Page 1

M A I S S A B O R E Q UA L I DA D E PA R A S UA V I DA

Ajinomoto ED. 2 • NOVEMBRO 2009

DELÍCIAS DA ESTAÇÃO

TOMATE: VERSÁTIL E SAUDÁVEL

GIRO

MAGIA E EMOÇÃO EM CURITIBA

ENTREVISTA

LARISSA MACIEL EM CLIMA DE LUA DE MEL

LASCAS DE BACALHAU COM ESPINAFRE E NOZES

Entre nesta festa UMA CEIA DE NATAL ESPECIAL E COMIDINHAS

01_capa_ED2_finais.indd 1

PARA SERVIR AOS AMIGOS

10/13/09 5:24:46 PM


sumário

6

SABORES AJINOMOTO • COORDENAÇÃO Marketing Culinário • CONSELHO EDITORIAL Priscila Andrade e Natália Misumi • COORDENAÇÃO-GERAL Editora 4 Capas • DIRETORA RESPONSÁVEL Mariella Lazaretti • DIRETOR EXECUTIVO Georges Schnyder • DIREÇÃO DE ARTE Nina Franco • EDITORA Rosane Aubin • REPÓRTERES Ana Paula Kuntz e RLuisa CellaMariella • FOTOSLazaretti Ricardo• D’Angelo e Calu Machado • PRODUÇÃO CULINÁRIA E DE OBJETOS Beth JORNALISTA ESPONSÁVEL mtb no 15.457 Freidenson • ASSISTENTES DE PRODUÇÃO Claudia Maykot e Cleusa Bonfim • REVISÃO Ruth Figueiredo

PARA FALAR COM A REVISTA, ENVIAR CARTAS E SUGESTÕES e-mail: 4capas@4capas.com.br

É Natal! Nosso presente de Natal chegou bem adiantado neste ano. Quando lançamos o primeiro número da revista Sabores Ajinomoto nunca imaginamos que teríamos uma acolhida tão generosa e afetuosa dos leitores de Norte a Sul do país. Recebemos uma verdadeira avalanche de correspondências com elogios e receitas, cartas que líamos alto para os colegas poderem ouvir e que sempre acabavam em comentários alegres e emocionados. Esses momentos de retorno dos leitores são preciosos para quem trabalha com jornalismo impresso: nem sempre temos como avaliar se o que fazemos está agradando ou não. Foi nesse clima de alegria que enfrentamos o desafio de criar uma segunda edição que estivesse à altura ou até superasse a expectativa dos leitores. Ficamos meio apreensivos como alguns artistas, que esbarram no medo de não conseguir repetir no segundo livro, disco ou obra o sucesso do primeiro. Mas, como sempre, as especialistas da Oficina do Sabor logo criaram um belo menu que promete fazer deste Natal um dos melhores da vida de nossos leitores. Na seção Sua Casa, o decorador Flávio Arruda, conhecido pelo bom gosto, sugere uma forma divertida e cheia de classe para arranjar a mesa para um jantar à americana. Esta edição traz também comidinhas para receber os amigos em casa, receitas de um suco e uma salada saudáveis e pouco calóricos ideais para o verão, mil e uma utilidades do tomate e uma reportagem sobre caldos que explica sua importância na culinária e sua evolução. Como pensamos sempre na saúde e no bem-estar, trazemos uma sugestão de exercício indicada para praticamente todo mundo: a caminhada. Você vai saber o que fazer passo a passo e conhecer os benefícios desse exercício, que, além de queimar calorias e promover seu bem-estar, vai deixar seu coração batendo em bom compasso. Pronto para todas as emoções que este fim de ano promete? Esperamos que esta revista seja o começo de uma série de bons momentos para você e sua família. Boa leitura!

CORREÇÕES: diferentemente do que publicamos na edição anterior, o tomate tem 0,14% de umami e o queijo parmesão, 1,2%. A edição especial de final de ano com receitas enviadas ao Cantinho da Leitora poderá ser editada pela primeira vez no final de 2010.

02_03_carta_sumarioED2.indd 2

10/13/09 4:21:45 PM


10 04. aperitivo

Salve o planeta economizando água e energia

05. lições Ajinomoto

Dicas para acertar no arroz e no bife

06. menu Ajinomoto

Incremente sua ceia de Natal

10. oba, hoje é dia de...

Festa com comidinhas para os amigos

14. giro

Show de luzes e vozes em Curitiba

16. bem-estar

Aprenda a caminhar: só faz bem

20. entrevista

Larissa Maciel: uma mestre-cuca recém-casada

22. vida saudável

24

28 PESOS E MEDIDAS

1 xícara de chá de... Açúcar = 150 g Amido de milho = 100 g Arroz = 170 g Farinha de rosca = 140 g Farinha de trigo = 110 g Fubá = 120 g Manteiga = 200 g Qualquer líquido = 200 ml Queijo ralado = 100 g 1 colher de sopa de... Açúcar = 12 g Amido de milho = 8 g Farinha de trigo = 9 g Fermento químico = 12 g Manteiga = 15 g Qualquer líquido = 15 ml 1 colher de chá de... Sal = 5 g

Dupla infalível no verão: salada e suco

24. sua casa

Alegria na mesa de festa

28. delícias da estação

Tomate: sabor, saúde e versatilidade

32. especial

A evolução dos caldos

34. cantinho da leitora

Conheça as duas receitas escolhidas

02_03_carta_sumarioED2.indd 3

10/13/09 4:22:09 PM


aperitivo

Economia no lar MEDIDAS SIMPLES, COMO USAR MAIS A VASSOURA E O BALDE, PODEM AJUDAR O SEU BOLSO E O PLANETA

1.

2. 3.

4. 5.

ÁGUA: Feche a torneira enquanto escova os dentes: a cada 5 minutos com a torneira aberta, desperdiçam-se 12 litros de água. Com a torneira fechada, o consumo cai para 2 litros. Você também pode levar um copo para o banheiro e enchê-lo de água para o bochecho. Limpe os pratos com os guardanapos usados: com menos sujeira, poderá economizar água na lavagem. Acumule a roupa suja: procure usar a capacidade máxima de sua máquina, lavando mais peças por vez. Se quiser trocar de lavadora, prefira as de porta frontal, que gastam dois terços menos de água e energia comparadas àquelas de abertura superior. Use mais vassoura e balde: lavar a calçada com a mangueira causa um desperdício de 280 litros de água em 15 minutos. Antes de tudo, utilize a vassoura para esfregar as sujeiras mais entranhadas e enxágue com baldes de água. Ao tomar banho, não fique com o registro aberto o tempo todo. Uma ducha de 15 minutos consome 135 litros de água; desligando o chuveiro no momento de se ensaboar, o consumo cai para 45 litros.

ENERGIA: Troque as lâmpadas: prefira as fluorescentes compactas às incandescentes, que desperdiçam 95% da energia e transformam só 5% em luz. 2. Pense antes de abrir a geladeira: decida antes o que quer e pegue tudo de uma só vez, para evitar abrir e fechá-la várias vezes ou deixá-la muito tempo aberta. 3. Em vez de desligar eletrodomésticos como TV, DVD e CD-player com o controle remoto, prefira pressionar o próprio botão do aparelho. Quando são desligados por meio do controle, os equipamentos ficam em modo de espera (geralmente indicado por aquela luzinha vermelha acesa). Isto é, eles continuam consumindo energia, mesmo que não estejam em uso. 4. Tire da tomada: os eletrônicos que não serão usados em breve devem ser desconectados da tomada. Estima-se que eles sejam responsáveis pelo consumo de cerca de 15% da energia de uma casa. 1.

APROVEITANDO O SOL Se tiver na família alguém habilidoso em serviços de engenharia e hidráulica, proponha a instalação em sua casa de um Aquecedor Solar de Baixo Custo (ASBC). O engenho serve para captar a água da chuva e reutilizar a água usada, além de economizar energia elétrica, pois aquece a água do chuveiro com o calor do sol. A economia chega a quase R$ 400 ao ano, o que significa que o valor investido na instalação do ASBC, que gira em torno de R$ 300, pode ser recuperado em apenas nove meses. Para mais informações e acesso ao manual, consulte o site da ONG Sociedade do Sol: www.sociedadedosol.org.br

04_05_aperitivo_ED2.indd 4

10/13/09 4:29:02 PM


5

lições Ajinomoto

Trivial perfeito Não se avalia uma dona de casa pela variedade de receitas que ela sabe fazer, mas pela destreza com que prepara um bom arroz soltinho acompanhado de um apetitoso e suculento bife. Existem alguns segredinhos para um resultado perfeito. Confira. ARROZ SOLTINHO* Em uma panela, coloque 1 cebola picada e 3 colheres (sopa) de azeite de oliva; refogue até que a cebola fique transparente. 2. Junte 1 e meia xícara (chá) de arroz cru e frite por 3 minutos, ou até os grãos ficarem bem soltos. 3. Acrescente 2 sachês de Tempero SAZÓN® Branco; misture. 4. Adicione 3 xícaras (chá) de água e 1 colher (chá) de sal. 5. Deixe cozinhar em fogo médio por 10 minutos, ou até o líquido secar. Abaixe o fogo e deixe por mais 10 minutos. Sirva em seguida. 1.

