__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

IVECO

Nº 128 - Ano 13 - Janeiro-Fevereiro 2016 • Distribuição gratuita • ISSN 1647–7022

De Rooy vence

DAKAR 2016

www.jornalstrada.com


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TGX D38

NEWS

| Giancarlo Terrassan

MAN Truck & Bus

giancarlo.terrassan@jornalstrada.com

Graças às melhorias introduzidas nas versões 2016, a MAN tornou as gamas TGX D38 ainda mais eficientes, seguros e interessantes para os transportadores. A MAN aposta claramente nos interesses dos seus clientes, tendo em foco o TCO. A cadeia cinemática do topo de gama da MAN foi constantemente melhorada e, desde meado de 2015, com a integração da nova caixa de velocidade de última geração equipada com o MAN TipMatic TX (que oferece ainda mais funções) e de um eixo traseiro optimizado para o longo curso, consente ao TGX D38 uma condução confortável e extremamente eficiente mesmo a baixas rotações. Graças ao turbo compressor de dois estágios, o binário máximo é já disponível a apenas 930 rpm — 2.500 Nm (520 cv), 2.700 Nm (560 cv) e 3.000 Nm (640 cv). 3

Janeiro-Fevereiro 2016

TCO TCO


O TCO TCO Janeiro-Fevereiro 2016


MAN Truck & Bus

NEWS

3 Os cubos do eixo traseiro com uma redução “longa”, relacionados com uma 1ª mais “curta” permitem melhores arranques em subida bem como manobras mais precisas e mais suaves, enquanto, relacionados com uma 12ª mais “longa” (16.69-1), permitem uma velocidade de cruzeiro elevada com rotações mais baixas, o que se traduz numa substancial redução nos consumos e num aumento do rendimento. Mais uma vez, óptimo para o longo curso. Entre as novas funções que o MAN TipMatic TX proporciona, encontramos: - o Gradient Sensor, que analisa a inclinação e direção do veículo perante a topografia e escolhe a mudança mais apropriada para o arranque tendo também em consideração as condições de carga; - o Active Driveline Damping, que proporciona arranques suaves, progressivos e isentos de vibrações mesmo em situações de extrema dificuldade; - o modo Manoeuvring, que permite manobras ainda mais precisas durante as aproximações aos cais e aos Swap Bodies;

Janeiro-Fevereiro 2016


- o modo Rocking-free, que permite fazer baloiçar o veículo facilitando os arranques em terrenos ou pisos lamacentos ou cobertos de neve, diminuindo o binário durante o momento crítico, evitando que as rodas iniciem a “patinar”; - o Speed Shifting, que proporciona uma mudança extremamente rápida entre as três relações mais altas (10ª, 11ª e 12ª), diminuindo as quebras de tração, especialmente nas subidas, minimizando as perdas de velocidade durante estes eventos, reduzindo substancialmente o consumo de combustível; - o EfficientRoll, que possibilita a utilização da força de gravidade e inércia tendo a caixa de velocidade em ponto neutro, evitando o efeito de travagem provocado pelo motor, sendo também esta uma forma eficiente de redução do consumo de combustível; - o Idle Speed Driving, que utiliza o elevado binário do motor de 15,2 litros, para proporcionar tração com a mudança engatada, mesmo com o motor ao ralentí. 3

Janeiro-Fevereiro 2016


MAN Truck & Bus

NEWS

3 A introdução da nova geração do EfficientCruise, agora com mais funções, em combinação com o EfficientRoll e com a utilização do novo sistema cartográfico 3D em conjunto com o GPS, proporciona ao transportador ainda mais eficiência e menor consumo de combustível, mais uma medida para optimizar o TCO. O novo EfficientCruise oferece um melhor domínio da caixa com uma escolha mais apropriada das mudanças em relação à topografia, bem como do controlo de todo o sistema de travagem nas descidas, para a manutenção de uma velocidade programável, constante e segura. Desde julho de 2015, o novo TGX D38 é equipado de série com EBA (Emergency Brake Assist), o novo sistema de travagem de emergência obrigatório desde novembro do ano passado. O EBA da MAN, que engloba um radar e uma câmara, já hoje, ultrapassa as rígidas exigências do nível 2 que entrarão em vigor em novembro de 2018. 3

