__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

DAF

Nº 112 - Ano 10 - Novembro-Dezembro 2013 • Distribuição gratuita • ISSN 1647–7022 www.jornalstrada.com


Novembro-Dezembro 2013

EM TODA

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TEST-DRIVE


TEST-DRIVE

A GAMA

Novembro-Dezembro 2013


TEST-DRIVE Giancarlo Terrassan - Jornal Strada 210225

Telefone: 234 322 121 Novembro-Dezembro 2013

ESCOLA DE SANTA Ă?LHAVO


| Giancarlo Terrassan giancarlo.terrassan@jornalstrada.com

TEST-DRIVE

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Recentemente, na Bélgica, tivemos a ocasião de testar toda a nova gama de veículos DAF com motorizações Euro6. Principalmente, este evento estava dedicado e focado para toda a gama média CF e para os pequenos LF, todavia, tivemos a sorte de poder também experimentar o irmão maior da família, o XF. No total, estavam à nossa disposição, além do XF, 12 veículos, dos quais, 7 representavam a série CF, incluindo um rígido 8x4 e 5 representavam a série LF. Para cumprir esta bateria de testes tivemos ao nosso dispor todo o dia e três circuitos bem distintos: um misto autoestrada e nacional sobre 43 km para os CF com semitrailer e dois de 36 km para testar o rígido da série CF e os 5 pequenos LF. Cedo, de manhã, após a tradicional apresentação, o primeiro a ser testado, num percurso relativamente curto com apenas 43 km, foi um XF Space Cab, com semitrailer cisterna, equipado com motor PACCAR MX-11 de 440 cv (320 kW) e

caixa ZF 12AS2130. Lembramos que, a série XF, já a tínhamos experimentado em estrada em dezembro do ano passado — foi mais para reavivar a memória e poder avaliar melhor os veículos da série CF que ia testar logo de seguida. As três gamas, além e ser todas equipadas com propulsores Euro6, a primeira vista, apresentam o mesmo design, tornandoas muito similares. Esta semelhança, todavia, não é limitada à aparência exterior, agora mais aerodinâmica, mas sim, é extensa realmente em toda a sua filosofia, abrangendo as gamas XF, CF e LF de forma integral, oferecendo ainda mais qualidade e mais eficiência. 3

CONDUÇÃO MARGARIDA WWW.ECSM.COM.PT Novembro-Dezembro 2013


DAF

TEST-DRIVE Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

3 Ao conduzir um CF ou um LF, esquecendo o factor dimensão, desfrutamos da mesma sensação que temos ao conduzir um XF, ou seja: familiaridade com os instrumentos, elementos internos e cores, conforto, ergonomia, condução, segurança, entre muitas outras. Os novos veículos da gama CF, equipados com cadeias cinemáticas extremamente flexíveis e polivalentes, podem ser adaptados a praticamente todas as missões imagináveis.

Novembro-Dezembro 2013

Três motorizações PACCAR Euro6 (PX-7, MX-11 e MX-13) de 6 cilindros em linha Common-Rail, garantem uma vasta gama de potências, perfeitamente ajustadas para missões a partir de 18 t até 44 t ou mais, para casos específicos. O PX-7 de 6,7 l conta com 4 diferentes potências: 220 cv (164 kW) e binário de 850 Nm (1.100-1.800 rpm), 250 cv (186 kW) e binário de 950 Nm (1.100-1.800 rpm), 280 cv (208 kW) e binário de

1.020 Nm (1.200-2.000 rpm), 310 cv (231 kW) e binário de 1.100 Nm (1.200-2.000 rpm). O MX-11 de 10,8 l conta com 5 diferentes potências: 290 cv (210 kW) e binário de 1.200 Nm (1.000-1.700 rpm), 330 cv (240 kW) e binário de 1.400 Nm (1.000-1.650 rpm), 370 cv (271 kW) e binário de 1.600 Nm (1.000-1.650 rpm), 400 cv (291 kW) e binário de 1.900 Nm (1.000-1.450 rpm), 440 cv (320 kW) e binário de 2.100 Nm (1.000-1.450 rpm).


caixas manuais de 5, 6, 9 e 12 relações, podendo escolher opcionalmente também uma de 16 relações, e caixas automatizadas de 6, 12 e 16 relações. Todos os eixos foram completamente redesenhados, sendo agora mais leves. O dianteiro com suspensão pneumática Stabilink pode suportar até 8 t, enquanto a lâminas é de 7,5 t, 8 t e 9 t. O eixo de tracção de até 13 t, pesa cerca de 40 kg menos e a suspensão pneumática Stabilink, cerca de 60 kg a me-

nos. Para os 6x4 e 8x4, os eixos de tracção tandem podem ser de 19 t, 21 t ou 26 t. O chassis foi também redesenhado e renovado, sendo agora mais robusto e flexível. A colocação voluminoso bloco do sistema de pós-tratamento dos gases de escape, obrigou a uma reorganização do layout, optimizando ao máximo todo o espaço nele disponível, podendo, por exemplo, acondicionar depósitos de combustível até 1.500 litros. 3

Novembro-Dezembro 2013

TEST-DRIVE

DAF

DAF

O MX-13 de 12,9 l conta com 3 diferentes potências: 412 cv (303 kW) e binário de 2.000 Nm (1.000-1.425 rpm), 460 cv (340 kW) e binário de 2.300 Nm (1.000-1.425 rpm), 510 cv (375 kW) e binário de 2.500 Nm (1.000-1.425 rpm). O novo potente travão de motor em combinação com o intarder ZF asseguram um elevado poder de travagem. A nível de transmissão é possível escolher, sempre tendo em conta a motorização/modelo,


DAF

TEST-DRIVE

3 Para a gama CF estão disponíveis três diferentes cabinas: a compacta Day Cab, para missões de distribuição, a espaçosa Sleeper Cab para missões de médias distâncias e, finalmente, a Space Cab, o topo de gama para as longas distâncias, considerada a mais espaçosa no segmento deste carro. Em função da motorização a altura do chão das cabinas muda e o número de degraus também: 1.180 mm e dois degraus com motor PX-7 ou MX-11 e 1.250 mm com três degraus

Novembro-Dezembro 2013

com o motor MX-13. Todas as cabinas espelham totalmente as características exteriores do topo de gama XF, par ticularmente no design frontal — na grelha de tonalidade preta com barra em tonalidade alumínio, no seu topo, onde está bem visível o logotipo DAF. Entre a grelha do radiador e o pára-brisas, uma ampla área permite a colocação do logotipo e/ou designação da empresa. Os grupos ópticos cujas lâmpadas dos médios, opcionalmente, po-

dem ser LED, englobam as Day-Light LED que são de série. Os faróis direccionais são incorporados nos de nevoeiro no pára-choques em aço. Para evitar danos, os vidros destes conjuntos de iluminação são em LEXAN (uma especial resina pertencente à família dos policarbonatos). Toda a aerodinâmica foi melhorada, em prol de uma menor resistência e consequente, redução dos consumos, além de garantir uma menor acumulação de sujidade na car-


mesmos que são utilizados na gama XF asseguram um excelente conforto, podendo ser ajustado em 220 mm na horizontal e 145 mm na vertical. O posicionamento dos pedais foi melhorado, permitindo

mais liberdade de espaço para os pés. O volante multifunções é o mesmo utilizado no XF e pode ser livremente ajustado em 80 mm na altura e entre os 30° e os 45° na inclinação. 3

Novembro-Dezembro 2013

TEST-DRIVE

DAF

roçaria. Como já é costume na casa DAF, o interior continua a ser muito generoso. Na versão Space Cab, o volume total é de 11 m3 e a altura interior é de 2.230 mm; o espaço para as arrumações ultrapassa os 900 litros, dos quais, 660 se encontram abaixo da cama, onde é possível alojar um frigorífico com capacidade até 30 litros; três grandes armários, acima do pára-brisa permitem a instalação de um microondas. A nova geração de bancos, os


