Manual do Professor - Nícolas

Page 1

Nícolas em

O presente • Ma nu a l D i g i ta l do Profess o r • Texto s: A n a Pa u l a M a t h i a s d e Pai va

1


2


Para melhor visualização deste manual: no Windows, pressione Ctrl + L | no macOS, pressione Command + L. Para sair, pressione Esc.

3


Manual do professor O professor-mediador é uma figura fundamental, sobretudo nos primeiros anos de contato com a leitura, porque multiplica as chances de letramento, amplia a capacidade de compreensão dos textos e compartilha com seus alunos a paixão pelas leituras, abrindo espaço para a autonomia futura, o protagonismo e a interação entre crianças e livros. Recursos de apoio são bem-vindos quando se pautam na expansão de conhecimentos, motivação interpessoal e elaboração de rotinas pedagógicas adequadas às diversidades nacionais. O Manual do Professor correlaciona tais argumentos às obras literárias, destaca gêneros e temáticas, organiza propostas, atividades e orientações capazes de potencializar habilidades e competências, assim como de suprir dificuldades detectadas.


Sumário

7

Síntese da obra

8

Sobre as autoras

11

O presente: adequação e desenvolvimento de competências

12

Gênero literário

13

Como utilizar Nícolas em: O presente em sala de aula

14

Orientações para a aula de língua portuguesa

17

Atividades propostas #1

19

Atividades propostas #2

21

Atividade interdisciplinar

24

Interlocuções

5


Síntese da obra Nícolas é um menino como tantos outros. Pequenino, mas bastante esperto! Está amadurecendo ideias, vontades, expectativas, autocontrole. Todos os dias tem repetido uma ação misteriosa. Caminha na ponta dos pés e averigua se lá no alto do armário o presente está bem escondido e embrulhado. Doce e imaginativo, constrói um cotidiano de fascínio equilibrando sua ansiedade e o tempo de espera. O personagem, que ganhou vida pelas ideias de Agnès Laroche e traços de Stéphanie Augusseau, ressurge para nos deixar curiosos e ávidos por folhear as páginas até a surpresa final, que se revela em manifestação de ternura e gratidão. Uma obra que leva aos leitores de todas as idades noções de encantamento, pureza, realização e extravasamento de emoções.

6


Sobre as autoras Agnès Laroche é autora de muitas obras de ficção voltadas ao público infantil e jovem. Nascida em Paris, em 1965, tem um longo histórico de livros selecionados em premiações e, em 2015, foi o destaque no Prix des Incorruptibles, evento significativo porque contempla a opinião e seleção de leitores do maternal ao ensino médio, que desejam ter acesso a livros de qualidade. Daí o termo incorruptível. Conforme a própria Agnès, seu principal traço de personalidade é a divagação, sentimento que identificamos no personagem Nícolas e que abre espaço de sonhar e perceber ideias fantasiosas.

7


Stéphanie Augusseau, a ilustradora de Nícolas em O presente, estudou História da Arte, Design Gráfico e Comunicação Visual (LISAA-Paris). A partir do seu encontro com Agnès Laroche nasce seu primeiro livro ilustrado, Nicodème. Logo o traço delicado e expressivo se destaca por sua sintonia com o texto da autora, encantando o público leitor mundo afora. Na atualidade, a ilustradora trabalha no ateliê que criou (Atelier de L’image, L’Ourse Bleue), em Angers.

8


9


O presente: adequação e desenvolvimento de competências

▶ Ilustra relações e experiências interpessoais, o que é positivo para o diálogo e levantamento de reflexões. ▶ Estimula a apreciação estética e tem potencial atrativo para provocar a aproximação espontânea do leitor.

Primeiros anos do Ensino Fundamental

▶ Cria motivos de interação mental e identificação leitora por meio de situações sensíveis, práticas e cotidianas.

Competências gerais: exercitar a curiosidade no ato de lei-

▶ Estimula a imaginação.

tura, elaborar hipóteses, expressar-se e partilhar sentimentos, produzir sentidos que tragam entendimento mútuo, determi-

Temas abordados:

nação e cuidado com os outros.

▶ Descoberta de si ▶ Família, amigos e escola

▶ O livro cria interação e partilha sobre sentimentos.

▶ O mundo natural e social

▶ Vale-se da dinamicidade narrativa verbo-visual para mo-

Motivação pessoal, percepção do outro, controle das emo-

tivar a apreciação leitora. ▶ Contextualiza a partir de situações cotidianas e familiares atitudes de carinho e gratidão. ▶ Cria identificação leitora ao trabalhar situações cotidianas, sensíveis e experiências práticas.

ções, realização plena e pureza de sentimentos são algumas das questões abordadas no livro Nícolas em: O presente. Além disso, a narrativa valoriza a afetividade familiar, a expectativa altruísta, a objetividade na realização de ações e sentimentos nobres, como a gratidão. 10


Gênero: narrativo Nesta obra o uso estético da linguagem escrita é marcado pela presença de narrador, tempo, espaço, enredo e personagens.

Subcategoria do gênero: conto Tipo de narrativa literária breve e concisa, com número restrito de personagens, estruturada em um começo, meio e fim. 11


Como utilizar Nícolas em: O presente em sala de aula

Descrever, por meio da linguagem oral, situações e atitudes que refletem seu comportamento quando está chegando o Natal ou o Dia das Mães, por exemplo. Pense no seu ir e vir, lugares que frequenta nessa época do ano, se há uma lista de desejos e,

Atividade mediada: perceber a significação do presente no

sobretudo, quais são as pessoas que gostaria de homenagear e

imaginário infantil

agradecer no Natal ou em datas comemorativas familiares.

Movimentar as crianças em torno de um propósito co-

Para a escolha pessoal: Disponibilizar bilhetes (papéis co-

mum: refletir e expressar oralmente atitudes que podem deixar

loridos) para manifestações livres e criativas de carinho e agra-

as pessoas felizes, valendo como verdadeiros presentes. Mobi-

decimento. Por meio do desenvolvimento de habilidades tex-

lizar o conhecimento para ações pessoais e sociais generosas e

tuais ou imagéticas, acondicionar os bilhetes em caixinhas de

desassociar o presentear de bens materiais.

presente a serem decoradas por cada um. Diante da situação de escolha do remetente, instigar as crianças a refletirem e se mobilizarem diante da decisão de escolher pessoas do núcleo

Atividade com as crianças:

familiar e amical ou pessoas desconhecidas e carentes que adorariam receber um presente e/ou uma atitude de carinho no

▶ Para refletir a generosidade e as manifestações de gratidão;

Natal, no aniversário, no Dia das Mães ou dos Pais etc.

▶ Para auxiliar o autoconhecimento a partir da leitura: 12


Orientações para a aula de língua portuguesa Antes da leitura Inserir na rotina uma exposição de presentes (embalagens coloridas, de formato variado, adornadas de modo diverso). Pedir que as crianças escolham um presente e manifestem por qual motivo aquele objeto lhes pareceu especial. Ouvir as projeções. Estimular que cada aluno cole em seu presente uma palavra representativa de expectativa ou agradecimento – como “diversão”, “surpresa”, “viva”, “obrigado”, “você merece” etc. Conversar com eles levantando ideias a respeito do “como é bom presentear e ser presenteado”. Construir um diálogo valorizando “o lembrar” e o “ser lembrado”. Objetivo: Conhecer os sentimentos que as crianças sabem expressar na projeção focal de ideias. Motivá-las para a chegada da história literária Nícolas em: O presente. Sensibilizá-las para o tema. 13


Após a leitura

o autoconhecimento. Concomitantemente, propor a descoberta da obra A árvore generosa, de Shel Silverstein, narrativa carrega-

Uma vez tendo entrado em contato com a obra pela mediação do professor e/ou manipulação direta do livro, os alunos serão

da de significados que também aborda a generosidade e efeitos de uma postura egoísta.

instigados com o devido apoio a responder ou a conversar entre si sobre frases que correspondem à organização do texto: de que trata o enredo nesta produção literária? A história acontece quando? Há um tempo (cronológico) definido que marca o sequenciamento das ações? Como é o menino Nícolas, protagonista da história (características, comportamento, idade presumida etc.)? Qual o fim ou desenlace do conto? Você gostaria de conhecer outras histórias do pequeno Nícolas? Você poderia ser amigo(a) de um menino como ele? Por quê? Conte para nós! ▶ Instigar o estabelecimento de relação com outros textos de Agnès Laroche, a exemplo de Nícolas e Nícolas em: Porque sim. São obras que tematizam a vida diária, articulando na narrativa expectativas e angústias da infância, soluções criativas e 14


15


Atividades propostas #1 Português Vamos identificar. Vamos criar uma ordem para os acontecimentos, costurar as partes da história! As primeiras orientações oferecidas pelo professor-mediador para que os alunos recordem a distribuição dos fatos narrativos na estrutura da composição literária incluem: lembrar de três partes distintas, a saber, Introdução/Desenvolvimento/ Conclusão. Cada parte pode ser recordada por meio de perguntas simples. Quem é? Quando? Onde? O quê? Como? Por quê? Qual a consequência (do tão esperado acontecimento e experiência vivida para o clímax e desfecho)? Produção prática: Dando sequência ao aprendizado, embalar 11 caixas (ou quantas achar necessário) de sapato na cor 16


azul com algum detalhe dourado. Na frente de cada caixa colar uma imagem impressa ou colorida pelos alunos que represente um sequenciamento da história Nícolas em: O presente. Por exemplo: 1) a apresentação de Nícolas, pé ante pé; 2) o alcance destemido ao presente; 3) a apreciação do belo objeto, embalado cuidadosamente; 4) a manipulação e perscrutação do objeto especial; 5) Nícolas divagando, sonhando de olhos abertos; 6) uma ideia fixa na mente; 7) o tempo de espera; 8) a projeção de sentimentos dia e noite; 9) o grande dia; 10) a movimentação que antecede a surpresa; 11) o ato de felicidade plena e a realização. De modo interativo, posicionando as caixas ilustradas, montar em sala o esquema narrativo da história com os alunos, por meio da montagem no estilo pirâmide, em realce referente a um reconto, resumindo ideias principais.

17


Atividades propostas #2 Português: leitura de imagens Vamos entrar em contato com alguns elementos da linguagem distribuídos pelas páginas de Nícolas em: O presente. Exercitar a leitura pela observação das ilustrações. Descrever aquilo que as imagens enunciam em potência; aquilo que as ilustrações, em cores e formas, ativam na cognição e entendimento do enredo; aquilo que combina e se complementa na relação entre textos e imagens; aquilo que parece harmonioso na estética do livro, não desequilibrado mas sim coerente no conjunto da obra; aquilo que amplia a curiosidade ou capacidade natural de inquirir ou desejar saber mais pela observação, exploração ou aprendizado; bem como aquilo que produz sentido, significado, propósito no processo comunicativo de leitura e mediação. 18


▶ Observe a ilustração de capa que apresenta o menino Ní-

Diálogo entre mediador e alunos: Nícolas presenteia a

colas. Observe seu tamanho, fisionomia expressiva, o olhar vivo e

mãe com um objeto, denominado presente. Instigar as crian-

sorriso sutil, suas ações, atitudes.

ças a refletirem outros dois sentidos associados à palavra “presente”, a saber: “Minha avó sempre foi muito presente na mi-

Objetivo: Explorar e conhecer a obra pela leitura imagética, de modo autônomo.

nha vida, porque ela cuidava, orientava, conversava, me amou em gestos e atitudes” // No passado eu morei anos num sítio bem afastado da cidade grande, e lá eu tinha alguns bichos e cultivava com meu arado; mas no presente vivo ao lado de um

▶ O que motiva a leitura dessa obra? O que desperta maior interesse na narrativa? Qual o componente da história que sig-

shopping, numa região em que há mais carros do que pessoas indo e vindo pelo caminho”.

nifica o encontro com o clímax e desfecho? Objetivo: Exercitar com os alunos o estabelecimento de relações entre as partes que se sucedem na história para compreender que todo livro tem um mote – em meio a tudo o que acontece na história –, podendo fazer-se significativo (ou não), desejável (ou não) ao público-leitor por meio da comunicação (verbal, visual, verbo-visual). 19


Atividade interdisciplinar

2ª ETAPA: Contar as ideias e/ou possibilidades ilustradas (a respeito do que o presente pode ser): ou seja, quantos elementos temos ao todo? Após a chamada textual “O presen-

Matemática

te é um...”: colar num mural de papel kraft os desenhos dos alunos, formando conjuntos verticais, por exemplo, de coisas

1ª ETAPA: Roda de história e reconto por slides do livro Nícolas em: O Presente.

de vestir, coisas de comer, coisas de enfeitar, coisas de calçar, coisas de viagem, coisas para a casa etc.

Desenvolver:

Desenvolver:

▶ Capacidades de compreensão, atenção e síntese através

▶ Capacidade de compreensão das noções de conjunto,

da estratégia de leitura por imagens, num processo coletivo, compartilhado; ▶ Elaboração oral de uma lista assinalando hipóteses acerca "do que será que existe dentro do embrulho bonito (presente)"; ▶ Criação de uma lista escrita, com as ideias dos alunos, valorizando palavras-chave; ▶ Registro das hipóteses dos alunos através de desenho, em papéis quadrados de 5 x 5 cm.

distinção e ordem; ▶ Compreensão do todo e das partes: Quantos elementos temos ao todo?, Qual o conjunto menor?, Quantas ideias constam no conjunto maior?; ▶ Habilidade de contagem e escrita de registros no caderno. Por exemplo, 5 peças de vestuário, 3 peças de calçar, 9 comidas etc.; ▶ Capacidade de distinguir os números ímpares e os pares na lista; 20


▶ Competência para resolver problemas: indicar num quadro, com tracinhos escritos, quantas listas exemplificam dezenas (ex.: 12) e unidades (ex.: 3). Conversar sobre a experiência interdisciplinar. Objetivos: ▶ Maior envolvimento e motivação dos alunos em atividades de sala de aula; ▶ Conteúdo interdisciplinar, integrando linguagem literária e matemática; ▶ Atividades contextualizadas de escrita; ▶ Trabalho integrado com eixos da matemática; ▶ Treino a um investimento na resolução de problemas.

21


22


Interlocuções

garoto começa a notar a mudança e sente falta da cobrança dos pais, percebendo que educar significa amar. O leitor vai se divertir e aprender muito com a nova aventura desse persona-

Nícolas, de Agnès Laroche e Stéphanie Augusseau

gem que já conquistou milhares de fãs no Brasil.

Quem nunca desejou ter superpoderes para resolver problemas? Nícolas, com sua imaginação fértil, deseja ser o “Super

A árvore generosa, de Shel Silverstein.

Nico” para lidar com os contratempos da sua vida. Até que um

Tradução de Fernando Sabino.

dia ele percebe que esse super-herói só existe na sua cabeça

A obra apresenta ao leitor uma carinhosa história de ami-

e que, sim, é possível ser respeitado e querido sendo simples-

zade. Era uma vez uma árvore que amava um menino... tanto e

mente Nícolas. Um livro para todas as idades.

tanto... A narrativa em prosa nos convida aos compartilhamentos e delícias desse encontro. Por um tempo, como eram pró-

Nícolas em: Porque sim, de Agnès Laroche e

ximos! Os dias pareciam plenos em alegria, brincadeiras, união.

Stéphanie Augusseau

Folhas, frutos, sombras e galhos estavam à disposição do me-

Em Porque sim, Nícolas, depois de ser constantemente

nino. E o menino amava essa árvore. Mas a vida, inquieta como

questionado por seus pais do porquê de algumas atitudes, de-

é, passa veloz. O menino cresce. E a partir daí algo profundo

cide desafiá-los e passa a responder a todas as perguntas com

muda nessa relação. Trata-se de uma história original, que des-

um insolente “porque sim”. Mas seus pais, observadores atentos,

perta significativas percepções acerca de atitudes generosas e

decidem simplesmente ignorar os erros do pequeno Nícolas. O

modos de amar o outro. 23


24


Autora deste manual: Ana Paula Mathias de Paiva Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Projeto gráfico: Thiago Amormino Supervisão: Jéssica Tolentino Coordenação-geral: Rosana de Mont'Alverne Neto

Praça Comendador Negrão de Lima, 81 D – Floresta CEP 31015 310 – Belo Horizonte – MG | Brasil Tel: +55 31 3296 7903 www.aletria.com.br