__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

Nº 1 - Ano 1 - Março 2015 • Distribuição gratuita • ISSN 1647–7022

DACIA TOUR Iveco

www.jornalstrada.com


O Governo vai avançar com a introdução da carta de condução por pontos, sistema que substituirá o actual regime das multas e da cassação do título. A proposta de lei deverá chegar à Assembleia da República até ao final de março e os detalhes ainda não foram revelados. O Ministério da Administração Interna adianta, no entanto, que a decisão de alterar o actual regime resulta de uma avaliação realizada no âmbito da Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária e de uma análise comparativa com outros países. A Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária 2008-2015, que estabelece várias medidas para reduzir o número de mortos nas estradas portuguesas, defende a introdução da carta por pontos, sistema que implica que, a cada infracção, sejam

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EDITORIAL wikimedia.org

CARTA POR PONTOS | Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

FICHA TÉCNICA Platinum Winner of the European Seal of e-Excellence 2011 Innovation and marketing in digital communication

Março 2015

Director: Giancarlo Terrassan e giancarlo.terrassan@jornalstrada.com - Directora adjunta: Ana Bela Nogueira e ana.bela.n editor@jornalstrada.com - Giancarlo Terrassan, Carlos Jorge Mateus, Patrick Dreux, Nuno Almeida - Design e Layout: Ameise +351 968 708 537 - e comercial@jornalstrada.com - Propriedade e edição: Ameise Editora, Lda. - Rua da Cabreira, 83 R/C - e giancarlo.terrassan@jornalstrada.com - URL: www.jornalstrada.com - Cons. Reg. Com. de Aveiro N° 5940/040317 - NIF: para a Comunicação Social - ISSN: 1647–7022. - Toda a reprodução, seja por fotocópia ou por qualquer outro processo, sem p responsabilidade dos mesmos; a Ameise Editora, Lda. declina qualquer responsabilidade em caso de acção judicial.


descontados pontos na carta do condutor, que, uma vez acumulados, podem resultar na inibição ou mesmo na cassação do título. A criação da carta por pontos é justificada pelo aumento do grau de percepção e de responsabilização dos condutores, face aos seus comportamentos. Em Espanha, os automobilistas contam com o sistema da carta de condução por pontos desde 2007. Esta notícia surge numa altura em que quase 12 mil condutoes estão em risco de ficar sem carta de condução, caso cometam mais uma contra-ordenação grave ou muito grave, segundos os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). Os 11.828 condutores em risco de ficar sem carta de condução já foram notificados pela ANSR, que os alertou para a cassação do título, caso cometam mais uma infracção grave ou muito grave. Esta notificação é obrigatória segundo a lei, mas foi feita numa óptica preventiva e de transparência, e para alertar e sensibilizar os

cidadãos para a necessidade de alterar os comportamentos na estrada. O actual Código da Estrada prevê a cassação da carta de condução aos condutores que, no espaço de cinco anos, cometam três infracções muito graves ou cinco infracções entre graves e muito graves. Os condutores com o título de condução apreendido ficam sem conduzir durante dois anos e, para voltar a obter a carta, têm de realizar um novo exame de condução e fazer acções de formação. Segundo a ANSR, 41 condutores ficaram sem carta de condução desde 2010. A ANSR avançou, no entanto, que, neste momento, há 5.120 condutores em condições de verem as suas cartas cassadas, estando o processo a ser desencadeado. Entre as infracções graves e muito graves mais praticadas pelos condutores estão o excesso de velocidade, a utilização do telemóvel, condução com taxa de álcool superior ao permitido por lei, passagem do traço contínuo e desrespeito ao sinal vermelho. 0 Ana Bela Nogueira

