__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

IVECO

Nº 95 - Ano 9 - 30 Abril 2012 • Distribuição gratuita • Periodicidade: Mensal • ISSN 1647–7022

Veículos GNC

Workshop

www.jornalstrada.com


EDITORIAL

aplicação d tempo d INDEX Aplicação da diretiva tempo de trabalho ..............2 Grupo MAN mantém crescimento lucrativo............6

n24

IVECO - GNC nos veículos pesados ...................10 DAF - N.º 1 em tractores ...................................16 Ralf Faust assume funções na Krone....................20 Gama Urania - geração de lubrificantes para veículos pesados .......................................22 Rotas traçadas na Exponor para Portugal sair da crise.........................................24 Bauma Africa 2013 - data e local confirmados ...32 Grupo Luis Simões - Reforço na Península Ibérica..34 TNT Express recebe Edelman award 2012..........38 Kübler Spedition - um navio nas estradas ............42 MICHELIN X Multi T ..........................................48 MICHELIN - etiquetagem europeia de pneus ........52 Escola de Condução Radical: Qualidade, profissionalismo e eficiência .............56 9º colóquio sobre segurança rodoviária ..............60 Veículos eléctricos: os novos eletrodomésticos ......64 VW - Restauro de “velhas glórias” ......................74 Pódio no Rali das Gazelas: dupla Elisabete Jacinto e Sofia Carvalhosa..........76 AFRICA ECO RACE apresentada em Lisboa ........78

FICHA TÉCNICA Platinum Winner of the European Seal of e-Excellence 2011 Innovation and marketing in digital communication

Abril 2012

Director: Giancarlo Terrassan e giancarlo.terrassan@jornalstrada.com - Directora adjunta: Ana Bela Nogueira e ana.bela.nogueira@jo Terrassan - e editor@jornalstrada.com, Carlos Jorge Mateus, Patrick Dreux, Nuno Almeida - Design e Layout: Ameise Editora, Lda. - Pag e comercial@jornalstrada.com - Propriedade e edição: Ameise Editora, Lda. - Rua da Cabreira, 83 R/C Dto - S. Bernardo - 3810-071 Av - Cons. Reg. Com. de Aveiro N° 5940/040317 - NIF: 506 821 315 - Cap. Social: E 50.000,00 - Fundado: Dezembro de 2003 - Per fotocópia ou por qualquer outro processo, sem prévia autorização do editor, é ilícita e passível de processo judicial. - Todos os textos envia em caso de acção judicial.


A Comissão Europeia emitiu pareceres fundamentados convidando a Áustria, a República Checa, a Finlândia, a França, a Polónia, Portugal e a Espanha a tomarem medidas adequadas no sentido de a Diretiva Tempo de Trabalho ser aplicada aos motoristas independentes. Se estes Estados-Membros não lhe comunicarem, nos próximos dois meses, as medidas tomadas para darem cumprimento à legislação da UE, a Comissão poderá remeter o caso para o Tribunal de Justiça da União Europeia.

3

ornalstrada.com - Redação: e editor@jornalstrada.com - Colaboradores: Andreia Nabais, Marlene Mesquita da Silva, Tavares Ribeiro, João Cerqueira, Bruno Píncaro, Nuno Almeida - Reportagem fotográfica: Giancarlo ginação: e editor@jornalstrada.com - Ameise Editora, Lda. - Directora Comercial: Marisa Nogueira de Sousa - Marketing e Publicidade: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 968 708 537 veiro - Portugal - Contactos: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 916 834 742 - m +351 913 466 142 - m +351 968 708 537 - e ameise.editora@netvisao.pt - URL: www.jornalstrada.com riodicidade: Mensal - Divulgação: Distribuição gratuita Depósito Legal: 203764/03 - Registo N° 124492 ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social - ISSN: 1647–7022. - Toda a reprodução, seja por ados pelos leitores e publicados no Strada ou em qualquer outro produto de propriedade da Ameise Editora, Lda., são de inteira responsabilidade dos mesmos; a Ameise Editora, Lda. declina qualquer responsabilidade

Abril 2012

EDITORIAL

da diretiva de trabalho


EDITORIAL hellmann

3 Disposições da UE A Diretiva 2002/15/CE1 estabelece normas mínimas de proteção social para os trabalhadores móveis que exercem atividades de transporte rodoviário. Visa melhorar as condições de saúde e segurança destes trabalhadores e, simultaneamente, assegurar uma concorrência leal, ao estabelecer condições mínimas iguais para todas as empresas que exerçam atividades de transporte rodoviário na União Europeia. Se bem que a diretiva previsse que os condutores independentes estariam excluídos do seu âmbito de aplicação até 22 de março de 2009, as suas regras aplicar-se-iam também, integralmente, a esta categoria de condutores após a referida data. Motivo do envio de pareceres fundamentados Os sete Estados-Membros mencionados não comunicaram à Comissão as medidas que deveriam ter tomado com vista a transporem a diretiva e aplicarem aos motoristas independentes as regras em matéria de tem-

Abril 2012

po de trabalho. Efeitos práticos da não-transposição Se as obrigações impostas pela Diretiva Tempo de Trabalho não forem cumpridas, haverá o risco de, em alguns Estados-Membros, os motoristas por conta própria ignorarem a diretiva e, designadamente, os limites para o tempo de trabalho semanal. O resultado seria um quadro jurídico não harmonizado na UE e a distorção da concorrência contra os Estados-Membros que transpuseram corretamente a diretiva. A adequabilidade de as regras serem aplicadas aos condutores independentes foi exaustivamente debatida entre a Comissão, o Parlamento e o Conselho aquando do termo da isenção relativa a esta categoria de condutores. Enquanto a Comissão antevia algumas dificuldades práticas no tocante à aplicação das regras relativas ao emprego por conta própria, o Parlamento insistiu que a isenção não deveria ser prosseguida. 0 CE


MAN Truck & Bus - Uma empresa do Grupo MAN

www.mantruckandbus.pt

CONSEQUENTEMENTE EFICIENTE

Automotive

157286

Garantido. Garan ntido Com o MAN ntido. M TGX EfficientLine, EfficientLine, ientLine come ece já a poupar poupaar até 3l/100 km. k comece O campeão europeu e da poupança é o TGX Effici EfficientLine. ientLine. No tour MAN “Consequente “Consequentemente emente Eficiente” 2011, o camião TGX X EfficientLine de 400

O result resultado, ado, avaliado pelos engenheiros da empresa mpresa alemã de certificação TÜV Süd, Sü üd, comprova-o: com o TGX Efficie EfficientLine entLine os seus custos não

de percorrer mais de 10.000 km po por CV, depois d or 10 países europeus, poupou mais de 8% em combustível, em comparação com um MAN TGX de série com a mesma potência.

aumentarão aument arão com o consumo de combustível.l. Mais inf informações formações em www.transport-efficie www.transport-efficiency.com ency.com

MAN TTruck ruck & Bus


NEWS MAN Truck & Bus

Grupo MAN crescimento

Abril 2012


NEWS

N mantĂŠm o lucrativo

Abril 2012


De seguida explicou que a MAN está bem posicionada: o ano fiscal de 2011 foi um dos melhores na história da empresa. Neste contexto, Pachta-Reyhofen referiu a receita recorde no valor de 16,5 biliões de Euros que representou um aumento de 12% nas receitas de 2010. O excelente lucro operacional de cerca de 1,5 biliões de Euros e os lucros (antes de impostos) de 1,1 biliões de Euros, também reflectem desenvolvimentos positivos de negócios no ano passa-

MAN Truck & Bus

NEWS MAN Truck & Bus

Georg Pachta-Reyhofen, Chefe Executivo da MAN SE, confirmou os objectivos do Grupo MAN a longo prazo, durante a Assembleia Geral Anual: «Queremos continuar a crescer de forma lucrativa e ser o fabricante mundial de veículos comerciais de maior sucesso», disse Pachta-Reyhofen. Acrescentou que os produtos principais tecnologicamente são a chave para isso, assim como sistematicamente focar a empresa estrategicamente.

