Page 1

139897

Nº 78 - Ano 7 - 30 Novembro 2010 • Distribuição gratuita • Periodicidade: Mensal • ISSN 1647–7022

UM VOLVO test-drive para o OLIMPO Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

www.jornalstrada.com


/#00WV\HCJT\GWIGs7OCGORTGUCFQ)TWRQ/#0        

YYYOCPOPRV

#VÅNKVTQUFGEQODWUVÉXGNOGPQU       #VÅaFGRQWRCPÃC    

1  U G I T G F Q  FC  G EQPQO KCFG EQODW U V ÉX GNGO NQPIQ  EWT U Q

0 0CGUVTCFCÅSWGUGICPJCQFKPJGKTQ CGUVTCFCÅSWGUGICPJCQFKPJGKTQ 1 1EWUVQFQEQODWUVÉXGNGUV½CUWDKTGCEQORGVKVKXKFCFGCCWOGP EWUVQFQEQODWUVÉXGNGUV½CUWDKTGCEQORGVKVKXKFCFGCCWOGP

S SWGUGVTCFW\PWOCRQVGPEKCNTGFWÿQCVÅaPQUEWUVQU WGUGVTCFW\PWOCRQVGPEKCNTGFWÿQCVÅaPQUEWUVQU

VVCT'UV½PCJQTCFGTGFW\KTQUEWUVQU%QOQPQXQVTCEVQT6): CT'UV½PCJQTCFGTGFW\KTQUEWUVQU%QOQPQXQVTCEVQT6):

OCKUWOCTGFWÿQCVÅVQPGNCFCUFGGOKUUÑGUFG%1GO O CKUWOCTGFWÿQCVÅVQPGNCFCUFGGOKUUÑGUFG%1GO

' 'HǣEKGPV.KPGRQFGGEQPQOK\CTCVÅNKVTQUFGEQODWUVÉXGNGO HǣEKGPV.KPGRQFGGEQPQOK\CTCVÅNKVTQUFGEQODWUVÉXGNGO

C CPQU16):'HǣEKGPV.KPGÅWOKPXGUVKOGPVQUWUVGPV½XGN PQU16):'HǣEKGPV.KPGÅWOKPXGUVKOGPVQUWUVGPV½XGN

/#00WV\HCJT\GWIG /#00WV\HCJT\GWIG

148827

CPQUFGUGTXKÃQSWCPFQEQORCTCFQEQOWOVTCEVQTFGUGTKG1 CPQUFGUGTXKÃQSWCPFQEQORCTCFQEQOWOVTCEVQTFGUGTKG1


nachrichten antenne

combustíveis

A ANAREC tem vindo acompanhar com todo o interesse a hipótese de se generalizar a venda de combustíveis low cost a toda a rede de revendedores. Depois de o Governo ter anunciado nova regulamentação sobre a Lei dos Combustíveis e, enquanto aguarda por uma decisão das petrolíferas, a Anarec reitera a disponibilidade de todos os seus associados em dar o seu contributo para a comercialização deste produto lowcost. De resto, já há muito tempo que

a ANAREC defende que todos os revendedores de combustíveis gostariam de praticar preços mais competitivos, nomeadamente através da venda de um produto mais barato. Alargado a toda a rede de revendedores de combustíveis, este produto tornará o sector mais competitivo no mercado em que actua. A ANAREC entende que, com a disponibilização deste produto através da rede nacional de revendedores, o consumidor poderá passar a adquirir/esco-

lher, nos postos de revenda de combustíveis tradicionais, o produto com o qual quer abastecer o seu veículo. Desde o início do seu mandato que a ANAREC lamenta a falta de competitividade do sector da revenda de combustíveis e afirma que seria bom para todos os revendedores poderem vender também um produto mais barato nos seus postos de abastecimento. Esta posição está disponível: www.anarec.pt. 0 ANAREC

ANAREC receptiva Novembro 2010

NEWS

low-cost


NEWS

MAN Logis centro INDEX low-cost-combustíveis: ANAREC receptiva ..............3 MAN Logistik abre centro logístico mundial ...........4 O mercado ibérico - entrevista com Joachim Duerr..8 Quem pode fazer brilhar os olhos de uma criança com um camião? A MAN pode!.............14 Scania e MAN estudam possível associação .......14 Test-Drive: um volvo para o olimpo - FH16 700 ...16 PME’s e o crescimento da economia ...................36 ACTIW LOADPLATE...........................................42 DAF com novas instalações em Loulé ..................46

eng.auburn.edu

DAF na distribuição da Torrestir..........................52 TRACAR adquire 20 camiões DAF Euro 5 ...........52 Recomendação de pneus com um simples toque ..54 Nova funcionalidade da Wtransnet ....................56 Truck parade em Pombal ...................................58 Aldeia da Solidariedade: um projecto do Nuclegarve com pernas para andar ...................72

FICHA TÉCNICA

Director: Giancarlo Terrassan e giancarlo.terrassan@jornalstrada.net - Directora adjunta: Ana Bela Nogueira e ana.bela.nogueira@jornalstrada.net - Redação: e editor@jornalstrada.net - Colaboradores: Marle Editora, Lda. - Paginação: e editor@jornalstrada.net - Ameise Editora, Lda. - Directora Comercial: Marisa Nogueira de Sousa - Marketing e Publicidade: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 Propriedade e edição: Ameise Editora, Lda. - Rua da Cabreira, 83 R/C Dto - S. Bernardo - 3810-071 Aveiro - Portugal - Contactos: t +351 234 197 770 - f +351 234 197 770 m +351 916 834 742 - m +35 Cons. Reg. Com. de Aveiro N° 5940/040317 - NIF: 506 821 315 - Cap. Social: E 5.000,00 - Fundado: Dezembro de 2003 - Periodicidade: Mensal - Divulgação: Distribuição gratuita Depósito Legal: 203764/ Toda a reprodução, seja por fotocópia ou por qualquer outro processo, sem prévia autorização do editor, é ilícita e passível de processo judicial. - Todos os textos enviados pelos leitores e publicados no Strada ou em

Novembro 2010


MAN Nutzfahrzeuge

Moderno Centro de Logística em Salzgitter oferece mais de 250 postos de trabalho num sector em crescimento.

A partir do início de 2011, a MAN Logistik GmbH vai assumir a actividade do novo Centro de Logística em Salzgitter. A filial a 100% da MAN Nutzfahrzeuge AG vai continuar a melhorar o abastecimento mundial dos centros MAN e dos parceiros de assistência, com peças sobresselente para camiões e autocarros. A MAN investiu cerca de 60 milhões de Euros no novo Centro de Logística, implantado numa área de 52.000 m2, que irá garantir mais de 250 postos de trabalho. «O novo Centro de Logística vai assumir tarefas, que actualmente são em parte realizadas por prestadores de serviços ex-

3

ene Mesquita da Silva, Vanda Lopes, Tavares Ribeiro, João Cerqueira, Nuno Almeida - Reportagem fotográfica: e editor@jornalstrada.net - Giancarlo Terrassan, Patrick Dreux, Nuno Almeida - Design e Layout: Ameise 968 708 537 - e comercial@jornalstrada.net 1 913 466 142 - m +351 968 708 537 - e ameise.editora@netvisao.pt - e giancarlo.terrassan@jornalstrada.net URL: www.jornalstrada.com /03 - Registo N° 124492 ERC - Entidade Reguladora para a Comunicação Social - ISSN: 1647–7022. m qualquer outro produto de propriedade da Ameise Editora, Lda., são de inteira responsabilidade dos mesmos; a Ameise Editora, Lda. declina qualquer responsabilidade em caso de acção judicial.

Novembro 2010

NEWS

tik abre logístico mundial


sachsen ainda não levaram a uma aproximação e tinham sido, por enquanto, interrompidas, a pedido da IG Metall. A MAN Logistik GmbH emprega actualmente 30 colaborado-

res. Brevemente, os gerentes de armazém irão receber uma remuneração mensal de 2.200 Euros com um horário de trabalho semanal de 40 horas e 25 dias de férias. Adicionalmente receberão uma remuneração especial dependente dos resultados, de 1.000 Euros por ano. Para os colaboradores que mudam da MAN Nutzfahrzeuge AG da área de Peças Sobresselentes para a MAN Logistik GmbH, encontra-se em vigor um regulamento de transição, que garante o nível de remuneração até finais de 2012 e que leva a um aumento temporário da remuneração ilíquida em cerca de 14%, dependendo no entanto, do tempo de trabalho. A construção do Centro de Lo139976

MAN Nutzfahrzeuge

ternos e vai participar no futuro crescimento deste sector. Para isto ser assegurado a longo prazo, são necessárias estruturas de custos competitivas. Por isso, fundamos desde o início, o Centro de Logística de Salzgitter como nova organização, de forma competitiva e criamos assim postos de trabalho com futuro assegurado. Queremos percorrer este caminho juntamente com os representantes dos trabalhadores e a IG Metall», explica Ralf Kolshorn, Director de Gestão de Peças Sobresselentes da MAN Nutzfahrzeuge. Contudo, as reuniões que decorrerem em dias transactos na IG Metall Nieder-

MAN Nutzfahrzeuge

NEWS

3

Novembro 2010


de uma rede de peças sobresselentes global e a optimização continuada dos armazéns regionais relativamente à segurança de abastecimento e eficiência, estão criadas as condições para aumentar a quota de mer-

cado mundial da MAN no negócio das peças sobresselentes. Deste modo asseguram-se os postos de trabalho a longo prazo nesta área. 0

atlantik-klining.ru

NEWS

MAN Nutzfahrzeuge

gística de Salzgitter faz parte de um programa de investimento na área da logística de peças sobresselentes MAN, em curso há vários anos. Com o melhoramento das estruturas de IT, o interesse reforçado na exigência

MAN Nutzfahrzeuge

Lá dentro vai a sua mercadoria mais importante: o baixo custo.

142769

Todo o ciclo de vida com custos mínimos, graças à qualidade KRONE.

Keytrailer, Lda. • Tel.: +351 244 482619 • geral@keytrailer.pt

www.krone-trailer.com


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

INTERVIEW

o merca | Ana Bela Nogueira

MAN Nutzfahrzeuge

ana.bela.nogueira@jornalstrada.net

Numa manhã outonal, o Strada foi gentilmente recebido por Joachim Duerr – Director-Geral da MAN Veículos Industriais em Espanha, nas instalações da marca, em Madrid. Uma entrevista dinâmica e amistosa, da qual ressaltaram assuntos relevantes: uma retrospectiva da MAN no mercado, a aposta nos serviços de pós-venda, a logística e a preocupação com o meio ambiente, reflectida nas grandes novidades da marca, que foram apresentadas, recentemente, na 63ª IAA, em Hannover.

Novembro 2010

STRADA: Qual é a perspectiva que faz da MAN em 2009 e em 2010, no mercado a nível mundial e, em particular, no mercado ibérico? Joachim Duerr: 2009 foi um ano muito difícil para o sector automotivo em toda a Europa. Felizmente, 2010 está a ser melhor, muito melhor, a nível europeu houve um crescimento forte, bem evidenciado, sobretudo, na Alemanha. Na Península Ibérica, em Portugal e em Espanha, houve uma clara melhoria, mas não tão forte e acentuada como na Alemanha. (…) STRADA: Em comparação com as outras marcas, qual é a vossa quota de mercado aqui em Espanha? J. D.: Em Setembro ocupámos o quarto lugar no mercado espanhol. Embora, estejamos com uma tendência de crescimento. STRADA: Que previsões têm para chegar ao nível de vendas alcançado em Julho de 2008? J. D.: Em Espanha, por exemplo, tínhamos de 2000 a 2007 um mercado com uma média

de 40.000 vendas de camiões, no ano passado tivemos 10.500, mas o mercado natural/médio é de 20.000 a 22.000 camiões por ano. Em 2007, por exemplo, houve uma renovação forte das frotas. Mas para chegar aos valores que tínhamos em 2008, vamos precisar de mais 4 anos. STRADA: Há algum tipo de camião MAN que vende mais no mercado? Há alguma tendência especial? J. D.: Sem dúvida que, actualmente, a grande tendência está inclinada para os camiões de obras. Na verdade, o desenvolvimento de grandes obras é o motor de engrenagem para que a venda de camiões para essa aplicação também seja alta (também temos vendido muitos tractores). STRADA: A MAN tem sempre uma preocupação de melhorar o próprio produto para reduzir o consumo e também melhorar em termos ambientais. Aliás, este ano na IAA, esse sentimento ambiental foi muito forte.


STRADA: Na Europa, temos um grande problema com a condução e os seus derivados. Um veículo que demore 8 horas a chegar ao seu destino e que tenha um motor com baixo binário, vai perdendo tempo cada vez que sobe uma montanha. Mas se o motor tiver elevado binário, o motorista já

consegue garantir o horário e fazer o percurso em 8 horas. Portanto, o camião da MAN com 480 cv é óptimo para suportar esta situação. J. D.: Exactamente, já comprovámos essa situação! Os 480 cv permitem melhorar a performance do camião. (…) STRADA: Como reagem as

3 Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

J. D.: Obviamente que para a MAN a qualidade e ser amigo do meio ambiente é muito importante, temos melhorado muito os nossos produtos nos últimos anos. STRADA: Actualmente, há uma grande necessidade de ter um camião com grande potência, binários… falo de um V8. A MAN tem o V8 que é um bom exemplo para longo curso e para os terrenos montanhosos. Qual é a reacção das empresas transportadoras face a esta novidade? J. D.: A imagem continua a ser muito importante para os transportadores. Embora o meio ambiente seja também muito valorizado. O V8 é sobretudo um veículo de imagem, tem algumas aplicações fantásticas, mas tem as suas vantagens, claro! (…)

INTERVIEW

do ibérico

Novembro 2010


3

MAN Nutzfahrzeuge

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

MAN Nutzfahrzeuge

INTERVIEW

transportadoras à aplicação da Euro6? Estão consciencializadas? Têm formação? J. D.: Nós conhecemos bem a tecnologia. Teoricamente, com a Euro6 vamos ter um aumento de consumo, mas asseguro, que os nossos engenheiros estão a trabalhar para desenvolver novas soluções que permitam minimizar esse ponto e consequentemente satisfazer os nossos clientes. Os transportadores, por agora, não estão muito preocupados. A Euro6 é uma norma comunitária que teremos de cumprir, tem a ver com a legalidade. Neste momento, creio que estão mais preocupados com as vicissitudes políticas, as portagens e a

Eurovinheta, em Espanha e na Europa. Contudo, volto a assegurar que a MAN tem as melhores soluções para as necessidades dos nossos clientes, queremos continuar a melhorar a aerodinâmica dos nossos veículos. STRADA: MAN é um produto de referência e de qualidade, os clientes confiam na tecnologia MAN – acredito que seja um ponto a favor da vossa marca. J. D.: A nossa marca está actualmente a trabalhar para continuar a ter uma boa relação com os nossos clientes – ter a fidelização e a confiança. Para tal, vamos abrir, brevemente novos pontos de serviços pós-

«(…) estamos aqui para ficar e melhorar as condições do mercado com os nossos produtos» venda, em Braga, em Portugal, e na Corunha e Toledo, em Espanha. Num tempo de crise em todo o mundo, a nossa marca está a incrementar novos pontos de serviços, o que mostra todo o nosso empenho e dedicação ao cliente. STRADA: Tanto em Portugal como em Espanha, um ponto importante para os transportadores, efectivamente, é a resposta de ser viços. E agora com o reforço dos serviços da MAN, em Braga, é essencial, porque na realidade, não basta ter só um bom camião, importa também ter um bom ser viço de manutenção – relação de confiança entre a marca e o cliente. J. D.: O serviço é de extrema importância. Daí a nossa forte aposta em novos concessionários e nos serviços pós-venda. Trabalhamos 24 horas sobre 365 dias por ano ao serviço dos nossos clientes. STRADA: Actualmente, todas as marcas têm uma tendência

3

Novembro 2010


MAN Nutzfahrzeuge – Uma empresa do Grupo MAN

www.man-mn.pt

Super MAN

A eficiência triunfa: MAN vence pela 10ª vez o Campeonato Europeu de Camiões.

144428

Já é a terceira vez que António Albacete se proclama vencedor do Campeonato Europeu de Camiões. Um êxito para a MAN pois este título de 2010 já é o décimo para a marca do leão.

MAN Nutzfahrzeuge

Uma sensacional carreira de êxitos, que os MAN demonstram dia a dia, tanto na estrada como nos circuitos. Com MAN você também é vencedor.


para fabricar um produto amigo do ambiente. A MAN tem o sistema híbrido com o TGM. Há cidades que estão a restringir a entrada de camiões poluentes. Em Espanha, não tardará muito para que aconteça o mesmo. Há, portanto, interesse/preocupação, por parte dos trans-

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

INTERVIEW

3

Novembro 2010

portadores em comprar camiões híbridos? J. D.: O sector dos autocarros é o mais interessado. A tecnologia híbrida tem muito mérito, tem muitas perspectivas para o futuro. Os veículos de transporte de mercadorias, dentro da cidade, fazem muitas para-

gens, travagens, períodos em stand-by. (…) Nessa aplicação há claramente um interesse em usar um sistema híbrido, mas não tanto para agora. Os valores ainda são demasiado altos. Vamos ver o futuro, mas é seguro que vai mudar. (…) Em Espanha, as alterações de normativas, como a Euro 3,4,5 nunca se anteciparam, não há incentivo fiscal, como há por exemplo, na Alemanha. A mentalidade do transportador espanhol é “para depois”. STRADA: A partir de Madrid para o resto da Europa, a MAN presta um serviço de logística exemplar, fale-nos um pouco desse vosso ponto forte. J. D.: Actualmente, o nosso armazém em Coslada, Madrid, com uma área de 4.700 m2, tem cerca de 21.000 referências com stock e movimentamos diariamente 3.300 linhas, o que perfaz uma média de 700.000 linhas de pedidos anuais. No nosso armazém trabalham, diariamente, 29 pessoas, servindo os pedidos dos clientes das 7 às 22 horas de Segunda a Sexta e aos Sábados das 9 às 14 horas – o resto do horário está assegurado com um serviço de 24 horas, todos os dias do ano, prestado pelo próprio pessoal do Departamento de Peças de Substituições. O Serviço 24 horas oferece a máxima segurança em toda a Europa. Assim, para assegurar este ser-


INTERVIEW A Europa é o nosso mercado principal, mas estamos a investir fortemente fora do continente europeu, sempre com qualidade e inovações de forma a satisfazer os nossos clientes. 0

MAN Nutzfahrzeuge

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

para com os nossos clientes na Península Ibérica, estamos aqui para ficar e melhorar as condições do mercado com os nossos produtos – é um compromisso muito importante da MAN.

2287

viço investimos constantemente na formação profissional dos nossos recursos humanos da Pós-Venda. STRADA: A MAN tem alguma novidade que esteja prestes a sair ou já apresentou, por agora, todas as novidades na IAA? J. D.: As novidades foram apresentadas em Hannover. Na IAA apresentámos uma gama muito completa e jovem. O Efficient Line e o Concept S foram os grandes destaques e as gamas TGL, TGM, TGS estão mais jovens. O Concept S foi criado para lançar a discussão – mostrar a capacidade da nossa marca. STRADA: Quais as perspectivas para 2011? J. D.: Temos um compromisso

142766

nto anciame in f r o lh e Om Finance, ll u b o g r com Ca

Europa a n r e d i l o

Equipa de sonho A nossa vasta gama de produtos, a perícia especial para os diversos sectores e as inovações técnicas fazem de nós uma família forte.

Nós compreendemos o seu negócio e concretizamos os s eus desejos. Faça parte da nossa equipa. just more.

www.cargobull.com

Informações através do: +351 243 999 530


NEWS

Scania e MAN estudam possível associação A Scania e a MAN têm estudado diferentes projectos na área industrial, principalmente, relacionados a veículos comerciais. Isto pode trazer possíveis benefícios para ambas as empresas na área de pesquisa, desenvolvimento, produção e fornecimento. Este processo tem demonstrado que, uma plena realização das potenciais sinergias, requer uma cooperação mais próxima das duas empresas, mantendo os valores individuais de cada marca. Neste momento, ainda não há nenhuma decisão tomada, já que existem diversos assuntos de natureza legal e comercial que precisam ser tratados. Uma decisão somente poderá ser tomada quando estes assuntos tiverem sido resolvidos. A Scania não irá comentar o assunto enquanto as discussões ainda estiverem em andamento. Novos comunicados serão emitidos quando necessário. 0 Scania

Novembro 2010

Quem pode os olhos de com um cam


NEWS

fazer brilhar uma criança ião?

Tal como todos os anos, também este ano, dois camiões MAN especialmente decorados para o Natal vão fazer brilhar os olhos não apenas das crianças mas também de adultos, nos mercados de Natal, nas aldeias de crianças e nos infantários em toda a Alemanha, desde o 1.º Domingo do Advento até à Véspera de Natal. Os tractores com semi-reboque da MAN com a sua iluminação festiva estão em digressão em toda a Alemanha, desde Kiel, Hamburgo, Leipzig, Dresden, Zwickau, Plauen, Coburgo, Salzgitter, Wiesbaden, Colónia,

Augsburgo, Munique e a Regensburgo. Os dois camiões de Natal vão visitar hospitais de crianças, infantários e outras instituições sociais e levam consigo pequenos presentes para as crianças, como miniaturas de camiões em chocolate e puzzles deslizantes com motivos de Natal MAN. Os camiões também irão visitar fábricas, filiais e parceiros de assistência MAN, assim como alguns mercados de Natal. Os formandos da MAN Nutzfahrzeuge AG em Munique transformaram os dois tractores com semi-reboque MAN TGX

vermelhos metalizados de 540 CV em verdadeiros camiões de Natal: cadeias de luzes decorativas de 200 metros de comprimento, à prova de intempéries e resistentes a sistemas de lavagem, foram instaladas nos dois tractores e nos semi-reboques, que foram decorados com motivos natalícios. Os formandos emolduraram a grelha do radiador com várias centenas de LED. Especial este ano é o motivo dos semi-rebques: as crianças ilustradas estão no infantário “Löwenkinder” (“leõezinhos”) da fábrica de Munique. 0 MAN Nutzfahrzeuge

A MAN pode! Novembro 2010


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TEST-DRIVE

UM VOLVO | Giancarlo Terrassan giancarloterrassan@jornalstrada.net

Aumentar a potência do D16G, motor de 16 litros que equipava o FH16 de 660 cv, foi um verdadeiro desafio. Os principais requisitos a observar, eram: manter o consumo de combustível no mesmo nível e reduzir as emissões. Após três anos de intensos trabalhos, os engenheiros da Volvo Trucks conseguiram desenvolver o camião mais potente do mundo. A barreira dos 700 cv foi finalmente atingida. Além de representar o “menino de ouro” da casa, o modelo FH16 equipado com este potente propulsor de 700 cv, representa o topo de gama do construtor sueco.

3

Novembro 2010

test-drive

FH16


Volvo-Trucks

OLIMPO

TEST-DRIVE

para o

700

Novembro 2010


TEST-DRIVE Volvo-Trucks

3 A necessidade de manter uma velocidade de cruzeiro constante, sempre próxima dos limites máximos impostos por lei, exige que os camiões sejam equipados com motores de alta potência e elevado binário. Isto permite que os transportadores consigam aumentar a velocidade média dos seus veículos, reduzir os prazos de entrega e, consequentemente, os custos de exercício. A redução dos custos de transporte, pode ser atingida também através do aumento dos limites de comprimento para os 25,25 metros e do peso bruto de 40 para 60 toneladas, com a utilização dos EuroCombi, sistema que muitos países europeus estão a testar para poder legislar em conformidade e que Suécia e Finlândia já usam há muitos anos, estando prestes a aumentar ainda mais estas quotas para pesos brutos de 80 toneladas. É claro que para conseguir enfrentar estes desafios, são necessários veículos com elevadas capacidades de tracção e a Volvo Trucks, com o seu novo FH16 de 700 cv, está preparada para enfrentar este desafio. Para as empresas que operam no âmbito dos transportes especiais, o FH16 de 700 cv, é um óptimo e fiável instrumento de trabalho.

Novembro 2010


148825


TEST-DRIVE Novembro 2010


TEST-DRIVE Para o FH16 estão disponíveis 3 diferentes tipos de cabinas: cabina longa, cabina Globetrotter e cabina Globetrotter XL. Conforto, segurança, habitabilidade, ergonomia, espaços para arrumações, zona de descanso acolhedora e óptimo ambiente de trabalho, são as características que distinguem o camião topo de gama da Volvo. O novo painel de instrumentos combinado está bem organiza-

3

Novembro 2010

Volvo-Trucks

Todas as cabinas Volvo respeitam os mais altos padrões de segurança, além de satisfazer as exigentes normas suecas de resistência de cabinas (as mais rigorosas do mundo). A estrutura é estudada para absorver as energias libertadas pelos impactos; volante, painel de instrumentos e equipamento que se encontra à altura dos joelhos têm a capacidade de absorção de energia; os acessórios interiores, como o frigorífico e a máquina de café, entre outros, foram concebidos para estarem firmemente seguros à estrutura da cabina, mantendo-os fixos na eventualidade de uma colisão ou de manobras de travagem de emergência; todos os tecidos dos estofos são feitos com materiais não inflamáveis. A vertente ecológica é também tomada em conta, permitindo reciclar 95% de um camião da Volvo.

Volvo-Trucks

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Volvo-Trucks

CABINA


TEST-DRIVE 3 do e é equipado com um amplo e nítido display a preto e branco. Foi concebido de forma a proporcionar ao motorista um fácil acesso às informações ade-

Novembro 2010

quadas a cada situação. A forma curva e ergonómica do tablier permite que o motorista possa facilmente aceder a todos os controlos. A cabina do FH16

700 cv está repleta de espaços para arrumos, suportes vários, bolsas para documentos e recipientes para pequenos objectos. O espaço destinado para o fri-


TEST-DRIVE Volvo-Trucks

gorífico é abaixo da cama e nos seus lados existem dois grandes compartimentos para arrumos, acessíveis também a partir do exterior da cabina.

Por cima do pára-brisas estão disponíveis dois espaçosos compartimentos para arrumos com portas deslizantes e seis compartimentos DIN.

Para aumentar o nível de conforto e, consecutivamente, de segurança, a Volvo faculta diferentes Packs de cabina, nos quais se destacam equipamen-

3

Novembro 2010


TEST-DRIVE

3 tos adicionais como: os vários sistemas de segurança activa da Volvo; LKS (Lane Keeping System – controlo da faixa de rodagem); LCS (Lane Change Support – sensor de ângulo morto); DAS (Driver Alert Support – detector de cansaço); ACC (Adaptive Cruise Control); o controlo de climatização electrónico de alto rendimento; o sensor de chuva para os limpa pára-brisas; faróis de auxílio à mudança de direcção; banco do passageiro rotativo; cama com encosto regulável; funcionalidades topo de gama para o sistema de áudio; interface para iPod; Bluetooth mãos livres; amplificador de 400 W. De destacar as opções dos interiores, que estão disponíveis com diversos níveis de equipamento: vinil, tecido, veludo e couro. Volvo-Trucks

3

Novembro 2010


Novembro 2010

Volvo-Trucks

Volvo-Trucks

Volvo-Trucks

Volvo-Trucks

TEST-DRIVE

Volvo-Trucks

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada


Novembro 2010

Volvo-Trucks

Volvo-Trucks

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TEST-DRIVE


TEST-DRIVE Volvo-Trucks

Volvo-Trucks

3 A zona noite é muito espaçosa, sendo equipada com beliches de elevado conforto, para duas pessoas. Os colchões, com uma espessura que varia entre os 130 mm e 160 mm, 100 mm (o da cama superior), foram especialmente estudados para proporcionar um óptimo descanso. O beliche inferior tem uma dimensão de 2.000 mm por 760 mm de largura, enquanto o beliche superior é ligeiramente inferior e mede 1.900 mm por 600 mm (existindo, ainda, a possibilidade de escolher uma variante com 700 mm de largura).

Novembro 2010


TEST-DRIVE

MOTOR No que diz respeito ao novo motor, o Chief Project Manager deste produto, Henrik Lindeberg, afirmou que: «Aumentar simplesmente a potência é uma coisa, mas fazê-lo sem aumentar as emissões nem o consumo de combustível é uma tarefa bem mais difícil». Um dos grandes obstáculos a transpor, foi a

DADOS TÉCNICOS

MOTOR MotorD16G-700 Cilindrada........................16,123 litros Cilindros .............................6 em linha Válvulas por cilindro..........................4 Diâmetro x corsa............144x165 mm Relação de compressão .............17,3:1 Controlo de injecção ......................EDC Controlo de emissões .....................SCR Potência máxima......515 kW (700 CV) a r/min .................1.500/1.800 Binário máximo...................3.150 Nm a r/min..................1.000-1.550 Travão motor VEB+.................425 kW a r/min ............................2.200

Novembro 2010

redução de mais de 40% nas emissões, para poder cumprir com a norma Euro5. Para garantir um produto final de elevada qualidade de modo a assegurar a resistência nos transportes de elevada tonelagem, Henrik Lindeberg declarou ainda que «O novo Volvo FH16 transportou conjuntos pesados de semi-reboques pelos desertos da Austrália, carregou ma-

deira no norte da Suécia e foi utilizado em condições de frio extremo e foi testado a altitudes até 3.600 metros nas Montanhas Rochosas». O último modelo de D16G é um motor de 6 cilindros em linha de 16 litros, com tecnologia SCR, ár vore de cames à cabeça, quatro válvulas por cilindro e injectores controlados electronicamente, turbocompressor e inter-


Volvo-Trucks

TEST-DRIVE

Volvo-Trucks

CAIXA DE VELOCIDADES Para corresponder a tamanha potência, é necessária uma transmissão adequada e a Volvo, equipa o seu FH16 com uma caixa de velocidades I-Shift, cujas excelentes prestações, permitem a sua utilização em transportes com mais de 80 toneladas. Para permitir estas capacidades, o software de gestão da I-Shift, foi notavelmente melhorado, também na função I-Roll (roda livre). Além desta caixa I-Shift de 12 relações, estão disponíveis também caixas de velocidades manuais com versões de 14 relações, com ou sem overdrive.

Volvo-Trucks

cooler. A potência é de 700 cv/515 kW, entre 1.500/1.800 rpm e um binário máximo de 3.150 Nm, entre 1.000/1.550 rpm. A acompanhar este musculoso propulsor, que veio substituir o de 660 cv, a Volvo Trucks oferece ainda um motor de 540 cv com um binário de 2.650 Nm e um de 600 cv com um binário de 2.800 Nm.

Novembro 2010


TEST-DRIVE

SISTEMA DE TRAVAGEM O eficiente sistema auxiliar de travagem VEB+ (Volvo Engine Brake), garante uma eficiente interacção entre o travão de compressão, o EPG (Exhaust Pressure Governor – regulador de pressão dos gases de escape) e o retarder (opcionalmente, é possível equipar o Volvo FH16 700 com um retarder da Voith), proporcionando um elevado poder de travagem em todos os regimes de rotação. Em função das necessidades, tipo de missões e terrenos, o empresário poderá escolher entre várias combinações de travagem auxiliar.

Novembro 2010

O EPG proporciona uma potência de travagem de 230 kW a 2200 r/min; o VEB+ 425 kW a 2.200 rpm; o VEB+ com o retarder agregado, faz subir o poder de travagem para os 865 kW. Este potente conjunto de travões auxiliares permite aumentar a velocidade média em percursos com elevado nível de inclinação, garantindo contemporaneamente toda a segurança na condução. Todo o sistema de travagem com duplo circuito pneumático e discos em todas as rodas é controlado electronicamente pelo EBS (Elektronisches Bremssystem

– controlo electrónico de travagem). ABS (Anti-Blockier-System – sistema de antiblocagem), EBA (Electronic Brake Assist – sistema de gestão da força de travagem exercida diferenciadamente em cada roda do tractor e do reboque), ASR (Antriebs-Schlupf-Regelung – controlo de tracção) e ESP (Elektronisches Stabilitätsprogramm – controlo electrónico de estabilidade), asseguram que o comportamento do veículo, em qualquer ocasião de emergência, corresponda aos mais elevados níveis de segurança.


TEST-DRIVE Volvo-Trucks

O Volvo FH16 pode ser equipado com suspensão pneumática integral para todos os eixos, de molas parabólicas no eixo dianteiro e suspensão pneumática traseira ou eventualmente de molas parabólicas no eixo dianteiro e parabólica ou convencional no eixo traseiro. Quando os pesos sobre os eixos são mais eleva-

SUSPENSÃO dos e uma grande estabilidade se torna necessária, especialmente no sector da construção, a suspensão de molas convencionais é a mais indicada. Nos veículos com suspensão pneumática integral ou nos eixos traseiros, está disponível o

sistema ECS (Electronically Controlled Suspension – suspensão controlada electronicamente). O ECS compensa e ajusta automaticamente o veículo, em caso de distribuições de carga desiguais, mantendo-o sempre numa altura e nivelamento constante, aumentando o conforto e a segurança.

Novembro 2010


O Volvo FH16 tem à disposição três diferentes alturas de chassis (baixo, médio e alto), para tractores e rígidos, podendo ser adaptado com as mais variadas configurações em função das missões. O chassis baixo é apropriado para ser equipado com suspensão totalmente pneumática e é destinado para transportes pesados em boas estradas. O chassis médio é adequado para configurações com suspensões mistas, com eixos dianteiros baixos combinados com suspensão dianteira de molas ou pneumática. Enfim, o chassis alto é específico para camiões com suspensão de molas que trabalhem em

construção pesada. O eixo traseiro está disponível numa vasta gama, que se distinguem por baixas perdas internas e por uma elevada fiabilidade. Os eixos com redução simples, minimizam as perdas e são para o uso em serviços de transporte de longo curso em estradas de boa qualidade, enquanto os com redução nos cubos são dimensionados para um elevado binário e especiais para a utilização em operações de construção e serviços de transporte mais exigentes com elevados pesos brutos de conjunto. Todos eles, estão disponíveis com uma vasta gama de desmultiplicações. Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TEST-DRIVE

CHASSIS

Novembro 2010


Novembro 2010 Volvo-Trucks

TEST-DRIVE


TEST-DRIVE Volvo-Trucks

Novembro 2010

CONCLUSテグ


a velocidade, perto dos 70/75 km/h, para obrigar a caixa a reduzir até à 10ª relação e, de seguida, aceleramos para ver qual a valentia e capacidade de reacção. O resultado é espectacular, rapidamente as rotações aumentam e a I-Shift passa para a 11ª, retomando os seus 80 km/h. Esporadicamente, usamos a 10ª, mas sempre por pouquíssimo tempo e somente nos pontos mais críticos. A I-Shift domina perfeitamente todas estas circunstâncias. Ao meio do caminho da A25, damos meia volta e retomamos a direcção “Aveiro”. Desta vez, as descidas prevalecem e temos rapidamente a ocasião de testar o verdadeiro desempenho do sistema auxiliar de travagem VEB+. Importante pormenor, é o facto de não termos o auxilio do retarder, que a Volvo não equipou propositadamente, de modo que possamos testar a verdadeira força do VEB+. Iniciamos as primeiras descidas e o valente VEB+ dá início à sua representação. A descida que estamos a percorrer é longa, sinuosa e íngreme. Com o VEB+ no primeiro ponto, sentimos uma suave travagem, mas não o suficiente para abrandar devidamente; passamos para o segundo ponto e a I-Shift reduz prontamente e, imediatamente, sentimos a força e o poder de travagem do motor que já segura a velocidade; tentamos o terceiro ponto e de repente o ponteiro do velocímetro, começa a baixar, temos que voltar à se-

gunda posição, pois a terceira é demasiado forte.Ao enfrentar as acentuadas descidas na zona de Talhadas/Sever do Vouga, testamos mais uma vez as capacidades do VEB+. Espantoso, o terceiro ponto não é necessário, o segundo segura perfeitamente o carro aos seus 80 km/h. O VEB+ é considerado o melhor no mercado e, assim, temos a ocasião de constatar que esta avaliação é realmente verdadeira. Após uma curta pausa, retomamos a viagem, em direcção a Lisboa. Ao longo da A1, que podemos considerar uma autoestrada plana, não obstante o tráfego, conseguimos manter a nossa velocidade acima dos 80/85 km/h. A subida de Leiria é enfrentada com as “pernas às costas”. O próximo desafio que se aproxima, é a Serra de Aire. O VEB+ volta a demonstrar a sua extraordinária potência. Mais uma vez, o pedal dos travões fica como último recurso e naturalmente inutilizado. O resto da viagem é um passeio, com o ACC activo, limitamo-nos a controlar a situação. O conforto, como de costume, é absoluto, tipicamente Volvo. A nossa viagem infelizmente termina, foi um lindo passeio. Tendo em conta o tipo de percurso escolhido, os consumos médios rondaram os 35 litros. 0 Giancarlo Terrassan

Novembro 2010

TEST-DRIVE

Considero que um dos melhores percursos para testar camiões de longo curso e especialmente com potências elevadas, como era o caso deste poderoso exemplar, é a bem conhecida A25 (antiga IP5). Um verdadeiro desafio para todos os transportadores que a devem percorrer para se dirigir em direcção à vizinha Espanha e ao resto da Europa. É mesmo nesta estrada que podemos notar como os carros aninham e quanto realmente valem. Carregados com o máximo de peso permitido, partimos de Albergaria-a-Velha em direcção a Vilar Formoso, para depois voltar novamente ao ponto de partida e logo de seguida para Lisboa. Desta forma podemos testar o veículo, percorrendo as mesmas pendências, seja em subida, como também em descida, bem como um longo teste na autoestrada A1, cuja parte interessante, também a testar, está certamente na subida e na descida da Serra de Aire. Na A25, como era de esperar, o comportamento em subida foi óptimo. Os 700 cavalos de força à disposição do poderoso D16G de 6 cilindros em linha, mostram claramente para o que servem. A velocidade em subida nunca vai abaixo dos 80 km/h e as mudanças de relação da I-Shift são rápidas e precisas, as quebras de força são mínimas e o potente motor domina perfeitamente estas situações. Sempre em subida, tentamos diminuir


EVENTS

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

PME’s e o da econom | Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.net

Novembro 2010

Personalidades do panorama empresarial português juntaram-se em Aveiro para falar do sector. A cidade de Ílhavo acolheu no dia 4 de Novembro o 2º Fórum Empresarial da Região de Aveiro, sob o tema «As PME e o crescimento da economia». Esta iniciativa empresarial promovida pela Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA) e

com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República, contou com a presença do Ministro da Economia, do Desenvolvimento e da Inovação, José Vieira da Silva, que discursou perante mais de 450 empresários.


EVENTS «A região de Aveiro tem um papel de grande relevância na estrutura económica portuguesa. Além dos dados estatísticos, nesta região existe uma dinâmica empresarial que infelizmente não é tão abundante no país». Foi desta forma que o Ministro da Economia deu início ao seu discurso. Reforçando de seguida que «o Distrito de Aveiro está na liderança dos fundos comunitários (…); apenas no sector empresarial existem 600 projectos de investimentos que

representam 13% dos projectos aprovados no país». Sem jamais esquecer de elogiar que «no Distrito de Aveiro foi conseguida uma das mais virtuosas articulações entre a vertente empresarial e a Universidade de Aveiro», concluiu Vieira da Silva. Valdemar Coutinho, Presidente da Direcção da AIDA, explicou a importância que a região de Aveiro tem no panorama económico de Portugal «e não sou eu que o digo, são os dados e-

conómicos disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Distrito de Aveiro posiciona-se em 4.º lugar na lista de contribuintes de IRC (atrás de Lisboa, Porto e Setúbal), o que corresponde à soma do IRC dos Distritos de Coimbra e Leiria, representando o PIB da Região 5,6% do PIB nacional». Por seu lado, Nogueira Leite, Presidente da Comunidade Portuária de Aveiro e Administrador do Grupo Mello, defendeu que a «inovação deve ser vista

3

Novembro 2010

AIDA

crescimento ia


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS 3 numa perspectiva de inovação e desenvolvimento no crescimento empresarial. A inovação é um aspecto essencial para desenvolver vantagens competitivas essenciais», explicou. Já João Luís Duque, Professor Catedrático no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), começou por dizer que «o Ministro da Economia português não devia estar aqui no Fórum. Devia estar aqui, sim, o Ministro da Economia da China, da Alemanha ou do Brasil, para po-

Novembro 2010

dermos ganhar confiança e mostrar que Portugal tem condições óptimas para fazer investimento». João Duque explicou que «não é pela área financeira que vamos sair da situação actual do país», chamando a atenção para a situação actual das finanças de Portugal, «As finanças matam. Podem matar um Estado, podem matar um país». Aliás o Professor Catedrático sublinhou: «pensar que a crise portuguesa é causada por fac-

tores internacionais é a pior forma de atacar o problema para salvar Portugal». Para Miguel Frasquilho, Deputado e ex-Secretário de Estado do Tesouro e Finanças, «é importante ter uma postura realista e não embandeirar em arco, como temos feito», já que «em 2009 tivemos o pior défice da nossa democracia. Para 2010 os números são aterradores». Enquanto para Basílio Horta, Presidente da AICEP Portugal Global, foi o interveniente que


EVENTS AIDA

mais defendeu a internacionalização das empresas e dos corpos diplomáticos, «não podemos prescindir dos nossos diplomatas. A diplomacia pode mudar a sua agulha para os negócios, até porque está presente em 50 países. Nós precisamos dos nossos embaixadores para nos darem informação». José Poças, Sócio-Gerente da SaeR – Sociedade de Avaliação Estratégica e de Risco Lda., defendeu que Portugal tem de tirar

partido do mar e dos recursos que este oferece, «a solução poderá estar no mar que tem um manancial enorme de activos, o que nos pode dar grandes factores de competitividade». Aliás, «a produtividade e a competitividade são factores essenciais para resolver o problema económico do país», sublinhando que «o mundo está a olhar para nós. Por isso temos que transmitir confiança». Vítor Neves, CEO da COLEPCCL Portugal, S.A., com convic-

ção, explicou que Portugal precisa de uma estratégia muito clara «o papel do Estado é muito importante, pois deve pensar nas áreas em que está envolvido, libertando recursos para a economia real. E depois haver medidas claras, transparentes e de longo prazo para que os empresários estrangeiros possam investir em Portugal. Penso que este será o único caminho para Portugal sair do momento em que está». Enquanto que João Loureiro,

3

Novembro 2010


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS Novembro 2010

3 Professor Associado da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, é da opinião que «o problema do crescimento interno e a falta de competitividade são os grandes problemas de Portugal». Mira Amaral, Presidente Executivo do Banco BIC Português, começou por referir, o quão importante é para a economia Portuguesa, a internacionalização, importação e exportação. «A SONAE e a CIMPOR já estão a fazer uma gestão global

na economia global. É isso que falta a muitas empresas portuguesas, (…). Temos de estar na Europa, pois o Euro é essencial, mas depois precisamos de mercados para crescer (Brasil, Angola, países do Magrebe e o mercado chinês)». Por sua vez, Ribau Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo e da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), recordou que a «CIRA é das 26 associações de municípios existentes no país a


EVENTS AIDA

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

“É necessário mudar o mar na história de Portugal para o mar no futuro de Portugal e principalmente Portugal no futuro do mar” José Poças – SaeR

que tem a maior carteira de investimentos, nomeadamente 300 milhões do QREN para gerir». O Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo informou ainda todos os presentes sobre a construção do Parque de Ciência e Tecnologia. Trata-se de uma aposta na investigação científica entre a Câmara Municipal de Ílhavo e a Universidade de Aveiro, com um investimento que ronda os 35 milhões. Deolinda Nunes, Vice-Presidente da AIDA e Directora da Nes-

tlé (fábrica de Avanca), fez o seu balanço do fórum «acreditamos que este Fórum surge na altura certa, pois são cada vez mais as vozes que nos chegam dando conta da desmotivação sentida pelos empresários da região, não vislumbram respostas eficazes e direccionadas às especificidades concretas da sua actividade empresarial e da apreensão causada pela instabilidade económica e política que estamos a viver, situação que urge inverter».

O 2º Fórum Empresarial da Região de Aveiro conseguiu reunir um conjunto de personalidades que sabem do que falam quando o tema é o empresarial e económico. A internacionalização, a inovação e a aposta nos recursos do mar foram alguns dos caminhos propostos por este leque de ilustres oradores. Em contrapartida e com unanimidade, mostraram o seu descontentamento face às medidas aprovadas no Orçamento de Estado 2011. 0

Novembro 2010


PUBLIREPORTAGE

Optimize o tempo de

Novembro 2010


PUBLIREPORTAGE shipping-worldwide.com

Optieng/ACTIW

carga

Realize a sua carga em poucos minutos Novembro 2010


Optieng/ACTIW Optieng/ACTIW

que origina aumento de lucro. É um óptimo projecto de carregamento de mercadorias de diversos tamanhos, comprimentos e pesos, de forma rápida mas suave.

101829

PUBLIREPORTAGE

A real economia das operações de carregamento está a aumentar através do Actiw LoadPlate. O uso de equipamentos de movimentação de carga pode ser minimizado e o envolvimento humano reduzido. O princípio é simples, mas único. As cargas são movidas suavemente sobre uma placa no espaço de carga, (sem usar empilhadores) ou deslizar pelo chão do espaço de carga. O risco de danificar o produto é minimizado e a qualidade do produto é assegurada em relação aos métodos tradicionais de carga, que usam empilhadores.

O Actiw LoadPlate oferece benefícios significativos para as operações de carregamento: especialmente eficiência e velocidade. Todo o processo de carregamento é optimizado, o

Optieng, Lda Rua Engenheiro Von Haff, n° 34 A - Vera Cruz - 3800-176 Aveiro Tlf: +351 234 426 400 / Fax: +351 426 402 info@optieng.com / www.optieng.com

Novembro 2010


PUBLIREPORTAGE Optieng/ACTIW

101830

Ao carregar dois contentores por hora, em turnos de 7 horas, ao final do mês a poupança estimada é de 20.000 Euros. As poupanças operacionais ocorrem graças à diminuição do envolvimento humano com o Actiw LoadPlate, pois este processo requer apenas uma pessoa e uma empilhadora, ao passo que os métodos convencionais de carga necessitam de, pelo menos, duas empilhadoras e duas pessoas.

Actiw Oy Voimapolku 2, FI-76850 NAARAJÄRVI, Finland Tlf: +358 (0)207 424 820, Fax: +358 (0)207 424 839 info@actiw.com / www.actiw.com

Novembro 2010

shipping-worldwide.com

Optieng/ACTIW

Estimativa de poupanças/mês, usando o Actiw Loadplate


DAF com n instalaçõe

Novembro 2010

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS


EVENTS «somos líderes no mercado europeu de tractores»

novas es em Loulé Novembro 2010


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS O Grupo Evicar inaugurou, no dia 22 de Outubro, as suas novas instalações na Zona Industrial de Loulé, na presença do Presidente da Câmara de Loulé, Sebastião Francisco Seruca Emídio, de Javier Sanchez Ardavin, Administrador Delegado da DAF, Veículos Industriais, SA e do Presidente do Grupo Evicar, Joaquim Martins Pereira. As novas instalações têm uma área total de 4.120 m2 e uma área volumétrica de construção de 9.960 m3. Trata-se de mais um grande investimento do Grupo Evicar, desta vez, na região sul de Portugal.

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Joaquim Martins Pereira explicou que o Grupo Evicar fez um forte investimento em vários milhões de Euros na região sul do país «temos aqui um investimento de 11,6 milhões de Euros, 5 mecânicos, 10 empregados. (…) Trata-se de uma estratégia competitiva no Algarve». Joaquim Martins Pereira afirmou ainda que, em 2011, a

Evicar vai entrar no mercado brasileiro, assentando com o investimento em instalações. O Presidente do Grupo esclareceu que esse investimento tem que ver com a «consolidação em relação ao futuro». O Presidente da Câmara Municipal de Loulé, Sebastião Francisco Seruca Emídio, esteve presente na inauguração

3

Novembro 2010


139911


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

mostrando todo a seu agrado pelas novas instalações em Loulé, chegando mesmo a dizer que a «Louletour usa DAF desde sempre». Por sua vez, Javier Sanchez Ardavin, Administrador Delegado da DAF, Veículos Industriais, SA não só afirmou que para si era um orgulho estar a inaugurar uma nova casa, como todo o Grupo Evicar está satisfeito, «para mim é um orgulho ter estas novas instalações. (…) A DAF está orgulhosa».

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

3

Novembro 2010


EVENTS Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Fundado em 1953, o Grupo Evicar tem como actividade principal a comercialização de veículos pesados e ligeiros de passageiros e comerciais, venda de acessórios e peças, bem como a prestação de serviços de pós-venda e manutenção. A Evicar está representada, através da sua rede de distribuidores e de reparadores, em todo o território nacional, em Espanha e desde 2003, em Angola. 0

Novembro 2010


NEWS

DAF na distribuição da Torrestir Com um investimento de 3.000.000 de Euros, a Torrestir confia a renovação e ampliação da sua frota de distribuição à marca DAF, comercializada em Portugal pelo Grupo Evicar, através da compra de 50 veículos dedicados à distribuição. Chassis de tara reduzida, possibilitando uma carga útil bastante optimizada, baixo teor de emissões de CO2 com as versões Euro5 e caixa automática, demonstram uma clara aposta da Torrestir na notável fiabilidade, durabilidade e excelente economia de combustível dos veículos DAF, bem como uma determinante preocupação ambiental, alargando assim a sua frota de distribuição a mais 40 DAF FA LF 45 de 12 t e 10 DAF FA CF 75 de 19 t. 0

DAF

DAF

Novembro 2010

TRACAR a 20 camiõ

A TRACAR acaba de fechar novo negócio com a Evicar Norte, com a aquisição de mais 20 camiões DAF, todos equipados com motores Euro 5, mantendo assim uma idade média de frota na casa dos três anos e meio, constituída na sua esmagadora maioria por “ecológicos” veículos Euro 4 e 5. «Todos estes novos veículos destinam-se ao serviço nacional, para apoio e reforço dos nossos

três centros de distribuição logística em Portugal. São 12 tractores e 8 rígidos, alguns para renovação e os restantes para aumento de frota. Esta aquisição visa manter os elevados níveis de competitividade da TRACAR nos mercados do transporte e da logística, pondo ao serviço dos seus clientes as mais sofisticadas tecnologias que a indústria de veículos comerciais disponibiliza hoje em


NEWS DAF

DAF

adquire ões DAF Euro5

dia», sublinha Osvaldo José, Administrador do Grupo TRACAR. A nova encomenda integra 12 tractores do modelo XF105, equipados com o bloco PACCAR MX de 12,9 litros, com motorizações de 410 e 460 cv, e 8 camiões rígidos CF75 de 19 toneladas de peso bruto, equipados com a versão motriz de 310 cv. Ao nível das superestruturas, os rígidos são forne-

cidos com caixa de carga fechada e plataforma elevatória retráctil de comando eléctrico, para facilitar as operações de carga e descarga. Segundo Osvaldo José, «a celebração deste novo contrato com a Evicar Norte fecha assim um ano em que já investimos cerca de 2,5 milhões de Euros em material rolante. Gostaria de salientar que, não obstante a grave crise que o país atravessa e que

afecta de forma transversal todos os sectores de actividade económica, a TRACAR não abdica da sua política de responsabilidade social, uma vez que todos os veículos vêm equipados com motores Euro 5 de comprovada eficiência energética, a par dos mais modernos sistemas e dispositivos de segurança». 0 João Cerqueira

Novembro 2010


NEWS

Recomendaçã com um simpl

Continental

A Continental desenvolveu um inovador programa que recomenda os pneus mais adequados, dedicado aos veículos médios e pesados, que pode, desde já, ser utilizado online. O ContiTireFinder apresenta aos interessados recomendações concretas de pneus novos e/ou de pneus recauchutados, em função das necessidades individuais. Até ao momento, este software intuitivo e de fácil uti-

Novembro 2010

lização só foi usado no ShowTruck da Continental, que está, de momento, de visita a 18 países europeus no âmbito de um Road Show. O ContiTireFinder recomenda o pneu adequado, depois de o utilizador ter dado as indicações necessários relativas à aplicação dos pneus. Determinantes são o segmento de cliente, a categoria do transporte, o tipo de utilização e o tipo de veículo. O

software distingue para além dos segmentos do cliente – o transporte de mercadorias, de pessoas e a utilização em estaleiros – 25 categorias diferentes de transporte – desde o transporte de contentores até aos autocarros, passando pelos camiões-cisterna e camiões-silo. Quanto ao tipo de aplicação, o utilizador pode optar por autoestradas, estradas rurais, estradas urbanas ou todo-o-terreno,


144425

definindo gradualmente a percentagem através de uma barra deslizante. São ainda influentes na selecção dos pneus correctos a dimensão desejada e o tipo de veículo, sendo possível escolher todas as variantes possíveis, tais como semi-reboques, camiões

rígidos ou autocarros regionais. A introdução dos dados necessários demora apenas alguns segundos e o resultado é disponibilizado de imediato. O utilizador vê de imediato como as alterações de determinadas características, como, por exemplo, o perfil de aplicação, têm

influência sobre o pneu recomendado. Deste modo, a Continental disponibiliza, enquanto fabricante único de pneus, uma ferramenta de fácil utilização, que faz recomendações de pneus com base em todos os factores de influência. 0 Continental

NEWS Continental

ão de pneus les toque


NEWS Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Nova funci da Wtrans A Wtransnet incorporou uma nova funcionalidade permitindo que o cliente disponibilize o seu camião num sistema. Uma excelente forma de optimizar tempo e ficar mais visível. A nova funcionalidade permite informar os associados Wtransnet sobre os veículos que estão disponíveis em tempo real e agilizar as suas contratações. Através da pesquisa, o sistema indica automaticamente a possibilidade de deixar o seu camião «disponível» no sistema, de acordo com base nos critérios que o cliente especificou. Quais são, afinal, as vantagens da nova funcionalidade? O cliente toma conhecimento das novas cargas que se forem publicando na Bolsa e que coincidam com o camião que ofereceu. Quando entra uma nova carga, o transportador pode receber essas novidades pela forma mais conveniente para si (alertas para o telemóvel ou e-

Novembro 2010

mail, por exemplo) sem ser necessário estar permanentemente conectado à Wtransnet. A nova modalidade faz com que aumentem as possibilidades de encontrar carga, dado que o seu camião aparecerá nas pesquisas e na opção «Ver todos os camiões», podendo receber as ofertas de carga. O transportador pode também fazer o seu histórico de ofertas, anotar comentários, apenas visíveis pelo próprio ou pelos utilizadores com quem partilha ofertas, juntamente com a informação sobre a contratação do camião (sempre que tenha sido contratado através da Wtransnet). Por último, é uma forma de agilizar o trabalho no departamento de Tráfego, já que as ofertas se podem partilhar entre vários utilizadores, que as poderão modificar, gerir ou apagar. 0 Ana Bela Nogueira


135004 Extra

NEWS

ionalidade snet


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS

TRUCK

Novembro 2010

EM


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

| Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.net

O Numarquês (Núcleo de Motoristas Terras do Marquês), festejou mais um aniversário no passado dia 14 de Novembro, em Pombal. A ocasião foi aproveitada para reunir amigos de profissão, família e simpatizantes, como também serviu para realizar uma concentração de camiões, cada um mais bonito que o outro, juntando um total de 300 pessoas.

POMBAL

Novembro 2010

EVENTS

PARADE


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS Novembro 2010

A Câmara Municipal de Pombal também esteve presente na festa do Numarquês, representada pelo Presidente Narciso Mota e os Vereadores Ana Cristina Gonçalves e Luís Diogo Mateus. O Presidente da Câmara Municipal de Pombal, fez um discurso bastante simpático, enaltecendo a profissão do motorista, «os motoristas quando adquirem uma viatura, compram-na com muito amor e percorrem muitos quilómetros e, a verdade é que nos tempos que correm não é fácil manter as empresas e os postos de trabalho». Em 2008, o Núcleo Terras do Marquês recebeu um presente muito especial que simboliza todo o empenho e dedicação em prol dos motoristas e de Pombal, «o Núcleo de Motoristas Terras do Marquês, com a ajuda da Câmara, passou a ter a sua própria sede. Um espaço que é utilizado sempre que é necessário... O núcleo merece porque sabe estar e tem uma postura de respeito e tolerância e em Pombal quem tem esta postura estará sempre em primeiro lugar. O Concelho de


EVENTS

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Pombal gosta de apoiar todos os que gostam de fazer algo que sirva em prol de Pombal e os motoristas têm feito um bom trabalho». Ao terminar o seu discurso, Narciso Mota, deixou uma frase de gratidão e apreço pelo trabalho que os motorista têm vindo a fazer em prol da região e do país, «Como dizia Fernando Pessoa “vale sempre a pena quando a alma não é pequena” e os motoristas são uma peça importante na nossa sociedade».

Novembro 2010


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

TRANSPORTES NACIONAIS E INTERNACIONAIS Rua Principal - 3420-066 S. Geraldo – Tábua

t +351 235 464 452 Novembro 2010

f +351 235 464 452

101825

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS

BOGAS TRANSPORTES, LDA


Novembro 2010 Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS

142767


Novembro 2010

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS


EVENTS

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

A marcar presença estiveram representantes de outros núcleos de motoristas em actividade no país, nomeadamente o Nucaminho (Núcleo de Camionistas do Minho, de Barcelos), o Numofreita (Núcleo de Motoristas da Serra da Freita, de Arouca) o NMBL (Núcleo dos Motoristas da Beira Litoral, de Ílhavo) e o Núcleo Associativo dos Motoristas do Zêzere e Templários. Depois do majestoso desfile de camiões que animou todos os expectadores, enchendo a vista de cores e luzes, regressou-se ao ponto de partida, o Centro Municipal de Exposições – Expocentro, local onde se consumou a festa com três centenas de pessoas a jantar, terminando com o tradicional corte do bolo de aniversário, atribuição de troféus e sorteio de prémios entre os presentes. 0

Novembro 2010


Novembro 2010

101826

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS


Força com estilo. A NOVA GAMA V8 DA SCANIA.

Desfruta do poder do seu fantástico binário. Desfruta de um estilo que reflecte as tuas ambições e as tuas conquistas. Desfruta de uma incrível poupança de combustível e do prazer de fazer as coisas à tua maneira. Desfruta da vida. Desfruta de cada quilómetro.

A nova gama V8 da Scania oferece quatro brilhantes opções, 500 CV (2.500 Nm), 560 CV (2.700 Nm), 620 CV (3.000 Nm) e o mais poderoso 730 CV (3.500 Nm). Toda a gama exibe um design interior e exterior V8 exclusivo, de série. Brindam uma fiabilidade e productividade extraordinárias com um estilo irresistível.

143907

www.scania.pt

D e d i c a ç ã o Segue-nos no

scania Portugal

To t a l


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

EVENTS A nossa frota, a sua mercadoria... uma parceria de valor!

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

144427

www.transwhite.com

Novembro 2010


Os seus pneus MICHELIN X® ENERGY TM SAVERGREEN permitem economizar mais de 22.100 litros de combustível!* (equipando os seus tractores e semi-reboques)

A SOLUÇÃO LÍDER EM EQUILÍBRIO DE PERFORMANCES. MULTIPLIQUE AS SUAS ECONOMIAS EQUIPANDO A TOTALIDADE DO SEU VEÍCULO! O pneu MICHELIN X® ENERGY™ SAVERGREEN agora também está disponível nas dimensões 315/80R22,5 XZ e 315/80R22,5 XD para os eixos de direcção e de tracção, assim como nas dimensões 385/55R22,5 XT e 385/65R22,5 XT para os reboques e semi-reboques. Graças à nova carcaça ENERGY FLEX reduz-se o consumo de combustível do seu veículo durante as quatro vidas do pneu sem afectar a sua duração. Desta forma, o seu veículo, melhorará em termos de segurança, respeitando o meio ambiente.

Só MICHELIN Durable Technologies consegue este avanço em performances.

144426

*Cálculo baseado numa estimativa de poupança de 0,5 l/100Km para um tractor (315/70R22,5) equipado com pneus MICHELIN X® ENERGY™ SAVERGREEN XF no eixo de direcção e MICHELIN X® ENERGY™ SAVERGREEN XD no eixo de tracção e com um semi-reboque (385/55R22,5) equipado com pneus MICHELIN X® ENERGY™ SAVERGREEN XT em comparação com um tractor (315/70R22,5) equipado com pneus MICHELIN XZA2 ENERGY™ no eixo de direcção e de pneus MICHELIN XDA2+ ENERGY™ no eixo de tracção e com um semi-reboque (385/55R22,5) equipado com pneus MICHELIN XTA2 ENERGY™.


EVENTS

Filial: Z.I.- 9 Rue Condorcet 94430 Chennevieres Sur Marne France

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

144428

Sede: Rua Diogo Leão nº12 - Leão 2420-120 Caranguejeira - Leiria Fax: 244 733 192 Telms: 939 975 460/5

Novembro 2010


144431


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

UM PROJECTO D COM PERNAS PA

| Ana Bela Nogueira ana.bela.nogueira@jornalstrada.net

Decorridos 2 anos após o lançamento da primeira pedra da Aldeia da Solidariedade (a 13 de Setembro de 2008), o Strada voltou novamente às Ferreiras, no Algarve, para visitar «in loco» o desenrolar do projecto. Desde o primeiro momento que o Strada acompanha o desenvolvimento desta obra que foi idealizada pelo Nuclegarve, Núcleo dos Motoristas Terras do Algarve.

3

Novembro 2010

ALDEIA DA SO


OLIDARIEDADE

Novembro 2010

NEWS

DO NUCLEGARVE ARA ANDAR


central da Administração (acoplado a um outro destinado a actividades culturais e de recreio, com restaurantes e lojas, uma zona cultural que terá uma sala de festas no piso inferior e um pequeno auditório e uma biblioteca no piso superior). Inclui também uma creche com capacidade total para 74 bébes e crianças, jardim de infância para 75 crianças, centro de dia e lar para 145 idosos, com 56 quartos para pessoas acamadas, salas de formação, centro

Novembro 2010

de actividades e tempos livres, ginásio e health center, padaria, cabeleireiro, horta biológica, oficinas de aprendizagem, cozinha (que vai alimentar toda a Aldeia), armazém de stock, escritórios, sala de reuniões, minimercado e fórum. Todos estes espaços estão situados no mesmo local, numa dinâmica envolvente e saúdavel para utentes e frequentadores. A obra está estimada num investimento total entre 10 a 15 milhões de Euros, sendo que já foram gastos cerca de 700.000 Euros. Como tudo começou... O sonho da Aldeia da Solidariedade surgiu em Setembro de 2002, quando o actual Presidente da Direcção do Nuclegarve, Paulo Almeida, idealizou construir uma Aldeia com vista a ajudar todos aqueles que vivem em situação precária. Paulo Almeida, lembrou brevemente como tudo teve início «começámos por arranjar o terreno que a Câmara comprou, depois, juntamente com a Câmara, preparámos tudo para iniciar a sua construção. Neste momento, o projecto está feito e aprovado pela Câmara Municipal, pela Segurança Social e pela Direcção Regional do Educação do Algarve». A Aldeia da Solidariedade tem vindo a ser desenvolvida por fa-

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

A Aldeia da Solidariedade é um projecto com uma fortíssima vertente social. O equipamento tem cerca de 27.500 m2, está situado junto à Escola E.B.1 de Fontainhas, nas Ferreiras e destina-se a qualquer pessoa em situação de carência e pobreza. A obra recebe o financiamento da Câmara Municipal de Albufeira, da Segurança Social, apoio do Nuclegarve (conta já com 1216 associados) e donativos vários. O projecto inclui um edifício

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

NEWS

3


Novembro 2010

NEWS

O NUCLEGARVE – Núcleo dos Motoristas Terras do Algarve é uma associação sem fins lucrativos, com 1216 sócios, que pretende proporcionar através dos seus sócios, um futuro condigno à 3ª idade. A promoção do bem-estar e cuidados gerais para com o idoso será centrada nas instalações que o Nuclegarve está a construir na freguesia de Ferreiras, «a Aldeia da Solidariedade» que funcionará como Centro de Dia, Lar de acolhimento e serviços de apoio domiciliário. Aos idosos serão proporcionadas actividades sociais e recreativas, culturais e desportivas contribuindo para uma melhoria da sua qualidade de vida. 0

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

«VII Concentração, Exposição e Desfile de Camiões» No âmbito do projecto social do Nuclegarve que visa a angariação de fundos para a constru-

ção da Aldeia da Solidariedade, o núcleo realizou em Setembro a sua festa anual, a «VII Concentração, Exposição e Desfile de Camiões», um convívio habitual entre os associados, especialmente dedicado aos motoristas profissionais da região. Este ano, o encontro reuniu cerca de 70 camiões que articularam num bonito desfile de sons, luzes e cores. Um dia de convívio entre família e amigos que não só celebraram mais um encontro de associados como ajudaram a Aldeia da Solidariedade. 0

Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

ses, já que esteve vários meses em stand-by, por causa da crise, por falta de verbas e também devido a burocracias relativas a candidaturas. Agora que foram retomadas as obras, a Segurança Social já adiantou o mês de Dezembro de 2013 como a data de conclusão da 1ª fase da obra.


Giancarlo Terrassan - Jornal Strada

Strada Truck #078  

Strada Truck #078 2010-11-30

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you