Page 1

SALÃO AUTOMÓVEL do

2 201

www.otempo.com.br

SÃO PAULO

O TEMPO Belo Horizonte QUARTA-FEIRA, 24 DE OUTUBRO DE 2012

Vai começar a festa MARCIO FERNANDES/AGÊNCIA ESTADO

Em ano de recordes, Salão de São Paulo abre as portas com grandes novidades

Evento começa hoje, com cerca de 500 carros expostos; 750 mil pessoas são esperadas na mostra automotiva paulista


A Chrysler lançou o esportivo GTX (Esplanada cheio de faixas pretas), a Ford (que já havia adquirido o controle da Willys) mostrou o Corcel e o Galaxie LTD. A Chevrolet apresentou o Opala, e a Volkswagen lança o sedã quatro portas 1.600, o famoso Zé do Caixão.

O décimo Salão foi marcado pela crise do petróleo, e os compactos começam a ganhar terreno. Mostra recorde em público, esse salão marcou a presença da italiana Fiat em solo brasileiro. Chegava ao mercado naquele ano o Fiat 147.

1976

Também em novembro, e desta vez, com a presença de outro presidente, Ernesto Geisel, foi aberto no dia 22 o nono Salão do Automóvel. As novidades foram o Passat quatro portas, o Fuscão 1.600 e a Caravan, da Chevrolet, entre outros.

1974

O Ford Maverick fazia sua estreia. Foram 236 expositores nesta XVIII edição. O Dodginho 1.800, o Chevette, o Puma GTB, o SP-2 e o MP Lafer.

É aberto pelo presidente João Figueiredo. Um estudo de futuro mostra protótipos de automóveis projetados para o ano 2000, como o Santana Tecno II, montado com vários equipamentos eletrônicos, o Lean Machine, da GM, muito parecido com uma motocicleta, e o Probe IV, da Ford. Nada daquilo se transformou em realidade.

1984

O 12º Salão do Automóvel destaca na Volkswagen o Gol, o Voyage e a Saveiro. A Ford mostrou o sedã Del Rey, conversível, a Fiat lança a perua Panorama, derivada da família 147.

1981

A Chevrolet mostrou o Chevette com carroceria de quatro portas. A Alfa Romeo, uma versão mais sofisticada do seu modelo 2.300, o Alfa TI. A artesanal Santa Matilde, o SM 4.1 (motor de Opala 6 cilindros).

1978

A Audi mostrou o modelo 100, a Ford, a perua Explorer. A Chevrolet lançou a perua Omega Suprema. A Fiat, o Tempra, e um novo Escort foi apresentado pela Ford.

1992

A Peugeot lança o 206. A Fiat mostra o Brava e o Marea SX. A Toyota lança o Corolla, e a Chevrolet, o Astra.

A Fiat trouxe a nova família do Palio, os carros ganharam os motores Fire em toda a linha, inclusive nas versões 1.0. A Chevrolet mostrou o Jipe Tracker e o Celta Spyder.

2000

1998 Um ano repleto de lançamentos. O décimo sexto Salão marcou um novo tempo na indústria brasileira. A Ferrari F-40 e o Alfa Romeo 164, da Fiat, são apenas alguns destaques.

Os lançamentos mais importantes foram o Corsa Wagon, o Palio Weekend e o compacto e controvertido Ford Ka.Os utilitários-esportivos aparecem. A Chrysler mostra a Cherokee, e a Honda traz o CR-V.

1990

1996

O décimo quinto Salão chega com as novidades eletrônicas dos automóveis produzidos aqui. O Gol GTI, da VW e o Monza EFI, ambos com injeção eletrônica de combustível, são exemplos. Parati com motor 1.8 e Bonanza, da Chevrolet, são destaques.

Passou a fazer parte do calendário oficial da Oica, circuito internacional de grandes eventos do setor,no mesmo patamar de outros salões pelo mundo, como: Detroit, Tóquio, Paris, entre outros.

2008

O estande da Chevrolet mostrou o protótipo Journey no 22º Salão do Automóvel. As linhas se caracterizam em um crossover, nova categoria de automóvel na época e hoje uma realidade. Também o Astra quatro portas, Astra GSi e o Meriva, lançado naquele ano. Na Fiat, as estrelas foram o Stilo e o novo motor 1.3 Fire. A VW, com o Polo, começa a renovar sua linha de produtos no Brasil. O Ecosport, da Ford, é o principal modelo do salão naquele ano.

Os automóveis de motor 1.0 introduzidos no país, em 1993, continuavam a ganhar mercado. O Gol 1.0 Plus, da Volks, o Fiesta 1.0, da Ford e o Vivio, popular japonês da Subaru, são exemplos. O luxo também destaca a edição: Jaguar XJ220, Ferrari 512 M e o Porsche 911 brilham em São Paulo.

1988

Uma divergência entre a Anfavea e a Alcântara Machado inviabilizou a participação da Anfavea nesta edição. O décimo quarto Salão contou com 59 veículos importados. Norte-americanos, japoneses, alemães, ingleses, italianos e franceses ocupando a área nobre do Anhembi.

1986

RAIMUNDO COUTO

2002

1994

A edição de 2010 do Salão comemorou 50 anos, ano em que o piloto brasileiro Ayrton Senna também completaria 50 anos. A propósito, o Instituto Ayrton Senna ocupou espaço de destaque na área do salão desse ano, com ações de divulgação do trabalho que a entidade realiza.

2010

A Fiat mostrou novidades que se resumiram no Stilo Schumacher e no Doblò Adventure Estrada Real. O Corvette em nova geração atraiu o público para o estande da Chevrolet. Ao lado dele, a picape conversível SSR.O principal destaque do ano foi o CrossFox.

2004

Salão do Automóvel SP 2012

1968

O quinto Salão do Automóvel foi aberto pelo então presidente Castelo Branco. A mostra foi marcada pelo lançamento dos modelos de luxo: o Itamaraty Executivo e o Ford Galaxie.

1966

Era a quarta edição da mostra paulista, e a indústria brasileira celebrava a produção de 1 milhão de unidades.

1964

Foi a partir desse ano que o salão passou a ser editado de dois em dois anos. O III Salão do Automóvel de São Paulo teve como estrela o DKW Fissore.

1962

No ano seguinte, o II Salão do Automóvel destacou o primeiro esportivo produzido no país, o Willys Interlagos, o Simca Chambord e o VW sedã.

1972

A Chrysler mostrou o Dodge Charger com motor V-8 de 205 cv. A Alfa Romeo 2150 da FNM, o Corcel GT, o Galaxie Landau, da Ford, o Karmann-Ghia TC, o sedã TL, e a Volkswagen, a perua Variant.

No dia 25 de novembro, abriram-se as portas do primeiro Salão do Automóvel, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, reunindo 12 empresas produtoras de veículos do país e fabricantes de peças e componentes.

1961

1970

1960

Ano a ano, os principais destaques de todos os salões

A EVOLUÇÃO DA ESPÉCIE

2 BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012


SALÃO DO AUTOMÓVEL/DIVULGAÇÃO

Garbo e elegância desfilam em São Paulo ¬ RAIMUNDO COUTO ¬ SÃOPAULO. Momento dos mais es-

perados por todos aqueles que nutrem uma verdadeira paixão pelo tema “automóvel”, o Salão de São Paulo é aguardado, ansiosamente, a cada dois anos. Uma visita aos estandes alimenta os sonhos, cria desejo e aguça ainda mais a vontade de seguir acompanhando tudo o que acontece no acelerado universo das quatro rodas. Um verdadeiro programa, preparado com antecedência, e que, na grande maioria das vezes, envolve um longo planejamento, em que família e amigos são partes integrantes. E quem for à capital paulista nesta ocasião não vai se decepcionar. Um show de novidades como há muito tempo não se vê estará exposto para o deleite dos visitantes. Automóveis caros, pequenos, médios, grandes, conceituais, carros dos sonhos e outros tantos possíveis, todos estarão no gigantesco pavilhão do Parque de Exposições do Anhembi. Se o nosso salão ainda está muito longe do que

se vê nas mostras europeias, prin- sua tecnologia de ponta, sempre cipalmente na Suíça, em Gene- destacada na vanguarda de seus bra, ou em Frankfurt, na Alema- automóveis. Estamos logo atrás nha, e Paris, na França, onde são desse verdadeiro “Dream Team”. muitos os pavilhões, e todos eles E quem poderia imaginar que o lotados, de inovações, estamos Brasil, com sua indústria ainda joevoluindo e amadurecendo a ca- vem, perante os decanos do Velho da temporada. Continente, com praticamente Há dois anos, noticiávamos metade do tempo de produção de aqui, na abertura do Especial Sa- veículos, pudesse se destacar com lão do Automóvel daque- tanto brilho no cenário mundial? le ano, que a indústria brasileira atingira a TÚNEL DO TEMPO. Para honrosa quarta colochegar até cação em participaaqui, muita ção de mercado água passou comparada aos por debaixo da principais centros ponte. Nada mundiais. Hoje, acontece impunefoi o ano podemos novamente, e se o suem que o evento mente confircesso da mostra paulistano passou mar a mesma paulista hoje está a ser bienal. posição no solidificado, o comeranking, que conço foi de percalços. ta com a liderança da Por isto, para contar gigante China, acompanhada peessa história, devemos los Estados Unidos, onde a histó- viajar no tempo e nos remeter ao ria da motorização no mundo te- longínquo ano de 1959, exatos ve início, e também pelo Japão, três anos depois da implantação país desenvolvido, sobretudo, por do Grupo Executivo da Indústria

1964

Automobilística (Geia), quando os primeiros passos que levariam à consolidação da produção de automóveis no Brasil já se mostravam definitivos. A Volkswagen inaugurou sua primeira planta industrial no Brasil naquele ano (no dia 18 de novembro) e iniciou, simultaneamente, a fabricação da Kombi, que, até hoje, está sendo montada em São Bernardo do Campo (SP). Os carros importados ainda eram a grande maioria nas ruas do país, mas uma nítida mudança de cultura começava a se processar na cabeça dos consumidores brasileiros. Tínhamos nossa indústria, que, apesar de apenas montar os veículos com peças 100% importadas, levavam o carimbo “made in Brazil”. Com o objetivo de valorizar a nova fase industrial que experimentávamos, um grupo de empreendedores se reuniu e começou a planejar a primeira mostra de automóveis realizado por aqui. Nascia, assim, o primeiro Salão do Automóvel de São Paulo. Pouco antes de a inauguração da fábri-

3 Apresentação

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

6 a Valioso O Salão do Automóvel de São Paulo é considerado o maior da América Latina e um dos cinco mais importantes do mundo

ca da Volkswagen completar seu primeiro ano, em 1960, a Alcântra Machado Feiras e Negócios, empresa até hoje responsável pela mostra, com o patrocínio da extinta Abrave, hoje, Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foi realizado o primeiro Salão do Automóvel no Brasil, que aconteceu entre os meses de novembro e dezembro e durou 16 dias. SUCESSO. A primeira edição foi rea-

lizada no pavilhão da Indústria e Comércio do Parque Ibirapuera e recebeu um público de 400 mil pessoas. O primeiro Salão de São Paulo reuniu as 12 montadoras existentes na época (Willys Overland, DKW-Vemag, General Motors, Ford, FNM, Simca, Volkswagen, Toyota, Romi-Isetta, International Harvester, Scania Vabis, Mercedes Benz) e uma centena de fabricantes de autopeças e acessórios. O primeiro passo era dado. E, hoje, 52 anos depois, somos o quarto maior mercado em automóveis do mundo.


Apresentação

4

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Receita de sucesso infalível no Anhembi

¬ RAIMUNDO COUTO ¬ Como uma receita de bolo ou

delo mais bonita da mostra, o resultado seria apertado, de tantas e tão belas moças que fazem moldura para os lançamentos.

doce caseiro, a mistura sempre funciona: muitos carros nos estandes e belas mulheres circulando. Essa é a fórmula quase infalível de NOVIDADES. Mas quem for visitar o todo salão automotivo salão verá também carros verdaque se preze. E, em deiramente novos, não apeSão Paulo, não é difenas modelos rente. O Brasil é prique ganharam vilegiado no quesiuma “puxada” to beleza feminina ali, outra acolá. e, diferentemente Projetos 100% montadoras de outras mosinéditos mostram estão confirmadas para tras mundo afoo grau de imporo Salão do Automóvel de ra, aqui, não é tância que as monSão Paulo, que abre suas preciso sair tadoras estrangeiportas ao público hoje. procurando ras creditam ao nospor belas moso mercado. delos nos estandes. Apenas para citar A cada esquina denalguns exemplos, a tro do Pavilhão do Anhembi, é pos- Hyundai conta com estande amsível escolher, entre loiras, more- plo para desvendar ao público tonas e negras, qual a “máquina” dos os detalhes de seu HB20, commais bela da exposição. Se fosse pacto inteiramente voltado ao perrealizada uma eleição para apu- fil de nosso consumidor. O Etios, rar em qual estande desfila a mo- da Toyota também causará impac-

49

to no espaço reservado à montadora número 1 do mundo. Recémlançado, o pequeno chega em dose dupla com duas opções de carroceria, hatchback e sedã. Essas são apenas algumas das boas novas que desfilarão pela capital paulista. O EcoSport estará lá, inteiramente renovado, e será, sem dúvida, a estrela da Ford. Melhor, bonito e avançado tecnologicamente, o crossover que escreveu uma nova história na vida da montadora do oval azul tem de tudo para seguir sua trajetória de sucesso. DESTAQUES. A italiana Fiat, líder do

mercado brasileiro há dez anos, como sempre, reserva um dos maiores espaços dentro do Anhembi para apresentar seus belos modelos, literalmente, com lindas e gentis recepcionistas recebendo os convidados. Depois de sucessivos anos com lançamentos inéditos (Bravo, Novo Uno e Novo

Palio), os italianos apresentarão do citado Up!. Não custa lembrar no Salão de São Paulo algumas que, neste ano, a mostra paulistaboas novidades em sua linha, com na será uma das mais emblemátidestaque para o pequeno e char- cas. Afinal, a indústria que movimoso Fiat 500 Cabrio e também menta grande parte do Produto Inpara o Novo Punto, que recebeu terno Bruto (PIB) estará prestes a recentemente modificações que o encerrar a temporada com recordeixaram ainda des de produção e vendas intermais contemporânas de veículos. Coisa neo. de gente grande, cerA Volkswaca de 3,8 milhões gen, que aguarde unidades. da 2013 para revolucionar o INTERNET. Todas as automóveis segmento dos informações e os deserão expostos nos mais compactos talhes como preços, de 150 estandes do com o lançahorários e pacotes já Parque de Exposições do mento do estão disponíveis no Anhembi com 85 mil m². Up!, desta www.salaodoautomovez, terá o vel.com.br. Arrume as Novo Gol duas malas e faça parte do portas e seus memmaior evento voltado pabros como atração, que farão com- ra o setor na América Latina. Muipanhia para Tiguan, Touareg, Pas- tos outros lançamentos acontecesat e Jetta. Uma grande surpresa rão neste evento, e; nas próximas será a exibição no estande da VW páginas, o leitor vai ficar por dende uma versão-conceito inédita tro de tudo.

500

SALÃO DO AUTOMÓVEL/DIVULGAÇÃO


Que comece o passeio pelo incrível mundo dos carros ¬ RAIMUNDO COUTO ¬ Há exatos dois anos, cerca de

700 mil pessoas visitaram o Salão do Automóvel de São Paulo, passando pelos quase 150 estandes montados para exibir carros dos sonhos, lançamentos e também muitos protótipos que sugerem formas e tecnologia de como poderão ser os carros em um futuro próximo. Na 27ª edição do evento, certo é que os visitantes devem sair do Salão de São Paulo muito mais satisfeitos neste ano, porque a mostra paulistana está muito mais rica em novidades automobilísticas. Um exemplo disso será visto no estande da japonesa Honda, que traz dois dos modelos que foram modificados nesta temporada. Falamos do sedã Civic e do utilitário-esportivo CRV. O primeiro ficou mais imponente e com visual menos esportivo. Parece que a carroceria ganhou corpo, e o carro, mais valor agregado em forma de status. Um pecado original que, se não condenou, maculou a imagem do primeiro New Civic, que foi corrigido nessa fornada. O minúsculo porta-malas foi aumentado e, agora, faz jus ao porte do automóvel. Já o CRV, que vinha bem nas vendas, passou por alteração significativa, principalmente na parte traseira. Mais bonito e contemporâneo, o modelo teve mudanças visuais que foram reconhecidas nas ruas pelo bom gosto e a harmonia. Ainda em nossa viagem pelo Oriente, vamos para a China, para contar como será a performance desses que, hoje, lideram a produção mundial de automóveis. Se a invasão chinesa tão temida pela concorrência está longe de acontecer, não se pode dizer que os carros vindos daquele país têm decepcionado de todo o mercado brasileiro. A bem da verdade, são apenas duas as marcas que, de fato, estão investindo e demonstrando inte-

resse em nosso território, com tanto espaço para crescer. São elas a Chery e a JAC Motors. Na edição passada do salão, há dois anos, a JAC, representada no país pelo empresário Sérgio Habib, montou um estande imponente e apresentou alguns dos modelos que seriam comercializados no Brasil. Com data marcada para abrir simultaneamente 40 revendas e com discurso sempre na ponta da língua, os planos ambiciosos do bem-sucedido empresário foram arrefecidos pela imposição do go-

verno quando este altrial na Bahia, o que terou a alíquota sofoi confirmado bre os carros imapós o anúncio portados. Se não do governo fedeinviabilizou a operal sobre o novo ração, abalou a regime automotimil pessoas estratégia. A sovo brasileiro, que visitaram o último Salão lução para não vai incentivar, com do Automóvel de São perder o fôlea redução de imposPaulo, realizado em 2010 tos, as montadoras go, já empreendido estrangeiras que investirem em pesquidesde o lançamensas e desenvolvimento to da marca, foi o anúncio de construção de planta indus- de tecnologias no Brasil. Da mesma forma, a Chery, primeira chi-

700

SALÃO DO AUTOMÓVEL/DIVULGAÇÃO

5 Apresentação

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

nesa com estrutura logística a desembarcar por aqui, também segue engatinhando em relação à produção brasileira. Mas, mesmo assim, comparada à JAC, está mais adiantada, e, pelo menos, a terraplanagem do terreno em Jacareí (SP) teve início. As vendas dos carros chineses estão meio estagnadas, mas, mesmo assim, essas duas grandes fabricantes lá da China estarão em São Paulo. A JAC terá como estrela o pequeno J2, compacto de visual agradável e que deverá ter interessante custo-benefício. A Chery deverá seguir a mesma trilha, com seu compacto S18. POTENCIAL. A viagem para a capital

Público. A cada dois anos, o evento atrai uma multidão de aficionados por carros no país

paulista para visitar o Salão do Automóvel poderá ser aproveitada de várias formas, tantas são as atrações oferecidas na maior e mais rica cidade brasileira. Mas quem for até o Anhembi tomará um verdadeiro “banho” de cultura automobilística. O salão vai muito além. Estamos cotados no âmbito internacional como nunca. Se não somos a bola da vez em vanguarda tecnológica, temos potencial em demanda reprimida que nos coloca em posição privilegiada quando o assunto é o mercado de automóveis. Atentas a esse público, as montadoras estão investindo cada vez mais em novos e modernos projetos. E não há oportunidade melhor de exibir ao fanático consumidor brasileiro, de uma vez só, em um único espaço, atrações de encher os olhos. Seduzir para encantar. É esse o grande mote dos organizadores da mostra automotiva em São Paulo. Mais do que um chavão na busca de atrair a atenção nestes dias à capital paulista, pesquisas de opinião, enquetes e muitas promoções deixam a temporada em que acontece o evento ainda mais interativa. Mas nunca se esquecendo de que o show é do automóvel.


Ford

6

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Marca do oval azul exibe produtos globais em SP

¬ FELIPE BOUTROS ¬ Projetos globais representam custos

lão, o Evo, que apareceu pela primeira vez no Salão de Frankfurt do ano passamenores de desenvolvimento e produ- do e deixou claro qual seria a linha de ção, e essa foi a estratégia que fez com design que a Ford iria seguir. que a Ford fosse a única montadora Outras atrações exibidas pela monnorte-americana que n ã o tadora em seu estande no evento são a precisou de ajuda do goversão do EcoSport com câmbio Powerverno dos EUA para suShift e tração integral 4WD e perar a crise no fim da a nova geração do médio década passada, que Focus – com carroceria abalou GM e Chryssedã –, que deverá desemler. E, no Salão de barcar por aqui até 2015. São Paulo deste Os fãs de esportivos podecavalos ano, as grandes rão conhecer o Ford Fiesta de potência tem o motor atrações da marST Concept, com motor 1.6 2.0 EcoBoost que equipa ca são dois modeEcoBoost de 180 cv, que aceleo novo Fusion los que fazem sura de 0 a 100 km/h em menos cesso na Europa de 7 s e chega à velocidade máe nos EUA e chegam xima de mais de 220 km/h. Deao Brasil com boas perssenvolvido pela divisão RS da pectivas de mercado e aceitação do pú- Ford, o hatch, de alta performance, blico. tem chassi modificado, sistema de conUm deles é uma estreia mundial, o trole de torque vetorial e controle eleNew Fiesta sedã, com novo visual, o trônico de estabilidade com três modos mesmo da versão hatch do modelo, de ajuste. Um Mustang Boss 302 tamapresentada há menos de um mês no bém promete cativar os olhares dos visiSalão de Paris, e que, de acordo com tantes (veja mais sobre o modelo na páinformações da marca, contou com a gina 22). colaboração de brasileiros no desenvolvimento. A Ford também confirmou LINHA. A Ford exibe, ainda, o restante da que as duas versões – hatch e sedã – sua linha, como a nova Ranger, lançada não serão mais importadas do México neste ano e que conta com o motor diepara serem produzidas aqui, embora sel mais potente da categoria, o 3.2 de ainda não tenham definido um prazo cinco cilindros, com 200 cv, além da oppara isso. ção do motor 2.5 flex, com 173 cv de Outro destaque é o novo Fusion, lan- potência quando abastecido com etaçado para o mercado brasileiro na se- nol. Também está exposto o Edge. mana passada e que chegará às concessionárias da marca em dezembro (com PRÊMIO. Durante o salão, a Ford promopreço de R$ 112.990), na versão Tita- ve a exposição dos dez projetos finalisnium AWD e com motor 2.0 EcoBoost, tas do 2º Concurso Ford de Talentos do que, com o uso de turbocompressor e a Design, que vai dar um Ford Ka ao criainjeção direta de combustível, desen- dor do melhor projeto para o EcoSport volve 240 cv de potência e promete bai- 2022, além de outros prêmios. O vencexo consumo de combustível. dor será escolhido por um júri de espeO conceito que serviu de inspiração cialistas, e haverá também um ganhapara o novo Fusion também está no sa- dor eleito pelo voto popular.

FOTOS2 LIKE PHOTO STUDIO / DIVULGAÇÃO

240

SERVIÇO

Reestilizado. Estreia mundial em São Paulo, New Fiesta sedã ganhou a mesma cara da versão hatch

Luxo. Fusion foi lançado na semana passada e promete ser concorrente de peso entre os médios-grandes

PAVILHÃO DE EXPOSIÇÕES DO ANHEMBI Av. Olavo Fontoura, 1.209 - Santana São Paulo/SP (11) 2226-0400 www.anhembi.com.br

INGRESSOS NA BILHETERIA DO ANHEMBI Adulto inteira

Adulto inteira

R$ 45

R$ 55

primeiro dia

dias da semana/fins de semana

(24/10)

COMO CHEGAR

TÁXI COMUM (VALORES APROXIMADOS) Aeroporto de Congonhas - Pavilhão do Anhembi Aeroporto de Guarulhos - Pavilhão do Anhembi

Adulto inteira

R$ 55 R$ 90

TRANSPORTE GRATUITO O visitante/comprador tem à sua disposição o serviço de transporte gratuito, com ônibus circulares durante a realização do evento partindo dos terminais rodoviários Tietê e Barra Funda. Os embarques terão início uma hora antes da abertura até uma hora após o fechamento da feira.

ESTACIONAMENTO

Pavilhão de Exposições do Anhembi. Localizado na Av. Olavo Fontoura com 7.000 vagas disponíveis. CUSTO POR VEÍCULO Automóveis / Vans Moto

R$ 30 R$ 20

R$ 80 feriado

(2/11)

Meia-entrada Estudantes, crianças de 5 até 12 anos, aposentados, idosos de 60 até 65 anos e professores da rede pública estadual de ensino têm direito à meia-entrada. Entrada gratuita: maiores de 65 anos e crianças com até 5 anos.

APLICATIVO MOBILE

Baixando o aplicativo disponível para iPhone e Android, o visitante pode visualizar a lista de expositores, navegar pelos showrooms de produtos, acompanhar atrações, traçar rotas e outros serviços.


Italiano sem capota e grandão ianque ¬ IGOR VEIGA ¬ Além de praticamente toda a

sua linha de veículos, a Fiat reservou a versão cabriolet do 500 como a grande atração da marca italiana no Salão do Automóvel de São Paulo. O Fiat 500C traz um teto de lona, que pode ser recolhido automaticamente em três estágios, na parte traseira do carro, por comando elétrico. A capota pode ser totalmente fechada, aberta

parcialmente – só para os ocupantes da frente – e completamente aberta. A primeira fase de abertura pode ser feita com o carro a até 100 km/h. Já para a total, a velocidade máxima é de 80 km/h. O charmoso modelo italiano, importado do México, será oferecido na rede de concessionárias da Fiat no Brasil apenas com acabamento Lounge, motor 1.4 16V Multiair, de 105 cv, à gasolina, câmbio automático de seis mar-

chas, ao preço aproximado de R$ 60 mil. DURANGO. Para a maior mostra au-

tomotiva da América Latina, a Chrysler, irmã ianque da Fiat, resolveu mostrar e também fazer o lançamento no país do Dodge Durango. Irmão do Jeep Grand Cherokee, o novo utilitário-esportivo, ainda sem preço oficial divulgado, deverá custar por volta de

2 LIKE PHOTO STUDIO / DIVULGAÇÃO

Estreia. Versão conversível do subcompacto da marca italiana será oficialmente lançada no salão

105 cavalos é a potência do motor 1.4 Multiair que equipa o Fiat 500 Cabrio

R$ 140 mil, abaixo da Grand Cherokee, para disputar mercado com rivais como Hyundai Veracruz, Hilux SW4 e Mitsubishi Pajero Dakar, que têm preços e porte semelhantes. Antes dessa última geração, o Dodge Durango derivava da extinta picape Dakota. Por debaixo do capô, o SUV carrega o mesmo motor que equipa o Grand Cherokee e o 300C: o Pentastar 3.6 V6, com 286 cv de potência. O

7 Fiat-Chrysler

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

câmbio é automático de cinco marchas. O Durango tem tração integral permanente (4x4) e suspensão independente nas quatro rodas. O grandalhão da Chrysler traz de série: ar-condicionado de três zonas, bancos com ajustes elétricos, ventilação e aquecimento, câmera de ré e sistema multimídia MyGIG, com visor de LCD de 6,5 polegadas no painel e disco rígido de 30 GB. DODGE/DIVUGAÇÃO

Destaque. Dodge Durango está entre as maiores novidades da Chrysler para a mostra automotiva


Chevrolet

8

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Chevrolet comemora a sua grande virada

80 cavalos de potência tem o novo motor 1.0 da Chevrolet que equipará o Onix

FOTOS CHEVROLET/DIVULGAÇÃO

Relevante. Executivos da montadora norte-americana classificam o Onix como um dos lançamentos mais importantes da montadora nos últimos 20 anos dentro do mercado brasileiro de automóveis

¬ FELIPE BOUTROS ¬ O Salão de São Paulo 2012 é a cereja do

bolo para a Chevrolet, que apresenta em seu estande o Onix, modelo que colocará a montadora da gravatinha dourada em evidência no segmento dos compactos. Lançado oficialmente no último dia 21, o modelo terá preços que partem de R$ 29.990, já com airbag frontal duplo e freios ABS com EBD (distribuidor eletrônico de frenagem). A missão do Onix é dura: ele irá encarar concorrentes consagrados, como VW Gol e Fiat Palio, além dos novatos Hyundai HB 20 e Toyota Etios. O novo compacto chegará ao mercado com duas opções de motores, 1.0 e 1.4, que, de acordo com a General Motors, são novos e receberam a denominação Smart Performance Economy (SPE), uma evolução do Econo.Flex. Eles rendem 80 cv e 106 cv, respectivamente, quando abastecidos com etanol. Diferencial em relação aos con-

correntes será a oferta do câmbio automático de seis marchas, além do manual de cinco. A marca espera vender 12 mil unidades do Onix até o fim deste ano. PESO-PESADO.

Outra atração marcante da Chevrolet na mostra paulista é o utilitárioesportivo TrailBlazer, derivado da nova S10. O SUV chega às lojas a partir de novembro e, ao contrário do seu antecessor, que virou o modelo predileto das polícias, foca o luxo concorrendo com as versões top do Toyota Hilux SW4 e do novo Dodge Durango. O preço ainda não está definido, mas deve ficar na casa dos R$ 120 mil. O TrailBlazer terá capacidade para sete ocupantes e, como destaque, o acabamento luxuoso, que segue o novo padrão da marca norte-americana. Dentre os equipamentos de série, há controles eletrônicos de estabilidade e de tração, freios ABS e assistente de saída em ladeiras.

SUV. A TrailBlazer chegará ao mercado em novembro, mas a GM não revelou mais detalhes do modelo

2 Outras atrações

Completa. A Chevrolet também tem como atrações no motor show outros modelos de sua linha. O hatch Agile ganha a nova geração do câmbio automatizado Easytronic, chamada pela GM de Gen II, desenvolvida em parceria com a Magneti Marelli, que também fornece esse componente para a Volkswagen (I-Motion) e a Fiat (Dualogic). Fãs de sertanejo vão vibrar com o Camaro amarelo, exposto em sua versão mais poderosa, a ZL1 Carbon Concept. Esperado em breve no país, o novo Malibu faz sua primeira exibição por aqui.


Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

9

2 LIKE PHOTO STUDIO / DIVULGAÇÃO

¬ IGOR VEIGA ¬ Segunda maior marca de automóveis no Brasil, logo atrás da Fiat, até ontem, a Volkswagen ainda guardava segredo sobre qual seria a maior atração da marca alemã no Pavilhão de Exposições do Parque Anhembi, em São Paulo. Contando com a presença do presidente mundial do grupo Volkswagen, Martin Winterkorn, pela primeira vez na história, a montadora organizou uma prévia

do Salão de São Paulo, exclusiva para os jornalistas, inclusive estrangeiros. É o chamado Volkswagen Group Night, evento já promovido há vários anos em outros grandes salões automotivos, como o de Frankfurt, na Alemanha, e o de Paris, na França. Durante a prévia, realizada na noite do último domingo, a fabricante revelou a inédita versão conceitual de crossover baseada no compacto Up!, que deve ser o

grande destaque da Volks em seu estande no auto show brasileiro. Além disso, os visitantes do salão também poderão conferir de perto o Up!, lançado no ano passado na Europa e que também será vendido e fabricado no Brasil, a partir de 2014, para concorrer com Gol e Palio. Outra novidade da marca foi o lançamento, finalmente, da versão duas portas do Novo Gol, cerca de R$ 1.300 mais barata que a versão quatro portas.

Volkswagen

De novo popular a conceito de crossover 2 Fusca de bacana

New Beetle. Outro destaque da Volkswagen no salão será a nova geração do Beetle, que, por aqui, passará a ser chamado de Fusca. Para a mostra automotiva, a marca alemã reservou a versão “nervosa” do modelo, com motor 2.0 turbinado, de 200 cv de potência e câmbio DSG de dupla embreagem. Com visual muito mais agressivo do que o antigo Beetle, o carrinho, importado da Alemanha, terá seu preço anunciado durante o evento na capital paulista. VOLKSWAGEN/DIVULGAÇÃO

VOLKSWAGEN/DIVULGAÇÃO

2 Picape aventureira

Protótipo. Taigun é a surpresa da Volks para o salão; SUV compacto pode vir a ser produzido em série futuramente

Amarok Canyon. A versão aventureira da picape média da Volkswagen também promete atrair olhares em São Paulo. Trata-se de um protótipo do modelo, que foi mostrado pela primeira vez no Salão de Genebra, na Suíça, em abril deste ano, configurado com acessórios e um visual especificamente para a prática da canoagem. Destaque para os faróis auxiliares montados sobre o teto e os estribos laterais, acionados eletricamente, que facilitam a entrada e a saída do veículo.


10

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Minientrevista

Bate-papo

Minientrevista

G

G

Cledorvino Belini

Ricardo Strunz

Presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea)

Diretor da Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos (Abeiva)

“Nosso salão está consolidado como o maior da América Latina” Qual a situação do Salão de São Paulo em comparação aos principais salões automotivos estrangeiros? O Salão Internacional do Automóvel de São Paulo completa 27 edições neste ano e está consolidado como o maior evento do gênero da América Latina. E, em termos de expositores, veículos, público e imprensa, pode ser situado entre os seis maiores autoshows do mundo. Desde sua primeira edição, em 1960, ao início da implantação da indústria automobilística no Brasil, nosso salão vem em contínuo acompanhamento e espelho da nossa indústria automobilística e da mundial também. Em relação às medidas do novo regime automotivo brasileiro (Inovar Auto) para o período 2013-2017, quais serão os principais benefícios para fabricantes e consumidores? O programa Inovar-Auto impactará positivamente nos produtos e na produção automotiva no país, inclusive com o

desenvolvimento de componentes de alta tecnologia e de eletrônica embarcada, buscando também maiores possibilidades para os veículos nacionais no mercado internacional. O programa significará o compromisso das empresas e do setor para o fortalecimento da cadeia automotiva, através de mais investimentos e a incorporação de tecnologias, por exemplo. No âmbito da Anfavea, a expectativa é de adesão das empresas ao programa. Com o foco em inovação e engenharia, o consumidor será beneficiado com veículos mais tecnológicos e de menor consumo. Que lições a indústria brasileira pode tirar da atual crise econômica europeia? Saímos bem da crise de 2008, e, agora, também estamos indo bem. O essencial é promover o mercado interno e dar renovada musculatura à nossa indústria para que ela possa concorrer em pé de igualdade com os demais centros de produção automotiva.

“O Brasil e seu atual bom momento, por si só, é a grande atração” Qual a importância do Salão de São Paulo para as 29 marcas de importados associadas à Abeiva? O Salão do Automóvel de São Paulo é uma ótima oportunidade para que os representantes das montadoras apresentem ao consumidor brasileiro suas novidades que ainda não chegaram ao país. Além disso, o Brasil e seu atual bom momento, por si só, é a grande atração quando falamos do evento. Existe um perfil para o consumidor brasileiro de carros importados? São basicamente três perfis. Numa primeira categoria, estão modelos mais competitivos com faixa de preço próxima a dos carros nacionais. Em um bloco intermediário, estão os automóveis voltados para a classe média, que preferem os fora de estrada e SUVs de padrão superior. E, no topo da lista, estão os consumidores de modelos de alto luxo, que são exclusivos para pessoas da classe A, de alta renda.

Como ficará a entrada de novas marcas de importados no país com o novo regime automotivo brasileiro (Inovar Auto)? O novo regime restringe a expansão dos negócios dos nossos associados e de outras marcas que queiram se instalarem no Brasil. Para as empresas, houve limitações como o mecanismo de cotas. Para quem apenas importa, terá que pagar um Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) muito maior. Em setembro, as vendas de importados no país sofreu queda de 24,5%. O que contribuiu para esse desempenho negativo? Dois fatores foram fundamentais. Em primeiro lugar, o aumento de 30 pontos percentuais no IPI para carros de marcas sem fábrica no país, que entrou em vigor em dezembro do ano passado e que continua até o fim desse ano. Outro fator foi a variação cambial, que também prejudicou as vendas.


BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Salão do Automóvel SP 2012

11


Franceses

12

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Peugeot e Citroën têm vitrine de luxo

¬ FELIPE BOUTROS ¬ Os franceses da Peugeot e da

Citroën – ambas sob o guarda-chuva da holding PSA – apostaram no Salão de São Paulo deste ano como uma vitrine de luxo. A marca do leão tem como destaque entre os seus produtos o 208, compacto premium que será produzido aqui e estreará no mercado em 2013. Ele será posicionado acima do 207, que continuará à venda em um segmento inferior, o de entra-

da. O 208 será equipado com os mesmos motores que hoje equipam o Citroën C3, já que ambos dividem a mesma plataforma: 1.5 (93 cv com etanol) e 1.6 Flex Start (sem tanquinho e com 122 cv) e câmbio manual de cinco marchas e automático de quatro velocidades, ambos flex. O compacto premium terá como trunfo um pacote de itens de série recheado. Uma série limitada de 208 unidades, chamada de Premier, che-

gará um mês antes do lançamento. A versão GTi deverá vir importada em 2014, equipada com motor THP de 200 cv. PREMIUM. Já

a Citroën aproveita o motor show para exibir mais dois modelos de sua sofisticada linha DS. O primeiro a chegar foi o DS3, e, agora, a marca do duplo chevron exibe na capital paulista os modelos DS4 e DS5, que serão comercializados no país no início

de 2013. Os dois carros têm dimensões parecidas com seus equivalentes “comuns”, C4 e C5. O DS4 é um hatch de quatro portas, mas que disfarça as traseiras embutindo as maçanetas na coluna C. O motor é o 1.6 THP, onipresente na PSA, com 165 cv de potência. Já o DS5, top na linha, é maior (4,52m contra 4,27) e mais sofisticado, com soluções tecnológicas típicas da marca,

20 anos e oito meses é o tempo de atividade da Peugeot no Brasil

que, se não está inovando tanto no desenho dos carros, investe em detalhes praticamente exclusivos. O propulsor do DS5? Sim, o mesmo THP, também com 165 cavalos. A Citroën ainda exibe em seu espaço no motor show a versão Racing do DS3, com 200 cv de potência, mas que não virá para o Brasil, e o conceito Survolt (veja mais sobre o protótipo na página 22).

FOTOS 2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

Em breve. Peugeot 208 será produzido em Porto Real (RJ) e chegará ao mercado no ano que vem

Tecnologia. Citroën continua investindo em sua imagem de marca premium que conquistou no Brasil


Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

13

¬ FELIPE BOUTROS ¬ A Renault apresenta suas novi-

dades no Salão de São Paulo ao mesmo tempo em que comemora seu melhor momento da história no país, registrando 36,2% de crescimento em relação a 2011, comparando-se os períodos de janeiro a setembro, de acordo com informações da própria empresa. E a grande estrela no estande francês é o “novo” Clio. O compacto ganhou mudanças principalmente na frente, com novos para-choque, faróis e grade, para tentar assumir a nova identidade visual da marca e se aproximar do Clio vendido na Europa, que está duas gerações à frente do nosso. O motor é 1.0 flex de 80 cv com etanol e a Renault garante que ele será o mais econômico da categoria. Ainda não há preço definido, e o lançamento oficial será apenas na primeira quinzena de novembro. Um diferencial do compacto em relação aos concorrentes – Chevrolet Celta, VW Gol G4, Ford Ka e Fiat Palio Fire – é o sistema multimídia opcional (R$ 500) MediaNav, que agrega som, telefonia e navegação por GPS.

Renault

Economia e esportividade são destaque dos franceses 6 a

Outro modelo que promete chamar a atenção é a versão esportiva do sedã médio Fluence, batizada de GT. Esse é o primeiro carro da montadora no Brasil com motor turbo (2.0 16V) e que leva a grife “Renault Sport”. Com 180 cv de potência e torque máximo de 30,6 kgfm – quase 80% da força já é disponível a partir de 1.500 rpm –, o Fluence GT acelera de 0 a 100 km/h em 8 s e alcança a velocidade máxima de 220 km/h. O sedã também não tem preço definido.

carbono em sua construção e propulsor diesel de 1.6 l biturbo de 160 cv. Além desses modelos, entre as atrações no estande da Renault estão show de ilusionismo, dois simuladores de Fórmula 1 e a exposição simultânea de um

carro do modelo – o RB8, da escuderia Red Bull – e de uma réplica do Willys Interlagos. Além disso, os lutadores do UFC Anderson Silva e Rodrigo Minotauro vão interagir, no espaço do fa- bricante no Salão em dias determinados.

GRINGOS. Menos presentes no mo-

tor show brasileiro, os elétricos dão as caras na Renault, representados pelo Fluence Z.E. e o urbano Twizy, solução proposta pelos franceses para o transporte de duas pessoas, com autonomia de 100 km. A bateria pode ser totalmente carregada em três horas e meia em uma tomada de 220V. Há ainda o conceito Captur, exibido pela primeira vez no Salão de Genebra, no ano passado, aventureiro com linhas curvas, RENAULT/DIVULGAÇÃO

Melhor Motor 1.0 do Clio ganhou potência e classificação A no programa de etiquetagem do Inmetro


Japonesas

14

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Etios é a sensação da Toyota no evento

¬ RAIMUNDO COUTO ¬ Este ano acaba de forma di-

ferente para a Toyota no Brasil. Um importante passo para democratização da marca foi dado com a inauguração da planta na cidade de Sorocaba, interior paulista, de onde já saem da linha de montagem dois modelos do compacto Etios, novo carro de entrada da marca japonesa, um com carroceria hatch e outro sedã. No estande da Toyota no Salão em São Paulo, o modelo é, sem dúvida, a grande estrela da marca. Segundo os executivos da fabricante, toda a produção do modelo deste ano já foi vendida. A planta em Sorocaba conta com a capacidade instalada para pro-

dução de 70 mil unidades do novo “Toyotinha”, que chega para fazer barulho. Também no espaço dos japoneses está o Prius, primeiro automóvel híbrido do mundo a ser fabricado em série. O carro foi oficialmente apresentado e teve seu preço finalmente divulgado: R$ 120 mil. Por se tratar de um carro de nicho, para fortalecer a imagem da marca, quem recebeu de presente a chave do primeiro Prius no Brasil foi o ex-jogador Zico, hoje técnico da seleção do Iraque. Até hoje foram comercializadas 3,8 milhões de unidades do Prius, que traz um motor à combustão e outro elétrico. Inovação e juventude são agora objetivo da NISSAN/DIVULGAÇÃO

2 Nissan Extrem

Conceito. Revelado em São Paulo pelo vice-presidente sênior e chefe mundial de design da Nissan, Shiro Nakamura, o conceito Extrem é a estrela da marca japonesa na mostra brasileira. Concebido pelo Centro de Design da Nissan América (NDA), nos Estados Unidos, em parceria com designers brasileiros, e produzido no Brasil, o compacto 2+2 antecipa um novo estilo para os automóveis. Na verdade, o Extrem pode servir como referência para a Nissan construir um novo SUV compacto. Outra novidade anunciada durante o salão foi a chegada ao Brasil do sedã Altima, o modelo será importado dos Estados Unidos, a partir do ano que vem.

montadora que pretende aproximar os jovens e atrai-los para a Toyota, por isto a fabricante líder mundial em vendas no mundo está vivenciando seu momento mais importante desde que fincou raízes no Brasil, há mais de 50 anos. A maioria desse tempo, a montadora se dedicou à fabricação, em São Bernardo do Campo (SP), do utilitário Bandeirante, valente jipe que marcou sua época. Em 1998, inaugurou a segunda planta industrial, em Indaiatuba (SP), e passou a produzir o Corolla, hoje líder acumulado de vendas em sua categoria. Depois a picape Hilux, que é feita em Zárate, na Argentina, comercializada hoje no Brasil.

6 a

Futuro AToyota também trouxe para São Paulo três de seus mais recentes carros-conceitos que devem chamar a atenção do público.

TOYOTA/DIVULGAÇÃO

Segundo executivos, venda do novo modelo de entrada da Toyota vai de vento em popa

2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

MITSUBISHI/DIVULGAÇÃO

2 A volta do Si 2

Civic esportivo. Uma das gratas surpresas do Salão de São Paulo foi revelada pela Honda. A montadora japonesa aproveitou a ocasião para anunciar a ressuscitação do Civic Si. Para a frustração dos fãs, a versão esportiva do sedã da marca só chegará ao mercado em 2014. Diferente do Civic Si antigo, que era quatro portas, o novo esportivo será um cupê. O modelo terá um novo motor 2.4 16V, de 201 cv, com câmbio automático de seis marchas. A versão exposta no Salão de São Paulo é a do Civic Si norte-americano e pode sofrer alterações. A marca japonesa também anunciou, para 2015, a chegada ao Brasil de modelos Acura, a divisão de carros de luxo da Honda.

ASX de cara nova

Reestilizado. O crossover ASX será produzido na fábrica da Mitsubishi Motors, em Catalão (GO), e o projeto faz parte do plano de investimentos que a montadora realiza no Brasil. No Salão de São Paulo, a linha 2013 do ASX é um dos destaques da marca japonesa. Ela recebeu uma nova cara, mas não perdeu a identidade principal com sua frente trapezoidal. Estão por lá também: o Lancer Evolution X Carbon Series, série especial do modelo, além de outros carros como o novo Outlander GT4 e o elétrico iMiEV Evolution Pikes Peak, trazido com exclusividade para São Paulo. O carrinho foi especialmente projetado para encarar a tradicional prova de curvas sinuosas nos Estados Unidos.


Sul-coreanas

16

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Versão aventureira do HB20 é a surpresa da Hyundai FOTOS 2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

Aventura. HB20X é a segunda versão do modelo recém-lançado no país; ele traz adereços de off-road

¬ RAIMUNDO COUTO ¬ Quem espera encontrar poucas

novidades para além do HB20, novo compacto popular da Hyundai recém-lançado no Brasil, vai se surpreender com o que a montadora reservou para o Salão de São Paulo. A maior surpresa é o HB20X, a versão aventureira do novato da marca sul-coreana que chega ao mercado em 2013, tal como a versão sedã do compacto. Os três novos modelos da Hyundai serão produzidos na primeira fábrica da marca no Brasil, instalada em Piracicaba (SP). Foram investidos US$ 600

milhões na fábrica com inauguração marcada para 9 de novembro. O HB20X foi produzido com altura elevada em relação ao solo – 15,40 cm – e conta com rodas de liga leve de 15 polegadas. Assim, o veículo garante maior visibilidade e disposição para enfrentar terrenos mais acidentados. O interior tem detalhes de acabamento diferenciados, como pedaleiras esportivas, detalhes cromados nas maçanetas e no comando do ar condicionado, além da costura dupla azul no volante e nos revestimentos dos bancos. O motor do HB20X será 1.6 flex, de 128 cv, com comando

SUV. Nova geração do utilitário-esportivo Santa Fe é também um dos destaques da marca no Anhembi

6 a

Espera O Novo Santa Fe exposto no salão só deve chegar ao Brasil no ano que vem; além do visual, ele traz um novo motor V6 e câmbio também.

de válvula variável e bloco em alumínio, e a transmissão terá opção de câmbio manual ou automático. Quem também pintou no espaço da marca sul-coreana é a nova geração do Hyundai i30, que estreou no Salão de Frankfurt, no ano passado. CONCEITO.

A Hyundai apresenta, ainda, o HDN-7, também chamado de Hexa Space, um carro conceito que revoluciona a utilização do espaço interno do veículo, sendo mais um exemplo da filosofia da marca “Novas Ideias, Novas Possibilidades”. O carro tem oito assen-

tos finos em formato hexagonal que se encaixam como um quebracabeça e ampliam o espaço interno ao passo que diminuem a dimensão total do veículo. INTERATIVIDADE. Os visitantes pode-

rão registrar sua passagem pelo estande da Hyundai de duas formas. Relacionado à Copa do Mundo, há um local para tirar uma foto com o mascote da Copa de 2014. E outro para registrar uma imagem dentro do HB20. Nos dois casos, as imagens podem ser compartilhadas pelo Facebook ou enviadas por e-mail. KIA/DIVULGAÇÃO

2 Novo Cerato

No Salão do Automóvel de São Paulo, o estande da Kia Motors conta com atrações diferenciadas. A principal delas é a nova geração do sedã médio Cerato, cujo lançamento no Brasil deve acontecer apenas em fevereiro de 2013. Totalmente modificado, muito mais moderno e bem bonito, a mudança deve fazer com que o carro da Kia volte a experimentar boas vendas, como aconteceu depois da reestilização atual. Mas nem só de Cerato vive o espaço da Kia no Pavilhão do Anhembi. Por lá, também estão outras duas grandes novidades, o Sorento, que passou por uma sutil mudança para carregar visual semelhante aos modelos mais recentes da Kia, além do Quoris, conhecido também como K9,o novo e mais luxuoso sedã da marca sul-coreana. (RC)


17

JAC apresenta o J2 Chery mostra o Celer

Chinesas

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

CARLOS PUPO/AE

¬ DA REDAÇÃO ¬ Os destaques chineses

para o Salão de São Paulo pertencem às duas marcas que mais investem atualmente no mercado brasileiro: a JAC Motors e a Chery. Por parte da JAC, a nova grande aposta de vendas é o compacto J2, que tem como maior atrativo o custo-benefício. Quarto modelo da fabricante a desembarcar no Brasil, o J2 possui o motor 1.4 à gasolina, de 108 cv de potência, idêntico ao do J3, e tem preço sugerido de R$ 33,9 mil. Em versão única, o compacto vem Ausência com uma extensa Presente no mercalista de equipado brasileiro há alguns mentos de série: anos, a chinesa Lifan ar-condicionanão participou do Salão do, direção com de São Paulo 2012. assistência elétri-

6

ca, airbag duplo, freios ABS, faróis de neblina, travas, vidros e retrovisores elétricos, alarme, chave com abertura remota, travamento automático das portas a 15 km/h, sensor de obstáculos traseiro, ajuste de altura do volante e rádio/CD/ MP3 com entrada USB e seis alto-falantes. Com dimensões reduzidas (3,53 m de comprimento, 1,65 m de largura, 1,46 m de altura e 2,39 m de entreeixos), o J2 chega para competir no segmento de entrada. Outra novidade, prevista para estrear juntamente com o J2, em dezembro, é o J3 Sport, a versão esportiva do hatch da JAC. Ainda sem preço definido, o modelo utilizará motor 1.5 flex de 125/127 cv (gasolina/etanol), o mesmo do sedã J5. Pela Chery, a novidade é

Completo. Com a mesma filosofia de outros modelos da JAC, o J2 chega ao mercado muito bem-equipado; as vendas começam em dezembro CHERY/DIVULGAÇÃO

Estreante. Novo Chery Celer deve ser o primeiro modelo da marca chinesa a ser fabricado no Brasil

o Celer, que será oferecido com carrocerias hatch e sedã. Exibido na edição de 2010 do salão com o nome Fulwin 2, ele virá com um propulsor 1.5 flex e ficará incumbido de inaugurar as linhas de montagem da fábri-

ca de Jacareí, no interior paulista. COADJUVANTES.

Outras marcas chinesas menos conhecidas também estão em São Paulo. Entre elas, a estreante Haima e a Changan (exChana). Uma das atrações

da Haima é o utilitário-esportivo Haima 7,com motor à gasolina 2.0 de 110 cv de potência e câmbio manual. Já a Changan tem como destaque a exposição do subcompacto urbano Mini Benni, equipado com um propulsor 1.0 de 69 cv.

HAIMA/DIVULGAÇÃO

2 Mais fábrica

Haima. A montadora é mais uma chinesa que confirmou no Salão de São Paulo que vai instalar uma fábrica no Brasil. Os planos incluem montar o hatch Haima 2, e o sedã compacto Haima 3, em Linhares (ES), a partir do fim de 2013. Segundo a fabricante, ambos serão vendidos no final do ano que vem. O primeiro chegará por R$ 39.900, equipado com motor de 95 cv e câmbio manual. O outro custará R$ 49.900, com motor de 112 cv.


Alemãs

18

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Audi está recheada de atrações inéditas

¬ IGOR VEIGA ¬ Com 19 veículos em exposição,

a Audi vai trazer para São Paulo uma novidade para lá de recente, o A3 Sportback, que estreou na Europa no Salão de Paris, realizado neste mês. O modelo só chega ao Brasil em junho do ano que vem, em duas versões: Attraction, com motor 1.4 TFSI de 122 cv; e Ambition, como motor 1.8 TFSI de 180 cv. Equipado com transmissão S

tronic de dupla embreagem e sistema start-stop, o veículo recorre a motores com a tecnologia TFSI, que combina as vantagens da injeção direta de combustível com o turbocompressor. Além do A3 Sportback, no espaço da marca das quatro argolas estarão outros modelos esportivos, como o A3 Sport e os membros da família S (Audi S6, S7 e S8), além do Audi A1 Sportback, recém-lançado no país, o Audi TT

RS e o veículo mais top de linha da marca alemã: o A8 alongado. Recém-apresentado, o novo Audi A1 Sportback, de cinco portas, é mais largo e mais alto do que o “irmão” de três portas. Modelo mais completo em tecnologia e equipamentos na sua categoria, o Audi A1 Sportback deve ser responsável por 75% das vendas do compacto premium alemão no país e tem duas versões de motorização: 1.4 TFSI de 122 cv e

1.4 TFSI de 185 cv. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 6,9 s, e a velocidade máxima é de 227 km/h. RARIDADE. Para quem busca espor-

tividade extrema e exclusividade, a Audi também apresenta em seu estande o Audi R8 Special Edition – uma edição especial do superesportivo R8 Coupé, limitada a 15 unidades numeradas na cor branco Ibis. Mais potente e dinâmico

UNITED PICTURES/DIVULGAÇÃO

Prévia. A3 Sportback, que acabou de ser lançado na Europa, é uma das estrelas da Audi em SP

metros quadrados é o tamanho do estande da marca germânica no Salão de São Paulo

do que o modelo convencional, o Audi R8 Special Edition é equipado com motor 4.2 FSI, de oito cilindros em V, que produz 450 cv de potência. O veículo faz de 0 a 100 km/h em 4,2 s e tem velocidade máxima de 310 km/h. No lugar da transmissão manual R tronic de seis velocidades, a edição especial do R8 recebeu câmbio manual. O desempenho é proporcionado por um kit performance da preparadora MTM. RODRIGO MACHADO/CZN

Novidade. Versão Sportback do A1 também marca presença no motor show da capital paulista MINI/DIVULGAÇÃO

BMW/DIVULGAÇÃO

2

1.000

2

Cupê invocado

Mini mais nervoso

BMW. A fabricante bávara, além de exibir toda a sua linha de modelos à venda no Brasil, trouxe como grande novidade para a 27ª edição do Salão do Automóvel o novo BMW 650i Gran Coupé. Ainda sem previsão de lançamento no Brasil, ele é o primeiro modelo da BMW equipado com um motor V8, que gera 450 cv de potência. A velocidade máxima é de 250 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h em 4,6 s. No espaço da marca alemã também estão vários representantes da divisão esportiva da BMW, como o novo M5 e o M6, além da nova geração da Série 3, recém-lançada no mercado.

Versão Paceman. A variante mais esportiva e com duas portas do subcompacto Mini Countryman é a grande atração da marca subsidiária da BMW. Equipado com motor 1.6 turbo, com duas variações de potência, 184 cv e 211 cv, o modelo deve chegar ao país no ano que vem. Em seu estande, de pouco mais de 300 metros quadrados, a marca ainda expõe outros oito modelos, dentre eles, o Mini JCW, o Mini Coupé, o Mini Cabrio e o Mini Roadster. Outra grande estrela, é o Mini Countryman All 4 Racing, atual campeão dos ralis Dakar e dos Sertões, com motor turbo de 315 cv e tração nas quatro rodas.


Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

19

NICK DIMBLEBY/DIVULGACAÇÃO

¬ IGOR VEIGA ¬ Pela marca da estrela de três pontas, a

grande atração é a SLS AMG GT3, novo superesportivo de edição limitada a apenas cinco unidades, que comemora os 45 anos da AMG, a divisão esportiva da Mercedes. Feito para competições, é a primeira vez que o modelo é exibido em um salão automotivo. Com um potente motor V8 6.3 l de 520 cv, o único exemplar da SLS AMG GT3 que chegou ao Brasil já foi vendido, mas o preço exato não foi revelado. Além dele, a

Mercedes mostra em seu estande no Salão de São Paulo outra novidade, a nova geração do GLK 300, equipada com motor turbo 3.5 V6, de 252 cv. Estão presentes também a nova Classe B, recém-lançada no país, e o C180, modelo mais vendido da marca no Brasil. Entre outros destaques, a marca também exibe a nova Classe A, já lançada na Europa e que desembarca por aqui em 2013. A montadora alemã confirmou que está desenvolvendo um novo motor 1.6 turbo flex, que será exclusivo para o mercado brasileiro. 2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

Destaques

Mercedes faz estreia mundial de superesportivo Direto. Nova geração do Range Rover foi apresentado há duas semanas na França

Conexão Paris-São Paulo na Land Rover ¬ A nova geração do Range Rover, lançado

Exclusivo. Série limitada da SLS AMG, a GT3, já teve um exemplar vendido no Brasil

há duas semanas, no Salão de Paris, é a principal novidade da Land Rover no Salão de São Paulo. O utilitário-esportivo de luxo, que deve chegar ao Brasil no ano que vem, ganhou um novo visual mais moderno e robusto. O novo Range Rover incorpora uma revolucionária estrutura monobloco em alumínio, que é 39% mais leve que a carroceria em aço do modelo anterior. Na Europa, os clientes podem optar entre um motor a gasolina 5.0 LR-V8 Supercharged de 510 cv e dois diesel (3.0 TDV6 de 258

cv e 4.4 SDV8 de 339 cv), todos acoplados agora a uma caixa automática de oito velocidades de funcionamento suave e elevada capacidade de resposta. A redução de peso contribui para a aceleração de 0 a 100km/h em apenas 5,4 s no Range Rover LR-V8 Supercharged, uma redução de 0,8 s em relação ao modelo anterior. Simultaneamente, o consumo de combustível foi reduzido em 9 %. Na Europa, o novo Range Rover tem preço a partir de € 120 mil, cerca de R$ 317 mil. (IV)


20

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012


BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

Salão do Automóvel SP 2012

21


22

Salão do Automóvel SP 2012

Superesportivos

Sortudos poderão guiar

¬ IGOR VEIGA ¬ Os superesportivos, guardado o de-

vido exagero, costumam ser os carros dos sonhos de dez entre dez apaixonados pelo mundo das quatro rodas. Como sempre, eles estão presentes no Salão de São Paulo de 2012 e devem fazer muito sucesso com o público. E quem sonhou em um dia pilotar uma dessas supermáquinas talvez irá poder matar essa vontade nesta edição do motor show. Neste caso, esse sonho de infância será realizado pela Audi, que vai colocar o novo e exclusivo R8 GT Spyder, de R$ 1,2 milhão, à disposição dos visitantes do salão para um test drive pelas ruas da região do Anhembi. Para dirigir a supermáquina conversível, com motor de 560 cv, e que acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,8 s, o visitante terá que apresentar o ingresso do salão, além de carteira de motorista válida e fazer o agendamento no espaço montado pela Audi, em frente ao hotel Holiday Inn. O agendamento do test drive será feito a partir do horário de abertura

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

6

para todo o mundo. Uma unidade será vendida ainda em 2012, e outra, no ano que vem. A marca pretende oferecer o test drive do R8 e de outros três esportivos da marca a cerca de mil visitantes do Salão do Automóvel de São Paulo, que vai até o próximo dia 4 de novembro.

Limitado Apenas 21 felizardos por dia vão ter a oportunidade de dirigir cada um dos quatro veículos esportivos da Audi.

DESEMPENHO.

oficial do salão em cada dia e o “passeio” começará uma hora depois, terminando, todos os dias, às 20h. Certamente não será possível ir ao extremo com o carrão, que chega a 317 km/h, mas o gostinho de pilotar o superesportivo vai ficar guardado para sempre na memória dos sortudos. Isso porque, segundo a Audi, quem dirigir o R8 terá uma foto enviada por e-mail. EXCLUSIVIDADE.

Apenas dois Audi R8 GT Spyder serão vendidos no Brasil, de uma série limitada a 333 unidades

2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

2 Mustang Boss

Chefão. O Mustang Boss 302 está no estande da Ford. Além do visual “bombado”, com ressaltos no capô e rodas de 19 polegadas, ele usa um motor V8 de 5.0 l, capaz de produzir 440 cv e 52,5 kgfm de torque. O conjunto é capaz de levar o cupê de 0 a 100 km/h em 4,4 s. O público vai ainda votar na Garota Mustang. Ela será escolhida entre as três modelos que ficarão junto ao carro durante o evento.

Os visitantes que estiverem chegando e saindo do salão também serão surpreendidos pela máquina com motor V10 5.2 l FSI, com seu ronco característico de veículo inspirado nas pistas de corrida. O superesportivo sai de fábrica com o câmbio R Tronic de seis velocidades, um sistema de transmissão automatizado de seis marchas, com troca automática ou mesmo manual, por meio de shift paddles no volante esportivo, como nos carros de Fórmula 1, ou da alavanca de câmbio. Destaque também para o controle de saída (launch control), que, juntamente com a tração integral Quattro, garante o ponto certo do motor para uma arrancada mais rápida. 2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

2 Maserati

Tridente infernal. A Maserati também está bem representada no estande da Fiat pelo modelo GranCabrio Sport. Apresentado no Salão de Genebra de 2011, o conversível custa no Brasil cerca de R$ 920 mil. Ele é impulsionado por um motor V8, de 450 cv, que trabalha com um câmbio automático de seis marchas. As rodas esportivas aro 20 complementam o visual matador.

Audi R8 GT Spyder chega a impressionantes 317 km/h 2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

2 Survolt

Elétrico. Apresentado no Salão de Genebra de 2010, o conceito de superesportivo da Citroën é 100% elétrico. Seus dois motores impulsionados por baterias de íon lítio geram uma potencia total de 300 cv e levam o carro de 0 a 100 km/h em apenas 5 s. A máxima é de 260 km/h. A autonomia do carro com as baterias totalmente carregadas é de 200 km. A recarga em tomada de 220V leva dez horas.


23 Superesportivos

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

carrodeR$1,2milhão AUDI/DIVULGAÇÃO

2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

2 Lexus LFA

Raro e bem caro. A divisão de luxo da Toyota trouxe para São Paulo o Lexus LFA. Com motor V10 de 560 cv e torque de 48,9 kgfm, o cupê superesportivo lançado em 2010, tem apenas uma unidade reservada para o Brasil com preço sugerido em R$ 2 milhões. De tração traseira e com câmbio automático de seis velocidades, o esportivo, que atinge velocidade máxima de 325 km/h, tem produção total limitada a 500 carros e é feito artesanalmente no Japão. 2 LIKE PHOTO STUDIO/DIVULGAÇÃO

PORSCHE/DIVULGAÇÃO

2 Carrera 4S

Trio imponente. A Stuttgart Sportcar, importadora oficial da Porsche no Brasil, trouxe três novidades da marca alemã para o Salão do Automóvel de São Paulo. Serão exibidos pela primeira vez no Brasil: o Boxster, o Boxster S e o 911 Carrera 4S. Este último chega ao país poucos dias após sua apresentação mundial, no Salão de Paris. Cayenne e Panamera, ambos na versão GTS, também estão sendo expostos pela primeira vez no país. JAGUAR/DIVULGAÇÃO

SRT/DIVULGAÇÃO

2 SRT Viper

Cheio de veneno. Quando se fala de superesportivos, são poucos os que não se recordam do Dodge Viper. Para o delírio dos fãs, o modelo, relançado nos Estados Unidos no início deste ano, também está no Salão de São Paulo. Agora, sob a batuta da divisão esportiva da Chrysler, a Street Racing Techonology (SRT), o poderoso esportivo voltou à ativa com um motor 8.4 l, V10, de 648 cv.

2 458 Spider

Cavallino solitário. Para não deixar os fãs da Ferrari órfãos no motor show brasileiro, a Fiat também mostra em seu estande a 458 Spider. O modelo conversível, com teto rígido construído totalmente de alumínio, fica sem capota em apenas 14 s. A Ferrari 458 Spider traz um motor V8 de 570 cv de potência debaixo do capô, com um câmbio automático de seis marchas. Ela chega a 320 km/h.

2 Jaguar F-Type

Felino feroz. Direto do Salão de Paris para o de São Paulo, o Jaguar F-Type é a grande estrela da marca inglesa no Anhembi. O roadster tem um belo desenho, com motores V6 e V8, este último, com 495 cv de potência e estrutura de alumínio. A chegada ao mercado nacional, obviamente apenas para os mais endinheirados, está prevista para meados do ano que vem.


24

Salão do Automóvel SP 2012

BELO HORIZONTE · 24 de outubro de 2012

13 salao do automovel  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you