Janeiro-Fevereiro 2016


Janeiro-Fevereiro 2016


NEWS MAN Truck & Bus

Janeiro-Fevereiro 2016


3 Este sistema detecta a situação de perigo iminente, reagindo de modo imediato com avisos caso não haja reação por parte do motorista e com travagem de emergência, a seguir, para poder travar o veículo e evitar a colisão, caso o motorista continue a não reagir. Em caso de ocorrer uma travagem de emergência, o ESS (Emergency Stopping Signal), além de ligar as luzes de travagem, simultaneamente, ativa também as luzes de emergência intensificando a frequência dos piscas, de modo a sinalizar uma situação de perigo aos veículos que seguem — este sistema comprovou a sua eficácia em prevenir colisões por parte dos veículos que seguem. Outros sistemas de segurança instalados de série no novo TGX D38, são: - o LGS (Lane Guard System), que acima dos 60 km/h monitoriza a posição do veículo em relação às marcações de limitação à direita e à esquerda da faixa de rodagem, avisando em caso de desvio involuntário do veículo, ou sem a utilização do sinalizador de direção; - o ACC (Adaptive Cruise Control), como diz o nome, adapta automaticamente a velocidade de circulação e previne a aproximação excessiva ao veículo que ante-

3

Janeiro-Fevereiro 2016


MAN Truck & Bus

NEWS

3 cede, diminuindo substancialmente o perigo de embate, bem como o risco de infração para o desrespeito da distância de segurança mínima obrigatória. O ACC atua em conjunto com o EBA; - o ESP (Electronic Stability Program), com ABS e ASR integrado, além do controlo de tração, garante travagens controladas e seguras, do conjunto. Sempre visando a segurança passiva e o conforto do motorista, o novo TGX D38 é equipado com novo sistema de sensores de chuva e de luminosidade para o controlo automático dos limpa-vidros e dos faróis. A iluminação LED diurna, Daylight, permanentemente ativa durante a condução, é integrada nos grupos ópticos. Opcionalmente, está disponível o sistema de controlo da iluminação Auto, o qual controla o nível de luminosidade exterior e em caso de chuva, ativando automaticamente os faróis; a este sistema, também opcionalmente, pode ser acrescentado o sistema de limpa-pára-brisas automático e para uma maior personalização interior e exterior do veículo, a MAN mete à disposição três diferentes StylePackages. 0

FICHA TÉCNICA Platinum Winner of the European Seal of e-Excellence 2011 Innovation and marketing in digital communication

Janeiro-Fevereiro 2016

Director: Giancarlo Terrassan e giancarlo.terrassan@jornalstrada.com - Directora adjunta: Ana Bela Nogueira e ana.bela.no - Giancarlo Terrassan, Carlos Jorge Mateus, Patrick Dreux, Nuno Almeida - Design e Layout: Ameise Editora, Lda. - Paginação comercial@jornalstrada.com - Propriedade e edição: Ameise Editora, Lda. - Rua da Cabreira, 83 R/C Dto - S. Bernardo - 3810-0 nalstrada.com - URL: www.jornalstrada.com - Cons. Reg. Com. de Aveiro N° 5940/040317 - NIF: 506 821 315 - Cap. Social - ISSN: 1647–7022. - Toda a reprodução, seja por fotocópia ou por qualquer outro processo, sem prévia autorização do edito mesmos; a Ameise Editora, Lda. declina qualquer responsabilidade em caso de acção judicial.


