Page 1

Revista Artkasa ano iII n. 6 2013

Especial Casa Cor O melhor da arquitetura e da decoração no RN

Nordestinidade Roberta Sá: “O nordestino tem orgulho de onde vem. Isso eu aprendi a ter e carrego comigo”

Passeio pela Turquia Entre o Oriente e o Ocidente, país oferece o melhor de dois mundos


MACDESIGNBR

MACDESIGNBRASIL

WWW.MACMOVEIS.COM.BR


BALNEÁRIO CAMBORIÚ - (47) 3367-1435 BELÉM - (91) 3351-2115 BELO HORIZONTE - (31) 3274-7474 BRASÍLIA - (61) 3364-0176 CAMPINAS - (19) 3294-9444 FORTALEZA - (85) 3208-2527 GOIÂNIA - (62) 3093-3990 ITATIBA - (11) 4538-5455 MANAUS - (92) 2101-5731

NATAL - (84) 2020-1525 PORTO ALEGRE - (51) 3332-5233 RIBEIRÃO PRETO - (16) 3911-6745 RIO DE JANEIRO - (21) 2437-0333 RIO DE JANEIRO - (21) 2512-4253 SALVADOR - (71) 3019-8208 SÃO PAULO - (11) 3897-4800 UBERABA - (34) 3312-7500 UBERLÂNDIA - (34) 3219-5530


editorial

Publicação do Grupo Artkasa.

Em sua sexta edição, a revista Artkasa valoriza a terra potiguar. Começamos pela Mostra Artksasa, que, entre novos talentos e nomes consagrados, reúne todos os anos grandes profissionais da arquitetura local. Sintase à vontade para conferir cada detalhe dos espaços da Mostra. A Casa Cor, maior evento de arquitetura das Américas, desembarcou pela primeira vez em Natal e nas páginas

Diretor Comercial - Flávio Monte Diretora Estratégica - Sovânia Monte

da Artkasa, que leva os leitores pelos ambientes nos

Diretor Administrativo - Rafael Monte

quais esteve presente. Na seção Lançamento, a novida-

Diretora Executiva - Danielle Monte

de em sofisticação, qualidade e design: Natal recebe a loja Mac Móveis. E tem mais nordestinidade: Roberta Sá

www.artkasa.com.br sac@artkasa.com.br

é a personalidade desta edição. Em entrevista à Artka-

@artkasa

sa, ela fala da Natal de sua infância e do orgulho que

55 84 3222-4910

tem de sua região. Saindo do território potiguar, faça um passeio pelo ponto de encontro entre Oriente e Ocidente: as paisagens

publicação editada pela firenzze comunicação estratégica (84) 2010-6306 / (84) 2010-6307

da Turquia vão te surpreender, assim como as opções

www.firenzze.com

de cruzeiros que são luxo em alto-mar. Em gastrono-

Direção de criação Paulo Moreira

mia, o chef Christian Le Squer revela os segredos de

DIREÇÃO DE ARTE Verônica Barbosa

uma cozinha premiada. E o design de Philippe Starck ganha espaço mais uma vez, no aniversário de 10 anos da cadeira Louis Ghost.

REDAÇÃO Samysia Almeida e Igor Vieira EDIção Samysia Almeida

Dúvidas e sugestões: marketing@artkasa.com.br

Tenham uma ótima leitura!

Comercial

Sovânia e Flávio Monte.

Grupo Artkasa Móveis (84) 9108-0652


NO PONTO MAIS NOBRE DO TIROL E COM VISTA PERMANENTE PARA O PARQUE DAS DUNAS.

2

OPÇÕES DE PLANTA

186M 222M

2 2

3 OU 4

VAGAS DE GARAGEM COBERTAS

ED. ABEL PEREIRA

AV. ALEXANDRINO DE ALENCAR TRE

AV. RUI BARBOSA

TIROL | AV. RUI BARBOSA, EM FRENTE AO TRE. • 4 QUARTOS (2 E 4 SUÍTES, SENDO 1 MASTER COM CLOSET) Vendas:

• ÁREA DE LAZER ENTREGUE EQUIPADA

www.mouradubeux.com.br | (84) 3091.1919

CRECI 2939J

3202.4505

realização:

CRECI 1191J

3234.6222

As cores, perspectivas, fotos e demais imagens desta peça publicitária tem caráter meramente ilustrativo, por se tratar de bem a ser construído. Os móveis e acessórios ilustrados aqui não são partes integrantes do contrato, nem dos apartamentos à venda. Os móveis e equipamentos que comporão as áreas comuns do empreendimento encontram-se listados em memorial descritivo específico. Incorporação imobiliária registrada na 2ª CRI - 6º Ofício de Notas de Natal/RN, sob o nº R-3-58.826. Para mais informações, contate a imobiliária Caio Fernandes, CRECI 1191/J - 17ª Região.


SUMÁRIO 70 22


64 08. Objetos de Desejo 10. Decoração 22. Lançamento 28. Especial Mostra Artkasa 46. Moda 50. Objetos de Desejo 52. Design 56. Personalidade 60. Luxo 64. Turismo 70. Especial Casa Cor RN

56 52

78. Gastronomia 84. Estilo de Vida 88. Tecnologia

Nossa Capa A arquiteta Marília Bezerra foi clicada pelo fotógrafo Alex Fernandes, no Iate Clube, em Natal.


Objetos de desejo -

Mac

Fotos: Divulgação

01

02

04

05 03

8

. 2013


06

07

08

09

01. Sofรก Boss 02. Carrinho de Chรก Square 03. Puff Quaga 10

04. Mesa Lateral Lua 05. Poltrona Mombasa 06. Almofada Hermosa da Designer Daniela Karan 07. Cadeira Maasai 08. Mesa de Centro Boss 09. Mesa Samburu 10. Banqueta Onix

2013 .

9


decoração

Amplitude, conforto e beleza FOTOS: Ricardo Junqueira

O

envolvimento com o universo da decoração preenche boa parte da agenda da arquiteta Marília Bezerra. Os compromissos são muitos, mas ela não poderia estar mais feliz com a missão que

decidiu abraçar. “Adoro transformar o sonho das pessoas em realidade”, conta. Um dos projetos que orgulha Marília é a decoração do Abade Midway, restaurante especializado na cozinha portuguesa e internacional. Para dar vida ao ambiente, a arquiteta apostou em uma estratégia que não poderia falhar: agradar o cliente. “Os espaços devem permitir conforto aos usuários”, resume, em referência à escolha dos materiais. Cores, mobiliário e layout foram pensados para dar ao local uma amplitude maior, o que proporciona conforto e uma marcante experiência de contato com a beleza. Painéis e vigas de madeira, mármore trabalhado à mão e uma iluminação charmosa deixaram o ambiente aconchegante e convidativo.

10

. 2013


decoração

Para esse projeto, Marília escolheu móveis Sierra, vendidos na Artkasa. “Minha escolha se baseou não só no design, mas na qualidade e durabilidade, e também porque esses móveis se adequaram perfeitamente à estética do meu projeto”, conta. Segundo ela, o mais importante na hora de projetar é ter bem definido os desejos e necessidades do cliente. “Aí podemos montar uma projeção obedecendo a todas essas demandas.” Outro quesito que merece atenção é a escolha do estilo. Essa fase do processo de decoração deve levar em conta o gosto, o costume e a rotina dos frequentadores. Posteriormente, sua definição ocorre pelo acréscimo de alguns elementos ou móveis específicos de determinado estilo. Quando começou a se envolver com o projeto, a arquiteta sabia que não poderia desprezar a verdade máxima de que o ambiente tem grande influência na qualidade de uma refeição. Munida dessa certeza, ela foi determinando o conceito, influenciada primeiramente pelas experiências anteriores dos proprietários. O passo seguinte era adequar o programa de necessidades a um local específico, nesse caso, um shopping. Desafio aceito e vencido, resultado aprovado.

12

. 2013


“Com os anos, vamos nos tornando mais experientes em definir o estilo e desejos de cada um, transformando o que está no inconsciente em projetos reais”, diz. Para seguir proporcionando a melhor experiência aos seus clientes, Marília acredita ter os ingredientes primordiais: sonhos, garra e compromisso. “Cabe a nós, profissionais, equilibrar o estilo desejado com a realidade do espaço”, finaliza.


decoração

Busca pelo novo na decoração

E

la atua no mercado da decoração de interiores há 20 anos. Já projetou ambientes para residências, restaurantes, edifícios, clínicas, bancos e lojas. Do seu trabalho, um

aspecto se destaca: a busca pelo novo. “Tenho como alvo usar sempre a novidade, mostrar ao cliente o que está surgindo no mercado e o que se adequa ao seu projeto”, diz a arquiteta Rose Gusmão. Para alcançar esse objetivo, pesquisar é fundamental. E foi isso o que ela fez ao se debruçar no projeto de um hall para o Condomínio Solar das Dunas, no bairro do Tirol. Com 100m2 de área, pé-direito duplo e janelas grandiosas, o ambiente proporciona uma sensação de amplitude e impressiona por sua imponência. Como nos seus outros projetos, Rose Gusmão fez questão de emprestar um estilo contemporâneo ao ambiente, contrabalanceando com a utilização de elementos de formas simples. “Embora esse es-

14

. 2013

Divulgação

FOTOS: Alex Fernandes


decoração

tilo norteie os meus trabalhos, também gosto do desafio de aplicar outros conceitos quando exigem algo diferenciado”, conta. Como o ambiente integra a área social do condomínio, a principal recomendação do cliente era transformar o local em uma agradável espaço de convivência entre os moradores e os visitantes. Ao entrar no ambiente, as pessoas deveriam ser surpreendidas pela beleza e uma estética bem resolvida. Para tanto, o projeto foi elaborado com móveis de linhas retas em tons neutros, usando nuances de marrom e preto. “As cores escuras resistem ao grande fluxo de usuários”. O uso de painéis de madeira e espelhos, por sua vez, proporcionam sofisticação e elegância. Em destaque, as cores das almofadas, adornos e a tela do artista Carlos Soares. “Gosto muito de usar peças personalizadas, modificando sempre os acabamentos. Na Artkasa consegui excelentes resultados”. No fim, a tarefa foi cumprida com louvor, e o sorriso do cliente encheu Rose Gusmão de orgulho.

16

. 2013


Ver o cliente satisfeito, aliás, é o que a realiza. Para ela, a prioridade, em um projeto, é ver a alegria proporcionada pelos resultados obtidos; depois, a concretização do planejamento idealizado. “A profissão de arquiteto é fascinante, nós realizamos um trabalho que é apreciado e reconhecido por muitas pessoas”, diz. Por outro lado, a função também exige empenho e sacrifícios. Os melhores arquitetos se diferenciam por buscarem, constantemente, a excelência.

2013 .

17


decoração

Do rústico ao contemporâneo FOTOS: Ricardo Junqueira

Q

uando Raquel Torquato assumiu o projeto do apartamento que ocupa as próximas páginas da Revista Artkasa, o pedido dos clientes foi bem claro: espaços sem muito requinte,

porém funcionais, atemporais e que, independente da base trabalhada, remetessem ao rústico. A arquiteta, que passeia bem pelo estilo, aceitou o desafio e optou, junto com os moradores, pelos móveis da Artkasa por “saber que encontraria peças confortáveis e de qualidade ímpar”, assim como foram solicitadas. “O projeto atendeu às necessidades da família, tanto em termos de funcionalidade quanto de estilo”, explica Raquel, que está há seis anos no mercado e tem em seu portfolio diversos projetos residenciais e comerciais. Nas ambientações desse apartamento, fica clara a composição e a harmonia do contemporâneo

18

. 2013


decoração

20

. 2013


– nos espelhos, linhas retas, painéis, vidros e cristal – com o rústico, caracterizado principalmente pelo uso da pedra portuguesa na parede de entrada. A sala, aconchegante e bela, é marcada pelos tons sóbrios, que contrastam com as obras de arte. As peças escolhidas remetem ao conforto, bom gosto e destacam a perfeita composição com cada um dos ambientes. Cada detalhe selecionado de acordo com a personalidade dos clientes. Aliás, atender ao que esses propõem, adaptando ao conhecimento do profissional de arquitetura, é o que motiva a arquiteta. E numa atividade em que criatividade, inspiração e conhecimentos técnicos andam juntos, a busca por inspirações faz toda a diferença. “Minhas principais referências são as pesquisas em revistas, livros, blogs e também as viagens. Defino-me com um estilo contemporâneo, sempre buscando algum toque clássico, rústico ou minimalista, dependendo da proposta estabelecida”, diz. Essa procura é justamente o primeiro passo no caminho do seu objetivo principal: ver a satisfação dos clientes em um projeto concluído.


Lançamento

Mac Móveis abre os braços para Natal FOTOS: Divulgação-Mac.

A

expectativa foi grande e agora finalmente Natal conta com uma loja própria de uma das principais grifes de móveis do Brasil: a Mac Móveis, que antes tinha espaço nas instalações da Artkasa, ganha loja exclusiva, repleta de no-

vidades para os seus clientes. Com 17 unidades presentes em 12 estados e uma ampla rede de revendedores, a Mac é sinônimo de originalidade, beleza e qualidade em móveis para áreas externas, tanto para a casa como para hotelaria e ambientes corporativos. Antes de chegar à capital potiguar, a marca percorreu um longo caminho. Fundada em 1980 na cidade de Uberaba - MG pelos irmãos Márcio e Mauro Assunção Cecílio, a Mac Móveis construiu, ao longo dos anos, uma sólida trajetória de sucesso, sempre se esforçando para oferecer móveis que transmitam a arte de viver bem, aliando requinte e design harmônico. Reconhecida no mercado pela aplicação artesanal de matérias-primas como alumínio e madeira Cumaru - certificada pelo IBAMA - em seus produtos, a marca destacou-se no setor moveleiro logo nos primeiros anos de existência e, após uma década de mercado, inovou ao trazer da Alemanha a fibra sintética e a técnica de trançagem apropriada, até então desconhecidas no país.

22

. 2013


De extrema qualidade e alta resistência às ações ex-

dos, são capazes de manusear 49 tipos de fibras em

ternas como sol, chuva e vento, a fibra sintética tor-

quatro tramas diferentes. O processo de trançagem

nou-se a matéria-prima mais utilizada em móveis

é tão sofisticado que uma peça pode levar até 15

para áreas externas, duas décadas depois. A marca

dias para ficar pronta.

aposta ainda em tecidos em acrílico e courvin náuti-

Flávio Monte, diretor do Grupo Artkasa e agora em-

co, que garantem a resistência dos móveis aos raios

presário da Mac Móveis, celebra a oportunidade de

ultravioletas e à degradação por microrganismos,

participar de uma empresa tão inovadora e anteci-

mantendo o toque, cor e textura originais.

pa as novidades que estão vindo por aí. “Junto com

A estrutura da Mac também impressiona. Em Ube-

a inauguração da Mac, chegará todo o lançamento

raba, cidade onde funciona o parque industrial com

da coleção 2013, que é pautada em fusões de ma-

mais de 20 mil m2, cerca de 200 colaboradores dire-

teriais, sempre com a preocupação ecológica, um

tos trabalham com equipamentos tecnológicos de

dos grandes objetivos do Grupo Artkasa”, conta.

última geração. Seus artesãos, altamente qualifica-

Em 2012, a Mac Móveis foi eleita a empresa Top of

2013 .

23


Lançamento

Mind Casa & Mercado na categoria “móveis de alta decoração para áreas externas”. Para 2013, um novo passo: a marca modifica seu portfólio de produtos e passa a fabricar móveis para áreas internas, distribuídos em sete linhas, seguindo a mesma qualidade, além de introduzir novas cores de fibras e pintura eletrostática em alumínio. A primeira coleção chegou às lojas em janeiro deste ano, com peças de design únicas inspiradas na África.

Responsabilidade ambiental Além de utilizar somente madeira certificada pelo IBAMA, embalagens biodegradáveis e aproveitar sua matéria-prima até o último estágio de produção, a Mac é associada ao Green Farm CO2 Free, um projeto de preservação ambiental cuja proposta é trabalhar a redução e neutralização da emissão de gás carbônico e contribuir para a preservação do meio ambiente. A cada móvel em madeira que é vendido, uma árvore é plantada pelo instituto em uma área de preservação própria da Mac, de 46.500 m2, equivalente a aproximadamente cinco hectares. Árvores nativas de três diferentes biomas nacionais – cerrado, mata atlântica e pantanal - são plantadas e cuidadas na sede de Itaquiraí – MS. O projeto envolve também um criatório conservacionista de animais silvestres e a criação de peixes com soltura no rio Amambaí. Segundo a direção da empresa, novas iniciativas de preservação serão lançadas em breve.

CONHEÇA A HISTÓRIA DA MAC MÓVEIS A Mac Móveis nasceu das mãos de dois irmãos: Márcio e Mauro Assunção, em 1980. Acompanhe a trajetória da empresa: - 1980: os dois irmãos ganham de seus pais uma furadeira, uma serra de disco policorte, uma máquina de solda, uma lixadeira e outras ferramentas. A partir daí passaram a produzir esquadrias e boxes para banheiros, os primeiros produtos vendidos pela Mac. - 1986: Mesmo em um momento de conturbada situação política e econômica, mudam-se para novas instalações, um galpão de 600m2² que empregava 15 pessoas. - 1990: A Mac começou a trabalhar também na produção de móveis de metais e fibras sintéticas, que na época eram importadas da Alemanha.

24

. 2013


- 1994: A Mac mudou novamente de espaço físico,

- 2010: Ano em que a marca completou 30 anos.

passando a ocupar um terreno de 20 mil m , geran-

As lojas fizeram simultaneamente o lançamento da

do 100 empregos diretos e cerca de 500 indiretos.

coleção comemorativa e da Mostra Mac 30 Anos.

- 1999: Venceu a licitação para padronizar a decora-

- 2010, 2011 e 2012: reconhecida pelo Datafolha

ção da orla de Copacabana e seus quiosques.

como Top of Mind em móveis para área externa, em

- 2004: Definindo o que pode ser considerado o es-

pesquisa realizada com arquitetos e decoradores.

tilo da Mac, é lançada a linha Ostra, com design ins-

- 2013: Mudanças no portfólio de produtos amplia

pirado nas conchas.

atuação da Mac, que passa a produzir móveis para

- 2005: Foi premiada no salão Highpoint de Chicago,

ambientes internos.

uma feira internacional de móveis e decoração. A

Toda essa qualidade, sofisticação e tradição, agora

cadeira Istambul recebeu o prêmio de melhor de-

em Natal.

2

sign do ano. - 2006: Tornou-se a primeira empresa nacional a

Mac Móveis

produzir a própria fibra, garantindo seu controle de

Avenida Hermes da Fonseca, 901.

qualidade e gestão de lotes verticalizada.

Tirol. Natal/RN

2013 .

27


ES P E C IAL M OST R A A R TKASA 2 0 1 2

Valores e inspirações da arquitetura potiguar FOTOS: Ricardo Junqueira

A

rquitetos conceituados, novos talentos,

prazer, resgate histórico, simetria, simplicidade e

peças de designers renomados e um tema

tecnologia.

inspirador foram alguns dos elementos da

“Com mais de 33 anos de história, o Grupo Artka-

Mostra Artkasa 2012, realizada de 23 de agosto a 23

sa tornou-se referência nos projetos inovadores do

de setembro na Artkasa Design. Durante um mês,

segmento de arquitetura e decoração do Rio Gran-

os mais de mil visitantes conferiram todos os deta-

de do Norte. É por isso que acreditamos que a re-

lhes dos luxuosos e criativos projetos desenvolvidos

alização das Mostras desempenha um importante

por profissionais da arquitetura que atuam no Rio

papel para o desenvolvimento do setor moveleiro,

Grande do Norte.

por incentivar a revelação de novos talentos e esti-

O tema do ano não poderia ser melhor: valores.

mular a adoção de novas soluções neste segmento”,

Aquilo em que acreditamos; a força infinita que nos

explica Flávio Monte, diretor do Grupo. A Mostra de

move; o que nos é precioso; conceitos aos quais da-

2012, a exemplo das edições anteriores, apresentou

mos valor e que espelham o que acreditamos para

o que o mercado tem de mais inovador nos aspec-

os relacionamentos, para a vida e para o trabalho.

tos de acabamento e revestimento, além do talento

Valores que estão presentes em diferentes cam-

dos arquitetos.

pos; na assimetria, bem estar, composição cromá-

Nas próximas páginas, a Artkasa convida para um

tica, conforto, customização, elegância, estilo, etnia,

passeio pela beleza, pelos traços e, claro, pelos va-

funcionalidade, fusão, harmonia, integração, luxo,

lores da arquitetura potiguar.

28

. 2013


Alex Fernandes

Maria Luiza Negreiros

2013 .

29


Alex Fernandes

Adriana Melo

30

. 2013


Divulgação

Rose Gusmão


Humberto Lopes

Daniela Othon e LĂ­lian Brito

32

. 2013


Divulgação

Régia Nobre, Mariana Nobre e Mirtha Vargas

2013 .

33


Wanderley Adams

Rita Albuquerque

34

. 2013


Alex Fernandes

Ana miriam machado e janice di贸genes

2013 .

35


Alex Fernandes

Renato Teles

36

. 2013


Divulgação

Daniela Dantas e Marcella Rodrigues

2013 .

37


Alex Fernandes

Isnara Gurgel

38

. 2013


Bruno P贸voa

Luiza Azevedo e Duda Almeida

2013 .

39


Alex Costa

Carol Melo

40

. 2013


Alex Fernandes

Emanuelle Melo e Ana Paula Arsand


Alex Fernandes

Thanmaha Bezerra e Danusa Alvarenga

42

. 2013


Divulgação

Marília Bezerra


ES P E C IAL M OST R A A R TKASA 2 0 1 2 - G a l e r i a

Brinde ao talento do RN fotos: João Neto

O

Grupo Artkasa abriu mais uma vez as

çamento, os mais de 600 convidados puderam

portas para o talento dos arquitetos

conferir de perto as novidades de móveis, ador-

potiguares. Reconhecidos Brasil afora

nos, acabamentos e revestimentos, além de pe-

pela capacidade de inovação, profissionalismo,

ças de grandes designers do Brasil e do mundo.

bom gosto e requinte dos seus projetos, 24 de-

O evento, realizado na Artkasa Design, contou

les expuseram ambientes na Mostra Artkasa

com os petit fours do buffet de Renata Motta

2012, cujo tema foi “Valores”. Na noite de lan-

regados a uísque Logan 12 anos.

01

05

02

03

04

06

07

44

. 2013

08


12

09

10

11

13

14

15

19

16

17

21 23

24

22

18

20

01. Ana Paula de Paula e Giselle Rocha 02. Aninha, Simone Farret e Mariana Melo 03. Cacio e Antonia Paiva 04. Beatriz Milfont e Ricardo Morais 05. Andrea Cariello 06. Claudine Cavalcanti, Rogerinho e Marla Cabral 07. Miguel, Rafael e Marcela Monte 08. Flavia Rocha 09. Cristina Pinto e Anchieta Pinto 10. Flavia e Renata Santarosa 11. Danielle, Matheus e Gabriel Ribeiro 12. Monica Louise, Beatrice Hayana e Gabriela Dias 13. Paula e Ariane Rocha 14. Juliana Bulhões e Mariana Aurelio 15. Juliano Porciuncola, Adolfo Ledebour e Dudu Alvarenga 16. Mézia Araújo 17. Kaka Souza 18. Vera Lucia Bezerra 19. Sherwin Williams 20. Tereza Tinoco 21. Ludmila Azevedo, Andrea Alcantra e Mariana Gurgel 22. Luiza Ribeiro 23. Orismar e Miriam Almeida 24. Priscila Alencar e Arthur Dutra

2013 .

45


Moda

Tudo preto no branco Por George Azevedo

Q

uando “pautamos” um editorial de moda em preto & branco no alto verão, alguns torceram o nariz... Porém, fomos em frente com a convicção de que a tendência se adequaria perfei-

tamente nos últimos dias de verão para anunciar o que seria o grande “hit” da temporada seguinte, o outono inverno! Não deu outra. A combinação que foi eternizada por Coco Chanel está em todos os lugares. E olha, concorrendo com infinitas cartelas de cores, detalhes barrocos e muitos brilhos. A bem da verdade, o contraste do P&B nunca saiu da moda, sabe por quê? Permite inúmeras misturas de estampas e estilos, sem perder a identidade. Nesse outono inverno 2013, as combinações em maiores destaques são as listras, o tradicional pied de poule, as formas geométricas em geral, xadrez, zebras e estampas étnicas. O look total em “preto e branco” é o da hora, mas, se você é daquelas que adora “quebrar o gelo”, vale colorir com acessórios azul cobalto, amarelo ou burgundy, que é uma mistura de vinho com cereja. Mas, cá prá nós, a coisa mais difícil do mundo é errar numa combinação de preto e branco, não é?

46

. 2013


Look total Yolla, cinto Folic, acess贸rios Mc Garvey e sand谩lia Studio TMLS.


Moda

01

02

03

01 - Vestido Yolla, acessรณrios Mc Garvey e sandรกlia Studio TMLS. 02 - Vestido Estrela Viva, casaco Bain Douche, acessรณrios Mc Garvey e sandรกlia Studio TMLS. 03 - Blusa Faven para Yolla, calรงa Mob tambรฉm para Yolla, acessรณrios Mc Garvey e sandรกlia Studio TMLS. 04 - Look total Bain Douche, acessรณrios Mc Garvey e sandรกlia Studio TMLS. 05 - Vestido Renata Campos para Yolla e bota Santa Lola. 06 - Blaser Mob para Yolla, calรงa Bain Douche, acessรณrios Mc Garvey e sandรกlia Studio TMLS.

48

. 2013


04

05

06

Ficha Técnica Direção: George Azevedo Fotógrafo: Humberto Lopes Modelo: Monique Rêgo (Tráfego Models) Stylist: Weuquens Queiroz Beleza: Anilson Knight

2013 .

49


S i e rr a

Fotos: Divulgação

Objetos de desejo -

01

02

03

04 05

50

. 2013


06

07

08

09

01. Sofรก Fragmento (azul) 02. Sofรก Scala 03. Poltrona inglesa Manhattan 04. Mesa de Centro Fragmento 05. Cadeira Manhattan 06. Mesa de Apoio Fragmento 07. Cadeira Medalhรฃo 08. Mesa de Jantar Fragmento 10

09. Puff Fragmento 10. Abajour Cristal Murano com Ouro 2013 .

51


Design

Passado e presente juntos nos 10 anos da cadeira Louis Ghost Fotos: Kartell

S

ímbolo de versatilidade, sucesso de público e de crítica, a cadeira Louis Ghost, desenhada em 2002 por Philippe Starck para a Kartell, festejou seu décimo aniversário com um número impressionante: é a peça de design assinado com maior alcance comercial

no mundo; são mais de 1,5 milhão de unidades vendidas. A história da cadeira que marcou o design e a carreira de um dos mais importantes profissionais da área remete à monarquia francesa e ao estímulo à memória. Na peça, as formas barrocas das poltronas Luís XV, símbolo de glamour e bom gosto, são revisitadas em uma pequena poltrona tornada ultra contemporânea devido ao uso do material plástico, em Philippe Starck e a cadeira Louis Ghost: mais de 1,5 milhão de unidades vendidas

uma mistura inédita, fascinante e surpreendente do antigo e moderno. Na ocasião em que foi apresentada, Philippe Starck falou sobre seu novo projeto nos seguintes termos: “Na realidade, a cadeira Louis Ghost foi autoprojetada. É uma “Luís alguma coisa”, uma espécie de espectro, de reflexo, a sombra de uma cadeira feita no estilo que eu denominei Louis Ghost, o fantasma Luís. “Não sei o que é, mas todos nós a reconhecemos e sua percepção nos é familiar. Ela está lá quando queremos vê-la e po-

52

. 2013


“A Louis Ghost foi elaborada a partir de nosso inconsciente coletivo, é apenas o resultado natural do nosso passado, do nosso presente e do nosso futuro.” Philippe Starck.

demos incorporá-la a outros elementos, se quiser-

revelando as enormes funcionalidades do material.

mos ser discretos. Como se estivesse em processo

O ecletismo e a multifuncionalidade da cadeira fa-

de desaparecimento, de desmaterialização. Como

zem com que seja encontrada não somente em re-

tudo aquilo produzido por nossa civilização.”

sidências particulares, mas também em centenas

A Louis Ghost se tornou um best-seller absoluto da

de espaços coletivos internacionais: restaurantes,

Kartell, com o mérito de, por um lado, consagrar

bares, museus, teatros, jardins. Do teatro da Ópe-

a marca italiana como líder mundial da produção

ra de Praga à Universidade de Budapeste, ao res-

de “móveis transparentes” e, por outro, levar à acei-

taurante Kong de Paris (onde a Louis Ghost, com as

tação global do aspecto estético da transparência,

decorações que enfeitam o restaurante, é mencio-

2013 .

53


Design

Cadeira consagrou a Kartell como lider mundial na produção de móveis transparentes

nada em um episódio do seriado Sex & the City!), sempre utilizando aquela que, hoje, é universalmente reconhecida como “a cadeira transparente”, ou a “cadeira de Starck”. Não é só isso: ao longo dos anos, a Louis Ghost foi transformada, vestida, pintada e fotografada por artistas, estilistas e designers de todo o mundo, passando por diversas contaminações e mudanças, mas mantendo inalterada sua própria alma. Alguns exemplos? Em 2004, 43 designers - entre os quais Christian Lacroix, John Galliano, Elizabeth Garouste e Jean-Charles de Castelbajac - criaram vestimentas para ela, para um leilão beneficente a favor de La Source; no Salão do Mobiliário de 2009 ela foi tingida de rosa para comemorar os 50 anos da boneca de plástico mais famosa do mundo, a Barbie; em 2011, ela foi uma das pro-

54

. 2013


Diversas edições da cadeira foram lançadas, uma prova de sua versatilidade

tagonistas do projeto “Kartell Loves Milano”; além disso, a cadeira foi “cristalizada” pelo artista israelense Uri Shapira. E, naturalmente, ela desempenha um papel de destaque nas capas de revistas do mundo inteiro. A Louis Ghost é a chefe de uma família: a cadeira Victoria Ghost, mais esbelta, os banquinhos Charles Ghost, o espelho François Ghost, até chegar à “caçula da casa”, a cadeira infantil Lou Lou Ghost. Com a série “Ghost”, o policarbonato, a transparência e as técnicas de produção por molde industrial se aperfeiçoaram e se tornaram familiares, patrimônio de um know-how tecnológico consolidado pela Kartell. Dez anos após seu surgimento, Philippe Starck afirma: “O sucesso universal da cadeira Louis Ghost não deriva de seu design, mas da memória comum. Ela foi elaborada a partir de nosso inconsciente coletivo, é apenas o resultado natural do nosso passado, do nosso presente e do nosso futuro”.

2013 .

55


personalidade

Gui Paganini

56

. 2013


Roberta Sá: “Acho difícil me acomodar em um caminho. Gosto de me desafiar”

S

ão mais de 200 mil discos vendidos, dois

Elba Ramalho, Flávio José, Elis Regina, Maria Bethâ-

CDs e um DVD de Ouro, prêmios importan-

nia, João Gilberto e Gonzagão, para citar alguns, já

tes, parcerias com grandes cantores, shows

fez parcerias com Lenine, Chico Buarque, Ney Ma-

lotados por todo o país e no exterior. Sim,

togrosso e com seu marido, Pedro Luís, mas guar-

Roberta Sá indiscutivelmente ocupa lugar entre as

da muitos outros nomes na sua “lista de desejos”.

grandes estrelas da música brasileira. Mas a canto-

Caetano Veloso, com quem “morre de vontade” de

ra potiguar que aos nove anos foi morar no Rio de

cantar, está nela.

Janeiro não se deixa levar pela vaidade. “Não sou es-

É na voz e na trajetória de cantores como ele que

trela, nem unanimidade. Eu tento ser uma mulher.

Roberta busca suas referências. “Continuo procu-

E isso já é bastante desafiador”, diz em entrevista à

rando na música brasileira minha maior inspiração”,

Artkasa.

revela a cantora de voz suave, sorriso fácil e que não

Embora a música tenha espaço em sua vida des-

perde as metas de vista. “Acho difícil me acomodar

de criança, foi aos 16 anos que Roberta começou

em um caminho. Gosto de me desafiar”. Em entre-

a frequentar aulas de canto. O marco zero de sua

vista à revista Artkasa, ela fala do amor pela sua

carreira foi anos depois, num show no Mistura Fina,

cidade natal, de lembranças, escolhas e, claro, da

no Rio de Janeiro, em 2002. Depois de conhecer o

sua música. Com a palavra, Roberta Sá.

preparador vocal Felipe Abreu, a primeira “demo” da cantora chegou às mãos de Gilberto Braga, que a

ˆˆ Revista Artkasa - Como a paixão pela música

convidou para gravar “A Vizinha do Lado”, de Dorival

entrou na sua vida?

Caymmi, como tema da novela “Celebridade”. Era o

Roberta Sá - Sempre fui apaixonada por música,

talento certo, na hora e no lugar certos.

desde criança. Mas a possibilidade de virar profissão

De lá para cá, foram muitos outros sucessos. Em

aconteceu por um acaso. Quando vi, estava na TV,

2012, Roberta lançou “Segunda Pele”, seu quinto

depois gravando disco com música na novela das

disco, com uma sonoridade mais pop e a sensibi-

oito. Costumo dizer que ela me escolheu. Eu só faço

lidade de sempre. A menina que cresceu ouvindo

obedecer.

2013 .

57


personalidade

Divulgação/Natura

ˆˆ O fato de ser nordestina influencia a sua carreira? Acho que na escolha de repertório, dos compositores e ritmos nordestinos, no amor por essa cultura tão rica. O nordestino tem orgulho de onde vem. Isso eu aprendi a ter e carrego comigo onde quer que eu vá.

ˆˆ De 2007, ano em que foi escolhida pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) a melhor cantora do Brasil, para 2013, o que mudou em sua musicalidade? Considera sua produção mais “madura” hoje? Acho que o maior trunfo do artista é a inquietação, o frescor. O desafio é manter esse frio na barriga quando você fica segura. Então acho que o que a maturidade pode fazer, é aumentar o volume dos seus instintos.

ˆˆ E como avalia a repercussão do álbum “Segunda Pele”, lançado no início de 2012? Foi maravilhosa. Realizamos uma turnê vitoriosa que me colocou nos palcos mais importantes do país. Sem dúvida um passo à frente na minha carreira.

ˆˆ O seu público é bastante participativo, daquelas plateias que conhecem todas as músicas. É possível descrever a sensação de ver esse carinho sempre que sobe ao palco? Eu amo esse carinho. É o que me levanta quando estou pra baixo, é o que me faz não parar de produzir nunca. Meu público é um parceiro que não deixo de ouvir nunca.

ˆˆ A Casa Cor RN fez uma homenagem com o loft Roberta Sá. Como foi receber esse reconhecimento do público potiguar? Fiquei muito emocionada mesmo. Natal tem se mos-

58

. 2013


trado uma mãe carinhosa e orgulhosa da filha que

Roberta confere a revista Artkasa no loft em sua homenagem, projetado por Samara Gosson para Casa Cor RN

nunca a esquece.

ˆˆ Voltando um pouco no tempo, quais as melhores lembranças que tem de Natal, da época da Elpídio Júnior

escola Doméstica? Amava aquele uniforme. Lembro da minha mãe limpando os sapatos brancos todos os dias. Os lanches na Nick, as tardes no CCAB. Tive uma infância muito feliz.

ˆˆ Com uma rotina intensa de shows, você já teve que fazer concessões na vida pessoal? E como equilibra esses dois pontos? É bem difícil. (Faço concessões) Toda hora! Passei oito anos sem férias, vejo minha família muito menos do que gostaria. Mas sempre acreditei na qualidade do tempo, bem mais que na quantidade. Acho que com os anos, fui aprendendo a equilibrar a vida pessoal e profissional.

“O nordestino tem orgulho de onde vem. Isso eu aprendi a ter e carrego comigo onde quer que eu vá” Roberta Sá

As escolhas de Roberta Sá: – Uma música que está na sua playlist: “Luz da nobreza”, de Pedro Luís e Zé Renato. - Um álbum: “Canções praieiras”, Dorival Caymmi. - Um filme: “Cidade de Deus”. - Uma peça de teatro: “A descoberta das Américas”, montagem com o Júlio Adrião. - Um programa que costuma fazer em Natal: Sorveteria Tropical. - Uma comida: Tapioca. - Um lugar: Lisboa, Portugal. - Um programa para as horas livres: Ficar com a família, em Ponta Negra jogando conversa fora, comendo tapioca e caranguejo.

2013 .

59


Luxo

Poder sobre quatro rodas Fotos: Divulgação-Lamborghini

D

ez em cada 10 apaixonados por carros já desejaram ter um Lamborghini na garagem. Sinônimo de poder, conforto, tecnologia e, principalmente, luxo, a marca italiana já está acostumada a surpreender fãs e o mercado de automóveis esportivos. Mas nem os maiores experts

esperavam o carro que foi apresentado na edição 2012 do Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça: o Aventador J (se diz “iota”, jota em italiano), é, para a Lamborghini, “o conversível mais radical de todos os tempos”, “uma máquina desafiadora” ou, como diz Stephan Winkelmann, presidente da empresa, “uma força da natureza sobre rodas”. Mas será que o carro é merecedor de todos esses adjetivos? Alguns dados e números ajudam a responder à pergunta. O esportivo, que dispensou teto, para-brisa frontal e ar condicionado, leva duas pessoas no máximo, desde que utilizem equipamentos de segurança. O carro pode ultrapassar os 300 km/h e o motor de 12 cilindros e 6.5 litros, ao qual está acoplada a caixa de câmbio automatizada de sete marchas, desenvolve potência máxima de 700 cavalos. É um carro completamente aberto, o que segundo a Lamborghini cria uma sensação de envolvimento com a velocidade ainda mais intensa. Os detalhes do carro produzido na fábrica da Lamborghini em Sant’Agata Bolognese, na Itália, impressionam. Os tons de vermelho desenvolvidos especificamente para o Aventador, com efeito cromado, o retrovisor fixado diretamen-

60

. 2013


te no console central e em formato de periscópio, além das rodas de tamanhos de diferentes, com aro 20” na frente e 21” no eixo traseiro são exemplos do conceito que encontra o perfeito equilíbrio entre design, tecnologia, inovação e dinâmica. Como conta o criador do modelo, Filippo Perini, cada linha de design é pensada seguindo o princípio “a forma segue a função” e não é à toa que a dianteira da máquina lembra um com carro de Fórmula 1 – a velocidade aqui é uma das grandes atrações. Ainda mais surpreendente é saber que desde a concepção de seu projeto até o último retoque do carro, passaram-se apenas seis semanas. “O Aventador J é a pro-

2013 .

61


“O Aventador J é a prova de que, apesar das regras, a Lamborghini vai sempre fazer as pessoas sonharem. Mesmo no futuro”. Stephan Winkelmann, presidente da Lamborghini.

va de que, apesar das regras, a Lamborghini vai sempre fazer as pessoas sonharem. Mesmo no futuro”, destaca Winkelmann. A inspiração para o nome Aventador J vem do regulamento da FIA (Federação Internacional do Automóvel), no qual o apêndice J define as especificações de carros de corrida, e também faz referência ao Jota, de 1970, carro único criado pela Lamborghini. Quem demonstrou interesse no Aventador J infelizmente não vai poder realizar o sonho tão cedo. O único exemplar criado foi vendido por 2,75 milhões de dólares – ou aproximadamente 5,6 milhões de reais. Mas, a boa notícia é que apesar de não ter criado protótipos nem mesmo para exibir em seu museu, a Lamborghini

62

. 2013


garante que a história do Aventador J, a expressão máxima do DNA da marca, apenas começou.

“100 anos de inovação em metade do tempo” A marca dos revolucionários e potentes carros completa 50 anos de história em 2013. E, claro, em grande estilo. A Lamborghini prepara para os dias 7 a 11 de maio o maior encontro de carros da marca italiana, no Grande Giro 50º Anniversario, evento que terá uma viagem de 1.200 quilômetros pela Itália, passando pelas cidades de Milão, Roma, Bolonha e pela sede da fabricante, em Sant´Agata Bolongnese. Certamente, o Aventador J terá espaço privilegiado no evento. Como gosta de dizer o presidente da marca, são “100 anos de inovação em metade do tempo”.

2013 .

63


Turismo

Na Turquia, encante-se com o encontro de dois mundos

P

oucos lugares do mundo oferecem a possibilidade de viver contrastes tão grandes como a Turquia, país mulçumano e progressista, de história rica e 780 mil km2 de belas paisagens. Constituído por uma pequena parte europeia, a Trácia,

e uma grande parte asiática, a Anatólia, o país oferece aos seus visitantes a indescritível sensação de se transitar a todo momento pelo melhor de dois mundos. O Oriente e o Ocidente, a Ásia e a Europa. Talvez por essa razão o berço das civilizações tenha se transformado em uma verdadeira potência turística, ocupando o sexto lugar no ranking dos mais visitados do mundo. No que depender do Brasil, outras posições serão conquistadas; só em 2011, 89 mil brasileiros embarcaram para a Turquia. E não é difícil entender essa preferência: o povo afetuoso e feliz, a comida deliciosa, o legado cultural incomparável, uma metrópole efervescente e uma das mais impressionantes paisagens do mundo – a da Capadócia – são alguns dos elementos que esperam os turistas. A capital é Ancara (Ankara), mas os nomes mais lembrados quando se pensa no país – e por bons motivos – são Istambul e Capadócia, os

64

. 2013


dois lugares indicados pelo diretor da Arituba, Abdon Gosson, que seleciona as dicas para quem está pensando em embarcar para o país.

Os contrastes de Istambul Istambul, a antiga Constantinopla, capital do Império Romano no Oriente, tem mais de 13 milhões de habitantes e revela uma fascinante mistura de Oriente e Ocidente, tradição e modernidade. Vibrante e com um trânsito um tanto caótico, a metrópole – escolhida como o melhor destino europeu de 2013 – é a única do mundo a ter os

2013 .

65


Turismo

pés em dois continentes, um na Europa e outro na Ásia. Na “cidade dos minaretes” estão hotéis luxuosos, ótimos restaurantes contemporâneos, vistas encantadoras do Estreito de Bósforo. Nos últimos anos, a paisagem abriu espaço para incontáveis arranha-céus, hotéis-design e tudo o que compõe uma grande cidade. Um dos mais espetaculares hotéis de Istambul é o Ciragan Palace, anexo a um palácio do século 19, construído pelo Sultão Abdülaziz, às margens do Bósforo. Em 1908, o palácio passou a ser o parlamento, mas pegou fogo dois anos depois. Em 1986,

66

. 2013

Em Istambul, prepare-se para provar o inesquecível tempero turco


foram incorporadas ao luxuoso edifício de 315 quar-

A deslumbrante paisagem da Capadócia

tos. É lá que está o requisitado Tugra Restaurant &

Se você já viu alguma imagem da Turquia, certa-

Lounge, restaurante de cozinha mediterrânea com o

mente ela estava lá. A Capadócia, um dos princi-

melhor da gastronomia turca. Ao lado dele na lista

pais centros de balonismo do mundo, abrange as

dos imperdíveis na Turquia estão o Reina, às margens

cidades de Göreme, Nevsehir, Uçhisar e Urgup, no

do Bósforo, e o Ullus 29, com sua cozinha contempo-

centro geográfico da Turquia. Suas “esculturas ao ar

rânea internacional e turca, além de sushi.

livre”, sempre contrastando com o colorido dos ba-

E os passeios imperdíveis na cidade? Anote: Palácio

lões que diariamente sobrevoam a região, atraem

de Topkapi, Mesquita de Santa Sofia, Mesquita Azul

turistas de todo o mundo.

- com mais de 20 mil peças de azulejos iznik, feitos

A paisagem foi criada através de séculos de erup-

à mão -, Hipódromo, Palácio Dolmabahçe, Estreito

ções. A lava e as cinzas expelidas pelos vulcões

de Bósforo e o mundialmente famoso Grand Bazar,

constituíram uma camada que ao longo dos anos

com mais de 60 ruas e quase 5 mil lojas espalhadas

foi sendo escavada com a ajuda do vento e das chu-

por uma área de 300 mil metros quadrados.

vas, formando as paisagens lunares que caracteri-

após uma restauração, partes da construção original

2013 .

67


Turismo

Dicas essenciais pra quem vai embarcar: - Quando ir As melhores épocas para viajar são entre abril e maio, quando Istambul fica coberta de tulipas e em setembro e outubro, quando as temperaturas giram em torno dos 15º C e as atrações estão menos lotadas. O fuso horário é de cinco horas a mais em relação a Brasília. - Documentos Para entrar no país, é preciso passaporte válido por no mínimo seis meses a partir do início da viagem. - Dinheiro A moeda local é a nova lira turca (YTL). Uma dica importante é a de levar sempre dinheiro zam a região. Com a chegada dos primei-

no bolso – euros e dólares podem ser trocados

ros cristãos, a vista foi enriquecida com a

nos câmbios locais -, já que muitos lugares não

construção de igrejas, mosteiros e cidades

aceitam cartão de crédito.

subterrâneas. Entre as opções de hospedagem, o Museu

- Roupas

Hotel é destaque, com localização privile-

Na Turquia, é interessante evitar roupas curtas

giada, vista espetacular e apartamentos

e decotes. Ande sempre com uma echarpe na

com decorações distintas, além do restau-

bolsa. Para entrar em alguns lugares, pode ser

rante “Lil’a”, dono de uma requintada gas-

preciso usar véu ou cobrir os ombros.

tronomia. Por si só, o hotel já é uma grande atração,

- Compras

mas nada comparado ao que se encontra

Em Istambul, aproveite para comprar joias de

fora. A visitas às capelas e igrejas na caver-

ouro e prata, bijuterias de Olho Turco, amuletos,

nas, o show dos Dervixes, o museu Göreme

pratos de cerâmica, luminárias coloridas,

Opena Air – Patrimônio Mundial da Unesco

azulejos, pashminas, tapetes, roupas de linho,

- e os famosos passeios de balão são ativi-

algodão e temperos. Para quem gosta dessas

dades imperdíveis na terra de São Jorge.

peças e especiarias, a cidade é o paraíso.

68

. 2013


Especial casa cor rn

O melhor da arquitetura e da decoração Fotos: Esdras Guimarães

P

ela primeira vez, a Casa Cor, o segundo maior evento de decoração e arquitetura do mundo – e o maior das Américas – desembarcou na capital do Rio Grande do Norte, Natal. Foram 7 mil m2 de inovação, mais de 45 dias de evento – com abertura

dia 7 de setembro -, cerca de 30 mil visitantes, uma extensa programação e, claro, diversos ambientes projetados por arquitetos potiguares. Reconhecido por apoiar o cenário local de arquitetura e decoração, o Grupo Artkasa Móveis esteve presente em 13 ambientes no evento. “Nosso grupo jamais poderia ficar de fora do grande evento que é a Casa Cor, tendo em vista que sempre incentivamos a evolução da arquitetura de interiores em nosso estado. A marca registrada de nossa empresa é justamente essa ousadia e atualidade em sintonia com tudo que acontece no mercado nacional e mundial. Foi, definitivamente, um marco para nossa cidade”, indica o diretor do Grupo Artkasa, Flávio Monte, ressaltando que o evento é uma importante vitrine e oportunidade para os profissionais potiguares, que através da Casa Cor se apresentam ao cenário nacional.

70

. 2013


Pátio de Entrada das Artes - Lara Guimarães, Larissa Marinho, Sara Andrade e Stephanie Melo

Em sua primeira edição, a Casa Cor Rio Grande do Norte 2012 homenageou personalidades potiguares, como o industrial Orlando Gadelha Simas, a jornalista e arquiteta Olga Krell, a cantora Roberta Sá, a modelo Fernanda Tavares e a esportista Virna Dias. Além de decoração e arquitetura, o evento foi permeado por arte, paisagismo, turismo, gastronomia, moda e cultura em um local emblemático e histórico: a antiga fábrica SAM´s, da SIMAS Industrial de Alimentos S.A, no bairro de Lagoa Nova. No Especial Casa Cor, conheça de perto os ambientes projetados por Lara Guimarães, Larissa Marinho, Sara Andrade e Stephanie Melo; Ginany Gosson; Graça, Mariana e Ana Clara Madruga; Ana Miriam Machado e Janice Diógenes; Gladys Fernandes; Brenna Morais, Monaliza Rodrigues e Raquel Viena; Catarina Ledebour, Heloisa Montenegro e Michele Maia; Andrea Cariello; Ana Louise Lamas; Ilzene Pereira e Sheila Lopes; Izabeline Dias e Nara Diógenes; Duda Almeida e Luiza Azevedo e Ana Paula de Paula.

2013 .

71


Lounge Animale - Ginany Gosson

Atelier do Gourmet Todeschini - Graรงa, Mariana e Ana Clara Madruga

72

. 2013


Loja Casa Cor e Espaรงo Mรกrmore - Ana Miriam Machado e Janice Diogenes

Loft de Fernanda Tavares - Gladys Fernandes

2013 .

73


Sala de Jantar do Jovem Casal - Brenna Morais, Monaliza Rodrigues e Raquel Viena

Saleta de Vestir - Catarina Ledebour, Heloisa Montenegro e Michele Maia

74

. 2013


Hall das Fotografias - Andrea Cariello

Cyber room - Ana Louise Lamas Gurgel de Oliveira

2013 .

75


Ilzene Pereira e Sheila Lopes

Escrit贸rio do Industrial - Izabeline Dias e Nara Di贸genes

76

. 2013


Banheiro Publico Masculino - Duda Almeida e Luiza Azevedo

CafĂŠ Cherry Pop - Ana Paula de Paula

2013 .

77


Gastronomia

Gastronomia com emoção Fotos: divulgação-Franc Khamel

Q

uando, aos 15 anos, o chef Christian Le Squer entrou em um barco pesqueiro com o sonho de ser marinheiro, certamente não imaginava

que o mar influenciaria muito seu trabalho, mas que seu ofício seria desenvolvido longe dali. O francês, há dez anos agraciado com três estrelas no guia Michelin – o mais importante prêmio da culinária internacional -, deu seus primeiros passos na carreira de chef quando se juntou à tripulação do “Vannes Hotel School”. Foi a bordo do navio escola que ele descobriu a cozinha, deixando para trás seus dias no mar. “Ali aprendi o que era receber bem, mesmo num barco de pesca. A partir de então, já sabia o que queria fazer: ser cozinheiro. A gastronomia entrou na minha vida também porque amo comer”, explica. Nascido na região da Bretanha, na costa norte francesa, Le Squer passou pelas grandes cozinhas francesas, desenvolvendo e aprendendo técnicas no país que exporta talentos na gastronomia. Depois de integrar a equipe de restaurantes como o Le Divellec, Lucas Carton, Taillevent e o Ritz, recebeu sua primeira estrela no Michelin trabalhando no Opéra Restaurante, ainda em 2002. Discrição, originalidade, bom gosto, requinte e, claro, sabores ines-

78

. 2013

Le Squer: foi no mar que o chef descobriu sua paixão pela cozinha


quecíveis são características de sua cozinha desde a primeira vez que criou um prato e foram esses os fatores indispensáveis para ter o reconhecimento do guia Michelin, conquista que definitivamente não estava nos seus planos. “Nunca pensei ‘quero ser um chefe três estrelas’. Na verdade, tudo fluiu de uma maneira muito natural”, avalia, sem perder a humildade, Le Squer. Aliás, uma conversa rápida com o chef – que esteve em Natal a convite da Universidade Potiguar -, já revela que os sabores são sua grande paixão, mas

2013 .

79


Gastronomia

o seu trabalho é regido em primeiro lugar pela emo-

viagens que já fez pelo mundo, sempre procurando

ção. “O que persigo sempre na gastronomia que

conhecer o que caracteriza o sabor de cada local.

faço é que as pessoas sintam uma emoção diferen-

Tanto é que não cansa de repetir uma de suas fra-

te ao comer. Algo único, um sentimento exclusivo”,

ses preferidas: “a gastronomia é como a música: se

diz. E para alcançar esse objetivo, ele nunca este-

você conhece a base, pode criar”. Na Bahia, apai-

ve sozinho: todos os dias, um verdadeiro batalhão

xonou-se pelo dendê. Em Natal, escolheu a lagosta

de avental branco trabalha em pesquisas, testes e

como sua preferida.

criações junto com ele. “Me sinto como um arquite-

Sobre a gastronomia brasileira, inclusive, tem uma

to em uma grande construção. Tenho uma grande

ótima impressão. “A evolução é impressionante e

equipe que trabalha comigo e que me permite pro-

percebo isso principalmente em relação à matéria-

var, criar e aprovar novos sabores”.

-prima. Hoje, chefs de todo o mundo buscam pro-

Apaixonado pelo mar, Le Squer não abre mão de

dutos brasileiros para seus pratos. Se pudesse dar

conhecer todos os produtos que compõem os seus

um conselho aos chefs daqui, seria o de conhecer a

pratos, que têm o peixe como carro chefe. As re-

fundo a cozinha regional”, aposta o francês.

ferências para suas criações vêm das incontáveis

Toda essa bagagem gastronômica – e, por que não

80

. 2013


2013 .

81


“O que procuro sempre na gastronomia que faço é que as pessoas sintam uma emoção diferente ao comer. Algo único, um sentimento exclusivo”.

dizer, cultural, Le Squer leva para o seu restaurante Ledoyen, que não poderia ter localização melhor: no coração da Avenida Champs Elysées, em um prédio de 200 anos de história. A casa foi agraciada por cinco anos consecutivos com três estrelas pelo guia Michelin e é hoje a expressão do que existe de melhor para o paladar em Paris, a cidade que é lar dos mais premiados restaurantes do mundo. E se alguém pensou que todo esse reconhecimento intimida, errou. A meta do chef é diária, e, segundo o próprio, um tanto mais complicada que as três desejadas estrelas. “Posso dizer com toda certeza que o mais difícil é fazer com que a pessoa se emocione, sinta a emoção da comida. Quando vejo que as pessoas comem no meu restaurante e saem sorrindo, eu sei que, verdadeiramente, estou realizado”. Na cozinha de Le Squer, a combinação para receita perfeita inclui gastronomia e emoção.

82

. 2013


Estilo de Vida

Navegando no luxo FOTOS: Divulgação

N

as próximas férias, que tal aproveitar as maravilhas que só um cruzeiro em alto-mar pode oferecer? Considerado uma das principais opções para quem que fugir das pressões do dia a dia, o cruzeiro pode ser uma inesgotável fonte de inspiração e aventura. Segun-

do especialistas, não há maneira mais tranquila de visitar, em uma mesma viagem, várias cidades, já que não existe a necessidade de arrumar as malas cada vez que o destino mudar. Se a ideia lhe agrada, a Revista Artkasa lista 4 cruzeiros exclusivos e mergulha em cada um deles para saber o que reservam de mais atrativo. Neles, o passageiro tem à disposição restaurantes com menu assinado por chefs renomados, excursões em terra, serviço de mordomo, refeições íntimas servidas na cabine, entre outras exclusividades. Navegue!

Seadream O Seadream opera no Mediterrâneo, Ilhas Gregas, Turquia, Croácia, Caribe, norte da Europa, Báltico e Noruega. Entre os benefícios que oferece estão o spa tailandês, simulador de campo de golfe, cinema sob as estrelas e ainda um programa exclusivo que serve caviar e champanhe na praia. Mas a oferta de prazeres não para por aí: quem viaja pelo Seadream ainda pode aproveitar mimos como roupa de cama belga e massagem no convés. Relaxante, não é mesmo? E nem é preciso ficar preocupado com horários. As refeições são no estilo “open seating”, sem horário fixo ou mesa reservada.

84

. 2013


Seadream

Para ter certeza de que o viajante terá acesso a

para vinhos e bebidas alcóolicas premium ao lon-

todas essas experiências, o cruzeiro disponibiliza

go de toda a viagem? Com cabines de até 186 me-

apenas 122 vagas, o que torna o ambiente seleto

tros quadrados - todas com varanda e cama queen

e descontraído. O serviço é praticamente persona-

size - o navio oferece programa de entretenimento

lizado, com um tripulante para cada 1,2 passagei-

completo e serviço de mordomo nas categorias su-

ro. Se você sempre sonhou em andar nas ruas de

periores. Apesar de disponibilizar acomodação para

Santorini, desfrutar da vida noturna em St. Tropez,

700 passageiros, a relação tripulante/hóspede é um

nadar nas águas bioluminescentes de Mosquito Bay

achado: 1,6 tripulante por aventureiro.

ou dormir sob as estrelas em uma cama dos sonhos

Na cartela de serviços, destaque para uma varieda-

em Bali, essa é a sua chance!

de de tratamentos que inclui massagens, aromaterapia, cuidados com a pele e esfoliações, tudo isso

Mais informações:

proporcionado pelo spa Canion Ranch, um dos mais

(11) 3799-4000

conceituados dos Estados Unidos. A Regent Seven

www.seadream.com

Seas Cruises, empresa responsável pelos cruzeiros, oferece ainda roteiros por outros 3 barcos: o Navi-

Seven Seas Mariner

gator, o Voyager e o Ships.

O percurso do navio Seven Seas Mariner é de tirar o fôlego: Istambul, Atenas, Rio de Janeiro, Veneza. E

Mais informações:

que tal passear por todos esses lugares e ainda con-

(11) 2275-7703

tar com um programa “all inclusive”, válido também

www.rssc.com

2013 .

85


Estilo de Vida

Seven Seas Mariner

Paul Gauguin Quer ter acesso privativo a lugares paradisíacos? Quer um bufê de grelhados preparados na areia? Então sua opção é o navio Paul Gauguin. Recém-revitalizado, o navio-iate foi desenhado especificamente para operação no Taiti e no sul do Pacífico, e tem capacidade para 332 passageiros, com proporção de 1 tripulante para cada 1,5 passageiro. À disposição dos navegantes, uma lista quase sem fim de privilégios: spa, cassino, piano bar, galeria de arte com artefatos da cultura polinésia e marina retrátil na popa, para a prática de esportes aquáticos, como caiaque e windsurf. Entre os destinos do navio, alguns dos lugares mais procurados pelo aventureiros: Taiti, Bora Bora e Ilhas Fiji. Mais informações: (11) 2275-7703 www.pgcruises.com

Azamara Club O Azamara Club, da Royal Caribbean, é conhecido pelo serviço impecável, gastronomia de alta qualidade e imersão nos destinos de parada. Isso porque um dos principais

86

. 2013


Paul Gauguin

diferenciais do navio é ficar mais tempo nos pontos de parada, para que os hóspedes absorvam mais da cultura e da história locais. A presença de guias especializados garante que o passageiro terá um viagem não só de diversão, mas de ampliação do conhecimento. As rotas variam: América do Sul, incluindo Brasil e Argentina, passando por Punta del Este e Montevidéu. O navio tem capacidade para 694 viajantes, com média de 1,7 tripulante por passageiro, e oferece serviço de quarto, três restaurantes, sala de estética, bar, café, sushi, piano bar, cassino, piscina, loja e spa. Se preferir, o passageiro pode se cadastrar no Azamara Club, onde terá acesso a serviços de check-in, reserva de vagas e assistência personalizada. Mais informações: (11) 4949-3100 www.azamaraclubcruises.com

Azamara Club


Tecnologia

A

Design que engana os olhos Engana-se quem pensa que as criações de Philippe Starck resumem-se aos móveis. O designer francês já se aventurou pelo mundo das motos e, acredite,

Artkasa faz uma

até das torradeiras. Dentre todas essas peças está

seleção de produtos

o relógio minimalista “Veiled Watch”, criado em

que unem luxo,

parceria com a marca Fossil. Olhando rapidamente, é difícil perceber

design e tecnologia.

a diferença entre o cristal e a pulseira do relógio, “ilusão” permitida

Impossível não

graças a uma face translúcida que cobre parcialmente os ponteiros.

desejar um deles!

O preço? Em média US$247.

Tecnologia com a marca BMW Nem só de carros vive a BMW. A marca alemã de automóveis desenvolveu o mouse futurista Level 10 M, pensado especialmente para quem costuma passar horas na companhia de jogos de computador. O gadget lembra um carro esportivo, é leve, possui refrigeração, ajustes de peso e inclinação da mão do jogador, além de um software que ajusta a velocidade de resposta de acordo com o game. O produto, desenvolvido em parceria com Kai Schäfer, considerado o melhor jogador profissional da Alemanha, está à venda por US$ 99.

Moto vestida pela Hermès Que tal uma das motos mais potentes do mundo revestida pela grife Hermès? A ideia virou realidade com a Yamaha VMax, avaliada em US$ 32 mil e com carenagem revestida em couro de búfalo, desde os canos de escapamento até o painel de controle. Com motor de 1.679 cc, a moto atinge até 230 km/h e vem equipada com freios ABS e controle eletrônico do acelerador. Apenas uma unidade da VMax foi fabricada e, por enquanto, não há planos para uma série especial.

88

. 2013


Adega dos sonhos A tradição francesa em vinhos e a inovação de uma líder em design resultou na exclusivíssima adega Veuve Clicquot Vertical Limit, criada pela Porsche Design Studio. Foram desenvolvidas apenas dez edições da peça, feita à mão em aço escovado, com 2,10 m de altura por 60 cm de largura, 12 prateleiras iluminadas individualmente e um sistema de refrigeração que deixa os vinhos sempre a 12ºC, padrão da Veuve Vlicquot. Dentro dela, 12 garrafas de uma coleção rara da marca francesa, das safras de 1955 a 1989. Uma ótima surpresa para quem desembolsou nada menos do que R$ 237 mil para ter o prazer de levar uma edição dessa obra de arte para casa.

Pentax que vale ouro Duas ocasiões especiais impulsionaram a produção da nada discreta “Pentax LX Gold Edition SLR”: a primeira em 1981, quando a marca atingiu 10 milhões de câmeras vendidas; e a segunda em 2006, quando comemorou 60 anos. No total, foram produzidas 300 unidades da câmera revestida por couro de lagarto, ouro 18 kilates e acompanhada de uma caixa

de madeira

forrada com tecido vermelho e mais um par de luvas de seda para manusear o equipamento. Nesse caso específico, os materiais chamam mais atenção do que as próprias qualidades técnicas. Uma peça de colecionador que certamente vale ouro.

Mais futurista, impossível Desenvolvido pelo chinês Yuhan Zhang, de 21 anos, o “Volkswagen Aqua” parece ter saído de um filme de ficção científica. O estudante de Design Industrial criou o conceito para um concurso de carros off-road promovido pela Volkswagen e surpreendeu pelo design arrojado, minimalista e bem futurista. De acordo com o seu projeto, o Aqua tem capacidade para andar em qualquer terreno, incluindo lagos, rios e áreas costeiras, possui um bi-motor híbrido (hidrogênio e eletricidade), que não polui o meio ambiente, e comporta duas pessoas. Só resta perguntar: será que um dia o carro vira realidade?

2013 .

89


Empresa amiga dos animais

www.institutosierra.com.br

Foto: Sierra M贸veis/Rafael Pires - Arquiteta F谩bia Vilela


w w w . s i e r r a . c o m . b r


Revista Artkasa Ed.06  

O grupo Artkasa tem a honra de comunicar aos quatro cantos o seu mais novo projeto: uma revista que é um luxo só! Assim como a Artkasa escol...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you