Page 1

Fevereiro - Março - 2015 | Ano X - Nº 48 | R$ 11,90

Especial

ANO X – Nº 48 – FEVEREIRO E MARÇO DE 2015

Ana Romélia apresenta seus Melhores Endereços

Meu Projeto Cristiana Cardoso apresenta projeto a beira do Vaza-Barris


Presente em todo o país e com milhares de sistemas instalados, a Balcony Brasil reúne o que há de melhor em funcionalidade, design e tecnologia em envidraçamento de ambientes.

www.

SÓ QUEM É LÍDER PODE OFERECER O MELHOR.

BALCONYBRASIL .com.br

Show Room: Rua Pedro Paes Azevedo, 194, Galeria Center Sul - Salgado Filho.

79

3021-1100


O SISTEMA DE ENVIDRAÇAMENTO QUE O BRASIL CONHECE E CONFIA.


Ícones Mundiais

Poltrona

Ball Chair Projetada inicialmente para ser usada em sua própria residência como uma poltrona acolhedora e que preenchesse o espaço, a Ball Chair utiliza uma das mais simples formas g e o m é tr i c a s , a e s f e r a . Confortável e muito macia, ela apresenta design com estilo futurista e é indicada para diversos tipos de ambientes. Sua estrutura em fibra de vidro pintada na cor branca possui cúpula giratória e base fixa. O revestimento do assento interno pode ser escolhido.

Eero Aarnio Eero Aarnio nascido em 21 de julho de 1932 estudou arte na Universidade de Arte e Design de Helsinki entre 1954 e 1957. Em 1962 montou seu escritório e, desde então, passou a atuar como designer de interiores e de mobiliário. Nos anos 60 iniciou estudos com a fibra de vidro, explorando as possibilidades formais do material. Foi também neste período que Aarnio começou a utilizar os plásticos, as cores vivas e as formas orgânicas, desafiando o design tradicional e o convencional. Em 1967 recebeu o American Industrial Design Award pelo design da cadeira Pastil, em fibra de vidro, que por flutuar, pode ser usada inclusive na água. Grande parte dos seus trabalhos estão expostos nos museus de maior prestigio, incluindo o “Victoria and Albert Museum” de Londres, MoMa em Nova Iorque e o “Vitra Design Museum” em Weil am Rhein.

4 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 4

04/03/2015 16:11:41


arteambiente48.indb 5

04/03/2015 16:11:42


arteambiente48.indb 6

04/03/2015 16:11:44


arteambiente48.indb 7

04/03/2015 16:11:46


Editorial

Dez anos

para comemorar em 2015

A

primeira edição do ano é sempre muito especial. Descortinar a casa, deixar ares novos entrarem, descobrir novos horizontes e fazer planos para viver e morar melhor é desafiador. Mas, melhor que traçar a lista do que sabemos que nos faz bem, é reposicionar as atitudes com mais ação. A ArteAmbiente se renova a cada ano e 2015 marca uma década de sua existência. Dez anos conta muito. Temos muito a escrever e muito a comemorar. Parece fácil? É necessário ter fôlego para tudo isso! Nem todo mundo consegue se manter num mercado tão instável e competitivo. Amadurecida e mais consistente em seu trabalho, a ArteAmbiente orgulha-se de sua década de existência pela sua independência editorial. Devemos tudo isso à coragem empreendedora dos diretores Jonatal Sousa e Leonardo Mittaraquis, à capacidade técnica, qualidade e profissionalismo de sua equipe e, é claro, à confiança de seus parceiros, empresários, profissionais de arquitetura, designers de interiores e leitores. Será que revelei o segredo do sucesso?! Agora já sabem que vamos ter muitas novidades ao longo do ano! E já nesta edição apresentamos a marca comemorativa desses 10 anos de vida da editora. O Encontros ArteAmbiente, previsto para ocorrer no inicio do segundo semestre promete uma grande atração aos profissionais da área e apaixonados pela arte de bem viver. Nossa edição está leve, como a vida deve ser. Em Entrevista, você vai conhecer um pouco do trabalho de Marília Calareso, uma artista que está chamando atenção com suas peças lúdicas e cheias de estilo. Em Galeria, a arte genuína de Gervásio Teixeira, sergipano que vive no Rio de Janeiro, pintor, ilustrador, designer de móveis, artista engajado com a vida e o planeta. Sua obra já atravessou o Atlântico, fez verdejar de Brasil galerias na França. Em Tendências, boas ideias para projetar uma casa mais fresca, com economia de energia, e olhar atento sobre o bem-estar no futuro. É preciso mais engajamento verde! Em Ambiente Particular, Grace Franco, empresária e comunicadora de sucesso, nos revela seu lar e jeito leve de viver. A edição traz ainda o especial Melhores Endereços com a designer de interiores e lightning designer Ana Romélia. Na seção Meu Projeto, a arquiteta Cristiana Cardoso assina uma casa para relaxar no azul, à beira do Rio Vaza-Barris, e apreciar a natureza e arquitetura integrada à paisagem. Termino por aqui, o resto é surpresa porque o ano só está começando. Até a próxima edição!

8 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 8

Capa: Residência à beira do Vaza-Barris, projeto de Cristiana Cardoso. Foto: Xico Diniz

expediente Direção Geral Jonatal Sousa e Leonardo Mittaraquis Comercial Jonatal Sousa ((79) 9828-9452) Lídice Rodrigues ((79) 9902-7763) Meire Mittaraquis ((79) 9828-9435) Criação Leonardo Mittaraquis ((79) 9828-9405) Josué Jackson - Diretor de Arte Diego Ferreira - Designer Gráfico Editora Roberta Nascimento DRT 1.068 SE Fotógrafos Álvaro Rocha Ivve Rodrigues Martha Oliveira Colaboradores Léo A. Mittaraquis Mário Britto Administrativo Rosilane Mesquita Dayana Araújo Tiragem 7.000 Exemplares ISSN 2238-6971 A Revista ArteAmbiente é uma publicação da Editora e Gráfica ArteAmbiente Ltda, com CNPJ 09.454.712/0001-55. A Editora ArteAmbiente não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados. Fevereiro e Março / 2015. Informações: Tel.: (79) 3231-3475 arteambiente@editoraarteambiente.com www.editoraarteambiente.com

04/03/2015 16:11:48


Lilia Duarte

Arquiteta | CAU-SE A40795-0 A arquiteta Lilia Duarte exerce toda a sua liberdade criativa em projetos exclusivos executados com perfeição pela Dimadeira. O quarto de princesa requer peças delicadas e minuciosas, com atenção aos detalhes. O home-office, idealizado para ser original, com sua estante de design arrojado, é uma surpresa a cada ângulo. O uso da madeira freijó enche o ambiente de conforto e aconchego, finalizado com a textura refinada do acabamento em laca nos tons pastéis de bege e verde água, um charme a mais.

Travessa D, 35 - Distrito Industrial de Aracaju Tel.: (79) 3217-3223 | dimadeira@dimadeira-se.com.br

arteambiente48.indb 9

04/03/2015 16:12:00


43

SUMÁRIO 14 4 - ÍCONES MUNDIAIS Eero Aarnio

14 - ENTREVISTA Marília Calareso

18 - NOTAS 22 - ARQUITETANDO Tiago Amorim

24 - DECORANDO Thiago Perez

26 - MEU PROJETO Cristiana Cardoso

10 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 10

04/03/2015 16:12:11


arteambiente48.indb 11

04/03/2015 16:12:15


34

30 26

30 - AMBIENTE PARTICULAR Grace Franco

34 - TENDÊNCIAS Para refrescar a casa em dias quentes

38 - INTERNACIONAL

4

Musée des Confluences

42 - OBJETOS DE DESEJO 43 - ESPECIAL MELHORES ENDEREÇOS Por Ana Romélia

72 - ESPAÇO CAU-SE 74 - RESPONSABILIDADE SOCIAL ArteAmbiente apoia construção da nova sede do GACC

76 - FEIRAS E MOSTRAS Craft Design

78 - GALERIA Gérvasio Teixeira

80 - ONDE ENCONTRAR

38

78

82 - ARTE E LETRA

12 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 12

04/03/2015 16:12:27


arteambiente48.indb 13

04/03/2015 16:12:30


FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 15

arteambiente48.indb 15

04/03/2015 16:12:33


identifico com a Beatriz Milhazes, Amy Butler e Adriana Barra.

Sou de São Paulo, mas adoro o estilo praia, mais despojado e alegre e tento transmitir esse clima tropical para as minhas peças Marília Calareso

ArteAmbiente – Quais as dificuldades para quem cria de forma artesanal? Como é o dia a dia em seu ateliê? Marília Calareso –Acho que a maior dificuldade é o custo que acaba sendo mais alto por fazer uma quantidade menor e fica difícil de competir com peças que são produzidas em grande quantidade. Mas, apesar disso, não tenho vontade de produzir em larga escala, pois acho legal esse conceito de ter peças mais exclusivas e diferentes.

tampa. Eu ainda não fiz parcerias fora do Brasil, mas acredito que seja interessante, pois é uma maneira de divulgar o trabalho e ser reconhecido em outros países, o que é muito bacana.

ArteAmbiente –Você lançou seus produtos na Craft Design? O Brasil não precisaria de mais feiras como essa em outras regiões? Marília Calareso –Sim eu lancei na Craft Design na edição de Agosto de 2011. Acho que seria interessante ter esse tipo de evento em outras cidades para as pessoas terem a oportunidade de ver as tendências de decoração. ArteAmbiente – A internet é a maior plata-

ArteAmbiente – Como funciona a criação de coleções durante o ano? Marília Calareso –Eu faço duas coleções por ano e lanço na Craft Design que acontece geralmente em março e agosto. Sempre tenho novas estampas e modelos para o lançamento da coleção.

ArteAmbiente – Qual a sua opinião sobre o mercado nacional e as vantagens de trabalhar com parcerias fora do país? Marília Calareso – Os meus produtos são muito bem aceitos e eu vendo para todo Brasil, sinto que as cidades de praia se identificam mais com o meu trabalho por ter muita cor e es-

forma de divulgação e venda de seu trabalho, hoje? Como o aracajuano pode adquirir seus produtos? Marília Calareso –Sim, é pela internet que eu divulgo o meu trabalho, mas ainda não tenho loja virtual, pois o meu forte são as vendas no atacado. Mas tenho um catálogo que envio por email e os clientes de varejo podem escolher os modelos e eu envio para todo o Brasil pelo correio.

ArteAmbiente –Você trabalha com tecidos importados, mas já começou a confeccionar estampas exclusivas? Marília Calareso –No começo eu trabalhava

16 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 16

04/03/2015 16:12:35


com os tecidos importados, agora eu só trabalho com tecidos exclusivos.

Marília Calareso –A moda sempre vai e volta e acho legal misturar o que é antigo com as peças atuais.

ArteAmbiente – Que importância você dá a esse material na elaboração de um projeto de interiores? Marília Calareso –Eu acho que a Iluminação é bem importante na decoração de uma casa, a luz indireta deixa o ambiente muito mais aconchegante. Tanto nas luminárias quanto nas almofadas você pode brincar com as estampas, pois são peças menores e fazem muita diferença na decoração deixando o ambiente alegre e aconchegante.

ArteAmbiente –As pessoas estão mais carentes de uma casa com produtos que demonstrem afeto? Marília Calareso – Eu sempre busco peças mais diferentes e com personalidade, não tenho medo de ousar e é isso que eu tento transmitir nas minhas criações. ArteAmbiente –Dá para prever projetos e tendências da moda casa para 2015?

Marília Calareso –Eu não sigo muito a tenArteAmbiente –Porque a moda retrô e vintage conversam tão bem com a casa contemporânea?

dência, meu processo de criação vai muito pelo momento e ideias que vão surgindo.

Criações combinam com as paisagens e cores quentes do litoral

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 17

arteambiente48.indb 17

04/03/2015 16:12:36


Notas

A cara do Nordeste Para os apaixonados por pets Originalmente esta peça serve como peso de porta, mas pode ser usada em qualquer ambiente da casa - living, hall, sala de tv, varanda, etc. Produzido com tecido 100% poliéster, enchimento de espuma e areia, ela faz parte do mix da slim que é uma marca de acessórios para decoração criada pela Entreposto, referência em móveis e tecidos exclusivos desde 1994. Com um conceito dog friendly que se expressa no lifestyle e na linha de produtos, a slim é a marca ideal para os apaixonados por decoração e pets. www. Entreposto.com.br/slim

Sua cozinha vai ganhar novas cores Sabemos que a cozinha é o lugar ideal de experimentar novos sabores, novos aromas e agora também novas cores com as cubas Color Life que fazem parte da coleção Design Collection da Tramontina. São 06 cores exclusivas com acabamento fosco, toque liso e produzidas em Cristalite, material composto por 75 a 80% de quartzo. Isso torna o produto prático e resistente, com aspecto único de pedra. Toda a coleção possui acabamento antibacteriano e o sistema Nanoclean, que garante uma superfície sem porosidade. Conheça a linha completa em www. tramontina.com/designcollection

Feito de inox com corda de poliuretano ou algodão, o Sofá Caçúa do talentoso designer Sérgio Matos tem a cara do nordeste brasileiro, além de possuir várias opções de cores. sergiojmatos.blogspot.com.br

Varandas, terraços e jardins mais alegres Fazendo parte da composição de áreas externas, como terraços, varandas e jardins, os seat gardens são itens que conquistaram muito sucesso em diversos estilos de projetos de decoração. Essa peça, por exemplo, apresenta um belo formato e um acabamento colorido, perfeito para trazer mais al egria e modernidade para diferentes espaços. www. mariapiacasa.com.br

Painel de Banho Eldorado, da Astra A Astra lança ao mercado o painel de banho Eldorado. Com design diferenciado e cores arrojadas, o painel é produzido em vidro temperado, tem frente em vidro preto e vermelho e todo o seu acabamento é feito em metais cromados. Além de moderno, o item proporciona ao usuário uma pressão de 25mca e conta com três pequenos jatos articuláveis de hidromassagem. Possui ducha de cabeça em plástico cromado com haste em aço e conta com uma ducha de mão em plástico cromado com mangueira flexível de aço. O painel Eldorado mede 138X 24,4cm e pesa menos de nove quilos. www.astrasa.com.br

18 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 18

04/03/2015 16:12:39


arteambiente48.indb 19

04/03/2015 16:28:59


Dois gigantes que se uniram Para ambientes jovens Autêntica e original está adega foi criada e s p e c i a l m e n te p a ra a m b i e n te s j ove n s e descontraídos. Com ela você poderá manter seus vinhos armazenados de forma adequada e segura até o seu consumo final. Acomoda até quatro vinhos por vez e possui pés em madeira que são a tendência da estação. www.obravip.com.br

O Grupo francês Tarkett, líder mundial em produção de vinílicos adquiriu a Fademac líder do mercado nacional. Do vinílico à borracha e aos laminados, da madeira ao carpete e ao linóleo, a agora Tarkett-Fademac oferece a mais ampla gama de soluções e acessórios para pisos, revestimentos e superfícies desportivas. As soluções de alto desempenho da Tarkett-Fademac incluem uma grande variedade de materiais e cores que podem ser personalizados para combinar perfeitamente com qualquer ambiente. Disponível em centenas de alternativas de cores, tons, padrões e desenhos, a gama de produtos da Tarkett-Fademac proporciona total flexibilidade para atender às necessidades específicas de cada cliente. Em Aracaju pode ser encontrado na Casa Vip localizada na Rua Celso Oliva, 80 - 13 de Julho.

Alto Conceito A GM Móveis, empresa com mais de 20 anos de sucesso e tradição, está de marca nova: Conceituall, uma marca que agrega alta qualidade no acabamento, atendimento diferenciado, entregas no prazo contratado e uso de materiais ecologicamente corretos. A Conceituall é uma marca que vai conquistar o mercado sergipano. Na foto detalhe de ambiente projetado pela arquiteta Gleuse Ferreira e executado pela Conceituall. Ligue e faça seu orçamento: (79) 3249-1056 / 9934-3310.

20 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 20

04/03/2015 16:29:04


arteambiente48.indb 21

04/03/2015 16:29:08


arteambiente48.indb 23

04/03/2015 16:29:40


Decorando

Thiago Perez Natural de: Araca ju Sergipe – Brasil, porém possuo a dupla nacionalidade: Brasil e Chile.

Um objeto ou móvel do design: Poltrona Mole de Sérgio Rodrigues

Formação profissional: Arquiteto e Urbanista pela UFS e Designer de Interiores pela UNIT e Universidad de Valladolid, Espanha.

Como reconhecer o bom design? O bom Design é aquele que com a necessidade e gosto do cliente consegue criar e dar vida a ambientes e espaços surpreendentes através de ideias simples com um conceito preciso.

Algum projeto que considera cartão de visita? Gosto muito de todos os meus projetos, e tento trabalhar com uma linha diferenciada para cada um, dando personalidade e deixando que no projeto transpareça a vontade e necessidade do cliente, contudo um dos que mais gostei foi a Galeria de Arte da Mostra Araca ju 2014. Boas ideias exigem noites em claro? Com certeza. Mas não diria noites em claro, todavia instantes de inspiração. Às vezes nos deparamos com situações que estamos fazendo algo sem tanta importância, e de repente pensando em um projeto, ao cair da noite, surge uma ideia que pode alavancar o conceito inicial do mesmo. Dois materiais imprescindíveis na sua criação? Cimentícios e texturas.

Estilos e correntes no design de interiores com que mais se identifica: Sou bem eclético, porém gosto muito da escola modernista. Sustentabilidade no design é: Essencial e necessário. Com inovações e tecnologia, hoje não podemos nos omitir e nem deixar de trabalhar para um futuro melhor. Profissional que admira: Paulo Mendes da Rocha. Livros indispensáveis para atuação: Gosto muito dos meus livros de pesquisa, principalmente os relacionados à normas, adequações e padrões técnicos. Um dos que mais gosto é o Neufert, A arte de projetar em arquitetura. Como vê a decoração da casa no futuro? Gosto de pensar que deverá ser mais interativa e não simplesmente estética, onde as pessoas poderão desfrutar não somente com fins de contemplação, mas também da satisfação de poder interagir com o ambiente. tperezarquitetura@hotmail.com | 79 8116-7034

Ambiente Galeria de Arte Mostra Araca ju 2014

24 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 24

04/03/2015 16:29:44


ESCRITÓRIOS COM VIDA

móveis para escritório

Av. Edésio Vieira De Melo,1316 - Aracaju/SE | (79) 3246-2263 | rosefonseca.se@infonet.com.br

arteambiente48.indb 25

04/03/2015 16:29:54


Meu projeto

Na foto, o pergolado em eucalipto sombreia as espreguiçadeiras Sonho (Saccaro), local escolhido para a vista contemplativa do pôr do sol no rio. O projeto luminotécnico foi cuidadoso na criação de cenários, assim os diversos ambientes, mesmo que integrados, assumem funções definidas e proporcionam sensações diferentes.

26 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 26

04/03/2015 16:29:57


Mobiliário em fibra sintética e madeira (Saccaro), com proposta navy para o tecido aquablock. Para o gazebo, móveis em tons escuros (Saccaro) para ressaltar o branco da pedra nanoglass. Marcenaria Dijacar

Para o aconchego e conforto do living, o sofá Punta em sarja branca (Saccaro), a poltrona ( Celi D) traz o tom azul em formas sinuosas e o destaque fica com as fibras naturais das poltronas e mesa de centro (Saccaro). A cúpula black da luminária (Saccaro) pontua a elegância do ambiente

28 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 28

04/03/2015 16:30:06


ANDERSON ADLER

No jantar, o buffet Costa com azulejo Athos Bulcão (Celi D) é a peça chave para um ambiente contemporâneo e genuinamente brasileiro. Mesa em carvalho natural assinada pela designer Larissa Diegolli para a Celi D, e cadeiras em palha natural (Saccaro)

Cristiana Cardoso Arquiteta e Urbanista CAU/SE A30972-9

A cozinha com bancada Stone Italiana Azurine (cinza claro) e Brillante Blu (azul escuro), se integra ao aconchego dos detalhes em madeira

Rua Desembargador José Sotero, 53 Treze de julho – Araca ju/SE (79) 9989-0909 / 3214-4263 arqcristianacardoso@hotmail.com www.cristianacardoso.com.br

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 29

arteambiente48.indb 29

04/03/2015 16:30:10


Os espaços unem a madeira à leveza do branco. O home integrado ao living convida os visitantes ao aconchego

É

bem incomum viver em um apartamento com playground completamente integrado e à disposição para as crianças brincarem, mas a empresária e apresentadora Grace Franco mora exatamente assim. “Digo que temos o tempo suficiente para ser feliz aqui dentro, e digo que é um casamento – uma casa apartamento. Temos todo um conceito de uma casa dentro de

um condomínio fechado, mas num ground zero, no playground, dentro da área de lazer do prédio e vivemos de portas abertas”, explica Grace. Grace Franco figura entre as mulheres de negócios em Sergipe que mais chama atenção. Na última eleição, candidatou-se e levou para as ruas um discurso altivo e revelou o que pensa sobre a política

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 31

arteambiente48.indb 31

04/03/2015 16:30:21


Digo que temos o tempo suficiente para ser feliz aqui dentro e digo que é um casamento – uma casa apartamento Grace Franco

nacional. Não ganhou nas urnas, mas plantou semente. Formada em ciências da computação, começou a carreira como analista de sistema, projetando programas na área de processamento dados, montando provedores de acesso, dirigindo parques tecnológicos, e foi exatamente aí que se descobriu uma comunicadora nata. “Um dia tive um coach importante na minha vida e sem saber que era um coach, era meu chefe, chegou e me observou cuidando de toda área do parque tecnológico da empresa, uma multinacional de comunicação francesa, e me disse: Grace você quer cuidar de máquinas ou de pessoas? Agora, de pessoas, e então ele rebateu: vá à caça. Aquele dia mudou a minha vida e a partir dali fui investir em comunicação, na área de desenvolvimento de novos negócios e em relações exteriores”, relembra a empresária. Hoje, ela comanda a Você Vahle, uma agência pullservice, que faz toda parte de relacionamento com a mídia e assessoria de comunicação e eventos. “Vahle é nome de família, do meu avô que nasceu na Alemanha, e o vale diz muita coisa, então adotei esse nome como nome próprio da empresa”.

Vida leve e simples Quando está em casa, cultiva a vida simples. “Quase não saímos para jantar fora, temos uma vida mais pacata e sou muito feliz com o que eu tenho, prestando atenção nas pequenas coisas, nos gestos de Lorenzo, nos momentos em família”, afirma Grace. O projeto de arquitetura e decoração foi totalmente concebido por ela e o marido, Ricardo Scandian, médico anestesista. Grace revela que o posicionamento das luminárias foi o ponto de partida do projeto. “Como as luminárias têm esse tom amadeirado resolvemos optar por uma casa de estilo rústico, aproveitando o que já tínhamos e ganhamos de casamento. Criamos ambientes despojados, totalmente à vontade. Só mexemos na parede do living para colocar um revestimento chamado Europedra, do Rio de Janeiro, de São Gonçalo, e achamos que combinou com a estética da casa”, destaca. A decoração é discreta e flui nos móveis de madeira escura com contornos elegantes. Aliás, o calor da madeira, aliado aos tecidos crus, claros e às texturas de fibras naturais colaboram para criar uma atmosfera aconchegante. O way

Em meio à neutralidade, cabe à luz natural ressaltar a beleza e a energia da casa. Esse ar arejado reflete no humor dos moradores

32 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 32

04/03/2015 16:30:25


Os móveis elegantes da Sierra ambientam por inteiro o apartamento

of life ali também é ditado pelo pequeno Lorenzo, 3 anos, filho do casal, que corre com fôlego na varanda comprida coberta com deck de madeira. “Gostamos muito dessa área externa, tomamos café na varanda e acho que essa hora é sagrada. Nos dias de hoje a gente não valoriza muito o sentar à mesa, mas é extremamente importante porque é justamente nessa hora que conversamos, sabemos o que aconteceu, o que vai acontecer, a troca da relação pai, mãe e filho”, declara. Numa mesa de canto, recostada na parede, próximo à entrada da casa, a coleção de girafas chama a atenção dos visitantes. “As girafas fazem parte da nossa história, meu marido é alto. Temos uma lembrança das girafas por uma questão de sobrevivência”, explica.

A varanda com deck de madeira é o local predileto nas reuniões entre família e amigos

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 33

arteambiente48.indb 33

04/03/2015 16:30:37


TendĂŞncias

arteambiente48.indb 34

04/03/2015 16:30:39


O projeto do escritório Ana Libório e Gândara Jr buscou a integração casa e jardim com o conforto visual proporcionado pelo “mix” do verde, madeira e vidro. Os pergolados trabalham como filtros de luz e ventilação garantindo a transição claro, escuro

desta forma, devemos proteger as fachadas da incidência solar direta e privilegiar aberturas para a correta circulação do ar, nesse sentido, pode-se lançar mão de elementos construtivos diversos tais como brizes e beirais, ou mesmo criar ambientes intermediários antes de adentrarmos na edificação propriamente dita, como pergolados ou varandas”, explica Givaldo. Segundo ele, os beirais e as varandas, tão característicos da arquitetura brasileira, são dispositivos muito interessantes para conter a incidência direta do sol. “De uma forma geral, fazem parte da cultura nordestina de construir e vem se transformando em espaços cada vez mais sofisticados com a incorporação de outras funções que a de simplesmente relaxar ao balanço de uma boa rede, como é o caso das varandas gourmet. Evidentemente que o controle térmico reflete-se em ganhos financeiros aos usuários

que deixam de utilizar aparelhos de refrigeração e ventilação artificial e em grande escala contribuem para cidades mais sustentáveis”.

Conforto verde Plantas sempre refrescam a casa e trazem boas energias. Com certeza você já experimentou a sombra de uma árvore frondosa em dias quentes ao andar pelas ruas. As plantas são eficientes por sombrear as construções, como a sua respiração resfria o ar em volta, retêm umidade, o que ajuda a aliviar a temperatura. Pode ser em forma de muro verde, jardim vertical, horta na laje – o efeito paisagístico enche os olhos e ainda refresca. Vale muito a pena implementar alternativas para viver de forma sustentável pensando no seu bem estar, na energia da casa e do planeta. Investir em ajuda técnica e profissional é garantia no futuro!

Arquitetura de compromisso já é uma realidade em muitos países e nós precisamos começar a praticá-la Arquiteta Ana Libório

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 37

arteambiente48.indb 37

04/03/2015 17:01:26


Internacional

Lyon ganha Musée des Confluences Após 14 anos de obra, investimento de € 253 milhões, museu exibe arquitetura futurista assinada pela agência austríaca Coop Himmelb(l)au DIVULGAÇÃO

38 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 38

04/03/2015 17:01:28


O

s turistas vão amar! A cidade de Lyon, segunda metrópole da França, inaugurou recentemente o Musée des Confluences, com 238 mil m², lindo e exuberante como um leopardo em forma de prisma, localizado no exato ponto de confluência dos rios Ródano e Saône. Totalmente restaurada e reestruturada, a estação de trem Lyon-Perrache mudou consideravelmente com a construção do museu. De longe, o prédio todo de aço – mais de 6.600 toneladas – parece uma nave espacial que aterrissou na cidade. O projeto de estilo desconstrutivista tem a assinatura da Coop Himmelb(l)au, agência austríaca que deslanchou na mesma época outros starchitects como Zaha Hadid, Daniel Libeskind e Frank Gehry. A sensação quando adentra-se no hall de entrada, todo de vidro e aço, é de estar dentro de um cristal. A estrutura, análoga daquela usada na construção de pontes, sustenta sozinha os espaços de exposição, acessíveis através de escada

rolante e uma rampa espiral. De fora, o resto do edifício lembra uma nuvem de aço facetada e angular – segundo D. Prix são essas “novas geometrias” que dão personalidade a uma construção. A complexidade da construção refletiu tanto no prazo (o atraso foi de quase 14 anos!) quanto no orçamento (dos 60 milhões previsto, o budget passou para 253 milhões de euros). Apesar de algumas críticas quanto a isto, o Musée des Confluences também foi pensado para dar uma segunda vida a um bairro até então abandonado em Lyon. Daqui a alguns meses, deve ficar pronta a segunda parte do projeto, que também é urbanístico. Quando os visitantes atravessam o “cristal” do museu, chegam num passeio público e num parque com ciclovias de frente para os rios onde devem acontecer mil e uma atividades. A museologia do espaço também foi pensada para atrair o maior número de pessoas. Sem ser dividida por áreas, como em instituições mais tradicionais com salas divididas em ciências, arte, etnografia e antropologia, o museu optou por misturar todas as suas disciplinas. Nenhum lugar melhor para pensar em assuntos tão existenciais como a vista para a confluência dos dois rios do museu.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 39

arteambiente48.indb 39

04/03/2015 17:01:30


Turistas acompanhando as exposições de perto

Na abertura, duas exposições: Tesouros de Guimet, centrado nas coleções do era industrial, e a Câmara das Maravilhas, que evoca a história natural

Museu reúne acervos de várias origens, que contam a história natural do planeta e o percurso da humanidade na sua história e geografia Imagem de um buda originário do Musée National des Arts Asiatiques, em Paris

Turista descobre o mundo no Museu das Confluências - desde os dinossauros até um acelerador de partículas

Arquitetura ousada para curtir de dentro e de fora

40 | REVISTA ARTEAMBIENTE

Internacional - ed 48.indd 40

04/03/2015 18:34:25


arteambiente48.indb 41

04/03/2015 17:01:33


Objeto de Desejo

Firmacasa no e-commerce

Cadeira Sella Dá para sentar, sim, embora a intenção traga aquele “desconforto-suportável”, de que a cadeira não tem estabilidade. É com esta premissa que os irmãos Achille Castiglioni e Pier Giacomo criaram a cadeira Sella, assim como conceberam um de seus ícones em 1957 – o banco Sella, que confirmou, na época, o talento dos designers em dar formas originais aos objetos do cotidiano com elegância e design radical para aqueles tempos.