DAF

TEST-DRIVE DAF

3 O tablier foi redesenhado, sendo mais ergonómico e apetrechado, podendo ser escolhido entre três diferentes versões, Argenta, Rustica ou com superfície preta. O painel de instrumentos foi redesenhado e, como no do XF, para elevar a legibilidade as marcas são com tonalidade alumínio. No velocímetro, um display digital exibe os dados do ACC e do controlador da velocidade em descida. No conta rotações, sempre de forma digital, são exibidas as informações relativas à caixa AS Tronic e ao retarder, comandadas através da alavanca colocada no lado direito da coluna da direcção. Na parte central, entre estes dois instrumentos, um display TFT a cores de 5” fornece, em 32 línguas, todo o tipo de informações relevantes do computador de bordo so-

Novembro-Dezembro 2013

bre as funções do veículo e do motor, incluindo o DAF Driver Performance Assistant — o novo sistema de controlo e orientação para melhoramento da eficiência na condução. Uma ampla série de sistemas ajudam o motorista a cumprir confortavelmente e em segurança a sua missão, destacamos o VSC (Vehicle Stability Control), o ACC (Adaptive Cruise Control), o LDWS (Lane Departure Warning System), o AEBS (Advanced Emergency Braking Assist). O novo sistema de ancoragem e a nova suspensão da cabina garantem uma melhor absorção da energia em caso de acidente e simultaneamente aumentam o conforto. No que concerne o descanso, o interior da Space Cab assegura de série um dos melhores ambiente do mercado, com uma cama de 2.020x700 mm (600 mm atrás dos assentos) e 120 mm de espessura (opcionalmente, pode ser escolhido o colchão Xtra Confort de 150 mm de espessura com cerca de 800 molas galvanizadas encasuladas em especiais bolsinhas. Opcionalmente, pode ser também instalada uma cama com 1.880x600 mm. Para aumentar ainda mais o conforto, a iluminação, a insonorização, isolação térmica e climatização foram outros dos pontos notavelmente melhorados na gama CF. 3


TEST-DRIVE

DAF

Novembro-Dezembro 2013


TEST-DRIVE Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TEST DRIVE E CONC

FICHA TÉCNICA Platinum Winner of the European Seal of e-Excellence 2011 Innovation and marketing in digital communication

Novembro-Dezembro 2013

Director: Giancarlo Terrassan e giancarlo.terrassan@jornalstrada.com - Directora adjunta: Ana Bela Nogueira e ana.bela.no fotográfica: e editor@jornalstrada.com - Giancarlo Terrassan, Carlos Jorge Mateus, Patrick Dreux, Bruno Píncaro, Nuno Alm 770 - f +351 234 197 770 m +351 968 708 537 - e comercial@jornalstrada.com - Propriedade e edição: Ameise Edito 537 - e ameise.editora@netvisao.pt - e giancarlo.terrassan@jornalstrada.com - URL: www.jornalstrada.com - Cons. Reg. C N° 124492 ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social - ISSN: 1647–7022. - Toda a reprodução, seja por fotocópia da Ameise Editora, Lda., são de inteira responsabilidade dos mesmos; a Ameise Editora, Lda. declina qualquer responsabilidade


Como já tinha mencionado no início do artigo, o primeiro camião que testei foi um tractor XF Space Cab equipado com um MX-11 Euro6 de 440 cv e caixa automatizada ZF 12AS2130 (AS Tronic de 12 relações), com um semitrailer cisterna. Perto do circuito de Spa-Francorchamps, a partir do hotel onde estávamos alojados, iniciou o teste deste XF ao longo de cerca de 50 quilómetros, até chegar à zona de testes onde iria continuar com os outros veículos da gama CF e da gama LF. Todos os testes com os novos CF, foram efectuados ao longo de um circuito misto, com uma extensão de 43 quilómetros, na autoestrada A26 e na nas nacionais N651 e N30. Um óptimo percurso com declives bastante acentuados, onde foi possível constatar em primeira mão o desempenho, o rendimento e as diferenças que separam os MX-11 e os MX-13. Um CF Sleeper Cab, com semitrailer de caixa aberta, com grua e eixos direccionais, equipado com motor PACCAR MX11 de 440 cv (320 kW) e caixa ZF 12AS2130, foi o primeiro conjuntos que testei. De seguida tive a oportunidade de experimentar outros 4 conjuntos com a mesma motorização, potência e caixa, mas com diferentes con-

figurações e semitrailer. O primeiro impacto ao entrar no novo CF depois de ter experimentado um XF, foi extremamente positivo. A subida para a cabina, especialmente para um corpulento e pouco ágil como eu, foi muito fácil, os dois degraus simplificaram bastante esta tarefa, muito importante para quem tem que subir e descer várias vezes ao dia. Já no interior, sentado ao volante, a sensação de conforto foi instantânea, seja por causa do banco, das instrumentações, da ergonomia e do próprio ambiente em si. Ao arranque, o robusto MX-11 de 440 cv e a caixa AS Tronic de 12 relações mostravam uma excelente desempenho. Ao conduzir, graças à grande semelhança com o XF, a fase de habituação ao veículo foi quase inexistente e a impressão de bem estar e conforto continuava presente e aumentava ao longo dos quilómetros percorridos. Mais uma vez, na fase de aceleração ao entrar na autoestrada, o desenvolvimento do motor em combinação com a rapidez da caixa, permitiam atingir rapidamente a velocidade de cruzeiro, mesmo a plena carga, com um peso total de 40 toneladas. Activado o ACC, sobrava somente a tarefa de controlar o volante, 3

ogueira@jornalstrada.com - Redação: e editor@jornalstrada.com - Colaboradores: Marta Santos, Andreia Nabais, Marlene Mesquita da Silva, Tavares Ribeiro, João Cerqueira, Bruno Píncaro, Nuno Almeida - Reportagem meida - Design e Layout: Ameise Editora, Lda. - Paginação: e editor@jornalstrada.com - Ameise Editora, Lda. - Directora Comercial: Marisa Nogueira de Sousa - Marketing e Publicidade: t +351 234 197 ora, Lda. - Rua da Cabreira, 83 R/C Dto - S. Bernardo - 3810-071 Aveiro - Portugal - Contactos: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 916 834 742 - m +351 913 466 142 - m +351 968 708 om. de Aveiro N° 5940/040317 - NIF: 506 821 315 - Cap. Social: E 50.000,00 - Fundado: Dezembro de 2003 - Periodicidade: Mensal - Divulgação: Distribuição gratuita Depósito Legal: 203764/03 - Registo a ou por qualquer outro processo, sem prévia autorização do editor, é ilícita e passível de processo judicial. - Todos os textos enviados pelos leitores e publicados no Strada ou em qualquer outro produto de propriedade em caso de acção judicial.

Novembro-Dezembro 2013

TEST-DRIVE

LUSÃO

3


Novembro-Dezembro 2013

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TEST-DRIVE


174950

No próximo número será a vez da gama LF, a outra série testada, a ser relatada.

relaxar e apreciar a lindíssima paisagem, mesmo com chuva. Ao meio do trajecto, da autoestrada, a inclinação da via começava a aumentar e a caixa iniciava a sua árdua tarefa em manter o veículo no mais alto nível de rendimento, sem perder força durante as mudanças de relações. O potente motor trabalhava afincadamente e, aparentemente sem esforço, ajudado pela celeridade de resposta da AS Tronic, Chegado ao cume, o ACC voltava actuar em força, tomando conta da segurança do veículo durante a descida, mantendo a velocidade que previamente tinha programado. A cerca de metade do percurso, foi a vez de entrar na estrada nacional, iniciando o típico serpentear no sobe e desce da paisagem local. Aqui também a AS Tronic desenvolvia um óptimo trabalho, não deixando que o motor perdesse potência durante as passagens de relação rápidas e 3