Abril 2012

do. Por outro lado, o lucro líquido teve um impacto de factores excepcionais que ascendeu aos 247 milhões de Euros. A entrada de pedidos aumentou em 14% e aos 17,1 biliões de Euros aproximava-se, outra vez, ao nível recorde de 2007. Observando os dados provisórios referentes ao primeiro trimestre de 2012, Pachta-Reyhofen deixou claro no seu discurso que a procura de veículos comerciais e maquinaria da MAN manteve-se se num nível elevado nos primeiros meses de 2012. Aos 4,4 biliões de Euros, a entrada de pedidos do Grupo MAN na sua totalidade, no primeiro trimestre manteve-se à volta do nível do ano anterior, de acordo com isto. Até mesmo um ligeiro aumento de 3,8 biliões de Euros foi registado na receita. Tal como no ano anterior, foram vendidos 35 mil veículos comerciais. A receita de negócio na área de Power Engineering aumentou cerca de 5% em comparação com o primeiro trimestre de 2011. No primeiro trimestre de 2012, gerou um lucro operacional de cerca de 250 milhões de Euros. Esta redução de cerca de 20% ano-a-ano, deve-se à forte concorrência em diversos mercados. «Iremos combater isto com medidas para impulsionar a rentabilidade e a eficiência», afir-


merciais diminua ligeiramente até 5%, enquanto que a receita na área de Power Engineering, terá um aumento provável de 5%. «Devido à predominância dos veículos comerciais, esperamos um ligeiro declínio na receita do Grupo MAN como um todo, o que levará a uma ligeira queda no lucro operacional. O retorno das vendas irá manter-se provavelmente na meta a longo/ médio prazo de 8,5%», disse Pachta-Reyhofen. 0 MAN Truck & Bus

Abril 2012

NEWS

de frente a concorrência», anunciou Pachta- Reyhofen. Enquanto a MAN espera um crescimento sólido a longo prazo nos mercados mundiais do transporte e da energia, o Conselho Executivo ainda espera que o crescimento económico abrande em 2012. Neste contexto, Pachta-Reyhofen reafirmou as previsões de negócio emitidas pela MAN no início do ano na Assembleia Geral Anual. A empresa espera que a receita na área de negócio de Veículos Co-

MAN Truck & Bus

mou Pachta-Reyhofen. Apesar das incertezas existentes nos mercados financeiros, provocadas pela crise da dívida Europeia, o sucesso da MAN continuou durante o ano fiscal de 2011, devido á sua posição internacional. O foco sistemático da empresa nos campos do transporte e da energia desempenha um papel fundamental neste sucesso. O Chefe Executivo do Grupo MAN está convencido de que ainda existem aqui enormes oportunidades de desenvolvimento: «Continuamos a observar uma procura crescente por transporte e energia, especialmente nas economias emergentes. Porque a não ser que encontrem soluções para as questões do transporte e energia, estas economias não podem crescer mais. É exactamente com isto que estamos a contar com a nossa estratégia BRIC e que assegurámos atempadamente acesso aos principais mercados do futuro». Os projectos conjuntos dentro do Grupo Volkswagen terão também um impacto positivo: «As oportunidades agora disponíveis de cooperar com a Volkswagen e com a Scania vão darnos uma nova dinâmica». «A cooperação nas compras, no desenvolvimento e na produção vai nos permitir aproveitar as sinergias necessárias para enfrentar


NEWS IVECO

GNC nos veículos

A IVECO, protagonista principal do mercado de veículos pesados movidos a Gás Natural Comprimido (GNC), apoiou a realização de um ‘workshop’ em volta deste combustível alternativo, substancialmente menos poluente e, por isso, mais amigo do ambiente e com elevado contributo para a melhoria da qualidade

Abril 2012

IVECO dinam


de vida. O “Workshop – Viaturas Movidas a GNC” dividiu-se por dois dias, um no Porto com o apoio da Lipor, outro em Loures com a Valorsul como parceira, debruçando-se sobre a temática da utilização de viaturas movidas com este combustível alternativo, nomeadamente em termos de limpeza urbana. Teve como oradores diversos representantes das áreas de envolvência, quer de âmbito nacional, da Lipor (Nuno Oliveira e Joaquim Castro Neves), da Valorsul (Administrador Fernando Queirós) e David Carlos, Diretor Geral de Vendas e Marketing da IVECO Portugal, representantes das Câmaras Municipais de Lisboa e Matosinhos, quer de índole internacional, com intervenções de representantes da NGVA Europe, da Ros Roca Indox CryoEnergy e da FCC Servicios Ciudadanos. Comum a todos foi a referência às mais-valias da utilização do Gás Natural (metano) como al-

3

iza workshop

Abril 2012

NEWS

pesados


NEWS IVECO

Abril 2012


3

Abril 2012

NEWS

3 ternativa aos combustíveis fósseis tradicionais, concluindo que as vantagens são significativamente maiores nos mais diversos domínios: - É uma alternativa abundante, limpa e versátil, num recurso vasto e disponível, que permite salvaguardar as reservas de petróleo do planeta; - Permite cobrir as necessidades de todos os segmentos do transporte rodoviário, sendo possível a sua adaptação às mais variadas atividades; - São possíveis na IVECO várias configurações de chassis e motores, com depósitos de GNC (Gás Natural Comprimido) ou GNL (Gás Natural Liquefeito) de capacidade variável (consoante os objetivos); - A tecnologia encontra-se já numa fase perfeitamente madura e com provas dadas em termos de viabilidade económica (redução de custos de operações ao mesmo tempo que mantém as prestações); - A fiabilidade é comparável à das viaturas equipadas com motores diesel; - Contribui para a redução dos gases de escape, dos níveis de ruído (nomeadamente nas operações noturnas). A IVECO conta na sua vasta gama com vários modelos que de adaptam às mais diferentes necessidades, sendo que, no domínio da recolha de resíduos só-


IVECO

NEWS

3 lidos urbanos (RSU) disponibiliza, por exemplo, o IVECO Stralis AD190S27/P a GNC. Aliás, nesta ação o construtor expôs algumas das unidades entretanto fornecidas no âmbito do concurso que recentemente ganhou e que abrange quase meia centena de veículos, a distribuir pelos diversos serviços municipalizados da região de Lisboa. Para além da base de chassis Stralis equipada com um motor Cursor 8 ciclo Otto a GNC (com oito depósitos que totalizam 880 litros), estas unidades destinadas à recolha de RSU estão equipadas com superestruturas da Ros Roca perfeitamente adaptadas às atividades a que se destinam. Refira-se ainda que a IVECO é um dos dois construtores presentes em Portugal a contar com viaturas pesadas movidas a GNC na sua gama de modelos. É também o principal protagonista do mercado de veículos pesados a GNC a nível europeu. Para além da avançada tecnologia e fiabilidade das propostas da IVECO a GNC, há um dado fundamental a reter: os motores apresentam valores de emissões muito abaixo dos definidos pela Norma Euro 5 que vigora atualmente, mas que são já também bastante inferiores aos da futura Norma Euro 6, cuja implementação está prevista para 2013. 0 IVECO

Abril 2012


NEWS Abril 2012


NEWS DAF

N.º 1 em No ano passado, a DAF fortaleceu a sua posição no mercado Europeu de tractores. Na classe de veículos pesados (+ de 15 toneladas) foi atingido um recorde com a quota de mercado de 15,5% na União Europeia, que deixa o fabricante holandês muito bem posicionado para atingir o seu objectivo de alcançar os 20% a médio prazo. Com uma quota de mercado de 18,9% na Europa, a DAF é número 1 no segmento dos tractores pesados. Com uma quota de mercado de 15,5%, a DAF fortaleceu a sua posição no segmento de camiões pesados do mercado Europeu em 2011 (2010: 15,2%). A DAF é líder de mercado nos Países Baixos, Bélgica, Reino Unido, Polónia e Hungria e a marca com maior número de importações na Alemanha e França. Na Áustria e na República Checa, a DAF ocupa um forte segundo lugar. No segmento dos tractores, a DAF é líder de mercado nos Países Baixos, Bélgica, Reino Unido, Polónia e Hungria e na República Checa. Na França, Espanha, Itália, Alemanha e