ogueira@jornalstrada.com - Redação: e editor@jornalstrada.com - Colaboradores: Raquel Martinez Neves, Marlene Mesquita da Silva, Tavares Ribeiro, João Cerqueira, Nuno Almeida - Reportagem fotográfica: e e Editora, Lda. - Paginação: e editor@jornalstrada.com - Ameise Editora, Lda. - Directora Comercial: Marisa Nogueira de Sousa - Marketing e Publicidade: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m C Dto - S. Bernardo - 3810-071 Aveiro - Portugal - Contactos: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 916 834 742 - m +351 913 466 142 - m +351 968 708 537 - e ameise.editora@netvisao.pt 506 821 315 - Cap. Social: E 50.000,00 - Fundado: Dezembro de 2003 - Periodicidade: Mensal - Divulgação: Distribuição gratuita Depósito Legal: 203764/03 - Registo N° 124492 ERC - Entidade Reguladora révia autorização do editor, é ilícita e passível de processo judicial. - Todos os textos enviados pelos leitores e publicados no Strada ou em qualquer outro produto de propriedade da Ameise Editora, Lda., são de inteira

Março 2015


IVECO

Marรงo 2015

ad009cdnb.archdaily.net

EVENTS


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

| Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

A CNH Industrial assume este ano o papel de parceiro global da Expo Milano 2015, evento universal que irá ocorrer em Milão, Itália, entre os meses de maio e o outubro. A empresa estará representada numa mostra de produtos, logística, veículos de transporte e patrocínios, que espera virem a aumentar a conscientização sobre a sua presença mundial e áreas de excelência. Uma oportunidade única, a última edição do famoso evento quinquenal vai ocupar mais de um milhão de metros quadrados no noroeste de Milão. A Expo Milano 2015 espera atrair cerca de 20 milhões de visitantes durante os seis meses

3

O NA EXPO Março 2015


Iveco

EVENTS

3 de exibições e conferências, subordinadas ao tema “Feeding the Planet, Energy for Life”. Este tema é de particular relevância para a CNH Industrial. As máquinas agrícolas são um dos segmentos de negócio principal da empresa, representado pelas marcas Case IH, Steyr e New Holland Agriculture A FTP Industrial vai expor o seu motor de topo Cursor 16 no pavilhão New Holland. A marca é também responsável pelos transportes e veículos de logística fornecidos pelas demais marcas da CNH Industrial. A Iveco Bus, especializada no transporte coletivo de passageiros e líder europeu em autocarros a gás natural, irá fornecer à Expo sete autocarros citadinos Urbanway, movidos a gás natural comprimido (CNG). Este veículos, altamente eficiente em termos de reduzir as emissões poluentes e o ruído, serão usados para o transporte de visitantes dentro do recinto da Expo, bem como de e para as áreas de estacionamento. Nove Iveco New Dailys, vencedor do Van of the Year, e um camião Iveco Eurocargo, serão entregues para transporte e logística à DB Schenker. Em adição, dezoito Eurocargo varredoras de rua e sete camiões

Março 2015

Stralis Hi-Way com skip loaders irão trabalhar nas imediações da Expo. Equipamento de construção da marca New Holland Construction já está no local da Expo para ajudar a construir as diferente áreas. A iniciativa TechPro2, dirigida pela CNH Industrial e pela Fiat Chrysler Automobiles também irá figurar na Expo. Este programa de desenvolvimento profissional foi desenhado para recrutar e qualificar jovens para os sectores automóvel, de veículos industriais e equipamento agrícola. A Expo é um evento universal com o objetivo de mostrar as tecnologias mais promissoras, bem como interpretar as mudanças colectivas que a humanidade enfrenta. Foi realizado pela primeira vez em Londres, em 1851 e o seu sucesso levou a que o evento ficasse para a história. A famosa Torre Eiffel foi o marco da Expo Paris de 1889, para a qual foi construída. Atualmente 160 países são membros do Bureau Internacional des Expositions, que regula a frequência, qualidade e performance das exposições. 0 Ana Bela Nogueira


Marรงo 2015


Descubra como nós vamos aumentar suas chances de fazer bons negócios em 2015 O ciclo de palestras da Intermodal é um evento essencial para você ficar atualizado sobre os temas mais importantes e relevantes do mercado, e também para praticar o seu networking . Serão debates e palestras que irão discutir os rumos, os desafios e as oportunidades que envolvem as soluções logísticas do país. Conheça a grade completa das conferências e dos palestrantes no nosso site.