BIFE SUCULENTO Coloque a frigideira no fogo alto e espere que ela fique bem quente. Adicione um pouco de manteiga e espalhe para que derreta sobre toda a superfície. 3. Logo em seguida, coloque quantos bifes couberem na frigideira e deixe-os parados até que apareçam gotinhas de sangue. Só então vire os bifes. 4. Importante: nunca esfregue a carne na frigideira. 5. Acrescente pitadas de sal e de AJI-NO-MOTO® sobre os bifes. Aqui está o segredo: colocar o tempero nessa etapa ajuda a reter o líquido da carne, deixando-a mais suculenta. 6. Quando o lado de baixo estiver dourado, vire os bifes e acrescente outra pitada de AJI-NO-MOTO® no lado que agora está para cima. 7. Para fazer um caldinho gostoso, derrame um pouco de água no resíduo da frigideira depois de ter retirado os bifes. 1. 2.

*(Dicas das culinaristas Ciça Ribeiro e Cleo Menezes, da escola Nossa Cozinha)

Padarias na limpeza dos rios PADARIAS AJUDAM A PROTEGER A NATUREZA DISTRIBUINDO RECIPIENTES PARA RECICLAR O ÓLEO DE COZINHA Um litro de óleo vegetal jogado na pia contamina pelo menos 20 mil litros da água dos rios. A estimativa da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) é impressionante, mas a solução é muito simples: reciclar o produto. Muitas padarias de São Paulo estão distribuindo um recipiente retornável, chamado bombona, feito de plástico bem resistente e com boca larga, onde o óleo ainda quente pode ser despejado direto da frigideira. O material também pode ser armazenado em outros recipientes, como garrafas de plástico. Mas, nesse caso, é preciso esperar que o óleo esfrie e certificar-se de dar um destino correto à garrafa também. O óleo usado pode ser levado às próprias padarias ou supermercados, que o encaminham para ONGs e empresas de reciclagem. Lá, o produto é transformado em combustível para veículos, sabão biodegradável, cola e outros derivados. Veja as padarias cadastradas de São Paulo em: www.sindipan.com.br/asp/postosdecoleta.htm

04_05_aperitivo_ED2.indd 5

10/13/09 4:29:16 PM


menu ajinomoto

Cheiro bom de

Natal

UM CARDÁPIO PARA CRIAR A ATMOSFERA DE PAZ E HARMONIA QUE A DATA INSPIRA

es

 FÁCIL  3O MINUTOS (+ 24 HORAS DE PRÉ-PREPARO DO BACALHAU)

LASCAS DE BACALHAU COM ESPINAFRE E NOZES INGREDIENTES 1 cebola média cortada em rodelas; 1 pimentão-vermelho pequeno cortado em tiras finas; 2 ovos cozidos, cortados em rodelas; 1 kg de bacalhau, dessalgado, aferventado e cortado em lascas; meia xícara (chá) de azeitonas verdes, cortadas em rodelas (60 g); meia xícara (chá) de azeite de oliva (100 ml); 1 sachê de HONDASHI®; folhas de 1 maço de espinafre (100 g); meia xícara (chá) de nozes picadas grosseiramente (40 g)

06_09_menu_ajinomoto_ED2.indd 6

AGRADECIMENTOS: PRATOS E COPOS, S UXXAR TALHER, S T. JAMES; GUARDANAPO, ROUPA DE MESA; TECIDO, DONATELLI

8

porçõ

PRATO

N

ada como um bom aroma da ceia de Natal para entrar de vez no espírito da maior festa religiosa do Ocidente. O nascimento de Jesus, símbolo de renascimento para a humanidade, também é, tradicionalmente, a época propícia para estreitar os laços familiares, perdoar antigas mágoas e declarar o amor pelas pessoas queridas. A escolha do cardápio, a preparação cuidadosa dos pratos e a decoração charmosa da casa e da mesa para a ceia também são formas de demonstrar o amor por sua família e encher de carinho aqueles que acompanharam você no ano inteiro. Testamos receitas de um menu completo, com sugestão de peru e bacalhau, arroz com brócolis e amêndoas, salada com vinagrete de cebola roxa e, para encerrar em grande estilo, panna cotta com calda de frutas amarelas. E o melhor: você poderá deixar quase todos os pratos prontos com antecedência. Na hora em que seus convidados de honra chegarem, é só sentar e aproveitar momentos de boa conversa. E não se esqueça de separar os CDs com clássicos como “Noite Feliz” e “Jingle Bells” para colocar no aparelho de som. Feliz Natal!

MODO DE PREPARO Em um refratário retangular médio (20 x 30 cm), disponha em camadas a cebola, o pimentão, o ovo, o bacalhau e a azeitona. Regue com o azeite, previamente misturado ao HONDASHI®, cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio (180 oC), preaquecido por 20 minutos ou até a cebola e o pimentão estarem macios. Retire o papel, espalhe o espinafre e as nozes pela superfície, e volte ao forno quente, porém desligado, por 5 minutos ou até o espinafre murchar. Sirva em seguida. DICA: para o pré-preparo do bacalhau, coloque-o em uma tigela grande, cubra com água e leve à geladeira de um dia para o outro, trocando a água pelo menos 4 vezes nesse período. Afervente-o e corte-o em lascas.

10/13/09 5:29:52 PM


7

PERU À ORIENTAL INGREDIENTES 3 colheres (sopa) de shoyu; 1 colher (sopa) de óleo de gergelim; 1 colher (sopa) de gengibre ralado; meio pimentão-verde pequeno picadinho (100 g); meio pimentão-amarelo pequeno picadinho (60 g); meia xícara (chá) de cebolinha picada; meia xícara (chá) de margarina sem sal (100 g); 2 sachês de Caldo SAZÓN® Frango com toque de shoyu; 1 peru inteiro (4 kg); meia xícara (chá) de água (100 ml) MODO DE PREPARO Em uma tigela grande, coloque o shoyu, o óleo de gergelim, o gengibre, os pimentões, a cebolinha, a margarina e o Caldo SAZÓN®, e misture bem. Em uma tigela grande, disponha o peru e tempere, interna e externamente, toda a superfície com a mistura preparada. Cubra e leve à geladeira para tomar gosto de um dia para o outro. Transfira o peru para uma assadeira, regue com a água, cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio (180 o C), preaquecido, por 1 hora e 30 minutos, regando ocasionalmente com o caldo formado no fundo da assadeira. Retire o papel e asse por mais 30 minutos ou até dourar. Retire do forno e sirva em seguida.

1r0ções

po

PRATO

DICA: o Caldo SAZÓN®, por ser em pó, pode ser utilizado sem dissolução prévia.

 FÁCIL  1 HORA e 4O MINUTOS (+ 12 HORAS DE GELADEIRA)

AGRADECIMENTOS: PRATOS E TAÇAS, S UXXAR; TALHER, ST. JAMES; PORTA-VELAS, STELLA FERRAZ CERÂMICA; GUARDANAPO, ROUPA DE MESA; TECIDO, D ONATELLI

06_09_menu_ajinomoto_ED2.indd 7

10/13/09 5:30:05 PM


8

ARROZ COM BRÓCOLIS E AMÊNDOAS

GUARDANAPO, ROUPA DE MESA; TECIDO, D ONATELLI

menu ajinomoto es

porçõ

AGRADECIMENTOS: BOWL, PRATOS E COPOS, SUXXAR;

INGREDIENTES 3 colheres (sopa) de manteiga sem sal; 1 xícara (chá) de arroz parboilizado cru, lavado e escorrido; 2 xícaras (chá) de água fervente (400 ml); 2 colheres (chá) de RECEITA DE CASA™ sem Pimenta; 2 xícaras (chá) de brócolis cortado em buquezinhos (100 g); meia xícara (chá) de amêndoas, sem pele, cortadas em lascas, torradas (40 g) MODO DE PREPARO Em uma panela média, coloque a manteiga e leve ao fogo médio para derreter. Junte o arroz e refogue por 2 minutos. Acrescente a água e o RECEITA DE CASA™, abaixe o fogo e cozinhe, com a panela semitampada, por 10 minutos. Adicione os brócolis, mexa delicadamente e cozinhe por mais 5 minutos ou até que o arroz esteja macio e seco. Retire do fogo, acrescente as amêndoas e deixe descansar, com a panela tampada, por 10 minutos. Sirva em seguida.