ogueira@jornalstrada.com - Redação: e editor@jornalstrada.com - Colaboradores: Marlene Mesquita da Silva, Tavares Ribeiro, João Cerqueira, Nuno Almeida - Reportagem fotográfica: e editor@jornalstrada.com o: e editor@jornalstrada.com - Ameise Editora, Lda. - Directora Comercial: Marisa Nogueira de Sousa - Marketing e Publicidade: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 968 708 537 - e 71 Aveiro - Portugal - Contactos: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 916 834 742 - m +351 913 466 142 - m +351 968 708 537 - e ameise.editora@netvisao.pt - e giancarlo.terrassan@jorl: E 50.000,00 - Fundado: Dezembro de 2003 - Periodicidade: Mensal - Divulgação: Distribuição gratuita Depósito Legal: 203764/03 - Registo N° 124492 ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social or, é ilícita e passível de processo judicial. - Todos os textos enviados pelos leitores e publicados no Strada ou em qualquer outro produto de propriedade da Ameise Editora, Lda., são de inteira responsabilidade dos

Janeiro-Fevereiro 2016


230493


Fiabilidade mรกxima, consumo mรญnimo. 7*;(๊ฟŒFLHQW/LQHFRPQRYRPRWRU'GH H&9

20$17*;(Iร€FLHQW/LQHHVWiDJRUDDLQGDPDLVร€iYHOHSRWHQWHFRPRQRYRPRWRU'GHOLWURVDJRUDQDV SRWrQFLDVGHH&9&RPWHFQRORJLDHHร€FLrQFLDMiFRPSURYDGDRPRWRU'YHPDLQGDFRP7RS7RUTXH PDLRUELQiULRQDVGXDVPXGDQoDVPDLVHOHYDGDV(Iร€FLHQW&UXLVH&UXLVH&RQWUROFRP*36FDL[DGHYHORFLGDGHV DXWRPDWL]DGD0$17LS0DWLFยฎHPXLWRPDLVWHFQRORJLDSDUDXPDPDLRUHFRQRPLDGHFRPEXVWtYHO(QmRVRPRVVyQyV TXHRGL]HPRVRWHVWHRร€FLDOUHDOL]DGRSHOD7h96ยGFRQร€UPRXTXHR0$1(Iร€FLHQW/LQHFRQVRPHPHQRVGH FRPEXVWtYHOGRTXHRVHXMiHFRQyPLFRDQWHFHVVRU,VWRPLQLPL]DRVFXVWRVRSHUDFLRQDLVHDVHPLVV}HVGH&2 HPD[LPL]DRVHXOXFUR

230491

3RUYH]HVPHQRVpPDLV'HVFXEUDPDLVHPZZZPDQWUXFNDQGEXVSW

MAN kann.


NEWS Scania

A Broliveira, uma empresa de grande referência no panorama nacional dos transportes internacionais, adquiriu o seu primeiro Scania há cerca de 25 anos, detendo hoje um invejável número de 143 camiões da marca do “grifo”, mais de 50% do total duma frota moderna com uma idade média de 4 anos. Boaventura Verdasca, administrador da Broliveira, garantiu que o peso da Scania no parque da empresa não se vai ficar por aqui: «com os veículos que me vão entregar para o ano vamos ficar com mais de 180 camiões da Scania na nossa frota.» A esmagadora maioria dos veículos Scania ao serviço da empresa encontram-se equipados com motores Euro V e Euro VI, e foram adquiridos com o sistema de gestão de frotas Scania FMS e contratos de manutenção após-venda. «Temos o Scania FMS instalado em cerca de 130 camiões» – revela Boaventura Verdasca

3

COM SCANIA FLEET POUPA Janeiro-Fevereiro 2016

2L


T MANAGEMENT

L/100KM

Janeiro-Fevereiro 2016


Scania

NEWS Scania

3 – «com o FMS estamos a conseguir obter uma poupança média de 2 litros de combustível a cada 100 km.» O empresário transportador garante também que, para além do trabalho desenvolvido pelo seu formador interno, tem tido um grande apoio da própria Scania ao nível da formação e do acompanhamento de resultados: «temos conseguido sensibilizar os nossos motoristas para uma condução mais eficiente, ecológica e segura, e hoje são os próprios motoristas a reconhecer que as viaturas têm menor desgaste de componentes e consomem menos. O FMS, a nível de resultados, tem sido muito produtivo para a empresa.» Outra das grandes apostas da Broliveira passa pela aquisição, há vários anos, de todos os veículos Scania associados a contratos de manutenção.

Janeiro-Fevereiro 2016

Neste momento a empresa só tem 15 camiões da marca sueca que não beneficiam deste tipo de assistência. E mesmo esses «vão ser substituídos brevemente por carros novos e vamos ficar com contratos de manutenção em 100% do parque Scania» – sublinha o responsável – «a Scania tem um bom serviço de assistência após-venda com preços de mercado competitivos. Por outro lado, estes contractos de manutenção também nos permitem programar melhor a gestão de custos» – explica. Quanto às mais recentes viaturas Scania Euro VI adquiridas pela empresa, dos modelos R 410, G 410 e R 450, todas elas equipadas com cabinas Streamline: «são carros que me estão a surpreender muito pela positiva» – conclui Boaventura Verdasca. 0 Strada/Scania


Janeiro-Fevereiro 2016


protegendo

www.abnseguros.pt facebook.com/abn.seguros

+351 234 197 770 +351 913 466 142 abnseguros@netvisao.pt

229714-C

a sua frota


230495


NEWS Scania

Com uma quota de mercado de 19,2%, a Scania encerrou o 2015 com o estatuto de leader nos veículos de mais de 16 t, com 664 unidades registadas, tendo tido um crescimento de 56,2%, respectivamente a 2014. Segundo Daniel González, responsável de Marketing e Comunicação da Scania Ibérica: «Estes bons resultados, são fruto de um trabalho exaustivo e de uma estratégia centrada no cliente. Naturalmente que a evolução positiva da economia em relação aos últimos anos ajudou, refletindo-se no transporte e, consequentemente, nos registos de veículos comerciais de mais de 16 t, que aumentaram 35,9%. Outro fator-chave é a qualidade Scania. Esforçámo-nos por continuar a conseguir recordes de consumo, ao mesmo tempo que os nossos produtos são os mais fiáveis e rentáveis do mercado. No próximo ano, vamos continuar a potenciar a conetividade como um fator essencial para alcançar uma gestão eficiente para os nossos clientes, bem como a sustentabilidade do transporte, com a nossa gama de veículos movidos a combustíveis alternativos, a mais ampla do setor, que dispõe do motor a gás mais potente do mundo (340 CV). Além disso, o Bosque Scania continua a crescer, graças ao projeto “Um Scania, Uma Árvore”, que preconiza a plantação de uma árvore por cada veículo Scania que vendemos.» 0 Giancarlo Terrassan

Janeiro-Fevereiro 2016

SCANIA L MERCADO


LEADER DE O EM 2015

Janeiro-Fevereiro 2016


Formação obrigatória para motoristas de veículos pesados de mercadorias e passageiros.

234 197 770 913 466 142

35 140 horas

CAM

geral@jornalstrada.com

229708-A

t


230493


NEWS Renault Trucks

A crescente tendência europeia de importar produtos hortofrutícolas, carne e peixe procedentes dos países do Sul, se traduziu num gradual aumento das toneladas transportadas e num incremento do transporte frigorifico. Durante o ano 2015, as toneladas transportadas de produtos frescos aumentaram 6,22% em Espanha, coincidindo com o arranque da campanha hortofrutícola nos principais países produtores europeus, onde Espanha e Itália têm um grande peso. 3

