Page 1

Eráti

República de Moçambique Província de Nampula Governo do Distrito de Eráti

ERÁTI

“O MONTE SAGRADO” 2011

N

A M P U L A

, D

E Z E M B R O

D E

2011


Índice Preâmbulo .................................................................................................................................... 2

1. Sumario……………………………………………………………..…………………3 2. Localização.……………………………..………………………..………….………..3 3. Contexto cultural e económico…….………………………………………………..4 4. Ambiente de Negócios do Distrito……… ......................................................... 4 5. Outros Recursos de Eráti ............................................................................... 10

ANEXO-Cadeias de valor…………………………………………………...………...11

1


PREÂMBULO O Distrito de Eráti, pela 1ª vez no Processo Inserção da Abordagem de Desenvolvimento Económico Local na Planificação Estratégica Local elaborou o seu Marketing Territorial a fim de promover as suas potencialidades económicas territoriais. O presente documento contêm ideias criativas do próprio distrito de forma a promover todo seu Dra. Maria A. Benesse, potencial, focalizando na íntegra os seus vectores de Administradora Distrital Desenvolvimento Económico como fonte de inspiração e suporte para a divulgação das suas potencialidades e oportunidades de negócio, de modo a convidar e atrair uma diversidade de investidores interessados em explorar um manancial de recursos existentes localmente. Como não deixaria de ser, espera-se igualmente o envolvimento de todos actores de Desenvolvimento Económico Local, parceiros públicos, privados e da sociedade civil na promoção e exploração sustentável das nossas oportunidades de negócio no quinquénio de 2010 à 2014. O Conselho Consultivo do Distrito agradece a todos que directa ou indirectamente se envolveram na elaboração do Marketing Territorial do nosso distrito, em particular, Direcção Provincial do Plano e Finanças através dos Programas ARTPAPDEL1, PNPFD2 e ADELNA3, através das suas ricas contribuições.

Eráti, Dezembro de 2011

A ADMINISTRADORA

Maria Ângela do Carmo Benesse

1

Articulação de Redes Territoriais e Temáticas-Programa de Apoio ao processo de Desenvolvimento Económico Local 2 Programa Nacional de Planificação e Finanças Descentralizadas 3 Agência de Desenvolvimento Económico Local de Nampula

2


1. Sumário Eráti é naturalmente rico, possui uma diversidade de produtos agrícolas onde se destaca a produção do milho, caju, algodão, tabaco, mandioca, madeira, medicina natural, e muito mais. É sobretudo uma montra cultural resultante das misturas de ritmos e costumes locais de etnia macua na sua convivência com os outros povos que por ali passaram e que constitui uma grande atracção de turismo cultural que vos convidamos a visitar. Toda esta diversidade é acompanhada de maravilhosos lugares turísticos por serem explorados e de lazer, montes com vistas maravilhosas e seus diversificados recursos naturais. A caça, pesca ao longo das margens do rio lúrio, gergelim, sisal, milho e a produção madeireira, compõem a fonte de subsistência e de rendimento das famílias. A demanda do mercado combinada com a dimensão das nossas potencialidades determinou a identificação de vectores de desenvolvimento económico local, nomeadamente a produção agrícola (milho e mandioca), Medicina Natural, Turismo Antropológico e Cultural. Eráti privilegia sinergias dos actores locais através do estabelecimento de parcerias, criação de modelos de desenvolvimento local que proporcionam a autosuficiência e bem-estar das comunidades, na perspectiva da geração de rendimentos, centrando a pessoa como factor de realização da riqueza para o bem-estar comum. 2. Localização O distrito localiza-se a norte da Província de Nampula, a 250Km da cidade de Nampula através duma estrada asfaltada e em excelentes condições de transitabilidade, com uma superfície de 5.671km² com os seguintes limites: Norte: A através do rio Lúrio, Província de Cabo Delgado Sul: através do rio Mecuburi, Distrito de Nacarôa Este: Distrito de Memba Oeste: Distritos de Mecuburi e Muecate. A população é estimada em 256.715 habitantes. O distrito adquiriu a sua actual designação à 25 de Agosto de 1994 (data em que se realizam actividades culturais que atraem numerosos turistas), sendo antes desta data chamado por Distrito de Namapa. Quadro 1: Divisão Administrativa DISTRITO

ERÁTI

POSTOS ADMINISTRATIVOS Posto Administrativo de Namapa Sede Alua

Namirôa Fonte: Secretaria Distrital de Eráti

LOCALIDADES Namapa sede Odinepa Sede Alua Sede Samora Machel Namirôa Sede Muanona

LOCALIZAÇÂO Sede do Distrito 35 km do Este 25 km do Sul da sede distrital 55Km do Sudoeste do distrito 70 km do Oeste do distrito 65 km do Noroeste do distrito

3


3. Contexto Cultural e Económico O nome Eráti provém do nome duma montanha, que se situa no Posto Administrativo de Namirôa. O monte Eráti constitui património cultural do Distrito pois é neste lugar onde foi enterrado o primeiro régulo da região, de nome Komala, que deu a sua vida pela resistência contra a penetração colonial portuguesa no distrito. O monte Eráti é considerado como sendo um lugar sagrado e de práticas de cultos, é também uma fonte de água considerada sagrada pelos seus povos que acreditam ter puder de cura de várias enfermidades.

Quer manter o contacto com os seus antepassados? Deseja beber água sagrada com puder de cura de várias doenças?

Eráti é atravessado por rios de grande importância Visite o Monte Eráti! social, cultural, política e sobretudo económica, (Dista 75km da Vila Sede) aproveitam-se os mesmos para a prática de agricultura e pesca artesanal, referem-se aos rios Lúrio e Mecuburi. No interior do distrito atravessam alguns pequenos rios como é o caso dos rios Muchequeche 1 e 2, Namapa, Muache, Municua, Nacolola, Muethe, Nahopa, Muerethe, Mutiki, Maka, M’papika, Rururio, Nanui, Nassetje, Kulue, Thumari, Mutina e outros. No distrito faz-se a exploração de madeiras para uso interno e externo, podendose encontrar com maior predominância a umbila, jambire, chanfuta e pau-rosa. Dentro destas florestas podem-se encontrar riquezas animais de grande valor como é o caso de leões, leopardos, palaves, inhalas, pivas, etatas, zebras, gazelas, cabritos, impalas, macacos, javalis, etc. 4. Ambiente de Negócios do Distrito O Distrito possui uma diversidade de recursos endógenos e exógenos, podendo ser considerado rico de potencialidades que podem dinamizar o desenvolvimento de uma determinada região do distrito. Ao atribuir certo valor agregado, poderão assumir o papel de vectores de desenvolvimento do distrito. Estudos mais recentes sobre as demandas do mercado interno e fora do distrito, identificamos como vectores de desenvolvimento do território quatro produtos. São eles: 1. Milho, 2. Mandioca,

4


3. Medicina Natural, e 4. Turismo Cultural Não tendo sido desenhado a cadeia de valor de algumas das potencialidades de interesse dos investidores, o Serviço de Actividades Económicas do Distrito poderá prestar esse serviço conforme a demanda. Para exploração desses vectores DEL, o distrito oferece para investimento interno e externo uma complementaridade em assistência técnica e capacitação produtiva através de 21 extensionistas agro-pecuários para melhorar a produção, para além de termos o Fundo de Desenvolvimento Distrital, vulgo 7 milhões, destinado a financiar empreendedores emergentes locais. Para uma melhor análise e percepção das possibilidades de investimento que estes vectores oferecem, foi elaborada participativamente a cadeia de valor de cada um dos produtos contendo as oportunidades de negócio na perspectiva de planificação da exploração dos recursos a curto e longo prazo, como perspectivas do desenvolvimento do distrito. 4.1. Vector Milho Produção Milho identificado e mensurado, é consumido de várias maneiras como chima (massa feita de farinha), bolos, verde (massaroca), etc., é bastante consumido a nível do Distrito de Eráti e muito comercializado dentro e fora do distrito.

Jorge Colola e sua esposa Maria Salama no seu campo de cultivo familiar em Namirôa.

A produção actual é estimada em cerca de 19.150 Ton, para uma produção potencial de 38.300 toneladas de milho nos próximos 5 anos, com uma oportunidade de negócio de 19.150 Ton por campanha.

A produção actual avaliada em 19.150 toneladas é feita por 19.159 produtores familiares em 19.150 hectares com o rendimento médio de 1 tonelada por hectare. Temos oportunidade de negócio para rentabilizar a produção de 1 para 4 toneladas por hectare, com possibilidade de integração de produtores médios com produção média acima das 3 toneladas por hectare, e fornecimento de 5.745 toneladas de fertilizantes (NPK 12-24-12 e Ureia); negócio para a venda de 574,5 toneladas de sementes melhoradas, venda de 2 tractores e suas alfaias, bem como para introdução da tracção animal em 10 juntas e respectivas alfaias. 5


No mesmo quadro, deverão ser instalados de sistemas de regadio para produção numa área de 7.670 há, Reforço com 21 técnicos extensionistas devidamente equipados com meios, entrada em actividade de 2 instituições de microcrédito para financiar a cadeia de valor do milho, a construção de armazéns melhorados com capacidade para armazenar 10 – 20 toneladas, Aquisição de 9.575 toneladas de insecticidas (Actellic). Transformação O distrito oferece condições favoráveis para se investir em 8 unidades de transformação e processamento do milho com capacidade de ensacar cerca de 90% da produção de milho

Moageira de Farinação de Milho. Associação Combate a Pobreza. Posto Administrativo de Alua

Com novas unidades de processamento e ensacamento do produto, abre-se a oportunidade da criação de 2 unidades de produção de embalagem no distrito com carimbo territorial do milho de Eráti.

Comercialização Embora a produção actual é consumida localmente e escoada aos mercados internos a produção pretendida devidamente transformada poderá ser absorvida pela província de Nampula mas também direccionar-se-á ao vizinho Malawi e outros pontos. Com o aumento da produção há oportunidade de Comercialização de 90% da produção processada e ensacada, surgimento 2 micro empresas de manutenção periódica de estradas e pontes para facilitar a transitabilidade de cerca de 250 Km de estradas que facilitará a entrada e o escoamento dos produtos dos locais de produção; Com a melhoria das vias de acesso, abre-se a possibilidades dos comerciantes, poderem adquirir 4 viaturas de maior tonelagem para aluguer e transporte de mais mercadorias. Oportunidade de Negócio

Venda de insumos agrícolas

Microempresa para manutenção de estradas

Indústria de Farinação

Venda de maquinetas

6


4.2. Mandioca Produção

Mandioca fresca de Eráti!

A Mandioca é outro vector e aposta para desenvolver a económico local, consumida de várias maneiras como farinha, bolos, crua, etc., as suas folhas conhecidas como matapa são bastante nutritivas e geralmente servidas como caril básico nas zonas do interior de Eráti.

Recentemente a demanda de produção de mandioca tem recebido um grande desafio pela implantação da fabrica de cerveja cujo principal insumo e a mandioca. Eráti, possui uma produção média actual de mandioca aproximada em 218.56 toneladas por ano, de acordo com a evolução da produção dos últimos cinco anos, que teve uma taxa de crescimento médio anual de 13,16%. A produção actual é estimada em 267.400 toneladas, para uma produção potencial de 382.000 toneladas de mandioca nos próximos 5 anos. Portanto, temos para os potenciais investidores uma oportunidade de negócio de 114.600 toneladas. A produção actual é assegurada por um capital humano estimado em 19.100 produtores, em 38.200 Hectares, com rendimento de 7 toneladas por hectare. Para alcançarmos o nosso potencial de produção estimado em 114.600 toneladas, temos oportunidade de negócio para rentabilizar os 38.200 hectares que poderão ter a produção de 10 ton/ há. Outras Oportunidades consistem na produção de 95.500.000 hastes da mandioca doce e resistente a podridão radicular, venda de 7.640 toneladas de adubo inorgânico (NTK 12-24-12), venda de tractores e suas alfaias, bem como para introdução da tracção animal em 10 juntas e respectivas alfaias, instalação de sistemas de regadio para uma área de 15.280 ha, entrada em actividade de instituições de microcrédito, construção de 12 armazéns melhorados com capacidade para armazenar 10 – 20 toneladas, Transformação A magnitude de produção pretendida pelo Distrito cria oportunidade de negócios para 16 unidades de transformação e processamento da mandioca. Com novas unidades de processamento e embalagem do produto mostra-se cada vez mais

Mulheres de Eráti preparando chima de Milho.

7


necessária e a oportunidade da criação de 3 unidades de produção de embalagem, uma em cada posto administrativo, com identidade territorial do Distrito. Comercialização Com o aumento da produção há oportunidade de surgimento de 2 micro empresas de manutenção periódica de 100Km de estradas e pontes que abrirão a possibilidades de uma transportadora para escoar 60% da produção para os mercados internos e externos. A mandioca fresca de Eráti é actualmente catalogada como das melhores da região norte de Moçambique. E também um dos nossos orgulhos prova clara de cerveja de Moçambique veio a Nampula instalar a Fábrica a base da mandioca. Oportunidade de Negócio Equipa de formadores

Iinsumos agrícolas

Micro empresa de aluguer de juntas de tracção animal

Campo de multiplicação de estacas

4.3. Medicina Natural Não há registo de utentes, mas existe informações de que há pessoas que desde Maputo e até fora do país que visitam o monte Eráti para prática de cultos pela sua dimensão nacional. Actualmente, através dos serviços Distritais de Actividades Económicas, está em curso o estudo sobre as oportunidades de negócio da medicina tradicional.

Venha curar toda Enfermidades na base da medicina natural.

A nível nacional, uma das agremiações mais credível e com domínio apurado da medicina natural, é a AMETRAMO (Associação de Médicos Tradicionais de Moçambique) de Eráti com contacto 828322070.

8


Quanto as oportunidades de negócio da medicina natural convidamos aos investidores a explorar nas seguintes áreas: a. b. c. d.

Abertura de campos de produção de ervas medicinais, Unidades de conservação e processamento da erva medicinal, Unidades de fabrico de embalagens de medicamentos, e Abertura de farmácias de medicina tradicional; e outras oportunidades de negócio.

4.4 Turismo Antropológico e Cultural Eráti é potencialmente rico em atractivos turísticos. Apesar não possuirmos informação sobre o número de turistas que visitaram (de carácter antropológico e cultural) nos últimos 5 anos estas potencialidades, há informações de existência de pessoas que desde Maputo e até fora do país que visitam os seguintes atractivos pela sua dimensão antropológica e cultural: a. b. c. d. e. f.

Cascatas do Rio Lurio, Rio subterrâneo, Lagoa Niveta, Descubra os Mistérios do Montes Eráti, Riane, Chiri, Monte Riane! (80km da Sede Distrital) Cavernas Tikiniha, A história do povo de Eráti incluindo os seus hábitos e costumes. A Fauna bravia constituída por macacos, leões, porco-bravo, antílopes, pala palas, coelhos, leopardos, elefantes, diversos tipos de aves e répteis.

Estes atractivos oferecem as seguintes oportunidades de negócios:

Complexo Cahora bassa é nossa: temos 4 quartos casais, 2 quartos especiais com casas de banho privativo, 10 quartos solteiros. Contacto: 826858500

Elaboração do roteiro turístico de Erati, caça e pesca desportiva, criação de 2 novos alojamentos e 2 restaurantes nos postos administrativos de Alua e Namirôa, uma microempresa para gestão de visitas turísticas guiadas, produção de 10 Canoas e 10 barcos de passeio, 5 associações de artesanato, 3 viaturas de transporte dos turistas aos atractivos turísticos, 10 grupos locais de dança e música tradicional.

Os visitantes que vão a Cabo Delgado provenientes de Nampula, aproveitam visitar a nossa riqueza antropológica e cultural por isso aconselhamos a todosoutros turistas a fazerem reservas alimentares e de hospedagem nos complexos Fole e Cahora Bassa é nossa, Bar Delicias para gozarem o nosso encanto turístico.

Complexo Folha, Contacto: 824193938

9


5. Outros Recursos de Eráti Por ser um distrito naturalmente rico por excelência, existem vários outros recursos que devem merecer uma exploração sustentável de modo a propiciar a sua evolução no processo de produção e criar possibilidades do aproveitamento das vantagens competitivas existentes.

Madeira da primeira-Namirôa

Criação de coelhos e do Gado bovino-Namapa

Construção Civil-Alua

O distrito possui a energia eléctrica da rede de Cahora Bassa que pode alimentar indústrias de grande dimensão, uma bomba de combustível mesmo ao lado da estrada que liga entre as cidades de Nampula e Pemba. Todos transportadores que viajam nesse troço têm uma paragem em Eráti para abastecer as suas viaturas. A rede escolar no distrito compreende 122 escolas sendo 98 do EP1, 22 EPC (1ª - 7ª classe) e 2 do Ensino Secundário geral sendo uma em Namapa que lecciona até a 12ª classe e a de e Mirrote que lecciona até a 10ª classe. O distrito conta com 1 Hospital Rural de referência no norte da província de Nampula com apoio do Programa de Saúde Eráti apoiado pela Generalitat Valenciana. Possui ainda 1 Hospital Distrital, 5 Centros de Saúde, 2 Postos de Saúde e 1 Centro de formação de parteiras básicas.

EPC de Namapa-Sede construída com material local pela Oteca MERA.

O distrito beneficia-se de duas redes de comunicação. Existe a rede de telefonia fixa e móvel que beneficia a todo o distrito. O uso de fax e Internet é notório por algumas instituições. Foi montado na vila sede, um micro sistema de televisão de Moçambique com um raio de 7km. O sistema beneficia aos residentes da Vila sede de Namapa.

10


ANEXOS: CADEIAS DE VALOR DOS VECTORES DEL´s DIMENSIONADOS ANEXO 1.1: CADEIA DE VALOR DE MILHO Situação Actual (Problema) 2 A produção actual é de 19.150 Tn (Fonte DPA) A produção actual corresponde a uma área equivalente a 19.150 Hectares.

O rendimento da produção actual é apenas de 1 toneladas por hectar, sem uso de fertilizantes

Potencialidade e sua cadeia de valor 1 Insumos Para potencial total de produção sustentável de Milho igual a 38.300 Tn

Área de produção 19.150 ha podendo-se ampliar à mais hectares produtores, dependendo da competitividade dos produtores

Para uma média de produção por hectar de 2 ton

A produção actual é feita por 19.150 produtores Número de produtores em 19.150

Utilizaram-se 574,5 toneladas de sementes

Disponibilidade de 1.141 Ton de sementes melhoradas

Soluções e oportunidades de negócios 3 Aumentar a produção em 19.150 Tn (com vista atingir o nosso potencial) Oportunidade de negócio para rentabilizar a produção de 1 para 4 toneladas por hectare, com possibilidade de integração de produtores médios com produção média acima das 3 ton por hectare Oportunidade de negócio para rentabilizar a produção de 1 para 4 toneladas por hectare, com possibilidade de integração de produtores médios com produção média acima das 3 ton por hectare, e fornecimento de 5.745 ton de fertilizantes (NPK 12-24-12 e Ureia) Oportunidade de negócio para rentabilizar a produção de 1 para 4 toneladas por hectar, com possibilidade de integração de produtores médios com produção média acima das 3 ton por hectare Oportunidade de negócio para a venda de 574,5 toneladas de sementes melhoradas

Produção

80% da produção actual é feita por agricultores do sector familiar com uso de 33.240 enxadas e 11.080 catanas, e os restantes 20% é realizada por produtores médios utilizando dois tractores, sem uso da tracção animal As 19.150 toneladas de milho foram produzidas em sequeiro, sem utilização de nenhum sistema de regadio

Número de tractores em 4 unidades e as respectivas alfaias agrícolas e 10 juntas e respectivas alfeias

Oportunidade de negocio para venda de tractores e suas alfaias, bem como para introdução da tracção animal em 10 juntas e respectivas alfaias.

Produção por rega, numa área correspondente a 7.670 ha

Oportunidade de negócio parainstalação de sistemas de regadio para uma produção numa área de 7.670 ha

A produção actual é assistida por 4 técnicos extensionistas, sendo este insuficiente

25 Extensionistas, com meios para assistir 19.150 produtores

Reforçar com 21 técnicos extensionistas devidamente equipados com meios.

Da produção actual, 20% foi financiada pelo FDD (por confirmar), 30% da produção foi feita com recurso a outras fontes de crédito (Chitique, PCRs), e os restantes 50% pelo de recursos próprios

Financiamento da produção em 40% pelo FDD.

Oportunidade de negócio para entrada em actividade de instituições de microcrédito

A produção actual é armazenada em celeiros melhorados com capacidade máxima de armazenar 3-4 toneladas de milho.

Conservação da produção em armazéns melhorados de maior capacidade

Oportunidade para construção de armazéns melhorados com capacidade para armazenar 10 – 20 toneladas.

11


Em média 10% (1.915 Ton) da produção perde-se por existência de pragas nos locais de armazenagem.

Apenas 2% da produção perdida por ataque de pragas nos locais de armazenamento Transformação

Actualmente o processamento de milho é feito por farinação por 08 moageiras em Muanona/Naphulo, Meliva/Mizele, Odinepa/Kutua, Josina Machel, Sódua, Namiroa: Napaco e Mulupelo.

Processamento do milho feito por 16 unidades moageiras

A produção actual processada não é emsacada com sacaria com marca de promoção do produto do distrito.

Produção de sacos com marca do distrito para ensacar 34.470 ton de milho processado

Adquisicao de 9.575 Tn de insecticidas (Actellic).

Promover a instalação de 8 novas unidades de processamento de milho, com capacidade para procesar e ensacar cerca de toneladas de milho por dia.

Negociação de micro credito com condições acessíveis (Bancos, Instituições de micro finanças, Fundos de fomento), para instalação de linhas de produção de sacaria para ensacagem do milho.

Comercialização Das 17.200 toneladas, 30% é consumida localmente e as restantes 70% são comercializadas nos mercados dos distritos de Nacala Porto, Ilha de Moçambique, na cidade de Nampula. 90% da produção é comercializada em grão. Desta, 70% por vendedores informais e 30% pelos formais.

A produção actual é escoada por 100 Km internos de estradas em precárias condições de transitabilidade

90% da produção comercializada

Comercialização de 90% da produção transformada e ensacada

Manutenção de 100Km de estrada

Oportunidade de negócio para comercialização de 90% da produção de milho nos distritos de Nacala Porto, Ilha de Moçambique e cidade de Nampula. Oportunidade de negócio para comercialização de 90% da produção já processada, e ensacada, sendo 45% desta actividade a ser desenvolvida por vendedores formais Oportunidade de negócio para intervenção de microempresas de manutenção de estradas.

12


ANEXO 1.2: CADEIA DE VALOR DE MANDIOCA Situação Actual (Problemas) 2

Potencialidade e sua cadeia de valor 1

Soluções e oportunidades de negócios 3

Insumos A produção actual de apenas 267.400 Tn.

A produção actual é feita em 38.200 Hectares. O rendimento da produção actual é de 7 toneladas por hectar de mandioca. Actualmente a produção é feita por 19.100 Produtores. A produção actual é feita com recurso a semente de variedade não tolerantes a podridão radicular.

Para potencial total de produção sustentável é de 382.000 Toneladas. 38.200 Ha

O rendimento da produção desejado é de 10 toneladas por hectar de mandioca.

Oportunidade de negócio para produzir 114.600 Tn (com vista a atingir o nosso potencial). Oportunidade de negócio pra rentabilizar os 38.200 hectares, para produção de 10 ton/ há. Oportunidade de negócio para rentabilizar a produção de 7 para 10 toneladas por hectare.

São necessários 19.100 produtores 100% Produção feita com variedades tolerantes a podridão radicular e doce.

Oportunidade de negócio para rentabilizar a produção de 7 para 10 toneladas por hectare. Oportunidade de negócio para produção de 95.500.000 hastes da mandioca doce e resistente a podridão radicular.

A produção actual é feita com recurso a uma quantidade de 95.500.000 hastes de mandioca.

Existência de 95.500.000 de hastes de mandioca de variantes doce e resistente a podridão radicular.

Oportunidade de negócio para produção de 95.500.000 hastes da mandioca doce e resistente a podridão radicular.

A produção actual é feita apenas com o uso de adubos orgânicos locais de difícil dimensionamento.

100% da produção com uso de 7.640 ton de adubo inorgânico.

Oportunidade de negócio para venda de 7.640 ton de adubo inorgânico (NTK 12-2412).

Produção Toda produção actual é feita por agricultores do sector familiar com uso de 57.300 enxadas e 19.100 catanas, sem uso da tracção animal, nem tractores.

Número de tractores em 4 unidades e as respectivas alfaias agrícolas e 10 juntas e respectivas alfaias.

As 267.400 toneladas de mandioca são produzidas em sequeiro, sem utilização de nenhum sistema de regadio. A produção actual é assistida por 4 técnicos extensionistas, sendo este insuficiente.

Produção por rega, numa área correspondente a 15.280 h.

Oportunidade de negocio para venda de tractores e suas alfaias, bem como para introdução da tracção animal em 10 juntas e respectivas alfaias. Oportunidade de negócio para a instalação de sistemas de regadio para uma produção numa área de 15.280 ha

25 Extensionistas, com meios para assistir 19.100 produtores

Reforçar com 21 técnicos extensionistas devidamente equipados com meios,

Da produção actual, 20% foi financiada pelo FDD (por confirmar), 80% da produção foi feita com recurso a fundos próprios

Financiamento da produção em 40 % pelo FDD e 50 % por instituições de microcredito

Oportunidade de negócio para entrada em actividade de instituições de microcrédito

A produção actual é armazenada em seleiros melhorados com capacidade máxima de armazenar 2-3 toneladas. Em média 5% (13.370Ton) da produção perde-se por existência de pragas nos locais de armazenagem.

Conservação da produção em armazéns melhorados de maior capacidade Apenas 2% da produção perdida por ataque de pragas nos locais de armazenamento

Oportunidade para construção de armazéns melhorados com capacidade para armazenar 10 – 20 toneladas. Oportunidade de negócio para construção de 16 armazéns melhorados.

Transformação Actualmente o processamento de mandioca é feito por farinação por 08 moageiras em Muanona/Naphulo, Meliva/Mizele, Odinepa/Kutua, Josina Machel, Sódua, Namiroa: Napaco e Mulupelo.

Promover a instalação de 16 unidades de processamento de mandioca, com capacidade para processar e ensacar a mandioca.

Instalação de 8 novas unidades de processamento de milho, com capacidade para processar e ensacar cerca de 40% de mandioca.

13


Comercialização

Das 254.030 toneladas, 60% é consumida localmente e as restantes 40% são comercializadas nos mercados dos distritos de Nacala Porto, Ilha de Moçambique, na cidade de Nampula. Da produção actual, 60% é comercializada seca por vendedores formais e informais, enquanto a restante de forma fresca. A produção actual é escoada em 100 Km internos de estradas em precárias condições de transitabilidade

Comercializar 40% da produção transformada e ensacada e 60% fresca.

Comercialização de 40% da produção transformada e ensacada e 60% da produção de forma fresca Manutenção de 100Km de estrada para escoamento da produção

Oportunidade de negócio para comercializar 40% da produção transformada e ensacada e 60% em estado fresco a nível local bem como nos mercados dos distritos de NacalaPorto, Ilha de Moçambique e na Cidade de Nampula. Oportunidade de negócio para comercializar 40% da produção transformada e ensacada e 60% em estado fresco a Cerveja de Moçambique e outros. Oportunidade de negócio para intervenção de microempresas de manutenção de estradas em 100Km de estrada.

14


REBÚPLICA DE MOÇAMBIQUE PROVINCIA DE NAMPULA GOVERNO DO DISTRITO DE ERÁTI

Com apoio da Direcção Provincial do Plano e Finanças, através do PROGRAMA DE APOIO AO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO LOCAL ART – PAPDEL, e Agência de Desenvolvimento Económico Local de Nampula ADELNA

Em parceria com:

15

Revista Marketing Territorial de Erati  

"O MONTE SAGRADO”" N A M P U L A , D E Z E M B R O D E 2 0 1 1 República de Moçambique Província de Nampula Governo do Distrito de Eráti Gen...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you