Issuu on Google+


noivas by mr. lee

Rua Edson Ribeiro, 296 – Salgado Filho – Aracaju/SE – Tel.: (79) 3246-6885 – francenadja@uol.com.br


Vestido Noiva Chic


sumário maio/junho 2012

12

18 28

Guto Carvalho Neto

20

A modelo sergipana que chegou lá!

Chic e contemporâneo

08 12 18 20 26 28 36 38 40 46 48 52

26

revista IN 6.indb 4

Sapatos

Noiva Chic

54 56 58 64 66

Por dentro Guto Carvalho Neto Noiva Chic A modelo sergipana que chegou lá! Sapatos Chic e contemporâneo Um SOS para ficar mais bonita Cuidados com o couro No país da TPM Vá à luta! Direitos para uma nova família Austrália, o paraíso do outro lado do mundo Herson Capri Uma vida devotada à cultura Pastel da Jane Agenda Cultural Spin Fashion

21/05/2012 18:57:02


Shopping Riomar, 2ยบ piso

revista IN 6.indb 5

|

Tel: 3231-1474

|

www.facebook.com/ChecklistAju

21/05/2012 18:57:03


Editorial

Para uma it girl de verdade

U

m dia desses me deparei com a questão do it. A verdade é que ser it girl virou o sonho de muitas mulheres. E aí, vejam que doidice, lendo uma coluna cultural de Clarice Lispector da década de 70 descobri que o fenômeno do it não é nada recente. Ela referendava Clara Bow, a It Girl do cinema, e explicava que it é

algo indefinível, que independia da beleza. “É algo que atrai, um magnetismo que está ali, e não se sabe como e porquê. It é o que todas as mulheres gostariam de ter. Vale mais que beleza!” A moda é totalmente it. O paradoxo gira em torno do consumo que ela

Capa: Ana Catarina veste Noiva Chic Foto: Natan Fox

fomenta. Até que ponto devemos inflamar tanto desejo, canalizar tanta ansiedade numa it bag ou it peça de roupa? A felicidade fugaz não vai além. Penso que vivemos a era da beleza, da conquista da sedução plena, independente de idade. Não dá pra ser aparência sem evidenciar. Para ser uma it girl é preciso transcender personalidade, ser legítima consigo mesma, apoderando-se não só da moda, mas do próprio olhar sobre as coisas, sendo mais sagaz e vivaz! A IN de nº 6 foi feita para uma it girl de verdade. Nesta edição, vamos mergulhar no mundo de Guto Carvalhoneto, um designer de moda, que pensa moda como artista e desenha uma mulher forte, dona de si e misteriosa. Vamos trazer um especial sobre noivas, para inspirar a escolha do vestido dos sonhos. Em Comportamento, vamos discutir o novo modelo da estrutura familiar, a união estável homoafetiva, que foi reconhecida pelo STF, que avança a democracia brasileira e os direitos dos casais gays. A IN também vai falar de moda na sua linguagem, com um editorial perfeito para vesti-la em qualquer ocasião no inverno. Vamos trazer a cobertura completa do La Mode Vila Antonella, um evento que atraiu um montão de it girls de Aracaju, que exibiu o despertar e a vitalidade do mercado da moda de Sergipe. Em Insight, uma entrevista gostosa com o galã das novelas Herson Capri. Em gastronomia, a melhor receita de amor do Pastel da Jane ou Jane do Pastel, que conta sua doce relação com a culinária. Turismo na Austrália e muito, mas, muito mais!

Robert a Nasciment o EXPEDIENTE | DIREÇÃO GERAL JONATAL SOUSA E LEONARDO MITTARAQUIS | DEPARTAMENTO COMERCIAL LÍDICE RODRIGUES ((79) 9902-7763), MEIRE MITTARAQUIS ((79) 9828-9435) | PROJETO GRÁFICO, EDITORAÇÃO E TRATAMENTO DE IMAGENS LEONARDO MITTARAQUIS, JOSUÉ JACKSON E GLAUCOS RIBEIRO | EDITORA-CHEFE ROBERTA NASCIMENTO | DIREÇÃO EXECUTIVA DE MODA VALÉRIA RAMOS | PRODUÇÃO RENATA RIBEIRO | COLABORADOR EDUARDO MOURA | FOTOGRAFIA NATAN FOX E MARTHA OLIVEIRA | TIRAGEM 5.000 EXEMPLARES | A REVISTA IN É UMA PUBLICAÇÃO DA EDITORA E GRÁFICA ARTEAMBIENTE LTDA, COM CNPJ 09.454.712/0001-55. A EDITORA ARTEAMBIENTE NÃO SE RESPONSABILIZA POR CONCEITOS EMITIDOS EM ARTIGOS ASSINADOS. MARÇO E ABRIL/2012. INFORMAÇÕES TEL.: (79) 3231-3475 OU ARTEAMBIENTE@ARTEAMBIENTE.COM.BR

ERRATAS DA EDIÇÃO ANTERIOR • Na seção Sociedade, página 52, A grafia correta do nome da jornalista SUSANE VIDAL, é com s e não com z; • Na seção Acessórios, página 28, algumas peças saíram com o nome Angela Costa, mas é Carolina Costa • Créditos da maquiagem da capa: Mr. Lee

6 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 6

21/05/2012 18:57:09


Rua Celso Oliva, 128 - 13 de Julho Tel.: 79 3214-4922 | 79 9856-1412 graffitmodas@uol.com.br www.maisongraffit.blogspot.com Facebook: graffitmodas@uol.com.br

revista IN 6.indb 7

21/05/2012 18:57:11


POR DENTRO

Coleção Golden Hat por Kate Winslet A Lancôme traz uma coleção especialmente criada para Kate Winslet e, com sua venda fará uma doação para a Fundação Golden Hat de 150.000 euros.

L’absolu Rouge Le Vernis Poudre Lumière Edição Limitada

Club Store Nada fica melhor no corpo do que a liberdade. Pensando nisso a Club Store, no mercado há 8 anos, busca sempre novidades para atrair suas clientes. E nesta coleção outono/ inverno investe na grife Osborne, com um jeans clássico e super leve, visando o conforto e a praticidade de toda mulher. A Club Store encontra-se na Rua José Ramos da Silva, 228, 13 de Julho, tel.: 3246-6030.

Linha Zigue-Zague da Missoni para Bric’s Para quem é fã do zigue-zague icônico da Missoni, poderá tê-los também estampados em malas de viagem. A parceria das duas marcas italianas possuem duas versões, em nylon e PVC, disponível nas cores azul, marrom, preto e rosa. As malas já estão à venda no Brasil.

Evidência, moda feminina com estilo A Evidência está com muitas novidades para o inverno 2012. As apostas quentes estão na coleção da Folic e Anneline, marcas tradicionalmente conhecidas por sua elegância e estilo. Rua Ananias Azevedo, 184, loja 4, Galeria Center 13, Aracaju/SE. Tel. (79) 3246-3066. 8 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 8

21/05/2012 18:57:13


MAZ chega a Aracaju Referência mundial, a grife MAZ Brasil traz o seu estilo único à Aracaju. Muito mais do que uma sapatilha, a Maz é dobrável, leve, pode ser lavada à máquina e possui mais de 2500 combinações de cores, tudo com muito estilo e conforto. No Shopping Rio Mar, o público poderá conhecer o mix de produtos unissex (a partir do numero 17 até o 46) da marca que alia liberdade e flexibilidade. A Maz está presente em nove países e é referência nesse segmento. A MAZ Aracaju fica localizada no Shopping Riomar, 2º Piso, tel.: (79) 3179-8980

Villela Produções Aracaju tem sido palco para grandes produções, graças a um quarteto muito competente formado por Teo Santana, da Teo Santana Produções, Bruno Oliveira da Mac2 e André Villela, da Villela Produções, com a assessoria de Flávia Oliveira, da Zeca Comunicação. A exemplo da peça ‘Conversando com mamãe’, sucesso de bilheteria em todo o país, com os atores Herson Capri (foto) e Beatriz Segal.

After Work e After Party

6º Workshop Casar-SE Vai casar? Então você não pode perder o 6º Workshop Casar-SE que acontece nos dias 15 e 16 de junho, no Centro de Convenções. Exposição de produtos e serviços, desfiles, talk shows e uma palestra especial com a blogueira especialista em casamento Constance Zahn. Vale conferir! www.casar-se.com.br

Que tal ter os cabelos perfumados e exuberantes mesmo quando isso parece impossível? After Party e After Work são os perfumes hidratantes da Mutari especialmente desenvolvidos para os cabelos. Hidratam e conferem maciez, briho e perfume aos cabelos. Possuem substância neutralizante de odores desagradáveis (fumaça, churrasco, gordura, poluição). E com PCA sódico e algas, protegem os fios contra desidratação. Seu jato seco pode ser usado até mesmo em cabelos escovados, sem precisar de enxágue. Os produtos Mutari você encontra na Casa da Beleza na Rua Frei Paulo, 201, São José, Aracaju/SE, tel.: (79) 3214-8578 / 8107-6770. | MAIO/JUNHO 2012 | 9

revista IN 6.indb 9

21/05/2012 18:57:15


Veluma Agora já é possível encontrar a marca de calçados Carolina Martori em Aracaju. Além de sapatos, a marca tem uma linha de bolsas para agradar a todos os estilos. À venda na Veluma, localizada na Rua Ananias Azevedo, Galeria Center 13, loja 52, 13 de Julho. Tel: (79) 3246-6685.

Coleção outono/inverno 2012 Andara Todas as tendências da estação você encontra na Andara. Além das marcas Ninna e Linda de Morrer, a loja ainda traz o que há de novo em sapatos e acessórios, numa loja ampla, confortável e com excelente atendimento. A Andara fica na Rua Armando Barros, 56, Luzia, Aracaju/SE. Tel. (79) 3217-1625.

Vai ficar ainda melhor! Anderson Adler é conhecido por fotografar exclusivamente books. Ele se destaca como um dos melhores fotógrafos do Estado (e por que não do país?). Por seus lindos trabalhos com crianças, gestantes, famílias, debutantes e seus famosos ‘glams’! Aliado ao talento nato da fotografia, ele se diferencia por produzir seus trabalhos: “conhecer o estilo de cada pessoa é fundamental, para aprimorá-lo ou ainda dar um outro estilo ao qual a cliente nunca se imaginou. Quem me diz até onde devo ir é a cliente, mas gosto que minhas clientes saiam do estúdio se sentido verdadeiras divas de hollywood”, afirma. Para isso, utiliza bons equipamentos e iluminação adequada num stúdio pra lá de badalado! Incansável por conhecimento, está de malas prontas para passar 6 meses em londers aperfeiçoando ainda mais as suas técnicas. E para nossa felicidade, anderson vai publicar algumas de suas fotos e mostrar um pouco desse novo projeto, aqui, na in a partir das próximas edições. Não percam! E quem já quiser garantir sua vaga, é só ligar para o número (79) 99998977.

Movimento Fale de Moda A Primo Passo – Design. Moda. Marketing apresenta o Movimento Fale de Moda, e por meio dele pretende iniciar um processo de fomento à profissionalização da moda em Aracaju, reunindo profissionais como: estilistas, desenhistas de moda, vitrinistas, jornalistas, fotógrafos, blogueiros, empresas (indústria e comércio) e seus anônimos amantes para falar, ensinar, aprender, discutir, gerar ideias e incrementar esta atividade, tão envolvente, economicamente ativa e mutante em nosso Estado. À frente do projeto está Rose Prado, formada em moda há 13 anos pela Universidade Cândido Mendes. Ela já realizou alguns trabalhos desde que chegou a Aracaju e planeja mexer ainda mais no mercado da moda em Sergipe! Aguardem!

10 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 10

21/05/2012 18:57:17


revista IN 6.indb 11

21/05/2012 18:57:18


fashionista

12 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 12

21/05/2012 18:57:22


Alma

em tudo que cria

Por Roberta Nascimento

A verdade de Guto Carvalhoneto é a da moda feita para surpreender. Baiano de Paulo Afonso, este designer de moda chama atenção dos críticos do país com peças que transcendem a paisagem déco nordestina

Guto Carvalhoneto na concentração para o lançamento da coleção 02

| MAIO/JUNHO 2012 | 13

revista IN 6.indb 13

21/05/2012 18:57:27


A

relação de Guto Carvalhoneto com a moda veio um pouco tardiamente se comparada à de alguns estilistas que cresceram numa sala de costura, acompanhando a mãe ou a avó. Felizmente, a arte é algo que está arraigado na essência de um artista. Nem sempre é pura experiência táctil. Aliás, vai muito além. Com um trabalho primoroso, esse designer de moda mensura em suas peças uma poesia estética que transcende à moda a paisagem déco nordestina. Baiano de Paulo Afonso, mas criado em Rodelas, cidadezinha do sertão da Bahia que imergiu nas águas do Velho Chico, Guto carrega em suas criações cinema, fotografia, arte e as reminiscências de sua infância, onde dizia viver eternamente num filme de Felini ou num livro de Jorge Amado. “Ter vivido e estudado em Paris me deu a certeza de que não importa onde nascemos ou de onde viemos, o importante é como decodificamos o mundo em que vivemos e minha marca é isso, por isso leva o meu nome. A Guto Carvalhoneto apresenta a roupa na sua mais pura essência, a essência da verdade, seja no acabamento primoroso de cada peça,

seja na forma de criação, nascida realmente de um grafite e uma folha em branco, transformada em realidade através do trabalho de profissionais de modelagem e costura que trabalham felizes por entenderem e terem o prazer de fazer aquilo”, explica o designer. A paixão pela moda Guto conta que foi descobrindo a moda ao passo que a vendia, mas sabia que aquilo não era o seu forte, pois gostava mesmo era da reação que esse universo lhe causava. “Eu sempre entrava nas histórias que cada estilista contava, materializava aquele sonho e às vezes perdia horas com uma cliente, tentando costurar aquele sonho,  enquanto o que a loja queria era que trabalhasse o texto varejista, rss”. A experiência foi determinante para fazer com que o estilista buscasse a formação acadêmica para sair daquele ciclo. O varejo, no fim das contas, acabou ajudando a bancar os estudos na área de Designer de Moda pela Universidade Candido Mendes, no Rio de Janeiro. “Entrando na faculdade, vi que aquilo era o que realmente buscava na

Coleção 02, inspirada no universo luminoso e atraente do pintor holandês Johannes Vermeer

14 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 14

21/05/2012 18:57:31


| MAIO/JUNHO 2012 | 15

revista IN 6.indb 15

21/05/2012 18:57:33


vida, principalmente quando assistia às aulas de História da Moda e História da Arte. A Arte respondeu todas as minhas questões existenciais”, ressalta. A reação positiva dos amigos e professores, a cada aula e trabalho apresentado, sinalizava que estava na direção certa. O resultado de sua dedicação multiplicava novos horizontes. “Quando apresentei o meu trabalho final para uma banca examinadora, obtive um resultado que nem eu esperava e recebi muita força dos meus professores e de uma amiga que não tirava da cabeça a história de que eu tinha que ir passar um tempo em Paris para aprofundar meus estudos e ver a moda dentro do seu próprio berço. Foi o que fiz!”. Guto aprofundou seus estudos no Studio Berçot, em Paris, onde viveu por um ano. Fez parte da equipe da Longchamp e foi lá, estagiando com o grande amigo Fernando Nunes, hoje decor da Chanel, que o designer descobriu também a gran-

Cortes precisos e tecidos tecnológicos para valorizar as curvas femininas

de paixão pelo mobiliário de arte. Em 2010, de volta ao Brasil, abriu sua própria marca para vestir uma mulher sofisticada, que zela por roupas com perfeição no acabamento, no corte e gosta de usar texturas como linho, sedas e veludos. No ateliê, os tecidos, preferencialmente, são importados de fornecedores que abastecem marcas como Givenchy, Valentino e Bottega Veneta. “Não existe nada mais desagradável que vestir algo que não gostamos e isso acontece hoje em grande escala com a explosão do fast fashion .Eu ando na direção contrária, quero que a mulher encontre a roupa e não que a roupa a encontre”, destaca o designer. Coleções de arte As coleções do designer são multitemáticas. Como artista, entra em catarse a cada coleção. Guto explica que o processo de criação, geralmente, chega às madrugadas, juntando imagens dos livros de arte, de fotografia, às vezes assistindo filmes da sua viciada coleção. Tudo para montar à mesa o quebra-cabeça das roupas que vão nascer. “Quando mostro aos meus amigos, muitas vezes devem achar confuso, mas tá tudo resolvido. Escolho os tecidos que me encantam, depois parto para os croquis. Estou na coleção 02. Elas não são pautadas em estação, são numeradas, pois enquanto atelier, faço roupa para durar e para ser usada mesmo”. Ele explica que sua maior preocupação como estilista é absorver o compromisso consigo mesmo. Todo estilista ou profissional de moda, em sua avaliação, seja de que área for, precisa saber que o mercado proporciona a cada profissional sua dor e seu prazer. “Cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é”, como diz Caetano Veloso em sua música Dom de Iludir. Da dificuldade de ser um jovem criador e produtor de moda num país, onde grandes empresas se unem para monopolizar toda máquina produtiva, é que temos que ter muita coragem e matar um leão por dia”, resume.  A verdade de Guto Carvalhoneto é a da moda feita para surpreender. “É o sonho de todo artista”. A mulher reina absoluta vestindo suas pe��as. Transforma-se. Em sua última coleção, inspirada no universo luminoso e atraente do pintor holandês Johannes Vermeer, a explosão de cores do lapis lazuli aos terrosos, sobre tecidos tecnológicos (neoprene e plastic touch) na experimentação de recortes geométricos, encantou mulheres confiantes e jornalistas da moda como Joyce Pascowitch e Lilian Pacce. E a crítica está de olho! Apesar de Guto nutrir laços afetivos em Sergipe, infelizmente, as aracajuanas fissuradas por moda terão que viajar para vestir suas roupas. Por enquanto, as peças de Guto Carvalhoneto são encontradas somente em seu Atelier em Ipanema e na Multimarcas Dona Coisa, no Rio de Janeiro. Todas as peças podem ser vistas no site da marca www.gutocarvalhoneto.com e também em sua fan page Guto Carvalhoneto (Roupas). Ele garante que já existe um contato prévio com uma multimarca de Aracaju e será um grande prazer ter suas peças na cidade onde vive a sua mãe. “É como se tivéssemos mais pertinho um do outro”.

16 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 16

21/05/2012 18:57:34


Av. Anízio Azevedo, 675 – Sala 04 (Térreo) Centro Médico Luiz Cunha - Salgado Filho Tel:. (79) 3246-6103 | 9924-1514 Calçadão Laranjeiras, 307 Rua do Turista – Sala 05 Centro (Antiga Rua 24 Horas) Tel:. (79) 3211-3282 | 9924-1514 kellygovasque@hotmail.com

revista IN 6.indb 17

21/05/2012 18:57:37


capa

“Dizem que ao passar do tempo, todo relacionamento vai se desgastando. O meu relacionamento com a Moda Noiva é como o vinho, que melhora a cada ano. Sou apaixonada pelo que faço e não meço esforços para realizar o sonho de toda noiva no seu grande dia”

Proprietária da Noiva Chic

Vestido contemporâneo em zibeline. Exclusividade Noiva Chic

Noiva Chic

Vestindo gerações revista IN 6.indb 18

21/05/2012 18:57:39


Vestido clássico em gazar de seda, com antilha em tule point sprit, com aplicação de renda francesa

Véu em tule francês

Vestido de linha fashion, em tafetá de seda, com babados em organza de seda

DIREÇÃO EXECUTIVA DE MODA: VALÉRIA RAMOS FOTOGRAFIA: NATAN FOX MODELO: ANA CATARINA CABELO E MAQUIAGEM: André Costa LOCAÇÃO: CELI DECORAÇÕES BOUQUET: LICO CARDOSO

Noiva Chic Tel.: (79) 3211-9077/3211-9656 Rua Itaporanga, 85 - Centro

revista IN 6.indb 19

21/05/2012 09:50:09


entrevista

A modelo sergipana

que chegou lá!

Revistas e desfiles pelo mundo inteiro destacam a beleza da Top Model internacional Mariana Almeida Por Renata Ribeiro

M

eninas magrinhas e sem graça na infância se transformam em mulheres cheias de curvas na adolescência. Braços e pernas compridos logo chamam atenção. Elas ganham altura e as piadinhas que ouviam quando crianças já não são as mesmas. Talvez um pouco desengonçadas, na maioria das vezes suas amigas da mesma idade são menores e mais cheinhas. E uma dúvida que atinge centenas dessas meninas: seguir ou não a carreira de modelo profissionalmente. O percurso e a rotina de trabalho de uma modelo não são nada fáceis. E quem nos conta sobre essa trajetória de alegrias e surpresas é a top model internacional Mariana Almeida, sergipana, que chegou lá! Geralmente a carreira das modelos começa bem cedo. Mariana que o diga, aos seis anos de idade participava de desfiles de uma marca de roupas infantis no Lions Club, que seus pais faziam parte. Aos dezesseis anos foi a vez de dar um passo maior, começou a disputar concursos de beleza e foi eleita em primeiro lugar no concurso da Agência Ford Models em Forta-

leza. Até completar vinte anos, quando se mudou do Brasil, fez trabalhos através de agências locais para terminar seus estudos. Ainda chegou a ingressar na Universidade de Psicologia, cursando até o terceiro período. Com a idade mais madura e medidas perfeitas, logo aconteceu o inevitável, foi convidada pela maior agência de modelos de Hong Kong, a Starz People para fazer parte do seu casting. Na mesma época, sua mãe estava se recuperando de uma cirurgia e decidiu, então, só viajar após a sua melhora e a com certeza de que estava tudo bem. Aos vinte e cinco anos, 1.75cm de altura, 84 cm de busto, 61 cm de cintura e 88 cm de quadril, Mariana tem realizado trabalhos importantes e expressivos, elevando seu currículo como uma das melhores tops do momento. Foco no trabalho Seu primeiro trabalho foi para a Milk, uma revista semanal de Hong Kong que também é publicada em outras cidades como Cingapura e Beijing. Desfilou nessa mesma época para a marca Quicksilver e fez um evento interessante para uma das

20 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 20

21/05/2012 09:50:09


Marco Castellani e Renata Milano: black Light studio

| MAIO/JUNHO 2012 | 21

revista IN 6.indb 21

21/05/2012 09:50:11


Omar Macchiavelli

maiores companhias de charuto no mundo! Depois, na Malásia, trabalhou com a Aigner e a Millenium Group de NY para um desfile de grandes marcas como Just Cavalli, Emilio Pucci e saiu em revistas como Style, Seventeen, Cleo, além da campanha para a loja de departamentos ISETAN, fazendo vários trabalhos por lá. Entre inúmeros catálogos de roupas, lingerie e embalagens de meia calça, fez seu primeiro comercial para a famosa marca Head&Shoulders. Na Tailândia fez seu primeiro fashion week e o primeiro vídeo clip para uma Banda de renome e muito respeitada no país, chamada Body Slam (o vídeo está com subtítulos em inglês no YouTube, a musica é ‘Oak hu’). “Antes de voltar para Brasil as pessoas já me reconheciam na rua e pediam autógrafos”, afirma Mariana. Em Shanghai foi aonde começou a fazer frequentemente outras campanhas e suas primeiras capas de revista. Ninguém a segurava mais. Hoje a agência que representa internacionalmente a top é a Time Models, em São Paulo. Trabalha ainda com a Andrews Models na Malásia, a Model Management em Hong Kong, a Fusion em Beijing, a JOY em Milão e a Body and Soul em Viena. Mas pensa que foram os únicos países que Mariana conheceu? O passaporte da moça está para lá de carimbado. Desde 2006 que viaja mundo afora fazendo trabalhos também na China, Japão, Guangzhou, Shenzhen, Hangzhou e Sanya, uma praia bem conhecida na China, Dubai, Alemanha, Hamburgo, Munique, Paris e Milão. Atualmente encontra-se na Indonésia, Jakarta. A intensidade de trabalhos e campanhas preenche um pouco a saudade de casa. Mariana não vem ao Brasil desde 2009. Ao falar de suas últimas atuações, ela é só sorrisos! E não é para menos, recentemente foi capa da revista L’OFFICIEL de Paris, em Dubai, trabalho este que marcou e que foi bastante gratificante em fazer, conta. Já foi capa também da INDULGE, YA HALA em Dubai, ICreate (revistas publicadas também nos Estados Unidos) essa última fotografada por Michael Cools, um dos mais importantes nomes da fotografia na Indonésia. Na Alemanha saiu na capa do catálogo popular Frontline. Fez o calendário de 2012 para o canal Fashion One, nas Ilhas Maldivas, participou da campanha da DELL software e desfilou vestida de noiva no encerramento do desfile da Lanvin. A top já foi fotografada por um time de feras, “aprendi muito com eles e hoje sei da importância do trabalho de um fotógrafo, como isso nos ajuda profissionalmente, é muito bom ter trabalhado com os melhores”, diz Mariana. Na sua coleção estão os famosos Fábio Pamplona, a quem tem um carinho especial por ter feito os trabalhos que a lançaram no mercado internacional, Florian Fabre, Adam Vom Mack, Marco Castellani e Renata Liszkai, Omar Macchiavelli e Massimo Zanuzo. Norbert Kniat em Viena, Lukas Spitaler e Martin Siebenbrunner, Kurt Salhofer e Markus Thums, Candy Kennedy, Peter Richweisz (criador da revista Desert Fish), Fellix Jung, Lauren Engel, Luki, Ricko Sandy, Adha Togi e Pyctam Baronob. Nem tudo é glamour Morar em outra cidade, longe da família e sem dominar o idioma e costumes locais, pode ser motivo de sobra para desis-

22 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 22

21/05/2012 09:50:11


revista IN 6.indb 23

21/05/2012 09:50:12


Pedja Stojanovic Beijing

Kurt Saholfer

Quero ser modelo Para quem deseja investir na carreira de modelo fora do país, pesquise antes tudo sobre o local destinado e as agências existentes lá. Nunca espere chegar ao local para saber se aquela agência é boa ou não. A models.com tem uma lista com as principais agências para se trabalhar nos países mais procurados na Europa e Estados Unidos. Mas se sua preferência é trabalhar no Líbano, por exemplo, Mariana dá a dica: “existem comunidades no Orkut e Facebook dos modelos brasileiros que viajam e sempre ajudam quanto à questão de dúvidas de agências e mercados pelo mundo. Sempre procure viajar entre as três melhores ou um lugar como Milão, Tokyo e Paris. Tudo depende do que cada um quer atingir na carreira. No começo todos querem viajar e não ligam muito para essa questão. Atenção, pois muitas agências abrem e logo fecham, no final são os modelos que acabam sem dinheiro”, orienta a modelo. Outra dica importante, segundo Mariana, é nunca deixar de perguntar os detalhes exatos do seu trabalho, como valor, quantidade de horas, se a campanha é mundial, o tempo de veiculação no mercado e quais os países. ”Esclarecer esses pontos pode evitar dores de cabeça. Também não se iluda com as primeiras propostas, não ache que mil dólares trabalhando por três meses é dinheiro! São 3 meses trabalhando, isso não é justo!” , conta Mari. Os novos modelos estão satisfeitos com tudo e as agências se aproveitam deste tipo de situação. “São passos simples que muita gente acaba deixando passar. Ter em mente e anotar seus objetivos (tudo que anoto dá super certo), confiar em si mesmo e cuidar da aparência para as seleções, é o que eu aconselho. Vida de modelo não é um conto de fadas. Tem dias que você está em um desfile num hotel cinco estrelas, noutros em menos de três! O segredo é não desistir nunca!”, afirma.

Fábio Pamplona

tir do sonho de ser modelo e voltar para casa mais cedo. Imagine então um lugar com comidas tão diferentes e uma língua complicadíssima! Mariana fala inglês, o que lhe ajudou muito na carreira internacional. Mesmo assim não deixou de enfrentar dificuldades. “Trabalho difícil? Ah, sim! Na China a comunicação era muito confusa porque muitos dos clientes não falavam inglês. Fiz um trabalho em Hangzhou que foi muito estressante. Trabalhei por duas, porque a outra modelo não cabia nas roupas, então tive que trabalhar cinco horas a mais. Sei que no final das contas o trabalho que era pra ter durado apenas 6 horas só foi terminar depois de 10 horas, eu estava exausta, pois já tinha trabalhado 8 horas sem parar. O tempo inteiro ficávamos ligando para a agência no Brasil para traduzir para os clientes o que devia ser feito e o que eles queriam dizer, um deles ainda queria desfiar todo o meu cabelo e colocar uma peruca, foi um sufoco”, conta a modelo. Apesar dos obstáculos, ela aprendeu a superar tudo com muita paciência e equilíbrio. A presença e o apoio constante da família e dos amigos mesmo a distância nunca fizeram Mariana pensar em desistir.

24 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 24

21/05/2012 09:50:13


Adam Von Mack Adam Von Mack

| MAIO/JUNHO 2012 | 25

revista IN 6.indb 25

21/05/2012 09:50:14


OBJetO De DeseJO

Dolly Rose Giuseppe Zanotti

M

ulheres adoram sapatos. De todos os modelos, cores, saltos e texturas. podem ser até desconfortáveis, mas o que vale é estar na moda. e para isso o mercado não para de lançar novos estilistas que usam a criatividade e ousam em peças que se tornam objeto de desejo de muita gente. Quem nunca desejou um sapato com os famosos solados vermelhos de christian Louboutin, mais tarde copiados por dezenas de marcas de todo o mundo? Ou os sneakers de isabel Marant? O desejo de consumo de muitas cinderelas agora são os charmosos sapatos de charlotte Olympia e os luxuosos Giuseppe Zanotti. Os calçados com ponteiras metálicas também estão com tudo nesta estação, uma criação de coco chanel que está sendo reinventada por outros estilistas, os chamados ‘captoe’. veja alguns modelos e encontre o par dos seus sonhos.

yves Saint Laurent

Isabel Marant

Datelli

Dolly Black

Duvette

Manolo

26 | MaiO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 26

21/05/2012 09:50:41


Rua Antônio Fagundes de Melo, 90 - Loja 4 | Bairro 13 de Julho – Aracaju-SE | Tel.: (79) 3246-3206 | Facebook: Divas Aracaju www.divasfemalestore.com.br

revista IN 6.indb 27

21/05/2012 09:50:43


moda

Saia, top e casaqueto Animale, scarpin Santa Lolla, brincos Lulu Souto para Divas

Chic e Contemporâneo As peças de inverno conseguem se adaptar em qualquer região, mesmo em lugares com temperaturas mais elevadas graças à tecnologia dos novos tecidos. Essa estação nunca esteve tão fina e poderosa. São mini-saias, tricots leves, calças coladas ao corpo, o couro predominando nos mais variados tons e texturas, tops fluidos e muitos acessórios para complementar, com destaque para os cintos e colares. As estampas, e a combinação bege, terra e ouro estão com tudo, trazendo ainda mais sofisticação à mulher moderna. 28 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 28

21/05/2012 09:50:45


Look total Sacada, sapato My Place

| MAIO/JUNHO 2012 | 29

revista IN 6.indb 29

21/05/2012 09:50:47


Look total Aniimale, bota Santa Lolla, colar e bracelete Sacada

30 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 30

21/05/2012 09:50:49


Blusa Bobstore, saia Heaven, bota Santa Lolla, brincos Lulu Souto para Divas

| MAIO/JUNHO 2012 | 31

revista IN 6.indb 31

21/05/2012 09:50:50


Calรงa, top e casaco Sacada, scarpin Santa Lolla, colar Lulu Souto para Divas, clutch acervo pessoal

32 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 32

21/05/2012 09:50:52


Calรงa My Place, top Bobstore, scarpin Santa Lolla, cinto e colar acervo pessoal

| MAIO/JUNHO 2012 | 33

revista IN 6.indb 33

21/05/2012 09:50:54


Look total My Place, Scarpin Santa Lolla, colar Lulu Souto para Divas

Styling: VALÉRIA RAMOS PRODUÇÃO E TEXTO: RENATA RIBEIRO FOTOGRAFIA: NATAN FOX MODELO: EMILLY DE CARVALHO CABELO E MAQUIAGEM: MR. LEE LOCAÇÃO: HARAS BOA LUZ

34 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 34

21/05/2012 09:50:55


revista IN 6.indb 35

21/05/2012 19:10:32


BeLeZa

Um SOS para ficar mais bonita Pós-verão: chega o momento de tratar as manchas da pele e reforçar os cuidados com o cabelo

E

quipamentos recuperam a cor, brilho e vitalidade da pele depois das agressões sofridas durante o período de exposição mais intensa ao sol. ‘Use sempre o filtro solar’. a dica, repetida ao longo de todo ano e que ganha mais força na estação mais quente, ainda parece ter pouca adesão. Basta o verão terminar para as preocupações com a pele começarem. O final das férias coincide com uma demanda sazonal bem típica dos consultórios dermatológicos: a procura por tratamentos que removam ou minimizem as manchas que o sol trouxe junto com o bronzeado. a tecnologia mais indicada para devolver à pele a cor, brilho e vitalidade perdidos devido ao excesso de exposição solar é a Luz Intensa Pulsada (LIP). Manchas acastanhadas causadas pelo excesso de exposição solar, as famosas sardas, hiperpigmentação pós-inflamatória, eritemas, melasmas e rosácea são os problemas que mais incomodam as mulheres nessa época. Todos eles têm solução. as clínicas especializadas dispõem hoje de equipamentos precisos e modernos para tratar cada um desses casos. além do cuidado com as manchas pós-verão, os aparelhos ainda agem nas lesões pigmentadas, vasculares faciais e no rejuvenescimento cutâneo. Para reforçar a ação nas questões vasculares, existe a possibilidade do tratamento combinado com tratamentos a laser, capazes de tratar todos os fototipos, além de melhorar a qualidade da pele, fechar poros e até tratar a onicomicose (infecções nas unhas). Mas não são tratamentos tão acessíveis, portanto, nada de descuidar da pele seja em qualquer época do ano. O mesmo vale para os cabelos. sol, praia e piscina são os vilões da temporada. acabam por ressecar demais os fios e até mexer na sua estrutura e coloração. Fizemos uma lista de produtos ‘sOs’ para você ter em casa e cuidar da sua pele e do seu cabelo com o carinho que ele merece.

Regenerador Facial Double Serum Generation 6 , tratamento intensivo para o rosto que reativa as 5 funções vitais da pele, hidratação, nutrição, oxigenação, proteção e regeneração.

Anti-manchas Even Better Clinical : ajuda efetivamente a reduzir a aparência de manchas e descolorações causadas por envelhecimento, agressões ambientais ou cicatrizes de acne

Guerlain, sempre atenta aos desejos das mulheres mais exigentes, apresenta o Orchidée Impériale, um tratamento fluído anti-envelhecimento, criado para responder a todas as necessidades da pele.

36 | MaIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 36

21/05/2012 19:10:37


Gel Frais Nettoyant é um gel de limpeza refrescante para o rosto. Possui uma textura suave, que limpa sem agredir a pele. Sua fórmula contém células de pepino com propriedades hidratantes e microesponjas, que absorvem a oleosidade.

Açaí Damage-Repairing Serum tem fórmula reparadora ultra concentrada de absorção instantânea. Repara todos os efeitos visíveis provocados pela oxidação das células, estresse, exposição excessiva ao sol e outros fatores ambientais.

High Recharge Energy Shot é um hidrantante Facial Antifadiga com dupla ação que reduz imediatamente os sinais de fadiga e reforça continuamente a resistência da pele.

Creme revitalizante e hidratante intensivo para o rosto com efeito clareador. Sua fórmula contém um ingrediente revolucionário, a Arbutina, que reduz a produção de melanina, ajudando a reduzir a visibilidade das manchas escuras induzidas pelos raios UV.

Capture Totale Soin Finition Lumière é uma nova geração de cuidado da pele que corrige as irregularidades do relevo da pele, ao mesmo tempo que ilumina a tez de forma imediata. Sua textura sedosa envolve delicadamente a pele, proporcionando um efeito de pele nova.

Urban Anti Dotes Ressurection Conditioner 3 é específico para cabelos fracos, frágeis e quimicamente tratados. Proporciona nutrição, hidratação, suavidade e brilho.

A linha Pure Zone de Loréal Paris é um programa completo de cuidados para peles jovens. Seus produtos foram desenvolvidos para tratar as pele mistas e oleosas, sujeitas à imperfeições, pontos negros e acnes.

| MaIO/JUNHO 2012 | 37

revista IN 6.indb 37

21/05/2012 19:10:46


COIsas úTeIs

Cuidados com o couro É bem verdade que para o nosso clima, as peças em couro são usadas poucas vezes no ano, ou em dias mais frios (é possível?) ou quando viajamos. Isso é passado. as peças em couro são tendência e não importa mais a estação do ano, ecológicas ou não todos querem ter uma no guarda-roupa. Mas é verdade, na maior parte do tempo elas ficam guardadas. O couro, por se tratar de um tecido natural, tem suas particularidades e não deve ser colocado no armário de qualquer jeito. Vamos dar algumas dicas para manter suas peças bem conservadas e impecáveis para qualquer ocasião. Leve sua peça para passear de vez em quando. Brincadeiras a parte, o couro precisa respirar, de ar fresco para não embolorar. então pelo menos uma vez ao mês pendure-o em um local fresco e arejado, sempre à sombra. dessa forma você evitará o odor forte característico e o mofo. O mofo muitas vezes é causado porque algumas pessoas insistem em guardá-los em sacos plásticos ou em tecidos inapropriados, que além de abafarem, podem descolorir a peça. Outro motivo comum da causa é quando há contato com a chuva ou é molhada e logo em seguida é exposta ao sol para secar. Jamais faça isso. essa combinação pode gerar fungos de difícil remoção. O ideal é mandar para uma lavanderia especializada.

Dicas de como usar o couro

Couro liso combina com couros em outras cores, outras texturas, com nylon, com superfícies de pelos, com tecidos espessos (algodão grosso, lona, tecidos de decoração, tipo isso), com camurça, com verniz e com couros metalizados. Nas últimas temporadas de desfiles foi muito visto também com peças mais leves e fluidas, resultando em looks mais sofisticados e modernos. Invista no couro!

Manchas As manchas devem ser removidas com um pano úmido e limpo, de algodão ou flanela. Nunca use produtos que não sejam próprios para a limpeza do couro. Outra dica curiosa é o contato da peça com a pele. Diretamente, o couro absorve a nossa oleosidade natural, podendo manchar. Cuidado também com o uso de perfumes. Qualquer outra mancha, não tente resolver em casa. Existem lavanderias no mercado que oferecem a opção da restauração e hidratação da peça, deixando-a como nova. É melhor não arriscar, até porque não são peças tão baratas assim. Evite amassar sua peça. Caso precise passar ferro, nunca deixe em contato direto com o calor. É aconselhável que se coloque um pano por cima e nunca ultrapasse a temperatura de 80°. 38 | MaIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 38

21/05/2012 19:10:48


A Mona Boutique cresceu para oferecer mais espaço e conforto. Faça uma visita!

Rua Leopoldo Mesquita, 444 – Loja 01 – Galeria Isabela Center – Grageru – Aracaju/SE Tel:.(79) 3217-8131 / 3043-8861 / 9141-4847 monaboutique2010@yahoo.com.br

revista IN 6.indb 39

21/05/2012 19:10:52


saĂşde

40 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 40

21/05/2012 19:10:54


No país da TPM Você não está só. 41 milhões de brasileiras sofrem com os transtornos da tensão pré-menstrual. Aprenda como combatê-la! Por Roberta Nascimento

A

sensação é que o mundo vai acabar até a menstruação chegar. Um motivo banal pode virar uma guerra e a irritabilidade é o principal sintoma que atordoa o público feminino. Oito em cada dez brasileiras em idade reprodutiva sabem exatamente o que significa TPM – Tensão Pré-Menstrual. Tudo é potencializado neste período e os problemas mais comuns vão desde dor de cabeça, enxaqueca, dor nas mamas, nas pernas, retenção de líquido, insônia, a invariável oscilação de humor como chiliques com a família, amigos e até a imponderável demissão no trabalho. Em 2008, pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e do Centro de Pesquisa em Saúde Reprodutiva comandaram uma pesquisa que revelou que cerca de 41 milhões de brasileiras sofrem com o transtorno. O índice extrapola a média mundial, estipulada em 35% de pacientes com sintomas moderados e intensos, e dá ao Brasil o título de país da TPM. Pra aliviar a tensão Mas tudo isso pode ser contornado e amenizado com tratamentos. De acordo com a ginecologista Selma Portugal, a principal causa da TPM é hormonal. “TPM sempre existiu, faz parte da vida da mulher. O nível de progesterona diminui no finalzinho do ciclo menstrual e provoca muitas dessas sensações. Acontece que a rotina da mulher moderna está mais intensa, piorando os sintomas. Quando isso acontece a melhor saída é buscar a ajuda do ginecologista para avaliar se de fato há um desequilíbrio hormonal”, explica a médica. As estratégias terapêuticas variam de caso pra caso. Dra. Selma afirma que a TPM pode ser minimizada com o uso contínuo de anticoncepcionais para interromper a menstruação, assim como de vitaminas B6, B12, E, Óleo de Prímula e Ácido Linoleico (indicados para equilibrar os hormônios). Só em casos extremos é que entra a

medicação com antidepressivo e, neste caso, orientada por um especialista em psiquiatria. “A alimentação é fundamental para amenizar a TPM. Ingerir muito sal e doce só piora essa dança do humor. Há mulheres que ficam realmente muito brutas nessa época, destratam patrão, familiares. Digo às minhas pacientes para tentarem relaxar, não se cobrarem tanto nesse período e indico até terapia, porque a TPM altera a sensibilidade e não deixa de ser uma válvula de escape para os sentimentos e traços da personalidade”, orienta Dra. Selma. A estudante de administração Karina Andrade Sampaio, 38 anos, afirma que há mais de um ano faz tratamento para TPM e os sintomas diminuíram bastante. “Chegou um momento que até palpitação estava sentindo. A ansiedade era tão grande nesse período que nem achava que era TPM. Fui à ginecologista e ela passou exames que constataram a alteração hormonal. Como tenho hipotireoidismo a endocrinologista receitou um antidepressivo, que alivia, mas também diminui a libido”, conta Karina. Dieta adequada ajuda Como já é sabido a alimentação pode ajudar bastante no combate à TPM. Muitas mulheres incorporam uma espécie de mantra em torno desse transtorno até porque é mais fácil creditar os excessos sentimentais à TPM. Comece a observar os hábitos, invista em exercício físico, administre o tempo e coma bem. Cigarro, bebidas alcoólicas, sal e muito doce só potencializam essa bomba hormonal que toma conta do corpo duas e até três semanas antes da menstruação. Como há uma queda do cálcio durante esse período reponha com alimentos como leite, iogurte, queijo e peixe. Para conter a vontade insaciável de comer doce invista em alimentos ricos em magnésio como vegetais verdes, folhosos, abacaxi, manga e milho. Pra diminuir a retenção de líquido opte por alimentos diuréticos como alho-poró, sucos leves e cítricos e diminua consideravelmente o sal.

| MAIO/JUNHO 2012 | 41

revista IN 6.indb 41

21/05/2012 19:10:56


informe publicitário

Programa Vitrine comemora 8 meses de puro ‘Glam’ Por Roberta Nascimento

O

Programa Vitrine tornou-se literalmente a grande vitrine de moda na televisão sergipana. Com oito meses de exibição na TV Cidade, afiliada da Rede TV, o Vitrine é o primeiro programa feito sob medida para a mulher e o homem de estilo em Sergipe. E quer saber mais: vem surpreendendo os amantes do mundo fashion, com matérias impecáveis sobre moda, comportamento, beleza e desfiles das grifes mais badaladas do país e do mundo. Tudo isso numa linguagem leve e envolvente, apresentada por Fernanda Pinheiro, âncora e idealizadora do programa. Cobrindo os principais eventos de moda, o Vitrine hoje é um dos veículos de comunicação que mais estimula o segmento de moda no Estado. E claro, que com uma trajetória assim só poderia unir forças à Revista IN. O Vitrine é puro glam e sua grande sacada é mostrar o que público quer ver – desde de dicas simples de como criar um look até a etiqueta para arrasar em qualquer lugar e ocasião. Resultado: sucesso total. E tudo isso está atrelado ao profissionalismo de sua equipe, que trabalha afinada, desde a produção de pauta à concepção visual. O jornalista e diretor do programa, Anderson Silva, expert na área de TV, é ousado na direção de imagens, exigente e aposta num formato inovador. Toda a identidade visual do Vitrine foi pensada pela Empresa Efeito Comunicação, de São Paulo, comandada pela diretora de Multimídia Cintia Alkamin. A formatação dos quadros do Vitrine é dinâmica e já conquistou fãs, como o Homem Chic, pilotado por Neto Tavares, que traz todas as tendências do universo masculino. Em Desfile Sua Moda, os telespectadores ficam por dentro dos lançamentos das lojas mais bacanas do Estado. Tem também Up Dicas, Papo Fashion, Beleza em Foco e tudo que rola nas passarelas e backstages, em Eventos Glam. Nessa entrevista exclusiva para IN, Anderson Silva, revela como é comandar o programa e o que planeja para surpreender o setor de moda do Estado.

Fernanda Pinheiro e Anderson Silva

IN – Como surgiu a ideia de criar o primeiro programa de moda em Sergipe? Anderson Silva – A idéia do Programa Vitrine surgiu a partir do blog de moda da Fernanda chamado “Repórter de Beleza“ criado durante a gestação da sua terceira filha. Muitos outros blogs

42 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 42

21/05/2012 19:10:57


de moda também a influenciaram indiretamente, e foi aí que ela pensou na ideia do surgimento de um programa voltado exclusivamente para a moda na mídia televisiva do nosso Estado. Eu fui convidado por ela para “dar vida a sua ideia e transformá-la em atração”. Daí foi pensado e criado então um formato jovial e inovador. Como já trabalhava na TV Cidade, atuando como produtor de outros programas e comerciais, fizemos o projeto juntos e apresentamos à direção, que apostou e aprovou, e daí então surgiu o VITRINE, o primeiro e único programa de moda do Estado. IN – O programa vai ao ar todos os sábados às 18h40 com reprises em dias e horários alternativos na TV Cidade, canal 20 da SIM TV e canal 48 da JET TV. Como foi a recepção da sociedade? Anderson Silva – Graças a Deus foi a melhor possível, e falo isso sem modéstia alguma! O Vitrine teve a aceitação imediata de vários colegas da mídia, profissionais da moda de nosso estado e de empresários que investiram e apostaram no programa, mesmo antes dele ganhar forma. É o caso da Eli Nou, da Loja Divas Female Story e do Sr. Alcides, da Loja My Place do Shopping Riomar, que estão conosco desde o início. Quantos aos telespectadores, esses sim têm visto e gostado do formato do programa. O Vitrine é feito e pensado com muito carinho do início ao fim da sua execução até ser levado ao ar! Por aqui abrimos espaço para muitos profissionais da área, blogs, divulgação de pessoas e tudo que envolva o assunto. IN – Vocês acreditam que Sergipe tem potencial pra moda? Já deu pra sentir alguma evolução desde a criação do programa? Anderson Silva – Claro e evidente que tem, prova maior disso é tudo que temos feito aqui e mostrado em grandes centros do Brasil e do mundo. Temos talentos natos como o estilista Altair Santo que está aí conquistando cada mais fronteiras nesse ramo e mostrando o que temos de melhor! E a evolução desde a criação do programa é vista de uma forma maravilhosa. Por exemplo, nunca se falou tanto em moda na televisão sergipana como agora, não que tenhamos sido os únicos, mas como seguimento fechado levando moda ao ar num programa de uma hora de duração, somos pioneiros e, muito mais do que isso, mostrando grandes produções em matérias. É importante frisarmos o fato de termos evidenciado uma agência de modelos local com um potencial tremendo que estava sem espaço na mídia. Estou falando da AG MODELS que é parceiríssima do Vitrine e toda semana mostra lindos modelos que passeiam pelas pautas abrilhantando mais ainda nossas reportagens. IN – Quem define as pautas? Como é feita a produção? Anderson Silva – Quem define as pautas sou eu junto com a Fernanda. É claro que, num programa como esse, preciso ouvir os meus especialistas nos assuntos que estão em evidência. Temos reuniões de pautas uma vez por semana para decidirmos o que levaremos ao ar. A produção eu mesmo que faço, cuido

da escolha dos modelos, das locações e tudo mais que precisarmos para compor as matérias. Quando a apresentadora e equipe chegam para gravar seus quadros, tudo já está praticamente pronto. Cobro deles apenas a questão da apresentação, bem como os textos de passagens e offs, e também material para a edição, como fotos e outros. IN – Quem já passou pelas lentes do Vitrine, foi entrevistado? Anderson Silva – Tanta gente linda e bacana. Vamos citar algumas: a “Garota Trend” e linda Valéria Ramos, a top Anne Karine Arroxelas, a glamourosa Grace Franco, a blogueira Márcia Pachêco, recetemente entrevistamos o maravilhoso fotógrafo Fábio Pamplona, enfim, já foram tantas personalidades da moda que fica difícil falar os nomes de todos agora.

Quadro Alta Moda IN – Vitrine já fez a cobertura de eventos de moda mais badalados, dá para enumerá-los? Anderson Silva – Sim, fizemos a cobertura completa do Aracaju Fashion Square no ano passado e mostramos o desfile do início ao fim para os nossos telespectadores, os “bastidores do AFS”, além de altos bate papos com os blogueiros de moda que estiveram abrilhantando esse e outros grandes eventos de moda que acontecem na cidade, divulgando-os para o Brasil. Fizemos a cobertura exclusiva do Miss Brasil Universo 2012, que revelou a Evelin Yasmin como a nossa “mais bela mulher”, que vai representar o estado no MISS BRASIL 2012, em setembro. Cobrimos o Villa Antonella La Mode em grande estilo e outros eventos lindos. E hoje estamos aqui com o maior orgulho e alegria cobrindo tudo dessa grande festa em comemoração ao primeiro ano da IN, uma revista única no estado, feita com muito carinho para a mulher inteligente, antenada e que adora moda. IN – Quais os quadros do programa que tem feito mais sucesso? | MAIO/JUNHO 2012 | 43

revista IN 6.indb 43

21/05/2012 19:10:59


pressionante e gratificante ver como eles aceitaram e aprovaram o quadro de uma forma bem bacana! Isso é resultado do que temos feito nas nossas produções. Neto Tavarez (especialista no assunto) está cada vez melhor no vídeo e tem sido chamado por aí por muitos de o “Homem Chic” da cidade. É muito legal passar por essas situações, até porque isso representa a medição de ‘ibope’ que precisamos ter para saber se estamos no caminho. É preciso inovar e renovar o jeito de ver TV no Estado. Está tudo muito cansativo, repetitivo. Minha especialização na área de produção e direção de TV, em SP, me deu bagagem para isso. Gosto muito do que faço, sou perfeccionista demais e me cobro muito!

Vitrine de Natal Anderson Silva – Muitas pessoas adoram o Glam Eventos, justamente por cobrir os maiores acontecimentos do seguimento moda do nosso estado, e poder ver direto da sala da sua casa tudo que aconteceu. Nos últimos meses lançamos o Alta Moda, com o conceituado estilista Deivide Barbosa e a mulherada que ama alta costura está gostando demais! Posso afirmar que um quadro que os fashionistas gostam muito são os editoriais, pois ali eles vêm todas as tendências e novidades que estão em evidência. Um dos maiores desafios foi o projeto Vitrine de Verão. Os programas aconteceram na área verde do Paraty, reunindo lojistas, modelos, público e convidados do universo fashion. Posso afirmar que foi depois dali que tanto o programa quanto a Fernanda Pinheiro e elenco se destacaram ainda mais no Estado. Por isso, gostaria de aproveitar e deixar aqui em nome da Fernanda o nosso muitíssimo OBRIGADO por tudo! Nada daquilo teria sido possível se não contássemos com a colaboração dos grandes parceiros e empresários que acreditaram e apostam em nós. IN – O quadro ‘Homem Chic’ realmente é novidade, visto que a maioria dos programas e blogs de moda falam quase que exclusivamente da moda feminina. Como é a participação do público masculino e sua interação com o programa? Anderson Silva – O publico masculino está cada vez mais vaidoso, exigente com a aparência, e por isso estava mais do que na hora de trazer algo direcionado para eles na televisão. É im-

IN – Algum projeto futuro? O Vitrine idealiza alguma produção como desfiles, semana de moda, palestras, cursos e outros? Anderson Silva – Sim! O Vitrine está num caminho maravilhoso, a Fernanda está cada vez mais afinadíssima com a condução das atrações. Temos nos dedicado muito ao projeto, e acima de tudo nos unindo aos profissionais da área e fazendo parcerias legais como é o caso da Revista IN. Estaremos agora nas próximas edições da revista com uma página dedicada às novidades do programa e isso é um novo desafio, pois sabemos da responsabilidade em estar nessa magazine que já é referência dentro no estado como a melhor no seguimento. O Vitrine está sempre idealizando e enfatizando a moda local e nacional. Já produzimos palestras, cursos e já prestamos até assessorias sobre moda. O maior deles foi o “Curso Ministrando Palestras sobre MODA” para mais de 50 modelos novos que estão chegando no mercado sergipano através da AG MODELS. É uma felicidade imensa o que conseguimos nesses oito meses de programa e tenho consciência plena e os pés no chão de que isso só se deve ao respeito com todos, comprometimento da equipe com o programa e telespectadores. O sucesso é resultado do trabalho dos nossos profissionais (editor, cinegrafistas, pós-produção) e a apresentação da Fernanda Pinheiro e elenco. E o principal, humildade sempre! Agradeço a todos que fazem a REVISTA IN, a Jonatal e Leonardo, por estarem apostando no programa, na Ferndanda Pinheiro, pois a moda precisa mesmo ser reverenciada para quem curte, e por último, anunciar que em breve, muito em breve, o Vitrine virá com um grande projeto de moda para a televisão sergipana que será lindo. Aguardem!

44 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 44

21/05/2012 19:11:01


revista IN 6.indb 45

21/05/2012 19:11:04


BeM esTaR

Mulheres e luvas de boxe cor de rosa. Vai encarar?

a!

lut

Vá à Por Renata Ribeiro

O

que antes era cenário masculino virou, aos poucos, espaço para mulheres também. as artes marciais fazem parte hoje de quase todas as academias de ginástica. são aulas de diferentes modalidades que tem agradado e levado cada vez mais o público feminino em busca da boa forma, autodefesa e equilíbrio. Muitas academias dispõem de turmas especiais só para mulheres. Os professores da Gfteam Rafael aragão, eric avelino e Carlos alberto, o Betão, falam para a IN os benefícios dessa prática esportiva. a maioria das mulheres que busca as artes marciais quer perder peso. as aulas são muito movimentadas e dinâmicas, com um alto gasto calórico. “Virou moda, desde que a mídia passou a falar sobre artes marciais associando a beleza, as mulheres tem frequentado mais esse tipo de aula, todo mundo quer emagrecer em curto prazo”, explica eric. a divulgação dos campeonatos da UFC também tem contribuído para isso, “as mulheres gostam de assistir as lutas, o esporte está se popularizando assim como o futebol”, afirmam Rafael e Betão.

46 | MaIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 46

21/05/2012 19:11:11


©MARTHA OLIVEIRA

O que você vai precisar para começar a lutar:

À medida que as alunas passam a ter frequência nas aulas, é que percebem seus outros benefícios, como a autodefesa e a melhora da concentração e do equilíbrio. a autoestima também é trabalhada, os exercícios trabalham praticamente todo o corpo, definindo músculos, aumentando a resistência e coordenação, fazendo assim, que elas gostem cada vez mais de si mesmas. Braços, pernas e barriga são fortalecidos, aumentando sua elasticidade e beleza. as lutas mais procuradas são o Muay Thai, Boxe e Kichboxing. são lutas focadas em golpes, chutes e socos. agito e animação garantem o bem estar depois da aula e a sensação de tranquilidade. Sem contraindicação Qualquer mulher pode estar apta a praticar as artes marciais. a idade pode variar entre os 15 até os 50 anos de idade. antes de escolher uma academia, é importante primeiro definir seus objetivos: que tipo de luta você quer praticar e o que você deseja alcançar, perda de gordura, defesa pessoal, resistência. as aulas exigem disciplina e dedicação, para aprender os golpes corretamente é necessário muito treinamento. as academias podem e devem também oferecer uma aula gratuita, assim dá para tirar todas as dúvidas com os professores. Fazendo tudo direitinho, você vai ficar linda e ainda vai poder dar uns golpes por aí, no namorado, no irmão mais novo...

Capacete, protetor de cabeça

Caneleira

Protetor Bucal

Faixa Luvas Roupas Confortáveis

revista IN 6.indb 47

| MaIO/JUNHO 2012 | 47

21/05/2012 19:11:15


comportamento

Direitos

para uma nova família Casais gays comemoram o reconhecimento de seus direitos pelo STF e em Sergipe, em decisão histórica, a justiça autorizou a primeira habilitação para o casamento homoafetivo Por Roberta Nascimento

48 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 48

21/05/2012 19:11:16


F

inalmente uma injustiça secular começa a ser corrigida. Os números são altos e não dá mais para fechar os olhos diante da realidade de que casais homossexuais, após desfrutarem de uma vida inteira juntos – com suas desventuras e conquistas comuns a qualquer casal – não tenham os direitos oriundos desta reunião reconhecidos. Parte-se da ideia, bastante natural, de que os homossexuais devem ser tratados com o mesmo respeito e consideração que os demais cidadãos, e que a recusa do Estado em reconhecer suas relações implica no não-reconhecimento de uma série de direitos previstos no Código Civil Brasileiro. No Brasil, desde o dia 5 de maio de 2011, uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) começou a mudar essa situação e a união de casais homossexuais passou a ser reconhecida e tratada como um novo tipo de família em nossa sociedade. A decisão representa um marco jurídico nas relações sociais e é o primeiro passo para extinção de preconceitos e a regularização de direitos civis e jurídicos de casais do mesmo sexo que pretendem estabelecer uma relação estável. Em Sergipe, recentemente, o poder judiciário decidiu autorizar a habilitação para o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Família incluída Entre os direitos reconhecidos por meio da decisão do STF estão o de receber pensão alimentícia, a herança do companheiro em caso de morte, adoção, fertilização in vitro, registro em nome do casal e vários outros. Enfim, a decisão faz com que a união homoafetiva seja considerada como a entidade familiar que de fato é, regida pelas mesmas regras que se aplicam à união estável dos casais heterossexuais. Para o casal Luiz Miguel Nacib e Gustavo Júnior de Ancântara*, que moram juntos há 11 anos, o reconhecimento dessa união estável garante maior segurança a ambos, principalmente em caso de morte. “Vivemos bem, frequentamos a família um do outro, pensamos em nos casar, em adotar uma criança e o reconhecimento desses direitos civis nos garante o futuro enquanto família. A decisão foi em prol de um amor que vive marginalizado”, afirma Gustavo Júnior.

Novos números O Brasil já contabiliza mais de 60 mil pessoas vivendo com parceiros do mesmo sexo, segundo dados do Censo 2010, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A vice-presidente da Astra e secretária de Direitos Humanos e Cidadania da GLBT, Thatiane Araújo, afirma que a decisão do STF já reflete mudanças no comportamento dos próprios casais homossexuais que vivem em Sergipe. Apesar de haver ainda muitas dúvidas sobre o que mudou com a antiga legislação e a nova decisão do STF, há uma busca cada vez maior pelo reconhecimento na justiça. Desde 2009, o Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe já recebeu 210 processos relacionados à união homoafetiva. Só em 2011 o número chegou a 68 e estão em andamento 80 processos, sendo três iniciados neste ano. “Pensão, partilha de bens, direito a plano de saúde. O caminho normal era que reconhecessem todos os direitos dos cidadãos normais que pagam seus impostos. A visão que o movimento tem do STF é que foi uma decisão muito justa e corajosa. Durante muito tempo, mais de 30 direitos civis que os casais héteros sempre tiveram, eram ceifados dos homossexuais. O posicionamento do STF estimula e é muito importante do ponto de vista das garantias desses direitos. A maioria dos setores conservadores acredita que queremos a cerimônia de casamento no modelo hetero e não é isso. Vamos centrar forças no Congresso Nacional para a lei que criminaliza a homofobia, essa é a bandeira mais urgente”, explica Thatiane Araújo. Decisão histórica em Sergipe A Juíza da 2ª Vara Privativa de Assistência Judiciária da Comarca de Aracaju, Gardênia Carmelo Prado, protagonizou um momento histórico no judiciário sergipano. Foi dela a sentença que autorizou a primeira habilitação para o casamento entre duas mulheres no Estado.

União estável e casamento Apesar de reconhecer uma série de direitos concedidos, restava ainda ao STF reconhecer o direito ao casamento civil para pessoas do mesmo sexo. Mas qual a diferença entre a união estável e o casamento? O casamento sempre é realizado de forma consensual, isto é, os dois têm de aceitar - é o famoso “sim” proferido na beira do altar. Na união estável, mesmo que uma das partes não a reconheça, desde que provados alguns requisitos, ela deverá ser reconhecida. Não há um prazo mínimo de convivência, mas a relação precisa estar amparada numa convivência pública, duradoura, contínua, ter a característica de lealdade e com a intenção de se constituir família, segundo o Código Civil Brasileiro. Os direitos oriundos de ambos são os mesmos.

| MAIO/JUNHO 2012 | 49

revista IN 6.indb 49

21/05/2012 19:11:19


Abaixo, alguns dos 112 direitos que foram reconhecidos na união estável homoafetiva 1 - Lei Maria da Penha passa a ser aplicada em casais gays 2 - Direito a receber pensão alimentícia 3 - Licença maternidade 4 - Herança do companheiro em caso de morte 5 - Ser incluído como dependente nos planos de saúde 6 - Adoção e registro em nome do casal 7 - Registro da união em cartório 8 - Fazer declaração conjunta do IR

Na sentença, a magistrada deixou claro que o que ali se buscava era tão somente a concessão do direito de um casal homossexual se casar, submetendo-se às mesmas exigências que qualquer casal hétero. “Se há reconhecimento da família formada por casais homoafetivos, se a união homoafetiva foi equiparada à união estável entre pessoas de sexo diferente, e se inexiste vedação constitucional discriminatória, segundo orientação e interpretação das questões pela Corte Máxima do país - o Supremo Tribunal Federal - guardião da Constituição, razão não há para que os cidadãos, independentemente de gênero, tenham o seu direito reconhecido e garantido de realizar o seu casamento civil diretamente, sem submissão à via prévia da união estável”, esclareceu a juíza. Gardênia Carmelo afirmou ainda que a diversidade dos papéis sócio-culturais, e em especial a orientação sexual dos indivíduos não deve importar a colocação dos casais homoafetivos à margem da lei. “Eles, como os casais heterossexuais, são tão destinatários dos princípios constitucionais da Igualdade, da Dignidade da Pessoa Humana, da Nuclearização da Família, da Intimidade, da Privacidade, e de outros atrelados à condição dos indivíduos em relação a si mesmo e em relações entre si e com a sociedade, como quaisquer outros cidadãos”. Os cartórios já estão preparados para fornecer o requerimento da Escritura Pública Declaratória para União Estável, uma espécie de contrato que não configura casamento, mas declara que o casal convive maritalmente e tem validade para fins patrimoniais, previdência social. O procedimento é rápido e o casal deve pagar uma taxa R$72,10 e levar em mãos o RG, CPF, comprovante de residência, certidão de nascimento, a depender das exigências do cartório. O casal que teve a união concedida espera correr agora, os papéis no cartório para realizar a cerimônia de casamento. A lição de Ayres Britto, presidente do STF Como reflexão, a magistrada Gardênia Carmelo Prado recorda o entendimento do atual presidente do Supremo Tribunal Federal, o também sergipano Min. Carlos Ayres Britto: “Nada incomoda mais as pessoas do que a preferência sexual alheia, quando tal preferência já não corresponde ao padrão social da heterossexualidade. É a perene postura de reação conservado-

ra aos que, nos insondáveis domínios do afeto, soltam por inteiro as amarras desse navio chamado coração (...)”. Para a juíza, “o ato de discriminação conta decisivamente com a atitude do discriminado, uma vez que muitas pessoas que optam pela homossexualidade ou por outra escolha que não seja a, digamos, “tradicional” heterossexualidade, se autodiscriminam e, com isso, arrastam para si o estímulo da discriminação alheia. No ambiente judicial, por exemplo, é comum e visível o constrangimento dos casais homossexuais nas ações visando reconhecimento de seus direitos”. *Os nomes foram trocados para preservar a identidade do casal.

Avanço na justiça Quantitativo de processos relacionados à União Homoafetiva no Tribunal de Justiça de Sergipe (capital e interior) Ano

Processos iniciados

2009

86

2010

63

2011

68

2012

03

Total

210

Processos em andamento

79

50 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 50

21/05/2012 19:11:19


Lançamento

Setembro 2012

revista IN 6.indb 51

Contatos: (79) 3231-3475 | 9968-5889 | guiapet@arteambiente.com.br

*Dicas *Artigos *Matérias *Informações *Novidades

21/05/2012 16:40:05


turismo

Austrália

O Paraíso do outro lado do mundo

Por Roberta Nascimento

A

s praias australianas são um verdadeiro cartão-postal do país. E as fotos estão longe de revelar toda a efervescência do que acontece ao longo de suas extensas faixas de areia e de seu mar límpido de tons azul e verde! Ali, todo espaço é disputado. Para os que preferem se aventurar em mergulhos, a Austrália possui um dos melhores e mais bem preservados ecossistemas marinhos do planeta - a Grande Barreira de Corais, em Cairns. O contato próximo com tartarugas marinhas, arraias e peixes das mais diversas tonalidades já vale a aventura de mergulhar em suas águas. Para a contadora Suzana Bezerra de Hollanda, que morou quase dois anos em Sydney, existem programas que você pode fazer de graça para conhecer os principais pontos turísticos como Darling Habour, local onde aconteceram as olimpíadas, a Opera House, obra arquitetônica emblemática do país e The Rocks, onde você viaja no passado da capital australiana. “Tem boates que você pode entrar de graça, a mobilidade urbana facilita a vida do turista que não quer gastar muito, mas o custo

de vida pra quem mora ou pretende curtir a fundo a cidade não é baixo. O lado mágico de Sydney é a miscigenação, e a sua experiência cultural que é incrível”, aponta Suzana. Já pra quem curte ficar acima das ondas, a Austrália faz com que qualquer surfista do mundo se sinta em sua própria casa. O surfe faz parte do cotidiano dos australianos. Points como Kirra e Bell’s Beach são paradas obrigatórias. Pra turma da balada, a noite australiana é perfeita. Não faltam bares e locais de agito. De Perth, no Oceano Índico, a Cairns, no nordeste do país. Sydney é o porto de entrada para a maioria dos turistas. Nas noites quentes de verão, nada como curtir drinques caprichados ou uma cremosa e gelada cerveja Foster’s Large nos bares de Circular Quay. É tanta gente bonita e simpática que a balada vai longe e invariavelmente termina com um apoteótico nascer do sol em Bondi Beach. “A Austrália é um lugar para esquecer compras e só curtir. O verão de lá ferve. A cidade é concorrida por estudantes do mundo inteiro. Imagine que as escolas para aprender inglês ficam a 20 minutos da praia, a pé. Em Manly Beach os alunos aprendem inglês

52 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 52

21/05/2012 16:40:06


e surf ao mesmo tempo”, explica Suzana Bezerra, que foi intercambista. Em Melbourne, onde ocorre a primeira corrida do Prêmio de Fórmula 1 da temporada, as atenções dividem-se entre o elétrico cenário cultural, pubs e bares abarrotados e o fanático amor por esportes. A partir de agora o clima começa a ficar mais ameno, com o outono, época ideal para viajar. O sonho de verão começa lá para outubro. Destino familiar Visitar a Austrália é um programa bastante familiar. Percorra a Great Ocean Road, em Melbourne, a belíssima rodovia que margeia o litoral de Victoria para conhecer algumas das mais belas paisagens do sul australiano. Quem não se encantaria com a fauna australiana, com seus cangurus, diabos-da-tasmânia, coalas e ornitorrincos? Parques como o Taronga Zoo de Sydney, o Adelaide Zoo e o Seaworld de Brisbane, são um verdadeiro sonho para a criança e, é claro, para os pais.

Grande culinária, grandes vinhos Os vinhos australianos são bastante reconhecidos entre someliéres do mundo todo. O frescor de suas uvas combina com a perfeição de pratos que mesclam técnica europeia e ingredientes nativos, sejam eles vindos do desértico outback (Carne! Costela! Carneiro!) ou do mar profundo. O serviço atencioso separa os restaurantes australianos daqueles que normalmente se encontram em destinos de veraneio.

Para os viajantes Moeda: Dólar Australiano Horário: 13 horas de diferença Como ligar para o Brasil: 1800-881-550 Saúde: É exigida apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou profilaxia contra a febre amarela. Aconselha-se a vacinação com uma antecedência mínima de dez dias antes da partida. Visto Necessário: Embaixada oficial no Brasil – SES Quadra 801, Conjunto L, Lote 7, Brasília – DF (61)3226-3111

| MAIO/JUNHO 2012 | 53

revista IN 6.indb 53

21/05/2012 16:40:13


insight

O que dizer de um ator com 43 anos de teatro, onde atuou em 34 peças e dirigiu 4, possui mais de 35 trabalhos na TV, entre novelas e seriados, estrelou em 15 filmes e para nossa sorte ainda planeja realizar vários projetos? Que mulher nunca perdeu o fôlego ao vê-lo em seus personagens, fosse bonzinho ou malvado? Herson mal terminou o sucesso ‘Insensato Coração’ e logo em seguida já estava em cena novamente em ‘Aquele Beijo’. Sua rotina é assim mesmo! Ainda encontra tempo para o teatro, sua grande paixão. Ele esteve em Aracaju recentemente com a peça ‘Conversando com Mamãe’ e mostrou de forma brilhante, o profissional completo que é! Herson Capri e Beatriz Segall na peça “Conversando com Mamãe”

54 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 54

21/05/2012 16:40:16


Herson Por Renata Ribeiro

Capri

Você é considerado um dos atores mais charmosos da atualidade, superando muitos garotões. Como lida com a vaidade? Herson – Obrigado. Acho que a minha vaidade aparece mais quando faço um bom trabalho, como em ‘Conversando com Mamãe’, por exemplo. Fico feliz comigo mesmo. Os elogios, quando acontecem, são muito gratificantes. Não lido muito com as aparências, uso roupas confortáveis, não trabalho a vaidade estética. Como é o Herson fora de cena? O que costuma fazer? O que gosta de ler e ouvir? Herson – Sou muito caseiro, curto minha família e cuido do meu casamento com carinho. Gosto de malhar, sem exageros, para manter a forma, gosto de ler e ouço todo o tipo de música. Ultimamente tenho ouvido os rocks dos anos 70/80. Com tantos anos de carreira, atuando no teatro como ator e diretor e como personagem em novelas, seriados e filmes, aonde se sente mais a vontade? Que tipo de trabalho lhe traz mais realização? Herson – A televisão tem uma audiência gigantesca. Não sei quantas pessoas assistem as novelas, mas deve estar por volta de 30 milhões, todos os dias! Então é um veículo que, no mínimo, merece respeito. E não é fácil fazer, tem muito texto pra decorar, muita rapidez nas gravações, é um processo industrial e, por isso mesmo, interessante. No teatro a gente estuda mais, se aprofunda mais, é um processo artesanal. Embora o teatro seja feito para uma plateia pequena, o prazer que temos em representar ao vivo é enorme. O cinema é mágico, é delicioso, mas é mais raro aparecer pra mim, até por falta de tempo, estou sempre em teatro e novela. Gosto de todos os tipos de trabalho, mas tenho um carinho especial pelo teatro. Seus personagens sempre são muito intensos, a exemplo do poderoso Horácio Cortez. Como é escrever e dirigir um trabalho tão diferente como a peça infantil, de grande sucesso ‘A casa da madrinha’? Herson – Acho que meus personagens acabam carregando um pouco de mim. Sou intenso em tudo que faço. Eu me dedico muito as minhas coisas pessoais ou profissionais. E também, por outro lado, um personagem de teatro, TV ou cinema deve mesmo ser intenso. Mesmo que seja pra interpretar uma pessoa pacata, sóbria, quieta, penso que se deve colocar alguma intensidade. Mesmo numa peça infantil. Gosto de trabalhar assim, dá mais gosto.

Na sua opinião qual a sua melhor interpretação na TV? Prefere os bonzinhos ou malvados? Herson – Não sei onde fui melhor. Prefiro que o público julgue isso. Eu gosto é de interpretar, seja mocinho ou bandido. O personagem bem escrito dá prazer de fazer seja ele o que for. O que interessa mesmo é a qualidade do texto do papel. Quais são os seus planos como diretor? Já imaginou dirigir uma novela? Ou um filme? Sobre o que gostaria de escrever? Herson – Nesse segundo semestre devo dirigir duas peças junto com Susana, minha mulher. Vamos também produzir e dirigir um espetáculo infantil. No cinema, fiz uma participação no filme ‘Heleno’, que está em cartaz. Gostaria de escrever, mas não tenho tempo nem pra me coçar. Alguma proposta para depois de “Aquele Beijo”? Herson – Sim, preciso de férias de TV. E o público merece um descanso de mim. Foram dois trabalhos sem folga, ‘Insensato Coração’ e ‘Aquele Beijo’. E durante esse ano e meio eu ainda estava em cartaz com ‘Conversando com Mamãe’. Preciso dar um tempo. O sucesso da peça ‘Conversando com Mamãe’ se deve a identificação da plateia com os personagens, histórias familiares, reais? O que você acha? Herson – O sucesso dessa peça tem vários motivos. É um bom texto, ela foi dirigida com muita delicadeza, a Beatriz Segall é uma delícia em cena, o assunto pega todo mundo porque todos nós somos filhos e todas as mulheres são ou querem ser mães e, é claro, todos nós temos os nossos telhados de vidro em família. Acho que o fator que mais determina o sucesso de ‘Conversando com Mamãe’ é a graça e a leveza com que eu e Beatriz fomos conduzidos pela diretora Susana Garcia. É uma comédia familiar feita com competência. Qual a impressão de Aracaju? Já tinha visitado a cidade antes? Herson – Não venho a Aracaju desde a década de 80. Com certeza mudou muito. Lembro-me com simpatia de um povo acolhedor. Como é Herson filho, pai, marido? Se identifica com os personagens da trama teatral? Herson – Minha família me considera bom pai e bom marido. Não sei se sou bom filho. Será? | MAIO/JUNHO 2012 | 55

revista IN 6.indb 55

21/05/2012 16:40:16


Cultura

Uma vida devotada à cultura Agenciamento Cultural e Gestão Pública marcaram a vida de Luiz Antônio Barreto Por Jorge Carvalho do Nascimento

Jorge Carvalho e Luiz Antonio Barreto autografando o livro Aracaju

O

jornalista e escritor Luiz Antônio Barreto foi, em Sergipe, o mais importante agente cultural e gestor público da Educação e da Cultura durante a segunda metade do século XX e as duas primeiras décadas do século XXI. Ainda na década de 60, foi assessor cultural do Instituto Nacional do Livro – INL. Nos anos 70, ele trabalho como secretário do reitor da Universidade Federal de Sergipe; diretor da Galeria de Arte Álvaro Santos; chefe da Divisão de Cultura do Departamento de Educação da Prefeitura Municipal de Aracaju; chefe da Assessoria Cultural da Secretaria da Educação e Cultura do Estado de Sergipe; chefe do Escritório da Fundação Joaquim Nabuco em Sergipe; e, Secretário da Educação e Cultura da Cidade de Aracaju. Na década de 80 foi Superintendente do Instituto de Documentação da Fundação Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais; membro do Conselho Municipal de Cultura de Aracaju; e, assessor da Presidência da Confederação Nacional da Indústria, em 1989. E, no último decênio do século XX foi membro do Conselho Estadual de Cultura de Sergipe; Secretário de Estado da Cultura; Secretário de Estado da Educação; e, membro do Conselho Diretor da Fundação Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais. Nas duas primeiras décadas do século XXI dirigiu o Memorial do Poder Judiciário do Estado de Sergipe e foi membro do Conselho Editorial da Editora Diário Oficial. Com toda a sua vida devotada à atividade cultural, Luiz Antônio Barreto iniciou sua carreira profissional em 1959, aos 15 anos de idade, no jornal Correio de Aracaju, onde escrevia uma coluna de cinema. Atuou como ator no cinema (nos filmes Nordeste Sangrento e Sargento Getúlio) e no Teatro (Recital Sem Opus).

O gosto pelas artes começou quando era ainda secundarista, militando na política estudantil, onde assumiu a presidência do Grêmio do Colégio Tobias Barreto. Criou do Encontro Cultural de Laranjeiras; foi sócio e orador do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe; membro e Presidente da Academia Sergipana de Letras, ocupando a cadeira número 28; coordenador da microfilmagem dos jornais do século XIX publicados nos Estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Sergipe; organizador da re-edição das obras completas de Tobias Barreto e Sílvio Romero; membro da Seção do Estado de Pernambuco da União Brasileira de Escritores; diretor da Fundação Augusto Franco; fundador do Instituto de Filosofia Luso-Brasileiro; membro do Conselho Curador da Fundação Pedroso Horta; fundador e diretor do Instituto Tobias Barreto de Educação e Cultura. Em 1974, montou uma empresa prestadora de serviços, o Laboratório Cultural, aproveitando as iniciais do seu nome – LAB. Começou a fazer discursos políticos, atividade que viabilizou a criação do Pesquise – Pesquisas de Sergipe, não só para fazer discursos políticos, mas também produção de textos, assessoramento e consultoria na área cultural, desde 1984 a principal atividade profissional de Luiz Antônio, a partir da qual ele deu considerável contribuição aos estudos sobre cultura em Sergipe e no Brasil. As experiências de vida levaram Luiz Antônio a realizar alguns sonhos e sepultar outros, mudando a trajetória de vida e fixando novos caminhos ao intelectual. O projeto de estudar Medicina foi substituído pelo exame vestibular para o curso de Direito, já que à época, trabalhando na Campanha Nacional de Educandários Gratuitos, não tinha condições de permanecer durante todo o dia no hospital frequentando o curso de Medicina. Sergipe perdeu o médico e não chegou a ganhar o advogado, porque Luiz Antônio abandonou a carreira depois de ter exercido a advocacia num escritório que montou no Rio de Janeiro em sociedade com o seu conterrâneo lagartense Ernani Romero Libório. Mesmo tendo assumido várias funções públicas ao longo de sua vida, nunca houve um afastamento da militância cultural e na análise da sua produção é possível perceber uma evolução e continuidade permanentes. Ao morrer, no dia 17 de abril, Luiz Antônio deixou viúva a Profª. Drª Raylane Andreza Dias Navarro Barreto, três filhos – Tiago, Lucas e Débora – e cinco netos. Jorge Carvalho é Doutor em História e Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atuou como pesquisador (bolsa sanduiche CAPES) na Johan Wolfgang Göethe Universität de Frankfurt, na República Federal da Alemanha. É mestre em História e Filosofia da Educação, também pela PUC de São Paulo. Fez curso de especialização em Desenvolvimento Econômico e Relações Internacionais pela Universidade de Havana. Publicou, dentre outros, os seguintes livros: A Escola de Baden-Powell: cultura escoteira, associação voluntária e escotismo de Estado no Brasil, em 2008; Intelectuais da Educação: Sílvio Romero, José Calasans e outros professores, em 2007 e seu último

56 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 56

21/05/2012 16:40:16


revista IN 6.indb 57

21/05/2012 16:40:18


gastronomia

Essa ĂŠ a prova que a melhor receita ĂŠ o amor. O pastel mais concorrido da feirinha da orla cresceu e conquistou um ambiente todo especial pra sua clientela

58 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 58

21/05/2012 16:40:20


Pastel da Jane Por Roberta Nascimento | fotos: Martha Oliveira

O

concorrido e desde sempre elogiado, “Pastel da Jane” já conta com uma belíssima sede própria na orla de Atalaia. uma extensão da casa de Jane e tadeu, num ambiente aconchegante, com tudo que eles sempre desejaram pra receber sua fiel clientela. “tudo que conquistamos, devemos a nossa clientela. Quando começamos na Feira da Aratpe, já pegamos um ponto feito (o Pastel do seu Zé), e muita gente não acreditava que manteríamos sua clientela. Aconteceu justamente o contrário. A clientela cresceu tanto que tive que largar a faculdade de turismo pra dar conta de toda a demanda. Com o tempo, fomos adotando as sugestões dos clientes e avaliando as mudanças que poderíamos fazer. Hoje, temos identidade própria! recebemos turistas e sergipanos todos os dias!”, relembra Jane. o novo Pastel da Jane é a consagração de uma história de vida cujo roteiro pode ser resumido em três palavrinhas que se somam: suor, talento e sucesso! É a realização de um sonho de quase 30 anos, quando Jane e sua família fugiram da seca do sertão sergipano e partiram em busca de oportunidades em são Paulo, como milhares de nordestinos. Lá, aos sete anos de idade, a menina já encantava os familiares assando bolos na brasa. soa estranho, mas é verdade! Autodidata das boas, Jane nunca largou a paixão pela culinária. mesmo quando trabalhou como promotora de vendas em lojas e supermercados, sempre ia às reuniões munida de suas preciosidades gastronômicas. Quando ingressou na área de turismo com o marido, tadeu Prado Gomes, também nunca

deixou de oferecer suas delícias ao público. Na pastelaria, Jane uniu tudo o que aprendeu a fazer (e a fazer bem feito) até agora e juntou num só local. o Pastel da Jane traz a experiência dos empresários, muita hospitalidade e uma culinária irresistível, de sabor delicado e artesanal. o cardápio, apesar do nome dado ao produto que a consagrou na Feira da Aratpe, vai muito além disso. Haverá açaí, bolos, macaxeira de forno com carne do sol de picanha ou com camarão desviscerado, caruru, tapioca, porções de pasteizinhos crocantes e até drinks feitos com caldo-de-cana! É fácil entender a unanimidade dos pastéis de Jane: “o sucesso das minhas receitas é que não abro mão de trabalhar com ingredientes da mais alta qualidade e num ambiente rigorosamente higiênico”, afirma a empresária. Pronta pra arregaçar as mangas e trabalhar pra valer, Jane e tadeu avisam que o “Pastel da Jane” estará aberto todos os dias da semana, a partir das 11h e só fechará quando o último cliente deixar a casa.

Pastel Boliviano Carne de coxão mole Ovinhos de galinha caipira temperado com azeite e orégano Azeitonas fatiadas Uva-passa clara e escura Azeite Alho

Modo de Preparo: Moa a carne de coxão mole e tempere com alho, sal, pimenta do reino, páprica e azeite. Reserve por alguns minutinhos. Em seguida, refogue uma cebola no azeite, acrescente a carne e os temperos restantes como tomate, o pimentão vermelho e temperos verdes, e cozinhe até a carne ficar bem soltinha da panela, sem água. Ao final, acrescente as passas, a azeitona picadinha e os ovos cozidos picados temperados com azeite e orégano. Agora é só rechear as massinhas de pastel e fritar em óleo quente. Reserve o açúcar e a canela para finalizar. Ah! E não esqueça de convidar os amigos para se deliciar com essa receitinha exclusiva da Jane.

Cebola Sal Pimentão vermelho Páprica doce Temperos verdes (coentro, cebolinha e salsinha) Tomate sem pele

Autodidata, Jane é dona de uma culinária artesanal delicada e envolvente. Seu maior trunfo é a qualidade dos ingredientes | mAio/JuNHo 2012 | 59

revista IN 6.indb 59

21/05/2012 16:40:22


evento

Villa Antonella La Mode

Fazia tempo que Aracaju não apresentava um evento de moda tão consistente, com a presença de estilistas, fotógrafos, blogueiros, empresários e lojistas e os amantes dessa tão envolvente atividade. O evento reuniu a sociedade sergipana que foi prestigiar os desfiles das marcas Norma Suely e Santa Camiseta, Heaven, Kathleen Jóias, Maison Cherry e Vic Valois. A Revista IN, lançou a sua 5ª edição e confirmou o sucesso entre os leitores. Acompanhe a cobertura exclusiva dos melhores momentos!

60 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 60

21/05/2012 16:40:28


| MAIO/JUNHO 2012 | 61

revista IN 6.indb 61

21/05/2012 16:40:40


62 | MAIO/JUNHO 2012 |

revista IN 6.indb 62

21/05/2012 16:40:54


revista IN 6.indb 63

21/05/2012 16:41:04


cultura

N

a Estrada - On the Road é o nome do aguardado novo filme do diretor brasileiro Walter Salles. Com produção de Francis Ford Coppola, o longa tem um elenco estelar, que conta com nomes como Sam Riley, Garrett Hedlund, Kristen Stewart, Viggo Mortensen, Amy Adams, Steve Buscemi e Kirsten Dunst. A estreia do longa-metragem, que está marcada para maio, durante o Festival de Cannes chegará ao circuito brasileiro em junho, com distribuição da PlayArte.

Baseado no livro “Pé na Estrada”, de Jack Kerouac,  On the Road  está nos planos de Salles há quase quatro anos. Antes de rodar o longa-metragem o diretor fez um documentário percorrendo as estradas americanas citadas no livro, de forma a se ambientar com o universo retratado. As filmagens de fato apenas ocorreram em 2010, sendo que desde então o longa está em edição. No elenco estão Kristen Stewart, Garreth Hedlund, Kirsten Dunst,Amy Adams e Viggo Mortensen.

CDs CARAVANA SEREIA BLOOM CÉU Distribuidora: UNIVERSAL (CDS) O terceiro CD de estúdio da cantora e compositora Céu tem influência da música do Norte e Nordeste do Brasil e da América Central. Regravação de Nelson Cavaquinho e participações especiais de Jorge Dü Peixe (Nação Zumbi), Curumim e Edgar Poças, pai de Céu, compositor e músico. Aclamada pela crítica nacional e internacional, incluindo jornais como New York Times, Newsweek, Billboard Magazine, The Guardian e The Sunday Times. Céu tem mais de 180 mil CDs vendidos no mundo, sendo 100 mil nos EUA. Indicada para o Grammy 2008 como Melhor Álbum Contemporâneo e Grammy Latino 2006 como Artista Revelação. SEGUNDA PELE ROBERTA SÁ Distribuidora: UNIVERSAL (CDS) Nada de tamborim, pandeiro ou bandolim. Sem vez para o cavaco, surdo ou tantã. O samba se escondeu no Segunda Pele, novo álbum da cantora

potiguar/carioca Roberta Sá. Talvez o título seja sugestivo, ao contrário da música homônima, que não faz qualquer tipo de referência à mudança de estilo. Apresentando ou não a sua ‘segunda pele’, em seu novo disco, Roberta mostra que seu valor não está resumido apenas nas rodas de bamba. A primeira impressão é clara: a cantora quer fugir do rótulo corriqueiro de sambista. LIONESS - HIDDEN TREASURES AMY WINEHOUSE Distribuidora:  UNIVERSAL (CDS) Após sua morte trágica, alguns dos produtores e músicos que trabalharam em estreita colaboração com Amy Winehouse, reuniram uma coleção de canções que mereciam atenção. Músicas que foram um testemunho importante para esta cantora consagrada mundialmente e que deixa saudades pelo mundo todo. Lioness: Hidden Treasures é o terceiro álbum de Amy Winehouse que, sem dúvida, foi uma das artistas mais talentosas, originais e amada na música das últimas

décadas. A coleção de 12 canções apresenta faixas inéditas, versões alternativas para clássicos, assim como novas composições de Amy. O álbum inclui a versão inédita de Garota de Ipanema (The Girl From Ipanema). LIVROS Ui! Regina Guerreiro Editora: Luste Editores Já está nas livrarias. Mito do jornalismo fashion, a editora de moda Regina Guerreiro lança seu primeiro livro batizado de Ui!. Com textos irônicos e divertidos, a obra apresenta um retrato da moda desde a década de 1960, contando também detalhes biográficos da autora que profissionalizou repórteres e stylists. O projeto, criado em parceria com a Luste Editores e patrocinado pela Renner, reúne imagens que relembram a trajetória de Regina, consagrada por seu trabalho em publicações como Claudia Moda, Manequim, ELLE, Caras e Vogue. Fotógrafos renomados, entre eles JR Duran, Bob Wolfenson, André Schiliró, Otto Stupakoff, Tripolli e Miro, assinam as imagens que ilustram o livro.

64 | março/abril 2012 |

revista IN 6.indb 64

21/05/2012 16:41:06


revista IN 6.indb 65

21/05/2012 16:41:07


sPiN FAsHioN

Iódice lança coleção com Fernanda Motta em noite badalada no Shopping Riomar Marcos Franco, Fernanda Lacerda, Valdemar Iódice e Fernanda Motta

Os blogueiros Thaisa, Juliana e Gabrielle Mitidieri, Lorena Pauferro e Neto Tavares com Fernanda Lacerda Ilma Hardman (Maison Graffit)

Empresárias da moda sergipana visitam o Minas Trend Preview Fotos: Jadilson Simões

Lulu Souto

Lançamento da coleção de inverno 2012 na Cheklist Fernanda Lacerda, Grace Franco, Glaydson Lacerda, Fernanda Motta e Valdemar Iódice

Sonia Franco, Cinthia Oliveira e Gina Franco

Lançamento da coleção Decoratta de Lulu Souto na Divas

Lulu Souto, Eli Nou e Fernanda Pinheiro

Grace Franco e Cinthia Oliveira com blogueiros

66 | mAio/JuNHo 2012 |

revista IN 6.indb 66

21/05/2012 16:41:11



Revista IN 06