TRANSPORTE FRIGORÍFICO

Janeiro-Fevereiro 2016


E O A CRESCER

Janeiro-Fevereiro 2016


Volvo Trucks

NEWS

3 Devido à sua liderança no Sul da Europa, o qual aglutina os principais produtores de frescos do continente (Espanha, Itália e França), a Wtransnet sempre se apresentou como a solução idónea para a contratação do transporte frigorífico. Sendo assim, não é de estranhar que os dados de crescimento que lança a bolsa de cargas em transporte frigorífico, com um crescimento respeito a 2014 de 3,5% — em cargas com origem na Península Ibérica e destino Europa — estejam em sintonia com o aumento das exportações. Também é de remarcar o crescimento do mercado frigorífico italiano, com características similares ao espanhol, onde as exportações de produtos frescos constituem parte do grosso da sua economia. Respeito a 2014, ano em que a Wtransnet aterrava com maior força em Itália, o crescimento de cargas frigo de exportação para a Europa aumentou em 6%. Contudo, não foram só as exportações que aumentaram. No primeiro semestre de 2015, as importações de frutas e hortaliças frescas alcançaram os 949 milhões de Euros, um crescimento de 12,45% em comparação com o mesmo período em 2014.

3

Janeiro-Fevereiro 2016


Janeiro-Fevereiro 2016


Isto também se viu reflectido na bolsa de cargas, vendo incrementadas as cargas frigo de importação da Europa para a Península Ibérica num 6.16% e um 8,93% para Itália. Este crescimento teve um impacto profundo nas empresas de transporte. Nos primeiros meses do ano, foi batido o recorde de vendas em semitrailer frigoríficos em Espanha, com um 68% mais de matriculações que durante o mesmo período de 2014. Isto significa um aumento de 85% da oferta de camiões frigoríficos dentro da bolsa de cargas. Seguindo com o paralelismo com o mercado italiano, a média de crescimento de camiões é muito parecida à de Espanha, com um 81% mais de oferta respeito ao ano anterior, sendo importante destacar o espetacular aumento em 139% de veículos disponíveis para a exportação desde Itália para o resto da Europa. Este crescimento da oferta de veículos frigoríficos convertem a Wtransnet numa óptima opção para a contratação do transporte deste tipo de mercadoria devido ao seu grande volume de transportadores especializados em frio. 0 Strada/WT

174950

Scania

NEWS

3

Janeiro-Fevereiro 2016


Janeiro-Fevereiro 2016


Formação obrigatória para motoristas de veículos pesados de mercadorias e passageiros.

234 197 770 913 466 142

35 140 horas

CAM

geral@jornalstrada.com

229708-A

t


protegendo

229714-C

a sua frota www.abnseguros.pt facebook.com/abn.seguros

+351 234 197 770 +351 913 466 142 abnseguros@netvisao.pt


NEWS DAF

DAF

EM CRESC

Janeiro-Fevereiro 2016


CIMENTO

Janeiro-Fevereiro 2016


NEWS DAF

Janeiro-Fevereiro 2016


A quota de mercado da DAF Trucks no segmento dos pesados (mais de 16 t) no mercado europeu de camiões aumentou 14,6% em 2015. «Conseguimos crescer em quase todos os mercados importantes», declarou Richard Zink, membro da junta de administração da DAF e responsável de Marketing e Vendas, frisando ainda «A DAF oferece os melhores e más eficientes camiões da história, motivos importantes que impulsionaram este crescimento.» Com uma quota de mercado de 14,6%, a DAF reforçou ainda mais a sua posição no mercado europeu dos camiões pesado em 2015 (2014: 13,8%), aumentando a sua quota nos principais mercados europeus, como Alemanha (10,8% da quota de mercado), Reino Unido (23,9%), Espanha (11,3%), Polónia (18,9%), Países Baixos (29,4%) e República Checa (17,2%). Em França e Itália, a sua quota de mercado estabilizou nos 12,0% e 10,2%, respectivamente. Neste segmento, a DAF é líder de mercado nos Países Baixos, Reino Unido, Bélgica, Polónia, Hungria e República Checa. Adicionalmente, na Bélgica e na República Checa também é leader em tractores. 3

Janeiro-Fevereiro 2016


DAF

NEWS

3 Em 2015, a DAF matriculou aproximadamente 39.400 veículos no segmento dos pesados na Europa, um aumento de 26% em relação aos mais de 31.200 camiões do ano anterior. No mercado total de veículos comerciais pesados, aumentou cerca de 19%, alcançando mais de 269.000 unidades, face às cerca de 226.000 de 2014. Para este ano, a DAF espera que as vendas no mercado europeu de camiões pesados alcancem entre 260.000 e 290.000 veículos. No segmentos dos veículos ligeiros, no qual a DAF oferece o modelo LF, o mercado europeu de camiões experimento um aumento de mais de 5% em 2015, alcançando as 49.000 unidades (2014: 46.500). A quota de mercado no segmento de 6 t a 16 t aumentou ligeiramente de 8,9% em 2014 para 9,0% no ano passado. Uma importante contribuição foi o êxito da DAF no Reino Unido, onde alcançou uma quota de mercado de mais de 36% no segmento do LF. A DAF também reforçou a sua posição no mercado fora da União Europeia, desembarcando na Malásia, na Colômbia e inaugurando em Taiwan uma nova fábrica de montagem para duplicar a capacidade de produção dos modelos LF, CF e XF. Com uma quota

3

Janeiro-Fevereiro 2016


Janeiro-Fevereiro 2016


DAF

NEWS

3 de mercado de 17,8%, a DAF é a marca europeia com maior implantação em Taiwan. A fábrica da DAF na cidade brasileira de Ponta Grossa aumentou a produção e começou a montar a série CF e o motor PACCAR MX. Na Turquia, a DAF apresentou a sua gama Euro VI completa, à luz da entrada em vigor da nova legislação sobre as emissões. «Durante o ano passado, a DAF introduziu importantes inovações de produto que fazem com que os nossos modelos CF e XF sejam até 5% mais eficientes em consumo de combustível. Em concordância com a nossa filosofia DAF Transport Efficiency, implementaram-se inúmeras inovações no camião de distribuição LF, que oferecem maior rentabilidade ao quilómetro...», declarou Richard Zink. «Junto com o nosso amplo pacote de serviços e a organização de concessionários, a gama completa de produtos DAF constitui a base para continuar o crescimento em direção ao nosso objectivo de médio prazo: alcançar uma quota de mercado de 20% na Europa.» 0 Strada/DF

3

Janeiro-Fevereiro 2016


Janeiro-Fevereiro 2016


Formação obrigatória para motoristas de veículos pesados de mercadorias e passageiros.

234 197 770 913 466 142

35 140 horas

CAM

geral@jornalstrada.com

229708-A

t


protegendo

229714-C

a sua frota www.abnseguros.pt facebook.com/abn.seguros

+351 234 197 770 +351 913 466 142 abnseguros@netvisao.pt


NEWS Michelin

NOVA GA PLUS MIC A Michelin, em mais um exemplo do seu compromisso com os transportadores, lança a sua nova Garantia PLUS, que cobre os danos acidentais e fortuitos que podem ocorrer durante a utilização da sua gama de pneus para eixos de semitrailer Michelin X Multi T. Com esta garantia, o Grupo assegura o nível de performances e demonstra a qualidade e fiabilidade dos seus pneus novos e dos renovados Michelin Remix. 3

Janeiro-Fevereiro 2016


ARANTIA CHELIN

Janeiro-Fevereiro 2016


O transporte em utilização polivalente é muito exigente devido à grande diversidade das condições de utilização (estrada, caminhos, zonas de carga e descarga, etc.) por isso as empresas do sector querem equipar os seus veículos com pneus que sejam seguros, resistente e duradouros. A partir

Michelin

NEWS

3

Janeiro-Fevereiro 2016

de 1 de janeiro a marca Michelin acrescenta aos seus pneus polivalentes para semitrailer uma garantia que se aplica aos equipamentos de origem e de substituição na sua versão novo ou renovado Michelin Remix comprados em Espanha, Portugal e Andorra. A Garantia PLUS Michelin X

Multi T, totalmente gratuita, aplica-se aos pneus de utilização polivalente que equipem de origem os semitrailer novos e os pneus adquiridos no mercado de substituição. É fácil de subscrever e ativar, já que se realiza on-line com facilidade e rapidez. Deste modo, os tranpostadores poderão apro-


veitar as performances dos pneus Michelin X Multi T e circular com total tranquilidade. Esta oferta cobre todos os danos acidentais não reparáveis como consequência de choques, cortes, entre outros, e danos ou acidentes fortuitos nos pneus, com uma manifestação prematura ou anormal

no pneu ocorridos durante uma utilização normal, segundo as recomendações de utilização fornecidas pela própria Michelin. A partir deste momento, quando o pneu Michelin X Multi T sofre um dano de origem acidental ou fortuita durante a utilização, a Michelin descontará o

valor da garantia na fatura de compra de outro pneu, na rede de distribuição da marca. Esta nova oferta é um exemplo do compromisso da marca Michelin para a mobilidade sustentável, garantindo os seus pneus novos e recauchutados. 0 Strada/MH

Janeiro-Fevereiro 2016


SPORT aifa

3ยบ

LUGAR NO Janeiro-Fevereiro 2016

AFRICA


Elisabete Jacinto e a equipa OLEOBAN subiram, pela 5ª vez em sete participações, ao pódio da categoria camião do Africa Eco Race. Os portugueses completaram os 24 km cronometrados da jornada de consagração desta prova, os quais se realizam ao longo das margens do Lago Rosa, no 5º posto dos camiões. Uma vez que este setor seletivo já não entra na classificação final o trio luso assegura, após concluir 12 etapas e feito cerca de 6.000 km, a 3ª posição dos T4 e o 14º lugar da tabela conjunta auto/camião. Depois de cumprir, em Dakar, a mítica especial que se realiza num dos cenários mais famosos das grandes competições de todo-o-terreno, Elisabete Jacinto mostrou-se feliz por chegar ao fim: «a especial de hoje é uma festa. Mas aconteceu-nos uma situação caricata que ainda nos arrancou algumas gargalhadas no final. Saímos ao lado dos outros camiões e, como é habitual, eu tive um bom arranque. No entanto, para evitar uma grande poça de água desviámo-nos para encurtar caminho e por ironia do destino ficámos presos na lama. Esta especial é tão curta que não nos podemos dar ao luxo de perder tempo. 3

RACE

Janeiro-Fevereiro 2016


aifa

SPORT

3 Felizmente, o MAN que vinha atrás de nós teve a simpatia de nos puxar e ajudou-nos a sair dali. Acima de tudo estamos muito satisfeitos por chegar ao fim da nossa sétima presença nesta grande corrida...», contou a piloto portuguesa. A edição de 2016 desta maratona africana foi considerada mais difíceis dos últimos anos particularmente, quando o rali entrou na Mauritânia. É também nestas pistas onde o trio português formado por Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho tem tendência a ter maiores dificuldades devido ao maior peso e menor potência do seu MAN TGS de competição. Ainda assim, a equipa OLEOBAN conseguiu ultrapassar todos os obstáculos com eficácia mantendo um ritmo consistente que lhe permitiu mostrar a sua competitividade em vários momentos: na quarta etapa ficaram em segundo entre os camiões; na oitava jornada conseguiram alcançar a sétima posição da tabela conjunta auto/camião; na nona especial terminaram em segundo dos T4, à frente dos dois camiões da formação KAMAZ e no penúltimo dia de prova gastaram apenas mais seis segundos que o checo Tomas Tomecek a cumprir o setor seletivo numa jornada em que asseguraram o pódio final.

Janeiro-Fevereiro 2016


Para Elisabete Jacinto, o balanço deste Africa Race é obviamente positivo: «este rali foi, sem dúvida, um dos mais duros que já fiz. Por isso estamos muito contentes por chegar ao fim em terceiro lugar entre os camiões e na 14ª posição da geral. Aliás, estou tão contente como se tivesse ganho a prova. Tivemos vários problemas ao longo de toda a prova, mas é forma como lidamos com as adversidades que dita o nosso lugar na classificação final. O Marco foi o herói deste rali. Fez muito do trabalho sozinho e foi, sem dúvida, um grande profissional. O meu navegador José Marques foi também excelente e fez um trabalho magnífico. A equipa ganhou um novo alento nesta corrida e estamos todos de parabéns» afirmou Elisabete Jacinto. O vencedor absoluto deste Africa Eco Race 2016 foi o cazaque Kanat Shagirov, aos comandos de um Toyota. Relativamente à categoria T4, na frente ficou o piloto da formação oficial KAMAZ, Anton Shibalov, líder incontestado desde o início da prova, enquanto Tomas Tomecek alcançou o segundo posto ao conseguir dominar a corrida nas etapas disputadas na Mauritânia. 0 Strada/EJ

Janeiro-Fevereiro 2016


SPORT IVECO

D VENCE

Janeiro-Fevereiro 2016


E ROOY DAKAR

Janeiro-Fevereiro 2016


SPORT IVECO

A equipa De Rooy, equipada com pneus para camião Goodyear ORD off-the-road de série, venceu a categoria de camiões do Dakar 2016. Depois de ultrapassar os 50 rivais oriundos de todo o mundo, o camião Powerstar Iveco com o n.º 501 recebeu a consagração em Rosario no final da extenuante prova. Equipado com pneus para camião Goodyear ORD off-the-road no tamanho 375/90R22.5 produzidos no Luxemburgo, o camião era pilotado por Gerard De Rooy, dos Países Baixos, pelo copiloto Moises Torrallardona, de Espanha, e pelo mecânico Darek Rodewald, da Polónia. Não só a equipa De Rooy venceu a classe de camiões do Dakar como o seu camião de apoio de alta velocidade, equipado com Goodyear ORD e conduzido por Ton Van Genugten, terminou a prova no 5º lugar da classificação geral. Para Gerard De Rooy esta é a segunda vitória na classe de camiões do Dakar após o êxito em 2012, mas é a primeira vez que os pneus Goodyear estão montados no camião vencedor. «O apoio técnico e o aconselhamento que a Goodyear nos deu antes do Dakar foram excelentes, sobretudo as recomendações quanto à pressão dos pneus. As condições no Dakar são sem dúvida as mais

3

Janeiro-Fevereiro 2016


Janeiro-Fevereiro 2016


IVECO

SPORT

3 exigentes. Esta corrida inclui as piores condições possíveis como areia, pedras e lama e por isso os pneus são um dos fatores mais importantes», comentou Gerard De Rooy. «Felicitamos Gerard De Rooy e a sua equipa pelo grande êxito que foi o primeiro lugar na classificação geral dos camiões no Dakar 2016. Esta exigente corrida foi uma verdadeira prova de fogo para os nossos pneus de camião Goodyear ORD off-the-road. Vencer a categoria de camiões e obter o 5º lugar com o camião de assistência rápida, Gerard De Rooy e a sua equipa provaram que estes pneus são capazes de um elevado desempenho mesmo em aplicações extremas off-the-road», declarou Benjamin Willot, Diretor de Marketing Comercial Pneus na Goodyear Europa, Médio Oriente e África. A equipa De Rooy sedeada nos Países Baixos participou no Dakar 2016 com três camiões equipados com pneus para camião Goodyear. A opção foi feita após exaustivos testes conjuntos com os engenheiros do Centro de Inovação da Goodyear no Luxemburgo, que ajudaram a equipa a obter a configuração ideal para otimizar o desempenho dos pneus em todas as condições do Dakar 2016. 0 Strada/GY

Janeiro-Fevereiro 2016


Janeiro-Fevereiro 2016


IVECO

facebook.com/stradajornal t / f (+ 351) 234 197 770 m (+ 351) 913 466 142 e geral@jornalstrada.com

Profile for Ameise Editora

Strada Truck #128  

Strada Truck #128 2016-02-28

Strada Truck #128  

Strada Truck #128 2016-02-28

Profile for ameise
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded