Page 1

Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Universidades Públicas Federais no Estado da Bahia - Assufba Nº 481 - 1ª Quinzena de Abril - 2018 - Salvador - BA - assufba@ufba.br

Mês de muitas atividades. Destaque no Fórum Social Mundial, ASSUFBA celebra 8 de março e reforça a importância das mulheres na evolução da sociedade O mês de março foi intenso para a ASSUFBA. Com participação destacada no Fórum Social Mundial 2018 e presença em diversas atividades, o Sindicato fez importantes homenagens às servidoras no Dia Internacional da Mulher. A entidade celebrou as conquistas e reafirmou a luta pela manutenção e ampliação de direitos. Páginas 3 e 4 Multidão participa de marcha de abertura do Fórum Social Mundial 2018

ASSUFBA realiza assembleias para escolha de delegados ao 23º CONFASUBRA. Confira as datas e se programe! UFOB Data: 11/04/2018 Horário: 9h Local: Auditório Central, Campus Reitor Edgard Santos UFSB Data: 12/04/2018 Horário: 13h30 Local: Sala nº 05, Campus Jorge Amado – Itabuna

Sindicato reitera defesa da Universidade Pública, Gratuita, Democrática, de Qualidade e Socialmente Comprometida

UFBA Data: 13/04/2018 Horário: 9h Local: Salão Nobre da Reitoria UNILAB Data: 17/04/2018 Horário: 9h Local: Auditório do Campus dos Malês – São Francisco do Conde IMS-CAT Data: 18/04/2018 Horário: 9h Local: Auditório do Prédio Central – Vitória da Conquista UFRB Data: 19/04/2018 Horário: 9h Local: Auditório da Biblioteca Central – Cruz das Almas


2 Em assembleia, servidores usuários da Promédica tratam da situação do plano, aprovam por unanimidade reajuste de 13%, além de um conjunto de ações No dia 22/03, a ASSUFBA reuniu os usuários da Promédica, em assembleia, na sede da entidade, para dar informes sobre o plano de saúde, cujo aniversário do contrato é 1º de março de 2018. Os servidores aprovaram, por unanimidade, um conjunto de ações a serem tomadas. O Coordenador Geral, Renato Jorge, iniciou a atividade fazendo uma apresentação sobre a situação da Promédica, em relação à sinistralidade. Indicadores de utilização

O advogado da ASSUFBA, Dr. Hugo Leonardo, informou sobre as ações da entidade para assegurar os direitos dos servidores

Após a ameaça de redução da vantagem conferida pelo artigo 184 da Lei n 1.711/52 dos aposentados e pensionistas, ASSUFBA consegue suspender desconto. Informe foi dado em reunião participativa Uma excelente notícia para os aposentados e pensionistas. A ASSUFBA conseguiu, após protocolar Direito de Petição, o efeito suspensivo da redução da vantagem presente no artigo 184 da Lei n 1.711/52. O desconto seria operado nos contracheques de abril, referentes aos proventos de março, o que não vai ocorrer. A informação foi passada durante a reunião, que aconteceu no dia 27/03, na sede do Sindicato. O auditório ficou completamente lotado. A CGP/PRODEP/UFBA enviou os ofícios 3 e 4/2018, em atenção à exigência do TCU (Tribunal de Contas da União), que tratam da ameaça de redução do valor da gratificação. Assim que soube da questão, o Sindicato solicitou à UFBA a lista com os nomes das pessoas atingidas. Ao todo, 343 aposentados e 194 pensionistas seriam prejudicados com a queda dos seus proventos em cerca de 20%. O Coordenador Geral da ASSUFBA, Renato Jorge, ressaltou que a entidade tinha um prazo curto e que um dos medos era o fechamento da folha de pagamento. Renato ainda chamou atenção para o fato de que “a lei não pode retroagir para prejudicar o trabalhador, sobretudo, por não se tratar de uma decisão judicial e sim uma orientação do TCU”. Além disso, o Coordenador Geral lembrou que a ASSUFBA responde pelos associados à entidade. Portanto, quem não é sócio terá de assinar Procurações Individuais para autorizar o Sindicato a representá-lo. Neste sentido, o servidor aposentado, Moacir Barbosa Figueiredo, pediu a palavra e fez questão de reforçar a importância da ASSUFBA na vida do trabalhador. “Quero fazer um alerta para os que não são sindicalizados. O Sindicato é o nosso ombro amigo. Eu

Com atenção, Servidores e Pensionistas lotaram o auditório da ASSUFBA

não quero que os meus direitos sejam retirados. E é a nossa entidade quem pode nos defender”. O advogado do Sindicato. Dr. Hugo Leonardo, deu explicações sobre o passo a passo feito pela entidade para assegurar os direitos dos servidores. Entre os outros fundamentos que constam no Direito de Petição, a ASSUFBA alegou que o Supremo Tribunal Federal já decidiu que o requisito do inciso II do art. 184 da Lei n 1.711/52 não foi revogado, bem como, porque a vantagem consta dos contracheques há mais de cin-

Em depoimento emocionado, o servidor aposentado Moacir Barbosa Figueiredo, lembrou aos presentes que o Sindicato é o ombro amigo de cada trabalhador

co anos, operou-se a decadência administrativa, não podendo ser reduzida sem prévia instalação de processo administrativo com direito ao contraditório e que, por essas e outras questões, a verba não pode ser reduzida. Para a Coordenadora de Assuntos Jurídicos, Nadja Rabello, os ofícios enviados para os aposentados e pensionistas são mais uma prova dos ataques do governo, que quer diminuir os gastos prejudicando os trabalhadores. Maria Dolores Brito, Coordenadora de Aposentados, se colocou à disposição da categoria para esclarecer dúvidas e estreitar a comunicação. “Estamos aqui todos os dias. Façam da ASSUFBA a casa de vocês”. Dolores também afirmou que são os aposentados os pilares da UFBA. “Fomos nós que construímos a Universidade. Não podemos deixar que o governo retire os nossos direitos”. Ela também lembrou as ameaças de retirada da Paridade e da Reforma da Previdência. O Coordenador de Aposentados, Edgar de Jesus, disse que o Sindicato não medirá esforços para conseguir a vitória para os trabalhadores. “Vocês são o meu sangue, a minha vida e a minha força”.

Índice de sinistralidade

84,12%

Total de utilização

R$7.438.000

15 associados utilizaram

R$3.056.000

183 associados utilizaram

R$2.858.000

Demais associados utilizaram

R$1.524.000

A partir dessa apresentação, foi possível explicar o percentual utilizado para o reajuste do plano, uma vez que o IGPM, índice que norteia o reajuste do contrato foi de 0%, mas foi a sinistralidade que impactou negativamente no índice de reajuste, com as utilizações indevidas e as liminares na Justiça. Renato pontuou o absurdo que é o custo elevado provocado por quatro pessoas que entraram através de liminares em clínicas de obesidade. Só neste período, quatro associados utilizaram 637.000 (Seiscentos e trinta e sete mil reais), 6% da utilização total, apesar da Promédica disponibilizar o Programa de Tratamento de Obesidade, com equipe multidisciplinar. Sem o impacto dessa utilização a sinistralidade seria de 78% em vez de 84%, permitindo um reajuste em torno de 4%. Também foi abordada a questão da inadimplência, que tem impactado negativamente. Inclusive, é a primeira vez que a ASSUFBA não consegue quitar a fatura, em função dos débitos. Vale ressaltar que foi informado na reunião que a empresa contratada vai notificar os devedores em atraso, para posteriormente, caso não seja efetuado o pagamento, proceder a exclusão do plano. Reajuste Em relação ao reajuste, a ASSUFBA apresentou algumas informações de mercado. A variação média do VCMH (Variação de Custo Médico Hospitalar), índice que norteia o cálculo dos reajustes das operadoras, gira em torno de 20%, independentemente da sinistralidade. Negociação Em negociação conjunta com a Promédica e a empresa gestora da cobrança, a ASSUFBA negociou o impacto final e total de 13%, vigorando apenas a partir do início de abril, apesar da data base ser em março, trazendo uma economia de aproximadamente R$ 75 mil para os usuários. Comissão Também por unanimidade, foi aprovada a criação de uma comissão que acompanhará, junto com a Coordenação de Administração e Finanças, o contrato da Promédica. Membros da Comissão da Coordenação: Renato Jorge Pinto, Antonio Valter, Devanice Ribeiro Guimarães, Antonio Bomfim Moreira e José Gomes. Membros da base: João Bosco, Maria de Lourdes Pereira Santos, Marcio Kleber Ramos Silva e Aurélio Avelar dos Santos. Ficou também acertado que haverá uma nova assembleia dos usuários com a direção da Promédica para tratar da rede credenciada.

ASSUFBA reuniu usuários da Promédica para discutir e refletir sobre a situação do plano de saúde da categoria


3 ASSUFBA tem participação destacada no Fórum Social Mundial Painel de divulgação do Manifesto Marcado pela diversidade e pluralidade, o Fórum Social Mundial 2018 aconteceu em Salvador de 13 a 17 de março. A ASSUFBA teve participação destacada nas atividades do evento internacional. Debates, mesas, oficinas e marchas. O Sindicato marcou presença com entusiasmo, alegria e responsabilidade. O ponto de partida do FSM foi a marcha de abertura, que ocorreu no dia 13/03, no Centro de Salvador. A ASSUFBA e os servidores participaram da caminhada, cuja concentração foi na Reitoria da UFBA. Pessoas de variadas idades, religiões e nacionalidades se uniram em busca de um mundo melhor, mais justo e igualitário. Durante a marcha, o Sindicato reforçou a necessidade da retomada da democracia e da resistência contra os ataques aos

das Fundações “Unidade para Reconstruir o Brasil”

ASSUFBA participa de grandiosa marcha de abertura do FSM 2018

direitos dos trabalhadores. A ASSUFBA também esteve presente na mesa que abriu oficialmente a participação da UFBA no Fórum, realizada no Salão Nobre da Reitoria. O casal de cientistas Zilton Andrade e Sônia Andrade, professores

e pesquisadores eméritos da Universidade Federal da Bahia, além do Mestre Didi, por batismo Deoscóredes Maximiliano dos Santos, artista plástico e expoente da cultura afro no Estado, foram homenageados, em uma tarde de fala.

Os impactos da Reforma da Previdência em debate no Sindicato. Auditório da entidade lotou

A deputada federal Alice Portugal fez explanação sobre os prejuízos da Reforma da Previdência

Com o auditório completamente lotado, a ASSUFBA promoveu o debate Os impactos da Reforma da Previdência no Serviço Público e na Educação. A atividade, parte da programação do Fórum Social Mundial, aconteceu no dia 14/03, e contou com a presença da categoria, de diversas entidades e delegações internacionais. O Sindicato transmitiu o evento ao vivo através do Facebook para que os servidores das UFRB, UFOB, UNILAB e UFSB pudessem acompanhar também. O Coordenador Geral da ASSUFBA, Renato Jorge, iniciou o debate informando que a Reforma da Previdência está na ordem do dia. “É preciso aprofundar a discussão de um tema tão importante. O governo Temer se esforçou muito para jogar a opinião da população contra o servidor público e nós tivemos de desconstruir esse falso discurso. A nossa ideia é continuar na trincheira de luta”. Renato Jorge lembrou que, embora a mobilização dos trabalhadores tenha barrado a votação da proposta no Congresso Nacional, “nós não podemos esquecer de que não vencemos totalmente a batalha”. O presidente da CTB Bahia,

O presidente da CTB Bahia, Pascoal Carneiro, conclama os trabalhadores para a luta contra a medida orquestrada pelo governo Temer

Pascoal Carneiro, parabenizou a ASSUFBA pela iniciativa e corroborou com a opinião de que a reforma não saiu totalmente de pauta. O risco ainda existe. O líder da Central lembrou que o governo gastou o dinheiro da população com propaganda na TV para tentar convencer a sociedade de que a medida irá combater privilégios. “Temer quer fazer a reforma para acabar com as aposentadorias”. Pascoal ressaltou que, no caso dos servidores públicos, uma espécie de reforma já foi feita, quando os funcionários perderam o direito de se aposentar com salário integral. A deputada federal e servi-

dora licenciada da UFBA, Alice Portugal, fez um histórico sobre a Previdência Social e apontou os reflexos da proposta para o funcionalismo público. A parlamentar rebateu o argumento do governo Temer de que a reforma quer combater privilégios. “Os servidores padecem da invisibilidade. Muitas vezes, o nosso trabalho é pouco visto e até depreciado de uma maneira absurda e assediadora. A ampla maioria dos servidores públicos é vítima pela defenestração dos seus direitos”. O diretor de Assuntos Legislativos da CSPB, João Paulo Ribeiro, apontou que o movimento sindical tem o desafio de construir a unidade para barrar ainda mais retrocessos. “Temos a necessidade de dialogar com todos”. O Coordenador Geral da APLB Sindicato, Rui Oliveira, reforçou que “conseguimos, por enquanto, barrar a votação da Reforma da Previdência. As centrais sindicais construíram a maior greve geral do país, o que impossibilitou que a medida tivesse andamento. É uma proposta que atinge em cheio o conjunto dos trabalhadores”. Para o Coordenador de Administração da Fasubra, Rolando Malvasio, “a Previdência é o seguro do trabalhador. Nós pagamos para ter assegurada a nossa velhice. Entre 2000 e 2015, a Previdência teve superávit de R$ 821,739 bilhões. Cadê o déficit? O que existe é uma vontade louca por parte dos governos de meter a mão nesse dinheiro”. A Coordenadora de Políticas Sociais e Anti-racistas da ASSUFBA, Lucimara da Cruz, conclamou a categoria à luta e afirmou que o Fórum Social Mundial foi uma excelente oportunidade de dialogar com trabalhadores do mundo inteiro.

A Coordenação da ASSUFBA e os servidores das Universidades marcaram presença no debate e divulgação do Manifesto das Fundações “Unidade para Reconstruir o Brasil”, elaborado por fundações partidárias, que aconteceu no dia 15/03, como parte do Fórum Social Mundial. Durante a abertura do evento, os presentes fizeram um minuto de silêncio em homenagem à vereadora Marielle Franco (PSOL), brutalmente assassinada no último dia 14, no Rio de Janeiro. O documento apresentado no painel traça desafios para retomar o desenvolvimento do país. A nação brasileira está diante de uma encruzilhada e é preciso aglutinar forças políticas, econômicas, culturais e sociais, com bandeiras amplas, para superar a crise, restaurar a democracia e retomar o crescimento. Mas, sem o Estado nacional soberano é impossível seguir para o caminho da reconquista dos direitos, do desenvolvimento econômico com foco nos investimentos. “As bases da democra-

cia e as conquistas sociais estão abaladas. Estamos em Estado de exceção sob a fachada de Estado de direito”. A opinião é do presidente da Fundação Maurício Grabois, Renato Rabelo. Para o presidente da Fundação Perseu Abramo, Marcio Pochmann, o povo está diante de uma tragédia anunciada, com um governo que impõe medidas que têm levado à rápida decadência, à incivilidade e à derrotas irremediáveis. “A mudança de rumo depende de saídas que não são tradicionais. Não podemos continuar operando de forma fragmentada. Só a nossa união e organização podem mudar o jogo. Sejamos o povo com confiança e atitude”. O reitor da UFBA, João Carlos Salles, esteve no debate e reforçou que “esse é um momento de estarmos mobilizados. A Universidade está ameaçada em função dos cortes orçamentários e do ataque à autonomia universitária. Mas, não podemos ficar aterrorizados”. Espero que o manifesto não seja um momento passageiro”.

Coordenação da ASSUFBA e os servidores participam de lançamento do manifesto por um Brasil melhor

O sucesso da Tenda conjunta da ASSUFBA e da CTB Ponto de parada de quem passava pelo Campus de Ondina durante o Fórum Social Mundial 2018, a Tenda conjunta da ASSUFBA e da CTB foi um verdadeiro sucesso. Dirigentes sindicais, delegações internacionais, lideranças de outros estados, parlamentares como as deputadas Alice Portugal e Jandira Feghali, servidores, trabalhadores de diversos segmentos e estudantes visitaram o local. O Sindicato realizou a exposição

fotográfica: ASSUFBA, 37 anos de luta e resistência. Quem esteve na tenda, conheceu um pouco mais da história da entidade. Além da programação da ASSUFBA, a tenda também foi palco de atividades de outras entidades. Lá, aconteceu o Forró da CTB, debates da Cebrapaz (Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz) e da UNEGRO (União de Negros Pela Igualdade).

As deputadas federais Alice Portugal e Jandira Feghali prestigiaram a Tenda Conjunta da ASSUFBA e da CTB


4

Dia Internacional da Mulher: celebrar conquistas e lutar por direitos A ASSUFBA Sindicato participou com brilho das atividades em homenagem ao 8 de março, Dia Internacional da Mulher. A Coordenação de Políticas Sociais e Anti-Racistas foi a responsável pelas ações, que comemoraram as conquistas e destacaram a necessidade de reforçar as lutas pelo fim da violência de gênero e defesa da equidade no atual momento em que grandes retrocessos e ameaças aos direitos das trabalhadoras e trabalhadores do País e do mundo têm sido a tonica. Em tempos de adversidade e mudando o tom, o Dia Internacional da Mulher, se iniciou em ritmo de comemoração de conquistas para as trabalhadoras do COM-HUPES. Como se tornou tradição, os coordenadores da ASSUFBA Sindicato, sob a direção de Eliete Gonçalves e Almira do Rosário, distribuíram rosas às trabalhadoras do Hospital Universitário Professor Edgard Santos e do Ambulatório Magalhães Neto. Eliete ressaltou a importância de comemoraras vitórias alcançadas e continuar na luta por manutenção dos direitos e por novas conquistas. “A entrega de flores é um agradecimento e uma felicitação simbólica pela luta e parceria diária destas Mulheres, profissionais de saúde. As Mulheres têm sido, historicamente, a maioria em todas as atividades políticas do Sindicato. Muitas delas registraram satisfação e alegria pela lembrança por parte da Coordenação da ASSUFBA”. Almira do Rosário, Coordenadora da Seção Sindical do COM-Hupes, saudou as Mulheres do Complexo Hospitalar da UFBA, ressaltando o inestimável valor das companheiras que fazem o COM-HUPES acontecer todos os dias, afirmando a gratidão por todas as Mulheres das Universidades Públicas do país que, ao longo da história do serviço público, têm demonstrado comprometimento e amor na atuação cotidiana para transformar a Universidade, os Hospitais Universitários e a sociedade em lugares cada vez melhores para todos. No Serviço Médico, a ação continuou quando as coordenadoras Eliete e Almira, juntamente com os companheiros Mario Sérgio e Renato Jorge, distribuíram flores e colheram a energia positiva. Na Maternidade Climério de Oliveira, as companheiras Devanice Ribeiro e Maria Dolores Brito, juntamente com as representantes da Seção Sindical Radinei dos Santos e Edileda Cristina da Silva, coordenaram as homenagens, acompanhadas dos colegas Antonio Valter da Silva, Paulo Vaz e Francisco Vilares. A Coordenadora de Administração e Finanças, Devanice Ribeiro, recordou que em uma das diversas tentativas de fechamento da Maternidade, a Técnica de Enfermagem Gessy Lazara Pessoa da Silva, representou uma Mulher grávida com uma criança no seu colo em um protesto de rua contra a extinção da maternidade nos anos 80 do século passado, que culminou com a manutenção dos serviços na Climério, demonstrando a força que tem as trabalhadoras quando se unem em defesa de seus direitos e das conquistas da sociedade. A representante da Seção Sindical da Maternidade Climério de Oliveira, Radi-

Com o lema Mulheres: Resistir e Transformar, marcha chamou a atenção para a necessidade de equidade de gênero e fim da violência

Calendário de assembleias gerais para escolha de delegados do CONFASUBRA. Confira as datas A ASSUFBA, conforme dispositivo regimental do XXIII Congresso da FASUBRA (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil), contido no artigo 11, convoca todos os Técnico-administrativos em Educação das unidades/órgãos, para as assembleias gerais da categoria. Na pauta única, a escolha dos(as) delegados(as) para o evento, que será realizado entre os dias 6 e 11 de maio, em Poços de Caldas (MG).

SINDICATO DOS TRABALHADORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS FEDERAIS NO ESTADO DA BAHIA C.G.C. 00.088.110/0001-57

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DAS ASSEMBLEIAS GERAIS A ASSUFBA - SINDICATO - Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Universidades Públicas Federais no Estado da Bahia, Conforme dispositivo regimental do XXIII Congresso da Federação de Sindicatos de Trabalhadores TécnicoAdministrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil – FASUBRASindical / XXIII CONFASUBRA, contido no Art. 11, convoca todos os trabalhadores técnico-administrativos das unidades/órgãos, para as ASSEMBLÉIAS GERAIS DA CATEGORIA, a realizar-se nos locais, datas e horários abaixo relacionados, tendo pauta única: ESCOLHA DOS(AS) DELEGADOS (AS) AO XXIII CONFASUBRA, que será realizado no período de 06, 07, 08, 09, 10 e 11 de maio de 2018, na Cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais. 11/04/2018 – Universidade Federal do Oeste da Bahia / UFOB, Local da AG Endereço: Auditório Central, Campus Reitor Edgard Santos, situado na Rua da Prainha, nº 1326, Morada Nobre, CEP: 47.810-047, Barreiras/BA, às 09:00 horas em 1ª chamada, às 09:30 horas em 2ª chamadas e às 10:00 horas a 3ª chamada com qualquer quórum presente; 12/04/2018 – Universidade Federal do Sul da Bahia / UFSB, Local da AG - Endereço: Sala nº 105, Campus Jorge Amado, situado na Rua Itabuna, s/n, Rod. Ilhéus - Vitória da Conquista, km 39, BR 415, Ferradas, CEP: 45.613-204, Itabuna/BA, às 13:30 horas em 1ª chamada, às 14:00 horas em 2ª chamadas e às 14:30 horas a 3ª chamada com qualquer quórum presente; 13/04/2018 – Universidade Federal da Bahia / UFBA, Local da AG Endereço: Salão Nobre da Reitoria, situado na Rua Augusto Viana, s/n, Canela, CEP: 40.110-010, Salvador/BA, às 09:00 horas em 1ª chamada, às 09:30 horas em 2ª chamadas e às 10:00 horas a 3ª chamada com qualquer quórum presente; 17/04/2018 – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira / UNILAB, Local da AG Endereço: Auditório do Campus dos Malês, Av. Juvenal Eugênio Queiroz, s/n – Centro, CEP: 43.900-000, São Francisco do Conde/BA, às 09:00 horas em 1ª chamada, às 09:30 horas em 2ª chamadas e às 10:00 horas a 3ª chamada com qualquer quórum presente; 18/04/2018 – Instituto Multidisciplinar em Saúde, Campus Anísio Teixeira IMS/CAT/UFBA, Local da AG - Endereço: Auditório do Prédio Central, situado na Rua Rio de Contas, 58, Quadra 17, Lote 58, Bairro Candeias, CEP: 45.029-094, Vitoria da Conquista/BA, às 09:00 horas em 1ª chamada, às 09:30 horas em 2ª chamadas e às 10:00 horas a 3ª chamada com qualquer quórum presente e 19/04/2018 – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia / UFRB, Local da AG - Endereço: Auditório da Biblioteca Central, Campus de Cruz das Almas, situado na Rua Rui Barbosa, 710 - Centro, CEP: 44.380-000, Cruz das Almas/BA, às 09:00 horas em 1ª chamada, às 09:30 horas em 2ª chamadas e às 10:00 horas a 3ª chamada com qualquer quórum presente; Salvador/BA, 22 de março de 2018.

Renato Jorge Pinto Coordenação Geral do ASSUFBA – SINDICATO Rua Professor Severo Pessoa, Nº 170, Federação/ Salvador - Bahia / CEP: 40210-700 / Telefone: (71) 3032-0087 homepage: www.assufba.org.br e-mail: secretaria.assufbasindicato@gmail.com

