Page 1

Punta Cana

Um paraíso no mar do caribe

Entrevista

O Presidente do Paysandu Vandik Lima fala sobre os desafios no ano do centenário

Séries de TV

+

Produções ganharam as telinhas e são sucesso absoluto

Arte à flor da

PELE

Conheça a arte que conquista pessoas de todas as tribos e idades, ganhando cada vez mais destaque 9 772179 9 772179949008 949008 18

ISSN 2179-9490

II

1188

distribuição em condomínios

Revista Alvo - Edição 18


2

Revista Alvo - Edição 18


alvo design

Revista Alvo - Edição 18

3


Revista Alvo - Edição 18

44

06 Editorial 08 Direitos e Deveres

Síndico Profissional. - por Dr. Nazareno Nogueira Lima

09 12 14

Entrevista

Vandik Lima - Presidente do Paysandu.

Playground

Para entreter: música, cinema, aplicativos e literatura.

Ditando o Chic

Nem tudo se compra. - por Patrícia Bahia

16 Perfil 18 Lorotas

Giovanni Oliveira.

Por que não merecemos fazer parte da Copa ? - por Antônio Carlos Lobato.

4

Revista Alvo - Edição 18

32

52

26

22

38

16

20 Traços e Ideias

42 Acelerar

22 Turismo

44 Comportamento 48 Controle 52 Espaços

Oásis Particular.

Punta Cana: Um tesouro no novo mundo.

26

Arte

A força de um povo nas cores de Portinari.

30 Saber Educar

Estudar não dá futuro. por Elba Magave.

32

Capa

Marca Registrada.

36 Bastidores 38 Entretenimento

Nostalgia nas ondas do rádio.

Temporada de sucessos.

Treinamento Intervalado e seu poder de emagrecimento. - por Rômulo Martins

Uma torcida organizada pela paz.

Visitas Indesejadas.

Sessão de cinema no sofá da sala.

55 Lado B 56 Eventos

Por Apoena Augusto.

1ª Caminhada na Selva do Greenville Residence I.

58 Papo Seguro

Major Leonardo Marcony.


Revista Alvo - Edição 18

5


Alexandre Rocha Editor Responsável alexandre@revistaalvo.com

Editorial

Na hora da Copa Em ano de Copa, o futebol é o nosso principal assunto desta edição. Enraizados na cultura paraense, a paixão por torcer pelos maiores clubes daqui, Remo e Paysandu, é uma tradição que emociona há séculos. Fomos saber a opinião de torcedores, dirigentes e autoridades sobre as comentadas “Torcidas Organizadas” .Quais os motivos para tanta violência nos estádios e fora deles? O que fazer para trazer de volta as famílias amedrontadas por estas organizações? Essas questões, e muito mais, você lê na matéria “Uma torcida organizada pela paz”. Além disso, temos a entrevista com o presidente do Paysandu Sport Club, Vandik Lima, que fala das expectativas no ano do centenário do clube. Conhecemos a intimidade de um dos maiores ídolos do futebol nacional, o paraense Giovanni Oliveira, que jogou no Santos, Barcelona, entre outros grandes clubes. Trouxemos na capa desta edição uma cultura milenar, a tatuagem. Toda a sua simbologia e como esta arte conquistou pessoas de todas as idades e credos. Para os aficionados por séries de TV, temos uma matéria especial sobre essas produções que crescem em audiência no Brasil e no mundo. Ainda temos as colunas da promoter Patrícia Bahia, que traz sempre dicas interessantes de etiqueta. Os bem-humorados Antônio Carlos e Apoena Augusto., As informativas colunas do Dr. Nazareno Nogueira Lima, Elba Magave e Rômulo Martins. Boa leitura!

Expediente Credenciada

Gráfica: Halley Tiragem: 10.000 exemplares Editor Responsável: Alexandre Rocha DRT/PA 2233. Editor de Conteúdo: Thiago Viana DRT/PA 2169 Repórteres: Brena Moreira Henrique Miranda Thiago Viana. Atendimento Comercial: Mauro Marinho. Fotografias: Renan Viana. Criação e Design: Marcelo Sousa. Social Media: Fernanda Cirino

6

Revista Alvo - Edição 18

Fale Conosco Para Anunciar: contato@revistaalvo.com Belém: (91) 3351-8804 / 8122-0670 Atendimento ao Leitor: cartas@revistaalvo.com Cartas: Av. Conselheiro Furtado 1240. Sl. 102 Batista Campos - Belém - PA. CEP 66.035-350 Site: www.revistaalvo.com.br

A revista Alvo (ISSN 2179-9490) é uma publicação trimestral da Alvo Tecnologia Serviços de Publicidade Ltda EPP. Todos os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da revista. É proibida a reprodução de textos ou imagens sem prévia autorização do editor.


Revista Alvo - Edição 18

7


José Nazareno Nogueira Lima Advogado.

Direito e Deveres

nazareno@nogueiralima.com.br Pres. do SINDCON e Vice-Presidente da FESECOVI

SÍNDICO PROFISSIONAL

C

om o avanço do setor imobiliário e a proliferação de condomínios horizontais e verticais, houve a necessidade de regulamentar esse setor, nascendo assim, a Lei nº 4.564, de 16 de dezembro de 1964, que dispõe sobre condomínios em edificações e incorporações imobiliárias. Essa lei estabeleceu regras e criou a figura do síndico que é o administrador do condomínio, representando-o judicial e extrajudicialmente, eleito na forma prevista na Convenção, cujo mandato não poderá exceder dois anos, sendo permitida a reeleição. O novo Código Civil Brasileiro, Lei n. 10.406/2002, em seu art. 1.347, estabelece que a assembleia escolherá um síndico que poderá não ser condômino, para administrar o condomínio, por prazo não superior a dois anos, o qual, também, poderá renovar-se. Assim, é necessário ter um síndico que poderá ser pessoa física ou jurídica, eleito em assembleia geral do condomínio, para um mandado de no máximo dois anos, permitida a reeleição. Há anos, tramita no Congresso Nacional o Projeto de Lei nº 2.225/11, de autoria do Deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG), que cria o cargo de síndico profissional. Esse novo cargo, embora não existindo no Código Brasileiro de Ocupação –CBO, vem levantando polêmicas, uns são favoráveis outros repudiam. O certo é que ele é uma tentativa de assegurar oportunidade a essa nova classe trabalhista que surgiu no mercado com as novas demandas, afinal são mais de trezentos mil condomínios em todo o Brasil. Os que falam bem da figura do síndico profissional: acham que ele irá resolver o problema para escolha do síndico, já que será um cargo remunerado pelo condomínio; não gera vínculo empregatício porque é eleito pela assembleia; não tem compromisso com horário, podendo ser síndico de mais de um condomínio; teria mais tempo para se dedicar ao condomínio estando voltado para suas obrigações; seria mais competente na administração do dia a dia condominial, e, por último e não menos importante,

acabaria com aquele trauma da escolha do síndico, onde ninguém quer assumir esse cargo. Aqueles que são contra a eleição do sindico profissional alegam que sendo ele pessoa estranha ao condomínio terá em suas mãos todas as facilidades que poderão comprometer no futuro todos os condôminos, já que ele irá fazer a gestão administrativo-econômicofinanceira do condomínio, podendo assinar cheques, contratar pessoal e serviços, demitir, fazer empréstimo em nome do condomínio, entre outros. Enfim, a polêmica está lançada, e já é uma realidade no sul e sudeste do país, usando a abertura dada pelo novo Código Civil Brasileiro, já citado acima quando diz: “... um síndico que poderá não ser condômino....”, vários condomínios já estão contratando pessoas físicas e jurídicas para administrarem seus condomínios, inclusive, já estão fazendo cursos de formação para síndico profissional. O síndico além das funções administrativoeconômico-financeira,é um elemento de ligação entre os condôminos e seus problemas, pois é a primeira pessoa a ser procurada para solucioná-los. O bem estar dos moradores de um condomínio depende de um bom síndico que deve se qualificar para exercer as funções, ser uma pessoa com qualidades para enfrentar os diversos problemas que surgem num condomínio e ter sensibilidade para lidar com os moradores, ser justo, honesto é ter “jogo de cintura” em algumas ocasiões. Cabe à assembleia geral do condomínio decidir o que é melhor para o condomínio e se a opção for para contratar um síndico profissional, que tome os necessários cuidados com o candidato a ser eleito, solicitando as respectivas certidões negativas junto aos órgãos policiais, judiciais e extrajudiciais. Passando essa fase, que o contrato firmado seja objetivo especificando quais as atividades que devem ser desempenhadas por ele e proibindo algumas coisas, sem aprovação da assembleia geral, como por exemplo, fazer empréstimo em instituições financeiras em nome do condomínio. Assim, os condôminos poderão dormir tranquilos.

O síndico além das funções administrativo-econômicofinanceira,é um elemento de ligação entre os condôminos e seus problemas, pois é a primeira pessoa a ser procurada para solucioná-los.”

8

Revista Alvo - Edição 18


Revista Alvo - Edição 18

9


entrevista Vandik Lima Presidente do Paysandu

N

100 ANOS DE HISTÓRIA BICOLOR

por Thiago Viana fotos: Divulgação

o início deste ano o Paysandu entrou para o hall de clubes centenários do país do futebol. Fundado em fevereiro de 1914, o clube é um dos maiores expoentes do futebol brasileiro na Região Norte do país e, ao lado do rival, Clube do Remo, igualmente centenário, protagoniza uma das maiores rivalidades do futebol mundial. Sobre as comemorações do clube para este centenário, suas principais conquistas, e a atual situação do Paysandu no esporte paraense, conversamos com o presidente e ídolo do clube, Vandik Lima. Alvo – Você é, até hoje, um ídolo para torcida do Paysandu. Qual a sensação de estar na presidência do clube no ano do seu centenário? Vandik Lima – Uma sensação de responsabilidade redobrada. A torcida espera muito de mim e estou me esforçando ao máximo pra corresponder estas expectativas.

destes 100 anos de história? Os títulos nacionais ganham maior destaques em qualquer clube. Por isso, destaco a conquista da Série B do Campeonato Brasileiro, em 1991 e em 2001. A Copa dos Campeões, em 2002. Além, é claro, da nossa participação na Copa Libertadores da América, em 2003. Se ganharmos a Copa Verde, também será outro grande feito do clube.

A derrota em casa para o Boca Juniors me deixou bastante abatido. Vi o sofrimento da torcida e aquilo me tocou.”

O que o Paysandu já preparou para marcar o ano de 2014? Já iniciamos as comemorações por ocasião do centenário desde o dia 02 de fevereiro, com uma grande festa na Curuzú. Foi uma noite perfeita. Inesquecível. Nomeamos a comissão do centenário que cuida exclusivamente disso e muitas comemorações ainda estão por vir. O Paysandu é o segundo time com o maior número de títulos estaduais do Brasil e também o mais representativo do futebol do norte do país. Quais conquistas bicolores você destaca ao longo

10

Revista Alvo - Edição 18

E como jogador? Qual a sua maior recordação atuando pelo clube? Tive a felicidade de jogar em uma época maravilhosa no Paysandu. Certamente destaco a Copa dos Campeões como meu melhor momento quando jogador, e acredito que também este é um dos melhores momentos para o clube e para toda nossa torcida. O Paysandu foi o clube onde você encerrou a sua carreira como jogador de futebol. Isso foi proposital ou uma feliz concidência? Na verdade, não foi tão feliz como poderia ter sido.


Tinha contrato com o Paysandu até o fim de 2003, mas a derrota em casa para o Boca Juniors me deixou bastante abatido. Vi o sofrimento da torcida e aquilo me tocou. Foi quando decidi parar, mas continuei trabalhando no clube como colaborador até 2005. Às vesperas do centenário, o Paysandu subiu para a Série B do Campeonato Brasileiro, isso acendeu na torcida a esperança em comemorar os 100 anos disputando a Série A. No entanto, o clube acabou sendo rebaixado novamente. O que deu errado? Em 2013 procuramos ajustar as coisas no clube, mas no futebol, infelizmente, isso não aconteceu. Erramos muito em contratações. Foi o meu primeiro ano na presidência e agora, que aprendemos com os erros, estamos fazendo diferente. Qual a sua avaliação do clube nas competições que hoje disputa? O Paysandu está em uma boa fase? Esse ano as coisas estão indo bem. Contratamos bem menos e acertamos muito mais. O time vive um bom momento e, fora de campo, a diretoria continua fazendo um papel de reestruturação do clube. Sabemos que não é fácil, mas estamos fazendo o nosso melhor.

a Copa Verde, o Parazão e o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro, além de fazer uma boa campanha na Copa do Brasil. Por mais que façamos todos os esforços em termos de estrutura, se o time não ganhar, não terá valido a pena. Estamos fazendo um hotel na Curuzú, um placar moderno, drenagem e gramado novo, já temos academia. Mas, repito, se não ganharmos títulos, este investimento terá sido, por hora, em vão. Uma das maiores cobranças é a construção de um centro de treinamento para o clube. Isso já é um sonho próximo? É um sonho e o maior desafio dessa diretoria. Só seremos grandes de verdade quando tivermos nosso CT, e estamos avançando para fazer disso uma realidade. Já temos o terreno e estamos trabalhando em cima de buscar parceiros para realizar esse sonho. Temos que continuar acreditando nele.

O Paysandu se destaca em vários esportes como o handebol, basquete, futsal, esportes náuticos etc. Infelizmente, não conseguimos dar a eles o que merecem e esses esportes sobrevivem graças a alguns abnegados e a boa vontade dos atletas e da comissão técnica.”

O Paysandu também possui equipes atuando em outros esportes. Onde mais o clube se destaca? O Paysandu se destaca em vários esportes como o handebol, basquete, futsal, esportes náuticos etc. Infelizmente, não conseguimos dar a eles o que merecem e esses esportes sobrevivem graças a alguns abnegados e a boa vontade dos atletas e da comissão técnica. Já estamos caminhando para o final do primeiro semestre e, consequentemente, para a reta final de sua gestão na presidência do clube. Quais os principais resultados até agora? Acredito que o maior feito dessa diretoria foi resgatar a credibilidade no clube. Quando assumimos, o descrédito era total e, hoje, depois de um trabalho duro, temos uma situação bem diferente da que encontramos. E o que ainda está por vir nos próximos meses? Quais os principais projetos para o clube até o final da gestão? Esse é o ano do centenário, precisamos conquistar títulos. O resto está sendo feito. Esperamos conquistar

Você será candidato nas próximas eleições? Não serei candidato à presidência. Espero que o próximo presidente tenha uma diretoria comprometida e empenhada em ajudar o Paysandu assim como somos hoje em dia. Ninguém resolve nada sozinho. Ninguém precisa bater forte na mesa e dizer que é o presidente. Isso só afasta quem quer ajudar. Como está a relação do clube com a sua torcida? O clube apoia as torcidas organizadas? Como funciona o Sócio Bicolor? Quais vantagens ele oferece ao torcedor? Acreditamos que nossa relação com as organizadas é boa. Algumas delas têm lojas no estádio da Curuzú. Paramos de vender ingressos de meia-entrada para as organizadas, seguindo decisão do Ministério Público, mas não acredito que isso tenha afetado o bom relacionamento do clube com elas, tanto que muitos desses torcedores se tornaram Sócio Bicolor. Desta maneira também temos como garantir maior segurança para nossos torcedores e separar as pessoas que realmente são apaixonadas pelo clube das que querem apenas tumultuar e promover a violência. Aproveito também para pedir à torcida bicolor a sua colaboração para que esse possa ser um dos melhores anos da história do Paysandu. Quem ainda não for sócio, venha ser. Ajude-nos e vamos juntos acreditar no clube. É bom pra você. É bom para o Paysandu.

Revista Alvo - Edição 18

11


playground

Para Assistir

Transcendente

The Maze Runner

Direção: Wally Pfister Distribuidora: Warner Bros

Direção: Wes Ball Distribuidora: Fox Filmes

Em um mundo pós-apocalíptico, o jovem Thomas é abandonado em uma comunidade formada por garotos, após sua memória ter sido apagada. Logo ele se vê preso em um labirinto, onde será preciso unir forças com outros Além depara ser uma história épica, plena de heróis como jovens que notável possa escapar. Capitão Rodrigo e o índio castelhano Pedro Missioneiro, O Tempo e o Vento é uma profunda discussão sobre o significado da existência, da resistência humana diante das guerras. Por isso, para a adaptação cinematográfica, tomamos como estrutura o olhar feminino da quase centenária Bibiana Terra Cambará. Em meio ao cerco do casarão de sua família pelos Amarais, ela se valerá de sua memória, sempre deflagrada em noites de vento, para lembrar e contar sua história e as de seus antepassados. E, assim, resistir ao tempo e protestar contra a

Neste filme, Johnny Depp é Dr. Will Caster, o mais notável pesquisador no campo da Inteligência Artificial. Trabalhando no projeto da criação de uma máquina capaz de combinar a inteligência coletiva de tudo o que existe com todas as emoções humanas, Will Caster fica famoso e atrai inúmeros inimigos extremistas contra a tecnologia, sendo assassinado. No entanto, sua esposa faz um upload do cérebro do marido para o protótipo do computador, fazendo com que Will viva dentro da máquina.

Para Baixar

Video Sound Pro for Instagram IOS

Maleficent (Malévola)

Direção: Robert Stromberg Distribuidora: Walt Disney Studios

Clássico de 1958 ,conta a história da vilã mais icônica da Disney, Malévola. Interpretado por Angeline Jolie, o filme mostra uma bela jovem de coração puro, que ao ter seu reino atacado pelos humanos e sofrer uma grande traição , acaba por transformar seu coração em pedra. Malévola enfrenta uma batalha épica contra o rei dos humanos, amaldiçoando sua filha, Aurora. Conforme a criança cresce, Malévola percebe que Aurora é a chave para a paz no reino - e, talvez, para a sua felicidade também.

12

Revista Alvo - Edição 18

Este app permite que você adicione, mixe, remova e modifique trilhas sonoras em seus vídeos para publicar no Instagram. Permitindo também, a importação de vídeos e das músicas da sua galeria, onde é possível criar trilhas sonoras com até 10 músicas. Selecionando os pontos iniciais da música e do vídeo, cortando trechos de som, ajustando o volume, criando efeitos e rotacionando os vídeos.

Ingresso.com IOS

O app possui plataforma apenas para o iPhone e veio para tornar sua compra de ingressos para cinema e teatro ainda mais fácil. Permitindo a compra das melhores estreias do cinema e do teatro. A melhor programação das maiores redes de cinema e dos maiores teatros do país em suas mãos, sem fila, sem estresse, tudo rápido e prático.


Para Escutar

Bárbara Eugenia É o que temos Independente

Cantora carioca, foi na paulicéia que ela iniciou sua carreira musical. Com um currículo cheio de trabalhos e parcerias com algumas bandas, se tornou mais conhecida com seu último álbum, “Em Pouco Tempo”, que já rendeu o Prêmio Multishow de Música Brasileira na categoria “Versão do Ano” com a faixa “Porque Brigamos”, sucesso eternizado pela cantora Diana. Virando os holofotes para cima de Bárbara, que já contou com parcerias como Tom Zé, Pupillo, Dengue, Karina Buhr, Guizado e Edgard Scandurra.

Lana Del Rey

Born To Die Paradise Edition Universal

Lana Del Rey, mais conhecida pelas músicas melódicas, com um estilo Indie, tem conquistado aos poucos o seu público. Grandes sucessos como Born To Die e Blue Jeans compõem a seleção de músicas da edição especial do álbum “Born To Die Paradise Edition”, lançado em 2012 e que apresentou também algumas das novas músicas da cantora. O próximo álbum se chama Ultraviolence e a expectativa dos fãs é grande, Lana afirma que o álbum está sombrio e requintado, e que o público irá amar. Enquanto aguardamos Ultraviolence, vale a pena dar uma conferida nas canções deste segundo álbum da cantora.

Para Ler

Pródromos da Cabanagem Flavio Moreira Editora Paka-Tatu

Em 400 páginas, “Pródomos da Cabanagem” enfatiza os princípios e o cotidiano dos paraenses, personagens da época e documentos que detalham os acontecimentos da Cabanagem, desde sua mobilização até a tomada do poder, em 1835. No livro também é possível saber com detalhes a trajetória de luta de alguns líderes, como o autor intelectual do movimento, João Batista Gonçalves Campos, que dá nome a uma das principais praças da cidade.

O Sobrevivente Chuck Palahniuk Editora LeYa Brasil

Tender Branson é uma celebridade midiática-religiosa nos EUA, que sequestra um avião e decide narrar sua história para a famosa caixa preta. E enquanto o avião cai, narra com a maior intensidade possível e com detalhes o fracasso que se constituiu sua vida. Autor do livro Clube da Luta, Chuck Palahniuk nos mostra um livro interessante, uma mistura dramática e cômica que faz com que esta seja uma das obras mais interessantes do escritor.

Revista Alvo - Edição 18

13


Patrícia Bahia Promoter de Eventos bahiapatricia@hotmail.com

Ditando o Chic

Nem tudo se compra

É

cada vez maior o número de brasileiros que

os dias da viagem nos Shoppings Centers ou

viajam ao exterior. Tem pessoas que perdem

Outlets e param apenas para tirar fotos dos

um tempo precioso apenas realizando compras,

pontos turísticos do lado de fora, sem conhecer,

deixando de usufruir o que realmente faz sentido

apenas para mostrar aos seus seguidores das

em uma viagem que é obter conhecimento,

redes sociais. Eu entendo que o custo beneficio

novas culturas, ir a bons restaurantes e apreciar

de realizar compras no exterior é tentador, porém,

a gastronomia local, entre outras coisas. Um

tudo tem limites e devemos dividir o tempo

dia um amigo me falou

com essas atividades. Bolsas, sapatos, relógios,

que estava em Nova York se dirigindo a um bistrô próximo ao Central Park quando

encontrou

um

empresário bem sucedido de

nossa

o

convidou

em

um

capital, pra

lugar

que

comer

Com a ascensão da economia e com as facilidades em outros países de consumir, as pessoas passam a viajar com um único propósito, o de fazer compras.”

eletrônicos, comprar

por

aqui, mesmo mais caros, mas a oportunidade única de contemplar as belezas naturais,

monumentos

históricos, museus, shows, teatrais

e

outras

experiências, isso não tem preço.

levou para o Mac Donald’s na Times Square.

Algumas pessoas chegam a se desestimular

Nada contra a famosa rede de fast-food, até

pelo valor cobrado em peças teatrais, shows,

gosto, mas me desculpem, com tantas opções

espetáculos e restaurantes, todavia, como diz o

da gastronomia mundial, atendendo a todos

ditado “Quem converte não se diverte”, prefere

os bolsos, me parece um desperdício e falta de

mesmo gastar com bens de consumo não

bom senso realizar tal programa.

duráveis que construir momentos inesquecíveis

Com a ascensão da economia e com as

14

e

podemos

peças

especial

da cidade. Para sua surpresa, o conterrâneo o

roupas

em sua vida.

facilidades em outros países de consumir, as

A dica é relaxar diante de tantas tentações

pessoas passam a viajar com um único propósito,

de consumo e deliciar-se com o passeio. Boa

o de fazer compras. Notadamente passam todos

viagem e divirta-se verdadeiramente!

Revista Alvo - Edição 18


Humaitá, 822 (entre Pedro Miranda e Marquês) Humaitá, 822 (entre Pedro Miranda e Marquês) (91) 3264-0511 | 8405-56085 (91) 3264-0511 | 8405-56085 Pedreira - Belém Pedreira - Belém

Revista Alvo - Edição 18

15


perfil

Talento nas quatro linhas Em 20 anos de carreira no futebol, Giovanni vestiu a camisa dos três maiores times paraenses. Fez sua carreira no Santos. Jogou no exterior e chegou a defender a Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo.

16

Revista Alvo - Edição 18

por Thiago Viana fotos: Renan Viana


P

araense, nascido em Belém em 4 de fevereiro de 1972, Giovanni da Silva de Oliveira é do tipo tímido, que sempre prezou a carreira contrapondo-se ao modelo jogador popstar tão comum nos dias e nos campos de hoje. Criado no bairro da Cremação, foi exatamente lá que começou a sua paixão pelo futebol, jogando no meio da rua que, nos idos anos de 1980, ainda não contava com o intenso trânsito que vemos em qualquer pequena ruela da Belém de hoje. Na época, iniciou o seu envolvimento com o futebol no futsal do Clube do Remo. Hoje casado e pai do Juliano (7) e Genaro (9), aos 15 anos Giovanni mudou-se para Abaetetuba por três anos. Ao retornar a Belém, para cursar a Escola Técnica, teve uma oportunidade no time de juniores da Tuna Luso Brasileira, passando para o time profissional dois anos depois. No Pará, atuou ainda pelo Clube do Remo e Paysandu, até chegar ao São Carlense (SP), em 1994. Ainda no primeiro semestre, jogando o Paulistão, o meia-atacante chamou a atenção do então presidente do Santos Futebol Clube, time que defendeu por quatro vezes e onde encerrou a carreira, em 2010. No futebol estrangeiro, Giovanni foi destaque no Barcelona (Espanha), ao lado de Rivaldo; no Olympiakos e Ethnikos (Grécia); e Al-Hilal (Arábia Saudita). SELEÇÃO BRASILEIRA Pelo seu destaque no futebol europeu, foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira por Zagallo, em 1995. Participou de todo o período de preparação para a Copa do Mundo de 1998, na França, e foi convocado para o mundial. Para o ex-jogador, depois de Quarentinha e Sócrates, ser mais um jogador paraense que chegou à seleção brasileira e ainda disputar uma Copa do Mundo era mais que a realização de um sonho. “Sou muito agradecido a Deus por tudo o que Ele me possibilitou. Sempre soube das dificuldades que um atleta paraense tinha para se destacar no futebol no sudeste do país e ainda assim tinha o sonho de atuar em um grande clube. Em uma época em que os melhores jogadores do Brasil atuavam em clubes brasileiros e a concorrência era bem maior, conseguir a convocação para a seleção foi uma agradável surpresa. Ir para a Copa do Mundo, então, foi uma experiência inimaginável”, comenta o ex-jogador. Durante a Copa, no entanto, Giovanni atuou apenas no primeiro tempo da estreia do Brasil no mundial, jogando contra a Escócia. Neste jogo, o Brasil saiu vitorioso com o placar de 2 a 1. “Na época houve grande intervenção de empresas patrocinadoras que refletiam diretamente na formação da equipe que iria jogar. Como nunca estive nesse meio, sabia que seria improvável uma grande participação minha na seleção”, pontua o craque. Em 20 jogos pela seleção brasileira, entre 1995 e 1999, Giovanni marcou seis gols com a camisa canarinho e durante esse período foi eleito, ainda, Bola de Ouro pela Revista Placar em 1995 e o jogador brasileiro mais valorizado em 1996, quando também foi artilheiro do campeonato paulista. GRANDES VITÓRIAS Giovanni orgulha-se de cada título conquistado dentro de campo e destaca vitórias memoráveis como a Liga UEFA, em 1996 e a Copa América, em 1997, mesmo ano em que venceu a Recopa Europeia e o Campeonato Espanhol, com o Barcelona, que interrompeu um regime de 30 anos sem ganhar os dois títulos na mesma temporada. Uma boa lembrança também, foi o seu desempenho na Grécia. “Jamais imaginei que um dia chegaria a jogar em um time na Grécia e ,no Olympiakos, todos os títulos foram importantes. Em seis anos fomos campeões cinco vezes”, recorda. O paraense não tem dúvidas de que o futebol foi, e ainda é o seu maior patrimônio. “Foi com o futebol que consegui tudo o que eu tenho hoje. Na minha época não se ganhava tanto dinheiro com futebol quanto se ganha hoje, contudo, graças a Deus, sempre soube utilizar o que ganhei com sabedoria e responsabilidade. Acredito que terminei a minha carreira no tempo certo, no meu tempo”, garante Giovanni que está aposentado do futebol, mas ainda auxilia a esposa na administração de uma clínica de fisioterapia, além de ser um dos principais acionistas de um grupo educacional de Belém. Revista Alvo - Edição 18

17


Antônio Carlos Lobato antoniocpls@gmail.com

Lorotas

Por que não merecemos fazer parte da Copa?

L

embro ainda hoje de 2009, 31 de maio, a expectativa era uma espécie de encosto rodando pela companhia dos moradores de Belém: A FIFA iria finalmente anunciar as subsedes da Copa a ser realizada em 2014. O debate entre Belém e Manaus era o mais acirrado das subsedes, uns defendiam a capital do Pará por ter um público mais fiel ao futebol, outros argumentavam a favor dos manauaras mencionando a força política de uma cidade com um polo industrial do tamanho da Zona Franca, onde inclusive estavam instalados os principais patrocinadores da Copa do Mundo da FIFA. Os conflitos ideológicos duraram meses, uma espécie de guerra fria em duas cidades cuja temperatura média brinca de pira nos 35 graus. Naquele domingo, último dia de maio em 2009, finalmente a questão estaria respondida. Todos esperavam ansiosos como se a definição da subsede da Amazônia para a Copa de 2014 fosse o último ônibus Cidade-Nova 8/Pres. Vargas. O governo do Estado do Pará prometia uma festa na Praça da República: domingo com telão, pavuleiros, vinho quente barato e casais fofinhos com cachorros mais fofinhos ainda. Contudo, na sextafeira anterior, a coluna do jornalista Anselmo Góes já estampava como furo todas as subsedes. Belém não estava na lista. Teria Malvino Salvador derrotado Dira Paes? Ainda acreditando em uma possível reviravolta da banda Calypso sobre a banda Carrapicho, resolvi ir até a Praça da República domingo e presenciar aquele dia único para os destinos da Pinduca’s Land. Cheguei às 11 da manhã. No céu um sol parecido com o dos Telletubbies se refletia nas fitas dos chapéus pavuleiros. O clima parecia meio derrotista: não tinha telão, mas vinho quente barato não faltava, bem como alguns gritos tucupizeiros regionalistas de alguns otimistas ou desinformados acreditando na possível vitória de Belém pela subsede. Na hora do anúncio do Presidente da FIFA foi colocado um microfone no carro som com o áudio do pronunciamento, eu preferi descer até um bar próximo ao BASA para poder ver o anúncio das subsedes em algum boteco. Desci a Rua Carlos Gomes e me deparei com o lado decadente da cidade, cheia de prédios encardidos, parecia um cenário esquecido, abandonado em algum apocalipse de zumbis travestis. Cheguei ao boteco exatamente no momento no qual

o Presidente da FIFA, Joseph Blatter, com seu habitual ar cínico iniciava a leitura das subsedes em ordem alfabética. Quando anunciou “Belo Horizonte” todos nos entreolhamos perguntando: “lotamos todos os eventos esportivos regionais e nacionais, respiramos futebol, lotamos até o “Você Decide” no Mosqueiro. Por que não merecemos fazer parte de uma Copa?”. Só conseguimos colocar a cabeça pra fora do Igarapé gelado, no qual fomos atirados, quando Blatter anunciou Manaus como a escolha mais difícil das subsedes. Não me lembro de ter presenciado um silêncio tão ensurdecedor quanto o daquela manhã de domingo, quebrado apenas por algum gaiato (ou paraense xiita em estado de choque) gritando “PEGA, MANAUS!”. A imagem guardada na minha mente é de duas crianças sentadas na calçada com uma bandeira do Pará em uma das mãos e a do Brasil na outra mão. Belém nunca mais seria sede de algum campeonato mundial de futebol. A decadência ao redor do boteco inflamava a atmosfera pessimista. Nesses últimos cinco anos todo paraense ainda tem uma resposta na ponta da língua do porquê da não escolha da terra natal de Lúcio Mauro para subsede da Copa do Mundo da FIFA, alguns ainda amaldiçoam a Coca-Cola, os iluminati e reptilianos, outros dizem ter sido melhor, pois a cidade não tinha estrutura para abrigar tal evento no qual prevalecem acordos políticos nas decisões. O fato é que estamos a menos de dois meses do início da Copa do Mundo e os vexames tentam ser colocados debaixo do tapete ou da massa adiposa do Ronaldo; protestos ameaçam uma Copa marcada pela discrepância entre o real o virtual. A realização de um evento de tal importância no Brasil está despertando assuntos entorpecidos há décadas e mostrando a face violenta e preconceituosa de um Brasil de aparência sempre sorridente e dando tapinhas nas costas. Desde 2009 o pulso de Belém ainda pulsa depois. Não ter sido escolhida como subsede da Copa talvez tenha mantido adormecidas questões urgentes a serem resolvidas. Mas em meio a tantos problemas estruturais e as previsões de endividamento dos estados após a Copa, além da FIFA descaradamente sambar em cima da soberania nacional, eu fico pensando: será que o grito de “PEGA, MANAUS!” não foi ironia?

A realização de um evento de tal importância no Brasil está despertando assuntos entorpecidos há décadas e mostrando a face violenta e preconceituosa de um Brasil de aparência sempre sorridente e dando tapinhas nas costas.”

18

Revista Alvo - Edição 18


Revista Alvo - Edição 18

19


traços e ideias

por Thiago Viana

oásis particular Os mini-ecossistemas oferecem benefícios como o controle de insetos, elaboração de aquários, lagos, cascatas e espaços agradáveis para relaxar, além de valorizar diversos projetos de paisagismo.

A

verticalização e o crescimento das grandes

e meditação, onde o contato com a natureza

metrópoles têm afastado cada vez mais as

permita um momento para relaxar e se desligar

pessoas do contato com a natureza. Agravando

de toda a correria cotidiana.

ainda mais esse distanciamento,

Ainda que a preocupação com a

temos ainda o ritmo de vida

violência também nos impeça de

nessas cidades que cada vez mais

ter total segurança para frequentar

nos exige rapidez e agilidade,

parques e praças públicas para estes

enquanto

mobilidade

momentos de lazer, uma solução que

é cada vez menor diante de

tem sido bastante procurada, para

engarrafamentos e a falta de

quem resolveu não abrir mão dessa

qualidade no transporte público.

tranquilidade, são os jardins com

nossa

este

lagos ornamentais que podem fazer

cenário de caos em algumas

parte tanto de ambientes externos

palavras já é de deixar os nervos

quanto internos.

Imaginar

e

compor

Para o paisagista e designer Paulo

um tanto aflorados. Fazer parte dele

durante

toda

a

semana,

então, é quase uma sentença

20

Paulo Morelli - Arquiteto

Morelli, o homem urbano tem sido cada vez mais condicionado a um mundo

à loucura. Uma alternativa de se contrapor a

tecnológico e artificial. “Dentro do meu trabalho tenho

tudo isso é buscar por espaços de tranquilidade

percebido a grande procura das pessoas por um

Revista Alvo - Edição 18


pedacinho de natureza em seu espaço particular, e

tem um espaço aconchegante para meditação

tenho a certeza de que essa busca do ser humano

e contato com a natureza. Um verdadeiro

pela natureza é a maneira que encontramos de retornar à nossa essência, pois também fazemos parte dela”, comenta o profissional.

oásis particular que geralmente surge em espaços subutilizados no ambiente. São o que chamamos de espaços mortos”, comenta o empresário que ainda destaca a importância dos lagos no controle de insetos. “Verificamos

TECNOLOGIA E BOM GOSTO Garantir um espaço deste em sua casa ou empresa é mais fácil do que parece. A partir do domínio e adaptação de tecnologias europeias -

que nos lugares onde são instalados lagos ornamentais, conseguimos diminuir em 60% a incidência de mosquitos, pois os peixes se alimentam das larvas e impedem

de países como a Alemanha e

Itália

-

para

o

a proliferação”.

clima

Dependendo

tropical de nossa região, a

Vitória

Régia

Lagos

até

mais

responsável de

55

diversos

verticais e horizontais da Região Belém,

Metropolitana além

executados

de

de

projetos

também

no

interior e em outros estados como Amapá, Rondônia e São Paulo. Comandada

de

e aquários de fácil manutenção.

em

condomínios

dispondo

que nos permite reproduzir lagos

por

lagos

dias,

de manutenção é automatizado, o

ornamentais

em toda a Região Norte, sendo

cinco

tecnologias onde todo o processo

paraense líder de mercado lagos

projeto,

um lago pode ficar pronto em

e

Aquários, é uma empresa em

do

Edson Borges e Marcelo Leite - Empresários

Além de valorizar o ambiente, ele oferece qualidade de vida para o cliente que tem um espaço aconchegante para meditação e contato com pedaço da natureza.”

Há também a opção de deixar a manutenção mensal do espaço por

conta

da

empresa,

que

garante até 10 anos de água cristalina. A biodiversidade dos espaços pode contar com uma variedade enorme. “Ainda há uma grande preferência por elementos de fora, como as plantas francesas

pelos

empresários Marcelo Leite e Edson Borges,

(mais podadas), e as carpas, que são da cultura

a empresa tem como missão levar para o

oriental. Contudo, os ambientes mais regionais

seu cliente um pedacinho de qualquer lugar

têm conquistado o seu espaço”, assegura

do mundo. “Tudo depende da necessidade e

Morelli. Quanto à procedência, a Vitória Régia

da imaginação do cliente. Podemos montar desde de um igarapé amazônico ou até mesmo um recife de corais caribenho. Conseguimos projetar e executar estes ecossistemas em qualquer espaço, seja através de um lago, de uma pequena fonte, cascata ou aquário convencional”,

garante

Marcelo.

Edson

chama a atenção para os benefícios deste tipo de projeto. “Além de valorizar o ambiente, ele oferece qualidade de vida para o cliente que

garante a certificação de todo o seu material. “Todos os nossos peixes já são produzidos em cativeiro. Nada é retirado da natureza e, assim como as plantas e rochas, tudo tem certificação e autorização do IBAMA”, afirma Marcelo Leite. Já pensou em ter um cantinho de natureza dentro da sua casa?

Serviço: Vitória Régia Lagos e Aquários Av. Assis de Vasconcelos, 447. (91) 3242.8386 Revista Alvo - Edição 18

21


Turismo

por Henrique Miranda

PUNTA CANA: UM TESO Sol, areias brancas, águas cristalinas e brisas que ditam o balançar de coqueiros o ano inteiro. Este é o cenário de Punta Cana, um dos mais belos cartões-postais da República Dominicana, em pleno mar do Caribe.

P

unta Cana fica a pouco mais de 200 km da

Quem sai do Brasil rumo ao paraíso caribenho,

capital da República Dominicana, Santo Domingo.

não precisa se preocupar com muitos detalhes

Mais precisamente no estado de La Altagracia.

burocráticos para a viagem. Não há necessidade

Com um potencial turístico amplamente explorado

de visto para brasileiros, por exemplo. A não ser

a partir da década de 1970, não é difícil chegar

que você faça alguma escala nos Estados Unidos,

até lá. A viagem de carro, saindo da capital, pode

como em Miami ou Atlanta, aí você precisará de

ser feita em menos de três horas. Se preferir

um visto de turista válido ou um visto de trânsito.

chegar de avião, Punta Cana possui um dos

Ao entrar na República Dominicana, é preciso

aeroportos mais movimentados do Caribe. São

apenas preencher um formulário de embarque e

milhões de passageiros por ano e a maioria das

adquirir um cartão turístico, que custa cerca de

companhias aéreas brasileiras oferecem voos

US$ 10, variando o valor de acordo com o tempo

diretos saindo de São Paulo e Rio de Janeiro. Há

de permanência.

também companhias internacionais, que operam no Brasil, e que oferecem o destino com partidas a partir de cidades como Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Manaus (AM).

22

SOL O ANO INTEIRO A alta temporada em Punta Cana vai do Natal até a Páscoa, época em que o clima está mais

A região recebe, em média, dois milhões

quente e seco, e a temperatura média fica em

de turistas a cada ano. A maioria de países

torno de 30º. O Mar do Caribe banha as praias da

europeus, além de Canadá e Estados Unidos.

porção Sul. À leste, as águas do Oceano Atlântico

Revista Alvo - Edição 18


URO NO NOVO MUNDO As ilhas Soana e Catalina são as mais famosas, principalmente pelas visitas às piscinas naturais formadas entre os recifes de coral.” formam belas paisagens. As ilhas Soana e Catalina são as mais famosas, principalmente pelas visitas às piscinas naturais formadas entre os recifes de coral - onde é possível fotografar estrelas do mar -, além de passeios em banana boat. Na praia de Juanillo, o visitante conhece grandes resorts, campos de golfe e restaurantes de luxo. Entre maio e dezembro, o aumento do calor e da umidade não compromete a beleza do lugar, mas impacta diretamente no fluxo turístico, e os preços ficam mais atrativos. Ainda assim, é bom pesquisar antes de viajar. Apesar do grande potencial turístico da ilha, algumas falhas podem causar incômodo durante a viagem, por isso é bom estar prevenido. Remédios básicos

como

analgésicos,

antialérgicos

e

Revista Alvo - Edição 18

23


Turismo curativos são difíceis de encontrar, providencie-

ou até mesmo utilizar a própria moeda americana,

os no seu local de origem.

que é facilmente aceita lá. Outra alternativa é

Hospedagem não é problema. Existem dezenas

utilizar cartões de crédito internacionais, mas

de hotéis e resorts em uma extensão de pouco

vale lembrar que em sua fatura o câmbio sempre

menos de 2 km no litoral. Nenhum hotel é mais

é feito a partir do valor do dólar turismo, que é um

alto que as palmeiras nativas e a maioria deles

pouco mais caro.

dá uma excelente visão das praias. É um dos destinos preferidos de casais em lua-de-mel,

A culinária exótica é carregada de temperos,

mesmo lugar. Quase todos os resorts utilizam

cheiros e sabores diferentes. Um atrativo a

o sistema “all-inclusive”, onde o preço da diária

parte e que merece um tempo especial para

inclui refeições ilimitadas em todos os restaurantes, bares, clubes,

boates

e

em

alguns

casos até serviço de quarto. É uma boa pedida, principalmente porque a maioria dos resorts oferece diferentes opções de lazer dentro do próprio hotel, assim

fica

surpresas

mais

fácil

evitar

desagradáveis

É um dos destinos preferidos de casais em lua-de-mel e famílias em busca de lazer e tranquilidade no mesmo lugar.”

na

ser

apreciado.

A

influência

espanhola e africana é visível em muitos pratos. A herança dos engenhos de açúcar torna as

receitas

de

sobremesa

irresistivelmente doces. Tortas, pudins,

frutas

caramelizadas

e cremes de todos os tipos, principalmente

de

coco

nativo, são o carro-chefe da

hora do check-out. Vale a pena pagar um pouco

cozinha local. Entre as bebidas mais famosas,

mais para se hospedar em suítes VIP, já que

o rum adocicado - típico da região - é bastante

algumas redes hoteleiras oferecem acesso à áreas exclusivas e atendimento preferencial em restaurantes para quem escolhe o serviço. A moeda oficial é o Peso Dominicano (RD$), onde R$ 1 equivale a aproximadamente RD$ 19. Porém, como é difícil encontrar o Peso Dominicano no Brasil, se preferir levar dinheiro em espécie, o recomendável é fazer a troca do real por dólares americanos antes da viagem. Assim fica mais fácil de efetuar a transação nas casa de câmbio locais

24

UMA FESTA DE SONS E SABORES

famílias em busca de lazer e tranquilidade no

Revista Alvo - Edição 18


A culinária exótica é carregada de temperos, cheiros e sabores diferentes. Um atrativo a parte e que merece um tempo especial para ser apreciado.”

apreciado. A famosa cerveja do presidente também é uma pedida certa, seu gosto peculiar e o teor alcoólico acima do convencional conquista até os apreciadores mais refinados. No meio de toda esta festa gastronômica, quem dita o ritmo latino é a Salsa e o Merengue. Mas na vida noturna bastante agitada de Punta Cana, também há festas temáticas com música eletrônica e DJ’s internacionais. Os resorts têm boates exclusivas dentro de seus complexos de lazer, mas é bom ficar atento: as festas em cada complexo são quase sempre restritas aos seus hóspedes. O comércio local é bastante convidativo para quem busca artesanato regional, roupas de praia e trajes típicos, mas não oferece tantas opções de compra como nos Estados Unidos. Quem se aventura pelas feirinhas deve sempre pechinchar e nunca aceitar o primeiro valor oferecido pelo vendedor, sempre há espaço para barganhar um preço mais acessível. O idioma local é o espanhol, mas a maioria dos funcionários de redes hoteleiras, comerciantes e guias falam inglês e francês. Boa viagem!

Revista Alvo - Edição 18

25


por Henrique Miranda

arte

A FORÇA DE UM POVO

NAS CORES DE

PORTINARI

Considerado um dos artistas plásticos brasileiro de maior projeção internacional, Candido Portinari, mostrou ao mundo muito mais que telas e gravuras. Revelou um Brasil sob a sua temática social e o sofrimento de povos renegados pelos grandes artistas da época. 26

Revista Alvo - Edição 18


O

lavrador de café. Pintura a óleo sobre tela medindo

na pequena cidade para reformar e pintar as igrejas

100 x 81 cm é um dos mais famosos trabalhos do

locais. Tendo apenas estudado o ensino primário, hoje

paulista Candido Portinari. A figura, que hoje pertence

chamado de fundamental, Portinari resolve partir, aos

do Museu de Artes da São Paulo (MASP), destaca-se

15 anos, para o Rio de Janeiro, onde se matricula na

entre as obras do artista plástico pois carrega consigo

Escola Nacional de Belas Artes – ENBA, para estudar

a essência da estética pela qual Portinari guiou grande

as técnicas da pintura com outros artistas. E foi lá

parte do seu trabalho. Dedicado ao retrato fiel da beleza

que começou a chamar a atenção de professores e

de um país que surgiu do encontro de outros povos

artistas, e aos 20 anos já era conhecido por participar

em busca de uma vida melhor, Cândico Portinari,

de exposições e ser aclamado em artigos publicados

aproximou-se cada vez mais de um estilo até então

pela imprensa daquele tempo. Em 1925, o artista ganha

considerado marginal: o modernismo.

o primeiro reconhecimento por sua obra dentro da

No Brasil e em todo o mundo, a obra de Candido

academia. Durante a Exposição Geral de Belas Artes,

Portinari é vista, até os dias de hoje, como uma das

em 1928, Portinari é premiado com a medalha de ouro

maiores representantes do movimento modernista

e uma viagem para a Europa.

brasileiro que surge como uma nova estética cultural a

Saudoso de sua terra e do povo brasileiro,

partir da década de 1920. Portinari levou ao mundo aquilo

Portinari volta ao Brasil em 1930 e, inspirado pela

que para muitos ainda era desconhecido. Suas cores

saudade, entra em um ciclo de pinturas que retratam

fortes revelaram um Brasil de pobreza, dor e dificuldades.

o martírio, a felicidade e a realidade que povoavam a memória do menino que cresceu tendo como

ORIGEM

cenário a lavoura de café.

Filho de imigrantes italianos, Candido Portinari nasceu

A influência da própria história de vida e das

em uma fazenda de café no município de Brodowski,

memórias emotivas de Portinari rendem ao pintor o

interior de São Paulo, e desde muito cedo mostrou sua

primeiro destaque internacional, em 1935. Uma menção

aptidão para a pintura. O primeiro encontro com as

honrosa do Carnegie Institute de Pitsburgh, nos Estados

tintas aconteceu quando ele ainda era um adolescente,

Unidos, pela tela “Café”, que retrata a colheita dos grãos

ajudando uma trupe de pintores italianos que chegaram

feita por homens e mulheres, quase como uma janela

Revista Alvo - Edição 18

27


arte trouxe para Belém 59 obras datadas entre o período

na lembrança de sua infância. O artista fez parte da elite intelectual brasileira

entre 1938 e 1958. São pinturas, desenhos e gravuras

em uma época onde o próprio conceito estético de

além de correspondências, documentos e fotos que

arte passava por uma transição. O reconhecimento

contam a história entre Candido Portinari e Raymundo

de Portinari no cenário artístico nacional criou um

Ottoni de Castro Maya, empresário franco-brasileiro que

“mito” em torno do artista a partir da aclamação de

foi também grande colecionador de artes.

sua obra por escritores modernistas como Mario

que o reconhecimento de Portinari alcançava patamares

de Andrade e o próprio Oswald de Andrade, que

A curadora da exposição, Anna Paola Baptista, conta

em outros países onde os

Portinari foi o primeiro artista modernista brasileiro a alcançar notoriedade no exterior com prêmios, aquisição de obras para coleções particulares importantes e coleções museológicas.”

aspectos e características do

Anna Paola Baptista - Curadora da exposição

posteriormente viria a ser um grande crítico do pintor. A Portinari apenas

consolidação

de

aconteceu

não

no

Brasil,

mas

modernismo brasileiro eram fortemente associados à obra do artista.

nunca antes vistos pela arte brasileira.

“Portinari

foi

o

primeiro artista modernista brasileiro

a

alcançar

notoriedade no exterior com prêmios, aquisição de obras para coleções particulares importantes museológicas.

e

coleções De

certa

maneira, isso foi compreendido internamente como um respaldo para o modernismo brasileiro, como

PORTINARI EM BELÉM Recentemente, o Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP) recebeu a exposição itinerante ‘Portinari

28

um sintoma de que estávamos entrando no cenário mundial com uma contribuição relevante e ao mesmo tempo genuinamente brasileira”, explica.

na Coleção Castro Maya’ que em quase seis anos já

A relação com a arte não impediu o envolvimento

passou por diversas cidades brasileiras. A exposição

de Candido Portinari com a política brasileira. Por

Revista Alvo - Edição 18


duas vezes foi candidato às eleições pelo Partido

chumbo presente nas tintas, principalmente os tons de

Comunista, concorreu a Deputado Federal e em

amarelo usados pelo artista.

seguida tentou uma vaga no Senado. Nas duas

Após exames, os médicos proíbem Portinari de

ocasiões acabou perdendo por uma margem

continuar pintando, e ele passa a produzir desenhos em

pequena de votos. Exilou-se no Uruguai e mesmo

cartões com lápis de cor. Em 1956, nascem as gravuras

assim não parou de receber encomendas de

de Dom Quixote para uma edição brasileira do livro de

grandes instituições que buscavam a peculiaridade

Cervantes. O projeto acabou sendo abandonado pela

de sua obra. No exílio, pintou o painel “Tiradentes”,

editora, mas os desenhos ilustraram um livro de 21

medindo 17,7 X 3,09m, mostrando o julgamento e

poemas escritos por Carlos Drummond de Andrade na

morte do símbolo da inconfidência mineira. A obra

década de 1970.

foi comprada pelo Governo de Minas Gerais e hoje

Até 1961, Portinari dedicou-se a acompanhar suas

encontra-se exposta no Salão de Atos Tiradentes, no

exposições pelo mundo, naquela época seu acervo já

Memorial da América Latina em São Paulo.

contava com mais de 5 mil obras, mas ao receber um

Foi também no exílio, em 1952, que o pintor recebeu

convite da prefeitura de Milão para expor seus trabalhos,

a encomenda do Banco da Bahia para produzir “A

debruçou-se novamente em suas telas com os proibidos

chegada da família Real Portuguesa na Bahia”. A partir

tons de amarelo e a doença que o acompanhava há

de 1954 Portinari começa a trabalhar em duas de

quase oito anos voltou a fragilizá-lo. Candido Portinari

suas mais famosas obras, os painéis “Guerra” e “Paz”,

morreu em 6 de fevereiro de 1962, na cidade do Rio de

encomendados pelo Governo brasileiro para presentear

Janeiro, envenenado pelo chumbo de suas tintas e pela

a nova sede da ONU em Nova Iorque. Na mesma

vontade irresistível de mostrar ao mundo um Brasil que

época surgem os primeiros indícios da intoxicação pelo

até então era desconhecido.

Revista Alvo - Edição 18

29


Elba Magave

Professora elbamagave@celogos.com.br

Saber Educar

Estudar não dá futuro

E

m nossas indagações por uma educação de qualidade e significativa, realizamos uma pesquisa em que uma das questões dirigidas aos alunos, era: Por qual razão você estuda? Tivemos variadas respostas, mas elas poderiam se encaixar em duas categorias: “porque meu pai ou mãe mandam” ou, “porque quero ser alguém no futuro”. As duas respostas mostram claramente que em algum momento perdemos o verdadeiro sentido de estudar. O estudo passou a ser um elemento estranho, alienígena ao estudante. A primeira razão: porque o pai ou mãe mandam, demonstra que a motivação é exterior (extrínseca). Assim como um moinho que se move por ação do vento, o aluno, se não houvesse pressão familiar, sentir-se-ia inclinado a fazer qualquer outra coisa, exceto estudar. As matérias lhe são um fardo imposto. Não encontra motivo nelas, nem em si, para aprender. Todavia, isto não é um fator impeditivo para os pais e professores deixarem de cobrar e ensinar. É antes um desafio, tornar o aprendizado mais prazeroso e significativo. A motivação extrínseca não é um ideal a ser perseguido, mas tem seu valor e não deve ser negligenciada, pois a maturidade que falta na criança não lhe deixa perceber que consequências irão lhe ocorrer, no momento em que a formação educacional lhe for exigida. Para o aluno que respondeu: porque quero ser alguém no futuro, dizemos que ”quase tirou um dez”. Embora pareça uma motivação interior (intrínseca), no fundo “ser alguém no futuro” esconde uma razão externa que é a possibilidade de status, de possuir bens que ”agregam valor ao camarote”. Gabe Zichermann [1] em um estudo sobre motivação e marketing gamification criou uma sigla em inglês para representar alguns dos pseudo-motivos intrínsecos: SAPS (Status, Access,

Power, Stuff). As pessoas motivam-se por: status, posição social; acesso a determinados locais, lugares e grupos; poder, para ter a capacidade de realizarem algo que outros não podem; possuir coisas que os distingam dos demais.Todas estas, são razões centradas no outro, não em si, ou, no nosso caso, no objeto estudo. Em última análise, se houvesse outro meio de obter as mesmas coisas, o estudo seria abandonado. Eis o sonho que alimenta a megassena e as pirâmides de toda sorte. Estudar pensando no futuro não é uma razão de todo descartada ou inútil, mas cai um pouco aquém do verdadeiro sentido de estudar. “Quanto mais interesses você tem, mais interessante você fica.” (Globo News) A razão de estudar tem um componente futuro, sim. Porém ao investir neste futuro não esqueçamos que estudar tem um componente presente que é, ou deveria ser mais importante. A verdadeira motivação para estudar é descobrir a razão de ser das coisas, um fim em si mesmo. É a satisfação de uma fome interior, que ao ser saciada amplia o leque de experiências, que será o combustível multiplicador de novos aprendizados. Eu estudo para conhecer, conhecendo tenho mais material para comparar e para criar nova relações, para dar sentido à realidade ou à fantasia. Parafraseando uma vinheta da Globo News: “Quanto mais interesses você tem, mais interessante você fica.” Estudar não dá futuro. Estudar melhora o presente, amplia a visão e percepção da realidade, e finalmente, prepara para conquistar o futuro, pois educação é para a vida: presente, passado e futuro. [1] Gabe Zichermann e Joselin Linder: Game based marketing: inspire customer loyalty through rewards, challenges, and contests, John Wiley & Sons, 2010.

A verdadeira motivação para estudar é descobrir a razão de ser das coisas, um fim em si mesmo.”

30

Revista Alvo - Edição 18


A MELHOR FORMAÇÃO PARA A VIDA A melhor educação para Vida é a que forma cidadãos éticos e competentes. É abrangente e compreende o ser humano nas suas potencialidades. É a educação que acompanha os tempos, que se dedica pra estar à frente e oferecer diferenciais que contribuam para a construção de um Mundo ainda melhor. Venha para o Logos e viva a Melhor Formação!

do

ca

Escola de Pais Encontro entre a escola, pais e especialistas para a discussão de temas relevantes para a construção de valores, relação familiar e consequentemente um aprimoramento da relação família-escola na formação dos alunos.

Inglês

C e rti fi

Serviço de Orientação Educacional Trata das dificuldades de aprendizagem, coordenando e orientando metodologias pedagógicas especiais para professores, pais e alunos, estabelecendo contato com outros profissionais das áreas psicológica, psicomotora, fonoaudiológica e educacional.

e nte

Plantão Pedagógico Encontro do responsável com os professores, que tem por finalidade tratar do rendimento bimestral do aluno e suas dificuldades, assim como orientar o responsável sobre alternativas que viabilizem o desenvolvimento do aluno.

informática educativa

esportes

música

alm

Serviço de Coordenação Pedagógica Orienta, acompanha e avalia o trabalho desenvolvido pelos professores com o propósito de alcançar os objetivos propostos no planejamento anual e a qualidade do processo de ensino e aprendizagem.

Logos Integral - Atividades Extracurriculares Diante de um mundo em constantes, aceleradas e complexas transformações, impulsionadas pelas tecnologias e a globalização, as exigências educacionais são no mínimo proporcionais. O tempo escolar diário obrigatório pela legislação, insuficiente para dar conta da dimensão da formação, aliada a falta de tempo das famílias, redimensiona e amplia fortemente o papel da escola diante do desafio de educar uma pessoa para viver e atuar com sucesso. Muitos conhecimentos, habilidades, competências, valores e atitudes precisam ser construídos desde cedo. Por isso, a cada ano, estamos investindo para atender as necessidades atuais das famílias, proporcionando mais estrutura e suporte para promoção de uma formação mais plena e integral, com mais tempo de atividades escolares, através da programação extracurricular do LOGOS INTEGRAL.

In t er n a cio n

Inglês, Informática Educativa, Esportes e Música são serviços contratados separadamente. Consulte disponibilidade de cursos e vagas. Consulte informações para aquisição.

Pra ser a Melhor Formação para Vida tem que ser a Mais Completa e pra ser a Mais Completa, tem que ser Logos!

Logos TV é uma maneira de valor izar a parceria entre escola, alu nos e pais/respo nsáveis Informações sobre atividades acadêmicas, eventos, dicas de estudo e tudo mais do Centro Educacional Logos

Acesse e Curta:

ELogos

facebook.com/C

Tv. Regina Alencar, 300 (Jd. Pau D’Arco) Coqueiro • Ananindeua (91) 3235-3955 • 3235-2933 www.celogos.com.br Logos TV

Centro Educacional Logos

Revista Alvo - Edição 18

31


capa

por Brena Moreira e Tiago Viana fotos: Renan Viana

marca registrada

No passado já foi símbolo de transgressão e subversão. Hoje, a tatuagem é uma arte que conquista pessoas de todas as tribos e idades, tornando-se uma moda nada passageira. 32

Revista Alvo - Edição 18


T

atuar o corpo é uma arte milenar. A prática

é tão antiga quanto a própria humanidade. No entanto, nenhum estudo revela, ao certo, quando a tatuagem surgiu. Mas é possível perceber que, desde a idade antiga, desenhar no corpo já era uma tendência. Contudo, por muitos anos, e até bem recentemente, a prática foi considerada transgressora e marginalizada pela sociedade. A arte de tatuar se modernizou, ganhou divulgação e técnicas diferenciadas. Atualmente, as tatuagens estão espalhadas por todos os lugares possíveis,

vista pela

e até mesmo inimagináveis. Da cabeça aos pés, literalmente, elas ganham espaço no corpo de homens e mulheres. E se engana quem pensa que só os jovens são adeptos desta arte. Hoje, tatuar o corpo se tornou febre e moda entre pessoas das mais diferentes idades.

sociedade.

fiz a primeira tatuagem, meus pais não gostaram muito, mas depois se acostumaram. Hoje é uma arte muito mais aceita na sociedade e até em meios mais formais como

tem 33 anos e falou conosco

Quando fiz a primeira tatuagem, meus pais não gostaram muito, mas depois se acostumaram. Hoje é uma arte muito mais aceita na sociedade e até em meios mais formais como o da advocacia.”

no momento em que fazia a

Ygor Norat - Advogado

Tradicional, tribal, oriental, realista ou religiosa, a arte de marcar o corpo, é uma forma de registrar na pele uma

identidade

única.

O

advogado Ygor Norat hoje

sua segunda tatuagem. “Fiz

a primeira quando eu tinha aproximadamente 19 anos. Foi um tribal. Hoje estou fazendo um desenho idealizado pela minha noiva, após uma viagem nossa a Cancun. O desenho tem um significado especial para nós dois”, comenta o advogado que opina ainda sobre a forma como a tatuagem hoje é

“Quando

o da advocacia”. Já a noiva,

Carolina,

acompanhava

que Ygor

durante a sessão, ainda não

criou

coragem

para marcar o corpo com

um

desenho.

“Até

tenho

vontade,

mas falta coragem. Já conversamos

sobre

fazer algo juntos, mas é melhor deixar isso pra mais tarde”, desconversou. O universitário Miguel Neto, 19, já tem várias tatuagens, e explica que cada uma delas tem um significado diferente. “A minha primeira tatuagem fiz em 2012, quando voltei de Londres onde acompanhei as Olimpíadas. Tatuei no braço os anéis olímpicos, que são o símbolo da competição. A segunda foi feita junto com o meu pai que nunca me proibiu de fazer tatuagem. Depois de conversar bastante, consegui fazer com que ele fizesse uma tatuagem também. A terceira e a quarta foram feitas esse ano, uma para a minha namorada, nas costas, e a outra é um tigre na perna. A quinta vai ser o nome da minha banda preferida, o Iron Maiden”, afirma o universitário. PROFISSIONAIS Com mais de 35 anos de experiência, Paulo Tattoo é o mais antigo tatuador profissional de Belém e foi um dos pioneiros na arte de tatuar no Norte de Nordeste do Brasil. Vindo de Recife

Revista Alvo - Edição 18

33


capa (PE), já trabalhou com layout para listas telefônicas

uma boa pesquisa sobre o lugar e o profissional

e também foi bancário. Chegou a Belém no início

que vai lhe tatuar. Converse com pessoas que já

da década de 1980 e, desde então, passou a viver

se tatuaram com ele e peça referências. Sobre o

somente da arte. “Nasci pra fazer tatuagem e hoje

lugar, observe as condições de higiene e sobre o

me sinto extremamente satisfeito em observar

conhecimento das novidades de mercado. Aqui no

que o meu trabalho já tem melhor aceitação na

estúdio mantemos contato com tatuadores de todo

sociedade. Embora isso não seja a sua essência ou

o Brasil, e também de fora do país, de modo que

objetivo, pode-se dizer que a tatuagem já alcançou

estamos sempre por dentro das tendências mais

um nível de elite. A evolução da tecnologia, das

recentes sobre técnicas, materiais e tintas”, garante

técnicas de desenho e qualidade das tintas fez da

Paulo, que trabalha ao lado do filho, Raphael

tatuagem uma atividade completamente segura

Nascimento, também tatuador.

e de grande interesse da sociedade”, afirma o tatuador atender

que no

chega

seu

a

estúdio

cerca de 12 pessoas por dia. São aproximadamente 400 novas tatuagens por mês. “As pessoas são das mais

diversas

origens

Nasci pra fazer tatuagem e hoje me sinto extremamente satisfeito em observar que o meu trabalho já tem melhor aceitação na sociedade.” Paulo Tattoo - Tatuador

PARA TODA A VIDA Mais

do

que

um

adorno ou modificação do corpo, a tatuagem é algo extremamente

pessoal,

pois geralmente tem um significado especial para o

possíveis. As mulheres são maioria. Elas preferem

seu portador. A cantora e compositora paraense,

desenhos pequenos e discretos, enquanto que os

Sammliz, tem várias tatuagens e se declara atraída

homens apostam em tatuagens maiores”, observa

pelos desenhos desde muito nova. “Sempre fui

o tatuador.

fascinada por arte em geral e, entre elas, está

Mas é preciso ter atenção. Especialistas alertam

a tatuagem. Sempre achei algo bonito e ainda

para os cuidados na hora de decidir tatuar o corpo.

quando jovem sempre tive a convicção de que

Entre as precauções que devem ser tomadas pelos

um dia eu faria uma tatuagem. Hoje tenho várias,

estúdios de tatuagem estão uma série de exigências

e cada uma delas dizem alguma coisa que eu vivi

de higiene. “Isso é fundamental. Todo o material

em determinado momento. Vou me construindo

tem que ser descartável e licenciado pela Anvisa”,

e as tatuagens vão me acompanhando. São um

ressalta. Paulo também alerta para a experiência e

ornamento das minhas mudanças”. Para Sammliz,

qualidade do trabalho do profissional. “Sempre faça

a decisão de se fazer uma tatuagem tem que ser algo convicto. “As pessoas precisam estar cientes de que aquele desenho vai marcar a pele para toda

ttoo Paulo Ta

vida. Então, tem que ser algo feito para si e não para os outros”, sugere a também vocalista da banda Madame Saatan.

liz Samm

34

Revista Alvo - Edição 18


CUIDADOS E PRECAUÇÕES

- Antes de fazer a tatuagem, esteja com a pele limpa e não faça uso de nenhum produto como creme, perfume etc. - Após fazer a tatuagem, cuide da cicatrização aplicando pomada e evite deixá-la exposta por pelo menos 15 dias. - Também durante a cicatrização, evite tomar banho de mar ou piscina. - Uma vez cicatrizada, cuide sempre da sua tatuagem aplicando hidratante diariamente e evite a exposição do desenho ao sol. - Se você tem diabetes ou outro problema de cicatrização ou alergia, consulte um médico antes de fazer uma tatuagem.

Vou me construindo e as tatuagens vão me acompanhando. São um ornamento das minhas mudanças.” Sammliz - Cantora Entre os desenhos mais comuns e solicitados hoje em dia, Paulo explica que eles não mudaram muito ao longo das últimas décadas. “O que muda, na verdade, é o estilo. Ainda temos muita procura pelo old school, mas hoje o tribal e o oriental são bem fortes”, comenta. Já Sammliz gosta de misturar alguns estilos. “Tenho uma tribal que está passando por um cover up e se tornando um art-noveau. Adoro flores e borboletas, oriental tradicional e realismo fantástico”. O preço de uma tatuagem varia de acordo com o tamanho, as cores utilizadas e a técnica do desenho. Quanto maior o grau de dificuldade para o tatuador, maior será o preço de uma tatuagem. Não se assuste. Em Belém, o preço de uma tatuagem pode custar de R$ 100 até R$ 10 mil reais. QUER FAZER UMA TATUAGEM? PAULO TATTOO STUDIO Trav. São Pedro, 842. Batista Campos. (91) 3212.1320

Revista Alvo - Edição 18

35


por Thiago Viana

bastidores

fotos: Renan Viana

nostalgia nas ondas do rádio Todos os dias Kleber Barros e Luciano Manga transportam os ouvintes da Rádio Diário FM para um passado recente cheio de boas lembranças

“H

oje é sábado, dia de sair com a família pra

lanchar. A gente vai sair da rádio daqui a pouco

rádio com a promoção do dia de sábado: sanduíche de bacon com ovo e refrigerante grátis.

e vamos lanchar ali na (lanchonete) Boss, na

Tudo isso pode parecer uma grande loucura,

Gentil com a Quintino. Quem quiser aparecer lá,

contudo, para entender o que se passa nos estúdios

tá convidado pra bater um papo tomando aquele

da Rádio Diário FM todos os dias, a partir das 18h (aos

refrigerante Mirinda”.

sábado, a partir das 17h), é preciso se desconectar

O convite foi feito ao vivo pelo locutor Luciano

de qualquer referência contemporânea e sintonizar

Manga, por volta de 18h de um sábado do mês de

no Hot Classics, que traz para o presente não só os

março de 2014, durante o programa Hot Classics,

clássicos que agitavam as pistas nas décadas de

na Rádio Diário FM (92,9). Se você tem menos de

1970, 1980 e 1990, mas imergem seus ouvintes em

25 anos, provavelmente nunca ou pouco ouviu

um mundo de nostalgia, relembrando o cotidiano

falar sobre as Lanchonetes Boss, espalhadas pelos

e tudo aquilo que marcou época na cidade em um

bairros de Belém nas décadas de 1980 e 1990.

passado relativamente recente.

E também não deve se lembrar muito bem do refrigerante Mirinda. Agora, se você já tem mais que isso, certamente deve ter ficado com água na boca e com a cabeça cheia de lembranças.

36

HOT CLASSICS Comandado pelo DJ Kleber Barros e pelo locutor Luciano Manga, o Hot Classics conta uma hora diária

Logo depois do convite feito pelo locutor, o

de programação durante a semana e duas horas aos

telefone da rádio tocou e do outro lado da linha

sábados. Foi ao ar pela primeira vez em abril de 2013 e

estava um ex-funcionário da Lanchonete Boss,

em pouco tempo se tornou um dos grandes sucessos

anunciando que já estava esperando a equipe da

da programação da rádio, conquistando milhares de fãs

Revista Alvo - Edição 18


pela cidade. “Na décadas de 1980 e 1990, quase todas

Quem quiser curtir a pista da Boate Convés lá no Iate

as rádios mantinham programas dançantes com os hits

Clube é só pegar o (ônibus) Núcleo Universitário e se

do momento. As músicas que estavam nas pistas das

você não tiver a carteirinha do Iate Clube é só entrar

boates. Programas como estes existem até hoje, o que

no porta-malas de um amigo”, brincou Manga.

mudou é o estilo musical. Hoje em dia as boates tocam

O programa já testou a sua popularidade

muitas outras coisas além da dance music. A ideia do

promovendo uma festa dançante, convidando os

Hot Classics é reviver esses programas, trazendo de

seus ouvintes pra uma casa de shows. O resultado

volta as músicas que foram sucesso em um passado

foram mais de 3 mil pessoas cantando e dançando

não tão distante”, comenta o DJ Kleber Barros.

os sucessos que fazem parte da playlist do programa

Para o locutor, Luciano Manga, o sucesso do

a plenos pulmões. “Os ouvintes do Hot Classics são

programa vai além da seleção musical. “A gente

pessoas muito apaixonadas pelo programa e por

sabe que o nosso público tem esse conhecimento

tudo aquilo que a gente consegue proporcionar

musical

mais

apurado

e

legal de tudo é que a gente

Nós nos apropriamos deste sentimento saudosista e embarcamos com nosso ouvinte um uma viagem no tempo diariamente e o mais legal de tudo é que a gente tem um retorno instantâneo.”

tem um retorno instantâneo.”,

Luciano Manga - Locutor

acaba

relembrando

muita

saudade

com

de

sua

época de juventude. Nós nos

apropriamos

sentimento embarcamos ouvinte

um

deste

saudosista com uma

e

nosso viagem

diária no tempo e o mais

comenta ao mesmo tempo

de lembranças, e isso é uma grande recompensa pra gente e também uma satisfação pessoal”, concordam Kleber Barros e Luciano Manga. Não

conhece

Classics?

Então

o a

Hot

Revista

Alvo te dá uma dica: da próxima vez que for ‘lá em baixo’

comprar

o

kichute

pra garotada ir pra escola, não esqueça de passar nas

em que nos mostra novas participações chegando

Lojas Pernambucanas e comprar também aquele

por sms e pela fanpage do programa no Facebook.

walkman amarelo. Na volta, degustando um

Nesse momento, a gente foi interrompido por um

sorvete da Tip Top, sintoniza a Diário FM e curte

sms de um ouvinte que lembrava que a playlist do

tudo aquilo de bom que os anos 70, 80 e 90 ainda

programa naquele dia estava lembrando as festas

podem oferecer.

na Boate Convés, que funcionava no Iate Clube. A resposta do programa ao ouvinte foi ao ar logo

OUÇA O HOT CLASSICS

depois da sequência musical: “A nossa última

Rádio Diário 92.9 FM

sequência musical foi especial pra Boate Convés.

De segunda a sexta às 18h Sábado às 17h

Revista Alvo - Edição 18

37


entretenimento

TEMPORADA de

sucessos Os seriados enlatados americanos que serviam para cobrir buracos na grade de programação das tvs brasileiras, hoje se tornaram produtos respeitados com grande audiência e espaço garantido no horário nobre

38

Revista Alvo - Edição 18

por Thiago Viana fotos: Renan Viana


TOP 5 MÁRCIO: 1º - Lost / 2º - Breaking Bad / 3º - Modern Family / 4º - Sons of Anarchy / 5º - Alias

N

ão é de hoje que os seriados americanos

Estatística (IBGE), a TV por assinatura chega,

fazem parte da programação da TV brasileira. A

hoje, a mais de 57 milhões de brasileiros. Neste

diferença é que nos últimos anos eles mudaram

mesmo período, a internet banda larga teve

a sua posição e importância dentro dela,

um crescimento de 21,4%, chegando a quase 7

conquistando fãs e movimentando um mercado

milhões de pessoas em todo o Brasil.

gigantesco de produtos de merchandising. Certamente

você

conhece

cenário

criou

um

ambiente

é

favorável para o consumo de um produto que, cada vez mais, está envolvido em um

só fala naquela série, ou ainda, mais alguém

relacionamento de amor e ódio com a sétima

precisa assistir tal programa. O primeiro semestre do ano já passou da metade e para quem gosta de acompanhar seriados, este é o momento de se despedir de algumas temporadas

e

dizer

‘olá’

para o começo de outras produções.

Enquanto

fãs

Walking

de

The

os Dead

acabaram de conferir mais uma temporada da história de ação e suspense, Game of

Thrones

retorna

às

telinhas prometendo grandes

que

esse

apaixonado por um seriado, e outra pessoa que que vive dizendo que você

alguém

Todo

Comecei a assistir seriados ainda na década de 1990, quando os mais famosos eram a Super Máquina, McGayver etc. Depois, em meados dos anos 2000, vieram os sucessos da tv a cabo como Alias, Heroes e Lost. A partir daí não parei mais e hoje acompanho mais de 30 seriados de diversos estilos.” Dionísio Neto - Analista de Sistemas

arte, o cinema. Essa relação dúbia

se

exatamente

pelo fato de que até pouco tempo os seriados eram subproduto. Não contavam com

grandes

roteiristas,

nem produtores, e o elenco geralmente

era

formado

por atores sem expressão, em fase ruim ou em fim de carreira. De 10 anos pra cá, o segmento sofreu uma reviravolta

interessante.

Os

investimento

e

altos a

liberdade

melhoraram

e

criativa muito

as

emoções. E assim os canais de televisão, sejam

produções, e os seriados passaram a ser o

eles abertos ou não, garantem bons índices de

grande motor criativo da indústria do cinema.

audiência durante todo o ano. O grande sucesso das séries de TV no Brasil

LOUCOS POR SERIADOS

em muito se explica pela popularidade da

Convenhamos que todos nós nos interessamos

internet banda larga e da tv por assinatura nos

por uma boa história, não é mesmo? E uma das

últimos anos. No ano passado, o crescimento

grandes vantagens que os seriados oferecerem

da TV paga foi de 11,31%, chegando a mais

ao seu público é a grande variedade de gêneros

de 18 milhões de clientes e presente em 28%

e temáticas. Logo, se o sujeito disser que nunca

das

acompanhou ou não gosta de nenhum seriado,

residências

do

país.

Considerando

o

número médio de 3,2 pessoas por domicílio,

desconfie.

segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e

zumbis, guerras, e histórias de terror. Os mais

Tem

os

mais

eletrizantes,

com

Revista Alvo - Edição 18

39


românticos, com intrigas, fofocas e muitos beijos

Tanto

Márcio

quanto

Dionísio

não

se

ao longo da trama. Os musicais, os reality shows

sentem nenhum pouco culpados por baixarem

e até as animações.

episódios de seriados na internet hoje em dia.

O analista de sistemas, Dionísio Neto, é

“Os canais brasileiros que exibem séries, tanto

daqueles que assiste a dezenas de seriados de

os fechados quanto os abertos, já avançaram

todos os gêneros. “Comecei a assistir seriados

bastante no respeito ao telespectador, mas

ainda na década de 1990, quando os mais famosos

ainda precisam evoluir muito nesse sentido.

eram a Super Máquina, McGayver etc. Depois,

Baixamos os episódios porque, em alguns casos,

em meados dos anos 2000, vieram os sucessos

eles demoram semanas para serem exibidos no

da tv a cabo como Alias, Heroes e Lost. A partir

Brasil e acabamos perdendo muito da emoção

daí não parei mais e hoje acompanho mais de 30

em assistir ao seriado porque você entra na

seriados de diversos estilos”, comenta Dionísio

internet e as informações já estão todas lá”,

que ainda garante que o seriado pode vir a tomar o lugar do cinema. “Os artistas de cinema estão começando a deixar o cinema de lado para fazer os seriados de televisão porque em alguns casos

mais

lucro,

é

Nos anos 1990 os seriados eram produtos bastante restritos. Não havia internet banda larga para baixar episódios. Você ficava refém do que a TV decidida exibir.”

menos trabalhoso, tem um público maior e hoje em dia

Márcio Saraiva - Vendedor

comenta

Dionísio.

Para

Márcio, o próprio formato de exibição já é defasado. “Hoje

parece

absurdo

esperar uma semana pra ver o episódio de uma série quando você tem um novo formato de exibição trazido ao Brasil pelo Netflix, que disponibiliza

de

uma

vez

as pessoas preferem ficar em casa assistindo a

só todos os episódios da temporada para você

um seriado com conteúdo interessante a ir para

assistir na hora que quiser e quantas vezes

o cinema ver uma mesmice”, opina.

quiser”, destaca.

Para o vendedor Márcio Saraiva, a paixão por seriados começou com Arquivo X, até hoje a sua

MANIA RENTÁVEL

série favorita. “Nos anos 1990 os seriados eram

Para quem é fã de seriado, não basta tão

produtos bastante restritos. Não havia internet

somente assistir à temporada e comentar com

banda larga para baixar episódios. Você ficava

os amigos. O consumo de produtos relacionados

refém do que a TV decidia exibir. Arquivo X, por

àquela produção também é uma forte tendência,

exemplo, nuca foi exibido completamente e só

e esses produtos estão cada vez mais variados.

consegui assistir a episódios inéditos a partir

O empresário Marcos Eluan, sócio proprietário

de exibições de um grupo de pessoas que

da Fox Vídeo, já observa nas lojas da rede o

se reuniam para assistir Star Trek, a Estação

grande crescimento das vendas e locações de

Gênesis, que intercalavam a exibição do seriado

boxs de seriados. “Tanto na locação quanto nas

com episódios inéditos de Arquivo X”, relembra.

vendas, os seriados já estão rivalizando com

TOP 5 DIONÍSIO: 1º - Arquivo X / 2º - Breaking Bad / 3º - Família Soprano / 4º - Game of Thrones / 5º - Sons of Anarchy

40

Revista Alvo - Edição 18


Haroldo Ribeiro Jr.

Marcos Eluan

os filmes e hoje são responsáveis por mais

e outros acessórios são o carro-chefe da loja.

de 20% do movimento da loja. Aqui a gente

“As pessoas procuram presentes de forma

observa também que os seriados já tem uma

segmentada e direcionada. De fã para fã. Se

grande legião de fãs e o mercado começou

você é fã de The Walking Dead, The Big Bang

acompanhar esta tendência e este público”,

Theory, Game of Thrones ou outra série, os seus

observa o empresário. Além dvds,

dos

boxs

uma

de

grande

infinidade de produtos de

merchandising

fazem a cabeça dos fãs. Haroldo Ribeiro Jr, sócio proprietário

da

Geek

Tanto na locação quanto nas vendas, os seriados já estão rivalizando com os filmes e hoje são responsáveis por mais de 20% do movimento da loja.” Marcos Eluan - Empresário

amigos saberão que aqui irão encontrar algo bacana pra lhe presentear”, comenta Haroldo. NACIONAL No Brasil, a produção de séries também tem recebido um gás nos últimos anos.

Store, em Belém, também percebeu uma grande

Emissoras brasileiras acompanharam esse

oportunidade nesse mercado. “Ser fã nunca sai

mercado e começaram a produzir séries mais

de moda. Então sabemos que indo atrás de

arrojadas, sejam elas próprias ou em parceria

produtos originais, direto dos distribuidores era

com produtoras que geram conteúdo para a tv

um bom negócio porque sempre teremos fãs

a cabo. Estes produtos, em geral, apresentam

de jogos, de filmes e fãs de seriados, que é um

maior liberdade criativa e aos poucos ganham

grande público da loja também”. Ainda segundo

espaço, primeiramente nos horários nobres

Haroldo, produtos de merchandising de séries e

da tv a cabo e, em seguida, nas programações

filmes como camisas, action figures, chaveiros

da tv aberta.

10 seriados mais assistidos no mundo 1º – Lost 2º – Heroes 3º – Criminal Minds 4º – Smallville 5º – Greys Anatomy 6º – E.R. 7º – House 8º – Desperate Housewives 9º – Cold Case 10º – Two and a Half Men

As séries mais assistidas no Brasil em 2013 • Vai que Cola - Multishow • Sai de Baixo - Viva • • • • • • • •

The Walking Dead [4ª temporada] - Fox American Horror Story [3ª temporada] - Fox CSI: NY - AXN Cilada - Multishow Uma Rua Sem Vergonha - Multishow The Walking Dead [3ª temporada] - Fox Adorável Psicose - Multishow Crossing Lines - AXN

Revista Alvo - Edição 18

41


Rômulo Martins

Personal Trainer CREF 001769-G/PA

Acelerar

Treinamento Intervalado e seu poder de emagrecimento

A

tualmente muito tem se falado de um tipo de treinamento cardiovascular que promete melhor condicionamento e emagrecimento. A denominação é HIIT (“High Intensive Interval Training”), que nada mais é que um treinamento cardiovascular intervalado de alta intensidade onde se utiliza esforço máximo. Vamos entender um pouco sobre esse badalado método, que não é novo, apenas foi formatado para uma melhor utilização em indivíduos não atletas. O HIIT é um estímulo predominantemente anaeróbio, de curta duração e de alta intensidade, que pode ser realizado por meio de atividades cíclicas, como corrida ou ciclismo, por exemplo. O praticante realiza “sprints”, com a máxima velocidade possível, que pode variar de poucos segundos, até poucos minutos, seguido de intervalo de recuperação passivo, em que há uma parada brusca do movimento ou intervalo passivo, onde o movimento permanece, porém com baixa intensidade. A duração total desse tipo de treinamento raramente vai ultrapassar os 30 minutos, devido seu grau de dificuldade. Aí você deve se perguntar: Como emagrecer mais com um treino curto, já que muito se fala que o ideal para o condicionamento físico e o emagrecimento é fazer treinamento aeróbico por um longo tempo e com intensidade moderada? No HIIT o que mais conta é a somatório total de calorias gastas, que é maior. Isto é possível devido a um processo denominado EPOC, que é o consumo aumentado de oxigênio pelo nosso corpo após o exercício.

Além desse aspecto, Burgomaster e seus colaboradores (2006), compararam um treino intervalado e de endurance. Esse estudo consistia em seis sessões de Sprint, com pedalagem breve (30 segundos) e com esforço máximo, intercaladas com períodos curtos de recuperação, durante 14 dias. O protocolo de endurance consistia nas mesmas seis sessões de 90 a 120 minutos de pedalagem com intensidade moderada, com 1 ou 2 dias de recuperação entre cada sessão de treinamento. Os grupos realizaram o mesmo número de sessões, sendo que o sprint realizou no total 2,5 horas e o endurance realizou 10,5 horas de treinamentos, respectivamente, o que correspondeu a uma diferença de 90% no volume de treinamento (630 kJ versus 6500 kJ). Os dois protocolos de treinamento induziam de forma notável adaptações similares no desempenho e na capacidade oxidativa do músculo. Outro estudo publicado no American College of Sports Medicine Anual Meeting, em 2011, constatou que duas semanas de HIIT equivalem para o sistema aeróbio, a seis ou oito semanas de exercícios cardiovasculares tradicionais. Porém, antes de sair por aí correndo feito um velocista, faz-se necessário ter consciência que esse tipo de treinamento exige o seu melhor. Apenas um profissional bem capacitado, que fará a análise correta, através da manipulação das variáveis, conseguirá encontrar a melhor alternativa. Vale ressaltar também que treinamento deve obrigatoriamente respeitar as individualidades do praticante. Exercício físico para um pelotão, nem no quartel seu usa mais.

Antes de sair por aí correndo feito um velocista, faz-se necessário ter consciência que esse tipo de treinamento exige o seu melhor.”

42

Revista Alvo - Edição 18


Revista Alvo - Edição 18

43


comportamento por Thiago Viana fotos: Renan Viana

uma torcida organizada

pela paz

44

Às vésperas da Copa do Mundo, a violência nos campos é uma preocupação de todos. No Pará, a situação não é muito diferente. Apesar disso, a Revista Alvo foi atrás de torcedores fanáticos por futebol que são a prova de que é possível torcer de maneira saudável, respeitando a todos na vitória ou na derrota

Revista Alvo - Edição 18


A

última rodada do Brasileirão do ano passado,

e implementos necessários para o conforto e

na Arena Joinville (SC), foi marcada por cenas de

segurança dos torcedores dentro e fora dos estádios.

extrema violência dentro de campo entre as torcidas

Segundo o tenente-coronel da Polícia Militar, Antônio

do Vasco e do Atlético Paranaense. A confusão

Cavalcante, que atualmente coordena as ações da

deixou dezenas de pessoas feridas e pelo menos três

PM para os clássicos Re x Pa, as maiores ocorrências

em estado de coma. O episódio colocou em voga,

são relativas à desordem e depredação em coletivos e

novamente, a discussão a respeito das atividades

nas vias que dão acesso ao local do jogo. “Em média,

de torcidas organizadas dentro e fora dos campos.

temos um efetivo de 1.400 homens nas ruas em dias

O Brasil se prepara para sediar a sua segunda Copa

de jogos. Incluindo os que estão no campo. Pelo

do Mundo e a violência nos estádios Brasileiros são

menos 200 pessoas são detidas e encaminhadas aos

umas das maiores preocupações das autoridades e

procedimentos padrões”, comenta o tenente-coronel

de toda a sociedade.

que garante ainda que as torcidas organizadas são

O Campeonato Paraense

as maiores envolvidas nessas

possui uma das maiores

ocorrências. “Não são todas

rivalidades

as torcidas, a polícia sabe

no

futebol e

quais são. Trabalhamos em

Paysandu já se enfrentaram

parceria com a inteligência

aproximadamente 720 vezes

da secretaria de segurança,

e, mesmo diante a todo este

o que nos permite identificar

gigantismo e importância no

quem

futebol, a torcida paraense

onde moram, onde se reúnem

não está imune à violência

e o que planejam. Isso nos

presente nos campos pelo

possibilita

do

mundo.

Remo

país inteiro. Desde fevereiro de 2013, pelo menos cinco torcidas

organizadas

paraenses estão proibidas de frequentar os campos. A

decisão

Público

do

Estadual

Ministério e

das

Polícias Civil e Militar proíbe qualquer

referência

aos

símbolos das torcidas, como

Não somos e nunca seremos a favor da maneira violenta como algumas torcidas organizadas agem, e temos trabalhado no sentido de oferecer alternativas aos nossos torcedores, para que eles possam frequentar os estádios de maneira segura.” Zeca Pirão - Presidente do Clube do Remo

são

os

integrantes,

antecipar

nossa

ação preventiva”, explica. Nas diretorias dos clubes, a ação de torcidas organizadas é

reprovada

de

maneira

categórica. O presidente do Clube do Remo, Zeca Pirão, garante que a diretoria do Remo

tem

avançado

na

relação com a sua torcida, incentivando um vínculo muito

camisas, bandeiras e gritos de guerra, nas imediações

mais responsável. “Não somos e nunca seremos a

ou dentro dos estádios paraenses. O objetivo é inibir

favor da maneira violenta como algumas torcidas

os atos de violência em virtude da rivalidade entre as

organizadas agem, e temos trabalhado no sentido

torcidas de cada time.

de oferecer alternativas aos nossos torcedores,

Em Belém há pelos menos oito casos de mortes

para que eles possam frequentar os estádios de

ligadas a confrontos entre torcidas organizadas. São

maneira segura”, comenta o presidente que destaca

mais de 150 em todo o Brasil, desde 1988. Para que

o programa de sócio torcedor, onde é preciso

ações como estas não se repitam, uma força-tarefa

apresentar antecedentes criminais no ato da inscrição.

entre os diversos órgãos de segurança pública do

“E uma maneira que encontramos de legitimar o bom

estado, entre eles as Polícias Civil e Militar, Corpo de

torcedor. Ele paga uma mensalidade simbólica e tem

Bombeiros e Ministério Público Estadual, realizam

direito a uma série de vantagens. Se ele se envolver

reuniões semanais a fim de identificar fragilidades

em algum tipo de confusão de torcidas, temos como

Revista Alvo - Edição 18

45


comportamento identificar e tomar as providências devidas”, explica.

organizada no passado e resolveu sair justamente

No Paysandu, o Sócio Bicolor funciona da mesma

por causa da violência. “Perdi amigos, fui queimado

maneira. Os torcedores cadastrados tem acesso a

com um rojão e resolvi me afastar definitivamente.

diversas vantagens como descontos e

em

produtos

ingressos oficiais

Hoje tomo algumas medidas de segurança quando

Breno Kzam - Torcedor do Paysandu

e

carro”, conta.

exclusivas.

Outro torcedor apaixonado

Hoje já são mais de 4 mil

é

torcedores cadastrados,

Lima. Remista, frequenta os

Apesar situação, pelos

de

toda

esta

a

paixão

clubes

paraense

o

estádios

advogado desde

Maurício criança

e

nunca participou de torcidas organizadas.

“Apesar

de

permanece viva no coração

conhecer algumas pessoas de

dos torcedores paraenses,

bem que fazem parte, discordo

como o gestor ambiental

visceralmente da maioria das

Breno Kzam, um torcedor

atitudes das TO’s. Acho que

bicolor

apaixonado

a grande maioria de seus

desde criança. Dono de

membros incitam a violência,

uma

tornam tenso um ambiente

coleção

invejável

de camisas, recortes de notícias e outros objetos sobre o Paysandu, Breno já foi até mascote do time e

virou

aos

11

notícia anos

quando,

de

idade,

atravessou o Mangueirão de joelhos para comemorar a conquista da série B do

Perdi amigos, fui queimado com um rojão e resolvi me afastar definitivamente. Hoje tomo algumas medidas de segurança quando vou ao estádio, como manter o vidro fechado e não mostrar a bandeira do lado de fora do carro.”

campeonato brasileiro, em

46

o vidro fechado e não mostrar a bandeira do lado de fora do

participam de eventos e promoções

vou ao estádio como manter

que era pra ser de lazer e descontração”, opina. Apesar disso, destaca o trabalho de pelo menos duas torcidas que poderiam ser exemplo. “Uma honrosa exceção é a ‘Camisa 33’, que realmente exerce o papel que uma TO tem que exercer:

apoiam

a

equipe

durante os 90 minutos do jogo,

1991. “Sempre fui apaixonado torcedor do Paysandu,

com músicas que apenas exaltam o amor ao Clube,

desde que me entendo por gente. Acredito que é algo

sem incitação da violência ou agressão às torcidas

de nascença”, comenta. Frequentador assíduo dos

rivais. Pelo o que me relatam os amigos bicolores,

estádios, confessa que já participou de uma torcida

postura semelhante é adotada pela ‘Alma Celeste’.

Revista Alvo - Edição 18


Que elas sirvam de exemplo para as demais, e que o

que acontece na saída e ficamos desanimados em

futebol nos estádios volte a ser uma festa e não uma

levar as crianças”, confessa.

guerra”, recomenda o advogado. TORCIDA EM FAMÍLIA Apesar da paixão pelo futebol, nem todo

Em casa, longe da multidão, a torcida funciona da seguinte maneira.

“A gente assiste aos jogos

separados. Às vezes ele na sala, e eu no quarto.

mundo se sente

Em

exatamente

ele assiste e eu

seguro pra sair

de casa e encarar

os gols. Já os

um estádio em

meninos

dia de RExPA. É

assistem,

o caso da família

Brasil, que curte

se já ganharam

a rivalidade entre

(risos)”,

Remo e Paysandu

Mas

o

clima

no conforto e na

amistoso

segurança casa.

A

de

familiar divide pais

se entre

os

Luciana

e

Galeno

Família Brasil

torcida

Brasil

-

ela remista, ele bicolor - e os três

A gente assiste aos jogos separados. Às vezes ele na sala, e eu no quarto. Em outras, só ele assiste e eu só acompanho os gols. Já os meninos não assistem, ficam só perguntando se já ganharam.”

outras,

acompanho não ficam

perguntando relata.

lugar a ‘zoação’ sadia logo depois que o jogo acaba. “Quando o Remo ganha eu chamo as

crianças

e

ficamos fazendo dancinha

da

filhos: Lorenzo, 9 anos, remista; assim como Enrico,

vitória e zoando o Galeno por horas. Quando a vitória

de 6 anos. Já Angelo, de 4 anos, é bicolor. (Mas em

é do Paysandu, Galeno evita tirar sarro direto com

alguns jogos torce pra quem estiver ganhando).

as crianças e sou eu quem sofre por uma semana.

Luciana conta que quando solteira até chegou

Uma humilhação diária”, lamenta Luciana. No final, a

a frequentar os estádios, mas que hoje, quando

rivalidade termina sempre no bom humor, provando

acompanha as notícias sobre a violência, já não se

que é possível transformar torcida e adversidades

sente segura. “A gente assiste as notícias sobre o

em respeito e diversão.

Revista Alvo - Edição 18

47


controle

por Thiago Viana fotos: Renan Viana

VISITAS INDESEJADAS Ratos, baratas e formigas chegam à sua casa pela oferta de quatro coisas. Saiba como evitar o fornecimento e diminuir as chances de uma grande população de pragas

N

o folclore popular, quando recebemos em nossa

principalmente os roedores e era transmitida ao

casa uma visita indesejada, a crença recomenda

ser humano através das pulgas destes animais,

pôr uma vassoura atrás da porta para ‘expulsar’

matou mais de 25 milhões de pessoas em poucos

Por

anos. Mais de um terço da população

enquanto, não há nenhuma evidência

europeia daquela época foi dizimada

que comprove a eficácia do ritual

pela doença, que chegou a ser

popular, mas isso não nos impede de

considerada um castigo divino.

a

presença

inconveniente.

afirmar que se a tal visita indesejada

Porém, diferente das pessoas que

for de animais intrusos, como ratos,

chegam sem serem convidadas,

baratas, cupins e formigas, não há

esses animais só chegam à sua

superstição que dê jeito.

casa se você oferecer a eles os chamados

As chamadas pragas domésticas

48

Acesso,

Diego Frota é empresário do setor

são vetores de diversas doenças ao de causar vários prejuízos materiais.

A’s”:

Abrigo, Água e Alimento.

ou urbanas, além de inconvenientes, ser humano, e também são capazes

“quatro

Diego Frota - Empresário

de controle de pragas, e afirma que, especialmente na Região Norte do

Durante a idade média, por volta do século XIV,

Brasil, que tem um clima mais tropical quente

a peste negra ou peste bubônica, que atacava

e úmido, é quase impossível estar imune à

Revista Alvo - Edição 18


presença destes intrusos. “A nossa região tem

tomar uma medida de controle imediata e a maioria

um clima muito propício à reprodução destes

das pessoas passam a optar por produtos que

animais, então, jamais podemos falar da extinção

são vendidos em supermercados e até venenos

deles em qualquer lugar que seja. Embora seja

perigosos,

possível controlar a infestação, de modo que

Sobre esta atitude, Diego alerta que penas 20%

ela não venha a se tornar um incômodo para o

do trabalho de controle de pragas corresponde

ser humano”, comenta o profissional que ainda

à qualidade ou eficácia do produto que está

recomenda medidas preventivas que podem

sendo aplicado. Já os 80% depende do manuseio

ajudar a deixar a sua casa livre da rota destes animais. “Higiene são

as

e

organização

melhores

formas

de prevenção. É preciso fazer o manejo adequado do lixo, guardar alimentos em e

ambientes

limpos

conservados,

manter

rejuntes

de

azulejos

vendidos

Higiene e organização são as melhores formas de prevenção. É preciso fazer o manejo adequado do lixo, guardar alimentos em ambientes limpos e conservados, manter rejuntes de azulejos bem vedados.”

de

maneira

clandestina.

adequado destes produtos. “Quando um

você

produto

compra

qualquer

e

aplica na sua casa sem o conhecimento

necessário,

corre o risco não só de não resolver a situação, como ainda piorar as coisas e fazer com que a infestação

Diego Frota - Empresário

aumente,

além

de

expor

bem vedados, utilizar um bom ralo em pias e

crianças e animais de estimação ao risco de

banheiros etc”, adverte.

envenenamento”, alerta. Ao contratar uma empresa de dedetização

CONTROLE

e

Você sabia que para cada uma barata que

desratização,

dos

é

procedimentos

preciso

estar

adotados

certificado

pela

mesma.

flagramos andando pela casa, pelo menos

Profissionais experientes lhes garante precisar

outras 30 estão escondidas pela casa? E que

que tipos de pragas estão presentes no local, sem

a grande maioria das pragas domésticas tem

vê-las efetivamente. “Conseguimos identificar as

hábitos noturnos?

rotas feitas pelos animais através dos rastros que

Então se algum dia você perceber a presença

eles deixam pela casa. A partir disso, fazemos a

destes animais durante o dia, está na hora de se

aplicação do produto necessário que pode ser um

preocupar. A infestação já está tão grande que

gel, pulverização ou outra técnica”, explica. Todos

para alimentar a todos, eles passaram a sair dos

os produtos e equipamentos da empresa devem

esconderijos durante o dia em busca de alimentos.

ser certificados pelo INMETRO e regularizados por

Quando a situação chega a este ponto, é preciso

diversos órgãos como a ANVISA e as secretarias

COMO EVITAR A INFESTAÇÃO - MANTENHA A CASA SEMPRE LIMPA E SEM UMIDADE - CUIDADO COM O MANEJO E ARMAZENAMENTO DO LIXO - VEDAR REJUNTES E ARESTAS DE PORTAS E JANELAS - UTILIZE RALOS DE AÇO INOX QUE PODEM SER FECHADOS QUANDO NÃO ESTÃO EM USO - GUARDE OS ALIMENTOS EM UM LUGAR LIMPO E AREJADO - AO PERCEBER A PRESENÇA DESTAS PRAGAS, CHAME A DEDETIZAÇÃO O QUANTO ANTES

Revista Alvo - Edição 18

49


controle PRINCIPAIS DOENÇAS E PREJUÍZOS CAUSADOS POR PRAGAS DOMÉSTICAS RATOS – LEPSTOSPIROSE. BARATAS – HANSENÍASE E HEPATITE. MOSCAS – SAMONELOSE. FORMIGAS – AMEBÍASE. ARANHAS – CHOQUE ANAFILÁTICO. PULGAS – PESTE BUBÔNICA. MOSQUITO – FEBRE AMARELA E DENGUE. CUPIM – DESTRUIÇÃO DE MÓVEIS, ROUPAS E LIVROS.

Quando você compra um produto qualquer e aplica na sua casa sem o conhecimento necessário, corre o risco não só de não resolver a situação, como ainda piorar as coisas e fazer com que a infestação aumente, além de expor crianças e animais de estimação ao risco de envenenamento.” Diego Frota - Empresário estaduais e municipais de saúde e meio ambiente. O serviço pode custar a partir de R$ 150. As principais variantes são o tamanho da área a ser controlada, o nível de infestação, os produtos que serão necessários para o controle dela e a periodicidade em que deverá ser executado. Após a aplicação dos produtos, o ambiente está liberado para a circulação de pessoas em até 5 horas, mas o recomendado é que pessoas mais sensíveis como crianças e idosos, e pessoas com alergias e problemas respiratórios, retornem ao ambiente após 24 horas do serviço. QUER MANTER SUA CASA LIVRE DAS PRAGAS DOMÉSTICAS? EMOPS Rua Leopoldo Teixeira, 111, Ananindeua (PA) (91) 3215.5100

50

Revista Alvo - Edição 18


Revista Alvo - Edição 18

51


por Thiago Viana

espaços

fotos: Renan Viana

SESSÃO DE CINEMA

NO SOFÁ DA SALA

Sistemas de áudio e vídeo imergem o consumidor em um mundo tecnológico inteiramente particular. Reunir os amigos para assistir TV nunca foi um programa tão agradável

52

Revista Alvo - Edição 18


Q

uem não gosta de reunir os amigos e a família

Muito mais que a preocupação com a decoração

para assistir a um filme ou um show, não é mesmo?

destes ambientes, os projetos para salas de som e

E com a Copa do Mundo vindo aí, juntar a galera

vídeo levam em consideração fatores muito mais

para assistir aos jogos da Seleção Brasileira na

técnicos e que são fundamentais para se chegar

sala de casa será quase um programa obrigatório. Melhor ainda se você puder transformar esse momento numa experiência quase real. As salas de som e tv são a evolução dos já conhecidos home theater, e hoje já começam a se tornar ambientes cada vez mais comuns em projetos domésticos. Há dois anos, o médico Murilo Almeida não abriu mão de um ambiente que pudesse agregar

a

com

prazer

o

alta

tecnologia de

assistir

algo na televisão. “Procurei reunir todos os elementos necessários

para

que

aos resultados esperados. Segundo o empresário Edilson Silva Jr., franqueado CASA DE CINEMA (Antiga Espaço Reclinável) em Belém, empresa especialista nestes tipos de projeto, o objetivo principal em um ambiente como este é garantir ao cliente uma experiência sensorial. “A ideia é oferecer ao cliente um sensação diferenciada e uma

Procurei reunir todos os elementos necessários para que eu tivesse uma boa qualidade de som e imagem tanto para o uso no dia a dia, quanto para momentos em família e entre amigos.”

eu

Murilo Almeida - Médico

tivesse uma boa qualidade de som e imagem tanto para o uso no dia a dia, quanto para momentos em família e entre amigos”, revela o médico que sempre teve a preocupação com a origem e qualidade dos equipamentos que pretendia adquirir. “Não queria comprar nada sem orientação. Até para não comprar algo muito acima do que o necessário para o meu ambiente ou algo de qualidade inferior que não fosse o suficiente para chegar ao que queria”.

qualidade de cinema para espaços

domésticos

em

qualquer tamanho. Fazemos todo o estudo para isolamento acústico, de modo a garantir que

barulhos

não

interfiram

que

o

não

aconteça”,

externos na

contrário

sala

e

também

garante

o

empresário que tem grande experiência em projetos de som, sendo o único brasileiro com a certificação máxima da THX da LucasFilm, empresa do renomado produtor George Lucas, mundialmente famoso por franquias como Star Wars e Indiana Jones. A certificação THX atesta que o equipamento atende padrões reais de performance tendo a capacidade de recriar no ambiente doméstico a experiência de uma sala de cinema.

Murilo Almeida desfrutando do seu Home Theater.

Revista Alvo - Edição 18

53


espaços

Uma

recomendação

bem

pertinente

para

Murilo, que já havia desenvolvido o projeto para a sala

quem deseja realizar um projeto como este é ter

do apartamento, não resistiu e levou algo parecido para

a orientação de um profissional ainda na fase de

o quarto. “Gostei tanto da qualidade de som que tinha

planejamento da obra. “Isso

na sala que resolvi que deveria

pode

quebradeiras

ter a mesma qualidade no quarto,

evitar

desnecessárias,

porque

um lugar mais aconchegante e

oportunidade

particular, mas que poderia me

de planejar toda a fiação

proporcionar a mesma experiência”,

do sistema de som. Apesar

comenta o médico que afirma

de que é possível adaptar

ainda que o investimento pode

esses

os

proporcionar muito mais que lazer.

ambientes”,

“Acaba livrando você do stress

você

mais

tem

sistemas diversos

garante ao

a

para

Edilson.

investimento,

Quanto ele

de ir ao cinema hoje em dia. Filas

será

enormes pra comprar ingresso,

flexível de acordo com a

pra comprar algo pra comer. Já na

complexidade

sistema

exibição você perde privacidade e

montado, além das marcas,

do

conforto pois é comum as pessoas

modelos e tecnologia dos

não saberem se comportar, chutam

equipamentos

escolhidos.

a sua cadeira, acendem o celular,

“Com aproximadamente R$

entre outras coisas. Com toda esta

3,5 mil você já consegue

uma experiência diferenciada

Com aproximadamente R$ 3,5 mil você jáconsegue montar um sistema de som 5.1 com eos quipamentos mínimos para que você comece a ter uma experiência diferenciada na hora de assistir tv.”

na hora de assistir tv”, explica

Edilson Silva Jr. - Empresário

montar um sistema de som 5.1 com cinco caixas de som, subwoofer e receiver. Esses são os equipamentos mínimos para que você comece a ter

estrutura em casa, eu me livro desses problemas enquanto curto o conforto da minha casa”, conclui. QUER TER ESSA EXPERIÊNCIA? Viste a Espaço Reclinável em Belém.

o franqueado. Além de toda a estrutura de áudio e vídeo, a empresa oferece ainda uma extensa linha de móveis de alta qualidade, com tecnologia e padrões de conforto top de linha. São sofás e poltronas que, acredite, podem até manter a sua bebida gelada.

54

Revista Alvo - Edição 18

Serviço: Casa de Cinema www.espacoreclinavel.com.br Rua Senador Manoel Barata 704 Ed. Paes de Carvalho. Sala 201 (91) 8111-2763 / 8475-4797 / 3242-5767


Lado B

Apoena Augusto

Administrador de empresa apoena13@hotmail.com

Marcha zumbi

Tá amarrado!

Lulacop

Te orienta

Farelo

Pre fechar.

Após o grande sucesso às avessas da “Marcha da Família” país afora na qual alguns gatos pingados, talvez desmemoriados ou vindos de outro planeta, à lá “The Walking Dead”, pregaram a volta da intervenção militar no Estado, informantes infiltrados afirmam que os organizadores estão repensando a estratégia. Segundo eles, a cúpula do movimento estaria apenas em dúvida se a próxima manifestação seria em prol do ressuscitamento de Saddam Housseim ou de Bin Laden.

Ano de eleições é assim: criatividade à flor da pele. Se juntar política com futebol e cinema então, olha no que dá... José Padilha, o diretor da versão cinematográfica, talvez não tenha ficado muito feliz com a brincadeira. Mas deve ter sido o único.

Enquanto isso, no Jurunas....

E como não só de “Marcha da Família” vive o relinchamento humano, eis uma forma mais criativa e, digamos, bem menos nociva à sociedade (ou não) de demonstrar o quanto a ignorância pode render notas baixas e gargalhadas altas. Neste caso, a questão de matemática se tornou uma ótima oportunidade de angariar mais duas ovelhas para o rebanho.

“Treinar é moda. Ficar trincado é foda”. Sob esse título bastante sugestivo, um perfil do Facebook publicou esta pérola direcionada aos pretensos namorados de filhas de pais “marombados”. Sem considerar o “R” engolido no título, o que não é de se estranhar dentre aqueles que se preocupam mais com os músculos do que com o cérebro, o recado é claro. Ou não é?

De acordo com notícia publicada pela agência Routers, a OGX, empresa do grupo de Eike Batista, teve um prejuízo líquido de R$ 343,6 milhões no 3º trimestre de 2012. Talvez isso explique a expressão “tensa” do empresário na foto ao lado.

Revista Alvo - Edição 18

55


eventos

A “1ª Caminhada na Selva do Greenville Residence I” foi uma iniciativa da administração do condôminio em promover uma concientização de preservação do meio ambiente e a importância de uma atividade física regular para a sáude junto aos moradores. O evento aconteceu no dia 23/02/14 (domingo) e teve o patrocínio de: Rodobens Automóveis, Mercedes Benz, Cidade Limpa, Belém alimentos, contou com o apoio do Sindcon/Secovi e realização da GreenFitness.

8360-0607 / 8802-9344 / 8157-5560

56

Revista Alvo - Edição 18


DZ9

PELA 5ª VEZ ELEITA UMA DAS MELHORES EMPRESAS PARA SE TRABALHAR NO ESTADO DO PARÁ.

A Elite Segurança é hoje uma das maiores empresas de segurança do Estado. O referendo é da pesquisa Prazer em Trabalhar, que há 7 anos elabora o ranking das melhores práticas em gestão de pessoas do Pará. A Elite Segurança esteve presente nas últimas cinco edições e está sempre subindo no ranking. Na 6a edição ocupou a 11a posição, este ano disparou para o 8o. O Grupo Elite investe constantemente em seus colaboradores para que possam prestar um atendimento com simpatia e profissionalismo.

Tel. 91 3204-5000 • www.eliteseguranca.com

Revista Alvo - Edição 18

57


papo seguro

Major Leonardo Marcony Bacharel em Ciências Militares. imarcony@eliteseguranca.com Mestre em Estratégia Militar

Segurança. Como comprar?

O

fator de redução de custos, infelizmente, tem levado sem entender a ajuda estratégica que uma equipe as tomadoras de serviço a procurar preço como um fator de profissionais pode lhe oferecer como fornecedora determinante na contratação de serviços, em detrimento especializada de segurança. A empresa de segurança da qualidade e do projeto definido pelos profissionais deve apresentar seu planejamento de características do da área de segurança, envolvidos no processo. negócio proposto e validar aspectos técnicos e táticos do Normalmente, nestes casos os valores despendidos serviço prestado. na execução dos serviços tendem a ser inúteis. Para se Uma vez assinado o contrato, o comprador avalia evitar gastos dispendiosos e desnecessários, deve ser rigorosamente o real desempenho da empresa de estabelecidos critérios para contratação deste serviço, segurança. Também espera que a empresa de segurança que venham privilegiar o projeto de segurança. privada trabalhe em conjunto com ele para assegurar Os clientes mudam sempre em uma grande melhorias contínuas na qualidade da do serviço prestado velocidade. Eles têm que cortar seus custos e exigem de segurança ao comprador. maiores esclarecimentos Em síntese: as melhores para competir com seus empresas são as que próprios rivais. Uma das O cliente deve avaliar profissionalmente conseguem oferecer um diferenças entre eles e se a empresa de segurança privada serviço de qualidade com seus competidores está na pode desempenhar serviços conforme o custos compatíveis à qualidade de seu serviço necessidade do cliente de segurança privada. A prometido. Deve ainda, selecionar uma O que a empresa de qualidade do serviço de empresa que possa lhe oferecer desde o segurança pode fazer? segurança não define a projeto de segurança até o suporte técnico Procurar manter custos briga competitiva, mas padronizar ao de pessoas, com formação especifica baixos, ajuda. Os clientes também máximo os seus serviços, têm mais informação na área de segurança, que irá facilitar a prover uma supervisão de gestão da segurança.” sobre a segurança privada, nível satisfatório, empregar sabem como avaliar as tecnologia adequada a empresas de segurança e buscam diminuir seu risco cada situação existente e ajudar no controle de perdas. operacional e jurídico. Esta é uma das pontas do espectro. A outra é trabalhar Antes, a segurança era comprada pelo encarregado em equipe com seus clientes, conhecer profundamente de compras, de pessoal ou finanças. Estas pessoas não suas necessidades, usar criatividade e inovação, medir sabiam quase nada sobre segurança, sobre vendas a qualidade do seu serviço, procurando melhorá-lo e nem mesmo sobre compras. A função de compras continuamente, controlar seus próprios custos e buscar hoje deixou de ser passiva para se tornar proativa, com diferenciar-se para pode sobressair no mercado. estratégias próprias e objetivos específicos. Antes de Toda organização possui três grandes áreas funcionais: comprar, o cliente deve avaliar profissionalmente se a produção, administração e a comercialização. Em quase empresa de segurança privada pode desempenhar todas as empresas de segurança vemos uma forte ênfase serviços conforme o prometido. Deve ainda, selecionar nos aspectos de produção. Em contraste, as áreas de uma empresa que possa lhe oferecer desde o projeto administração costumam apresentar grandes problemas de segurança até o suporte técnico de pessoas, com - em muitas empresas elas são uma espécie de pequeno formação especifica na área de segurança, que irá feudo, ineficiente e custoso - enquanto as áreas de facilitar a gestão da segurança. vendas são críticas, porque em geral são gerenciadas por Vale ressaltar que outro aspecto relevante é a pessoas que pouco sabem de segurança, como também segurança jurídica que a empresa contratada vai oferecer são profissionais da comercialização e, com frequência, ao comprador. É importante verificar a documentação pouco conhecem do marketing de serviços. A empresa da prestadora como: autorização de funcionamento de segurança deve usar a criatividade e a inovação para expedida pela Policia Federal, as certidões negativas “escapar” da armadilha estratégica de simplesmente junto aos órgãos competentes como INSS, FGTS, Justiça vender vigilantes e tornarem-se verdadeiras provedoras do Trabalho e etc. Outro fator importante é ter a certeza de serviços de segurança. de que quem responde pela empresa realmente consta Conclusão - brevemente, o usuário do serviço do contrato social da mesma. de segurança vai necessitar de uma empresa com O que os clientes devem fazer hoje? A pergunta administração profissionalizada, estrutura compatível é crítica. Com certeza, procure seguir orientações de com a necessidade do serviço prestado e que possa se compra utilizando a metodologia mais estratégica. comprometer mais profundamente com o cliente. Evite a compra em velho estilo, regateando preços e O desafio envolve mais cérebro que dinheiro.

58

Revista Alvo - Edição 18


DZ9

SEGURANÇA ARMADA, ELETRÔNICA, PATRIMONIAL, CONTROLE DE ACESSO, ESCOLTA ARMADA E SEGURANÇA PESSOAL PRIVADA. O Grupo Elite oferece o mais completo projeto de segurança para você, sua empresa ou residência. Com 18 anos de experiência no mercado de segurança patrimonial, nossos projetos são desenvolvidos de acordo com a necessidade do cliente, empregando todos os recursos necessários

para prestar o melhor serviço. Presente em 143 municípios no Pará e também no Amapá, contamos com profissionais treinados e credenciados junto aos órgãos oficiais de fiscalização. Com a Elite Segurança seu mundo fica mais seguro.

Tel. 91 3204-5000 • www.eliteseguranca.com

Revista Alvo - Edição 18

59


60

Revista Alvo - Edição 18

Revista ALVO edição 18  

Revista dos condomínios traz nessa edição a milenar arte da tatuagem. A paradisiaca Punta Cana em São Domingos no caribe. Entre outros assu...