Novembro-Dezembro 2013

TEST-DRIVE

3


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TEST-DRIVE

3 precisas, nas descidas o importantíssimo retarder desempenhava um papel essencial para a manutenção do carro em total controlo. É exactamente neste tipo de estradas, com uma largura da faixa de rodagem bastante limitada, que uma vez mais, tive a ocasião de comprovar a importância e o conforto de conduzir um conjunto com um semitrailer com eixos direccionais — a típica preocupação com o trânsito contrário, especialmente quando cruzamos outros veículos de maior dimensão, deixa quase de existir, porque o nosso semitrailer acompanha perfeitamente o tractor na sua faixa de rodagem sem invadir a outra. Finalmente, seguindo o mesmo percurso, chega o momento de testar o CF Space Cab 6x4, com semitrailer porta máquinas, equipado com um PACCAR MX-13 de 510 cv (375 kW) e caixa ZF 16AS2630. Ao subir para a cabina, devido ao MX-13 os degraus já são três. No interior da enor-

210225

3

Telefone: 234 322 121 Novembro-Dezembro 2013

ESCOLA DE SANTA ÍLHAVO


TEST-DRIVE

CONDUÇÃO MARGARIDA WWW.ECSM.COM.PT Novembro-Dezembro 2013


DAF

TEST-DRIVE

3 me e confortável cabina, a sensação era a mesma de que estar no interior de um XF. Em comparação ao mais pequeno MX-11 de 440 cv, nos poucos quilómetros antes de entrar na autoestrada, o potente MX-13 de 510 cv iniciava a marcar a diferença. Nas acelerações a partir de parado e de baixa velocidade, a AS Tronic de 16 relações em conjunto com elevado binário deste motor, conseguia oferecer um rendimento muito maior e progressivo. Já na autoestrada, no troço em subida, a importância das 16 relações se tornava mais relevante. Voltando para a estrada nacional, a caixa raramente saiu da 16ª, mantendo rotações sempre muito baixas. Excelente… adorei o carro… Sempre foi apologista da escolha de um motor com um bom binário e mais cavalos, uma caixa de 16 relações e retarder, o todo ajuda manter os custos de exercício mais baixos — consumos baixos, maior segurança, manutenções menos frequentes devido a um menor desgaste dos componentes e menor impacto ambiental, são as consequências de relevo quando se escolhe uma combinação como esta, nunca esquecendo a adequada formação do motorista. É importante lembrar também que, escolher o mais barato, às vezes sai

Novembro-Dezembro 2013

mais caro no fim do exercício. Em territórios com percursos sinuosos e com subidas acentuadas, a escolha de um MX-13 em conjunto com uma AS Tronic de 16 relações, segundo a minha opinião, é a mais apropriada. Pois, permite manter a velocidade média mais elevada e, consequentemente, ganhar muitos minutos preciosos, visto que é nas subidas onde perdemos imensamente tempo. Uma relação mais alta e menos rotações do motor, graças a um elevado binário, permitem manter o mesmo ritmo com consumos nitidamente inferiores. O último carro desta gama que tive a oportunidade de testar foi um CF Day Cab 8x4, com banheira basculante, equipado com motor PACCAR MX-13 de 460 cv (340 kW) e caixa ZF 12AS2330. Mesmo que muito diferente na forma (um bloco compacto com rodas), o conforto era o mesmo. A direcção muito precisa e leve, a visibilidade óptima e o potente propulsor, me proporcionavam uma agradável sensação de leveza, aquando deslizava pelas estreitas estradas regionais deste circuito, de apenas 36 quilómetros. Foi pena não ter tido mais tempo para o “degustar” com mais calma, também num outro tipo de terreno. Um verdadeiro brinquedo! 0


TEST-DRIVE Novembro-Dezembro 2013


Novembro-Dezembro 2013

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS


NEWS Novembro-Dezembro 2013


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS

| Ana Bela Nogueira

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

A marca DAF reforça a sua presença em Portugal através da nomeação da ACRV - Comércio, Veículos e Peças, S.A. como concessionário oficial de venda e serviços pós-venda. De norte a sul do país, contando principalmente com 3 instalações: Castanheira do Ribatejo, Perafita e Loulé. Com uma equipa de qualidade, conhecedora da marca e bem preparada para responder às exigências dos clientes, a ACRV opera no mercado para venda de viaturas, peças e serviço de oficina de assistência e manutenção com apoio 24 h. Para além destas instalações, conta ainda com os centros de apoio, da RETA, S.A., da Benacar, Lda. e da Jaime & Rodrigues, na área de vendas, peças e serviço de colisão, manutenção e reparação de semitrailers multimarca, estando previsto abrir em breve um centro para aferição de tacógrafos. 3

Novembro-Dezembro 2013


NEWS Novembro-Dezembro 2013


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

3 Por ocasião da apresentação desta nova parceria e dos novos rostos da representação da marca, em Castanheira do Ribatejo, foram exibidos a cerca de 100 convidados, os últimos modelos XF e CF da gama Euro6 da DAF. António Rasero, Sales Manager da DAF para o mercado de Espanha e Portugal, fez uma abordagem sobre a história da marca, que com 85 anos de experiência na área do transporte, é actualmente líder de mercado no segmento de camiões, tendo em 1996 passado a ser integrada no grupo PACCAR. Segundo o responsável da DAF, estes «são os camiões que vão liderar o mercado».

João Dantas, Director Operacional, em entrevista à revista Strada afirmou que «sendo o objectivo da DAF tão ambicioso, ao pretender conquistar cerca de 20% da quota de mercado dos camiões, a ACRV, em Portugal, espera estar em linha com essa estratégia». João Dantas referiu que «… para acompanhar esse objectivo a ACRV tem de reconquistar a confiança dos clientes portugueses na marca DAF, para isso os nossos clientes contam com produto fiável, de baixo consumo, com a qualidade de ser viços de pósvenda, bem como o profissionalismo e seriedade da uma equipa experiente». Questionado sobre como vão

3

Novembro-Dezembro 2013


NEWS Novembro-Dezembro 2013


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS

3 funcionar os vários pontos de venda, nomeadamente nas zonas norte, centro e sul do país, João Dantas referiu ainda que «A ACRV está representada em Castanheira do Ribatejo abrangendo uma área que vai de Santarém, Castelo Branco até ao Algarve. Esta é a zona de venda da ACRV, embora, enquanto não houver mais algum concessionário de vendas, podemos vender a nível nacional…, no entanto, na zona Sul, temos um ponto ACRV em Loulé com serviço packman, o anterior serviço dealer. Esperamos que este serviço pack-man chegue também a Perafita, que neste momento é uma oficina». João Dantas demostrou ser optimista em relação aos números de vendas, afirmando que «Cerca de 40 viaturas Euro6 já estão vendidas. Temos várias encomendas de tractores e rígidos. A aposta para reconquistar a liderança do mercado recai sobre as novas viaturas: o XF, o CF e o LF». A DAF poderá vir a aumentar a sua presença em Portugal, devido à possibilidade de abertura de um novo concessionário em Leiria, por parte de um outro grupo que não a

Novembro-Dezembro 2013

85 A

HISTÓ e EX


ÓRIA XPERIÊNCIA

Novembro-Dezembro 2013

NEWS

ANOS

ACRV. A DAF inicia, portanto, a conquista do mercado português, sendo opinião de João Dantas que «será um grande desafio recuperar a marca». O novo XF está equipado com os novos motores Euro6 PACCAR MX-13 de 12,9 litros e MX-11 de 10,8 litros, ambos com 3 degraus e um novo chassis. Tem ainda um controlo de estabilidade do veículo, um aviso de colisão central e um sistema de travão de emergência. O CF vem equipado com os novos motores Euro6 PACCAR PX-7 de 6,7 litros, MX-11 de 10,8 litros e MX-13 de 12,9 litros. O chassis possui agora uma estrutura em Y na dianteira, para facilitar a refrigeração. O CF permite uma capacidade de combustível até 1.500 litros, devido à disposição dos seus componentes para o interior do chassis. Relativamente ao novo LF, direccionado para a distribuição, pode ser equipado com os novos motores Euro6 PACCAR PX-5 de 4 cilindros e PX7 de 6 cilindros. Para o LF é possível escolher várias caixas de velocidades, vários tipos de cabina, vários rácios de eixo traseiro e distintos comprimentos para o chassis. 0


NEWS Volvo Trucks

VOLVO

&

VAN D

Novembro-Dezembro 2013


NEWS

&

DAMME 3

Novembro-Dezembro 2013


Volvo Trucks

NEWS Volvo Trucks

Acrobacia única no mundo possível com a direcção dinâmica volvo No mais recente filme de teste ao vivo da Volvo Trucks "A Espargata Épica", a vedeta de acção de Hollywood Jean-Claude Van Damme executa uma das suas espargatas, conhecidas em todo o mundo, entre dois camiões Volvo FM em marchaatrás. Contudo, esta incrível acrobacia – única no mundo – só foi possível graças à Direcção Dinâmica Volvo (DDV). A DDV – um inovador sistema desenvolvido pela Volvo Trucks – aumenta imenso a precisão e estabilidade em qualquer situação de condução. Funciona através de um motor eléctrico com controlo electrónico, ajustado cerca de 2.000 vezes por segundo para criar uma direc-

3

Novembro-Dezembro 2013


Volvo Trucks

Volvo Trucks

Volvo Trucks

motor eléctrico

caixa de direcção hidráulica

Novembro-Dezembro 2013

Volvo Trucks

NEWS

Volvo Trucks


Volvo Trucks

NEWS

3 ção extremamente precisa. Em marcha-atrás, a DDV permite um excelente controlo com o mínimo esforço. «O filme é a demonstração perfeita da estabilidade direccional que a DDV pode proporcionar», explica Jan-Inge Svensson, o engenheiro na base do desenvolvimento do software do sistema na Volvo Trucks. «A estabilidade e o controlo são tão bons que é possível fazer marcha-atrás com um camião em grandes distâncias com uma precisão muito elevada, exactamente o que tínhamos de fazer neste filme. Tinha de ser perfeito – até ao último centímetro». «Para além de ajudarem a fazer um grande filme, as capacidades do sistema são também muito práticas para motoristas de camiões, especialmente em situações em que é necessário utilizar muito a direcção», acrescenta Jan-Inge Svensson. «Por exemplo, fazer marcha-atrás em áreas apertadas ou em terrenos difíceis. Quando se faz marcha-atrás com um reboque, pequenas mudanças da direcção podem fazer uma grande diferença na direcção do veículo e o esforço do motorista num camião normal pode ser muito maior. No entanto, a DDV ajudará o motorista a manter uma linha recta e a ter um controlo muito superior do camião». 0 Strada/VT

Novembro-Dezembro 2013


NEWS Novembro-Dezembro 2013


FIABIL

MAN Truck & Bus

NEWS

SOUCHON

Novembro-Dezembro 2013


LIDADE

Novembro-Dezembro 2013

NEWS

ESCOLHE


MAN Truck & Bus

NEWS

3 A transportadora francesa Souchon Services concentra-se na redução do custo total de propriedade e, por este motivo, adquiriu mais 44 camiões MAN para a distribuição e o transporte de longo curso. Com uma aero-dinâmica optimizada, um compressor de ar que funciona apenas quando é necessário, pneus com baixa resistência ao rolamento e formação para condutores profissionais, os veículos MAN TGX EfficientLine com um motor de 480 cv e TGS com 320 cv economizam até três litros de gasóleo por cada cem quilómetros. «Os MAN TGX e TGS são perfeitamente adequados para a

Novembro-Dezembro 2013

nossa empresa pois são inovadores e extremamente fiáveis. Para nós, são uma garantia de baixo consumo e melhoram o equilíbrio energético da nossa frota de veículos, a nível global. Para além disso, o TGS e o TGX apresentam um funcionamento suave e estão equipados com um cockpit ergonómico, que assegura uma boa visibilidade, aspectos importantes do local de trabalho dos nossos condutores», resume o CEO Laurent Souchon. Todos os condutores recebem formação MAN ProfiDrive sobre condução económica. «Isto garante que os condutores têm controlo total sobre os veículos

e economizam até 12% de combustível. Condutores com melhor formação e empenhados são uma importante vantagem competitiva», explica Dominique Zerbib, Director de Vendas de Camiões do Sul de França na MAN Camions & Bus SAS. O curso de formação MAN Pro-fiDrive faz parte do pacote de serviços EfficientLine. Souchon acrescenta: «Outro factor decisivo para a nossa cooperação de muitos anos tem sido a presença da Organização de Vendas da MAN em França e a sua rápida resposta quando contactada». 0 Strada/MTB


MESTRE DA POUPANÇA ... SEM EXAGERO. O MAN TGX EFFICIENTLINE.

o: consum e d e d r Reco KM

00 1 / L 2 , 5 2 MAN TGX

/LQH (I ÀFLHQW

206214

0DLVXPDYH]HVWDPRVPXLWRVDWLVIHLWRVFRPRySWLPRUHVXOWDGRGR0$17*;(IÀFLHQW/LQH2QRVVRFDPSHmRGDHÀFLrQFLD ÀFRXEHPQDIUHQWHQR6XSHUWHVWUHDOL]DGRSHOD7UXFNHU1DSLVWDGHHQVDLRFRPFHUFDGHNPGHFRPSULPHQWRR0$1 7*;HVWDEHOHFHXXPQRYRUHFRUGHGHFRQVXPRGHONPHFRQVHTXHQWHPHQWHpRFDPLmRPDLVHÀFLHQWHGDVXD FODVVH$IDVWHDSUHVVmRGDVGHVSHVDVFRPVXFHVVR&RPR0$17*;(IÀFLHQW/LQHLVVRpSRVVtYHO

Engineering the Future – since 1758.

MAN Truck & Bus


NEWS Renault Trucks

VOITH

TOUR R/EV

Novembro-Dezembro 2013


Em combinação com o travão motor, o condutor tem sempre disponível um efeito optimizado de travagem até 864 kW. O retarder oferece uma elevada potência de travagem em toda a gama de velocidades. Até 90 % das travagens do veículo podem ser levadas a cabo com o retarder VOITH. O retarder VOITH aumenta a eficiência económica, protege a cadeia cinemática e os travões de serviço. As visitas à oficina e os períodos de paragem dos veículos são reduzidos. Poupança de combustível Velocidades constantes e um menor número de mudanças de velocidades são indicadores de um consumo de combustível reduzido. Os retarders VOITH são uma ferramenta útil que, em combinação com um modo de condução antecipatório, garante poupanças notáveis. Isto foi verificado pela TÜV Süd Automotive (Associação de controlo técnico). Durante um ensaio prático de condução, onde se utilizou uma caixa de velocidades automática, foi possível reduzir o consumo de combustível em até 0,33 litros por cada 100 km, assim como, diminuir em aproximadamente 0,87 kg as emissões de CO2. 0 Strada/V

VOLUTION

Novembro-Dezembro 2013

NEWS

que levaram a cabo uma série de workshops temáticos no âmbito do Tour. Durante estes eventos os participantes tiveram a oportunidade para descobrir como o retarder VOITH pode contribuir para o aumento da rentabilidade global dos seus veículos. Retarder VOITH: poderoso e resistente sistema de travagem sem desgaste Actualmente, a maioria dos camiões vendidos pela Renault em Portugal e Espanha estão equipados com o retarder VOITH, que é muito mais do que um simples sistema de travagem. Trata-se de um sistema de travagem isento de desgaste e de grande disponibilidade.

VOITH

O Tour R/Evolution fez parte da campanha de divulgação que se seguiu ao lançamento da nova gama Euro6 da Renault Trucks. Compreendeu uma série de eventos em oito locais diferentes, em Portugal e Espanha, que tiveram lugar durante os meses de Outubro e Novembro de 2013. Os eventos tiveram como objectivo aprofundar o conhecimento dos clientes ao nível das características técnicas e funcionais da nova gama de camiões; oferecendo ao mesmo tempo a possibilidade de testar um veículo da gama T. A VOITH foi um dos parceiros que acompanhava o evento. A VOITH fez parte de um grupo seleccionado de parceiros


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS

R/EVOLUT

EM COI

Novembro-Dezembro 2013


IMBRA

Novembro-Dezembro 2013

NEWS

TION TOUR


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS

| Ana Bela Nogueira

A Renault Trucks concluiu em Coimbra o Trucks R/Evolution Tour específico para a península ibérica, realizado em 8 etapas, que decorreram entre outubro e novembro, percorrendo quase 3.500 quilómetros em 2 países e 8 cidades com características arquitectónicas e emblemáticas próprias. A Quinta das Lágrimas, em Coimbra, serviu como palco para apresentar, aos clientes portugueses, as novas gamas dos veículos Renault Trucks. Dois tractores da gama T, um tractor 6x4 da gama C e um chassis 6x6 da gama K, estiveram expostos no espaço exterior, proporcionando aos clientes um visionamento mais 3 Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

Novembro-Dezembro 2013


NEWS Novembro-Dezembro 2013


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

3 físico destes novos veículos.