Abril 2012


Hungria, bateram-se recordes de quota de mercado neste segmento. No total do segmento de tractores a nível europeu, a DAF alcançou uma quota de mercado de aproximadamente 19%. A DAF é assim líder de mercado na União Europeia. O mercado total de veículos comerciais pesados na União Europeia foi de aproximadamente 244.000 unidades, um aumento superior a 33% quando comparado com o ano anterior, em que foram registados cerca de 183.000 camiões no mesmo segmento. A DAF espera que o mercado de veículos pesados na Europa atinja entre 210.000 e 240.000 veículos este ano. No que toca ao segmento ligeiro, no qual a DAF opera com o LF, estima-se que o mercado da Europa permaneça no nível de aproximadamente 56.000 unidades. A DAF viu a sua quota de mercado nesta classe de 6 a 15 toneladas aumentar de 7,7 para 8,9% em 2011. Crescimento fora da Europa A DAF fortaleceu também a sua posição de mercado fora da U-

3

Abril 2012

NEWS

tractores


DAF

NEWS

3 nião Europeia. Em 2011, o fabricante de camiões entregou mais de 5.200 veículos CF e XF, mais do dobro dos veículos entregues em 2010. O crescimento mais significante foi, entre outros, na Rússia, Turquia e Taiwan, de onde no ano passado saiu da linha de montagem o milésimo CF montado localmente e onde a DAF é líder de mercado entre as marcas europeias de veículos pesados. Crescimento nos rígidos «O nosso sucesso é o resultado de uma moderna gama de produtos, de uma assistência de topo de gama e de uma organização de concessionários extremamente profissional», afirmou Ron Bonsen, membro do Conselho de Direcação da DAF Trucks NV e responsável pela área de Marketing e Vendas. «Com uma quota de mercado de 15,5% no segmento de veículos pesados na Europa, estamos bem posicionados para alcançar o nosso objectivo dos 20% a médio prazo. Naturalmente, continuaremos a fortalecer a nossa posição no sector dos tractores. Este crescimento terá de ser alcançado através da nossa vasta gama de veículos rígidos de dois, três e quatro eixos, através da qual fornecemos veículos adequados a aplicações muito específicas». 0 DAF

Abril 2012


158528


NEWS

A partir do dia 1 de Abril de 2012, a equipa de gestão da Werlter da Krone conta com um novo elemento. A Gero Schulze Isfort, Director de Vendas e Marketing, Uwe Sasse, Director de Construção e Desenvolvimento e Gerold Wenisch, Director de Produção e Gestão de Materiais, junta-se Ralf Faust, que veio assumir a gestão dos departamentos Customer Services/Service/Telematics. A sua área de responsabilidade irá abranger

todas as fases da cadeia de valor no sector dos serviços: Serviço Completo, Reposição de Peças, Entregas; e, também todo o segmento de Telemática desde as adaptações individuais às exigências dos clientes. Gero Schulze Isfort acredita que «Com Ralf Faust, estamos satisfeitos por ganharmos um especialista bem conhecido e reconhecido do ramo. Com a sua experiência técnica e comercial, bem como a sua longa experi-

Krone

Krone

Ralf Faust assume funçõ

Abril 2012

ência internacional, Ralf Faust é um ganho para a equipa de gestão da Werlter». Anteriormente, Ralf Faust esteve 14 anos na empresa EURO-Leasing, uma subsidiária da MAN Truck & Bus AG, primeiro como gestor do departamento de engenharia e, desde meados de 2005, como Presidente do Conselho de Administração. Nesse período, ele foi o grande responsável pelo desenvolvimento do negócio de aluguer num dos principais líderes europeus de fornecedores de serviço completo para gestão de frotas. Ralf Faust está ansioso pelo novo desafio, «há muito mais no negócio de semi-reboques e reboques para além da produção de veículos inovadores e de alta qualidade. No ramo, a Krone é conhecida por ser um fornecedor bastante focado no serviço completo flexível, o chamado "serviços de valor acrescentado". Vamos expandir de forma consistente essa secção, inteiramente no interesse dos nossos clientes.


NEWS

ões na Krone Vamos também reforçar o importante tópico Telemática e ser rigorosos na optimização do TControl da Krone». A par da produção e comercialização de veículos comerciais, a gama de produtos Krone também inclui serviços como finan-

ciamento, leasing, serviço completo, telemática, reposição de peças e veículos usados. Além disso, a Krone oferece uma rede global de parceiros de serviço em toda a Europa com mais de 14.000 centros de serviços Krone. Em 2010/2011 cerca de 800

funcionários produziram mais de 20.000 unidades de rolamentos na Werlte. A Krone prevê um desenvolvimento do mercado ainda mais positivo para 2011/ 2012. 0 Krone

Lá dentro vai a sua mercadoria mais importante: o baixo custo.

150439

Todo o ciclo de vida com custos mínimos, graças à qualidade KRONE.

Keytrailer, Lda. t Tel.: +351 244 482619 tgeral@keytrailer.pt

www.krone-trailer.com


NEWS Petronas

Gama Uran Petronas Urania é uma gama de lubrificantes tecnologicamente avançada, aprovada, recomendada e utilizada pelas principais marcas mundiais de construtores de camiões, pois oferece uma qualidade de produtos premium, ao ser desenvolvida para motores a diesel de excepcional performance, ou concebidos para trabalhar nas mais duras condições de utilização. A gama Petonas Urania incorpora óleos lubrificantes 100 % sintéticos para motores diesel de todos camiões e veículos comerciais ligeiros. Formulados com a mais evoluída tecnologia de aditivos, para além de excederem as principais especificações internacionais, garantem uma alta protecção do motor contra o desgaste, bem como excepcionais benefícios de poupança de combustível (Fuel Economy). Entre as novidades dos produtos da nova gama Petronas Urania, destaque para o Ecotech, lubri-

Abril 2012

geração de lubrifican veículos pesad


nia ficante 100 % sintÊtico de baixo teor de cinzas,"Low SAPS", desenvolvido para motores a diesel de camiþes e veículos comerciais ligeiros, com características "Fuel Economy", sendo especialmente formulado para protecção de motores Euro 4 e Euro 5 equipados com filtro de partículas e EGR, disponibilizando assim uma elevada protecção aos modernos motores de última geração. Formulados para satisfazer todos os requisitos dos motores diesel Euro 4 e Euro 5 equipados com filtros de partículas e sistemas SCR e EGR, os lubrificantes da gama Petronas Urania são comercializados atravÊs das denominaçþes Ecotech, Måximo, Óptimo, Supremo CJ-4, Supremo CI-4 e CF-4, estando à venda nas embalagens de 5 litros, 20 litros e bidons de 200 litros. 0

