Issuu on Google+


Editora responsável Daniela Carrara Conteúdo Daniela Carrara e Alessandro Carvalho Projeto gráfico, arte e diagramação Daniela Carrara

(dandanhiphop@hotmail.com)

Colaboradores de Fotografia: Marcos Pequeno “Portal Tattoo”, Ricardo Kafka, Sergio Deatchuk, André “Peixe”, Christian Pfammatter, Mark Mei jering. venda de anúncios: tattoodigital@gmail.com

Fotografo-Specular Photography Los Angeles CA Modelo: Missy Poison


www.facebook.com/palmer.tattoo.br plmr76@gmail.com Tel: (11) 4362-3346


www.artcamargo.com.br


Fone: (11) 3222-6550 01 - Drawing Ink Pelikan 1000ml 02 - Nanquim talens 990ml 03 - Portaminas em kit 7 cores 04 - Boneco articulado para desenho 30cm 05 - Mesa de luz ligth tracer 1 06 - Expositor lรกpis colorido 07 - Kit de penas para canhotos com cabo 08 - Lรกpis graduado Bruynzeel kit 09 - Lรกpis especiais Bruynzeel 10 - Aquarela Van Gogh 12 cores 11 - Borracha Pelikan AL 20 12 - Portaminas em sketch zebrano 13 - Apontador ST azul 14 - Tinta caligrรกfica Winson Newton b black 15 - Solvente para pena speedball 16 - Papel para esboรงo Canson 17 - Papel para desenho Canson 200gr creme

www.tattooyou.com.br


art istic amente

ben heine por Alessandro Carvalho 

B

en Heine cresceu na Costa do Marfim. Seu pai era engenheiro comercial e sua mãe professora de dança, no estilo jazz moderno. Tudo mudou quando a família voltou para Bruxelas em 1990. Ben era uma criança exigente que não gostava da escola, mesmo sendo um aluno exemplar. Em 1994, descobriu pela primeira vez que sua energia, seus medos, suas emoções e seus ideais poderiam ser canalizados para projetos de artes visuais e foi o começo de uma aventura sem fim, com desenho e pintura.  Na adolescência, Ben teve muitos passatempos e atividades comuns,

8 • ADT

tocando bateria, piano e até guitarra, além de jogar basquete todos os dias, e outros nem tão comuns, como escrever uma poesia por dia, mas seu interesse por artes gráficas foi o mais forte. Após seus estudos, Ben buscou diversos tipos de trabalhos, mas a criação visual sempre foi a sua principal preocupação e vocação. Desde 2006 até agora, as suas obras pictóricas foram publicadas em famosos jornais belgas e revistas internacionais e seus trabalhos foram vistos por milhões de pessoas on-line.  As obras de arte de Ben Heine foram exibidas na Bélgica, Grã-Bretanha,


ben heine

França, Canadá, EUA, Alemanha, Turquia, Romênia, Brasil, Coreia do Sul e Espanha. Ele é atualmente representado por diversas galerias de arte bem estabelecidas, na Bélgica e no exterior, além de participar de inúmeros eventos de arte. Seu trabalho mais notório mistura desenho e fotografia, unindo imaginação e realidade. É um conceito visual novo, criado por Ben em 2010, cheio de magia, ilusão, poesia e surrealismo. Seu primeiro trabalho publicado desta série foi em abril de 2010, mas foi resultado de uma longa exploração gráfica e uma consequência lógica do seu desenvolvimento pessoal e artístico. Ele geralmente integra no

desenho feito a mão um fundo realista. Existem vários métodos para alcançar o mesmo efeito, mas o dele é bem particular, causando grande impacto para quem o vê.  Segundo Ben, este trabalho representa uma estreita ligação entre o espectador, o artista e a obra de arte. Seus temas envolvem o amor, a liberdade, a amizade, a vida e a natureza. Tem como objetivo fazer com que as pessoas sonhem ao ver seus trabalhos, pelo menos por um breve momento, e esqueçam de seus problemas do cotidiano, assim como ele fazia em seus poemas, transmitindo um significado poético e filosófico em suas composições de desenhos e fotos. almanaquedigital.com.br • 9