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Para contacto apurado e sentir realmente a qualidade e o comportamento da nova gama T em estrada, estiveram à disposição 6 conjuntos com semitrailer. A nova gama T conta com motores de 6 cilindros Euro6 DTi 11 e DTi 13. O DTi 11 de 10,8 litros tem potências de 380 cv (279 kW), 430 cv (316 kW) e 460 cv (338 kW), com um binário de 1.800 Nm, 2.050 Nm

e 2.200 Nm respectivamente. O DTi 13 de 12,8 litros tem potências de 440 cv (324 kW), 480 cv (353 kW) e 520 cv (382 kW), com um binário de 2.200 Nm, 2.400 Nm e 2.550 Nm respectivamente. Esta nova gama conta ainda com caixa automatizada Optidriver, travão de estacionamento eléctrico e automático, Adaptive Cruise Control, sistema anti -colisão, assistência na condu-

Novembro-Dezembro 2013

ção e detecção de trajectória, entre muitos outros sistemas de segurança e gestão do veículo. O design desta nova gama destaca-se pela sua aerodinâmica e forma trapezoidal. Os pormenores mais evidentes são os deflectores no tejadilho, os deflectores laterais, os extensores das portas e ainda a sua cabina modular, mais longa e mais larga, com 2.300 mm de largura na parte dianteira e de 2.500 mm na parte traseira. No passado mês de junho em Lyon, numa exibição monumental, a Renault Trucks tinha apresentado esta nova gama, em estreia mundial, a um público composto por milhares de espectadores, com uma forte presença de clientes e imprensa. Em ocasião de um test drive que recentemente efectuamos na Normandia, o Strada dedicou a mais extensa reportagem jamais efectuada à gama T e pode ser visualizada na edição número 111 através do nosso portal: www.jornalstrada.com/library


NEWS Novembro-Dezembro 2013


NEWS Shacman

SHACM O primeiro protótipo do camião Shacman brasileiro, que será produzido a partir do segundo semestre do próximo ano, foi a principal atracção do stand da Metro-Shacman, na Fenatran, São Paulo. Única marca de origem chinesa participante no evento, mostrou o veículo Shacman TT 440 6x4 com índice de nacionalização superior a 60%, obtido por intermédio de parceria estabelecida com mais de 40 empresas brasileiras do segmento de auto-peças. Ao lado do Shacman TT 440 6x4, a empresa apresentou também um driveline – conjunto formado por motor Cummins, transmissão Eaton automatizada de 18 velocidades, eixo dianteiro e cardãs Dana, eixos traseiros Meritor, pneus Goodyear, travões Master, rodas Maxion Wheels – entre as mais de 40 empresas participantes do projecto do camião brasileiro. O veículo revela também um

PRODUZ N

Novembro-Dezembro 2013


dos resultados do departamento de engenharia da empresa com o motor Cummins ISM 11P7, de 6 cilindros em linha e 10,8 litros, com potência elevada para 440 cv e a opção de transmissão Eaton automatizada de 18 velocidades ou ZF manual de 16 velocidades. Após a Fenatran, a empresa dará início ao programa de certificação do veículo, por intermédio de testes de durabilidade e desempenho, em diversas condições de utilização, tipos de estradas e clima no Brasil. O programa envolverá a utilização do veículo com tracção de semi-reboques e diferentes configurações de implementos utilizados no segmento de transporte de cargas do Brasil. Na Fenatran, a Metro-Shacman anunciou a ampliação da rede de vendas e serviços para 16 pontos em diversos Estados brasileiros. 0 Strada/S

NO BRASIL

Novembro-Dezembro 2013

NEWS

MAN


NEWS DAF

KMAX e FU

A DAF é o primeiro fabricante de camiões a disponibilizar os novos pneus KMAX e FUELMAX da Goodyear como equipamento de origem. Estes pneus, especialmente focados na quilometragem e eficiência de combustível, vão ser montados nos novos modelos CF e LF e na gama XF, porta-estandarte da marca, a partir de dezembro de 2013. As gamas KMAX e FUELMAX da Goodyear foram apresentadas no passado mês de setembro. KMAX, como indica o próprio nome, foi desenvolvido para aumentar a quilometragem sem comprometer outras áreas chave de rendimento, como a eficiência de combustível e a tração. Por outro lado, a gama FUELMAX está destinada a operadores que procuram eficiência de combustível otimizada sem comprometer a quilometragem. O DAF XF é o primeiro modelo que a empresa de camiões introduziu na sua gama Euro6 e foi otimizado com objetivos de

baixo consumo de combustível e promover eficiência ambiental. A anterior geração de pneus Marathon + da Goodyear era, na maioria das versões, focada na eficiência de combustível deste camião. Com os novos pneus, estes benefícios serão ainda mais ampliados. As gamas Euro 6 do DAF CF e LF foram desenvolvidas pela sua versatilidade e estão disponíveis num amplo conjunto de versões que cobrem um espectro importante de aplicações. Os utilizadores destes modelos poderão escolher o pneu da Goodyear mais indicado para as suas necessidades operacionais. «Estamos encantados com o facto de a DAF ter escolhido os pneus KMAX e FUELMAX para os seus camiões mais recentes», declarou Boris Stevanovic, diretor de marketing de pneus para camião da Goodyear Dunlop EMEA. «Temos uma relação duradoura com a DAF e temos trabalhado com eles durante muitos anos com o obje-

3

Novembro-Dezembro 2013


Novembro-Dezembro 2013

NEWS

UELMAX


tyrepress

NEWS

3 tivo de desenvolver produtos que aumentem o rendimento dos seus veículos. Ter os pneus KMAX e FUELMAX como equipamento de origem implica que os operadores que compram estes camiões possam beneficiar da maior quilometragem e o menor consumo de combustível que os nossos pneus oferecem. Outra vantagem é o rendimento que oferecem os pneus de direção desta gama no inverno, que incluem o símbolo Três Picos de Montanha com Floco de Neve (3PMSF), o que significa que podem ser utilizados inclusivamente nas condições de inverno mais severas», acrescenta. A partir de dezembro, a fábrica da Goodyear no seu Centro do Luxemburgo (LMC) disponibiliza estes pneus que são montados e entregues na linha de produção da DAF de acordo com os procedimentos “just -in time”. Na fábrica LMC, inaugurada há mais de 11 anos, são montados aproximadamente 8.000 pneus por dia para fabricantes de toda a Europa. 0 Strada/GY

Tlm: 965 662 630

Novembro-Dezembro 2013

910 847 032

E-mail: camipecas@ @gmail.com


Feira Internacional de Logística, Transporte de Cargas e Comércio Exterior 20ª edição

Onde o setor faz negócios

1 a 3 Abril de 2014

O mundo Intermodal em exposição ʄAeroportos  ʄEADIs  ʄPortos  ʄTerminais  ʄServiços e Sistemas de  Transporte

13h às 21h Transamerica Expo Center São Paulo – Brasil

ʄLogística  ʄComércio Internacional  de Cargas ʄEquipamentos  ʄTecnologia 

2º MAIOR EVENTO DO MUNDO PARA OS SETORES DE LOGÍSTICA, TRANSPORTE DE CARGAS E COMÉRCIO EXTERIOR

MAIS DE 45 MIL VISITANTES ALTAMENTE QUALIFICADOS

Para P ara e expor expo xp por o ou u patrocinar patrocinar a

210229

KKelly elly Lima (11) 4878-5921

Felippe Felippe FFontanelli ontanelli (11) 4878-5922

info@intermodal.com.br inffo@inttermodall.ccom.brr

65% DOS VISITANTES SÃO EMBARCADORES DE CARGAS EM BUSCA DE NOVAS SOLUÇÕES

www.intermodal.com.br Realização

Patrocínio


NEWS Krone

NOVAS DIME A Goodyear Dunlop dá as boas-vindas a uma nova série de propostas apresentadas pela Comissão Europeia que visam implementar mudanças nas regulamentações sobre as dimensões dos camiões por motivos ambientais e de segurança, destacando o importante papel dos pneus na persecução destes objetivos. Se aprovadas, estas propostas vão permitir uma maior liberdade em rela-

3

NOVOS

Novembro-Dezembro 2013


NEWS

NSĂ•ES

PNEUS

Novembro-Dezembro 2013


NEWS Krone

Novembro-Dezembro 2013


ção às dimensões dos veículos. Isto possibilitará que os fabricantes de camiões e reboques incorporem aspetos aerodinâmicos que favoreçam a poupança de consumo de combustível, bem como a segurança dos mesmos. Estas medidas podem trazer uma nova geração de design de camião às estradas europeias para 2018. Ainda que as propostas regulamentares façam referência a melhorias nos veículos na sua totalidade, convém recordar que os pneus têm um papel

fundamental no design e no rendimento do veículo. Para além disso, os pneus são o único ponto de contacto entre o veículo e a estrada, daí assumirem igualmente uma enorme relevância para a segurança. Do ponto de vista ambiental, a baixa resistência à rodagem reduz o consumo de combustível e as emissões. Além disso, as dimensões dos pneus e a sua máxima capacidade de carga têm influência sobre a carga e tamanho em geral. Isto permite maior flexibilidade no

design e proporciona a possibilidade de aumentar a carga. «Damos as boas-vindas às novas propostas e aguardamos a sua pronta implementação em todos os países-membros da União Europeia», comenta Boris Stevanovic, diretor de marketing para pneus de camião na EMEA da Goodyear Dunlop Tires Europe. «Durante muitos anos, as dimensões dos veículos sofreram restrições que levaram a uma limitação no seu fabrico. Nos últimos anos, os pneus ofereceram aos

3

Novembro-Dezembro 2013

NEWS

3


NEWS Volvo Trucks

3 operadores importantes poupanças em termos de consumo de combustível, com a consequente redução em emissões contaminantes. Com as novas propostas e a baixa resistência à rodagem dos pneus que oferecemos, serão possíveis melhorias para os operadores e para o ambiente. Outro benefício adicional destas medidas é a melhoria na visibilidade do condutor e na segurança rodoviária, o que, claro, também aplaudimos», conclui. A aerodinâmica: tema chave no Simpósio da Goodyear sobre Frotas A Goodyear Dunlop apoiou os

Novembro-Dezembro 2013

legisladores em determinadas mudanças técnicas durante anos. Entre estas mudanças encontra-se a capacidade de melhorar a aerodinâmica e outros avanços que impliquem melhorias económicas, de segurança e ecológicas. Os benefícios que implicavam uma melhoria aerodinâmica foram revelados em janeiro de 2012 durante o Simpósio da Goodyear Dunlop sobre Frotas, “Aumentar a eficiência energética do transporte rodoviário na Europa”, que teve lugar em Bruxelas. Durante a celebração do Simpósio, a Goodyear Dunlop apresentou a sua calculadora

online (www.fleet-fuel-efficiency.eu) para ajudar os operadores de frotas a otimizar o consumo de carburante dos seus veículos. Tal é possível incorporando-a na configuração do camião e obtendo informação operativa relativa à frota através de uma seleção de várias opções: ajudas aerodinâmicas, eleição do pneu de acordo com a etiqueta europeia e níveis de formação do condutor, entre outras. Os resultados são mostrados como custos operativos anuais e as poupanças aparecem destacadas. 0 Strada/GY


NEWS O NUCAMINHO - Núcleo de Camionistas do Minho, entidade formadora acreditada pela DGRT e pelo IMT, disponibiliza uma vasta oferta formativa, das quais destacamos: • Certificado de formação profissional para motorista de veículos pesados (antigo CAM). • Motorista de veículos de transporte colectivo de crianças. • Tacógrafos. • Motorista de veículos de transporte de mercadoria perigosas - ADR e especialização em cisternas.

Veja as vantagens em ser sócio do NUCAMINHO.

Strada 184569

Informe-se já através dos números: 93 87 21 300 / 253 833 752 ou visite-nos em www.nucaminho.com


itmworld

pressebox

NEWS

DE EURO2 PARA EURO5

Pelas suas valências e competências técnicas, a Rede TOP TRUCK foi escolhida como parceira na montagem e teste de um sistema retrofit para controlo de emissões poluentes para veículos pesados. O equipamento comercializado em Portugal pela Civiparts, foi instalado na TOP TRUCK Maia e possui tecnologia de ponta que permite que viaturas Euro2 passem a ter um nível de emissões poluentes de acordo com a norma Euro5. O conjunto inclui uma panela de escape específica com filtro de partículas, um depósito para o aditivo e uma centralina de controlo que permite, para além da gestão de todo o sistema, interagir com o condutor indicando a necessidade de efetuar uma regeneração do filtro. Assim e através de um baixo investimento, as empresas têm a possibilidade de converter viaturas da sua frota, seja camião ou autocarro, em viaturas com um nível de emissões Euro5 e, consequentemente, permitir o acesso a zonas limitadas dentro das cidades ou países europeus. Existe ainda a possibilidade de – em condições especiais – aceder a reduções fiscais uma vez que as emissões poluentes de uma determinada frota são drasticamente reduzidas. 0

Novembro-Dezembro 2013

Strada/TT


204513


Mack Trucks

NEWS Mack Trucks

A Mack Trucks Inc., empresa americana pertencente ao Grupo Volvo, foi a grande vencedora da edição do prémio internacional Swedish Steel Prize. A empresa viu premiado o seu inovador sistema de suspensão, que tira o máximo partido de todas as propriedades que o aço de elevada resistência tem para oferecer. «A Mack Trucks lançou o mote para o desenvolvimento inova-

dor de um dos componentes imprescindíveis nos veículos pesados de mercadorias», afirma Melker Jernberg, presidente do júri e responsável pela área de negócios da região EMEA da SSAB. O transporte rodoviário através de veículos pesados de mercadorias é um elemento fundamental de todas as sociedades desenvolvidas do mundo e até mesmo as mais pequenas me-

3

SUSPEN PRE

Novembro-Dezembro 2013


NEWS

NSテグ EMIADA

Novembro-Dezembro 2013


NEWS SSAB

3 lhorias podem ter um impacto significativo. Tendo em consideração o número de veículos que atualmente circulam nas estradas, a redução do desgaste, a diminuição do impacto ambiental e o aumento da segurança são elementos de grande importância. A nova solução para sistemas de suspensão da Mack Trucks oferece melhorias a nível da manobrabilidade e reduz o

Novembro-Dezembro 2013

desgaste dos pneus em cerca de 25%. Além disso, o novo sistema de suspensão garante ainda veículos mais seguros e mais confortáveis para o condutor. «A Mack Trucks vem mostrar de que forma o desenvolvimento inovador e eficaz nos pode ajudar a tirar partido do aço de elevada resistência na criação de produtos mais resistentes, leves e sustentáveis,

sendo este um dos aspetos que o prémio destaca», diz Melker Jernberg, sublinhando ainda a feroz competição entre os muitos participantes. O Swedish Steel Prize é atribuído por ocasião de um evento de três dias, em que participantes de todo o mundo se reúnem para partilhar as mais recentes descobertas em aço de elevada resistência. A cerimónia de entrega dos prémios ocorreu du-


NEWS da esquerda para a direita: Melker Jernberg, Presidente do júri e responsável pela área de negócios da região EMEA da SSAB, Michael Brown, Diretor de gestão de projectos da Mack Trucks, Greg Kiselis, Engenheiro principal da Mack, Martin Lindqvist, CEO e presidente da SSAB AB e John Walsh, Vice-Presidente e responsável pelo marketing da Mack.

rante o jantar de encerramento organizado no novo centro de eventos de Estocolmo, o Stockholm Waterfront. Entre os nomeados estavam a Condeco Technologies AG, da Suíça, a Pesa Bydgoszcz S.A.,

da Polónia e a Tuff Trailers Pty ltd, da Austrália, todos eles conquistando o segundo lugar no Swedish Steel Prize 2013. O Swedish Steel Prize foi fundado pela SSAB em 1999 com o objetivo de inspirar e divulgar

o conhecimento sobre o aço de elevada resistência e como este pode ser utilizado para desenvolver produtos mais leves, resistentes e sustentáveis. 0 Strada/SSAB

Novembro-Dezembro 2013


NEWS Scania

NOVO

TĂšNEL D0 VE

Novembro-Dezembro 2013


NTO

Do frio do árctico, ao calor escaldante do deserto Nessas instalações, podem ser simuladas temperaturas de entre -35º e +50ºC, assim como

3

Novembro-Dezembro 2013

NEWS

A Scania investiu 40,5 milhões de Euros na construção de avançadas instalações para testes climáticos. Graças ao seu novo túnel do vento, localizado no DemoCentre em Södertälje, na Suécia, a Scania consegue submeter os seus veículos a testes nas mais exigentes condições climáticas e desse modo melhorar o desenvolvimento e desempenho dos seus veículos. A Scania está agora menos dependente dos testes de campo e, utilizando o ambiente controlado do túnel do vento, reduz os prazos entre o desenvolvimento e o lançamento do produto. «Esta instalação única ajudanos a melhorar a eficiência do combustível e a reduzir ainda mais as emissões», afirma Harald Ludanek, Vice-Presidente Executivo e Responsável de Investigação e Desenvolvimento. «Uma vez que podemos reduzir o impacto da neve, da chuva e da sujidade, os motoristas irão beneficiar de um melhor ambiente na cabina, assim como de uma maior segurança».


Scania

NEWS

3 teores de humidade de 5% a 95%. O sistema do túnel do ar está equipado com uma série de pequenos canhões de neve, que produzem diversos tipos de neve. A neve pode ser substituída por chuva de intensidade variável e até mesmo o tamanho das gotas de chuva pode ser alterado. Acrescentando à água da chuva um químico visível aos raios ultravioleta (UV) e em seguida iluminando com esta luz UV os veículos testados, será possível determinar com exactidão os pontos onde a água da chuva e a sujidade ficam bloqueados e co-

Novembro-Dezembro 2013

mo escoam do veículo. O veículo é estacionado sobre cilindros, um para cada par de rodas, que movimentam as rodas à velocidade máxima de 100 km/h, a velocidade óptima para testar os camiões e os autocarros. Entre os testes que podem ser realizados contam-se aqueles que avaliam o comportamento dos componentes ao calor e ao frio, de que modo a água da chuva escorre dos veículos, a visibilidade do motorista na condução sob chuva forte e neve, a acumulação de gelo no pára-brisas, o ruído do

vento e de que modo a sujidade adere aos lados da cabina, aos espelhos retrovisores e aos manípulos das portas. «Os camiões e autocarros Scania foram concebidos para proporcionar o melhor desempenho, independentemente do clima», refere Christer Ramdén, Responsável de Testes de Desempenho de Veículos. «À medida que entramos em novos segmentos e mercados industriais, com condições climáticas cada vez mais difíceis, precisamos de ter a certeza de que o comportamento dos nossos veículos será irrepreensível». 3


NEWS Novembro-Dezembro 2013


Scania

NEWS

Tubo de 13 m2 A construção do edifício de 25 metros de altura começou em 2011 e ficou concluída no início de 2013, quando decorreram testes completos aos complexos sistemas. As elevadas dimensões do edifício justificam-se pela necessidade que o mesmo tem de albergar camiões e autocarros, além do enorme tubo, cuja superfície tem uma área de 13 m², a partir da qual o ar é forçado a passar no veículo e depois alimentado até uma ventoinha num nível superior da instalação. O túnel do vento oferece vantagens, tais como a realização de testes sob condições semelhantes às do Árctico, em pleno verão e também o contrário, ou seja, simulando um calor abrasador, em pleno inverno. Acima de tudo, as instalações permitem a repetição de testes de forma fiável. Baseados em troços de estradas realmente existentes, na Europa e noutros locais – cuidadosamente comprovados e registados – os testes realizados no túnel do vento podem ser programados para simular com exactidão estes segmentos. Testes versáteis para um melhor desempenho Sob chuva intensa, podem ser realizados testes para avaliar

Novembro-Dezembro 2013

Scania

3


Novembro-Dezembro 2013

NEWS

as infiltrações de água nas entradas de ar e o efeito destas nas funções do limpa-pára-brisas: verifica o modo como funcionam o sistema de climatização e o anti-nevoeiro. Com neve, os testes podem determinar a quantidade de neve que se acumula na grelha, a entrada de neve nas entradas de ar, a acumulação de neve nos filtros, assim como as funções de limpa pára-brisas e de descongelação. O efeito do sol pode ser gerado com uma intensidade de radiação de 400–1100 W/m² na parte da frente, no tejadilho e nas partes laterais da cabina. As funções de nebulosidade e de túnel podem igualmente ser simuladas. Os testes podem por isso mostrar o comportamento do sistema de climatização exposto ao calor. Se adicionarmos 0,5% de um químico fluorescente à água da chuva, os testes irão provar uma contaminação das superfícies laterais e dos manípulos das portas, falta de visibilidade do pára-brisas e das janelas laterais, assim como o grau de sujidade dos espelhos laterais exteriores. Podem também ser realizados testes aero-acústicos, para medir o ruído do vento, inclusive com uma corrente de ar lateral. 0 Strada/S


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS Scania

ECOLUT | Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

A Scania apresentou recentemente, em Madrid, um novo modelo de negócio para as empresas de transporte, que pretende melhorar os custos operacionais de actividade e em simultâneo é amigo do ambiente. Desenvolvido a partir da demanda e necessidades dos clientes, Ecolution foi concebido para garantir que os operadores de transporte obtenham o máximo rendimento das suas frotas. Ecolution by Scania oferece uma solução óptima a todos os operadores que procuram a máxima economia de combustível e, si-

multaneamente, um baixo nível de emissões de CO2. Este inovador modelo de negócio é baseado num compromisso mútuo entre o operador e a Scania, a qual analisa os resultados e implementa as várias iniciativas de optimização, tendo como objectivo a melhoria no rendimento em função das experiências anteriores. O Ecolution by Scania aposta principalmente na formação do motorista, através do Scania Driver Training, sendo este a base para conseguir atingir as melhores técnicas de condução. Em 2013 foram comercializados 624 pacotes Ecolution by Scania. As vendas aumentaram exponencialmente desde o seu lançamento em 2010 e, desde o início de 2013, havia já cerca de 600 veículos Ecolution by Scania a circular pelas estradas de toda a Europa. «O Ecolution by Scania é um eficaz método que inclui um veículo optimizado para reduzir o con-

3

Novembro-Dezembro 2013

BY

S


NEWS

TION

SCANIA

Novembro-Dezembro 2013


sumo de combustível e as emissões de CO2, que engloba uma manutenção especial, uma formação e acompanhamento do condutor com ferramentas analíticas que facilitam a comunicação entre o motorista, o escritório e a oficina. Este conceito, aliado às melhorias aerodinâmicas introduzidas na nossa gama de camiões Scania Streamline, representa um valioso activo que se repercute positivamente nos nossos esforços para continuar a criar valor e a oferecer soluções que cumpram as exigências dos nossos clientes, apoiadas por ser viços de alta qualidade.» comentou Mathias Carlbaum, Director Geral de Scania Ibérica. O operador logístico Transportes Sesé, com sede em Zaragoza e com mais de 2.000 empregados, é pioneiro, na Península Ibérica, na implementação da Ecolution by Scania, visando reduzir as emissões de CO2 com a diminuição do consumo de combustível na sua frota. 0