PETRONAS UraniapXPOXEULÂżFDQWHWHFQRORJLFDPHQWHDYDQoDGR Urania a p XP OXEULÂżFDQWH WHFQRORJLFDPHQWH DYDQoDGR HVSHFLDOPHQWH SDUD DUGXDPHQWH R H VSHFLDOPHQWH FFRQFHELGR RQFHELGR S DUD WWUDEDOKDU UDEDOKDU WWmR mR D UGXDPHQWH FFRPR RPR R VVHXFDPLmR HXFDPLmR $SURYDGR H X XWLOL]DGR HP R P PXQGR SHODV SULQFLSDLV PDUFDV $ SURYDGR H WLOL]DGR H P WWRGR RGR R XQGR S HODV S ULQFLSDLV P DUFDV / XEULÂżFDQWHGHTXDOLGDGHSUHPLXPGHVHQYROYLGRSDUDXPH[FHOHQWH /XEULÂżFDQWHGHTXDOLGDGHSUHPLXPGHVHQYROYLGRSDUDXPH[FHOHQWH GHVHPSHQKRGRPRWRUDGLHVHOVREDVPDLVVHYHUDVFRQGLo}HVGH G HVHPSHQKR GR PRWRU D GLHVHO VRE DV PDLV VHYHUDV FRQGLo}HV GH FFRQGXomR RQGXomR

ntes para dos

160003

Petronas


NEWS Nuno Almeida - Jornal Strada

Rotas tra莽ada para Portugal

Abril 2012

F贸rum do


Mar 2012

Abril 2012

NEWS

as na Exponor l sair da crise


NEWS Exponor

São já oficiais as quatro grandes temáticas que dinamizarão o programa de conferências do Fórum do Mar 2012, de encontro marcado com os agentes do sector, de 10 a 12 de Maio, na Exponor – Feira Internacional do Porto (todos os pormenores: www.forumdomar.exponor.pt). Com o Observatório Tecnológico para as Energias Offshore (OTEO) ao leme, a partida para o debate acontece – no Centro de Congressos da Exponor – em torno das energias renováveis “offshore” e as soluções a desenvolver em território nacional (na manhã do dia inaugural, no auditório B4), mas, num Portugal que procura rotas duradouras de competitividade, serão os principais resultados gerados após dois anos de colaboração entre seis regiões do Espaço Atlântico, rumo ao incremento da economia marinha europeia, a concentrar as atenções da comunidade científica, de decisores políticos, empresários e demais profissionais da área. Aprovado em 2009 pelo Programa Operacional Espaço A-

3

Abril 2012


156976


Nuno Almeida - Jornal Strada

NEWS

3 tlântico, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), o projeto de cooperação transnacional recebeu o nome de KIMERAA (ver www.kimeraa.eu). E, com a Universidade do Porto e a congénere do Algarve como parceiros, do lado português, trabalha para construir ligações robustas entre as comunidades empresarial e científica. Nas sessões paralelas à conferência (no Auditório A3), que ocupará a tarde do dia 10, serão abordados temas relacionados com a importância da investigação marinha e marítima para o aumento da competitividade da economia regional em sectores tradicionais e emergentes, tais como o transporte marítimo, as energias renováveis, as tecnologias ambientais e a biotecnologia marinha. Em simultâneo, o INESC Tecnologia e Ciência (Laboratório Associado do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto) leva a efeito, mas no Auditório A6 do Centro de Congressos da Exponor, um “workshop” sobre tecnologias com impacto em operações de busca e salvamento em ambiente marítimo, tendo por base o projeto ICARUS (financiado pela União Europeia no âmbito do 7.º Programa Quadro). A sessão reunirá as entidades envolvidas no projeto, bem como es-

pecialistas na área dos componentes robóticos integrados e outras correlacionadas. Para a tarde do dia 11 (sextafeira), no Auditório B4, está reservada a reflexão e a troca de conhecimento à volta das problemáticas relacionadas com a internacionalização das atividades da economia do mar, sob dinamização da Oceano XXI – Associação para o Conhecimento e Economia do Mar. A iniciativa, que está inserida no Projecto Inter-Mares e recebe o apoio do programa Compete, distribuirse-á por três painéis, com o fito de debater as formas, os instrumentos e as práticas de exteriorização dos investimentos empresariais portugueses. Empresários internacionais “pescam” oportunidades no Fórum O Fórum do Mar, recorde-se, resulta de um protocolo de colaboração entre a Associação Empresarial de Portugal (AEP), a Exponor e a Oceano XXI – Associação para o Conhecimento e Economia do Mar. Esta última agrega cerca de 60 parceiros – entre empresas, associações empresariais, universidades, centros de investigação e desenvolvimento (I&D) e outras organizações de caráter associativo – e abraça áreas como a ciência e tecnologia marinhas, a pesca, a aquacultura e o processamento

3

Abril 2012


NEWS Abril 2012


154248


3

Nuno Almeida - Jornal Strada

NEWS

de pescado, a energia, as atividades portuárias, os transportes, a náutica recreativa, a logística, o ambiente, novos produtos e materiais, a construção e reparação naval, a defesa, a cultura e o turismo. Para além da Feira Internacional do Conhecimento e Economia do Mar e das Conferências do Mar, o evento, que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República, contempla encontros de negócio com decisores e compradores nacionais e internacionais dos segmentos representados no certame. Até ao momento, a Organização conseguiu confirmar a deslocação de comitivas empresariais representativas de 10 países – Espanha, Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Holanda, Dinamarca, Noruega, Polónia, Turquia e Brasil – , em busca de oportunidades de investimento e intercâmbio comercial. Os empresários que visitarão o certame representam várias áreas de interesse, entre as quais se encontram a energia das ondas, a energia eólica, a biotecnologia marinha, a aquacultura, o processamento de pescado, a construção e reparação naval, a engenharia marítima, a investigação e desenvolvimento, a robótica e outras soluções tecnológicas, a administração portuária e a busca e salvamento. 0 Exponor

Abril 2012


NEWS BAUMA

Abril 2012

data e local


Messe München

confirmados

Abril 2012

NEWS

A primeira bauma África realizar-se-á entre 18 e 21 de setembro de 2013 no Centro de Convenções Gallagher (GCC) em Midrand, Joanesburgo, África do Sul. O GCC é um dos maiores espaços para feiras e conferências de África e dispõe de pavilhões bem equipados e vastas áreas de espaço ao ar livre. O período oficial de inscrição para expositores da bauma África 2013 terá início em Junho de 2012. Preços e formulários de pré-inscrição já estão disponíveis online em www.baumaafrica.com. O período de inscrição termina a 6 de dezembro de 2012. A primeira edição da Feira Internacional do Comércio para máquinas e materiais de construção, máquinas de mineração, veículos e equipamentos de construção, organizada pela Messe München International, ocupará pelo menos 20.000 m2. São esperados mais de 200 expositores internacionais e nacionais e mais de 15.000 visitantes, sobretudo da África Subsaariana. A realização do evento e o atendimento ao cliente ficará, a partir de meados de Maio, a cargo da nova filial MMI África do Sul Pty. Lda. 0


NEWS LS-IMO

Reforço na Península Ib A Luís Simões está a reforçar a presença ibérica com a abertura de duas novas plataformas logísticas na região centro de Espanha. Uma operação enquadrada no plano estratégico de crescimento do grupo, cuja faturação em 2011, atingiu os 215 milhões de Euros, um aumento de 5% no volume de negócios, em relação ao ano anterior. Os novos centros logísticos situam-se em Alovera e Cabanillas (Guadalajara) e dispõem de atividades de picking e co-packing, numa área de 28.000 m² e 10.000 m², respetivamente. Estão preparados para diversas atividades, com tecnologia de ponta, oferecendo ao cliente rapidez, qualidade e segurança nos processos operativos. A Luís Simões conta com uma rede de plataformas logísticas com mais de 75.000 m² nesta região. A nível ibérico ultrapassa já os

3

Abril 2012


NEWS

bĂŠrica

Abril 2012


photobucket

NEWS

3 400.000 m² nas principais cidades da Península Ibérica – Lisboa, Porto, Madrid, Barcelona, Valência, Alicante, Sevilha, Bilbao, entre outras. «Para a Luís Simões a região centro de Espanha é uma área essencial na Península Ibérica e uma zona estratégica para continuar a apostar no crescimento e na criação de emprego», comenta Vitor Enes, Diretor Geral de logística ibérica da Luís Simões. «A abertura destes centros resulta da boa gestão e da confiança que os clientes depositam na Luís Simões. O objetivo é consolidar o grupo como operador logístico de referência, com criação de novos serviços e abertura de novas instalações que oferecem valor acrescentado”, explica o responsável. A Luís Simões é líder no transporte rodoviário de mercadorias em Portugal e líder no mercado de fluxos rodoviários entre os dois países ibéricos. Gere uma frota de 2.000 viaturas (próprias e subcontratadas) e conta com 1.832 colaboradores. Presta serviços integrados de logística em toda a Península Ibérica, em mais de 20 armazéns que superam os 400.000 m² de capacidade instalada em 10 regiões diferentes da Península Ibérica. A LS iniciou actividade em Loures, em 1948 e está no mercado espanhol há mais de 20 anos. 0 GLS

Abril 2012


156978


NEWS TNT

TNT Express Edelman aw A TNT Express acaba de ser galardoada com o prémio Franz Edelman Award 2012 pelo seu programa de optimização global (GO) que utiliza métodos de análise avançada das operações para optimização da rede de transporte da companhia. O prémio foi entregue pelo Institute for Operations Research and the Management Sciences (INFORMS®) em Huntington Beach na Califórnia. O prémio Edelman é considerado a mais elevada distinção na área de análise das operações, a disciplina que utiliza métodos analíticos avançados, como a modulação, para ajudar à tomada de decisões. A TNT utiliza regularmente este tipo de ferramentas para melhorar a sua rede de transporte e que resulta em rotas mais eficientes e mais curtas. «Estamos muito satisfeitos em receber este prémio que certifica a sofisticação e a eficiência das operações da TNT», diz Chris Goossens, Director Global de Redes e Operações da TNT Ex-

3

Abril 2012


NEWS

recebe ward 2012

Abril 2012


TNT

NEWS

3

Abril 2012

press. «A utilização de análises das operações ajuda a TNT a reduzir custos, a melhorar o serviço aos clientes e a desenvolver competências dos gestores». O premiado programa GO cobre uma série de aspectos das operações da TNT, incluindo sistema de planeamento local, as rotas óptimas dos camiões e gestão de frotas e dos colaboradores. Em 2011, a TNT Express levou a cabo 200 projectos de optimização da rede. Desde 2005, a TNT Express conseguiu reduzir em 60 milhões, os quilómetros percorridos e a emissão de 54 milhões de kg de CO2 por via da optimização das suas redes domésticas na Alemanha, França, Espanha, Itália e China. De modo a responder às necessidades de gestores de operações qualificados, a TNT Express, em conjunto com a Tilburg University/TiasNimbas Business School (Holanda), criou a academia GO, um programa de formação de gestores, com a duração de dois anos, em optimização da rede de transporte. Desde 2008, foram formados mais de 200 gestores da TNT. Os restantes cinco finalistas candidatos ao prémio Franz Edelman Award Competition 2012 eram a Carlson Hotels; Centers for Disease Control and Prevention (CDC); Danaos Corporation; Hewlett-Packard e a Intel. 0 TNT


SIL2012 SI IL20 012 BARCELONA BARCELON NA

LLogLVWLFV3UR多WDELOLW\ ooggLVWLFV3UR多WDELLOOLW\

14th IInternational nternation nal Logistics Logisttics and Material M Han Handling dling Exh Exhibition ibition 10th Mediterranea Mediterranean an Logistics and a Transport Transport Forum From F rom 5tthh tto o 8tthh jjune une 2012 2012 Fira F ira de de Barcelona Barcelona Gran Gran Via Via Venue Venue Ve

156480

Barcelona-Spain B arcelona-Spain

www.silbcn.com www .silbcn.com


NEWS K端bler Spedition

K端bler Spedition o especialista

um navio nas estrada

Abril 2012


as

NEWS Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

| Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

Abril 2012


Abril 2012

K端bler Spedition

NEWS


Abril 2012

NEWS

A Kübler Spedition Gmbh, membro alemão da rede Cargo Equipement Experts CEE, foi recentemente premiado/honrado/agraciado com o transporte de um navio por estrada. O transporte cumpriu o complicado trajecto de Linz, na Áustria, até à barragem do lago Lipno, na República Checa, onde as condições das estradas extremamente estreitas testaram até ao limite o equipamento das equipas Kübler. Este serviço de transporte demorou 5 meses a planear pelos peritos da Kübler Spedition devido à pesada estrutura e à grande dimensão do navio. O transporte tinha um comprimento de 48 metros, a largura de 5,95 metros, a altura de 7,50 e um peso de 203 toneladas. Foi acompanhado por uma escolta de 4 carros, 14 técnicos e 6 escoltas policiais. No total, mais de 70 pessoas estiveram envolvidas no transporte que durou 3 dias. A Cargo Equipment Experts Ltd CEE é uma rede global de transportadores, operadores de gruas, operadores de rebocadores e batelões, estivadores, operadores portuários, peritos/fiscais, detentores de equipamento de handling de carga aérea e indústria de suporte, ao serviço da indústria de carga pesada e de dimensões especiais. 0


Abril 2012

K端bler Spedition

NEWS


FREE F REE

Conference C onference a and nd E Exhibition xhibition

WHERE IT ALL FITS TOGETHER 22 - 24 MAY 2012 | GOTHENBURG, SWEDEN

NEW

Free t o confe attend rence

THE ONLY DEDICATED EVENT FOR THE ROLL-ON/ROLL-OFF SHIPPING INDUSTRY RETURNS WITH ITS BIGGEST EVER VISITOR PROGRAMME. RORO 2012’s unmissable line-up includes: • Free conference open to all visitors

• Networking Bar and Internet Lounge

• Over 120 participating companies

• Baltic Transport Journal Conference

• Training Zone – covering all of your training needs

• Plus much more...

158019

Register FREE at www.roroex.com/strada Follow us on:

Co-located with:


NEWS Michelin

MICHELIN Mais duração, com maior polivalência: equilíbrio de performances para aumentar a rentabilidade das frotas. Responder às crescentes necessidades do transporte de mercadorias por estrada, cada vez mais exigentes, é o objectivo da Michelin com o novo pneu MICHELIN X® MultiTM T. Num momento em que os desafios do sector aumentam, este novo pneu de camião cumpre com três das principais exigências das frotas: duração, uniformidade no desgaste e aderência.

3

Abril 2012


Abril 2012

NEWS

X Multi T


NEWS Michelin

3 Está destinado para percursos de curta e longa distância e vem substituir a oferta MICHELIN XTE2 no segmento de semi-reboques de 3 eixos. Com o novo MICHELIN X® MultiTM T, a Michelin completa a sua renovada oferta para poder equipar um conjunto articulado de 5 eixos com MICHELIN X® MultiWayTM 3D nos veículos tractor. O novo MICHELIN X® MultiTM T para reboque e semi-reboque, na dimensão 385/55 R 22.5, proporciona até 15% mais de duração que o seu antecessor o MICHELIN XTE2, na mesma dimensão e entre 15% e 25% mais que os seus principais concorrentes no mercado, graças à incorporação de um novo composto, o CARBIOTM, última inovação da MICHELIN Durable Technologies. As performances do pneu MICHELIN X® MultiTM T, que substitui o MICHELIN XTE2, constituem a melhor solução para as frotas que procuram a redução dos custos de exploração, aumentando a produtividade, a optimização do volume e de massa transportados e assegurando a polivalência e a segurança da carga. 0 Michelin

Abril 2012


Abril 2012

NEWS

Michelin


NEWS Michelin

etiquetagem de pneus

A nova etiqueta aparecerá no mercado, de maneira obrigatória, a partir de 1 de novembro de 2012, depois um laborioso processo de definição e aplicação, que se concretizou em 2009 com a publicação do Regulamento europeu 1.222/ 2009. A etiqueta clarificará as qualidades dos pneus no que diz respeito o consumo de combustível, indicando a resistência ao rolamento, à segurança, através da distância de travagem em molhado e do conforto acústico, através da medida do

3

Abril 2012

as expectativas


dos condutores

Abril 2012

NEWS

m europeia


NEWS Daimler

3

ruído exterior de rolamento. A Michelin apoia esta iniciativa que proporciona mais informação ao comprador e lhe sensibiliza sobre a importância que têm os pneus, por exemplo para a sua segurança. Mas a Michelin adianta-se, proporcionando em todas as suas gamas os produtos que melhor respondem a cada uma das necessidades dos utilizadores. O pneu é o único elemento de união entre o veículo e a estrada e, portanto, é um fator chave na segurança e no comportamento do mesmo. Além disso, ao pneu pedimos duração, conforto, eficiência, fiabilidade, economia de utilização… Um conjunto de fatores cuja combinação só está ao alcance das marcas que têm uma estratégia clara de I+D. A etiqueta informará sobre algum destes fatores, ajudando o utilizador a tomar uma decisão, em conjunto com a informação do resto de características que não estão na etiqueta. O equilíbrio de performances é a resposta da Michelin às necessidades dos utilizadores mais exigentes. Combinar duração, baixa resistência ao rolamento (maior eficiência energética) garantindo o maior nível de segurança é o desafio da mobilidade sustentável. 0 Michelin

Abril 2012


NEWS Abril 2012


Escola de Condução Radical

NEWS

qualidad profissio

Abril 2012

e efici


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

| Ana Bela Nogueira

ĂŞncia

ana.bela.nogueira@jornalstrada.com

Abril 2012

NEWS

de, onalismo


NEWS

Próximas formações CAM: FIA 140 horas (Qualificação Inicial Acelerada): Horário Diurno: 21 de Maio a 11 de Junho Horário Pós-laboral: 28 de Maio a 13 de Julho

Escola de Condução Radical

FC 35 horas (Formação Contínua): Horário Diurno: 21 a 25 de Maio Apenas aos Sábados: 2 a 30 de Junho

Abril 2012


Escola de condução moderna em Lisboa, com uma visão de futuro, oferece as melhores condições de aprendizagem aos seus alunos. Uma "Frota Radical" atualizada e com ar condicionado em todos os veículos de quatro rodas, incluindo nos pesados. Os três Simuladores preparam os alunos e dão-lhes as primeiras noções da condução prática. Estas máquinas fazem prova como a Escola de Condução Radical foi buscar, o melhor que há no mercado na simulação au-

tomóvel! Para o exercício da atividade de motorista de veículos pesados de mercadorias e de passageiros, para além da respectiva carta de condução, é necessária a obtenção do Certificado de Aptidão para Motorista (CAM), para efeitos da emissão da Carta de Qualificação de Motorista (CQM), sob pena de aplicação da coima. A Escola de Condução Radical encontra-se licenciada para ministrar formação para obtenção do certificado CAM. 0

NEWS

3

Formação obrigatória, segundo o Dec. Lei nr. 126/2009, para os motoristas de pesados de mercadorias e de passageiros.

Escola de Condução e Centro de Formação CAM/CQM Horários diversos Formação Contínua (35h): Em Horário Diurno, 2ª a 6ª ou apenas aos sábados. Formação Inicial Acelerada (140h): Em Horário Diurno ou Pós-laboral.

Formações para as categorias C e D.

158539

158539

Temos ótimas condições com 7 salas adaptadas para a formação CAM. Organizamos uma formação exclusiva para a sua empresa, caso seja necessário. Internet: www.escolaradical.com Email: info@escolaradical.com Tel. 218145210 - 961848798 Av. General Roçadas, 48-A - 1170-163 LISBOA (próximo da Praça do Chile e de Sapadores/Graça)


NEWS

9º colóquio segurança r prevenção e segurança rodoviária. António “Rouxinol” também enalteceu o «importante contributo» das crianças e jovens na campanha rodoviária que decorreu na semana anterior um pouco por todo o concelho de Arouca, da qual fez um balanço “muito” positivo. Nesta campanha foram entregues panfletos aos condutores que sensibilizavam para os perigos da estrada. «A Numofreita é feita de homens como vocês», concluiu o dirigente, visivelmente orgulhoso do trabalho desenvolvido desde 2000, ano em que foi

criada a associação. Números que chocam Filipe Soares, em representação do Destacamento de Trânsito da Guarda Nacional Republicana (GNR) de São João da Madeira, lembrou que a «a sinistralidade é uma das principais causas de morte em Portugal» e deu a conhecer ao público, que não encheu o auditório dos Bombeiros Voluntários de Arouca, mas ainda assim acorreu em grande número, números “chocantes” dessa sinistralidade. Segundo dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodo-

Numofreita

Decorreu, no passado dia 21 de abril, o nono colóquio sobre segurança rodoviária, promovido pelo Núcleo de Motoristas da Serra da Freita (Numofreita). Além de conselhos, foram também dados a conhecer alguns dados da sinistralidade em Portugal. O presidente da direção do Numofreita, António Teixeira, abriu o colóquio agradecendo a presença dos participantes, entre os quais estavam representantes de outros núcleos de motoristas espalhados pelo país e sublinhando a importância de sensibilizar os jovens para a

Abril 2012

miúdos e graúdos para os perigo


viária (ANSR), desde o início do ano morreram 157 pessoas no local do acidente. «São muitas pessoas a morrer na estrada», lamentou. O agente referiu também que é preciso estar atento aos outros condutores, que não se deve percorrer determinada distância num curto espaço de tempo e que ter um veículo “xpto” não é sinónimo de segurança na estrada. Mas o maior conselho dado foi relativo à colocação do cinto de segurança. «O cinto pode salvar uma vida e vocês devem chamar a atenção aos vossos pais para que eles o colo-

quem sempre», disse, dirigindose aos mais jovens. «Importa sensibilizar para a utilização do cinto como segurança e não por medo de ser multado pelas autoridades», salientou. «Cumprir a velocidade e sinalização estipuladas, não abusar no álcool e não conduzir com cansaço ou fadiga», foram outros conselhos lembrados por Filipe Soares. E como os condutores não são os únicos culpados dos acidentes, também os peões receberam alguns conselhos. Aquele elemento da GNR falou também dos custos que repre-

NEWS

sobre rodoviária sentam os acidentes: uma média de 2.500 milhões de Euros por ano. A importância da educação rodoviária No colóquio, marcou também presença Ana Rosa, representante da Direção Regional de Educação do Norte (DREN), que falou sobre a importância da educação rodoviária em contexto de aula. «A prevenção rodoviária tem de começar cedo, em casa e na escola», defendeu. Segundo a sua opinião, as crianças e jovens aprendem com os exemplos dados e «se cada

consciencializados os da estrada

Abril 2012


Abril 2012

Numofreita

NEWS


pel fundamental na formação do candidato a condutor. Para falar desta vertente discursou o responsável pela Escola de Condução Arouquense, Marcos Rocha, que começou por lamentar que «tantas vezes as escolas sejam o bode expiatório da sinistralidade rodoviária”. O empresário chamou a atenção para a importância de os candidatos se consciencializarem de que o código serve para posteriormente ter uma boa atitude na estrada e não apenas para passar num exame. Perante a notícia de que no último ano duplicou o número de mortes de condutores com um ano de carta, Marcos Rocha reagiu: «Isto poderá indiciar que os candidatos saem pior preparados das escolas de condução, mas se calhar não. Até saem bem preparados, só que assim que se vêem com a carta

na mão, esquecem algumas regras», defendeu. «As escolas de condução preparam o candidato no aspeto teórico, prático e cívico e este último deve começar em casa e não na escola, como às vezes acontece», afirmou. E os pais, aconselhou, «não devem chegar à escola e perguntar se o filho vai passar no exame, devem é questionar se ele está preparado para andar na estrada sem incorrer em risco para ele e para os outros condutores». Artur Neves, presidente da Câmara de Arouca, que encerrou o colóquio, garantiu que a Escola de Trânsito de Arouca deverá começar a funcionar em breve, assim que estiverem estabelecidos os protocolos com as forças de segurança. O objetivo é fomentar o civismo rodoviário. 0 Sandra Gomes

Abril 2012

NEWS

um dos pais e professores der um bom exemplo, constituir-seá neles um bom carácter enquanto condutores». «Infelizmente, os pais nem sempre dão o exemplo e isso não é saudável, porque acaba por legitimar que as regras não são para cumprir, como é o caso da colocação do cinto de segurança», alertou Ana Rosa. A responsável da DREN lamentou que apenas quando há campanhas de prevenção e se decidem proibições os valores da sinistralidade baixem e realçou a importância das escolas de trânsito municipais que permitem «aos miúdos andarem de bicicleta ou kart e perceberem a realidade do trânsito, conhecendo bem as regras e os perigos» que a ele estão subjacentes. Além destas, as escolas de condução assumem também um pa-


NEWS

veĂ­culos e

Daimler

os novos eletro

Abril 2012


NEWS

eléctricos Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

odomésticos

| Antánio Macedo - CR&M

Apresentado no mercado há cerca de um ano, só há poucos dias chegou a Portugal o primeiro veículo elétrico com motor de combustão auxiliar, que combinado com o primeiro produz a energia elétrica necessária para não ter de parar para abastecer a cada 150kms, permitindo autonomias de mais de 700 kms.

