Issuu on Google+

Monotipia 05 Maio 2011


Um breve blá do editor Esta edição é dedicada à D. Rose. Martins “@antiambiente” de Castro, editor

http://revistamonotipia.blogspot.com/ http://twitter.com/monotipia http://issuu.com/antiambiente http://www.facebook.com/monotipia monotipia@gmail.com


O

Wesl


O Imaginรกrio Coletivo de

ley Rodrigues


Monotipia: O que você fez até então em termos de hq e ilustração? Wesley Rodrigues: Bom, meu trabalho sempre esteve mais voltado para a animação, mas a ilustração e as HQs sempre estiveram presentes. Trabalhei como ilustrador free-lancer e desenhista de estampa de camisetas. Na época em que fui contratado como ilustrador para um jornal, eles me deixavam criar uma página de quadrinhos que era publicada semanalmente. Mas é realmente através do concurso Barba Negra e Rio Comicon que eu terei a oportunidade de publicar meu primeiro livro.

MT: Fale um pouco sobre sua formação, enquanto ilustrador e quadrinhista. WR: Eu sempre gostei de desenhar. Mas acho que foi quando assistia os desenhos do Coyote e do Papa Léguas que eu decidi ser desenhista. Depois conheci as histórias do Carl Barks e os livros de Will Eisner. Sempre gostei das gravuras japonesas, principalmente as de Taiso Yoshitoshi, que tem muito movimento. Daí foi um passo pra entrar na leitura dos man-

gás. Gosto muito do trabalho do Akira Toriyama em Dr. Slump e Dragon Ball, por transbordar criatividade. Mas acho que as obras japonesas que mais me influenciam são Lobo Solitário, Akira e os filmes de Hayao Miyazaki. Nos quadrinhistas brasileiros acho que a minha maior influência é o Julio Shimamoto. E gostaria de comentar que foi uma grande honra ter tido a oportunidade de animar um curta metragem baseado na HQ “O Ogro”, de Júlio Shimamoto e Antonio Rodrigues. Se puder, visitem o blog do projeto: http://www.oogro.com.br/ O filme é uma produção goiana, com direção de Márcio Jr. e Márcia Deretti.

MT: Fale-nos um pouco sobre o álbum. WR: Na verdade o álbum ainda está em produção, e ainda podem ocorrer algumas mudanças... Mas em linhas gerais o que eu posso dizer é que é uma fábula sobre a liberdade e a força de vontade. Inclusive essa é a frase que abre o livro. De certo modo acho que é uma história que contém vários níveis de mensagem para o público. Mas acho que a principal mensagem


que essa história passa é a de que mesmo diante de grandes dificuldades, podemos mudar o rumo de nossas vidas se realmente quisermos acreditar nisso.

MT: Por que você quer contar essa história? Resposta sincera nº 01: Essa é uma história que fala de mudança, de liberdade e da importância de se acreditar nos sonhos... E essas são coisas em que eu acredito e que são importantes para mim, então quis compartilhar isso com as pessoas através de uma HQ.

Resposta sincera nº 02: Meu aluguel estava vencido, internet e telefone quase sendo cortados e 20 reais na carteira. Foi aí que apareceu esse prêmio e eu pensei: é isso que vai resolver! Vou fazer exatamente o que eu quero e ainda ter a possibilidade de publicar meu trabalho e ganhar 20 mil reais! ahahah Sinceramente isso contou bastante pra eu ficar motivado em contar essa história! ahahah

MT: Plasticamente falando, como será a HQ? WR: Será em preto e branco. Tentei fazer o traço bem solto e o mais livre possível. No desenho eu priorizei a linha para que os desenhos tivessem clareza. Na animação, muitas vezes você tem que seguir certas regras na hora de desenhar, pois cada etapa depende da anterior. Nessa história eu queria fazer tudo que eu não podia na animação... Mas acho que o ritmo da narrativa e o timing das cenas ainda têm muito do desenho animado.

MT: Como vai funcionar a dinâmica de trabalho para a produção dessa HQ? WR: Depois de ter pensado no que eu quero fazer eu vou pra mesa e começo a definir algumas coisas como enquadramentos, ângulos de câmera e ação dos personagens. No caso desse trabalho optei por não fazer rascunhos á lápis, eu já vou desenhando direto com a caneta. Quando estou concentrado consigo fazer 2 páginas por hora.Depois eu digitalizo e finalizo no computador, corrigindo algumas coisas e acrescentando alguns detalhes.

MT: o que você espera a partir do álbum WR: Para mim é uma grande estréia e uma ótima oportunidade para mostrar meu trabalho para as pessoas. Todos que desenham sempre sonham em um dia ver seu trabalho publicado e para mim não é diferente. Esse álbum é a realização de um sonho. Gostaria de dizer que me sinto honrado em ter vencido o prêmio, e lembrar que foi uma ação que só tem a contribuir com o crescimento do mercado nacional de quadrinho, pois tiveram mais de 400 projetos inscritos e que de alguma forma, por já serem projetos, poderão ter a oportunidade de no futuro serem publicados por alguma editora. E eu acredito que sempre teremos uma boa resposta se apostarmos na criatividade.

Você pode mais do trabalho do Wesley no blog http://wesleyilustra.blogspot.com


Rodrigo Chaves

Rodrigo Chaves @contratempos

http://contratemposmodernos.blogspot.com


Marco Oliveira Rett @Marc_liveira

Wes Samp @oslevados

MaurĂ­cio Rett @mauriciorett

Rafael Marçal @rafaelmarcal

http://www.overdosehomeopatica.com/

http://contratemposmodernos.blogspot.com

http://www.cartunista.com.br

http://www.profeticos.net


Mรกrio Cau www.mariocau.com



Monotipia05