Page 1

RICARDO OLIVEIRA

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

esportes@emtempo.com.br

Fez

pouco Melhor jogador do mundo em 2013, craque português decepcionou quem compareceu à Arena da Amazônia Vivaldo Lima somente para ver o camisa 7 dar show. Pouco participativo na partida, ele ainda deu assistência para o gol de empate dos lusos. Pódio E4 e E5

Brasil joga pela liderança do grupo Pódio E3

Animação marca chegada na arena Pódio E9


D2

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

CHARGE

HERÓIS DA COPA * MARCUS VINÍCIUS PESSOA

Maier A muralha do século Sepp Maier foi considerado o maior goleiro de todos os tempos. Josef Dieter Maier conquistou fama mundial na década de 1970, jogando pelo Bayern e pela seleção, mas teve um início de carreira inusitado. Aos 8 anos, quando começou a dar os primeiros chutes no TSV Haar, ele queria ser atacante. No entanto, os companheiros e o treinador tinham outra forma de ver as coisas, e ele precisou ir para o gol. Para a alegria de todos, o garoto tomou gosto pela nova posição. Graças ao enorme talento,

em 1974, 1975 e 1976 e para a Copa Intercontinental em 1976 contra o Cruzeiro. Sepp Maier não teve sucesso apenas com a camisa do gigante de Munique. O goleiro, hoje com 67 anos, também brilhou muito pela seleção nacional, sagrandose campeão mundial em 1974 e europeu em 1972, além de ter ficado com o segundo lugar na Copa do Mundo da Fifa 1966 e na Euro 1976 e com a terceira colocação na Copa do Mundo da Fifa 1970.

ele foi chamado para atuar nas categorias de base do Bayern de Munique em 1959, aos 15 anos. Três anos depois de chegar à capital da Baviera, Maier assinou o seu primeiro contrato profissional, se firmou como titular e foi fundamental para o sucesso da equipe no período que se seguiu. Maier conquistou quatro vezes o Campeonato Alemão e quatro vezes a Copa da Alemanha pelo seu clube. Além disso, levantou cinco troféus internacionais, com destaque para o tricampeonato europeu de clubes

* MARCUS VINÍCIUS PESSOA É REDATOR PUBLICITÁRIO

Tabela da Copa do Mundo Brasil

Camarões

Austrália

Chile

Colômbia

Costa do Marfim

Costa Rica

Inglaterra

Croácia

México

Espanha

Holanda

Grécia

Japão

Itália

Uruguai

12/6/2014 - 16h Arena Corinthians Brasil

3

1

13/6/2014 - 15h Fonte Nova

Croácia

Espanha

13/6/2014 - 12h Arena das Dunas México

1

0

0

0

Camarões

3

Chile

0

4

México

Austrália Espanha

Croácia

2

3

0

2

Austrália Holanda Chile Espanha

23/6/2014 - 12h Arena Corinthians

23/6/2014 - 17h Arena Pernanbuco

Holanda

México

Colômbia

3

0

14/6/2014 - 15h Castelão

Grécia

14/6/2014 - 21h Arena Pernambuco C. Marfim

2

1

Japão

19/6/2014 - 12h Estádio Mané Garrincha Colômbia

2

1

C. Marfim

19/6/2014 - 18h Arena das Dunas

23/6/2014 - 12h Arena da Baixada Austrália

Brasil

Croácia

1

18/6/2014 - 15h Maracanã

23/6/2014 - 17h Estádio Mané Garrincha Camarões

Holanda

18/6/2014 - 12h Arena Beira Rio

18/6/2014 - 18h Arena da Amazônia Camarões

5

13/6/2014 - 18h Arena Pantanal

17/6/2014 - 15h Arena Castelão Brasil

1

14/6/2014 - 12h Mineirão

Chile

Japão

0

0

Grécia

26/6/2014 - 15h Arena Pantanal Japão

Colômbia

Uruguai

1 1

Inglaterra

2

2

Uruguai

1

Inglaterra 20/6/2014 - 12h Arena Pernambuco

Itália

1 0 C. Rica 24/6/2014 - 12h Arenas das Dunas Uruguai

Itália

24/6/2014 - 12h Mineirão

C. Marfim

C. Rica

Inglaterra

França

Argentina

Bósnia-Herzegovina

Alemanha

Estados Unidos

Argélia

Bélgica

Honduras

Suíça

Irã

Nigéria

Gana

Portugal

Coreia do Sul

Rússia

2

Suíça

1

Equador

15/6/2014 - 15h Arena Beira Rio França

3

0

2

5

Honduras

1

2

França Equador

Bósnia

Irã

0

0

Nigéria

Argentina

1

Nigéria

1

0 0

Nigéria

Suíça França

Alemanha

4

0

Portugal

16/6/2014 - 18h Arena das Dunas Gana

1

2

EUA

Irã

Alemanha

2

2

Gana

22/6/2014 - 18h Arena da Amazônia

Bósnia

EUA

2

2

Portugal

26/6/2014 - 12h Arena Pernambuco

Argentina

EUA

17/6/2014 - 12h Mineirão Bélgica

2

1

Argélia

17/6/2014 - 18h Arena Pantanal Rússia

1

1

C. do Sul

22/6/2014 - 12h Maracanã

21/6/2014 - 15h Arena Castelão

25/6/2014 - 12h Arena Beira Rio

25/6/2014 - 17h Maracanã Equador

1

21/6/2014 - 18h Arena Pantanal

25/6/2014 - 15h Arena da Amazônia Honduras

2

21/6/2014 - 12h Mineirão

20/6/2014 - 18h Arena da Baixada Honduras

Argentina

16/6/2014 - 12h Fonte Nova

16/6/2014 - 15h Arena da Baixada

20/6/2014 - 15h Arena Fonte Nova Suíça

15/6/2014 - 18h Maracanã

Itália

19/6/2014 - 15h Arena Corinthians

Equador

15/6/2014 - 12h Estádio Mané Garrincha

C. Rica

14/6/2014 - 18h Arena da Amazônia

24/6/2014 - 17h Arena Castelão Grécia

3

Alemanha

0 1 Rússia 22/6/2014 - 15h Arena Beira Rio

Bélgica

C. do Sul

2

4

Argélia 26/6/2014 - 17h Arena Corinthians

C. do Sul

25/6/2014 - 12h Arena Fonte Nova

26/6/2014 - 12h Estádio Mané Garrincha

26/6/2014 - 17h Arena da Baixada

Bósnia

Portugal

Argélia

Tostão

Irã

Gana

COLUNISTA DO JORNAL “FOLHA DE SÃO PAULO”

Definições Será uma grande surpresa se o Brasil não for o primeiro do grupo. Se a seleção vencer, só perderá o primeiro lugar se o México golear a Croácia. México e Croácia devem fazer uma partida equilibrada. Há ainda um raríssimo risco de tragédia, de o Brasil ser eliminado. Teria de perder para Camarões, e a Croácia empatar com o México. Chile e Holanda farão um jogaço para definir quem será o primeiro do Grupo B e quem será o adversário do Brasil nas oitavas. Não há favorito. Pode prevalecer a garra

sul-americana. No Grupo C, há uma grande indefinição sobre quem será o segundo, atrás da Colômbia. A Grécia, teoricamente, o time mais fraco no início da competição, tem chances de se classificar. Basta vencer a Costa do Marfim. As chances do Japão são pequenas. No Grupo D, a Costa Rica, a grande surpresa, tem grande chance de ser a primeira, se vencer a desclassificada Inglaterra, o que é provável. Basta empatar. A Itália joga pelo empate, contra o Uruguai. Será que os uruguaios

vão, novamente, se superar e ter uma atuação heroica? No Grupo E, a França confirmou sua força. É um time organizado, forte fisicamente e com vários excelentes jogadores. A França pode ocupar o lugar da Espanha, entre os favoritos, na frente da Holanda. A Suíça, apesar da goleada sofrida para a França, tem muito mais chances do que o Equador de ser a segunda colocada. No Grupo F, a Bósnia foi bastante prejudicada pela arbitragem. Teve anulado um gol legítimo, e

o jogador nigeriano cometeu falta antes de dar o passe para fazer o gol. As chances da Nigéria são agora maiores para se classificar ao lado da Argentina. No forte Grupo G, a Alemanha corre riscos. Escrevi a coluna antes do jogo de ontem, entre Estados Unidos e Portugal. No Grupo H, a Bélgica confirmou que tem uma boa seleção e que pode ir mais longe. A Rússia é uma decepção. Se se classificar, será porque o grupo é muito fraco. Há ainda várias indefinições.

A Itália joga pelo empate, contra o Uruguai. Será que os uruguaios vão, novamente, se superar e ter uma atuação heroica? No Grupo E, a França confirmou sua força


Só a vitória interessa Seleção brasileira precisa vencer para não depender de outros resultados e escapar de um provável encontro com a Holanda, já nas oitavas de final

FICHA TÉCNICA CAMARÕES BRASIL Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF) Horário: 16h Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia) Camarões: Ndjock; Itandje, Nyom, N’Koulou, Matip e Bédimo; Enoh, Nguemo e Mbia; Moukandjo, Aboubakar (Eto’o) e Choupo-Moting. Técnico: Volker Finke Brasil: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Paulinho e Luiz Gustavo; Hulk, Neymar e Oscar; Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari

David Luiz e Oscar participaram do reconhecimento de gramado do estádio Mané Garrincha, ontem, com os demais jogadores do grupo e estão confirmados como titulares para encarar Camarões

O

empate sem gols contra o México, em Fortaleza (CE), deixou o Brasil pressionado para o confronto contra a eliminada equipe de Camarões hoje (23), às 16h, no Mané Garrincha, em Brasília (DF), pela última rodada do Grupo A. Um empate classifica a seleção, mas pode deixar os donos da casa na incômoda segunda posição da chave. Com a vitória por 3 a 1 sobre a Croácia na estreia, em São Paulo (SP), o Brasil lidera o grupo com a mesma pontuação do México, mas com maior saldo de gols (2 a 1). Para garantir o primeiro lugar e escapar de um possível confronto contra a Holanda nas oitavas, a seleção precisa vencer Camarões pela mesma diferença de gols de uma eventual vitória do México

sobre a Croácia, também às 16h, no Recife (PE). Se o Brasil empatar com Camarões, o vencedor do duelo na Arena Pernambuco ficará com o primeiro lugar da chave - na segunda rodada, a Croácia venceu os africanos por 4 a 0, em Manaus (AM), e ainda sonham com uma vaga na fase eliminatória. No último sábado (21), antes da viagem para Brasília, o técnico Luiz Felipe Scolari comandou o último coletivo na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). A novidade foi o retorno do meiaatacante Hulk ao time titular - contra o México, o paraibano acabou barrado para a entrada do volante Ramires. Antes de terminar o treinamento, David Luiz, Oscar, Willian, Hernanes, Marcelo, Daniel Alves e Neymar realizaram

cobranças de faltas frontais, direto para o gol, com barreira. Os goleiros Victor, Júlio César e Jefferson se revezavam no gol. Na noite ontem (22), a seleção fez um treino de reconhecimento do gramado do Mané Garrincha. A tendência é que Felipão não faça nenhuma mudança e retome a formação vitoriosa da estreia em São Paulo (SP). Do lado camaronês, os jogadores tentam se despedir do Brasil com uma boa apresentação, já que ainda não balançaram as redes em solo brasileiro. “É uma questão de orgulho, como africano e como camaronês”, disse o meia Mbia ao site da Fifa. “Precisamos melhorar a nossa imagem e não fazer como em 2010”. Em recuperação de uma lesão, o centroavante Eto’o ainda não sabe se estará em campo.

Paulo Vinícius Coelho

Felipão se irrita com Van Gaal Sem citar o nome de Louis Van Gaal, Luiz Felipe Scolari atacou o holandês por quatro vezes na entrevista coletiva de ontem, prévia da partida contra Camarões, em Brasília. Tudo isso porque o treinador da Holanda afirmou que o Brasil poderá escolher o adversário das oitavas de final por jogar às 16h (de Manaus) de hoje. A partida contra Camarões começa depois das partidas do grupo B, marcadas para 12h do mesmo dia. O cruzamento da próxima fase coloca os times das duas chaves frente a frente.

“Tem gente dizendo que a gente vai escolher adversário. Para quem fala isso, eu falo só uma coisa: ou as pessoas são burras ou mal-intencionadas. A gente não vai escolher adversário, até porque se a gente perder, está fora. Foi a Fifa que escolheu as datas e os horários. Parem de endeusar A, B ou C, porque são contrários a nós. Eu falava do Chile há 1 ano e era ridicularizado. Hoje, todo mundo endeusa. Mas eu já conhecia o trabalho do Sampaoli e o jeito de jogar. Então, eu não tenho

de escolher. Tenho de jogar amanhã e ganhar. Estou conhecendo as pessoas pelo que eu imaginava não conhecer. Especialmente pelo o que o Rivaldo falava”, disse Felipão. Mais cedo, o técnico holandês disse que esperava “que o Brasil fizesse o seu dever esportivo”. Segundo ele, é um problema no Fair Play da Fifa marcar o jogo do Brasil após o duelo holandês, já que isso daria ao time de Scolari a chance de escolher quem vai pegar nas oitavas: o primeiro ou o segundo colocado da chave da equipe laranja.

COLUNISTA DO JORNAL “FOLHA DE SÃO PAULO”

A seleção titular Um time que se conhece, vence quando se encontra e tem a memória de como jogar bem Em 100 anos, a seleção nunca repetiu tantas vezes um time titular quanto o que jogará hoje. Será a oitava partida dos onze juntos. Venceram todas: França, Japão, México, Uruguai, Espanha, Sérvia e Croácia. A seleção campeã de 1958 jogou junta só uma vez. A de 1962 jogou quatro e o esquadrão de 1970 disputou três partidas da Copa e um amistoso contra o

México depois. Os onze de 1982 jogaram quatro partidas juntos, os de 1994 e 2002 apenas três. Se o time se conhece e vence sempre que se reúne, não há razão para falta de confiança. A memória de como se joga deve ser a base para corrigir defeitos da estreia contra a Croácia. Felipão acha que a maneira clássica dessa equipe atuar se fortaleceu. Que defeitos mesmo

apareceram no início do segundo tempo contra o México: “Ficou espaçado demais por vinte minutos”, concorda David Luiz. Então tem de corrigir. O Brasil precisa trocar passes mais rapidamente, ter infiltrações de Paulinho, mais movimentação de Fred e mais aproximação para receber a bola. Tudo o que aconteceu contra Japão, México, Itália e Espanha, as melhores

partidas desta seleção titular. Não há receita para ser campeão ou fracassado. Em 1966, a razão do fiasco foi a convocação de 47 jogadores. Em 1962, a preparação teve 41. Ter um time titular não é garantia de nada. Apenas de que se lembrem de que foi em Brasília, há 1 ano, o início de uma série de cinco vitórias seguidas para alcançar o título. As cinco vitórias necessárias também desta vez.

Se o time se conhece e vence sempre que se reúne, não há razão para falta de confiança. A memória de como se joga deve ser a base para corrigir defeitos da estreia

SERGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS

D3

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014


E4

Nos acréscimos, Portugal emp Lusos saíram na frente e levaram a virada, mas aos 49 minutos do segundo tempo empataram. O resultado ainda dá esperanças de conquistarem uma vaga nas oitavas de final da Copa Mundo.

U

m jogo eletrizante. Assim pode ser definido o confronto entre Portugal e EUA, ontem (22), na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, pelo Grupo G,- da Copa do Mundo. Os portugueses saíram na frente logo aos cinco minutos de jogo com gol de Nani. No segundo tempo os norte-americanos viraram com Jones aos 18 minutos e Dempsey aos 35.Os lusitanos conseguiram o empate com Varela de cabeça aos 49 minutos do segundo tempo. Com o resultado, os comandados do técnico Paulo Bento somaram o primeiro ponto no Mundial e precisam vencer Gana na próxima quinta-feira (26), no estádio Mané Garrincha em Brasília, por uma diferença de cinco gols e torcer para que os EUA seja derrotado pela Alemanha, em duelo também na quinta-feira, na Arena Pernambuco, em Recife. Se os norte-americanos vencerem, aos lusos será necessário reverter uma diferença de oito gols de saldo dos alemães. Análise do jogo A seleção dos EUA se sentiu em casa na Arena da Amazônia. Os norte-americanos invadiram o estádio e incentivaram os compatriotas durante toda a partida. A festa nas arquibancadas parece ter dispersado a equi-

pe em campo nos minutos iniciais. Com uma marcação adiantada os portugueses tomaram as rédeas da peleja a partir do apito do juiz. O abafa deu resultado e logo aos cinco minutos, o meia-atacante Nani abriu o placar. Miguel Veloso cruzou da esquerda, a zaga não conseguiu afastar e a pelota caiu livre nos pés do português que com traquilidade chutou forte para marcar.

OLHO TÁTICO

Portugal jogou no sistema 4-3-3 com Cristiano Ronaldo pelo lado esquerdo, mas esbarrou nas duas linhas de quatro defensores armadas pelo técnico Klinsmann dos EUA A partir de então, só deu EUA. Com a ausência de Altidore, coube a Dempsey ser o homem de referencia no ataque e Bradley o organizador do time, e a dupla estava afinada. Aos 16 minutos, a primeira boa chegada. Bra-

dley lançou Dempsey pela direita e o atacante chutou cruzado para defesa de Beto. No escanteio, Dempsey deu um toque por cima do goleiro, mas a bola saiu. Com o jogo muito brigado no meio de campo, as boas chegadas foram com chutes de fora da área. Dessa forma, os norte-americanos levaram perigo quatro vezes. Recuado, Portugal apostou no contra-ataque, mas esbarrou nas duas linhas de quatro montada pelo técnico Jurgen Klinsmann. Os lusos voltaram a atacar somente aos 35 minutos com um chute de Cristiano Ronaldo para fácil defesa de Howard. Aos 38 minutos, o árbitro parou o jogo para a hidratação dos jogadores e após a rápida pausa, Portugal voltou mais aceso. Aos 41, o melhor do mundo apareceu novamente com mais um chute forte que o arqueiro dos EUA defendeu. Aos 44, Howard voltou a brilhar e impediu o segundo gol português com dois milagres. No primeiro defendeu um chutaço de Nani, a bola ainda bateu na trave e voltou livre para Eder que chutou com força para mais uma intervenção do goleiro. No escanteio, Cristiano Ronaldo cabeceou sozinho, mas a bola passou por cima.

ALBERTO CÉSAR ARAÚJO

THIAGO BOTELHO Equipe EM TEMPO

Maioria americana no estádio

Técnico quer vencer Alemanha

O confronto de ontem (22) levou ao estádio 40.123 pessoas, registrando o maior público dos três jogos da Copa do Mundo disputados na Arena da Amazônia Vivaldo Lima. Entre os presentes, a maioria eram de norte-americanos. As ruas de acesso ao estádio foram coloridas de azul, vermelho e branco. Com cânticos ensaiados, os torcedores empurraram a seleção dos EUA durante os 90 minutos de jogo. O mais aplaudido foi o capitão Dempsey. A cada jogada perigosa, os gritos de incentivo ecoavam pelas arquibancadas. Nem mesmo quando Cristiano Ronaldo tocava na bola, os gritos das fãs do craque lusitano conseguiram ser mais altos que as

O empate de entre Portugal e EUA abre margem para uma situação curiosa no Grupo G desta Copa do Mundo. Alemãs e americanos lideram a chave com quatro pontos cada e vão se enfrentar na última rodada. Caso o jogo termine empatado, as duas seleções estarão classificadas para as oitavas de final. E o técnico da seleção americana é o alemão Jürgen Klinsmann. “As duas equipes vão entrar neste jogo para ganhar. Nós queremos ganhar, seguir adiante e chegar a sete pontos, para ficarmos numa boa situação para as oitavas”, disse. Ele elogiou o desempenho

vaias dos americanos. A torcida do Tio Sam também teve o incentivos dos amazonenses. O advogado Rafael Clementino foi um deles. Ele literalmente se enfeitou da cabeça aos pés com as cores da bandeira americana, e pintou na barriga a frase “I want burguer” (eu quero hambúrguer em inglês) chamando a atenção do público. “Eu torci pelos EUA porque morei três meses lá e fiz muitos amigos americanos. Eu fiquei triste porque o empate não foi juto. Sem dúvidas os EUA mereceram vencer. Se tivesse uns dois jogadores com a habilidade do Dempsey, esse time iria dar trabalho nessa Copa”, disse.

MARCA

Se vencer a Alemanha, será a primeira vez que os EUA conseguirão, por duas Copas do Mundo seguidas, se classificarem para as oitavas de final como líder de sua chave do seu time, apesar do gol sofrido nos últimos segundos. “Futebol às vezes é muito cruel. Mas quem viu o jogo de hoje agora sabe que podemos surpreender qualquer seleção desta Copa”, disse. Os jornalistas, porém, in-

sistiram na ligação entre o treinador e seu país, e a possibilidade de um jogo de “compadres” na última rodada. Um deles perguntou como Klinsmann reagiria caso o treinador da Alemanha, Joachim Löw, sugerisse uma partida ‘amistosa’ para que as duas seleções se classifiquem. “Isso não existe. Ele faz o trabalho dele, somos bons amigos, e eu faço o meu trabalho. Meu trabalho é chegar às oitavas de final com uma boa classificação, e é o que eu vou fazer. Não é hora de amizades, apenas de negócios.”

DIVULGAÇÃO

Torcida dos EUA apoiou a seleção durante todo o jogo

Torcedor amazonense se enfeita para torcer pelos EUA


MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

E5

Segundo tempo mais animado apareceu sem marcação e chutou. A bola desviou e foi sobrar no lado esquerdo onde Zusi cruzou e Dempsey à la Renato Gaúcho empurrou de barriga para o gol e fazer 2 a 1. Após o gol, Portugal se viu obrigado a atacar. A essa altura a equipe estava com Varela aberto pelo lado

FAÍSCA

Aos 39 minutos, Cristiano Ronaldo e Yedlin se desentenderam. O português chegou a empurrar o rosto do norte-americano que revidou da mesma forma e o juiz não só advertiu verbalmente

Apesar do empate alcançado no último segundo de partida, o semblante do técnico de Portugal, Paulo Bento, era de derrota. O 2 a 2 com os EUA reduziram as chances de Portugal conseguir avançar às oitavas de final da Copa. A má atuação de Cristiano Ronaldo, porém, não foi fundamental para o tropeço em Manaus, se-

gundo o treinador. “Ele jogou os 90 minutos normalmente, não me parece que o resultado tem a ver com a situação de um ou outro jogador. Este é um momento extremamente delicado para todos. Não acredito que haja algum jogador mais triste do que outro. Há uma tristeza enorme. Perdemos a chance de continuar a depender apenas de nós mesmos”, afirmou.

Para se classificar, Portugal precisa tirar uma diferença no saldo de gols (-4, nos dois primeiros jogos) e torcer para que Estados Unidos e Alemanha não empatem. Em caso de igualdade entre alemães e americanos, ambos avançarão juntos às oitavas de final. Bento então foi questionado se acreditava nas palavras do técnico dos EUA, o alemão Jürgen Klinsmann, que minutos antes refutou a ideia de um “jogo entre compadres” na rodada decisiva. “EUA e Alemanha vão disputar um jogo normal, tentarão ganhar, e nós tentaremos fazer o mesmo que Gana. É a nossa obrigação”, disse Bento.

RI CA

esquerdo, Nani pelo lado direito, Eder dentro da área e Cristiano Ronaldo flutuando pelos dois flancos. Dessa forma, no último minuto dos acréscimos dado pelo juiz, CR7 recebeu na direita e cruzou na medida para Varela testar a bola dentro da pequena área. Era o empate que reavivou a esperanças dsos portugueses se classificarem para a fase mata-mata da Copa do Mundo.

RD O OL IV EI RA

Os norte-americanos voltaram dispostos a empatar e se lançaram ao ataque. Aos nove minutos, o lateral direito Johnson foi no fundo e cruzou para Bradley que bateu de primeira. O zagueiro Ricardo Costa salvou em cima da linha e comemorou como se fosse um gol. Assim como no primeiro tempo, os portugueses esperaram as investidas da seleção dos EUA, mas com Cristiano Ronaldo discreto, não conseguiram ser eficientes nos contra-ataques. Aos 18 minutos, de tanto insistirem, os comandados de Klismann chegaram ao empate. O volante Jones pegou a sobra do escanteio na entrada da área pelo lado direito, cortou para o meio e soltou uma bomba. O goleiro Beto nem foi na bola e só observou ela estufar as redes. O gol incendiou o jogo. Empolgados com os gritos vindos da arquibancada, os norte-americanos acreditaram na vitória e continuaram a atacar. Aos 38 minutos, a virada chegou. Jones lançou em profundidade pelo lado direito para Yedlin (que substituiu Bedoya) que cruzou para dentro da área. Bradley

Bento isenta Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo cabeceia sozinho e erra o alvo

CR7 vê missão quase impossível

CR7 exausto no gramado da Arena da Amazônia

O empate entre Portugal e EUA por 2 a 2 ontem (22), obriga os lusitanos vencerem Gana, na próxima quinta-feira (26) e torcerem para que haja um vencedor no duelo entre norteamericanos e alemãs, no mesmo dia e horário. Se o triunfo for da Alemanha, é necessário reverter uma diferença de cinco gols de saldo. Se os EUA vencerem, a situação complica ainda mais, já que, que os alemães têm oito tentos a mais que os portugueses. Diante desse cenário, o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo, descreveu como quase impossível a missão de sua seleção.

JUCA KFOURI

“A responsabilidade é dos jogadores e de toda a seleção. Temos que levantar a cabeça, pois matematicamente ainda é possível. A missão é quase impossível, mas no futebol tudo pode acontecer. Não há explicação para os resultados. Eu pelo menos não sei explicar a razão. Tentamos dar o nosso melhor e não conseguimos ganhar”, disse em entrevista após o jogo. O craque lembrou ainda que Portugal nunca foi favorita para conquistar o título mundial e tentou explicar os maus resultados. “Podem ser vários fatores. Foi uma temporada longa, e vários jogadores que es-

tão no Mundial disputaram várias competições importantes. Poderíamos usar isso como desculpa. Mas a verdade é que não éramos favoritos, nem nunca fomos. Chegamos aqui depois de ganhar a repescagem (contra a Suécia). Não podemos nos iludir. Esperar que Portugal pudesse ser o campeão do mundo é algo fictício. Há outras equipes melhores do que a nossa, outras equipes que merecem mais do que nós. Temos que ser humildes e reconhecer isso. Não é uma mentira o que estou a dizer. Basta perguntar aos outros jogadores. Não sou hipócrita, falo aquilo que penso”, finalizou.

COLUNISTA DO JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO

Elementar, caro leitor O que explica as goleadas nos embates entre ‘cachorros grandes’ e as surpresas entre Davis e Golias? A HOLANDA foi logo sapecando uma goleada nos campeões mundiais espanhóis como para antecipar que a passagem deles pelo Brasil seria rápida e inglória. A Alemanha não deixou por menos e tratou de cortar as eventuais asinhas que Cristiano Ronaldo poderia querer abrir para cima deles. Goleou Portugal sem dó nem piedade. Chegou então a vez da França fazer da defesa suíça um queijo e aplicar-lhe um chocolate amargo, mas sofisticado. O carnaval de gols em Salvador

pareceu autorizar outros mais pelo país afora. Mas, cadê? Carnaval é mesmo na Bahia porque nem o Mineirão nem o Castelão, palcos de embates muito mais desiguais entre argentinos e iranianos e entre alemães e ganeses, viram nada que se assemelhasse a uma chuva de gols, muito ao contrário, testemunharam dois suadores, dos platinos para derrotar os asiáticos e dos germânicos para empatar com os africanos. Mas, por quê? A razão é óbvia: cachorros gran-

des tem egos ainda maiores e se enfrentam de peito aberto, cada um querendo derrotar o outro e sair latindo alto. Então vemos jogos francos, em que o respeito muitas vezes perde para a petulância. Já quando Davi está diante do Golias, a tática é outra. Com humildade e a sabedoria de quem se sabe mais fraco, trata-se de, primeiramente, evitar a catástrofe para depois especular com um golpe bem dado e derrubar o gigante. O Irã esteve muito perto disso

contra Lionel Messi e companhia e acabou injustamente derrotado pela genialidade de La Pulga. E Gana só não derrubou o Reich porque ninguém vê o gol tão de perto numa Copa do Mundo como Klose. Em resumo: esta agradabilíssima Copa está mais com cara de proporcionar goleadas nos clássicos que nos jogos em que se diz que o grande tem obrigação de vencer. Porque estes jogos não existem mais

Em resumo: esta agradabilíssima Copa está mais com cara de proporcionar goleadas nos clássicos que nos jogos em que se diz que o grande tem obrigação de vencer

RICARDO OLIVEIRA

Varela cabeceia para empatar a partida

ALBERTO CÉSAR ARAÚJO

pate e respira por aparelhos


D6

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

Messi salva a Argentina

SUFOCO

TURANO/AGÊNCIA ELEVEN/GAZETA PRESS

Bélgica vence Rússia em jogo de poucas emoções

Jogando “em casa”, os hermanos tiveram muita dificuldade diante da retranca bem armada pelos Iranianos

Mais uma vez Messi marcou um belo gol de fora da área e garantiu mais três pontos à Argentina no Mundial

Centroavante Klose comemora seu 15º gol em Mundiais

Empate entre Alemanha e Gana marca jogo histórico O empate em 2 a 2 entre Alemanha e Gana no sábado reuniu vários elementos de um grande jogo no Castelão. Desafiando o favoritismo adversário, a seleção africana saiu atrás ao tomar gol de Gotze, mas conseguiu a virada com André Ayew e Gyan. Atacante de Gana igualou os cinco gol do camaronês Roger Milla em Copas do Mundo como o maior artilheiro africano da competição. O segundo tempo, porém, reservou a Miroslav Klose outra marca histórica. O atacante alemão saiu do banco de reservas e com apenas dois minutos em campo marcou seu 15º gol em Copas do Mundo, igualando Ronaldo Fenômeno como maior artilheiro da história do torneio. Líder do grupo G com quatro pontos, a Alemanha volta a campo na quinta-feira para fechar a fase de grupos con-

EMBOLADO

Nada está definido no grupo G. Alemanha e EUA chegam na última rodada podendo fazer um “jogo de compadres” para ambas garatirem classificação às oitavas de final da Copa do Mundo tra os EUA. A partida será disputada na Arena Pernambuco, às 12h (de Manaus). Caso vençam e mantenham a liderança da chave, os alemães encaram nas oitavas de final o segundo classificado do grupo H. Em posição delicada na fase de grupos, a Gana não depende mais das próprias forças para estar nas oitavas de final e, além de vencer, terá de torcer por uma combinação de resultados na úl;tima rodada.

gol da vitória por 1 a 0, saindo apenas no finalzinho, e anotado por Messi. Mesmo com o placar magro, não faltou emoção para quem foi ao Mineirão. Os argentinos fizeram uma verdadeira festa, transformando Belo Horizonte (MG) em um pedaço de Buenos Aires (ARG). Dentro do estádio, argentinos e brasileiros travaram um duelo para ver quem gritava mais, o que resultou até em um início de confusão nas cadeiras. Antes mesmo das equipes entrarem em campo, a torcida argentina já fazia uma festa incrível dentro do Gigante da Pampulha. Com tanta euforia, Messi e companhia se sentiram em Buenos Aires, em uma das festas mais belas proporcionada por uma torcida nesta Copa do Mundo. Na última rodada do Grupo F, a Argentina vai enfrentar a Nigéria, jogo marcado para a próxima quarta-feira, no estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS). Já o Irã terá um confronto contra a Bósnia na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

Após bela jogada, Harzard passou para Origi marcar o gol

“Ão, ão, ão, segunda divisão!”. O divertido grito de parte da torcida brasileira presente no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), no início da tarde de ontem, ajuda a resumir grande parte do confronto entre Bélgica e Rússia, no Maracanã. As duas equipes fizeram um confronto equilibrado, mas de poucas chances (a maioria delas na primeira etapa). Só aos 42 minutos do segundo tempo é que o atacante reserva Origi marcou o gol da vitória por 1 a 0, o da classificação belga às oitavas de final da Copa do Mundo. Na próxima quintafeira, a Bélgica chegará com seis pontos à Arena Corinthians, em São

SENSAÇÃO

Apontada por especialistas esportivos como a seleção que poderá surpreender no Mundial, a Bélgica não tem mostrado um futebol vistoso e vem decepcionado a torcida nos estádios Paulo, para enfrentar a Coreia do Sul. No mesmo dia, em situação bastante delicada (com um ponto ganho), a equipe treinada por Fabio Capello decide seu futuro diante da Argélia, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

INTERFERÊNCIA WANDER ROBERTO / STR/GAZETA PRESS

GRUPO H

Argélia joga bem e bate seleção da Coreia do Sul Nunca uma seleção africana havia marcado mais de três gols em um jogo de Copa do Mundo. Há 32 anos a Argélia não vencia uma partida pelo Mundial. Estes dois tabus foram quebrados em alto estilo pela seleção argelina ontem, em Porto Alegre (RS). Com uma grande atuação, a equipe do norte da África bateu a Coreia do Sul por 4 a 2 e ficou perto de se classificar para as oitavas de final pela primeira vez. Slimani, Halliche, Djabou e Brahimi fizeram os gols da Argélia, enquanto Hung Min e Ja Cheol descontaram para a seleção da Coreia do Sul. Empurrada por sua numerosa e barulhenta torcida presente no Beira-Rio, a Argélia dominou completamente o primeiro tempo. Aproveitou as falhas do sistema defensivo coreano e aplicou 3 a 0 com muita

facilidade. A Coreia do Sul voltou do intervalo disposta a buscar a larga desvantagem, descontou cedo, mas o quarto gol argelino, aos 17 minutos, esfriou a tentativa de reação. Os coreanos chegaram a descontar de novo, mas jamais puseram em risco a vitória da Argélia. Com a vitória, a Argélia assume a vice-liderança do Grupo H, com três pontos, contra um da Coreia do Sul e da Rússia. Com um empate diante dos russos, a seleção africana praticamente garante vaga nas oitavas pela primeira vez em sua história. Na última rodada, os coreanos enfrentam a Bélgica, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP). Já os argelinos pegam a Rússia, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Os dois jogos estão marcados para quinta-feira, às 16h, horário de Manaus.

Após o apito final, jogadores se abraçaram e comemoraram

Com gol polêmico, Nigéria passa pela Bósnia de Dzeko

EDU ANDRADE/GAZETA PRESS

EMOÇÃO WAGNER CARMO / STR/GAZETA PRESS

YURI EDMUNDO/AGÊNCIA ELEVEN/GAZETA PRESS

A

torcida que lotou o Mineirão no sábado, e que esperava uma vitória com facilidade da Argentina em cima do Irã, se surpreendeu com o que viu em campo. Os argentinos dominaram o jogo desde o início, mas encontraram um verdadeiro bloqueio iraniano, formado na maioria das vezes por 11 jogadores, dificultando as ações de Messi e companhia. Com o isso, o placar ficou em branco no primeiro tempo, com o

Argelinos foram superiores e venceram merecidamente

A única seleção estreante na Copa do Mundo de 2014 já está eliminada. Derrotada no primeiro jogo pela Argentina, a Bósnia e Herzegovina teve gol legal de Dzeko anulado e perdeu no sábado para a Nigéria por 1 a 0, na Arena Pantanal, colocando um fim prematuro na sua primeira participação em Copas do Mundo. Os europeus até começaram bem o jogo e chegaram a balançar as redes com seu artilheiro, aos 20 minutos do primeiro tempo, mas a arbitragem alegou impedimento, que não existiu. Os bósnios, contudo, não se encontraram mais e ainda pediram falta de Emenike em Spahic no lance que definiu o placar, com o gol de Odemwingie, aos 28 da etapa inicial. Sem nenhum ponto em

ARBITRAGEM

O trio de arbitragem interferiu diretamente no resultado final da partida ao anular um gol legal do atacante do Manchester City Edin Dzeko a favor dos bósnios, ainda na etapa inicial de jogo duas partidas, a Bósnia e Herzegovina se despede do torneio no Brasil na quartafeira, às 12h (de Manaus), na Fonte Nova, em Salvador (BA), enfrentando o Irã, que tem um ponto e ainda luta por uma vaga. No mesmo dia e horário, a Nigéria, agora com três pontos, encara a já classificada Argentina no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), em busca de garantir sua presença nas oitavas de final da Copa.


Holanda e Chile duelam para ‘fugir’ do Brasil Em caso vitória holandesa ou empate, Chile deve ser o adversário da seleção brasileira nas oitavas de final da Copa quer um. Mas, como todo sonho, nunca sabemos se ele vai se realizar. É ainda mais saboroso quando acontece de surpresa”, afirmou Depay, que saiu do banco e fez o gol da vitória sobre a Austrália. Outro desfalque será o zagueiro Martins Indi, lesionado - Clasie será o substituto. No Chile, o técnico Jorge Sampaoli ainda não definiu se o meio-campista Aránguiz e o atacante Vargas serão titulares. Ambos ainda não estão em condições físicas plenas e podem ser poupados - Vargas, inclusive, está pendurado e ficará fora das oitavas se entrar em campo e levar cartão amarelo na capital paulista. O vencedor do duelo terminará a fase de grupos como líder do Grupo B e enfrentará o segundo classificado do Grupo A nas oitavas. A expectativa é que o Brasil vença Camarões hoje, em Brasília (DF), e fique com a ponta da chave, enfrentando o perdedor do confronto no Itaquerão no mata-mata. México e Croácia se enfrentam por outra vaga no Grupo A,

FICHA TÉCNICA HOLANDA CHILE Local: Estádio: Itaquerão, em São Paulo (SP) Horário: Horário: 12h Árbitro: Árbitro: Bakary Gassama (Gâmbia) Holanda: Cillessen; Janmaat, Vlaar, De Vrij e Blind; De Jong, De Guzman, Clasie e Sneijder; Robben e Depay. Técnico: Louis van Gaal Chile: Bravo; Silva, Medel e Jara; Isla, Marcelo Díaz, Vidal, Aránguiz (Valdivia) e Mena; Vargas (Paredes) e Alexis Sánchez. Técnico: Jorge Sampaoli

Sem o atacante do Manchester United, Robin Van Persie, suspenso, seleção holandesa contará com o talento de Arjen Robben

CLASSIFICAÇÃO

SEM CHANCE

Croácia e México disputam vaga

Seleções se despedem do Brasil

Na briga por uma das vagas do grupo A, as seleções de Croácia e México se enfrentam hoje (23) em Recife (PE), na Arena Pernambuco, às 16h, pela última rodada da fase de grupos da Copa. As duas equipes dependem apenas de si mesmas para conseguirem a classificação no grupo que ainda conta com o Brasil e com o já eliminado Camarões. No caso de uma vitória, o time vencedor passa às oitavas, enquanto um empate garante o México na próxima fase e deixa a Croácia na torcida por uma derrota brasileira. Com quatro pontos, o México é segundo colocado do grupo pelo saldo de gols (um para os mexicanos e dois

A Espanha, atual campeã mundial, joga apenas para cumprir tabela contra a Austrália hoje (23), na Arena da Baixada, pela última rodada da fase de grupos da Copa. Sem nenhum ponto conquistado, ambas as equipes estão eliminadas da competição, mas ainda tentam se despedir do Mundial com pelo menos uma vitória. Apesar de estarem na mesma situação, a seleção espanhola ficou mais abatida pela eliminação precoce. Após estrear contra a Holanda sofrendo uma surpreendente goleada por 5 a 1 no jogo que foi uma reedição da final da última Copa, a Espanha ainda perdeu para o Chile por 2 a 0 na segunda rodada. Os espanhóis, que defendiam o título, voltam

tema defensivo, liderado pelo capitão Rafa Marquez e pelo goleiro Ochoa, que fez boa partida contra o Brasil na segunda rodada da Copa. Chicharito Hernandez, atacante do Manchester United deve começar no banco novamente. A Croácia, que perdeu o jogo de abertura da Copa contra o Brasil por 3 a 1, se recuperou na segunda rodada goleando a seleção de Camarões por 4 a 0, em uma eficiente atuação do trio ofensivo Olic, Perisic e Mandzukic, que, suspenso, não jogou contra o Brasil. Nico Kovac, treinador da equipe croata, deve escalar o time com força total para conseguir somar os três pontos.

FICHA TÉCNICA MÉXICO CROÁCIA Local: Arena Pernambuco, em Recife (PE) Horário: Horário: 16h Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão) México: Ochoa; Rodríguez, Héctor Moreno e Rafa Márquez; Aguilar, Herrera, Vásquez, Guardado e Layún; Giovani dos Santos e Peralta. Técnico: Miguel Herrera Croácia: Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren e Pranjic; Modric, Rakitic, Sammir e Perisic; Olic e Mandzukic. Técnico: Niko Kovac

ALDO CARNEIRO COSTA/GAZETA PRESS

Autor de dois gols no duelo contra Camarões, Mandzukic é a esperança da Croácia

para os brasileiros). Matematicamente, o México pode se classificar mesmo se perder o jogo, mas dependeria de uma vitória do Camarões por uma grande margem de gols. Já a Croácia só pensa em vencer. Com três pontos ganhos e saldo de dois gols, um empate ou uma derrota pode significar a desclassificação. No caso de um empate, os croatas só se classificam com uma derrota brasileira. Após vencer Camarões (1 a 0) e empatar com o Brasil (0 a 0), a seleção mexicana entra em campo com a importante vantagem do empate. O técnico Miguel Herrera deve escalar o mesmo time começou as duas primeiras partidas e confia na boa atuação do sis-

para casa derrotados e preocupados com o futuro dessa geração de jogadores. Para a próxima Copa, é improvável que jogadores experientes como o goleiro Casillas, o zagueiro Sérgio Ramos e os meio-campistas Xabi Alonso, Iniesta e o próprio Xavi ainda atuem pela seleção. Já a Austrália veio ao Brasil sabendo das dificuldades em conseguir se classificar no difícil grupo B, que além da Espanha, ainda tem a Holan-

da e o Chile, que costuma dificultar em Copas do Mundo. O atacante Tim Cahill, um dos maiores jogadores da história da equipe australiana e que se despede da seleção aos 34 anos, disse estar orgulhoso pelo desempenho apresentado, apesar dos maus resultados. Na estreia, o time da Oceania perdeu para o Chile por 3 a 1 e, no segundo jogo, foi derrotado pela Holanda por 3 a 2, em um jogo bastante movimentado.

FICHA TÉCNICA

AUSTRÁLIA ESPANHA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) Horário: Horário: 12h Árbitro: Nawaf Shukralla (Bahrein) Austrália: Ryan; McGowan, Wilkinson, Spiranovic e Davidson; Jedinák, McKay, Leckie, Bresciano e Oar; Cahill. Técnico: Ange Postecoglou Espanha: Casillas, Azpilicueta, Sergio Ramos, Javi Martinez e Jordi Alba; Xabi Alonso, Iniesta, David Silva e Pedro; Fernando Torres e Diego Costa. Técnico: Vicente del Bosque

Goleiro e capitão da Espanha, Iker Casillas se despede do Brasil de forma melancólica

FERNANDO DANTAS/GAZETA PRESS

L

íderes do Grupo B com duas vitórias cada, Holanda e Chile decidem hoje (23) quem ficará com o primeiro lugar da chave e, provavelmente, escapará de um duelo com o Brasil nas oitavas de final. A partida acontece às 12h, no Itaquerão, em São Paulo (SP). A Holanda joga pelo empate, uma vez que leva vantagem no saldo de gols devido às vitórias por 5 a 1 sobre a Espanha, na estreia em Salvador (BA), e 3 a 2 sobre a Austrália, em Porto Alegre (RS). O Chile vem de triunfos mais modestos: 3 a 1 sobre os australianos, em Cuiabá (MT), e 2 a 0 no duelo que eliminou os atuais campeões do mundo, no Maracanã. Com dois dos artilheiros da Copa entre seus titulares, o técnico Louis Van Gaal terá que fazer uma mudança à força no setor. Autor de três gols até aqui, o centroavante Van Persie está suspenso e só volta nas oitavas de final. Assim, Robben terá a companhia de Depay no setor ofensivo. “Jogar e fazer gol em um Mundial é um sonho de qual-

MARCELO FERRELLI/GAZETA PRESS

D7

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014


D8

Pela terceira vez no ano, Rosberg venceu um Grande Prêmio e abriu mais sete pontos de vantagem sobre seu companheiro de equipe, Hamilton

O

alemão Nico Rosberg abriu mais vantagem na liderança do Campeonato Mundial de Fórmula 1, ontem, ao vencer o Grande Prêmio da Áustria da categoria. Largando da terceira colocação em Spielberg, o piloto aproveitou o bom ritmo do carro da Mercedes e conquistou sua terceira vitória no ano. Rosberg chegou ao GP da Áustria já com boa vantagem na ponta do Mundial de F-1 sobre Lewis Hamilton. Com a vitória de ontem, o alemão abriu mais sete pontos sobre o companheiro de equipe, segundo colocado da corrida em Spielberg. O finlandês Valtteri Bottas garantiu à Williams o primeiro pódio da temporada, ficando em terceiro. O brasileiro Felipe Massa conseguiu seu melhor resultado na temporada. O paulista andou na frente durante o primeiro trecho da corrida, mas perdeu posições nas paradas para troca de pneus e cruzou a linha de chegada na quarta colocação. Fernando Alonso foi o quinto,

seguido pelo mexicano Sergio Pérez, o dinamarquês Kevin Magnussen, o australiano Daniel Ricciardo, o alemão Nico Hulkenberg e o finlandês Kimi Raikkonen, que completaram a zona de pontuação. Com o resultado de ontem, Rosberg chega a 165 pontos na primeira colocação do Mundial, com Hamilton ocupando a segunda colocação com 136. A próxima etapa do calendário da F-1 é o Grande Prêmio da Inglaterra, no tradicional circuito de Silverstone, em 6 de julho. Mercedes imbatível O brasileiro Felipe Massa não desperdiçou a oportunidade de largar na pole position e começou bem o GP da Áustria, defendendo a primeira colocação sem ser ameaçado. O destaque do início da prova foi Hamilton, que saltou rapidamente da nona para a quarta colocação. Rosberg foi o primeiro dos ponteiros a parar nos boxes, na 12ª volta, retornando à pista na oitava colocação. De-

pois, foi a vez de Hamilton. Massa parou na 15ª volta e quando retornou à pista estava atrás do alemão da Mercedes e foi ultrapassado pelo britânico. Nos boxes, perdeu posição para Bottas. Os pilotos da Mercedes novamente abriram a segunda rodada de pit-stops entre os ponteiros, com Nico Rosberg se conservando à frente de: Lewis Hamilton. O brasileiro seguiu na pista até a 44ª volta, quando finalmente trocou os pneus. Rosberg se manteve tranquilo na primeira colocação para receber a bandeira quadriculada pela terceira vez no ano, seguido por Hamilton, Bottas e Massa.

Piloto alemão Nico Rosberg venceu mais um GP na temporada e acirrou ainda mais o clima de rivalidade dentro da Mercedes com Hamilton

AGÊNCIA EFE/FOLHAPRESS

Mercedes faz dobradinha no GP da Áustria

DIVULGAÇÃO

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014


Capitão América também “esteve”na arena para dar uma força para os Estados Unidos vencer Portugal

Torcidas colorem chegada

à Arena da Amazônia THIAGO FERNANDO Equipe EM TEMPO

N

o entorno da Arena da Amazônia Vivaldo Lima, a festa era grande antes do grande confronto do Grupo H da Copa do Mundo. As torcidas de Portugal e Estados Unidos faziam a festa e duelavam para mostrar qual era a mais confiante e animada. O jogo que poderia definir a classificação da seleção norte-americana para a fase de mata-mata da competição atraiu a atenção dos torcedores da país do Tio Sam. Mais de 30 mil torcedores, conforme informações da Empresa Estadual do Turismo (Amazonastur), desembarcaram em Manaus para apoiar Dempsey e companhia. Pelo lado português, a colônia que mora no Brasil marcou presença nas arquibancadas do palco do jogo. Os torcedores de Portugal confiavam em uma vitória na tarde de ontem e suas esperanças estavam nos pés do maior ídolo do país na atualidade, o atacante Cristiano Ronaldo. Para os manauenses Laís Frota e André Coutinho, a vitória aconteceria se o CR7 mostrasse em campo o porquê de ele ter sido escolhido no ano passado o melhor jogador do mundo. “Somos fãs do Cristiano Ronaldo e estamos aqui para apoiá-lo. Acredito numa vitória porque ele é o melhor do mundo”, disse Laís que ressaltou o ótimo clima que tomou conta do entorno do estádio. Segundo a jovem, é gratificante ver que os turistas estão adorando a cidade e isso ajudará a mudar a imagem do Estado. “Manaus tem que aproveitar essa oportunidade que surgiu com a Copa para mostrar para o mundo que os manauenses são hospitaleiros”, concluiu. O santista Rafael Mendes está em Manaus pela primeira vez e se encanta a cada momento com o carinho que recebe dos moradores da cidade. Tendo amigos no mu-

nicípio, o paulista se vestiu como autêntico português para mostrar toda sua confiança na primeira vitória da equipe no Mundial. Já família Cavalcanti também marcou presença no estádio. Não tendo dificuldades para chegar à arena, os descendentes de portuguêses acreditavam no triunfo lusitano e em gols de Cristiano Ronaldo. Pelo lado americano, a esperança girava em torno do camisa 8, Clint Dempsey, considerado por muitos, o melhor jogador do país na atualidade. Vindo de vitória na estreia, a equipe comandada pelo alemão Jürgen Klinsmann passava muito confiança para o californiano Tom Davis. “Espero uma vitória dos Estados Unidos. A equipe fez uma boa partida contra Gana e entra com menos pressão para o jogo. Acredito que venceremos por 2x1”, disse o americano que já está morando no Brasil há cinco meses. Trânsito Diferente do que aconteceu no dia do jogo entre Camarões e Croácia, onde os torcedores tiver a m difi culdades para chegar à Arena da Amazônia Vivaldo Lima devido ao grande engarrafamento que tomou conta da cidade, ontem, o trânsito fluiu normalmente, mesmo com o fechamento total das avenidas Constantino Nery (próximo à avenida Darcy Vargas) e Djalma Batista (em frente ao Amazonas Shopping). O trânsito foi redirecionado para as avenidas São Jorge e Umberto Calderaro Filho, facilitando a tráfego dos veículos.

Portugueses não queriam deixar de registar a boa acolhida do manauense

Amazonenses e turistas estavam na sintonia da alegria e do bom humor

Torcedores acreditavam que o talento de CR7 seria diferencial

ATÃ FOTOS: DIEGO JAN

Coloridos, enfeitados e principalmente animados, torcedores engrandeceram a partida entre Estados Unidos e Portugal

RICARDO OLIVEIRA

D9

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014


10 D10

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

Amazonenses reforçam

torcida por Portugal

FOTOS: IONE MORENO

Em vários cantos da cidade foi possível encontrar manauenses com a camisa da seleção portuguesa e torcendo por CR7

O casal foi unido assistir ao jogo entre EUA e Portugal, apesar da motivação diferente. Lurdiane estava interessada em ver os atributos físicos de CR7, já Rayson queria ver o futebol do craque BRUNO MAZIERI Especial EM TEMPO

A

pesar do placar pouco favorável – empate entre Estados Unidos x Portugal –, os amazonenses foram às ruas usando a camisa da seleção portuguesa. Em diversos cantos da cidade, onde o jogo foi realizado na noite de ontem, era possível encontrar manauenses reforçando a torcida dos portugueses. Na rua Santa Isabel, Praça 14, Zona Sul, famosa por sua tradicional decoração, o casal Rayson Reis e Lurdiane Ribeiro estava preparado para conferir a esperada partida “in loco”, ou seja, na Arena da Amazônia. Ele, devidamente caracterizado, afirmou que sua torcida vem juntamente com um fato histórico. “Eles foram nossos colonizadores. Herdamos muito da sua cultura, dos seus costumes. Nada mais justo do que torcer por essa seleção”, acrescentando que estava bastante curioso por ver Cristiano Ronaldo em campo. “Quero vê-lo jogar. E minha namorada é bastante fã dele. Então unimos as duas coisas”, diz. Lurdiane afirma que apesar do fator beleza, CR7 – como é conhecido – é um excelente jogador. “Apesar de sabermos que a seleção não está em uma fase muito boa, quis conferir o jogo. Ele – Cristiano

– é o melhor do mundo. Não sei quando terei a oportunidade de vê-lo novamente”, comenta ela destacando a expectativa de que o jogador faça um gol, algo que infelizmente não aconteceu. Outro torcedor do time de Portugal era José Bonifácio, 50. Usando um boné nas cores da camisa da seleção lusitana, ele conta que sua torcida era mais para o jogador Cristiano Ronaldo. “Gosto da maneira

NÃO DEU

Apesar da torcida, da maioria, pelas ruas da cidade torcer pelo time de Portugal, os lusitanos não apresentaram um bom futebol e a equipe do craque Cristiano Ronaldo decepcionou a torcida dele de jogar. Acho que será uma bela partida e que vai fazer história não apenas na Copa, mas também para a nossa cidade”, opina. Alvorada Em outro ponto da cidade, mas precisamente na rua 3, bairro Alvorada, Zona Centro Oeste, também famosa por sua decoração, outros tantos amazonenses engrossavam o coro a favor de Portugal. Morador da Cidade Nova, Ronaldo

Lima, 30, diz que existe uma identificação com o jogo dos portugueses. “Eles possuem um estilo bem parecido com o dos brasileiros. Porém, é fácil perceber que o time ainda não deu liga, não está no mesmo clima”, analisa. Entre os jogadores, Lima destaca Nani – responsável pelo primeiro gol – e, claro, CR7. “Eles possuem um grande futebol. São conhecidos e craques. Acredito que serão os grandes destaques da partida”. Momentos antes do jogo, o torcedor afirmou que o placar seria 2 a 1 para Portugal. Com menos expectativa que os demais, Antônio Castro, 27, previa um possível empate. “Já acreditava que o resultado poderia ser esse. Aliás, apesar de torcer por Portugal tenho visto que falta um certo entrosamento. Muitos colocam expectativas no Cristiano Ronaldo, o melhor do mundo, mas esquecem que não adianta ser o melhor e jogar sozinho. É preciso um esforço de todos para que o jogo tenha um bom resultado”, fala. Ele acredita, ainda, que pode haver uma mudança na situação de Portugal. “Tudo depende de como eles vão jogar daqui para frente. Espero que haja uma mudança tática e que todos trabalhem em equipe. Nem tudo está perdido”, finaliza.

No Alvorada, os amigos queriam a vitória de Portugal, apesar de duvidarem do futebol lusitano


D11 FOTOS: IONE MORENO

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

Conforme dados da Polícia Militar, ontem passaram pelo local cerca de 35 mil pessoas para prestigiar às atividades disponíveis na Ponta Negra

é espaço para famílias O evento realizado nas cidades-sede tem reunido um considerável número de famílias para conferir às partidas BRUNO MAZIERI Especial EM TEMPO

F

aça chuva ou faça sol, a Fifa Fan Fest, evento realizado pela Federação Internacional de Futebol (Fifa), em todos as cidadessede da Copa do Mundo de 2014, parece ter caído no gosto dos amazonenses. Com uma série de atividades, dentre elas uma tirolesa de 220 metros de extensão, e transmissão ao vivo de todos os jogos, a ação tem sido ponto de encontro de diversas famílias. Comumente é possível encontrar crianças de todas as idades, devidamente acompanhadas de seus pais e, até mesmo, casais. Ao longo de todo o dia de ontem, 34 mil pessoas passaram pelo local segundo informação do major da Polícia Militar, Márcio Leite, responsável por comandar a operação de segurança na área. Dentre as pessoas que passaram pelo local estava Carol Torres, 28. Ela que foi pela primeira vez ao evento, reuniu familiares e disse ter ficado surpresa com a organização. “Na verdade vim por recomendação de uma amiga. A entrada foi tranquila, não tive problemas para comprar bebidas ou alimentos e tudo foi bastante calmo”, relata. Hoje, dia em que o Brasil joga contra Camarões, em Brasília, ela pretende voltar, mas desta vez acompanhada da mãe. “Moramos perto da Arena da Amazônia. Por causa do jogo em Manaus, ela não veio. Mas foi até bom, porque assim consegui avaliar se era viável trazê-la. Confesso que fiquei bastante feliz com o que vi, e hoje ela virá me acompanhando”, afirma. Kelly Cordovil, 22, assim como Carol esteve pela primeira vez na Fifa Fan Fest. Acompanha do filho e de uma amiga também com o filho, ela contou que o que mais chamou

atenção foi a facilidade para chegar à Ponta Negra. “Geralmente sabemos que esses grandes eventos demandam uma grande quantidade de pessoas e isso dificulta o acesso ao anfiteatro, mas por incrível que pareça não tivemos esse problema. Foi tudo bastante tranquilo. Aliás, está tudo bem tranquilo apesar de ser um domingo”, observa. Em outro ponto da Ponta Negra, onde o evento acontece diariamente e de forma gratuita, o casal Ivonete Marinho Lemos e Cleberson Souza também marcou presença. Esta foi a terceira vez que eles acompanham os jogos no local. Cleberson destaca o telão de LED

DESTAQUE

No dia de ontem, algumas ocorrências foram apuradas. Entre elas uma tentativa de roubo no estacionamento da festa, uma fratura e um acidente envolvendo um carro e uma moto Adultos têm ido e levado um número maior de crianças ao local por estarem gostando das opções de entretenimento e da segurança

posicionado no palco da festa. “É muito bom poder assistir às partidas nessa proporção. Acho bacana que volta e meia tem umas atrações de boi também, mostrando nossa cultura para todo mundo, incluindo os turistas”, avalia. Já Ivonete comenta sobre a estrutura oferecida. “Estamos bastante satisfeitos com tudo o que está sendo oferecido. Não enfrentamos nenhum tipo de problema, é tudo bem tranquilo”, afirma ela fazendo questão de ressaltar que também pretende voltar hoje para assistir ao jogo da seleção brasileira. “Pretendemos trazer mais amigos e alguns familiares para torcermos juntos pelo nosso Brasil”, conta.

Sorteio e muita música Hoje, quem for assistir à partida entre Brasil e Camarões na Fifa Fan Fest poderá conferir entre as atrações musicais o show da banda de pagode Pixote. Além deles, o grupo local Vai Garotão também promete colocar todo mundo para sambar. Já na quarta-feira, dia do último jogo em Manaus, a festa terá como atração principal toda a baianidade da banda Cheiro de Amor, a partir de 18h. Tirolesa tem sindo uma das agradáveis atrações da Fifa Fan Fest

E para quem ainda não teve a oportunidade de conferir uma partida na Arena da Amazônia, a Federação Internacional de Futebol (Fifa) sorteará até amanhã (24) ingressos para a partida entre Suíça e Honduras. Para ganhar basta ficar atento aos concursos de danças e outras atividades que serão avisadas previamente pelo apresentador da festa. Por dia, serão ofertados um par de ingressos.


D12

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

Policiamento reforçado para jogo do Brasil

FOTOS: ALBERTO CÉSAR ARAÚJO

Policiamento será ostensivo para garantir segurança aos torcedores

Locais que têm atraído cada vez mais número maior de torcedores irá receber atenção especial por parte do policiamento

O

policiamento ostensivo em Manaus será reforçado por policiais do Ronda no Bairro hoje nas principais ruas da capital, onde estão sendo organizados eventos por conta do jogo do Brasil, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Além das áreas da Fifa Fan Fast, na Ponta Negra, e Avenida Itaúna, na Zona Leste, a rua 3, no Bairro Alvorada, Zona Centro Oeste, e a rua Santa Isabel, na

Praça 14, Zona Sul, recebem reforço de policiais. Nessas duas localidades, a expectativa é receber um público estimado em 35 mil pessoas, de acordo com o levantamento das Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms), que atendem à área. Segundo o comandante da 1ª Companhia Interativa Comunitária (1ª Cicom), major Juan Pablo Morrilas, na rua Santa Isabel, a estimativa é que até o final da partida passem pelo local um público de até

SEMPAB/SEMCOM

25 mil pessoas. Ele destacou que o clima é de festa e o evento tem ocorrido sem registro de ocorrências graves. “A maior concentração de pessoas ocorre geralmente após o jogo do Brasil, vindas principalmente do Centro da cidade. Durante todo o evento, o policiamento é reforçado no local”, disse Morrilhas. Já a rua 3 do bairro Alvorada, conforme o comandante da 10ª Cicom, major Charles Seixas, deve receber durante o jogo do Brasil um público de 10

mil pessoas. “O policiamento é montado desde o início do evento e segue até o final. Até o momento não registramos nenhuma ocorrência durante a festa. O que percebemos é que as pessoas estão aqui em um clima de paz para torcer pela seleção”, opina o major. Ele destaca que na área da 10ª Cicom também há outros pontos de concentração de pessoas durante os jogos, como na rua 8 do bairro Alvorada, e na praça do Dom Pedro. “Além desses pontos,

se for percebido alguma outra demanda, enviamos reforço no policiamento”, afirma. Na área da 2ª Cicom, as duas grandes festas realizadas pelos moradores recebem reforço do policiamento do Ronda no Bairro, de acordo com o comandante da área, major Leandro Benevides. Ele informa que na orla do Amarelino, Educandos, e na rua São Pedro, no Morro da Liberdade, o público estimado é de sete mil pessoas. Segundo o secretário-exe-

cutivo do Programa Ronda no Bairro da SSP-AM, coronel Raimundo Rooselvet, as trinta Companhias Interativas Comunitárias do Ronda no Bairro acompanham nos bairros as demandas para o policiamento, sendo que a maioria já foi feita previamente pelos organizadores. “As companhias que já atendem as áreas da Fifa Fan Fast e avenida Itaúba também tem um esquema especial e reforçado para o policiamento nessas localidades”, pontua o coronel.

IRREGULARES

Mercadorias apreendias no entorno do estádio

Fiscais da Sempab estão cumprindo determinações da Fifa

A equipe de fiscalização da Secretaria Municipal de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab) apreendeu nos dez primeiros dias do Mundial em Manaus mercadorias de 43 ambulantes que tentavam comercializar produtos nas Áreas de Restrição Comercial (ARCs) e outros espaços não permitidos em eventos de transmissão da Copa do Mundo. Só ontem, 18 ambulantes tiveram seus produtos apreendidos por fiscais. O largo São Sebastião foi o local onde mais houve apreensão. Até às 18h, tinham sido recolhidas mercadorias de 13

ambulantes. No complexo turístico da Ponta Negra, onde é realizada a Fifa Fan Fest, foram apreendidas três caixas de isopor. Na Arena da Amazônia, foram apreendidos produtos de três ambulantes que tentaram comercializar adereços, alimentos e bebidas. “Os fiscais iniciam o trabalho apenas orientando as pessoas de que é proibido comercializar nestes locais. Só fazemos as apreensões quando eles não atendem ao pedido da fiscalização”, explicou a gerente de operações da Sempab, Ewanubia Ribeiro. A mercadoria apreendida só é devolvida aos comercian-

tes mediante apresentação da nota fiscal do produto. O ambulante tem cinco dias para comparecer à sede da Sempab, rua Carvalho Paes de Andrade, n° 140, São Francisco, Zona Sul, portando documentos com foto para dar entrada com requerimento e reaver os materiais. Ao receber a mercadoria de volta, os ambulantes precisam assinar um termo de compromisso com a Sempab de que não comercializarão novamente nas áreas proibidas. Em caso de reincidência, os produtos são doados para instituições de caridade, exceto quando forem piratas ou quando fo-

rem bebidas alcoólicas, pois os mesmo são descartados. Equipe Mais de 30 servidores da Sempab foram escalados para auxiliarem na fiscalização de combate ao comércio informal durante os jogos da Copa do Mundo em Manaus. Os fiscais foram distribuídos em quatro locais diferentes: no Complexo Turístico da Ponta Negra; na Arena da Amazônia em dias de jogos; no largo São Sebastião e na avenida Itaúba, Jorge Teixeira, Zona Leste, que estão oferecendo a transmissão pública dos jogos.


D13

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

Arthur recebe homenagem

Comemorações O prefeito recebeu das mãos do ministro de Assuntos Parlamentares de Portugal, Luiz Marques Guedes, a placa de homenagem pelos relevantes serviços prestados à comu-

nidade portuguesa, especialmente enquanto atuou como diplomata na Embaixada do Brasil em Portugal. “Deixaram para fazer suas comemorações em uma data tão importante para nós que é a Copa do Mundo e com a participação da seleção portuguesa jogando aqui em Manaus. A Copa abre as portas da cidade para o mundo e turistas de diferentes nacionalidades estão percebendo que a cidade tem muito para oferecer. Estou muito feliz em participar desse evento e agradeço por tudo que pude aprender no Parlamento português”, ressaltou o prefeito. “É a primeira vez que venho a Manaus e vejo que a

A solenidade foi realizada no Luso Sporting Clube, na véspera do jogo da seleção Portuguesa contra os Estados Unidos

Estou muito feliz em participar desse evento e agradeço por tudo que pude aprender no Parlamento português Arthur Virgílio Neto, prefeito de Manaus

cidade tem uma localização que pode funcionar como uma plataforma quer para efeito de turismo, quer para efeito de negócios, e não apenas com os países da América Latina, mas também com a Europa. Da parte do governo de Portugal temos muito interesse em fortalecer essas relações comerciais até pela pujante comunidade portuguesa que vive há bastante tempo em Manaus”, afirmou o ministro Luiz Marques Guedes. O embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Teles, aproveitou a oportunidade para dizer que o país tem se modernizado, convidando os manauenses para conhecerem melhor Portugal por meio do voo direto da TAP. MARINHO RAMOS/SEMCOM

O

prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, foi homenageado na noite de sábado, 21, pela Comunidade Portuguesa e Luso-Brasileira do Amazonas em evento que também contou com a presença da embaixada e de outras autoridades de Portugal. A solenidade foi realizada no Luso Sporting Clube, localizado no centro da cidade, na véspera do jogo da seleção Portuguesa contra os Estados Unidos na Arena da Amazônia Vivaldo Lima. De acordo com os organizadores do evento, a cerimônia tinha por finalidade comemorar o Dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas, celebrado em 10 de junho. A data também faz referência à morte de Luís Vaz de Camões, ocorrida em 1580. Arthur Neto foi acompanhado da esposa, a primeira-dama do município Goreth Garcia, que também é secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh). Na ocasião, ele destacou a importância do voo direto da TAP que ligou a Europa, a partir da capital portuguesa, Lisboa, a Manaus, e disse que novas propostas estão sendo viabilizadas. “Estamos sonhando com uma rota da Iberia Linhas Aéreas, que ligará Manaus a Madri (Espanha) e a Lima (Peru), trazendo mais espanhóis e peruanos para conhecer nossas riquezas. Estudos preliminares apontam que o trajeto é favorável e, assim como o voo direto da TAP Lisboa-Manaus, a nova linha trará também novas oportunidades de negócios e investimentos no setor turístico”, avaliou Arthur Neto.

TÁCIO DE MELO/SEMCOM

Prefeito de Manaus é homenageado por Comunidade Portuguesa e destaca criação de novas rotas

O tráfego de pedestres e de veículos ocorreu sem qualquer transtorno

EUA X PORTUGAL

Retorno tranquilo no terceiro jogo Depois de assistir ao empate em 2 a 2 entre as seleções dos Estados Unidos e Portugal, os mais de 40 mil torcedores que estiveram na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, ontem, mais uma vez, não tiveram problemas para sair do estádio. O tráfego de pedestres e de veículos ocorreu sem qualquer transtorno, segundo o agente do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Marlos Nicácio. De acordo com ele, o efetivo de 72 servidores do órgão seguiu o mesmo esquema dos jogos anteriores, o que surtiu, mais uma vez, o efeito esperado. Vias sinalizadas com cones e agentes de trânsito colaboraram para orientar grande parte dos espectadores que utilizou as avenidas Constantino Nery e Djalma Batista para deixar o estádio. Uma hora e meia após o fim da partida, o tráfego da avenida Djalma Batista foi liberado para o trânsito em geral. Muitos torcedores deixaram a arena de carro ou de táxi, mas o industriário Jorge Luiz optou em voltar para casa de ônibus junto com os amigos. Ele disse que é o segundo jogo a que o grupo assiste em Manaus e

sempre volta de ônibus. “Voltamos de ônibus no primeiro jogo e foi muito rápido, além de ser mais tranquilo, porque os ônibus já ficam aqui esperando os torcedores e também não temos que nos preocupar com estacionamento”, comentou. Chegada Antes do jogo, os torcedores

SINALIZAÇÃO

Vias sinalizadas com cones e agentes de trânsito colaboraram para orientar grande parte dos espectadores que utilizou as avenidas Constantino Nery e Djalma Batista para deixar o estádio também tiveram um acesso tranquilo ao estádio, caminhando a pé nas ruas que foram interditadas pelo Manaustrans. Desde às 9h, os trechos das principais avenidas que contornam a arena foram monitorados por agentes de trânsito e ao meiodia, o acesso para veículos foi bloqueado. As primeiras interdições fo-

ram realizadas nas avenidas Pedro Teixeira e Lóris Cordovil, no trecho entre a alameda do Samba e a avenida Constantino Nery. No início da tarde, o tráfego na avenida Constantino Nery foi interrompido no trecho entre o viaduto de Flores e a avenida Darcy Vargas. A avenida Djalma Batista, área restrita para embarque e desembarque de passageiros do transporte coletivo, foi interditada às 14h. Os agentes do Manaustrans não constataram ocorrências de estacionamento irregular nas ruas que contornam a arena. No entanto, foi necessário orientar um grupo de estrangeiros que insistia em estacionar na área de restrição. A escolta das delegações de Portugal e Estados Unidos, desde a saída dos hotéis, na Zona Centro-Sul, até a arena, foi acompanhada pelo Manaustrans. O percurso foi organizado por agentes em motos que atuaram em postos de controle de trânsito nos cruzamentos de maior movimento ao longo das rotas protocolares. Os agentes atuaram nesses locais com uma hora de antecedência para facilitar a passagem dos veículos escoltados.


D14

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

Problemas cardíacos em jogos do Brasil na Copa

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Excesso de comemorações e poucas horas de sono também podem gerar problemas de saúde durante o Mundial

E

m dias de jogos decisivos do Brasil, como o de hoje, contra Camarões, há um aumento de até 28% no atendimento de emergências cardíacas, segundo estudo comandado pelo cardiologista Nabil Ghorayeb, do instituto Dante Pazzanese, de São Paulo. A ansiedade e o nervosismo com o resultado do futebol podem desencadear problemas graves no coração, especialmente para quem já faz tratamento de alguma doença. “Quanto pior for a seleção brasileira, maior o número de atendimentos”, afirma Ghorayeb, chefe de seção de Cardiologia do Esporte do instituto Dante Pazzanese, que coordenou a primeira pesquisa, realizada em seis hospitais, durante a Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. Agora, o médico ampliou a amostragem para nove prontos-socorros, de várias cidades do Brasil. “Queremos atingir 6 mil pacientes no período da

Copa do Mundo”. O nervosismo de um jogo decisivo pode desencadear uma série de problemas, como pressão alta, arritmia, angina no peito, palpitações, desmaio, tonturas e até infarto do miocárdio e parada cardíaca. “O paciente, que sofre de ansiedade com o futebol, libera hormônios, como a adrenalina, que faz a pressão subir e pode encadear algum evento agudo”, diz Rui Póvoa, professor de cardiologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Esse é o típico paciente abarcado no estudo coordenado pelo instituto Dante Pazzanese. “O que interessa na nossa pesquisa é quem vai ao pronto-socorro na véspera, no dia ou um dia depois do jogo do Brasil, apresentando desde problemas leves até coisas graves. A gente quer saber se aquele mal-estar foi causado pelo jogo ou porque o paciente discutiu com a mulher e os filhos”, explica o médico.

Em dias de jogos decisivos do Brasil, há um aumento de até 28% no atendimento de emergências cardíacas

Internações têm aumento de 16% no SUS Outra pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), com dados de quatro Copas do Mundo (1998, 2002, 2006 e 2010), apontou um aumento de 16% de internações no Sistema Único de Saúde (SUS) por problemas cardíacos durante a competição. No estudo do Dante Pazzanese, jogos em que há o risco de eliminação, são os mais problemáticos.

“No dia em que o Brasil perdeu para a Holanda (e foi eliminado da última Copa do Mundo), houve um aumento significativo nos atendimentos médicos. Nos outros jogos, não há aumento tão acentuado”, afirma Ghorayeb. Para quem tem predisposição a problemas no coração, os especialistas dão alguns conselhos para evitar terminar o

dia em uma sala de hospital. “Assistir ao jogo acompanhado. Não é bom ele ficar sozinho. Se precisar de ajuda médica, é melhor que ele esteja acompanhado”, diz Ghorayeb, que também alerta para o risco do consumo de álcool e de bebidas energéticas. “Se ele tem predisposição para doença cardíaca, deve evitar bebida de alto teor alcoólico.

E não tomar mais do que 700 ml de cerveja, que é um padrão razoável.” Para Rui Póvoa, da Unifesp, no limite, às vezes é melhor evitar até assistir ao jogo da seleção brasileira. Dependendo do futebol da seleção do técnico Luiz Felipe Scolari, ir ao cinema na hora do jogo pode ser uma boa opção de isolamento.

Boas horas de sono essenciais Outro problema muito comum durante o período de Copa do Mundo, especialmente para os mais fanáticos, é o excesso de comemorações e a falta de um período de descanso de sete a oito horas diárias. “Nosso sono é tão bom quanto mais regular ele for. Se as pessoas estão saindo da regularidade vão pagar por isso”, afirma o pneumologista Maurício Bagnato, responsável pela Medicina do Sono do hospital Sírio-Libanês, de São Paulo. “Tem argentino dormindo na praia, no Rio de Janeiro, ou dentro do carro. Perdese na quantidade e na qualidade do sono”. O especialista aponta uma série de problemas de saúde que podem desencadear naquele fanático pela Copa do Mundo, que fica na TV até altas horas da noite conferindo todas as mesas-redondas de futebol nos canais fechados. “Se ele ficar muito tempo assim, pode diminuir a imunidade, correndo mais risco de pegar gripes e resfriados”, conta o médico. Períodos muito alongados sem descanso regular, o que não é o caso da Copa do Mundo, aumentam o risco de obesidade e de contrair diabetes, doenças cardíacas, câncer e AVC

(acidente vascular cerebral). Durante o Mundial, porém, dormir pouco afeta a cognição. “O indivíduo fica mais desconcentrado, com memória ruim, e há aumento na irritabilidade. Dirigir se torna perigoso. O futebol, que é uma curtição, pode virar problema. A qualidade de vida cai muito”, aponta Bagnato. O abuso de álcool, muito

SINTOMAS

O nervosismo de um jogo decisivo pode desencadear uma série de problemas, como pressão alta, arritmia, angina no peito, palpitações, desmaio, tonturas e até infarto do miocárdio comum em períodos de Copas do Mundo, é outro fator que contribui para se dormir com pouca qualidade. “Algumas pessoas dizem que o álcool relaxa, mas a estrutura do sono piora. O indivíduo pode ter apneia. Ou seja, o álcool estraga a qualidade do sono, piora tudo”, explica ele. “À noite, é melhor esfriar os ânimos, evitar a TV até tarde, e não comer e beber muito. Qualquer excitação, piora o sono”.


D15

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014

DIVULGAÇÃO/SEMCOM

Transporte especial garantido a torcedor “Transporta” garante a acessibilidade na Copa de mais de 500 torcedores com mobilidade reduzida

O

serviço da Prefeitura de Manaus disponibilizado para transportar torcedores com mobilidade reduzida durante os jogos na Copa do Mundo facilitou o deslocamento de 500 pessoas ontem, dia da partida entre Portugal e Estados Unidos. O número foi o maior registrado nos três jogos realizados na cidade e representa um aumento de 56% em relação à demanda do último jogo. O serviço atende principalmente idosos, obesos e pessoas com deficiência física, que podem levar um acompanhante. O transporte é feito em 10 micro-ônibus pertencentes ao programa “Transporta”, um serviço gratuito, coordenado pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), destinado às pessoas com mobilidade reduzida que fazem tratamento e reabilitação. Os veículos possuem ar-condicionado e são dotados de plataformas elevatórias para o embarque de cadeirantes. Para utilizar o serviço, os torcedores podem se dirigir a dois locais: a avenida Djalma Batista – esquina com a avenida Pedro Teixeira – e ao estacionamento da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na avenida Mário Ypiranga. Na Aleam, idosos e pessoas com deficiência que desejam utilizar os micro-ônibus podem estacionar seus veículos mediante à apresentação da credencial de estacionamento especial, emitida pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do

Trânsito (Manaustrans) na portaria. Os micro-ônibus saem dos pontos de embarque e chegam até a avenida Constantino Nery, em frente à entrada da Arena da Amazônia. Linhas especiais Mesmo com o aumento na quantidade de passageiros transportados pelas linhas especiais, ontem, o reforço na frota feito para o jogo entre Estados Unidos e Portugal foi suficiente para suprir a demanda de torcedores que optaram

REFORÇO

Mesmo com o aumento no número de passageiros transportados pelas linhas especiais, o reforço na frota feito para o jogo foi suficiente para suprir a demanda de torcedores que optaram pelo transporte público por chegar à Arena da Amazônia utilizando o transporte público. Um levantamento parcial feito pela SMTU aponta que cerca de 2,7 mil pessoas chegaram ao estádio em uma das seis linhas. O número supera mais uma vez o registrado no último jogo da Copa. As rotas que saíram do largo São Sebastião, Centro e da avenida André Araújo, Aleixo, novamente, foram as que tiveram maior procura. Essas duas rotas operaram com o dobro da frota do último jogo.

Itinerários alterados em dia de jogo A Prefeitura de Manaus executou o mesmo esquema operacional de transporte realizado no último jogo. Além das seis linhas especiais criadas para atender exclusivamente a torcedores, circularam no entorno da Arena da Amazônia 42 linhas normais com 301 ônibus. Essas linhas tiveram os seus itinerários alterados a partir das 9h quando iniciou a interdição das avenidas Pedro Teixeira, Lóris Cordovil e alamedas do Samba e Belmiro Vianez. As linhas que atendem às vias interditadas foram desviadas para as avenidas Dom Pedro, Darcy Vargas, Teomário Pinto e Desembargador João Machado. Com o início da interdição da avenida Constantino Nery às 12h, as linhas seguiram para a avenida Djalma Batista, principal ponto de embarque e desembarque de passageiros durante as interdições.

O transporte é feito em 10 micro-ônibus do programa “Transporta”, um serviço gratuito

DIVULGAÇÃO/SEMCOM

SERVIÇO

Atendimento a turistas segue após o Mundial A Clínica do Viajante, que funciona na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD – avenida Pedro Teixeira, nº 25, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste), deverá continuar depois da Copa 2014. O serviço foi criado pelo governo do Amazonas para atender à demanda durante o Mundial e já realizou atendimento de 34 turistas brasileiros e estrangeiros em uma semana de torneio. Ontem, dia de jogo na Arena da Amazônia Vivaldo Lima entre Portugal e Estados Unidos, os profissionais estavam de plantão para possíveis ocorrências na área de saúde. De acordo com o enfermeiro responsável, Cristiano Viana, médicos e enfermeiros bilíngues fazem o atendimento dos turistas e a cidade contará com esse serviço após a Copa. “O trabalho continua em um horário diferente deste do Mundial, tanto a parte clínica quanto

a laboratorial farão os atendimentos”, afirmou. Viana disse ainda que os casos que chegam à clínica do turista não são graves, sendo a maioria viroses ou casos de pacientes com quadro clínico com efeito colateral de medicamentos. Operação de segurança garante tranquilidade durante o terceiro jogo da Copa em Manaus

MONITORAÇÃO Cavalaria, helicópteros e a vistoria realizada pelos policiais militares, além da integração com outros órgãos de segurança como Polícia Federal, auxiliaram na segurança de torcedores e das delegações

“Muitos turistas tomam medicamentos em seus países de origem. Nós atendemos um caso de uma criança que tomou um medicamento para malária e teve efeito colateral. Os pais a trouxeram, ela foi atendida e está bem”, afirmou.

Reforço no esquema de segurança A movimentação dos torcedores nos arredores na Arena da Amazônia antes do jogo foi tranquila. Cavalaria, helicópteros e a vistoria realizada pelos policiais militares, além da integração com outros órgãos de segurança como Polícia Federal, auxiliaram na segurança de torcedores e

das delegações. De acordo com o coronel da PM Aroldo, que comandou os trabalhos na área da avenida Pedro Teixeira, a segurança na área foi reforçada para garantir a tranquilidade. “Nós temos em cada ponto de vistoria cem policiais para garantir a segurança de todas

as pessoas que estão aqui. O procedimento adotado hoje acometerá em outros grandes eventos”, disse. A maioria dos turistas entrevistados elogiou tanto o esquema de segurança na cidade quanto a hospitalidade do amazonense, entre eles o português Paulo Castro. Ele

ESPECIAL COPA 2014 EDIÇÃO Michele Gouvêa Tricia Cabral

REPORTAGENS Bruno Mazieri Thiago Fernando

REVISÃO Lorena Lima

DIAGRAMAÇÃO Kleuton Silva, Klinger Santiago, Leonardo Cruz, Marcelo Robert e Mario Henrique Silva

afirmou que gostou de Manaus e que ele e sua a família voltarão após a Copa. ”O povo brasileiro é sensacional, e Manaus tem uma natureza incrível. O rio Negro é muito bonito e queremos voltar aqui”. Além de portugueses, muitos norte-americanos e brasileiros foram a assistir ao jogo.


D16

MANAUS, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2014


Pódio - 23 de junho de 2014  

Pódio - Caderno de esportes do jornal Amazonas EM TEMPO

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you