A Conceito: Firmacasa facilitou as coisas para sua refinada clientela. A empresa lançou um site com serviço de e-commerce e agora os itens são entregues em todo território nacional. Também dá para acompanhar lançamentos, promoções e o surgimento de (sempre surpreendentes) espaços na loja. Endereço: http:// conceitofirmacasa.com.br/ Peças da linha Estetico Quotidiano Golden Edition, da Seletti. O design é de Alessandro Zambelli

Bel Lobo para Tok&Stok A arquiteta e designer Bel Lobo criou a coleção Vira e Mexe, especialmente para Tok&Stok, em oparceria com sua marca, a m.o.o.c., na intenção de facilitar o dia a dia com criatividade. São gaveteiros, bancos, arquivos, organizadores, extensões e luminárias, todas com cores, formas e materiais irreverentes e cheios de charme. Os cavaletes permitem a criação de composições com funções variadas, desde bancadas até estação individual de trabalho.

Luminárias Tribeca O designer dinamarquês Søren Rose criou em parceria com a Menu as luminárias Tribeca. A coleção surgiu após viagem aos EUA em busca de luminárias vintage, que ainda estivessem em boas condições e que pudessem ser reformadas. Depois de montar e desmontar, tal qual um quebra-cabeça, surgiram peças singulares numa bela síntese da produção dos anos 1930. Assim nasceram a luz de Leonard, Franklin, Duane, Reade e Warren, e entraram em produção e deram vida à linha Tribeca. 42 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 42

04/03/2015 17:01:34


por Ana Ateliê do Mimo Carvalho Design Celi Mall Decor Celmar Empório Casa Empório Casa Revestimento

arteambiente48.indb 43

Romélia

Fast Frame Madeirhart Marmoraria Sergipe Mc Home Villa Bebê

04/03/2015 17:01:50


Especial Melhores Endereços

44 | REVISTA ARTEAMBIENTE

Ana Romélia - ed 48.indd 44

04/03/2015 18:38:32


L

eveza e sofisticação definem o projeto desta casa, projetada para trazer conforto e expressar o bom gosto dos moradores. As áreas de convivência recebem uma atenção especial, com móveis convidativos e elementos que revelam aconchego em tapetes macios e tecidos finos. As cores expressam neutralidade e elegância, junto aos traços contemporâneos que nortearam as escolhas do décor, enquanto materiais como espelhos e madeira laqueada se associam e compõem um ambiente harmonioso de acabamentos. Essa base neutra ganha vida em cores pontuais, enquanto algumas peças de destaque revelam formas mais ousadas, sem interferir no equilíbrio, mas com uma estética que acolhe e, ao mesmo tempo, expressa a personalidade de cada um.

A iluminação em tons quentes e o uso abundante de espelhos foram o cenário para a sala de jantar contemporânea com toques clássicos

46 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 46

04/03/2015 17:02:12


Seguindo os tons de bege e o traçado em linhas retas, os ambientes refletem o estilo atemporal e elegante. No detalhe, o home integrado ao quarto do casal

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 47

arteambiente48.indb 47

04/03/2015 17:02:37


Ana Romélia com Daniela Sobral

Ateliê do Mimo 48 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 48

04/03/2015 17:02:40


Uma Loja onde o profissional e o cliente sentem-se acolhidos pelo atendimento. A identidade é um fator essencial para caracterizar o ambiente, e no Ateliê do Mimo podemos encontrar peças com personalidade e beleza, que trazem particularidade a qualquer projeto.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 49

arteambiente48.indb 49

04/03/2015 17:02:49


Ana RomĂŠlia e Ronaldo Carvalho

Carvalho Design 50 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 50

04/03/2015 17:02:51


Resistente aos agentes do tempo e aos esforços, as esquadrias em PVC (Claris) empresa do grupo Tigre, proporcionam leveza e durabilidade às edificações e a qualquer tipo de ambiente, uma empresa que está no mercado há 17 anos, com atendimento diferenciado e exclusivo. As esquadrias com funções diversas, como o isolamento térmico e sonoro, com opção de vir com persianas embutidas, facilitando a vedação da luz solar. Conta ainda, com divisórias de gesso acartonado, persianas,revestimentos acústicos e revestimentos de paredes e tetos.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 51

arteambiente48.indb 51

04/03/2015 17:12:26


Ana Romélia e Maria Celi desfrutam do ambiente descontraído com mobiliário Tidelli e prateleiras da Vitra

Celi Mall Decor 52 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 52

04/03/2015 17:12:29


A liderança do Celi Mall Decor em Sergipe é fruto de um trabalho inegável. Aqui você encontra produtos de qualidade, mix diversificado, equipe especializada, excelência no atendimento e credibilidade no compromisso assumido com o cliente.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 53

arteambiente48.indb 53

04/03/2015 17:12:48


José Carlos, Ana Romélia, Dermeval Souza e Antônio Justiniano

Celmar 54 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 54

04/03/2015 17:12:51


A Celmar, uma empresa de móveis planejados, segue uma combinação perfeita de projeto, com qualidade e satisfação do cliente. Com uma variedade de materiais, ferragens e acabamento, tenho a segurança de especificar para meu cliente e contar

com uma equipe competente e inovadora. Uma parceria verdadeira se constrói com competência e entrosamento da empresa e do profissional em uma relação de compromisso com resultados.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 55

arteambiente48.indb 55

04/03/2015 17:13:11


Ana Rom茅lia com Ronaldson Junior e Tatiana Maynard

Emp贸rio Casa 56 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 56

04/03/2015 17:13:14


A Empório Casa é sempre percursora no lançamento de tendências em tapetes, papéis de parede, cortinas e persianas, e também está entrando no mercado com uma linha de móveis, cheia de charme e elegância e com maior variedade. Persianas valorizam a beleza natural da madeira, dando um ar de sofisticação ao ambiente, possibilitando um controle de luminosidade de acordo com as necessidades. Persianas motorizadas proporcionam conforto e praticidade.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 57

arteambiente48.indb 57

04/03/2015 17:13:34


Ana Rom茅lia com Ronaldson Junior, Tatiana Maynard e Rafaelli Braga

Emp贸rio Casa Revestimentos 58 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 58

04/03/2015 17:13:37


O que mais gosto na Empório Casa Revestimentos é que ela se tornou um facilitador do meu trabalho, pois lá encontro diversidade de materiais, excelente atendimento aos meus clientes, comprometimento com a qualidade dos produtos vendidos, garantia dos serviços de montagem, pois conta com equipe própria e treinada pelos fornecedores. Agregado a isso, a Empório Casa Revestimentos detém uma grande quantidade de materiais em estoque, o que permite a agilidade na entrega e execução do meu projeto.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 59

arteambiente48.indb 59

04/03/2015 17:13:49


Ana RomĂŠlia e Eduardo Fernandes

FastFrame 60 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 60

04/03/2015 17:13:52


Um lugar perfeito para complementar meus projetos, é na Fast Frame que encontro o toque final de cada projeto, fotos, telas e gravuras, que mexem com sentimentos e interferem na percepçáo dos ambientes. Procuro buscar artistas certos para provocar as sensações desejadas. A arte muitas vezes não é o complemento da decoração e, sim, a protagonista de um espaço.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 61

arteambiente48.indb 61

04/03/2015 17:14:11


Ana RomĂŠlia com Dermeval Souza

Madeirhart 62 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 62

04/03/2015 17:14:14


A marcenaria Madeirhart sempre executa meus projetos à risca e sempre com excelente acabamento e qualidade. A funcionalidade deve estar presente em todos os ambientes da casa, mas o quarto de bebê necessita de atenção especial. Espaço e conforto são fundamentais para facilitar o convívio no dia a dia, com mobiliário adaptado às medidas ergonômicas de altura, largura e profundidade, lembrando que cada caso é único, podendo oferecer diferentes recursos e soluções. O quarto de Filipe recebeu tonalidades neutras, com um toque amadeirado, deixando o ambiente mais aconchegante e mobiliário sóbrio, pois requer um ar de calmaria.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 63

arteambiente48.indb 63

04/03/2015 17:14:23


Alex Batalha e Ana RomĂŠlia

Marmoraria Sergipe 64 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 64

04/03/2015 17:14:25


A Marmoraria Sergipe é uma empresa conceituada, com grande variedade de mármores, granitos e pedras nobres, como ônix, silestone, dentre outras. Oferece um atendimento personalizado, desde a solicitação do orçamento até a entrega do produto, e lá eu encontro o diferencial para os meus projetos.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 65

arteambiente48.indb 65

04/03/2015 17:14:37


Ana Romélia com Isabel Vasconcelos e Natália Vasconcelos

Maria Clara Home 66 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 66

04/03/2015 17:14:40


Com uma proposta ousada, a Maria Clara Home hoje é um dos endereços mais cobiçados de Aracaju. Suas peças de bom gosto e de design estão presentes em meus projetos, e lá eu encontro o que há de mais sofisticado e belo, sem contar com a receptividade de todos, desde o atendimento à entrega dos objetos na casa do cliente, um diferencial da loja.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 67

arteambiente48.indb 67

04/03/2015 17:23:33


Ana Romélia com Wanessa Galvão e Larissa Franco

Villa Bebê 68 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 68

04/03/2015 17:23:34


Para garantir o conforto no quarto do bebê, os móveis são de fundamental importância. Na Villa Bebê encontro o mobiliário ideal para deixar o quarto funcional e acolhedor, com uma variedade de marcas e modelos, cada um mais lindo que outro. A loja conta também com objetos de decoração, roupinhas para bebê e crianças maiores, toda a linha de utilitários e papéis de parede. Uma loja completa, para deixar o cantinho do bebê em perfeita harmonia.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 69

arteambiente48.indb 69

04/03/2015 17:23:42


ONDE ENCONTRAR Ateliê do Mimo Rua José Ramos da Silva, 291 Paris Center | Lj. 06 13 de Julho | Aracaju/SE 79 3246-5324 ateliedomimo@ig.com.br

Carvalho Design Rua Guilhermino Resende, 36 Salgado Filho | Aracaju/SE 79 3246-1999 | 3302-5654

www.carvalhodesign.com.br comercial@carvalhodesign.com.br

Celimalldecor Av. Vereador Joaquim Maurício Cardoso Filho, 2990 Coroa do Meio | Aracaju/SE 79 3217-2802 www.celimalldecor.com.br

Celmar Av. Hermes Fontes, 1294 Aracaju/SE 79 3211-9152

www.celmarmoveis.com.br ana@celmararacaju.com.br

Empório Casa AV. Ministro Geraldo Barreto Sobral, 1416 Jardins | Aracaju-SE 79 3217-2818 | 3231-1915 emporio@emporiocasase.com.br www.emporiocasase.com.br

FastFrame Rua Euclides Paes Mendonça, 102 Aracaju-SE 79 3246-4545 www.fastframe.com.br/aracaju

Madeirhart Trav. “AF”,72 Rosa Maria | São Cristovão/SE 79 3257-1303 | 9972-2464 www.madeirhart.com.br

Maria Clara Home AV. Jorge Amado, 850 Jardins | Aracaju-SE 79 3217-6662 | 3217-6562 contato@mchome.com.br

Marmoraria Sergipe Av. Jorge Amado, 1116, Sala 3, Bairro Garcia | Aracaju-SE 79 3231-8215 | 8117-4203

contato@marmorariasergipe.com.br www.marmorariasergipe.com.br

Vila Bebe Rua Deputado Euclides Paes Mendonça, 102 - Loja 02 Treze de Julho, Aracaju 79 3246-2466

Empório Casa Revestimentos Av. Pedro Valadares, 789 Jardins | Aracaju-SE 79 3021-2020 | 3021-4115

emporio@emporiocasase.com.br www.emporiocasase.com.br

70 | REVISTA ARTEAMBIENTE

Onde Encontrar Melhores endereços ed - 48.indd 70

04/03/2015 18:49:02


arteambiente48.indb 71

04/03/2015 17:23:48


Espaço CAU-SE

Tecnologia e gestão:

o desafio de gerenciar o CAU/SE

O

s conselhos profissionais têm como missão fiscalizar o exercício profissional e mediar a relação entre os profissionais e a sociedade. Assim a gestão de um Conselho Federal, seja qual for a profissão, deve estar sempre voltada a atender as necessidades não somente dos profissionais por ele abrangido, como também os anseios da sociedade, tratando com responsabilidade a prática profissional que deve ser pautada em uma relação ética para dar respostas adequadas à sociedade. Mas como garantir uma gestão eficiente considerando as dimensões territoriais do nosso país? Buscando solução para este questionamento, o CAU investiu no uso das tecnologias de informação, visando principalmente a necessidade de ganhar tempo e reduzir custos, considerando que estes meios digitais permitem manter articuladas as unidades federativas e a sede central situada em Brasília. A otimização do tempo é alcançada com a utilização de softwares de gestão voltados para as necessidades dos conselhos profissionais, a exemplo do IGEO (Sistema de Inteligência Geográfica do CAU) e do Sistema de

Comunicação e Informação do Conselho de Arquitetura e Urbanismo – SICCAU, que fora desenvolvido especialmente para os anseios da gestão do CAU. Tal foi seu êxito que hoje ele também é utilizado por outros conselhos profissionais. Mas esta estrutura só se faz possível graças aos Arquitetos e Urbanistas inscritos no CAU. É importante ressaltar que as autarquias federais não recebem recursos governamentais para fiscalizar o mercado, dependendo assim do suporte financeiro oriundo das anuidades cobradas pelo conselho, dos Registros de Responsabilidade Técnica (RRTs), dentre outras taxas. Assim, os profissionais são indispensáveis para o funcionamento de uma autarquia federal, pois são eles os mantenedores do Conselho, para fiscalizar o mercado, o exercício profissional, o ensino e formação do profissional e os princípios éticos com a sociedade. Sabemos que a atual estrutura do CAU ainda não é a ideal, mas seguimos trabalhando e buscado melhorias incessantemente, pois os nossos profissionais e a sociedade merecem uma estrutura de excelência.

Os meios digitais permitem manter articuladas as unidades federativas e a sede central situada em Brasília

72 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 72

04/03/2015 17:23:49


arteambiente48.indb 73

04/03/2015 17:23:51


Responsabilidade Social

ArteAmbiente apoia construção da nova sede do GACC Acompanhe as novas parcerias que estão movimentando recursos para a concretização do projeto

O

Projeto para construção da sede própria do Gacc Sergipe, idealizado pelo Arquiteto Daniel Sales, continua a todo vapor. De acordo com o Gerente Regional da Norcon Rossi, empresa parceira dessa grande obra em favor da vida de crianças e adolescentes com câncer, o projeto já foi encaminhado à Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) para avaliação e

possíveis ajustes. “Foi dado entrada no processo para liberação e possíveis ajustes da Emurb e agora estamos aguardando essa avaliação para dar continuidade. Assim que for liberado pela Prefeitura, daremos mais um passo que é levar o Projeto para o conhecimento de outros órgãos como o Corpo de Bombeiros, Adema, e Emsurb”, concluiu Emerson Botelho.

74 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 74

04/03/2015 17:23:52


O GACC

Em 21 de outubro de 1999, nascia o Grupo de Apoio à Criança com Câncer de Sergipe, um projeto social que visa acolher crianças e adolescentes portadores de câncer e doenças hematológicas, idealizado por mãe e filhas que a partir do trabalho voluntário voltado à pacientes com câncer no Hospital Cirurgia, que enxergaram a necessidade de criar uma instituição desta natureza. E assim fizeram Lygia Ribeiro, Brena Ribeiro e Ulla Ribeiro, atual Diretora Presidente do Gacc. O GACC oferece às crianças e adolescentes usuários, hospedagem, refeições, passagens, medicamentos, cestas básicas, exames e consultas, transporte para o hospital, atividades recreativas, atendimento psicológico, ajuda de custo no tratamento fora domiciliar, dentre outros.

Paralelo à parte burocrática, a instituição realiza diversas campanhas para angariar recursos. Uma delas ocorre em parceria com a Energisa, onde é possível autorizar o acréscimo de R$ 1 real, R$ 2 reais ou mais através da conta de luz. Para quem tem conta no Banco do Estado de Sergipe (Banese), outra maneira de contribuir é autorizando o débito automático na conta. Os termos para autorizar esses dois tipos de doações podem ser encontrados e impressos através do site do Gacc (www.gacc-se.org.br), basta preencher corretamente e entregar na instituição ou em qualquer ponto Banese da sua cidade. É possível ainda realizar o depósito diretamente nas contas bancárias voltadas para a construção da sede: Banco do Banese Agência: 054 Tipo: 03 Conta corrente: 101532-7 Banco do Nordeste Agência 005 Conta Poupança: 21398-0 O Gacc Sergipe está localizado na Av. Desembargador Maynard, nº 654, Bairro Cirurgia. Para maiores informações, ligue: 3216 3737 ou 3211 5642.

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 75

arteambiente48.indb 75

04/03/2015 17:24:05


Feiras e Mostras

DIVULGAÇÃO

D

e 21 a 24 de fevereiro aconteceu a 26ª edição da Craft Design, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo. Idealizada há mais de 14 anos, essa é uma feira de negócios que apresenta as tendências na área de decoração, design e arte. Direcionada a lojistas, mercado corporativo, arquitetos, decoradores, fabricantes e outros profissionais do setor, a Craft Design promove, semestralmente, a integração tanto de novos talentos quanto de designers consagrados, com

o setor produtivo e seus canais de distribuição. Desde sua criação, em 2000, pelas empresárias Daniela Cecchini e Elaine Landulfo, a feira prima por um rigoroso critério de seleção de expositores e um apurado cuidado com a visibilidade de seus projetos. O talento e a idoneidade desses expositores, somados a um excelente clima para negócios e um eficiente trabalho de divulgação, tem trazido para o evento, empresários e profissionais de todo o Brasil e do exterior.

76 | REVISTA ARTEAMBIENTE

Feiras e mostras ed 48.indd 76

04/03/2015 18:32:28


Nesta edição houve a participação da M2V, representante oficial no Brasil da Acessorize Home, que trouxe produtos para casa tão elegante e estilosos quanto a sua linha de acessórios de moda. Design, cores e estampas que só deixam os ambientes mais modernos e cheios de vida. Outro segmento que chamou atenção foi o mercado infantil, e uma das explicações para isso é a influência que os filhos exercem sob os pais. Além de escolherem brinquedos, eles decidem o que vestir e comer. Por isso, a 26ª CRAFT DESIGN trouxe expositores como Aurélia, Djeco, Tote Design , Susana Mota, Cas Brinquedos, M2V, Kidstar, Gigi Luxo, Atelier Caiu do Céu, Littleland, Minúsculos. Produtos para bem servir A 26ª CRAFT DESIGN apresentou ainda lançamentos de empresas com produtos de mesa-posta para servir com estilo e alegria.Toalhas, jogos americamos, cerâmicas e porcelanas, descartáveis biodegradáveis, copos, vários materiais e estilos. Roupa de Mesa, Seagate, Claudia Araujo, Flavia Simons, Qualifest, #obelonopapel, Anna Milliet, M2V Casa e Decoração, Home by Odila, Casa do Oleiro, Casa Zoppi, Sanjô, Arte Namesa, Dagher, CKA Home, entre outras. Outro segmento em ascensão foi o de mobiliário de pequeno e médio porte com design e estilo. As marcas presentes na 26ª edição foram Massimo D’Alessio, Leonardo Bueno, Rodrigo Motta, My Moob, Dentro Design, Ana Morelli, Corporação de Ofícios entre outros.

Artesanato paraibano presente mais uma vez na feira

Feiras e mostras ed 48.indd 77

04/03/2015 18:32:30


Galeria

Gervásio Teixeira Árvore no campo - Oleo S/tela - 100X100 - ano: 2015

Acrílico S/tela - 90X90 - ano: 1990

Paisagem - Técnica: AST - 15X25 cm - ano: 1988

“Os espaços públicos são muito interessantes para a exposição da arte, pois são capazes de impactar centenas ou milhares de pessoas de uma única vez”. Gervásio Teixeira

P

intor, designer de móveis, gravador e ilustrador Gervásio Lima Teixeira nasceu na cidade de Frei Paulo/ SE, no dia 04 de agosto de 1952. Em meados da década de 60, seu pai, acompanhado de sua mãe e de seus 13 irmãos, por questões políticas, foi obrigado a abandonar sua cidade natal, passando toda a família a residir em Aracaju. Autodidata, aos 16 anos começou a produzir os seus primeiros trabalhos. Em 1972, depois de muitas idas e vindas, transferiu-se definitivamente para o Rio de Janeiro onde está radicado até hoje e se firmou como artista plástico. Em

Niterói/RJ, montou o seu ateliê, onde, continuamente, desenvolve, pratica e aperfeiçoa a sua técnica. Sempre engajado e focado, desde os anos 70, em assuntos de política, ecologia e meio ambiente, utiliza a sua arte como instrumento de expressão e denúncia. Em 1974, depois de realizar várias exposições em Aracaju, Salvador e Rio de Janeiro, expôs, pela primeira vez, em São Paulo, na Bienal Nacional. Entre os anos de 1981 e 1982 morou em Cité des Arts, em Paris, como bolsista do governo francês e frequentou a prestigiada Escola Nacional