Feira Internacional de Logística, Transporte de Cargas e Comércio Exterior

21 a Edição

7 a 9 de abril de 2015 - 13h às 21h Transamerica Expo Center - São Paulo - Brasil

Evento Paralelo

Patrocínio

Agência de viagens oficial

Realização

Ação Sustentável

7 de Abril

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE. FAÇA AGORA MESMO O SEU CREDENCIAMENTO

Intermodal - Seminário Político Econômico

InfraPortos - Meio Ambiente nos Portos

8 de Abril

Tank Storage - Infraestrutura e Mercado

Tank Storage - Tecnologia e Segurança

InfraPortos - Expectativas e desafios no novo ambiente regulatório portuário

Intermodal - Logística no E-commerce

Tank Storage - Soluções Logísticas

227116

9 de Abril

InfraPortos - Segurança, automação e tecnologia

Confira os valores das conferências no site www.intermodal.com.br - Grade sujeita a alterações sem aviso prévio.


227118

Iveco com


TESTDRIVE DACIA

A equipa Strada realizou recentemente um test-drive com veículos Dacia, no distrito de Aveiro. Em 2014, e pela segunda vez consecutiva, a marca adquirida pela Renault registou o maior crescimento face a 2013 (+96%), ficando em 14º lugar no top das vendas nacionais. As razões para o sucesso são várias, fiabilidade, robustez, economia, uma relação qualidade-preço imbatível e a mais jovem gama do mercado, 7 novos modelos lançados nos últimos 25 meses. Quando a Renault, em finais de 1999, adquiriu mais de 50 por cento do capital desta marca de origem Romena, o objectivo era o de integrar no Grupo Renault uma marca automóvel com produtos destinados aos mercados emergentes da Europa de Leste e do MAGREB. No entanto, o sucesso imediato do Logan, o primeiro modelo Dacia concebido e desenvolvido pela Renault, levou o Grupo a apostar na introdução da Dacia na Europa Ocidental. Passados 10 anos, desde a comercialização do primeiro Dacia sob a égide Renault, a marca atingiu 3.000.000 de unidades vendidas. 3

Março 2015

DA


ACIA

TOUR

Marรงo 2015


DACIA

TESTDRIVE

3 Na Alemanha, a Dacia é a segunda marca não-alemã mais vendida naquele mercado. Em França, é a quinta marca mais vendida no país. Em Espanha, o Sandero liderou as tabelas de vendas em fevereiro, agosto e setembro de 2014 e terminou o ano como o oitavo modelo mais vendido. Em janeiro de 2015, a Dacia inicializou a comercialização no seu 44º mercado: Israel. Na América Latina, a Dacia é comercializada com o símbolo da Renault. Para além de fazer parte do Grupo Renault, todos os Dacia são concebidos e desenvolvidos segundo as mesmas normas e padrões da marca Renault, nomeadamente com a incorporação de componentes como chassis, motores, caixas de velocidades, etc.. Nesse sentido, toda a gama beneficia de 3 anos/100.000 km de garantia contratual, o que atesta a robustez e fiabilidade da marca. O modelo Duster, testado pela equipa Strada, foi o grande impulsionador do sucesso da Dacia. A primeira geração atraiu um perfil de clientes ainda mais heterogéneo. 3

Março 2015


Marรงo 2015


Marรงo 2015

DACIA

TESTDRIVE


3 Em países como Portugal, o Duster tornou-se uma moda, não apenas na classe média, mas também para clientes habitualmente associados a marcas ‘premium’, que reconheceram no produto uma boa relação qualidade-preço e excelentes qualidades, não apenas para as deslocações do quotidiano, mas também para a prática de todo-o-terreno. O Duster é o modelo mais vendido pelo Grupo Renault em todo o mundo, com praticamente meio milhão de unidades vendidas anualmente. Hoje, a Dacia orgulha-se de possuir a mais jovem gama do mercado. O mais antigo dos sete modelos comercializados em Portugal – Sandero, Sandero Stepway, Logan, Logan MCV, Lodgy, Duster e o comercial ligeiro Dokker Van – foi lançado há apenas 25 meses. Foi no dia 1 de maio de 2008, por ocasião do Salão Automóvel de Lisboa, que os portugueses puderam fazer as primeiras encomendas. A comercialização coincidiu com a estreia do bloco 1.5 dCi no modelo Logan MCV. 3

Março 2015


Entre 2008 e 2014, a Dacia passou das cerca de 500 para as quase 4.000 unidades. De uma quota de mercado residual de 0,2%, passou para 2,4% no último ano, no que diz respeito ao mercado de ligeiros de passageiros. Em 2014, a Dacia vendeu em Portugal 3.893 unidades (3.433 automóveis de passageiros e 460 comerciais ligeiros), entrando para o Top 15 (com o 14º posto) das marcas mais vendidas em Portugal. Atualmente, já cir-

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TESTDRIVE

3

Março 2015

culam no país mais de 12.000 unidades Dacia. Um outro eixo de desenvolvimento da marca é a oferta de combustíveis alternativos. A Dacia é a única marca em todo o mercado a oferecer uma gama completa de modelos bifuel (gasolina e GPL). Para além da vantagem económica e ambiental (o GPL reduz, em média, as emissões de CO2 em cerca de 13%), a solução bi-fuel permite autonomias superiores a 1.200 km

sem necessidade de reabastecimento. Em qualquer circunstância o condutor pode passar da gasolina para o GPL, ou vice-versa, através da simples utilização de um botão no painel de bordo. A Dacia dispõe, em Portugal, de uma rede de vendas e de assistência com 37 concessões com uma qualidade de serviço (venda e após-venda) assegurada pelo know-how da marca Renault. 0 Strada/RC


Marรงo 2015


NEWS Citroën

BERLI Criador do segmento dos ludospaces, o Citroën Berlingo sempre deu uma resposta moderna e prática às necessidades dos seus clientes. Parceiro ideal para todas as situações, é um veículo polivalente e funcional. Agora, o Citroën Berlingo moderniza-se e apresenta em Portugal um novo nível de equipamento XTR, na linha do Concept Citroën Berlingo Mountain Vibe, que concilia design e funcionalidade, conforto e robustez, tecnologia e simplicidade. Revelado no Salão de Genebra em março de 2015, o novo Berlingo conserva todas as suas características de modularidade, volume, conforto e equipamento. 3

Março 2015

XTR


NGO

R

Marรงo 2015


NEWS turbo.fr

3 O novo modelo reafirma o seu carácter moderno e dinâmico, quer na versão Multispace, quer na versão Comercial. O seu design evolui através de uma frente marcante, inteiramente renovada, composta por um novo pára-choques com luzes diurnas em LED reposicionadas e uma nova grelha. Duas novas cores exteriores, o Cinza Acier e o Castanho Moka, completam também a gama. O novo Berlingo retoma as linhas de conforto da gama, com um habitáculo espaçoso, bancos traseiros independentes, janela com abertura e um volume de bagageira de 675 litros, podendo estender-se até aos 3 000 litros com os bancos da segunda fila rebatidos. Os novos revestimentos interiores, os tecidos Quad e Liberia, personalizam o ambiente interior. Nesta nova decoração interior, o posto de condução mantém as suas qualidades ergonómicas, com um painel de bordo funcional que integra a alavanca de velocidades. Com a sua altura de 1,80 m, o novo Citroën Berlingo Multispace dispõe de uma superfície vidrada de 4,35 m2, para uma excelente visibilidade e uma posição de condução sobre-elevada.

Março 2015


No exterior, as múltiplas combinações adaptam o veículo a todas as necessidades de utilização: 2 portas laterais deslizantes, um portão traseiro como uma janela vidrada que se pode abrir e o sistema de armazenamento Modutop. Numerosos equipamentos encontram-se já disponíveis no Citroën Berlingo para facilitar a condução: a ajuda ao estacionamento traseiro, o regulador e limitador de velocidade, o acendimento automático dos faróis (incluído do pack Visibilidade), a ajuda ao arranque em plano inclinado ou ainda o Grip Control, um sistema anti-patinagem aperfeiçoado e que optimiza a motricidade das rodas dianteiras, em função do tipo de terreno. No novo Berlingo, a inteligência tecnológica está ao serviço do utilizador com a chegada do novo ecrã táctil de 7’’. Este agrupa as funcionalidades de media e navegação, e ainda a função de duplicação do seu smartphone através do Mirror Screen, para se manter ligado a qualquer instante. Para uma condução mais fácil, o novo Berlingo adopta também a tecnologia de travagem automática de urgência, Active City Brake, bem como a câmara de

3

Março 2015


Março 2015

Citroën

NEWS


3 tugal, com mais de 5.150 unidades comercializadas no nosso mercado, graças à sua oferta completa de silhuetas, motorizações e equipamentos adaptados a cada uso. Esta gama vê-se completada com a versão eléctrica do novo Citroën Berlingo. Para circular na cidade de uma forma diferente e ganhar um tempo precioso, o novo Citroën Berlingo Electric possui uma autonomia de 170 km entre duas recargas e beneficia de uma bateria capaz de se recarregar automaticamente nas fases de desaceleração ou de travagem. Dispondo de 67 cv e com um binário quase constante em qualquer regime (200 Nm de 0 às 1500 rpm), o novo Citroën Berlingo Electric oferece boas recuperações e atinge facilmente os 110 km/h, integrando-se sem dificuldade na circulação urbana. 0 Strada/PCV

174950

marcha-atrás e a ajuda ao estacionamento dianteiro. Com a chegada do novo Citroën Berlingo, a larga gama de motorizações já proposta desde o seu lançamento foi enriquecida, nomeadamente com a família Diesel BlueHDi, uma nova geração de motores proposta pela Citroën desde o fim de 2013, que permite uma diminuição drástica das emissões de óxidos de azoto (NOx) e reduz até 4% as emissões de CO2. Os motores BlueHDi permitem à marca dispor de uma tecnologia que já está de acordo com as futuras regulamentações Euro 6. Na motorização BlueHDi 120 S&S, o Citroën Berlingo adopta pela primeira vez uma caixa manual de 6 velocidades. A Citroën dá também uma resposta a cada profissional, propondo o novo Citroën Berlingo na sua versão comercial. Nos dois últimos anos foi o comercial ligeiro “best seller” em Por-

Março 2015


Peugeot

NEWS

PART Os novos Peugeot Partner e Partner Tepee foram apresentados este mês no Salão de Argel. A sua robustez, novos equipamentos modernos e conectados, bem como uma nova gama de motorizações Euro 6 mais eficientes reforçam a atractividade dos novos Partner. Adaptados à sua época, eles prolongam os fundamentos que fizeram o seu sucesso: a fiabilidade, uma flexibilidade e uma modularidade inigualáveis, associadas a capacidades de carga de referência, bem como uma grande qualidade de vida a bordo. Repleto de força e de expressividade, o design da frente dos novos Peugeot Partner e Partner Tepee, inserem-se na renovação iniciada em 2014 nas gamas VCL. Para lá da sua frente redesenhada, o novo Partner Tepee apresenta 2 novas cores: o Cinzento Moka e o Cinzento Artense. As novas jantes em liga leve de 16’’

Março 2015

Managua de 8 raios, disponíveis em opção, acentuam o seu carácter dinâmico. O novo Peugeot Partner Tepee possui uma larga gama de motorizações inteiramente renovada de última geração, respondendo à norma Euro 6. No total, estão disponíveis quatro motorizações a gasolina VTi e Diesel BlueHDi, desenvolvendo entre 75 cv e 120 cv, que permitem responder a todas as necessidades de uso, apresentando sempre consumos e emissões de CO2 em média 15 % mais baixas em relação às motorizações que substituem. As motorizações BlueHDi garantem uma agradibildiade de condução optimizada graças a valores de binário e de potência melhorados, bem como à adopção de uma caixa manual de 6 velocidades na versão BlueHDi 120 cv. Além disso, a versão 1.6 BlueHDi 100 cv S&S assume-se como tendo o recorde de emissões do segmento com 109 g/km de CO2. 3

T


TNER

TEPEE

Marรงo 2015


Marรงo 2015

Peugeot

NEWS


3 Sozinho, em famíla ou entre amigos, o novo Peugeot Partner Tepee oferece sempre uma grande modularidade e uma flexibilidade assinalável para se adaptar a todas as utilizações diárias. Disponível com 5 ou 7 lugares independentes, com 3 assentos amovíveis na 2ª fila, bem como 2 assentos amovíveis na 3ª fila na versão de 7 lugares, o Partner Tepee propõe um piso de carga plano e um volume de carga entre os 675 e os 3000 litros, situando-se entre os melhores da categoria. O acesso à bagageira está facilitado em todas as condições graças ao seu portão de grandes dimensões. A sua carga útil varia de 625 a 890 kg, em opção na L1, e vai até aos 750 kg na L2. Com o tecto multifunções Zenith, um equipamento único no segmento dos ludospaces, parece que os ocupantes a bordo estão no exterior. Para garantir a segurança, facilitar a condução e preservar o seu veículo no tempo, o novo Peugeot Partner propõe uma larga gama de equipamentos de ajuda à condução e de segurança, modernos e tecnológicos.

3

Março 2015


Marรงo 2015

Peugeot

NEWS


3 Entre equipamentos de segurança de série como o ABS, a Ajuda à Travagem de Emergência, o ESP com sistema anti-patinagem das rodas, e Hill Assist, o Sensor de Pressão de Pneus ou Furo, o novo Peugeot Partner apresenta ainda o Active City Brake (Travagem Automática Urbana em Risco de Colisão). Em complemento ao sistema de ajuda ao estacionamento traseiro, o novo Peugeot Partner está dotado de um sistema de ajuda ao estacionamento dianteiro e uma câmara de visão traseira, disponíveis em opção. Outra opção é o Grip Control, um sistema de motricidade melhorada, que é referência no segmento e permite progredir em estradas ou caminhos de fraca aderência. O Peugeot Partner oferece um posto de condução perfeitamente adaptado ao seu uso profissional. A posição elevada permite uma visibilidade optimizada e uma posição de condução ergonómica associada ao volante regulável em altura e profundidade e à alavanca de velocidades situada no painel de bordo. Mais de 60 litros de espaços

para arrumação estão disponíveis no habitáculo. O espaço fechado situado diante do volante ou a pequena mesa tipo escritório situada por trás das costas rebatíveis do assento central facilitam particularmente a vida aos profissionais. O novo Peugeot Partner está ligado à sua época, mas também às evoluções das actividades profissionais, elas próprias cada vez mais conectadas. Para responder a estas novas necessidades, inclui o melhor da conectividade a bordo: - O novo equipamento telemático dotado de um grande touch screen a cores de 7’’ perfeitamente integrado, com Bluetooth, porta USB, tomada jack, reconhecimento vocal e função MirrorScreen com os smartphones compatíveis. - A Navegação, disponível em opção, mostra os sinais de limitação de velocidade e a informação de tráfego com a cartografia da Europa. A Peugeot propõe ainda uma solução para optimizar a gestão de frotas de empresas: o Peugeot Connect Fleet Management, com três packs de serviços. 0 Strada/PCV

Março 2015


NEWS Renault

TODOS OS

RENAU Mais de 260 milhões de euros de volume de negócios em 2014, mais de 1.000 colaboradores, um total de 67 milhões de euros de investimento entre 2009 e 2014 e a 12ª maior exportadora de Portugal — estes são alguns dos números que confirmam a importância da Renault Cacia para a economia nacional. Uma fábrica que exporta 100% do que produz e que, mesmo com a crise dos últimos anos, nunca deixou de criar emprego, fazer importantes investimentos e aumentar a produção. Em 2015 a Renault Cacia prevê investir mais de 10 milhões de euros destinados ao início da fabricação de novos componentes. Não menos curioso, todos os automóveis do Grupo Renault vendidos no planeta usam (pelo menos) um componente produzido em Cacia. Nem o colapso do Lehman Brothers, nem a crise das dívidas soberanas europeias, nem

Março 2015

TÊM UM COMPONE

CA


S

ULT

NTE DE

ACIA

a chegada da ‘troika’ a Portugal, nenhum dos acontecimentos foi suficiente para travar o crescimento da fábrica de Cacia da Renault, uma unidade com um elevado desenvolvimento tecnológico, ao nível das melhores unidades de mecânica do Grupo Renault, e que produz caixas de velocidades e outros componentes para motores para 14 países em 4 continentes. Em contraciclo com a economia nacional e europeia, a Renault Cacia não tem deixado de investir, nem de criar emprego. Só entre 2009 e 2014 investiu qualquer coisa como 67 milhões de euros, sobretudo ao nível do desenvolvimento tecnológico. Inaugurada em setembro de 1981 e situada num complexo industrial de 340.000 m² de área total, dos quais 70.000 m² de área coberta, a Renault Cacia é a segunda maior unidade industrial de construtores automóveis em Portugal (em número de colaboradores) e a segunda maior unidade do distrito de Aveiro, empregando mais de 1.000 colaboradores. Em 2014, o volume de negócios foi ligeiramente superior aos 260 milhões de euros, o que faz da Renault Cacia a décima-segunda empresa exportadora de Portugal (dados 2013). 3

Março 2015


Renualt

NEWS

3 Mais de 2.000 caixas de velocidades/dia Os mais de 2.600.000 de automóveis que o Grupo Renault (marca Dacia incluída) vende, todos os anos, pelos quatro cantos do planeta, têm (pelo menos) um componente produzido no distrito de Aveiro e cerca de um em cada cinco está equipado com uma caixa de velocidades produzida em Portugal. Mais de 80% do volume de negócios da fábrica diz respeito à produção de caixas de velocidades e componentes para caixas de velocidades, com a restante percentagem a dizer respeito a bombas de água, bombas de óleo, árvores de equilibragem e outros componentes. Renault Cacia: uma referência em qualidade Os investimentos feitos, nos últimos anos, na qualidade e desenvolvimento tecnológico têm produzido excelentes resultados e não apenas ao nível dos volumes de produção. A fábrica portuguesa é hoje uma referência entre as fábricas do Grupo Renault espalhadas pelo mundo. No aspecto organizacional, a unidade aplica as metodologias associadas ao Sistema de Produção Renault (SPR), em

Março 2015

vigor em todos os polos industriais Renault e que assenta em três premissas essenciais: qualidade, competitividade financeira e rigoroso cumprimento dos prazos de entrega. Em termos ambientais, destaque para a ETAR própria construída há vários anos que, para além de tratar 100% dos efluentes da fábrica, tem permitido reaproveitar uma importante parte dos resíduos. A importância dos recursos humanos O capital humano tem sido essencial nos elevados níveis de produtividade e flexibilidade da Renault Cacia. Cerca de 20% dos colaboradores têm frequência universitária, a média da taxa de absentismo é de apenas dois por cento e, só no último ano, foram promovidas cerca de 40.000 horas de formação. Aliás, sublinhe-se que a unidade dispõe de um Centro de Formação Técnica que, inclusivamente, está aberto a outras empresas. As mais de três décadas de história e os sistemáticos e avultados investimentos feitos em desenvolvimento tecnológico e formação dos colaboradores confirmam que a Renault Cacia é uma unidade produtiva, estável, competitiva e flexível. 0 Strada/RC


