Issuu on Google+

R$

1,00 PREÇO DESTA EDIÇÃO

O JORNAL QUE VOCÊ LÊ ANO XXVI – N.º 8.206 – SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013 – PRESIDENTE: OTÁVIO RAMAN NEVES – DIRETOR EXECUTIVO: JOÃO BOSCO ARAÚJO

DEIXE A PREFEITURA

FOTOS: ARQUIVO EM TEMPO

Prefeito Arthur Neto (PSDB) deu ultimato ao vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Habitação: ou a prefeitura ou a candidatura ao governo. Hissa preferiu a política e está deixando o cargo segunda-feira. Em seu lugar assume Orlando Holanda. Contexto A3

Hissa: de olho no governo do Estado

Pauderney: volta para a Câmara dos Deputados

Donmarques: uma cadeira na Assembleia Legislativa

QUEM É CANDIDATO

Outros três secretários vão deixar seus cargos para concorrer às eleições de 2014, conforme solicitação de Arthur. Pauderney Avelino, Donmarques Mendonça e Hissa Abrahão deixam, respectivamente, as secretarias de Educação, Particular e de Infraestrutura e Habitação. Política A5

DIVULGAÇÃO

VIOLÊNCIA

Casal é morto por encapuzados Janderlei de Medeiros Marques e a mulher Lindormara foram executados, dentro de casa. Dia a dia C4

ABUSADO

Um desentendimento entre um revendedor de veículos e o dono de um prédio acabou fazendo com que um carro – que estava estacionado na área da construção –, fosse cimentado em uma calçada, em Belo Horizonte. País C6

Na cadeia, Jefferson quer Salmão

Reviravolta na história da médica presa

SEMCOM

DIVULGAÇÃO

Empresa autorizou o trabalho, mesmo com o carro estacionado na calçada

FACEBOOK

Ditador da Coreia Ponte nova já executa até o tio tem problema 8177-2096

Vasco fica na série B A Justiça Desportiva negou o recurso do Vasco pedindo a impugnação da partida contra o Atlético-PR, confirmando o rebaixamento da equipe carioca. Pódio E5

O presidente do Sindicato dos Médicos do Estado do Amazonas (Simeam), Mário Viana, tem outra versão para o caso da pediatra Socorro Pereira, presa por omissão: o policial seria parente de Janderlândia da Silva, que fez a denúncia. Dia a dia C1

DENÚNCIAS • FLAGRANTES

DIVULGAÇÃO

STJD

O delator do esquema do mensalão quer um café da manhã com geleia real e salmão defumado. País C6

PARENTESCO

Carro é cimentado no calçadão

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-um, mandou executar seu próprio tio e mentor, Jang Song-thaek (foto), acusado de uma suposta “tentativa de derrubar o Estado”. Mundo C8

Inaugurada há 20 dias, a ponte Arthur Bernardes (foto), no São Jorge, apresenta problemas em um dos pilares, que foi afastado pela correnteza. Dia a dia C1

FALE COM A GENTE - ANÚNCIOS CLASSITEMPO, ASSINATURA, ATENDIMENTO AO LEITOR E ASSINANTES: 92 3211-3700 ESTA EDIÇÃO CONTÉM - ÚLTIMA HORA, OPINIÃO, POLÍTICA, ECONOMIA, DIA A DIA, PAÍS, MUNDO, PLATEIA E PÓDIO.

Mais uma polêmica no caso FLU Washington de Oliveira, do STJD, foi excluído da sessão por antecipar seu voto no “Facebook”. Pódio E5

TEMPO EM MANAUS

MÁX.: 34

MÍN.:

23


Última Hora

A2

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Francês, alemão e mandarim podem fazer parte do Enem Para o ministro da Educação Aloizio Mercadante, as outras opções de língua nas provas do Enem vão depender de demanda

D

urante visita ao Brasil, ontem, o presidente da França François Hollande defendeu que a opção da língua francesa em vestibulares do país “possa ser facilitada e ampliada”. Diante da demanda, o ministro Aloizio Mercadante (Educação) afirmou que a pasta estuda a adoção do francês no Enem. “Se houver um volume significativo de estudantes para que seja mais uma opção (de língua estrangeira), nós poderemos ampliar não só para o francês. Nos interessa que a gente tenha como segunda opção linguística, além do inglês e do espanhol, outras possibilidades como o mandarim, o alemão”, disse Mercadante após solenidade em Brasília sobre a cooperação educacional entre os dois países. “Antes de tomar essa decisão, vamos fazer uma avaliação para ver a demanda que existe”, completou. Mercadante afirmou ainda que outra demanda dos franceses é a maior agilidade de reconhecimento de diplomas de graduação entre os dois países. A intenção é reduzir a burocracia de brasileiros diplomados no país europeu e vice-versa.

ABR

Debate Para isso, disse o ministro, seria feito um debate entre comissão da Andifes (associação de reitores das universidades federais) e das universidades francesas. “Fizemos isso com nove áreas no Mercosul e estamos estudando com algumas universidades de excelência na Espanha e Portugal, por áreas específicas. En-

DEMANDA

Mercadante afirmou que outra demanda dos franceses é a maior agilidade de reconhecimento de diplomas de graduação entre os dois países. A intenção é reduzir a burocracia de brasileiros diplomados no país genharia é uma das prioridades. E faremos isso com a França”, afirmou o ministro. Mercadante e Hollande fizeram discursos descontraídos no evento de intercâmbio estudantil, realizado no Museu da República. Mercadante iniciou sua fala citando o ex-presidente norte-americano Thomas Jefferson, um dos autores da declaração de independência dos Estados Unidos.

O presidente da França François Hollande (à esq.) e o ministro da Educação Aloizio Mercadante participaram de evento em Brasília

INVESTIGAÇÃO

PERSONALIDADES CHICO BATATA/AGECOM

Marido é suspeito de matar família brasileira nos EUA

LOTERIAS

MEGA-SENA Concurso nº 1555 (11/12/2013) 02

Vice-governador José Melo (no centro) cumprimenta o ministro do STF Ricardo Lewandowski

Melo em homenagem no TJAM Treze personalidades, entre elas o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, foram agraciadas, ontem, por prestarem relevantes serviços à Justiça do Amazonas em 2013. A solenidade, que ocorreu no auditório Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro, na sede do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), no Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus, contou com a presença do vicegovernador José Melo, que representou o governador Omar Aziz na cerimônia. Além de Lewandowski, que recebeu a mais alta comenda concedida pelo TJAM, a Medalha da Ordem do Mérito Judiciário, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Eustáquio Soares Martins, o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) João dos Santos Pereira Braga e o comandante militar da Amazônia (CMA) e general do Exército Eduardo Dias da

Costa Villas Boas estiveram entre os homenageados. Para o vice-governador José Melo, a homenagem não poderia ser mais justa. “Em primeiro lugar, vejo tanto o ministro Lewandowski quanto o ministro Humberto Martins como duas personalidades no campo jurídico dos tribunais superiores que têm tido entendimento favorável para com o Amazonas. Eles entendem que o Amazonas é importante quando julgam causas do interesse do povo do Amazonas. Por outro lado, eles têm sido muito compreensivos em relação às dificuldades pela qual passa a nossa Justiça. Quanto aos outros agraciados são todos detentores de um lastro de trabalho e dedicação muito grande nos ramos que se dedicam. Portanto, o tribunal foi muito feliz nas escolhas neste ano”, disse Melo.

Graus A Insígnia da Ordem é a mais alta distinção do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) e é constituída de três graus: 1 - Grande Mérito (dourada); 2 - Mérito Especial (prateada); e 3 - Mérito (bronze). No grau Grande Mérito, foram homenageados os ministros Lewandowski e Humberto Eustáquio Soares Martins; João dos Santos Pereira Braga do CNJ; e o comandante militar da Amazônia (CMA) e general do Exército Eduardo Dias da Costa Villas Boas. Entre os agraciados com a medalha prateada, no grau do Mérito Especial, estão a juíza do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) Lúcia Maria Corrêa Viana; o juiz de Direito de Entrância Final Moacir Pereira Batista; e a promotora de Justiça Nilda Silva.

A polícia de Orlando, nos Estados Unidos, suspeita que o caso da família brasileira, encontrada morta dentro de um carro na garagem de casa, em Lake Nona, trata-se de um duplo assassinato seguido de suicídio. Segundo as autoridades, os corpos de Márcio Luiz Ferraz do Amaral, 45, sua mulher Cledione Regina Ruppenthal Ferraz do Amaral, 34, e a filha do casal Wendy Ferraz do Amaral, 10, passaram três semanas sem ser encontrados. Amaral, que conheceu a mulher na TAM quando ele trabalhava como piloto e ela era comissária de bordo, estava desempregado havia alguns meses. Cledione, que trabalhava em um parque da Disney, não ganhava bem o

suficiente para cobrir os gastos da família. Para a polícia, Amaral matou a família e em seguida tirou a própria vida, porque não tinha dinheiro para sustentá-los nos Estados Unidos. A família, que morava na Flórida havia 5 anos e não tinha voltado ao Brasil desde então, foi encontrada por um dos proprietários da casa alugada que eles habitavam desde 2009, em um condomínio de luxo. Gerald Mastro teria ido cobrar o valor dos aluguéis atrasados e, ao tocar a campainha, reparou num cheiro forte que vinha de dentro da residência. Sem receber resposta dos chamados, o proprietário teria ligado para a polícia, que encontrou os corpos.

CEARÁ

05

23

33

52

59

TIMEMANIA Concurso n. 511 (12/12/2013) 03 13 31 43 63 66 79 Time do coração FORTALEZA/CE

LOTOFÁCIL Concurso n. 993

(11/12/2013)

02

04

05

07

09

10

12

14

17

20

21

22

23

24

25

QUINA Concurso n. 3364 (12/12/2013) 07

29

41

54

79

LOTOMANIA Concurso n. 1408 (11/12/2013)

Operação resgata 96 pessoas em condições de escravidão

05

09

20

23

32

33

43

46

48

50

51

52

57

72

74

78

85

88

89

95

O Ministério Público do Trabalho (MPT), o grupo especial de fiscalização móvel do Ministério do Trabalho e Emprego (MPE) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) resgataram 96 trabalhadores que estavam em situação degradante, análoga ao trabalho escravo, em duas fazendas dos municípios de Barroquinha (385 km de Fortaleza) e Granja (330 km de Fortaleza). A operação de resgate teve início no último dia 3 e encerrou ontem com o pagamento das verbas rescisórias aos trabalhadores e as emissões dos autos de infração às fazendas. Os trabalhadores eram do município de Bar-

DUPLA DUPLA-SENA

reiras (BA) e devem voltar ao Estado de origem. A descoberta de trabalhadores em condições análogas à escravidão ocorreu após investigações sobre aliciamento irregular de mão de obra para trabalhar em carvoaria no município de Canindé (118 km de Fortaleza). As 96 pessoas trabalhavam em atividades relacionadas à produção do pó da carnaúba e todo o trabalho era feito sem nenhum EPI (Equipamentos de Proteção Individual). Além disso, não havia registro nas Carteiras de Trabalho e Previdência Social (CTPSs), nem tinham exames médicos admissionais.

Concurso n. 1236 (10/12/2013) Primeiro sorteio 12

16

17

20

28

34

30

48

50

Segundo sorteio 04

20

23

FEDERAL Extração nº 04822 (11/12/2013 Prêmio 1º

Bilhete

Valor (R$)

68.887

250.000,00

2º 87.209

17.100,00

3º 44.878

16.600,00

4º 72.504

16.100,00

5º 06.291

15.200,00

FONTE: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL


Opinião

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Contexto

3090-1017/8115-1149

A3

Editorial

marioadolfo@emtempo.com.br

opiniao@emtempo.com.br

Sem airbag sem nada

Caça às bruxas na prefeitura Hoje é sexta-feira, 13. Talvez por isso a bruxa andou solta lá pelas plagas da Prefeitura de Manaus. Durante uma entrevista, o prefeito Arthur Virgílio Neto detonou seu secretário de Infraestrutura e Habitação, Hissa Abrahão (PPS) – que também é o vice –, e mandou ele decidir entre a secretaria e a candidatura ao governo. — Ele tem até segunda-feira para decidir! – avisou Virgílio. Mas à tarde, já aterrissou nas redações um release informando que o novo secretário municipal de Infraestrutura e Habitação é Orlando Holanda. Troca-troca Arthur Neto aproveitou a noite de lua para realizar um troca-troca radical na máquina administrativa. Tudo foi acertado em uma longa reunião realizada à noite no sombrio bosque do Mindu, para fazer juz à data. Caldeirão Depois de misturar as poções no caldeirão, Arthur decidiu aceitar o pedido de Pauderney Avelino para sair da secretaria de Educação. Em seu lugar assume o grandão Beto Michiles, atual secretário de Governo. Quem entra E para a secretaria de Governo, quem vai? Márcio Noronha, atual secretário de Comunicação, que entrega a pasta temporariamente para d. Mônica Santaella, ex-subsecretária de Amazonino Mendes. Aconchego Pauderney Avelino está de volta ao seu aconchego. A Câmara dos Deputados, dando a largada para disputar a reeleição em 2014. Tirando o time Quem também está arrumando as gavetas é o secretário particular do prefeito, Donmarques Mendonça, que vai disputar uma vaga na Assembleia. Pede para sair! Arthur disse que pediu aos

secretários que pretendem disputar as eleições que entregassem seus cargos até segunda-feira. — Precisamos da equipe totalmente focada nas obras essenciais à cidade, afirmou o prefeito. Mão de vaca O petista José Ricardo Wendling foi abordado ontem por estudantes do Instituto de Educação do Amazonas (IEA), que percorriam os corredores da Assembleia angariando recurso para custear a formatura. — Ei, deputado, assina aí nosso livro de ouro para ajudar na formatura! Zé Ricardo meteu a mão no bolso e sacou, pasmem, só R$ 2 do bolso para ajudar, deixando os alunos estarrecidos com a mão de vaca do parlamentar. Perguntar não ofende Ao pousar, incrédulo, os olhos sobre os R$ 2 do deputado, uma estudante perguntou: — Não vai fazer falta, não? Menu Antes de viajar, o prefeito Arthur Neto almoçou, com membros do Partido Progressista em um restaurante no Aleixo. No cardápio, as eleições para 2014, em especial, o apoio do PSDB à candidatura da deputada federal Rebecca Garcia. Estavam lá Além de Rebecca, participaram do almoço os vereadores Álvaro Campelo, Socorro Sampaio e a deputada Conceição Sampaio.

APLAUSOS

ELVIS elvis@emtempo.com.br

Comandante Eron O comandante Eron – secretário de Estado da Produção Rural –, estava em uma missão importante, ontem, no Rio de Janeiro. Foi assinar o contrato com o BNDES para o Amazonas receber R$ 14,9 milhões do Fundo Amazônia. Agricultura indígena Camarada Eron informou à CONTEXTO, por telefone, que a babita será utilizada para estimular atividades produtivas sustentáveis de comunidades tradicionais e povos indígenas. O contrato da operação foi assinado também pelo diretor da área de Meio Ambiente do BNDES. Porto inseguro Subsede na Copa do Mundo de 2014, Manaus tem um porto sem condições adequadas para atender a demanda de turistas no evento. A afirmação foi feita pelo comandante da Capitania dos Portos no Amazonas, comandante Carlos Machado, em audiência na Assembleia Legislativa (ALE-AM), convocada pelo deputado estadual Sidney Leite. Suspenso O porto de Manaus está em processo de licitação para obras de melhorias. Mas o projeto está suspenso pela Justiça Federal, que já identificou irregularidades.

VAIAS

Sérgio Andrade

Quando começa a ficar claro que está ruim, vem o pior: a obrigatoriedade de instalação de airbag e freios ABS em todos os carros novos, que começaria a valer neste mês (os equipamentos seriam obrigatórios a partir de janeiro), deve ser “possivelmente” adiada, segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou quarta-feira 11. “Estamos discutindo questões do equipamento de segurança que seria acrescentado aos automóveis em 2014. Estamos preocupados com o impacto sobre o preço do carro. Isso eleva o preço do carro de R$ 1 mil a R$ 1,5 mil”. Nas contas do ministro não entra o número de acidentes fatais nas estradas brasileiras, superlotadas e maltratadas. Não entra, também, a estatística que ele próprio, ministro, usa no mesmo discurso, sem observar a contradição: “Hoje, 60% dos veículos já têm o equipamento. Passaria para 100% (em 2014). Possivelmente, vamos atrasar isso em um ou dois anos. Ainda não fechamos a proposta. Vamos fechar na terça-feira que vem (dia 17) em reunião com os representantes dos fabricantes de veículos”, declarou o ministro a jornalistas, sem o menor constrangimento. Se mais da metade dos veículos já sai das fábricas com o airbag e o ABS (sistema que evita o travamento das rodas em frenagens bruscas), por que os 40% alterariam tão drasticamente o mercado do setor? A preocupação do ministro da Fazenda só enfatiza a prioridade que o governo federal (não apenas o de Dilma de Rousseff, mas os seus antecessores também, desde Juscelino Kubitschek, ao menos), dá à indústria automobilística, esquecido de que – além do absurdo número de mortos e mutilados nas estradas e cidades – os veículos automotivos precisam de espaço para trafegar, que não seja o dos pedestres. Mas o que comove o governo é o custo do carro... para o fabricante.

Dnit DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Para o cineasta amazonense Sérgio Andrade, que emplacou seu filme, “A Floresta de Jonathas”, o primeiro produzido em Manaus, em circuito nacional.

Para o Dnit, que não enviou um representante sequer para a audiência pública realizada na Assembleia Legislativa, que debateu a situação dos portos no Amazonas.

Mário Antonio Sussmann opiniao@emtempo.com.br

Envelhecer Dizer “melhor idade” para os acima de 60 é infantilizar a maturidade que se presume adquirida pela experiência. A cada dia ficamos mais perto da morte e comemoramos aniversários porque não sabemos quando será o último. Se soubéssemos seria “prévelório”, todos chorando abraçados ao aniversariante. A medida do ser humano a partir da translação do planeta é referência útil para avaliações médicas, a idade apenas uma métrica, mas o que é desgastado é o corpo não o “tempo”. Sartre escreveu que a velhice é um naufrágio e Tolstoi que a maior surpresa do homem é envelhecer. Sartre foi existencialista cuja existência perdeu o sentido. Percebi e aceitei quando não pude mais jogar futebol e não pedi bote salva-vidas. A vida é um “psiu” que desvalorizamos em favor da ânsia por recursos além das nossas necessidades razoáveis. Perdemos a paisagem enquanto priorizamos o extrato bancário. Como diria Erich Fromm, medimos pelo ter e não pelo ser. Envelhecer é a obviedade de que não se ficou pelo caminho. Bertrand Russel, aos 98, perguntado como se sentia, apontou para o gramado e respondeu “muito bem, considerando a alternativa...” O principal ônus de envelhecer é a “clareira” que se forma em volta, pelas ausências dos que amamos, pelo desaparecimento dos valores em que sempre acreditamos. Não é saudosismo sentir falta da valoração individual da própria dignidade, em vez dos mensaleiros, um cubo de gelo no iceberg. A sabedoria é procurar o melhor de cada idade (e como melhorei em muitas coisas importantes) e não colocar sexagenários para brincar de roda, como se a capacidade mental se tivesse reduzido a apenas jogar bingo. (Churchill assumiu o governo da Inglaterra no seu pior momento militar aos 62 anos e Kon-

rad Adenauer, que tirou a Alemanha pós-guerra do caos, no Brasil teria caído na “compulsória”. Aliás, a compulsória é interdição que se impõe em função das translações do planeta e não das condições da pessoa). Karl Popper, aos 86 (foi aos 92) escreveu “A Mecânica Quântica e o Cisma da Física”, o que muitos “alunos” de hoje achariam que ficou “cismado” com a Física. Sem dúvida gosto das preferenciais aos idosos, embora dificilmente precise, exceto em estacionamentos. (Para satisfazer a curiosidade, completei 66 em novembro, mas a minha mente é a mesma do Colégio Estadual, e hoje resolvo até com certa facilidade cálculos que antes não conseguia e finalmente compreendi o princípio da indecidibilidade de Gödel). Idade é métrica, em si não é doença que precise de tratamento. Certas conveniências aos “idosos” são bem vindas, sem espúria condescendência, que não esconde inferiorizar, essa babaquice de “terceira idade”. Ainda bem que ficamos velhos ou já estaríamos mortos, o que foi adiado. Se eu chegar aos 80, estarei na quarta ou quinta idade? Ou terá sido prorrogação e disputa por pênaltis? Graças ao aumento do número de “velhos” os laboratórios desenvolvem remédios que também atendem os “novos”. Não é o aumento de idosos que onera a Previdência e sim a desadministração e a corrupção. Dobrem a arrecadação e ainda haverá déficits. As aposentadorias, antes, eram os rendimentos das aplicações, hoje são as contribuições dos que, na ativa, recolhem parcelas. Nada a ver com “mais idosos”. Creio que foi a atriz americana Bette Davis que disse “envelhecer não é para maricas”. Tenho dito. msussman@uol.com.br

Mário Antonio Sussmann Jornalista, advogado e escritor

Dobrem a arrecadação e ainda haverá déficits. As aposentadorias, antes, eram os rendimentos das aplicações, hoje são as contribuições dos que, na ativa, recolhem parcelas. Nada a ver com “mais idosos”. Creio que foi a atriz americana Bette Davis que disse ‘envelhecer não é para maricas’”


A4

Opinião

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Frase

Painel VERA MAGALHÃES

Show da poderosa

Não havia nada que eu pudesse fazer. Eu estava sozinho em uma situação muito perigosa. Tentei me controlar e não mostrar ao mundo o que estava ocorrendo. Peço desculpas. A vida é injusta. Essa doença é injusta. Qualquer um que não entenda essa doença vai pensar que eu estou inventando tudo

Dilma Rousseff vai ao porto de Suape na terça-feira para lançamento de uma plataforma da Petrobras e aproveitará a viagem para alfinetar o ex-aliado e provável adversário Eduardo Campos (PSB): participará do lançamento do Arco Metropolitano do Recife. A obra viária, estimada em R$ 1 bilhão, foi promessa de campanha do governador em 2010, mas Pernambuco ficou fora do projeto, incluído no PAC Mobilidade, por falta de recursos. Campos estará presente nos dois eventos. Boca do sapo A orelha de Guido Mantega, ausente no almoço de Dilma com o presidente francês François Hollande, deve ter queimado. Foi mal recebida a frase do titular da Fazenda sobre a “economia de pernas mancas” na véspera do encontro, que reuniu quase 50 pesos-pesados do PIB da França. Lupa O Palácio do Planalto vai investir na divulgação do programa Crack, É Possível Vencer em 2014. Lupa 2 Pesquisa encomendada pelo governo aponta que o projeto, carro-chefe da estratégia nacional de combate ao consumo de drogas, só é conhecido por cerca de 50% da população. Migração Sem espaço para concorrer ao Senado pelo PT catarinense, Ideli Salvatti (Relações Institucionais) pode ser transferida na reforma ministerial para a Secretaria de Direitos Humanos no lugar de Maria do Rosário, que tentará vaga na Câmara. Use com... A direção do PT ficou inquieta com a movimentação de aliados de José

Dirceu para organizar atos de desagravo ao ex-ministro, que cumpre pena pelo mensalão, por todo o Brasil. ... moderação Em uma tentativa de afastar a prisão dos condenados no julgamento do debate eleitoral de 2014, os chefes do partido pediram que militantes da sigla evitem manifestações mais agressivas contra o STF. Cozinha Prestes a embarcar na campanha de Geraldo Alckmin, o publicitário Nelson Biondi participou de reuniões que definiram o tom da resposta dada pelo governador e pelo PSDB às denúncias de envolvimento de tucanos no cartel do metrô de São Paulo. O marqueteiro passou até pela ala residencial do Palácio dos Bandeirantes. Plano C Dirigentes do PT passaram a trabalhar com a hipótese de lançar candidato próprio ao governo do Maranhão para escapar da disputa entre o PMDB da família Sarney e o PCdoB de Flávio Dino. Nesse cenário, a legenda deixaria para o 2º turno a definição de seu apoio.

Esquiva Os petistas querem evitar pressões que vêm sofrendo dos dois grupos. Parte da sigla foge do PMDB porque julga que já “pagou a fatura” com os Sarney. Esse time também quer distância de Dino, que negocia alianças com Eduardo Campos e com o PSDB, rivais de Dilma na eleição presidencial.

Thamsanqa Jantjie, o homem acusado de ser um impostor ao fazer a interpretação para a língua de sinais dos discursos de autoridades durante homenagem ao ex-líder sul-africano Nelson Mandela, na terça-feira, em Johannesburgo, afirma que estava “alucinando e ouvindo vozes”, em um episódio esquizofrênico, segundo o jornal local “The Star”.

Olho da Rua opiniao@emtempo.com.br

Ah, é? Crítico ao julgamento do STF que proíbe doações de empresas a candidatos, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) promete dar o troco na OAB, que propôs a ação. Ele articula para que seja aprovado no Congresso o fim do exame da ordem.

IONE MORENO

Revide O peemedebista diz que já tem apoio de outras lideranças da Casa para aprovar a matéria, apresentada por emenda por ele em diversas medidas provisórias. Secessão A entrada do paulista Vanderlei Macris na disputa pela liderança do PSDB na Câmara criou um mal-estar na cúpula do partido. O movimento pegou de surpresa os apoiadores de Domingos Sávio (MG), que consideravam haver consenso para a sua escolha.

Tiroteio

Na vizinhança da quadra do Osvaldo, no Osvaldo Frota 1, Zona Norte, alguém muito empreendedor aproveita o abandono da região para ocupar-se com a criação de mosquitos da dengue, sem gastar nada: um pneu abandonado, que o período de chuvas abastece, regularmente. Deve ser o dono da farmácia

Luiz Lauschner opiniao@emtempo.com.br

Alexandre Padilha deve estar querendo governar Cuba. Afaga os cubanos enquanto trai os brasileiros, vetando a carreira médica.

Ônibus novos em Manaus

DO DEPUTADO MARCUS PESTANA (PSDB-MG), sobre a manutenção do veto presidencial à criação de uma carreira para os profissionais do Mais Médicos.

A prefeitura comemora a colocação nas ruas de 154 ônibus novos em 2013, para atender o transporte público da cidade de Manaus. A “entrega” de novos ônibus é simbólica, uma vez que a prefeitura gerencia o transporte coletivo e não compra ônibus algum. Verdade seja dita, o gerenciamento do transporte coletivo está em melhores condições do que já foi. Ao mesmo tempo em que comemora a vinda de novos coletivos, a administração Arthur Neto é a primeira a reconhecer que isso não significa aumento algum na frota. Se Manaus tem 1.500 ônibus rodando e o tempo de vida útil de cada um é de dez anos, está havendo apenas uma reposição dos veículos sucateados. Se para 2014 o número não for maior, o sistema em pouco tempo estará novamente em crise. Contudo, há motivos para comemorações, uma vez que os veículos são mais modernos e trazem o adicional de servir também aos cadeirantes. Manaus está com o trânsito caótico pelo aumento constante do número de carros dividindo o mesmo espaço nas ruas. Um transporte coletivo de qualidade poderia evitar que muitos tirassem seus carros da garagem apenas para ir ao trabalho e voltar. Se isso acontecer, a frota de ônibus terá de ser aumentada em números absolutos. Nesse tabuleiro de xadrez, mexer uma pedra significa alterar toda a arrumação existente até aqui. É a história da minissaia: se puxar até o joelho, o bumbum fica de fora. O manauara reconhece que em termos de melhorias nas ruas, a atual administração fez

Contraponto

Quem cedo madruga Ao fim de uma sessão em novembro, o presidente da Comissão de Agricultura do Senado, Benedito de Lira (PP-AL) convocou seus colegas para uma audiência pública com o ministro da Justiça na semana seguinte, no “horário regimental”, às 7h45 da manhã. – Um horário para agricultores – brincou o senador Eduardo Suplicy (PT-SP). – Para quem pratica atividade agrícola já é tarde. O homem que vive da terra acorda cedo – respondeu Lira. – Sr. presidente, então é possível antecipar para 6h45? – emendou Ruben Figueiró (PSDBMS), rindo. Publicado simultaneamente com o jornal “Folha de S.Paulo”

CENTRAL DE RELACIONAMENTO Atendimento ao leitor e assinante ASSINATURA e CLASSIFICADOS

3211-3700 assinatura@emtempo.com.br classificados@emtempo.com.br

REDAÇÃO

3090-1010 redacao@emtempo.com.br

3090-1001 circulacao@emtempo.com.br

Norte Editora Ltda. (Fundada em 6/9/87) – CNPJ: 14.228.589/0001-94 End.: Rua Dr. Dalmir Câmara, 623 – São Jorge – CEP: 69.033-070 - Manaus/AM

www.emtempo.com.br

@emtempo_online

Diretor de Redação Mário Adolfo marioadolfo@emtempo.com.br Editora-Executiva Tricia Cabral — MTB 063 tricia@emtempo.com.br Chefe de Reportagem Michele Gouvêa — MTB 626 michelegouvea@emtempo.com.br Diretor Administrativo Leandro Nunes administracao@emtempo.com.br

CIRCULAÇÃO

DO GRUPO FOLHA DE SÃO PAULO

Presidente: Otávio Raman Neves Diretor-Executivo: João Bosco Araújo

Gerente Comercial Gibson Araújo comercial@emtempo.com.br EM Tempo Online Yndira Assayag — MTB 041 yndiraassayag@emtempo.com.br

/amazonasemtempo

/ /tvemtempo

Os artigos assinados nesta página são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal.

mais em um ano, que a soma dos últimos dez, antes de 2013. Porém, por mais que apresse, não acompanha a necessidade nem arruma o que nasceu errado, como ruas “construídas” por invasores, ou asfalto sem base em inúmeras ruas da cidade. Onde a base existe, como nos viadutos de Flores e Coroado, a capa é tão ruim que o motorista tem a impressão de estar numa rodovia federal. A arrecadação de impostos sobre veículos pode pagar esta conta. Em dezembro, a administração do Detran anuncia que colocará limitadores de velocidade em todos os locais em que a rodovia ou a estrada permite deslanchar um pouco. Em outras palavras: quem está preso no trânsito durante a semana inteira, se quiser curtir um mínimo de velocidade a mais, no final de semana, será punido por isso. A tese da minissaia se aplica também ao motorista. Voltando ao assunto, o transporte coletivo está diretamente interligadoao estado em que se encontram as ruas. Se o trabalho que está sendo feito nas vias principais atingir também as ruas laterais onde os ônibus trafegam, talvez a vida útil destes se estenda por um ano ou mais, fazendo que a aquisição de novos veículos realmente possa significar um aumento real no número dos que estão em boas condições de tráfego. Se o morador da cidade, que também tem um carro, recuperar a confiança no transporte coletivo e deixa-lo na garagem em dias úteis, o trânsito irá melhorar para todos. lauschneram@hotmail.com

Luiz Lauschner Escritor e empresário

O Detran colocará limitadores de velocidade em todos os locais em que a rodovia ou a estrada permite deslanchar um pouco. Em outras palavras: quem está preso no trânsito durante a semana inteira, se quiser curtir um mínimo de velocidade a mais, no final de semana, será punido” por isso.


Política

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

A5

Arthur Neto realiza novas mudanças nas secretarias Prefeito determinou aos secretários, que desejassem se candidatar em 2014, deixassem as pastas até segunda-feira MARIO OLIVEIRA

ARQUIVO EM TEMPO

ALBERTO CÉSAR ARAÚJO

Nas três mudanças do secretariado, a do vice-prefeito Hissa foi mais conturbada. Já Pauderney Avelino e Donmarques Mendonça deixam as pastas de Educação e Particular de forma amigável RAPHAEL LOBATO E ASSESSORIA Equipe EM TEMPO

A

Prefeitura de Manaus anunciou mais uma mudança em suas pastas na tarde de ontem. Três secretários municipais vão deixar seus cargos, a contar do próximo dia 16 de dezembro, para concorrerem às eleições de 2014, conforme solicitação do prefeito Arthur Virgílio Neto. Pauderney Avelino, Donmarques Mendonça e Hissa Abrahão deixam, respectivamente, as secretarias de Educação, Particular e de Infraestrutura. Com a confirmação desses nomes, o prefeito também já definiu as substituições. Para o lugar de Pauderney Avelino assume a Semed, em definitivo, o atual secretário de Governo, Humberto Michiles. Para o cargo de secretário particular assume, interinamente, o major Marcos Encarnação, que já

é subchefe da Casa Militar e acumula os dois cargos, e para o cargo de secretário de Infraestrutura assume, interinamente, o atual subsecretário Orlando Holanda. O cargo de secretário de Governo, deixado por Michiles, passa a ser exercido, em definitivo, pelo atual secretário de Comunicação, Márcio Noronha. Já na Semcom, assume, interinamente, a atual subsecretária Mônica Santaella. A mudança na secretaria de Educação e Particular já eram esperadas. A grande surpresa ficou com o desligamento do vice-prefeito Hissa Abrahão. A atitude do socialista demonstra que a relação entre o prefeito e seu vice já começa a ensaiar um fim. Até o início da tarde de ontem, Arthur ainda acreditava que Hissa não ignoraria o seu “conselho” de permanecer à frente da Secretaria de Infraestrutura. Entretanto, logo depois o vice anunciou que deixará

o posto, o que indica a sua candidatura em 2014 e, por conseguinte, o descarte do apoio do tucano. Diversos sinais do interesse de Abrahão na candidatura para 2014 foram dados durante este ano. Em maio, o vice lançou-se como candidato em discurso na Câmara Municipal de Manaus (CMM), mas logo depois recuou e colocou a decisão nas mãos do prefeito. No último sábado (7), a cartada foi dada pelo presidente nacional do PPS, deputado federal Roberto Freire, ao anunciar que o partido pretende ter Hissa como candidato. A candidatura de Hissa fomenta o formato do préprojeto do PPS nacional para 2014. Na próxima semana, o partido deverá anunciar o indicativo de apoio ao RedePSB de Eduardo Campos e Marina Silva, descartando uma aliança com o PSDB de Aécio Neves e Arthur Neto. No RAPHAEL ALVES / ASSESSORIA TJAM

aspecto nacional, com a indicação de apoio ao PSB, Aécio e o PSDB correm o risco de entrarem isolados na campanha, ou coligados apenas ao DEM. Embora o PPS tenha bancada pequena - são sete deputados na Câmara - e, consequente-

MUDANÇAS

As pasta de Infraesturua, Educação e Particular sofrem mudanças. No lugar de Hissa, assume Orlando Holanda. Já Humberto Michiles vai para Semed e o major Encarnação fica na particular mente, pouco tempo na propaganda de rádio e TV, tanto Campos quanto Aécio consideravam simbólico atrair o apoio do partido. O vice-prefeito Hissa Abrahão foi procurado pelo

EM TEMPO para falar sobre o assunto, mas não atendeu as ligações. A assessoria de imprensa de Hissa afirmou que ele esteve em reunião durante todo o dia. Além de secretário de Infraestrutura, Hissa também é o viceprefeito de Manaus, eleito em outubro passado para o mandato de quatro anos. Em hipótese de vir a se confirmar como candidato ao governo, poderá pedir licença do cargo para não correr o risco de inelegibilidade, uma vez que a lei complementar 64/1994, estabelece que “vice-presidente, vicegovernador e vice-prefeito poderão candidatar-se a outros cargos, preservando seus mandatos respectivos, desde que nos últimos seis meses anteriores ao pleito, não tenham sucedido ou substituído o titular”. Indefinição irrita Arthur Na manhã de ontem, du-

rante entrevista a uma rádio local, Arthur Neto se mostrou irritado com a intenção do vice em se candidatar ao governo mesmo sem o seu apoio. Na ocasião, o tucano manifestou que Hissa deveria deixar a secretaria até a próxima segunda-feira (16) caso realmente quisesse disputar as eleições, com o ônus de não receber o apoio do PSDB. À tarde, antes de embarcar para o Rio de Janeiro (RJ), o prefeito afirmou que considera como “falta de pulso firme e imatura” a postura de Hissa em não se posicionar a respeito da sua candidatura e assumir os desdobramentos da atitude. Arthur Virgílio afirmou que Hissa não havia o procurado para falar sobre o assunto. “Eu aconselhei Hissa como um pai. Não é todo mundo que tem um apoio como esse. Ele foi eleito pra ficar comigo até o final”, afirmou o prefeito.

LEWANDOWSKI

Ministro defende reforma política

Ministro esteve ontem em Manaus para receber a Medalha Ordem do Mérito Judiciário

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, declarou em Manaus que o Brasil precisa de uma reforma política e que uma das prioridades seria a diminuição do número de partidos políticos que existem hoje no País. “Atualmente, existem no Brasil, cerca de 32 partidos políticos em funcionamento e outros encontram-se em fase de aprovação no TSE. Isso dificulta a governabilidade. Precisamos de uma reforma política, sem dúvida nenhuma, e uma das prioridades a meu ver é a diminuição do número de partidos políticos”, afirmou o ministro,

que já presidiu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre 2009 e 2011. Em entrevista à imprensa amazonense no final da tarde desta quinta-feira (12), Lewandowski disse também que uma das providências para diminuir a grande quantidade de partidos seria criar, por meio do Congresso Nacional, uma nova cláusula de barreira “para impedir a proliferação de partidos políticos que são meras siglas que aparecem apenas nos momentos eleitorais”. Esta semana, o STF iniciou o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4650, ajuizada pelo Conselho Federal da Ordem

dos Advogados do Brasil, em que são questionadas regras relativas a doações privadas para campanhas eleitorais e partidos políticos. Na ADI, são atacados dispositivos da Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) e Lei dos Partidos Políticos (Lei 9.096/1995), que tratam de contribuições de pessoas jurídicas e pessoas físicas para as campanhas. O ministro veio a Manaus para receber nesta quintafeira a “Medalha Ordem do Mérito Judiciário 2013”, a mais alta honraria do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), concedida a personalidades que se destacaram no exercício de seus deveres constitucionais.


A6

Política

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

GABRIELA KOROSSY/ CÂMARA DOS DEPUTADOS

Cláudio Humberto COM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROS

www.claudiohumberto.com.br

Pessoas jurídicas somente deveriam contribuir para fundo partidário” SENADOR EDUARDO SUPLICY (PT-SP) discursando contra doações privadas a campanhas

Contra Lula, Dilma quer substituir ministros já Apesar da pressão do expresidente Lula para manter nos cargos os ministros candidatos até março, a presidente Dilma está ansiosa para promover uma reforma ministerial entre 20 de dezembro e 15 de janeiro. Ela está irritada com ritmo lento dos ministros, preocupados demais com suas campanhas, e planeja substituí-los o quanto antes, até para ter o que mostrar em sua própria campanha à reeleição. Deixa ele A pressão maior de Lula é por Alexandre Padilha (Saúde). Acha que prolongar sua permanência é vital para a disputa pelo governo paulista. Todos iguais Partidos aliados cobram “isonomia” de Dilma: querem que seus ministros fiquem nos cargos até março, como os do PT. Boquinha Na expectativa de faturar ministérios, PTB e PROS, dos irmãos Cid e Ciro Gomes, pressionam por imediata reforma ministerial. Alvo de cobiça O PMDB também não vê a hora de ver a posse ao senador Vital do Rêgo (PB) na Integração, também cobiçado por PT, PTB, PP, PROS... PT aposta no ‘propinoduto’ do metrô contra PSDB O governo Dilma aposta que as denúncias sobre esquema de corrupção dos trens de São Paulo vão gerar desgaste eleitoral maior ao PSDB do que o “mensalão tucano”, a ser julgado em 2014 pelo Supremo Tribunal Federal. Na avaliação do Palácio do Planalto, além do

fator “novidade”, o escândalo atinge em cheio o núcleo duro do PSDB, incluindo governador Geraldo Alckmin e antecessor José Serra. Saiu ofuscado Denúncias do “propinoduto” paulista tiraram do noticiário o mineiro Eduardo Azeredo (PSDB), estrela do “mensalão tucano”. Mangalô Não é maldade do calendário: hoje é sexta-feira 13, de 2013, combinação numerológica que assombra petistas supersticiosos. Cara lisa No final do seu segundo governo no Rio, Sérgio Cabral (PMDB) culpou as “décadas de abandono” pelas enchentes na Baixada Fluminense. Lula em campanha Horas antes da convenção, ontem, em Brasília, o PT já incomodava centenas de trabalhadores das duas torres do centro empresarial Brasil 21, com um carro de som tocando loas ao ex-presidente, incluindo a musiquinha “Lula lá”. E sem qualquer referência à reeleição de Dilma. A banca do distinto À espera do trânsito em julgado da pena no mensalão, o ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha aproveita a mão aberta do contribuinte: já gastou R$ 62 mil em cota parlamentar após a sentença, em agosto. Explica, ministro Entre as medidas dos ministros José Eduardo Cardozo e Aldo Rebelo está a criação de uma “câmara técnica” no Ministério da Justiça para combater a violência nos estádios. Igual àquela que Cardozo extinguiu em 2011, em decisão que até

PODER SEM PUDOR

Gesto inusitado Num país onde autoridade não pede demissão, Segadas Vianna o fez. Ministro do Trabalho de Vargas em 1953, avisou que derrotaria a greve dos marítimos com a lei que considerava deserção faltar ao trabalho. João Goulart foi contra e convenceu Getúlio. Segadas não titubeou: - Se a opinião dele é tão importante, faça-o Ministro do Trabalho. Pediu o boné em seguida.

Jornalista

hoje ele enrola, enrola, e não explica. Sinal vermelho Brasil, Indonésia e África do Sul estão no mapa de risco de investidores estrangeiros por possíveis medidas populistas após as eleições nesses países, segundo aponta mapa da consultoria inglesa Maplecroſt. Água no chope Alemães da Volks ainda não entenderam a piada: a Kombi teve de sair de linha no Brasil por falta de airbags e freios ABS – itens de segurança que o governo agora dispensa para “não encarecer” as carroças. Pela hora da morte Referência em planos de saúde “top”, a Casa de Saúde São José, no Rio, tem camas com ferrugem, lençóis furados e cobertores fedidos. “Sem fins lucrativos”, recebe incentivos e isenções do governo. Instinto primitivo O Conselho Nacional de Justiça recomendou rigor na fiscalização da presença de crianças nas cidades-sede da Copa. Quanto a animais em estádios com barras de ferro, só mesmo consultando o Ibama. Direitos dos animais A pedido do PV, o presidente da Câmara, Henrique Alves, autorizou a criação de comissão especial para elaborar marco sobre direitos dos animais. Hoje, 550 projetos sobre o tema tramitam Casa. Pensando bem... ...o ministro Guido Mantega criou a “economia Frankenstein”: além das “duas pernas mancas” que citou, tem cabeça avariada e língua presa.

Casa entra em recesso no dia 19, e deverá fazer esforço concentrado para votar as pautas

Congresso deverá votar Orçamento na terça-feira No total, cada parlamentar terá R$ 5,8 bilhões para emenda de bancada e R$ 8,7 bilhões para as emendas individuais

A

Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou ontem, os dez relatórios setoriais da proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2014. A aprovação abre caminho para que o Orçamento do próximo ano seja votado no colegiado até a próxima terça-feira (17) de manhã, para que, à tarde ou à noite, a matéria seja apreciada no plenário do Congresso Nacional antes da sessão de vetos que trancará a pauta, prevista para o dia 19. É na fase dos relatórios setoriais que as emendas parlamentares podem ser acolhidas. Cada parlamentar teve R$ 14,68 milhões para apresentar em emendas individuais, sendo R$ 7,34 milhões necessariamente para

a saúde (incluídas despesas de custeio, como pagamento de água e luz, e excluídos o pagamento de pessoal e os encargos sociais, como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No total, os pareceres destinaram R$ 5,8 bilhões à emendas de bancadas estaduais e R$ 8,7 bilhões às emendas individuais de deputados e senadores. A saúde é a área que mais vai receber recursos no ano que vem, R$ 105,4 bilhões. Metade do montante de emendas individuais do Orçamento Impositivo, como previa o acordo do governo com o Congresso. O Ministério do Turismo e as secretarias de Políticas para Mulheres (SPM), de Promoção de Políticas de Igualdade Ra-

cial (Seppir) e de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República tiveram os maiores aumentos de receita. A pasta do Turismo, cuja previsão de orçamento inicial era R$ 670 milhões, recebeu, nos relatórios setoriais, R$ 1,29 bilhão. Na SPM, o aumento ficou em 52%, passando de R$ 140,8 milhões para R$ 214 milhões. A Seppir teve crescimento de 47% das receitas. Inicialmente previstas em R$ 38,47 milhões, elas subiram para R$ 56,7 milhões. Já a SDH ficará com R$ 322 milhões. Com a aprovação dos relatórios setoriais, fruto de acordo entre os líderes partidários, a receita primária líquida da União passará para R$ 1,093 trilhão.

BRASÍLIA

Dilma recebe vaias durante evento A presidente Dilma Rousseff recebeu vaias nesta quinta-feira (12) ao discursar em cerimônia da 19ª edição do Prêmio de Direitos Humanos, em Brasília. Durante o evento, organizado pelo governo federal, manifestantes, alguns com os rostos cobertos, protestavam contra a violência policial e pediram o fim da militarização da polícia, enquanto outros reivindicavam agilidade na demarcação de terras indígenas. “Chega de alegria, a polícia mata pobre todo dia” e “Não acabou, tem que acabar, eu quero o fim da polícia

militar” gritavam cerca de 40 manifestantes enquanto Dilma falava ao microfone. No discurso, Dilma primeiro lembrou dos que lutaram contra a ditadura militar, falou das realizações do governo no combate à miséria, na ampliação da moradia, na educação e na saúde, além de políticas específicas para pessoas com deficiência, comunidade LGBT e população negra. Quando o discurso de Dilma começou, o grupo se uniu mais à frente, num canto perto do palco. Nesse momento, chamaram a presidente de “genocida” e “ruralista”. Dilma

seguiu lendo seu discurso, sem interrupções, e sem responder aos gritos. Mais para o final da fala da presidente, o grupo mais próximo ao palco começou a puxar gritos a favor de Dilma. “Olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma”, gritavam. Os gritos dos manifestantes se intensificaram, mas foram abafados pelos apoiadores da presidente. Nesse momento, os ministros e autoridades que estavam no palco se levantaram para aplaudir Dilma, que ainda discursava. Ela seguiu falando, indiferente às manifestações pró e contra.


Política

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

A7

Ministro do STJ, Humberto Eustáquio, recebe medalha Apoiador da extensão da Zona Franca de Manaus, ministro recebeu a mais alta condecoração da corte de Contas

ASSESSORIA/TCE

A sessão de homenagem contou com a participação do vice-governador José Melo, do presidente da Aleam Josué Neto, do presidente do TJAM Ari Moutinho e do corregedor Yedo Simões

E

m solenidade concorrida, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Eustáquio Soares Martins foi condecorado, na manhã desta quinta-feira (12), pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), com a mais alta condecoração da corte de Contas, o “Colar do Mérito de Contas”. Proposto pelo conselheiro Ari Moutinho Júnior, a comenda foi entregue ao ministro pelo vice-governador, José Melo. Participaram da solenidade

os ministros do STJ, Mauro Campbell e Ari Pargendler; o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Ari Moutinho; o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto; o procurador-geral do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), Francisco Cruz; e o procurador-geral do Ministério Público junto ao TCE, Carlos Alberto Almeida, além dos conselheiros do TCE-AM, auditores e procuradores de Contas. Ao falar da homenagem do TCE-AM na sala da presi-

dência, o presidente em exercício da corte, Josué Cláudio de Souza Filho, afirmou que a condecoração ao ministro era justa pela personalidade jurídica que ele representa para o país e também pela parceria que mantém com o Estado do Amazonas. “O Amazonas sempre está em embates em Brasília. Temos no ministro Humberto Eustáquio, assim como no ministro Mauro Campbell, a figura do guardião e do amigo, que sempre está disposto a nos ouvir”, afirmou. O vice-governador José FÁBIO RODRIGUES/AGÊNCIA BRASIL

Melo, após entregar o colar ao ministro Humberto Eustáquio, anunciou que o Estado também irá conceder uma medalha ao magistrado pela sensibilidade que tem pelas causas do Amazonas. “Essa homenagem do TCE é justíssima. Todas as vezes em que o Estado bateu na porta do STJ, o ministro nos tem recebido muito bem e demonstrado uma sensibilidade grande com o Estado. Ele entende muito bem as nossas causas e as encampa como ninguém”, comentou. Ao agradecer pela home-

nagem, o ministro Humberto Eustáquio afirmou que tem um carinho e admiração imensos pelo Estado e pelo Tribunal de Contas do Amazonas, que precisa enfrentar distâncias gigantes para cumprir o seu papel de fiscalizador. Segundo ele, a homenagem recebida aumenta ainda mais a estima que tem pelo Estado. De acordo com a explicação do conselheiro Josué Filho, a comenda era para ter sido entregue na semana de aniversário dos 63 anos do TCE, em outubro passado, o que

não aconteceu em virtude de compromissos de trabalho do ministro na época. A escolha dos 14 agraciados foi aprovada, por unanimidade, pelo pleno do TCE-AM na sessão do último dia 9 de outubro deste ano. A medalha “Colar do Mérito de Contas” do TCE-AM foi instituída por meio da resolução nº 1, de abril de 2005. Ela é conferida tendo como base as realizações e méritos de cidadãos, que merecem um especial reconhecimento da corte de Contas.

PT

Congresso homenageia presos

Assim que Lula e Dilma surgiram no palco do congresso, virou um ato de apoio aos mensaleiros

Com as presenças da presidente Dilma Rousseff e do expresidente Luiz Inácio Lula da Silva, o 5º Congresso do partido, aberto na noite desta quinta-feira, foi transformado em um ato de apoio aos petistas condenados no julgamento do mensalão. Com Lula e Dilma no palco, a plateia gritou em coro: “Dirceu, guerreiro do povo brasileiro”, “Genoino, guerreiro do povo brasileiro”, e “Delúbio guerreiro, do povo brasileiro”. Lula começou seu discurso afirmando que não falaria de mensalão, mas depois de apelos da militância se referiu ao caso como “a maior campanha de difamação”. O ex-presidente também comparou o caso do helicóptero de um parlamentar pego com cocaína à repercussão do emprego de Dirceu. “Nosso partido tem sido vítima das suas virtudes e não só de seus defeitos. Somos criticados pelas coisas boas que

fazemos, não só pelos erros. Se for comparar o emprego do José Dirceu no hotel com a quantidade de cocaína no helicóptero, pelo menos houve uma desproporcionalidade na divulgação do assunto”, disse Lula, em referência à

ENCONTRO

Além do ex-presidente Lula e da presidente Dilma, participaram do congresso os ministros Fernando Pimentel, Aloizio Mercadante, Alexandre Padilha, Miriam Belchior e Ideli Salvatti cocaína encontrada no helicóptero que pertence a família do senador Zezé Perrella (PDT-MG). Antes de falar, a plateia havia gritado, em coro: - Lula, guerreiro, defenda

os companheiros. O presidente do PT, Rui Falcão, abordou o julgamento em discurso. Falcão disse que os petistas foram condenados injustamente e sem provas. Ele afirmou que o julgamento foi um “tsunami de manipulação” e que o processo foi político, para manipular a população contra o PT. “A história vai provar que nossos companheiros foram condenados sem provas, em um processo nitidamente político, influenciado pela mídia conservadora - disse o presidente da legenda, que reforça que não foi usado dinheiro público no mensalão”. Como foi dito ontem na Câmara pelo deputado João Paulo Cunha (PT-SP), um dos condenados, Falcão afirmou que o julgamento é uma situação de “dois pesos e duas medidas” e que opositores seguem sem punição por outros casos.


A8

Política

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Joaquim Barbosa decreta prisão de réu do mensalão

Advogado Rogério Tolentino foi condenado há sete anos por lavagem de dinheiro e prometeu se entregar hoje à Justiça

O

presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, decretou, ontem, a prisão do advogado Rogério Tolentino, condenado do mensalão. O pedido de prisão aconteceu algumas horas depois de o STF ter decretado o trânsito em julgado das condenações de Tolentino e do deputado Pedro Henry (PP-MT), o que significa que eles não podem mais recorrer. O advogado de Tolentino, Paulo Sérgio Abreu e Silva, afirmou que ele irá se apresentar à Polícia Federal em Belo Horizonte. Henry foi condenado a sete anos e dois meses de reclusão, no regime semiaberto, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além disso, levou uma multa de R$ 932 mil, valor que ainda será corrigido. Tolentino pegou seis anos e dois meses, também em regime semiaberto, por corrupção ativa e lavagem de dinheiro. A multa dele ficou em R$ 494 mil, valor que também será corrigido. Segundo o advogado de Tolentino, Paulo Sérgio Abreu e Silva, como o réu foi sentenciado em regime semi-aberto, o seu destino deve ser a colônia

DIVULGAÇÃO

agrícola em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de BH. Um pedido neste sentido já foi encaminhado para análise do presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa. No documento, o advogado Abreu e Silva argumenta que a Secretaria de Estado de Defesa de Minas informou que há vaga no presídio. Na unidade, há celas individuais, duplas e alojamentos coletivos para até 20 pessoas. Cada cela possui uma cama de alvenaria, um colchão, um vaso sanitário e uma torneira. Os detentos podem trabalhar e estudar. De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Tolentino sacou o dinheiro dos falsos empréstimos feitos pelo Banco Rural às empresas de publicidade de Valério. Tolentino também é acusado de participar na lavagem do dinheiro recebido do Banco do Brasil pela DNA Propaganda, cujo desvio só teria sido possível pela participação de sua empresa na triangulação dos recursos. Segundo o procurador-geral, “para mascarar a sua origem, Rogério Tolentino acabou recebendo a quantia de 410 mil reais”.

Quinze réus cumprem prisão Tolentino exerceu a função de juiz de 1998 a agosto de 2000, época do mensalão mineiro, o processo de suposto caixa dois durante a campanha de reeleição do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB-MG). O julgamento do mensalão resultou na condenação de 25 pessoas. Até agora, já foram para a cadeia 15. Estão presos em regime semiaberto: o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu; o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares; ex-tesoureiro do PL (atual PR) Jacinto Lamas; e os ex-deputados Valdemar Costa Neto (PRSP), Pedro Corrêa (PP-PE), Romeu Queiroz (PTB-MG) e Bispo Rodrigues (PLRJ). No regime fechado estão: o operador do mensalão Marcos Valério, seus ex-sócios Cristiano Paz e Ramon Hollerbach e sua antiga funcionária Simone Vasconcelos; e os ex-executivos do BanTolentino foi condenado a seis anos de reclusão no semiaberto

co Rural Kátia Rabello, José Roberto Salgado e Vinicius Samarane. O ex-presidente do PT José Genoino chegou a ir para a cadeia, mas atualmente está em prisão domiciliar. O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato teve a prisão decretada, mas está foragido. Já foi ordenada também a execução das penas alternativas do ex-deputado José Borba (PMDB-PR), do ex-tesoureiro do PTB Emerson Palmieri e do doleiro Enivaldo Quadrado. O ex-deputado Roberto Jefferson passou por exame médico e caberá ao presidente do STF decidir se ele vai para a cadeia ou se cumprirá a pena em prisão domiciliar. O deputado e ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP), o ex-assessor parlamentar do PP João Cláudio Genu e o doleiro Breno Fischberg - ainda não tiveram o trânsito em julgado.


MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

economia@emtempo.com.br

DÓLAR compra/venda Paralelo -

INDICADORES ECONÔMICOS

Câmbio livre BC - R$ 2,3333 / R$ 2,3338 ***

no dia: -5,17% na semana: 0,33%

Câmbio livre mercado - R$ 2,341 / R$ 2,343 *

no mês: -0,10%

Turismo -

dif.livre mercado/paralelo: 6,70%

R$ 2,260 / R$ 2,400

Economia B3

(92) 3090-1045

Variação do câmbio livre BC

R$ 2,22 / R$ 2,50 *

ARQUIVO EM TEMPO/RAPHAEL ALVES

Caderno B

Economia

Exportações recuam 3,5% em novembro

OURO BM&F R$ 94,45 Poupança

(*) cotação do Banco do Brasil / (**) cotação do Banco Central / (***) cotação média do mercado

Salário Mínimo Janeiro 2013: R$ 678,00

0,00%

Salário Família/Janeiro

Aniversário

Rendimento (%)

13/12

0,5553

13/12

0,5553

até R$ 646,55: R$ 33,16 de R$ 646,55 até R$ 971,78: R$ 23,36

(*) depósitos até 03/05/12 / (**) depósitos apartir de 04/05/12

Produção de bicicleta terá destaque no PIM em 2014 A estimativa da Abraciclo é de que no próximo ano sejam produzidas pelas empresas locais 1,3 milhão de bikes IONE MORENO

JULIANA GERALDO Equipe EM TEMPO

A

o contrário da produção de motocicletas do Polo Industrial de Manaus (PIM), que em 2014 não deve registrar crescimento, as linhas para fabricação de bicicletas no parque fabril estarão aceleradas no próximo ano. A expectativa é de que 1,3 milhão de bicicletas sejam produzidas em Manaus, um crescimento de 30% sobre um total de 1 milhão de unidades fabricadas neste ano, segundo estimativa da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). De acordo com o membro da diretoria da Abraciclo e presidente da Caloi, Eduardo Musa, entre os fatores que deverão impulsionar a fabricação das “magrelas” no parque fabril está o interesse do consumidor por modelos mais sofisticados e de melhor performance esportiva. “A demanda por

bicicletas mais “completas” está intensa e vai se estender para o próximo ano. Por conta disso, as empresas estão se preparando para atender o mercado”, disse o executivo ao pontuar que as bicicletas mais “simples” também terão “peso” nos resultados a serem alcançados em 2014. Outro fator que favorecerá o incremento na produção das bikes é o novo Processo Produtivo Básico (PPB) de bicicletas que, segundo Eduardo, é aguardado para o início de 2014. Para ele, as novas regras vão resolver, entre outras questões, a regulamentação para fabricação da bicicleta elétrica, produto amplamente divulgado pelo setor que ainda não “decolou”. Para ele, da forma como está configurado o PPB, não é possível saber se as bicicletas elétricas são motocicletas pelo fato de possuírem o motor ou continuam sendo bikes. “Parece um pequeno detalhe, mas muda todo o planejamento”, ressaltou o dirigente.

Conforme o membro da Abraciclo explicou, caso sejam consideradas ciclomotores, as “magrelas” precisarão de emplacamento, equipamento de segurança para serem conduzidas e uma série de componentes específicos. “Fa-

SUPERAÇÃO

Caso a estimativa da entidade se concretize, o volume de bicicletas fabricadas no parque fabril manauense será 30% superior à esperada para este ano, que é de um milhão de unidades bricantes como a Caloi, por exemplo, não investiram significativamente neste produto até o momento porque ainda não há critérios de produção do item estabelecido. Sem as especificações adequadas, é perigoso aplicar recursos e corremos o risco de investir em

tecnologia errada”, apontou. Investimentos O dirigente salientou que embora o mercado para o segmento de duas rodas não apresente sinais de recuperação, os investimentos para o setor de bicicletas em 2014 devem crescer entre 10% e 15%. “A instalação de uma nova fábrica da Houston e de novas linhas na fábrica da Caloi, além de projetos de outras empresas já apresentados para garantir incentivos fiscais no Estado, devem garantir um volume relevante de investimentos no próximo ano”, observa. Eduardo destacou ainda que a Caloi, por exemplo, vai investir em uma linha nova de bicicletas aro 16 - produto destinado ao público infantil - que deve estar em funcionamento no segundo trimestre do próximo ano. “Outras quatro marcas novas, atualmente importadas da China, também serão produzidas no PIM”, adiantou.

Fabricação de motos estagnada Enquanto as expectativas relacionadas à produção de bicicletas são positivas, as fabricantes de motos não devem ter o mesmo êxito. Em 2014, 1,6 milhão de motocicletas devem ser produzidas no Polo Industrial de Manaus (PIM). O volume projetado é 0,1% inferior a produção estimada para este ano. Entretanto, na comparação com 2011, quando a crise de concessão de crédito iniciou, a retração do setor já é de 21%. Além do cenário de incertezas da economia, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, afirmou ontem, durante divulgação do balanço do ano, que a Copa do Mundo também vai interferir no desempenho do setor.

“Trabalharemos com um ano de 11 meses, porque o mês da Copa não favorece a venda de motocicletas. O evento é mais rentável para o setor eletroeletrônico, por exemplo, que lucra com a comercialização de televisores”, analisou. Reorganização O diretor de relações institucionais da Honda na América do Sul e membro da diretoria da Abraciclo, Paulo Takeuchi, ressaltou que as fabricantes vão reorganizar o calendário produtivo para que as perdas do mês da Copa, não sejam sentidas no resultado final do ano. “A distribuição será diferente, mas não acredito que a previsão de estabilidade será prejudicada”, afirmou.


B2

Economia

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Comércio amazonense tem alta de 8,8% em outubro O incremento foi registrado em decorrência da conjuntura econômica no país e por conta do Dia das Crianças

IONE MORENO

ANWAR ASSI Equipe AGORA

O

Dia das Crianças e a conjuntura econômica contribuíram para que as vendas do comércio amazonense no mês de outubro. No período, o setor registrou crescimento de 8,8% em relação ao décimo mês do ano passado e 1,8% ante setembro de 2013. O aumento, que já leva em consideração a inflação, foi constatado pela Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), que foi divulgada, ontem, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse crescimento, quando levado em consideração a receita nominal, chegou a 2,5% em outubro em relação ao mês anterior. “Foi o nono mês de crescimento positivo dos últimos 12 meses, o que indica uma boa recuperação, pois em outubro de 2012 este mesmo indicador era de apenas 1,5%”, informou a nota do IBGE ao frisar que no acumulado em 2013, o volume de vendas soma 3%, enquanto nos últimos 12 meses foi a 2,3%. Para o disseminador de informações do IBGE, Adjalma Nogueira, o fator conjuntural da economia foi determinante

para o bom desempenho do comércio local. “Se analisarmos os meses anteriores, veremos que há uma evolução ascendente. Até setembro, que é um mês que não possui uma data importante, registrou bom resultado”, declarou ao informar que a tendência é o crescimento continuar até o final do ano, alcançando uma taxa de 3% acima da inflação. O presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA), Ismael Bicharra, destacou que a paralisação dos bancários, neste ano, favoreceu o setor também. “Durante a greve, o dinheiro estava reprimido. Com o fim do movimento, o dinheiro passou a circular mais”, frisou Nacional Conforme o IBGE, o desempenho do setor colocou o Amazonas na sexta colocação no ranking de vendas entre os Estados brasileiros. De acordo com o órgão, a recuperação ocorreu depois do setor local amargar as últimas colocações em rankings nacionais anteriores. Na receita nominal do comércio local, outubro também foi o melhor mês do ano. A taxa de 16,1% colocou o Estado na quarta posição no ranking nacional.

A venda de brinquedos refletiu no desempenho do segmento no décimo mês deste ano, segundo pesquisa realizada pelo IBGE

RESTITUIÇÃO

Último lote será liberado O contribuinte que estiver no sétimo e último lote, mas não receber na próxima segunda-feira os valores da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física deste ano, excepcionalmente, terá que aguardar até o próximo dia 20. Desta vez, o Fisco pagará as restituições em duas datas. Segunda-feira, 467.825 contribuintes incluídos no último lote receberão a restituição. No dia 20, serão pagos mais 1.714.083 contribuintes. No primeiro caso, serão liberados R$ 500 milhões e depois mais R$ 2.167.696.962,95. O contribuinte que ainda não recebeu a restituição e não está no sétimo e último lote caiu na malha fina. O secretário da Receita Federal Carlos Barreto atribuiu o atraso na liberação deste lote ao fato de a Receita ter procurado consolidar o maior número possível de restituições, que saíram da malha fina, na última relação de contribuintes. Dados Até agora, 711.309 mil declarações com direito à restituição caíram na malha fina, contra um total de 604.299 em igual período do ano passado, correspondente a 3,2% do total de 27.753.332 declarações do exercício apresentadas até hoje (originais e retificadoras). De acordo com a Receita, a “omissão de rendimentos é o principal motivo de incidência na malha, com 373.820 declarações retidas, o que representa 53% do total.

CONSTRUÇÃO

Funcionários da Premium protestaram na BR-174 FÁBIO OLIVEIRA Equipe AGORA

Revoltados com a demora no pagamento salarial, mais de cem profissionais da construção civil bloquearam o quilômetro 1 da BR-174, rodovia que liga Manaus a Boa Vista, ontem. A manifestação ocorreu em frente ao condomínio Verona Premium, empreendimento da construtora Premium Engenharia. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil no Amazonas (Sintracomec-AM), Cícero Custódio, a construtora não paga os salários desde outubro e não repassa aos operários o vale-transporte, remuneração das férias e décimo terceiro salário. “Ficaremos aqui até estabelecer um acordo com a empresa e os trabalhadores”, disse. O dirigente informou que a construtora emitiu, ainda ontem, um documento informan-

do que o pagamento de salários atrasados seria efetuado e que as outras pendências seriam normalizadas até o dia 20 deste mês. Caso a empresa não cumpra o acordo feito, a categoria irá paralisar por tempo inderteminado todas as atividades. A interdição da via teve início às 7h e teve o apoio das polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar (PM). Duas viaturas, sendo uma da PRF e outra da PM acompanharam a manifestação pacífica do segmento. Mesmo com o bloqueio, a PRF informou que a rodovia não apresentou congestionamento intenso, pois, antes da “barreira” imposta pelos trabalhadores havia um desvio, no qual os condutores poderiam seguir sem ter que passar pelo local interditado. Após a chegada da imprensa, os policiais rodoviários federais negociaram com os operários e a via foi liberada por volta das 10h15. DIEGO JANATÃ

A manifestação ocorreu, ontem, no quilômetro 1 da rodovia


Economia

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

B3

Exportações do Estado somam US$ 97 milhões JULIANA GERALDO Equipe EM TEMPO

P

elo segundo mês consecutivo, as exportações amazonenses apresentaram queda. Em novembro, a venda de insumos e produtos do Estado para o exterior totalizou US$ 97 milhões, 3,5% menor qunado comparado com o mesmo período do ano passado (US$ 100,6 milhões). O resultado também ficou 10,6% menor quando comparado ao mês anterior (US$ 112,6 milhões), conforme dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Para o gerente do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (CIN/ Fieam), Marcelo Lima, a má fase para a venda, em especial nos países da América do Sul, “alguns desses exportadores passam por momentos de transição no comando político, outros aguardam uma reação do cenário econômico global para voltar a investir, obter um bom resultado, na demanda do mercado de importação de produtos”, avaliou. Segundo o Mdic, a Colômbia foi o país que mais ‘freou’ as

ARQUIVO EM TEMPO/RAPHAEL ALVES

O valor é 3,5% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado, segundo levantamento realizado pelo Mdic compras de produtos amazonenses. Com US$ 8,6 milhões, o recuo registrado foi de 43,7% frente a novembro de 2012. Em contrapartida, a Argentina adquiriu US$ 24,2 milhões em produtos locais, 30,8% a mais sobre o resultado de novembro do ano anterior. A Venezuela, por sua vez, apresentou o melhor desempenho com US$ 26,1 milhões em compras – crescimento de 52,6% sobre novembro de 2012. Produtos Entre os produtos vendidos, a exportação de motocicletas (US$ 35,4 milhões) verificou queda de 15,3% no período frente a igual mês de 2012. Já a venda de aparelhos de barbear para o mercado externo caiu 37,6% com US$ 6,3 milhões. Por outro lado, a exportação de concentrados de bebidas cresceu 43,3% em novembro (US$ 35,4 milhões). O presidente da Fieam, Antônio Silva, explicou que a exportação de concentrados, sobretudo para a Venezuela, não foi afetado pela precaução dos compradores estrangeiros. “Entretanto, o resultado de novembro foi menor que o esperado, mas em dezembro os pedidos devem ser elevados”, estimou.

A comercialização de produtos locais foram afetadas, principalmente, para os países da América do Sul, como a Colômbia

Necessidade de expansão de negócios Para contornar as perdas nas exportações do Estado, medidas devem ser adotadas, conforme o gerente do CIN/Fieam, Marcelo Lima. Ele afirma que o Amazonas precisa fortalecer relações com outros continentes, como Europa e Ásia. “Não podemos ficar tão dependentes da América do Sul. Precisamos expandir os nossos negócios”, advertiu. Uma das tentativas citadas pelo dirigente é uma pro-

posta conjunta dos países do Mercosul – Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai – para a criação de uma área de livre comércio com a União Europeia. Entretanto, ele lamentou que a apresentação das propostas entre os blocos econômicos tenha sido adiada para 2014. “Quanto mais rápido chegarmos a um acordo com a Europa, melhor para os negócios”, resumiu. Os dois blocos deveriam

apresentar duas propostas unificadas para estabelecer as diretrizes do acordo. Porém, os países europeus pediram adiamento da reunião, alegando pendências em sua proposta única. Segundo o titular do MDIC, Fernando Pimentel, o atraso frustrou negociadores brasileiros que teriam feito esforços para acomodar os pleitos dos países do Mercosul numa única oferta – em especial da Argentina, que

se mostrava resistente. No entanto, o ministro negou que haja risco da negociação ser enterrada mais uma vez, como ocorreu em 2004. “No próximo ano, o Mercosul vai apresentar uma proposta-base envolvendo Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina. A Venezuela não irá participar das negociações”, informou durante o Encontro Nacional da Indústria, realizado ontem, em Brasília.


B4

Economia

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

AM receberá aporte de R$ 14 milhões do BNDES O valor, resultado de acordo entre a Sepror e o banco, será destinado para projetos de agroecologia

P

rojetos de agroecologia do Estado do Amazonas, entre eles o de incentivo a agricultura indígena, o de revitalização do sistema de produção da borracha e o de beneficiamento da castanha, receberão recursos a fundo perdido no valor de R$ 14,9 milhões oriundos do Fundo Amazônia. O fundo é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O contrato foi firmado ontem, no Rio de Janeiro, pelo diretor da área de Meio Ambiente do BNDES, Guilherme Lacerda, e pelo titular da Secretaria de Estado da Produção Rural do Amazonas (Sepror), Eron Bezerra. Ele informou que o financiamento permitirá o desenvolvimento de uma política de agroecologia no Estado. De acordo com o secretário da Sepror, essa política se baseia em três linhas essenciais. Uma delas é a agricultura indígena que, segundo ele, é uma experiência inédita no Brasil. As outras linhas abrangem a revitalização do sistema de produção da borracha, ou a retomada da exploração de seringais nativos, e o beneficiamento da castanha, para agregar valor e verticalizar a produção. Bezerra ressaltou que serão atendidos pelos projetos 41 municípios. “É quase o Estado

AGECOM/ALEX PAZUELLO

inteiro, que tem 62 municípios”, disse. De acordo com o BNDES, a operação contempla área de 1.165.259 quilômetros quadrados, ou o equivalente a 75% do Estado. Os projetos, segundo ele, terão atuação simultânea e deverão começar a ser implantados

NEGOCIAÇÃO

As “costuras” para a liberação dos recursos foram realizadas ontem, no Rio de Janeiro, durante reunião entre o titular da Sepror, Eron Bezerra, e o diretor do BNDES, Guilherme Lacerda Entre as atividades beneficiadas está a revitalização do sistema de produção de borracha

já em janeiro de 2014. Bezerra declarou ainda que serão mobilizados 4 mil seringueiros. Na agricultura indígena, a ênfase será para a agroecologia. Serão contratados técnicos das próprias comunidades e construídas 25 casas de farinha semimecanizadas. “São pequenas agroindústrias para beneficiamento da mandioca, que é uma cultura tradicional das populações indígenas. E vamos construir uma agroindústria de castanha no município de Tefé”, adiantou o secretário.

Sustentabilidade incentivada O BNDES informou por meio da assessoria de imprensa que o projeto contribuirá para a promoção de atividades produtivas sustentáveis, como alternativa para a manutenção da “floresta em pé”, beneficiando o público-alvo do Fundo Amazônia, que são os povos

indígenas e extrativistas. De acordo com o banco, a iniciativa atende às diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais (PNPCT). O Fundo Amazônia foi criado pelo governo federal em 2008 e é composto de

doações financeiras que são aplicadas pelo BNDES em projetos de combate ao desmatamento, promoção da preservação e do uso sustentável das florestas da região. Desde a sua criação, foram aprovados 48 projetos, que totalizam um desembolso no valor de R$ 763 milhões.

ESTIMATIVA

Agronegócio vai crescer 3,5% no país A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) projeta que o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio fechará o ano com alta de 3,5%. O valor representa R$ 1 trilhão em investimentos e recuperação em relação a 2012, quando o setor teve retração de 2,5%. A CNA prevê ainda aumento da participação da agricultura no PIB brasileiro, de 22,5% no ano passado para 22,8% em 2013. Os números foram divulgados em balanço da entidade sobre o desempenho do agronegócio na economia brasileira. Além do PIB, a CNA divulgou projeção sobre o Valor Bruto da Produção (VBP), uma estimativa de geração de renda pela atividade rural que abrange lavouras e pecuária. Segundo a entidade, o VBP deve fechar o ano em R$ 424,5 bilhões, cifra 8% mais alta do que a registrada em 2012. Para 2014, a previsão é que o VBP totalize R$ 438,2 bilhões, com alta de 3,2% em relação ao valor deste ano. A entidade projeta ainda exportações acima US$ 100 bilhões para o agronegócio em 2013, expansão de 5,1% em relação a 2012. A soja deve liderar as vendas externas, atingindo US$ 31,5 bilhões e consolidando o Brasil na posição de maior exportador mundial da oleaginosa. O superávit comercial deve totalizar US$ 83 bilhões, 5,3% a mais do que no ano passado.


Caderno C

Dia a dia MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

diadia@emtempo.com.br

(92) 3090-1041

DIEGO JANATÃ/ARQUIVO EM TEMPO

Agremiações se preparam para Carnaval Dia a dia C3

Ponte Arthur Bernardes agora causa apreensão

Base de um dos pilares foi afetada pela correnteza do igarapé, o que deixa os moradores daquela região apreensivos IONE MORENO

IVE RYLO Equipe EM TEMPO

V

inte dias após a inauguração, a ponte Arthur Bernardes, no bairro São Jorge, Zona Oeste, começou a apresentar problemas em um dos pilares. Os moradores próximos alertaram que a correnteza afetou a base de um dos pilares, carregando parte do muro assentado após a reforma. A outra ponte de acesso ao bairro deverá ser interditada e reformada em janeiro , com prazo para conclusão de 90 dias. Com um salão localizado há 15 anos entre as duas pontes, a cabeleireira Luciene Ribeiro, 41, mostrou os estragos causados pela correnteza. “A água levou os tijolos colocados no pilar da ponte. Às vezes acho que esta aqui (mostrando a ponte sentido Centro-bairro) é mais segura que a Arthur Bernardes”, disse. Em nota, a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (Seminfh) informou que o problema será repassado para o setor de engenharia para que sejam tomadas as providências. A manutenção das duas pontes custou R$ 1.496.388,18 e foi executada pela empresa LVM Construções Ltda. A Arthur Bernardes recebeu reforço estrutural assim como o aumento das faixas em um metro. Também foi alterada a passagem de pedestre, na lateral da pista, para 1,20 metro de largura. Para ornamentar a ponte, foram inseridas estruturas metálicas em forma de arco dos dois lados e luminárias e refletores. Segundo a Seminfh, as fundações da ponte também receberam proteção com estacas metálicas em concreto armado e pinturas.

A partir de janeiro, a outra ponte sofrerá as mesmas interferências da primeira, sem que seja necessário realizar intervenções nas pilastras, somente reforço estrutural. Segundo informações repassadas pela Seminfh, o adiamento da reforma foi orientação dada pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) para não prejudicar o fluxo de veículos do fim de ano, agravado devido às festas de Natal e Ano-Novo. Outro fator que influenciou no adiamento foram as chuvas frequentes deste período. Reintegração adiada Ainda não há previsão para a retirada das pessoas que ocupam as moradias e estabelecimentos comerciais nas proximidades das duas pontes. Contudo, a Seminfh já informou que todas foram cadastradas no Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). A cabeleireira Mézia Rodrigues, 66, explicou que foi informada que não poderia mais investir na estrutura do salão, uma vez que seria retirada do local. Contudo, com a demora, ela teme que a estrutura não aguente o período chuvoso. Ela esta há 19 anos no local e disse que desde quando iniciaram as obras tem caído a movimentação do salão. “Os clientes pensam que não estamos mais aqui. Tinha dias que eu atendia 30, hoje são no máximo cinco”, disse. Os comerciantes informaram que a defesa civil apontou que os imóveis estão em área de risco e, segundo os comerciantes, aconselhou que deixassem as casas quando iniciassem os temporais.

Enquanto a ponte Arthur Bernardes terá vistoria da Seminfh, do outro lado a ponte São Jorge aguarda obras previstas para janeiro

Recapeamento parcial aborrece motoristas O recapeamento parcial de algumas avenidas da cidade tem sido o terror dos motoristas. Na avenida Constantino Nery, somente a faixa da direita recebeu a nova camada de asfalto. A pista de acesso à rua Pará, pela avenida Constantino Nery,

é um dos piores trechos. “Eles só recapearam uma parte e esse desnível é ruim para o carro, porque estraga o amortecedor e a suspensão. O problema é maior nas áreas próximas às paradas do antigo expresso, que estão mais esburacadas. Esse traba-

lho está demorando demais”, observou o técnico de informática Roberto Conceição, 23. A Seminfh informou que o recapeamento da avenida Constantino Nery será concluído até o dia 31 de dezembro, conforme acordo firmado entre a Prefeitura

de Manaus e as empresas ganhadoras da licitação para as ações de requalificação das vias que compreendem o Quadrilátero da Copa. A Constantino Nery faz parte do lote 2. Uma parte da via será requalificada para as obras do Bus Rapid Service (BRS).

SUPOSTA OMISSÃO DIEGO JANATÃ

Sindicato acompanha investigação ISABELLE VALOIS Equipe EM TEMPO

Testemunha afirma que a médica Socorro não recusou atendimento a criança que tinha diarreia

O presidente do Sindicato dos Médicos do Estado do Amazonas (Simeam), Mário Viana, informou ontem a existência de um grau de parentesco entre a dona de casa Janderlândia da Silva com um dos policiais da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atenderam a ocorrência da suposta recusa de atendimento da pediatra Socorro Pereira, na noite da última terça-feira (10), no pronto-socorro da Criança, na avenida Brasil, Compensa. Após o ocorrido, a médica foi auxiliada pelos assessores jurídicos e pelo presidente do Simeam, que acompanha de perto todos os procedimentos sobre o caso. Mario Viana soube que a chegada da guarnição só foi rápida por causa da ligação familiar com um dos policiais que atenderam a ocorrência.

Viana ainda informou que a denúncia sobre a recusa de atendimento não poderia ter sido feita, pois a criança foi atendida por outro profissional. “Como não ocorreu o procedimento com a médica Socorro, ela pediu que outro profissional atendesse o caso. Na lei se explica isso, que caso ocorra uma ocorrência de tumulto, outra profissional deve atender o paciente”, explicou Viana. Outra médica que trabalhava no plantão, Rubenice dos Santos, contou que Socorro estava atendendo uma funcionária que estava passando mal no momento em que Janderlânia entrou no consultório informando que em vez de ficar conversando, ela deveria trabalhar, pois sua filha estava passando mal. “Socorro pediu que a paciente fosse atendida por outro profissional. A criança estava com diarreia, e nem foi preciso ficar internada, pois foi recei-

tada e em seguida liberada”, contou Rubenice. A testemunha relatou que logo após a liberação da paciente cerca de cinco viaturas foram para o pronto-socorro. “Um aspirante identificado por Daniel chegou descendo da viatura e dando a voz de prisão para Socorro, que chegou a dizer que não havia problemas, pois ela prestaria esclarecimento na delegacia, mas que iria no próprio carro, porém fizeram a detenção e a levaram como se fosse uma criminosa”, disse. Depois do ocorrido, a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) afastou a profissional e informou que uma sindicância seria aberta para apurar os fatos. Informações que os policiais envolvidos haviam sido afastados e também ouvidos na manhã de ontem na Corregedoria foram negadas pela sua assessoria.


Dia a dia

C2

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Governo assina acordo para gestão de florestas Cooperação do Estado do Amazonas com a União permitirá maior visibilidade sobre os manejos florestais autorizados

O

governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) e do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), assinou na última quarta-feira (11), em Brasília, um acordo de cooperação técnica para a gestão florestal com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), que visa a gestão dos recursos florestais, disponibilizando ao Ipaam o Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor). Para a titular da SDS, Kamila Amaral, a cooperação entre os governos estadual e federal configura-se em uma estratégia fundamental para dar visibilidade ao setor florestal. “A parceria é muito importante para que a gente consiga realizar a devida publicidade dos manejos florestais autorizados no âmbito do Ipaam, orgão responsável pelo licenciamento e fiscalização das atividades no Estado do Amazonas. A nossa previsão é de que em 2014 nós já tenhamos conseguido ter o sistema devidamente funcionando sincronizado com o sistema federal do Ibama, e com isso trazer a devida transparência florestal para o Estado”, explica a secretária. Segundo o presidente do Ipaam, Antonio Ademir Stroski, é um sistema de gestão da atividade florestal que vai dar transparência e divulgação das informações sobre planos de manejo licenciados, sobre concessões florestais e várias

DIVULGAÇÃO

outras atividades, obedecendo à autonomia dos Estados na gestão de florestas. “O sistema proposto pelo governo federal é de interesse do Estado, porque não fere nossa autonomia. A competência do licenciamento, da fiscalização e do monitoramento da atividade florestal já vem definida desde 2005 e isto vai ser mantido na sua integralidade”, afirmou Stroski. O presidente do Ipaam entende que os grandes méritos do Sinaflor são divulgação de informações e transparência. “O Sistema vai disponibilizar de informações em tempo real dos nossos vizinhos, dos nossos Estados e vizinhos de fronteira onde realmente temos problemas de controle da madeira ilegal”, disse Stroski. A gerente de controle florestal do Ipaam, Mara Rúbia Said, acrescenta que o sistema DOF (sistema que atesta a origem legal da madeira) utilizado hoje em 24 Estados brasileiros sob o gerenciamento do Ibama, passará a ser um módulo do Sinaflor. Porém, antes da implantação do Sinaflor, o DOF também passa por uma atualização tecnológica que o torna mais seguro em relação a ataques de “hackers”. O acordo de cooperação prevê a realização de treinamentos e orientações aos técnicos do Ipaam para utilização do Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais, conforme estabelecido em um plano de trabalho que integra o acordo e tem validade de 3 anos.

Um sistema de gestão da atividade florestal vai dar transparência e divulgação das informações sobre planos de manejo licenciados

Compromisso com fortalecimento ambiental Após cumprir agenda em Brasília, a secretária Kamila Amaral e o presidente do Ipaam Ademir Stroski seguiram para o Rio de Janeiro, onde participaram ontem da 14ª reunião do Comitê Orientador do Fundo Amazônia (Cofa).

ZONA CENTRO-SUL

Prefeitura notifica 237 veículos

TÁCIO MELO/SEMCOM

Além das 237 autuações, foram removidos três carros e 23 motos foram apreendidas na blitz

A fiscalização realizada para flagrar estacionamento em áreas proibidas, em fila dupla e motos em situação irregular, deflagrada na manhã de ontem, resultou na autuação de 237 veículos, na remoção de três carros e apreensão de 23 motos. A ação foi coordenada pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) com apoio do Batalhão de Trânsito (BPTRAN), nas principais vias da Zona Centro-Sul. A operação também serviu para orientar os condutores

a respeitarem a passagem de pedestres nas calçadas e enfatizar que as vias devem ficar livres para o trânsito fluir com mais facilidade. “Nossos educadores participam da ação e aproveitam a oportunidade para conscientizar os motoristas”, acrescentou o diretor de operações do Manaustrans, coronel Raimundo Encarnação. Os agentes do Manaustrans percorreram as ruas e avenidas da Zona Centro-Sul com maior registro de infração de trânsito. A

fiscalização flagrou irregularidades na rua do Comércio, bairro Parque 10; na área de bancos da avenida André Araújo, Aleixo; no entorno do Manauara Shopping e ao longo da avenida Álvaro Maia, no bairro Adrianópolis. A fiscalização do Manaustrans para coibir estacionamento irregular e dar mais fluidez ao trânsito é realizada diariamente em todas as zonas da cidade. No período natalino, as operações serão reforçadas com o apoio do Batalhão de Trânsito.

Na ocasião, os secretários de Meio Ambiente da Amazônia Legal reafirmaram seu compromisso para o fortalecimento do Sistema Nacional de Meio Ambiente. A secretária Kamila Amaral se manifestou sobre o

inventário de recursos do Fundo Amazônia no setor produtivo para a geração de renda no interior do Estado, fortalecendo as cadeias produtivas regionais. Na ocasião, a Secretaria de Estado de Produção Rural

SEGURANÇA

ZOONOSES

Compensa recebe Ação Natalina O governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas), em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), promove amanhã, das 8h às 17h, uma blitz educativa para encerrar a 5ª edição da Ação Natalina – Natal Seguro, nas ruas de comércio do bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus. De acordo com a secretária da Seas, Regina Fernandes, o trabalho conta com a parceria de policiais militares da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). A ação é realizada desde 2008 pelo projeto Ame a Vida e consiste em abordagens a motoristas e pedestres e distribuição de panfletos contendo orientações de segurança na comunidade. Natal Seguro faz parte do plano de trabalho do projeto Ame a Vida para orientar a sociedade sobre os principais fatores de prevenção a crimes, principalmente nas festas de fim de ano. “Nesse sentido e pensando no mês de dezembro, que é um mês em que as pessoas estão envolvidas com os festejos natalinos, estamos desenvolvendo mais esta ação”, disse a secretária.

(Sepror) do Amazonas assinou um contrato no valor de R$ 15 milhões para beneficiar 41 municípios no setor de agroecologia. O projeto faz parte da estratégia de valorização dos produtos do Amazonas.

Animais não vacinados devem ser levados a postos A Prefeitura de Manaus conseguiu visitar 100% dos bairros de Manaus na Campanha Municipal de Vacinação Antirrábica Animal. Já foram imunizados contra a raiva 201.646 cães e gatos e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) quer ultrapassar a meta de 204.302 animais da cidade, estipulada pelo Ministério da Saúde. Por isso, as equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) estarão à disposição dos donos para proteger contra a raiva animal os animais que ainda não receberam a vacina, com postos volantes nos distritos de Saúde da Semsa e no próprio CCZ amanhã, das 8h às 12h.

As equipes de vacinadores do CCZ iniciaram a vacinação no dia 29 de outubro em todos os cães e gatos de todas as zonas da cidade de Manaus. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, a Semsa pretende vacinar 155.823 cães e 48.479 gatos somente na zona urbana. “Iremos ultrapassar a meta porque estamos vacinando também na zona rural e deveremos chegar a 210 mil animais protegidos contra a raiva em Manaus. Apesar de as equipes terem ido a todos os bairros, muitas pessoas não estavam em casa para que pudéssemos vacinar os animas. Agora, esses donos podem procurar os distritos. DIVULGAÇÃO

Animais domésticos poderão ser vacinados durante o sábado


Dia a dia

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

C3

Escolas se credenciam para o Carnaval de 2014 As agremiações do Grupo Especial reuniram a documentação necessária para assegurar sua cota de patrocínio

O

governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), anunciou na noite da última quarta-feira (11) as quatro primeiras escolas de samba de Manaus credenciadas no edital público para fomento das agremiações carnavalescas para o Carnaval de 2014. As selecionadas foram Mocidade Independente de Aparecida, A Grande Família, Reino Unido da Liberdade e Vitória Régia, todas do Grupo Especial. Nesse primeiro lote, apenas as quatro agremiações reuniram a documentação necessária e se inscreveram para assegurar sua cota no patrocínio financeiro do governo do Estado para o desfile oficial que acontece no sambódromo nos dias 27 e 28 de fevereiro e 1º de março, de um total de 26 agremiações que integram o Grupo Especial (oito), Acesso A (sete), Acesso B (seis) e Acesso C (cinco). O edital tem como principal meta estabelecer e regulamentar as agremiações por meio da identificação e difusão das manifestações carnavalescas de Manaus. O número 3, do item “Os objetivos” determina ainda que “o

DIEGO JANATÃ/ARQUIVO EM TEMPO

patrocínio financeiro do governo do Estado para o desfile oficial do Carnaval de Manaus será destinado exclusivamente para as agremiações carnavalescas que estiverem de acordo com as exigências determinadas neste edital”. As inscrições para as agremiações restantes interessadas em participar do segundo – e último – lote do edital terminam na próxima segunda-feira (16). As quatro escolas já selecionadas participam agora da segunda fase do edital. “O edital é um instrumento fundamental para dar mais transparência e publicidade no uso de verbas públicas e também para fazer um carnaval mais eficiente e melhor para os brincantes, turistas e para a população em geral”, afirmou o secretário de Cultura, Robério Braga, ao destacar que as quatro agremiações – Aparecida, A Grande Família, Reino Unido e Vitória Régia – são um exemplo para as demais. Os editais, telefones para contato e demais informações estão disponíveis nos sites www.editaisculturamazonas. com, www.culturadoam.blogspot.com.br.

Das escolas de samba, até agora apenas quatro das oito do Grupo Especial asseguraram sua cota de patrocínio do Carnaval

EDUCAÇÃO

Projeto é apresentado na UFPA Para facilitar o ensino da matemática utilizando recursos lúdicos, a professora Silvia Patrícia da Silva Monteiro, 37, que leciona a disciplina de exatas na escola estadual Presidente Figueiredo (distante 107 quilômetros de Manaus), desenvolveu um projeto intitulado Jogos Matemáticos na escola estadual Presidente Figueiredo, o qual será apresentado no 3º Encontro Paraense de Etnomatemática, iniciado ontem e que vai até amanhã no campus universitário do Tocantins/Cametá da Universidade Federal do Pará. A iniciativa, segundo a educadora “surgiu da necessidade de melhorar as práticas pedagógicas da disciplina de Matemática em sala de aula, pois os alunos sentiam muita dificuldade em absorver o conteúdo e o foco do problema estava na base, nas operações simples”, conta a professora Silvia Monteiro. Como forma de contornar essa situação, a professora Silvia, que já trabalhava com

essa estratégia de aprendizado em outras escolas, decidiu que seria muito válido realizar a experiência com os estudantes de 7º ao 9º ano, aos quais ministra aulas. “Vendo essa dificuldade, percebi que utilizar os jogos como forma de aprendizado

ALTERNATIVA

A iniciativa da educadora Silvia Patrícia Monteiro surgiu da necessidade de melhorar as práticas pedagógicas da disciplina matemática em sala de aula para superar as dificuldades dos alunos dos conteúdos que estavam sendo estudados seria uma forma de melhorar as aulas, tornando-as mais dinâmicas e, consequentemente, despertando o interesse pela disciplina”, afirma a professora. A prática da atividade con-

siste na produção de jogos matemáticos de acordo com os temas que estão sendo abordados durante o ano letivo. Ao todo, os alunos do ensino fundamental da escola Presidente Figueiredo desenvolveram, sob orientação da professora Silvia, quatro tipos de jogos, com objetivos específicos voltados a uma didática de ensino diferenciada, sendo eles: jogos de memória (símbolos matemáticos e leitura de frações), jogos de tabuleiro, dominó dos números racionais e tangram. Combinando criatividade e abstração, a produção dos jogos aconteceu além dos limites da sala de aula, sendo utilizada a biblioteca, refeitório, sala de mídias e laboratório de informática. Tudo isso, de acordo com Silvia, contribuiu para tornar a “aula diferente”. “Nem sempre o espaço da sala de aula é suficiente para aprimorarmos o aprendizado dos alunos, às vezes, é necessário investir em uma nova roupagem”, comenta.


C4

Dia a dia

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Casal é executado a tiros no bairro Grande Vitória

Autores do crime foram dois homens que passaram perto da residência em uma moto. Mulher tentou fugir, mas foi morta ERLON RODRIGUES/AGORA

JOÃO PEDRO FIGUEIREDO Equipe do AGORA

O

casal Janderlei de Medeiros Marques, 26, e Lindormara Marques Colares, 29, foi executado, por volta de 23h da última quarta-feira (11), dentro de sua residência, localizada na rua Vitória, no bairro Grande Vitória, Zona Leste. De acordo com uma vizinha de 19 anos, que por medo não se identificou, o casal estava na casa com mais dois amigos quando dois homens encapuzados chegaram pelo quintal da casa e entraram no local. “Os homens entraram muito rápido, o Janderlei ainda tentou lutar com um deles, mas foi baleado duas vezes na cabeça. A mulher dele até conseguiu sair da casa, mas os homens a pegaram logo na saída e atiraram seis vezes nela”, relatou a vizinha. Depois do crime, os suspeitos fugiram correndo. Segundo os moradores, o casal morava há pouco mais de três meses no bairro e tinha envolvimento com o tráfico de drogas, o que levanta a hipótese de o crime ter sido acerto de contas. “Assim que eles chegaram ao bairro começaram a vender drogas, e isso pode ter ir-

ritado os traficantes daqui. Ontem eles receberam ameaças de manhã e quando foi à noite aconteceu isso”, relatou um morador. Os moradores informaram, ainda, que Janderlei era envolvido com roubos. Uma consulta ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) revelou que ele respondia por homicídio e receptação. O caso está sendo

MOTIVOS

Segundo os vizinhos, o casal assassinado morava há pouco mais de três meses no bairro e tinha envolvimento com o tráfico de drogas, o que levanta a hipótese de o crime ter sido acerto de contas

investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Outro crime O cobrador de ônibus alternativo Wedelton Vani, 31, foi assassinado com cinco tiros por volta de 22h de quartafeira (11), na rua 5, bairro Monte Sião, Zona Leste. De acordo com os amigos da vítima, o crime foi cometido

SANTA ETELVINA ERLON RODRIGUES/AGORA

por dois homens que estavam um moto, de cor, modelo e placa não identificados. Uma amiga da vítima informou que estava com Wedelton e mais três amigos sentados na calçada quando a dupla da moto passou devagar pelo grupo e desceu a rua, e logo depois voltaram. “O que estava dirigindo estava de capacete, e o que estava na garupa estava de boné, quando eles voltaram o garupa desceu já com arma na mão, foi em direção ao Wedelton e efetuou oito disparos. Cinco tiros pegaram nele, um ia pegando em mim, mas consegui correr e me esconder atrás de um carro”, relatou. Wedelton ainda chegou a ser socorrido pelos amigos e foi levado para o prontosocorro Platão Araújo, Zona Leste, onde morreu às 22h30. No site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), uma consulta revelou que Wedelton foi preso em janeiro deste ano pelo crime de roubo. Na ocasião, ele e um adolescente teriam roubado o carro de uma mulher em Petrópolis, Zona Sul, mas foram presos depois de bater com o veículo no muro. A morte do cobrador está sendo investigada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

BARCELOS

Farinheiro é morto a terçadadas

Ivanildo é acusado de esconder drogas em grade de cerveja

Homem é preso por vender drogas em boxes de feira Denúncias anônimas levaram os policiais do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP) até ao suspeito de tráfico de drogas identificado como Ivanildo Soares Marinho, 33, mais conhecido como “Ivan”. Ele foi preso por volta das 17h de quarta-feira (11), na rua Aldenor Queiroz, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte da capital. De acordo com a polícia, o suspeito usava boxes da feira do bairro para esconder a droga e disfarçar a venda com a chegada da polícia. Com Ivan foram encontradas 92 trouxinhas de oxi, mais uma porção grande da mesma droga, que provavelmente ainda seria dividida em mais trouxinhas. Os entorpecentes estavam escondidos dentro

de uma grade de cerveja por dentro de um dos boxes da feira. No 26º DIP, onde o caso foi registrado, o suspeito informou que estava vendendo drogas há um mês e que vendia cada trouxinha pelo valor de R$ 10. Informou, ainda, que vendia para poder sustentar a família. Procurado Segundo o delegado Walter Cabral, o suspeito já estava sendo procurado pela polícia e além de ser preso em flagrante, Ivan estava com um mandado de prisão em aberto, expedido em março deste ano, e já deveria estar cumprindo pena também pelo crime de tráfico de drogas. Ele foi encaminhado à cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa. (JPF)

Uma briga por saca de farinha acabou com a morte do farinheiro Valdeir Andrade da Silva, 22. Seu corpo, com várias marcas de golpes de terçado, foi encontrado na noite de terça-feira (10), em um sítio na comunidade Rio Nininho, no município de Barcelos (a 399 quilômetros de Manaus) e deu entrada na tarde de quarta-feira (11) no Instituto Médico Legal (IML). De acordo com a prima da vítima, Joycelene Marques Silva, 22, Valdeir estava fazendo farinha com mais duas pessoas, cujos nomes não soube informar, quando uma menina começou a provocá-lo até ele deixar o que estava fazendo e tentar agredi-la. “Quando ele se estressou, ele foi pra cima da menina, mas o rapaz deu uma gravata nele e depois várias terçadadas. Eles são parentes da madrasta do Valdeir, mas depois disso sumiram”, relatou. O corpo, como informou a prima, só foi encontrado horas depois do crime no quintal do sítio do pai de Valdeir. O assassinato será investigado pela polícia. Até o fechamento desta edição nenhum suspeito havia sido identificado. (JPF)

Testemunha mostra foto do corpo de Lindormara no local onde foi assassinada pelos homens

ARENA

Abelhas atacam trabalhadores Seis operários, que trabalham na montagem da cobertura da Arena da Amazônia, foram picados por abelhas no sambódromo de Manaus, na tarde de ontem. Todos receberam atendimento médico adequado e passam bem. Logo após o incidente, os funcionários foram levados ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Alvorada, na Zona Centro-Oeste. A direção da unidade informou que os seis pacientes - do sexo masculino, com idades

variando de 27 a 58 anos, sendo três alemães, dois portugueses e um brasileiro foram avaliados e medicados preventivamente com antihistamínico (antialérgico). Quatro deles ficaram por alguns momentos na sala de observação, recebendo hidratação venosa (com a medicação), e foram liberados por volta das 16h30. Dois pacientes (de origem alemã) foram transferidos para o hospital e prontosocorro 28 de Agosto, para melhor avaliação médica.

A transferência para o pronto-socorro foi adotada apenas como medida preventiva de uma reação alérgica mais significativa, uma vez que estes pacientes receberam um número maior de picadas de abelhas. Os dois já foram avaliados, realizaram exames, foram medicados e estão em observação sem critério de gravidade até o momento. O Corpo de Bombeiros esteve no local para avaliar e controlar o foco das abelhas. ALBERTO CÉSAR ARAÚJO/ARQUIVO EM TEMPO

Acidente aconteceu nas obras da Arena da Amazônia Vivaldo Lima, envolvendo seis operários


MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Dia a dia

C5


País

C6

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Cobertura obrigatória dos planos de saúde é ampliada

PF prende policiais militares, civis e um federal por corrupção

Promotoria encontra R$ 72,7 mil com fiscal da máfia do ISS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou ontem nota técnica em que amplia a cobertura obrigatória dos planos de saúde com novos exames para detectar doenças genéticas. Também foram definidas pela agência critérios para o uso de tecnologias na identificação e tratamento de 29 enfermidades genéticas. Os exames deverão ser oferecidos pelos planos de saúde a partir de 2 de janeiro de 2014, quando entra em vigor o novo rol de procedimentos obrigatórios.

A Polícia Federal deflagrou uma operação ontem para desarticular uma quadrilha suspeita de corrupção, estelionato e violação de sigilo funcional. Entre os presos estão policiais civis, militares e o chefe do núcleo de tecnologia da informação da superintendência regional da própria Polícia Federal em Goiás. As investigações apontaram que Anderson Luís Coelho, no exercício de suas funções na superintendência da PF, comandava uma organização criminosa que interceptava ligações telefônicas ilegalmente e as vendia para terceiros.

O Ministério Público de São Paulo encontrou um pacote de dinheiro entre os pertences apreendidos no apartamento de Ronílson Rodrigues, apontado como um dos chefes da máfia do ISS. O pacote com R$ 72,7 mil foi apreendido em 30 de outubro, quando foi feita uma operação no apartamento de Rodrigues, em Santos (no litoral de São Paulo). O valor só foi identificado ontem, enquanto era feito o deslacre do material apreendido. Outros bens ainda estão sendo abertos.

Temporal deixa mais de 5 mil desabrigados no Rio O

temporal que provocou estragos em diversas regiões do Estado do Rio de Janeiro deixou mais de 5 mil pessoas fora de casa até a tarde de ontem, entre desalojados e desabrigados, segundo números da Secretaria de Estado de Assistência Social e dos órgãos de Defesa Civil dos municípios mais afetados na Baixada Fluminense. As cidades de Nova Iguaçu e de Japeri, que decretaram estado de calamidade pública na quarta-feira, 11, concentram a maioria das pessoas que necessitou sair de casa ou que perdeu imóveis. Ontem, o Secretário de Estado de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, afirmou que a Secretaria Nacional de Defesa Civil liberou R$ 4 milhões para assistência humanitária às vítimas das chuvas. O pedido foi feito um dia antes pelo próprio governador do Estado, Sérgio Cabral (PMDB). O governo do Estado do Rio também anunciou a disponibilização do aluguel social para mais cerca de 3 mil pessoas. A Secretaria de Estado de Assistência

Social e Direitos Humanos (SEASDH) vai pagar o aluguel social, no valor de R$ 400 a R$ 500, às famílias que perderam suas casas em decorrência das últimas chuvas na Baixada Fluminense, informou o secretário Zaqueu da Silva Teixeira. O benefício será pago por 12 meses e pode ser prorro-

CALAMIDADE

Nova Iguaçu e de Japeri, que decretaram estado de calamidade pública na quarta-feira, 11, concentram a maioria das pessoas que teve que sair de casa ou que perdeu seus imóveis

gado caso seja necessário. O governo pagará o aluguel até que as famílias recebam novas moradias. Nova Iguaçu Em Nova Iguaçu, a Secretaria Estadual de Assistência Social informou ter contabilizado 400 famílias desalojados, isto é, cerca de

THOMAZ SILVA/ABR

As cidades de Nova Iguaçu e de Japeri concentram a maioria das pessoas que necessitou deixar suas casas devido às chuvas 1,6 mil pessoas. Há seis abrigos em funcionamento para receber as eventuais vítimas dos 39 bairros afetados pelas chuvas. A Defesa Civil do município informou que, até o fim desta tarde, foram atendidos outros 200 desabrigados e 900 desalojados nas 26 regiões mais críticas. Queimados Em Queimados, pelo menos 64 pessoas estão fora de casa, 16 famílias, segundo informações da Secretaria Estadual de Assistência Social. A Defesa Civil Municipal informou que, até as 16h desta quinta, atendeu outros 116 desabrigados e 1.197 desalojados. Mesquita Em Mesquita, de acordo com o governo estadual, 231 famílias ficaram desalojadas em todo o município. A maioria está provisoriamente instalada em residências de parentes ou de amigos. A Defesa Civil municipal, por sua vez, informou ter contabilizado outras 18 famílias fora de casa, isto é, pouco mais de 2,6 mil pessoas.

Em várias cidades do Rio de Janeiro os moradores perderam todos os móveis devido às chuvas

MENSALEIRO

BELO HORIZONTE

Roberto Jefferson diz precisar comer salmão e geleia real

Uma briga de vizinhos por causa do uso de um espaço público acabou com um veículo cimentado sobre a calçada na região oeste de Belo Horizonte, no sábado, 7. O inusitado caso vem chamando a atenção de curiosos que passam pelo local. O local da disputa é uma rua inacabada, muito íngreme. Segundo frentistas do posto de gasolina anexo à zona de conflito, há algum tempo o advogado Márcio Parreiras Drumond usa a área para expor carros para revenda. Ontem, havia três carros no local, além do veículo cimentado. Na esquina dessa rua está em construção um prédio de lojas comerciais. Segundo a advogada Tatiana Mafaldo, que trabalha para os responsáveis pela obra, há cerca de 20 dias os operários da construção vinham pedindo para Drumond retirar o carro da calçada.

DIVULGAÇÃO

Carro cimentado em briga de vizinhos

Após briga, carro é cimentado na calçada da avenida Barão Homem de Melo, em Belo Horizonte

‘Ninguém toca no meu veículo’ Eles precisavam da remoção para cimentar a calçada, conforme previsto no projeto da obra aprovado na prefeitura. “Tentamos falar, pedimos (para Drumond), mas ele disse para ninguém colocar a mão no carro, disse que tem autorização da prefeitura”, afirmou o mestre de obras Adilson Antônio de Souza, 38. “Fala-

mos com o dono da obra, que mandou cimentar o passeio”, completou o operário. A advogada da obra disse que foi feita uma denúncia na prefeitura com pedido de apuração de comércio irregular na rua, mas que a fiscalização esteve no local e não teria visto nenhuma irregularidade. Segundo ela,

foi tentado de tudo para a retirada do veículo. Mafaldo disse que a retirada do carro é necessária para que a calçada seja concluída. Segundo ela, os responsáveis pela obra deram um projeto arquitetônico para a prefeitura executar, de forma a transformar a rua inacabada em uma ligação para pedestres.

Um pedido inusitado chegou ontem a 5ª ao Supremo Tribunal Federal (STF). O delator do esquema do mensalão e ex-presidente do PTB, Roberto Jefferson, quer tomar café da manhã com geleia real, almoçar salmão defumado e tomar suco batido com água de coco enquanto cumpre sua pena. A petição, assinada pelos advogados de Jefferson, afirma que ele precisa de “dieta extremamente rígida” e “acompanhamento nutricional intenso” devido às cirurgias que reduziram o tamanho de seu estômago, pâncreas e intestino. Apesar de um laudo do Instituto Nacional do Câncer (Inca) ter descartado a necessidade de prisão domiciliar para Jefferson, os advogados insistem no pedido. Mas oferecem uma alternativa: caso o Supremo decida manter Jefferson em regime fechado, que a prisão assegure a dieta prescrita por seus médicos e nutricionistas. A dieta inclui; » Café da manhã: 2 bananas com

mel e canela, geleia real e meio mamão papaia. Café com leite de baixa lactose e pão preto integra. » Lanche matutino: suco batido com água de coco, whey protein, beterraba e maçã. » Almoço: salada, arroz in-

DIETA

A petição, assinada pelos advogados de Jefferson, afirma que ele precisa de “dieta rígida” e “acompanhamento nutricional intenso” devido às cirurgias que reduziram o tamanho de seu estômago

tegral, feijão sem carnes e legumes ou salmão defumado, atum ou badejo. » Jantar: sopa de legumes e verduras com carnes magras » Ceia: frutas em pedaço Jefferson foi condenado a 7 anos e 14 dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


País

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

C7

Dilma: Estado brasileiro não aceita práticas de tortura D

urante a cerimônia de entrega da 19ª Edição do Prêmio de Direitos Humanos, a presidente Dilma Rousseff defendeu as ações do governo para o enfrentamento à violência e contra as práticas de tortura. “O Estado brasileiro não aceita nem aceitará práticas de tortura contra qualquer cidadão”, disse. Durante o evento, a presidente Dilma também assinou um documento que regulamenta a lei 12.847/2013, que institui o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, cria o Prêmio de Direitos Humanos e o Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura. A premiação faz parte do Fórum Mundial dos Direitos Humanos e lotou um dos auditórios do Centro Internacional de Convenções Brasil, em Brasília. Intercalado por protestos de grupos defensores dos direitos de setores da sociedade e aplausos, a presidente, em seu discurso, apresentou um balanço dos principais programas de combate à violência e à discriminação e das políticas de ação afirmativas adotadas por seu governo.

Democratização Após declaração da representante do Movimento Mães de Maio, Débora Maria da Silva, que recebeu uma das premiações, e defendeu a desmilitarização da Polícia Militar, a presidente disse que a “trajetória de luta e resistência contra a ditadura, de defesa de todos aqueles que lutaram pela democratização do nosso país, exige que trabalhemos por afirmação de direitos humanos”. Durante a cerimônia, a presidente parabenizou os ganhadores do prêmio, valorizando as suas diferentes lutas. “Nossos homenageados são pessoas que decidiram fazer de suas vidas uma trincheira na defesa intransigente dos direitos humanos, pessoas comuns, que ao falar por aqueles que são negligenciados, excluídos e violentados, tornamse especiais por sua dedicação e luta, por sua sociedade comprometida com o respeito aos direitos humanos”, disse. Do lado direito da presidente, um grupo gritava “chega de alegria, a polícia mata pobre todo dia”. Um outro protesto criticava a realização da Copa do Mundo do ano que vem no Brasil: “da Copa eu abro mão, eu quero mais direitos para a saúde e educação”, gritavam.

ABR

Em cerimônia, presidente também assinou um documento que cria o Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura

Presidente destaca ações de governo Ao destacar as ações do governo federal, Dilma disse ter orgulho de “ter tirado dois milhões de brasileiros da miséria”. A presidente ressaltou também a implementação das cotas raciais para o ingresso em universidades públicas e o envio ao Congresso Nacional de um projeto de lei que reserva 20% das vagas em concursos públicos da administração pública federal para negros e pardos, para, segundo ela, “superar de vez o preconceito e a discriminação social e as desigualdades sociais que ainda marcam” o povo brasileiro. “Muito me orgulha ter implantado a Comissão Nacional da Verdade, que está nos permitindo resgatar o direito à memória e à verdade”, enumerou. Durante seu discurso, Dilma ressaltou os programas sociais de seu governo contra a miséria


C8

Mundo

MANAUS, SEXTA-FEIRA, 13 DE DEZEMBRO DE 2013

Estados Unidos punem firmas que negociam com iranianos

Governo se aproxima de um acordo com a União Europeia

Jipe robótico chinês vai tentar pousar na Lua neste sábado

O governo dos EUA anunciou ontem punições contra mais de uma dezena de empresas e pessoas físicas acusadas de burlar as sanções contra o Irã existentes em razão do seu programa nuclear. As punições foram divulgadas pelos departamentos de Estado e do Tesouro ao mesmo tempo em que a Casa Branca tenta convencer o Congresso a não aplicar novas sanções contra os iranianos, o que faria ruir o acordo histórico entre Irã e potências, assinado em novembro. A ação do governo congelou os ativos nos EUA de empresas do Panamá, da Ucrânia, de Cingapura e de outros países.

O governo da Ucrânia indicou ontem que pretende assinar o acordo comercial com a União Europeia. Ao mesmo tempo, recebeu um sinalização um tanto positiva da Rússia para seguir adiante nas conversas com o bloco. Não estão claros os detalhes de quando seria assinado o termo, mas o avanço dele foi anunciado em Bruxelas, após reunião entre o vice-primeiro-ministro da Ucrânia, Serhiy Arbuzov, e Stefan Füle, secretário da União Europeia. “A Ucrânia em breve vai assinar o acordo”, limitou-se a dizer Arbuzov.

Se tudo correr bem, às 13h35 de amanhã (pelo horário de Brasília) a China se tornará o terceiro país a realizar um pouso suave na Lua. É para quando está marcada a alunissagem da sonda Chang’e-3, que leva consigo o jipe robótico Yutu. A região escolhida para o pouso é na borda de Sinus Iridum, uma planície basáltica a noroeste do Mare Imbrium. Não muito longe dali, os soviéticos pousaram seu primeiro jipe lunar, o Lunokhod-1, em 1970. E do outro lado do Mare Imbrium desceu a missão tripulada americana Apollo-15.

‘Vi anjos’, afirma impostor do cerimonial de Mandela Thamsanqa Jantjie, pivô do vexame no funeral de Mandela, disse que tem habilidade, mas é esquizofrênico

M

ais do que as filas quilométricas para ver o corpo de Nelson Mandela ou a comoção que tomou a África do Sul, a morte do líder pode ficar na memória pelo bizarro episódio do atrapalhado tradutor de discursos para linguagem de surdos. Ontem, o pivô do vexame, um dos maiores constrangimentos recentes para o governo sulafricano, tentou se defender. Em entrevistas à imprensa local, Thamsanqa Jantjie, 34, negou ser um impostor, assegurou ter qualificações para o serviço, mas admitiu que falhou no evento em memória de Mandela num estádio de Johannesburgo, na última terça-feira, 10. Motivo, segundo ele: sofre de esquizofrenia, ficou nervoso e passou a ter alucinações e ver anjos. “Acredite em mim, eu os vi chegando no palco”, disse. Isso o teria distraído quando deveria estar traduzindo falas de personalidades como o presidente americano, Barack Obama, e a presidente Dilma Rousseff. “Atualmente sou um paciente recebendo tratamento para esquizofrenia”, declarou. “Não pude fazer nada. Eu estava sozinho numa situação muito perigosa. Tentei me controlar e não revelar ao mundo a situação pela qual eu passava. Sinto muito, foi a situação em que me encontrei”. O desempenho de Jantjie na cerimônia, acompanhada por cerca de 60 mil pessoas no local e milhões pela TV, foi criticado por líderes de

AP

organizações que lidam com surdos em vários países. Segundo eles, o tradutor fazia gestos incompreensíveis. O governo sul-africano abriu uma investigação sobre o episódio. A vice-ministra para Mulheres, Crianças e Pessoas com Deficiência, Hendrietta Bogopane-Zulu, pediu desculpas à comunidade dos surdos. Disse que o governo chegou a entrar em contato com a empresa SA Interpreters, que forneceu o serviço, para pedir explicações, mas que os responsáveis depois “desapareceram”.

DEFESA

Em entrevistas à imprensa local, Thamsanqa Jantjie negou ser um impostor, assegurou ter qualificações para o serviço, mas admitiu que falhou por sofrer de esquizofrenia e alucinações

Ela sugeriu ainda que isso é um indicativo de que a empresa possivelmente fornecia intérpretes de baixa qualidade havia algum tempo. O Congresso Nacional Africano, partido do governo, declarou, contudo, que já havia solicitado os serviços do intérprete no passado, sem registro de problemas. A vice-ministra descartou que a presença de Jantjie no palco onde estavam reunidas autoridades de todo o mundo tenha representado algum risco para a segurança do evento.

ONU

Hollande quer Brasil no Conselho O presidente da França, François Hollande, defendeu ontem que o Brasil assuma um assento permanente no conselho de segurança das Nações Unidas. O governo anterior, de Nicolas Sarkozy, também havia manifestado esse apoio. “A França é favorável a uma modificação da governança global. Trabalhamos muito para que as Nações Unidas evoluam. (...) E o Brasil deveria ocupar a vaga que lhe cabe no Conselho de Segurança”, disse Hollande no Palácio Itamaraty, onde um almoço foi servido para autoridades e convidados. Hollande faz nesta semana sua primeira visita de Estado ao Brasil, de Brasília ele seguiu ainda ontem para uma agenda de compromissos em São Paulo. No momento do brinde, Hollande elogiou as políticas econômica e social da presidente Dilma Rousseff e afirmou que o Brasil hoje “é uma potência que conta para o mundo”. “Em todas as inovações tecnológicas que o Brasil quiser se lançar, a França está disposta (a colaborar)”, disse.

SÍRIA

ONU detecta uso de armas químicas

Falso tradutor para linguagem de sinais se diz esquizofrênico e que na cerimônia teve alucinações AE

TRAIÇÃO

Coreia do Norte executou tio destituído de ditador

Foto de 2012 mostra o tio Jang Song-thaek ao lado do ditador norte-coreano Kim Jong-un (à dir.)

A mídia estatal da Coreia do Norte confirmou ontem que o tio de Kim Jong-un, Jang Song-thaek, foi executado após ser considerado culpado de traição. A agência de notícias oficial KCNA diz ainda que o mentor do ditador norte-coreano é “pior que um cachorro”. Jang havia sido removido de seu posto de confiança no regime devido a acusações de corrupção, uso de drogas, abuso de álcool, levar uma vida depravada e mal gerenciamento do sistema financeiro estatal. O governo afirmou que Jang havia formado um grupo golpista dentro do partido e nomeou homens em cargos estratégicos para cumprir suas ambições políticas. “Ideologicamente enfermo,

extremamente ocioso e despreocupado, consumia drogas e gastava divisas estrangeiras em cassinos”, dizia a nota da KCNA sobre a destituição. Jang foi considerado o segundo oficial mais poderoso da Coreia do Norte, ajudando Kim Jong-un a consolidar seu poder após a morte do pai, Kim Jong-il, há dois anos. Ele ocupava o cargo de vicepresidente da Comissão de Defesa Nacional. Um documentário chamado “O Grande Camarada” exibido pela TV estatal norte-coreana em outubro mostra Jang ao lado de Kim Jong-un. No entanto, as mesmas cenas foram editadas e reexibidas em dezembro, sem o tio do ditador.

Os analistas da ONU detectaram a possível utilização de armas químicas em cinco pontos da Síria de um total de sete investigados, segundo o relatório apresentado ontem ao secretário-geral, Ban Ki-moon. A equipe de especialistas averiguou sete das 16 denúncias, já que não recebeu “informação crível ou suficiente” sobre as demais, segundo o relatório, apresentado pelo responsável do grupo de analistas, o sueco Ake Sellstrom, ao secretário-geral da ONU. O relatório observou que em vários casos as vítimas incluíam soldados e civis, embora nem sempre foi possível estabelecer com certeza todas as ligações diretas entre os ataques, as vítimas e os locais dos incidentes. O documento cita “provas” ou “informações críveis” sobre o uso de armas químicas em Ghuta, na região de Damasco; Khan al-Assal (região de Aleppo); Jobar (Saraqueb), e em Ashrafieh Sahnaya.


EM TEMPO - 13 de dezembro de 2013