 FÁCIL  15 MINUTOS

5

es

porçõ

PRATO

PRATO

DICA: as amêndoas são ricas em gorduras poli-insaturadas e, portanto, seu consumo moderado é benéfico à saúde do coração, pois auxilia na redução dos níveis de colesterol no sangue.

 FÁCIL  1O MINUTOS

AGRADECIMENTOS: PRATOS, SPICY; TALHER, ST. JAMES; GUARDANAPO, ROUPA DE MESA; TECIDO, DONATELLI

SALADA COM VINAGRETE DE CEBOLA ROXA

06_09_menu_ajinomoto_ED2.indd 8

INGREDIENTES 1 cebola roxa cortada em cubinhos; 1 tomate médio, sem sementes, cortado em cubinhos; 3 colheres (sopa) de salsa picada grosseiramente; 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco; meia xícara (chá) de água (100 ml); meia xícara (chá) de azeite de oliva (100 ml); 2 sachês de Tempero SAZÓN® Salada; 1 colher (chá) de sal; 2 folhas de alface rasgadas (40 g); meio maço pequeno de agrião (100 g); 1 e meia xícara (chá) de palmito pupunha em conserva cortado em tirinhas (250 g); 1 manga cortada em cubinhos (450 g) MODO DE PREPARO Em uma tigela média, coloque a cebola, o tomate, a salsa, o vinagre, a água, o azeite, o Tempero SAZÓN® e o sal, e misture bem. Em um prato de servir, disponha a alface, o agrião, o palmito e a manga, e sirva acompanhada do vinagrete. DICA: o pupunha é um ótimo substituto do palmito porque apresenta sabor e textura muito similares e, além disso, é ecológico, pois a árvore não é derrubada após sua extração.

10/13/09 5:30:35 PM


po

INGREDIENTES 1 envelope de gelatina em pó, sem sabor, incolor; 3 caixinhas de creme de leite light (600 g); 1 xícara (chá) de açúcar; 1 copo de iogurte natural desnatado; meia xícara (chá) de damascos secos cortados em cubinhos (75 g); 3 xícaras (chá) de água (600 ml); 1 envelope de MID® Pêssego

9 AGRADECIMENTOS: TAÇAS, SPICY; TALHER, ST. JAMES; TECIDO, D ONATELLI

1r0ções

PANNA COTTA COM CALDA DE FRUTAS AMARELAS

06_09_menu_ajinomoto_ED2.indd 9

 FÁCIL  1 HORA (+ 2 HORAS DE GELADEIRA)

FOTOS: R ICARDO D’ANGELO

DICA: para verificar o ponto, a calda deve formar um fio depois de uma só gota pingar da colher.

PRATO

MODO DE PREPARO Em uma tigela pequena, coloque a gelatina e 5 colheres (sopa) de água, e deixe hidratar por 1 minuto. Leve ao micro-ondas por 15 segundos, retire do forno e mexa bem. Em uma panela, coloque o creme de leite e o açúcar, e leve ao fogo médio até aquecer. Junte a gelatina e misture bem até dissolver completamente. Retire do fogo, deixe esfriar e adicione o iogurte mexendo até ficar homogêneo. Divida em taças individuais e leve à geladeira por 2 horas ou até ficar firme. Em uma panela pequena, coloque o damasco, a água e o MID®, e misture bem. Leve ao fogo médio e deixe cozinhar por 20 minutos ou até obter o ponto de fio e o damasco estar hidratado. Retire do fogo e espere esfriar. Regue a “panna cotta” e sirva em seguida.

10/13/09 5:30:43 PM


oba, hoje é dia de...

Festa!

SURPREENDA SEUS AMIGOS COM COMIDINHAS DELICIOSAS E PRÁTICAS QUE FOGEM DAS CLÁSSICAS COXINHAS E RISOLES

010_013_hojeédia_ED2.indd 10

10/13/09 4:39:22 PM


11 10es

A

porçõ

AGRADECIMENTOS: REFRATÁRIO, S UXXAR; TECIDO, D ONATELLI

s amizades são o tempero da vida, diz a sabedoria popular. Existem até pesquisas que relacionam a convivência com os amigos com a presença no organismo de substâncias benéficas, como a endorfina, que provoca uma sensação geral de bem-estar. E existe prazer maior que receber uma boa turma de amigos próximos para uma reunião regada a bebidinhas e quitutes saborosos? Nessas horas o que sempre vem à cabeça são os clássicos salgadinhos, normalmente tão deliciosos quanto recheados de calorias. Pensando em deixar sua mesa de festa mais colorida, saborosa e aromática, acrescentando novas delícias às habituais, criamos e testamos receitas de algumas comidinhas com ingredientes saudáveis e nem por isso menos deliciosos. Chame os amigos e prove o guacamole, o escondidinho de kani e o crumble de abacaxi com maçã. Com certeza, você e sua turma chegarão ao final da festa com uma dose extra de endorfinas e outras substâncias benéficas ao organismo!

ESCONDIDINHO DE KANI INGREDIENTES

1 cenoura pequena picada, cozida e espremida (120 g); 4 batatas grandes picadas, cozidas e espremidas (1 kg); 3 colheres (sopa) de margarina sem sal; 2 colheres (chá) de sal; 1 colher (chá) de AJI-NO-MOTO®; 1 colher (sopa) de óleo; meia cebola média picadinha; 1 tomate, sem sementes, picadinho; 400 g de kani kama desfiado; 3 colheres (sopa) de cebolinha picada

PRATO

MODO DE PREPARO

Em uma tigela média, misture vigorosamente a cenoura, a batata, a margarina, 1 e meia colher (chá) de sal e meia colher (chá) de AJI-NO-MOTO® até obter um purê homogêneo. Em outra tigela, coloque o óleo, a cebola, o tomate, o kani kama, a cebolinha, o sal e o AJI-NO-MOTO® restantes, e misture bem. Divida a mistura em refratários individuais e cubra com o purê. Leve ao forno médio (180 oC), preaquecido, por 20 minutos ou até dourar levemente a superfície. Retire do forno e sirva em seguida.

 FÁCIL  30 MINUTOS

DICA: você pode preparar os escondidinhos de véspera, reservá-los na geladeira e levá-los ao forno momentos antes de servir.

010_013_hojeédia_ED2.indd 11

10/13/09 4:39:32 PM


GUACAMOLE INGREDIENTES 1 abacate maduro picado (500 g); 1 tomate pequeno maduro, picado; meia cebola pequena, picada; 1 dente de alho picado; 3 colheres (sopa) de suco de limão; 1 sachê de Tempero SAZÓN® Sabor do Nordeste; meia colher (chá) de SABOR A MI® com Pimenta; 170 g de salgadinho de milho

AGRADECIMENTOS: PRATO E BOWL, STELLA FERRAZ CERÂMICA; GUARDANAPO, ROUPA DE MESA; TECIDO, DONATELLI

oba, hoje é dia de...

MODO DE PREPARO Em uma tigela média, coloque o abacate e amasse com o auxílio de um garfo. Junte o tomate, a cebola, o alho, o suco de limão, o Tempero SAZÓN® e o SABOR A MI®, e misture bem. Sirva acompanhando o salgadinho de milho.

PRATO

DICA: para preparar uma receita bem típica, substitua os salgadinhos de milho por tortillas, um tipo de pão em discos finos, feito de farinha de milho e assado em chapa de metal. É a base de muitos pratos típicos mexicanos e, quando frita em imersão, fica crocante e deliciosa para acompanhar o guacamole. Geralmente, é encontrada em supermercados nas gôndolas de pães.  FÁCIL  10 MINUTOS

8 es

porçõ

010_013_hojeédia_ED2.indd 12

10/13/09 4:39:43 PM


13

INGREDIENTES Meio abacaxi maduro picado (600 g); meia xícara (chá) de açúcar mascavo; meia xícara (chá) de açúcar; meia xícara (chá) de água (100 ml); 2 xícaras (chá) de farinha de trigo (220 g); meia xícara (chá) de margarina sem sal, gelada, cortada em pedacinhos; 1 envelope de MID® Maçã; 3 colheres (sopa) de castanha-do-pará picada (25 g); 1 litro de sorvete de coco

AGRADECIMENTOS: BOWLS, SUXXAR

1por0ções

GUARDANAPO, ROUPA DE MESA TECIDO, D ONATELLI

CRUMBLE DE ABACAXI COM MAÇÃ

MODO DE PREPARO Em uma panela média, coloque o abacaxi, o açúcar mascavo, o açúcar e a água, e leve ao fogo médio para aquecer. Deixe cozinhar por 10 minutos, ou até o abacaxi começar a desmanchar. Retire do fogo e transfira para um refratário retangular pequeno (16 x 26 cm). Em uma tigela, coloque a farinha de trigo, a margarina, o MID® e a castanha-do-pará, e misture com a ponta dos dedos até obter uma farofa úmida. Espalhe sobre o abacaxi e leve ao forno médio (180 oC), preaquecido, por 30 minutos ou até dourar a farofa. Retire do forno, corte em quadradinhos e sirva em seguida, acompanhado do sorvete de coco.

 FÁCIL  2O MINUTOS (+30 MINUTOS DE FORNO)

FOTOS: R ICARDO D’ANGELO

PRATO

DICA: o “crumble” é uma sobremesa típica britânica composta de uma compota de fruta coberta de farofa crocante.

010_013_hojeédia_ED2.indd 13

10/13/09 4:39:53 PM


giro

Terra da magia

CURITIBA GANHA ARES DE CENÁRIO DE CONTO DE FADAS PARA AS FESTAS DE FIM DE ANO

P

arece cena de desenho animado da Disney: das janelas de um prédio todo iluminado e enfeitado, um coro infantil de 160 vozes canta clássicos de Natal e da música popular brasileira. No fim, um espetáculo de luzes e fogos de artifício de tirar o fôlego. Se você não conhece Curitiba, a organizada capital do Paraná, não pode escolher temporada melhor para ir até lá que o período de festas de fim de ano. A cidade, que já é bonita por sua própria conta, enfeita-se toda para o Natal e fica parecendo um cenário de conto de fadas. Neste ano, os concertos no Palácio Avenida, sede do banco HSBC, começarão no dia 27 de novembro e ficarão em cartaz até o dia 20 de dezembro, sempre de sextafeira a domingo. São imperdíveis para a família inteira. Além da beleza rítmica e melódica, o evento tem como estrelas crianças carentes de instituições curitibanas que são beneficiadas por um programa de educação o ano todo. Depois de emocionar-se com o show de belas canções, que ocorre sempre à noite (a programação completa estará no site www2.hsbc.com.br/hs/quem_somos/cultural), é hora de descansar para aproveitar o dia seguinte conhecendo a cidade. Uma boa dica é primeiro visitar os principais pontos turísticos no segundo andar do ônibus turístico, sentado nas poltronas ao ar livre. Das 9 às 17h30, de meia em meia hora, a Linha de Turismo parte da Praça Tiradentes, passa por 25 pontos e deixa os passageiros no mesmo lugar depois de 2h40 de passeio. Isso se o visitante não decidir parar em algum lugar: pelo preço de 16 reais, ele recebe uma cartela com cinco tíquetes que permite um total de cinco embarques, com direito a passar algum tempo em quatro lugares escolhidos. Os veículos têm sistema de som e fornecem informações sobre os locais em três idiomas: português, inglês e espanhol.

014_015_giro_curitiba_ED2.indd 14

A lista completa dos pontos turísticos da rota do ônibus está no site www. viaje.curitiba.pr.gov.br, no link Linha Turismo. Está lá, por exemplo, o bairro Santa Felicidade, uma colônia formada em 1878 por imigrantes italianos e principal ponto gastronômico da cidade. Passear por suas ruas de casas típicas antes de comer em um dos bons restaurantes do local é uma boa pedida para dias ensolarados. Outro ponto disputado é a Torre Panorâmica Brasil Telecom, que oferece uma vista em 360 graus da cidade de uma altura equivalente à de um edifício de 40 andares.

Ar puro

De lá é possível avistar a grande quantidade de áreas verdes de Curitiba. São parques para todos os gostos. Um dos mais conhecidos é o Jardim Botânico, inspirado nos jardins franceses, com uma grande estufa de metal e vidro, museu botânico, mata nativa, trilhas e o espaço cultural Frans Krajcberg. O Bosque do Papa e o Memorial Polonês, que dividem o mesmo endereço, têm sete casas de troncos, à moda polonesa, e bosque nativo. Foi inaugurado logo após a visita do papa João Paulo II a Curitiba, em 1980. A comunidade germânica está representada no Bosque Alemão, que tem a trilha de João e Maria, do conto dos Irmãos Grimm (aqueles que se perdem porque deixaram pedaços de pão depois comidos por pássaros para marcar o caminho de casa), a Casa Encantada, o Oratório Bach, em homenagem ao compositor, e a Torre dos Filósofos, um bom lugar para refletir observando a bela vista da cidade. Alemães, poloneses e... índios. O Parque Tingui lembra os primeiros habitantes da região, os índios tingui. O espaço verde também abriga o Memorial Ucraniano,

10/13/09 4:42:48 PM


15

FOTOS DIVULGAÇÃO

que tem como principal atração uma réplica da Igreja de São Miguel, localizada no interior do Paraná. A construção, com telhas de pinho, madeiras tingidas e cúpula de bronze, é sede de um museu. Outro parque que vale a pena conhecer é o Tanguá, que fica às margens do Rio Barigui e tem amplos espaços verdes, ancoradouro, pista para caminhada e corrida, ciclovia e um túnel aberto na rocha unindo os lagos.

Cultura

Entre as atrações culturais, o Museu Niemeyer é sem dúvida o mais impressionante. Seu ponto alto é um imenso olho de quatro pavimentos pousado sobre uma base quadrangular, de concreto, criando um efeito surpreendente: é como se o grande bloco de algumas toneladas levitasse. E quem gosta de teatro pode visitar um espaço inovador e único no país, a Ópera de Arame. Toda feita de tubos de aço e com teto de policarbonato transparente, a construção integra-se perfeitamente à natureza ao redor, uma antiga pedreira com mata, lago de carpas, cascata de 10 metros e várias espécies de aves. Ao lado, a Pedreira Paulo Leminski, palco de grandes shows e eventos, e a biblioteca informatizada Farol das Cidades.

O Parque Tanguá e, abaixo, o Museu Niemeyer e o frango Kiev do restaurante Durski, que tem menu degustação de comida ucraniana e polonesa

Água na boca

Quem vai a Curitiba não pode deixar de provar a comida mais conhecida do Paraná, o barreado. Trata-se de um prato à base de carne e toucinho, com vários temperos, que fica cozinhando por 10 horas em uma panela de barro. As frestas entre a tampa e a panela são cobertas por uma mistura de farinha de mandioca e água. Daí vem o nome do prato: barrear, para os paranaenses, é calafetar. Um dos melhores lugares para provar o barreado é o restaurante Armazém Santo Antonio (Rua Solimões, 344, São Francisco), eleito pelo júri da Veja Curitiba como o melhor de cozinha brasileira da cidade. Outra possibilidade é o Restaurante Escola do Senac (Rua André de Barros, 750), que serve o prato no almoço das quintas-feiras. As poderosas comidas da Ucrânia e da Polônia, feitas sob medida para enfrentar o frio glacial da região eslava, são outra atração gastronômica de Curitiba. No Durski (Rua Jaime Reis, 254, São Francisco), um menu degustação reúne pratos com nomes esquisitos como o platzki (panqueca crocante de batatas) e kutiá (grãos de trigo cozidos em calda de leite condensado, frutas secas e nozes). Para os turistas que gostam de cardápios variados, o restaurante ideal é o Babilônia Gastronomia & Cia. Eleito pela Veja Curitiba como o melhor restaurante de comida variada da cidade, junto com o Boulevard, também tem o melhor fim de noite de Curitiba. A fama se explica pelas sopas, risotos, massas, carnes e batatas suíças, servidas na madrugada, e pelo café da manhã, disponível das 4 às 11 h. Uma boa forma de garantir a energia necessária para os muitos passeios que a cidade oferece!

014_015_giro_curitiba_ED2.indd 15

A Ópera de Arame; abaixo, o Jardim Botânico, o barreado do restaurante do Senac e o ônibus turístico de dois andares

10/13/09 4:43:05 PM


bem-estar

016_019_caminhada.indd 16

10/13/09 4:47:28 PM


17

Pé na estrada CAMINHAR É FÁCIL E SÓ EXIGE BOA VONTADE E PEQUENOS CUIDADOS

D

entre todas as possibilidades de atividade física, nem o futebol, o esporte mais popular do país, é tão simples de praticar quanto a caminhada. Se a falta de uma bola ou a ausência de parceiros impede a partida, basta podermos andar para banir o sedentarismo de nossa vida. A caminhada é o exercício mais natural do ser humano, e também o menos exigente em termos de equipamentos e companhia. Tendo boa vontade, qualquer um pode começar. Mas não se deve simplesmente sair andando. Há alguns cuidados que devem ser tomados para que a atividade só faça bem à saúde – e não cause lesões nem complicações cardiovasculares. Antes de tudo, é recomendável procurar um clínico-geral e fazer um teste ergométrico. Um cardiograma e um hemograma, para verificar os níveis de ferro e colesterol, também são importantes. Feito o check-up, é hora de se pro-

016_019_caminhada.indd 17

10/13/09 4:47:35 PM


bem-estar gramar e reservar pelo menos dois dias por semana para fazer a atividade regularmente. “Para os iniciantes, isso é o suficiente. Quem começa forçando a barra desiste logo”, diz Alexandre Salicio, diretor técnico da Cronos Assessoria Esportiva. Ele recomenda que, a princípio, o tempo de caminhada varie de 15 a 30 minutos. “Meia hora já dá resultados fisiológicos significativos, como a redução do nível de colesterol, a melhora da qualidade do sono e o combate à obesidade. Menos tempo que isso também é válido, mas os resultados se restringem ao nível psicológico, já que a pessoa se sente mais bem disposta, inserida na sociedade, e abandona a imagem de sedentária.” Prevenção da osteoporose e combate à depressão são outros benefícios que a atividade proporciona.

Previna riscos

Comece alongando os braços acima da cabeça, com as mãos entrelaçadas. Primeiro para o alto, depois para a esquerda e, finalmente, para a direita. Conte pelo menos até 20 em cada posição. Depois, alongue a coxa segurando um pé de cada vez.

Antes do primeiro passo, prepare seu corpo para o exercício: • Use um calçado adequado, de preferência tênis com solado plano e macio, que não pressione a ponta dos dedos nem aperte o peito do pé. • Faça alongamento por 5 a 10 minutos antes e depois do exercício. • Faça também um aquecimento, estimulando a circulação sanguínea, girando as articulações dos punhos, tornozelos, braços e pescoço. Dê pulinhos. • Faça uma alimentação balanceada. Dê preferência ao consumo de carboidratos (massas, pães) de 30 a 60 minutos antes do exercício, e ao consumo de proteínas (frios, carnes) de 10 a 30 minutos depois.

Respeite seus limites

Mal praticada, a caminhada pode machucar. O corpo dá alguns sinais para avisar que está na hora de diminuir o ritmo ou parar: • Aumento súbito da frequência cardíaca. • Aumento brusco da sudorese. • Sensação de ardência e queimação nas panturrilhas e canelas. • Boca seca. • Dor na parte lateral do abdome.

Controle o coração

Com a ponta dos dedos junto ao pulso ou pescoço é possível contar os batimentos cardíacos. A medição deve ser feita a cada 10 minutos e deve estar dentro da faixa de segurança, sem ultrapassar o maior número (que é a frequência cardíaca máxima): • • • •

016_019_caminhada.indd 18

De 29 a 33 batimentos a cada 15 seg. para quem tem 30 anos. De 27 a 31 batimentos a cada 15 seg. para quem tem 40 anos. De 25 a 29 batimentos a cada 15 seg. para quem tem 50 anos. De 24 a 28 batimentos a cada 15 seg. para quem tem 60 anos.

10/13/09 4:47:58 PM


P l a n i l h a d e t r e i n o pa r a i n i c i a n t e s Segunda

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sábado

Domingo

1 semana a

descanso

30 min. – LV

descanso

30 min. – LV

descanso

40 min. – LV

descanso

descanso

40 min. – LV

descanso

descanso

50 min. – MO

descanso

descanso

60 min. – MO

descanso

descanso

60 min. ritmo moderado

descanso

descanso

60 min. ritmo moderado

descanso

descanso

20 min. – LV / 25 min. – FT 15 min. – LV

descanso

descanso

20 min. – LV / 30 min. – FT 10 min. – LV

descanso

2 semana a

descanso

35 min. – LV

descanso

35 min. – LV 3 semana a

descanso

35 min. – MO

descanso

35 min. – LV 4 semana a

descanso

35 min. – MO

descanso

35 min. – MO 5 semana a

descanso

10 min. – LV / 15 min. – MO 5 min. – FT / 5 min. – LV

descanso

10 min. – LV / 15 min. – MO 5 min. – FT / 5 min. – LV 6a semana

descanso

10 min. – LV / 15 min. – MO 10 min. – FT / 5 min. – LV

descanso

10 min. – LV / 15 min. – MO 10 min. – FT / 05 min. – LV 7a semana

descanso

5 min. – LV / 20 min. – MO 20 min. – FT / 5 min. – LV

descanso

5 min. – LV / 15 min. – MO 25 min. – FT / 5 min. – LV

descanso

5 min. – LV / 20 min. – MO 20 min. – FT / 5 min. – LV

descanso

5 min. – LV / 15 min. – MO 25 min. – FT / 5 min. – LV

8ª semana

Legenda: LV = ritmo leve: 50% a 60% da frequência cardíaca máxima MO = ritmo moderado: 60% a 70% da frequência cardíaca máxima FT = ritmo forte: 70% a 80% da frequência cardíaca máxima fonte: cronos assessoria

fotos: Calu Machado

Sente em um banco e dobre uma das pernas, esticando o braço até alcançar o pé. Conte até 20 e troque a posição das pernas.

016_019_caminhada.indd 19

10/13/09 4:48:04 PM


entrevista

N

Delícias de lua de mel

o apartamento do casal Larissa Maciel e André Surkampf, empresário e ex-músico da banda Bidê ou Balde, a vida é alegre e cheia de delicadezas. Eles casaram em setembro, após nove anos de relacionamento, e fazem questão de tomar o café da manhã e jantar juntos todos os dias. Na geladeira, tem sempre um champanhe geladinho pronto para um brinde inesperado. “Ela é a brisa de todas as manhãs para mim”, diz o marido apaixonado. “Ele tem todas as qualidades que eu esperava em um homem”, devolve ela. No casamento, eles distribuíram lencinhos para os convidados e no convite vinha estampada a frase: “Não segure a emoção”.

LARISSA MACIEL, A MAYSA DA MINISSÉRIE, CURTE A VIDA DE RECÉMCASADA

020_021_entrevista_ED2_VERSAO3.indd 20

10/13/09 4:53:14 PM


Paquera na fila

A primeira vez que Larissa e André conversaram foi em um bar na capital gaúcha, cidade natal dos dois. “Nós nos conhecemos mais precisamente na fila do banheiro, o que prova que

020_021_entrevista_ED2_VERSAO3.indd 21

se pode encontrar o amor em qualquer lugar.” Larissa faz planos de longo prazo com o marido. “O André me faz feliz todos os dias. Desde que fiquei com ele pela primeira vez soube que queria ficar velhinha ao lado dele.” O maridão não é menos apaixonado. “Entre os aspectos que mais admiro na Lari estão o senso de humor e a visão positiva da vida. Ela é divertida e inteligente, sem falar que é linda. Vejo o casamento como uma declaração de amor. É a bênção da vida.” O casal está determinado a aproveitar bem a vida a dois antes de ter filhos. Larissa brinca: “A gente demorou nove anos para casar, então é nesse ritmo que pretendemos ter filhos”. Os dois sofreram com a distância no começo da carreira artística de Larissa. Ela teve de se mudar para o Rio de Janeiro para gravar a minissérie e ficou um ano longe de seu amado, além de ter de viver em hotel e mudar alguns hábitos. Acostumada a cozinhar as próprias refeições, passou a comer fora, sempre nos intervalos das gravações. Mas, mesmo assim, não se descuidou. “Procurei não mudar muito o que estou acostumada a comer. Mesmo que o hotel tivesse um café da manhã maravilhoso, ficava no iogurte, cereal e café preto, como faço em casa. A não ser que eu soubesse que não teria tempo de almoçar. Aí, dava uma reforçada. Opto sempre por refeições leves durante o almoço e o jantar, assim me sinto mais bem disposta para o trabalho”, diz.

Adoro cozinhar, tenho prazer em preparar o alimento que vamos comer. Adoro inventar pratos, fazer experiências.” – Larissa Maciel

O casal em Monte Carlo, Mônaco; e Larissa posa na Casa de Cultura Mario Quintana, antigo Hotel Majestic, em Porto Alegre

FOTO: FERNANDA DAVOGLIO

À mesa, o clima é de felicidade total. Os dois gostam de gastronomia, colocam a mão na massa e dão show. “Eu adoro cozinhar, tenho prazer em preparar o alimento que vamos comer. Adoro inventar pratos, fazer experiências. Mas tenho um bom repertório de receitas infalíveis às quais recorro também. Aprendi muita coisa com minha mãe, que cozinha divinamente! O André também cozinha bem, mas exerce essa função com menos frequência“, diz a atriz, que ganhou fama nacional quando interpretou a cantora Maysa na minissérie global de mesmo nome, no primeiro semestre deste ano. E não é só no fogão que eles dividem as tarefas. André costuma ajudar em tudo, desde a decoração e a limpeza até a organização do apartamento. Acostumados a morar na casa dos pais, eles estão se adaptando à vida de casados, e seguem alguns hábitos adquiridos com a família. “Eu cresci tendo a oportunidade de comer os legumes, verduras, frutas e ovos do sítio dos meus pais. Então, quando cheguei ao Rio, senti bastante diferença. Por isso dou preferência a produtos orgânicos, apesar de eles serem mais caros”, diz Larissa. Em suas receitas, tudo tem de ser saudável, desde os ingredientes até a forma de preparo. “Eu me preocupo em preparar os alimentos de forma que conservem as propriedades nutritivas”, conta Larissa. Seu prato preferido é o bacalhau à Gomes de Sá que sua mãe faz, uma cozinheira de mão-cheia que lhe ensinou muitas coisas. Em seguida, vem o prato mais característico de seu estado. “Adoro churrasco! Principalmente quando preparado por meu pai ou meu irmão. Sempre que vamos para Porto Alegre é sagrado o churrasco e o café com os biscoitos que a família do André faz!” Os famosos biscoitos da família Surkampf inclusive foram servidos no casamento, acompanhando o cafezinho.

21

10/13/09 4:53:20 PM


vida saudável

Frescurinhas de

4

es

porçõ AGRADECIMENTOS: JARRA E COPO, S UXXAR; TECIDO, D ONATELLI

VOCÊ AINDA ACREDITA QUE PARA EMAGRECER PRECISA PASSAR FOME E COMER PRATOS INSOSSOS? NOSSAS RECEITAS PROVAM QUE É POSSÍVEL ALIAR BOA FORMA E PRATOS SABOROSOS

verão

022_023_vida light_ED2.indd 22

refrescante

PRATO

A

temporada de altas temperaturas está chegando e, com ela, entra em cena o temor de exibir o corpo em biquínis e maiôs na praia ou na piscina. É claro que iniciar um regime tirânico a esta altura não vai deixar você com o corpinho da Gisele Bündchen antes da gravidez, mas tomar medidas que possam garantir uma perda gradual e definitiva das gordurinhas extras já dá uma ajuda e tanto na sua autoestima e nos seus planos de emagrecimento. Selecionamos duas sugestões que podem ser usadas em todo o verão ou sempre que os ponteiros do termômetro subirem um pouco: um suco refrescante de goiaba com hortelã e uma salada de folhas e queijo de coalho, que alimenta sem extrapolar sua cota diária de calorias. E o melhor: tanto um quanto o outro podem ser servidos para a família inteira, pois além de ter poucas calorias são saudáveis e deliciosos. Sinta o prazer de entrar em forma sem perder a satisfação de saborear um bom prato!

 FÁCIL  3 MINUTOS

BEBIDA DE GOIABA E HORTELÃ INGREDIENTES 1 litro de água gelada; 1 envelope de MID® Goiaba; 3 colheres (sopa) de folhas de hortelã (15 g) MODO DE PREPARO No copo do liquidificador, coloque a água, o MID® e a hortelã, e bata por 1 minuto ou até ficar homogêneo. Sirva em seguida. DICA: para obter apenas o sabor da hortelã sem os pedacinhos, passe a bebida pelo coador antes de servir.

10/13/09 4:56:42 PM


agridoce

SALADA DE FOLHAS E QUEIJO DE COALHO COM MOLHO DE MELADO

8

INGREDIENTES

es

porçõ

PRATO

3 colheres (sopa) de melado de cana; 2 colheres (sopa) de água; 2 colheres (sopa) de vinagre balsâmico; 5 colheres (sopa) de azeite de oliva; 2 colheres (chá) de AJI-SAL®; 150 g de queijo de coalho cortado em fatias; meio maço de rúcula (75 g); 3 folhas de alface-crespa picada; 1 pé de alface-frisée; 1 tomate, sem sementes, cortado em pétalas; 1 xícara (chá) de croûtons (35 g)

AGRADECIMENTOS: BOWLS, S UXXAR; TECIDO, D ONATELLI

23

 FÁCIL  15 MINUTOS

MODO DE PREPARO

DICA: prepare o queijo de coalho momentos antes de servir porque, depois de frio, ele adquire uma consistência indesejável.

022_023_vida light_ED2.indd 23

FOTOS: R ICARDO D’ANGELO

Em uma tigela pequena, coloque o melado de cana, a água, o vinagre, o azeite, e o AJI-SAL®, e misture bem. Em uma grelha quente, untada, coloque as fatias de queijo de coalho e frite-as por 2 minutos de cada lado ou até dourarem. Retire do fogo e reserve aquecidas. Em um prato de servir, disponha a rúcula, a alface-crespa, a alface-frisée, o tomate, os croûtons e as fatias de queijo. Regue com o molho ou sirva-o à parte.

10/13/09 4:56:55 PM


sua casa

024_027_suacasa_ED2.indd 24

10/13/09 5:45:09 PM


25

Mais alegria na sua festa O PRIMEIRO PASSO PARA FAZER DE SUA RECEPÇÃO UM SUCESSO É CUIDAR DIREITINHO DA DECORAÇÃO DA MESA E DA CASA: CAPRICHE EM ACESSÓRIOS BONITOS E DIVERTIDOS

Fábio Arruda usa toalhas com estampa de histórias em quadrinhos: ousadia e cuidado com o equilíbrio entre formas e cores

024_027_suacasa_ED2.indd 25

10/13/09 5:45:21 PM


sua casa

OUSE

Tudo deve contribuir para uma decoração harmônica: brinque com a disposição dos copos, talheres, pratos, guardanapos e plantas

BEBIDAS GELADAS

É imprescindível um balde com gelo para que as bebidas continuem na temperatura adequada todo o tempo da festa. Para evitar que os convidados enxuguem as mãos na toalha da mesa ou deixem cair água no tapete, disponha alguns guardanapos com essa finalidade. Fábio amarrou dois na alça da jarra de água e também no balde das cervejas

TUDO LIMPINHO

Não se esqueça de sempre colocar descansos embaixo dos talheres: caso contrário, o resultado será uma toalha de mesa suja antes mesmo de a festa acabar

024_027_suacasa_ED2.indd 26

10/13/09 5:45:49 PM


Q

uando chega o fim do ano, com as festas e as férias, as visitas de parentes e amigos são mais constantes e sempre surgem dúvidas na hora de decorar a casa para as festas. O que é essencial? Que estilo de acessórios e utensílios usar? O consultor de etiqueta e comportamento Fábio Arruda aceitou o desafio de criar uma mesa à americana e ensinou alguns truques espertos para surpreender seus convidados. Mas a principal dica é mais filosófica que prática: escolha produtos divertidos e alegres, pois esse já é meio caminho andado nos preparativos que podem levar ao sucesso sua recepção. “Na hora de escolher a decoração, use a criatividade e aproveite o que você tem em casa”, diz o consultor. Ele sugere o aluguel de objetos em casas especializadas, caso o anfitrião não tenha todas as peças essenciais. Primeiro, calcule o número total de convidados. A partir daí, você vai decidir a quantidade de comida, bebidas, talheres e copos. Lembre-se: é sempre melhor sobrar que faltar. Não é nada elegante ter de lavar os pratos no meio da festa. Portanto, se você vai receber dez pessoas, garanta pelo menos 15 pratos e talheres. Para dar um toque mais sofisticado, use guardanapos de pano: os de papel são mais adequados para o dia a dia. Comprar um tecido e mandar fazer a quantidade necessária é uma alternativa para gastar menos. Na hora de servir a mesa, tudo precisa estar disponível e ao alcance de todos que estiverem no local. Divida a mesa: de um lado os talheres, pratos e guardanapos e, do outro, as bebidas, copos e taças, dependendo do que você pretende servir. É sempre bom ter, além da água gelada, outras opções de bebidas. “Sirva espumantes nacionais. Existem boas marcas a preços acessíveis”, diz Fábio. Sobre a mesa, não precisa ser tudo da mesma cor. É possível, por exemplo, misturar duas toalhas com estampas floridas diferentes, desde que a padronagem e as cores combinem. Fábio, por exemplo, optou por uma toalha com histórias em quadrinhos, sobrepondo uma preta a uma branca, as cores em total harmonia. “Hoje em dia não existem normas, mas é preciso ter noções para harmonizar formas, tamanhos e cores.”

27

AGRADECIMENTO: WWW.DFILIPA.COM.BR

MUITOS BUQUÊS

Os guardanapos foram arrumados em formato de buquê. É muito simples: basta pegar com a ponta dos dedos o centro do guardanapo aberto e puxar, reunindo vários com a outra mão, e depois colocar sobre um suporte que pode ser um revisteiro. Espalhe flores pela casa, mas lembre-se de escolher espécies sem aromas, porque os cheiros podem atrapalhar a degustação dos pratos

024_027_suacasa_ED2.indd 27

10/13/09 5:46:15 PM


delícias da estação

Tomate:1001utilidades C

om alta concentração de umami, aquele gosto que deixa tudo mais saboroso, o tomate é quase unanimidade em todas as culinárias predominantes no Brasil. Não é à toa que sua produção alcançou os 3,7 milhões de toneladas em 2008, movimentando quase 16% do PIB total de hortaliças no país. O sucesso tem várias explicações: “O tomate é um ingrediente fantástico, serve de base para todos os molhos escuros e dá sabor e cor aos alimentos. A gente come primeiro com os olhos”, diz Martha Autran, professora de culinária na Universidade Anhembi Morumbi e chef da NaDeli Delicatessen, na cidade de São Paulo. Esse apelo visual com certeza é o que chama mais atenção na hortaliça, mas a maior qualidade atribuída ao tomate é a versatilidade. Com um pouquinho de imaginação dá para preparar vários pratos com ele, desde geleias, sopas e bolos salgados até drinques como o famoso Bloody Mary, feito com vodca, pimenta e suco de tomate temperado. Outro clássico que quase todo mundo conhece é o molho com manjericão para massa, um prato simples, prático e ideal para servir a amigos em jantares. Em outros molhos, lembra Martha, os açúcares presentes no tomate servem para dar densidade, proporcionando cor mais intensa e apetitosa, corpo aveludado e sabor inconfundível. No caso do tomate, o que reluz é ouro, sim, senhora. O vermelho tão atraente, que dá água na boca só de olhar, é indício da presença de um componente que as pesquisas científicas dizem produzir verdadeiros milagres na saúde: o licopeno. A substância, apontam vários estudos, é um poderoso antioxidante que combate os radicais livres e fortalece o sistema imunológico, prevenindo vários tipos de doença que se instalam no organismo quando ele não está apto a se proteger, inclusive o câncer. O licopeno é melhor absorvido na presença de gorduras saudáveis, portanto, é sempre bom acrescentar à receita um fio de azeite de oliva extravirgem. E o tomate é, também, fonte de potássio e vitamina C.

028_031_tomate.indd 28

USADO EM DRINQUES, SALADAS BÁSICAS E EM PRATOS SOFISTICADOS, A HORTALIÇA É UMA DAS MAIS CONSUMIDAS E VERSÁTEIS

TOMATE SECO DE MICRO-ONDAS RENDIMENTO: 250 G

INGREDIENTES

5 tomates pequenos, maduros e sem sementes, cortados em 4 partes iguais; 1 colher (chá) de AJI-SAL®; 1 colher (chá) de açúcar; 1 colher (chá) de vinagre; meia xícara (chá) de azeite de oliva (100 ml); 1 sachê Tempero SAZÓN® Sabor do Sul

MODO DE PREPARO

Em um prato grande, disponha os tomates com a pele voltada para baixo, salpique homogeneamente o AJI-SAL® e o açúcar, e leve ao micro-ondas por 5 minutos, na potência alta. Escorra o líquido formado e volte ao micro-ondas por mais 5 minutos ou até estarem macios. Dobre os pedaços de tomate ao meio, mantendo a pele por fora, e retorne ao micro-ondas por mais 3 minutos, ainda na potência alta, ou até os tomates murcharem. Retire do forno, escorra novamente e volte ao micro-ondas por mais 3 minutos ou até que a pele dos tomates esteja seca e enrugada. Deixe esfriar, transfira para um pote hermético e misture delicadamente o vinagre, o azeite e o Tempero SAZÓN®. Deixe tomar gosto de um dia para o outro, na geladeira. Sirva com salada, massa ou bruschetta. DICA: O cozimento no micro-ondas deve ser gradual e pausado para que o líquido formado pelos tomates seja sempre escorrido, possibilitando a desidratação do vegetal. Com o cozimento, a polpa do tomate tende a se soltar da casca. Para não deixar que isso ocorra, com o auxílio de um garfo, vá acomodando a polpa dentro da pele.

10/13/09 5:07:47 PM


 FÁCIL  30 MINUTOS (+ 12 H PARA TOMAR GOSTO)

028_031_tomate.indd 29

FOTO: R ICARDO D’ANGELO

PRATO

AGRADECIMENTOS: BOWL, SPICY; TÁBUA, S UXXAR

29

10/13/09 5:07:52 PM


delícias da estação Um dos alertas feitos por especialistas é quanto ao nível de contaminação por agrotóxicos que a hortaliça pode sofrer. O ideal seria consumir produtos orgânicos, mas como o preço ainda é abusivo, uma das dicas é retirar a casca, tanto no caso de molhos quanto no de saladas. Uma das formas de descascar o tomate com praticidade é espetar nele um garfo, levar ao fogo e girar a uma certa distância até que a casca se solte, retirando-a então com a faca. Martha Autran sugere uma receita fácil que pouca gente conhece, um verdadeiro clássico da cozinha francesa, o tomate recheado. Basta cortá-lo em dois pedaços, retirar-lhe as sementes e colocar no lugar legumes de sua preferência (cenoura, abobrinha etc.) ou cogumelos puxados no azeite e levemente temperados com SABOR A MI®. Importante: não se esqueça de colocar na mistura sobras de pão trituradas, levando ao forno por 5 minutos. “Na alta gastronomia, nada se desperdiça. Dá para aproveitar as sementes, passando-as na peneirinha e usando para fazer molhos”, diz Martha. O Sol é importantíssimo para melhorar a qualidade do tomate. Na hora de escolher, prefira os totalmente vermelhos para molhos ou consumo imediato, e os que estão mudando de verdes para maduros para conservar em casa por mais tempo. Evite comprar aqueles com furos, manchas ou ferimentos ou totalmente verdes, pois podem não amadurecer. Os tipos mais indicados para molho são os italianos; para salada, o Carmem; para lanches e outros preparados, o caqui; e para aperitivos e decoração, o tomate-cereja. Outra dica é colocar o tomate muito maduro na água fria antes de preparar a salada. Ele fica mais firme e fácil de cortar. E para dar um sabor melhor ao molho, equilibrando tempero e acidez, acrescente uma colher (café) de açúcar ou AJI-NO-MOTO® para finalizar.

Variedades

Conheça os tomates mais consumidos no Brasil

MAMOTARO

Tem excelente sabor e aparece nos rankings de mais saborosos do mundo

CRISTÓVÃO COLOMBO Os famosos molhos italianos fazem todo mundo pensar que o tomate seja originário da Europa. Mas os incas e astecas, habitantes da América do Sul e do México, já consumiam a hortaliça por volta de 700 anos a.C. Os historiadores acreditam que o primeiro a levar as sementes para a Europa tenha sido Cristóvão Colombo, o famoso navegador, em sua segunda vinda ao continente americano, no século XVI. No começo, os europeus tinham medo de comer a hortaliça, pois acreditavam que ela seria afrodisíaca e venenosa. Apenas a usavam para decoração. Mas logo passou a ser usada na culinária e, em 1889, um pizzaiolo que queria bajular os reis Umberto I e Margherita de Savóia inventou um clássico da cozinha italiana, a pizza Margherita. Querendo cobrir a redonda com as cores da bandeira italiana, ele colocou mussarela, tomate e manjericão, e mandou entregar a pizza para Suas Altezas. Nasciam aí a Margherita e o delivery de pizza...

