Issuu on Google+

2014-2015


Em um dos biomas mais ricos do mundo – a Mata Atlântica – uma nova forma de enxergar e utilizar a biodiversidade ali presente transforma a vida da população e da região. Quando nos deparamos com as significativas melhorias no Vale do Ribeira nos últimos sete anos, a partir do Projeto de Ecoturismo, é fácil entender que as principais inovações estão na verdade em nossa maneira de conceber nossa realidade e de como buscamos lidar com ela. Os Parques “Carlos Botelho”, Caverna do Diabo, Ilha do Cardoso, Ilhabela, Intervales e Turístico do Alto Ribeira (mais conhecido como PETAR), com a iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, a participação ativa da população e do setor privado e o apoio do BID, compõem hoje o cenário de uma das maiores plataformas públicas de ecoturismo do Estado,

recebendo

ecoturistas.

anualmente

quase

200

mil


os visitantes passam por por lá Hoje, Hoje, os visitantes queque passam lá encontram encontram história,consciência consciência história,

ambiental, ambiental,

segurança, segurança,

organização, atendimento, deleite em em organização, atendimento,além além do do deleite presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza

presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza

preservada. O nível de detalhe e cuidado nas distintas

preservada. O nível de detalhe e cuidado nas distintas

esferas

da

realização

deste

Projeto

demonstra

esferas da realização deste Projeto demonstra o

empenho

e

compromisso

de

todas

as

o

instâncias

empenho e compromisso de deixam todas asosinstâncias envolvidas. Quando os turistas parques, os àturistas deixam os população parques, levam envolvidas. consigo o Quando respeito natureza e à local. As comunidades Quilombolas são que levam consigo o respeito à natureza e àaqueles população ficam, o entendimento de que investir na utilização

local. As comunidades Quilombolas são aqueles que

consciente da biodiversidade é o melhor caminho para

ficam, o entendimento de que investir na utilização

os rumos de suas vidas e da humanidade. Essa

consciente da biodiversidade é o melhor caminho população

local

recebeu

conhecimento

em

para os rumos de suas vidas e da reforço humanidade. distintas áreas: monitoria ambiental, das Essa população local recebeu conhecimento em distintas culturas artesanais, gestão de projetos, manejo agroflorestal, plano deambiental, negócios reforço para áreas áreas: monitoria das distintas, culturas apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está

artesanais, gestão de projetos, manejo agroflorestal,

pronta para atender os visitantes.

plano de negócios para áreas distintas, apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


O Projeto de Desenvolvimento do Ecoturismo nas Hoje,comunidades os visitantes que passam porda lá encontram de Quilombos na região Mata Atlântica história,

consciência

ambiental,

segurança,

vai ao encontro do protagonismo paulista nas políticas

organização,

atendimento,

além

do

deleite

em

ambientais. Foi um grande desafio convencer as pessoas

presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza

de que oOturismo pode ser encarado como nas estratégia de preservada. nível de detalhe e cuidado distintas conservação da Mata Atlântica e de sua biodiversidade, esferas da realização deste Projeto demonstra o empenho e compromisso de São todas instâncias esse patrimônio do Estado de Paulo.as Muitos viam a envolvidas. os parques, presençaQuando de turistasosnasturistas Unidadesdeixam de Conservação como levam consigo o respeito à natureza e à população

um fator

de agressão à natureza. Os desafios

local. As comunidades Quilombolas são aqueles que

encontrados ao longo da execução do Projeto foram

ficam, o entendimento de que investir na utilização

muitos,dacomo por exemplo: licitações desertas, consciente biodiversidade é o melhor caminho para convencimento da população local quanto à importância os rumos de suas vidas e da humanidade. Essa das população local recebeu conhecimento em ações, pioneirismo de certas atividades. Por isso, distintas áreas: monitoria ambiental, reforço das

tenho certeza de que os resultados vão muito além dos

culturas

artesanais,

números

gestão

apresentados

e

de

das

projetos,

estruturas

manejo

físicas

agroflorestal, plano de negócios para áreas distintas,

construídas no âmbito do Projeto. Eles representam uma

apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está

nova visão, uma nova estratégia de conservação, aliando pronta para atender os visitantes. geração de emprego e renda e conservação da natureza e estabelecendo a parceria entre a população do entorno e na conservação desses espaços.


O estado de São Paulo chegou a ter 84% da sua superfície coberta pela Mata Atlântica. Atualmente, cobertura Hoje, os visitantes que passam por lá aencontram história, consciência ambiental, segurança, desse bioma se encontra ao redor de 8%, o qual constitui organização,

atendimento,

além

do

deleite

em

18% da superfície de Mata Atlântica em todo Brasil. presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza

Considerada dasde formações ricas em preservada. uma O nível detalhe evegetais cuidado mais nas distintas esferas da realização demonstra o biodiversidade do planeta,deste porémProjeto ameaçada de extinção, empenho

e

compromisso

de

todas

as

instâncias

a Mata Atlântica foi declarada pela UNESCO como envolvidas. Quando os turistas deixam os parques,

Patrimônio da Humanidade identificada estudo levam consigo o respeito àe natureza e à por população local. As comunidades Quilombolas são aqueles que internacional como um dos cinco hotspots1 prioritários ficam, o entendimento de que investir na utilização

para a conservação ambiental em todo o mundo. A Mata consciente da biodiversidade é o melhor caminho para

Atlântica nosuas estado deda São Paulo se concentra os rumos de vidas e humanidade. Essa populaçãonolocal recebeu principalmente litoral, que

conhecimento em contém amostras

distintas áreas: monitoria ambiental, reforço das

expressivas desse bioma, e no Vale do Ribeira, que culturas

artesanais,

gestão

de

projetos,

manejo

contém amostras em excelente estado conservação. agroflorestal, plano de negócios paradeáreas distintas, apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


As atividades turísticas podem melhorar a arrecadação Hoje, os visitantes quenopassam porRibeira, lá encontram dos parques localizados Vale do Alto história,

consciência

ambiental,

segurança,

Paranapanema e Litoral Norte. A avaliação da realidade organização,

atendimento,

além

do

deleite

em

dos parques verdadeiros em relaçãoespetáculos ao potencial de natureza novas presenciar de uma

preservada. demonstraram O nível de detalhe nas distintas atividades, a e cuidado necessidade de esferas

da

realização

deste

implementar ações voltadas para: empenho

e

compromisso

Projeto

de

todas

demonstra as

o

instâncias

 aenvolvidas. adoção de uma estratégia de desenvolvimento Quando os turistas deixam os parques, consigo respeitoem à um natureza à população dolevam ecoturismo queoimplique salto dee qualidade

local. As comunidades Quilombolas são aqueles que

da oferta de serviços e estruturas;

ficam, o entendimento de que investir na utilização

 oconsciente aumento da a partir do incremento da arrecadação biodiversidade é o melhor caminho

para

rumos de suas vidas e da humanidade. daos visitação pública, incorporando o setor privado Essa

população

local

recebeu

na operação de serviços turísticos; e,

conhecimento

em

distintas áreas: monitoria ambiental, reforço das

 oculturas apoio à diversificação do produto foramanejo artesanais, gestão de turístico projetos, agroflorestal, de negócios para áreas distintas, dos parques, paraplano complementar e ampliar a oferta. apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


Hoje, os visitantes que passam por lá encontram história,

consciência

ambiental,

segurança,

Os objetivos específicos do Projeto foram: organização,

atendimento,

além

do

deleite

em

presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza preservada. O nível de detalhe e cuidado nas distintas

 melhorar os equipamentos turísticos e a esferas

da

realização

deste

empenho e compromisso de organização dos parques

Projeto

demonstra

o

todas as para instâncias estaduais a

envolvidas. Quando os turistas deixam os parques,

gestão do ecoturismo;

levam consigo o respeito à natureza e à população

• local. As comunidades Quilombolas aquelesnaque organizar e consolidar o produtosão turístico ficam, o entendimento de que investir na utilização

área de influência direta do Projeto; e,

consciente da biodiversidade é o melhor caminho para

• os rumos de suas e da humanidade. fortalecer a vidas capacidade de gestão Essa

população

local

recebeu

do

conhecimento

em

ecoturismo nos parques participantes no

distintas áreas: monitoria ambiental, reforço das culturas Projeto. artesanais,

gestão

de

projetos,

manejo

agroflorestal, plano de negócios para áreas distintas, apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


Para execução das atividades do Projeto de Ecoturismo, foi instituída a Unidade de Coordenação do Projeto – UCP, dividida em uma Coordenação Hoje,Técnica os visitantes queTemáticos passamquepor lá encontram de Gestão e cinco Núcleos atuaram de forma consciência ambiental, segurança, articulada e integrada. Nas específicos atribuições de cada divisão assim Oshistória, objetivos do foram Projeto organização, atendimento, além do deleite em estabelecidas:

foram: presenciar verdadeiros espetáculos I – Coordenação de Gestão Técnica:

de uma natureza

preservada. O nível de detalhe e cuidado nas distintas coordenar e supervisionar a execução do Projeto; relacionaresferas da realização deste Projeto demonstra o  os equipamentos turísticos e se commelhorar as unidades do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID, da empenho e compromisso de todas as instâncias Secretaria Estado do Meio Ambiente da Fundação para a Conservação a de organização dos e parques estaduais envolvidas. Quando os turistas deixam os parques, e a Produção Florestal do Estado de São Paulo - FF; administrar a aplicação levam o respeito à natureza e à população para consigo a gestão do ecoturismo; dos recursos na execuçãoQuilombolas do Projeto; autorizar abertura dasque local. financeiros As comunidades são a aqueles

organizar

e

consolidar

o

produto

licitações e celebrar as contrataçõesdede que bens investir e serviços,na conforme a ficam, o entendimento utilização turístico nabiodiversidade área de influência direta do legislação vigente. da consciente é o melhor caminho para os rumos de e, suas vidas e da humanidade. Projeto; II - Núcleo de Controle e Monitoramento: local em recebeu conhecimento em composto por população técnicos com aquisições • Essa fortalecer a experiência capacidade de gestão do distintas áreas:responder monitoria reforço das e em gestão de projetos: peloambiental, controle

ecoturismo nos parques participantes projetos, manejo

culturas dos artesanais, e monitoramento procedimentosgestão relativos àsde

agroflorestal, plano de negócios para áreas distintas, noeProjeto. aquisições contratações; apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


III - Núcleo de Infraestrutura e Paisagem: composto engenheiros com por experiência Hoje, os por visitantes que civis passam lá encontram história, ambiental, segurança, projetos econsciência execução de obras e/oudo arquitetos com Osem objetivos específicos Projeto organização, atendimento, além do deleite em experiência em projetos e execução de obras, foram: presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza

paisagismo, preservada.

e nas projetos O programação nível de detalhe visual e cuidado distintas

esferas da realização deste Projeto osdemonstra responder por todos assuntos  expositivos: melhorar os equipamentos turísticos e o empenho e compromisso de todas as instâncias referentes às intervenções físicas (projetos e obras a organização dos parques estaduais envolvidas. Quando os turistas deixam os parques,

civis) ocorridas no doàProjeto; levam consigo o âmbito respeito natureza para a gestão do ecoturismo;

e à população

local. As comunidades Quilombolas aqueles que da Visitação para o • IV-Núcleo organizarde eGestão consolidar osão produto ficam, o entendimento de que investir na utilização

turístico na área de influência direta do Ecoturismo: consciente da biodiversidade é o melhor caminho para os rumos de suas vidas ecom da humanidade. Projeto; e, composto por técnicos experiência em gestão

Essa população local recebeu conhecimento em • de fortalecer a capacidade de responder gestão do visitação em UCs e turismo: por distintas áreas: monitoria ambiental, reforço das

ecoturismo nos parques participantes assuntos à implantação um sistema de culturas relativos artesanais, gestão dede projetos, manejo agroflorestal, plano de negócios para áreas distintas, no Projeto. recepção e ordenamento da visitação nos Parques apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está

Estaduais abrangidos pelo Projeto. pronta para atender os visitantes.


Hoje, os visitantes que passam por lá encontram

Outra característica que se destaca na região do Vale consciência ambiental, segurança, Oshistória, objetivos específicos do Projeto além do deleite doorganização, Ribeira e Altoatendimento, Paranapanema é a ocorrência de em foram: presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza carste e as cavidades naturais subterrâneas a ela preservada. O nível de detalhe e cuidado nas distintas

associadas.daO carste do Alto Vale Projeto do Ribeira é único o deste demonstra  esferas melhorar realização os equipamentos turísticos e e Sul compromisso todas Apresenta as instâncias naempenho América do sob a florestadeatlântica. a organização dos parques estaduais envolvidas. Quando os turistas deixam os parques, cavernas predominantemente com drenagem ativa e levam o respeito à natureza e à população para consigo a gestão do ecoturismo; diversosAs espeleotemas. comunidades tradicionais comunidadesAsQuilombolas aqueles que • local. organizar e consolidar osão produto ficam, o entendimento de que investir na utilização que habitam a Mata Atlântica, principalmente, turístico na área de influência direta do consciente da biodiversidade é o melhor caminho para caiçaras, remanescentes de quilombos e caipiras, os rumos de e, suas vidas e da humanidade. Projeto; guardampopulação características colonização localcentenárias recebeu da conhecimento • Essa fortalecer a capacidade de gestão doem áreas: monitoria ambiental, e distintas preservam a cultura e o modo de vida.reforço das ecoturismo nos parques participantes culturas artesanais, gestão de projetos, manejo agroflorestal, no Projeto.plano de negócios para áreas distintas, apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


As

atividades

turísticas

podem

melhorar

a

arrecadação dos parques localizados no Vale do

Hoje, os visitantes que passam por lá encontram

Ribeira, Altoconsciência Paranapanemaambiental, e Litoral Norte. A segurança, Oshistória, objetivos específicos do Projeto organização, atendimento, além do deleite em avaliação da realidade foram: presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza dos parques em relação ao potencial de novas preservada. O nível de detalhe e cuidado nas distintas

atividades, demonstraram necessidade de da realização deste aProjeto demonstra  esferas melhorar os equipamentos turísticos e o empenho e compromisso de todas as instâncias implementar a organizaç��o dos parques estaduais envolvidas. Quando os turistas deixam os parques,

Ações voltadas para:

levam o respeito à natureza e à população para consigo a gestão do ecoturismo;

As comunidades Quilombolas são aqueles que • local. A adoção de uma de desenvolvimento organizar e estratégia consolidar o produto ficam, o entendimento de que investir utilização do ecoturismo que implique em um salto denaqualidade turísticoda nabiodiversidade área de influência direta do consciente é o melhor caminho para da oferta de serviços e estruturas; •os O aumento da arrecadação a partir do incremento rumos de e, suas vidas e da humanidade. Projeto; da visitação pública, o setor privado população localincorporando recebeu conhecimento • Essa fortalecer a capacidade de gestão doem na operação serviçosambiental, turísticos;reforço e, distintas áreas: de monitoria das • ecoturismo O apoio à diversificação do produto turístico fora nos parques participantes culturas artesanais, gestão de projetos, manejo dos parques, para complementar e ampliar a oferta agroflorestal, no Projeto.plano de negócios para áreas distintas, de trabalho a comunidade. apicultura, primeiros socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


As

atividades

turísticas

podem

melhorar

a

arrecadação dos parques localizados do Hoje, os visitantes que passam por no lá Vale encontram história, ambiental, segurança, Ribeira, Alto consciência Paranapanema e Litoral A Os objetivos específicos do Norte. Projeto organização,

atendimento,

além

do

deleite

em

avaliação da realidade dos parques em relação ao foram: presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza

potencial de O novas atividades, demonstraram a preservada. nível de detalhe e cuidado nas distintas esferas da realização deste Projeto demonstra de os implementar necessidade melhorar equipamentos turísticos e empenho

e

compromisso

de

todas

as

o

instâncias

a organização dos parques estaduais

envolvidas. Quando os turistas deixam os parques,

Ações voltadas para:

levam o respeito à natureza e à população para consigo a gestão do ecoturismo;

As comunidades Quilombolas são aqueles que •  local. organizar e estratégia consolidar o produto A adoção de uma de desenvolvimento ficam, o entendimento de que investir na utilização doturístico ecoturismona queárea implique um salto de qualidade de em influência direta do consciente da biodiversidade é o melhor caminho para da oferta de serviços e estruturas; de e, suas vidas e da humanidade. Projeto; • os Orumos aumento da arrecadação a partir do incremento população local recebeu conhecimento da visitação pública, incorporando privado • Essa fortalecer a capacidade deo setor gestão doem na operação serviços ambiental, turísticos; e, distintas áreas:de monitoria reforço das ecoturismo nos parques participantes • culturas O apoio àartesanais, diversificação do produto turístico fora gestão de projetos, manejo dos parques, para complementar e ampliar a oferta agroflorestal, plano de negócios para áreas distintas, no Projeto. deapicultura, trabalho a primeiros comunidade. socorros, entre outros, e está pronta para atender os visitantes.


As viagens de ecoturismo são as que mais crescem no segmento turístico. De acordo com dados da Organização Mundial Turismo (OMT) crescimento de Hoje,deos visitantes queo passam por mundial lá encontram viagens ecológicas está entre 15ambiental, a 25% ao ano, e o consciência segurança, Oshistória, objetivos específicos do Projeto faturamento mundial anual chega aalém US$ 260 organização, atendimento, dobilhões. deleitePorem isso, agências de viagens que se destacam são por foram: presenciar verdadeiros espetáculos de uma natureza roteiros de paisagens naturais e abundantes, alcança. “ preservada. O nível de detalhe e cuidado nas distintas “Neste ano os brasileiros investirão ainda mais em da realização deste Projeto demonstra o viagens nacionais eos internacionais, principalmente por ser  esferas melhorar equipamentos turísticos e e Mundo”. compromisso todas as o instâncias o anoempenho da Copa do Muitosde aproveitarão evento a organização dos parques estaduais Quando os turistas deixam para envolvidas. conhecer destinos nacionais que serão cedeos de parques, jogos e outros fugiro do Segundoe dados do levam consigo respeito à natureza à população parapara a gestão dotumulto. ecoturismo; Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR), durante As comunidades Quilombolas aqueles aque • local. organizar e consolidar osão produto Copaficam, do Mundo é esperado que gasto com turismo no o entendimento de o que investir na utilização Brasilconsciente chegue a da 25,2 bilhões reais, R$ 18,35 bilhões turístico nabiodiversidade área dedeinfluência direta do é o melhor caminho para deverão ser gastos por brasileiros e R$ 6,85 bilhões por os rumos de e, suas vidas e da humanidade. Projeto; turistas estrangeiros. Essa população local recebeu conhecimento em Nos anterioresaa capacidade agências tiveramde umgestão crescimento • anos fortalecer do distintas áreas: monitoria ambiental, reforço das significativo no número de vendas de programas de ecoturismo nos parques participantes culturas artesanais, manejo viagens. Em 2013 registrou gestão aumentodede projetos, 55% nas vendas em comparação ao ano de anterior, e para em 2012, 52% agroflorestal, plano negócios áreas de distintas, no Projeto. comparado a 2011.primeiros socorros, entre outros, e está apicultura, pronta para atender os visitantes.


VIDEO INSTITUCIONAL DO PROJETO


Projeto ecoturismo nos quilombos miad