por estimular a agressão a profissionais de saúde, além da contaminação em massa, com suas declarações incentivando a invasão de hospitais. “Creio que o Brasil fique melhor mesmo sem o chefe da nação incitando pessoas a invadir hospitais e agredir profissionais de saúde no meio de uma pandemia”, declarou o deputado.

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota amanhã, através de videoconferência virtual, o projeto de lei (PL) 2427/2020, de autoria original do deputado estadual Waldeck Carneiro (PT), presidente da Frente Parlamentar de Economia Solidária da Alerj, que autoriza o governo a implementar política de compras emergenciais de produtos artesanais oriundos da economia popular solidária no estado durante a vigência da calamidade pública decretada por conta da pandemia de coronavírus.

LIVE SOBRE COVID-19

O vereador João Gustavo (Cidadania) faz live hoje, às 20h30, com o presidente da Câmara de Niterói, Paulo Bagueira (SDD). Juntos, vão falar sobre as ações do município no enfrentamento ao Covid-19 e as ações que serão tomadas para a reativação do setor econômico da cidade. A transmissão será pelas redes sociais de João Gustavo no Facebook e no Instagram.

Pedido foi aprovado por unanimidade na última quarta-feira na Alerj Divulgação

NOMES para integrar a comissão já começaram a serem escolhidos

DEFESA O governador Wilson Witzel se posicionou em nota na

própria quarta-feira (10), dizendo que recebeu “com espírito democrático e resiliência” a notícia do início da tramitação do processo de impeachment pela Alerj. “Estou absolutamente tranquilo sobre a minha inocência. Fui eleito tendo como pilar o combate à corrupção e não abandonei em nenhum momento essa bandeira. E é isso que, humildemente, irei demonstrar para as senhoras deputadas e senhores deputados”. Ele informou que vai apresentar defesa e diz ter “certeza absoluta” de que irá demonstrar que seu governo “não teve tolerância com as irregularida-

des elencadas no processo que será julgado”. “Vou seguir nas minhas funções como governador e me preparar para a minha defesa. Tenho certeza que os parlamentares julgarão os fatos como eles verdadeiramente são”. Witzel foi alvo, no dia 26 de maio, da Operação Placebo, autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça, que investiga corrupção na compra de equipamentos e insumos para o combate à pandemia no estado. Também foram alvos a primeira dama, Helena Witzel, a empresa Iabas, contratada para montar e gerir hospitais de campanha, entre outros.

Desde o primeiro registro, no dia 16 de março, já foram cadastradas oito mil denúncias relacionadas à Covid-19 em Niterói no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) pelo Disque 153. Segundo o coronel Paulo Henrique, secretário de Ordem Pública, as reclamações mais recorrentes são sobre o descumprimento do isolamento orientado pelas autoridades de saúde, preços abusivos de produtos como álcool em gel e máscaras, além da produção falsificada e venda clandestina do produto.

HOJE NA HISTÓRIA - 16/6 1674- Assinada a car- ta de doação de terras, permitindo a criação de São João da Barra. 1822- Fundado o Grande Oriente do Brasil. 1918Família real russa é assassinada. 1920- Nasce, no Rio, a cantora Elizeth Cardoso (foto). 1930- Pio XI declara N.S. Aparecida como padroeira do Brasil. 19- 34- Promulgada nova Constituição. 1944- Chega à Itália primeiro contingente da FEB. 1954- EUA fazem ensaio da bomba atômica em Los Alamos, Novo México. 1950- Em pleno Maracanã, que era inaugurado, o Uruguai derrota o Brasil por 2x1 e se torna tri-campeão. 1954- Criado o município de Volta Redonda. 1958- Morre em desastre de avião, em Curitiba, o então Ministro da Justiça, Nereu Ramos. 1971- Franco declara Juan Carlos, vice-Rei. 1973- São reveladas gravações de conversas do presidente Nixon, no que resultou no escândalo do WaterGate.

DÓLAR R$ 5,142 /+2%

Randolfe apresenta ao STF pedido de prisão de ministro da Educação O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou ontem ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de prisão contra o ministro da educação, Abraham Weintraub. O pedido foi feito ao ministro Alexandre Moraes, relator do inquérito das fake news. Além da prisão temporária ou preventiva de Weintraub, Randolfe pede o seu afastamento imediato, a busca e apreensão de celulares e computadores, a quebra do sigilo de dados e a tomada de depoimento do ministro. “Esperamos que a mesma coragem que ele tem cercado por apoiadores também tenha diante da justiça”, afirmou Randolfe pelo Twitter. Para o senador, o ministro da Educação tem que explicar as declarações feitas na reunião ministerial de 22 de abril, quando afirmou: que “colocaria esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”.

No documento enviado ao STF, Randolfe atribui ao ministro “desprezo profundo” pelo STF e pelos seus ministros e diz que a conduta da reunião foi repetida no domingo (14), em manifestação de apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e contra os demais Poderes. “Tais demonstrações graves de descaso pela democracia, pela diversidade, pelos Poderes Constitucionais não merecem prosperar, sendo necessária a atuação dos órgãos de controle”, argumentou. Para o senador, algumas condutas de Weintraub se enquadram como crimes de responsabilidade e até mesmo como crimes previstos na Lei de Segurança Nacional, como tentar impedir o livre exercício de qualquer dos Poderes da União ou dos estados e fazer propaganda de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social. Divulgação

Marcos Abrahão (Avante), Léo Vieira (PSC), Alexandre Freitas (Novo), Eliomar Coelho (PSOL), Marina Rocha (PMB), Valdecy da Saúde (PTC), Bebeto (Podemos), Dr. Deodalto (DEM), Welberth Rezende (Cidadania) e Gustavo Schimdt (PSL). O governador terá prazo de dez sessões para apresentar sua defesa à Comissão Especial. Após a apresentação da defesa, o parecer pela admissibilidade ou não da denúncia deve ser apresentado no prazo de cinco sessões.

LIMPA NOME

Devido ao momento econômico atual, a Serasa e a Ativos se uniram para oferecer a possibilidade dos consumidores com dívidas entre R$ 200 e R$ 1.000 se livrarem delas pagando apenas R$ 100. O objetivo é ajudar ainda mais as pessoas endividadas, que estão sofrendo com desemprego ou redução de renda. O consumidor deve apenas acessar o site da Serasa e consultar seu CPF para ver a oferta em seu nome. O site é: www.serasa.com.br.

Abertura do processo de impeachment de Witzel é publicada no Diário Oficial Foi publicado na edição de ontem do Diário Oficial do Rio de Janeiro o Ato número 41/ 2020 do presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), que abre o processo de impeachment contra o governador Wilson Witzel (PSC), por crime de responsabilidade. A abertura do processo número 5.328/2020 foi aprovada na última quarta-feira, em sessão virtual devido à pandemia da Covid-19, com 69 votos a favor, nenhum contra e uma ausência. O governador é suspeito de envolvimento em compras fraudulentas e superfaturadas de equipamentos e insumos para o combate à pandemia do novo coronavírus. O ato abriu prazo de 48 horas para indicação e os líderes escolhidos os nomes seguintes nomes que vão analisar a acusação contra Witzel: Luiz Paulo (PSDB), Enfermeira Rejane (Pc do B), Dionísio Lins (PP), Renan Ferreirinha (PSB), Carlos Macedo (Republicanos), Chico Machado (PSD), Márcio Canella (MDB), Val Ceasa (Patriotas), Waldeck Carneiro (PP), João Peixoto (Democracia Cristã), Martha Rocha (PDT), Subtenente Bernardo (PROS), Brazão (PL), Marcus Vinícius (PTB), Rodrigo Bacellar (SDD),

DISQUE 100

No Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, comemorado ontem, a Câmara dos Deputados alertou para a importância do Disque 100, serviço telefônico do governo federal que recebe denúncias. Dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos apontam que no Estado do Rio de Janeiro a violência doméstica contra o idoso aumentou 50% durante a pandemia do novo coronavírus.

RANDOLFE pede o afastamento imediato, a busca e apreensão de celulares e computadores de Weintraub

Aneel prorroga até 31 de julho proibição de corte de energia elétrica A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) prorrogou até o fim de julho a proibição do corte de energia elétrica dos consumidores inadimplentes residenciais urbanos e rurais. A proibição do corte de energia por 90 dias foi aprovada pela agência no fim

de março, com validade também para os serviços considerados essenciais no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Com a decisão de ontem, a medida, que perderia validade na próxima semana, ficará em vigor até o dia 31 de julho.

Ao justificar a prorrogação, a diretora da Aneel Elisa Bastos Silva, relatora do processo, argumentou que, na maior parte dos estados, continuam as ações de isolamento social e de restrição à circulação e aglomeração de pessoas para evitar a propagação da

covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Além de prorrogar a proibição do corte no fornecimento de energia elétrica, a Aneel ampliou até 31 de julho o prazo para que as distribuidoras de energia sejam autorizadas a suspender o

atendimento presencial, a suspensão da entrega da fatura mensal impressa no endereço dos consumidores e a permissão para que as distribuidoras realizem a leitura de consumo em horários diferentes do usual ou mesmo a suspensão da leitura.

Ao adotar a suspensão da entrega da fatura impressa, as distribuidoras deverão enviar fatura eletrônica ou o código de barras aos consumidores, por meio de canais eletrônicos ou disponibilizá-las em seu site ou aplicativo.


4

TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

CIDADES

Rio Bonito ganha selo que garante locais turísticos ‘limpos’ do coronavírus ‘Rio de Janeiro Turismo Consciente’ foi lançado para comprovar segurança ao público A Prefeitura de Rio Bonito, para conter o avanço da pandemia, vai começar a distribuir protocolos para que os locais atuantes na área do turismo possam ser considerados ambientes limpos e seguros para o visitante. A cidade está com os estabelecimentos fechados e pretende que os setores possam receber o selo ‘Rio de Janeiro Turismo Consciente’, lançado pelo governo estadual para comprovar a segurança ao público. O material será entregue para quem cumprir as regras estipuladas. Segundo a secretária de Turismo de Rio Bonito, Carmen Motta, essa pode ser uma ótima estratégia para que os estabelecimentos turísticos atraiam seus clientes e se recuperem mais rápido. “Com o selo, o empresário pode mostrar que está pre-

Divulgação

ESTRATÉGIA servirá para que os estabelecimentos atraiam seus clientes

Macaé segue com inscrições abertas para minicurso Divulgação

AS ATIVIDADES serão na plataforma Ensino a Distância (EaD), das 9h às 11h

O Instituto Nutes de Educação em Ciências e Saúde, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ-campus Macaé), por meio da professora Isabel Martins e junto com os mediadores Yasmin Lanatte e Humberto Martins, darão início hoje (com outra aula na quinta-feira) ao minicurso “Questões Sociocientí-

ficas no Ensino de Ciências”. As atividades serão na plataforma Ensino a Distância (EaD), das 9h às 11h, nos dois dias. O objetivo é contribuir para a formação continuada dos professores do Ensino Fundamental I e II e do Ensino Médio da rede municipal de Macaé. As Inscrições estão aber-

tas no site do Centro de Formação Carolina Garcia (CFCG) no link: https:// formacaomacae.wixsite.com/ formacao/socio-cient-ciencias. As inscrições e o curso são gratuitos. As atividades serão ministradas por videochamadas pelo aplicativo Zoom, com o uso da Inter-

net. O curso trata da pandemia da Covid-19 na perspectiva da abordagem das Questões Sociocientíficas e estarão em foco os aspectos conceituais, históricos, econômicos e sociopolíticos em uma perspectiva contextualizada e interdisciplinar. Os debates vão envolver, ainda, os recursos didáticos e uma página web dirigida a professores de ciências da educação básica, que esclarece aspectos relacionados à pandemia e dá suporte para abordagens curriculares do tema em tempos de isolamento social. As discussões serão com base no programa sobre Questões Sociocientíficas, a pandemia Covid-19 e as estratégias curriculares para o ensino de ciências. A realização é do Fórum Norte Fluminense de Educação em ciências, UFRJ/Nupem/Nutes em parceria com a Secretaria de Qualificação Profissional da Prefeitura de Macaé, através do Centro de Formação.

Prefeito de Arraial do Cabo acompanha início das obras do Cinturão da Prainha O prefeito de Arraial do Cabo, Renatinho Vianna (Republicanos), visitou ontem o início das obras de saneamento no município. O serviço tem como objetivo, implantar a rede coletora de esgoto no entorno do Parque Público Hermes Barcelos, na Prainha. A intervenção é um pedido do próprio prefeito para garantir a proteção do lago que faz parte do sistema de drenagem, onde é captado tempo seco, as contribuições de esgoto que chegam pela galeria pluvial. “Há anos quando chove, a lagoa transborda, invadindo as casas dos moradores e causando outros transtornos como a lama nas ruas, que ficam intransitáveis no entorno do parque. Com essa obra que está sendo realizada na Prainha, esperamos que os problemas sejam sanados, gerando mais conforto e dignidade para os moradores do bairro”, afirmou Renatinho. A obra do cinturão da Prainha faz parte do plano de ampli-

Divulgação

SERVIÇO tem como objetivo, implantar a rede coletora de esgoto

ação do sistema de esgotamento sanitário em Arraial do Cabo, e é de responsabilidade da Prolagos, que assumiu os serviços em junho de 2016. De acordo com a empresa, serão assentados aproximadamente 550 metros de rede coletora, que levarão o esgoto para tratamento. O prefeito Renatinho Vianna acompanhou de perto também o trabalho da concessionária em outros pontos do município cabista. Na ocasião,

o prefeito foi informado pelas obras que aconteceram na unidade da Praia Grande, que passou recentemente por processo de revitalização, com a troca da ponte raspadora do decantador, fase em que há a separação do efluente tratado da parte sólida. Ele também teve informações que a estação de Monte Alto foi completamente recuperada. Em relação ao cinturão da Praia dos Anjos, construído

para que apenas as águas pluviais possam escoar para o mar, a Prolagos informou que retomará as obras nos próximos dias, entrando na etapa final de implantação da rede coletora na Avenida da Liberdade. Por conta da alta temporada e início da pandemia, a interligação da nova rede às estações elevatórias precisou ser adiada. A previsão é de que ambas as obras sejam concluídas no mês de agosto deste ano. Renatinho destacou a importância dos projetos. “Para evitar que possíveis rejeitos caiam no mar, foi necessária a construção deste sistema suplementar, por meio do cinturão interceptador. Desta forma, iremos garantir a qualidade de vida de nossos munícipes, olhando também para o meio ambiente que é a fonte de vida para quem mora aqui. Estamos cobrando a Prolagos para que as obras possam ser entregues dentro dos prazos”, finalizou o prefeito.

ocupado com a prevenção, e o turista pode ficar mais seguro ao viajar”, disse a secretária. De acordo com ela, a intenção é que estabelecimentos se comprometam a seguir recomendações sanitárias do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS), e dessa forma auxiliar na retomada gradual das atividades turísticas fluminense. “Seguindo as determinações elaboradas pela Secretaria Estadual de Turismo, o comércio ganhará o selo, e o turista, por sua vez, fiscalizará se o local está seguindo as regras, e se detectar o descumprimento, poderá denunciar o prestador de serviço. Tudo será feito online através do site www.turismo conscienterj.com.br”, afirmou Carmem Mota. No site, o usuário pode

encontrar as áreas da empresa e do turista e também ter acesso ao manual ‘10 Mandamentos para o Turismo Consciente’, regras que os estabelecimentos devem seguir. A ideia é ter disponível no site, informações rápidas e diretas para que o público consumidor identifique em cada localidade, quais prestadores de serviços turísticos estão cumprindo as regras impostas. Será obrigatório ainda, prestar informações aos clientes sobre a importância das regras que estão sendo seguidas, o uso de tecnologias que dispensem aproximação ou contato físico, e o controle de qualidade, que determina que os empresários terão que ficar atentos às regras específicas e atualizadas propostas para cada uma das atividades exploradas.

Itaboraí: Secretaria de Agricultura recupera estradas vicinais Para atender as reivindicações dos proprietários rurais a Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, deu início ao trabalho na recuperação de estradas vicinais, que proporcionam acesso às áreas rurais mais restritas e permite que transportes de cargas e a população exerça seu direito de ir e vir. O secretário municipal, Renato Machado, disse que as localidades contempladas foram a estrada conhecida como Rua do Fogo, que liga os bairros de Pachecos a Muriqui, além das estradas de Montividiu e Perobas, totalizando mais de 10 quilômetros. “Na última semana, ser-

vidores da pasta realizaram os serviços de patrolamento, limpeza, roçada, drenagem de águas pluviais e colocação de manilhas, com o intuito de dar suporte aos produtores da Agricultura Familiar”, disse o secretário. Para o morador da Rua do Fogo, o agricultor rural, Nicanor Mata Júnior, conhecido como Luizinho, a ação é de suma importância para a população que utiliza a via. “Essa é uma estrada principal, necessária para o transporte de alimentos para o Ceasa e outras localidades. Agradeço pela iniciativa”, disse Nicanor, que produz laranja, limão, aipim e quiabo.

Cras de São Pedro da Aldeia retomam atendimento presencial Os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) aldeenses reabriram para atendimento ao público ontem, nos horários de 8h30min, às 14h, com os serviços administrativos até às 17h. Segundo a secretária de Assistência Social, Olívia Sá, os equipamentos funcionarão três vezes por semana às segundas, quartas e sextasfeiras, seguindo todas as medidas de prevenção à Covid -19. Os Cras são ligados à Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (Sasdh) e ao todo o município conta com seis centros. De acordo com a secretária da pasta, as atividades coletivas continuam suspensas. “Reabrimos com muita

cautela e seguindo à risca todas as orientações das autoridades de Saúde. Não retomamos as atividades em grupos, porque não podemos promover aglomerações. Estamos realizando atendimento técnicos e tirando todas as dúvidas dos usuários que, neste momento, estão necessitando ainda mais da Assistência Social”, informou Olívia Sá. Segundo ela, os Cras do município contam com equipe técnica formada por assistentes sociais e psicólogos, que são responsáveis por fazerem a escuta, cadastrar e encaminhar os usuários para serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais. Divulgação

NO ENTANTO, as atividades coletivas continuam suspensas


5

TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

Estado do Rio passa de 80 mil casos confirmados de coronavírus Estado do Rio registrou ontem a menor taxa de ocupação de leitos para Covid-19 desde o início da pandemia

O Estado do Rio de Janeiro chegou ontem a 80.946 casos de Covid-19, considerando todas as infecções confirmadas desde o início da pandemia. Dentre esses doentes, 65.053 se recuperaram e 7.728 morreram, o que gera uma letalidade de 9,55% dos casos confirmados. O balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde também informou que há 1.253 mortes em investigação. Na atualização de ontem, foram acrescentados aos números acumulados 56 óbitos e 1.194 novos casos. Mais da metade dos casos confirmados no estado do Rio são na capital, que soma 42.385 diagnósticos confirmados e 5.090 mortes. Em casos confirmados, as outras cidades fluminenses com os maiores números são Niterói (4.671), São Gonçalo (2.946), Nova Iguaçu (2.579), Duque de Caxias (2.218), Itaboraí (1.753), Macaé (1.584), Angra dos Reis (1.492), São João de Meriti (1.321) e Queimados (1.306). As cidades com mais vítimas da doença, depois da capital, são Duque de Caxias (341), Nova Iguaçu (279), São Gonçalo (279), São João de Meriti (153), Belford

Divulgação

A FILA DE ESPERA para transferências pela Covid-19, tanto em leitos de UTI quanto de enfermaria, também atingiu o menor patamar

Roxo (149), Niterói (146), Magé (112), Itaboraí (107) e Mesquita (93). O Estado do Rio registrou ontem a menor taxa de ocupação de leitos para Covid-19

desde o início da pandemia. A taxa, que já foi de 100% para toda a rede - com exceção do Hospital Zilda Arns -, hoje é de 64%. Já para enfermaria, a ocupação é de 57%.

A fila de espera para transferências pela Covid-19, tanto em leitos de UTI quanto de enfermaria, também atingiu o menor patamar nesta pandemia, com apenas 73 pacientes. Deste

Metade dos leitos ocupados em São Gonçalo Dos 133 leitos disponíveis para o tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus em São Gonçalo, apenas 66 estão ocupados. Isso corresponde a 50% do total de leitos criados pela Secretaria de Saúde do município nos prontos socorros Central e Infantil, hospitais Luiz Palmier e Franciscano Nossa Senhora das Graças e UPAs de Nova Cidade e Pacheco. Pelo último boletim epidemiológico, São Gonçalo tem 9.856 casos suspeitos, 2.618 confirmados, 284 mortes e outras 29 em investigação. No Hospital Municipal Luiz Palmier, no Zé Garoto, referência no tratamento a pacientes com Covid-19, tinha ontem 65 vagas disponíveis à população. Deste total, de acordo com o Núcleo Interno de Regulação (NIR), a unidade cuida de 26 pacientes em suas enfermarias e outros 17 no Centro de Tratamento Intensivo (CTI). Já no Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças, mais conhecido como Hospital das Freiras, no bairro Lagoinha, 30 vagas foram abertas há duas semanas para atender a população do segundo e terceiro distritos. A equipe multidisciplinar contratada pela prefeitura cuida neste momento de oito pacientes nas enfermarias e seis no Centro de Tratamento Intensivo (CTI). O Hospital das Freiras tem

APESAR DISSO, pelo último boletim epidemiológico, a cidade tem 284 mortes

tre enfermarias e CTI, e o Infantil tem quatro, sendo uma bebê de apenas três meses na unidade intensiva. Por fim, a cidade conta com as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Nova Cidade e Pacheco. Ao atender pacientes com sintomas graves da doença, o mesmo permanece na sala amarela, após medicar e estabilizar, para uma futura transferência para os hospitais de referência. “Desde o início da pandemia montamos um plano de

PROFISSIONAIS — Um outro dado que representa a queda na taxa de transmissão da Covid-19 no estado é o menor número de profissionais de Saúde afastados das funções. No início de maio, ao todo, 1.169 funcionários estavam com sintomas da doença. Hoje, são apenas 400. Além da diminuição da transmissibilidade do coronavírus, a queda também pode ser atribuída ao aumento na capacidade de testagem de profissionais da saúde durante a pandemia. Ao todo, foram distribuídos mais de 305 mil testes rápidos para detecção do coronavírus. Houve aumento também para testes do tipo PCR no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels), que desde o início da pandemia passou a funcionar 24h por dia e aumentou sua capacidade de exames em mais de 300%.

Prefeitura de Niterói vai inaugurar segundo hotel para moradores de rua Divulgação

capacidade para internar até 70 pacientes. A unidade funciona 24 horas por dia e atende os casos de emergência do Coronavírus. Quatro médicos atendem no hospital, que conta com tomografia computadorizada, raio-x e exames laboratoriais (sangue). Os prontos socorros Central e Infantil, no Zé Garoto, juntos, somam 32 leitos exclusivos para o tratamento do Covid-19. Neste momento, o Pronto Socorro Central tem seis pacientes internados en-

total, 84% aguardam exames ou melhora do quadro clínico para efetivar a transferência. Nos últimos meses, apenas os hospitais de campanha do Maracanã e o Zilda Arns contavam

com leitos livres. A redução na taxa de ocupação nas unidades é reflexo da ampliação de leitos com hospitais de campanha e criação de leitos exclusivos em hospitais existentes, assim como o impacto do isolamento social determinado pelo governo em março.

ação para garantir atendimento a todos os pacientes com suspeita ou confirmação do Coronavírus. Hoje temos uma rede de atendimento integrada com os Centros de Testagem e os hospitais de referência. Temos equipados neste momento 133 leitos de enfermaria e CTI. Este número pode dobrar caso haja necessidade. As unidades estão com toda a infraestrutura necessária para atender desde os pacientes estáveis até o mais grave”, garantiu o prefeito José Luiz Nanci.

O prefeito Rodrigo Neves (PDT) anunciou ontem que um segundo hotel, será disponibilizado nesta quinta-feira para acolher moradores de rua. Ele não deu maiores informações onde será e qual a capacidade e se o que foi arrendado no Centro, com capacidade para 70 pessoas está lotado ou não. Segundo ele, o funcionamento do segundo hotel é porque houve um aumento de vagas nos abrigos. “Se você que é morador observar alguma situação degradante de moradores em situação de rua e preciso ligar para o acolhimento das equipes de assistência social ou acionar o Cisp, através do número 153”, ressaltou o prefeito. Ao atualizar os números o prefeito disse que a taxa de ocupação dos leitos no setor público está em 75% e menos de 50% no setor privado. Se-

gundo ele, hoje a cidade chegou a marca de 1,2 milhão de máscaras distribuídas e, com isso, disse que vai intensificar a fiscalização. “Vamos aumentar a fiscalização nas barreiras e vias públicas porque isso reduz muito a possibilidade de contaminação em Niterói. Ninguém tem desculpa para não estar usando e a máscara na via pública é fundamental para que a gente possa evoluir para cor amarela retomando mais atividades em breve na cidade”, ressaltou. De acordo com boletim da Prefeitura de Niterói, a cidade tem 4.020 casos de Covid-19 confirmados em moradores, dos quais 871 estão em isolamento domiciliar e sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde, 2.862 pacientes recuperados, 165 óbitos e 122 hospitalizados. Divulgação

NOVAS ACOMODAÇÕES serão disponibilizadas a partir de quinta

Brasil tem 627 novas mortes e infectados beiram os 900 mil O Brasil teve 627 novas mortes e 20.647 novos casos de covid-19 registrados nas últimas 24h, de acordo com atualização do Ministério da Saúde divulgada ontem. Com esses acréscimos às estatísticas, o país chegou a 43.959 falecimentos em função do novo coronavírus e 888.271 pessoas infectadas. O balanço traz um aumento de 2,3% no número de casos em relação a do-

mingo (14), quando o total estava em 867.624. Já as mortes aumentaram 1,4% em comparação com o dado de domingo, quando foram contabilizadas 43.332. Segundo o ministério, os registros são menores aos domingos e segundas-feiras em função da dificuldade de alimentação dos dados aos fins-de-semana, e quantidades maiores são registradas às terças-feiras em razão do

acúmulo de notificações atualizadas no sistema. A taxa de mortalidade foi de 21 falecimentos por 100 mil habitantes. Já a incidência (casos confirmados por 100 mil habitantes) ficou em 423. Do total, 432.060 pacientes estão em observação e 412.252 foram recuperados. Os estados com maior número de óbitos são São Paulo (10.767), Rio de Janeiro (7.728), Ceará

(4.999), Pará (4.201) e Pernambuco (3.886). Ainda figuram entres os com altos índices de óbitos em função da covid-19 Amazonas (2.512), Maranhão (1.499), Bahia (1.145), Espírito Santo (1.086), Alagoas (768) e Paraíba (656). Os estados com mais infectados são São Paulo (181.460), Rio de Janeiro (80.946), Ceará (79.462), Pará (69.224) e Amazonas (56.777).

Divulgação

O BALANÇO traz um aumento de 2,3% no número de casos em relação a domingo


6

TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

Caso Flordelis: um ano de muitas perguntas e poucas respostas Assassinato do pastor Anderson do Carmo ainda tem muitas lacunas em aberto na investigação AUGUSTO AGUIAR

Ao completar um ano hoje, a longa investigação sobre o caso Flordelis prossegue e ainda não apresenta oficialmente as respostas para a elucidação do assassinato do pastor Anderson do Carmo. Na madrugada do dia 16 de junho de 2019 ele foi morto a tiros, dentro de sua residência, no bairro de Pendotiba. Com várias suspeitas e poucas conclusões, o caso ainda segue se arrastando. De concreto até agora só as várias reviravoltas que tornaram o caso um dos mais emblemáticos do noticiário policial nos últimos anos. Na madrugada do dia 16 de junho do ano passado, o marido da deputada federal Flordelis (PSD), foi morto ao chegar em casa. Dois filhos de Flordelis, um legítimo e outro adotivo, Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas César dos Santos, respectivamente, foram presos logo depois do crime. O primeiro teria sido o exe-

cutor e o outro fornecido a arma do crime, que foi encontrada na própria residência. Mas a Polícia Civil segue investigando o envolvimento de outras pessoas da família no crime. Cerca de dois meses após o assassinato, Flávio e Lucas foram indiciados, mas a Polícia Civil abriu outro inquérito, acreditando na participação de mais pessoas. Em relação a Lucas, já houve decisão para que ele seja levado a júri popular. Sobre Flávio, ainda não há uma posição. Ao longo do processo a deputada e cantora gospel chegou a ser apontada como mentora da trama por outro filho adotivo, o vereador de São Gonçalo Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, e por Daniel dos Santos de Souza, único filho biológico de Anderson e Flordelis. Ao ser questionada sobre o andamento das investigações, a polícia sempre afirmou que o caso estava sob sigilo de Justiça, mas antes de deixar a Delegacia de

Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá, (DHNSG), a então titular da especializada, delegada Bárbara Lomba (atualmente na DP da Rocinha), já havia dito que as investigações apontavam para uma possível disputa de poder em família. Bárbara Lomba foi substituída pelo delegado Allan Duarte, que por sua vez mantém o sigilo e prossegue com as investigações. Misael foi colocado na trama por Lucas, através de uma carta que escrita na carceragem. Mas a DH passou a investigar e descobriu que Lucas teria sido obrigado a escrevêla no intuito de atrapalhar o trabalho dos investigadores. Numa das audiências, Lucas afirmou que teria sido obrigado a copiar a carta com sua letra. A Justiça determinou então que fosse aberto inquérito para apurar o crime de calúnia. Em um dos vários capítulos da investigação sobre a morte de Anderson do Carmo, a polícia convocou em feve-

Arquivo

A DEPUTADA FLORDELIS chegou a ser apontada por dois filhos como mentora do crime

reiro deste ano a esposa do senador Arolde de Oliveira, Yvelise de Oliveira, para prestar esclarecimentos sobre como o celular do pastor foi conectado ao Wi-Fi de sua casa, com um chip no nome de Yvelise. Arolde é do mesmo

Após fazer várias ameaças, defensora de Bolsonaro é presa pela PF em Brasília Policiais federais prenderam na manhã de ontem em Brasília a manifestante Sara Winter, em cumprimento a determinação da Procuradoria Geral da República (PGR). Ela é apontada como chefe do grupo “300 do Brasil”, em apoio ao presidente Jair Bolsonaro. A prisão da ativista foi efetuada no inquérito que apura o financiamento de protestos anti-democráticos, sem relação com as investigações sobre as fake news. Ao todo, seis pessoas foram presas e a identificação de outras cinco não foram divulgadas até o fechamento desta edição. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes afirmou que “é imprescindível a verificação da existência de organizações e esquemas de financiamento de manifestações contra a Democracia e a divulgação em massa de mensagens atentatórias ao regime republicano, bem como as suas formas de gerenciamento, liderança, organização e propagação que visam lesar ou expor a perigo de lesão os Direitos Fundamentais, a independência dos Poderes instituídos e ao Estado Democrático de Direito, trazendo como consequência o nefasto manto do arbítrio e da ditadura”. No último sábado, cerca de 30 apoiadores do presidente Bolsonaro lançaram fogos de artifícios contra o prédio do STF, e na tarde de domingo, o ex-servidor do Governo Federal, Renan Sena foi preso por calúnia e injúria após divulgar vídeo com ofensas contra autoridades dos três Poderes e contra o governador Ibaneis Rocha (MDB). Ele foi solto após assinar termo de comparecimento em juízo. Entre os que condenaram os protestos de Sara está o exministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro. Ele escreveu nas redes sociais que “a liberdade de expressão protege opiniões, mas não

Divulgação

SARA WINTER é acusada de chefiar grupo que promoveu ataques ao STF

ameaças e crimes. O debate público pode ser veemente, mas não criminoso”. Segundo o deputado Estadual, Waldeck Carneiro (PT), o “bolsofascismo” no Brasil e suas milícias atuam ambos cotidianamente para desestabilizar as instituições democráticas. “Ativistas como essa moça representam essas milícias é preciso ter rigor a esses movimentos antidemocráticos, que não podem crescer”, disse Waldeck. Para o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) a prisão da ativista foi só o começo. “Formação de milícia política, atos violentos contra as instituições democráticas, disseminação de fake news. São muitos os crimes de Sara Winter. Nenhum deles é mais grave do que os cometidos por Jair Bolsonaro e seus filhos”, declarou em postagem.

Já o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) disse que “A Justiça tarda mas não falha”. Ele escreveu ao comentar a prisão em seu perfil no Twitter, compartilhado uma foto da ativista com a frase “fora Bolsonaro” escrita no corpo. Até o irmão de Sara Winter, Diego Giromini, comemorou a prisão da “ex-feminista”. Ele disse que a irmã é sociopata e que “tem a cabeça de Suzane von Richtofen”. “Como sou brasileiro e eu quero um país melhor, a notícia foi extremamente positiva. É uma pessoa totalmente descontrolada, só quer aparecer na mídia. Não serve para nada. É uma sociopata. Ela tem a cabeça da Suzane von Richtofen”, afirmou, acrescentando ainda que Sara Winter “não pode viver em sociedade”. Já entre os deputados que defenderam a manifestante

está a federal, Carla Zambeli, do PSL-SP. Ela questionou, em uma rede social, se corria o risco de ser presa também e comentou que pediu para Sara Winter “baixar a temperatura” dos protestos devido ao contexto atual, da pandemia. “Ela fez o contrário, aumentou a temperatura e tem uma personalidade explosiva, mas nem de longe é uma pessoa perigosa”, escreveu a deputada O deputado Federal Carlos Jordy, pelo Twitter, disse que está acompanhando pessoalmente a situação. “Estou com 2 advogados criminalistas em Brasília para acompanhar de perto a situação de Sara e demais ativistas presos a mando de gente que se calou quando o MST invadiu o Congresso em 2006, quebrando tudo e agredindo pessoas, mas invocam lei de segurança nacional contra ativistas e youtubers”, enfatizou Jordy.

partido de Flordelis, mas não é investigado no caso. Ela e o marido eram amigos do casal Anderson e Flordelis por estarem à frente da gravadora gospel MK Music, por onde Flordelis lançou alguns de seus discos. A polícia procura-

va entender como o aparelho foi parar na casa de Yvelise. Outra versão apurada pela polícia é que o mesmo aparelho teria sido jogado ao mar por uma das filhas adotivas de Flordelis, o que não chegou a ser comprovado.

Polícia investiga morte de transexual em Maricá Divulgação

AUGUSTO AGUIAR

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG) investiga pistas sobre o assassinato de uma transexual, que foi morta por espancamento, na tarde de domingo, em Maricá. O corpo da vítima foi encontrado na Rua Joaquim Mendes, no bairro Amizade. Ela era conhecida como Marcinha Shokenna, e tinha 28 anos. A polícia está apurando se o crime teria sido cometido por ódio devido à opção sexual de Marcinha. Peritos constataram que o corpo apresentava várias marcas de agressão, produzidas por pauladas e a vítima trajava um vestido vermelho. Os policiais também deduziram que Marcinha ainda teria tentado escapar do assassino e que teria sido perseguida até as proximidades da entrada de um sítio, quando foi agredida até a morte. Amigos lamentaram a morte da transexual nas redes sociais e exigiram justiça. Os agentes devem ouvir os depoimentos de possíveis testemunhas, assim como apurar os locais onde Marcinha esteve no domingo para direcionar as investigações. Qualquer informação pode ser repassada para o Disque Denúncia, através do

MARCINHA era bastante conhecida na cidade

telefone 2253-1177, com garantia de anonimato. “Irei mover céus e terra para descobrir e fazer quem fez isso com você minha prima amada, um crime brutal. Não tenho nem palavras, estou em choque e tenho certeza que a cidade e todos que te amavam estão em luto. Irei me dedicar e cobrar juntamente o grupo LGTQI por justiça , te amarei sempre prima”. “Pq (sic)? Minha amiguinha que eu brincava quando passava de carro vou sentir sua falta aqui na esquina de casa. Sem acreditar até agora”. “Que Deus te receba de braços abertos mais uma estrela brilha no céu”, foram algumas das mensagens de pesar postadas nas redes sociais.

Operação da PF contra fraudes na Saúde em Cabo Frio A Polícia Federal realizou ontem a Operação Exam, que investiga desvios de recursos públicos com fraudes em licitações na área da Saúde de Cabo Frio, na Região dos Lagos, além de cumprir 28 mandados de busca e apreensão em municípios como São João de Meriti e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense; Miracema, no Noroeste Fluminense, na capital; e na cidade de Serra, no Espírito Santo. Pelo menos 90 agentes da PF e 15 da Controladoria-Geral da União participaram da ação.Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal, em São Pedro da Aldeia e estão relacionados a 28 alvos, sendo 14 pessoas físicas, 11 empresas e três órgãos públicos.De acordo com as investiga-

ções, feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela CGU, os desvios teriam causado um prejuízo de mais de R$ 7 milhões aos cofres públicos. Na cidade de Cabo Frio, os policiais cumpriram mandados na sede de Secretaria Municipal de Saúde e no Hospital de Campanha Unilagos. A investigação teve início antes mesmo da pandemia, com um procedimento do MPF que investigava licitações e contratos para a realização de exames laboratoriais. Com a colaboração da CGU, a força-tarefa passou a inspecionar a compra e distribuição de medicamentos. No inquérito da PF, as apurações estão sendo feitas sobre os recursos federais para combate à Covid-19 no município.


7

TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

PUBLICIDADE LEGAL PORTARIA Nº 1811/2020

O Prefeito Municipal de Rio Bonito, Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições Legais, RESOLVE: Art. 1º- Visando atender ao Parágrafo Único do Artigo 189 da Lei nº1409/ 06, que tem como objetivo a revisão total do Plano Diretor e Estratégico de Rio Bonito. Designa os membros para compor a Comissão de Revisão do Plano Diretor Estratégico de Rio Bonito, sob a presidência do primeiro, ficando assim constituída pelos representantes das diversas Secretarias: Titulares: Monique Guimaraes Antunes – Sec. Mun. Desenvolvimento Urbano e Habitação Sidney de Souza Moraes – Chefia de Gabinete Antônio Bruno Batista do Nascimento – Sec. Mun. de Administração Igor de Souza Guimarães – Sec. Mun. de Agricultura, Trabalho e Des. Econômico Nazaré Cristina Abrahão – Sec. Mun. de Comunicação Social Monica Aparecida Magrini – Sec. Mun. de Educação Ossian da Silva – Sec. Municipal de Esporte Marco Aurélio Correia Alves – Sec. Mun. Fazenda e Finanças Carla Ferraz Amaral de Araújo – Sec. Mun. de Segurança e Ordem Publica Geovane Luciano Geraldo – Sec. Mun. de Meio Ambiente Mirreile Bonioli Paiva da Costa – Sec. Mun. de Obras Ronaldo Elias de Moraes – Sec. Mun. de Planejamento, Coordenação e Gestão Leila Abissulo Guimaraes Silva – Sec. Mun. de Promoção Social Ana Celia D´Avila Diniz Lahud – Sec. Municipal de Saúde Aldeci da Cruz Mendonça – Defesa Civil Fernanda Valeria de Souza Leite – Sec. Mun. de Cultura e Turismo Isabela Faria Reis – Procuradoria Geral do Município Suplentes: Luis Antônio Luz Marcelino – Sec. Mun. Des. Urbano e Habitação Leonardo Rosa Pereira – Sec. Mun. de Administração Barbara Kelly Vidal Dias – Sec. Mun. de Agricultura, Trabalho e Des. Econômico Rogerio Rodrigues – Sec. Mun. de Comunicação Social Marilene Ferreira da Silva Mendes – Sec. Mun. de Educação Lucas Pintas Soares do Espirito Santo – Sec. Mun. de Esporte Jose Paulo da Silva Nogueira – Sec. Mun. Fazenda e Finanças Rosália Heringer de Azevedo – Sec. Mun. de Segurança e Ordem Publica Guilber Espindola do Amaral – Sec. Mun. de Meio Ambiente Isaqueu Jose da Silva - Sec. Mun. de Obras Fabiano de Sá Souza Mello – Sec. Mun. de Planejamento, Coordenação e Gestão André Luís Cardoso – Sec. Mun. de Promoção Social Laudeci Oliveira da Silva – Sec. Mun. de Saúde Paulo Henrique Carlini Gomes - Defesa Civil Elaine Shumacher Nascimento Alves – Sec. Mun. d Cultura e Turismo Nathalia Soares Costa – Procuradoria Geral do Município Art. 2º - Fica revogada a Portaria 1173/2019 de 18 de Fevereiro de 2019. Registre-se e Publique-se. Prefeitura Municipal de Rio Bonito, 10 de Junho de 2020. JOSÉ LUIZ ALVES ANTUNES PREFEITO MUNICIPAL

DECRETO Nº 348, DE 15 DE JUNHO DE 2020

REGULAMENTA A EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE AUXÍLIO FINANCEIRO AS FAMÍLIAS VÍTIMAS DOS DESASTRES DECORRENTES DAS ENCHENTES E DESLIZAMENTOS PROVOCADOS PELAS CHUVAS QUE ATINGIRAM O MUNICÍPIO DE RIO BONITO - RJ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE RIO BONITO, Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, CONSIDERANDO o Decreto Estadual n.º 46.961, de 03 de março de 2020, que dá nova redação ao Decreto Estadual n.º 46.936, de 12 de fevereiro de 2020, bem como concede outras providências; CONSIDERANDO a tragédia natural ocorrida no Município de Rio Bonito

decorrente das chuvas torrenciais vivenciadas; CONSIDERANDO a necessidade de empreender medidas urgentes e efetivas à assistência aos cidadãos que tiveram relevantes prejuízos materiais; CONSIDERANDO a decisão do Estado do Rio de janeiro de disponibilizar recursos para as famílias atingidas pelas fortes chuvas no município de Rio Bonito para aquisição exclusiva de materiais de construção e eletrodomésticos através de recursos oriundos do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social (FEHIS), e CONSIDERANDO a necessidade de regulamentar os procedimentos de concessão e supervisão do CARTÃO RECOMEÇAR, no âmbito Municipal. DECRETA: Art. 1°- Fica regulamentado no âmbito do Poder Executivo Municipal o auxílio financeiro em parcela única, denominado CARTÃO RECOMEÇAR, destinado a famílias de baixa renda atingidas por desastres naturais decorrentes das chuvas que acometeram o Município, para a cobertura de despesas com compras de eletrodomésticos e material de construção, observada os requisitos previstos neste Decreto. Parágrafo Único - O benefício será destinado exclusivamente às famílias que cumpram, cumulativa e sequencialmente, os seguintes requisitos: I - Possuir renda familiar per capita de até ½ (meio) salário mínimo ou renda familiar total de até 3 (três) salários mínimos à época do desastre; II - Estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); III – Ter sido, os imóveis em que residam, efetiva e diretamente atingidos pelo desastre descrito no caput, mediante comprovação através de laudo emitido pela Defesa Civil do município de Rio Bonito. Art. 2° - O cadastramento das famílias beneficiárias do CARTÃO RECOMEÇAR, no âmbito do município de Rio Bonito, fica sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Promoção Social; §1º - Caberá ao Governo do Estado do Rio de Janeiro o pagamento dos benefícios, devendo o município apresentar demanda substanciada com os dados familiares e regiões atingidas, nos termos do Decreto Estadual nº 46.936 de 12 de fevereiro de 2020. §2º - O cadastro será realizado em local, data e horário a serem informados pela Secretaria Municipal de Promoção Social, sendo necessários os seguintes documentos do representante familiar (preferencialmente o cônjuge do sexo feminino); e seus dependentes: I – CPF (cadastro de pessoa física); II – RG (registro geral de identidade); III – Comprovante de residência, (caso esteja em nome de terceiros, declaração de residência registrada em cartório); IV – Laudo Definitivo da Defesa Civil; V – Certidão de Nascimento ou Casamento; VI - Carteira de Trabalho (se assinada, apresentar contracheque atual); VII – Comprovante de rendimento (caso o emprego seja informal, será preenchido uma declaração no setor); Art. 3° - O Laudo da Defesa Civil a que trata o inciso IV, Art. 2°, deverá constar o endereço individualizado do imóvel, NÃO sendo aceitos Laudos de Interdições de logradouros. Parágrafo único – A Defesa Civil Municipal enviará os Laudos produzidos, solicitados pela Secretaria Municipal de Promoção Social, diretamente para o CadÚnico. Art. 4° - O valor do benefício será concedido em parcela única mediante a disponibilização de cartão magnético a ser fornecido por Instituição Financeira contratada pelo Estado para tal fim, nas seguintes condições: I – R$2.000,00 (dois mil reais) para famílias desalojadas; II – R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para famílias desabrigadas. Art. 5° - O benefício limitar-se-á aos seguintes itens: I – Aquisição de materiais de construção e reforma de moradias. II – Aquisição de eletrodomésticos (linha branca – geladeira, freezer, fogão, micro-ondas). Art. 6° - Todos os gastos com o CARTÃO RECOMEÇAR devem ser feitos em lojas físicas do município de Rio Bonito, NÃO sendo admitidas notas fiscais de compras feitas pela internet, telefone ou de outro município. Art. 7° - O CARTÃO RECOMEÇAR será concedido UMA ÚNICA VEZ para o núcleo familiar atingido, sendo vedada a constituição de duplicidade familiar para fins de acumulação de dois ou mais benefícios. Art. 8° - Caso o beneficiário utilize recursos para aquisição de material de construção em imóvel alugado, este deverá apresentar documento registrado em cartório onde o proprietário do imóvel ateste que o beneficiário efetivamente residia naquele endereço durante o ocorrido do desastre a que se refere o Art. 1°. Art. 9° - O beneficiário deverá devolver os valores recebidos na hipótese de: I – Constatado o descumprimento dos requisitos previstos no art. 1°, incisos I, II e II;

II – Constatado o pagamento do benefício para duas ou mais pessoas de um mesmo endereço. Art. 10° - A ausência de utilização do benefício será até 20 de agosto de 2020, à partir desta data gerará o cancelamento automático do auxílio financeiro, independentemente de prévia ou posterior notificação ao beneficiário. Art. 11º - A ausência de movimentação da conta vinculada ao cartão até 20 de agosto de 2020, implicará na devolução dos recursos não utilizados, independentemente de prévia ou posterior notificação ao beneficiário. Art. 12º - A prestação de contas será feita por meio de notas fiscais que devem estar no nome do beneficiário e com data de efetivação da compra após o recebimento do cartão, não sendo admitidas notas fiscais para reembolso. Art. 13º - Todas as Notas Fiscais devem ser no modelo de nota fiscal eletrônica, não sendo aceitos, em hipótese alguma, recibos comuns sem comprovação de fisco. Art. 14º - A prestação de contas dos gastos com o CARTÃO RECOMEÇAR deve ocorrer em até 30 dias a contar da data de recebimento do crédito, em local a ser informado pela Secretaria Municipal de Promoção Social. Art. 15º - Os recursos utilizados serão oriundos do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social (FEHIS). Art. 16º – Demais critérios, questões técnicas e operacionais poderão ser instituídas ou alteradas, à Critério da Secretaria Municipal de Promoção Social ou da Defesa Civil. Art. 17º – A prestação de contas dos recursos referente ao benefício deverá ser encaminhada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, no prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias. Art. 18º – Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Rio Bonito, 15 de Junho de 2020. JOSÉ LUIZ ALVES ANTUNES Prefeito Municipal

CITAÇÃO – PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR

De ordem da Sra. Presidente da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar, instruída pela Portaria 1644/20, considerando o andamento do Processo CPAD nº 004/2020, para apuração de possível irregularidade, FICA CITADA, a servidora VALERIA SILVA GONÇALVES, conforme art. 244 da Lei 1.822/2013, para que no prazo legal, se apresente junto a Comissão de Processo Disciplinar, a fim de que se cumpra o disposto no art. 242, Parágrafo Primeiro da referida Lei. Cátia Silveira Faria Lemos Presidente da CPAD

PORTARIA SEMAD Nº. 089/2020

A Secretária Municipal de Administração da Prefeitura de Rio Bonito no uso de suas atribuições legais, R E S O L V E: Tornar Público que, CAMILA AGUIAR LOMÔNACO, candidata à vaga de MÉDICO REUMATOLOGISTA, DESISTIU da ocupação da respectiva vaga, a contar da presente data, que faria jus por ter sido aprovado no Concurso Público realizado em 15.09.2019. Registre-se e Publique-se, Prefeitura Municipal de Rio Bonito, 10 de Junho de 2020. Fabiane Borges da Mota Sauerbronn Secretária Municipal de Administração Mat. 8958570

Luiz Gonzaga, a cara do Brasil

G.R.E.S. UNIDOS DO VIRADOURO EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA O Presidente do Conselho Deliberativo através do presente Edital, e de acordo com o Estatuto Social, CONVOCA, os membros do Conselho Deliberativo e desfilantes devidamente regulamentados, a se reunirem em Assembléia Geral Ordinária cumprindo assim o Artigo 23° parágrafo 1° do Estatuto Social; Eleição do Presidente e Vice - Presidente Executivos do GRESUV, para o triênio 2020/2023 a realizar-se dia 25 de junho próximo das 10:00 as 15:00horas em sua sede na Avenida do Contorno 16 Barreto Niterói. Os interessados em concorrer ao Pleito, deveram encaminhar a secretaria do GRESUV até a data limite de 21 de junho próximo 3 cópias da chapa com identificação completa de seus participantes e devidamente assinada por um representante legal, assim como reza o Artigo 29° do Estatuto Social. Niteroi, 16 de junho de 2020 ANTONIO JOSÉ PEREIRA Presidente do Conselho Deliberativo.

O cantor e compositor Nino Karvan e o violonista, arranjador e compositor Alberto Oliveira juntaram-se para fazer o CD De Lua – Canções de Luiz Gonzaga (Kuarup). Os arranjos são do violonista, e coube aos dois a direção musical do disco. Pois saibam que esses dois músicos sergipanos fizeram um álbum que já é uma referência do repertório de Luiz Gonzaga. Selecionado dentre as mais belas e conhecidas músicas de Gonzagão, o duo se dispôs a olhá-lo com vistas respeitosas, mas também libertas. Sem jamais tê-los ouvido, juro que temi ter na mão um trabalho simplório, daqueles que são concebidos meio esbodegados, visando o lucro e, muitas vezes, sem noção da importância da obra que têm na mão. Ora, a concepção artística do trabalho trata, isso sim, de recriar com o violão com cordas de aço de Alberto Silveira alguns dos clássicos do repertório de Gonzagão, dandolhes sabor de contemporaneidade, pleno de ousadias. O violão toca valendo-se de todos os recursos capazes de dar ao instrumento o requinte de uma orquestra de pífanos ou de um trio de acordeom, zabumba e triângulo. Desde harmônicos, arpejos, dedilhados, desenhos e bordões com a corda mais grave do violão, até mudanças de andamento e afinações – tudo isso e muito mais o CD trouxe no malote que era um saco e o cadeado era o nó. Ao ouvi-lo, sentimos que ali está o dedo de Luiz Gonzaga, sem endeusá-lo nem o conspurcar. Por sua vez, a voz de Nino Karvan é perfeita para entoar baiões, xotes, xaxados, aboios e para reinar no universo dos sertanejos. Sua voz dá conta da afinação, dos agudos, das divisões rítmicas e dos graves presentes nas melodias de

PUBLICIDADE LEGAL É AQUI.

PORTARIA SEMAD Nº. 090/2020

A Secretária Municipal de Administração da Prefeitura de Rio Bonito no uso de suas atribuições legais: RESOLVE, tornar Público que os abaixo relacionados NÃO ATENDERAM a convocação para a ocupação das vagas dos cargos de que faria jus, por ter sido aprovado no Concurso Público de Provas nº 01/ 2019, realizado em 15.09.2019:

Registre-se e Publique-se Prefeitura Municipal de Rio Bonito, 10 de Junho de 2020. FABIANE BORGES DA MOTA SAUERBRONN SECRETÁRIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO Mat. 8958570

A NOSSA MÚSICA POPULAR Aquiles Rique Reis Reis, vocalista do MPB4 Luiz Gonzaga. Bem segura pela harmonia, a voz sabe e sente o que dizem as imagens nos versos dos parceiros do rei do baião. Mas vocês que não ouviram o CD, sintam só o arejo. Em “Légua Tirana” (Humberto Teixeira e Luiz Gonzaga) está o primeiro arraso do violeiro: a intro é com um trecho do “Prelúdio em Dó Menor para Alaúde, BWV 999” de Bach. Tal acerto faz com que a emoção dispare e prepare o ouvinte para ouvir uma das mais belas canções de Mestre Lua. A letra de Humberto Teixeira é como um óleo sobre tela de uma cena amorosa. Ainda não refeito da alegria de me dar conta de que a parada é papo reto, vem “Pau de Arara” (Guio de Moraes e LG). Preparem-se... toda a primeira parte é ad libtum, superbacana... só que cantada sobre o “Estudo No. 1”, de Villa Lobos. E aí é a tal história, quando vem a segunda parte, o ouvinte já está entregue. “Acauã” (Zé Dantas) chega numa levada pop – mais lenta do que na gravação original de LG –, e vem também ad libtum. O violão dedilha acordes. Assim vai a primeira parte. Mas é quando entra a segunda que surgem a harmonia e a pegada mais pop. E Alberto, em falsete, entoa o canto do Acauã. E assim o Brasil (re)conhece as belezas de um gênio. Nino Karvan e Alberto Silveira põem à disposição verdadeiros hinos à brasilidade que a genialidade de Luiz Gonzaga nos legou.

2719-1886


8

TERÇA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2020

Líderes comunitários cobram mais transparência nos dados da Covid-19 Números de casos são divulgados apenas por bairros, dificultando mapeamento em áreas carentes RAQUEL MORAIS

O medo de contaminação pela Covid-19 assusta muitos niteroienses que respeitam as normas de isolamento social e enfrentam a pandemia de maneira consciente. Apesar das técnicas usadas pela Prefeitura de Niterói para evitar a disseminação do vírus na cidade, muitos ainda não sabem ao certo como proceder. Os números de infectados, curados e de óbitos no município ainda deve passar por uma grande atualização, quando os dados reais das comunidades forem apresentados ao poder público. Nessa semana a Federação das Associações de Moradores do Município de Niterói (Famnit) vai mandar um ofício para a administração municipal para pedir um acompanhamento direto nas 110 comunidades da cidade com as atualizações semanais da doença. O presidente da Famnit, Manoel Amâncio, explica que apesar do Preventório, em Charitas, ser a maior comunidade da cidade, a Ponta da Areia é a que tem o maior número de óbitos, totalizando seis.

“Temos um grupo para acompanhar a evolução da doença nesses espaços que geralmente são aglomerados. Não está acontecendo uma catástrofe nas comunidades de Niterói pois estamos reforçando todas as diretrizes que as pessoas têm que tomar. Distribuímos máscaras de proteção e fazemos um trabalho de prevenção através da sanitização e até mesmo utilizando as sirenes orientando os moradores”, frisou. O presidente da Associação dos Moradores do Morro da Penha e Portugal Pequeno (Ammopeppe), Adriano Felício, diz que além dos seis óbitos pela Covid-19, as localidades contam com 32 infectados, 33 pessoas curadas e três internadas (sendo dois no Hospital Municipal Carlos Tortelly e um no Hospital Oceânico). “A situação do coronavírus é desesperadora. Por mais que a Prefeitura faça tudo que está ao alcance algumas pessoas não dão a devida importância ao isolamento que deve ser respeitado. Nós fazemos a nossa parte, fechamos espaços públicos, como a quadra de esportes, por exemplo,

Divulgação

RICARDO SANTOS, presidente da Associação dos Moradores do Morro do Estado, diz a a comunidade precisa de mais atenção

mas arrombaram o cadeado. Isso é uma coisa que nos dificulta”, ponderou. No Morro do Estado, no Centro, quatro pessoas estão hospitalizadas, seis estão em tratamento domic i l i a r e 11 c o n s e g u i r a m vencer a doença. “A comunidade precisa de atenção do poder público.

