Issuu on Google+

(92) 3090-1017

O carro-chefe

do mercado imobiliário Apartamentos com tamanho que variam entre 60 e 80 metros quadrados, em bairros das zonas Centro-Sul e Oeste, estão entre os imóveis mais procurados atualmente por pessoas solteiras ou que têm famílias pequenas

A

tualmente, quem deseja adquirir um imóvel em bairros bastante procurados e valorizados de Manaus – concentrados nas zonas Centro-Sul e Oeste, principalmente – opta pela compra de apartamentos. Nessas áreas, tem sido mais comum a instalação de empreendimentos verticais, adequados a públicos de pessoas solteiras ou famílias pequenas. O diretor da área imobiliária do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM), Newton Veras, conta que, em Manaus, o imóvel carro-chefe no mercado imobiliário local têm sido apartamentos que variam entre 60 metros quadrados (com dois quartos) e a partir de 80 metros quadrados (com três quartos, a maioria). “Hoje, esses são os mais procurados e os mais comercializados. Nos últimos anos houve lançamentos contínuos desses produtos”, afirma. Sem levar em consideração os imóveis financiados pelo programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal (que oferecem taxas abaixo do mercado), o preço médio do metro quadrado desses apartamentos na cidade gira em torno de R$ 4,7 mil a 5,1 mil (valores avaliados até o final de 2013). Veras explica que produtos classificados como B e C existem nas áreas do Dom Pedro e Parque das Laranjeiras, em Flores, no início da avenida Torquato Tapajós. “Há também lançamentos na área próxima ao shopping Ponta Negra”, observa. Já os empreendimentos considerados de nível A estão direcionados à Ponta Negra e ao Adrianópolis, com quatro quar-

tos e metragem de 160 a 200 metros quadrados, com preço por volta de R$ 7 mil. Facilidades Na avaliação do corretor Samuel Monteiro, proprietário da Delta Imóveis, as regiões mais procuradas em Manaus por quem quer morar em apartamento são os bairros Parque 10, Aleixo e Ponta Negra e o conjunto Vieiralves. “São regiões mais centrais e oferecem facilidades como a proximidade de serviços”, observa o profissional. Samuel conta que os apartamentos mais procurados atualmente têm uma variação entre 65 e 80 metros quadrados, e podem chegar até a 100. “Hoje, o valor do metro quadrado nesse caso varia de R$ 4,5 mil a R$ 5,5 mil. É com essa faixa de preço que as construtoras trabalham”, comenta. O tipo de acabamento usado em determinados imóveis influencia no valor do metro quadrado, que pode ficar mais caro. “Mas há construtoras que não cobram muito o metro quadrado e investem em materiais de qualidade no acabamento, como granito e porcelanato”, diz Samuel. Conselheiro estadual do Creci/AM-RR, Daniel Aragão comenta que a principal oferta de apartamentos no mercado imobiliário de Manaus envolve imóveis cujo tamanho varia, em média, de 65 a 75 metros quadrados, e abrigam dois ou três quartos – e o preço desse metro quadrado costuma variar de R$ 4,8 mil a R$ 5,5 mil. “Os valores por região em locais como o Vieiralves e o Parque 10 variam. Mas hoje há apar-

tamentos na Ponta Negra que custam o mesmo preço dessas áreas”, observa. No total, um imóvel de 65 metros quadrados custa em torno de R$ 340 mil e, um de 75 metros quadrados, R$ 380 mil. “Geralmente, a diferença é determinada pela inclusão de mais um quarto”, enfatiza Daniel. Ele diz ainda que essa média de valores pode ser encontrada também em apartamentos localizados no bairro Cidade Nova. “É a média de um tipo de imóvel que tem uma demanda expressiva”. Independência O público-alvo que geralmente opta em financiar um apartamento é formado por pessoas solteiras e pequenas famílias. “Quem procura esses imóveis normalmente são famílias que estão sendo formadas, pessoas que estão saindo de casa porque conquistaram a sua independência financeira e ainda profissionais que vêm de outros Estados porque passaram em concursos públicos”, analisa Daniel Aragão. Newton Veras comenta que esse público é formado por quem quer comprar o seu primeiro imóvel. “São pessoas que moravam em apartamentos alugados e que, com as facilidades do crédito imobiliário, enxergaram a possibilidade de fazer um financiamento. Juntando a isso também, houve uma melhoria de renda e a estabilidade de emprego alcançada nos últimos anos”, diz. Samuel Monteiro observa que o perfil dos compradores varia de acordo com as necessidades de cada um.

Comparação com outras capitais Em relação a outras cidades brasileiras, pode-se dizer que o valor do metro quadrado de apartamentos em Manaus é superior ao de algumas áreas da Região Nordeste e fica abaixo de bairros mais valorizados de cidades como Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Mas, como enfatiza Samuel Monteiro, a variação desse preço depende muito da localização do imóvel. “O metro quadrado em áreas do Rio de Janeiro e Brasília é muito mais

O financiamento é procurado por pessoas solteiras e pequenas famílias

caro em comparação com cidades do Nordeste, onde o valor é mais baixo. Manaus fica no meio, entre o Sudeste e o Nordeste. A média de preço praticada depende da área. No Rio, em lugares como o Leblon e Ipanema, o metro quadrado é bem mais caro”, analisa o corretor. Newton Veras enfatiza que o preço do metro quadrado em Manaus está defasado em relação a outras capitais do Brasil. “O preço ainda

está aquém do que está sendo praticado em outras cidades”, informa. A causa exata para tal cenário ainda não se sabe. “Em Manaus houve um crescimento de considerado do mercado, mas produtivo, não de valor. A questão da logística traz um acréscimo a preços de materiais e há também uma dificuldade na qualificação da mão de obra”, analisa o diretor da área Imobiliária do Sinduscon-AM.

FOTOS: RICARDO OLIVEIRA

MANAUS, DOMINGO, 16 DE MARÇO DE 2014


2

MANAUS, DOMINGO, 16 DE MARÇO DE 2014

Interação consciente com a natureza e comodidade C

om o slogan “o melhor da vida todos os dias”, o Quintas de São José do Rio Negro, da BTP Urbanismo, foi apresentado para a imprensa manauense na última quinta-feira (13). O evento de lançamento aconteceu no Da Vinci Hotel e contou com a presença de Benedito Abbud, renomado arquiteto que assina o masterplan e paisagismo do condomínio. De acordo com João Batista Pi, diretor da BTP Urbanismo, o Quintas chega para suprir a necessidade do conceito alto padrão aliado ao bem-estar e qualidade de vida, e para oferecer um estilo de vida único e especial. “Não temos nada parecido hoje. No Quintas vamos permitir uma moradia com altos padrões que interage com a natureza, mas interferindo o mínimo possível no ecossistema”, afirmou o diretor. Ele lembra, ainda, que o condomínio terá 192 mil metros quadrados de área preservada, entre área verde, lazer permeável e as áreas de preservação permanente (APPs). “Também teremos áreas sociais, de lazer, relaxamento, esporte, contemplação. Mais de 40 itens para garantir uma melhor qualidade de vida ao morador”, completou.

A empresa pretende interferir o mínimo possível no ecossistema da região

Diferenciais do empreendimento Com o lançamento do Quintas, Manaus entra na rota dos empreendimentos de alto padrão com itens cada vez mais ousados e exclusivos. O condomínio terá três tipos de campos de golf: driving range (para tacadas de longo alcance), putting green (para tacadas curtas) e minigolf (circuito); uma hípica com capacidade para cem cavalos; uma marina que abrigará até 200 lanchas e/ou jet skis; e um heliponto com espaço para pouso e estacionamento de três helicópteros.

“O morador terá total comodidade. Não vai precisar se deslocar, enfrentar trânsito para curtir o fim de semana, por exemplo. Vai ter o melhor da vida todos os dias, sem sair de casa. Vai poder desetressar jogando uma partida de golf ou andando a cavalo, ou, simplesmente, pegar sua lancha ou jet ski e dar uma volta no Rio Negro”, comentou. Segundo Batista Pi, outro diferencial do Quintas é a possibilidade de construção de residências únicas. “Não

existe um projeto engessado, fixo. O morador vai poder construir a casa dos sonhos. E como os lotes também não são iguais, os profissionais terão a oportunidade de criar projetos diferenciados, únicos para cada lote. É o sonho dos arquitetos”, pontuou. O condomínio Quintas de São José do Rio Negro está localizado na Estrada do Cetur, s/n°, no Tarumã e conta com 180 lotes a partir de 1,5 mil metros quadrados. A data prevista para entrega é dezembro de 2016.

sAlém de um heliponto, o local terá três tipos de campos de golf e espaço para 200 lanchas

EXPEDIENTE EDIÇÃO Bruno Mazieri

FOTOS Ricardo Oliveira

REPORTAGEM Bruno Mazieri Luiz Otávio Martins

REVISÃO Dernando Monteiro

DIAGRAMAÇÃO Mario Henrique Silva TRATAMENTO DE FOTOS Klinger Santiago

FOTOS: DIVULGAÇÃO

O condomínio Quintas de São José do Rio Negro, da BTP Urbanismo, foi lançado oficialmente na última quinta-feira


3

MANAUS, DOMINGO, 16 DE MARÇO DE 2014

Clientes locais premiados J

á imaginou chamar toda a família, preparar a pipoca, colocar as geladas no cooler e assistir aos jogos da Copa do Mundo como se estivesse em uma arquibancada de estádio? A matemática é simples, não precisa nem do Oswald de Souza. Com a campanha “Torcedor Premiado”, quem comprar um apartamento dos empreendimentos London e Liverpool do Reserva Inglesa Condomínio Parque, da Capital Rossi, ganha uma televisão Sony Smart Led de 50 polegadas. E para quem já é cliente do Reserva Inglesa, com a campanha “Amigo Torcedor”, o presente é em dose dupla. Para participar da promoção, basta indicar um amigo ou parente para comprar uma unidade do London ou do Liverpool. Se ele efetuar a compra do apartamento, os dois levam a TV Smart Led 50 polegadas. O cliente deve ligar para (92) 3212-3212 e informar do nome completo, CPF e número do contrato, além dos dados e contatos de um ou mais amigos. A indicação é ilimitada. Cada unidade garantida, o presente é garantido. No mais, é aproveitar e torcer pelo Brasil ser hexacapeão! Bairro planejado Localizado na Ponta Negra, um bairro privilegiado pela paisagem, a praia revitalizada, escolas públicas e privadas e o novo Shopping Ponta Negra, o moderno empreendimento da Capital Rossi é o primeiro bairro planejado de Manaus, com inúmeras vantagens reunidas em um único complexo. Segundo o gerente comercial da Capital Rossi, Rodrigo Oliveira, o Reserva Inglesa tende a ser mais valorizado nos próximos anos. “Pesqui-

sas apontam que o metro quadrado na Ponta Negra será valorizado em até 40% nos próximos anos por conta de uma série de fatores e o residencial, por estar localizado nessa área, vai pegar carona nessa valorização, que será ocasionada devido às obras de infraestrutura realizadas pelo governo do Estado e Prefeitura de Manaus na região, a proximidade do Shopping Ponta Negra, entre outras vantagens”, garante. Além dos diferenciais já citados, o empreendimento estará localizado ainda próximo às vias de acesso de trânsito rápido ao Cen-

Pesquisas apontam que o metro quadrado na Ponta Negra será valorizado em até 40% nos próximos anos

Rodrigo Oliveira, gerente comercial

tro, Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, Praia da Ponta Negra e da Ponte que liga Manaus aos municípios de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão. Para tornar realidade a compra de um apartamento no Reserva Inglesa, a Capital Rossi tem tabelas de preço apenas como referência, estando aberta à negociação conforme as possibilidades do cliente. Mais informações no estandes de vendas, na avenida Coronel Teixeira, 6.225, ao lado do Shopping Ponta Negra, pelo telefone (92) 4003-0980 ou no site www.capitalrossi.com.br

RIO DE JANEIRO Um dos ícones da Cidade Maravilhosa agora chama-se Belmod Copacabana Palace

Empreendimento muda de nome na internet Apesar de decisão judicial no último dia 6 ter proibido a mudança de nome, o Hotel Copacabana Palace já se chama Belmond Copacabana Palace em sua página na internet, desde o início da segunda-feira, dia 10. A troca já havia sido anunciada e acompanha movimento internacional do grupo Orient-Express, que passou a identificar seus hotéis como Belmond. De acordo com a empresa, não se trata de troca de nome, mas de marca. Liminar concedida pela juíza Gisele Guida de Faria na semana passada proibiu a mudança, que havia sido questionada judicialmente pelo empresário Omar Resende Peres Filho. A magistrada definiu multa de R$ 500 mil caso a decisão fosse desrespeitada. Na decisão judicial, a magistrada considerou que o nome do hotel faz parte dos bens imateriais protegidos pelo tombamento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Em sua página na inter-

net, no entanto, o hotel já é apresentado como Belmond. Ao clicar em “sobre o hotel”, os internautas leem o texto: “Localizado na famosa Praia de Copacabana, o Belmond Copacabana Palace é reconhecidamente o mais renomado hotel do

Nessa diapasão, a pretendida alteração do nome descaracterizará o patrimônio protegido, fazendo com que se percam valores Gisele Guida de Faria, juíza

Brasil. Um símbolo de sofisticação e requinte, o Belmond Copacabana Palace oferece um serviço impecável, excelente gastronomia e luxuosas acomodações, confirmando a sua tradição de local ideal para se hospedar no Rio de Janeiro”.

Grupo mudou apenas a marca do hotel Na decisão, a juíza explica que a proteção do tombamento não alcança somente o imóvel, mas sim todo o conjunto de bens materiais e características imateriais que integram o patrimônio histórico e cultural conhecido por Hotel Copacabana Palace. “Nesse diapasão, a pretendida alteração do

nome descaracterizará o patrimônio protegido, fazendo com que se percam os valores histórico, social e cultural que justificaram a intervenção estatal para a sua preservação”, escreveu. O grupo Orient-Express alega que mudou apenas a marca que representa o hotel, cujo nome está mantido. “O nome

Belmond aparecerá somente nos materiais de marketing do hotel, incluindo os eletrônicos, como o website, mas isto não quer dizer que estamos mudando o nome do hotel”, diz nota divulgada pelos administradores do estabelecimento de luxo, que acrescenta: “O nome Copacabana Palace será preservado em lençóis,

louças e copos do hotel, tal como ocorre hoje”. Outros hotéis da OrientExpress, como o Cipriani, em Veneza; o Grand Hotel Europe, de São Petersburgo; e o Machu Picchu Sanctuary Lodge, no Peru, também tiveram mudança de marca nesta segunda-feira, segundo informação do grupo.

REPRODUÇÃO

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A empresa amazonense Capital dará uma televisão Sony Smart Led de 50 polegadas para quem adquirir apartamentos nos empreendimentos London e Liverpool do Reserva Inglesa Condomínio Parque, localizado na estrada da Ponta Negra


4

Niterói mais urbanizada

REPRODUÇÃO

MANAUS, DOMINGO, 16 DE MARÇO DE 2014

O vice-prefeito de Niterói, Axel Grael, informou que a maior parte do investimento, equivalente a 70% do total, será aplicada em ações de urbanização em comunidades carentes da região metropolitana do Rio de Janeiro governo local é US$ 17,66 milhões e está inserida nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nas comunidades que serão atendidas, bem como nas obras feitas pela administração municipal. O financiamento inclui Niterói no Procidades. É um mecanismo de crédito destinado a financiar

projetos de desenvolvimento urbano integrado, para melhoria da qualidade de vida da população nos municípios brasileiros de pequeno e médio portes. De acordo com o BID, Niterói é a décimaquarta cidade brasileira a integrar o Procidades. O vice-prefeito de Niterói, Axel Grael, informou que a maior parte do investimento, equivalente a 70% do total, será aplicada em ações de urbanização em comunidades carentes. Outro destaque será a mobilidade urbana.

NACIONAL RICARDO OLIVEIRA

ALTA

Sobe custo em São Paulo

O aumento no empréstimo para aquisição e construção de imóveis cresceu 22%

Cresce empréstimos para imóveis O volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis, com recursos das cadernetas administradas pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), chegou a R$ 8,2 bilhões, em janeiro. Um aumento de 22% sobre o mesmo mês do ano passado, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). É o melhor resultado para um mês de janeiro em 20 anos. No acumulado de 12 meses, o volume alcançou R$ 110,6 bilhões - 32% maior que nos 12 meses anteriores. Foram contratados 39,9 mil financiamentos, em janeiro, para aquisições e construções de imóveis, com expansão de 12% em comparação com o mesmo mês de 2013 - melhor resultado em unidades beneficiadas também para o mês de

Será implantado um centro de controle operacional para o trânsito na cidade. “Vai ser um sistema que irá controlar, por meio de uma central, a periodicidade dos sinais”. O tempo de abertura e fechamento dos sinais obederá à necessidade do trânsito. Além disso, haverá controle sobre o número de carros que passarão pelos sinais. “É um sistema moderno de gestão do trânsito. E é importante porque, através de recursos do PAC, nós estamos implantando

janeiro. Nos últimos 12 meses, encerrados em janeiro, foram financiados 534,1 mil imóveis, número recorde, que superou em 17% os 455,1 mil contratos entre fevereiro de

RESULTADO

Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança, esse é o melhor resultado para um mês de janeiro em 20 anos. O crescimento foi de 22% sobre o mês passado 2012 e janeiro de 2013. Segundo a Abecip, os depósitos em cadernetas de poupança, nos agentes financeiros do SBPE, atingiram R$ 711 milhões, resultado ligeiramente inferior ao de

janeiro do ano passado, mas positivo, pois os depósitos superaram as retiradas. O estoque dos depósitos de poupança no SBPE alcançou, em janeiro, R$ 469,92 bilhões, ou 77,95% da poupança total, de R$ 602,79 bilhões. Houve, portanto, elevação nominal de 20%, comparado a janeiro de 2013. A captação líquida da poupança, em janeiro, foi menor que nos meses anteriores, em razão do aumento de saques para pagar dívidas de fim de ano. Mas, mesmo com a subida da taxa básica de juros (Selic), que reduz a atratividade da poupança, em relação aos fundos de renda fixa, janeiro registrou o 23º mês seguido de saldo positivo das tradicionais cadernetas. O último mês de saldo negativo foi fevereiro de 2012, com déficit de R$ 414,52 milhões. Por Agência Brasil

O custo da construção civil no estado de São Paulo registrou alta de 0,23% em fevereiro, em relação a janeiro. Em 12 meses, o indicador apresenta crescimento de 7,61%. Os dados foram divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP). Em fevereiro, os custos com mão de obra e materiais de construção tiveram alta de 0,24%, comparada ao mês anterior, enquanto os salários dos engenheiros ficaram estáveis. A média ponderada entre os três itens resultou em variação de 0,23% no custa da construção, que ficou em R$ 1.102,65 por metro quadrado. Segundo o levantamento, 20 dos 41 insumos da construção pesquisados em fevereiro variaram acima da inflação do mês (0,38%). As maiores altas ocorreram no preço da massa pronta para reboco (3,57%), alimentação tipo marmitex (2,04%), granito polido (1,58%) e tubo de ferro galvanizado (0,76%). Por Agência Brasil

a Transoceânica, que é um novo sistema de transporte coletivo para a cidade”. Outro projeto que integra o contrato com o BID diz respeito à recuperação do centro da cidade. “O investimento é para a implantação do parque das Águas, em um morro localizado no centro de Niterói”. Segundo Axel Grael, o parque terá acessos e infraestrutura para a população ter um espaço de convivência no centro da cidade, “que

hoje é bastante degradado e vai ser revitalizado”. O vice-prefeito disse que as comunidades beneficiadas pertencem à região do Morro do Bumba, onde as chuvas de abril de 2010 provocaram uma tragédia, com a morte de 168 pessoas. “É uma região bastante importante e sofrida da cidade”. As obras serão iniciadas no segundo semestre deste ano. Por Agência Brasil

INTERNET

Caixa lança novo simulador de financiamento de casas A Caixa Econômica Federal lançou o novo simulador de financiamento habitacional, disponível no site do banco. Segundo a Caixa, a ideia foi apresentar um desenho mais simples e intuitivo, com maior facilidade no preenchimento dos dados e agilidade na resposta ao usuário. Outra novidade é a opção de iniciar a simulação a partir da capacidade de pagamento. Com o preenchimento de apenas quatro campos, o novo simulador calcula o valor máximo de financiamento que o cliente pode tomar na Caixa, bem como o valor máximo de prestação que ele pode assumir. Caso prefira, o cliente pode ir direto para a simulação completa. Em seguida o simulador apresenta sugestões de valores de financiamento e prazos compatíveis com este comprometimento mensal, auxiliando o cliente a definir o valor do imóvel a ser adquirido. Após escolher o valor e o prazo, cliente deve confirmar

o tipo e local do imóvel que deseja financiar, e inserir dados como: data de nascimento do proponente de maior idade; tempo de serviço, se tiver mais de três anos de trabalho sob regime do Fundo de Garantia do Tempo

CÁLCULO

Com o preenchimento de apenas quatro campos, o simulador calcula o valor máximo de financiamento que o cliente pode tomar na Caixa e também o valor máximo da prestação que ele pode pagar de Serviço (FGTS); e se já foi beneficiado com algum subsídio da União. Segundo o Caixa, as novas funcionalidades foram desenvolvidas com base em pesquisa realizada em sites de bancos nacionais e internacionais. Por Agência Brasil DIVULGAÇÃO

E

mpréstimo de US$ 26,47 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) permitirá à prefeitura de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, iniciar um programa de desenvolvimento urbano e de inclusão social em áreas vulneráveis. A contrapartida do

Todo o procedimento é feito por meio do site da Caixa


Salão imobiliário - 16 de março de 2014