art istic amente

giscard tattoo

10 • ADT itaúna - mg

hamahama tattoo es


ben heine

almanaquedigital.com.br • 11


tira s


con vidado

Rich Pineda 14 • ADT


Rich Pineda

Nascido em 1973 na Cidade do México, Rich viveu por lá até os 8 anos de idade, até se mudar para outros estados. A arte faz parte da sua vida desde criança e chegou a cursar a escola de artes por um curto período. Logo apareceram alguns trabalhos na área de pintura personalizada em carros e capacetes, mas mesmo Rich se divertindo com isso, não era o que seu coração gostava de fazer. Entrevista: Nathan Adelino | Tattoo Tatuagem Quando surgiu seu primeiro interesse no universo da tatuagem? Eu fiz minha primeira tatuagem aos 16 anos, na garagem de uns amigos na época em que não era tão popular. Vamos dizer que minha mãe não ficou

feliz quando viu, mas eu fiquei viciado depois disso e nunca mais parei. Quando e como você desenvolveu seu método de trabalho? Eu sempre tive atração pelo realismo, almanaquedigital.com.br • 15


con vidado

16 • ADT


Rich Pineda

almanaquedigital.com.br • 17


con vidado

18 • ADT


Rich Pineda e desde sempre desenho retratos e caveiras. Como foi a sensação de começar a fazer tatuagens? Foi fácil trabalhar com seus primeiros clientes? Quando comecei a tatuar, era um sentimento incrível. Ser tatuado era uma coisa, mas ser capaz de tatuar outras pessoas é uma experiência totalmente diferente. Eu estou tão feliz de fazer parte desta indústria incrível. Eu sempre tive facilidade em trabalhar com os clientes, nunca foi um problema, mesmo no início. Eu amo trabalhar com clientes em criações personalizadas, projetá-las é a metade da diversão. Quando um cliente me dá liberdade criativa, sempre terá o meu melhor!

Falando sobre o desenvolvimento de suas habilidades: você já teve um professor ou mentor para lhe ensinar coisas que você sabe hoje? Nesse aspecto eu diria que fui autodidata quando se tratava de arte. Jeff Cooper um amigo e tatuador me introduziu nesta indústria e sou eternamente grato por isso. Quanto ao desenvolvimento, Franco Vescovi e Lexi Vaatete tiveram um papel importante em ajudar-me a desenvolver o meu estilo e habilidade. Eles me ajudaram muito e foi uma verdadeira inspiração. Meu amigo Todd Townsend foi quem me fez me apaixonar por esta forma de arte, ele fez muitas das minhas primeiras tatuagens, que ainda tenho em mim.

almanaquedigital.com.br • 19


con vidado

O que você acha sobre o mundo atual da tatuagem? Em seu país, como são tratadas as pessoas com tatuagens e os tatuadores? Tatuagens são definitivamente mais aceitas hoje do que há dez anos atrás, e eu estou feliz por ter me tornado parte disto. Fui aceito por essa indústria de braços abertos e tenho encontrado algumas pessoas incríveis. Tem sido uma grande experiência. Onde busca suas referências? Sendo um artista de realismo, uso fotos reais para referências. Essa é a melhor maneira de obter uma tatuagem mais realista. Muitas das minhas referências vêm também da internet ou de livros. Há ótimas imagens, hoje em dia é fácil encontrar o que procura com o clique. Além da tatuagem, você exerce algum outro trabalho? Eu gosto de pintar, tem sido uma ótima maneira de relaxar depois de um dia de tatuagem, e me divirto muito.

20 • ADT


Travis Broyles

almanaquedigital.com.br • 21


con vidado

22 • ADT


almanaquedigital.com.br • 23


do l ado de lรก

24 โ€ข ADT


almanaquedigital.com.br • 25


dest aque

Jorge Vilella

26 • ADT


jorge vilella

Tempo de Profissão: 7 anos Estúdio: Verani Tattoo/PoA-RS Estilo de Trabalho: Realismo Influências:  Parece um pouco clichê, mas tenho como referência os grandes mestres da arte renascentista, tais como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Caravaggio, entre outros. Admiro-os não só por suas obras, mas pela paixão e maneira com a qual se dedicavam no estudo da arte em geral.  Não vejo o desenho como objeto de

aptidão, talento ou virtuose, como algo com que se nasce, acredito que o nível artístico se alcança com muito esforço, estudo e amor. Referências: Tento manter minha cabeça aberta, sempre que vejo alguma coisa legal no trabalho de outro artista, absorvo, e tento da melhor forma encaixá-lo ao meu estilo. Não tenho nenhum tatuador preferido, pois gosto do trabalho de muitos deles. Ademais, utilizo muito como referência as coisas do meu dia a dia, como almanaquedigital.com.br • 27


dest aque

por exemplo um cachorro ou até mesmo uma chaleira. Acredito que a arte seja um trabalho de observação constante e permanente. Atividades Paralelas:  Pelo fato da tattoo me tomar muito tempo, não faço muita coisa além de tatuar, entretanto, quando me sobra um tempinho, aproveito para mexer em meus quadros, pois gosto muito de pintura a óleo. Mercado da Tatuagem no Brasil:  Acredito que o mercado de tatuagem esteja crescendo constantemente, tendendo a melhorar cada vez mais. Um ponto importante a ressaltar é que há cada vez mais tatuadores mostrando trabalhos diferenciados e a consequência disso é a conquista de um número cada vez maior de adeptos a este estilo. Novos Artistas: Vejo muito potencial na galera que está iniciando agora. Os tatuadores pioneiros na tattoo deixaram um legado muito bom, pois fizeram com que este mercado se desenvolvesse, além de terem passado muito de seu conhecimento adiante formando novos tatuadores; então, hoje em dia é tudo mais fácil, pois há um amplo acesso a materiais de qualidade, além de que há profissionais com grandes conhecimentos a ser explorados.  Contato: jorgevtattoo@gmail.com facebook/jorgevilella

28 • ADT


jorge vilella

almanaquedigital.com.br 29 almanaquedigital.com.br •• 29


dest aque

30 • ADT


jorge vilella

almanaquedigital.com.br • 31


Tintas para Tatuagem • Tintas Artísticas • Revistas de Tatuagem • Materiais para Desenho Sketchbooks • Livros para Desenho • Papéis Especiais

www.pixelartbooks.com

32 • ADT


do l ado de lá

30 anos de idade  Budapest, Hungria

34 • ADT


ZSOFIA SIMON

Zsofia Simon Há quanto tempo você trabalha como tatuadora? Trabalho como tatuadora fazem 04 anos. No começo trabalhei em casa. Seis meses atrás comecei a atuar no estudio onde estou atualmente.

Como você começou? No primeiro ano ocupei meu tempo com experimentos amadores, então comecei a pegar o jeito de tatuar, começando a tatuar minha pele e amigos mais entusiastas. Mal comecei a tatuar tive o auxilio de tatuadores mais experientes e também através da internet. Acho que teria sido mais fácil se eu fosse mais corajosa no

início e também tivesse um mentor que guiasse meus passos, mas não me arrependo, não sinto que perdi meu tempo, porque ao mesmo tempo terminei meus estudos no campo da arte, me formando na Universidade Húngara de Belas Artes como designer gráfica, que tem sido muito útil no meu trabalho como tatuadora.

O que você acha da nova geração de artistas da tatuagem? Eu realmente amo as novas tendências, vindo através de novos estilos. Eu gosto do mínimo, das coisas abstratas aos temas incomuns. Acho que mais e almanaquedigital.com.br • 35


do l ado de lรก

36 โ€ข ADT


ZSOFIA SIMON mais experiência com artistas novos, estilos não seja necessariamente ruim, se o resultado final é de qualidade, independentemente do estilo que estas obras representam. A cena pode se tornar mais emocionante e mais colorida desta forma. Diga-me algo sobre o negócio da tatuagem em seu país? Apesar de quão pequeno é o nosso país, temos um monte de grandes artistas e jovens talentos. Talvez o mais famoso seja o Boris (cujo nome detém direitos autorais para um esquema de cores), Csaba Müllner ou Zsolt Sarkozi, todos tem experiência de décadas na tatuagem. Mas tenho certeza que os tatuadores hungaros dessa geração terão uma boa reputação também. Temos boa experiência com o público também, porque há uma demanda crescente de tatuagens, ela parece ser aceita cada vez mais e mais. No entanto, nossa sociedade ainda precisa de desenvolvimento no mundo da tatuagem. Você conhece ou já ouviu falar sobre qualquer tatuador brasileiro? Devo confessar honestamente que nunca vi nenhum trabalho de artistas brasileiros, mas eu definitivamente pretendo vê-los o mais breve possível. Quais as técnicas que você usa em suas tatuagens? Acho que todo mundo tem seu estilo próprio e específico de trabalhar, quanto a mim, o estilo da nova escola é o mais próximo ao meu coração. Eu estou constantemente trabalhando para moldar meu próprio mundo fabuloso com figuras estranhas, claras e formas simples, o que eu usaria normalmente no desenho ou pintura também. Eu me esforço para criar obras que são atrativas, bonitas, mas incomuns.