nei Nascimento, declarou que as “Mulheres das Universidades Públicas estão engajadas na busca pela melhoria das condições sociais no Brasil e que a participação e o protagonismo destas Mulheres já transformaram muitas lutas em conquistas coletivas reais”. O Dia Internacional da Mulher foi marcado, este ano, pelo chamado da 2ª greve internacional de Mulheres, com a participação de mais de 150 países, cujo mote foi “Se nossas vidas não valem, produzam sem nós”. Mobilizações, protestos e greves ocorreram por toda a parte. Milhares de Mulheres tomaram as ruas mundo a fora. No Brasil inteiro as Mulheres foram às ruas contra o feminicídio, em defesa da manutenção e ampliação de direitos iminentemente ameaçados pelo Estado de exceção que domina o país desde o golpe de 2016. Em Salvador, o 8 de março foi assinalado pela presença de centenas de Mulheres dos mais diversos segmentos sociais, reunidas em um magnífico Ato de Celebração da Diversidade, Comemoração das Conquistas oriundas das Lutas das Mulheres e Manifestações Criativas de Protesto contra a permanência e ampliação do feminicídio, a forma mais extrema de violência contra a Mulher. A concentração da marcha, cujo lema foi Mulheres: Resistir e Transformar, aconteceuna praça da Piedade, iniciada às 13h, foi fortalecida pela presença massiva das Mulheres Jovens das Periferias com várias manifestações político-artístico-culturais. As jovens Mulheres demonstraram que têm voz e fazem a vez com grande criatividade para parir a TRANS-FORMA-AÇÃO! Com saída às 16h30, a marcha seguiu em direção ao Dique do Tororó, em uma alusão à relação entre a força da Mulher e a energia e importância da água nas religiões de matriz africana que se reporta a impossibilidade de existencia da vida sem esse precioso líquido. No microfone aberto do Nano Trio, conduzido pelo Coletivo Fora Temer, durante todo o percurso, o movimento foi enriquecido pelas falas de Mulheres de destaque na cena política do Estado, a exemplo da deputada federal Alice Portugal, e de outras dezenas de guerreiras do cotidiano. Com direito à palavra, a voz da Coordenadora Lucimara Cruz ecoou no momento em que a marcha começava avistar as águas do Dique do Tororó. “Irmãs, camaradas, companheiras, Mulheres. Somos muitas e somos várias, as diferenças, ao contrário de nos dividir, devem enriquecer a nossa luta”. A Técnica-Administrativa em Educação assinalou as consequências nefastas das mudanças nas leis trabalhistas, classificando-as como o “roubo do futuro e a tentativa de assassinato dos nossos sonhos”. As mais prejudicadas serão as jovens Mulheres”, afirmou ainda. Finalizou citando Rosa Luxemburgo ao conclamar a tod@s as Mulheres a União para a construção de um mundo onde sejamos socialmente iguais, humanamente diferentes e totalmente livres. Em um turbilhão multicolorido, a marcha desceu ao encontro das águas, onde, em um ato final, foi cantada uma cantiga de louvor às forças da natureza.

Informativo do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Universidades Públicas Federais no Estado da Bahia - Assufba. Rua Professor Fernando Severo Pessoa, nº 170, Federação. CEP 40.210-700. Tel.: (71) 3245-7775 / 3331-8550 / 3331-3363 / 3016-0087 / 3032-0087 . Editado e publicado sob a responsabilidade da diretoria da entidade. Renato Jorge Pinto (SUMAI), Aida Celeste Silveira Maia (UFRB), Simone Leal Souza Coite (UFOB), Antônio Valter Almeida Da Silva (MCO), Devanice Ribeiro Guimarães Souza (APOSENTADA – MCO), Valmiro dos Santos (BUS), Amanda Cruz Feitosa e Almeida (PRODEP), Paulo Cezar Vaz Santos (MCO), Nadja Maria Montenegro Rabello (APOSENTADA – PROEXT), Antonio Bomfim Moreira (BURMC / SIBI), Francisco Vilares Pinheiro (PROAE), Mario Sergio Nascimento Silva (SMURB), José Gomes Da Silva (PROAE), Edgar de Jesus / Aposentado (PROAE – CRECHE), Maria Dolores de Brito (APOSENTADA – MCO),Eliete Gonçalves da Silva (COM-HUPES), Lucimara da Silva da Cruz (ICS), Almira Maria Santos do Rosário (COM-HUPES), Barbara Marcia Chaves Andrade Nery (COM-HUPES), Romilson Nunes de Aragão (IMS –CAT – VITÓRIA DA CONQUISTA), Elielson Lima Aquino (UFRB). Suplentes: Adelmaria Ione dos Santos, Solange Maria Couto Rabello, Edson Borba Braga, Davino Alves dos Santos. Jornalista: Ana Beatriz Leal - Reg. MTE 4590 DRT-BA. Diagramador: Danilo Lima. Fotos: Assufba e Focos Filmes.

Boletim Abril - 481  
Boletim Abril - 481  
Advertisement