028_031_tomate.indd 30

CAQUI

A variedade é indicada para saladas e lanches: não se esqueça de acrescentar um fio de azeite de oliva

10/13/09 5:08:01 PM


CEREJA

ITALIANO

Vai bem em molhos de todo tipo e também em saladas

DÉBORA

É a espécie mais recomendada para fazer tomate seco, pois possui mais carne e deixa o produto final mais gostoso

É o tipo ideal para ser usado inteiro em aperitivos ou saladas: além de delicioso, dá um belo efeito estético

31

CARMEM

Grandes e de gosto acentuado, rendem bem em saladas

HOLANDÊS

São vendidos em cachos e podem ser usados em saladas, assados e molhos

028_031_tomate.indd 31

10/13/09 5:08:29 PM


especial

A evolução dos caldos! OS CALDOS EM PÓ SÃO A VERSÃO MAIS ATUAL DO PRODUTO E LIVRARAM OS COZINHEIROS DE PASSAR HORAS AO FOGÃO

A

s donas de casa tarimbadas já sabem: sem um bom caldo, não há quem consiga deixar um risoto saboroso. Os gostos ficam desencontrados na boca, ou seja, o arroz continua com gosto de arroz: falta liga. E a regra se aplica a vários outros pratos. Seria como uma salada sem azeite. “O azeite é um grande amalgamador de sabores na boca, um elemento que cria união”, diz o chef Alex Atala, considerado o melhor do Brasil e dono do D.O.M., que ocupa o 24o lugar no ranking dos 50 melhores restaurantes do mundo do Guia S.Pellegrino. Ele afirma, no livro Escoffianas Brasileiras (Editora Larousse), que o caldo tem o mesmo papel: serve para criar um elo entre os ingredientes. É por isso que as donas de casa passavam horas ao fogão preparando essas verdadeiras poções capazes de deixar qualquer comida deliciosa. Caldos de legumes, de carnes e peixes exigiam pelo menos 2 horas de cozimento antes de o preparado poder ser coado e utilizado. Nos anos 60, junto com os movimentos de liberação da mulher, surgiu uma novidade que iria revolucionar o segmento: os caldos em cubo, que deram um up-grade nesse processo. Antes de usar, o cozinheiro geralmente costumava amassar, picar ou dissolver previamente o produto em água quente, num processo pouco prático. Mas o mercado ainda tinha muito a evoluir e, com o lançamento dos caldos em pó, a operação ficou bem mais fácil: é só abrir o saquinho, acrescentar o pó à preparação e esperar pelos elogios quando servir o prato à família ou aos convidados. No caso de assados, a praticidade é ainda maior, porque fica bem mais fácil espalhar o conteúdo do sachê sobre os ingredientes e obter um bom resultado em termos de sabor. Caldo SAZÓN® foi lançado no Brasil seguindo uma tendência mundial: em diversos países, o mercado de caldos é basicamente na forma em pó, seguindo a necessidade de conveniência e inovação. Foi pensando nisso que Caldo SAZÓN® ganhou novidades como o Frango com toque de shoyu, que dá um sabor oriental às preparações. Agora você pode escolher entre essa e outras versões como Caldo SAZÓN® Caseiro, Picanha com toque de alho, Bacon com toque de cebola, Galinha, Legumes, Carne e Costela. O grande desafio foi manter todo o sabor desejado pelas donas de casa, acrescentando a praticidade tão apreciada no dia a dia. Mas Caldo SAZÓN® trabalha constantemente para oferecer cada vez mais variedade e inovações, porque sabe que suas consumidoras são exigentes e fazem questão de sempre proporcionar o melhor à família.

032_033_CALDOS.indd 32

10/13/09 5:10:10 PM


FOTO: R ICARDO D’ANGELO

33

032_033_CALDOS.indd 33

10/13/09 5:10:16 PM


cantinho da leitora

8

Chuva de ideias

6

QUITUTE REFOGADO COM CHARQUE E CUSCUZ INGREDIENTES 4 colheres (sopa) de azeite de oliva; 3 dentes de alho amassados; 1 cebola grande picada; 1 kg de charque, limpo, demolhado e picadinho; 1 tomate grande, sem pele e sem sementes, picado; 2 sachês de Tempero SAZÓN® Sabor do Nordeste; 1 colher (sopa) de cheiro-verde picado; 1 lata de quitute, amassado (350 g); 1 pacote de farinha de milho em flocos pré-cozida (500 g); 1 e meia xícara (chá) de água (300 ml) ; 1 e meia colher (chá) de sal

MODO DE PREPARO Em uma panela média, coloque o azeite e leve ao fogo médio para aquecer. Junte o alho e a cebola, e refogue por 3 minutos ou até murcharem. Acrescente o charque, o tomate, 1 sachê de Tempero SAZÓN®, o cheiro-verde e o quitute, e cozinhe por 5 minutos ou até ficar cremoso. Retire do fogo e reserve. Em uma tigela média, coloque a farinha de milho, a água, o Tempero SAZÓN® restante e o sal, e misture bem. Transfira para a cuscuzeira* e leve ao fogo médio para ferver. Deixe sobre o vapor por 5 minutos ou até que os grãos adquiram liga. Retire do fogo e sirva acompanhado do quitute refogado.

es

PRATO

porçõ

 FÁCIL  30 MINUTOS

DICAS. 1. Quitute é o nome popular da carne enlatada, conhecida também como fiambre. 2. Caso você não tenha uma cuscuzeira, utilize um escorredor de macarrão sobre uma panela com água fervente. Forre o escorredor com um pano de prato, para que a farinha de milho não se perca entre os buracos.

 FÁCIL  2O MINUTOS (+ 30 MINUTOS DE FORNO)

FRANGO RECEITA DE CASA

INGREDIENTES 2 colheres (sopa) de azeite de oliva; 1 kg de coxa de frango; 3 colheres (chá) de RECEITA DE CASA™; 1 colher (chá) de AJI-NO-MOTO®; 2 colheres (sopa) de folhas de alecrim; 1 lata de cerveja; meia xícara (chá) de cebolinhas em conserva (80 g) MODO DE PREPARO Em uma panela grande, coloque o azeite e leve ao fogo alto para aquecer. Junte o frango, o RECEITA DE CASA™ e o AJI-NO-MOTO®, e frite por 10 minutos ou até mudar completamente de cor. Retire do fogo e transfira para um refratário médio. Acrescente o alecrim, a cerveja e as cebolinhas, e leve ao forno médio (180 oC), preaquecido, por 30 minutos ou até dourar. Sirva em seguida.

FOTOS: R ICARDO D’ANGELO ; AGRADECIMENTOS: . QUITUTE REFOGADO: PRATOS, STELLA FERRAZ CERÂMICA TECIDO, D ONATELLI FRANGO RECEITA DE CASA: REFRATÁRIO E PRATOS, STELLA FERRAZ CERÂMICA GUARDANAPO, ROUPA DE MESA TECIDO, D ONATELLI

cozinha brasileira reflete a rica formação cultural do país: é uma profusão de sabores, combinações ousadas e temperos deliciosos. Na primeira edição da revista convidamos os leitores a mandar suas receitas prediletas e recebemos uma verdadeira avalanche de cartas com sugestões de pratos, um mais saboroso que o outro. Foi tão difícil a escolha que decidimos publicar dois. O“Frango Receita de Casa”, com cerveja, de Camila Santana, que mora em Irecê, na Bahia, venceu pelo sabor e praticidade. E o“Quitute Refogado com Charque e Cuscuz”, de Ednúbia de Souza Araújo, de Equador, no Rio Grande do Norte, foi escolhido pelo regionalismo. Ednúbia e Camila terão suas receitas reproduzidas de norte a sul do país, e podem se orgulhar disso!

PRATO

A

es

porçõ

* CONFIRA NO BLOG ALÉM DA CULINÁRIA, NO SITE WWW. SABORESAJINOMOTO.COM.BR, TUDO SOBRE A CUSCUZEIRA, UMA PANELA ESPECIAL QUE COZINHA O CUSCUZ A VAPOR.

Se você quiser participar desta seção, mande sua receita preparada com algum produto Ajinomoto®. Se sua sugestão for selecionada, você receberá um presente e poderá participar de uma edição especial no final de 2010. Mande sua receita para: Rua Andrade Fernandes, 283, Alto de Pinheiros – CEP 05449-050, São Paulo, SP. Ou para o e-mail: 4capas@4capas.com.br •Enviando a receita você estará automaticamente concordando com a sua publicação.

034_cantinholeitora.indd 34

10/13/09 5:17:23 PM


FRANGO RECEITA DE CASA: REFRATÁRIO E PRATOS, STELLA FERRAZ CERÂMICA GUARDANAPO, ROUPA DE MESA TECIDO, D ONATELLI

es

35

034_cantinholeitora.indd 35

10/13/09 5:17:28 PM


034_cantinholeitora.indd 36

10/13/09 5:17:43 PM

Sabores Ajinomoto 2  

Sabores Ajinomoto 2

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you