78 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 78

04/03/2015 17:24:11


Óleo sobre tela - 70X50 - ano: 2014

retratados 500 rostos de crianças brasileiras representando cada ano de existência do país. Apaixonado pelos universos do cachimbo e da literatura, é fumador contumaz e leitor voraz. Como ilustrador é o criador das capas das revistas da “Sociedade do Charuto”. Cores vibrantes e simplificação do desenho são características que ressaltam e norteiam a sua opulenta iconografia. O crítico e membro da Academia Brasileira de Letras, Antonio Carlos Villaça sobre sua obra diz: “o mar o seduz. Tons fortes. A volúpia silenciosa do espaço. Há solidão e silêncio na pintura de Gervásio. E há a luminosidade do Nordeste, do seu Nordeste. Gervásio procurou o sentido último do humano, o que está para lá do silêncio e da solidão. Ele é solitário, mas é também (e quanto) um solidário, um ser fraternal, um irmão. Gervásio contempla o mundo com amor. A sua pintura nos traz uma beleza, um não sei o quê de novo. Há nele uma abertura, uma visão virginal, inaugural... Pintura marítima, pintura seminal, pintura inaugural. No rosto de Gervásio vejo uma melancolia e a ansiedade silenciosa de Van Gogh”.

Serigeiras - Óleo S/tela - 90X90 - ano: 1993

ral do Distrito Federal, entre tantas outras. Em 1992, durante a “Conferência RIO 92”, executou um painel de 140 metros quadrados na cidade de Joinville/SC, cujo tema abordava a despoluição do Rio Cachoeira que corta a cidade. Destacam-se, ainda, os murais: Réquiem para Floresta, um alerta contra a devastação das florestas, medindo quinhentos metros quadrados, na esquina da Rua Uruguaiana e Buenos Aires, no centro da cidade do Rio de Janeiro/RJ e “Meninos do Brasil, um painel de 21 metros de comprimento por 2,10 de altura, realizado pelo artista em 2000 para “comemorar” os 500 anos do descobrimento do Brasil. Nesse trabalho estão

Título: Apaixonado por Arte - OST / 70x50cm - 2014 -Coleção Mário Britto

LÚCIO TELLES

Superior de Belas Artes de Paris (École National Superieux de Beaux-Arts de Paris). Ainda em Paris, estudou técnicas de pintura em mural no ateliê do importante artista Olivier Debret. Produziu na França cinco murais no College Du Fort, na cidade de Soucy en Brie, obtendo grande repercussão junto aos habitantes daquela comunidade. O projeto foi também acompanhado pelo artista assistente do ateliê Patrick Ramette. Realizou na França várias exposições individuais e coletivas com destaque para a mostra no Estúdio dos Ministérios das Relações Exteriores do Governo Francês, onde Gervásio Teixeira possuía ateliê. Especial referência também para a Galerie de La Défense e Galeria Debret de Paris. Na cidade de Herblay, expôs um grande conjunto de suas obras, além de participar da semana de debates sobre a cultura brasileira, onde proferiu palestra sobre o tema. De volta ao Brasil, continuou sua atividade como artista expondo em vários espaços culturais como Galeria do Teatro da Maison de France, Galeria Ana Maria Niemeyer, Galeria da Fundação Cultu-

Mário Britto é Procurador do Estado de Sergipe, escritor, palestrante, curador, colecionador de arte e sócio fundador da Sociedade Semear.

Painel Meninos do Brasil - 21X2,10m - ano: 2000

Gervásio Teixeira

FEVEREIRO / MARÇO 2015 | 79

arteambiente48.indb 79

04/03/2015 17:24:17


Onde Encontrar

Localize os anunciantes presentes nesta edição

Anuário de Condomínio (Pág. 81) (79) 3231-3475 Editora ArteAmbiente (3ª Capa ) (79) 3231-3475 Balcony Brasil (2ª Capa) (79) 3021-1100 Casa Mais Decorações (Pág. 21) (79) 2107-5300 Dicasa (Pág. 13) (79) 3011-5722 Dimadeira (Pág. 09) (79) 3217-3223 Encontros ArteAmbiente (Pág. 19) (79) 3231-3475 GW (Pág. 71) (79) 3213-7244 Home Design (4ª Capa) (79) 3225-9900 João e Maria (Pág. 23) (79) 3253-5153 / 9148-118 Miranti Móveis de Escritório (Pág. 25) (79) 3246-2263 Pecom (Pág. 11) (79) 3179-4630 Superlux (Pág. 73) (79) 3249-3334 Terraço Vidros Inteligentes (Pág. 06) (79) 9924-7744 / 3209-1790

80 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 80

04/03/2015 17:24:17


arteambiente48.indb 81

04/03/2015 17:24:19


Arte e Letra

LIMUEL MARTINE

O abestado discurso “artístico” da desmedida – ou aquilo que é contrário à razão ou ao bom senso. “O alargamento das possibilidades revela-se em muitas dimensões como estreitamento.” Theodor Adorno

E Léo A. Mittaraquis leomittaraquis@uol.com.br Professor de Filosofia, crítico do que cisma de criticar e gosta de cachorro

O “artista” é Jim Lambie, o título da obra é “Vortex (This perfect day)”. Arrepare a peste...

m nome dos céus, tenhais piedade de um fóssil estético como esta vítima de perfídia que ora vos escreve. A pandemia da melação trapaceira persiste. Parece coisa de fantasma: um morre mas já tem substituto. E perdura o folclore da alma danada que dana (tá danada, pois) a melar telas e, horror dos horrores, ainda arma de exibir, ó meu pai. E então, agora, é coisa de “artista polivalente” ou “multifacetado” (seja lá o que for isso). Recordo, aqui, o admirável ensaísta austríaco Ernst Fischer, em sua indispensável obra “A necessidade da Arte”. O pensador compreende a arte como um “substituto da vida”, capaz de prover de equilíbrio ético e intelectual àqueles que sabem apreender o significado do ato de criação. Sim, ainda me valendo de Fischer, a arte foi necessária no passado, o é no presente e ainda o será no futuro (espero e oro). Mas é do ato artístico que rende tributos a Érato e Melpômene (musas da poesia lírica e da tragédia, respectivamente) que o objeto de arte deve brotar. Não do experimentalismo imaturo, que mascara a incompetência. Os arteiros

(pretensos artistas) tecem mal ajambrada couraça de “titulinhos” e certificam a si mesmos: são artistas plásticos e, concomitantemente, são escritores (de poesia e prosa), são músicos, contorcionistas (têm de ser mesmo) e (a última da qual fiquei sabendo) são filósofos (quanto a mim vou arranjar um jeito de desgraduar). O mal é pandêmico? Sim, o é. Mas Aracaju tá mais perto. É aqui onde observo. E os equívocos se sucedem à mancheia. Coisas ruins, desagradáveis (sem alçar o fascinante clima desagradável de Francis Bacon, obviamente), imaturas, pueris... E danam a celebrar a mediocridade em cafés poéticos sem personalidade e cheio de mesuras mútuas diante do mal feito. E danam a promover vernissages numa oblação farsante que mima um público acéfalo em sua grande maioria. Desabafo, estas linhas? Hum... Não... Exercício de crítica sarcástica no intuito de desopilar fígados pertinentes, estes, meus pares, uns poucos, os quais leem a mim em silêncio.

82 | REVISTA ARTEAMBIENTE

arteambiente48.indb 82

04/03/2015 17:24:20


Arteambiente ed 48  

A única revista sergipana exclusiva na área de arquitetura, decoração e design.

Advertisement