Marรงo 2015


CONTRA ร‰BOLA

images.cdn.impresa.pt

NEWS

HYUNDAI

Marรงo 2015


A O Hyundai Motor Group anunciou recentemente que irá doar 21 ambulâncias transformadas a partir da Starex às Nações Unidas (ONU), para apoiar as atividades de luta contra o Ébola na África Ocidental, em particular, na Libéria. Todos os veículos equipados com máscaras e garrafas de oxigénio e kits médicos serão entregues ao governo liberiano através da ONU, para apoiar atividades médicas. «Esperamos que os nossos esforços contribuam para a luta global contra este vírus mortal» referiu Kwang Guk Lee, vice-presidente Sénior da Hyundai Motor Company. «Os nossos corações estão com as vítimas do Ébola e com as suas famílias.»

O mortal vírus Ébola, que eclodiu na Guiné no ano passado, está a disseminar-se por diversos países da África Ocidental como a Libéria, Serra Leoa, Nigéria, Mali e Senegal, com alguns casos nos Estados Unidos e Espanha. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ocorreram um total de 7.645 mortes fora dos 19.648 casos notificados (a 23 de dezembro). Por outro lado, a Hyundai Motor Company, pertencente ao Hyundai Motor Group, tem participado ativamente na criação de postos de trabalho e providenciado oportunidades educativas em regiões menos desenvolvidas, incluindo África. A Hyundai Motor abriu em 2013 o ‘Hyundai-KOICA Dream Cen-

ter,’ que faz parte do Programa de Responsabilidade Social da Empresa no Gana. O ‘HyundaiKOICA Dream Center’ é uma escola técnica aprovada pelo governo, que a Hyundai criou em colaboração com a KOICA, uma agência governamental coreana, e a Plan Korea, uma filial de uma das maiores e mais antigas organizações de apoio ao desenvolvimento das crianças, a Plan International A Hyundai Motor Company levou a cabo uma cerimónia de inauguração no seu terceiro ‘Hyundai-KOICA Dream Center’ no Camboja em abril de 2014, que segue as aberturas no Gana (jan. 2013) e Indonésia (jan. 2014). 0 Strada/HMG

Março 2015


RALLYE AÏCHA

Elisabete Jacinto

SPORT

ELISABETE

Elisabete Jacinto confirmou mais uma participação no Rallye Aïcha des Gazelles. A portuguesa vai marcar presença na maior prova de navegação de todo-o-terreno do mundo, inscrita pelo quarto ano consecutivo na equipa oficial da Volkswagen Vehicule Utilitaire France.

Março 2015

Para esta 25ª edição do Rallye Aïcha des Gazelles, Elisabete Jacinto conta com a navegadora belga France Clèves. Designer gráfica de profissão, já participou quatro vezes neste rali, tendo vencido em 2012 a categoria moto/quad/buggy. Elisabete e France partem para as bodas de prata desta com-

petição com a ambição de chegar à vitória. «Temos ambas alguma experiência e fazemos uma boa equipa. Da minha parte, depois de já ter obtido três segundos lugares neste rali, é normal que alimente a ambição de conseguir o primeiro», referiu a piloto. A formação luso-belga com o


E JACINTO

DES GAZELLES

número 402 integra a equipa da Volkswagen França, a qual marca presença com 10 pickups Amarok. Com o intuito de contribuir para uma melhor preparação para o rali, a Volkswagen proporcionou às suas participantes um estágio, que se realizou no sul de França, o qual permitiu às

concorrentes desenvolverem as técnicas de condução e navegação que lhes serão muito úteis ao longo de todo o rali. O Rallye Aïcha des Gazelles realiza-se em Marrocos, entre os dias 24 de março e 4 de abril, e é uma verdadeira aventura humana. Devido às suas características únicas, onde as

participantes contam apenas consigo próprias para chegar ao fim, esta competição atrai centenas de mulheres de todo o mundo, todas elas com diferentes experiências de vida e de diversos quadrantes da sociedade. 0 Strada/EJ

Março 2015


227074

Profile for Ameise Editora

Strada Van #001  

Strada Van #001 2015-03-31

Strada Van #001  

Strada Van #001 2015-03-31

Profile for ameise
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded