Issuu on Google+

Caderno E

Saúde MANAUS, DOMINGO, 1º DE ABRIL DE 2012

e bem-estar

saudeebemestar@emtempo.com.br

(92) 3090-1017

Baby blues

Prepare-se para subir ao altar Saúde e bem-estar E4 e E5

FOTOS: DIVULGAÇÃO/STCK

A depressão pós-parto é uma doença biológica que atinge de 10% a 20% das mulheres nos primeiros meses de vida do bebê e é incapacitante ALITA MENEZES Equipe EM TEMPO

S

ão nove meses de espera, nesse período não só o corpo da mãe se modifica, mas também seus hábitos de vida e a rotina de toda família, tudo para que a hora da chegada do bebê seja perfeita. Mas, o que fazer quando os sentimentos de amor e felicidade cedem lugar à tristeza, ao desânimo e até à raiva? Discriminadas pela sociedade e frustradas pela incapacidade de proteger os próprios filhos as mulheres que sofrem com a depressão pós-parto, na maioria dos casos, nem sabem que estão com a doença. O principal sintoma é a falta de apego pela criança e, apesar da causa biológica relacionada à variação hormonal que acontece durante e após a gravidez, a também chamada “baby blues” afeta muito mais o lado psicológico que o organismo da mulher. “É um diagnóstico muito difícil e tanto os entes queridos como os profissionais envolvidos nos primeiros meses de vida da criança devem estar atentos aos pequenos sinais de tristeza e falta de ânimo da mãe”, alerta o psicólogo Eduardo Honorato. Ele explica que os casos de DPP necessitam de tratamento interdisciplinar, realizado em parceria com um ginecologista, endocrinologista, psiquiatra e psicólogo. Para o doutor Honorato, obstetras e pediatras deveriam assumir um papel social mais significativo durante as consultas, uma vez que desde o pré-natal até os primeiros atendimentos ao recém-nascido a atenção fica restrita

somente à saúde física dos pacientes. “O ideal seria que se avaliasse também o lado emocional, vilão em uma série de quadros clínicos”, defende. O especialista comenta que a gestação gera uma expectativa um tanto quanto fantasiada porque grande parte da população vislumbra um momento mágico e perfeito, esquecendo-se das dificuldades que uma gestante enfrenta, como enjoos, limitações físicas, insônias e uma série de outros fatores que podem causar variações no humor. “Não são as variações no humor durante a gravidez que

REJEIÇÃO

A mãe com depressão pós-parto precisa entender que não foi ela quem causou o sentimento de rejeição pelo bebê e que o sentimento é resultado de uma doença que deve ser tratada urgentemente

desencadeiam a baby blues, mas todo problema emocional ocorrido durante os nove meses de gestação são importantes durante a terapia de tratamento”, destaca. É o psiquiatra quem tratará com medicamentos a depressão, uma vez que a doença é de cunho biológico, ficando o psicólogo responsável por tratar as sequelas emocionais da paciente. A mãe com depressão pósparto precisa entender que não foi ela quem causou o sentimento de rejeição pelo bebê e que o sentimento é resultado de uma doença.

Mulheres que sofrem com depressão pós-parto frequentemente se sentem culpadas pelos sentimentos que passam a sentir

Marcas da DPP extrema Se não diagnosticada logo na primeira fase a depressão pós-parto pode evoluir para graus mais severos de extrema rejeição pelo bebê e irritabilidade com as tarefas maternas. “Nesse último estágio da baby blues a mãe chega a agredir o recém-nascido e até matálo. Não dificilmente assistimos notícias sobre mães que abandonam seu bebê, jogam no lixo ou pela janela de seus apartamentos”, reflete o psicólogo. Independente do grau da doença, sempre, após o tratamento, restam as marcas sentimentais da DPP. “A culpa de uma mãe que rejeita o próprio filho é muito grande, tanto pelo seu sentimento de fracasso como pela pressão social”, analisa o doutor Eduardo. Ele garante que a total recuperação é Quando não diagnosticada logo a doença pode piorar

possível, mas que esse é um processo longo e que requer o apoio de toda a família da paciente. Eduardo Honorato explica que existe um instrumento, que brevemente deve ser validado também no Brasil, chamado de Escala de Depressão Pós-Natal de Edimburgo. É uma escala autoaplicável, composta por dez itens, divididos em quatro graduações, que vão de zero a três. “Esse mecanismo tem uma aplicação bem rápida e fácil, medindo a presença e intensidade de sintomas depressivos nos últimos sete dias”, diz. Não há a necessidade que a escala seja aplicada somente por médicos, podendo também ser utilizada por enfermeiros e demais profissionais da saúde envolvidos no atendimento à mãe e ao bebê. O pai pode ser uma figura de grande apoio na recuperação


