Issuu on Google+

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE PROVÍNCIA DE GAZA GOVERNO DO DISTRITO DE MANDLAKAZI

I

E D I Ç Ã O

M A I O

D E

2 0 1 2

MANDLAKAZI, PRODUTOR AGRO-PECUÁRIO E PESQUEIRO POR EXCELÊNCIA, DESTINO TURÍSTICO E CULTURAL PRIVILEGIADO, PRÓSPERO E COM BEMESTAR DAS FAMÍLIAS

Campo de cultivo de castanha de caju

Praia de Chizavane

Campo de cultivo de mandioca

Campo de cultivo de arroz

Construções Fuel

Museu Aberto de Nwadjahane


PÁGINA

2

Conteúdo Localização geográfica e divisão administrativa do distrito

E D I F Í C I O D I S T R I T O

D O D E

G O V E R N O D O M A N D L A K A Z I

Condições físico-naturais do distrito

T A N Q U E

P I S C Í C O L A

Caracterização sócio-económica

Vectores de desenvolvimento do distrito V I V E I R O D E P R O D U Ç Ã O D E M U D A S D E C A J U E I R O S

Cadeias de valor e oportunidades de negócios

P R A I A

D E

C H I Z A V A N E

Ficha Técnica ———————————————— Título:

Revista de Mandlakazi

Propriedade:

Governo do Distrito de Mandlakazi

Apoio:

DPPF-DPDR e APDG

Fotos:

Governo do Distrito de Mandlakazi, APDG, DPPF-DPDR, GTP-DEL e GTD-DEL


DISTRITO

DE

MANDLAKAZI

PÁGINA

3

Preâmbulo Com a presente revista pretendemos fazer conhe-

gem, durante os Jogos Africanos Maputo 2011.

cer as potencialidades e oportunidades de negócio existentes no distrito de Mandlakazi, tomando em consideração o nosso Plano Estratégico de Desen-

Como se pode depreender, Mandlakazi possui um enorme potencial agro-pecuário e turístico, ainda inexplorado.

volvimento e as cadeias de valor das potencialidades existentes no nosso território. Nesta edição, abordamos a localização geográfica e a divisão administrativa do distrito, as suas condições físico-naturais, a situação sócio-económica actual, os vectores de desenvolvimento do distrito (turismo, castanha de caju, mandioca e arroz), bem como as respectivas cadeias de valor.

O nosso sonho, a nossa visão é tornar o distrito como “produtor agro-pecuário e pesqueiro por excelência, destino turístico e cultural privilegiado, próspero e com bem-estar das famílias”. Para o efeito, os principais pilares estratégicos para o alcance da visão são o Desenvolvimento Económico Local, o Acesso à Infraestruturas e Serviços Básicos e a Boa Governação.

Mandlakazi possui condições naturais (relevo, clima) favoráveis à prática da agricultura (com destaque para as culturas de castanha de caju, arroz e mandioca), bem como praias paradisíacas e um vasto património histórico-cultural (locais históricos, como a aldeia Ngungunhane — último imperador de Gaza — e a aldeia de Nwadjahane, onde nasceu Eduardo Mondlane, o arquitecto da unidade nacional; monumentos, museu, gastronomia, danças tradicionais) favoráveis à prática do turismo.

Mas o alcance deste nosso sonho só será possível

Mandlakazi é o maior produtor de castanha de caju da província de Gaza, mas ainda se debate com problema de seguimento da cadeia de valor deste produto, sobretudo no tocante ao processamento. Aliás, este problemas ocorre com outros produtos do distrito.

Administradora do Distrito

Outrossim, em Mandlakazi, há aquíferos (águas subterrâneas) de alta produtividade e cerca de 70 lagoas, incluindo a Lagoa de Nhambavale (a maior de todas), onde se realizou a modalidade de canoa

se pudermos contar com a contribuição do empresariado nacional e estrangeiro. Assim, desde já convidamos à todos os empresários a investirem em Mandlakazi. Estamos seguros de que, se o fizerem, terão o retorno do vosso investimento, pois existe um vasto mercado para a nossa produção.

Maria Emília Mapsanganhe


PÁGINA

4

DISTRITO DE MANDLAKAZI

Localização Geográfica

O distrito de Mandlakazi situa-se a Sul de Moçambique, entre as latitudes de 24º 04’ 19’’ e 25º 00’00’’ Sul e entre as longitudes de 33º 56’ 17’’. A Norte está limitado pelo Rio Uwaluezi, braço do Rio Changane que o limita com o distrito de Chibuto; a Sul, o Oceano Indico; na parte Oeste estão os distritos de Chibuto e Xai-Xai e a Este os distritos de Inharrime, Panda e Zavala da Província de Inhambane.

Condições Físico-Naturais Topografia

O distrito de Mandlakazi tem uma altitude média inferior a 100 metros, exceptuando pequenas manchas de elevações com 100 a 200 metros de altura que se situam sobretudo no Posto Administrativo de Chidenguele. Clima

O Clima do distrito é tropical seco de estepe no interior e húmido no litoral. As temperaturas médias mensal e anual situam-se entre os 20 e 28º C e acima de 24º C, respectivamente. Os níveis de precipitação estão distribuídos irregularmente entre os meses de Novembro a Março, sendo que o volume de precipitações anual varia entre 400 a 950 mm. A pluviosidade vai aumentando de Norte para o Sul do distrito, facto que tem efeitos directos no período de crescimento anual das plantas, que sobe de 150 dias no Norte do distrito para 270 dias no Sul. Mapa da província de Gaza Divisão Administrativa

O distrito ocupa uma superfície de 3.797 Km², correspondentes a 4,8% da superfície total da província de Gaza, e está dividido em 7 postos administrativos, nomeadamente Chalala, Chibonzane, Chidenguele, Macuácua, Mazucane, Nguzene e Posto Sede, e possui um total de 19 localidades distribuídas pelos diferentes Postos Administrativos. O Município da Vila de Mandlakazi localiza-se no Posto Sede.

A evapo-transpiração é geralmente superior a 1500 mm e a precipitação média anual situa-se entre 400 a 950mm. As elevadas temperaturas, aliadas à fracos níveis de precipitação provocam insuficiências na disponibilidade de água. Os principais factores que influenciam o clima do distrito são: (i) a corrente quente do Canal de Moçambique, e (ii) a célula de altas pressões localizada no Sul da África do Sul. A acção destes dois factores resulta nas mudanças constantes de temperatura na região, principalmente na zona costeira.


PÁGINA

5

DISTRITO DE MANDLAKAZI Hidrografia

Caracterização Sócio-económica

Mandlakazi possui cerca de 70 lagoas que são o seu principal potencial hídrico. Estas lagoas partem geralmente de nascentes e formam uma cadeia interligada de lagoas que nas encostas desenvolvem hidromórficos bastante ricos em matéria orgânica que cobrem uma área de cerca de 4500 ha.

Em 2011, Mandlakazi foi o distrito que mais contribuiu para a economia da província, com 23% da produção global. As principais actividades económicas do distrito são a agricultura, a pecuária e o turismo. Outras actividades económicas são a exploração de recursos florestais e a pesca.

As lagoas mais importantes são: Sulué no Posto Sede, Nhambavale em Chidenguele, Marrangoe em Chibonzane, Djongué em Macuácua e Chihanguane, Mbembezi, Nwatsetsela, Muturi, Nhaurongole em Chalala. De todas as lagoas, a maior é a de Nhambavale com cerca de 35 km de comprimento. Os lagos e lagoas são ricos em peixe e podem-se encontrar várias espécies marinhas ao longo da Costa de Chidenguele.

O distrito possui um total de 366.500 hectares, dos quais 175.450 hectares de terra arável e 35.650 hectares de área para pastagem. Estimase que cerca de 80% da população do distrito vive da actividade agro-pecuária, virada para o auto-sustento e praticada maioritariamente do por produtores do sector familiar. O distrito possui o maior pomar cajuícola da província, com um potencial de produção estimado em 68 mil toneladas/ano.

Lagoa Nhambavale, a maior de todas no distrito

Os dois rios mais importantes do Distrito são o Rio Mangoenhane, afluente do rio Inharrime, e o rio Changane que faz fronteira à Norte com o distrito de Chibuto. O distrito tem ainda aquíferos (águas subterrâneas) de alta produtividade, cuja profundidade varia entre 20 e 100 metros.

Viveiro de produção de mudas de cajueiros

A pecuária é exercida, predominantemente, pelo sector familiar, que cria gado bovino, caprino e suíno. O gado bovino e pequenos ruminantes são geralmente geridos pelos homens enquanto que as mulheres cuidam das aves. O sector privado dedica-se à criação de gado bovino e suíno.


DISTRITO DE MANDLAKAZI

A prática da pesca no alto mar é feita com embarcações a motor e com barcos a remo e canoas nas lagoas. As principais zonas de pesca são Denguine, Marambué-Betula, Chihanguane, Nhazingué, Nharrongolo, Jongoé, Sulé, Nhamande, Malembué, Muholove e Nhambavale. Em alguns destes lugares pratica-se a pesca à linha e de arrasto para captura de moluscos e crustáceos que servem de alimentos de subsistência das comunidades, sobretudo no período em que as culturas agrícolas estão em desenvolvimento. O distrito de Mandlakazi tem um potencial turístico atractivo, com destaque para o Posto Administrativo de Chidenguele. As praias de Chizavane, Chidenguele, Muholove e Dengoine possuem um grande atractivo em termos de beleza natural. As lagoas apresentam um grande potencial paisagístico bem como para prática de desporto náutico. Todos estes ingredientes têm transformado Mandlakazi numa referência turística do Sul do País.

PÁGINA

6

Os turistas provêm essencialmente da cidade e província de Maputo, dos outros distritos da província de Gaza, da África do Sul e de Portugal. A falta de seguimento das cadeias de valor dos produtos agrícolas é uma das características marcantes da economia do distrito, o que faz com que grande parte do potencial não seja aproveitado para a criação da renda e emprego e o distrito seja basicamente produtor de matérias-primas. Ambiente de Negócios do Distrito

Mandlakazi possui infra-estruturas sócioeconómicas básicas (energia eléctrica em quase todos os postos administrativos, água, rede de telefonia móvel e fixa, rede sanitária e escolar) que contribuem para a redução de custos de transacção para o desenvolvimento de negócios. Ainda existe um défice de recursos humanos qualificados, mas a recente instalação, no distrito, do Instituto Superior de Gestão de Negócios, que ministra os cursos de economia agrária, gestão e administração de empresas agrárias, administração pública, e contabilidade e auditoria, abre possibilidades de formação de técnicos superiores qualificados para integração no mercado de trabalho.

Sunset Beach Resort: Vectores de Desenvolvimento e Cadeias de Valor

Os vectores de desenvolvimento do distrito de Mandlakazi são a castanha de caju, o arroz, o turismo e a mandioca. As cadeias de valor destes produtos apresentam várias falhas, de que decorrem oportunidades de negócios e de investimentos a seguir descritas.

Complexo Lake View


PÁGINA

7

CADEIAS DE VALOR Cadeia de valor da castanha de caju Situação actual

Potencialidade e sua cadeia de valor

Oportunidades de negócio

Produção A produção de 2009 foi de apenas 5.860 toneladas de castanha de caju

Existe um potencial de 68.000 toneladas de castanha de caju

Produzir mais 62.140 toneladas de castanha de caju

Actualmente são aproveitados apenas 6.500 hectares

Existe um potencial de 13.250 hectares com aptidão para a produção de cajueiros

Aproveitar os remanescentes 6.750 hectares com aptidão para a produção de cajueiros

Actualmente há apenas 3 milhões de cajueiros

E xi ste u m p ote n c ia l 6.800.000 cajueiros

de

Pulverizar 3 milhões de cajueiros e plantar outros 3.800.000

Actualmente há apenas 5.962 produtores agrícolas assistidos pelos serviços de extensão rural

Existe um potencial de 31.951 produtores agrícolas dos quais 18.750 deverão ser assistidos pela rede de extensão rural.

Prestar assistência técnica a mais 12.688 de produtores agrícolas

Apenas o governo fornece insumos (2.365.5 litros de fungicida para o controlo de Oídio, 480kg de fungicida para o controlo da Antracnose e 908,5 litros de insecticida para o controlo de Helopelts para o tratamento de cerca de 100 mil cajueiros, 105 atomizadores), que não respondem à demanda dos produtores.

Necessários insumos para 13.250 hectares (pesticidas: 20.800 litros de fungicida para o controlo de Oídio, 4992 kg de fungicida para o controlo da Antracnose e 4.992 litros de insecticida para o controlo de Helopelts para o tratamento de pelo menos 50% do parque cajuícola - 520 mil cajueiros – e 311 atomizadores).

Instalar 7 casas agrárias com capacidade de fornecimento de 18.434,5 litros de fungicida para o controlo de Oídio, 4.512Kg de fungicida para o controlo da Antracnose e 4.083,5 litros de insecticida, 206 unidades de atomizadores

Actualmente há 2 viveiros que produzem apenas 22.000 mudas por campanha.

São necessárias 300.000 mudas

Produzir mais 278.000 mudas de cajueiros.

Actualmente há apenas 105 provedores de serviços

São necessários 311 provedores de serviços.

Identificar/recrutar mais 206 provedores de serviços.

Os 31.951 produtores não adquirem insumos em quantidades suficientes por falta de poder de compra.

31.951 produtores agrícolas com poder de compra de insumos

Conceder micro-crédito para 31.951 produtores agrícolas (FDD, FDA e outros fundos).

Actualmente há 262 fontes de água com capacidade de 2.620 m3, 63 lagoas e uma barragem - de Mangwenhane – com capacidade de 100.000 m3, que apenas são suficientes para irrigar 22.000 mudas.

300.000 irrigadas

mudas

devidamente

Abrir mais fontes de água, para garantir a irrigação de 278.000 mudas adicionais.


DISTRITO DE MANDLAKAZI

PÁGINA

Processamento As duas fábricas com capacidade instalada de processamento de 2.500ton., estão actualmente encerradas

Fábricas operacionais, com capacidade de processamento de 30.600 ton.

Operacionalizar as duas fábricas existentes e instalar capacidade adicional de processamento de 28.100 ton.

Actualmente há apenas uma fabriqueta de processamento da pêra (falso fruto) do caju com capacidade de processamento de 3 tons por ano.

Deverão existir fábricas operacionais, com capacidade de processamento de 54.400 tons da pêra de cajú por ano

Instalar fábricas com capacidade adicional de processamento de 54.397 ton. de pêra de cajú por ano.

Actualmente 31.951 produtores agrícolas desconhecem o valor comercial da pêra de cajú

31.951 produtores agrícolas deverão ter conhecimento sobre o valor comercial da pêra de cajú

Demonstrar aos 31.951 produtores as várias possibilidades de aproveitamento da pêra de cajú

Actualmente não há fábrica de embalagens de castanha de caju

Deve existir uma fábrica operacional, com capacidade de embalagem de 30.600 ton. de castanha de cajú.

Instalar uma fábrica com capacidade de produzir embalagens para 30.600 ton. de castanha de cajú.

A castanha comercializada chega às unidades fabris já com baixa qualidade devido a falta de conhecimento das técnicas de conservação da castanha de caju por parte dos 31.951 produtores, ocasionando a perda de 20% da mesma.

31.951 produtores com domínio de técnicas de conservação da castanha de caju

Capacitar e prestar assistência técnica a 31.951 produtores em matéria de conservação da castanha de caju

Comercialização Actualmente, os compradores é que determinam os preços da castanha (considerados baixos pelos produtores), devido ao fraco poder negocial dos produtores

Os preços da castanha praticados deverão ser considerados «justos», quer pelos produtores, quer pelos compradores

Demonstrar aos produtores as vantagens de se organizarem em associações, por forma a aumentarem o seu poder de negociação e melhor defenderem os seus interesses

Actualmente, existe um fraco conhecimento da qualidade, do potencial e da oportunidade de negócio da castanha do distrito, devido ao fraco marketing

A qualidade, o potencial e a oportunidade de negócio da castanha deverão ser amplamente conhecidos, dentro e fora do distrito

Realizar acções de marketing da qualidade, do potencial e da oportunidade de negócio da castanha, através de feiras, rádio comunitária local, televisão, etiquetas dos produtos e portal do governo da província

Actualmente há apenas 14 transportadores de mercadorias.

Deverão existir 20 transportadores de mercadorias

Instalar mais 6 transportadores de mercadorias.

Actualmente, há dificuldades de escoamento da produção da castanha porque 148 Km de vias de acesso, que ligam os locais de produção aos de consumo, estão degradados.

148 km de vias de acesso, que ligam os locais de produção aos de consumo da castanha, deverão estar transitáveis

Melhorar as condições de transitabilidade de 148 km de vias de acesso que ligam os locais de produção aos de consumo.

8


PÁGINA

9

DISTRITO DE MANDLAKAZI

Situação actual

Potencialidade e sua cadeia de valor

Oportunidades de negócio

Produção A produção de 2009 foi de apenas 179.919 tons

Existe um potencial de 1.500.000 tons de mandioca

Produzir mais 1.320.081 tons mandioca

Actualmente há apenas produtores de mandioca

14.913

Deverão existir 21.125 produtores de mandioca

Incentivar a entrada de mais 6.212 produtores de mandioca.

Actualmente são aproveitados apenas 11.316 hectares

Existe um potencial de 94.342 hectares aptos para a produção de mandioca

Aproveitar os remanescentes 83.026 hectares aptos para a produção de mandioca

Actualmente, os insumos fornecidos pelo governo não suficientes para dar vazão à demanda dos produtores.

Necessários 4 viveiros e 7 casas agrárias com capacidade de fornecimento de 1 ton de pesticidas, 100 pulverizadores, 3.000 juntas, 3 capinadeiras, 10 tons de material de propagação vegetativo, 5 tractores.

Instalar 4 viveiros e 7 casas agrárias com capacidade de fornecimento de 1 ton de pesticidas, 100 pulverizadores, 3.000 juntas, 3 capinadeiras, 10 ton material de propagação vegetativo, 5 tractores.

Actualmente há apenas 4 extensionistas

Necessários 15 extensionistas

Recrutar mais 11 extensionistas.

Actualmente, os 15.925 produtores de mandioca não conseguem adquirir insumos suficientes devido ao seu baixo poder de comprar

15.925 produtores de mandioca com poder de compra de insumos

Conceder micro-crédito para cerca de 15.925 produtores de mandioca (FDD, FFA, etc)

Actualmente existem apenas 60 produtores de contacto

Deverão existir 225 produtores de contacto

Identificar/recrutar mais 165 produtores de contacto

Processamento Actualmente não há fábricas de processamento de mandioca

Deverão existir fábricas, com capacidade de processamento de 60 tons por ano

Instalar fábricas com capacidade de processamento de 60 tons de mandioca

Actualmente não há fábricas de embalagens de mandioca processada

Deverão existir fábricas de embalagens para 60 tons de mandioca

Instalar fábricas com capacidade de produzir embalagens para 60 tons de mandioca.

Comercialização Actualmente, existe um fraco conhecimento da qualidade, do potencial e da oportunidade de negócio da mandioca do distrito, devido ao fraco marketing

A qualidade, o potencial e a oportunidade de negócio da mandioca deverão ser amplamente conhecidos, dentro e fora do distrito

Actualmente há apenas 14 transportadores de mercadorias

Deverão existir 20 transportadores de mercadorias

Realizar acções de marketing da qualidade, do potencial e da oportunidade de negócio da mandioca, através de feiras, rádio comunitária local, televisão, etiquetas dos produtos e portal do Governo da província Incentivar a entrada de 6 transportadores de mercadorias

148 Km de vias de acesso estão degradadas

148 km de vias de acesso em boas condições de transitabilidade

Melhorar as condições de transitabilidade dos 148 km vias de acesso.


DISTRITO DE MANDLAKAZI

PÁGINA

10

Cadeia de valor do turismo Situação Actual

A produção actual é de apenas 6.750 tons de arroz Actualmente são cultivados apenas 4.500 hectares Apenas cerca de 10% da area cultivada usa equipamentos e insumos de boa qualidade (sementes melhoradas, pesticidas, pulverizadores, capinadeiras, tractores, juntas de bois Actualmente existem apenas 4.050 produtores de arroz Actualmente há apenas 4 extensionistas que assistem 950 produtores Os produtores agrícolas não conseguem comprar insumos devido ao seu baixo poder aquisitivo Uma grande parte da produção de arroz é feita em regime de sequeiro, devido à falta de sistemas de retenção de água para irrigação

Potencialidade e sua cadeia de valor Produção O potencial existente é de 32.000 tons de arroz/ano Existe disponibilidade de 21.333 hectares com aptidão para a produção de arroz Deverão estar disponíveis os seguintes insumos e equipamentos: Sementes: 2.200 tons; pesticidas: 360.900 litros; pulverizadores: 1.920; capinadeiras: 5; tractores: 5; juntas de bois: 1.580. Existe um potencial de 19.200 produtores de arroz Serão necessários 15 extensionistas dotados de meios para assistir 9.600 produtores produtores em técnicas de produção de arroz 15.150 produtores agrícolas beneficiam de financiamento do FDD, FFA e outros fundos São necessárias 16 represas para a irrigação de 21.333 ha em zonas aptas à produção de arroz

Oportunidades de negócio

Aumentar a produção de arroz em 25.250 tons/ano Aumentar a área cultivada em 16.833 hectares Instalar 7 casas agrárias com capacidade de fornecimento 2.200 tons de sementes, 360.900 litros de pesticidas, 100 pulverizadores, 3 capinadeiras, 3.000 juntas de bois e 5 tractores

Introduzir incentivos para que 15.150 produtores adicionais se dediquem de arroz Contratar mais 11 extensionistas para prestarem assistência a 8.650 produtores adicionais Conceder micro-crédito para cerca de 15.150 produtores agrícolas (FDD, FFA e outros fundos) Construir 16 represas para permitir a irrigação de 21.333 ha de arroz

Processamento A quantidade de arroz entregue às 3 unidades de processamento actualmente existentes é de 2.700 ton

Deverão estar disponíveis 25.000 ton de arroz para as fábricas de processamento.

Estabelecer contratos entre os produtores e as unidades de processamento para fornecimento de uma quantidade adicional de 22.300 ton de arroz

Actualmente, os produtores compram embalagens não apropriadas, devido à falta de uma fábrica e de fornecedores de embalagens no mercado local

Deverá existir uma fábrica de embalagens para o acondicionamento dos produtos agrícolas, incluindo o arroz

Instalar uma fábrica com capacidade para produção de embalagens para 32.000 ton

Comercialização Actualmente há apenas 14 operadores que asseguram o transporte de mercadorias, incluindo 6.750 ton de arroz

São necessarios transportadores de mercadorias, com capacidade para transportar 32.000 ton de arroz

Instalar capacidade adicional de transporte de 25.250 ton de arroz

O acesso as zonas de produção é dificultado pelo mau estado dos 148 Km de vias rodoviárias

É necessário ter 148 km de vias de acesso transitáveis

Reabilitar 148 km de vias de acesso às zonas de produção agrícola.

O arroz do Distrito de Mandlakazi não é suficientemente conhecido, devido à falta de marketing

O Arroz de Mandlakazi deverá ser conhecido como imagem de marca, dentro e fora do distrito

Fazer marketing do arroz e identifica-lo como produto de Mandlakazi, usando meios publicitários, como feiras, rádio, etiquetas, bolsas de turismo, portal do Governo da província


DISTRITO DE MANDLAKAZI

PÁGINA

11

Cadeia de valor do turismo Situação actual

Potencialidade e sua cadeia de valor

Soluções e oportunidades de negócio

Actualmente existem 481 camas, que são insuficientes para acomodação de turistas especialmente no período de pico

O potencial disponivel permite até um total de 4.000 camas

Aumentar a capacidade de acomodação em 3.519 camas

No distrito há, actualmente, apenas 2 guias turísticos credenciados

São necessários 5 guias turísticos capacitados e credenciados

Capacitar e licenciar de 3 guias turísticos adicionais, para atender à demanda

As actividades de animação turística não são realizadas de forma sistematizada, devido à inexistência de uma entidade vocacionada

Deverão existir pelo menos 3 estâncias de animação turística (desporto náutico, actividades culturais, gastronomia, etc.)

Instalar 3 estâncias de animação turística (desporto náutico, actividades culturais, feiras gastronómicas, etc.)

Locais históricos com valor turístico existentes no distrito não são devidamente aproveitados pelos turistas

Deverão existir pelo menos 5 promotores do turismo cultural

Capacitar 5 promotores do turismo cultural

Os artesãos e os produtores agrícolas não tiram suficiente vantagem da actividade turística, devido à falta de organização em associações

Deverão existir 3 associações de artesãos, com vista a facilitar o estabelecimento de alianças estratégicas com os operadores turísticos

Criar e licenciar pelo menos 3 associações de artesãos nos Postos Administrativos de Nguzene, Macuacua e Chidenguele, com vista a facilitar o estabelecimento de ligações com os operadores turísticos

Os artigos de artesanato são vendidos em locais dispersos, tornando difícil a sua localização pelos turistas

Deverão ser criados espaços específicos, em locais estratégicos, para venda de produtos de artesanato

Identificar espaços e criar condições para a sua utilização pelos vendedores de produtos de artesanato

O acesso às zonas turísticas é dificultado pelo mau estado dos 148 Km de vias rodoviárias, nomeadamente nos troços ChimanganineVila - Chidenguele, Estrada Nacional Nº 1 - Praia de Chizavane (10km), Denguine - Estrada Nacional Nº 1 (10 km), Vila de Mandlakazi - Nwadjahane (18km)

É necessário ter 148 km de vias de acesso transitáveis

Reabilitar 148 km de vias de acesso às zonas turísticas, nos troços Chimanganine-Vila - Chidenguele, Estrada Nacional Nº 1 - Praia de Chizavane (10km), Denguine Estrada Nacional Nº 1 (10 km), Vila de Mandlakazi - Nwadjahane (18km)

As potencialidades turísticas do distrito são pouco conhecidas, por falta de marketing

As potencialidades turísticas do distrito deverão ser conhecidas a nível nacional e internacional

Fazer marketing das potencialidades turísticas do distrito (feiras, bolsas de turismo, portal do Governo da província, folhetos, meios de comunicação social)


REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE PROVÍNCIA DE GAZA GOVERNO DO DISTRITO DE MANDLAKAZI

Com apoio da Direcção Provincial do Plano e Finanças, através do Programa ART PAPDEL (Articulação de Redes Temáticas e Territoriais — Programa de Apoio ao Processo de Desenvolvimento Económico Local ) e da Agência de Promoção de Desenvolvimento de Gaza

Com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Em parceria com:

Programa das Nações Unidas

Agência Extremenha de Cooperação

para o Desenvolvimento

Internacional para o Desenvolvimento

PROVÍNCIA DE GAZA GOVERNO DO DISTRITO DE MANDLAKAZI CONTACTOS

Secretaria Distrital de Mandlakazi: (282)61066 Serviço Distrital de Actividades Económicas: (282)61029 Construções Fuel: (00258)823936955 Sunset Beach Resort: www.sunsetbeachlodge.com Nkwazi Lodge: (00258)844452548 e (00258)825138486 Complexo Lake View: (00258)823933530 e (00258)823023400 Associação Crescer (produção de arroz): (00258)829518350 Associação Cupona 1 (produção de arroz): (00258)820748860 Associação Cupona 3 (produção de arroz): (00258)828068550 Associação Viseco (produção de mandioca e castanha de caju): (00258)822142420 Associação MUCHEFA (produção de mandioca e castanha de caju): (00258)823298005 Associação Agro-comercial Watswala (produção de mandioca e castanha de caju): (00258)863291059


Revista de Mandlakazi