3

Abril 2012


NEWS BMW

Abril 2012


Parece que ainda foi ontem, mas já foi há 2 anos publicada a legislação que previa a utilização maciça de veículos eléctricos no mercado e nas nossas estradas. O governo pretendia que o veículo eléctrico, pudesse ser adquirido com benefícios fiscais, pelo que propôs um subsídio de 5.000 Euros para a aquisição dos primeiros 5.000 veículos automóveis elétricos e que se mantivesse o incentivo de 1.500 Euros para o abate de veículos de motor de combustão. Previa ainda a criação e licenciamento de uma rede de nível nacional de novos postos de abastecimento de energia elétrica para veículos e que estivessem disponíveis pontos de abastecimento eléctrico em todos os edifícios novos.

3

Abril 2012

NEWS

154601

3


NEWS Thesupermat

3

Desta forma pretendia o governo reduzir a dependência externa de combustíveis fósseis, reduzir as emissões de CO2 conforme com o Protocolo de Quioto (1997) e a Cimeira de Copenhaga (2009), bem como os níveis de impacto ambiental, de ruído e dos custos da mobilidade das famílias portuguesas. Passados mais de 2 anos sobre a publicação desta legislação e depois de largamente publicitada, quase nada aconteceu. Ou antes, muito aconteceu mas pouco daquilo que se pretendia. A rede de abastecimento elétrica pública rapidamente foi implementada, a fábrica de baterias prometida para Aveiro, nem vê-la, a expectativa de que a tecnologia das baterias para poderem manter maiores autonomias se desenvolvesse rapidamente mostrou não corresponder, o apoio à compra e abate de veículos antigos foi-se com a crise e os carros elétricos tardam a aparecer. Restam umas largas centenas de pontos de abastecimento na via pública, muitos deles já em avançado estado de degradação, que mais parecem resultado de mais uma “negociata” entre EDP e parceiros tecnológicos com o apoio do Estado. Pois, carros elétricos, podem contar-se pelos dedos das mãos (de meia dúzia de pessoas). Tiran-

Abril 2012


3

Abril 2012

NEWS

do as viaturas de demonstração que cada marca disponibilizou para a imprensa e para clientes potenciais, creio que apenas meia dúzia destes veículos estarão hoje a integrar as frotas de algumas grandes empresas que os mantém mais como forma de transparecer uma imagem “verde” do que propriamente para servirem como meio de transporte. De fato estes veículos, para alem de caros, têm uma autonomia muito reduzida, tornandoos, pelo menos “psicologicamente”, desadequados para andar no nosso dia a dia. Cada potencial utilizador, mesmo que faça apenas 60 km por dia, sente necessidade de poder fazer 300. Se o seu carro não o puder levar ao Porto ou ao Algarve, então não serve. E depois temos o problema de que se nos faltar o combustível, não o podemos ir buscar de “jerrican” na mão. Ainda não inventaram “jerricans” para eletricidade ou saquinhos da mesma em pó. Se aparentemente o veículo elétrico tem características “amigas” do ambiente, também possui algumas que podem ser adversas à segurança de condutores e peões. Um dos problemas apontados (não sei se será um verdadeiro problema) é que sendo o veícu-


3

IVECO

NEWS

lo elétrico muito silencioso pode provocar incidentes com peões, pois estes podem não ser alertados para a aproximação dos veículos se estes não produzirem ruído. Este tipo de acidentes ocorre já com os metros de superfície em zonas pedonais e com os cada vez mais utilizados “segways” ou mesmo com bicicletas. Por outro lado, os veículos elétricos funcionam com energia elétrica e cerca de 30% desta energia é produzida através de combustíveis fósseis (gás natural e carvão) ou energia nuclear (consulte a sua fatura de eletricidade) o que torna este veículo não totalmente “verde” mas apenas semi-verde. Tambem existe ainda o problema das baterias e dos seus constituintes, não só são mais pesadas do que o motor de um veículo normal, como são fabricadas com produtos altamente tóxicos e que exigem cuidados no seu manuseamento e reciclagem. Uma experiência levada a cabo

156213

3

832795 0 2 433 88 26 41 46

Abril 2012

26535897 9 3 23 159 8 14

9643339732 17 693 1 7 97

Consultoria, Contabilidade e Gestão 3.

0

& PI, LD A CM

Rua Cónego Maio, 115 R/c C São Bernardo 3810-089 Aveiro Tel/Fax: +351 234 343 530

carlos@cmarques.org


NEWS Abril 2012


NEWS Daimler

3 pela BMW na Alemanha com cerca de 50 Mini’s elétricos no final de 2009, revelou que mais de 90% dos utilizadores citadinos não utilizam os 200 kms de autonomia que o veículo permite entre cargas. Neste teste cerca de 60% dos utilizadores que durante 6 meses utilizaram estes veículos, nunca carregavam as baterias fora de casa por medo de sujar as mãos ou com medo que alguém desligasse o carro da carga. Bastava a carga durante a noite na garagem de cada um para manter as baterias atestadas para o uso do dia a dia. Creio que apesar das muitas objeções que se possam levantar ao uso do carro elétrico, apenas duas poderão fazer dele um êxito ou insucesso: o seu preço de aquisição e o custo de utilização e manutenção. Depois de já ter experimentado quase todos os modelos do mercado, fico com a sensação de que qualquer dia vou ter um. Não ao preço a que se encontra agora, mas porque me parece uma tecnologia que evidentemente mais tarde ou mais cedo irá entrar nas nossas vidas. 0

Abril 2012


NEWS Abril 2012


NEWS

Restauro d “velhas gló Dificilmente qualquer outro automóvel tem como um factor de culto tão elevado como o lendário Volkswagen “Pão de Forma”. Hoje, 65 anos após sua primeira aparição, é um verdadeiro protagonista na indústria cinematográfica como em outras distintas áreas. Mais do que qualquer outro veículo o “Pão de Forma” sempre foi sinónimo de liberdade, diversão e longas viagens de lazer. Na Volkswagen Veículos Comerciais este lendário veículo da VW tem um próprio departamento dedicado para preservar a sua herança: a Volkswagen Veículos Comerciais Oldtimers. Constituída em 2007, a equipa expandiu-se rapidamente ao longo destes últimos cinco anos. Estes especialistas recuperaram e restauraram cerca de 100 veículos que, a partir de agora, podem ser adquiridos com documentação detalhada por colaboradores da Volkswagen Veículos Comerciais como também por clientes externos. Para concretizar este projecto,

