Issuu on Google+

Junho-Julho/2014 Ano IX / Nº 44 / R$ 11,90

Arena Parque Especial

Conferimos o Decorado ambientado por Ítalo Leal e Rômulo Gomes

Sorpreendente!

Novidades direto de Milão

Tendências

DRYWALL

em alta


arteambiente 44.indb 4

06/06/2014 17:14:16


Alicerce seus sonhos. Av. Augusto Franco, 3150, Bairro Ponto Novo (79) 3234-0600 facebook.com/lojamistao

arteambiente 44.indb 5

Av. Augusto Franco, 3000, Aracaju (79) 3234-0700 facebook.com/mistaomoveis

06/06/2014 17:14:18


arteambiente 44.indb 6

06/06/2014 17:14:21


arteambiente 44.indb 7

06/06/2014 17:14:24


arteambiente 44.indb 10

06/06/2014 17:14:27


arteambiente 44.indb 11

06/06/2014 17:14:29


arteambiente 44.indb 10

06/06/2014 17:14:32


arteambiente 44.indb 11

06/06/2014 17:14:34


Ícones Mundiais

C a d e i r a

Louis Ghost Extraída do que havia de mais puro na essência de um clássico do mobiliário ocidental, a barroca poltrona Luís XV, a cadeira Louis Ghost criada em 2002 possui um design arrojado, é resistente e confortável. O seu desenho nasceu através das linhas clássicas onde o encosto arredondado l embra a forma dos antigos medalhões, enquanto o assento é linear e ergométrico. Ela se adequa perfeitamente a qualquer estilo de sala de jantar, pois possui linhas delicadas e elegantes. A Louis Ghost é a cadeira assinada mais vendida no planeta segundo a Kartell, fabricante italiana que a judou Starck a dar forma a esse elo de plástico entre o antigo e o novo.

Philippe Starck Ele pode ser considerado um dos maiores, senão o maior designer da atualidade. Suas criações aliam a inventividade com o inesperado. Nascido em Paris, em 18 de janeiro de 1949, Starck estudou na École Nissim de Camondo e já em 1965 ganhou a competição de mobiliário de La Vilette. Três anos depois fez parte do desenvolvimento de móveis infláveis em parceria com L. Venturi. Foi também diretor de arte da Pierre Cardin em 1969, onde produziu 65 peças de design exclusivo. Antes de fundar sua própria empresa, a Starck Productions, em 1979, trabalhou para várias empresas como Disform, Driade, Baleri, XO e Idée. É conhecido mundialmente pelo seu design leve e contemporâneo, tanto pela forma, quanto pelos materiais que emprega nas suas criações.

12 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 12

06/06/2014 17:14:34


arteambiente 44.indb 13

06/06/2014 17:14:35


61

SUMÁRIO

12 - Ícones mundiais

56 - Ambiente Particular

Philippe Starck

Mercês Souza

20 - Entrevista

61 - especial

Nágila Andrade

Ítalo Leal e Rômulo Gomes

28 - notas

74 - Internacional

36 - Arquitetando

Arquiteto relata sua experiência em Milão

Mara Vieira

78 - Objetos de Desejo

40 - Prático e Funcional

80 - Restauração

42 - Tendências

Cacique Chá é revitalizado

Drywall, obra rápida e limpa

84 - Produtos

50 - Meu Projeto

Salão Internacional do Móvel de Milão traz as tendências e o que há de mais moderno

Barroso Melo

14 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 14

06/06/2014 17:14:42


Jacqueline Oliveira Designer de Interiores

Família, amigos, viver e comemorar! Tudo de bom para desfrutar deste espaço gourmet multifuncional. Os móveis planejados da Celmar, que trazem nitidez nos acabamentos, foram projetados pela Designer de Interiores Jacqueline Oliveira. Objetos decorativos: Loja Ateliê do Mimo

Av. Hermes Fontes, 1294

Tel.: (79) 3211-9152

www.celmarmoveis.com.br ana@celmararacaju.com.br

arteambiente 44.indb 15

06/06/2014 17:14:45


56

20 80 88 - Responsabilidade Social

100 - evento

Fundação Mamíferos Aquáticos inaugura sua sede em SE

Cida Duarte, Inauguração em alto estilo

92 - Espaço CAU-SE

102 - Onde Encontrar

94 - Feiras e Mostras

104 - O que rolou na área

Morar Mais Por Menos - Vitória

96 - Galeria

106 - Arte e Letra Como cortar cabelo a facão

Jordão de Oliveira

96

98 - evento Nova vitrine da Mais Design

16 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 16

42 06/06/2014 17:14:51


arteambiente 44.indb 17

06/06/2014 17:14:52


Editorial

Cative seu lar

A

bre sua casa, seus armários. Faz dela, o melhor abrigo de morar. Os versos mexidos da canção ‘Casa Pré-Fabricada’ de Los Hermanos nos fazem refletir sobre o jeito de morar e viver. Neste vai e vem de rotina frenética, seu lar, muitas ve-

zes, acaba virando dormitório. Repensá-lo faz bem. A casa precisa manter-se viva, assim como você, para propor o máximo de conforto e um convite de não acelerar o amanhã. A ArteAmbiente quer mais que fazer você pensar em decorar ou realizar um projeto. Tem gente que passa uma vida interagindo com a casa, arrumando aqui, criando um cantinho ali, pontuando a decoração com lembranças afetivas, objetos de viagem. Vale a

Capa: Decorado ambientado por Ítalo Leal e Rômulo Gomes. Foto de Ivve Rodrigues

pena construir identidade e otimizar os ambientes para uma vida melhor. Conversamos com pessoas que cultivam as melhores maneiras de desfrutar o lar. A arquiteta Mercês Souza, criadora da Mostra Aracaju, abriu as portas de seu apartamento para a seção Ambiente Particular. Caseira na essência, ela falou do prazer que tem de cuidar de sua morada e levar inspiração para a casa das pessoas através da Mostra, que chega à sua 9ª edição como o maior evento de arquitetura, design de interiores e paisagismo de Sergipe. Claro que a ArteAmbiente só poderia atuar como Media Partner junto a ela. Estamos unindo esforços para garantir visibilidade total ao evento que acontecerá em agosto e setembro, e aos lançamentos e novidades do setor. Para completar, realizaremos a 2ª edição do “Pôr do Sol ArteAmbiente” dentro da Mostra, a fim de promover um happy hour gostoso com clima de barzinho descontraído, com a presença dos profissionais participantes da Mostra Aracaju e anunciantes da próxima edição, além da imprensa especializada. Mas quem quiser participar pode adquirir a sua camisa (veja mais detalhes na página 10). Em Entrevista, batemos um bom papo com a consagrada decoradora Nágila Andrade, diretora da Ebade. Também fomos conferir de perto a restauração do Cacique Chá, um dos grandes exemplares da arquitetura de Aracaju, fundado em 1950. Em Galeria, Mário Britto nos traz um pouco da vida e obra de Jordão de Oliveira, artista aracajuano que ganhou o mundo com sua arte. Fechamos ainda um ciclo com a inauguração da nova sede da Fundação Mamíferos Aquáticos. A responsabilidade ambiental faz bem a todos. Em Tendências, trazemos para você o Drywall, sistema que está revolucionando a construção civil e a arquitetura, abreviando tempo e custo. Aproveite a leitura, as dicas e deixe a criatividade cativar a sua casa.

expediente Direção Geral Jonatal Sousa e Leonardo Mittaraquis Comercial Jonatal Sousa ((79) 9828-9452) Lídice Rodrigues ((79) 9902-7763) Meire Mittaraquis ((79) 9828-9435) Criação Leonardo Mittaraquis ((79) 9828-9405) Josué Jackson - Diretor de Arte Diego Ferreira - Designer Gráfico Editora Roberta Nascimento DRT 1.068 SE Fotógrafos Ivve Rodrigues Martha Oliveira Álvaro Rocha Produtora Monique Garcez DRT 2.758 SE Colaboradores Léo A. Mittaraquis Mário Britto Administrativo Rosilane Mesquita Dayana Araújo Tiragem 7.000 Exemplares ISSN 2238-6971 A Revista ArteAmbiente é uma publicação da Editora e Gráfica ArteAmbiente Ltda, com CNPJ 09.454.712/0001-55. A Editora ArteAmbiente não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados. Abril/Maio 2014.

18 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 18

Informações: Tel.: (79) 3231-3475 arteambiente@editoraarteambiente.com www.editoraarteambiente.com

06/06/2014 17:14:53


‘‘Um bom projeto de iluminação eleva toda ambientação” Uma zona de conforto, em meio a uma sala de reuniões de um escritório de advocacia, traz aconchego e sofisticação ao ambiente. Trabalhado em tons escuros, e com iluminação realçada de efeito especial, o espaço garante luxo e conforto Carol Sousa Designer de Interiores

A

Salvador Al. das Espatódias, 100 C. das Árvores - Tel.: (71) 3353-9773 luzelle@terra.com.br

arteambiente 44.indb 19

S

S

O

C

I

A

D

A

Aracaju Av. Francisco Porto, 493, Grageru - Tel: (79) 3217-6437 luzelle.aracaju@terra.com.br

05/06/2014 19:06:00


Entrevista

A decoradora Nรกgila Andrade, professora e diretora da Ebade

Nรกgila Andrade 20 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 20

05/06/2014 19:06:01


Nágila Andrade é um dos maiores nomes da Bahia quando se fala em arte de decorar. Professora e Diretora da Escola Baiana de Arte e Decoração (Ebade) desde 1987, ela sempre participou das principais mostras e eventos de arquitetura e design de interiores, e tornou-se ícone pela excelência de seus projetos. Para quem conhece Nágila de perto está mais que explícito que a vida e a decoração são como um dom, que ela desfruta em sua plenitude. Trabalho, família, família e muito trabalho são seus pilares. E Nágila Andrade não abre mão da intensidade do amor e dedicação a essas duas bases para fortalecer a sua Roberta nascimento

realização profissional. Com mais de 35 anos de atuação, a decoradora diz que a essência de seu trabalho são a leveza, o charme e a funcionalidade, quesitos fundamentais para transformar cada espaço em um lugar atraente, aconchegante e especial. Para preservar o dom de decorar e lidar com artes, faz da pesquisa e o ensino uma constante. Para Nágila, o encontro com profissionais e a troca de experiência com alunos são a melhor forma de aprender. Nesta entrevista à Revista ArteAmbiente, Nágila Andrade nos conta um pouco sobre sua tra jetória e o que pensa sobre a profissão de decorador. xico diniz

Varanda azul: aqui ela exibe sua experiência para lidar e criar ambientes temáticos

junho/julho | 21

arteambiente 44.indb 21

05/06/2014 19:06:02


Home theater assinado por Nágila Andrade para a Casa Cor 2011

ArteAmbiente –Conte-nos como nasceu a vontade e a paixão pela arte de decorar? Nágila Andrade –Ainda pequena, a estética e a beleza pelas coisas ligadas a casa já faziam parte da minha vida. Mesmo sem ter um poder aquisitivo alto, já sabia o que era bom e belo.

ArteAmbiente – Acredita que a decoração de uma casa altera o humor e contribui para a vida das pessoas? Nágila Andrade –Claro que sim. Morar bem é uma dádiva de Deus. A casa é o nosso refúgio, o nosso cantinho. Quem não gosta de uma casa bonita? ArteAmbiente –Qual é o papel do decorador? Há diferença na perspectiva do designer de interior?

Nágila Andrade –Quando comecei na Ebade (Escola Baiana de Arte e Decoração) só éramos considerados decoradores. Hoje mudou muito, mas, mesmo assim, todo mundo é um decorador nato, seja bom ou ruim, mas designer não. Temos que aprender a parte técnica para fazer um bom projeto, mas ainda acho que todo designer de interior tem que ser um bom decorador na hora da produção dos espaços. ArteAmbiente –O que levou a decoração a entrar em alta e valorizar tanto seus profissionais?

Nágila Andrade –Em primeiro lugar, a necessidade de um profissional para adequar os espaços pequenos à vida de quem vai morar. Hoje, fazemos milagre quando realizamos os sonhos do cliente dentro de espaços tão reduzidos. É

22 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 22

05/06/2014 19:06:04


Detalhe da varanda gourmet, com forno de pizza. Residência na Praia do Forte/BA

muito fácil projetar grandes espaços.

a grandes obras. O meu maior desafio de vida é dirigir a Ebade e formar vários e excelentes profissionais que hoje estão no mercado.

ArteAmbiente – Onde busca inspiração para a realização de seus projeto de decoração? nágilA AndrAde – Buscamos inspiração na vida! Na vida do cliente, em suas expectativas, nas viagens nas quais atualizamos sempre os nossos conhecimentos, nas revistas e, hoje, através da multimídia, que nos deixa sempre antenados. Mas para mim o primeiro ponto é você estar sintonizado com o seu cliente. Assim a inspiração flui.

ArteAmbiente – Qual a maior experiência que você já teve nesta área? nágilA AndrAde – Tudo para mim vira experiência boa, desde o desafio de um pequeno espaço

ArteAmbiente – Qual é o espaço da casa que mais gosta de decorar, e por quê? nágilA AndrAde – Adoro fazer quarto de casal. É o espaço de aconchego, da privacidade e do amor.

ArteAmbiente – Há um estilo de decoração com o qual mais se identifica? nágilA AndrAde – Eu sou mais contemporânea. Gosto desse estilo. Para o cliente, é o que ele se identifica.

Morar bem é uma dádiva de Deus. A casa é o nosso refúgio, o nosso cantinho Nágila Andrade, decoradora

ArteAmbiente – É possível imprimir autenticidade no projeto sem invadir a personalidade do

JUNHO/JULHO | 23

arteambiente 44.indb 23

05/06/2014 19:06:07


Quarto de casal: um dos ambientes que Nágila mais gosta de decorar

dono da casa?

Nágila Andrade –Claro que sim. Você tem que fazer a casa para ele, deixando ali a sua marca: no gosto, na sensibilidade e num projeto bem feito.

ArteAmbiente –O que é chique e de péssimo gosto em matéria de design de interiores? Nágila Andrade –Chique pra mim é sempre o menos! Menos produção, menos cor, menos objetos. Tudo que se coloca em demasia parte para o brega e de mau gosto. Poucos sabem fazer. Precisa ter equilíbrio em tudo!

ArteAmbiente –Qual a importância da luz, da arte e da história em um projeto? Nágila Andrade –Eu costumo falar para minhas alunas em sala de aula que projetamos sempre duas casas: uma durante o dia, bonita, e outra à noite, com um bom projeto luminotécnico, que a deixa maravilhosa. Luz para mim é tudo. Vivo numa cidade de uma luminosidade linda, mas adoro a luz artificial, pois com ela damos efeitos especiais a nossa casa. ArteAmbiente –Na decoração, como no mundo da moda, aparecem tendências que, se não caem em desuso, viram padrões de estética.

Como faz para equilibrar essas demandas? Nágila Andrade – Eu digo sempre que tendências são passageiras e temos que ter muito cuidado com elas. Aparecem no mercado para vender seu produto, seja ele da moda ou da decoração. Eu acredito no “estilo” de cada um. A tendência passa e o estilo não!

ArteAmbiente –Qual a expectativa em relação ao Encontros ArteAmbiente? Que questões pretende abordar? Nágila Andrade – Eu adoro encontro com profissionais, alunos e clientes. É quando temos oportunidade de passarmos parte do que sabemos e aprendemos um pouco mais com os que vão nos assistir. Vou falar um pouco da decoração de uma maneira geral: o que entendo e o que acho que sei, pois sempre quero aprender mais. ArteAmbiente –Como enxerga o futuro da decoração? Quais são suas grandes inspirações e referências? Nágila Andrade –O futuro? Eu sempre penso no hoje, e vivo esse bom momento! O futuro eu deixo para a turma jovem que vem chegando. Inspirações nos bons, que são muitos!

24 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 24

05/06/2014 19:06:07


arteambiente 44.indb 25

05/06/2014 19:06:09


arteambiente 44.indb 26

05/06/2014 19:06:11


arteambiente 44.indb 27

05/06/2014 19:06:12


Notas

Em clima de Copa do Mundo!

Diga X! Com o advento dos smartphones com câmeras de alta qualidade, muitos dispensaram o uso de máquinas fotográficas. Mas porque deixar de lado um objeto tão funcional que possui seus diferenciais? Cabendo facilmente em um bolso, a Câmera Lumix XS1 da Panasonic, é uma boa pedida! É leve, fina e, para os adeptos às personalizações de imagens, tem filtros e efeitos criativos.

Pixel mouse Adora computadores? Então essa vai pra você! Um mouse óptico diferente que se adapta tranquilamente à sua mão. Fabricado pela Mustard.

Caneta para tablets Pode ser confundida com uma caneta esferográfica comum, mas este produto da marca Bic tem dupla função: uso tradicional e admite escrever em telas de tablets.

Parece um mero enfeite, mas esta bola é nada mais, nada menos, que um divertido abridor de garrafas que grita “Gol!”, quando a tampa sai. Ótima opção para quem quer curtir a Copa em grande estilo! www.imaginarium. com.br

Transformando Simples e prática, a alça Twist and Spout transforma rapidamente uma garrafa pet em regador. Feita de plástico, pode ser até higienizada em máquina de lavar louças. Sua marca? A Fred.

Luminárias Secto Design, by Lúmina A Lúmina traz ao mercado, em caráter exclusivo, as famosas luminárias Secto, assinadas pelo arquiteto finlandês Seppo Koho. Os produtos chamam a atenção pela simplicidade de seu design. Com proporções perfeitas e acabamento impecável, elas são esculpidas à mão em madeira de bétula por artesãos altamente qualificados. O cuidado com os detalhes é visível também no projeto técnico. E as tiras que compõem a cúpula, por exemplo, servem tanto para proteger a lâmpada como para direcionar o facho de luz. As luminárias estão disponíveis nas versões pendente e mesa, nas cores branca, nogueira e preta. Mais informações: (79) 3214-1533

28 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 28

05/06/2014 19:06:15


Notas ed 44.indd 29

06/06/2014 13:14:42


Torradeira Volo Ela é de aço inox, altamente resistente à corrosão e de fácil higienização. A torradeira conta ainda com entrada para duas fatias de pão e armazenamento de migalhas, mantendo-a sempre limpa. Bonita e com design sofisticado, foi criada pela marca italiana Bugatti.

Linha Osmosi Os vasos, luminárias e móveis de Emmanuel Babled foram apresentados pela primeira vez na Semana de Design de Milão. Com design arrojado, as peças são feitas de vidro e mármore. Primeiro os vidros são soprados por artesãos e depois os produtos são digitalizados e moldados em 3D para serem encaixados no mármore.

Big Brother Baby Que tal estar atento ao seu bebê em tempo real? Com a Câmera IP você pode ficar tranquilo e visualizar seu filho até pela internet. Com configuração fácil, o equipamento faz gravação de vídeos, tem botão reset, zoom digital e ainda a opção de bloqueio através de senha.

Cooler de metal Superman Este cooler é descolado e sonho de consumo dos fãs do Superman. Ótimo para armazenar aquelas bebidinhas que vão te acompanhar em uma maratona de filmes

Uma obra de arte Moderna e arrojada esta é a poltrona da Szalay Design Contemporâneo, da coleção Suzani. Sofisticada e vanguardista, ela é produzida de forma sustentável e é, por si só, uma obra de arte.

arteambiente 44.indb 30

05/06/2014 19:06:20


arteambiente 44.indb 31

05/06/2014 19:06:23


Nova Marel na avenida Jorge Amado A Marel Móveis, que atua no mercado de móveis planejados há 47 anos, está com nova sede em Aracaju, na av. Jorge Amado. Com uma linha 100% MDF produzida com painéis de florestas renováveis, a nova Marel vem para atender cada vez melhor os clientes e profissionais da área com um novo showroom que já esta encantando pela sua praticidade e diversidade de padrões. São acabamentos exclusivos, vidros e laca, cujo resultado final pode ser visto em ambientes com design moderno e alto padrão de qualidade. A MV Decor, representante Marel em Aracaju, do empresário Manuel Júnior e da arquiteta Tatiana Sobral, é uma empresa conceituada no setor de móveis planejados, com 13 anos no segmento. A dupla e toda sua equipe já estão recebendo os clientes no novo endereço: av. Jorge Amado, 1116. Tel: 3231-5378 / 99649494 / www.marel.com.br / mv.decor@bol.com.br

Programa da Saccaro destaca arquitetos sergipanos Os arquitetos sergipanos Ítalo Leal e Rômulo Gomes estão a todo vapor. Seus talentos, reconhecidos pelo mercado sergipano, agora foram emplacados a nível nacional. Dentro do programa Relazione, que a Saccaro mantém com arquitetos e decoradores, Ítalo e Rômulo foram destaque no mês de abril e estão adorando a ideia de poder participar da Art Basel 2015 em Miami, nos Estados Unidos. Esses profissionais estão crescendo com projetos cada vez mais arrojados e utilizam o design brasileiro do mobiliário Saccaro como selo de bom gosto e qualidade em seus ambientes. E, pensando nisso, a grife está destacando os grandes nomes da arquitetura e ambientação de interiores.

arteambiente 44.indb 32

05/06/2014 19:06:27


A D A I C O S S A

arteambiente 44.indb 33

05/06/2014 19:06:29


Tigelinhas com design São cinco modelos em cerâmica para diferentes tipos de petiscos. Cada tigela possui um compartimento que pode ser usado para palitos, molhos e até como espremedor. Do Ahsayane Design Studio.

Divertindo-se enquanto joga Com auxílio de um Ipad, o Blue Goji é um kit de sensores e controles usados para transformar esteiras e bicicletas em uma central de jogos. Um sensor colocado na roupa usa a atividade física para gerar a força e a velocidade dos personagens dos jogos.

Relógio pen drive

UMA EMPRESA DO

O Verb Watch não é inteligente, mas funciona como um pen drive 4 GB. O visor exibe não apenas as horas, mas também o espaço de armazenamento disponível. Com design minimalista e confortável de usar, o relógio ainda tem como vantagem a possibilidade de ser carregado através de USB port. Seu monitor de LED brilhante faz a leitura do tempo fácil em qualquer condição de luz, e também tem opções para mostrar a data e capacidade de uso da bateria.

Av. Augusto Maynard, 593 - São José Tel.: (79) 3259-2221 novotokinteriores@ig.com.br ESPAÇONOVOTOK

arteambiente 44.indb 34

05/06/2014 19:06:35


arteambiente 44.indb 35

05/06/2014 20:23:56


Arquitetando

Mara Vieira Natural de: Aracaju-SE Formação profissional: Arquiteta Urbanista especializada em Iluminação e Design de Interiores. Algum projeto que considera cartão de visita? Para mim, todos os projetos que realizei fazem parte do meu cartão de visitas, cada um com seu diferencial e beleza. Onde busca inspiração? A partir do momento que converso com meus clientes, me inspiro através dos sonhos e da identidade cultural deles, da leitura de referências, seja por livros ou revistas especializadas, seja por meio da música. Um projeto desafiador: Projeto de uma Clínica Médica em Itabaiana/SE. Havia um generoso programa de necessidades para adequar em um espaço pequeno, além de ser implantada em uma edificação muito antiga, onde a intervenção estrutural deveria ser mínima. Monumento da arquitetura mundial: Beekman Tower, de Frank Gehry, edifício residencial mais alto do mundo, no qual sua fachada ondulada reflete a luz do sol de formas diferentes ao longo do dia. Estilos e correntes da arquitetura com que mais se identifica: A Arquitetura Pós-Moderna, pois está marcada por um ecletismo de tendências, sempre com interesse pela cultura popular local e para o contexto urbano onde o projeto será inserido. Sustentabilidade na arquitetura: Devido a cons-

trução civil estar na lista das atividades menos sustentáveis do mundo, cabe a nós, arquitetos, aplicar novas diretrizes para projetar de forma que reduza o consumo energético dos recursos naturais. Podemos iniciar com um aproveitamento maior da incidência de ventos e da luz natural e utilizar materiais com certificação ecológica. Como você visualiza a arquitetura no futuro? Uma arquitetura cada vez mais humana, priorizando as necessidades e identidade cultural dos usuários, aliada às diretrizes projetuais da arquitetura sustentável. Profissional que admira: No Brasil, o arquiteto urbanista Jaime Lerner, e no mundo, Frank Lloyd Wright. Arquitetura ou ambientação? É como se fosse um elo, pois uma está entrelaçada a outra. Acredito que Ambientação, muitas vezes, depende de uma boa Arquitetura Livros indispensáveis para atuação: Saber Ver a Arquitetura, de Bruno Zevi, e Roteiro para Construir no Nordeste, de Armando de Holanda. Mudanças que gostaria de promover na arquitetura de Aracaju? Estamos vivendo uma grande expansão imobiliária na cidade, surgindo principalmente muitos condomínios de apartamentos, porém a maioria possui a mesma tipologia sobre a divisão dos espaços. É necessário “quebrar” esse paradigma, pois a divisão que funciona em um apartamento de 100 m2 não funciona com o mesmo conforto para um apartamento de 60 m2, por exemplo.

Reforma da sala de estar e jantar de um apartamento para adicionar a de TV

36 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente 44.indb 36

05/06/2014 20:24:01


A

S

arteambiente 44.indb 37

S

O

C

I

A

D

A

05/06/2014 20:24:04


Alan Gustavo

Arquiteto - CAU A57226-8

Neste projeto, painéis em lâmina natural ancoraram toda a suíte do casal. Minimalismo nos acabamentos e rasgos de luz foram favoráveis pra deixar o ambiente aconchegante e sofisticado. O escritório AGarquitetura indica a Dimadeira pela sua atenção ao cliente e cuidado na execução de cada projeto desenvolvido pela equipe.

arteambiente 44.indb 38

05/06/2014 20:24:12


D A I A

S

S

O

Arquiteta - CAU A83043-7

C

Leila Pires

A

Em mais um projeto executado com excelência e cuidado em cada detalhe, a estante moderna e cheia de estilo torna-se o elemento de destaque deste escritório. A integração da iluminação deu o toque de charme, característico do trabalho da arquiteta Leila Pires, que em parceria com a Dimadeira não precisa impor limites às suas criações

Travessa D, 35 - Distrito Industrial de Aracaju Tel.: (79) 3217-3223 dimadeira@dimadeira-se.com.br

arteambiente 44.indb 39

05/06/2014 20:24:18


Prático e Funcional

Cor é vida O sistema modular das bandejas de aço Kaleido, da Hay, desafia a criatividade. Lúdicas e coloridas, as bandejas estão disponíveis em nove cores e cinco formatos, que permitem inventar diversas configurações na hora de servir, organizar a mesa de trabalho ou guardar objetos. Encontradas no site www.viamanzoni.com.br

Sem bagunça e sem fumaça Só Gran Forneria facilita o cozimento de saborosos e irresistíveis forneados com sabores e aromas únicos como feitos em um forno à lenha sem bagunça e sem fumaça. Pizzas, esfihas, quiches, massas, tortas, sobremesas e muito mais são preparados direto sobre a pedra de cerâmica da Gran Forneria, que gira gradativamente, garantindo o ponto certo, crocante e dourado, com sabor e aroma únicos ao alimento. Este produto pode ser encontrado com exclusividade na Polishop. www.polishop.com.br

Lançamento Consul Acaba de chegar ao mercado o Micro-ondas ‘Mais’, da Consul. Com capacidade de 20 litros, este modelo possui a função tostex e vem acompanhado de uma sanduicheira, que vai te a judar a preparar lanches saborosos e crocantes no micro-ondas em poucos minutos. Além disso, existe o menu congelados, que já vem com a programação ideal para você preparar seus congelados favoritos, como macarrão, escondidinho, strogonoff e lasanha. www.consul.com.br

Dupla função Além de servir de assento, este pufe revestido em feltro, criação da artesã Paola Abiko, possui bolsos para colocar revistas, facilitando a leitura. www.paolaabiko.com

arteambiente 44.indb 40

05/06/2014 20:24:19


Facilidade na cozinha Disponível em duas peças, a tábua de temperos Rang é perfeita para a preparação de refeições ou churrascos. Leve e resistente, facilita a sua vida na hora de preparar aquela refeição familiar ou entre amigos. De fácil limpeza, as peças são produzidas em madeira e aço inox. www.oppa.com.br

Organização e praticidade na sua lavanderia Produzido em aço cromado e cesto de plástico, o kit lavanderia Serviçe Home, da Arthi, é ideal para organizar produtos de limpeza, deixando o acesso mais fácil na hora de usar. www.lebiscuit.com.br

Facilidade com segurança Moderna, prática, segura, e versátil, com diversas posições de montagem que nivelam a altura conforme o seu gosto e necessidade, a escada dobrável é muito útil para a sua casa. Ela conta com um sistema articulado que permite a utilização em até 14 posições distintas, além de possuir travas que permitem o uso das posições com segurança. www.americanas.com.br

Multifuncional Simples e multifuncional, o desenho do cesto e pufe Fill é uma solução da Tok&Stok indicada para organizar, e também decorar, ambientes com estilos e funções variadas. Versátil, este banco possui assento que serve como tampa de um baú para guardar acessórios e objetos variados da cozinha, quarto, banheiro, varanda, jardim, entre outros ambientes da casa. Produzido em polipropileno, o Fill está disponível em cores neutras ou vibrantes, que se encaixam em decorações jovens, modernas e urbanas. www.tokstok.com.br

arteambiente 44.indb 41

05/06/2014 20:24:20


Tendências

Drywall,

obra rápida e limpa Conheça o sistema que está revolucionando a construção civil e a arquitetura, abreviando tempo e custo Roberta Nascimento

arteambiente 44.indb 42

05/06/2014 20:24:22


No home theater foi aplicado o Knauf Cleaneo, ideal para locais em que o ar nem sempre possui qualidade ideal ou ĂŠ suficientemente renovado

arteambiente 44.indb 43

05/06/2014 20:24:23


P Apartamento com sistemas drywall incorporando paredes

ensar em reforma sem sujeira, com tempo cronometrado e custo mais baixo já pode ser um sonho possível. Junto com a evolução da construção civil, surgiu o drywall, sistema aplicado mundialmente na construção de paredes e tetos a partir de painéis de gesso prensado entre duas folhas de papel acartonado. Na íntegra, a palavra drywall significa “parede seca”, dispensando o uso da alvenaria na construção. No Brasil sua aplicação ainda é recente. A primeira fábrica foi montada por volta de 1970, em Pernambuco, mas não logrou tanto êxito. Somente nos últimos 10 anos o mercado começou a ascender. Nos Estados Unidos e na Europa, o drywall foi bastante difundido na construção de paredes internas em residências, sobretudo em edifícios. Para se ter ideia, o gesso acartonado surgiu por volta de 1895 nos Estados Unidos, criado por Augustine Sackett. Segundo o presidente da Associação Brasileira do Drywall, Stenio de Almeida, “o drywall contribui diretamente para adequar a construção brasileira aos padrões dos países mais avançados”. Isso se deve às vantagens que oferece: atende a todos os requisitos da Norma de Desempenho

(ABNT NBR 15.575) no que diz respeito a acústica, resistência mecânica e comportamento ao fogo; proporciona maior rapidez e produtividade às obras; gera menos resíduos, os quais são totalmente recicláveis; e ainda oferece flexibilidade de projeto e maior qualidade de execução, traduzida em precisão geométrica e dimensional e melhor acabamento. O engenheiro civil e especialista em drywall em Sergipe, Gilson Tavares, empresário da Decorart e Diviart, afirma que o mercado é promissor, mas a mão de obra ainda é pequena e pouco especializada. ”Estamos treinando e qualificando mão de obra, mas, como em todo o Brasil, temos dificuldades para atender este mercado. A tecnologia da construção seca está cada vez mais substituindo as técnicas construtivas tradicionais e já está incorporada aos projetos arquitetônicos. O gesso está participando das técnicas modernas na fabricação de painéis para paredes, forros e revestimentos. A obra é mais simples, limpa, e garante muita flexibilidade nos projetos”, destaca Gilson Tavares. Por conta disso, o drywall vai estar presente no maior evento de arquitetura e decoração do

44 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 44

05/06/2014 20:24:26


arteambiente 44.indb 45

05/06/2014 20:24:29


Uma das grandes vantagens do sistema drywall é a instalação rápida e limpa

estado, a Mostra Aracaju 2014. De acordo com a arquiteta Mercês Souza, organizadora da iniciativa, em qualquer obra é importantíssimo estabelecer cronograma e custo, e o gesso acartonado é a grande solução. “O drywall é a grande sacada do mercado, e vem para racionalizar os custos de uma obra com sustentabilidade. Assim como em qualquer projeto, precisa de planejamento, levando em conta resistência, instalação elétrica, climatização, acústica, tudo”, destaca Mercês.

Mercado aquecido Knauf Danoline: forros modulados que combinam facilidade e precisão de montagem com estética diferenciada e desempenho acústico

arteambiente 44.indb 46

O crescimento médio do segmento de drywall, no último triênio, tem sido de 15% ao ano, número bem acima do registrado pela construção civil no mesmo período. Uma combinação de fatores explica o atual estágio de desenvolvimento desse mercado. Desde que abriram o capital, em 2007,

as construtoras passaram a demandar sistemas racionalizados. “É impossível construir em escala industrial, como se requer hoje, utilizando métodos artesanais ou semiartesanais. Há alguns anos, um edifício demorava de quatro a cinco anos para ficar pronto, hoje precisa ser executado em 18 meses”, afirma Luiz Antonio Martins Filho, gerente-executivo da Associação Drywall. A oferta de layout flexível e de várias opções de planta em empreendimentos residenciais também contribui para elevar o consumo do drywall. Para culminar, a entrada em vigor da NBR 15.575 - Edificações Habitacionais - Desempenho, ampliou o interesse das construtoras pelo sistema. Claro que há vantagens e desvantagens dentro dos dois sistemas de construção. Os defensores da parede de gesso acartonado destacam a leveza, a menor espessura, a rápida execução, a facilidade de reparos na rede elétrica e hidráulica e a menor quantidade de entulhos gerada. Os que preferem a alvenaria, reforçam a solidez, a resistência e o isolamento acústico da parede convencional. O processo construtivo da alvenaria é bastante conhecido: tijolos ou blocos de concreto são assentados com argamassa. A parede então deve ser chapiscada e recebe o reboco. Entre cada uma das etapas, é preciso esperar secar. Depois ainda é necessário nivelar e fazer o acabamento. No drywall, por sua vez, são montados esqueletos metálicos com perfis horizontais e verticais e esses quadros são revestidos com placas de gesso acartonadas. O tempo de execução é cerca de um quinto menor. É possível dividir um ambiente em dois dias. Se fosse usada alvenaria, levaria cerca de uma semana.

Resistência e fixação de objetos A fixação de objetos em paredes drywall é simples, rápida e segura, desde que utilizados os elementos auxiliares corretos (buchas, parafusos e reforços internos, entre outros). Porém, ainda há muitas dúvidas a respeito, não só entre moradores e usuários de imóveis com esse sistema construtivo, como também entre os profissionais da construção civil brasileira. Para auxiliar o público em geral e, em especial, os técnicos do setor a efetuar corretamente as fixações necessárias, a Associação Brasileira do Drywall elaborou o manual “Resistência Mecânica e Fixação de Objetos em Paredes Drywall”, que está em fase final de produção editorial e gráfica. Para a elaboração do manual, a Associação

05/06/2014 20:24:31


• DIVISÓRIAS • PISOS • CORTINAS PERSIANAS • FORROS ACÚSTICOS • CORTINAS HOSPITALARES • PAREDE DE GESSO ACARTONADO (DRYWALL) • PAPÉIS DE PAREDE

A DECORART foi a empresa contratada pela FORD CIMAVEL para montar paredes de vedação interna, shaft, forro drywall e forro modular acústico. Na área externa foi utilizado como controle solar os Brise em alumínio. A DECORART se orgulha de ter atendido a FORD CIMAVEL, que nos contratou acreditando em nossa capacidade e qualidade nos produtos e serviços. Nosso contrato teve a supervisão direta de Tiago Teixeira. Av. Augusto Franco, 2980 Lojas 03 e 04 Ponto Novo Tel\Fax: (79) 3217-1358 | 3259-7507 | 3259-5565 decorart@decorart-se.com.br www.decorart-se.com.br

arteambiente 44.indb 47

05/06/2014 20:24:41


realizou um amplo conjunto de ensaios de laboratório, a cargo da Tesis Engenharia, nos quais foram utilizadas todas as buchas disponíveis no mercado brasileiro. Nesses testes, foi medida a resistência de paredes drywall com uma e duas chapas, com e sem reforços de madeira e de aço galvanizado, aos esforços de arrancamento e cisalhamento provocados por cargas de diferentes magnitudes, incluindo desde objetos leves, como quadros e relógios de paredes, até cargas de maior peso, como suportes de TV com braço articulado, armadores de redes de dormir, bancadas de pia e armários de cozinha, entre outros. Também foram testados equipamentos hospitalares e para pessoas com necessidades especiais. O manual é totalmente ilustrado e, para cada caso, são apresentadas tabelas com os resultados dos ensaios. Assim que estiver pronto, o manual também estará disponível para download no site da Associação Brasileira do Drywall. Drywall vai estar presente no maior evento de arquitetura e decoração do estado, a Mostra Araca ju 2014

Ficou interessado no assunto? Saiba que a Knauf do Brasil inaugurou sua segunda fábrica na Bahia e investiu R$ 150 milhões A Knauf do Brasil, multinacional alemã referência mundial em sistemas de construção a seco (drywall), inaugurou no dia 2 de junho sua segunda fábrica no Brasil no município de Camaçari, na Bahia – situado a 41 km da capital Salvador. Com investimentos na ordem de R$ 150 milhões, a nova fábrica vai aumentar em 80% a capacidade produtiva total da empresa, que já possui um parque industrial no município de Queimados, no estado do Rio de Janeiro. De acordo com Günter Leitner, diretor geral da Knauf do Brasil, além da excelente receptividade por parte do governo da Bahia, a escolha de Camaçari se deu por vários fatores. “Percebemos que a região Nordeste é um mercado crescente, com disponibilidade de energia e infraestrutura. Esta nova fábrica nos permitirá atender melhor nossos parceiros das regiões Norte e Nordeste. Além disso, estamos próximos da nossa matéria-prima para fabricação do gesso, a gipsita, que é um facilitador de processos e logística da empresa”, conta o diretor. De acordo com Leitner, a Bahia tem uma participação importante no consumo de chapas de

drywall na Região Nordeste. Com a nova fábrica, a Knauf do Brasil espera um crescimento anual de 15 % a 20 % no consumo de toda a região Nordeste para os próximos três anos.

Instalações A nova fábrica possui tecnologia de ponta e foi instalada em terreno de 157 mil m², onde já existia uma estrutura inacabada e que foi totalmente reformada. Além disso, a Knauf também construiu novos prédios. Ao todo, são cerca de 20 mil m² de área construída (entre prédios antigos e novos). Dentro da nova fábrica, há um Centro de Treinamento (CT) para capacitar e treinar a mão de obra para a instalação dos sistemas drywall. A empresa também quer montar novos Centros de Treinamentos na região. Além do CT do Senai, que já existe há 15 anos em Salvador, a Knauf está fechando novas parcerias com instituições de ensino da região para a qualificação da mão de obra. A expectativa é que a nova fábrica gere cerca de 150 empregos, entre diretos e indiretos, para a região.

48 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente 44.indb 48

05/06/2014 20:24:42


arteambiente 44.indb 49

05/06/2014 20:24:43


Meu projeto

Pequeno,

mas eficiente

Móveis e painéis claros a judam a dar aconchego ao espaço. Forro da Gesso Design

50 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 50

05/06/2014 20:24:46


Fotos mArtHA oliveirA

E arteambiente 44.indb 51

ste projeto se refere a uma ótica no Centro Médico Jardins, em um pequeno ambiente de 20 m². O maior desafio, além do espaço ser reduzido, foi o fato de existir duas entradas principais: uma pela calçada e a outra pelo hall do edifício. Apesar disso, não foi impossível criar balcões de atendimento e de caixa através de móveis enfileirados que se diferenciam pela altura.

06/06/2014 16:04:47


O espelho, sem dĂşvida, foi um grande aliado para proporcionar amplitude

52 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 52

06/06/2014 16:04:49


Anderson Adler

Para otimizar os espaços, na parte inferior dos expositores utilizamos gavetas e armários com portas. Na foto abaixo, letreiro com LED da GW comunicação

Barroso Melo Arquiteto

cau-SE A33579-7 RRT - 2338208

Rua Reginaldo Passos Pina, 107 Lot. Parque dos Coqueiros Inácio Barbosa – Araca ju/SE (79) 3022-0940 / 9948-4525 barrosomelo@hotmail.com arqbarrosomelo@gmail.com www.barrosomeloarquitetos.com.br junho/julho | 53

arteambiente 44.indb 53

06/06/2014 16:04:57


ELESSANDRO SILVA

DESIGNER DE INTERIORES

MEU PROJETO CLASSE A

Quem é Elessandro Silva? Designer de Interiores há 22 anos, inquieto, e sempre à procura de me qualificar para melhor atender às expectativas dos meus clientes. No momento me formando em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Sergipe. Por quais tipos de projeto tem preferência? Encaro qualquer tipo de projeto que for solicitado, do residêncial ao corporativo.

arteambiente 44.indb 54

O importante são as possibilidades de pesquisa para dar a identidade do meu cliente. Cada projeto é um desafio e cada cliente é único. Por que a Classe A Revestimentos? Hoje o cliente é muito exigente com relação à qualidade dos produtos e do atendimento e aos prazos de entrega. A Classe A atende à todas essas exigências, além de oferecer produtos inovadores.

06/06/2014 16:05:00


RAINERMARTINS A D A I C O S S A

1 2 3 4 5

1.Elemento vazado Xadrez Bordô 20x20 cm - Resimix. 2. Porcelanato Marfim 80x80cm - Portinari e Revestimento 3D Board Malm 50x50cm.

3. Ladrilho Acetinado Lena 56x56cm - Ceusa e Porcelanato Loft SGR 90x90cm - Portinari. 4. Metais e Louças - Deca e Revestimento Mosaik Glass Ambar 45,5x65,5cm - Ceusa. 5. Revestimento Tessuti Patch 33,8x64,3cm - Ceusa.

CLASSE A PISOS E REVESTIMENTOS

(79) 3217-2994 Rua José Elson Fontes, 9 - Luzia Aracaju/SE www.classearevestimentos.com.br

arteambiente 44.indb 55

06/06/2014 16:05:00


Ambiente Particular

As salas de estar, jantar e escrit贸rio integrados dialogam entre si

56 | revista arteambiente

Ambiente particular - ed 44.indd 56

09/06/2014 10:20:55


A casa de

Mercês Roberta nascimento

ivve rodrigues

Um lar que é cúmplice e reverencia a história de uma família pernambucana na essência Mercês Souza: “A casa tem que ter a sua identidade, alma, as coisas que você gosta”

A

lívio, realização, aconchego e fruição estética. Se essa casa pudesse falar diria que tem o sotaque pernambucano, com direito ao maracatu das cores e a cadência irreverente da arte popular e erudita, como as iluminuras de Suassuna. Em suma, ela reverencia seus donos e trabalha a favor deles. O lar do casal de arquitetos Mercês e Fernando Souza está fora do padrão de beleza e conta uma história de vida e união de 32 anos. Criadora da Mostra Aracaju, maior evento de decoração e arquitetura do estado, Mercês Souza cultiva a moradia de um jeito simples, mas bem peculiar. “A casa tem que ter a sua identidade, alma, as coisas que você gosta, recordações de família, de viagem, do dia a dia mesmo. Tenho uma Nossa Senhora que foi minha avó que me deu. Há peças antigas que foram da família de Fernando. Tudo que está aqui tem a ver com a gente e há uma ligação afetiva. Muitas peças fo-

junho/julho | 57

Ambiente particular - ed 44.indd 57

09/06/2014 10:20:58


A minha casa tem a cumplicidade de um casal que vive há 32 anos. Sinto-me muito bem em casa. Ela é o nosso porto seguro Mercês Souza, arquiteta e criadora da Mostra Araca ju

ram também garimpadas, como as esculturas e obras de arte em feirinhas de antiguidade pelo mundo, antiquários”, destaca. A sala é convidativa ao bom papo. São três sofás de dois lugares dispostos numa reta, de canto a canto, com duas mesinhas entre eles, acomodando peças de arte popular bem ecléticas, arte sacra e uma charmosa poltrona inglesa Chesterfield localizada à frente. A assimetria completa-se com obras de arte. Delimitando o ponto focal, o armário na parede, logo acima das telas, faz o papel de cristaleira e expositor de coleções do casal, como a de santinhos de madeira e de pequenos bules de metal. “A minha casa tem a cumplicidade de um casal que vive há 32 anos. Da sala de estar vivencio a cozinha, o escritório e a sala de jantar. Aqui eu me recolho, trabalho, recebo amigos, leio, escuto música e converso muito com Fernando. A gente gosta de receber, mas também de ficar a sós, vendo um bom filme, desfrutando um jantar, conversando sobre o trabalho, Mostra Aracaju, que é muito discutida nos detalhes. Fernando gosta de cozinhar. Sinto-me muito bem em casa. Ela é o nosso porto seguro”, declara Mercês.

O estilo é de Mercês, ambientação clássica com toques contemporâneos. A arquiteta afirma que gosta de tendências, mas prefere o estilo atemporal. “Gosto da ambientação que dure e não canse, uma peça chave, e o restante que venha só para compor. Gosto da mistura de estilos. A Mostra Aracaju é um bom exemplo disso. É uma vitrine de tendências que a cada ano você se surpreende com a criatividade dos arquitetos, com as inovações, os materiais. Muitas vezes são ideias simples, criativas e fáceis de aplicar, inclusive adaptei muito disso na nossa casa de praia. As tendências servem para nos inspirar”, explica Mercês.

Devoção aos livros A devoção pelos livros, o conhecimento em sua forma palpável, se estabelece em todos os ambientes como se fizesse parte da anatomia do apartamento. Há uma prateleira em concreto contornando quase todo o seu interior, uma espécie de espaço estratégico, para guardar os novos que chegarem com conforto. O corredor é um bom exemplo disso. O quarto do filho Vicente, médico que hoje

A sala de estar faz concessões apenas às artes e peças garimpadas

58 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 58

06/06/2014 16:05:07


arteambiente 44.indb 59

06/06/2014 16:05:09


A disposição dos sofás garante conforto estético para uma boa conversa

mora em Recife, acabou arrebanhando mais títulos e edições, transformando-se em um gabinete de estudos. “Vicente sempre participou da dinâmica da casa e aprendeu a valorizar a arte, o conhecimento e os livros. Sempre que vem me visitar ou viaja traz algo interessante, uma peça de artesanato. Da última vez que veio pediu para o pai pintar dois quadros para sua casa”, revela a arquiteta. E os livros também estão dentro do trabalho e dos novos projetos. O ambiente que a arquiteta irá criar na Mostra Aracaju 2014 será uma espécie de pátio literário, para trazer a literatura e cultura para o centro das discussões sobre a mostra. “Esta é a 14ª edição da Mostra Aracaju. Este ano a novidade é que estamos dentro de um grande centro empresarial, o JFC, uma tendência nos grandes centros urbanos. Nosso ambiente vai ter um caráter cultural, uma espécie de café literário voltado para uma biblioteca para que as pessoas possam pesquisar, ler e sentir a cultura sergipana. Queremos passar a importância do livro e acredito que a mostra vai surpreender a todos”, finaliza Mercês, cheia de boas expectativas.

A sala de jantar possui mesa desenhada por Mercês Souza

60 | revista arteambiente

Ambiente particular - ed 44.indd 60

06/06/2014 16:39:40


D E c O R A D O

Ítalo Leal e Rômulo Gomes arteambiente 44.indb 61

06/06/2014 16:05:38


arteambiente 44.indb 62

06/06/2014 16:05:41


arteambiente 44.indb 63

06/06/2014 16:05:43


Especial Ítalo Leal e Rômulo Gomes

64 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 64

06/06/2014 16:05:44


Para a cabeceira, couro na cor caramelo com pesponto

Em tons sóbrios, o marrom e suas nuances foram as escolhas para compor o ambiente da suíte, e a composição da cortina em linhão com a persiana em madeira deixam o espaço com ar aconchegante. Para a cabeceira, couro na cor caramelo com pesponto, sobreposto no papel de parede com textura aveludada. cortinas e papeis de parede são da Sob Medida, grife que também assina a confecção do kit de colcha, que traz uma releitura da Missone, em tom masculino

JuNHO/JuLHO | 65

arteambiente 44.indb 65

06/06/2014 16:05:47


A Teccol Engenharia executou a reforma de ampliação no pavimento do apartamento decorado, viabilizando a personificação da planta às necessidades desse morador

arteambiente 44.indb 66

06/06/2014 16:05:49


Os móveis de design valorizam o estilo de vida desse morador. A cadeira “Francesinha”, em tom laranja, destaca-se entre as cadeiras “Milla”, assinadas pelo designer Jader Almeida. Para o sofá, a escolha foi mais despojada: um grande pufe e apenas um braço. Os móveis de estar e jantar, que são da Home Design, e o carro bar “Teca”, também em tom laranja, são assinados pelo renomado Jader Almeida. Através da decoração, ganham vida nesse apartamento os objetos da Detalhes, que valorizam cada canto. Destaque para o quadro com imagem clássica em vermelho e o origami de louça, em evidência na mesa de centro

junho/julho | 67

arteambiente 44.indb 67

06/06/2014 16:18:33


A ideia foi projetar um banheiro diferente para surpreender os visitantes. O porcelanado amadeirado da Globo Design serviu para compor o piso e o revestimento da área do banho, remetendo a um spa, e deixando o banheiro social convidativo a um banho relaxante

O acabamento impecável do W.C. assim como de todo o apartamento reflete a preocupação que a Teccol Engenharia tem com a satisfação dos seus clientes, além da atenção e flexibilidade de poder escolher opções de plantas diferênciadas para cada perfil de morador no estágio da construção da obra 68 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente 44.indb 68

06/06/2014 16:18:37


arteambiente 44.indb 69

06/06/2014 16:18:39


A melhor coisa é ter os móveis planejados para atender as suas necessidades. Cozinha, home, escritório, closet e quarto de visitas foram desenvolvidos com os acabamentos mais diferenciados e exclusivos da Bontempo. Além da qualidade e do diferencial da marca, o produto atende aos diferentes perfis de público, seja este jovem solteiro ou uma grande família

arteambiente 44.indb 70

06/06/2014 16:18:41


junho/julho | 71

arteambiente 44.indb 71

06/06/2014 16:18:45


Bontempo Av. Pedro Paes Azevedo, 580 Salgado Filho | Araca ju/SE 79 3246-5055

Detalhes R. Cap. Benedito Teófilo Otoni, 382 13 de Julho – Araca ju/Sergipe 79 3246-1549 detalhes@infonet.com.br

Globo Design Rua Augusto Franco, 2980 Ponto Novo | Araca ju/SE 79 3042-9191 | 9607-0703 Shopping Casa Design

Home Design Av. Beira Mar, 1480 Farolândia | Araca ju/SE 79 3225-9900

Espaço Sob Medida Av. Augusto Maynard, 338 São José | Araca ju/SE 79 3214-6424 | 3211-2152 www.decorandosobmedida.com.br

Teccol Engenharia Ltda. R. Engenheiro Marcondes Ferraz, 252 Inácio Barbosa | Araca ju/SE 79 3249-1090 www.teccol.com.br/

Arquitetos Ítalo Leal e Rômulo Gomes 79 9971-0997 | 79 9996-9977

arteambiente 44.indb 72

06/06/2014 16:18:50


Evento

Parque Arena

Decorado do Parque Arena é apresentado aos lojistas parceiros e imprensa

Ana Cristina Andrade e Ítalo Leal

Moema Costa, Ítalo Leal, Marcela Melo e Karine Oliveira

O

Ítalo Leal e Rosa Lopes

Ana Lícia Menezes

s arquitetos Ítalo Leal e Rômulo Gomes receberam lojistas parceiros, imprensa e representantes da Teccol Engenharia numa tarde bastante animada para apresentar o resultado final do decorado Parque Arena, batizado de ‘Apartamento do Arquiteto’, empreendimento da Teccol Engenharia localizado no bairro Atalaia. Todos puderam conferir o excelente trabalho desenvolvido pelos profissionais, que souberam aproveitar os espaços, utilizando mobiliário e peças de design que deram um charme a mais ao projeto. Ítalo Leal e Mônica Gusmão

Ítalo Leal, Rômulo Gomes e representantes da imprensa

Ítalo Leal, Edson França e Rômulo Gomes

Tanuza Oliveira, Diego Bittencourt, Rafaella Vieira, Ana Lícia Menezes, Márcio Lyncoln e Ítalo Leal

junho/julho | 73

Evento - Italo Leal - ed 44.indd 73

06/06/2014 16:46:51


Internacional

Arquiteto relata sua experiência em Milão Foto: Stefano Stabile - Wikimedia Commons

Por Lucas Corato

Novos arranha-céus de Milão, vistos a partir do Duomo

74 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 74

06/06/2014 16:19:02


Trabalhando com Bellini E foi em meio a essa agitação cultural de Milão, em um edifício industrial reformado no início dos anos 90, onde trabalhei por quase cinco anos com o arquiteto e designer Mario Bellini, importante protagonista do design “Made in Italy”, grupo do qual também fazem parte nomes como Gio Ponti, Franco Albini, Ettore Sottsass, Gaetano Pesce, Bruno Munari, Alessandro Mendini, Michele de Lucchi, dentre outros. Bellini foi o responsável pelo mobiliário da rede La Rinascente, quando ganhou o primeiro de seus oito “Compasso d’Oro” – um dos mais respeitáveis prêmios do setor, e se tornou um dos designers mais requisitados pela indústria de mobiliário, de modo que, até hoje assina peças para empresas como Cassina, B&B, Heller, Meritalia, Kartell e Vitra. Dentre seus objetos mais famosos destacam-se: o computador Olivetti P101 (1965, tido como o primeiro computador pessoal), a bandeja Moon Bowl (2010, Kartell) e a cadeira CAB (1977, Cassina). Sem nunca deixar de lado o mestiere de designer – que, aliás, será sempre marcante em toda a sua trajetória, Bellini, a partir dos anos 80,

se volta também ao trabalho de arquiteto. Ele começou com diversos projetos na Itália e sobretudo no Japão – onde já trabalhava por exemplo com Yamaha e Fujica – e logo já faz projetos para os Estados Unidos, Oriente Médio, Rússia e Austrália, fruto de convites diretos ou concursos internacionais. Foi então para o projeto vencedor de um desses concursos que comecei a trabalhar no studio Mario Bellini Architect(s). Em 2006 o escritório foi convidado pela Deutsche Bank, o banco alemão, para apresentar uma proposta para a renovação de sua sede central: duas torres de 38 e 40 andares originalmente construídas nos anos 70 em Frankfurt, Alemanha. O escopo do concurso era “esvaziar e descascar” essas torres, preservando-se somente a estrutura de concreto existente, e reconfigurá-las de maneira muito mais econômica e eficiente, com o objetivo de se tornar a primeira reestruturação classificada como LEED Platinum na Europa. E o objetivo foi Sede da Deutsche Bank em Frankfurt, Alemanha

Foto: cortesia Mario Bellini Architect(s)

T

odos os anos, por volta do início de abril, arquitetos e designers do mundo todo compartilham de um mesmo desejo: acompanhar, pessoalmente ou à distância, o Salão do Móvel de Milão, a mais famosa feira de design do mundo. Sem dúvida é um dos eventos que mais dá notoriedade à cidade – junto, talvez, às semanas da moda. Mas Milão não é só tendências. É também presente e passado. A cidade que se transforma para sediar a EXPO 2015 com a construção de novos arranha-céus, museus e com a expansão da infraestrutura de mobilidade urbana, tem muito mais a oferecer. Foi capital do Império Romano do Ocidente e, no Renascimento, tornouse um dos maiores centros de cultura quando abrigou gênios como Bramante, Michelangelo e Leonardo da Vinci. E não se pode passar muito tempo em Milão sem sentir a presença de Da Vinci, seja através de uma das mais belas e importantes igrejas da cidade, a Santa Maria delle Grazie, onde se encontra seu famoso afresco da Última Ceia, ou por meio da biblioteca Ambrosiana, que abriga o tesouro do Codice Atlantico, uma coleção de milhares de desenhos do mestre do renascimento, com invenções, estudos de anatomia, matemática, mecânica e botânica, além de projetos de arquitetura.

junho/julho | 75

arteambiente 44.indb 75

06/06/2014 16:19:04


Experiência e equilíbrio Milão, a princípio, não parece ser uma cidade com tantas belezas aparentes, afinal, disputa a atenção em seu país com as também atraentes Roma, Veneza, Florença... Mas a capital lombarda tem seu ritmo particular, e é uma cidade que demanda certo tempo para ser degustada, que vai muito além das estadias turísticas. Um tempo para descobrir seus tesouros escondidos, para andar de bicicleta ao longo dos Navigli. Viver em Milão é respirar essa energia, e o olhar do estrangeiro, se atento, possibilita que nos tornemos também parte dessa simbiose. A experiência acumulada nesse pe-

Mario Bellini em seu escritório

ríodo de trabalho no exterior é extremamente estimulante e enriquecedora, mas o que vem depois é igualmente desafiador, pois é necessária muita cautela ao se fazer uma transposição a uma realidade – econômica, social, cultural e climática – tão diversa como a brasileira. Querer simplesmente copiar o que se faz na Europa será certamente frustrante para o profissional e especialmente para seus clientes. O papel do arquiteto não é, então, simplesmente trazer tendências desprovidas de identidade que irão onerar qualquer orçamento, mas ter a responsabilidade de compreender o que se discute nas duas extremidades, entender os mecanismos que movem cada cultura e encontrar um ponto justo de equilíbrio.

Foto: Lucas Corato

No escritório, junto aos arquitetos Mario Bellini e Manuel Hoff

Foto: Marie Letz - cortesia Mario Bellini Architect(s)

alcançado, adquirindo o selo máximo da ONG norte-americana que classifica projetos “verdes” em todo o mundo. Outro projeto que tive a oportunidade de acompanhar, e seja, talvez, o mais importante da carreira de Mario Bellini enquanto arquiteto: a ampliação da ala de Arte Islâmica do Museu do Louvre, em Paris, concurso vencido em 2005, quando deixou para trás ninguém menos que Zaha Hadid, que ficou com o segundo lugar.

Nova ala de arte islâmica do Museu do Louvre em Paris, França 76 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 76

06/06/2014 16:19:08


Ambientes planejados com qualidade, versatilidade, para proporcionar bem estar e conforto.

Novo showroom by Laura Strella Av. Canal, 1950, Aruana - Aracaju/SE (79) 9959-4991| estrelladecor@uol.com

Av. Francisco Porto, 830 A Bairro 13 de Julho, Aracaju/SE Tel.: (79) 3246-4995

arteambiente 44.indb 77

Av. Hermes Fontes, 838 Bairro Suissa, Aracaju/SE Tel.: (79) 3214-0056

06/06/2014 16:19:15


Objeto de Desejo

Linha Pot-purri Um das coleções que mais chamou atenção no iSaloni di Milão foi a das Luminárias Pot-purri, projeto do novíssimo grupo 3 Dots Collective. A coleção de dez módulos independentes, em diferentes tamanhos e diâmetros, concebida para combinar uma com a outra, oferece possibilidades ilimitadas, como lâmpadas e mobiliário ocasional. A ligação entre as diferentes partes e materiais é baseada em ímãs e a origem do projeto nasceu da união das tradições culturais de tribos indígenas da Venezuela com o desenho contemporâneo europeu.

Millennial Console Para criar a coleção, o espanhol Maximo Riera utilizou toras de madeira milenares – daí o nome do conjunto de móveis – trabalhadas através de um longo processo de tratamento. De forma harmônica, o designer fez a junção de um material orgânico com outro industrializado, a fim de remixar o novo e o antigo.

La Serenissima O desenho simples se converte em uma sensível e primária estrutura na obra de Daniele Bortotto e Giorgia Zanellato, duas jovens designers veteranas do Salão Satélite de Milão. Elas apresentaram La Serenissima para a Moroso, uma coleção de assentos inspirada nas altas águas de Veneza e nas antigas calçadas levantadas para combater as inundações, que deram lugar a estofados em tecidos feitos por Rubelli Moiré... Luxo delicado!

Cadeira Boing A cadeira Boing, do designer egípcio Karim Rashid, é o novo ícone do Pop Fuctionalism. Por uma questão de fato, cada cadeira pode ser personalizada, jogando com possibilidades cromáticas infinitas. A peça foi especialmente desenvolvida para a marca italiana Gufram, que trabalha muito bem com a estética lúdica, utilizando polímeros expandidos e flexíveis. Mais um projeto brilhante assinado por karim.

78 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente 44.indb 78

06/06/2014 16:19:17


arteambiente 44.indb 79

06/06/2014 16:19:19


Restauração

Cacique Chá

é revitalizado

Ponto de encontro da nata intelectual e sociedade sergipana renasce com a obra de restauração de Jenner Augusto Roberta nascimento

ivve rodrigues

80 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 80

06/06/2014 16:19:21


A arquiteta Arabela Rollemberg ressalta a importância de restaurar para manter a memória cultural do povo sergipano

E

stá provado que a arquitetura por si só conta história, e é peça fundamental para a preservação e valorização do Patrimônio Cultural e Histórico de um povo. E o foco deve ser esse, preservar para manter a memória para futuras gerações. Depois de longa data abandonado, um dos grandes exemplares da arquitetura de Aracaju, o Cacique Chá, fundado em 1950, finalmente está prestes a ser entregue à sociedade sergipana totalmente revitalizado. Situado na praça Olímpio Campos com rua Itabaianinha, o Cacique Chá desde a sua inauguração transformou-se num referencial simbólico e dinâmico da capital por reunir pensadores, jornalistas e artistas consagrados, que religiosamente papeavam nos fins de tarde e, à noite, a high society desfrutava de seus bailes com direito a orquestra. Os homens usavam, impreterivelmente, traje passeio completo e as damas, os seus melhores vestidos de festa. Vários artistas famosos se apresentaram ali, dentre eles, Gregório Barrios, o Rei do Bolero, o mexicano Pedro Vargas, Lucho Catita, o pianista Roberto Inglês, Terezinha Morango (Miss Brasil), Nelson Gonçalves, Ivon Cury, Ângela Maria e Maysa Matarazzo. Para completar essa atmosfera, o Cacique Chá possui no seu interior as obras do artista plástico sergipano Jenner Augusto. Os painéis do artista, pintados na parede do edifício, são um marco da pintura moderna brasileira e mostram a influência de Portinari. Os murais possuem um enorme valor histórico-cultural e foram pintados com tinta a óleo nas paredes com um tema bem regional, que retrata a bravura dos índios e seus hábitos.

Restauração Com um investimento de R$ 400 mil, a reforma

do Espaço Cultural Cacique Chá e a restauração dos painéis existentes no local estão sendo realizadas pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur), no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). A arquiteta responsável pelo projeto de restauração, Arabela Rollemberg, especialista em fiscalização e execução de intervenção de monumentos, destaca que o conjunto de obras do pintor Jenner Augusto, sendo nove painéis internos e quatro na varanda, todos com patologias e integrantes do escopo de serviços, foi restaurado. A equipe que está atuando na obra é composta pela restauradora Eliane Maria Silveira Fonseca Carvalho, o técnico em restauração Luís Carlos Santos, e os auxiliares de restauro Mauro Souza Santos Junior, Marcio Passos dos Santos e José Wendenson Santos Conceição. “Realizamos a intervenção de restauração embasados nos critérios do Bem Restaurar, e devido aos estados diferenciados de conservação dos painéis, os serviços foram realizados em diversas etapas de intervenção. Encontramos nos painéis presença de infiltrações, sujidades, descoloração da camada pictórica do painel, a presença de eflorescência, perda de parte de painel e até perda total. A dificuldade maior foi a de consolidar as alvenarias onde estão as pinturas parietais devido ao alto estado de degradação do reboco”, explica a arquiteta. Arabela ressalta a importância de restaurar a obra de Jenner Augusto e conta que a falta de registros originais fotográficos do espaço foi determinante para a perda total de dois painéis (nº 3 e nº 8) e perda parcial do painel de nº 2. “A trajetória da cidade é composta por seus registros históricos e é de fundamental importância para a conservação da Memória Cultural de um

junho/julho | 81

arteambiente 44.indb 81

06/06/2014 16:19:23


povo mantê-los. A perda de um “Bem Cultural” tem consequências de não se ter registro futuro para os nossos filhos, bisnetos e filhos da terra, e da nossa evolução. Jenner Augusto da Silveira foi precursor da Arte Moderna no estado, e a importância desse projeto de restauração é impedir a perda da pintura parietal/painel artístico dele”, explica.

ww

Futuro do espaço Para que o patrimônio renasça, participando da dinâmica da cidade, os painéis de Jenner Au-

gusto terão um lugar de destaque no projeto de recuperação do Cacique Chá. A ideia é que outros artistas sergipanos também tenham a oportunidade de expor suas obras nesse novo espaço, que servirá ainda como equipamento turístico. O novo prédio estará em sintonia com as obras de reforma e restauração das proximidades, como é o caso do Palácio Olímpio Campos, Procuradoria Geral do Estado, Centro de Turismo e Rua do Turista, um complexo de notável significado turístico, integrando-se ao roteiro de visita ao centro da nossa capital. Equipe técnica trabalha duro para consolidar as pinturas parietais devido ao alto grau de degradação do reboco

Contornando todo o interior do Cacique Chá, os murais de Jenner retratam a bravura dos índios e seus hábitos

82 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 82

06/06/2014 16:19:28


arteambiente 44.indb 83

06/06/2014 15:45:18


Produtos

Sorprendente! Salão Internacional do Móvel de Milão traz as tendências e o que há de mais moderno

S

orprendente, diriam não só os italianos como os brasileiros que marcaram presença no Salão Internacional do Móvel, em Milão. Não há como negar que o evento mais uma vez ganhou a admiração de todos e trouxe o que há de mais moderno. O dourado, com sua forte tendência, e os tons acobreados estiveram presentes em boa parte dos ambientes e dos produtos lançados e reinventados. Em sua 53ª edição, o Salone del Mobile mostrou que não há limites para a criatividade e trouxe inovações tecnológicas para a cozinha, a exemplo do fogão com cozimento por indução, no qual a panela pode ficar em qualquer posição e ser aquecida em um rápido espaço de tempo.

Fornos 3D, que cozinham vários tipos de alimentos, e ainda eletrodomésticos camuflados, foram alguns dos carros-chefes. No salão International Bathroom o branco, os desenhos retos e a releitura de peças clássicas ganharam forma com o aspecto retrô. Com luminárias exuberantes, sofás repaginados e tantos outros produtos repensados, o Salão Internacional do Móvel não só foi, como continuará sendo assunto de muitos profissionais da área, que se inspiram neste grandioso evento para pautar seus projetos. Confira alguns dos destaques que a ArteAmbiente separou para você.

Banheiro de estilo retrô, monocromático e que relembra a década de 60

84 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente 44.indb 84

06/06/2014 15:45:20


A espanhola Patricia Urquiola marcou presença com alguns produtos, dentre eles, o sofá (Love Me) Tender

Linhas retas e eletrodomésticos embutidos presentes em cozinhas

Na mostra Rio + Design a brasileira Lattog levou a poltrona Hapi

Quando se trata de cozinha, o quesito tecnológico sempre está à frente. Fogões com cozimento por indução estão cada vez mais modernos e práticos

JUNHO/JULHO | 85

arteambiente 44.indb 85

06/06/2014 15:45:21


Diretamente do salão Satélite, o despojado armário The Lines traz diversas e coloridas faixas elásticas Com nova roupagem, a cadeira Master de Philippe Starck apareceu nos tons dourado, acobreado e cromado

Dourado se faz presente no ambiente com característica retrô

Predomínio do branco e imponência dos produtos dão destaque ao ambiente, que retoma a década de 50

86 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 86

06/06/2014 15:45:23


arteambiente 44.indb 87

06/06/2014 15:45:24


Responsabilidade Social

Fundação Mamíferos Aquáticos inaugura sua sede em SE ArteAmbiente destacou-se como grande parceira e motivadora do projeto

A

roBerta NasciMeNto

ivve rodrigues

Fundação Mamíferos Aquáticos (FMA) inaugurou no dia 23 de abril a nova sede administrativa no bairro Farolândia. A partir de agora, pesquisadores, alunos e profissionais das áreas terão um espaço próprio para discutir e estender suas pesquisas em torno da preservação ambiental e a proteção dos mamíferos aquáticos em território sergipano. A iniciativa contou com o apoio direto da Editora ArteAmbiente e a união de esforços do arquiteto Antônio Cabral e do artista plástico Willy Valenzuela. Como principal veículo de comunicação de arquitetura e decoração do estado, a ArteAmbiente mobilizou empresas do setor para apoiarem a execução da reforma da FMA, assim como a divulgação dos parceiros. De acordo com o diretor da Fundação, João

Carlos Gomes, a inauguração da nova base administrativa em Sergipe significa um marco em termos de crescimentos e para realização dos trabalhos que serão desenvolvidos pela equipe. “Nossa missão é promover a conservação dos mamíferos aquáticos, com foco em pesquisas voltadas também para as ações que serão desenvolvidas de preservação ao meio ambiente”, explica. Ele destacou ainda, que já ocorrem atividades no estado, a exemplo do monitoramento de praias, que é uma iniciativa da Petrobras com o Centro Tamar. “O programa tem como objetivo investigar o que acontece com os animais e os principais impactos causados ao meio ambiente”, detalha. A Vice-Presidente da FMA, Jociery Einhardt

Equipe de pesquisadores e colaboradores unidos para fortalecer a FMA em Sergipe

88 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente 44.indb 88

06/06/2014 15:45:32


Vergara Parente, ressaltou a importância da parceria com a ArteAmbiente na concretização do projeto da sede. Segundo ela, a FMA chegou em Sergipe há quase 10 anos com atividades pontuais, entretanto, há cinco passou a ter atividades mais efetivas, desenvolvendo ações rotineiras, e a partir daí começou a apostar no desenvolvimento de técnicas e novos projetos para o litoral de Sergipe. “Com o desenvolvimento e aquisição de novas parcerias, a Fundação sentiu necessidade de ter um local, onde, de fato, pudesse instalar uma base. Uma das alternativas foi desenvolvê-la com apoio de parceiros sergipanos, e para isso buscou o que de melhor havia na cidade, que é a parte da arquitetura representada por Antônio Cabral, um artista plástico, representado por Willy Valenzuela, e para celebrar esse encontro da arte com o ambiente, buscamos a revista ArteAmbiente que é um ícone na divulgação desse segmento”, declara. O artista plástico Willy Valenzuela disse que se entregou de coração ao projeto da FMA. “Fiz um painel e tive que aprender sobre as questões marinhas. Mergulhei no universo do mar para compreender a missão e a proposta de alma dessas pessoas da FMA. Criamos no painel o peixe-boi, que era confundido com a lenda das sereias, o fundo do mar e seu ecossistema e outros animais marinhos, como a baleia jubarte, a tartaruga careta-careta, o pinguim, o golfinho. A sereia, ao centro, significa as questões lúdicas, o homem-peixe, a relação com o mundo, a importância da preservação. Fizemos isso com materiais descartados e todo mundo botou a mão na massa”, explica Willy.

Instalações novas A sede é ampla e confortável. Possui hall de entrada, salas de reunião, sala de pesquisa, de diretoria, espaço de convivência, sala de imprensa, entre outras. No hall, chama a atenção o lustre feito pelo artista plástico Willy Valenzuela a partir de materiais reciclados e com fios aparentes e lâmpadas incandescentes. O arquiteto Antônio Cabral disse que foi uma grande honra ter sido convidado para realizar o projeto da sede da FMA em Sergipe. “Já havia feito um trabalho dentro do espaço da FMA, na universidade Pio X, no qual refiz o layout para que houvesse um aproveitamento melhor do espaço. Esse projeto da sede foi muito interessante de fazer, pois se tratando de um imóvel que não é próprio, ou seja, é alugado

Diretores da FMA e padrinhos do projeto comemoram inauguração da nova sede

e que não garantia a possibilidade de grandes intervenções, houve o desafio de transformar seus espaços, originalmente residencial, à finalidade de escritórios da Fundação. Por conta dos recursos limitados foram somente usandos artifícios criativos para tentar viabilizar tudo que era necessário dentro do programa que eles apresentaram”, explica o arquiteto. A cor, o padrão azul, marca da Fundação usada em outras unidades, foi utilizada no projeto para manter a identidade visual da nova sede. “Procurei buscar soluções que mesclassem as questões do mobiliário corporativo e a ergonomia, mas também associando questões criativas. Os tampos das mesas, por exemplo, foram feitos a partir de portas; na área externa de convivência, uma jardineira virou banco com futons de banners reaproveitados, sempre levando em conta as demandas da reciclagem e da conservação ambiental, grande missão da FMA”, salienta Antônio Cabral.

Nacional A FMA atua, nacionalmente, com atividades que envolvem manejo, monitoramento ambiental e pesquisa científica, estudando os efeitos antropogênicos nos recursos marinhos, e com parcerias e ações colaborativas que promovem mudanças socioambientais. Neste contexto, a Fundação está inserida no apoio à construção e execução de políticas públicas e marcos regulatórios.

JUNHO/JULHO | 89

arteambiente 44.indb 89

06/06/2014 15:45:40


Contato: fma@mamiferosaquaticos.org.br www.mamiferosaquaticos.org.br www.facebook.com/mamiferosaquáticos Aqui em Aracaju, a FMA atende no Hospital Veterinário da Faculdade Pio Décimo

1

3 2

4

5

1 O lustre assinado por Willy Valenzuela, feito a partir de materiais reciclados, reforça a filosofia da FMA 2 No hall de entrada, o arquiteto Antônio Cabral optou por linhas retas e cores da FMA para maior dinâmica e identidade do espaço 3 Sala de reunião. O tampo da mesa reaproveitou uma porta de MDF 4 Painel artístico executado pelos colaboradores da FMA sob coordenação de Willy Valenzuela

arteambiente 44.indb 90

PARCEIROS

PADRINHOS

5 Os colaboradores da FMA em Sergipe também ganharam uma sala confortável para estudo e pesquisa

06/06/2014 15:45:56


Superlux ed 44.indd 91

09/06/2014 10:27:51


Espaço CAU-SE

Ética profissional e conduta de vida

Q

uando me questionam sobre ética profissional, eu sempre respondo que se trata de um tema polêmico e complexo, pois, no meu ponto de vista, é uma expressão que corresponde à moral e aos costumes humanos, e, dessa forma, está ligada diretamente ao modo de proceder ou comportar-se do indivíduo, apropriado ao grupo social e, consequentemente, à classe a que pertence. Portanto, acredito que na sociedade moderna a ética moral apresenta-se quando o ser humano busca criar em seu cotidiano uma convivência social harmônica e construtiva, daí, consequentemente, transfere-se esse comportamento para todos os tipos de relacionamentos habituais. Muitos de nossos profissionais adotaram posturas e raciocínios equivocados devido a vivência de anos de orfandade ética. A noção do cumprimento do dever em sociedade surge espontaneamente ou, infelizmente, coativamente, sob forma de usos e costumes ou disposições legais. De qualquer forma, é imperativo o entendimento de que em qualquer um dos casos o foco é a ordem social. O CAU/BR entende que é necessário um aspecto basilar, norteador, e que não deixe dúvidas da postura que a sociedade espera de nós e da que almejamos ter com nossos colegas profissionais da Arquitetura e Urbanismo. Por isso criou o Código de Ética e Disciplina do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (ver no www.cause.org.br) com o objetivo de qualificar a prática profissional no país, considerando a possibilidade de renovar as relações dos arquitetos e urbanistas com a profissão, e desta com a sociedade. Dentre vários itens, destacamos o de número 4 (Obrigações para com a Profissão), que diz respeito à concentração dos objetivos primordiais de conduta profissional e seus princípios: 4.1.1. “O arquiteto e urbanista deve considerar a profissão como uma contribuição para o desenvolvimento da sociedade”. 4.1.2. “O respeito e defesa da profissão devem ser compreendidos como relevante promoção da justiça social e importante contribuição Cristiano Pacheco para a cultura da humanidade”. Coordenador da Comissão de Ética No que se refere aos aspectos legais do CAU/SE

coercitivos, esse Código estabelece bases suficientes para proporcionar clareza na identificação circunstanciada dos fatos, na avaliação das infrações cometidas e na aplicação das respectivas sanções disciplinares que abrangem as possibilidades de advertências, multas, suspensões e cassação do registro. Por isso, é fundamental que todo profissional tenha conhecimento do Código, pois ele já está sendo aplicado pelos CAU/UF em todo o país e, em Sergipe, já possuímos processos de Código de Ética e Disciplina infrações éticas tramitando do Conselho de Arquitetura dentro da Comissão de Ética e Urbanismo e Disciplina do CAU/SE. Faz-se necessário esclarecer que o Conselho não criou um documento apenas punitivo, pelo contrário, tem o objetivo de estabelecer uma nova cultura na qual se possa elevar a autoestima da categoria. Assim, editou o Código de Ética visando garantir serviços desenvolvidos com qualidade pelos profissionais. O Código contempla, em seus princípios, os direitos e deveres dos profissionais no tocante ao exercício correto da profissão e seu relacionamento com: clientes, empregadores e colaboradores, colegas, meio ambiente, compromissos profissionais, ética etc. Entretanto, acredito que para reabilitar a ética em fase da crise que atravessa a humanidade, na qual o egoísmo prospera e existe a falta de solidariedade e a perda dos valores de moralidade, é fundamental a prática diária, é necessário se auto julgar, e, principalmente, tornar os valores morais e coletivos sobrepostos aos valores materiais e individuais. *É Arquiteto e Urbanista, Diretor Geral e Coordenador da Comissão de Ética e Disciplina do CAU/SE. Sócio-Gerente da Digitalize Arquitetura e Construção, empresa atuante há 15 anos no mercado, sobretudo com projetos de cunho social.

92 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 92

06/06/2014 15:45:58


arteambiente 44.indb 93

06/06/2014 15:45:59


Feiras e Mostras

Morar Mais

Por Menos

Conceito e brasilidade em 41 ambientes

A

divulgação

terceira edição do evento de decoração Morar Mais por Menos Vitória exibiu 41 ambientes em aproximadamente 1.700 metros quadrados distribuídos em duas casas vizinhas, localizadas no bairro Bento Ferreira. Segundo Gabriela Iamonde, que realizou o evento ao lado de Sonia Iamonde, “uma das novidades da edição deste ano é que os visitantes tiveram acesso a uma mostra ampliada, com os ambientes divididos entre duas casas”. Ela enfatiza que, ao propor conceitos como sustentabilidade, brasilidade, inclusão social e customização, a mostra sugere “ambientes decorados de forma sofisticada, mas com objetos e soluções inteligentes que cabem no bolso”. Este, aliás, foi o grande desafio enfrentado pelos profissionais envolvidos na mostra: elaborar

ambientes sofisticados dentro de uma proposta acessível ao bolso, mostrando aos visitantes que, com a ajuda de um profissional, essa tarefa torna-se mais qualificada e mais rápida de ser executada. O resultado pode ser conferido no Morar Mais por Menos Vitória, onde o visitante encontrou o melhor custo-benefício aplicado em móveis, objetos decorativos, pisos e revestimentos, através de criatividade, planejamento e pesquisa, um trabalho de fôlego executado por arquitetos, designers e paisagistas.

Sustentabilidade Um dos destaques deste ano foi a utilização de energia solar em alguns ambientes. Um deles, a Casa Sustentável dos Avós, teve 16 placas fotovoltaicas instaladas no telhado. Esse conjunto é

Sala de TV – Por Juliana Mattos e Olívia Corrêa - O orçamento equilibrado aliado à estética são o foco do projeto, afinal, equipar uma Sala de TV não é simples. Grafismos, misturas de estampas, base sóbria e cores pontuais marcam o projeto

94 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 94

06/06/2014 15:46:00


capaz de gerar 18Kw/h por dia, o que dá em torno de 540 Kw/h por mês, o suficiente para manter em pleno funcionamento uma residência de padrão médio com seis moradores. Outra inovação foi a parceria com a Revertec Logística Reversa para fazer a adequada destinação de resíduos de equipamentos eletrônicos. Durante todo o evento houve um coletor desses materiais, que, posteriormente, foram separados, desmontados, classificados, embalados e seus componentes acondicionados. Mais de 90% deles foram destinados à reciclagem, para retornar como matéria-prima ao processo produtivo. Já os materiais não reaproveitáveis foram destinados a aterro controlado, de acordo com sua classificação.

Cozinha e Jantar do Chefe – Por Tatiana Espindula e Lorrayne Zucolotto Mais do que um espaço meramente funcional, este é um ambiente sofisticado, elegante e moderno, que integra as refeições ao convívio social. As cadeiras da sala de jantar são estofadas com lona de caminhão usada, e o lustre foi produzido com o reaproveitamento de garrafas de vidro

Escritório da estilista ��� Por Karin Stahr, Fernanda Bellumat, Cristiane Locatelli e Everthon Baños - O ambiente é uma mistura entre o vintage e o contemporâneo, lugar especial que reflete o estilo da profissional. Os móveis são um garimpo do tempo, e os elementos mesclam bordados e texturas, telas e tecidos que, nas paredes e no teto, entregam o caos da criação e mostram que na arte de criar, vale a pena ousar

Casa sustentável dos avós – Por Adriano Segantini e Heliomar Venâncio - O projeto vem recheada de recursos ecologicamente corretos, como as placas fotovoltaicas, o telhado verde e a iluminação LED, que, aliados a revestimentos de baixo impacto ambiental, colaboram para uma construção sustentável, o que gera uma obra de baixa manutenção

Empório orgânico – Por Adriane Chiappani e Thais da Rocha - Neste projeto, o objetivo foi trazer para dentro do espaço o que nos encanta na natureza, ressaltando a beleza do que é natural em um ambiente rústico e instigante

Confira as próximas edições do evento Agosto - Rio de Janeiro 7 de agosto a 14 de setembro - Goiânia 14 de agosto a 21 de setembro - Brasília 20 de agosto a 5 de outubro - Belo Horizonte Setembro - Cuiabá Novembro - Campo Grande e São Luiz

arteambiente 44.indb 95

06/06/2014 15:46:02


Galeria

Jordão de Oliveira Mário Britto

Márcio Garcez

Paisagem/ Técnica: OST/ Dimensão: 65 x 80 cm Coleção: Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe

Paisagem/ Técnica: OST/ Dimensões: 33 x 40 cm/ 1950 Coleção: Particular

Paisagem/Técnica: OST/Dimensão: 72 x 92 cm/ 1951 Coleção: Mário Britto

Pedras/ Técnica: OST/ Dimensões: 35 x 55 cm/ 1942 Coleção: Virgínia e Roberto Gurgel

N

atural de Aracaju/SE, Jordão Eduardo de Oliveira Nunes nasceu em 13 de outubro de 1900 e faleceu no dia 8 de abril de 1980, no Rio de Janeiro/RJ. De origem humilde, descobriu-se artista em Aracaju, onde iniciou os primeiros estudos e fez os primeiros desenhos em  crayon,  sob a influência do mestre Quintino Marques, realizando nesse período sua primeira exposição individual. Mudou-se para Recife e, posteriormente, em 1921, para o Rio de Janeiro, onde viveu até o seu falecimento. No Rio de Janeiro, estudou na Escola Nacional de Belas Artes, com mestres do quilate de Batista da Costa, Lucílio Albuquerque

e Rodolfo Chamberland, tornando-se, em 1930, docente de pintura e catedrático de modelo-vivo na respeitável instituição. Foi um dos professores mais queridos da ENBA. Em 1937, assumiu a presidência da Sociedade de Belas Artes. De 1924 a 1978, participou de diversas exposições pelo país e no exterior, a exemplo dos salões de arte de Rosário de Santa Fé, na Argentina, e da Feira Internacional de Nova Iorque, nos Estados Unidos. Jordão de Oliveira foi presença de destaque nos Salões Nacionais de Belas Artes, promovidos pela Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro, nos quais conquistou, entre outros: em 1933, o prêmio de “Viagem ao

Exterior”, o mais cobiçado deles, e em 1938, a Medalha de Ouro. Em 1944 foi júri do Salão Estadual de São Paulo e do Salão Nacional de Belas Artes. Suas obras estão espalhadas em importantes espaços e, entre tantos, destaco: o Nacional de Belas Artes, o Palácio do Catete, a Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e  a Ordem Terceira da Candelária, todos no Rio de Janeiro/RJ; o Palácio do Rio Negro e o Museu Imperial, em Petrópolis/ RJ; o Palácio do Ingá e o Museu Antônio Parreiras, em Niterói/RJ; a Pinacoteca do Estado de São Paulo/SP e, ainda: os Ministérios da Aeronáutica e da Agricultura; as Faculdades de Medicina e Odontologia da Universida-

96 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 96

06/06/2014 15:46:06


Lúcio Telles

Mário Britto é Procurador-Chefe do Centro de Estudos da Procuradoria Geral do Estado, escritor, palestrante, curador, colecionador de arte e sócio fundador da Sociedade Semear.

Vaqueiro do Norte/ Técnica: OST/ Dimensão: 100 x 90 cm/ 1943 Coleção: Marluce e Cezar Britto

de do Brasil e a Faculdade Nacional de Direito. Hoje, grande parte de suas obras se encontra na pinacoteca que recebeu seu nome, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe – IHGS, em Aracaju/SE. Em 1978, Jordão de Oliveira realizou sua última exposição individual, na Galeria Horácio Hora, em Aracaju/SE, sob a Curadoria de Luiz Adelmo. Em 2012, participou, in memorian, da coletiva “Coleção Mário Britto”, edição especial Mostra Aracaju/SE. Em Sergipe, o  hall  de entrada do Museu-Palácio Olímpio Campos abriga dois importantes painéis encomendados durante o Governo Leandro Maciel (1955-1959) e desenvolvidos na década de 60, no governo de Luiz Garcia. Neles, Jordão retrata elementos da base econômica de desenvolvimento do Estado. Em 1980, foi inaugurada a Galeria Jordão de Oliveira na biblioteca da Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão/SE. Como escritor, Jordão de Oliveira publicou três livros: em 1975, “Caminhos Perdidos” (memórias); em 1976, “A Cor das Coisas” (poemas) e, em 1980, “Delta” (poemas). Comentando seu livro de estreia, o romancista baiano Jorge Amado, em carta enviada ao poeta-pintor diz o seguinte: “(...) Tudo é bonito em seu livro, como em sua pintura. Há páginas que

são obras-primas como a Carta de Mamãe no capítulo 44. Que livro mais bonito seu Jordão! Não importa o rótulo, de memória ou romance é a presença de um homem de verdadeira grandeza”. Depois de sua morte, em 1982, através da Lei nº 365/82, a rua Bojuru, na Ilha do Governador, na qual o pintor residiu por muitos anos, passou a ser chamada Rua Jordão de Oliveira. A obra dele revela beleza e sintonizada harmonia entre inspiração e técnica acadêmica. De sua paleta, não saem cores vivas, porque é na densidade dos tons ocres e escuros que ele encontra a luminosidade vista em suas deslumbrantes paisagens. Retratista, em sua iconografia encontramos pessoas comuns, mas, sobretudo, personalidades importantes. Sobre a obra se Jordão de Oliveira, escreveu no Dicionário Brasileiro de Artista, o respeitado crítico de Artes Walmir Ayala: “Seu colorido discreto completa na sua obra o equilíbrio das massas e as sutilezas de luz e sombra. Sem demonstrar preferências por um único gênero, consegue interpretar seus modelos com semelhança e sem amaneiramentos de forma e suas paisagens reproduzem aspectos de horizonte amplo, de perspectiva bem compreendida.”

Jordão de Oliveira

junho/julho | 97

arteambiente 44.indb 97

06/06/2014 15:46:08


Evento

Maria Hora, Alexandre Aguiar, Eurides Aguiar, Carol Faro, Flávia Barreto e Leôncio Aguiar

Nova vitrine da

Carol Faro, Flávia Barreto, Josimari Freitas, Wilton Fonseca e Maria Hora

Mais Design N

o dia 20 de maio, a Mais Design apresentou a sua mais nova vitrine, com ambientes modernos assinados pelas arquitetas Maria Hora e Flávia Barreto, que conseguiram expressar a contemporaneidade sintetizada pelo traço reto. Diversidade de sensações, mistura de materiais, conceito limpo e arrojado foram os pontos chave para a composição da nova vitrine da Mais Design. A ocasião contou com a presença de clientes e também de grandes profissionais do ramo da arquitetura e decoração da nossa cidade, que fizeram da nova vitrine da Mais Design um grande sucesso. Mais Design – Av. Beira Mar, 830, Farolândia. Tel.: (79) 3179-4632.

Jéssica Navarro, Maria Hora, Flávia Barreto e Vanessa Dantas

Bruno Rosa, Leôncio Aguiar, Flávia Barreto, Maria Hora, Carol Faro, Sulamita Gouveia e Thiago Collares Celi Miranda, Antônio Cabral, Maria Hora, Barroso Melo, Carol Faro e Danilo Gois

Tereza Lobão, Carol Faro, cliente, Cida Teixeira e Bárbara Leite

Edjane Alves, Flávia Barreto, Adriene Teles e Maria Hora

98 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 98

06/06/2014 15:46:23


arteambiente 44.indb 99

06/06/2014 18:14:41


Evento Yago Cairu

em alto estilo Inauguração

Neto Carvalho

Vanessa, Cida, Quézia e Luana Duarte

N

o dia 28 de maio, foi inagurado o mais novo espaço da beleza em Sergipe: Cida Duarte Lounge Hair. Com mais de 20 anos de experiência profissional e cursos nacionais e internacionais, Cida Duarte - especialista em mechas, maquiagens, penteados, transformação e visagismo, trabalha em parceria com sua filha, Quézia Duarte, expert em administração de salão de beleza. O trabalho da dupla vem dando certo, proporcionando ao empreendimento credibilidade no mercado de beleza sergipano. Através de análise com ultrassom capilar, o salão proporciona tratamentos capilares personalizados, e como não paramos de inovar, estamos trazendo a Aracaju novos tratamentos como bordados, Velaterapia, Cromoterapia capilar e multivitaminas. Atendimento diferenciado para noivas, madrinhas e formandos, dando um toque de requinte ao grande dia. Tudo isso e muito mais, você encontra em um local de fácil acesso, que conta com vagas de estacionamento exclusivo. E para os meninos que gostam de se cuidar, o Cida Duarte dispõe de uma sala executiva para atendimento masculino. Cida Duarte Lounge Hair fica na Rua Euclides Paes Mendonça, 905, no bairro Salgado Filho. Informações e reservas de horários pelos telefones (79) 3214-8578 e 9141-7308

Evento Cida Duarte - ed 44.indd 100

Cabelo Cida Duarte, Vestido Divina Sposa e Dyvianna

06/06/2014 18:21:26


FOTOS - BOB CELES

Cenário perfeito para seu dia ficar guardado para sempre, foram assim as festas de 15 anos de Gabi Santana e Beatriz Theodoro Reservas ou informações: (79) 9977-4084

arteambiente 44.indb 101

06/06/2014 18:14:57


Onde Encontrar

Localize os anunciantes presentes nesta edição A Pérola Joias (Pág. 17) (79) 3217-7444 / 3231-4523

Lúmina (Pág. 33) (79) 3214-1533 / 9945-8522

Alúmen (Pág. 06) (79) 3223-1073 | 8113-4204 | 3022-0482

Luzelle (Pág. 19) (79) 3217-6437

Ambientar(Pág. 77) (79) 3041-3807

Mais Design (Pág. 98) (79) 3179-4632

Ampliato (Pág. 37) (79) 3231-3638 / 9990-3369

Mansão Zilah Albuquerque (Pág. 99) (79) 9141-4890 / 3217-0575

Anuário ArteAmbiente (Pág. 08) (79) 3231-3475

Mistão Móveis (Pág. 4) (79) 3234-0700

Atrativa (Pág. 25) (79) 3231-6500

Mostra Aracaju (Pág. 26) merces@mostraaracaju.com.br

Balcony Brasil (2ª Capa) (79) 3021-1100

Namme (Pág. 93) (79) 9191-3560

Celmar (Pág. 15) (79) 3211-9152

Novo Tok Interiores (Pág. 34) (79) 3259-2221

Cida Duarte (Pág. 100) (79) 3214-8578 / 9141-7308

Ponto Eletro (Pág. 29) (79) 3022-2978

Classe A (Pág. 54) (79) 3217-2994 | 3217-5465

Pôr do Sol ArteAmbiente (Pag. 10) (79) 3231-3475

Decorart (Pág. 47) (79) 3217-1358 / 3259-7507 / 3259-5565

Restaurante Buana (Pag. 101) (79) 9977-4084

Dimadeira (Pág. 38) (79) 3217-3223

Shopping Casa Design (3ª Capa ) shoppingcasadesign@shoppingcasadesign.com.br

Fusão Comunicação Visual (Pág. 59) (79) 3246-1644 / 3214-1000

Superlux (Pág. 91) (79) 3249-3334

Grupo Modular (Pág. 13) (79) 3179-4635

Teccol Engenharia (Pág. 62) (79) 3249-1090

GW (Pág. 83) (79) 3213-7244

Terraço Envidraçamento (Pág. 49) (79) 9924-7744 / 3209-1790

Home Design (4ª Capa) (79) 3225-9900

Vidro Home/Reiki (Pag.31) (79) 3243-5965 / 9999-6666 / 9134-0150

Imperatriz Collection (Pág.103) (79) 3023-7622 / 3043-0463

WineHouse (Pág. 97) (79) 3246-2077

Inovatto Móveis Planejados (Pág.87) (79) 3041-8918

Zelarflex (Pág. 35) www.zelarflex.com.br

Knauf do Brasil (Pág. 45) www.knauf.com.br

102 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 102

06/06/2014 18:14:57


Evento

Imperatriz Collection, um ano de sucesso

N

o dia 29 de maio, a empresária Janiara Imperatriz comemorou um ano de sucesso de sua loja Imperatriz Collection, localizada na av. Edésio Vieira de Melo, 572. Com a presença de convidados, entre eles blogueiros de moda, imprensa, além de clientes e amigos, o badalado evento contou com a organização de Valéria Ramos e decoração de Bianca Mattos. A Imperatriz Collection é uma loja moderna, com estilo, que já caiu na graça das modernetes por seu atendimento exclusivo, personalizado e novidades certeiras das tendências da moda.

Tatiane Oliveira

Victória Barbosa e Janiara Imperatriz

Janiara Imperatriz e seu irmão Rodrigo Marcos

DJ Henrique e Victória Barbosa

arteambiente 44.indb 103

Tatiane Oliveira

Aldino Monteiro e Janiara Imperatriz

Bianca Mattos e Victória Barbosa

Clientes brindam ao aniversário de um ano da Imperatriz

Thais Bezerra, Janiara Imperatriz e Victória Barbosa

Fernanda Pinheiro, Janiara Imperatriz e Valéria Ramos

06/06/2014 18:15:28


O que rolou na área Sob Medida Sob Medida recebe visita de alunos do curso de Design de Interiores

1

2

3

Home Design Tradicional Chá Rosa da Home Design movimenta o fim de tarde de 8 de maio ao reunir profissionais parceiros da loja e gestores da marca em Sergipe

1

2

FotoS: Álvaro roCha

1 e 2 - Este tipo de ação é de grande importância para os alunos, pois eles vivenciam a matéria na prática 3 - Capitaneados pelos professores Ana Porto, Thiago Perez e Viviane Oliveira, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer uma das principais lojas do segmento

3

1 - Verah Carvalho, Aramari Tude, Cristiana Cardoso, Karine Oliveira, Camila Oliveira, Celi Miranda, Karla Ca jaíba e Laís Araújo 2 - Nancy Barreto, Manuela Andrade, Conceição Prado e Karine Oliveira 3 - Carol Souza, Monique, Vanessa Dantas, Jéssica Navarro, Karine Oliveira, Laís Araújo, Lícia Acioly e Camila Oliveira

Atrativa

2

Os representantes da Atrativa, juntamente com diretores da fábrica Simonetto, estiveram presentes na feira de Milão e também participaram de treinamento na Alemanha na seda da Hettich fornecedor da fábrica

1

1 - Enfrente a fábrica da Hettich 2 - Lucas Moraes junto com diretores da Simonetto no Salão de Milão

104 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente 44.indb 104

06/06/2014 18:15:32


2 1 - A vitrine revelou um conceito limpo e arrojado, com contemporaneidade sintetizada pelo traço reto, diversidade de sensações e mistura de materiais 2 - Maria Hora, Alexandre Aguiar, Eurides Aguiar, Carol Faro, Flávia Barreto e Leôncio Aguiar 3 - Flávia Barreto e Maria Hora

1

Mais Design Mais Design apresenta a sua mais nova vitrine com ambientes modernos, assinados pelas arquitetas Maria Hora e Flávia Barreto

1

3

Classe A Classe A apoia temporada de shows no bar Zodíaco da banda MPB3, que tem o arquiteto Melciades Souza como integrante 1 - Banda MPB3 2 - Melciades Souza, Marta Martins, Geraldo Mascarenhas, Paulo Rehm e Rosangela Rehm 3 - Henrique Romeiro e Helânia Cavalcante

O arquiteto Matheus Menezes apresenta o projeto da nova loja, que promete ser um grande marco no mercado sergipano e nacional

Mobili-Manfroi

2

O empresário Luiz Antônio Rolemberg, representante da marca Manfroi em Sergipe, junto com o arquiteto Matheus Menezes apresentaram à diretoria da fábrica em Bento Gonçalves projeto de uma nova loja em Aracaju, que servirá de referência para as demais lojas no Brasil

3

1 - O evento foi bastante prestigiado e contou com a presença de muita gente bonita ligada ao mundo fashion 2 - Leonardo e Meire Mittaraquis, Yago Cairu, Lídice Rodrigues e Jonatal Sousa

Lançamento Yago Cairu lança seu site e conta com o apoio da Revista ArteAmbiente

1

2

arteambiente 44.indb 105

06/06/2014 18:15:48


Arte e Letra

Como cortar

cabelo a facão “São obras de concepções esdrúxulas, individuais e introspectivas e que dizem traduzir arte mas não traduzem, por faltar-lhes o imprescindível detalhe do sentido artístico”

É

Carmelo D’Agostino

fato, salvo honradas exceções, que se dá, a partir do século XX, um distanciamento “progressivo” da cultura em relação à excelência, não obstante persistir, em campos bem específicos, o primar contínuo pelo aperfeiçoamento das técnicas há muito elaboradas e que, ainda hoje, são úteis, funcionais e moralmente definidoras. Mas o que é corrente, o que é aceito e louvado deve ter, na perspectiva estética da contemporaneidade, a nivelação por baixo, e nem é por baixo no sentido da inferioridade superior nietzschiana, mas, sim, o inferior mediano, portanto, medíocre. Fácil de engolir via bocas sequiosas de novidades esvaziadas, do mero exercício visual que se apoia, por vezes, no escatológico mal conduzido para gerar escândalo no seio de uma classe média plasticamente embotada, a produção artística se mantém pela falsificação de si mesma, mediante as acéfalas instalações, as megaestruturas (túneis de barro, cabanas de chita, papelão e biscoito, coisas assim...) que ocupam todo o espaço de um centro cultural numa metáfora do ato de ocupação da mente por objetos inclassificáveis, mas que ali permanecem para evitar a fluidez, as espirais conflitivas que geram percepções decentes, estes, sim, movimentos que legitimam o pensamento crítico, a compreensão estética que não se deixa seduzir por momices Léo A. Mittaraquis de uma gentalha que se arvora capaz leomittaraquis@uol.com.br de produzir arte. Sim, é preciso recoProfessor de Filosofia, crítico do que nhecer que produzem, sim, a má arte, cisma de criticar e gosta de cachorro

Madalena à luz de vela. Georges La Tour, 1640

a imagem da incompetência técnica e da estupidez cultivada pela mídia. E o que se vê é isso: exposições que só expõem a imbecilidade do arteiro (pois não tem a dignidade de alçar-se artista), do retardamento espertalhão da curadoria e do deslumbramento parvo de um público que tudo sorve e vibra meio a uma patuscada que beira a indecência. Para os que, como eu, ocupam, bravamente, a perspectiva aristocrática sob a qual se reconhece o que é Arte, o que merece ser percebido como Bela Arte, é a Tradição nosso tabernáculo. Assim resistimos, assim não cedemos, assim nos erguemos e seguimos.

“E tu aprende, Uccello, a ser apenas linha e o andar mais alto de um segredo” Antonin Artaud

106 | revista arteambiente

arteambiente 44.indb 106

06/06/2014 18:15:49



Arteambiente ed 44