Estamos fazendo a nossa parte. Infelizmente nossa comunidade está com índice de desemprego muito grande e mitos trabalham informal além de serem trabalhadores de lojas do Centro de Niterói. Então a situação está muito ruim”, frisou Ricardo Santos, presidente da Associação dos Moradores do

Motoboys ameaçam parar no dia 1º de julho Divulgação

TRABALHADORES cobram melhores condições de trabalho RAQUEL MORAIS

No início de maio dezenas de motoboys fizeram uma manifestação no Centro de Niterói para cobrar melhores condições de trabalho. Agora a categoria está aumentando a visibilidade do protesto e marcou para o próximo dia 1º de julho uma paralisação nacional que terá representação em Niterói e São Gonçalo. Os motociclistas reclamam das empresas de delivery, que segundo eles, pagam taxas muito baixas para a entrega de produtos, além de pedirem mudanças nos sistemas que bloqueiam os trabalhadores sem justificativa; além de inclusão da categoria para recebimento do auxílio dos R$ 500 da Prefeitura de Niterói. Os motoboys reclamam que a taxa de deslocamento é feita somente no trajeto entre empresa-cliente, sem levar em conta combustível e distância. Também existem ‘ganchos’ que os motoboys levam das empresas em caso de algum problema, como por exemplo a demora na entrega. Em Niterói a concentração será às 9h em frente a Estação das Barcas, no Centro da cidade, e de lá os trabalhadores vão se espalhar por cinco pontos do município: nas próprias Barcas, na Rua Gavião Peixoto, na Rua Miguel de Frias, em São Francisco e na frente do Plaza

Shopping. Em São Gonçalo a concentração será na Praça dos Ex-Combatentes, no bairro Patronato, também às 9h. O motoboy Rafael Simões, 37 anos, explica que apesar das dificuldades da profissão se sente importante em trabalhar nesse momento. “Temos passado por chuva, sol, vírus nessa grande pandemia e o mundo parou. Mas a categoria é uma classe muito desvalorizada. As pessoas olham para a gente como pes-

soas analfabetas mas ali são chefes de família. Pessoas de todas as profissões trabalham de motoboy como alternativa para uma renda e uma esperança. Nós estamos passando por dificuldades na rua. Não temos um lugar para beber água, para ir no banheiro, por exemplo. Mas me sinto muito valioso em servir nesse momento. A pessoa está dentro de casa e as vezes a única pessoa que vê é o motoboy”, desabafou.

POSICIONAMENTO DAS EMPRESAS Em nota a Rappi informou que reconhece o direito à livre manifestação pacífica e busca continuamente o diálogo com os entregadores parceiros de forma a melhorar a experiência oferecida a eles. Além disso, o valor de frete da Rappi varia de acordo com o clima, dia da semana, horário, zona da entrega, distância percorrida e complexidade do pedido. Ainda, a Rappi possibilita que os clientes deem gorjeta aos entregadores por meio do aplicativo de forma segura. E nas últimas semanas, a empresa identificou um aumento de 50% no percentual de pessoas dando gorjeta, principalmente aos finais de semana. Os valores, na média, cresceram 80%. Em algumas semanas, cerca de 50% dos pedidos foram feitos com gorjetas. Destacamos que todo valor pago no aplicativo a título de gorjeta é integralmente repassado ao entregador. A Loggi informou que todos os entregadores cadastrados na plataforma têm conhecimento prévio dos valores ao aceitarem uma rota, demonstrando assim sua concordância. A Loggi reforça que está sempre aberta ao diálogo e é a favor da livre manifestação, desde que respeitado o direito de ir e vir de todo cidadão. Já o iFood e Uber Eats foram procuradas pela reportagem de A TRIBUNA para comentar o caso mas não se manifestaram até o fechamento dessa edição. A empresa James Delivery também foi procurada através de contato telefônico mas a reportagem não conseguiu ser atendida. A Prefeitura de Niterói foi questionada sobre o assunto mas até o fechamento dessa edição não se manifestou.

O colega de profissão Berlinck Rocha, de 27 anos, morador de São Gonçalo, disse que vai participar da paralisação. “Me sinto muito prejudicado em algumas questões. Já fui bloqueado por 48 horas por um erro que nem meu foi. Nós não temos uma comunicação muito clara com as empresas. As taxas são muito baixas e o tempo de espera é muito grande. As vezes temos uma família ou um aluguel para pagar”, explicou. Dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Niterói) apontam que em Niterói o serviço de delivery aumentou em 150%. O aumento do trabalho dessa categoria motivou a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) a montar uma cartilha de orientação para a execução desse trabalho. A necessidade de limpeza frequente do capacete, guidão, manetes e demais partes da moto que tenham contato com as mãos é um dos itens mais destacados pela publicação. A higienização pode ser feita com água e sabão, álcool 70% (líquido ou gel) ou água sanitária. Manter distância mínima dos outros usuários da via na fila formada quando o trânsito parar; e também não dar caronas. Os motoboys devem dar preferências para a utilização de compartimentos de transporte com material liso e lavável, de fácil limpeza. Ao chegar em casa, é recomendado que as mochilas e bolsas de uso diário do entregador devem ficar em uma caixa, fora da residência. As roupas e calçados também devem ser retirados ainda na área externa e levados para lavagem. “Os motoboys são fundamentais para a estratégia coletiva de isolamento social. Sem o auxílio desses trabalhadores, que arriscam a própria saúde na tarefa de levar e trazer inúmeros pedidos e encomendas, seria ainda mais difícil para a população aderir às orientações das autoridades sanitárias de evitar aglomerações”, afirmou o presidente da Abramet, Antonio Meira Júnior.

Morro do Estado. Na Zona Norte, na comunidade Coronel Leôncio, não foi registrado nenhum óbito ainda e também não tem nenhuma pessoa hospitalizada mas cinco estão em isolamento domiciliar e 10 já venceram a doença. E no Preventório os números ainda não são exatos e justamente o ofício

que será enviado ao poder público poderá ajudar a esclarecer como estão os índices de contaminação na maior favela de Niterói. “Estamos com alguns casos de coronavírus mas não temos os dados concretos. A doença demorou a chegar na comunidade e quando chegou se espalhou mais rápido. Mas estamos caminhando para enfrentar essa doença. Usamos máscara na comunidade e o Médico de Família faz a testagem rápida em alguns casos com agendamento”, finalizou o presidente da Associação de Moradores Hugo Falque, que contou que somente no morro moram de 17 a 20 mil pessoas. A Fundação Municipal de Saúde de Niterói (FMS) informou que possui dados da Covid-19 por bairro e localidade, e articula junto à Atenção Básica, a vigilância e ações no território. Há um acompanhamento diário da evolução da doença no Município. Essa demanda da Famnit já foi colocada na última reunião do Conselho Municipal de Saúde e a FMS já está se articulando para atendê-la.

Serviços automotivos apresentam crescimento RAQUEL MORAIS

Desde o início da pandemia pelo coronavírus diversos segmentos econômicos mostraram quedas bruscas nos índices de comercialização. Mas alguns desses setores já começaram a perceber um aumento nas comercializações de produtos e serviços, como é o caso dos serviços automotivos. Dados do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Rio de Janeiro (Sindirepa) apontam que desde março de 2020 as oficinas já percebem a demanda de crescimento de 80%, além de no comparativo de junho de 2019 com junho de 2020 a categoria percebeu aumento de 5% na quantidade de trabalho. No setor de venda de peças o panorama também exprime uma positividade com vendas com alta de 15% a 20% nas últimas semanas, quando comparado ao início do isolamento social. Os números positivos também foram registrados de forma online através de um levantamento pelo aplicativo GetNinjas, que trata de contratação de serviços em todo o país. O aumento registrado pela plataforma foi de 89% na procura por serviços automotivos durante a pandemia. De acordo com nota entre os serviços mais solicitados da categoria estão: auto-elétrico (170,68%); funilaria automotiva (111%); higienização e polimento (68,22%); mecânica geral (23%); e insulfilm (6,67%). Mas o presidente do Sindirepa, Celso Mattos, aponta que entre os serviços mais solicitados da categoria são auto-elétrico, mecânico e

funilaria automotiva. “O movimento de serviços realizados nas oficinas mecânicas tiveram dois momentos distintos, acreditamos ainda em um terceiro movimento pós pandemia. No primeiro momento, logo na primeira semana de quarentena os serviços tiveram quedas até 80%, com uma rápida retomada nas três semanas seguintes. Ao levarmos em consideração o início da quarentena, atualmente os serviços estão estabilizando no mesmo patamar observado em 2019. A pessoa que estava preparando para trocar de carro vai fazer manutenção do veículo e guardar o dinheiro. Não sabemos como vai ficar a economia para frente. Tenho boas perspectivas para o setor, não é uma questão de ser otimista e sim realista com os dados apresentados”, frisou. O empresário do ramo de autopeças em São Gonçalo, Davi Fernandes, contou que as vendas, no início da pandemia, caíram 70% mas nas últimas semanas uma discreta retomada vem aquecendo o setor. Ele explicou que o aumento gira em torno de 15% a 20% e o que mais está sendo procurado são peças para reparos mecânicos. “Estamos trabalhando com algumas restrições, com faixa de isolamento na frente da loja, funcionários de máscara e em sistema de rodízio. As pessoas estão consertando seus veículos e entendo que o vírus não acabou e ele é o mesmo de três meses atrás. Mas mesmo assim estamos percebendo esse aumento nas vendas”, ponderou. Divulgação

VENDAS chegaram a aumentar 20% em alguns segmentos