Page 1


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

SUMÁRIO PALAVRA DO PRESIDENTE

05

ASSOCIAÇÃO PRÓ-ENSINO EM SANTA CRUZ DO SUL

07

APESC EDUCAÇÃO

MANTIDA UNISC MANTIDA CEPRO MANTIDA EDUCAR-SE

APESC SAÚDE

MANTIDA HOSPITAL SANTA CRUZ

BALANÇO SOCIAL

13 31 35 43 54


EXPEDIENTE O Relatório de Responsabilidade Social e Balanço Social 2008 é uma publicação da Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul - Apesc. Projeto gráfico, diagramação e redação: Assessoria de Comunicação e Marketing Fotos: Jô Nunes Revisão: Assessoria Técnica da Reitoria e Setor de Contabilidade Tiragem: 2.500 Impressão e data: Gráfica Lupagraf, julho de 2009.

ASSOCIAÇÃO PRÓ-ENSINO EM SANTA CRUZ DO SUL Presidente: Vilmar Thomé Vice-Presidente: Jacob Braun

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC Reitor: Vilmar Thomé Vice-Reitor: José Antônio Pastoriza Fontoura

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - CEPRO Coordenadora Geral: Elisabeth Garcia Costa

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA EDUCAR-SE Diretora: Cristiane Iserhard Machado Vice-Diretora: Valderez Kern

HOSPITAL SANTA CRUZ - HSC Diretor-Geral: Oswaldo Luis Balparda


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

PALAVRA DO PRESIDENTE DA APESC O ano de 2008 foi marcante para a Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul (Apesc) e suas mantidas. Em especial, para a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), que completou 15 anos, e para o Hospital Santa Cruz (HSC), que comemorou o seu primeiro centenário. Também a Escola de Educação Básica Educar-se e o Centro de Educação Profissional (Cepro) ajudaram a consolidar o compromisso da Apesc que é oferecer oportunidades de crescimento social e intelectual a um número cada vez maior de pessoas. A origem da Apesc, baseada na união de forças de representantes da comunidade, se reflete hoje no seu modelo de gestão participativo e democrático, aliado ao humanismo e ao interesse de contribuir para o desenvolvimento de Santa Cruz do Sul e da região. É dessa forma que a Unisc se insere na comunidade, revertendo seus esforços e recursos, e os conhecimentos desenvolvidos nas salas de aula e nos laboratórios, em prol do ideal comunitário, prestando à comunidade serviços de qualidade, muitos deles gratuitos, e oferecendo recursos humanos e técnicos que contribuem para a inovação de tecnologias e de serviços nas esferas pública e privada. Foi dessa forma que a Universidade se destacou, em 2008, na avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) do Ministério da Educação (MEC), sendo considerada a 4ª melhor universidade comunitária do Estado e a 8ª melhor instituição entre as não públicas do País. Além disso, foi selecionada pela Revista Exame como uma das 150 melhores empresas do Brasil para se trabalhar. Essas conquistas enchem de orgulho não só a Apesc, mas toda a comunidade santa-cruzense. E no ano do seu centenário, o principal centro de saúde do Vale do Rio Pardo, realizou mais de 80 mil atendimentos, sendo 67,99% pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2008 o Hospital também passou a integrar o Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica. A participação do HSC em diferentes entidades representativas na área da saúde agrega conhecimentos que se refletem nos projetos e nos programas permanentes do Hospital. Apresentando o Relatório de Responsabilidade Social e Balanço Social da Associação, queremos mostrar os projetos, as ações e as contribuições da Apesc para a sociedade ao longo de 2008. A ideia é levar ao conhecimento de todos um pouco do que é produzido pela Apesc por meio de suas quatro mantidas, e mostrar que o ideal comunitário continua sendo a razão de ser da Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul.

Presidente da Apesc Reitor da Unisc

05


06


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

ASSOCIAÇÃO PRÓ-ENSINO EM SANTA CRUZ DO SUL

APESC

A Apesc é a mantenedora de quatro importantes instituições do Vale do Rio Pardo, norteadas por direitos básicos do ser humano: educação e saúde. É através do trabalho desenvolvido na Universidade de Santa Cruz do Sul - Unisc, na Escola de Educação Básica Educar-se, no Centro de Educação Profissional - Cepro e no Hospital Santa Cruz - HSC que a Associação dá a sua contribuição para o desenvolvimento das regiões onde atua. A Apesc é uma instituição reconhecida de Utilidade Pública Municipal (Decreto nº 1335/64), Estadual (Decreto nº 20120/70) e Federal (Decreto nº 90564/84).

07


HISTÓRICO

O anseio comunitário por cursos de graduação levou à criação da Apesc, em 17 de

março de 1962, que conseguiu instalar seu primeiro curso superior em 1964. Em poucos anos já eram quatro faculdades, que originaram a criação das Faculdades Integradas de Santa Cruz do Sul - Fisc, em 1981. Em 1993, já com o acréscimo de outros cursos superiores, as faculdades foram reconhecidas e transformadas na Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc. Em seus 47 anos de existência, a Apesc ampliou e qualificou a estrutura física da Unisc, que instalou campi em outros municípios e lançou novos cursos de graduação e de pós-graduação. A Apesc também ampliou sua atuação na comunidade, criando a Escola de Educação Básica Educar-se e o Centro de Educação Profissional – Cepro e adquirindo o Hospital Santa Cruz – HSC, o principal centro de saúde do Vale do Rio Pardo. O fomento de projetos voltados à saúde, à educação, ao esporte, ao meio ambiente, à comunicação e ao desenvolvimento tecnológico assegura a inserção da Apesc na comunidade. E, ao primar por excelência em seus projetos, reforça o compromisso com o desenvolvimento regional.

1962

Criação da Apesc

1981

1964

Criação das Faculdades Integradas de Santa Cruz do Sul - Fisc

Criação da Faculdade de Ciências Contábeis

1967

Criação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras

1968

Criação da Faculdade de Direito

08

1970

Criação da Escola Superior de Educação Física

1984

Criação da Escola de Educação Básica Educar-se


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

MISSÃO

Promover o desenvolvimento regional, por meio de serviços de educação, de

saúde, de preservação ambiental e de comunicação social.

VISÃO Ser uma associação comunitária de referência nacional em serviços de educação, de saúde, de preservação ambiental e de comunicação social, pela alta qualidade, confiabilidade e responsabilidade social de suas ações.

LOCALIZAÇÃO A Apesc está sediada em Santa Cruz do Sul, cidade situada no Vale do Rio Pardo e localizada a 150 quilômetros a oeste de Porto Alegre. Em meados do século XIX imigrantes germânicos iniciaram a colonização do município que hoje conta com cerca de 120 mil habitantes. A administração da Apesc e da Universidade funciona no bloco 25 do campus-sede da Unisc, em Santa Cruz do Sul. As demais mantidas da Associação também estão situadas nessa cidade. Além disso, a Unisc possui mais três campi, já construídos, nos municípios de Sobradinho, de Capão da Canoa e de Venâncio Aires, e um campus em fase de construção na cidade de Montenegro.

1993

Transformação da Fisc em universidade. Surge a Unisc

1998

2001

Inauguração do Campus Unisc - Capão da Canoa

2003

Inauguração do Campus Unisc - Sobradinho

Aquisição do Hospital Santa Cruz - HSC

1999

2004

Criação do Centro de Educação Profissional - Cepro

Inauguração do Campus Unisc - Venâncio Aires

09


OBJETIVOS

Criar, instalar e manter estabelecimentos de ensino de nível

superior e de outros níveis, bem como estabelecimentos de saúde, todos sem fins lucrativos. Mobilizar recursos econômicos, técnicos e humanos no sentido da manutenção e do desenvolvimento da Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc e das demais mantidas. Atuar nas diversas áreas de conhecimento, como Exatas, da Terra e Engenharias, Biológicas e da Saúde, Humanas, Sociais Aplicadas e Tecnológica, bem como nas áreas de esporte, comunicação, educação ambiental, turismo ecológico e na preservação e conservação do meio ambiente. Prestar serviços especializados a pessoas jurídicas de direito público e/ou privado, nacionais e/ou estrangeiras, notadamente nas áreas de atuação de suas mantidas, no ensino, na pesquisa, na extensão e nas áreas social, jurídica, de saúde, de engenharia, arquitetura, arqueologia e técnica e tecnológica em geral, conforme seus estatutos, regimentos e/ou regulamentos.

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA

A Apesc dá voz à comunidade local através de decisões tomadas em conjunto. A

democracia se evidencia na forma como os rumos de suas mantidas são decididos. Três instâncias respondem por esse trabalho: ASSEMBLEIA GERAL COMUNITÁRIA: Formada por 74 membros de diversos segmentos da comunidade local. São representantes de órgãos públicos, de educandários, da iniciativa privada, de organizações não governamentais, de sindicatos e de entidades da sociedade civil organizada. CONSELHO SUPERIOR: Integrado por 11 pessoas, sendo elas o presidente e o vice-presidente da Apesc, o reitor e o pró-reitor de Administração da Unisc, o presidente da Adunisc e seis membros eleitos pela Assembleia Geral Comunitária. DIREÇÃO: Formada pelo presidente, professor Vilmar Thomé, e pelo vicepresidente, senhor Jacob Braun.

RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL

Voltada à comunidade de todo o Vale do Rio Pardo, a Apesc foca suas iniciativas no

desenvolvimento social e ambiental da região, baseada na sua forte atuação nas áreas da saúde e da educação. O exercício diário de conscientizar, humanizar, formar profissionais e informar cidadãos reflete o compromisso de responsabilidade social adotado pela Associação. A Apesc, ao capacitar e promover o crescimento social e intelectual das pessoas, trabalhando estratégias de inclusão e desenvolvimento sustentável, presta um importante serviço à sociedade.

10


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

RECURSOS HUMANOS APESC

Os servidores da Apesc, lotados em suas diversas mantidas, distribuem-se por: GÊNERO 1.138

Mulheres - 65,36%

603

Homens - 34,64%

FAIXA ETÁRIA 613

Até 30 anos

555

31 - 40 anos 41 - 50 anos

366

Acima de 51 anos

207

QUALIFICAÇÃO DOCENTE 134

Doutorado

328

Mestrado

91

Especialização Graduação Ensino Médio*

34 1

*Um professor de música da Escola Educar-se

QUALIFICAÇÃO DOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS Pós-graduação

97

(DOUTORADO, MESTRADO E ESPECIALIZAÇÃO)

207

Superior completo

369

Superior incompleto

320

Ensino Médio completo

102

Ensino Fundamental completo Ensino Fundamental incompleto

58

ANTIGUIDADE FUNCIONAL 741

Até 5 anos De 6 a 15 anos

783

De 16 a 25 anos Acima de 26 anos

192 25

SINDICALIZADOS 182

Sinpro Sintae Sindisaúde

137 5

11


12


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

APESC EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC A Unisc foi a primeira mantida da Apesc a ser constituída. Como universidade comunitária, preocupa-se em desenvolver políticas educacionais que facilitem o acesso ao ensino superior ao maior número possível de alunos. Com toda a sua infraestrutura, desenvolve ações e projetos voltados para a comunidade nas áreas de saneamento básico, prevenção da saúde física e mental, meio ambiente, assistência social e jurídica, esporte, lazer e cultura. Suas modalidades de bolsas de estudo e de crédito educativo incentivam a qualificação dos estudantes.

13


COMPROMISSOS

O projeto institucional da Unisc tem cinco compromissos básicos que orientam as decisões e a oferta de novos serviços:

Compromisso com a qualidade universitária que se expressa através de uma política de ensino, de pesquisa e de extensão, alicerçada em um programa permanente de avaliação institucional; Compromisso com a democracia, expresso, principalmente, pelas eleições diretas para todos os cargos de direção; Compromisso com a comunidade; Compromisso com a realidade regional; Compromisso com a manutenção de suas características de universidade comunitária, ou seja, de instituição de caráter público não estatal.

A UNISC PARTICIPA DAS SEGUINTES ASSOCIAÇÕES Associação Brasileira das Universidades Comunitárias - Abruc

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores - Anprotec Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas – Comung Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras – Crub Organização Universitária Interamericana – OUI

MISSÃO

Produzir, sistematizar e disseminar o conhecimento, visando à formação de

indivíduos que sejam cidadãos livres e capazes, contribuindo para o desenvolvimento de uma sociedade solidária.

VISÃO

Ser uma Universidade comunitária e democrática, reconhecida por relevantes

contribuições ao desenvolvimento da região e do país, capaz de responder criativa e agilmente às transformações do contexto educacional.

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA

A estrutura administrativa da Universidade é constituída por duas instâncias:

ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR: formada por três órgãos deliberativos (Conselho Universitário, Conselho de Graduação e Conselho de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Relações Comunitárias) e por um órgão executivo, a Reitoria. ADMINISTRAÇÃO BÁSICA: composta de órgãos deliberativos, os Colegiados de Departamento, e órgãos executivos, as Chefias de Departamento.

NÚMEROS

Área construída da Unisc: 55.664,99 m2

Laboratórios e salas especiais: 166 Salas de aula: 174 Cursos de graduação: 46 Cursos de pós-graduação: 36 especializações, 6 mestrados e 1 doutorado

14

Quatro campi nas cidades de Capão da Canoa, Santa Cruz do Sul, Sobradinho e Venâncio Aires e um campus em construção na cidade de Montenegro


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

RECONHECIMENTO EXTERNO

Em vários momentos a qualidade da Unisc foi comemorada pela

comunidade em 2008. No Índice Geral dos Cursos (IGC) do Ministério da Educação - MEC, a Universidade foi apontada como uma das quatro melhores Universidades do Estado e a oitava melhor do País, no segmento das universidades não públicas, considerando as comunitárias e as estatais. A Unisc também foi apontada no Guia Você S.A., da revista Exame, como uma das 150 melhores instituições para se trabalhar no Brasil. Também em 2008 a Instituição recebeu dois prêmios de destaque do Rotary Clube Santa Cruz: um na área da educação, para o curso de Engenharia Civil, e outro na área de pesquisa e desenvolvimento, para a Incubadora Tecnológica.

PARTICIPAÇÃO EM CONSELHOS

Além dos projetos de extensão que levam a Unisc a trabalhar diretamente com a

comunidade, existe outra forma de contribuir para o crescimento das regiões onde a Universidade atua. É por meio da participação em conselhos, fóruns e comissões comunitárias que a Unisc reforça seu caráter comunitário. Junto a esses órgãos e aos seus representantes, a Unisc exerce um papel fundamental, pois auxilia definindo políticas públicas e defendendo os direitos sociais dos cidadãos, de acordo com os valores da sua missão e da sua visão. Para atingir esses objetivos, a Universidade integra 60 entidades em diversos municípios, em especial onde possui campus.

PÓS-GRADUAÇÃO

A área de pós-graduação lato sensu teve um quadro de ascensão em 2008. No ano

anterior, contava com 653 estudantes, número que cresceu para 1.405 estudantes. A grande estreia do ano foi o credenciamento da Universidade para a oferta de cursos na modalidade a distância, com abrangência nacional. Iniciaram-se 19 cursos na modalidade presencial e quatro cursos já na modalidade EAD. No stricto sensu, também houve evolução no número de matriculados. Foram 207 mestrandos e 31 doutorandos em 2008 contra 188 e 25 no ano de 2007. No total, contando lato e stricto sensu, 1.501 alunos ingressaram na pós-graduação da Unisc, havendo um incremento de 90% de alunos em relação ao ano anterior.

15


BOLSAS, FINANCIAMENTOS E CONVÊNIOS A concessão de créditos e de financiamentos educacionais é uma estratégia adotada pela Unisc para incentivar o ingresso de alunos no ensino superior, assim como a realização de parcerias com empresas e municípios, por meio do Programa Parceria Unisc. O percentual de alunos da graduação que fizeram uso de financiamento, de bolsa ou de programas de descontos foi de 42,48% no ano de 2008. Ciente das dificuldades de acesso ao ensino superior, a Apesc exerce sua responsabilidade social através de diversas ações. Além de dar sequência à política de redução das mensalidades, outra iniciativa de caráter fundamental para o desenvolvimento de toda a comunidade regional são os programas de bolsas, os financiamentos e os convênios. No contexto de financiamentos, destaca-se o Crédito Educativo da Unisc Crediunisc que beneficiou 620 alunos em 2008. Quanto aos financiamentos com recursos externos, merece destaque o Financiamento Estudantil do Governo Federal – Fies, que auxiliou 1.124 graduandos, e o Crédito Pravaler, parceria firmada entre a Universidade e a Ideal Invest, que financia cursos de graduação em até o dobro do tempo do curso. Com base no seu caráter comunitário, a Unisc manteve sua participação no Programa Universidade para Todos – ProUni, mantido pelo Governo Federal. Em 2008 foram 516 alunos da graduação que receberam bolsa integral através do programa. Os convênios com empresas e municípios, que beneficiaram seus funcionários e servidores, foram ampliados por meio do Programa Parceria Unisc que concede descontos nas mensalidades e nos serviços e produtos da Universidade.

OUTROS PROGRAMAS DE DESCONTO

FIDELIZAÇÃO: oferece desconto de 10% nas mensalidades dos cursos de

graduação para alunos egressos da Educar-se e do Cepro. FAMÍLIA: concede desconto de 5% para o segundo integrante, 15% para o terceiro e 30% para o quarto integrante do mesmo grupo familiar. EXPERIÊNCIA: dá 10% de desconto para alunos com 50 anos ou mais. SEGUNDO CURSO SIMULTÂNEO: concede 30% de desconto nas mensalidades do segundo curso para alunos matriculados em dois cursos de graduação, simultaneamente.

16

ANO

Nº ALUNOS/BOLSISTAS OU FINANCIADOS

% SOBRE O TOTAL DE ALUNOS NA GRADUAÇÃO

2006

3.665

36,80%

2007

3.882

40,75%

2008

4.097

42,48%


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

VOLTARE O Programa Voltare, criado em 2005, manteve sua atuação em 2008, como canal de comunicação com os graduados. O Voltare possui um banco com mais de 3.700 diplomados cadastrados que recebem informações sobre oportunidades de cursos e eventos nas respectivas áreas de formação. Vagas de trabalho nas empresas da região também são informadas. Só em 2008 foram 210 vagas anunciadas via e-mail.

DESCONTOS OFERECIDOS PELO PROGRAMA VOLTARE 50% em eventos culturais promovidos pelo Setor Artístico-Cultural; 70% no valor da hora de utilização dos Laboratórios de Informática; 20% para aluguel do Auditório, Anfiteatro ou de salas da Unisc; 5% na realização de análises na Central Analítica; 50% no valor do ingresso no cinema do Shopping Santa Cruz, nas segundas, terças e quintas-feiras; 30% em cursos e disciplinas da graduação com vagas ociosas; 10% em cursos de especialização e MBAs (pós-graduação lato sensu); 10% em cursos técnicos de nível médio do Cepro; 50% na semestralidade da Biblioteca; 50% no ingresso para a 24ª. Oktoberfest e 4ª. Oktoberfeira.

NÚMEROS DO VOLTARE Bolsa graduação – 279 beneficiados Bolsa pós-graduação lato sensu – 234 beneficiados Bolsa cursos técnicos – 1 beneficiado Semestralidade Biblioteca – 923 beneficiados Laboratório de Informática – Mais de 250 horas utilizando o benefício

17


UNIDADE DE SAÚDE COMUNITÁRIA A Unisc promove atendimentos à população carente da região na área da saúde,

através de serviços de enfermagem, psicologia, nutrição, odontologia e fisioterapia.

SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS São intervenções que visam à melhoria da qualidade de vida por meio de atendimentos odontológicos. Em 2008 foi oferecido à comunidade regional atendimento odontológico nas variadas áreas de sua especialidade. Esses serviços compreendem desde a promoção de saúde - envolvendo educação para a saúde e prevenção de doenças - até o tratamento.

SERVIÇOS FISIOTERAPÊUTICOS A Clínica de Fisioterapia – FisioUnisc realiza triagens, avaliações e atendimentos fisioterapêuticos. Também faz o serviço de prontoatendimento para lesões súbitas e atendimentos complementares para pacientes encaminhados dos hospitais Ana Nery e Santa Cruz. Os profissionais da área também realizam visitas em bairros da comunidade, onde fazem consultas. Um grande diferencial é o atendimento em grupos focados na saúde e no bem-estar como: de gestantes, de senhoras mastectomizadas e de trabalhadores.

SERVIÇOS DE ENFERMAGEM

Estes serviços estão disponíveis à comunidade através de

diversos procedimentos ambulatoriais. O setor de enfermagem também presta orientações, faz encaminhamentos e visitas domiciliares. Para promover a prevenção foram criados grupos, onde são tratados assuntos de interesse dos usuários. Na área de enfermagem foram realizados, em 2008, um total de 18.667 procedimentos.

SERVIÇOS PSICOLÓGICOS

São serviços que auxiliam na promoção da saúde, na prevenção e no tratamento de

doenças e no processo de fortalecimento da autonomia e das potencialidades de indivíduos, de famílias e de grupos. Os atendimentos abrangem desde a psicoterapia com crianças, adolescentes, casais e famílias até intervenções na comunidade como em escolas, grupos de professores e de agentes comunitários de saúde, por exemplo. São ações que contribuem para a busca de alternativas frente ao sofrimento dos pacientes. Diversos trabalhos são realizados em grupos, com diferentes focos, como:

18

mulheres, orientação profissional, acolhimento, psicoterapia, ansiedade, entre outros.


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

SERVIÇOS DE NUTRIÇÃO O serviço de nutrição mantém um programa de acolhimento nutricional permanente direcionado aos pacientes que procuram consultas, grupos ou acompanhamento domiciliar. Também promove atividades educativas, abriga diversos projetos de extensão e realiza palestras e oficinas. Para ressaltar a prevenção, foram criados grupos de trabalho, onde são tratados assuntos pertinentes a cada um, como é o caso do grupo de reeducação alimentar e o de ações para o envelhecimento com qualidade de vida.

FEIRAS DE SAÚDE

Em 2008 o Serviço Integrado de Saúde – SIS participou de 34

eventos de saúde que beneficiaram 811 pessoas. Foram realizados 1.290 procedimentos, com o objetivo de levar orientações para a prevenção de saúde. Os procedimentos realizados foram verificação de pressão arterial, imunizações, testes de glicose e coleta de material para exames.

CAMPANHAS NACIONAIS DE VACINAÇÃO

Foram realizadas três campanhas nacionais de vacinação em

2008: contra poliomielite, gripe e rubéola. O resultado desse trabalho foi a imunização de 2.742 pessoas.

PROJETOS DE PESQUISA ATIVIDADE DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR: UMA ANÁLISE, JUNTO À EQUIPE DO CENTRO DE REFERÊNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR DOS VALES - O enfoque do trabalho está na atividade dos profissionais de saúde que compõem a equipe do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador Cerest/Vales e na vigilância aos ambientes e processos de trabalho que se apresentam nessa região. Houve desdobramentos junto ao processo de implementação de políticas públicas em saúde do trabalhador nos âmbitos local, regional e nacional. SAÚDE DO TRABALHADOR E ESTILO DE VIDA: APTIDÃO FÍSICA, NUTRIÇÃO E FATORES DE RISCO EM DOENÇAS NAS DIFERENTES OCUPAÇÕES - Neste projeto foram avaliados hábitos alimentares, condições socioeconômicas, composição corporal, condição musculoesquelética e cardiovascular de trabalhadores. O objetivo era definir o perfil dos trabalhadores de empresas de diversos ramos de atuação e traçar futuras ações de intervenção.

19


SERVIÇOS PRESTADOS À COMUNIDADE

Os benefícios à comunidade são percebidos, em especial, quando as pessoas

recebem serviços gratuitos nas áreas da saúde, da educação e do direito. O impacto desses serviços pode ser visualizado na tabela abaixo.

SERVIÇOS

2006

*

R$

2007

*

R$

2008

*

R$

Odontologia

16.635

607.249,36

17.998

463.875,53

16.733

575.750,38

Fisioterapia

25.216

662.076,00

25.784

716.400,00

19.008

552.452,50

Enfermagem

19.334

228.454,38

22.050

250.986,23

18.667

211.933,88

Psicologia

4.614

202.748,73

4.186

181.448,36

3.603

165.039,78

Nutrição Feiras de Saúde Campanha Nacional de Vacinação Grupos de Saúde Preventiva

339

37.098,82

508

17.770,00

936

40.792,00

3.096

32.325,70

2.017

18.340,60

1.290

16.088,45

ND

ND

ND

ND

2.742

23.634,20

1.062

6.185,00

2.041

7.280,00

2.073

7.135,00

Grupo de Educação Nutricional

56

320,00

116

1.440,00

60

945,00

Grupo de Oficinas Culinárias/Palestras

ND

ND

ND

ND

105

1.365,00

Grupo com Ações de Qualidade de Vida

ND

ND

ND

ND

213

2.240,00

Grupo de Diabéticos e Hipertensos

ND

ND

ND

ND

67

1.155,00

Grupo de Reeducação de Obesos

ND

ND

ND

ND

64

945,00

Grupo de Orientação Profissional

174

2.160,00

720

2.640,00

331

2.560,00

Grupo de Psicossomáticos

19

720,00

ND

ND

ND

ND

Grupo de Gestantes

176

6.505,00

657

7.055,00

394

5.810,00

Grupo de Mulheres

ND

ND

ND

ND

123

2.000,00

Grupo Tratamento da Ansiedade

ND

ND

ND

ND

120

2.560,00

Grupo Acolhimento

ND

ND

ND

ND

362

5.440,00

Grupo de Adolescentes

ND

ND

ND

ND

80

1.040,00

Grupo de Crianças

ND

ND

ND

ND

161

3.200,00

Grupo de Pais

ND

ND

ND

ND

257

4.880,00

Grupo de Professores

ND

ND

ND

ND

36

240,00

Grupo Fibromialgia

ND

ND

ND

ND

96

2.640,00

Grupo Voz Sintoma

ND

ND

ND

ND

43

1.040,00

Grupo de Psicoterapia/Grupoterapia

ND

ND

ND

ND

89

1.280,00

Oficina com agentes comunitários

ND

ND

ND

ND

9

80,00

9.959

1.898.298,24

8.864

2.283.490,55

7.454

2.269.306,61

80.680

3.684.141,23

84.941

3.950.726,27

75.116

3.901.552,80

Prestação de serviços na assistência judiciária gratuita a pessoas carentes da comunidade e região - GAJ

TOTAIS

NÚMERO DE ATENDIMENTOS

20

R$ VALOR INVESTIDO

ND NÃO DISPONÍVEL


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

UNIDADE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NÚCLEO DE APOIO ACADÊMICO

Alunos com necessidades especiais, como deficiências

sensoriais e físicas, recebem atenção diferenciada desde 2003. O acesso aos cursos de graduação é adequado pelo trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Apoio Acadêmico – Naac. Os acadêmicos são auxiliados com suporte pedagógico, transcrição de provas e trabalhos, digitalização e ampliação de materiais, interpretações em libras, adaptações do mobiliário e acompanhamento nos deslocamentos dentro da Universidade. Também são realizadas avaliações psicológicas e psicopedagógicas, no sentido de identificar as potencialidades de cada aluno e de propor soluções às dificuldades enfrentadas. Atividades de orientação profissional e acompanhamento psicológico foram implantadas desde 2007. Além do auxílio aos graduandos, o Núcleo também dá suporte aos professores que ministram disciplinas ao aluno que busca apoio no Naac.

AUDIOTECA

Junto à biblioteca, a audioteca foi criada em 2006, com o apoio

dos departamentos da Universidade. É integrada à Rede Gaúcha de Articulação de Entidades.

SOFTWARES LEDORES

Foram instalados dois softwares capazes de ler as telas para os

deficientes visuais. O Dosvox, criado e distribuído gratuitamente pela UFRJ, e o NVDA são os aplicativos utilizados na Unisc.

PROJETOS DE PESQUISA

DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO: ROBÓTICA NA EDUCAÇÃO

BÁSICA E FORMAÇÃO DOCENTE - O desenvolvimento de inventos de robótica e de softwares para execução de comunicação do kit de robótica educativa Robokit aplicados à Educação Básica e à formação de professores foram os focos deste projeto. Os inventos foram desenvolvidos em escolas do município de Santa Cruz do Sul. Nas oficinas o uso do Robokit foi associado a materiais alternativos e de baixo custo. LEITURA, POESIA E CANÇÃO - Neste projeto foi desenvolvido o estudo das relações entre leitura, poesia e canção, estabelecendo articulações entre fruição e cognição. O trabalho foi desenvolvido em duas etapas inter-relacionadas: a primeira, com enfoque nas canções populares brasileiras, e a segunda, de caráter prático, deu continuidade à atividade "Encontros com a Poesia", junto ao público adulto em geral, que ocorre desde 1999.

21


ESPORTE

São 3.060 crianças atendidas, 12 projetos esportivos, 23 núcleos

nas zonas urbana e rural, 40 monitores e mais de 150 eventos anuais ligados às áreas de esporte e lazer, números que impressionam e mostram a qualidade do trabalho especializado que é desenvolvido pela Unisc em diferentes modalidades esportivas.

PROJETO ATLETISMO Iniciado em 2000, o projeto garimpa talentos na região. É uma iniciativa de potencialização, com o objetivo de fomentar o atletismo e, se possível, formar atletas de alto nível. Atende a todas as categorias, do pré-mirim ao veterano. MODALIDADES: Corrida, saltos, marcha atlética e arremesso BENEFICIADOS: 100 atletas COMUNIDADE ATENDIDA: Santa Cruz do Sul

PROJETO LUTAS Este projeto ensina técnicas e valores de luta a crianças de bairros de Santa Cruz do Sul e de Venâncio Aires. As artes marciais, que prezam a hierarquia e o respeito entre os participantes, são tratadas como ferramentas educacionais. MODALIDADES: Tae-kwon-do, jiu-jítsu e judô BENEFICIADOS: 200 atletas COMUNIDADES ATENDIDAS: Santa Cruz do Sul e Venâncio Aires PARCERIAS: O tae-kwon-do tem parceria com o Santa Cruz Taekwondo Clube; o jiujítsu, com a Academia Brazuka e o judô; com a Associação de Moradores do Bairro Cohab e com a Sociedade Ginástica em Santa Cruz do Sul.

PROJETO CESTINHA

Criado em 2001, dá a oportunidade da prática do basquete a crianças de baixa

renda. Possui três equipes de competição, com títulos estaduais e sul-americanos. O objetivo não é formar campeões e sim desenvolver o gosto pela atividade esportiva, incentivando a inclusão social. MODALIDADE: Basquetebol BENEFICIADOS: 800 atletas COMUNIDADES ATENDIDAS: Bairros de Santa Cruz do Sul PARCERIAS: Sesi e Escola Educar-se

22


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

GINÁSTICA RÍTMICA Com a participação da campeã pan-americana Natália Eidt como professora, o projeto faz a iniciação de meninas de cinco a 12 anos na ginástica. MODALIDADE: Ginástica rítmica BENEFICIADOS: 80 meninas COMUNIDADES ATENDIDAS: Bairros de Santa Cruz do Sul PARCERIA: Escola Educar-se

PROJETO EU JOGO JUNTO

O projeto tem como objetivo contribuir para a erradicação do trabalho infantil - principalmente nas lavouras de fumo da

região - e a inclusão social através do esporte. O Eu Jogo Junto movimenta as comunidades rurais, oportunizando às crianças e aos adolescentes a prática esportiva em horário inverso ao escolar. Desde sua criação, em 2002, o projeto já beneficiou mais de 3.200 pessoas. MODALIDADE: Futebol BENEFICIADOS: 700 atletas COMUNIDADES ATENDIDAS: Interior de Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Rio Pardo, Sinimbu e Venâncio Aires PARCERIA: Liga de Futebol Amador de Santa Cruz do Sul - Lifasc

PROJETO CRAQUE UNISC

Este projeto atende a meninos de oito a 15 anos e proporciona melhores condições

de treinamento e integração dos atletas. MODALIDADE: Futebol BENEFICIADOS: 200 atletas COMUNIDADE ATENDIDA: Rio Pardo PARCERIA: Escolinha de Futebol Craque

PROJETO FUTSAL

O projeto liga a região através do futsal, com patrocínios às equipes profissionais e

de base do Vale do Rio Pardo. MODALIDADE: Futsal BENEFICIADOS: 600 atletas COMUNIDADES ATENDIDAS: Santa Cruz do Sul, Rio Pardo, Venâncio Aires, Sobradinho e Arroio do Tigre PARCERIAS: Associação Santa-Cruzense de Futsal, Associação Esportiva Sobradinho, Associação Esportiva Venâncio Aires, Associação Rio-Pardense de Futsal e Clube 25 de Julho

23


CULTURA

SETOR ARTÍSTICO-CULTURAL Em 2008 o Setor Artístico-Cultural realizou 158 eventos, prestigiados por 63.787 espectadores. Projetos desenvolvidos nos anos anteriores, como Cultura na Universidade, Espaço Aberto, Orquestra Jovem Unisc e Escola de Música, continuaram em voga. Dentro da atuação do Setor, a música, a arte e a dança tiveram destaque.

MÚSICA

A Orquestra Jovem Unisc realizou seus ensaios abertos à comunidade sempre aos

sábados e protagonizou concertos em Santa Cruz do Sul, Capão da Canoa, Venâncio Aires, Candelária e Sobradinho. Ao todo, mais de oito mil pessoas assistiram às apresentações. Já a Escola de Música, em seu terceiro ano, proporcionou aulas de violão, violino, violoncelo, viola, trombone, trompete, contrabaixo e flauta transversa. Até o final de 2008, foram 45 inscritos, divididos em 10 turmas. O 6º. Festival de Bandas ocorreu em agosto de 2008 e contou com a participação de 250 pessoas. Esse festival vem sendo realizado anualmente pela Unisc, desde 2003, com o objetivo de promover e incentivar a arte e a música, dando espaço a novos talentos da região. Ao todo foram promovidos 82 eventos na área da música, totalizando um público de 17.239 pessoas.

24


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

ARTE

O Programa Uniarte seguiu com suas

atividades no 11º. ano de atuação. Em 2008 foram oferecidos ateliês de cerâmica, desenho e pintura e figura humana. Mais de 120 alunos cursaram as aulas do programa.

DANÇA

A 10ª. edição do Festival Integrado de

Ginástica e Dança foi realizada em junho de 2008. O evento é promovido anualmente, desde 2000, pelo Programa Dançar. Fazem parte do festival apresentações de folclore, ginástica geral, ginástica infantil e da terceira idade, com uma demanda expressiva de público. Cerca de 6.000 pessoas participaram do Festival em 2008.

AÇÕES E PÚBLICO ATINGIDO ARTES PLÁSTICAS 16 exposições, com público de 33.064 visitantes. PROGRAMA UNIARTE 18 ateliês oferecidos, totalizando 123 alunos. TEATRO 17 apresentações, com público de 7.135 espectadores e 10 oficinas, com 81 participantes. FESTIVAL INTEGRADO DE GINÁSTICA E DANÇA Evento com público de 6.100 pessoas. ORQUESTRA JOVEM UNISC 36 ensaios abertos à comunidade, com 602 espectadores, e 11 apresentações, com 8.140 espectadores. ESPAÇO ABERTO 17 apresentações, com público de 5.100 espectadores. DIVERSOS EVENTOS MUSICAIS Masterclasses, saraus, concertos, shows, recitais e festival com público de 3.397 pessoas. ESCOLA DE MÚSICA 45 alunos divididos em 10 turmas.

25


CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO - CEDOC Sediado junto ao Memorial da Unisc, o Cedoc reúne, arranja e coloca à disposição de pesquisadores fontes documentais que dizem respeito à memória e à história regional. A documentação atualmente custodiada pelo Centro está organizada em cinco fundos documentais: Mauá, Pellanda, Cooperativas, Ensino Superior em Santa Cruz do Sul e Cedoc. Durante o ano de 2008, o Centro efetuou 283 atendimentos a pesquisadores diversos. As pesquisas nos jornais Kolonie e Gazeta do Sul foram, de longe, as mais solicitadas. Depois aparecem as consultas ao material bibliográfico (livros, anais e monografias); a consulta ao acervo fotográfico; a pesquisa em documentos diversos; consultas em revistas e periódicos; e entrevistas com finalidades diversas.

CENTRO DE ENSINO E PESQUISAS ARQUEOLÓGICAS - CEPA

O Cepa foi criado no ano de 1974 e desde então vem desen-

volvendo suas atividades de ensino e de pesquisa na área de Arqueologia. O Centro possui um importante acervo, obtido através dos inúmeros sítios arqueológicos registrados e pesquisados. É um acervo de milhares de artefatos, com vestígios oriundos de todas as regiões do Rio Grande do Sul, de alguns outros Estados e de países, como Uruguai, Argentina e Chile. A riqueza arqueológica do Cepa não se resume somente à quantidade, mas também à relevância do acervo. Com recursos próprios, obtidos através da prestação de serviços, o laboratório desenvolve diversas atividades de ensino e pesquisa. Exemplos disso são o oferecimento de palestras e visitas à comunidade escolar e a organização de exposições temporárias em vários municípios. Em 2008 o Cepa teve seis bolsistas de iniciação científica. Em uma parceria com o programa Unisc-Escola e com o Museu do Colégio Mauá, foi elaborada uma exposição temática aberta à visitação e também foram realizadas palestras para aproximadamente 1.700 alunos de diversas escolas da região.

26


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

TECNOLOGIA

INCUBADORA TECNOLÓGICA

Em seu terceiro ano de atuação, a Incubadora Tecnológica da

Universidade de Santa Cruz do Sul - Itunisc expandiu ações e ganhou um novo endereço, no centro de Santa Cruz do Sul. Em maio de 2008 foi aprovado pela Câmara de Vereadores o projeto de lei que autorizou o convênio do município com a Universidade, viabilizando novos projetos. Com o novo local, a Incubadora passou a contar com uma área de 800 metros quadrados, possibilitando dobrar o número de empresas atendidas. A Itunisc abriga aproximadamente 70 pessoas entre bolsistas, estagiários, funcionários e gerentes. Para exemplificar a importância da incubadora no desenvolvimento regional, em 2008 o faturamento total das empresas incubadas chegou a R$ 2.735.598,80.

PROJETOS DE PESQUISA

BIODIESEL DE GIR ASSOL - A PROV EITA MENTO DE

SUBPRODUTOS VISANDO À GERAÇÃO DE RENDA - Este projeto teve como objetivo desenvolver e avaliar derivados de subprodutos obtidos na cadeia produtiva do biodiesel de óleo de girassol. Também teve foco na transferência de novas tecnologias para o setor produtivo, contribuindo para a formação de recursos humanos na área de oleoquímica. Possibilitou também que alunos de escolas técnicas adquir issem c onhecimento para atuar no setor agroindustrial da região. ANÁLISE DE GEOMETRIAS DE BLOCOS ESTRUTURAIS POR MEIO DE ELEMENTOS FINITOS - Neste projeto estudaram-se diferentes geometrias de blocos estruturais e seu desempenho na alvenaria. Com base na análise dos resultados, definido o bloco de melhor desempenho - aliando resistência, geometria favorável à utilização na obra, desempenho em prismas e pequenas paredes –, foi possível fazer uma proposição de geometria diferente daquelas fabricadas atualmente.

27


MEIO AMBIENTE

RESERVA PARTICULAR DO PATRIMÔNIO NATURAL A RPPN, doada pela Souza Cruz à Unisc em 2005, cumpre com seu compromisso de preservar o meio ambiente. Localizada no município de Sinimbu, o terreno possui fauna e flora abundantes. Dentro do espaço há áreas destinadas à preservação, à pesquisa científica, a projetos de educação ambiental e ao ecoturismo. Criado em 2006 para sediar cursos e palestras, o Centro de Visitantes da RPPN recebeu 864 visitas em 2008. Os visitantes são, em sua maioria, estudantes de escolas da região, acadêmicos, professores e funcionários da Instituição. Em 2008 a RPPN recebeu duas visitas internacionais, de representantes da Universidade de Tübingen, da Alemanha, e da Universidad Tecnológica Nacional – UTN, da Argentina.

GESTÃO DAS ÁGUAS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARDO - COMITÊ PARDO

O Comitê Pardo trabalha pela efetivação do consumo consciente da água, sendo

composto, entre outros, por membros de entidades e de organismos que representam os usuários da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo que abastece a região. O trabalho tem o apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

ESTAÇÃO METEOROLÓGICA

A estação manteve em 2008 o trabalho proposto desde a sua

criação, em 2003. Com equipamentos especializados, a estação emite laudos com índices, como temperatura, volume de chuva e velocidade dos ventos, para empresas, beneficiários de seguradoras e prefeituras. Veículos de comunicação da região também continuam no pool de atendidos. Em 2008, foi constituída a Rede de Estações Meteorológicas do Vale do Rio Pardo, com recursos do Ministério do Desenvolvimento Agrário, agregando à estação da Unisc mais sete estações em diferentes municípios da região.

CENTRAL DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS - CETER A Ceter foi inaugurada em 2008 e está implantando suas atividades. O trabalho da Central é tratar, reduzir e preparar os resíduos provenientes das atividades laboratoriais para reutilização. No mesmo espaço também foram inaugurados dois laboratórios que farão o tratamento dos dois resíduos com maior volume

28

armazenados.


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES - ETE

O descarte dos efluentes sanitários gerados no campus de Santa Cruz do Sul é

responsabilidade da ETE, que entrou em funcionamento em 2006. Todo material tratado na ETE e lançado na rede pública fica dentro das especificações da legislação ambiental. Esse controle é realizado com acompanhamento permanente de técnicos da Universidade.

COLETA SELETIVA E SISTEMA DE COMPOSTAGEM

O projeto objetiva conscientizar a comunidade acadêmica quanto ao retorno

social, ambiental e econômico produzido pela destinação adequada de resíduos sólidos recicláveis gerados no campus de Santa Cruz do Sul. Em 2008, foram segregados 12.745 quilos de resíduos. Os materiais - plástico, papel, papelão, metal e vidro - são separados e destinados à reciclagem por meio de uma empresa credenciada. As lâmpadas usadas são encaminhadas às empresas que fazem o recolhimento desse material. Já o resíduo orgânico tem como fim a compostagem que é realizada no interior do campus.

PROJETOS DE PESQUISA

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AR: ASPECTOS TECNOLÓGICOS E DE

TRATAMENTO DE DADOS - Através deste estudo foi realizado o diagnóstico do nível de poluição do ar. Assim, pode-se otimizar métodos de análise de poluentes atmosféricos. O monitoramento foi realizado em ambientes externos e internos no município de Santa Cruz do Sul. INTERCALIBRAÇÃO DO ÍNDICE BIOLÓGICO DE QUALIDADE DA ÁGUA - IBQA, UTILIZ A NDO DI ATOMÁCEAS EPILÍTICAS (BACILLARIOPHYCEAE) - Nesta pesquisa foi avaliado o potencial para utilização desses bioindicadores de qualidade da água. Também foram realizados estudos sobre a biodiversidade associada aos fatores que impactam os ambientes aquáticos brasileiros, com foco na conservação e no uso sustentável. FABRICAÇÃO DE NOVOS PRODUTOS A PARTIR DE MATERIAL RECICLADO - Foram estudadas neste projeto novas formas de reciclagem para um tipo de plástico específico, o politereftalato de etileno – PET. Os resultados parciais apresentam novas possibilidades de reutilização do plástico reciclado agregando valor e alterando propriedades para suprir deficiências nos materiais.

29


30


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

APESC EDUCAÇÃO

CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - CEPRO O Centro de Educação Profissional – Cepro busca desde 1999 capacitar jovens e adultos dentro dos padrões de exigência do mercado atual, nos níveis médio e básico do conhecimento. O Cepro oferece qualificação, reprofissionalização e atualização por meio de cursos e de parcerias com empresas, institutos, municípios, escolas e entidades de classe das regiões de abrangência da Apesc. Esses parceiros buscam, no banco de egressos, profissionais para os seus quadros de funcionários. Os alunos também realizam atividades gratuitas em diferentes comunidades na área da saúde e da tecnologia. O Cepro desenvolve ainda avaliações constantes dos seus cursos. Professores e alunos participam desse processo que busca aprimorar o trabalho desenvolvido.

31


PRINCÍPIOS

Estímulo à reflexão crítica e construtiva;

Ética como atitude de todos que compõem o Cepro: coordenação, funcionários, professores e alunos; Busca permanente de melhorias nos processos, tanto de âmbito administrativo, quanto pedagógico; Inserção no mundo do conhecimento, compatível com as necessidades do indivíduo e com o mercado de trabalho; Compromisso com a qualidade; Atualização tecnológica e pedagógica; Satisfação do educando; Responsabilidade social.

OBJETIVOS

Oferecer cursos nas regiões do Vale do Rio Pardo, do Vale do

Taquari, da Região Carbonífera e do Litoral Norte, a fim de atender à demanda nas áreas que exigem profissionais capacitados; Qualificar, responsabilizar e atualizar jovens e adultos, visando a seu progressivo aperfeiçoamento; Promover a integração de jovens e adultos na comunidade, através de um melhor desempenho profissional, com base nas exigências do mercado de trabalho; Educar para a cidadania crítica, consciente e participativa; Relacionar teoria e prática na formação profissional; Ser laboratório de aprendizagem, onde os alunos formem seus conceitos vinculados ao mundo do trabalho, como maneira de efetivar o preparo para a contínua atualização; Articular conhecimentos, habilidades e valores na busca constante de intercomplementaridade das disciplinas.

32


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

VISÃO Ser referencial de excelência em educação profissional, dentro e fora de sua comunidade. Ser percebido pelos alunos e pela região como uma instituição integrada de busca do conhecimento científico, tecnológico, diretamente relacionados ao desenvolvimento do educando, da comunidade e da região, dentro de um contexto humanista e solidário.

MISSÃO

Promover a educação para o trabalho e a cidadania; a assistência técnica e

tecnológica; a produção e disseminação de informação; e adequação, geração e difusão de tecnologias e serviços, fundamentados em uma filosofia humanista.

ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS No Cepro são realizadas avaliações junto a alunos e professores, ao final de cada módulo dos cursos oferecidos. Os dados levantados indicam os pontos a serem preservados e os aspectos que necessitam de melhorias. Os ex-alunos recebem atenção especial. O Cepro mantém atualizada uma lista com os e-mails dos egressos. Por esse canal, divulga vagas de emprego, encontros, cursos de extensão e atividades diversas. A coordenação do Centro também mantém contato com empresas da região que contratam seus ex-alunos.

CURSOS OFERECIDOS CURSOS TÉCNICOS Informática Transações Imobiliárias Segurança no Trabalho Auxiliar de Saúde Bucal Enfermagem Complementação de Auxiliar para Técnico de Enfermagem Guiamento: Guia de Turismo Nacional CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO - PÓS-TÉCNICOS Enfermagem do Trabalho Saúde Pública Instrumentação Cirúrgica

33


34


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

APESC EDUCAÇÃO

ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA EDUCAR-SE A Escola de Educação Básica Educar-se incentiva a construção do saber por meio de atividades que despertem a curiosidade, a criatividade e a criticidade desde a infância. A proposta político-pedagógica da Instituição foca o aprender de uma maneira dialógica, em que é imprescíndivel construir – em conjunto – o conhecimento de mundo, de cidadania e de participação social. Há 25 anos a Educar-se investe em uma educação sólida e inovadora.

35


FUNDAMENTOS Criatividade

Sensibilidade

Criticidade

Solidariedade

Afetividade

Convivência na diversidade

Autonomia

ATENDIMENTO

A proposta político-pedagógica da Educar-se caracteriza-se por

tomadas de decisões conjuntas entre todas as pessoas envolvidas no processo educacional. O educandário realiza reuniões periódicas com os pais e oferece uma programação diversificada, com atividades esportivas e culturais. A página da escola na internet é um canal aberto, no qual seus ex-alunos contam suas trajetórias depois da fase escolar.

BENEFÍCIOS AOS ESTUDANTES Infraestrutura da Universidade

Seguro escolar Merenda orientada por nutricionista Opções de disciplinas facultativas no turno oposto Opção de turno integral com acompanhamento no tema de casa Recuperação paralela Transporte gratuito para pré-escola Progressão parcial para alunos a partir da 8ª. série Inglês por níveis a partir da 8ª série

PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS - PROERD

Em 2008, os estudantes da 4ª e 6ª séries participaram do Proerd, promovido pela

Brigada Militar. O programa promoveu uma ação conjunta entre polícia militar, professores, especialistas, estudantes, pais e comunidade, no sentido de prevenir e reduzir o uso de drogas e a violência entre estudantes. O programa teve a duração de 10 encontros semanais, com uma hora de duração cada.

36


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

CANAIS DE COMUNICAÇÃO - APESC EDUCAÇÃO

OUVIDORIA

O setor recebe consultas, elogios, reclamações e sugestões das comunidades interna e externa e os encaminha aos setores

competentes. Em 2008 foram registrados 908 atendimentos, assim classificados: Consultas - 306

Elogios - 95

Reclamações - 407

Sugestões - 100

CENTRAL DE INFORMAÇÕES

Localizada no bloco 1 do campus de Santa Cruz do Sul, orienta os visitantes com informações sobre a localização de salas e

blocos, além de fornecer dados gerais sobre a Universidade.

UNISC TV

Veicula programas criados e produzidos por alunos do curso de Comunicação Social no canal 15 da NET. Em 2007, fechou

parceria com o canal Futura, da Rede Globo. A Unisc TV transmite suas atrações locais e, nos horários livres, os programas do canal Futura.

JORNAL DA UNISC

É uma publicação mensal que resume as atividades de ensino, pesquisa e

extensão da Universidade. Distribuído em 27 pontos, o jornal tem tiragem de nove mil exemplares, distribuídos gratuitamente em todos os campi da Unisc, escolas, estabelecimentos comerciais, espaços culturais e locais de grande circulação de pessoas, como é o caso do Shopping Santa Cruz.

ARMAZÉM DE IDEIAS

A parceria da Escola Educar-se com o curso de Comunicação Social da Unisc,

criada em 2006, segue atuante com o mural escolar, a revista e o blog do projeto. Os próprios alunos buscam informações relativas ao ambiente escolar para a produção dos materiais de comunicação. O trabalho conta com o auxílio de um monitor e é coordenado por um professor, ambos do curso de Comunicação Social. Os integrantes se encontram semanalmente para debater os fatos, eventos e projetos de trabalho.

INTERNET E INTRANET

A comunicação via web elimina as distâncias. Dinâmicos e acessíveis, os sites

funcionam como importantes canais, já que divulgam informações institucionais para os públicos interno e externo, além de possibilitarem o contato direto entre os setores. www.unisc.br

www.unisc.br/cursos/tecnicos/index.htm

www.educar-se.unisc.br

www.intra.unisc.br

37


RECURSOS HUMANOS - APESC EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS

Dentro da sua política de valorização do funcionário, são oferecidos aos técnicos administrativos e docentes da Unisc, da Educar-se e do Cepro os seguintes benefícios: Auxílio-creche; Desconto nas mensalidades da Escola Educar-se; Desconto nas mensalidades de cursos de graduação na Unisc, conforme convenção coletiva de trabalho; Plano de saúde e odontológico; Programa permanente de capacitação para docentes e técnicos administrativos. Os empregados terceirizados têm o benefício de participar das capacitações para os técnicos administrativos.

CAPACITAÇÕES Em 2008, foram atendidas 63 solicitações para participação em cursos e eventos, sendo seis funcionários técnico-administrativos beneficiados com bolsas para cursos e programas de pósgraduação, dentro e fora da Instituição. Ao todo, realizaram-se 78 capacitações na Unisc, contabilizando mais de 3.600 horas de trabalho investidas na capacitação do pessoal técnico-administrativo e nos gestores da Instituição. Houve 1.781 participações, 537 a mais em relação a 2007. O Setor de Recursos Humanos contou com 85 capacitadores internos e 40 externos, somando 125 profissionais que atuaram no Programa de Capacitação 2008.

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Em 2008, foram realizados 408 processos seletivos com 6.904 candidatos que se inscreveram para participar de seleção para vagas de funcionário e de estágio. Desses, 1.017 passaram por teste de informática, 425 por dinâmica de grupo, 1.056 por entrevista individual com psicóloga e 1.626 por entrevista com coordenadores. Do grande grupo, 565 candidatos desistiram de participar. Ao final do ano, o setor contabilizou a contratação de 214 estagiários e de 148 funcionários técnico-administrativos.

38


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

PESQUISA DE CLIMA AVALIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS Em 2008, a Unisc realizou mais uma edição da sua pesquisa de clima organizacional que objetiva avaliar as c ondiç õ es gerais das relaç õ es interpessoais na Universidade. Participaram da pesquisa 72,11% do corpo técnico-administrativo e 28,25% do corpo docente. Técnicos e docentes foram questionados a respeito da qualidade dos benefícios oferecidos pela Instituição, dos motivos que os levam a trabalhar na Unisc e dos pontos positivos e negativos do seu dia a dia no trabalho. O gráfico, a seguir, apresenta o resultado geral da avaliação dos blocos de questões propostos. A escala de avaliação utilizada possibilitava respostas em um intervalo de 0 a 4. 0 = Péssimo 1 = Ruim 2 = Regular 3 = Bom 4 = Ótimo

Imagem da Instituição

3,59

Comunicação Interna

2,95

Remuneração

2,96

Gestão de RH

2,97

Relacionamentos

3,34

Planejamento do Trabalho

3,29

Liderança

3,18

Infraestrutura e Serviços

3,37 0

1 2 MÉDIA DO BLOCO

3 MÉDIA GERAL

4

PROGRAMA PERTENCER Lançado em 2008, o Programa Pertencer é uma proposta para promover a inclusão das pessoas com necessidades especiais. A iniciativa é um incremento às ações de desenvolvimento humano e profissional que já vinham sendo praticadas há algum tempo na Instituição. O Programa tem como objetivo promover a contratação, o acolhimento e o desenvolvimento de pessoas com deficiência e também do grupo de trabalho no qual venham a atuar. Também visa ao acesso desse público a programas de qualificação e desenvolvimento e a atividades do ensino formal na Universidade.

39


ENTRE AS MELHORES EMPRESAS PARA SE TRABALHAR NO BRASIL O nome da Universidade figurou na lista da 12ª. edição do Guia Você S/A - Exame – As 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar, publicado em setembro de 2008. A Unisc ficou entre as 150 melhores porque mantém práticas e políticas institucionais de gestão e de desenvolvimento de pessoas que se destacam. Tais aspectos foram avaliados tanto pelos mais de 400 funcionários pesquisados quanto pela Fundação Instituto de Administração, que interpretou os dados da pesquisa. A Instituição conseguiu alcançar o prêmio já na primeira vez que participou do processo seletivo e foi a única instituição de ensino superior do Estado a constar no guia 2008.

O QUE OS FUNCIONÁRIOS DISSERAM Identificam-se com a empresa

91,3%

Estão satisfeitos e motivados

82,7%

Acreditam ter desenvolvimento

78,4%

Aprovam seus líderes

85,2%

PROJETO ASAS QUALIDADE DE VIDA

Funcionários e estagiários remunerados participaram do projeto, realizado no

campus de Santa Cruz do Sul. Modalidades como ginástica laboral, oficina de saúde vocal, ioga, dança, atividades aquáticas, musculação, ginástica e alongamento são oferecidas de forma gratuita. O Asas atingiu 1.546 colaboradores em 2008.

40


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO - SESMT O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho – Sesmt é a área responsável pelas ações de promoção, proteção e prevenção de agravos à saúde dos funcionários da Unisc. O setor é composto por um médico do trabalho, um engenheiro de segurança do trabalho, uma técnica de segurança do trabalho e uma técnica de enfermagem do trabalho. Os serviços especializados desenvolvem diversas atividades como orientações ergonômicas, o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, promoções e ações preventivas e atendimento de enfermagem e de medicina do trabalho.

NÚMEROS DO SESMT EM 2008 18 visitas técnicas

1058 exames médicos 17 projetos ergonômicos concluídos 3 projetos ergonômicos em andamento 14 capacitações 2 campanhas

ACIDENTES DE TRABALHO

No decorrer de 2008, ocorreram cinco acidentes de trabalho na Unisc, na sua

maioria de trajeto.

GINÁSTICA LABORAL

A preocupação com a saúde dos colaboradores chega até os postos de trabalho

através da ginástica laboral. As sessões de 10 a 15 minutos ocorrem três vezes por semana e são realizadas de acordo com as necessidades dos beneficiados. Exercícios de respiração, alongamento, fortalecimento muscular, aeróbicos e de relaxamento são alguns exemplos do trabalho desenvolvido.

41


42


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

APESC SAÚDE

HOSPITAL SANTA CRUZ - HSC Em 2008, o Hospital Santa Cruz - HSC completou 100 anos de serviços prestados à comunidade com diversas atividades realizadas e planos de desenvolvimento para o futuro. Adquirido pela Apesc há cinco anos, é uma Instituição sem fins lucrativos que atende a pacientes de todos os municípios da região, consolidando-se como hospital de referência. Seu compromisso é garantir à comunidade saúde com qualidade, dignidade e conforto. Esse resultado é obtido através da prestação de serviços qualificados, modernas instalações e tecnologia de ponta.

43


VALORES

Humanização

Ética Qualidade Responsabilidade social e ambiental Comprometimento

MISSÃO

Proporcionar à comunidade regional um atendimento em saúde humanizado e de

excelência, interagindo com o ensino, a pesquisa e a extensão, visando à qualidade de vida.

VISÃO

Ser um hospital universitário prestador de serviços de saúde de qualidade,

humanizado, sustentável e promotor do desenvolvimento regional.

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA

O HSC tem a seguinte estrutura organizacional:

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO – CA: órgão superior, deliberativo, normativo e consultivo do HSC. A presidência do CA é exercida pelo presidente da Apesc ou, havendo impedimento ou falta desse, pelo reitor da Unisc ou, sucessivamente, pelo pró-reitor de Administração da Unisc. DIRETORIA EXECUTIVA – DE: órgão executivo do HSC. Sua coordenação é exercida pelo Diretor-Geral do HSC. Havendo impedimento ou falta desse, assume o Diretor-Médico. CORPO CLÍNICO – CC: órgão composto por aproximadamente 175 médicos de diversas especialidades.

44


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

FINALIDADES O HSC tem por finalidades: Prestar serviços de assistência à saúde da comunidade em todos os níveis; Prestar assistência hospitalar integral preventiva e curativa à população em geral; Colaborar com as entidades públicas na elaboração e execução de programas de saúde e educação sanitária; Servir como hospital de referência regional e macrorregional em assistência à saúde, em pesquisa e tecnologia; Servir de espaço de aprendizagem para cursos profissionalizantes, de graduação, pós-graduação e extensão; Participar da formação de recursos humanos para a área da saúde, buscando ampliar a capacidade de seus profissionais em todos os níveis e categorias e contribuir para a formação de integrantes de equipes de saúde; Contribuir para a formação de profissionais de saúde, para um trabalho conjunto e para a coparticipação de responsabilidades, de acordo com as normas éticas do exercício profissional; Desenvolver atividades de investigação científica e tecnológica; Promover e realizar pesquisas, abrangendo aspectos físicos, psicológicos e sociais da saúde e da doença, assim como práticas hospitalares e administrativas.

RECURSOS HUMANOS APESC SAÚDE Na mantida HSC, a Apesc oferece:

Plano de saúde e odontológico; Vale-refeição; Desconto em cursos do Cepro e da Unisc; Internação em leitos particulares para seus funcionários; Ginástica laboral.

45


CAPACITAÇÕES

Em 2008, o HSC realizou 68 capacitações em diversas áreas do conhecimento.

Ao todo, houve mais de 3 mil participantes, que cumpriram 20.488 horas de aulas e de atividades.

ACIDENTES DE TRABALHO

No decorrer de 2008, ocorreram 39 acidentes de trabalho no Hospital Santa Cruz.

Em 2007, haviam sido 30 acidentes. A Instituição possui um serviço especializado para o atendimento desses casos, com protocolos específicos para acidentes com materiais perfurocortantes.

HSC

O HSC é o único hospital das regiões dos

Vales do Rio Pardo e Taquari que integra o Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica. Sua participação nos Conselhos Municipal e Regional de Saúde, na Federação das Santas Casas, Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul, no Sindicato dos Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Vale do Rio Pardo - Sindhvarp e no Comitê Regional de Humanização reforçam a posição de destaque do hospital na comunidade local, regional e estadual. Todo o conhecimento agregado pela participação nesses órgãos se reflete nos projetos e nos programas permanentes desenvolvidos pelo HSC.

ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS

O Hospital Santa Cruz é o principal centro de saúde do Vale do Rio Pardo.

Filantrópico, realiza atendimentos pelo Sistema Único de Saúde – SUS em serviços médico-hospitalares, diagnósticos e tratamentos. A prevenção e a promoção à saúde são preocupações da Apesc e, consequentemente, do HSC.

46


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

EVOLUÇÃO DE PACIENTES/ATENDIMENTOS 2006

2007

2008

Número de leitos

180

180

184

Internações*

882

838

861

Internações-dia*

3.634

3.499

3.461

Atendimentos Ambulatoriais*

2.716

6.063

4

4

4

Procedimentos Cirúrgicos Totais*

551

516

539

Partos Normais e Cesáreos*

126

111

116

Refeições Servidas*

24.089

23.813

24.169

Processamento de Roupas (kg)*

23.383

23.282

26.392

Ocupação Geral*

66,37%

63,91%

62,74%

Permanência (dias)*

*Média mensal

1

6.699

1

A partir de 2007 estão somados os atendimentos de pronto-socorro

ÍNDICES DE PACIENTES POR CONVÊNIO 2006

2007

2008

SUS

64,33%

64,75%

67,99%

Demais convênios e particulares

35,67%

35,25%

32,01%

PROGRAMAS E PROJETOS PERMANENTES ÁREA MATERNO-INFANTIL

Dos 184 leitos disponíveis no HSC, 96 são destinados ao atendimento materno-infantil. Isso permite o desenvolvimento de atividades entre as unidades, com o objetivo de garantir condições satisfatórias de assistência integral à saúde das mães e das crianças de zero a 12 anos. Uma equipe multidisciplinar envolve e aproxima as áreas de medicina, enfermagem, serviço social, psicologia, nutrição, fisioterapia e odontologia, permitindo que sejam trabalhados aspectos biológicos, culturais, econômicos, psicológicos e sociais dos pacientes. Em 2008 foram desenvolvidos os seguintes projetos na área materno-infantil:

47


PROGRAMA BEM-ME-QUER

Esse programa, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde de Santa Cruz do

Sul, tenta diminuir os índices de mortalidade infantil na cidade. As parturientes – mulheres em trabalho de parto ou que deram à luz há pouco tempo – atendidas pelo SUS no HSC recebem noções básicas para cuidar dos seus filhos. O programa realiza ações nas áreas da saúde, educação, assistência social e habitação. Em 2008, o HSC iniciou uma coleta de dados sobre o perfil de crianças e mães em situação de risco. A ideia é reunir subsídios que ajudem no trabalho realizado.

SERVIÇO DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO

É sabido que o aleitamento materno traz benefícios às crianças. Esse serviço

procura conscientizar e orientar as gestantes. Permanente, o trabalho atinge as pacientes internadas ou que já tiveram alta, mas permanecem junto ao filho no alojamento materno.

MÉTODO MÃE-CANGURU Os recém-nascidos com baixo peso entram na bolsa das mãescangurus. O projeto visa ao fortalecimento dos laços de apego entre mães e filhos. Além do incentivo ao aleitamento materno, o recémnascido é atendido na UTI Pediátrica, local em que os pais têm livre acesso para permanecer ao lado do filho.

PROJETO NASCER Em parceria com as Coordenações Estadual e Nacional de DST e Aids, o HSC identifica gestantes que, sem terem realizado o pré-natal, chegam à mesa de parto contaminadas pelos vírus HIV, sífilis ou hepatite. O hospital coleta o sangue dessas mães, no momento do parto, e envia a amostra ao Ministério da Saúde para análise. Os casos descobertos recebem atendimento especial que engloba a mãe e o recém-nascido. Ao receber alta hospitalar, a parturiente ganha uma prescrição de fórmula láctea, juntamente com o cartão da criança e as orientações de uso. O estoque de profilaxia e do teste rápido é reposto baseado nos dados dos relatórios mensais enviados à Coordenação Estadual de DST e Aids.

ALOJAMENTO MATERNO

O HSC oferece, de forma gratuita, alojamento para mãe que já tenha recebido alta

da maternidade e tenha filhos internados pelo SUS na UTI Pediátrica e Unidade de Cuidados Intermediários. O objetivo é garantir o aleitamento e o contato ininterrupto com o filho recém-nascido, evitando prejuízos ao vínculo afetivo ou à recuperação do

48

bebê. Através do atendimento humanizado, respeita-se a individualidade e a subjetividade de cada bebê e sua família. Em 2008 foram beneficiadas 70 mães.


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

ALIMENTAÇÃO GRATUITA ÀS MÃES ACOMPANHANTES DE PACIENTES SUS

Garantir a manutenção permanente do contato com os filhos traz benefícios

visíveis na recuperação das crianças. Por entender isso, o HSC fornece alimentação gratuita às mães de crianças internadas através do SUS na Pediatria, UTI Pediátrica e às mães que utilizam o Alojamento Materno. A iniciativa evita o risco de infecções intestinais em virtude do mau acondicionamento da comida trazida de casa, além do acúmulo de alimentos nos quartos.Em 2008, foram servidas 16.003 refeições.

DEMAIS PROGRAMAS E PROJETOS ORIENTAÇÃO AOS ACOMPANHANTES O trabalho dos especialistas e dos enfermeiros pode receber uma ajuda fundamental: a dos acompanhantes dos internados. Eles recebem orientações em assuntos como descarte correto do lixo seco e orgânico, limpeza do quarto, gerenciamento das visitas, formas de evitar a contaminação hospitalar e outros temas relacionados às normas do HSC. Integrados aos procedimentos, os acompanhantes têm participação decisiva nos tratamentos realizados na Ala São Francisco.

PROGRAMA SAÚDE EM SUA CASA

Este programa tem foco na redução das reinternações hospitalares, através de

ações preventivas, curativas e de reabilitação realizadas por profissionais da saúde que se deslocam até a casa de pacientes carentes (portadores de doenças crônicas, degenerativas, acamados). O HSC disponibiliza um técnico em enfermagem para fazer parte da equipe desse programa, que é permanente e fruto de parceria com a Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Sul.

NÚCLEO DE EPIDEMIOLOGIA As Doenças de Notificação Compulsória - DNT (hepatites, meningites, tétano, dengue, leptospirose, AIDS, tuberculose, varicela, sarampo, rubéola, entre outras) constituem risco à saúde da população e o conhecimento estatístico sobre sua ocorrência é primordial para que seja possível identificar a ocorrência de epidemias e implementar medidas de controle. O Núcleo de Epidemiologia do HSC, composto por um médico infectologista, uma enfermeira e uma técnica de enfermagem, notifica a ocorrência dessas doenças e repassa os dados aos gestores municipais, estaduais e federais de saúde.

49


VISITAÇÃO DE GESTANTES Todas as gestantes e seus familiares, que tenham interesse em conhecer e se familiarizar com o ambiente hospitalar e a equipe de enfermagem antes do parto, podem conhecer a Maternidade do HSC mediante agendamento prévio. As visitas tem por objetivo, além de auxiliar na diminuição da ansiedade gerada pelo momento do parto, informar sobre os projetos e serviços oferecidos pelo Hospital na área materno-infantil.

EQUIPE MULTIPROFISSIONAL DE TERAPIA NUTRICIONAL Todo paciente internado no HSC passa por uma avaliação para identificar a necessidade de suporte nutricional. Aqueles que se encontram em situação de risco recebem terapia especial, com acompanhamento até a alta. O trabalho cabe a uma equipe multiprofissional que reúne especialistas de diversas áreas. Médicos, nutricionistas, enfermeiros e farmacêuticos, entre outros colaboradores, participam desse programa, considerado fundamental no ambiente hospitalar.

HUMANIZAÇÃO O HSC faz parte da Política de Humanização da Assistência à Saúde – PHAS, da Secretaria de Saúde do Estado, sendo referência hospitalar para o Programa Nacional de Humanização – PNH, do Ministério da Saúde. Através de seu Grupo de Trabalho de Humanização – GTH, promove ações internas de sensibilização e conscientização quanto à necessidade de humanização no relacionamento com pacientes e seus familiares. Em 2008, o HSC participou, com uma apoiadora e uma tutora, da segunda edição do curso de pós-graduação, em nível de especialização em Humanização do SUS, promovido pelo Ministério da Saúde através da Política Nacional de Humanização – juntamente com as universidades conveniadas (UFRGS, Unijuí e UFF), em parceria com a Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul - SES/ESP.

PROCESSAMENTO GRATUITO DE ROUPAS Em 2008, na lavanderia do HSC, foram processados (lavados e passados) 8.320 quilos de roupas, de forma gratuita, beneficiando instituições assistenciais do município, como Plantão de Urgência, Cemai e Liga Feminina de Combate ao Câncer.

50


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

COMISSÃO INTRA-HOSPITALAR DE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS E TECIDOS PARA TRANSPLANTE - CIHDOTT

A Cihdott gerencia o processo de captação de órgãos no HSC, através da

abordagem às famílias de potenciais doadores (pessoas com morte encefálica) e conscientização, por meio de ações educativas, sobre o funcionamento do programa e a importância do gesto de doar. A equipe é composta por uma médica coordenadora, assistentes sociais, psicóloga, enfermeiras. Participam da Comissão, indiretamente, médicos locais que, em conjunto com os médicos da Central de Transplantes do RS, realizam as cirurgias para retirada dos órgãos. Em 2008 foram efetuadas duas abordagens a famílias para captação de órgãos. Ambas foram autorizadas, beneficiando 4 pessoas. A comissão tem o apoio da Central de Transplantes do RS.

VOLUNTARIADO

A filantropia se realiza com a participação da comunidade. Por isso, o Setor de

Serviço Social do HSC realiza, de forma permanente, atividades em conjunto com pessoas vinculadas à ONG Parceiros Voluntários. Cabe ao grupo organizar e controlar a biblioteca, realizar leituras para crianças da pediatria, digitar notas fiscais para o projeto ”A Nota é Minha” (realizado pelo Governo do Estado) e organizar a rouparia. A realização de briques internos com roupas, calçados, brinquedos e outros objetos também é atribuição do grupo e os recursos arrecadados são revertidos integralmente em ações voltadas aos pacientes carentes internados como, por exemplo, compra de fraldas pediátricas e geriátricas, remédios, materiais ortopédicos e passagens para deslocamento de pacientes ou familiares. A partir de doações recebidas da comunidade e de instituições, além da aquisição pelo HSC de algumas peças, formam-se continuamente enxovais para recém-nascidos, que são lavados, organizados e distribuídos de forma totalmente gratuita a pacientes carentes. Outra atividade regular e gratuita é a destinação de roupas a pacientes adultos em situação emergencial (acidentados, carentes), identificados nas visitas dos voluntários aos quartos e às unidades assistenciais.

51


COMISSÃO INTERNA DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DO SERVIÇO DE SAÚDE O papel desta comissão é promover, permanentemente, ações com relação à importância da segregação de resíduos gerados no HSC e na comunidade, de forma a reutilizar ou reciclar a maior quantidade possível, minimizando o volume de resíduos infectocontagiosos que necessitam de tratamento diferenciado.

IMPLEMENTAÇÃO DE TECNOLOGIA DIGITAL EM RADIOLOGIA COMPUTADORIZADA Em 2008, o HSC substituiu o sistema convencional de radiologia (em que, após a realização do exame no paciente, o chassi era levado para câmara escura para revelação e entregue ao médico radiologista para análise) pelo sistema digital. Agora, após o exame, um cassete é dispensado no equipamento de leitura e a imagem é encaminhada diretamente para os monitores nas salas dos médicos radiologistas, com possibilidade de disponibilizá-las em qualquer área do HSC, devido ao atual estágio de informatização. O novo sistema utiliza filmes radiológicos com impressão laser a seco sem utilização de produtos químicos, como ocorria no sistema tradicional, eliminando a geração de rejeitos no meio ambiente. Além disso, apresenta qualidade dos exames superior ao método convencional, proporcionando agilidade no atendimento, no diagnóstico e na liberação do paciente.

52


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

CANAIS DE COMUNICAÇÃO - APESC SAÚDE COMUNICA HSC

O informativo do HSC tem circulação bimensal. Nas suas quatro páginas, resume as

atividades do hospital no período. São mil exemplares usados na comunicação entre a Instituição e o público interno.

MURAIS

Servem como ferramenta de comunicação da Instituição com médicos,

funcionários e com a comunidade. Estão localizados em três pontos estratégicos do hospital, onde as informações são disponibilizadas de acordo com o interesse de cada público.

SITE

O domínio www.hospitalstacruz.com.br reúne todas as informações institucionais

do HSC. É um importante canal de comunicação e possibilita o contato direto com os diversos setores da Instituição. O fotolog dos bebês nascidos, o link para o envio de mensagens aos pacientes que estão internados e o formulário para contato com o setor de Ouvidoria são alguns serviços apresentados de forma on-line.

OUVIDORIA

A Ouvidoria é um espaço que o HSC criou para que qualquer

pessoa possa manifestar democraticamente suas opiniões sobre atendimento, instalações e serviços prestados. Em 2008 foram realizados 590 atendimentos, distribuídos conforme os índices abaixo: Elogios - 48,31% Reclamações - 39,49% Sugestões - 9,49% Consultas - 2,71%

SATISFAÇÃO DOS USUÁRIOS

O Hospital Santa Cruz, através do Setor de Ouvidoria, realiza

pesquisas mensais de satisfação junto aos pacientes internados, com o objetivo de avaliar os serviços prestados e a estrutura física oferecida pela Instituição. Em 2008, o índice de satisfação global foi de 96,08% para pacientes do SUS e de 96,48% para pacientes particulares e de convênios.

53


BALANÇO SOCIAL Com base no levantamento das informações sociais e ambientais, apresentamos o Balanço Social do ano de 2008/2007, segundo modelo proposto pelo Ibase, pelo Crub e pela Abong para instituições de ensino, fundações e organizações sociais. O objetivo maior deste documento é tornar público o compromisso social da Instituição com suas comunidades interna e externa, bem como com o desenvolvimento da região onde está inserida.

1) IDENTIFICAÇÃO NOME DA INSTITUIÇÃO: Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul - Apesc TIPO/CATEGORIA: Instituição de Ensino NATUREZA JURÍDICA: [x] associação [ ] fundação [ ] sociedade SEM FINS LUCRATIVOS? [x] sim [ ] não ISENTA DE COTA PATRONAL DO INSS? [x] Sim [ ] Não POSSUI CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (CEAS)? [X] sim [ ] não POSSUI REGISTRO NO: [x] CNAS [x] CEAS [x] CMAS DE UTILIDADE PÚBLICA? [ ] não Se sim, [x] federal [x] estadual [x] municipal CLASSIFICADA COMO OSCIP (LEI 9790/99)? [ ] sim [x] não

2) ORIGEM DOS RECURSOS

2008 - R$

2007 - R$

122.173.162,50 100%

121.034.254,33 100%

23.790.053,55

30.210.477,12

b) Doações de pessoas jurídicas

313.759,31

625.604,28

c) Doações de pessoas físicas

118.562,67

105.713,88

-

-

29.685,00

62.992,00

-

-

g) Prestação de serviços e/ou venda de produtos

96.789.497,70

88.883.838,10

h) Outras receitas

1.131.604,27

1.145.628,95

2008 - R$

2007 - R$

135.985.604,18 100%

135.588.927,52 100%

a) Custo com Gratuidade de Bolsas e Serviços

21.539.483,42

28.014.457,08

b) Pessoal (salário+benefícios+encargos)

61.219.715,22

60.492.914,10

c) Despesas diversas

53.226.405,54

47.081.556,34

35.222.053,81

30.768.865,17

99.463,71

181.293,22

Financeiras Líquidas

7.916.485,03

7.586.409,02

Capital (máquinas+instalações+equipamentos)

8.985.428,86

7.570.403,01

Outras despesas

1.002.974,13

974.585,92

RECEITA TOTAL ¹ a) Bolsas e Serviços (Gratuidade) / Subvenções

d) Contribuições e ) Patrocínios f) Cooperação Internacional

3) APLICAÇÃO DE RECURSOS DESPESA E INVESTIMENTO TOTAL¹

Operacionais Tributos

54


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

4) INDICADORES SOCIAIS INTERNOS a) Alimentação

2008 - R$

% SOBRE A RECEITA

2007 - R$

% SOBRE A RECEITA

154.371,20

0,13%

114.960,70

0,09%

b) Educação

1.938.845,19 1,59%

1.850.586,44

1,53%

c) Capacitação e desenvolvimento profissional

1.006.962,14 0,82%

826.181,36

0,68%

d) Creche ou auxílio-creche

102.655,41

0,08%

85.440,16

0,07%

e) Saúde

584.527,51

0,48%

569.554,95

0,47%

f) Segurança e medicina no trabalho

292.249,09

0,24%

302.415,46

0,25%

g) Transporte

1.031.323,56 0,84%

1.186.133,51

0,98%

h) Bolsas/estágio

589.787,40

0,48%

558.342,49

0,46%

I) Outros

279.598,49

0,23%

228.344,31

0,19%

5.980.319,99

4,89%

5.721.959,37

4,73%

Total - Indicadores Sociais Internos

5) PROJETOS, AÇÕES E CONTRIBUIÇÕES PARA A SOCIEDADE Nº PESSOAS BENEFICIADAS

2008 - R$

% SOBRE A RECEITA

PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO 137.742 1.472.511,27 1,21%

Nº PESSOAS BENEFICIADAS

2007 - R$

% SOBRE A RECEITA

112.530 1.509.023,33 1,25%

Saúde

13.879

688.503,92 0,56%

13.569

666.683,55

0,55%

Educação

20.178

317.846,87

0,26%

23.622

430.466,05

0,36%

523

67.573,33

0,06%

600

23.995,89

0,02%

3.525

182.450,81

0,15%

14.455

231.528,20

0,19%

ND

---

0,00%

ND

---

0,00%

99.637

216.136,34

0,18%

60.284

156.349,64

0,13%

Políticas e Direitos Sociais Desenvolvimento Tecnológico e Ambiental Diversificação Econômica Outros PROJETOS DE PESQUISA

ND

3.647.551,53 2,99%

ND

3.435.728,45 2,83%

Saúde

ND

586.066,03 0,48%

ND

586.954,00

0,48%

Educação

ND

852.429,33

0,70%

ND

721.111,55

0,60%

Políticas e Direitos Sociais

ND

600.828,25

0,49%

ND

611.535,26

0,51%

Desenvolvimento Tecnológico e Ambiental

ND

570.789,01

0,47%

ND

537.675,92

0,44%

Diversificação Econômica

ND

522.242,96

0,43%

ND

562.723,39

0,46%

Outros

ND

515.195,95

0,42%

ND

415.728,33

0,34%

OUTRAS AÇÕES SOCIAIS

169.794 12.174.831,65 9,97% 2.269.306,61 1,86%

169.432 11.506.614,00 9,51%

Assistência Jurídica

7.454

Saúde

67.662 8.282.910,32 6,78%

Desenvolvimento Social

3.060

305.452,78 0,25%

2.752

516.813,27

0,43%

Arte e Cultura

63.787

385.544,29 0,32%

53.908

143.933,53

0,12%

Meio Ambiente

27.831

931.617,65

0,76%

27.831

355.268,82

0,29%

ND

---

0,00%

ND

---

0,00%

Outros VALORES E NÚMEROS TOTAIS

8.864

2.283.490,55 1,89%

76.077 8.207.107,83 6,78%

307.536 17.294.894,45 14,17% 281.962 16.451.365,78 13,59%

55


6) OUTROS INDICADORES DE IMPACTO E ATUAÇÃO SOCIAL 2008 - R$

% SOBRE A RECEITA

2007 - R$

11.574

10.902

Nº de alunos com bolsa integral

510

474

Valor total das bolsas integrais

6.343.403,99

Nº total de alunos

Nº de alunos com bolsas parciais Valor total das bolsas parciais

5,19%

7.765

% SOBRE A RECEITA

5.688.262,94

4,70%

8.725

15.196.079,43 12,44%

22.326.194,14 18,45%

Nº de alunos com bolsas de iniciação científica e 91

de pesquisa Valor das bolsas de iniciação científica e de pesquisa

228.705,00

196.764,08

7) INDICADORES DO CORPO FUNCIONAL

252.700,00

0,21%

89 0,16%

188.974,30

0,16%

2008

2007

Nº de empregados ao final do período

1.741

1.633

Nº de admissões durante o período

350

188

Nº de prestadores de serviços

970

790

22,29%

20,09%

1.138

1.076

% de cargos de chefia ocupados por mulheres

59,53%

55,40%

Idade média das mulheres em cargos de chefia

40

41

1.705,92

1.472,01

% de empregados acima de 45 anos Nº de mulheres que trabalham na Instituição

Salário médio das mulheres

40

40

2.347,26

2.413,21

44

41

% de cargos de chefia ocupados por negros

0,93%

0,47%

Idade média dos negros em cargos de chefia

51

63

1.070,12

1.040,97

Idade média dos homens em cargos de chefia Salário médio dos homens Nº de negros que trabalham na Instituição

Salário médio dos negros

1.677

1.573

1.975,85

1.968,40

Nº de estágiários

141

174

Nº de voluntários

0

12

Nº de portadores de necessidades especiais

24

16

1.044,22

1.098,00

Nº de brancos que trabalham na Instituição Salário médio dos brancos

Salário médio de portadores de necessidades especiais

56

0,19%

99

Nº de alunos com bolsas de extensão Valor das bolsas de extensão

91


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

8) QUALIFICAÇÃO DO CORPO FUNCIONAL

2008

2007

Nº TOTAL DE DOCENTES

588

568

Nº de doutores

134

131

Nº de mestres

328

338

Nº de especialistas

91

75

Nº de graduados

34

23

1

1

1.153

1.065

Nº de pós-graduados (Especialistas, Mestres e Doutores)

97

84

Nº de graduados

207

194

Nº de graduandos

369

352

Nº de pessoas com ensino médio

320

277

Nº de pessoas com ensino fundamental

102

96

Nº de pessoas com ensino fundamental incompleto

58

62

Nº de pessoas não alfabetizadas

0

0

Nº de não graduados Nº TOTAL DE FUNCIONÁRIOS DO CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

9) INFORMAÇÕES RELEVANTES QUANTO À ÉTICA, TRANSPARÊNCIA E RESPONSABILIDADE SOCIAL 2008

Relação entre a maior e a menor remuneração O processo de admissão de empregados é:

18,45 0% por indicação

100% por seleção/concurso

A Instituição desenvolve alguma política ou ação de valorização da diversidade em seu quadro funcional?

[x] sim, institucionalizada

[ ] sim, não institucionalizada

[ ] não

Se "sim" na questão anterior, qual?

[ ] negros

[ ] gênero

[ ] opção sexual

[X] portadores de necessidades especiais

[ ]_________

A Instituição desenvolve alguma política ou ação de valorização da diversidade entre alunos/beneficiários?

[X] sim, institucionalizada

Se "sim" na questão anterior, qual? necessidades especiais

[ ] negros

[ ] sim, não institucionalizada [ ] gênero

[ ] opção sexual

[ ] não [X] portadores de

[X] Políticas de Cotas Afirmativas - Programa Universidade para Todos - ProUni

Na seleção de parceiros e prestadores de serviço, critérios éticos e de responsabilidade social e ambiental:

[ ] não são considerados

[X] são sugeridos

[ ] são exigidos

A participação de empregados no planejamento da Instituição:

[ ] não ocorre

[ ] ocorre em nível de chefia

[X] ocorre em todos níveis

Os processos eleitorais democráticos para escolha dos coordenadores e diretores da Instituição:

[ ] não ocorrem

[x] ocorrem regularmente

[ ] ocorrem somente p/cargos intermediários

A Instituição possui Comissão/Conselho de Ética para acompanhamento de:

[x] todas as ações/atividades

[ ] ensino e pesquisa

[ ] experimento animal/vivissecção

[ ] não tem

57


10) OUTRAS INFORMAÇÕES METAS 2009 A Instituição, para 2009, tem como meta continuar o trabalho sério, dedicado e compromissado com a comunidade regional, oferecendo qualificados serviços na área da educação, da saúde, da assistência social, ambiental, cultural, entre outras; promovendo a inclusão social e a cidadania; melhorando a cada dia o atendimento na área hospitalar, através da mantida Hospital Santa Cruz, mantendo as boas condições de atendimento através do Sistema Único de Saúde – SUS. Nas mantidas voltadas à educação, tem o propósito de continuar com o programa de bolsas de estudo próprias e com o Programa Universidade para Todos – ProUni. Assume o compromisso de oferecer ações comunitárias através de projetos e eventos. A Apesc, através de suas mantidas, se propõe a atender às comunidades externa e interna, valorizando o bem-estar de todos e buscando seu desenvolvimento. NOTAS EXPLICATIVAS 1 - Da Despesa Total, deduzir o item capital (máquinas+ instalações e equipamentos) no valor de R$ 7.570.403,01, em 2007, e de R$ 8.985.428,86, em 2008, contabilizado nas contas patrimoniais.

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO DVA - CONSOLIDADA - APESC 2008 - R$

DESCRIÇÃO

AV - %

2007 - R$

1 RECEITAS

122.121.374,10

120.233.389,24

2 INSUMOS ADQUIRIDOS DE TERCEIROS

(28.406.061,21)

(24.059.412,85)

3 RETENÇÕES

(7.767.178,33)

(7.614.491,31)

85.948.134,56

88.559.485,08

3.412.693,48

2.411.497,78

AV - %

4 VALOR ADICIONADO LÍQUIDO PRODUZIDO PELA ENTIDADE 5 VALOR ADICIONADO RECEB. EM TRANSFERÊNCIA 6 VALOR ADICIONADO TOTAL A DISTRIBUIR

89.360.828,04 100,00%

90.970.982,86 100,00%

7 DISTRIBUIÇÃO DO VALOR ADICIONADO

89.360.828,04 100,00%

90.970.982,86 100,00%

7.1 Empregados

61.219.715,22

68,51%

60.492.914,10 66,50%

99.463,71

0,11%

181.293,22

0,20%

7.3 Financiadores

11.329.178,51

12,68%

9.997.906,80

10,99%

7.4 Distribuição da Gratuidade

21.539.483,42

24,10%

28.014.457,08 30,79%

7.5 Déficit/Superávit retido para investimento

(4.827.012,82)

(5,40%)

(7.715.588,34) (8,48%)

7.2 Tributos

AV - Análise Vertical * Identifica e demonstra as riquezas criadas pela Instituição e a forma como elas são distribuídas para os seus colaboradores, governo, financiadores e alunos.

58

Vera Lúcia Eisenkraemer Contadora CRC-RS 52.536

Prof. Jaime Laufer Pró-Reitor de Administração CRC-RS 41.018 CRA-RS 9.986

Prof. Vilmar Thomé Reitor da Unisc e Presidente da Apesc CPF: 421.825.140-15


RELATÓRIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL E BALANÇO SOCIAL 2008

RELATÓRIO DOS AUDITORES SOBRE O BALANÇO SOCIAL E A DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO 1 Examinamos as informações físicas e financeiras que integram o Balanço Social e a Demonstração do Valor Adicionado da Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul - Apesc, referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2008, elaboradas sobre a responsabilidade de sua administração. Nossa responsabilidade é expressar uma opinião sobre as informações contidas nessas demonstrações. 2 As informações financeiras que tenham correlação com as demonstrações contábeis levantadas em 31 de dezembro de 2008 foram objeto de exames quando de nossa auditoria sobre as referidas demonstrações e sobre as quais emitimos parecer, sem ressalvas, em 26 de fevereiro de 2009. 3 As informações físicas e as demais informações financeiras que não tenham correlação com as demonstrações contábeis foram confirmadas junto aos controles internos da entidade, incluindo relatórios gerenciais, quadros estatísticos, indicadores de gestão e outras informações obtidas junto à administração, especialmente com relação às políticas administrativas e operacionais. 4 Em nossa opinião, as informações físicas e financeiras que integram o Balanço Social e a Demonstração do Valor Adicionado são fidedignas e refletem adequadamente as origens e aplicações dos recursos da Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul - Apesc no exercício de 2008, bem como os gastos em atividades internas e externas decorrentes de programas e projetos da Entidade e contribuições para a sociedade. 5 As informações referentes ao exercício encerrado em 31 de dezembro de 2007, apresentadas para fins comparativos, foram por nós revisadas conforme relatório datado de 9 de abril de 2008. Porto Alegre, 16 de abril de 2009.

Antonio Carlos Nasi Sócio Responsável Contador CRCRS nº 013.494/O NARDON, NASI - AUDITORES INDEPENDENTES CRCRS Nº 542 – CVM Nº 303/4

CNPJ: 95.438.412/0001-14 - Inscr. Est.: 108/0113948 Av. Independência, 2.293 - 96815-900 - Santa Cruz do Sul - RS - Brasil Fone: (51) 3717.7300 - Fax: (51) 3717.1855 - Caixas postais: 188 e 236 centralinfo@unisc.br - www.unisc.br

59


Balanco Social 2008  

Balanco Social 2008

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you