E2

Saúde

e bem-estar

MANAUS, DOMINGO, 1º DE ABRIL DE 2012

Humberto Figliuolo

DICAS DE SAÚDE

hfigliuolo@hotmail.com.br

Respeite o ritmo do organismo Estudos feitos na Universidade do Texas, Estados Unidos, sugerem uma preocupante conclusão: pessoas que tem uma rotina de trabalho tediosa e mecânica correm o risco maior de adquirir problemas de saúde, ou até dez anos depois da aposentadoria. Mesmos em comparação com outros fatores consideráveis de risco como estresse, tabaco, álcool, drogas, o índice apontado pela pesquisa, apareceu com grande significância. A saída aparente do problema seria a criação de um ambiente de trabalho menos mecânico. Gostar do que se faz é também, um ótimo jeito para fugir desse fantasma que vem assombrando o mundo todo nesses tempos de automação. A cada dia que passa, a pesquisa cientifica comprova a eficiência do condicionamento físico na prevenção de doenças de alto risco, como obesidade, problemas cardiorrespiratórios, hipertensão arterial e diabetes, entre outros. Fuja da vida sedentária para seu bem estar. Mexa-se. Essa receita preventiva está sendo cada vez mais usada, como importante fator de

reforço no tratamento de inúmeras patologias. Quem optar pela pratica de esportes, com moderação, além da grande sensação de bem-estar, conseguirá, ainda, um ponto de equilíbrio entre a mente e o corpo. Não é difícil perceber quando o organismo está enferrujado. Basta um esforço um pouco maior, como uma comidinha ou a subida rápida de alguns lances de escada e pronto: o coração dispara. É que, para acionar os músculos, precisamos de oxigênio e vamos buscá-lo na circulação sanguínea. Quem comanda todo o sistema é o coração. O condicionamento físico fortalece esse órgão e com isso, ele vai precisar bater menos vezes, para enviar a mesma quantidade de oxigênio. As pessoas sedentárias, obesas ou estressadas perdem a capacidade de vasodilatação. Por essa razão mesmo as pequenas tarefas do dia a dia, se tornam difíceis, pois aumentam a pressão arterial. Cuidado com o estresse Na verdade são inúmeros os

benefícios trazidos pelo condicionamento físico. O estresse, o tédio e a depressão diminuem, resultando em alivio direto da tensão diária. O sono é o mais reparador. O apetite se tornar mais controlável e o sistema digestivo funcionam melhor. As articulações ficam mais flexíveis, o número de calorias queimadas aumenta numa taxa de 15%, por até seis horas, após a atividade. Simples não é? Mas, mesmo assim pelo menos 60% ou mais da população mundial esquece de fazer a lição de casa. Sim, é isso mesmo os sedentários ainda são a grande maioria em nosso planeta. Antes de iniciar qualquer atividade, faça uma avaliação detalhada. Pode ser um exame médico ou as pontuações realizadas pelas academias de ginásticas. Seja qual for a atividade escolhida, corrida, subida de escada, natação, ciclismo ou outro qualquer, vale a pena ter em mente, que agindo sempre dessa forma, estaremos melhorando nossa qualidade de vida, mas também aumentando a longevidade.

Humberto Figliuolo Farmacêutico

A cada dia que passa, a pesquisa cientifica comprova a eficiência do condicionamento físico na prevenção de doenças de alto risco, como obesidade”.

Frutas cítricas podem reduzir risco de AVC Comer frutas cítricas, como laranja, é uma boa aposta para as mulheres. De acordo com uma pesquisa da Universidade de East Anglia, na Inglaterra, essas iguarias reduzem o risco de acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. Os dados são do site Female First. Uma pesquisa analisou o risco da doença e o consumo de frutas e legumes que contêm flavonóides, compostos antioxidantes que são antinflamatórios e melhoram a função dos vasos sanguíneos. Constatou-se que os flavonóides encontrados em frutas cítricas, as flavanonas, conferem maior proteção contra o problema. Os especialistas acreditam que os benefícios também podem ser aplicados aos homens.

João Bosco Botelho joaoboscobotelho@gmail.com

Medicina de Hipócrates Hipócrates , segundo Sorano de Éfeso, nasceu na ilha de Cós, em 460 a. C. Filho do médico Héraclides, aprendeu os segredos da prática médica com o pai e nas viagens à Tessália, Trácia, Líbia e o Egito. O sucesso da Escola de Medicina de Cós, onde Hipócrates e seus seguidores estruturaram as bases da medicina grega, responsável pela primeira teoria para explicar a saúde e a doença “a teoria dos Quatro Humores”. Ela representa sob a construção do filósofo francês Gastón Bachelar, o primeiro corte epistemológico da medicina. Nessa fase, no século 4 a.C., práticas médicas iniciaram o processo de separação das crenças e ideias religiosas. A cura deixou de ser um atributo exclusivo dos deuses protetores ou vingadores para ser explicada pela medicina, onde era possível e preferível que o homem agisse sobre o outro homem doente, para lutar contra as doenças. Dessa forma, é possível estabelecer quatro conceitos estruturantes na medicina hipocrática: - Conhecer o corpo humano e o ambiente: só é possível entender a saúde e a doença se o homem for estudado em conjunto com

o ambiente onde vive; - A doença seria consequência de agressão ao equilíbrio do corpo: as causas e as consequências das doenças devem ser entendidas em conjunto com as reações naturais do corpo frente à agressão; - A saúde seria obtida por meio do equilíbrio entre os Quatro Humores (sangue, fleuma, bile amarela e bile negra) que correspondem aos Quatro Elementos de Empédocles (água, terra, ar e fogo). As propostas terapêuticas, também idealizados em torno da teoria dos Quatro Humores, comportavam orientações diferentes às doenças agudas e crônicas, e nasceram como conseqUência natural dessa fiel organização do exame clínico. Ofereciam cinco vertentes que poderiam ou não ser utilizadas simultaneamente: - Regime alimentar: plena de regras na quantidade e qualidade dos alimentos; - Fármacos: compreendiam remédios tanto de origem mineral quanto de vegetais; - Cirurgia: procedimentos cirúrgicos foram descritos com muita precisão, entre outros: excisão de tumores, abscessos, fístulas anais e hemorróidas.

- O reequilíbrio dos humores seria obtida por meio das sangrias, vomitórios, cataplasmas, diurese forçada, diarréia e sudorese. Esses conceitos hipocráticos continham tanta coerência, especialmente o cuidado permanente com os doentes procurando sempre a cura, atravessaram como dogmas quase 20 séculos e chegaram à Coroa portuguesa. durante os vinte e três dias de febre e convulsão que antecederam a morte da princesa Paula Mariana, filha do primeiro imperador do Brasil. Ela foi submetida à chupada de quarenta sanguessugas, onze vesicatórios, oito cataplasmas e sete clisteres, prescritos pelos dez médicos da corte, que se revezavam à cabeceira real. É claro que os conceitos da teoria dos Quatro Humores foram substituídos, mas mesmo com toda a tecnologia que ampara as práticas médicas no século 21, o conceito fundamental da medicina hipocrática – jamais submeter o doente a qualquer ato capaz de provocar malefício – continua atual e indispensável para que os médicos exerçam com dignidade e competência a medicina.

Chá de alecrim diminui a ansiedade e a fome

João Bosco Botelho Doutor Honoris Causa na França

No século 4 a.C. a cura deixou de ser um atributo exclusivo dos deuses protetores ou vingadores para ser explicada pela medicina”.

Um dos chás para o emagrecimento é o de alecrim, também usado para tirar a ansiedade. Composto também por ervas como garcínia e hibiscus, o chá sacia e relaxa, é indicado para pessoas muito agitadas e que descontam as emoções na comida. E acredite: em sete dias tomando esse chá você já começa sentir os resultados na redução de peso. Os pacientes que ingerem o chá diariamente relatam que sentem uma diminuição dos picos de ansiedade. Eles se sentem mais tranquilos quando chegam as refeições, comem menos e assim emagrecem. O indicado é ingeri-lo sem açúcar ou então com adoçante. Outra dica é colocar sachês de chá de sua preferência na fervura, como chá de maçã, canela ou frutas silvestres, caso você não goste do sabor.

Expediente Editora Vera Lima weralima@yahoo.com.br

Diagramação Marcelo Robert

Repórteres Alita Menezes Camila Henriques

Revisão Antônio Fonseca www.emtempo.com.br


Saúde

MANAUS, DOMINGO, 1º DE ABRIL DE 2012

e bem-estar

E3

Todo mundo tem preguiça Tem dias que a vontade é de ficar na cama e não fazer absolutamente nada. Não se espante, essa sensação de moleza e de inércia acomete muita gente e só vira um problema quando ela se repete com muita frequência DIVULGAÇÃO/STCK

CAMILA HENRIQUES Equipe EM TEMPO

Q

uem nunca acordou cedo, olhou para o despertador e resolveu dormir mais cinco minutinhos? E aqueles que sempre deixam tudo para a última hora e acabam se atrapalhando completamente? Se a pressa é inimiga da perfeição, a preguiça é o algoz do ser humano. Considerada por muitos “sintomas” de irresponsabilidade ou negligência, ela acomete uma boa parte da população mundial e, se não controlada, pode prejudicar o indivíduo em várias áreas da sua vida. Porém, essa interpretação que o senso comum dá à preguiça não é compartilhada pela psicologia. “Ela indica uma ponte entre a falta total de disposição e um sentido maior de motivação. A preguiça promove a inércia, que pode desencadear obesidade, alterações cardíacas, hipertensão etc”, enumera a psicóloga Sílvia Chíxaro. De acordo com ela, não existe um estudo que aponte algum tipo de predisposição genética para a preguiça. “Em todo caso, nunca é demais lembrar a lição perpétua de Freud, de que nenhum fenômeno psíquico tem uma explicação única!”, completa.

Não é doença Uma “batalha entre o indivíduo e a inércia”, nas palavras da psicóloga, a preguiça é estudada por muitos profissionais como uma doença. A pessoa se torna improdutiva e apresenta um padrão comportamental auto sabotador, já que pode haver uma inibição das respostas emocionais positivas. Autoestima Há uma relação entre a preguiça e a falta de autoestima e de motivação. Se o indivíduo não tem metas a alcançar ou um objetivo a atingir, ele fica desestimulado. “Preguiça demais impede o desejo de saber, o prazer de aprender, não há esforço para pensar, rir, trabalhar ou qualquer outra forma de produtividade. Em alguns indivíduos, ela é responsável por mascarar conflitos internos como a insegurança e o medo”, explica Sílvia. Muitos “preguiçosos” usam a desculpa do sono e da necessidade de relaxar, mas a psicóloga afirma que são coisas completamente diferentes. “O sono e o relaxamento combatem a tensão e o cansaço natural. A preguiça costuma fugir do trabalho e procrastinar obrigações, sem promover energia”, distingue.

Coisa de Mulher weralima@yahoo.com.br

Dicas práticas para ‘despertar’ - Organizar os pensamentos; - Estabelecer uma rotina programada de exercícios físicos; - Determinar um prazo curto para começar uma tarefa; - Visualizar os benefícios da atividade em vez de focar só as dificuldades de execução; - Estabelecer gratificações pelo cumprimento da tarefa e encontrar parceiros dispostos a desenvolvê-las juntos - Administrar essas atividades registrando a frequência da sua produtividade e registrar a reação às mudanças;; - Lembrar-se que nunca é demais perguntar: “como está a minha motivação? como está a minha confiança”; - Não se esquecer de uma boa noite de sono e alimentação adequada. Muita gente usa a desculpa do sono e da necessidade de relaxar, mas preguiça é diferente

Vera Lima

Para fazer antes de morrer Uma enfermeira australiana lançou um livro com uma lista de cinco principais arrependimentos de pessoas que estão prestes a morrer. Bronnie Ware, que é especialista em cuidados paliativos e doentes terminais, afirma que reuniu em seu livro “confissões honestas e francas de pessoas em seus leitos de morte”, confissões que, segundo ela, mudaram sua vida. Ela afirma, ainda, que encontrou uma lista de arrependimentos muito grande, o que significa dizer que as pessoas muitas vezes passam pela vida sem fazer aquilo que desejam, seja por medo, comodismo, ou falta de oportunidades. Segundo a enfermeira, o principal arrependimento de muitas pessoas é o de não ter tido a coragem de fazer o que realmente queriam e sim o que os outros esperavam que fizessem. Traduzindo em miúdos, muitas vezes deixamos de realizar os nossos desejos para fazer a vontade dos outros. Muitas vezes esse comportamento é ditado por regras sociais que impõem comportamentos alheios à nossa vontade e que seguimos à risca com medo de críticas e rejeições. O livro de Ware, intitulado The Top Five Regrets of the Dying - A Life Transformed by the Dearly Departing (“Os Cinco Maiores Arrependimentos à Beira da Morte”, em tradução livre) relata as experiências da autora durante anos de trabalho em cuidados de doentes terminais. No livro, outros desejos foram enumerados pelos pacientes de Ware, como o ter

dito aquilo que desejavam na hora certa para as pessoas certas. Expressar sentimentos nem sempre é fácil para muitas pessoas, algumas se sentem tolhidas por bloqueios que impedem a expressão do amor, da ternura, da tolerância e compreensão. Um fato curioso no livro é que a maioria das pessoas se arrependia não do que tinha feito, mas do que tinha deixado de fazer. É como se tivessem deixado as oportunidades deslizar entre os dedos e só percebessem a importância do tempo como dádiva divina quando ele estava se extinguindo. Na verdade, eu até pensei em brincar com o assunto, mas mudei de ideia no decorrer do texto. A vida é coisa séria no sentido de que não deve ser desperdiçada. Oportunidades perdidas nem sempre voltam e o tempo, esse nunca retorna. Quantas vezes deixamos passar a oportunidade de dar um abraço gostoso em alguém que amamos, de dizer do nosso sentimento, de fazer um agrado e sentar para ouvir o outro apenas porque estamos ocupados demais, com

pressa, como se tivéssemos todo o tempo do mundo ao nosso dispor. Não é bem assim, a vida é uma caixinha de surpresas e nunca sabemos como será o dia de amanhã, ou se haverá o dia de amanhã para fazermos aquilo que poderíamos ter feito hoje. Por isso, se você pode, faça agora a lista de dez coisas que você precisa fazer antes de morrer. Eu já fiz a minha. E a primeira coisa que vou providenciar é dizer as pessoas importantes na minha vida que elas são peças fundamentais na minha história. Outras coisas poderiam entrar nessa lista como viajar mais, namorar muito, passear bastante, rir mais, abraçar amigos e familiares e deixar de me preocupar com coisas pequenas do dia a dia que, pensando bem, nem são importantes.


E4

Saúde

e bem-estar

Quando ma

A partir de hoje, e até o último final de semana de abril, o Saúde e bem-estar trará reportagens que irão ajudar as noivas a cuidar do corpo e da beleza ALITA MENEZES Equipe EM TEMPO

M

aio é o tradicional mês das noivas e muitas mulheres planejam para subir ao altar durante esse período. E, a contagem regressiva já começou, faltam pouco mais que 30 dias para organizar os detalhes da cerimônia, da festa para os convidados e ainda estar com o corpo em forma para a prova final do vestido. Haja disposição! Com dicas simples de alimentação, exercícios físicos, cuidados com a pele do rosto, entre outras soluções práticas de beleza, o caderno Saúde e bem-estar publicará edições especiais para ajudar as noivas durante o mês que antecede uma das datas mais especiais para vida de uma mulher. A começar por uma dieta equilibrada. “Mudar drasticamente a alimentação não será a solução para perder aqueles quilinhos extras que teimam em salientar no vestido”, é o que alerta a nutricionista Cristiane Burgos, especialista em obesidade e emagrecimento. Ela explica que limitar as refeições e, consequentemente, os nutrientes essenciais para o corpo se torna uma opção perigosa para aquelas que querem entrar em forma rapidamente. Diminuição da imunidade, cansaço excessivo, dores de cabeça, entre outros problemas podem resultar da falta de nutrientes no organismo, até mesmo a obesidade, uma vez que após o período de restrição alimentar a pessoa tende a comer mais descontroladamente. “A melhor alternativa para perder peso sem por em risco a saúde é fazendo pequenas alterações no há-

bito alimentar, tornando-as efetivas para a vida toda”, completa a nutricionista. Cristiane diz que quanto mais cedo a noiva procurar por um profissional de nutrição melhor será o resultado, mas que em todo caso, uma ótima maneira para começar a ter uma alimentação mais saudável e que, sem dúvida, também ajudará na redução da silhueta, é procurar substituir alguns alimentos ou preparações inadequadas, como frituras e alimentos gordurosos, por alimentos mais nutritivos e menos calóricos, como por exemplo, substituir

“Mudar drasticamente a alimentação não será a solução para perder aqueles quilinhos extras que teimam em aparecer Cristiane Burgos, nutricionista

o leite integral pelo desnatado ou queijo prato pelo minas. “A palavra para a alimentação da noiva é equilíbrio, alimentos saudáveis são essenciais para essa fase pré-matrimônio, pois fornecem nutrientes importantes para a saúde, amenizam os efeitos do estresse e ainda ajudam a controlar o peso”, afirma a profissional de nutrição. Vale lembrar que além de uma alimentação equilibrada as noivas precisam beber, em média, dois litros de água por dia e praticar exercícios físicos regulares para que os objetivos pretendidos sejam alcançados. FOTOS: DIVULGAÇÃO/STCK

De olho nas medidas, as noivas devem evitar os exageros


aio chegar

MANAUS, DOMINGO, 1º DE ABRIL DE 2012

E5

Dietas ietas milagrosas A especialista da academia feminina Em Forma, Cristiane Burgos, chama a atenção, ainda, para as dietas que prometem milagres como o emagrecimento rápido. A dieta do chá é uma dessas. “Os chás têm efeito diurético e desintoxicante com a eliminação de impurezas e toxinas por meio da urina, porém não são uma dieta de emagrecimento porque não eliminam gordura e sim água, além de não poder ser por mais de um ou dois dias”. Outro sucesso entre as mulheres é a dieta do carboidrato, que diminui bruscamente o consumo de carboidrato durante o dia e elimina por completo à noite. “Ingerir carboidratos à noite não engorda e os carboidratos são os nutrientes

que devem estar presentes em nossa alimentação em maior quantidade”, rebate a nutricionista. Segundo Cristiane, o correto seria fazer pequenas refeições de três em três horas e optar por uma variedade de alimentos, evitando grandes quantidades no final do dia, já que nesse período o metabolismo diminui devido à redução das atividades diárias e ao período de sono. “Existem três nutrientes que são essenciais para o nosso organismo, são eles: carboidratos, proteínas e lipídios. A exclusão ou simplesmente a restrição de algum deles acarretará em problemas para a saúde”, finaliza.

Cardápio para quem quer perder peso Café da manhã: Opção 1: Uma banana com uma colher (sopa) de aveia em flocos grossos + café com leite desnatado e adoçante ou suco natural + pão integral com uma fatia de queijo minas. Opção 2: Uma fatia de mamão papaia com cereal + um iogurte light ou café com leite desnatado + biscoito integral (5 unid.). Opção 3: Uma fatia de melão + café com leite desnatado e adoçante ou suco natural + pão integral com requeijão light. Lanche: Opção 1: Uma maçã ou uma goiaba. Opção 2: Três torradas integrais. Opção 3: Uma barra de cereal.

Seguindo uma dieta equilibrada é possível reduzir o peso

Almoço: Opção 1: Um prato (sobremesa) de salada de cenoura e beterraba raladas + três colheres (sopa) de arroz integral + uma concha de feijão + um pedaço grande de carne assada + um copo de suco natural + uma taça de gelatina. Opção 2: Um prato (sobremesa) de salada de alface, tomate e pepino + duas colheres de macarrão com molho de tomate + um filé de peito de frango grelhado + um copo de suco natural + duas fatias de abacaxi. Opção 3: Um prato (sobre-

mesa) de salada de ervilha, cenoura e beterraba + um filé médio de carne grelhada + três colheres de arroz integral + duas colheres de purê de batata + um copo de suco natural + um pedaço pequeno de chocolate amargo. Lanche da tarde: Opção 1: Seis uvas + duas torradas integrais com requeijão light. Opção 2: Uma pêra ou uma maçã + um iogurte light com uma colher de aveia em flocos grossos. Opção 3: Meia manga ou uma banana amassada. Jantar: Opção 1: Um prato (sobremesa) de sopa de carne com legumes + um copo de suco natural. Opção 2: Um filé médio de peixe grelhado + uma xícara (chá) de grão-de-bico cozida com lentilha + um copo de suco natural. Opção 3: Um filé grande de carne assada + duas colheres (sopa) de arroz integral + um copo de suco natural. Ceia: Opção 1: Um copo de leite desnatado. Opção 2: Um iogurte light. Opção 3: Um copo de suco natural. * Criada pela nutricionista Cristiane Burgos Nogueira –CRN 4039


E6

Saúde

e bem-estar

MANAUS, DOMINGO, 1º DE ABRIL DE 2012

As patologias do joelho Quem sofre com problemas nos joelhos deve ter atenção redobrada com alguns exercícios que podem trazer lesões sérias. Determinadas atividades também não são recomendadas, como andar de bicicleta e até caminhadas longas FOTOS: DIVULGAÇÃO/STCK

CAMILA HENRIQUES Equipe EM TEMPO

E

les aguentam o impacto do corpo durante muitos anos, e não é de se surpreender que, com o tempo, comecem a reclamar. Os joelhos são motivo de queixa da maioria dos atletas que encerram as suas carreiras precocemente e até mesmo de pessoas que nunca praticaram nenhuma atividade física na vida. As patologias do joelho são muitas, e, por isso, foram divididas em dois grupos: as traumáticas e as adquiridas. Enquanto no primeiro podem ser citadas as fraturas articulares, lesões nos ligamentos e meniscos, nas adquiridas se encaixam problemas como as tendinites, condropatias patelares e artroses. “As inúmeras lesões do joelho apresentam sintomas e características particulares em cada caso, que podem ser desde dores relacionadas ou não aos esforços, bloqueio articular, falseio (ou falha do joelho) até a perda da mobilidade e da função articular”, exemplifica o ortopedista e especialista em cirurgia do joelho Adelino Jean Ramos. Algumas pessoas reclamam de dores noturnas nessa região. De acordo com o ortopedista, são mais

notadas por aparecerem no horário de repouso, especialmente em lesões por sobrecarga articular. Quando o problema no joelho não necessita de correção por cirurgia, o médico dá orientações ao paciente a fim de aumentar a proteção global naquela área e diminuir os fatores causadores de sintomas ou lesões. Já nos casos cirúrgicos, o tratamento é mais delicado. “A cirurgia de joelho teve uma grande evolução nas últimas décadas, com um aumento significativo na resolução dos problemas nessa região. Hoje em dia, existem desde as artroscopias, que são menos agressivas e invasivas, até as próteses, que substituem a articulação desgastada do joelho por componentes metálicos e polietileno de alta resistência”, explica Ramos. Ao final do processo cirúrgico, o paciente começa um tratamento de reabilitação com fisioterapia. Uma das principais dúvidas é saber se a prática de atividades físicas será liberada pelo médico. “As cirurgias do joelho têm como objetivo deixar a função articular o mais próximo possível daquela que o paciente apresentava antes da lesão , e o joelho saudável e funcionalmente estável, apto para a prática de exercícios”, completa Ramos.

Quando o paciente precisa de cirurgia, ele deve dar sequência ao tratamento com sessões de fisioterapia para ficar bem

Medidas certas evitam lesões irreversíveis Quem sofre com dores no joelho deve ter atenção e não exagerar em atividades que sobrecarreguem o local, como andar de bicicleta e subir e descer escadas. Esses esforços podem aumentar os sintomas e agravar as lesões já existentes. Em algumas doenças em fase avançada

até as caminhadas podem ser restringidas. O joelho é uma articulação de peso e a maior do corpo, e possui um grande risco em suas lesões, geralmente de caráter progressivo. “Os problemas do joelho não são exclusivos de quem pratica atividades físicas. Pessoas

sedentárias tendem a ter um desequilíbrio das estruturas que sustentam a articulação do joelho, por fraqueza muscular ”, explica o especialista Adelino Ramos. Alguns atletas, ao fim de suas carreiras, reclamam de dores no local. Para o médico, esse desgaste é normal.

“Esses profissionais utilizam o limite de sobrecarga do corpo, apresentando no fim de carreira lesões degenerativas irreversíveis (artrose), e, assim, vão necessitar de acompanhamento constante para controle de sintomas e em casos mais extremos, cirurgias”, finaliza.

Algumas medidas caseiras como compressas podem ajudar

Personal Fitness Club Samanta Almeida – Fisioterapeuta DIVULGAÇÃO/STCK

Quando a celulite vira pesadelo A celulite é uma afecção benigna, que afeta principalmente as mulheres. Ela é caracterizada pelo aparecimento de ondulações na pele, causando um aspecto de “casca de laranja”. Isso ocorre devido o aumento do tecido gorduroso sob a pele, acarretando em alterações da microcirculação e consequente aumento do tecido fibroso. É um problema estético provocado por diversas causas que atuam em conjunto.

A celulite tem tratamento, dependendo do grau apresentado

As principais causas são: - má circulação sanguínea; - sedentarismo e fumo; - prisão de ventre - aumenta o volume intestinal, dificultando o retorno do sangue; - obesidade; - disfunção hormonal; - pílula anticoncepcional; - herança genética; - alimentação errada - dieta rica em gorduras e carboidratos (massas, doces, pães) não causa diretamente a celulite, mas aumenta o peso e acúmu-

lo de gordura localizada. A celulite se apresenta em quatro estágios de evolução. •primeiro grau - quando aperta aparecem “furos”. • segundo grau - quando alguma região do corpo está mais fria, como coxa ou bumbum. Há irregularidades na pele (nódulos) quando pressionada. • terceiro grau - quando os “furos” da celulite são visíveis, mesmo sem beliscar. • quarto grau - além dos furos visíveis há depressões na pele e dor na área comprometida. Em todos os estágios é importante manter hábitos saudáveis de vida: •atividade física (natação, caminhada, bicicleta e outros, por 40 minutos 3 a 4 vezes por semana). • alimentação equilibrada (rica em fibras, pobre em doces, massas e gorduras e beber no mínimo 2 litros de água por dia). • com essas informações fica claro que quanto mais

cedo iniciar um tratamento estético melhor é o resultado do tratamento da celulite. Tratamento: O tratamento da celulite irá variar de acordo com o grau de celulite que o paciente apresentar: Celulite graus 1, 2 e 3 •Avaliação nutricional, corrigindo erros alimentares e se necessário dieta hipocalórica para emagrecimento. • Cremes anticelulite - atuam na melhora do ressecamento da pele e favorecem a massagem manual.. •drenagem linfática - massagem leve e relaxante, feita manualmente, que drena as toxinas do corpo e elimina o excesso de líquido. É muito eficaz nos primeiros est��gios da celulite. Os resultados são ainda melhores se associados a outros procedimentos. • massagem redutora - essa massagem consiste em movimentos rítmicos, vigorosos e com maior pressão. Dentre as manobras utilizadas estão

movimentos de amassamento, pinçamento, deslizamento e torcedura, ocorrendo um aumento na circulação sanguínea e modelagem corporal. • ultrassom - ajuda a dissolver os nódulos de fibrose da celulite. • corrente-russa - estimula a contração do músculo, melhorando a flacidez. É um excelente tratamento coadjuvante da celulite. Celulite grau 4 •Em casos avançados podese realizar lipoaspiração.

SERVIÇO O SEU ENDEREÇO DE SAÚDE E BOA FORMA Onde: Academia Personal Fitness Club rua Acre, 66 – Vieiralves. Informações: 3584-0317 3584-2115


Saúde

MANAUS, DOMINGO, 1º DE ABRIL DE 2012

e bem-estar

E7

O seu treino sob medida Com exercícios adequados praticados pelo menos três vezes por semana é possível conseguir os resultados desejados e eliminar aquela flacidez que incomoda. Se o objetivo é ganhar massa muscular, vá com calma e muita persistência

A

busca pela boa forma física é uma constante em quem frequenta academia. Emagrecer, ganhar formas definidas ou aumentar a massa muscular enquanto queima gordura é o mantra da maioria dos frequentadores. Mas as dúvidas sempre surgem quanto ao que fazer na hora de malhar, como fazer os exercícios de maneira correta e quando trocar de aparelhos ou de exercício para obter os melhores resultados. O problema, na maioria das vezes, é a propaganda enganosa ou exagerada que cerca o mundo da boa forma. Muitas revistas propagandeiam ganhos e dicas milagrosas com resultados incríveis em ganho de massa magra em pouco tempo. Segundo a personal trainer Carol Corrêa, da academia Atala, hoje em dia homens e mulheres procuram aumentar a massa muscular por uma questão de estética, saúde e bem-estar, mas ela adverte que um treino de musculação não é como uma receita de bolo, que serve para todo mundo. “Cada pessoa tem um tipo físico, condicionamento e objetivos diferentes, sendo assim,

FOTOS: DIVULGAÇÃO

os treinos devem ser personalizados e não se deve treinar aleatoriamente, é preciso seguir uma rotina”, explica. Para Carol, o grande sucesso da musculação é justamente por ser um esporte capaz de transformar as gorduras em massa muscular magra, modificando o corpo, delineando as formas e também garantindo a funcionalidade do corpo humano, por meio de exercícios de mão, desde alongamentos até o levantamento de pesos, passando por várias fases e ciclos diferentes, evitando lesões e garantindo um ganho seguro e consistente de massa muscular. “Quando o objetivo é ganhar massa muscular, o importante é começar treinando os grandes músculos (peitorais, abdominais, pernas, costas...) e depois passar a exercitar os músculos menores como bíceps e tríceps”, diz. No treino montado por Carol com a colaboração de Liliane Soares Moreno, aluna da academia, vemos uma sequência que deve ser seguida de acordo com a capacidade do aluno. A personal acrescenta, que todos os exercícios devem ser feitos com muita concentração para dar bom resultado. DIVULGAÇÃO/STCK

Dica da personal trainer “O treino de força é o mais adequado levando em consideração a sobrecarga, intensidade e recuperação. Porém, não só é necessário um treino específico, mas também uma alimenta-

ção adequada para ajudar a construir massa e dar mais energia, combustível necessário ao treino”. CAROL CORRÊA Personal trainer/Academia Atala

Carol Corrêa fala sobre o cuidado com a alimentação Carol e Liliane mostram abdominal com carga na academia

CONSCIENTIZAÇÃO

Diagnóstico de autismo é difícil

O autismo afeta cerca de 2 milhões de pessoas no Brasil

Amanhã é o Dia de Conscientização sobre o Autismo, data instituída pela ONU para esclarecer sobre o Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD), caracterizado por alterações na comunicação, na interação social e no comportamento. Estima-se que o autismo atinja 2 milhões de portadores no Brasil; e 70 milhões no mundo. Para a psicóloga e psicanalista Sônia Pires, do BemMe-Care - SOS Family, que trabalha com a má notícia* assistida, os diagnósticos deste tipo de transtorno são os mais difíceis de serem assimilados. “E o de autismo é especialmente questionado”, diz. “As fa-

mílias começam a peregrinar em busca de um diagnóstico divergente”, afirma. Segundo Sônia Pires, que trabalhou com autistas durante a Coordenação da Psicologia na Saúde Mental da Infância e Adolescência na Santa Casa de São Paulo, há famílias que criam um mundo à parte para evitar o diagnóstico. “Atendemos uma autista que, aos 10 anos, nunca havia ido à escola. Os pais e a criança nem saíam de casa para não ter de lidar com a realidade”, afirma. O papel da família Os primeiros sinais de que algo não vai bem com a criança

costumam surgir no primeiro ano. Um deles é a falta de contato visual. O bebê não olha para as pessoas, pode não responder ao afeto e rejeitar contato físico. E logo depois podem surgir os problemas com a fala, entre outros. “Em alguns casos, a criança tem o desenvolvimento normal até os dois anos, depois para e tem um processo regressivo”, diz Sônia. “Estes casos são ainda os mais difíceis para os pais”, conclui. Para a psicóloga e psicanalista Cláudia Barroso, que trabalha com o impacto da má notícia nas famílias - ajudando-as na reorganização para enfrentar o diagnóstico,

cuidar do paciente e manter a saúde da família - muitas vezes a percepção de que algo não vai bem com a criança parte de alguma avó, um funcionário, um amigo. “A mãe pode não querer enxergar os sinais de que algo não vai bem”, afirma. “E como o diagnóstico precoce colabora para aumentar as chances de desenvolvimento da criança, é importante abordar a família”, disse Cláudia. *Má notícia pode ser compreendida como aquela que altera drástica e negativamente a perspectiva do paciente em relação ao seu futuro. (Vandekief, 2001; Muller, 2002; LIma, 2003).


E8

Saúde

e bem-estar

MANAUS, DOMINGO, 1º DE ABRIL DE 2012

Vida e estilo saudeebemestar@emtempo.com.br

Mama mia! afetar diretamente a autoestima. O problema é que essas jovens que estão com sobrepeso são mais propensas a desenvolver acne do que aquelas com peso normal. A conclusão é de uma pesquisa norueguesa publicada no periódico Archives of Dermatology.

(IMC), o número mais usado para determinar o nível de obesidade de um indivíduo. Tudo indica que o consumo frequente e moderado de chocolate poderia ter a capacidade de neutralizar as calorias desse alimento adorado pelo sabor e temido pelas calorias.

estudo. Os cientistas analisaram a resposta do baço, onde ocorreu a diminuição dos níveis de moléculas sinalizadoras do sistema imunológico e aumento das moléculas anti-inflamatórias, o que culminou no melhor funcionamento do órgão.

FOTOS: DIVULGAÇÃO/STCK

Esclerose A gravidez parece desempenhar um importante papel em relação ao desenvolvimento ou não da esclerose múltipla, doença autoimune que afeta o cérebro e a medula espinhal. Novas pesquisas do Murdoch Childrens Research Institute, na Austrália, mostram que uma das teorias que poderia explicar ligação é o fato do corpo estar treinado para ser mais tolerante durante a gestação. Isso evitaria hiperatividade e irritabilidade do sistema imunológico, dois desencadeadores da doença. Obesidade e acne A obesidade em adolescentes do sexo feminino tem mais um agravante além de

Meio ambiente Para aumentar a vida útil de suas flores, coloque nos vasos água gelada e bicabornato de sódio (na proporção de dois litros de água para uma colher de café de bicabornato). Acrescente cinco gotas de água sanitária ou amoníaco, para eliminar fungos. Troque a água a cada dois dias.

Longevidade Um estudo do Institute of Social and Preventive Medicine da University of Zurich, na Suíça, revelou que não é apenas o estado de saúde de uma pessoa que influencia a sua longevidade, mas também a maneira pela qual ela avalia a sua própria saúde. A pesquisa mostra que classificar-se como saudável vai além de estar livre de fatores de risco: engloba bem-estar mental e social. Delícia As pessoas que comem chocolate com mais frequência são mais magras, indica um estudo da Universidade da Califórnia de San Diego. De acordo com a pesquisa, quanto mais vezes por semana uma pessoa consome pequenas quantidades de chocolate, mais baixo é o seu Índice de Massa Corporal

Música Escutar músicas de Mozart pode significar mais vida para quem passou por um transplante. Pelo menos é o que mostra um trabalho realizado com ratos submetidos a transplantes de coração, de acordo com um

Bronzeadores caseiros Uma pele bronzeada é o sonho de nove entre dez mulheres mas o problema é que muita gente afoita pelo tom dourado recorre à técnicas caseiras de bronzeamento. Os dermatologistas alertam que o método pode ameaçar a saúde da pele com

envelhecimento precoce, queimaduras e até causar doenças mais graves. Além disso, fazer uso das técnicas, pode provocar manchas na pele e o bronzeado conquistado com esses métodos sai rapidamente e deixa a pele descascando.


Saúde - 01 de abril de 2012