Abril 2012

a Volkswagen Veículos Comerciais Oldtimers iniciou a construção de um novo pavilhão, no complexo de Hannover, no início do ano. Com uma área de aproximadamente 7.000 m2 alberga neste momento não só alguns destes tesouros históricos, mas também um parque de maquinaria completa que inclui desde um banco de prensagem de chapas, tornos e fresadoras como ainda uma zona própria de pintura. O departamento tem neste momento uma equipa de 13 colaboradores, desde a componente mecânica até um historiador em tecnologia automóvel e um responsável por eventos. Os proprietários de um veículo comercial histórico da Volkswagen podem agora também restaurá-lo nestas instalações, ou seja, no seu lugar de origem. Desde uma restauração total ou parcial a equipa do 'Bulli' realiza qualquer tarefa. Renovação da pintura ou uma inspecção geral ao veículo também é possível efectuar. A equipa de res-

tauro realiza uma reunião prévia entre si, antes de transmitir ao cliente a sua opinião sobre o trabalho detalhado a realizar. Uma formalidade única e essencial: só aqui o cliente pode receber um certificado do restauro realizado no seu veículo. Além disso, é fornecido a cada cliente pela equipa da Volkswagen Veículos Comerciais Oldtimers uma documentação completa da restauração do veículo, em que cada passo é descrito não só é fotograficamente como escrito em detalhe. Assim, o trabalho realizado pelos especialistas de Hannover é registado para a posteridade e os clientes podem aceder à pasta do seu veículo, que também é arquivada nestas instalações, sempre que desejar. Quando se trabalha com “veteranos” são necessárias algumas das peças de reposição, as quais são provenientes do “stock” original de componentes da marca (a Volkswagen Classic Parts). 0 Volkswagen

Volkswagen Veículos


Comerciais Oldtimers

NEWS

de órias�

Abril 2012


SPORT Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Pódio no Rali

A dupla Elisabete Jacinto/Sofia Carvalhosa, aos comandos de um VW Amarok, viatura inscrita pela Volkswagen Véhicules Utilitaires, subiu ao pódio da 22ª edição do Rallye Aicha des Gazelles, a mais importante competição de navegação em todoo-terreno, exclusivamente destinada a equipas femininas, que ao longo de duas semanas se disputou em Marrocos. A piloto e a sua navegadora regressaram a esta competição após três anos de ausência, tendo estado permanentemente na luta pela vitória e alcançando na final um brilhante 3º lugar. Com centena e meia de equipas participantes, o Rallye Aicha des Gazelles envolveu concorrentes de vários continentes, a adesão generalizada dos media franceses e teve uma componente social e ecológica muito vincada. A participação de Elisabete Jacinto es-

Abril 2012

teve associada ao semanário francês VSD e à associação Coeur des Gazelles. A festa final de encerramento deste rali, apoiado pelo Rei Mohammed VI, foi animado pela cantora francesa originária do Mali, Inna Modja. «Regressámos ao Rali das Gazelas depois de três anos de ausência e sinto que muita coisa mudou. A prova deste ano foi muito mais exigente e isso obrigou-nos a ter de fazer uma gestão muito complicada entre o rigor da navegação e o tempo que tínhamos para cumprir cada etapa. Foi a primeira vez que participei aos comandos de um 4x4 tradicional e quero começar por agradecer o convite da VW que não só nos permitiu voltar aqui para mais um lugar no pódio, como ter tido a possibilidade de conduzir uma viatura muito simpática e que nos deu imenso prazer, tendo

dupla Elisabete Jacint


ainda sido capaz de superar todos os obstáculos. A minha gazela Sofia esteve também em excelente plano, pese tanto ela como eu, termos vindo para aqui sem qualquer treino, ao contrário da grande maioria das equipas que fizeram longos estágios em Marrocos», referiu Elisabete Jacinto que salientou ainda: «O que mais me impressionou este ano foi a dinâmica da prova. Tantas marcas de automóveis a apostarem neste rali, o impacto que a prova teve desde a sua partida em Paris, onde os jardins do Trocadéro se encheram como nas antigas partidas do Dakar, a quantidade de jornalistas a acompanhar este evento e a enorme competitividade dão-me uma enorme vontade de cá regressar no próximo ano, para um novo desafio». 0 A2 Comunicação

to e Sofia Carvalhosa

Abril 2012

SPORT

i das Gazelas


SPORT AIFA

a grande mara apresentada e A 5ª edição do AFRICA ECO RACE está já em marcha e o seu programa foi agora apresentado em Lisboa, onde estiveram René Metge, o diretor da prova e Jean Louis Schlesser, o vencedor das quatro anteriores edições desta grande maratona africana de todo o terreno. De 27 de Dezembro a 9 de Janeiro de 2013, aqueles que escolherem esta travessia de África carregada de simplicidade, convívio e autenticidade, não lamentarão a viagem. Uma corrida de múltiplas facetas num percurso que todos os anos apresenta interessantes novidades, preparado pelo diretor desportivo, René Metge, em colaboração com Jose Maria Servia. Uma partida da Europa e chegada à capital senegalesa, passando por Marrocos e Mauritânia, eis uma equação simples para uma travessia do mais fasci-

3

Abril 2012


Abril 2012

SPORT

atona africana em Lisboa


AIFA

SPORT

3 nante dos desertos, o Sahara. Em linhas gerais foi esta a tónica da apresentação da 5ª edição do Africa Eco Race que levou até Lisboa, René Metge, o seu director desportivo, bem como Jean Louis Schlesser, vencedor das quatro anteriores edições e Elisabete Jacinto, piloto portuguesa que se assume como candidata à vitória na competição camião em 2013. Para René Metge «o Africa Eco Race não é uma corrida como as outras. Esta Maratona Rali Raid propõe aos concorrentes partilhar uma aventura baseada no desafio desportivo, mas tendo como prioridade os valores humanos». Três vezes vencedor do Dakar e organizador de outras grandes maratonas de todo o terreno, René Metge adiantou ainda que «para a edição de 2013, a nossa vontade de oferecer como sempre aos concorrentes magníficas paisagens e novos desafios mantémse. A navegação terá o seu papel e a sua importância com o objectivo de avaliar as aptidões de cada um. As dificuldades estão garantidas para a Mauritânia onde os concorrentes viverão uma total imersão num ambiente desértico. Não será fácil, mas aqueles que acreditarem em nós, não se arrependerão...». Para quem conhece René Metge este tipo de promessa nunca é feita sem fundamento e o percurso bastante desportivo tem

Abril 2012

vindo a convencer um grande número de apaixonados por África. Jean Louis Schlesser explicou que «o sucesso do Africa Eco Race tem muito a ver com o facto de, para além dum percurso excelente e muito competitivo, a prova ter tido sempre um enorme calor humano e um ambiente muito acolhedor nos bivouac». Para Elisabete Jacinto «fazer uma grande maratona de todo o terreno em África é associar o espírito de aventura ao de competição, pois o isolamento e a dureza do deserto levam-nos, muitas vezes, aos limites das nossas capacidades. Estou por isso muito satisfeita porque sei que o Africa Eco Race nos pode proporcionar tudo isto e que a prova continua a ser excelente. Desportivamente e depois de dois segundo lugares nos camiões, a minha aposta é de claramente lutar pela vitória», explicou a piloto. Na apresentação estiveram ainda Paulo Ferreira, piloto que recentemente adquiriu um Nissan Navra Off Road com o propósito de participar na prova, bem como Carlos Barbosa “Tucha” que se propõe regressar a África 30 anos depois de ter participado no Dakar então integrado de projeto oficial da UMM liderado por José Megre. 0 A2 Comunicação


Abril 2012

SPORT

A2 Comunicação


Nº151009 82 - Ano 8 - 31 Março 2011 • Distribuição gratuita • Periodicidade: Mensal • ISSN 1647–7022

WINNER of the platinum seal of e-excellence 2011

e e g n m i a t o chhas arrived t e r u t h e fu t

www.jornalstrada.com

MAN Truck & Bus

www.jornalstrada.com

Profile for Ameise Editora

Strada Truck #095  

Strada Truck #095 2012-04-30

Strada Truck #095  

Strada Truck #095 2012-04-30

Profile for ameise
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded