Issuu on Google+

MWDAILY

foto julia lego

Belo Horizonte - 25 de abril de 2012

Zero Waste

Fashion desperta para o descarte Vai esquentar

Ensaio exclusivo antecipa o que vai rolar no MW

O verĂŁo chegou


Editorial

MW, sim

senhor! T

wittei, há algum tempo, que o Minas Trend Preview, a partir da edição que começou ontem, seria MW, e recebi uma garoa de perguntas. Muitos queriam saber se o nome iria mudar, o porquê disso e o que mais teríamos de novo no evento de moda mais importante do Estado e um dos mais respeitados do Brasil. Explico: não, não há mudança de nome, e sim de abreviatura. Passamos de MTP para MW, pois a logo é esta (MW), desde sempre. Aos olhos da Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), assim fica mais sonoro e graficamente perfeito, além de propi-

ciar uma leitura em qualquer sentido, até de trás pra frente e de cabeça pra baixo. “De onde vem o W, então?”, já me perguntaram. Trata-se da letra final do extenso nome Minas Trend Preview, ou seja, pegam-se a primeira e a última letras e pronto. Outras mudanças? Como o leitor já deve ter visto ou ouvido falar, o desfile de abertura passou a ser dirigido por Mary Arantes, da Mary Design. A cena reuniu 42 marcas (acessórios, biju e vestuário) numa apresentação que marcou o início dos trabalhos da temporada de verão 2013, na noite de ontem. Outra bossa das novas é que e o salão de negócios ganhou o olhar meticuloso de Tereza Santos, que

InstaMW

MWDAILY line-up Quarta, 25/Abril 10h Abertura do Salão de Negócios

atua agora como curadora e controla as marcas que devem entrar para o grande showroom, assim como as que vão desfilar na passarela. O tema da vez é a “Leveza”, tudo o que o fashion precisa, e traz conceitos como o descarte zero, o reuso criativo e o reaproveitamento de materiais. Estamos só começando !

Natália d´Ornellas * Natália é jornalista e publicitária, com especialização em varejo de moda pela London School, é editora do caderno Pandora, que circula aos domingos em O Tempo

14h30 Seminário Apex-Brasil: EXPORTAR É INOVAR 19h Desfiles:

Martha Medeiros/ Rogério Lima/ Cila

20h Encerramento do Salão de Negócios 21h Desfiles:

Apartamento 03/ Cláudia Arbex/ Chouchou

Expediente FIEMG Presidente do Sistema FIEMG: Olavo

Machado Júnior Coordenação Geral: Superintendência de

Desenvolvimento Empresarial Coordenação de Comunicação:

Superintendência Integrada de Gestão Corporativa Jornal O Tempo Fundador: Vittorio Medioli Presidente: Laura Medioli Vice-Presidente: Luiz Alberto de Castro Tito Diretor Executivo: Heron Guimarães Editora Geral: Lúcia Castro Chefe de Redação: Michele Borges da Costa Secretário de Redação: Murilo Rocha Redação MwDaily Editora chefe: Natália d´Ornellas Editor de arte: Anderson Carvalho Redação: Isabela Grecco, Izabela Machado, Júnior Mendes, Pollyana Teixeira Estagiários de redação: Gustavo Brito e Luciana Noronha Colaboradores: Heloísa Aline e Mariana Rodrigues Fotografia: Júlia Lego, Vitor Formiga Departamento comercial: Fabiano Guerra – Sempre Editora

2

Publique seu Instagram aqui. E-mail : mwdaily2013@gmail.com

MWDAILY


Liga Fashion

Com: Isabela Grecco, Izabela Machado, Jr. Mendes, Pollyana Teixeira e Gustavo Brito

Circuito Off BH vai respirar moda nos próximos dias, e os ares se estenderão para além do Expominas. Na quinta, os fashionistas têm encontro marcado no SESC Palladium, onde Rodrigo Fraga comemora 20 anos de carreira com um combo ótimo: moda, cinema e artes visuais. O evento multimídia inclui a exibição do curta "Uma lembrança feliz de dias de flores", assinado pelo próprio Rodrigo; uma mostra de imagens e vídeos criados em parceria com artistas convidados, e claro: um desfile retrospectiva, com looks do acervo do estilista.

MinasTrend Preview

Tim tim Nada melhor que um bom drink para brindar o lançamento de uma coleção. Sendo assim, Victor Dzenk se associou ao Café de La Musique, pela segunda vez, para criar o Neo-Tropicália. Ao lado do bartender da casa Rodrigo Corrêa, o estilista se aventurou na mistura de vodka Absolut de pêra, licor de banana, suco de maracujá, couli de frutas vermelhas e xarope de hortelã. O resultado é um frozen cítrico e levemente adocicado que retrata a brasilidade em cores quentes como o vermelho, amarelo e verde. Quer um? No stand do Victor tem!

Cheia de Graça Está em BH para o MW? Então aproveite o circuito paralelo para visitar uma das pechinchas mais esperadas do ano. O Bazar Graça Ottoni começa amanhã e vai até sábado, às 16h, na fábrica da marca mineira. Nas araras, uma seleção criteriosa de peças de coleções passadas e alguns achados imperdíveis, como peças únicas e de acervo pessoal. O preço médio do bazar é de R$ 79,00, mas haverá pequenos mimos a partir de R$ 5,00 e até vestidos de festa por R$ 300,00. Anote o endereço: Rua Brumadinho, 811 – Prado

Quem vem

4

Carol Após uma turbinada no peito, a top

transgênera Carol Marra cruza de novo a passarela do Minas Trend Preview (MW), onde estreou, na temporada passada. Vai desfilar com exclusividade para a Cila. Detalhe: de biquíni. Para quem ainda não sabe, a mineira foi convidada pela TV Gazeta para ser repórter especial no programa “Mulheres”, comandado por Cátia Fonseca. Será a primeira repórter trans da tv brasileira.

agência woll/ divulgação

rodrigo fraga/ divulgação

O que seria da moda sem as celebridades da primeira fila? Como já virou tradição, o MW tem as suas. Anote a escalação e faça a foto: Marcelo Serrado e Milena Toscano vieram, ontem, para o desfile de abertura. Victor Pecoraro e Adriana Birolli são as atrações de hoje. Fernanda Paes Leme e Carlos Casagrande fazem presença na quinta, enquanto Juliana Knust fecha a agenda, na sexta-feira.


MinasTrend Preview

News

Chiqueria

fotos chic/divulgação

pura

6

Glória Kalil e equipe facilitam a vida do fashionista e fazem guia de tendências do MW Por Jr. Mendes Principal evento de pré-lançamentos do país, o Minas Trend Preview (MW), ganha nessa 10ª edição um book de tendências exclusivo. A iniciativa de criação e produção do material veio da consultora Gloria Kalil e da equipe do seu site, o Chic, que acompanham o preview desde sempre e já se acostumaram a resumir temporadas como quem troca de roupas. Segundo a coordenadora do MW, Marta Machado, a proposta foi feita à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) com o intuito de ajudar os compradores a identificarem as principais tendências desfiladas durante os três dias de desfiles, isso sem contar com as novidades 261 estandes, contra 191 da edição passada, do salão de negócios. Outra proposta é direcionar as equipes de compras para as grandes novidades do verão que chegam em breve às lojas, e adaptá-las ao asfalto. “Queremos traduzir o vocabulário fashion para os compradores de multimarcas. Mais do que um manual de conduta, vamos argumentos que vão fazer a diferença na hora de montar uma vitrine ou treinar as equipes de vendas”, comenta André do Val, editor executivo do Chic, ao MW Daily. A proposta é que o vendedor esteja apto a montar um look completo, dos pés à cabeça, a partir de uma colagem de tudo o que foi apresentado aqui.

Apenas um clique. Super esperado por fabricantes e demais players do setor, o “Guia de Tendências” estará disponível na web, dentro do hot site criado para o evento: www.chic.com.br/ minas-trend-preview, e também em versão impressa. Os usuários também poderão imprimir e compartilhar pelas redes sociais e acompanhar a cotação online dos produtos, checando os campeões de venda. Para a analista de marketing da Patogê Fernanda Viterbo, o book vai funcionar como uma extensão do treinamento que é feito com toda a equipe envolvida no processo de vendas, além, é claro, de mostrar para os compradores, em primeira mão, quais foram as apostas da marca, já que o book será ilustrado com as peças dos expositores. Já Danusa Benatti, compradora da Vixnuth, de Belo Horizonte, vê o Guia de Tendências como uma ferramenta que vai ajudar os compradores a fazer as escolhas certas na hora da compra, já que, muitas vezes, ficam perdidos com a quantidade de ofertas e sem saber o que de fato vai pegar na próxima estação. O esquadrão fashion de Glória é considerável. Fotógrafos, jornalistas e produtores de moda percorrerão os corredores do Expominas atrás das novidades para o verão 2013 e se dividirão entre os 22 desfiles do line-up. Ou seja, um batalhão em busca do que você, certamente, vai usar quando os termômetros ferverem.


MinasTrend Preview

Ensaio

Painel de

inspirações Quer saber como vai ser a temporada? Vire a página.

Calça Áurea Prates Regata Clair Top chouchou Chapéu Chouchou


MinasTrend Preview

Ensaio

fotos julia lego

Première Nem bem saíram das máquinas, as peças que vão estar nas passarelas e nos standes do MW já viraram look. Levinho, mas apressado, o MW Daily adianta aqui alguns dos hits do evento. Inspire-se ! Biquíni Cila Saia longa Clair Flores Chouchou

Vestido E.Store

Saia seda Lucas Magalhães Blusa Lucas Magalhães Colar Chouchou

8


MinasTrend Preview

Ensaio

Regata assimétrica Patogê Colares Mary Design

Biquíni Cila Saia longa Clair Flores Chouchou

Ficha técnica Fotos Julia Lego (Unica MGMT) Styling Ivan Cavalncante (Unica MGMT) Beleza Luiz Bicalho e Teodoro (equipe Mafê) Modelos Luana Carvalho e Lorena Braga

Saia Áurea Prates Regata Apartamento 03 Colares Mary Design

9


MinasTrend Preview

Ensaio

fotos julia lego

Calça pantalona Patogê Blusa Áurea Prates

Vestido Vivaz sobre vestido Aurea Prates

10


MinasTrend Preview

Ensaio Saia Aparatamento 03 Blusa Patoge

Vestido Vivaz Lorena Braga junto com Luana tbm vestido Vivaz e pulseira Mary Design

Vestido Victor Dzenk

11


News

MinasTrend Preview

Sustentável

leveza MW discute sustentabilidade e propõe práticas pra deixar o mundo melhor Por Jr. Mendes Estreando como diretora artística do Minas Trend Preview(MW), Mary Arantes estilista a frente da Mary Design, propôs a Leveza como tema. O conceito não se resume à filosofia de vida, mas também a ações, atitudes e práticas de sustentabilidade com o mundo, tema que já virou ciclé na boca do setor, mas ainda merece ser debatido. “Em cidades como Nova Iorque, sustentabilidade faz parte da grade escolar dos alunos do ensino fundamental. Então a criança aprende isso desde cedo e o torna um hábito do seu dia a dia, tão natural como beber um copo de água” afirma Mary. Sendo assim, o tema estará tanto na ambientação do evento e na programação dele, quanto na divulgação de conceitos relativamente novos para o grande público do setor, como “Upcycling”, “Ressourcerie” e “Zero Waste”, esse último um dos hits do evento. MW Daily explica.

12


MinasTrend Preview

Zero Waste, o que é?

News

Já imaginou uma coleção inteira feita sem sobras de tecidos? Sim, isto é possível! Esta prática sustentável já vem sendo bastante usada por grandes marcas como a francesa Hermès e a brasileira Cantão, que utilizam as sobras de matéria-prima de suas coleções na confecção de outras peças. O conceito surgiu em 2011, após o lançamento de um curso de mesmo nome na “Parsons School”, conceituada escola de moda de Nova Iorque, e se resume em não gerar resíduos ao final do processo de produção e usar todos os materiais de forma “inteligente” para que nenhum pedaço seja jogado fora. Para Chiara Gadaleta, consultora de moda e criadora do movimento “Ser sustentável com estilo”, só há benefícios na utilização desta pratica, já que sem desperdício de matéria-prima e descarte de resíduos temos uma economia mais limpa. “Além de evitarmos lixo, diminuímos o impacto ambiental da moda no meio ambiente”. Atualmente muito estilistas, incluindo brasileiros, estão incorporarando o Descarte Zero (Zero Waste, em português) para economizar na produção. Mas tanto Mary Arantes quanto Chiara acreditam que falta caminhar muito e que as faculdades deveriam incluir a prática do “Zero Waste” em sua grade curricular. “Traduzir esses conceitos para nossa realidade é o grande sonho desta edição”, afirma Mary. “Menos descarte de resíduos da moda gerará um mundo com menos retalhos, um futuro leve”.

Glossário MW Upcycling - É o processo de transformar resíduos ou produtos inúteis e descartáveis em novos materiais ou produtos de maior valor, uso ou qualidade.

Ressourcerie - É um tipo de coleta seletiva especial para a indústria da moda.

13


MinasTrend Preview

Desfile

Leves e soltos Veja quem passou pela primeira noite do MW POR Isabela Grecco

Num Expominas iluminado, quase flutuante, cerca de 1200 pessoas assistiram à esperada abertura de número 10 do Minas Trend Preview. Autoridades, formadores de opinião, estilistas e celebridades globais compuseram a lista de convidados, privilegiados que já sabem tudo sobre o verão que vem vindo. Confira nas fotos de Júlia Lego

1

2

3

1 Marco Antônio Malzone e Bárbara Maciel 2 Milena Toscano e Marcelo Serrado 3 Eduardo Amarante 4 Thiago Leão, Natália Assis e Leopoldo Gurgel 5 Mariana Sucupira 6 Olavo Machado Jr e Pedro Lázaro 7 Mary Arantes 8 Marilu Sette Câmara 9 Sérgio Lourenço

4

5 9

6

7

8

15


MinasTrend Preview

fotos agência fotosite

Clareou

A

Desfile

postando num verão claro, leve e deliciosamente transparente, Mary Figueiredo fez estreia majestosa como diretora criativa do MW. Responsável por reunir e coordenar mais de trinta marcas num desfile múltiplo e sem a cara de um só estilista, a designer se cercou de time forte e emocionou a plateia, como já virou tradição nas suas apresentações. E já que temporada tem a reciclagem e a sustentabilidade como palavras de ordem, o décor da passarela merece menção. Ganhou pequenas plataformas recobertas de resíduos têxteis das empresas participantes. Na trilha, Marina de La Riva deu o tom de um verão que tem tudo para ser o mais leve e – por que não? – o melhor de nossas vidas.

look Cila pulseiras Camaleoa cabeça Futurarte

look Patogê cabeça Futurarte sapato Miezko

look Patrícia Motta cinto La Spezia pelerine Heliana Lajes cabeça Futurarte sapato Miezko

look Arte Sacra cabeça Futurarte sapato Miezko

look Jardin cinto La Spezia colar Cláudia Arbex cabeça Futurarte sapato Miezko

16 16


MinasTrend Preview

Fashiolândia

3 perguntas para ...

Mandamentos do Fashionista Não roubareis a sacola de brinde da primeira fila, ainda que isso me gere uma frustração absurda. Moda também é comportamento e desonestidade nunca foi tendência. Não invejarei o look alheio nem falarei mal de quem estiver causando demais (na produção) pelos corredores do MW. Moda é expressão de pensamento e estamos num país livre, em plena era de Aquário.

Prometo não dar o truque do convite e sentar-me na primeira fila quando o meu for “stand”, assim como juro à Nossa Sra do Prêt-à-Porter que não vou aplaudir celebridades quando elas entrarem na passarela no meio do desfile.

Chiara Gadaleta 1) Onde anda você? Sentimos saudades de te ver na tevê. Adoro trabalhar na TV e, esporadicamente, participo de programas na TV aberta e na fechada, mas minha grande paixão agora é a WebTV. Na internet, os webisodes (episódios curtos) podem ser vistos e revistos por muita gente e do mundo todo. Recentemente lançamos no site SSE, a WebTVSSE, que tem tido uma audiência incrível de países como Portugal, Itália e Canadá. Dá uma olhada, o conteúdo é exclusivo, inédito e semanal. sersustentavelcomestilo. com.br/category/ssetv/ 2) Como vê o Minas Trend Preview?

Ainda não participei do evento, mas na minha fantasia o estilo mineiro é elegante e livre de tendências 3) Já que está tão ligada à essas questões, um exemplo de marca que cumpre os preceitos da sustentabilidade

nos

O mercado de moda sustentável está se organizando de forma rápida e, hoje, muitos estilistas já aplicam os eco-critérios. Vale destacar a paulista Flavia Aranha, a Arte Ethos, de Fortaleza, e o Gustavo Silvestre, do Recife.

ImageM de moda

MW pills

Você sabia?

Você sabia que só pode se intitular estilista de alta-costura aquele que for sindicalizado pela Câmara de Alta-Costura de Paris (a lista é super restrita). A famosa assinatura, que se traduz em peças quase que inteiramente feitas à mão e tem uma temporada de desfiles só para si, está para a moda assim como Champanhe para os espumantes. Ou seja, se não for feito na capital francesa, por um membro do clube e dentro dos preceitos, não é alta-costura e ponto final.

17


MinasTrend Preview

Artigo

Moda mineira

no divã  Por Heloisa Aline   omecei a cobrir o setor da moda no princípio dos anos 80, me apaixonei por ele e, desde então, passei a acompanhar todos os movimentos que aconteceram em Minas Gerais e no Brasil. Se me perguntarem o que havia de diferente naquele tempo, posso dizer que era um frenesi misturado a certo romantismo, um encantamento pela novidade e muito dinheiro para bancar produções faraônicas.  De repente, os olhos do país se voltaram para Belo Horizonte, os jornalistas passaram a aterrissar no acanhado aeroporto da Pampulha para conferir de perto o novo pólo e, nesse eco, vieram os lojistas. Embora não esteja escrito em nenhum livro, estou convicta que os responsáveis por esta primeira escalada fashion foram os integrantes do Grupo Mineiro de Moda com seus desfiles memoráveis – já imaginaram mais de 100 modelos desfilando na estação ferroviária numa noite quente de verão? -, a feira Minas Mostra Mulher, que abalava o Minascentro, recebendo gente de Norte a Sul do Brasil, e Armando Gaudêncio,

C

18

da Divina Decadência, com seu espírito visionário.  Em contraponto à primeira crise séria do segmento, no final dos anos 80, princípio dos 90, em que muitas marcas se recolheram ou fecharam suas portas, surgiram os novos talentos da moda mineira, encabeçados por uma turma sem dinheiro, mas com muita criatividade: Ronaldo Fraga, Jotta Sybbalena, Martielo Toledo, Eduardo Suppes e Victor Dzenk, entre os mais conhecidos, foram as atrações das BH Fashion Weeks realizadas na cidade que, infelizmente, não vingaram.  Não acreditar que esses “meninos”, com seu frescor e irreverência, eram o diferencial foi o deslize. Perdemos o bonde para a Semana de Moda – hoje Casa dos Criadores – de São Paulo. De lá para cá, vários eventos vindos com promessa de perdurarem, se perderam no vácuo da falta de uma liderança local e de entendimento das próprias empresas sobre o nosso destino fashion, individualismo em excesso, certo comodismo.  Até que chegou o Minas Trend Preview (MW), que em sua décima edição, vem cumprindo a promessa de abrigar o setor, apostando em uma fórmu-

la essencial para a sobrevivência das marcas: as vendas. A cereja desse bolo são os desfiles, mas é bom lembrar que eles fazem parte de um conjunto e não devem sobrepujar o essencial, que é a comercialização das coleções. Porém, quando olhamos para esse lado, não podemos deixar de indagar: por que as marcas âncoras, que desfilam em semanas de moda importantes, não se juntam aos outros nomes do line-up do MW para reforçar o time e abrilhantar ainda mais essas apresentações? Ou indo mais além: Por que não acreditar realmente em Minas, exibindo as coleções aqui em detrimento de outras feiras, fazendo com que BH seja rota obrigatória da imprensa e compradores?  Para isto, leitores, teríamos que vencer o provincianismo ancestral que nos ronda e pensar grande. Em um momento em que o calendário nacional de lançamentos passa por transformações radicais, que podem comprometer a data do MW, esta é a hora de cerrar fileiras e cantar em uníssomo. Ou vamos perder o bonde outra vez?          Heloisa Aline é jornalista, professora universitária e diretora da Salamandra Comunicação.



04 mtp 25 de abril de 2012