Além de ser um artista da tatuagem, você tem alguma outra atividade profissional? Como eu mencionei anteriormente, sou uma ilustradora gráfica, antes ganhava a vida com isso. O que eu mais gostava era os jogos de fantasia e ilustração de livros de medicina, mas infelizmente, com a tatuagem, não consigo encontrar mais tempo, gostaria de aproveitar para pintar novamente, ou tentar criar quadrinhos de desenho, ou até mesmo voltar para o mundo do RPG (Roleplaying Game), mas minha agenda tem dificultado a questão do tempo. Quais são os seus tatuadores preferidos? Qual deles tem influenciado seu trabalho? Eu não tenho tatuador favorito, mas há alguns que me inspiram. Um desses artistas é Jeff Gogue, ou Daviee que trabalho no estilo new school. Há outras pessoas também que representam estilos diferentes, mas eu não gostaria de fazer uma lista, uma vez que esta é uma lista em constante expansão. Foi muito bom ver alguns deles realmente durante o trabalho, graças ao fato de que, finalmente, uma Convenção Internacional de Tatuagem aconteceu na Hungria. Deixe uma mensagem para nossos leitores Gostaria de agradecer a oportunidade de apresentar meu trabalho na revista. É uma honra para mim ter sido contactada por vocês. Desejo tatuagens bonitas para todos. Espero que um dia eu possa visitar o seu belo país, embora seja muito longe de nós. Contato: massofwinter@gmail.com

almanaquedigital.com.br • 37


do l ado de lรก

38 โ€ข ADT


Andy Engel ZSOFIA SIMON

almanaquedigital.com.br • 39


capa

s i o P y s is

M

42 • ADT


missy poison

M

issy Poison é uma modelo internacional nascida em Portugal e criada em Londres. Para homenagear sua família, resolveu tatuar os nomes das pessoas que amava e ao longo dos anos foi colecionando desenhos de incríveis artistas do mundo todo, como Lisboa, Londres, Brighton, Los Angeles, Texas e Brasil.

n o s

“Eu amo ser capaz de ter memórias e todas as coisas que me mantêm motivada, pinto na minha pele.” “As pessoas apontam o dedo e comentam quando estou em Portugal. Apesar de ter sido criada em Londres eu falo a minha língua e quando as pessoas percebem que sou portuguesa, elas ficam sem graça.” Seu plano para o futuro é cobrir o corpo todo e não está longe disso. “Quero ser muito colorida e abrir a mente das senhoras”.

Fotos: Fotografo-Specular Photography Los Angeles CA

almanaquedigital.com.br • 43


capa

44 • ADT


missy poison

almanaquedigital.com.br • 45


capa

46 • ADT


missy poison

almanaquedigital.com.br • 47


48 • ADT


TattooArt especial desenhos: animais

NAS BANCAS!

miss arianna Straight Edge Tattooist Rimini - Itรกlia

almanaquedigital.com.br โ€ข 49


gale ria vi p

guilherme tattoo Santa Tattoo - Brasil - SC 50 • ADT


guilherme tattoo

almanaquedigital.com.br • 51


gale ria vi p

52 • ADT


guilherme tattoo

almanaquedigital.com.br 53 almanaquedigital.com.br ••53


gale ria vi p

den yakovlev Rússia 54 • ADT


den yakovlev

almanaquedigital.com.br • 55


gale ria vi p

56 • ADT


den yakovlev

almanaquedigital.com.br • 57


58 • ADT


almanaquedigital.com.br • 59


tatu agem d o m ês

60 • ADT


Tatuagem Profissional de 1a Qualidade!

Tatuado: Scalet Roots Tatuador: Bacon - Gatto Matto

A

pós 12 anos aguardando em busca da tatuagem perfeita, encontrei esses caras. Amizade e fidelidade total desde o primeiro momento. Foram vinte e oito sessões, a cada 15 dias em média, que teve inicio em 10 de setembro de 2011, e seguiu ao longo de um ano e seis meses, até 16 de março de 2013., totalizando aproximadamente 130 horas de

agulhadas insanas, resultando em um belo investimento, que para mim, não poderia ter sido melhor! Meus sinceros agradecimentos ao artista/tatuador Bacon. Agradecendo também ao Lelo, Wally, Zóio, Marcelo, João, Chapeleiro, Daniel e Agnaldo pelo respeito, pela amizade, pela honestidade e pelo carinho com que me receberam. Enfim, costas prontas!

almanaquedigital.com.br • 61


tatu agem d o m ês

62 • ADT


almanaquedigital.com.br • 63


64 • ADT


almanaquedigital.com.br • 65


mun do af or a

66 • ADT


Lorena morato Desde os 16 anos quando morava em Abaeté, interior de Minas Gerais, Lorena Moratto queria ser tatuadora. Nunca gostou da escola e que gostava mesmo era de desenhar nas apostilas do colégio. Desde aquela época pensava em começar a tatuar, mas era nova demais para que seus pais a levassem a sério. Sua mãe que é pintora sempre a incentivou, mas naquela época e idade, eles queriam mesmo que ela fizesse faculdade.

Lorena Morato “E u era punk e adorava hardcore, feminismo, vegetarianismo, revolução. Sempre quis sair pelo mundo viajando, e fiz isso quando completei 18 anos. Fui pra Argentina, logo aos 19 anos vim pra Europa trabalhar de babá, garçonete, entregar panfletos na rua, acabei indo morar em um ‘squatt’ (casa ocupada onde o pessoal punk/anarquista faz uma comunidade), isso em Barcelona. Tempos difíceis, não ganhava muito, às vezes nem dinheiro tinha, acabei juntando dinheiro por um ano e finalmente comprei minha primeira máquina de tatuar, mas apenas um ano depois fui começar a usá-la, em casa mesmo, sem ninguém pra ensinar, tudo parecia muito difícil, mas era meu sonho e não iria desistir.

Logo, nosso ‘squatt’ foi desalojado e vim pra Alemanha com um ex-namorado. Não tínhamos casa e às vezes tínhamos que dormir na casa de amigos até conseguirmos um lugar pra morar. Nesse tempo, tatuava amigos na cozinha de casa, mas meu sonho era tão grande em ser uma tatuadora de verdade que continuei. Passei por alguns estúdios não muito bons, porém toda experiência conta, até que finalmente um amigo decidiu me apresentar para uma tatuadora genial, que tinha uma loja linda e era uma pessoa muito iluminada, que me chamou para trabalhar com ela. Lá, conheci um grande amigo e grande tatuador também,


mun do af or a

68 • ADT


Lorena morato

almanaquedigital.com.br • 69


mun do af or a

70 • ADT


Lorena morato trabalhei com eles e aprendi muito, acho que aprendemos todos os dias, não importa se você tatua há dez anos, cada dia temos algo a aprender. Foram dias difíceis no início, porém essa minha trajetória aqui na Alemanha me trouxe amigos verdadeiros e contribuiu muito para o desenvolvimento da minha arte, que é baseada em minha aventura em busca dos meus sonhos. Tatuo há quatro anos e meio e hoje trabalho no meu pequeno ateliê, em Oberhausen (Alemanha). Não é uma loja aberta ao público, recebo somente quem tem sessão marcada comigo, quero passar uma imagem diferente sobre a tatuagem para as pessoas e para os meus clientes, pois a tatuagem não é essa coisa malvista, é arte, algo pessoal e especial, único, são os meus sentimentos como artista expressados na pele das pessoas, por isso, gosto de liberdade para criar, gosto de saber a história das pessoas para criar uma peça única para o corpo delas. Quando elas me visitam para serem tatuadas, não quero que se sintam numa loja, quero que se sintam em um ambiente que inspira pura arte e criatividade. Recebo um cliente por dia, pois gosto de dedicar aquele dia para a pessoa, para criar o melhor que eu possa. Também trabalho em várias convenções aqui pela Europa e também fazendo ‘guest’ em alguns estúdios, gosto dessa troca de experiência e técnica com outros artistas. É importante para o progresso da minha arte. Meu estilo é o neo-tradicional, com linhas sólidas como o tradicional mescladas com um pequeno toque do realismo, minhas referências serão sempre Jürgen Eckel e Uncle Allan, gosto muito do trabalho deles e tenho várias tatuagens feitas por eles. A inspiração também vem da natureza, do universo e da magia,  acredito na forca da natureza e em mágica, me inspiro muito em mitologia pagã dos povos antigos para criar meus desenhos e gosto muito de temas do ocultismo e símbolos herméticos. Não tatuo outro estilo, pois esse é o que sei fazer melhor e tenho certeza que quando acabo uma tatuagem o cliente se sente satisfeito e eu muito feliz por fazer apenas o estilo de arte que eu amo. Logo estarei pelo Brasil, tenho planos pra 2014. Tenho saudades das minhas raízes e desse verão contínuo. E é isso, uma frase que sempre levarei comigo e que faz parte dessa trajetória como tatuadora, de um livro que eu gosto muito: ‘Minha aventura é uma batalha pela liberdade’ (Off the map, CrimethInc).” almanaquedigital.com.br • 71


mun do af or a

72 • ADT


Lorena morato

almanaquedigital.com.br • 73


mun do af or a

74 • ADT


almanaquedigital.com.br • 75


Lanรงamentos

76 โ€ข ADT


www.pixelartbooks.com

Nego Tattoo Porto Alegre - Brasil almanaquedigital.com.br • 77


gale ria Natalia Beaver Tattoo Nova York - EUA

78 • ADT


Bullet BG Lisboa - Portugal

Nego Tattoo Porto Alegre - Brasil

almanaquedigital.com.br • 79


gale ria Marcio Arruda Betim - Brasil

80 • ADT


Gena Tattoo São Paulo - Brasil

Aric Taylor Estados Unidos

almanaquedigital.com.br • 81


gale ria Aric Taylor Estados Unidos

82 • ADT


Jean Grassi Morrigan Tattoo Lages - Brasil almanaquedigital.com.br • 83


gale ria

84 • ADT


Aric Taylor Estados Unidos

almanaquedigital.com.br • 85


gale ria Jorge Vilella Porto Alegre Brasil

86 • ADT


Jorge Vilella Porto Alegre Brasil

Hector Moreno ColĂ´mbia

almanaquedigital.com.br • 87


even tos

skate punk day alive Por Fernanda Spinoza • Fotos: Ricardo Kafka

N

o sábado, 29 de junho de 2013, rolou o Skate Alive Day Punk, em comemoração aos 5 (cinco) anos da Estação Jovem de SCS. O evento, que teve início às 12 horas, contou com a presença de artistas de diversas áreas. No live paint, NinoGraph e Higor representando a equipe Supreme Tintas Especiais fizeram arte ao vivo. Augusto Batista (UENY) mostrou seu trabalho em stencil no estande do Estudio Puros Cabrones Tattoo. No mesmo espaço Tiago Herman desenhava pessoas que passavam pelo local. 88 • ADT

Uma sala foi destinada a Exposição Terror Coffin Decks (shapes em formato de caixão customizados por artistas) enquanto eram exibidos videos das marcas de skate Sick Mind e Deadless, que também possuíam estandes com peças de suas respectivas marcas. Um grande número de pessoas aguardavam ansiosas o ínicio dos shows. Às 14 horas, a banda Dance of Days entrou no palco e levou o público ao delírio! As bandas Instinto e Cenizas (Chile) deram continuidade às apresentações. O sol castigava, quando dois carros da Red Bull surgiram e para


skate punk day alive

alegria geral, latas do energético foram distribuídas sem miséria. E as surpresas não pararam por aí! A galera da DeadLess e Sick Mind Fucker Crew 'invadiram' a pista para fazer um rolê com os skatistas locais. O público pedia mais! E ainda tinha mais, quando por volta das 18hrs, a banda Hateen iniciou seu show. Os fãs cantavam a plenos pulmões letras e refrões. No encerramento, sorteio de brindes. A festa chegava ao fim! Um dia memorável no aniversário da Estação! almanaquedigital.com.br • 89


even tos

90 • ADT


skate punk day alive

almanaquedigital.com.br • 91


even tos

o que rolou na t

92 • ADT


tattoo rock fest

tattoo rock fest

almanaquedigital.com.br • 93


94 • ADT


almanaquedigital.com.br • 95


• Tatuagem Realista • Preparando a referência • Escolhendo o local certo da pele • Paleta de cores e o uso do branco • Fluxo do corpo • Cuidados após tatuar • Configuração e ajuste de máquina


as c n a Nas B do de to il! as r B o


Adt48