Scania

NEWS Scania

3

Novembro-Dezembro 2013


NEWS Novembro-Dezembro 2013


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS

EXPOTRA

Novembro-Dezembro 2013


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

| Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

No passado mês de Novembro, entre os dias 7 e 10, decorreu a 5ª edição da ExpoTransporte e a 3ª edição da ExpoMecânica, na ExpoBatalha. Este ano contou com 110 expositores entre os quais: fabricantes, importadores e representantes ligados a veículos

3

Novembro-Dezembro 2013

EVENTS

ANSPORTE 2013


ligeiros e pesados de mercadorias, equipamento mecânico, peças e acessórios, semireboques, cisternas, pneus, lubrificantes, tacógrafos, software para gestão de frotas e de logística, entre outras áreas do sector em questão. Destacamos a presença de alguns dos principais produtos expostos, os camiões IVECO, trazidos pelo concessionário Ferreira & Filhos, e Volvo da Auto-Sueco, os semi-reboques Krone e Reta e os serviços de bolsa de carga Wtransnet. Esta feira alcançou um total de 25.000 visitantes, no entanto 75% desses eram profissionais relacionados com o sector automóvel e aftermarket, deixando o sector dos veículos pesados em baixa e aquém das expectativas. Mesmo assim, José Frazão, promotor do evento, demonstrou o seu agrado pelo resultado alcançado, salientando «Reunimos esforços e criamos as condições ideais para as empresas se mostrarem ao

Novembro-Dezembro 2013

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

3 Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS

3


Novembro-Dezembro 2013

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

3 mercado, sendo uma oportunidade privilegiada para apresentarem as suas soluções, aumentar a notoriedade, avaliar a concorrência, medir o mercado, estabelecer novos contactos, reforçar relações comerciais e concretizar negócios». A organização do evento justifica ainda que o sector dos veículos pesados verificou um crescimento de 32,5% em relação ao ano de 2012. Este valor não foi positivamente verificável, devido à vertente dos veículos pesados continuar a ter um fraco impacto neste evento, algo contrário à vertente mecânica fortemente presente. 0

Novembro-Dezembro 2013


EVENTS

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

ANTP e PRIO, uma parceria de desconto para combustíveis A ANTP presente na ExpoTransporte assinou recentemente um acordo com a Prio, que permite aos seus associados beneficiarem de um desconto de 14 cêntimos por litro em combustível, em qualquer um dos postos de abastecimento da rede Prio. A Prio, dispõe de um armazém em Aveiro que funciona com entreposto de transformação de biocombustíveis. A Prio Energy é a única empresa de comercialização e distribuição de combustíveis da Península Ibérica com a tripla certificação QSA e a única com capital 100% Português. A rede Prio abrange todo o território nacional desde Braga até Tavira, com perspectivas de crescimento nas zonas urbanas da Lisboa e Porto. Em conversa com revista Strada, Artur Mota, presidente da ANTP, mostrou-se bastante satisfeito com este acordo e optimista perante as perspectivas de crescimento da Associação, tendo em vista outras parcerias e projectos para 2014. 0

Novembro-Dezembro 2013


SPORT AIFA

ELISA

A equipa OLEOBAN/MAN Portugal vai participar na 6ª edição do Sonangol Africa Eco Race. Este é o quinto ano consecutivo que o trio português se apresenta à partida desta grande maratona africana. Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho, a bordo do seu MAN TGS de competição, vão percorrer, durante 14 dias, as duras pistas do mais desafiante rali de toda a época desta formação portuguesa. Esta é a maior corrida do calendário desportivo e também a que apresenta maiores dificuldades no seu traçado. O diretor da prova, René Metge, já anunciou as características do percurso que os concorrentes terão pela frente no Africa Eco Race 2014, assim como as grandes novidades deste rali. A organização revelou mesmo que esta edição será bem mais difícil que as anteriores. De notar que os concorrentes vão atravessar o Erg Chebbi e o Erg Chegaga no mesmo dia, facto até hoje inédito nesta prova.

AFRICA E

Novembro-Dezembro 2013


No dia 29 de Dezembro a caravana parte de Saint Cyprien, no sul de França e irá cruzar os territórios de Espanha, Marrocos, Mauritânia, até chegar ao Senegal no dia 11 de Janeiro, perfazendo um total de 14 dias e 11 sectores selectivos. Esta mítica prova termina, como é habitual, junto ao Lago Rosa após 5.580 km, dos quais 2.997 são cronometrados. O dia de descanso será, uma vez mais, em Dakla, no Sul de Marrocos. Para Elisabete Jacinto, este será mais um desafio e chegar a um lugar de pódio entre os camiões é a meta a cumprir pela equipa: «este é um rali muito especial, não só pela sua grande extensão e dureza de percurso mas, acima de tudo, pelas condições de vida. Continuamos a dormir em tendas, a sofrer com o frio no norte de Marrocos e com o calor da Mauritânia. O duche acontece só de vez em quando... e não é fácil conseguir descansar entre etapas», revelou a piloto. 0 A2 Comunicação

ECO RACE

Novembro-Dezembro 2013

SPORT

ABETE


SPORT AIFA

Depois de uma excelente época desportiva em 2013 na qual obteve um lugar do pódio nas várias provas em que participou, a equipa OLEOBAN/ MAN Portugal apresentou a sua época desportiva para 2014, no passado dia 18, no Porto. Em traços gerais, a equipa manterá a constituição do ano anterior sendo composta por Elisabete Jacinto que será navegada por José Marques e terá como mecânico de competição Marco Cochinho. Da formação fazem ainda parte o coordenador da equipa Jorge Gil, o condutor Pedro Azevedo e o mecânico Hélder Anjos que viajam no MAN KAT, o camião de assistência. Elisabete irá continuar a competir com o seu MAN TGS no qual se pretende fazer, no decorrer do ano de 2014, profundas alterações, principalmente no que se refere à redistribuição do peso. Em termos de calendário desportivo, o primeiro grande desafio dos portugueses é o Africa Eco Race que se inicia no dia 29 de Dezembro, com as verificações em Saint Cyprien, no sul de França, e termina no dia 11 de Janeiro de 2014 com a mítica etapa junto ao Lac Rose em Dakar, no Senegal. Depois do Africa Race a época

Novembro-Dezembro 2013

desportiva continua em Março aquando da participação de Elisabete Jacinto em mais um Rallye Aicha des Gazelles onde integra, uma vez mais, a equipa oficial da Volkswagen. A Baja España Aragón e o Rali de Marrocos completam o projeto desportivo delineado para 2014 onde o grande objetivo será consolidar os resultados positivos obtidos em 2013 e alcançar a vitória no Africa Eco Race e no Rallye des Gazelles. Elisabete Jacinto fez um balanço positivo desta época e adiantou alguns dos seus objectivos para 2014: «O meu desafio é o de conseguir um lugar no pódio nas várias provas em que participar mas confesso o meu desejo secreto de ganhar o Rali Africa Race e o Rali das Gazelas. Já estive várias vezes à beira de o conseguir… gostava muito que tal acontecesse este ano! Por isso vou continuar a tentar aperfeiçoar-me ao nível da condução e, claro, vamos fazendo por tornar o nosso camião cada vez mais competitivo embora mantendo sempre a sua configuração de camião de serie», revelou a piloto. 0 A2 Comunicação

APRE ÉPOCA


SPORT

ESENTADA DE 2014

Novembro-Dezembro 2013


facebook.com/stradajornal

185759

t / f (+ 351) 234 197 770 m (+ 351) 913 466 142 e comercial@jornalstrada.com

veja a edição completa em

www.jornalstrada.com/library

Profile for Ameise Editora

Strada Truck #112  

Strada Truck #112 2013-12-31

Strada Truck #112  

Strada Truck #112 2013-12-31

Profile for ameise
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded