Issuu on Google+

AGENDA CULTURAL LISBOA FEV 2017


TEATRO NACIONAL D. MARIA II

2–19 FEV

O DUELO SALA GARRETT

A PA R T I R D E BERNARDO SANTARENO ENCENAÇÃO MIGUEL MOREIRA / ÚTERO M/16

ACABAR EM BELEZA SALÃO NOBRE

9–12 FEV

ROSTO, CLAREIRA E DESMAIO ESTÚDIO POÉTICO SALA ESTÚDIO

POEMA MIGUEL-MANSO DIREÇÃO SUSANA VIDAL M/16 PARC E I RO D E C O M U N I CAÇÃO

18–25 FEV

PARC E I RO S TN D M I I

Informações e reservas 800 213 250 Bilheteira online www.teatro-dmaria.pt

DE MOHAMED EL KHATIB A CLASSIFICAR PELA CCE


CARNAVAL DE OUTROS TEMPOS 2

À FLOR DA PELE TATUAGENS DE AMOR 8

AMOR

E CHOCOLATE 18

JOSÉ DE ALMADA NEGREIROS 24 ENTREVISTAS RITA REDSHOES 64 RICARDO NEVES-NEVES 74

106

DESTACÁVEL CONVERSAS LISBOA CAPITAL DE LISBOA IBERO-AMERICANA DE CULTURA 53 JOSÉ TAVARES

AGENDA

ARTES28 CIÊNCIAS38 CINEMA42 DANÇA46 LITERATURA52 MÚSICA68 TEATRO78 VISITAS GUIADAS82 CRIANÇAS88

ARQUIVOS DE LISBOA 112


2

CARNAVAL DE OUTROS TEMPOS Tomás Collares Pereira

Não são só as crianças a apreciar a aventura e a liberdade de assumir uma outra identidade através de um disfarce, aliás a tradição terá começado mesmo pelos adultos. Foi no período do Renascimento que se iniciaram os bailes de máscaras associados aos costumes carnavalescos, tornando mais sofisticada uma celebração marcada pelos excessos e pela entrega aos prazeres prévios à purificação da Quaresma. Por cá, antes do contágio do samba do Brasil, os cortejos eram constituídos essencialmente por gente mascarada e carros alegóricos. Algumas publicações organizavam concursos de disfarces e, com o advento da fotografia, o Carnaval passou a ser um tema incontornável, sobretudo para as crianças. Nasceu assim uma tradição a que muitos de nós fomos sujeitos em tenra idade, qual ritual de iniciação, em que a excitação de andar mascarado se confunde com o terror da pose hirta, das luzes que ferem os olhos e das ordens do fotógrafo no estúdio. Pedimos aos nossos leitores e colaboradores que nos fornecessem registos pessoais e familiares, que complementámos com uma seleção do Arquivo Fotográfico Municipal e que apresentamos nas páginas seguintes. É curioso verificar as temáticas que mantiveram o seu fascínio para lá das modas e dos heróis do tempo, como os trajes regionais, as sevilhanas de castanholas e as farpelas religiosas ou militares, entre outras.


3

Sevilhana Amparo, 1945


4

Pintaínho

Dama Antiga

Nazarena

Palhaço Rico

AML Fotográfico, c. 1920

Natacha, 1978

AML Fotográfico, 1931

Paulo, 1959


5

Rainha da Primavera Isabel, 1969


6

Sevilhana

Paula, 1970

Polícia

Cristina, 1968

Palhaço Rico

AML Fotográfico, c. 1900

Dama Antiga

Ivone, 1957


7

Marujo e Japonesa Pedro e Ana, 1967


À FLOR DA PELE Reportagem RICARDO GROSS Fotografia FRANCISCO LEVITA

8

TATUAGENS DE AMOR

As tatuagens banalizaram-se. Para encontrar uma motivação genuína para o ato de se fazer tatuar, quase sempre de ordem sentimental, muitas vezes por amor (ou desamor), é preciso escutar as razões de quem está predisposto a falar. É aqui que o estúdio de tatuagens pode confundir-se com um consultório de psicoterapia ou um confessionário. Falámos com seis confessores (perdão, tatuadores!), dos mais recomendáveis da cidade. Ouvimos algumas histórias que os marcaram, e que estes marcaram na pele de quem as viveu.

FELIPE ANDRADE ANDRART TATTOO GALLERY

Um dia entrou-lhe no estúdio uma mulher que tinha sido trocada por outra cujo corpo tinha tatuagens muito bonitas. Resolveu então cobrir o seu de cima a baixo, e só o Felipe fez-lhe 16 tatuagens. Outra mulher que 20 dias antes chegara apaixonadíssima para tatuar o nome do namorado, pedia-lhe agora, nem dando tempo de cicatrizar, e em lágrimas, que cobrisse o trabalho. Os nomes são o motivo amoroso mais comum que Felipe tem tatuado. Quando se trata de cobrir as relações que acabaram, nas mulheres usa flores e borboletas e para os homens estão reservados temas orientais (carpas e dragões). O desenho que trouxe tem na origem o pedido para que fizesse a ilustração de um conto de Oscar Wilde, O Rouxinol e a Rosa. A dona da tatuagem já tem a rosa na pele mas só tatuará o rouxinol no momento certo.


9


10

À F L O R DA P E L E TAT UAG E N S D E A M O R

MARINA E TIAGO CLOCKWORK

Os clientes não falam com Marina ou com Tiago sobre motivos que os fazem querer ter uma determinada tatuagem de amor. Se a sessão é curta o silêncio sobrepõe-se à conversa. Se obriga a várias sessões, cria-se uma relação com o tatuador que leva a que se fale de outras coisas que não a tatuagem. Ficamos com a interpretação canónica da imagem escolhida. A máscara. A mentira. Estes dois tatuadores têm muita tinta no seu corpo mas nenhum daqueles desenhos faz parte do portefólio da Clockwork. Por exemplo, no lugar onde alguém usaria um fio ou colar, Marina cita Joy Division: Love will tear us apart. Já tatuaram casais em conjunto, é uma situação frequente. Quando lhes pedem para tatuar nomes, procuram sugerir algo mais que não deixe a identidade da/o amada/o totalmente exposta. Também facilita quando é preciso tapar o que se tornou passado.


11


12

À F L O R DA P E L E TAT UAG E N S D E A M O R

CRISTIAN BARCELOS LISBOA INK

Quando se casaram, Cristian e a mulher mandaram gravar no interior das alianças as palavras de uma canção de Bob Marley: numa ficou “one love” e na outra “one life”. Continuam juntos até hoje mas a poesia de Marley passou dos anéis (que não usam mais) para a pele, e Cristian já tatuou essas mesmas palavras no corpo de clientes seus. Tatua frequentemente casais numa mesma sessão. Gays e héteros. Pessoas que lhe pedem alianças a tinta negra no anelar. Cartas de poker com as imagens do rei e da rainha. Chaves e fechaduras. Mais recentemente, o símbolo do infinito é muito pedido por elas, e eles fazem-no também para corresponder ao desejo das companheiras. Há ainda os que continuam a aparecer no estúdio de Cristian para renovar os votos da relação. Quem nunca pensou no tatuador como uma espécie de sacerdote ou padrinho, não conhece suficientemente o meio.


13


14

À F L O R DA P E L E TAT UAG E N S D E A M O R

FRANCISCO CHARRUA ATOMIC

Francisco (Chico) escolheu a história de alguém que pediu para tatuar o rosto do pai, já falecido. Uma tatuagem destas pode exprimir o desejo de redimir um sentimento não mais possível de obter na presença do outro. Num caso em que o desamor ocorreu num casal, o marido tatuou-se para conseguir de novo o afeto da mulher, e esta ao ver a tatuagem resolveu separar-se em definitivo. Outras pessoas separam-se primeiro e vão tatuar-se em seguida, porque toda a tatuagem é manifestação de amor-próprio. Divertido para quem está de fora é o episódio do casal que aparece para tatuar o nome da/o companheira/o. Ele é tatuado em primeiro lugar, faz uma tatuagem grande e sai para a mulher ser tatuada, e esta pede baixinho que o nome dele seja tatuado num tamanho mais pequeno, perguntando ainda se será fácil de tapar mais tarde.


15


16

À F L O R DA P E L E TAT UAG E N S D E A M O R

NICOLE LOURINHO QUEEN OF HEARTS

As tatuagens de amor que Nicole tem feito nestes quatro anos de experiência não lhe trouxeram histórias para partilhar. Tatuou os motivos habituais e escolheu um exemplo do estilo em que se especializou. Teve à sua frente casais que queriam desenhos que comunicassem entre si e algumas vezes pediram-lhe para que um pormenor da outra pessoa, por exemplo a cor do cabelo, fosse mantido no desenho que ficaria na pele o resto da vida. Homens e mulheres tatuam motivos semelhantes quando se trata de amor. Mais ornamentadas as tatuagens delas (os corações da joalharia de Viana batem na pele de algumas mulheres portuguesas), menos floreados quando o cliente é do sexo masculino. Quando lhe pedem para tatuar o nome da pessoa amada, Nicole tem o cuidado de indicar que uma tatuagem é algo que fica para sempre.


17


18

AMOR &CHO COLA TE No mês dos namorados, o Campo Pequeno acolhe, de 9 a 12 de fevereiro, O Chocolate em Lisboa, que celebra já a sua 3ª edição. Das marcas nacionais e internacionais de maior prestígio aos projetos artesanais, das tabletes aos bombons, dos brownies aos éclairs, é possível encontrar iguarias para todos os gostos. Mas se quer mesmo surpreender a sua cara-metade, porque não fazer a sua própria sobremesa? Fomos falar com algumas das marcas presentes no evento, a quem pedimos que escolhessem um dos seus produtos mais emblemáticos. São essas receitas que aqui partilhamos. Leia à vontade porque estas calorias só contam para aumentar os sorrisos.

Reportagem SARA SIMÕES Fotografia HUMBERTO MOUCO


A M O R E C H O C O L AT E

19

FONDUE DE BRIGADEIRO DE CHOCOLATE 300 g de leite condensado 40 g de cacau em pó 1 colher de sopa de manteiga com sal 200 ml de natas

Adicionar todos os ingredientes numa panela antiaderente. Levar ao lume (médio) e ir sempre mexendo com uma colher de pau, durante aproximadamente 12 a 15 minutos, até se formar uma massa mais espessa, que

descola do fundo da panela. Encher de seguida o recipiente do fondue e deixar arrefecer um pouco antes de começar a deliciar-se com pequenos pedaços de fruta, bolo, bolachas ou tostas.

BRIGADOCE Vanessa e Tatiana Santos são as irmãs por detrás da BrigaDoce. Fãs do típico brigadeiro brasileiro, quiseram ir mais longe, inovar e criar brigadeiros com um toque típico português, juntando-lhes ingredientes como vinho do Porto, licor de ginja ou café. O ano passado esgotaram o seu Fondu(e) de Chocolat!, produto que voltam a levar para o mercado e cuja receita aceitaram partilhar. 910 826 344 ou 966 550 339 / www.facebook.com/BrigaDoce.portugal


20

A M O R E C H O C O L AT E

BROWNIE DE CHOCOLATE COM DOCE DE BRIGADEIRO 6 ovos 2 chávenas de açúcar 1 chávena de farinha 400 g de chocolate preto 100 g de cacau em pó 300 g de manteiga 1 pitada de sal 50 g de nozes

Aquecer o forno a 180ºC. Juntar os ovos e o açúcar. Colocar a manteiga, o chocolate (previamente cortado em pedaços) e o cacau numa tigela, e derreter em banho-maria. Adicionar a farinha. Bater tudo durante 5 minutos, em velocidade média, até ficar

homogéneo. Untar uma forma quadrada com papel vegetal e barrar com manteiga. Deitar o preparado e levar ao forno durante aproximadamente 30 minutos.

MISS BERRY & MISS BROWNIE Fruta ou chocolate? Começou como Miss Berry, depois do cunhado a desafiar a vender as suas framboesas, mas agora é também Miss Brownie. Falamos de Marta Cruz, a advogada que em 2014 trocou as leis pelos doces e frutas, e criou a Miss Berry & Miss Brownie. Comercializa brownies em frascos aos quais junta doce de framboesa, caramelo salgado ou doce de brigadeiro, entre outros. 918 110 709 / www.facebook.com/missberrylisboa


A M O R E C H O C O L AT E

21

BOLO DE CHOCOLATE 4 ovos 160 g de açúcar 60 g de manteiga 125 g de farinha 1 colher de sobremesa de fermento 30 g de cacau ou 60 g de chocolate

Bater os ovos com o açúcar até ficar fofo e branco. Adicionar o cacau polvilhado, envolvendo. Peneirar metade da farinha e continuar a envolver. Juntar a manteiga, em fio (não muito quente). Juntar a restante farinha, envolvendo sempre.

Levar ao forno a 180o, numa forma de 24/26 cm de diâmetro, durante cerca de 20 minutos. Decorar a gosto com chocolate derretido ou uma ganache, que poderá aprender a fazer num dos workshops d’ O Ponto Mais Doce da Cidade.

PONTO CONDENSADO O ponto mais doce da cidade só podia ser em Lisboa. Nascido no Restelo, em 2012, pela mão de Carmo Carneiro de Almeida e Nuno Júdice, em setembro último o Ponto Condensado – Atelier do Brigadeiro mudou-se para Campo de Ourique onde criou O Ponto Mais Doce da Cidade. Neste novo espaço, juntam os seus brigadeiros e tarteletes a outras especialidades como O Melhor Pão de Ló do Universo ou os gelados da Paletaria. Rua Saraiva de Carvalho, 120A / 917 278 943 / www.facebook.com/PontoCondensado


22

A M O R E C H O C O L AT E

SALAME DE CHOCOLATE PARA DIABÉTICOS 200 g de bolacha maria sem açúcar 140 g de manteiga sem sal 20 g de stevia 200 g de chocolate negro sem açúcar 5 g de canela de Ceilão 30 g de sementes de cacau negro 4 gemas de ovo

Derreter a manteiga com o chocolate, sem deixar atingir os 40ºC. À parte, juntar a stevia com as gemas. Adicionar as sementes e a canela ao preparado anterior. Juntar tudo e amassar muito bem. Por fim, partir as bolachas e mexer novamente, formando o salame.

SOCHOC Como tudo na vida, este foi um negócio que surgiu por acidente, conta-nos José Peres, um apaixonado por chocolate que um dia decidiu deixar o seu emprego e dedicar-se à confeção de chocolate fresco artesanal. Nascia assim a SochoC, cuja estreia aconteceu precisamente n’ O Chocolate em Lisboa em 2014. Este ano uma das novidades são as tabletes de sal rosa, sementes de cacau e chocolate negro com arroz tufado bio. Rua 4, nº37, Bairro da Encarnação / 914 902 354 / www.facebook.com/sochocoficial


A M O R E C H O C O L AT E

23

CUPCAKE DE CHOCOLATE NEGRO Base 100 g de farinha 40 g de cacau magro em pó 100 g de açúcar 1 colher de chá de fermento 1 pitada de flor de sal 40 g de manteiga 120 ml de leite 1 ovo Extrato de baunilha

Cobertura 1 tablete de chocolate com 60% de cacau 60 ml de natas Recheio 1 tablete de chocolate magro 50 g de manteiga 50 ml de natas

Bater a manteiga com o açúcar. Juntar de seguida o ovo, a farinha, o cacau, o fermento, o sal e a baunilha. Por fim, adicionar o leite. Levar ao forno. Para a cobertura, derreter o chocolate e juntar as natas, deixando arrefecer. No fim, bater até ficar mais leve, tipo mousse. Para o recheio, derreter o chocolate com a manteiga, mexer bem e juntar as natas, já fora do lume.

TEASE Conhecida pelos seus famosos cupcakes, a Tease é o resultado de um sonho das irmãs Ana e Sónia Cardoso que ambicionavam ter um espaço cosmopolita e despretensioso, onde as pessoas de todas as idades se sentissem bem. Hoje em dia, a par dos cupcakes servem também refeições caseiras, bolos com receitas de família e bebidas deliciosas. Praça das Flores / 215 962 773 / www.facebook.com/teasebakery


24

JOSÉ DE ALMADA NEGREIROS UMA MANEIRA DE SER MODERNO A Fundação Calouste Gulbenkian recebe, a partir de 3 de fevereiro, aquela que é, em 25 anos, a primeira grande exposição dedicada a Almada Negreiros. A mostra, organizada em sete núcleos temáticos, reúne mais de 400 obras do artista, algumas delas inéditas, e propõe um olhar inovador sobre a presença de Almada na história do modernismo português. Defensor de que a arte da modernidade deveria ser encontrada um pouco por todo o lado, fosse em edifícios públicos, nos teatros e cinemas, nas ruas, ou nos desenhos e grafismos que ilustram os jornais, Almada entendia que cada obra, gesto ou atitude fazia parte do espetáculo que o artista teria por missão apresentar perante o público. Em Uma Maneira de Ser Moderno, é possível ficar a saber mais acerca do modo como Almada elegeu e revisitou temas e como trabalhou os diferentes suportes e meios. Nesta mostra, a pintura e o desenho apresentam-se em estreita relação com os trabalhos que o artista fez em colaboração com editores, músicos, arquitetos, cenógrafos e encenadores. A presença marcante do cinema e a persistência da narrativa gráfica ao longo da sua obra, bem como trabalhos e estudos inéditos que dão a conhecer diferentes facetas do processo do trabalho artístico de Almada, também estarão em destaque na exposição. Ana Rita Vaz


25

Auto-Retrato, 1948

Grafite sobre papel / 68,3 x 46 cm Museu Calouste Gulbenkian – Coleção Moderna Fotografia: Catarina Gomes Ferreira


26

J O S É D E A L M A DA N E G R E I R O S

Auto-reminiscência, 1949 Tinta da China sobre papel / 19 x 11,5 cm Coleção Manuel de Brito Fotografia: Carlos Azevedo

Banhistas, 1925 (pintura para o café A Brasileira do Chiado)

Sem título, sem data Guache sobre papel / 63,7 x 51,2 cm Coleção particular Fotografia: Paulo Costa

Sem título [Mulher tocando flautas], 1940

Óleo sobre tela / 131 x 166 cm Museu Calouste Gulbenkian – Coleção Moderna Fotografia: Carlos Azevedo

Guache sobre papel / 46,7 x 58 cm Coleção particular Fotografia: Paulo Costa


27

Sem título [Marçano], 1939

Óleo sobre tela / 181,2 x 131 cm Coleção Millennium bcp Fotografia: Pedro Aboim Borges


28

A RT E S

CARLOS CARVALHO ARTE CONTEMPORÂNEA ATÉ 25 DE FEVEREIRO RUA JOLY BRAGA SANTOS, LOTE F R/C / 217 261 831 / WWW.CARLOSCARVALHO-AC.COM

SUSANA GAUDÊNCIO OBJECTOS DE COMPANHIA PARA UM MUNDO APARENTEMENTE CONTÍNUO Objectos de companhia para um mundo aparentemente contínuo é um registo de caminhadas inacabado. E aqui, caminhada entende-se como método ancestral de viagem crítica, que catalisa o conhecimento, o ato artístico e a ficção. A exposição, que se encontra organizada numa lógica de conteúdos, fragmentária ou em aberto, divide-se em vários capítulos que marcam diferentes momentos I N AU G U R A M

​ ABYSMO GALERIA

ANTÓNIO JORGE GONÇALVES A MINHA CASA NÃO TEM DENTRO Desenho 16 FEV A 17 MAR

ARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA | FOTOGRÁFICO SEG A SÁB: 10H -19H

INTEGRAR PELA ARTE | ESTE ESPAÇO EM QUE HABITO 11 FEV A 25 MAR

de um trabalho de campo levado a cabo nos últimos meses, combinando diferentes pontos geográficos, artigos científicos, fábulas e outras estórias. Os objetos apresentados, que variam entre escombros, pedras, pó, fotografias, desenhos, animações-vídeo ou livros, convergem para uma narrativa de imersão em formato de instalação, que o visitante encontra de forma livre e inacabada. Ana Rita Vaz

ATELIER NATÁLIA GROMICHO

Pintura ATÉ 3 FEV

Coletiva de arte contemporânea 4 A 11 FEV

CENTRO CULTURAL DE CARNIDE SEG A SEX: 9H3012H30/15H-19H

DOWNTOWN CHIADO 17

BIBLIOTECA DE BELÉM TER A SEX: 10H30-18H

DIA MUNDIAL DA LUTA CONTRA O CANCRO

SUSANA DAVID SOUSA EXPRESS YOURSELF Pintura 1 A 27 FEV

1 A 17 FEV

CASA DO ALENTEJO SEG A DOM: 10H-23H

ALBERTO PÉ-CURTO Pintura 4 A 17 FEV

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DO EDIFÍCIO CENTRAL DO CAMPO GRANDE SEG A SEX: 8H-20H

EMANUEL D’ALMEIDA

A ARTE DA TERRA SEG A DOM: 11H-20H

GONÇALO SAN ROMAN

LISBOA E ODE ATLÂNTICA

18 FEV A 3 MAR

Pintura 14 A 27 FEV

1 A 26 FEV

MARIA JOÃO JUSTO

JOSÉ CARDOSO

LENÇOS DE NAMORADOS

TEMAS SOLTOS Pintura ATÉ 13 FEV

CULTURGEST TER A SEX: 11H-18H, SÁB, DOM: 11H-19H

ALICE CREISCHER 4 FEV A 30 ABR

ERMIDA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SEG A SEX: 10H-13H/14H17H, SÁB, DOM: 14H-18H

ROBERT PANDA MAY NOT LOAD

Instalação 18 FEV A 8 MAR Intervenção urbana 18 FEV A 26 AGO

ISAQUE PINHEIRO

ARMA DE ARREMESSO / DIÁLOGO


A R T E S I N AU G U R A M COM AS PAREDES Escultura ATÉ 15 FEV

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN QUA A SEG: 10H-18H GALERIA PRINCIPAL E PISO INFERIOR

HOTEL NH CAMPO GRANDE

RICARDO GUERREIRO

FIGURAS E LUGARES DE RICK DAMAS Pintura 2 A 28 FEV

29 MAAT – MUSEU DE ARTE, ARQUITETURA E TECNOLOGIA TER A DOM: 10-18H

DIMENSÕES VARIÁVEIS: ARTISTAS E ARQUITETOS Arte e arquitetura 8 FEV A 22 MAR

JOSÉ DE ALMADA NEGREIROS

INSTITUTO PORTUGU ÊS DE FOTOGRAFIA

JOSÉ MAÇÃS DE CARVALHO

Pintura 3 FEV A 5 JUN

IMAGENS DO MAR

Fotografia e vídeo 8 FEV A 24 ABR

UMA MANEIRA DE SER MODERNO MUSEU CALOUSTE GULBENKIAN – COLEÇÃO MODERNA

PORTUGAL EM FLAGRANTE OPERAÇÃO 2 Coletiva ATÉ MAR

GALERIA DA ASSOCIAÇÃO 25 DE ABRIL SEG A SEX: 12H-19H

FRANCISCO CORREIA E RENATO PIRES

KAREL VANPARIJS Fotografia 2 A 22 FEV

LOGRADOURO – MERCEARIA DE AROMÁTICAS & SALA DE ESTAR SEG A SÁB: 11H-23H, DOM: 17H-23H

LARA JACINTO

THE THIN LINE / COMMON SPACE Fotografia 17 FEV A 17 MAR

ARQUIVO E DEMOCRACIA

EDUARDO BATARDA

MISQUOTEROS – A SELECTION OF T-SHIRT FRONTS Pintura ATÉ 27 FEV

APICHATPONG WEERASETHAKUL E JOAQUIM SAPINHO LIQUID SKIN

Vídeo ATÉ 24 ABR

DOMINIQUE GONZALEZFOERSTER PYNCHON PARK

Escultura, instalação ATÉ 6 FEV MAC_MOVIMENTO ARTE CONTEMPORÂNEA (AV. ÁLVARES CABRAL) SEG A SEX: 13H-20H, SÁB: 15H-19H

RUI GERMANO

ASK THE ANIMALS AND THEY WILL TEACH YOU Pintura 4 A 25 FEV

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

ANDRÉ GUEDES NOVA ÁRGEA

Performance 2, 3 FEV: 21H30, 4 FEV: 18H30, 21H30

TANGÊNCIA

Pintura 3 A 24 FEV GALERIA BANGBANG TER A SÁB: 12H30-20

UNTITLED

Coletiva 3 FEV A 29 ABR GALERIA MONUMENTAL TER A SÁB: 15H-19H30

MIMI TAVARES SALA DE ESPERA

Pintura 25 FEV A 8 ABR

TERESA DIAS COELHO INTERIORES

Pintura 25 FEV A 8 ABR

CARLOS AUGUSTO RIBEIRO ESCAVAÇÃO

Desenho e pintura ATÉ 18 FEV

JOSÉ DAVID Pintura ATÉ 18 FEV

GALERIA REVERSO SEG A SEX: 14H-19H

SOPHIA BJÖRKMANN | BEPPE KESSLER Joalheira contemporânea 18 FEV A 17 MAR

GALERIA TAPEÇARIAS DE PORTALEGRE SEG A SEX: 14H-19H30

COLETIVA DE TAPEÇARIA 1 A 28 FEV

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

A DAMA E O VAGABUNDO WALT DISNEY, 1955 Baseado num conto de Ward Greene, este clássico de animação conta a história de Dama, uma Cocker Spaniel mimada, e de Vagabundo, um rafeiro com bom coração, com quem um dia se cruza. Dama é a coqueluche da sua dona, mas uma grande reviravolta na sua vida leva-a a fugir de casa. Perdida na cidade, a cadela é então ajudada por Vagabundo e é com ele que descobre o verdadeiro significado de ser livre… e do amor. O tema musical Bella Notte dá o mote para a cena icónica em que os protagonistas partilham um prato de esparguete, que vive no meu imaginário desde a infância. A extraordinária capacidade de antropomorfização dos estúdios da Disney, na nobre tradição das fábulas de Esopo ou La Fontaine, transforma esta história num símbolo de tolerância e de aceitação do outro, independentemente da sua raça ou origem social. Ana Rita Vaz


30

A R T E S C O N T I N UA M A PEQUENA GALERIA QUA A SEX: 18H-20H, SÁB: 16H-20H

VERSO BRANCO | GALERIA TER A SÁB: 11H30-20H

Coletiva de fotografia 2 A 25 FEV

ENTRAS OU SAIS? IMAGENS SOBRE QUEM E ONDE

REGRESSO AO ANALÓGICO SOCIEDADE NACIONAL DE BELAS ARTES SEG A SEX: 12H-19H, SÁB: 14H-20H

ZULMIRA OLIVA EDUCAÇÃO E ARTE

RETROSPETIVA(S): CAPÍTULO IV

AUGUSTO ALVES DA SILVA

JOÃO CAROLA

CIELO Y LUZ

JOANA VIEIRA DE CASTRO TORRE / TOWER Pintura ATÉ 15 FEV

C O N T I N UA M

Instalação ATÉ 25 FEV

OBJECTOS DE COMPANHIA PARA UM MUNDO APARENTEMENTE CONTÍNUO

NÃO TENHO TELHADOS DE VIDRO MAS OS MEUS SAPATOS SÃO DE CRISTAL

ARQUIVO NACIONAL DA TORRE DO TOMBO SEG A SEX: 9H30-19H30, SÁB: 9H30-12H30

SOFIA SALAZAR LEITE

A CIRCUIT

FOTOGRAFIA DE CENA DA ERA DO PRETO E BRANCO

O APARTAMENTO SEG A SEX: 15H-18H

BIBLIOTECA ARQUITETO COSMELLI SANT’ANNA SEG A SEX: 10H-18H

GESTOS DA VONTADE Pintura ATÉ 11 FEV

STUDIOTEAMBOX DOM A QUI: 15H-19H

JORGE BARROTE

NO JARDIM DO BEM E DO MAL Desenho 2 A 23 FEV

SAM SMITH

Escultura e vídeo ATÉ 4 MAR

PAULIANA VALENTE PIMENTEL RUB’ AL KHALI Vídeo ATÉ 14 FEV

O MEU ADMIRÁVEL MUNDO NOVO

CECÍLIA COSTA

ANTÓNIO SANTOS LOPES 3 A 28 FEV

MISS INÊS

CARLOS CARVALHO ARTE CONTEMPORÂNEA SEG A SEX: 10H-19H30, SÁB: 12H-19H30

O ARMÁRIO

3+1 ARTE CONTEMPORÂNEA TER A SEX: 14H-20H, SÁB: 11H-16H

2 FEV A 4 MAR

CAFÉ TATI

Ilustração ATÉ 28 FEV

Fotografia ATÉ 9 FEV

Ilustração 16 FEV A 8 MAR

1 A 28 FEV

MIGUEL D´ALTE

APPLETON SQUARE TER A SÁB: 14H-19H

ATÉ 26 FEV

COLIN GINKS

NO SPACE | PAISAGENS PSICOLÓGICAS E SOCIOLÓGICAS Pintura ATÉ 10 FEV

SUSANA GAUDÊNCIO

Vídeo, objetos, desenho e pintura ATÉ 25 FEV CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO SEG, QUI, SEX: 15H-20H, SÁB, DOM: 11H-18H

MÁRIO DIONÍSIO

CORRESPONDÊNCIAS

Cartas, postais, telegramas e algumas obras de arte ATÉ 17 ABR CASA-MUSEU MEDEIROS E ALMEIDA SEG A SEX: 13H-17H30, SÁB: 10H-17H30

VIRGÍLIO SECO

Exposição de Fotografia ENTRADA LIVRE

Permanências e Metamorfoses [II] Hospital de São José | junto à capela Rua José António Serrano

25 de janeiro a 26 de abril


A R T E S C O N T I N UA M JÓIAS E PRATAS

ESPAÇO INVITRO

CASA-MUSEU DR. ANASTÁCIO GONÇALVES TER: 14H-18H, QUA A DOM: 10H-18H

PIXEL2

ACÁCIO DE CARVALHO E SELMA PEREIRA Instalação ATÉ 10 FEV

FÓRMULAS NATURALISTAS DA ARTE MODERNA

ESPAÇO NOVO BANCO SEG A SEX: 9H-19H

CASINO LISBOA DOM A QUI: 15H-3H, SEX, SÁB: 16H-4H

Coletiva de fotografia ATÉ MAI

Coletiva ATÉ 30 ABR

ANA DIAS

PLAYBOY WORLD Fotografia ATÉ 9 MAR

CASUAL LOUNGE CAFFÉ SEG A SÁB: 16H-02H

JAIR V CARDOSO PORCARIA

Pintura ATÉ 5 MAR CENTRO CULTURAL DE BELÉM TER A DOM: 10H-19H

JOÃO FRANCISCO VILHENA

CANÁRIAS, A SÍNTESE DOS ELEMENTOS Fotografia ATÉ 31 MAR

CENTRO HOSPITALAR PSIQUIÁTRICO DE LISBOA

TUDO O RESTO Coletiva ATÉ 28 FEV

CONVENTO DA TRINDADE TER A DOM: 12H-20H

CIDADE GRÁFICA

RECLAMES LUMINOSOS ATÉ 18 MAR

CRISTINA GUERRA CONTEMPORARY ART TER A SEX: 11H-20H, SÁB: 12H-20H

EXPOSIÇÃO #28 - DA FUGA E DO ENCONTRO: INVERSÕES DO OLHAR

FUNDAÇÃO CARMONA E COSTA QUA A SÁB: 15H-20H

PEDRO CHORÃO

O QUE DIZ A PINTURA – A TORTO E A DIREITO ATÉ 17 FEV

FUNDAÇÃO PORTUGUESA DAS COMUNICAÇÕES – MUSEU DAS COMUNICAÇÕES SEG A SEX: 10H-18H, SÁB: 14H-18H

EM CARTAZ

Mostra de cartazes de propaganda e publicidade da Coleção do Arquivo Iconográfico da FPC ATÉ 17 MAI

O CABO SUBMARINO NUM MAR DE CONETIVIDADES ATÉ 30 ABR

GALERIA 111 TER A SÁB: 10H-19H

FÁTIMA MENDONÇA CARAVELA – SALÃO Pintura ATÉ 4 MAR

GALERIA AVENIDA DA ÍNDIA TER A SEX: 10H-13H/14H-18H, SÁB, DOM: 14H-18H

THINGS FALL APART Coletiva ATÉ 12 MAR

ANDRÉ CEPEDA

GALERIA BAGINSKI TER A SÁB: 14H-20H

Fotografia ATÉ 4 MAR

LONGING

RASGO

EDGE ARTS – ARTE CONTEMPORÂNEA SEG A SEX: 10H-20H

PÁREAS CONVIDA ANA M. MOURÃO PÁREAS PÁRIAS Coletivas ATÉ 23 FEV

© Alcino Gonçalves

Joalharia ATÉ 28 MAR

31

CECÍLIA COSTA

Desenho, escultura, instalação ATÉ 25 FEV GALERIA BELO GALSTERER TER A SEX: 12H-19H, SÁB: 14H-19H

PAPERWORKS IV

PORTADORES DE IDEIAS Coletiva ATÉ 25 MAR

GALERIA FILOMENA SOARES ATÉ 18 DE MARÇO RUA DA MANUTENÇÃO, 80 218 624 122 / WWW.GFILOMENASOARES.COM

RUI CHAFES INCÊNDIO Incêndio reúne as mais recentes obras de Rui Chafes. Ao todo, são apresentadas 25 esculturas inéditas, 14 das quais executadas em ferro – série Incêndio - e as restantes 11 realizadas em bronze - série É assim que começa…. Acerca destes novos trabalhos, o escultor escreveu: Procuro um espaço, de sombra e vazio, onde não sejam precisas palavras. Aí, onde tu e eu ainda não estamos, falas comigo de uma forma que só para nós faz sentido. Dizes-me, com a tua voz muda, que estou a querer ir onde não posso. Pedes-me para te deixar ir embora, mas acredito que queres ficar (…). Rui Chafes, de 50 anos, foi galardoado em 2015 com o Prémio Pessoa, em 1995 representou Portugal, juntamente com José Pedro Croft e Pedro Cabrita Reis, na 46ª Bienal de Veneza e em 2004 participou na 26ª Bienal de S. Paulo, com um projeto conjunto com Vera Mantero. Incêndio pode ser visitada até 18 de março. ARV


32

A R T E S C O N T I N UA M GALERIA DIFERENÇA TER A SÁB: 15H-20H

CONSTANÇA AROUCA PICK A PRIME

GALERIA PEDRO ALFACINHA QUA A SÁB: 17H-21H

VON CALHAU!

Gravura ATÉ 11 FEV

ROTORNARIZ

GALERIA FILOMENA SOARES TER A SÁB: 10H-20H

GALERIA QUADRUM TER A SEX: 10H-19H, SÁB, DOM: 14H-19H

RUI CHAFES INCÊNDIO

Escultura ATÉ 18 MAR GALERIA MILLENNIUM SEG A SÁB: 10H-18H

UNSPOKEN DIALOGUES ATÉ 11 MAR

GALERIA MUNICIPAL DO TORREÃO NASCENTE DA CORDOARIA TER A SEX: 10H-18H, SÁB, DOM: 14H-18H

PEDRO CHORÃO

CORPO A CORPO COM A PINTURA Retrospetiva ATÉ 19 FEV

ATÉ 17 FEV

EUGENIA MUSSA

MERIDIANO PACÍFICO Pintura ATÉ 26 MAR

GALERIA RATTON SEG A SEX: 10H-13H30/15H-19H30

JUN SHIRASU

A VIAGEM DA CAMÉLIA Azulejos ATÉ 17 MAR

GALERIA DAS SALGADEIRAS TER A SÁB: 15H-21H

EVA DIÉZ RENACER

Fotografia ATÉ 25 MAR

MAC_MOVIMENTO ARTE CONTEMPORÂNEA (RUA DO SOL AO RATO) SEG A SEX: 13H-20H, SÁB: 15H-19H

CARLOS DOS SANTOS

PENSAMENTOS SINGULARES Pintura ATÉ 10 FEV

MÓDULO – CENTRO DIFUSOR DE ARTE TER A SÁB: 15H-19H30

NUNO HENRIQUE

REVOLVER PEDRAS E COBRAS ATÉ 25 FEV

MUSEU DO ALJUBE TER A DOM: 10H-18H

A IMPRENSA CLANDESTINA E DO EXÍLIO NO PERÍODO 1926-1974 Documental ATÉ 30 MAR

MUSEU ARQUEOLÓGICO DO CARMO SEG A SÁB: 10H-18H

GABRIELA SOTTO MAYOR PORTO DE MEMÓRIAS ATÉ 14 FEV

MUSEU DE ARTE POPULAR QUA A SEX: 10H-18H, SÁB, DOM: 10H-13H/14H-18H

DA FOTOGRAFIA AO AZULEJO

POVO, MONUMENTOS E PAISAGENS DE PORTUGAL NA PRIMEIRA METADE DO SÉC. XX ATÉ 1 OUT

MUSEU COLEÇÃO BERARDO TER A DOM: 10H-19H

VISUALIDADE & VISÃO

ARTE PORTIGUESA NA COLEÇÃO BERARDO II ATÉ 12 MAR

FERNANDO LEMOS: PARA UM RETRATO COLETIVO EM PORTUGAL, NO FIM DOS ANOS 40 Fotografia ATÉ 2 ABR

MUSEU DE LISBOA – PALÁCIO PIMENTA TER A DOM: 10H-13H/14H-18H PAVILHÃO BRANCO

ANDRÉ GUEDES


A R T E S C O N T I N UA M PROSPECTO. PRINCÍPIO, MEIO E ULTIMAÇÃO ATÉ 9 ABR

PAVILHÃO PRETO

A LISBOA QUE TERIA SIDO Projetos, maquetas, desenhos e propostas apresentadas para Lisboa, desde o século XVI ao XX ATÉ 2 JUN MUSEU MILITAR DE LISBOA TER A DOM: 10H-17H

HUGO FERRÃO ATÉ 19 FEV

MUSEU NACIONAL DE ARTE ANTIGA TER: 14H-18H, QUA A DOM: 10H-18H

FRANÇOIS DUCHATEL

RETRATO DE D. FRANCISCO DE MOURA CORTE REAL, 3.º MARQUÊS DE CASTELO RODRIGO Obra convidada do Museu Quinta das Cruzes, Funchal (Madeira) ATÉ 19 MAR

DOMINGOS SEQUEIRA, PINTOR DE HISTÓRIA ATÉ 12 MAR

MUSEU NACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA DO CHIADO RUA CAPELO TER A DOM: 10H-18H

HUGO CANOILAS DEBAIXO DO VULCÃO Instalação ATÉ 26 MAR

RUA SERPA PINTO TER A DOM: 10H-18H

AMADEO DE SOUZACARSOSO

PORTO-LISBOA, 2016-1916 Pintura ATÉ 26 FEV

FRANCISCO AFONSO CHAVES A IMAGEM PARADOXAL Fotografia ATÉ 26 FEV

O GOSTO PARISIENSE Obras francesas ATÉ 6 ABR

VANGUARDAS E NEOVANGUARDAS NA ARTE PORTUGUESA 1910 – 2011 ATÉ 17 JUN

MUSEU COLEÇÃO BERARDO ATÉ 2 DE ABRIL PRAÇA DO IMPÉRIO / 213 612 878 / WWW.MUSEUBERARDO.PT

FERNANDO LEMOS PARA UM RETRATO COLETIVO EM PORTUGAL, NO FIM DOS ANOS 40 Esta mostra reúne o impressionante conjunto de retratos que Fernando Lemos realizou no seu atelier entre os anos de 1949 e 1952, a grande maioria de muitos protagonistas da esfera intelectual portuguesa. Aliás, pela extensão do seu trabalho, pode dizer-se que o artista cataloga parte significativa de uma geração encerrada num país isolado e alheio ao mundo que se reerguia após a destruição causada pela Segunda Guerra Mundial. Recorrendo ao uso de temas e técnicas próprias do surrealismo, como a sobreposição, a dupla exposição, a manipulação do negativo, entre outros, Fernando Lemos mostra imagens quase fantasmagóricas onde se tornam visíveis os movimentos de interioridade das personagens. ARV

33


34

A R T E S C O N T I N UA M MUSEU NACIONAL DO AZULEJO TER: 14H-18H, QUA A DOM: 10H-18H

AZULEJOS PORTUGUESES DE PADRÃO (SÉC. XII-XX) ATÉ MAR

MUSEU NACIONAL DOS COCHES TER A DOM: 10H-18H PICADEIRO REAL

HÁ FOGO! HÁ FOGO! ACUDAM, ACUDAM! ATÉ 17 ABR

MUSEU NACIONAL DE ETNOLOGIA TER: 14H-18H, QUA A DOM: 10H-18H

ARQUITETURA TIMORENSE: MINIATURAS DO MUNDO ATÉ 19 FEV

MUSEU DO ORIENTE TER A DOM: 10H-18H, SEX: 10H-22H

JUN SHIRASU

AZULEJO EM VIAGEM 1998-2015 ATÉ 19 MAR

VIAGENS – ITINERÁRIOS DE MEMÓRIAS SILENCIOSAS Gravura ATÉ 5 MAR

A ÓPERA CHINESA

Objetos, gravura, pintura, fotografia, vídeo ATÉ 31 DEZ/18 MUTE SEG A SEX: 15H-19H

MÁRCIO CARVALHO

BITTER PAST. BITTER KOLA Instalação ATÉ 11 FEV

PALÁCIO NACIONAL DA AJUDA SEG A DOM: 10H-18H

FESTA BARROCA Pintura ATÉ 28 FEV

UM OLHAR REAL

OBRA ARTÍSTICA DA RAINHA D. MARIA PIA Desenho, aguarela e fotografia ATÉ 31 MAR

PANTEÃO NACIONAL

REIS E HERÓIS – OS PANTEÕES EM PORTUGAL Pintura, ourivesaria, escultura, têxteis e livros ATÉ 7 MAI

PAVILHÃO DE PORTUGAL SEG A SEX: 10H-18H, SÁB, DOM: 10H-20H

TUTANKAMON – TESOUROS DO EGIPTO ATÉ 1 MAI

PENSÃO AMOR

MAMBA-DE-JAMESON Instalação ATÉ SET

QUINTA DAS CONCHAS E DOS LILASES SEG A DOM: 10H-13H/14H-18H

TERESA PESSOA JARDIM DE VULTOS Artes plásticas ATÉ 13 FEV

SALA-GALERIA CARLOS PAREDES SEG A SEX: 9H-19H

O QUE FICOU POR DIZER

Bibliotecas Camões, Coruchéus e Orlando Ribeiro

33 (Três ao Cubo) Exposição

Três mostras de ilustração que pretendem colocar em diálogo ilustradores portugueses e de outros países ibero-americanos. De 21 janeiro a 30 junho.

A CENSURA NA CULTURA E NAS ARTES 1936-1974 Documental ATÉ ABR

SYNTAX QUA A SÁB: 14H-19H

ANDRÉ ROMÃO

THE MONSTER DRESSES IN MIRRORS ATÉ 4 FEV

TEATRO NACIONAL D. MARIA II

PAPEL DE PAREDE

TEATRO EM CARTAZ: A COLEÇÃO DO D. MARIA II, 1853-2015 Cartazes ATÉ 29 JUL

TEATRO DA POLITÉC NICA

SÉRGIO POMBO AGORA

Pintura ATÉ 25 FEV


A R T E S C O N F E R Ê N C I AS / C O N V E R SAS / C U R S O S

35

PAVILHÃO DE PORTUGAL ATÈ 1 DE MAIO ALAMEDA DOS OCEANOS, PARQUE DAS NAÇÕES / 218 918 409

TUTANKAMON TESOUROS DO EGIPTO Tutankamon – Tesouros do Egipto oferece uma visão única sobre a arqueologia do Egipto antigo. A mostra conta com réplicas de artefactos descobertos em 1922 por Howard Carter no túmulo de Tutankamon, naquela que foi a maior descoberta arqueológica de sempre. Cofres preciosos, um trono de ouro e vasos de alabastro são apenas alguns dos objetos que vai poder encontrar

CONVE RSAS/ CON FE RÊ NCIAS CASA DA ACHADA

Fotografia e revolução

Filipa Valladares, Luís Soudo, Susana Gaudêncio e Rui Botas escolhemtrês fotografias e falam sobre elas. 18 FEV: 16H FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno À conversa com as curadoras Ana Vasconcelos e Mariana Pinto dos Santos 4 FEV: 16H

Modernismos em rede

Ciclo de mesa-redondas Richard Zenith, Penelope Curtis,

Joana Cunha Leal 22 FEV: 18H

CU RSOS/ WORKSHOPS 40 CAMELS

Ateliê de fotografia de retratismo oitocentista VÁRIOS HORÁRIOS 933 139 785

ACADEMIA DE ARTES E TECNOLOGIAS

Desenhar&Pintar Lx, Fotografar Lx, Cerâmica, Pintura em Azulejo

nas câmara e antecâmara funerária do Faraó, recriadas com precisão para esta exposição para que os visitantes possam viver a experiência do arqueólogo e egiptólogo britânico no momento da sua descoberta. É ainda possível assistir a um documentário sobre o achado de Carter de Tutankamon, um dos reis da 18ª dinastia, que ascendeu ao trono com apenas nove anos. ARV APCC - ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO CULTURAL DA CRIANÇA

Ateliê de Máscaras, de Marionetas Marotes, Trabalhar o Papel / o Plástico VÁRIOS HORÁRIOS ARTE ILIMITADA

Desenho, pintura, ilustração e fotografia VÁRIOS HORÁRIOS ARTE PEL’ARTE

Pintura | Desenho

VÁRIOS HORÁRIOS

SEG, QUI

ACADEMIA NOVAS LETRAS

QUI: 14H30-17H30

Desenho e Pintura QUA: 15H-16H20

Restauro

ASSOCIAÇÃO DOS ARTESÃOS DA REGIÃO DE LISBOA

Bordados e Arraiolos, Cerâmica, Costura, Encadernação, Pintura em azulejo, tecido e vidro, Registos, Restauro, Tecelagem, Modelagem de Vestuário VÁRIOS HORÁRIOS ASSOCIAÇÃO DE RESIDENTES DE TELHEIRAS

Aulas de pintura óleo acrílico

SÁB: 10H-13H OU 15H-18H ATELIÊ DE ARTE E ARTE PSICOTERAPIA

Pintura terapêutica


36

A R T E S C U R S O S / WO R KS H O P S

e sessões de artepsicoterapia

VÁRIOS HORÁRIOS ATELIÊ DE CERÂMICA CHAMOTE FINO

Cursos de Cerâmica, Pintura sobre Azulejo SEG A SEX: 14H-17H, 18H-21H, SÁB: 10H-13H ATELIÊ CÁ

Pintura Manual do Azulejo QUA: 10H30-13H

Curso de cerâmica MP

ATELIER CABINE

Expressão Plástica: desenho, pintura e gravura

SÁB: 10H30-13H/15H30-18H

Atelier livre de Gravura TER

Joalharia

Com Catarina Silva VÁRIOS HORÁRIOS catrinasilva@gmail.com /965 424 279

Iniciação e aprendizagem das técnicas e métodos da

com João Caseiro SÁB: 14H-18H

TER: 10H30, 18H zabica@sapo.pt

CASA DE TRÁS-OSMONTES E ALTO DOURO

Workshop em pasta de papel

ATELIÊ MELÍCIO

Cursos de Aguarela, Pintura e Escultura QUI, SEX

ATELIÊ MF

Workshop de Desenho e Pintura para Azulejos TER, QUI: 10H30-12H, 18H30-20H

ATELIÊ SANTA RUFINA

Workshop de Mosaicos

Pintura, Desenho, Pintura em Azulejo, Tapeçaria, Trabalhos Manuais, Fotografia VÁRIOS HORÁRIOS

Desenho iniciação QUA: 18H30-21H cursolisboa@gmail.com

QUA: 17H30-19H30

Desenho

ATELIER DE SÃO BENTO

Fotografia

Desenho, Pintura, Gravura, História de Arte

ATELIERS DE ALFAMA

Técnicas Criativas e Relaxamento pela Arte SÁB: 11H-14H

Desenho Artístico

QUI: 19H-22H ricardo.andrade@ncreatures.com

ATELIER DO PAÇO

Livros de artista

Pintura em azulejo e faiança

SÁB: 11H-13H 934 188 287

VÁRIOS HORÁRIOS ATELIER MUSICAL E ARTÍSTICO DO AREEIRO

SÁB: 14H-16H ATELIER DE JOALHARIA

ATELIER PASTA DE PAPEL

HORÁRIO A COMBINAR TER, QUI: PÓS-LABORAL CAULINO CERAMICS

Ateliê de cerâmica SEG A SEX: 11H-21H

CENTRO CULTURAL DE CARNIDE

Fotografia TER, QUI

C.E .M . – CENTRO EM MOVIMENTO

Artesanato em joias

CASA ESTRELA DO MAR

Com Susana Salazar SÁB: 18H-20H suasalacubo@gmail.com

QUI: 19H-20H30

CENTRO DE RECREIO POPULAR DO BAIRRO

Oficinas de Libertação Artística para Adultos Workshops Temáticos de Fotografia

Curso de Pintura

SEG A DOM: 15H-23H


A R T E S C U R S O S / WO R KS H O P S CERÂMICA BAIRRO ALTO

Cerâmica, Porcelana, Esmalte e Recriação de Bijuteria VÁRIOS HORÁRIOS CLUBE ESTEFÂNIA

Traço e Pintura de Azulejos e Modelação de Barro TER: 14H15-16H45 CONTRAPROVA

Técnicas de gravura QUI: 19H-22H

GALERIA REVERSO

O prazer de fazer, a Joia ao Alcance da Mão Cursos práticos de joalharia

GALERIA VALE FORMOSO

Desenho, Pintura e Ilustração QUA: 15H-17H

INSTITUTO DE ARTES E OFÍCIOS

Oficina de mobiliário, de pintura, de escultura e talha

37 MUSEU NACIONAL DO AZULEJO

Modelação de barro e pintura de azulejo MUSEU NACIONAL DE ETNOLOGIA

Oficina de tecelagem manual e tapeçaria QUA: 13H30-17H30

MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA

Inciação à fotografia 18, 25, 26 FEV MP

CULTURGEST

Arte contemporânea como inspiração para a sala de aula

INSTITUTO PORTUGU ÊS DO DESPORTO E DA JUVENTUDE

Pintura

4 FEV: 9H30-13H30

Com Carlos Franco SÁB: 10H-13H

ESCOLA DE BELAS ARTES PEDRO SERRENHO

INSTITUTO PORTUGU ÊS DE FOTOGRAFIA

Desenho/Pintura, Gravura, Desenho de Corpo Humano (com modelo), História da Arte, Desenho e Geometria Descritiva

ESCOLA DE DANÇA ANA KÖHLER

Pintura e Desenho Criativo SÁB: 11H30

Workshop de Adobe Lightroom A PARTIR DE 11 FEV

LABORATÓRIO DE CRIAÇÃO ARTÍSTICA

Costura criativa

TER, QUI: 9H30–13H30 ESPAÇO 62

Desenho de Modelo TER: 18H-19H30

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

Jogos de evidências – desenhar nas (entre) linhas do tempo Por Hugo Barata 19 FEV: 11H-12H30

Aula no jardim – ensinar a aprender com a natureza Por Leonor Pêgo e Vanda Vilela 25 FEV, 6, 7 MAI: 10H-17H30 GALERIA 36

Pintura sobre Azulejo QUA: 14H-19H

MUSEU DE SÃO ROQUE

Os Mistérios do Convento de São Pedro de Alcântara

Pensar o Bairro, ocupando a praça Arquitetura

Postais do Bairro Desenho IA

www.bairroaoespelho.com LISBON PHOTOGRAPHER

Atelier de fotografia a céu aberto 933 139 785 | www. lisbonphotographer.com

MESTRES DO REGUEIRÃO

Introdução à cerâmica SEG: 19H-21H

MOB – ESPAÇO ASSOCIATIVO

Desenho de modelo nú QUI: 18H30-21H

MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO PELA ARTE

Memórias em álbum QUA: 10H-12H

Lanche da colagem 1, 18 FEV: 14H-17H

PONTO DE LUZ ATELIER

Desenho e gravura Por José Faria

Desenho de Figura Humana - Retrato, Técnicas de Calcografia e Gravura em Metal, Técnicas em Pintura SOCIEDADE DE INSTRUÇÃO GUILHERME COSSOUL

SOCIEDADE NACIONAL DE BELAS-ARTES

4ª Aberta – Laboratório Comunitário QUA

4 FEV: 14H-18H

O filme da nossa vida

PANDO ATELIER

NAF – N ÚCLEO DE ARTE FOTOGRÁFICA

Espelho Meu Fotografia

Local a definir 4 FEV: 15H-19H

Cursos de Formação

MUSEU DO ORIENTE

Pintura

134º encontro dos Origamigos de Lisboa

Diário gráfico 11 FEV: 15H

O bairro sobre o cavalete

Vídeo ESPAÇO INATEL MOURARIA

212 959 212

ORIGAMIGOS DE LISBOA

Workshop de papel marmoreado Pintura Sumi-E

4, 5 FEV: 10H-16H30

O Oriente no Azulejo 11 FEV: 10H-13H30

Alinhavos para bordar – Sashiko simples 15 FEV: 15H-17H

O Festival da Neve com Kirigami 25 FEV: 10H15-12H15

N ÚCLEO DE ARTES E OFÍCIOS DO CCD -AT

Ourivesaria, ateliê livre de esmaltes, bordados tradicionais, pintura em porcelana e faiança craquelada, artes decorativas, modelação em barro, técnicas de cerâmica e olaria, escultura, modelação em porcelana e grés, ateliê de artes plásticas e cerâmica VÁRIOS HORÁRIOS

Com Luís Rocha e Tânia Araújo

CURSOS TEÓRICOS:

História da Arte em Portugal, História da Arte I, História da Arte Contemporânea, Estética, Curso de Fotografia VÁRIOS HORÁRIOS

CURSOS PRÁTICOS:

Desenho (aulas com modelo), Introdução ao Estudo da Cor, Atelier com Modelo, Pintura, Oficina de Apoio em Pintura, Ilustração Artística, Atelier Experimental, Regime Tutorial VÁRIOS HORÁRIOS TEATRO DA VOZ

Desenho aberto

VÁRIOS HORÁRIOS VIRAGEM LAB

Técnicas de Impressão de Preto e Branco SÁB, DOM

E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101


38

CI Ê N CI AS

PAVILHÃO DO CONHECIMENTO - CIÊNCIA VIVA ATÉ SETEMBRO TERÇA A SEXTA , DAS 10H ÀS 18H, SÁBADO, DOMINGO E FERIADOS, DAS 11H ÀS 19H ALAMEDA DOS OCEANOS / 218 917 100 / WWW.PAVCONHECIMENTO.PT

RISCO UMA EXPOSIÇÃO PARA AUDAZES Ao longo dos 25 módulos interativos desta exposição, os visitantes de todas as idades são desafiados a explorar o risco e as suas consequências. Durante uma hora de diversão são postos à prova com bombas, labirintos e choques elétricos. Jogar numa roleta onde o prémio pode ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA

VISITAS GUIADAS MP

EXPOSIÇÃO PERMANENTE NO MUSEU MAYNENSE SEG, QUA: 10H-18H

APCC - ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO CULTURAL DA CRIANÇA

ATELIÊ DE MICROFOGUETES MP

BIBLIOTECA DOS CORUCHÉUS

OFICINAS CIÊNCIA E FILOSOFIA

QUE LIÇÕES DE VIDA E DE CIÊNCIA NOS DÁ UM DIAMANTE 9 FEV: 16H30-17H30 EG / MP

BIBLIOTECAMUSEU REPÚBLICA E RESISTÊNCIA

CICLO DE CONVERSAS’17 REPÚBLICA HOJE: O TEMPO E O ESPAÇO OS SONS DO PROTESTO

Por João Carlos Callixto, Manuel Freire e Rogério Charraz 16 FEV: 18H-20H EG

ser um choque elétrico ou desativar uma “bomba” em 45 segundos são alguns dos jogos que testam a audácia e a forma como cada um se comporta perante o risco. A exposição é acessível a pessoas com mobilidade reduzida e tem conteúdos em braille. Cristina Engrácia CASA DA ACHADA - CENTRO MÁRIO DIONÍSIO

HISTÓRIAS DA HISTÓRIA: 4 FEVEREIRO 1961 - O INÍCIO DA GUERRA EM ANGOLA Por António Faria 3 FEV: 18H30

33 REVOLUÇÕES POR MINUTO

Por Eupremio Scarpa, Pedro Rodrigues e Youri Paiva 11 FEV: 16H

FOTOGRAFIA E REVOLUÇÃO

Por Filipa Valladares, Luís Soudo, Susana Gaudêncio e Rui Botas EG 18 FEV: 16H

CÂMARA DE COM ÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGUESA

CONGRESSO IBEROAMERICANO PIETRO UBALDI: UM PENSADOR HOLÍSTICO 18, 19 FEV MP

info@centrolusitano.org CASTELO DE SÃO JORGE

TERTÚLIAS DE INVERNO NO CASTELO - OLHARES INVULGARES SOBRE O CASTELO DE LISBOA DA COLONIZAÇÃO DAS PEDRAS Por Madalena Rodrigues e Mafalda Alegre 12 FEV: 16H


C I Ê N C I AS EG / MP

info@castelodesaojorge.pt CENTRO DE ARQUEOLOGIA DE LISBOA

VISITAS ORIENTADAS ÀS INSTALAÇÕES DO CAL SEG, QUA EG / MP

CENTRO CULTURAL DE BELÉM

CICLO HISTÓRIA DA EUROPA

39 MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

DA ESTRELINHA: CONSTRUÇÃO/ DESCONSTRUÇÃO/ REINVENÇÃO

UTOPIAS ROMANTISMO E REVOLUÇÃO

Conferência por Sílvia Ferreira 4 FEV: 15H

EG

EX-LIBRIS OLISIPONENSES: MUSEU DA ÁGUA DA EPAL NOVOS OLHARES E NOVAS EXPOSIÇÃO PERMANENTE VISÕES DO MUSEU DA ÁGUA Conferência por Vítor Escudero TER A SÁB: 10H-12H30, 13H30-17H30

11 FEV: 15H

4, 11, 18 FEV, 4, 11 MAR: 12H-13H

JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

EL CORTE INGLÉS

Em português e inglês

CICLO DE CONFERÊNCIAS (QUASE) TUDO SOBRE A INFÂNCIA O NORMAL E O PATOLÓGICO: QUANDO DEVEMOS IR AO PEDOPSIQUIATRA?

Por José Neves. Em francês com tradução simultânea. 9 FEV: 17H30

VISITAS GUIADAS MP

933 756 154 (CERCiência)

MUSEU DO ALJUBE - RESISTÊNCIA E LIBERDADE

VISITA ORIENTADA ÀS EXPOSIÇÕES Por Luís Farinha 4 FEV: 15H MP

CICLO DE TERTÚLIAS VIDAS PRISIONÁVEIS JOSÉ AUGUSTO ROCHA E FRANCISCO LEAL PAIVA Por Ana Aranha 8 FEV: 16H

CICLO INTELECTUAIS E ARTISTAS DA RESISTÊNCIA ALVES REDOL

Por Vítor Viçoso e Paula Godinho 21 FEV: 18H MUSEU ARQUEOLÓGICO DO CARMO

O VESTUÁRIO E A MODA NA IDADE MÉDIA

Conferência por Paulo Alexandre Morais 9 FEV: 18H

Por Margarida Crujo 7 FEV: 19H EG / MP

relacoespublicas@elcorteingles.pt CULTURGEST

CICLO DE CONFERÊNCIAS A MÁQUINA DO MUNDO Por Maria Filomena Molder DRUMMOND MINAS PESANDO NÃO CEDEU 7 FEV: 18H30

DANTE COM TRINTA E CINCO EU COM SETENTA 14 FEV: 18H30

AGORA, NÓS

21 FEV: 18H30 EG

GABINETE DE ESTUDOS OLISIPONENSES

CICLO DE CONFERÊNCIAS TEMAS OLISIPONENSES LISBOA - DA DESORDEM À ORDEM (1731-1833) Por Adélia Caldas 16 FEV: 18H30

A AVENIDA DA LIBERDADE

Por Maria João Figueiroa Rego 22 FEV: 18H30 EG

GRUPO AMIGOS DE LISBOA

A IGREJA DO CONVENTO BENEDITINO

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

A VIDA É BELA ROBERTO BENIGNI, 1997 Uma comédia dramática passada em Itália durante a Segunda Guerra Mundial, conta a história de Guido (Roberto Benigni), um judeu que é mandado para um campo de concentração juntamente com o seu filho Giosuè (Giorgio Cantarini). A sua mulher Dora (Nicoletta Braschi), a quem chamava de Principessa e com quem tinha até então vivido uma bela história de amor, força os alemães a levarem-na também. Pai e filho ficam juntos e, durante todo o tempo em que estão presos, Guido, através da sua imaginação e força de vontade, consegue fazer com que Giosuè acredite que estão num campo de férias a jogar um emocionante jogo, protegendo-o assim dos horrores do campo de concentração. No final, Guido morre para salvar o filho que reencontra a mãe no dia da libertação. Um filme comovedor que me marcou bastante pelo amor verdadeiro entre o casal e principalmente pelo amor incondicional do pai pelo filho . Cristina Engrácia


40

C I Ê N C I AS MUSEU DO COMBATENTE

A TRINCHEIRA

Exposição e workshop de construção de trincheiras.

A GRANDE GUERRA AO VIVO - EVOCANDO A PAZ ARMARIA - 200 ANOS DE ARMAS REGULAMENTARES EM PORTUGAL HISTÓRIA DA AVIAÇÃO NO SÉCULO XX Exposições TODOS OS DIAS: 10H-17H MUSEU DO DINHEIRO

NÚCLEO DE INTERPRETAÇÃO DA MURALHA DE D. DINIS VISITAS LIVRES

QUA A SÁB: 10H-18H (ÚLTIMA ENTRADA 17H30) EG

VISITAS ORIENTADAS SEX: 13H, SÁB: 11H

JOGOS MATEMÁTICOS ATRAVÉS DOS TEMPOS

Palestra e visita à exposição por Jorge Nuno Silva 4 FEV: 16H

COMO JOGAR STOMACHION

Conversa por Anabela Teixeira 12 FEV: 16H30

NOTHUS: O ESCRAVO DE OLISIPO QUE FOI MÉDICO Exposição e palestra por José d’Encarnação 18 FEV A JUN

VISITAS GUIADAS AO MUSEU TER A DOM: 10H-18H MP

217 513 215 (Museu de Lisboa Palácio Pimenta)

CICLO DE PALESTRAS COMO SE CONSTRUIU LISBOA A CONSTRUÇÃO DE LISBOA NO TEMPO DOS “GAIOLEIROS”

EG / MP

Por João Appleton 15 FEV: 18H

MUSEU GEOLÓGICO DE PORTUGAL/LNEG

MUSEU NACIONAL DE ARQUEOLOGIA

100 MILHÕES DE ANOS DA HISTÓRIA DE LISBOA PORTUGAL ANTES DO HOMEM AS (PRIMEIRAS) 27 MARAVILHAS DO MUSEU GEOLÓGICO SEG A SÁB: 10H-18H MUSEU DE LISBOA -CASA DOS BICOS

NÚCLEO ARQUEOLÓGICO DA CASA DOS BICOS

SEG A SÁB: 10H-18H (ÚLTIMA ENTRADA 17H30) EG

217 513 200 (Museu de Lisboa Palácio Pimenta) MUSEU DE LISBOA TEATRO ROMANO

JOGOS MATEMÁTICOS ATRAVÉS DOS TEMPOS Exposição ATÉ 26 FEV TER A DOM: 10H-18H

MEMÓRIAS DA PRAIA DE SÃO TORPES, SINES Visita guiada por Isabel Leal 5 FEV: 11H EG

MEMÓRIAS DA PRAIA DE SÃO TORPES, SINES ATÉ 31 MAR

RELIGIÕES DA LUSITÂNIA LOQUUNTUR SAXA TESOUROS DA ARQUEOLOGIA PORTUGUESA ANTIGUIDADES EGÍPCIAS Exposições TER A DOM: 10H-18H

1 MÊS/1 PEÇA O TESOURO DO GAIO

Por Mário Varela Gomes 11 FEV: 15H30 EG

MUSEU NACIONAL DE ETNOLOGIA

O MUSEU, MUITAS COISAS Exposição TER: 14H-18H, QUA A DOM: 10H-18H

MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA

CLIMA - EXPO 360º

Exposição ATÉ 28 FEV TER A DOM: 10H-17H

REIS DA EUROPA SELVAGEM - OS ÚLTIMOS GRANDES CARNÍVOROS

Exposição A PARTIR 22 FEV TER A SEX: 10H-17H (ÚLTIMA ENTRADA 16H30), SÁB, DOM: 11H-18H (ÚLTIMA ENTRADA 17H30)

DINOSSAUROS QUE VIVERAM NA NOSSA TERRA

Exposição ATÉ 18 MAI TER A SEX: 10H-17H (ÚLTIMA ENTRADA 16H30), SÁB, DOM: 11H-18H (ÚLTIMA ENTRADA 17H30)

O CÉU DE GALILEU! 11 FEV: 16H30-18H

SESSÕES DE PLANETÁRIO SÁB: 16H30-18H geral@museus.ulisboa.pt

EXPOSIÇÃO HISTÓRICA E PARTICIPATIVA DE FÍSICA FRANCISCO ARRUDA FURTADO. DISCÍPULO DE DARWIN MEMÓRIA DA POLITÉCNICA - QUATRO SÉCULOS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA A AVENTURA DA TERRA - UM PLANETA EM EVOLUÇÃO MINERAIS: IDENTIFICAR E CLASSIFICAR JOIAS DA TERRA - O MINÉRIO DA PANASQUEIRA ALLOSAURUS - UM DINOSSÁURIO, DOIS CONTINENTES? Exposições TER A SEX: 10H-17H, SÁB, DOM: 11H-18H

MUSEU DO ORIENTE

CICLO DE CONFERÊNCIAS A ÍNDIA VISUAL ATÉ 29 NOV NARRAR E PINTAR EM BENGALA OCIDENTAL: ESTÓRIAS EM PINTURAS E NARRATIVAS SOBRE UMA ARTE POPULAR Por Inês Ponte 22 FEV: 18H30 EG

CURSO DE CHÁ

Por Luís Mendonça de Carvalho 4 FEV: 14H-18H N ÚCLEO ARQUEOLÓGICO DA RUA DOS CORREEIROS

VISITAS GUIADAS SEG A SÁB: 10H-12H, 14H-17H E / MP

OCEANÁRIO DE LISBOA

FLORESTAS SUBMERSAS BY TAKASHI AMANO

Exposição TODOS OS DIAS: 10H-19H

O MAR É PARA TODAS AS IDADES

Ateliê com visita guiada para maiores de 65 anos. TODOS OS DIAS: 10H-19H MP

PAVILHÃO DO CONHECIMENTO CIÊNCIA VIVA

A REVOLUÇÃO CIENTÍFICA PARA ALÉM DO LABORATÓRIO Exposição ATÉ 26 MAR TER A SEX: 10H-18H, SÁB, DOM, FER: 11H-19H

RISCO - UMA EXPOSIÇÃO PARA AUDAZES

Exposição ATÉ SET TER A SEX: 10H-18H, SÁB, DOM, FER: 11H-19H

EXPLORA

Exposição TER A SEX: 10H-18H, SÁB, DOM, FER: 11H-19H

DÓING - OFICINA AUMENTADA

Oficina, ateliê de costura, estúdio de prototipagem e pista de lançamento de grandes ideias. TER A SEX: 10H-18H, SÁB, DOM, FER: 11H-19H


C I Ê N C I AS

41

HÁ QUANTO TEMPO NÃO VAI A UMA AULA DE CIÊNCIA? DA BETERRABA À CAMISOLA PINTADA, LOLLIPOPS DE FRUTA, HORTAS À JANELA

Visitas acompanhadas, atividades de laboratório, cozinha e ateliês científicos para maiores de 65 anos. SEX: 10H15, 14H15

DIA C: DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE COMO IR ÀS COMPRAS: ESCOLHAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 23 FEV: 19H30-21H

PLANETÁRIO CALOUSTE GULBENKIAN

PARTÍCULAS - DO BOSÃO DE HIGGS À MATÉRIA ESCURA Exposição ATÉ 2 ABR TER A SEX, DOM: 9H30-12H, 13H45-16H, SÁB: 13H45-17H EG

particulas@lip.pt

ENCONTRO COM O CIENTISTA NO PLANETÁRIO

Visita guiada no âmbito da exposição Partículas - Do Bosão de Higgs à Matéria Escura. 15 FEV: 16H EG / MP

planetario@marinha.pt

A DESCOBERTA DO UNIVERSO

TER A SEX: 10H, 11H, 14H30, 16H, SÁB: 14H30, 15H30, 16H30, DOM: 10H30, 11H30, 14H30, 15H30, 16H

E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101

MUSEU DO ORIENTE ATÉ 29 DE NOVEMBRO AVENIDA BRASILIA, DOCA DE ALCÂNTARA / 213 585 200 / WWW.MUSEUDOORIENTE.PT

CICLO DE CONFERÊNCIAS A ÍNDIA VISUAL Decorre até 29 de novembro um ciclo de conferências que tem como objetivo pensar a cultura visual na Índia como ponto de partida para a reflexão de vários temas como arte, religião, política, consumo, género, publicidade, media, entre outros. Investigadores, académicos e outras personalidades ligadas ao país fazem uma abordagem teórica e temática acerca da Índia contemporânea. Inês Ponte apresenta, no dia 22, às 18h30, a segunda sessão deste ciclo intitulada Narrar e Pintar em Bengala Ocidental: Estórias em Pinturas e Narrativas sobre uma Arte Popular. A entrada é livre. CE


42

CI N E M A

CINEMA IDEAL ESTREIA A 9 DE FEVEREIRO RUA DO LORETO, 15/17 / 210 998 295

ELDORADO XXI O documentário, de Salomé Lamas, que teve em 2016 estreia mundial no Festival de Cinema de Berlim e que venceu o Grande Prémio do festival Porto/Post/Doc, estreia em exclusivo, no Cinema Ideal. O filme dá a conhecer a comunidade instalada a maior altitude no mundo (5500m), La Rinconada e Cerro Lunar, situada nos Andes peruanos. O E S T R E I AS

ARSENAL

De Steven C. Miller, com Nicolas Cage, John Cusack, Adrian Grenier

Heathcote, Dakota Johnson, Jamie Dornan

Christian Grey e Anastasia Steele voltam a encontrar-se. O amor e a paixão reacendem-se, mas figuras sombrias do passado de Christian surgem, ameaçando a relação dos dois.

dia-a-dia dos trabalhadores mineiros, homens e mulheres, que desafiam os limites da natureza e das suas capacidades, é filmado pela realizadora. As paisagens belíssimas, mas austeras, a pobreza e o trabalho, monótono e claustrofóbico, executado por estes trabalhadores fazem de Eldorado XXI uma obra misteriosa e assombrosa. Ana Figueiredo James McAvoy, Anya Taylor-Joy, Haley Lu Richardson Kevin sofre de transtorno dissociativo da personalidade. A sua psiquiatra conhece-lhe, pelo menos, 23 personalidades. Depois de raptar três adolescentes Kevin dá a conhecer às raparigas cada uma das suas facetas. As jovens terão de perceber qual delas as poderá ajudar a fugir.

Um homem enfrenta um poderoso mafioso na tentativa de resgatar o irmão que o criminoso raptou.

ELDORADO XXI

BASTARDOS

ELEMENTOS SECRETOS

O FUNDADOR

Baseado em factos verídicos, conta a história de três mulheres afro-americanas que são o cérebro de uma das maiores operações espaciais da NASA: o lançamento do astronauta John Glenn para a órbita.

A história da ascensão da maior cadeia de restaurantes de fastfood: MacDonald’s.

De Lawrence She, com J.K. Simmons, Owen Wilson, Bill Irwin

Dois irmãos que cresceram a acreditar que o pai morreu, descobrem que isso não é verdade. Decidem então enveredar numa viagem alucinante com o intuito de descobrir quem ele é.

100 METROS

De Marcel Barrena, com Dani Rovira, Karra Elejalde, Alexandra Jiménez A história real de Ramón Arroyo, um homem espanhol a quem foi diagnosticada esclerose múltipla, e que mesmo assim decidiu terminar a prova desportiva mais difícil do mundo: o Iron Man.

AS CINQUENTA SOMBRAS MAIS NEGRAS De James Foley, com Bella

De Salomé Lamas

De Theodore Melfi, com Taraji P. Henson, Octavia Spencer, Janelle Monáe

O ESPAÇO QUE NOS UNE

De Peter Chelsom, com Carla Gugino, Janet Montgomery, Britt Robertson

O primeiro humano que nasceu em Marte viaja até à Terra. Com a ajuda de uma rapariga que conheceu on-line, vai descobrir um mundo completamente novo e um sentido para a sua vida.

FRAGMENTADO

De M. Night Shyamalan, com

De John Lee Hancock, com Linda Cardellini, Nick Offerman, Patrick Wilson

A GRANDE MURALHA

De Yimou Zhang, com Matt Damon, Pedro Pascal, Willem Dafoe

Uma força de elite britânica encontra-se na China durante a construção da Grande Muralha. O grupo vai descobrir que o grande monumento esconde um mistério e que a sua intervenção é essencial para salvar a humanidade.

mulher luta por uma verdadeira paixão numa sociedade convencional que a considera louca.

JACKIE

De Pablo Larraín, com Natalie Portman, Peter Sarsgaard, Greta Gerwig

Um retrato de Jacqueline Kennedy depois da morte do marido e presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy.

JOHN WICK 2

De Chad Stahelski, com Ruby Rose, Keanu Reeves, Ian McShane O famoso assassino John Wick regressa à ação para ajudar um sócio a controlar uma organização de assassinos internacionais.

LEGO BATMAN: O FILME

De Chris McKay, com Ralph Fiennes, Jenny Slate, Rosario Dawson

Para conseguir salvar a cidade de Gotham das mãos do perigoso Joker, Batman terá de aprender a trabalhar em equipa e deixar de ser o justiceiro solitário.

UM INSTANTE DE AMOR

LUTA DE PROFS

Após a 2ª Guerra Mundial, uma

Quando um professor de inglês

De Nicole Garcia, com Marion Cotillard, Louis Garrel, Alex Brendemühl

De Richie Keen, com Christina Hendricks, JoAnna Garcia Swisher, Jillian Bell


C I N E M A E S T R E I AS leva, inadvertidamente, ao despedimento um dos professores mais temidos do liceu, o impensável acontece. É organizada uma luta entre “profs” fora da escola.

MOONLIGHT

De Barry Jenkins, com Trevante Rhodes, Naomie Harris, Mahershala Ali

A história de vida, desde da infância até à idade adulta, de um homem negro que cresceu num bairro difícil de Miami.

MULHERES DO SÉCULO XX De Mike Mills, com Annette Bening, Elle Fanning, Greta Gerwig O retrato de vida de uma mãe solteira que tem a seu cargo um filho adolescente, durante uma época de mudanças culturais, nos Estados Unidos, no final dos anos 70.

NOCTURAMA

De Bertrand Bonello, com Finnegan Oldfield, Vincent Rottiers, Hamza Meziani

durante os anos 1960, na zona rural da Nova Zelândia.

PORTO

De Gabe Klinge, com Anton Yelchin, Lucie Lucas, Françoise Lebrun

Um americano e uma francesa conhecem-se na cidade do Porto. Partilham uma noite que irá mudar as suas vidas.

RENEGADOS

De Steven Quale, com J.K. Simmons, Sylvia Hoeks, Sullivan Stapleton

Um grupo de militares americanos falha uma operação em território Bósnio. Numa tentativa de compensar o seu erro, resolvem resgatar um tesouro submerso num lago da Bósnia. No entanto esta é uma operação que não tem o consentimento dos seus superiores.

43

RINGS

TONI ERDMANN

A maldição de Samara regressa quando uma jovem universitária vê o filme que supostamente mata em sete dias quem o visualizou.

Comédia sobre a relação conflituosa entre um pai e a sua filha adulta.

De F. Javier Gutiérrez, com Vincent D’Onofrio, Johnny Galecki, Laura Wiggins

STEFAN ZWEIG - ADEUS, EUROPA

De Maria Schrader, com Josef Hader, Barbara Sukowa, Aenne Schwarz Os anos de exílio do escritor alemão, Stefan Zweig.

T2: TRAINSPOTTING

De Danny Boyle, com Ewan McGregor, Jonny Lee Miller, Robert Carlyle

A sequela de Trainspotting – Sem Limite, reúne de novo o grupo de amigos viciados. O reencontro leva-os a investir no ramo da pornografia.

De Maren Ade, com Sandra Hüller, Peter Simonischek, Michael Wittenborn

VEDAÇÕES

De Denzel Washington, com Denzel Washington, Viola Davis, Mykelti Williamson

Um pai de família, afro-americano, tenta criar e sustentar a sua família durante os anos 50.

UMA VIAGEM PELO CINEMA FRANCÊS De Bertrand Tavernier

Um documentário sobre o cinema francês através do olhar de Bertrand Tavernier.

Em Paris, vários jovens, cansados da sociedade onde vivem, resolvem infiltrar-se num centro comercial durante a noite, com o objetivo de organizar um ataque terrorista na cidade.

OS OLHOS DA MINHA MÃE

De Nicolas Pesce, com Kika Magalhaes, Will Brill, Olivia Bond

Francisca e a sua mãe vivem numa quinta. A mãe, ex- cirurgiã, ensina a filha a dissecar os animais da quinta. Certo dia um acontecimento trágico e inesperado traumatiza para sempre a rapariga e o seu lado mais negro ganha vida…

OVERDRIVE

De Antonio Negret, com Ana de Armas, Scott Eastwood, Gaia Weiss

Dois irmãos que roubam carros de gama alta viajam até ao Sul de França à procura de novos desafios, no entanto os seus objetivos são travados por um perigoso mafioso.

PATERSON

De Jim Jarmusch, com Adam Driver, Golshifteh Farahani, Kara Hayward Paterson é um motorista de autocarro na cidade de Paterson, New Jersey. Durante a sua rota diária escreve poemas. O filme acompanha o dia-a-dia deste homem e da sua companheira, onde a poesia está sempre presente.

O PATRIARCA

De Lee Tamahori, com Temuera Morrison, Akuhata Keefe, Nancy Brunning

Uma história sobre rivalidade de uma família e a sua reconciliação,

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

O NOSSO AMOR DE ONTEM SYDNEY POLLACK, 1973 Barbara Streisand e Robert Redford protagonizam no ecrã um dos pares mais românticos do cinema americano. A química entre os dois atores é evidente e Barbara Streisand, para quem o papel tinha sido propositadamente escrito pelo argumentista Arthur Laurents, foi nomeada para o Óscar de Melhor Atriz. O filme acabou por vencer os Óscares de Melhor Banda Sonora e Melhor Canção Original. Realizado por Sydney Pollack, conta a história da relação entre Katie Morosky, uma ativista política judia com ideais comunistas e revolucionários, e Hubbel Gardiner, um protestante de boas famílias com talento para a escrita. São as diferenças entre ambos que os levam a apaixonarem-se e são essas mesmas diferenças que acabam por os separar. O filme ficou na memória coletiva, e também na minha, como uma história de amor inesquecível. Ana Figueiredo


44

C I N E M A C I C L O S / F E S T I VA I S

ESPAÇO NIMAS 15 DE FEVEREIRO A 19 DE JULHO AVENIDA 5 DE OUTUBRO, 42 B / 213 574 362

GÉNERO & IDENTIDADE O Espaço Nimas acolhe o ciclo de cinema Género & Identidade, uma parceria entre o Instituto da História da Arte, a Leopardo Filmes e a Medeia Filmes. O ciclo está dividido em quatro temáticas: (Re)definições de Feminino; Subjugação e Violência; Woman Power; Queer & Transgénero. O programa começa este mês com a exibição, dia 15, de

C I C L O S/ / F E S T I VA I S

CICLO DE CINEMA REVOLTAS E REVOLUÇÕES N’AMÉRICA CASA DA ACHADA

CABRA MARCADO PARA MORRER De Eduardo Coutinho

A ACADEMIA DAS MUSAS De José Luis Guérin 15 FEV

CINEPOP FÓRUM LISBOA

SALTEADORES DA ARCA PERDIDA De Steven Spielberg 5 FEV: 16H

6 FEV: 21H30

CAÇA-FANTASMAS 2

CHE!

12 FEV: 16H

De Richard Fleischer

De Ivan Reitman

13 FEV: 21H30

GHOST IN THE SHELL

A CAUSA E A SOMBRA

19 FEV: 16H

De Tiago Afonso

20 FEV: 21H30

CICLO DE CINEMA GÉNERO & IDENTIDADE ESPAÇO NIMAS

De Mamoru Oshii

INDIANA JONES E O TEMPLO PERDIDO De Steven Spielberg 26 FEV: 16H

Academia das Musas , do realizador espanhol José Luis Guérin. Entre o documentário e a ficção, o filme aborda temas como o desejo, a infidelidade e a inspiração. Até julho é possível ver outras obras. Entre elas destacam-se: Wanda, de Barbara Loden, O Diabo é Uma Mulher, de Josef von Sternberg, e Uma Nova Amiga, de François Ozon. AF

ENQUADRAMENTOS CINEMA CITY CLASSIC ALVALADE Visionamento e análise de filmes em cartaz conduzido por um crítico de cinema. 3º SÁB: 10H Inscrições até à véspera da sessão

18 FEV: 16H EG

HISTÓRIAS DO CINEMA: ERIC VON STROHEIM CINEMATECA PORTUGUESA Filmes exibidos acompanhados ao piano 6 A 10 FEV

FESTIVAL INTERNACIONAL FILMES SOBRE ARTE KELLERKINO – CINEMA NA PORTUGAL BIBLIOTECA GALERIA ZÉ DOS BOIS 16 A 19 FEV www.films-on-art-portugal.org

HÁ CINEMA NO MUSEU – RETRATOS DE VIDAS EXTRAORDINÁRIAS MUSEU DO DINHEIRO

GOETHE -INSTITUT PORTUGAL

SANTUÁRIO

De Marc Brummund 7 FEV: 19H30

PAIS

De Robert Thalheim 21 FEV: 19H30

JOTTA: A MINHA MALADRESS É UMA FORMA DE DELICATESSE PROCURAM-SE FILMES


C I N E M A C I C L O S / F E S T I VA I S / C U R S O S

45

ARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA - VIDEOTECA Recolha de filmes caseiros

SESSÕES DE CULTO ESPAÇO NIMAS As escolhas de Filipe Melo

O FEITIÇO DO TEMPO De Harold Ramis 1 FEV: 21H30

SHORTCUTZ O BOM, O MAU E O VILÃO Exibição de curtas-metragens TER: 22H

CURSOS CINECLUBE CINE REACTOR 24I

12º Curso Geral de Cinema

ATÉ 30 JUN www.cursogeraldecinema.com DARC/DESTERRO

© Coleção da Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema

Curso de Documentário KINO-DOC ATÉ JUN

RESTART

Realização I

SEG, QUA, SEX

Realização II

TER, QUI : 19H-23H

Geral de Audiovisuais

TER, QUI: 9H-13H,14H-18H

Câmara e Iluminação para Audiovisuais

TER, QUI: 9H-13H, 19H-23H

Pós-Produção Audiovisual SEG, QUA, SEX

Produção e Marketing Audiovisual SEG, QUA, SEX: 9H-12H

Interpretação – Cinema e televisão TER, QUI: 19H-23H

Animação e Grafismo 2D/3D I TER, QUI Animação e Grafismo 2D/3D II TER, QUI: 9H-13H

Escrita para Cinema, Televisão e New Media

SEG, QUA, SEX: 20H-23H E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101

CINEMATECA PORTUGUESA 6 A 10 DE FEVEREIRO RUA BARATA SALGUEIRO, 39 / 213 596 250 / WWW.CINEMATECA.PT

HISTÓRIAS DO CINEMA ERIC VON STROHEIM A rúbrica Histórias do Cinema é, este mês, dedicada ao realizador Eric von Stroheim, um dos mestres do cinema mudo. O programa inclui cinco filmes que são apresentados por Jonathan Rosenbaum, crítico e investigador de renome. O cineasta austríaco é conhecido pelas obras realistas, sofisticadas, utilizando um estilo original e agressivo, onde a crítica social é frequente, espelhando toda sordidez, violência e sensualidade da vida real. Em 1909, Stroheim emigra para os Estados Unidos onde trabalha como ator, assistente de direção, cenógrafo, entre outras coisas. Só depois da 1ª Guerra Mundial é que se estreia na realização, com Blind Husbands , um dos filmes exibidos neste ciclo. Foolish Wifes, Wedding March, Queen Kelly e o famoso Greed, são outras das obras presentes no programa. Todos os filmes têm acompanhamento ao piano. AF


DA N ÇA

© Anne Van Aerschot

46

CENTRO CULTURAL DE BELÉM 22 E 23 DE FEVEREIRO, ÀS 21H PRAÇA DO IMPÉRIO / 213 612 400 / WWW.CCB.PT

RAIN Rosas. Anne Teresa de Keersmaeker, coreografia.

Estreada em 2001 para a obra Music for 18 Musicians de Steve Reich, Rain é uma das coreografias mais vibrantes de Anne Teresa de Keersmaeker. Em muitos aspetos, trata-se da continuação do trabalho coreográfico desenvolvido, três anos antes, em Drumming. As formas matemáticas,

E S P E TÁC U L O S CENTRO CULTURAL DE BELÉM

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

A TUNDRA

7 FEV: 21H30

a repetição exaustiva, a ocupação geométrica do espaço e a arte de variação constante – características que acabaram por se tornar assinatura da coreógrafa – são levadas ao limite. Coreografada ao ritmo pulsante da música minimalista de Steve Reich, Rain foi a primeira peça da coreógrafa belga a entrar para o repertório do ballet de Ópera de Paris. Ricardo Gross TEATRO CAMÕES

ITMOI - IN THE MIND OF IGOR

BOX NOVA - POINT OF YOU

RUA DAS GAIVOTAS 6

23, 24 FEV, 2, 3 MAR: 21H, 25 FEV, 4 MAR: 18H30, 26 FEV: 16H 1 MAR: 15H E

10 FEV: 21H, 11 FEV: 19H

Davi Pontes, coreografia e interpretação.

ENSAIO GERAL SOLIDÁRIO

Anna Réti e Ricardo Machado, coreografia e interpretação; Márton Debreczeni, dramaturgia.

RAIN

22, 23 FEV: 21H CULTURGEST

LA NUIT TOUS LES CHATS SONT GRIS 24, 25 FEV: 21H30

SEM TÍTULO

3, 4 FEV: 22H

A IMPORTÂNCIA DE SER (DES)NECESSÁRIO António Torres e Ana Jezabel, coreografia e interpretação. 17 A 19 FEV: 21H30

BAIXOS ALTOS

Fiar. Branko Potocan, direção artística; Carolina Ramos e Rini Luyks, interpretação. 24, 25 FEV: 21H

22 FEV: 21H

AU LAS/C U RSOS WO R KS H O PS ACADEMIA LIFECLUB/ ESTÚDIO 1

Dança Contemporânea para Maiores de 55 anos e Séniores Por Rafael Alvarez TER: 17H30-19H30

ALUNOS DE APOLO ESCOLA DE DANÇA

Danças de Salão

SEG A SEX: 19H-23H, SÁB: 15H-19H ARTA - TABERNA DAS ALMAS

Oficina de Tango Por Miriam Nieli QUI: 20H-21H30 938 226 403

ART!ST - ACADEMIA DE DANÇA , TEATRO E PERFORMANCE

Força e Flexibilidade Por Elena Castilla SEX: 18H45-19H45

Laboratório Coreográfico

Por Elena Castilla SEX: 19H45-21H


DA N ÇA AU L AS / C U R S O S / WO R KS H O P S

Barra de Chão

Por Elena Castilla TER: 19H-20H, QUI: 18H45-19H45 967 693 016

Cursos

Sevilhanas, Flamenco, Bata de Cola, Ballet, Contemporâneo, HipHop, Sapateado, Dança Criativa, Kizomba, Bachata, Salsa, Pole Dance, Zumba, Broadway Jazz, Forró e Samba de Gafieira ASSOCIAÇÃO ADN

Acrobacia Aérea

Por Joa Gouveia e Mila Xavier SEG, QUA: 19H30-21H45

Acrobacia de Chão Por Jocka Carvalho TER: 19H30-21H30

Pinos

Por Joa Gouveia TER: 19H30-21H30

Mastro Chinês e Conditioning

B.LEZA

Workshops de Dança DOM: 18H 963 612 816

CASA DO ARTISTA

Curso de Ballet RAD SEG A SEX: PÓSLABORAL, SÁB

Curso de Sapateado

Por Marinela SÁB: 11H30-12H50 963 773 636 (Centro de Formação) CASA DA COMARCA DE ARGANIL

Aulas Regulares de Tango Argentino (Iniciado/Intermédio) QUI: 20H30-21H30 964 859 049 CASA DE LAFÕES

Aulas de Tango

47

Aulas de Forró

AULAS REGULARES

C.E .M - CENTRO EM MOVIMENTO

Por Sofia Neuparth SEG: 17H30-19H, QUA: 8H30-10H

TER, QUI: 21H

LABORATÓRIOS DE INVESTIGAÇÃO ARTÍSTICA

Destecer - Práticas de Corpo na Cidade Por Luz Camara 6 A 10 FEV: 11H-16H

Dança e Movimento Por Mariana lemos 13 A 16, 20 A 23 FEV: 11H-16H

Travelling Through Transvercial Communication Por Peter Michael Dietz 28 FEV A 10 MAR TER, QUA: 13H-17H, SEX, SÁB: 11H-16H

Vertical

Corpo Dinâmico/Corpo Flutuante Por Peter Michael Dietz SEG, QUA: 19H30-21H30

Ensaios para uma Conferência: The World is Your Teacher, Ensinamentos de Yoshito Ohno (2015-2016) Por Ana Rita Teodoro TER: 20H-21H

Corpo, Dança e Movimento

Por Mariana Lemos TER, QUI: 18H-19H30

TER: 19H30

Por Ricardo Paz QUA: 18H45-20H45, SEX: 18H-18H45

Dança Contemporânea Por Ana Sofia Leite QUI: 19H-20H30

Malabarismo

Por Tiago Augusto SEX: 18H45-20H45 ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DA MOCIDADE DE LISBOA

Zumba

SEG, QUA: 19H30, TER: 8H20, 13H, 18H30, QUI: 8H30, 12H10, 19H30, SEX: 18H

Kizomba

SEX: 20H-22H 916 540 235 ASSOCIAÇÃO SUBUD

Biodanza

TER: 19H30-21H45 965 350 034 ATENEU COMERCIAL DE LISBOA

Aulas de Kizomba Por Alexandre Figueiredo QUI: 11H-12H 926 589 675

AUDITÓRIO CARLOS PAREDES

Oficinas de Movimento Por Bruno Rodrigues SEG: 15H-16H15, 18H5020H05, 20H15-21H30 brunosebastiaorodrigues@ gmail.com

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

O RIO DO OURO PAULO ROCHA, 1998 Dei conta recentemente da existência de um Wild at heart no cinema português, arrancado por Paulo Rocha (1935-2012) às margens d’ O Rio do Ouro . Na vez de Sailor Ripley temos Zé dos Ouros (aciganado e vidente), Mélita (grávida de homem casado) ocupa o lugar de Lula e a sua madrinha (a espantosa Isabel Ruth) podia ser a mãe ciumenta, manipuladora e criminosa do filme de David Lynch. Paulo Rocha abre O Rio do Ouro com um salvamento e regressa no final às mesmas águas, onde tem lugar um afogamento que decorre de crime passional. É impressionante a pulsão que Rocha coloca nas imagens, nas outras histórias de faca e alguidar cantadas pelo cego de José Mário Branco, no comboio para o Porto que mais parece um comboio fantasma, e na sensualidade daquelas mulheres fatais, tão ligada à força telúrica dos lugares. Ricardo Gross


DA N ÇA

48

AU L AS / C U R S O S / WO R KS H O P S

Workshops

Ballet, Danças Orientais e Hip-Hop CENTRO CULTURAL PADRE CARLOS ALBERTO GUIMARÃES

Aulas

Ballet, Barra de Chão, Dança Criativa e Dança Contemporânea pontifice73@gmail.com CHAPITÔ

Bar Tô no Brasil Samba à Mesa

3, 10, 17, 24 FEV: 22H30 EG © Michel Cavalca

Encontro de Malabaristas

7 FEV: 19H-21H30 EG

CULTURGEST 24, 25 DE FEVEREIRO, ÀS 21H30 RUA ARCO DO CEGO 50, PISO 1 / 217 905 155 / WWW.CULTURGEST.PT

LA NUIT TOUS LES CHATS SONT GRIS Companhia Instável. Laurence Yadi e Nicolas Cantillon, direção artística; Melissa Ugolini, Marie Khatib-Shahidi, Sérgio Noé Quintela e Rosana Ribeiro, interpretação.

Desde a criação da Companhia 7273 (2003), Laurence Yadi e Nicolas Cantillon conceberam cerca de 20 peças coreográficas, e todas elas tiveram digressões internacionais. À noite todos os gatos são pardos é um provérbio que se inspira num fenómeno fisiológico: à noite, quando a luz é fraca, os três tipos de cones da nossa retina, que são responsáveis pela visão diurna, não têm sensibilidade suficiente. Assim, todos os gatos, seja qual for a sua verdadeira cor, parecem pardos. Sem iluminar os factos não se podem tirar conclusões, porque todas as coisas se assemelham. A peça procura reinventar a perceção e interpretação do movimento coreográfico numa quase penumbra. Este projeto visa criar uma multitude de sensações perante um ato coreográfico sem narrativa explícita. RG

Encontro de Técnicas Circenses: Aéreos 22 FEV: 19H30-21H30 EG

Técnicas Circenses

Por Sâmara Botelho, Matias Hugo e Neuza Ribeiro SEG, QUA: 19H30-21H

Técnicas de Manipulação

Por Tommaso Mortari TER: 19H30-21H

Capoeira

Por Mário Correia TER, QUI: 19H30-21H COMPANHIA OLGA RORIZ

Por Sílvia Pinto Coelho QUI: 19H30-21H

Dança para Pelés MP

919 122 371

CENTRO CULTURAL ARTE PURA

CENTRO CULTURAL DE CARNIDE

Capoeira, Forró, Samba de Gafieira e Samba no Pé 917 495 610

Workshop por Carla Sofia QUA: 18H45-19H45

Cursos

Danças Orientais

Aulas

Salsa, Kizomba, Postura e Ladies Dance TER, SEX: 19H30, 20H30 DANCE FACTORY STUDIOS

Aulas Regulares, Cursos e Workshops

Kizomba Zero, Tango Argentino, Danças de Salão, Salsa, Tarrachinha, Semba, Bachata, Forró, Street Jazz, Ragga, Hip-Hop, Kuduro, Belly Dance, Sevilhanas, Ritmos Latinos, Pole Dance, Ballet, Sapateado, Dança Afro 966 755 755 DANCE SPOT

Artes de Palco, Street Dance e Danças Sociais DE PURA CEPA - ESCUELA DE TANGO

Tango Argentino (Iniciação, Intermédio e Técnica) depuracepatango@gmail.com DOJO DA LUZ

Dança Contemporânea Por Sofia Freire Diogo SEG, QUA: 10H30-11H30, SEG: 21H-22H, SEX. 20H30-21H30

ESCOLA DE DANÇA ANA KÖHLER

Cursos

Aulas de Contemporâneo

Ballet, Dança Contemporânea, Jazz/Broadway, Dança Tradicional Irlandesa, Hip-Hop e Bollywood 961 268 279

Aulas de Condicionamento Físico

ESCOLA DE DANÇA PROJETO LATINO

SEG, QUA, SEX: 10H3012H10, TER, QUI: 9H-10H30

SEG, QUA, SEX: 9H-10H30 CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

Dançar com Pk

Aulas de dança para pessoas com Parkinson e cuidadores por Rafael Alvarez e Leonor Tavares. SÁB: 10H-11H30 EG / MP

Aulas e Workshops

Salsa, Roda de Casino, Ritmos Africanos, Bachata, Tango Argentino e Sevilhanas Seg a sex: pós-laboral ESCOLA DE DANÇA RAQUEL OLIVEIRA

Dança Extemporânea e Danças Espanholas

939 672 545 ESPAÇO 9 DANÇATTITUDE

Práticas de Dança

DANÇA DO SABER

Fusão EtnoContemporânea

Gipsy Duende

SEG: 11H-12H30, TER: 18H30-20H

QUI: 21H-22H 965 127 123

AfroYin

Aulas de Flamenco

Orient(al) Express(ion)

Por Escola El Camino SEG: 11H-12H, 20H-21H30, QUI; 11H, 12H, SÁB: 11H-12H30 964 114 990

TER: 11H-12H30 QUA, SEX: 18H-19H


DA N ÇA

AU L AS / C U R S O S / WO R KS H O P S

ESPAÇO DANÇA DE PALMIRA CAMARGO

Aulas e Workshops

Ballet, Repertório Clássico, Dança Contemporânea, Barra de Chão, Danças de Caráter e Hip-Hop ESPASSUS 3G

Dança Escocesa TER: 20H-22H

ESTÚDIO ACCCA

Programa de Movimento e Dança Contemporânea: Aulas de Técnica e Laboratório Performativo

1, 8, 15, 22 FEV, 1, 8, 15, 22 MAR, 5, 12, 19, 26 ABR: 19H30-20H45, 19H3021H30 MP

marinanabais@gmail.com

Aulas de Dança Contemporânea

Por Sofia Silva TER, QUI: 10H30-12H, 19H-20H30, 20H30-22H 919 657 249 ESTÚDIOS VICTOR CÓRDON

Aulas de Ballet QUA: 18H-19H15

Por Marina Nabais

EVOÉ - ESCOLA DE ACTORES

Soma: Práticas do Corpo, Movimento e Dança Contemporânea Por Ana Mira QUI: 18H30-20H30 FORUM DANÇA

DANÇA CONTEMPORÂNEA Por Maria Ramos TER: 19H30-21H (NÍVEL ABERTO), QUI: 19H30-21H (NÍVEL INTERMÉDIO)

Ballet e Barra de Chão

49

Laboratório Coreográfico

Por Maria Ramos QUA: 19H30-21H FUNDAÇÃO LIGA

Atelier de Dança Inclusiva Por Rafael Alvarez TER: 9H30-10H30

GINÁSIO BEIJA-FLOR

Capoeira

SEG, QUA, SEX: 19H3021H, QUI: 20H45-22H

Por Maria João Lopes SEG: 19H30-21H, QUA: 19H30-21H

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL 7 DE FEVEREIRO, ÀS 21H30 AV. FREI MIGUEL CONTREIRAS, 52 / 218 438 801 / WWW.TEATROMARIAMATOS.PT

A TUNDRA Luís Guerra, direção e coreografia; Alice Lopes, António Cabrita, Gonçalo Ferreira de Almeida, Luís Guerra e Luís Marrafa, interpretação.

A Rede 5 Sentidos, que reúne 11 teatros de todo o país, convidou o coreógrafo e intérprete Luís Guerra a criar uma nova coreografia que circulasse pelos teatros da rede. O resultado desta coprodução à escala nacional é a peça A tundra. A tundra é dos

espaços geográficos mais ventosos, secos e frios deste planeta. A severidade deste ecossistema convida, muitas vezes, a que abrandemos para nos entregarmos à contemplação. Um local privilegiado para observarmos o silêncio interno, para abrandarmos o fluxo da mente. Este espetáculo convida a aceder a algo para lá do visível, para lá do conhecido. Aceder a espaços mais improváveis do nosso inconsciente coletivo. RG


50

DA N ÇA

AU L AS / C U R S O S / WO R KS H O P S

GINÁSIO POMBALINO

Aulas de Barra de Chão Por Elena Castilla TER: 19H-20H, QUI: 18H45-19H45 967 693 016 I-ART

Pole Heart

Aulas de pole dance por Carolina Ramos. SEG, QUA, QUI: 19H-23H IGREJA DE SANTO ANTÓNIO DE CAMPOLIDE

Aulas de Biodanza QUA: 19H30-22H 911 068 976 KI’ANDA PRIME

Aulas

Salsa, Bachata, Kizomba e Semba SEG A SEX: 19H-22H LUSITANO CLUBE

Lindy Hop

SEG A QUA LX DANCE - ESCOLA DE DANÇA E BAILADO DE LISBOA

Cursos

Ballet, Jazz, Musical, Barra no Chão, Contemporâneo, Flamenco/ Sevilhanas, Pontas e Dance Mix PRO.DANÇA - ESCOLA DE DANÇA

Aulas

Ballet Clássico, Dança Contemporânea, Sevilhanas e Flamenco e Barra no Chão

TAP DANCE CENTER LISBON

Aulas de Sapateado

SEG, QUA: 17H30-20H30, SEX: 12H-13H, SÁB: 10H3012H30 Por Michel e Paula Cirino TEAR - ESPAÇO DE ARTES

Dança Aérea

SEG, QUA: 10H30-12H, TER: 22H-23H30, QUA: 19H10-20H10

Sapateado

SEG: 12H10-13H10

Barra de Chão

SEG: 18H-19H, TER, QUI: 12H10-13H10

Contemporâneo

SEG: 19H10-20H10

Acrobática de Solo SEG: 20H20-21H20, QUI: 10H30-12H

Ballet

TER: 11H-12H, QUA: 21H30-22H30

Tap Dance

QUA: 18H-19H TEATRO CINEARTE

Aulas de Tango Argentino

DOM: 20H-21H30 milongabarraca@gmail.com TEATRO DOM LUIZ FILIPE (TEATRO DA LUZ)

The Best of Broadway

Aulas de Novo Circo - Acrobacias Aéreas: Tecido, Trapézio, Lira e Corda

Aulas

Aulas de Danças Tradicionais Europeias

STEPS CLUBE

VOZES EM CONSERTO ACADEMIA DE CANTO E PERFORMANCE

STAGE 81

Curso intensivo 8 FEV A 19 JUL QUA: 20H-22H Inscrições abertas até 7 fev

Kizomba, Salsa Cubana, Modern Fusion, Hot Heels (Burlesco), Danças Orientais/Bollywood, Zumba e Cabaret stage81escoladedanca@gmail. com

Aulas e Cursos

Tango, Salsa, Kizomba, Forró, Samba, Danças Orientais, Sapateado e Burlesque 914 890 204 TANGO D’AVENIDA

Aulas de Tango Argentino

Por Miriam Nieli QUA: 20H-21H30 938 226 403

SEG A QUI: 18H-21H, SÁB: 10H-16H 932 904 467

SEG: 19H (INTERMÉDIO), 20H45, TER: 19H (INICIAÇÃO) balldados@tradballs.pt

TEATRO CAMÕES 23, 24 FEVEREIRO, 2, 3 MARÇO ÀS 21H, 25 FEVEREIRO,5 MARÇO ÀS 18H30, 26 FEVEREIRO ÀS 16H PASSEIO DO NEPTUNO – PARQUE DAS NAÇÕES 218 923 477 / WWW.CNB.PT

ITMOI IN THE MIND OF IGOR Companhia Nacional de Bailado. Akram Khan, direção artística e coreografia; Nitin Sawhney, Jocelyn Pook e Ben Frost, música original.

Neste trabalho, Akram Khan interessou-se pelas dinâmicas com as quais Stravinsky transformou o mundo clássico da música, evocando emoções através de padrões em vez de expressões, e como esses padrões foram enraizados no conceito de uma mulher que dança até à morte. Esta abordagem foi de uma enorme inspiração para o coreógrafo britânico. Mas, por outro lado, Akram Khan teve por objetivo ir além desses padrões, concretizando uma exploração mais abrangente da condição humana. Adicionalmente criou esta obra com a colaboração de três compositores diferentes – Nitin Sawhney, Jocelyn Pook e Ben Frost –, o que permitiu descobrir inúmeros e diversos sons, usando Stravisnky como referência, guia e mapa. RG

Aulas de Dança 911 155 558

WORK IN STUDIO

Aulas de Iniciação ao Tango Argentino

Por Lua SEG, QUI: 20H45-22H15

Aulas de Flamenco Por Tatiana Saceda QUA: 20H30-21H30 geral@workin.com.pt

E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101


04 /

o hã v i l o) (pa a n c

09 /

201 7

m)

03 /

20 1 7

a i n é g u E ussa M o

at é

rU

gu E

Pr doria IEVES N a C u r N DE JUA

i nc

dEs

br ré o ção and pecte Ultima s eio Proípio, M

G

26 /

ad

at é

(qU

a or i I d a C u r MON A AL I L IU

n a i d ico i r Me acíf P

51

www.galeriasmunicipais.pt


52

LIT E R ATU R A

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN 9 A 11 DE FEVEREIRO AVENIDA DE BERNA, 45A / 217 823 000 / WWW.GULBENKIAN.PT

CONGRESSO INTERNACIONAL FERNANDO PESSOA A Casa Fernando Pessoa organiza mais um Congresso Internacional dedicado ao poeta dos heterónimos. Esta edição convida a ouvir comunicações inéditas sobre temas a ser desbravados agora pelos investigadores que trabalham sobre o escritor há anos, ou pelos doutorandos que ainda ensaiam publicações. António Feijó, Richard Zenith, Eduardo Lourenço, José Gil ou Jorge Uribe, são alguns dos ilustres participantes. Devido à enorme presença de Fernando Pessoa na paisagem literária portuguesa, os seus contemporâneos são, por vezes, injustamente esquecidos. Neste sentido, uma mesa de discussão APCC - ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO CULTURAL DA CRIANÇA

ATELIÊ DE MARIONETAS DE DEDO E ANIMAÇÃO DO LIVRO E DA LEITURA

BIBLIOTECA DE BELÉM

CICLO DE LETRAS

MÁRIO DE CARVALHO, ONDJAKI - DESTAQUE DE COLEÇÃO

MP

Exposição 1 A 28 FEV EG

ASSOCIAÇÃO RENOVAR A MOURARIA

BIBLIOTECA DOS CORUCHÉUS

Ana Sofia Paiva vai à Mouraria, para contar, cantar e encantar... ÚLTIMA QUA: 19H-21H

Ciclo de 12 sessões de formação não formal em língua inglesa destinada a adultos ATÉ 17 MAI QUA: 10H30-12H30

CONTARIA - UM BECO DE HISTÓRIAS EG

STAR (T) IN ENGLISH

EG / MP

com Gustavo Rubim e Hélder Macedo assinala a importância da obra de Manuel Teixeira-Gomes e Camilo Pessanha. Durante os três dias do congresso toda a sociedade cabe dentro de Fernando Pessoa. Como o poeta tão eloquentemente expressou: “Para o homem superior não há outros. Ele é o outro de si próprio. (…) Toda a sociedade está dentro de mim. Eu sou os meus melhores amigos e os meus verdadeiros inimigos. O resto - o que está lá fora - desde as planícies e os montes até às gentes - tudo isso não é senão paisagem”. Luís Almeida d’Eça

BU ÉDALOUCO PHARMÁCIA DE CULTURA

TERTÚLIA DE POESIA

Cada sessão tem um poeta convidado e um poeta celebrado TER: 21H30 CASA DA ACHADA - CENTRO MÁRIO DIONÍSIO

CICLO A PALETA E O MUNDO

Uma hora semanal de leitura de A Paleta e o Mundo de Mário Dionísio com projeção de imagens. SEG: 18H30 EG

CASA FERNANDO PESSOA

CLUBE DE LEITURA - IR À ESTANTE

O Livro do Desassossego de Bernardo Soares/Fernando Pessoa QUA (QUINZENALMENTE): 18H-20H EG / MP

CASA DE MACAU

CURSO DE LÍNGUA E CULTURA CHINESA QUA: 18H30-20H MP


53

PASSADO E PRESENTE LISBOA, CAPITAL IBERO-AMERICANA DE CULTURA 2017 FEVEREIRO www.lisboacapitaliberoamericana.pt


54 FEVE REI RO

L I S B OA , CA P I TA L I B E R O - A M E R I CA N A D E C U LT U R A 2 0 1 7

ESTREIAS MÚSICA

AVENIDA PAULISTA São Luiz Teatro Municipal, 10 e 11 fev, 21h

LIBERTADORES DE AMÉRICA

Casa da América Latina (Casa das Galeotas), 25 fev, 21h30

EXPOSIÇÕES

VISÃO YANOMAMI AML - Arquivo Fotográfico, 11 fev a 15 abr

LOS CARPINTEROS Carpintarias de S. Lázaro, 18 fev - mai

TEATRO

MATELUNA

Maria Matos Teatro Municipal, 15 a 17 fev

CONTINUAM

E AINDA

EXPOSIÇÕES PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS

GABINETE DE ESTUDOS OLISIPONENSES

TER A DOM: 10H-18H

AL FINAL DEL PARAISO Demián Flores [México] ATÉ 2 DE ABRIL

BIBLIOTECA ORLANDO RIBEIRO BIBLIOTECA DOS CORUCHÉUS BIBLIOTECA CAMÕES

TRÊS AO CUBO

Ilustração Ibero-americana ATÉ 30 DE JUNHO

VISITAS MUSEU NACIONAL DE ETNOLOGIA QUA A DOM: 10H30, 12H30, 14H30, 16H30

GALERIAS DA AMAZÓNIA Marcação prévia: visitasguiadas@mnetnologia.dgpc.pt ATÉ DEZEMBRO

RUAS DE LISBOA: UM ROTEIRO IBERO-AMERICANO

Roteiro dos arruamentos que deixaram na cidade memória de factos, cidadãos e heróis de países ibero-americanos.

TESTEMUNHOS DA ESCRAVATURA. MEMÓRIA AFRICANA

Vários museus, arquivos e bibliotecas de Lisboa foram convidados a selecionar, nas suas coleções, peças e/ou documentação relacionadas com a escravatura negra. Estes testemunhos serão objeto de pequenas mostras ou destacadas nas exposições permanentes. Mais informações: capitaliberoamericana@cm-lisboa.pt

ATELIÊS MUNICIPAIS E GALERIA QUADRUM

ARTISTAS LATINO-AMERICANOS EM LISBOA Claire De Santa Coloma [Argentina] Hector Zamora [México] Marilá Dardot [Brasil] ATÉ DEZEMBRO


F E V E R E I R O L I S B OA , CA P I TA L I B E R O - A M E R I CA N A D E C U LT U R A 2 0 1 7

Los Carpinteros (Cuba)

Carpintarias de São Lázaro – Centro de Artes Contemporâneas 18 de fevereiro até maio Inaugura a 18 de fevereiro, sábado, às 17h

Os cubanos Marco Castillo Valdes e Dagoberto Sánchez formam a dupla Los Carpinteros. A viver e a trabalhar entre Madrid e Havana, os artistas, que expõem regularmente por todo o mundo, chegam a Lisboa com uma instalação que marca o início das atividades culturais no antigo espaço das Carpintarias de São Lázaro. Relacionando questões corporais, psicológicas, políticas e culturais da sociedade atual, os artistas desenvolvem uma relação próxima com o público. Incorporando elementos de arquitetura e design nas suas esculturas e ilustrações, criam obras que complementam os espaços em que são expostas. A partir do convite das curadoras Verónica de Mello e Alda Galsterer, Los Carpinteros têm agora a oportunidade de criar uma mostra site-specific para o local onde funcionava uma antiga carpintaria. A dupla integra as coleções de museus como o Solomon R. Guggenheim Museum, em Nova Iorque, o Museum of Contemporary Art, em Los Angeles e o britânico Tate Modern, em Londres. Thiago Moraes di Fonzo

55


56 FEVE REI RO

L I S B OA , CA P I TA L I B E R O - A M E R I CA N A D E C U LT U R A 2 0 1 7

Visão Yanomami Claudia Andujar (Brasil)

Arquivo Municipal de Lisboa - Arquivo Fotográfico 11 de fevereiro a 15 de abril Segunda a sábado, das 10h às 19h Inaugura a 11 de fevereiro, sábado, às 17h O primeiro contato de Claudia Andujar com os Yonomami aconteceu em 1970 quando foi escolhida pela revista Realidade para participar num número sobre a Amazónia. Esse encontro leva-a a abandonar o fotojornalismo, que abraçara uma década antes, e a dedicar-se a um projeto artístico que se tornou uma causa. Com uma história familiar marcada pela perseguição nazi durante a II Guerra Mundial, a questão de uma minoria ameaçada foi determinante na sua aproximação a esta população. Num espaço de dez anos, Claudia Andujar imergiu na cultura Yanomami e tornou-se uma ativista em prol dos seus direitos. O seu trabalho artístico, contudo, não é eminentemente etnográfico ou documental, distinguindo-se pela introdução de questões da fotografia contemporânea na iconografia tradicional dos povos indígenas do Brasil. A narrativa visual daí resultante, onde o retrato tem uma dimensão significativa, revela um olhar pessoal, comprometido, fortemente marcado por uma estética apurada. As fotografias apresentadas nesta exposição, propriedade do Centro de Artes de Inhotim, datam sobretudo das décadas de 1970 e 1980 e foram feitas na região do rio Catrimani onde a artista viveu entre os Yanomami. Paula Teixeira


F E V E R E I R O L I S B OA , CA P I TA L I B E R O - A M E R I CA N A D E C U LT U R A 2 0 1 7

Yanomami significa Seres Humanos. São a 7ª maior tribo indígena brasileira. Vivem em cerca de 250 aldeias. Ocupam uma área de 192.000 Km2 (Brasil e Venezuela). No Brasil vivem cerca de 22.000 índios e na Venezuela cerca de 16.000.

57


58 FEVE REI RO

L I S B OA , CA P I TA L I B E R O - A M E R I CA N A D E C U LT U R A 2 0 1 7

Mateluna Guillermo Calderón (Chile)

Maria Matos Teatro Municipal 15 a 17 de fevereiro Quarta a sexta às 21h30 No ano de 2013, Guillermo Calderón escreveu e encenou Escuela, uma peça que retrata os treinos secretos de jovens em luta contra a ditadura chilena no fim da década de 80. Durante uma longa investigação, o autor entrevistou antigos membros da resistência ao governo de Pinochet. Entre eles, Jorge Mateluna, que partilhou sua história de militância desde os 13 anos de idade e de como foi condenado a uma pena de 14 anos de prisão, após o seu grupo ser detido por um assalto a um banco, em 1990. Pouco tempo depois da estreia de Escuela, Jorge foi detido uma vez mais, acusado de participar num novo assalto a um banco. Desta vez, acredita-se que o prenderam com base em provas falsas. Em Mateluna, a nova peça de Guilhermo Calderón, o autor explora a complexidade do caso do ex-militante, fazendo uma relação entre a verdade exposta em Escuela e a forma agressiva como ainda são tratados aqueles que lutaram contra uma das ditaduras mais violentas da América Latina. O espetáculo, uma coprodução Maria Matos Teatro Municipal com a rede House of Fire e apoio do Programa Cultural da União Europeia, é encenado em castelhano com legendas em português. TMF


F E V E R E I R O L I S B OA , CA P I TA L I B E R O - A M E R I CA N A D E C U LT U R A 2 0 1 7

Libertadores de América Camerata Atlântica

Avenida Paulista (Brasil)

São Luiz Teatro Municipal 10 e 11 de fevereiro Sexta-feira e sábado às 21h

(Venezuela/Portugal) Casa da América Latina (Casa das Galeotas) 25 de fevereiro às 21h30

A Camerata Atlântica apresenta obras de dois compositores latino americanos. De Julían Órbon (1925-1991), compositor cubano inspirado pela música espanhola e africana, será reproduzido o Quarteto de Cordas, obra escrita em 1951. A segunda parte da noite marca a estreia da peça criada por Efráin Oscher (1974), na foto, especialmente para este concerto. Trata-se de uma suíte dedicada aos Libertadores de América, onde numa linguagem única e com diferentes ritmos, o compositor transmite os sentimentos, as frustrações e as alegrias dos heróis que deram a liberdade aos países da América Latina. TMF

Desenvolvido pelo Teatro São Luiz, o programa Avenida Paulista traz a Lisboa os concertos de Momo, Dom La Nena, Márcia Castro e Mariana Aydar em dupla com Dani Black. Organizado desde 2012, o espetáculo apresenta o que se tem feito de novo na música brasileira. A primeira noite abre com Momo (Marcelo Frota), o cantor e compositor carioca, que hoje vive em Lisboa e lança o seu quinto álbum. Segue-se a interpretação da cantora e violoncelista gaúcha radicada em França, Dom La Nena (Dominique Pinto). A segunda noite é marcada pelo encontro de dois paulistanos. A cantora e compositora Mariana Aydar (na foto) junta-se ao cantor, multi-instrumentista e também compositor, Dani Black, numa apresentação inédita. Antes do encontro, a baiana Márcia Castro sobe ao palco com a sua música que funde elementos de samba, frevo, ska e pop. TMF

59


60 FEVE REI RO

L I S B OA , CA P I TA L I B E R O - A M E R I CA N A D E C U LT U R A 2 0 1 7

Programa Educativo Ao longo do ano, os Serviços Educativos da Direção Municipal de Cultura e da EGEAC acompanham as iniciativas da Lisboa – Capital Ibero-americana de Cultura com uma diversidade de propostas ancoradas nos seus quatro eixos programáticos: a questão indígena, a questão das culturas afrodescendentes, a questão das migrações entre a Europa e as Américas e a questão da criação artística e do pensamento contemporâneo. Preparadas para públicos diversos – adultos, estudantes, famílias – estas propostas incluem desde visitas guiadas, a oficinas, ateliês ou conversas. FONOTECA MUNICIPAL / BLX

ENTRE PORTUGAL E O BRASIL HÁ MÚSICAS MIL Oficina Musical

Público escolar: fev e mar, às 11h e às 14h30, sob marcação MUSEU DE LISBOA PALÁCIO PIMENTA

LISBOA MULTICULTURAL VISITAS GUIADAS

PADRÃO DOS

Público adulto: As Faces da Lisboa Multicultural e Trajectos, datas a anunciar Público escolar: As Faces da Lisboa Multicultural e Trajectos, sob marcação Famílias: Manifesto da Lisboa Multicultural, datas a anunciar

DESCOBRIMENTOS

AL FINAL DEL PARAISO Demián Flores [México] VISITAS GUIADAS

Público adulto: 12 e 26 fev, 12 e 26 mar, às 11h e 15h30 Público escolar: sob marcação OFICINAS

Público escolar: com Leonor Salazar, sob marcação Famílias: O Totem da minha Tribo, com Ana Gonçalves 19 fev, às 10h30

ARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA – FOTOGRÁFICO

VISÃO YANOMAMI Claudia Andujar [Brasil] VISITAS GUIADAS

Público adulto: 15 fev, 9 e 30 mar, 12 abr, às 14h30


L I T E R AT U R A CASA-MUSEU ANASTÁCIO GONÇALVES

CURSO O DIÁLOGO ENTRE LITERATURA E ARTE: NO CONTEXTO DOS SÉCULOS XIX E XX

61 ESCREVER ESCREVER

CURSOS

Comunicação Escrita no Trabalho; Descomplicar a Escrita; Escrita Criativa, Escrever um Livro; Escrita de Viagens; Gastronomia; Cartas de Amor; Escrita Erótica; Publicidade

Com Paula Oleiro

CESÁRIO VERDE: “O PINTOR DE ATMOSFERAS” 2 FEV: 18H30-20H

O MITO DE NARCISO NA POESIA E NA PINTURA PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA 9 FEV: 18H30-20H

JORGE DE SENA: O TRABALHO POÉTICO EM TORNO DA “EKFRASIS” 16 FEV: 18H30-20H MP

ESPAÇO BAIRRO ALTO – LISBOA

TUTORIA E GRUPO DE ESCRITA

Acompanhamento personalizado e em grupo de projetos de escrita de ficção SEX: 18H30-20H30 atelierfilipamelo@gmail.com ESPAÇO INATEL MOURARIA

OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA LER MAIS & ESCREVER MELHOR

Com Filipa Melo SEG: 18H-20H IA

aconim@inatel.pt EVOÉ – ESCOLA DE ACTORES

CURSO DE ESCRITA CRIATIVA Com Isabel Costa TER: 18H30-20H MP

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

CONGRESSO INTERNACIONAL FERNANDO PESSOA 9, 10, 11 FEV

FUNDAÇÃO JOSÉ SARAMAGO

JOSÉ SARAMAGO – A SEMENTE E OS FRUTOS

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Exposição documental e bibliográfica

INSTITUTO ORIENTAL

GRUPO AMIGOS DE LISBOA

CURSO LIVRE DE LÍNGUA E CULTURA TURCA 931 625 424 MP

CICLO DE CONFERÊNCIAS

Camões: muito mais do que o Poeta da Epopeia Por José Gameiro Lopes 18 FEV 15H

CENTRO CIENTÍFICO E CULTURAL DE MACAU

CURSO DE LÍNGUA E CULTURA CHINESAS

SÁB: 9H-11H, 11H-13H MP

CENTRO INTERCULTURACIDADE

CURSO DE INTRODUÇÃO AO CRIOULO DE CABO VERDE MP

CULTURGEST

COMUNIDADE DE LEITORES

Entre dois Mundos por Helena Vasconcelos O Físico Prodigioso, Jorge de Sena 9 FEV: 18H30 O Céu é dos Violentos, Flannery O’Connor 23 FEV: 18H30 MP

EL CORTE INGLÉS

CURSO DE LITERATURA POLICIAL

Coordenado por Francisco José Viegas 6, 8, 13, 15, 20, 22 FEV, 1, 6, 8, 15 MAR SEG, QUA: 19H

CICLO ENCONTROS COM ESCRITORES ESTE LIVRO QUE ESCREVI

Luís Carmelo com o livro Trilogia de Sísifo 21 FEV: 19H

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

ESPLENDOR NA RELVA ELIA KAZAN, 1962

Esplendor na Relva, obra-prima de profundo lirismo, é um filme singular nas suas múltiplas relações com a literatura. O argumento, sobre os temas do amor contraposto ao puritanismo e à hipocrisia social e do sofrimento inerente à passagem da adolescência à idade adulta, foi escrito diretamente para o cinema pelo dramaturgo William Inge. O título tem origem num verso do poema de William Wordsworth – Ode: Intimations of Immortality – que Natalie Wood cita por duas vezes: à beira da histeria durante uma aula e resignada no final do filme. Elia Kazan filmou como ninguém a verdade dos corpos e a irredutibilidade do desejo e inspirou, por sua vez, o admirável soneto homónimo de Ruy Belo, belíssima reflexão sobre a perenidade da arte. Evocamos o poema para reafirmar que “prossegue a primavera” no mais comovente dos filmes de amor e na figura inesquecível de Deanie Loomis/Natalie Wood. Luís Almeida d’Eça


62

L I T E R AT U R A ILNOVA - INSTITUTO DE LÍNGUAS DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

CURSOS SEMESTRAIS

Alemão, Árabe, Búlgaro, Coreano, Dinamarquês, Espanhol, Finlandês, Francês, Grego Moderno, Hebraico, Hindi, Húngaro, Inglês, Italiano, Japonês, Mandarim, Neerlandês, Polaco, Romeno, Russo, Sérvio, Sueco, Turco. INSTITUTO CULTURAL ROMENO

CURSOS DE LÍNGUA ROMENA

Prof.ª Rodica Adriana Covaci SEG, QUA: 19H-20H30 Prof. Simion Doru Cristea TER, QUI: 19H-20H30 JUNTA DE FREGUESIA DE ARROIOS

OFICINAS CINCO ÀS SEIS Escrita criativa por Filipa Melo SEG: 18H MP

JUNTA DE FREGUESIA DO LUMIAR

CLUBE DE LEITORES Autores do Lumiar 15 FEV: 21H MP

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

PROPOSTAS PARA UM GLOSSÁRIO DO NOSSO TEMPO

Seminário de António Guerreiro ATÉ 11 FEV SÁB: 15H-18H MP / EG

MUSEU DO ALJUBE - RESISTÊNCIA E LIBERDADE

CICLO LIVROS NO ALJUBE Apresentação do livro No Limite da Dor, de Ana Aranha e Carlos Ademar. Apresentação de Irene Pimentel 14 FEV: 18H

CICLO INTELECTUAIS E ARTISTAS DA RESISTÊNCIA - ALVES REDOL

Apresentação da vida e obra por Vitor Viçoso e Paula Godinho. 21 FEV: 18H

MOSTRA BIBLIOGRÁFICA. EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA ATÉ 28 FEV EG

MUSEU NACIONAL DA M ÚSICA

CICLO POESIA NO MUSEU Carla Quevedo - Sweeney Todd 22 FEV:19H EG

MUSEU DO ORIENTE

WORKSHOP DE MANDARIM Com Gao Hengyu 4, 11, 18, 25 FEV: 14H30-17H30 MP

ORIENTA-TE

INICIAÇÃO À LÍNGUA CHINESA

TER: 18H30-20H, QUA, QUI: 19H-20H30 MP

PORTUGU ÊS ET CETERA

CURSOS DE PORTUGUÊS, LÍNGUA ESTRANGEIRA E LÍNGUA MATERNA

TEATRO NACIONAL D. MARIA II

CICLO POETAS AQUI ROSTO, CLAREIRA E DESMAIO

Textos e poemas Miguel-Manso Direção Susana Vidal 9 A 12 FEV QUI-SÁB: 21H30, DOM: 16H30

CLUBE DOS POETAS VIVOS Inserido na Semana Mundial da Harmonia Inter-Religiosa 7 FEV: 19H

E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101


L I T E R AT U R A O S L I V R O S D E F E V E R E I R O

FERNANDO G.K. CHESTERTON

JOSÉ SILVA CARVALHO

EQUIPO PLANTEL

63

FICAR NA CAMA E OUTROS ENSAIOS

DO TEATRO DAS TRINAS AO CINE-ESPERANÇA

DOM QUIXOTE

CALEIDOSCÓPIO

ORFEU NEGRO

E-PRIMATUR

A mais justa homenagem que se pode prestar a este livro, é lê-lo por ócio e não por obrigação. O mundo de Gilbert Keith Chesterton (1874-1936) não é tão distante do nosso, cronologicamente, mas é toda uma outra realidade começando pelo valor dado ao uso do tempo. Chesterton escreveu muitíssimo, em variados géneros, e poder-se-á dizer, pela informação disponível, que se terá recreado em todos eles. Quando isto se aplica ao ensaio, onde o escritor pôde verter a sua vasta cultura e o seu enorme prazer de viver, é o paraíso. A inteligência de G. K. Chesterton força-nos, frase a frase, parágrafo após parágrafo, de encontro à parede das nossas contradições. Limitação que partilhamos com a espécie humana. O seu brilhantismo nasce da capacidade de desmultiplicar o número de leituras sobre um mesmo fenómeno, um atavismo comum. Chesterton desmonta os nossos preconceitos, as ideias feitas e ao fintar-nos deixa-nos com um sorriso no rosto, resultante do gosto da leitura. RG

Embora nenhum deles concebido de origem, quer o Teatro das Trinas, quer o Cine-Esperança, foram polos de significativa animação cultural entre o último quartel do século XIX e o primeiro terço do século seguinte. O Teatro das Trinas dedicou-se às récitas teatrais, musicais eruditos e populares, com sessões de fado e variedades, comemorações diversas, bailes e festas de carnaval. O Cine-Esperança teve no cinema a sua utilização mais habitual, a partir dos anos 20 seguido de espetáculo de variedades. Duas salas que deixariam uma marca simbólica na história do Fado: o guitarrista Armandinho tem a sua primeira atuação pública no Teatro das Trinas no ano de 1905; Hermínia Silva estreia-se profissionalmente, em 1926, no Cine-Esperança. Este livro surge como um contributo para a história de um dos bairros mais personalizados de Lisboa, a Madragoa, através do estudo da sua vida cultural e recreativa gerada por duas salas há muito desaparecidas e pouco conhecidas do público em geral.

Originalmente publicado em 1978, este texto fala de ricos e pobres, dominantes e dominados e de classe alta, média e trabalhadora. Fala sobretudo da forma diferente como todos eles vivem e entendem o mundo. Desde então muita coisa mudou, infelizmente não o bastante para alterar o espírito deste belíssimo texto. Como se lê em nota da edição: “ (…) em geral o vestuário das pessoas assemelha-se mais. Não mudou porém o desejo que muitos ricos partilham de terem coisas exclusivas para se poderem distinguir dos outros”. Contrariamente ao que se esperava no final da década de 70, o fosso entre ricos e pobres aumentou drasticamente nos últimos anos com o empobrecimento acentuado da classe média e o crescimento do desemprego. Por isso, neste livro só as ilustrações de Joan Negrescolor são novas. Agora é altura de o ler e compreender que teoricamente todos os homens são iguais, mas que na prática há coisas que os tornam diferentes: o dinheiro, o poder, a força, a cultura.

Patrick White (19121980) foi o único escritor australiano a receber o Prémio Nobel de Literatura (1973). A sua obra possui um caráter épico e uma intensidade visionária e lida com os temas da identidade australiana e da relação do indivíduo com a vastidão da paisagem. Voss narra a odisseia de um explorador alemão do século XIX que desaparece durante uma expedição ao interior do deserto australiano. Antes de partir, conhece Laura e criam ambos uma estranha ligação que se intensifica à medida que a distância aumenta entre eles. Voss é o homem que quer deixar o nome naquela terra inóspita, de forma irrevogável, e Laura, a mulher que quer impor a sua individualidade e inteligência numa colónia mesquinha de degredados. Acreditam, os dois, que o “futuro é vontade” e que neste “país perturbador” é “mais fácil descartar o supérfluo e tentar o infinito”. Eleito pelo The Guardian como um dos 100 melhores romances de língua inglesa de todos os tempos. LAE

HÁ CLASSES SOCIAIS

PATRICK WHITE

VOSS


ENTREVISTA

64

RITA REDSHOES

Her

FILIPA SANTOS

Os sapatos vermelhos de Rita voltam a fazer magia. Com uma carreira de sucesso na música e um livro na bagagem, a cantora fala-nos do mais recente projeto, Her, onde canta, pela primeira vez, três temas em português. Será num ambiente especial que irá apresentar o novo disco. O concerto acontece no Tivoli, dia 23 deste mês. Neste disco, trabalhou com músicos muito conceituados que já tinham gravado com os REM, Depeche Mode, Pet Shob Boys ou Tindersticks. Isso intimidou-a? Quando soube quem eram os músicos que iam gravar comigo fiquei um bocado assustada. Tinha algum receio que, por serem de uma geração mais velha e terem outra experiência, fossem paternalistas em relação à minha música. Mas não foi isso que aconteceu, encontrei pessoas muito disponíveis e preocupadas em respeitar as minhas ideias. Às tantas, deixei de olhar para as pessoas tendo em conta o seu currículo. Isso diluiu-se logo nos primeiros minutos. O título do álbum, Her, remete imediatamente para o universo feminino. Enquanto artista mulher, sente que ainda vivemos num mundo de homens? No universo da música, a maior parte das pessoas com quem me tenho cruzado, sejam músicos ou técnicos, são homens. Toco desde os 14 anos e só comecei a sentir essa diferenciação bastante mais tarde. Senti isso de forma negativa nalgumas situações, o que foi frustrante

porque nunca tinha essa consciência antes. Nunca senti da parte do meu pai ou do meu irmão (com quem trabalhei muitas vezes) essa diferenciação por ser menina. A exigência e as expetativas eram iguais. Para mim foi uma surpresa, quando cheguei ao mundo profissional e me deparei com isso. Odeio que me tratem de forma diferente por ser mulher, ou que me passem um atestado de ignorância. Este álbum tem três canções em português. Foi uma decisão difícil? Não diria que foi difícil, mas sim um desafio. Já há alguns anos que tinha vontade de gravar canções em português. Aliás, já tinha sentido essa vontade no disco anterior, mas não me tinham surgido as canções que fizessem sentido. Curiosamente, para este disco a primeira canção que me apareceu foi em português, Vestido (em co-autoria com o Pedro da Silva Martins). A temática tinha tudo a ver com as outras letras e pensei: “porque não fazer isto agora?”. Life is Huge (primeiro single de Her) marca a estreia do cineasta Marco Martins na realização de videoclips. Como surgiu a oportunidade de trabalhar com ele? Já tinha colaborado com o Marco antes. Ele desafiou-me a mim e ao Paulo Furtado para musicarmos um vídeo que tinha gravado em Moçambique, de uma ONG (The Big Hand), com quem agora colaboro. Nessa altura criou-se uma ligação bonita, fiquei logo a gostar do Mar-


Š Francisco Levita

65


66

E N T R E V I S TA R I TA R E D S H O E S

co enquanto ser humano. Quando fiz val de cinema para crianças), onde musieste disco, pensei logo que seria a pes- cou ao vivo o filme Balão Vermelho (1956). soa certa para me fazer um videoclip. O universo das crianças fascina-te? Sentia que precisava de uma visão de Acho que na génese das minhas músicas alguém em quem confiasse por comple- há algo de muito infantil. Para mim a linto. Mandei-lhe uma sms, ele estava em guagem infantil é muito simples. QuanVeneza. Disse-me que tinha acabado de do falo com crianças não sinto nenhuma ver o documentário sobre o Nick Cave barreira. São o público mais genuíno que (o meu produtor também produziu vá- existe. De todas as minhas experiências rios álbuns do Nick Cave), e ainda por a tocar ao vivo, foi só com crianças que cima tinha sido pai de uma menina há tive uma invasão de palco. Choram, dipouco tempo e estava muito dentro do zem que se querem ir embora, ou no fim universo feminino. Disse-me logo que vêm dar-me abraços, que é algo que não sim, que queria fazer o meu vídeo. No acontece no mundo dos adultos. Sempre fundo, aquelas imagens espelham mui- que me aparecem projetos ligados ao to bem todo o conceito do disco. universo das crianças eu aceito logo porHá dois anos estreou-se na escrita, com que dá-me muito prazer. O retorno, seja Sonhos de uma Rapariga quase Nor- bom ou mau, é sempre algo de muito gemal. Como correu essa nuíno e a arte vive disso. experiência? Dia 23 de fevereiro, apreJÁ HÁ ALGUNS ANOS Já tinha o hábito de es- QUE TINHA VONTADE senta este disco no Tivoli, crever os meus sonhos DE GRAVAR EM num ambiente cinematonum caderno. Um dia, PORTUGUÊS MAS NÃO gráfico. Pode levantar a em conversa com o Ma- TINHAM SURGIDO ponta do véu sobre como nuel Fonseca (Guerra e AS CANÇÕES QUE vai ser o concerto? Paz), senti-me com al- FAZIAM SENTIDO. Todo o disco foi baseado guma lata para lhe penesse propósito, nessa lindir uma opinião sobre o guagem cinematográfica. que eu escrevia. Duas semanas depois Tem cordas do início ao fim, o que dá logo ligou-me e disse que tínhamos que fazer uma sonoridade muito específica. A foralguma coisa acerca dos sonhos. Nunca mação é de piano e guitarra, um quarteto tinha pensado em publicar o que quer de cordas, baixo e bateria. Tem sido muique fosse, queria apenas uma opinião to curioso e muito interessante para mim mais crítica. Temos muita tendência trazer para este universo as músicas dos para engavetar as pessoas: se é músico, outros discos, dando-lhes uma nova roué apenas músico. Às vezes o precon- pagem. Não é exatamente um concerto de ceito até vem de quem é da área. Sou entertenimento, não é isso que eu faço. É completamente contra isso. Acho que a importante esta ideia que às vezes se percriatividade pode surgir em várias for- de: o prazer de ouvir música pela música. mas. Sempre que tenho oportunidade Não é um espetáculo de artifícios, é um de fazer algo que me dê gozo, não vou espetáculo onde a luz tem esse lado cinedizer que não. Não está em causa – até matográfico, com ambientes muito espeporque não é essa a minha pretensão – cíficos, quase como fotografias. No fundo, ser escritora. Foi um desafio que me deu quero dar ao público, tendo ele essa dispomuito prazer. nibilidade, o prazer de ouvir música. Deu dois concertos para crianças no São Luiz e pasticipou no Festival Play (festi- Ver página 70


1 ANO NO APOIO À CRIAÇÃO

208 projetos acolhidos nas salas de trabalho, 187 projetos de artistas portugueses, 21 projetos de artistas estrangeiros. 49 projetos acolhidos nas residências. 128 artistas alojados, 47 portugueses, 81 estrangeiros. 5 estruturas culturais residentes. 1 cafetaria. Programação de verão com cinema, música, performances, exposições e conversas.

CENTRO DE CRIAÇÃO ARTÍSTICA SALAS DE TRABALHO | RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS

www.cm-lisboa.pt/polo-cultural-gaivotas-boavista


68

M Ú S ICA

COLISEU DOS RECREIOS 14 DE FEVEREIRO, ÀS 22H RUA DAS PORTAS DE SANTO ANTÃO, 96 / 213 240 585 / WWW.COLISEULISBOA.COM

FESTIVAL MONTEPIO ÀS VEZES O AMOR No dia 14 de fevereiro, o país volta a ser invadido por uma onda de amor e música. Lisboa juntase a Aveiro, Beja, Coimbra, Faro, Lagoa, Viana do Castelo, Vila Nova de Gaia, Castelo Branco, Leiria, Porto e Vila do Conde para assinalar o Dia dos Namorados. Trata-se da 3.ª edição do Festival Montepio - Às Vezes o Amor, onde artistas nacionais celebram a data em concerto. Este ano, os espetáculos acontecem nos dias 11 e 14, havendo E S P E TÁC U L O S ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DA MOCIDADE DE LISBOA

FORRÓ PESADO APRESENTA KABAÇA ROOTS AO VIVO SÁB: 23H

CASA FERNANDO PESSOA

SOLISTAS DA METROPOLITANA

MENDELSSOHN, BRAHMS 17 FEV: 18H30

CENTRO CULTURAL DE BELÉM

ORQUESTRA

METROPOLITANA DE LISBOA

PARA LÁ DE SCHUBERT 12 FEV: 17H

THE TEMPER TRAP 14 FEV: 21H

ÂNGELO FREIRE 15 FEV: 21H

GLENN MILLER ORCHESTRA 16, 17 FEV: 21H

ORQUESTRA SINFÓNICA PORTUGUESA

CHERUBINI | TINOCO | MENDELSSOHN 19 FEV: 17H

música para todos os gostos. Em Lisboa, no dia 14, Bruno Nogueira e Manuela Azevedo dão voz à efeméride, com o espetáculo Deixem o Pimba em Paz , no Coliseu dos Recreios. Rui Veloso, Jorge Palma, Aurea, Amor Electro, HMB, Rita Guerra, Paulo Gonzo, Raquel Tavares, Gisela João, João Pedro Pais e André Sardet são os outros nomes que participam nesta iniciativa. O preço dos bilhetes oscila entre os 10€ e os 30€. Filipa Santos

BRAD MEHLDAU TRIO 24 FEV: 21H

QUINTAS ÀS 7 DRYADS DUO 2 FEV: 19H

JOÃO MIGUEL SILVA | VASCO DANTAS ROCHA | LUÍS DUARTE MOREIRA 16 FEV: 19H

HÁ FADO NO CAIS TERESA SIQUEIRA 3 FEV: 21H

CRISTINA FERREIRA 25 FEV: 21H

CCBEAT

SEAN RILEY AND THE SLOWRIDERS 4 FEV: 21H

CHAPITÔ

CLUBE DO CHORO DE LISBOA

6, 13, 20, 27 FEV: 22H30 EG

TERÇA EM FADO

7, 14, 21, 28 FEV: 22H30

FADO NO BARTÔ COM FLÁVIO GIL 22 FEV: 22H

FADO COM MARIFÁ

2, 9, 16, 23 FEV: 22H30


M Ú S I CA E S P E TÁC U L O S

SAMBA À MESA

3, 10, 17, 24 FEV: 22H30 EG

MÚSICAS DO MUNDO 5, 12, 19, 26 FEV: 22H EG

CINE THEATRO GYMNÁSIO

FADO IN CHIADO SEG A SÁB: 19H

COLISEU DOS RECREIOS

SKUNK ANANSIE 11 FEV: 21H

MONTEPIO ÀS VEZES O AMOR BRUNO NOGUEIRA E MANUELA AZEVEDO DEIXEM O PIMBA EM PAZ 14 FEV: 22H

THIEVERY CORPORATION 15 FEV: 21H

CONCERTO DE SÃO VALENTIM

BELCEA QUARTET E JEAN-GUIHEN QUEYRAS 14 FEV: 19H

ORQUESTRA GULBENKIAN Alisa Weilerstein, violoncelo Giancarlo Guerrero maestro 16 FEV: 21H, 17 FEV: 19H

69

PORTAS ABERTAS – RISING STARS ARMIDA QUARTETT

GALERIA ZÉ DOS BOIS

CHRISTOPHER PARK

MORITZ VON OSWALD & RASHAD BECKER

19 FEV: 11H

19 FEV: 13H

HORÁCIO FERREIRA

NIGHT LOVELL 23 FEV: 22H

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

10 FEV: 22H

19 FEV: 15H

SOLISTAS DA ORQUESTRA GULBENKIAN

MARIAM BATSASHVILI

MUSEU DO DINHEIRO

CORO E ORQUESTRA GULBENKIAN

TAMSIN WALEY-COHEN 19 FEV: 19H

MÚSICA, POESIA, ESTÓRIAS CONTADAS

17, 24 FEV: 21H30

ACIS AND GALATEA

Ópera de Händel 23 FEV: 21H, 24 FEV: 19H

CICLO PIANO ANDRÁS SCHIFF

19 FEV: 17H

MET OPERA LIVE IN HD RUSALKA, ANTONÍN DVORÁK 25 FEV: 18H

CANTO ONDO 4 FEV: 16H

EG

MUSEU DE LISBOA – SANTO ANTÓNIO

FADOS PARA SANTO ANTÓNIO 16 FEV: 19H

12 FEV: 19H

CULTURGEST

CICLO JAZZ +351 RICARDO TOSCANO E JOÃO PAULO ESTEVES DA SILVA 24 FEV: 21H30

EL CORTE INGLÉS

SOLISTAS DA METROPOLITANA MOZART, PROKOFIEV

16 FEV: 19H EG relacoespublicas@elcorteingles. pt FNAC COLOMBO

LILIANA MARTINS MEU TEMPO

5 FEV: 17H FUNDAÇÃO ARPAD SZENES-VIEIRA DA SILVA

SOLISTAS DA METROPOLITANA

SONATAS PARA VIOLINO DE J. S. BACH 4 FEV: 16H EG

SOLISTAS DA METROPOLITANA

DALLA RUSSIA CON AMORE 18 FEV: 16H

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

ADRIANA CALCANHOTO O MILAGRE DAS ROSAS 3 FEV: 21H

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

O FIM DA AVENTURA NEIL JORDAN, 1999

O Fim da Aventura, adaptação do romance do britânico Graham Greene, não é um filme com o típico final feliz, mas a história de amor vivida pelos dois protagonistas é tão intensa que está no topo da minha lista de filmes românticos. O que me encanta nesta história é também aquilo que me desola: o facto de ser um amor condenado à partida. A par do enredo cativante, temos as notáveis interpretações de Julianne Moore e Ralph Fiennes, uma dupla com uma química extraordinária. Presa a um casamento aborrecido, Sarah é acordada da sua letargia pelo encantador Maurice, um escritor em ascensão. Em Londres, durante a Segunda Guerra Mundial, os dois vivem uma tórrida paixão, abruptamente interrompida quando um raide alemão quase mata Maurice. Este é também o ponto de viragem da história, que irá ditar o afastamento entre os dois. Mas nem tudo é o que parece e, após uma obsessiva investigação, Maurice irá descobrir os verdadeiros motivos que ditaram o fim da aventura. Filipa Santos


70

M Ú S I CA E S P E TÁC U L O S / F E S T I VA I S MUSEU DE LISBOA – TEATRO ROMANO

METROPOLITANA

ELEANOR FRIEDBERGER

Concerto com prova de vinhos 23 FEV: 18H

19 FEV: 16H

KING JOHN

MUSEU NACIONAL DE ARQUEOLOGIA

MUSICBOX

HORA DE BACO

ESPLENDORES DA MÚSICA COM O CORO LAUDATE CANTO GREGORIANO

AMÉRICA LATINA EG

2 FEV: 23H30

MOULLINEX

MUSEU NACIONAL DE ARTE ANTIGA

KARLON

LA SERVA PADRONA 18 FEV: 21H

MUSEU DO ORIENTE

SOLISTAS DA

LUIS PEIXOTO KILIMANJARO 18 FEV: 21H30

BLACK BOMBAIN 18 FEV: 22H30 .

MEHMET ASLAM 10 FEV: 02H00

CIGARRA

10 FEV: 04H

HEYMOONSHAKERS 23 FEV: 22H30

O DIA SEGUINTE – VENHA OUVIR UMA ORQUESTRA POR DENTRO! ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA | CORO DE CÂMARA LISBOA CANTAT LA CLEMENZA DI TITO, W. A. MOZART

BAILE TROPICANTE FEAT. LA FLAMA BLANCA + BARRIO LINDO

TEATRO TIVOLI BBVA

25 FEV: 22H30

SOLISTAS DA METROPOLITANA

SONATAS PARA VIOLINO DE J. S. BACH 3 FEV: 13H

EG

SOLISTAS DA METROPOLITANA MOZART, PROKOFIEV 17 FEV: 13H

Este mês, o Teatro Nacional de São Carlos recebe a ópera Anna Bolena, de Gaetano Donizetti. Tratase do primeiro grande sucesso do compositor italiano, que estreou em Milão no ano de 1830. Com libreto de Felice Romani, a ópera acompanha os acontecimentos históricos que levaram à morte de Ana Bolena, a segunda das seis mulheres de Henrique VIII. Esta é a primeira ópera do ciclo Três Rainhas de Donizetti (juntamente com Maria Stuarda e Roberto Devereux ). 32 anos depois de ter subido ao palco do São Carlos, Anna Bolena regressa numa encenação de Graham Vick, com direção musical de Giampaolo Bisanti. Os bilhetes custam entre 20€ a 60€. FS

4 FEV: 21H

Ópera no Teatro Thalia 24 FEV: 20H, 26 FEV: 16H

PAÇOS DO CONCELHO

ANNA BOLENA

LE BOURGEOIS GENTILHOMME

PZ

25 FEV: 00H30

TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS 4, 6, 9, 14 FEV, ÀS 20H, 12 FEV, ÀS 16H R. SERPA PINTO, 9 / 213 253 000 / WWW.SAOCARLOS.PT

ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA

5 FEV: 11H

17 FEV: 02H

10 FEV: 23H30 10 FEV: 00H30

16 FEV: 22H30

ROMARE

9 FEV: 22H30

PALAU

THE OCELOTS 16 FEV: 23H15

3 FEV: 23H30

MIKA VAINIO

ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA

11 FEV: 23H30

IN&JUICE FEAT. OG MACO

PG / EG

12 FEV: 16H

11 FEV: 22H30

TEATRO THALIA

EG

PRAÇA DE TOIROS DO CAMPO PEQUENO

MOONSPELL

IRRELIGIOUS 20 ANOS 4 FEV

SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

CONCERTO MODERNO 25 FEV

SOCIEDADE PORTUGUESA DE AUTORES SOLISTAS DA METROPOLITANA

BRAHMS, SCHUBERT 16 FEV: 18H30

TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS

ANNA BOLENA, DONIZETTI ÓPERA 4, 6, 9, 14 FEV: 20H 12 FEV: 16H

LUÍSA SOBRAL LUÍSA

1 FEV: 21H30

THE DIVINE COMEDY FOREVERLAND 4 FEV: 21H

JACOB WHITESIDES THE LOVESICK TOUR 5 FEV: 20H

RITA REDSHOES HER

23 FEV: 21H30

F E S T I VA I S

FESTIVAL RESCALDO CULTURGEST

MARCO FRANCO, BRUNO PERNADAS QUARTETO 10 FEV: 21H30

LUÍS LOPES, ANA DEUS 11 FEV: 21H30

LIVE LOW, JEJUNO, DAVID MARANHA + PAAL NILSSEN-LOVE 17 FEV: 21H30

ÄLFORJS, ONDNESS, PEGA MONSTRO 18 FEV: 21H30

PANTEÃO NACIONAL

SUSANA SANTOS SILVA 12 FEV: 21H30


M Ú S I CA C U R S O S

71

CURSOS ACADEMIA DO LUMIAR

Formação instrumental, musical, coral ACADEMIA DE M ÚSICA DA GRAÇA

Cursos de Canto, Guitarra, Piano, Violoncelo, Violino, Bateria, Baixo MP

ACADEMIA DE M ÚSICA EM LISBOA

Iniciação ao Violino FEV A JUL SÁB: 10H-12H

ARTS2SCIENCE

Aulas regulares e workshops

Teoria Musical, Piano, Violino, Violoncelo, Guitarra, Técnica Vocal e Tecnologias da Música SEG A SÁB: 10H-20H MP

ASSOCIAÇÃO GAITADE -FOLES

Oficinas de gaita-defoles MP

ASSOCIAÇÃO DE RESIDENTES DE TELHEIRAS - ART

Aulas de guitarra e piano © Travassos

MP

ATELIER MUSICAL DO AREEIRO

Aulas de acordeão, contrabaixo, flauta transversal, guitarra, piano e violino CASA DO ALENTEJO

Tardes alentejanas SÁB: 15H30 EG

CASA DO BRASIL

Violão Brasileiro e Guitarra Criar e Gerenciar Bandas Aulas permanentes MP

968 870 282

10 A 18 DE FEVEREIRO CULTURGEST RUA DO ARCO DO CEGO / 217 905 155 / WWW.CULTURGEST.PT PANTEÃO NACIONAL CAMPO DE SANTA CLARA / 218 854 820

FESTIVAL RESCALDO Vem aí a 10ª edição do Festival Rescaldo. O projeto nasceu em 2007 com o intuito de distinguir o que de mais significativo se produz na música de vanguarda nacional nas áreas do jazz, eletrónica, rock ou improvisação. Desde então, tem apresentado anualmente um balanço das criações musicais de relevo da cidade e do país. Em cada noite, o festival apresenta concertos de géneros distintos, procurando aproximar artistas e público. À semelhança das edições anteriores, a maior parte dos espetáculos decorre no Pequeno Auditório da Culturgest. Este ano, o espaço de garagem da Culturgest será também aberto a concertos, e há ainda um dia de festival que decorre no Panteão Nacional, uma estreia absoluta no Rescaldo. Dentro do lote de artistas, incluem-se Bruno Pernadas, Ana Deus, David Maranha ou Pega Monstro. FS


72

M Ú S I CA C U R S O S CASA DA COMARCA DA SERTÃ

EVOÉ – ESCOLA DE ACTORES

QUI: 18H30, 19H30, 20H30 DOM: 10H, 11H

TER: 18H30-20H30

Aulas de Acordeão

CENTRO CULTURAL ARTE PURA

Forró, Samba no Pé, Maracatu, Afro Brasil, Percussão, Violão

Aulas de voz e canto ESPAÇO PESSOA E COMPANHIA

Aulas de piano, guitarra MP

ESTÚDIO VANDA MELO

VÁRIOS HORÁRIOS

Voz e Canto

CENTRO INTERCULTURACIDADE

MP

Construção de Instrumentos de Percussão

SEG A SEX: 16H-19H

TER: 19H-20H30 icampelo58@gmail.com IN IMPETUS

Aulas de Canto

Com a soprano Ângela Silva

MP

MP

COMUNIDADE HINDU DE PORTUGAL

MUSEU DO FADO

Raga

Curso de Música Indiana VÁRIOS HORÁRIOS

Cursos de guitarra portuguesa, seminário de letristas, seminário de poética de fado,

gabinete de ensaios para intérpretes PRIMO CANTO ASSOCIAÇÃO CULTURAL

Curso de Canto S ESPAÇO

TEATRO DOM LUIZ FILIPE

Canto Tradicional SEG: 21H

Concertina I

TER: 19H30 balltoques@tradballs.pt VOZES EM CONSERTO

SAGRADA FAMÍLIA

Aulas de canto, piano, guitarra clássica, pianista acompanhador, teoria musical, coro

QUA: 20H-21H30

XUVENTUDE DE GALICIA

Baile com o Quinteto Luso Baião

SEX: 20H30

Adufe, Canto Tradicional Aulas de Forró

Aulas de pandeireta

QUA: 22H

SOU – MOVIMENTO E ARTE

Aulas livres de música MP

E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101

COLISEU DOS RECREIOS 15 DE FEVEREIRO, ÀS 21H RUA DAS PORTAS DE SANTO ANTÃO, 96 / 213 240 585 / WWW.COLISEULISBOA.COM

THIEVERY CORPORATION Fevereiro marca o regresso dos Thievery Corporation a Portugal. A dupla norte-americana vem apresentar o mais recente álbum, The Temple of I & I, tendo atuação marcada para dia 15 deste mês, no Coliseu dos Recreios. Rob Garza e Eric Hilton são mestres na fusão de várias influências e

estilos, como o dub, reggae, jazz ou bossa-nova. Se o disco anterior, Saudade, ia buscar inspiração ao Brasil, este último projeto tem por base o espírito e poder da música das Caraíbas, como prova a colaboração com a cantora jamaicana Racquel Jones. Os bilhetes custam 30€. FS


ENTREVISTA

74

RICARDO NEVES-NEVES

Encontrar o Sol

FREDERICO BERNARDINO

Basta ouvir o nome de Ricardo Neves-Neves para, de imediato, o ligarmos à autoria de algumas das peças mais originais e divertidas que surgiram no teatro português nos últimos anos. Musicalidade, inverosimilhança, absurdo ou “ridículo” (adjetivo que, reconhece, lhe é particularmente caro) caracterizam textos como O Regresso de Natasha, Mary Poppins - a mulher que salvou o mundo ou A Batalha de Não Sei Quê. Porém, a partir de 17 de fevereiro, vamos encontrar Neves-Neves, no Teatro São Luiz, a dirigir Encontrar o Sol, uma peça de Edward Albee, autor popularizado por Quem tem medo de Virginia Woolf? Este texto data da década de 1980 e é praticamente desconhecido do público português. O que é que o interessou na peça? Pelo que pesquisámos no Teatro do Eléctrico [companhia que Neves-Neves fundou em 2008] não há, de facto, registo algum de ter sido representada em Portugal. Mas o que me interessou não foi isso… Encontrar o Sol é uma das várias peças de Albee que decorre na praia, mas é a menos complexa e a de registo dramático menos intenso. Sendo uma peça curta, achei particularmente interessante o engenho com que o autor a constrói.

Pode descortinar esse “engenho”? O facto de o cenário ser a praia, local onde vamos para não fazer absolutamente nada – embora estando comprovada a forma como intensifica a violência –, tem uma relação direta com esse engenho que Albee cria. Ao longo de uma hora parece não se passar nada em torno das oito personagens para além dos seus pequenos dramas domésticos, até que, nos minutos finais, tudo acontece. E isso remete-nos a pensar o que virá a seguir, como se estivéssemos a erigir uma torre com peças de dominó que, ao fim de uma hora, começa a inclinar sem que alguma vez venhamos a saber se cai. Estamos, então, perante acontecimentos que quebram essa letargia dos veraneantes… Sem nunca sabermos que impactos terão. Há uma morte, uma tentativa de suicídio, um adolescente que desaparece… mas o que se instala é a dúvida. Em suma, diria que é uma peça com ação e drama a traço leve, muito pontuada pelo humor, como se fosse um quadro impressionista onde muito se esconde. Que afinidades podemos encontrar com o seu teatro enquanto autor, mas também enquanto encenador de textos


© Humberto Mouco

75


76

E N T R E V I S TA R ICA R D O N E V E S -N E V E S

de outros dramaturgos, como Martin muita gente que não concorde, pareceCrimp e Copi, que dirigiu recentemente? -me que a peça não é só realismo. Há Espero não estar a embicar para o sítio aqui uma certa loucura, um enorme do costume, mas reconheço neste Al- absurdo a pautar uma dose de realismo bee, por ter cenas muito curtas, uma di- forte. Por vezes, lembra-me [Harold] nâmica e uma musicalidade que remete Pinter. E, se há algo que pretendo trabapara breves refrões que se sobrepõem, lhar, mas com muita subtileza, é precià semelhança desses autores que tra- samente aquilo que no texto considero balhei e, com as devidas distâncias, dos absurdo. meus próprios textos. Por outro lado, Um dos epítetos com que Albee foi conoem termos visuais, é uma composição tado, sempre rejeitando, foi o de “autor coreografada que me permite estabele- gay”. Faz algum sentido? cer ritmos e gerar uma certa polifonia Não creio. A temática está presente na que muito me agrada. Depois, há um obra, fez parte da vida dele e, importa certo humor negro que me leva a achar lembrar que, escrever sobre isso há 30 que o Albee estava especialmente vipe- anos não era, de todo, como escrever rino na altura em que escreveu a peça. hoje, quando há centenas e centenas de E a esse humor, eu chamo um chuchu dramaturgos a abordar a homossexua[risos]. Apesar disso, é um texto distan- lidade, e com uma estética gay ou queer. Nesta peça, o tema surge te de tudo o que tenho numa primeira camada, feito e, dia sim dia não, HÁ UM CERTO HUMOR mas não é essa a temáarrependo-me de o estar NEGRO QUE ME tica principal pelo que, a fazer [risos]… LEVA A ACHAR QUE para nós, no trabalho de Porquê? O ALBEE ESTAVA mesa e nos ensaios, a enPorque está a correr ESPECIALMENTE caramos sem lhe prestar muito bem, indepenVIPERINO NA ALTURA especial relevância. dentemente de me sentir EM QUE ESCREVEU A Depois de Albee, vai fora da zona de conforto PEÇA. fazer Karl Valentin no e tudo parecer novo, noTeatro da Trindade. meadamente na maneira Para quando o regresso aos originais? como estou a dirigir e a conversar com Na segunda metade do ano tenciono ter os atores. Esse arrependimento passa prontos três textos: um, para a infância, por estar a parecer fácil, e isso assustaque irá estrear na Culturgest; um outro, -me. Por outro lado, inquieta-me ainda que será inspirado num texto de Agatha não perceber porque é que não sinto o Christie, coproduzido com a Casa Conmesmo a ler a peça e a vê-la nos ensaios. veniente, encenado pela Mónica Garnel Logo, esse parece ser, para já, o maior e com estreia marcada para a Sala Esdesafio a superar até à estreia. Para quem está familiarizado com a túdio do São Luiz; por fim, uma versão obra de Albee, Encontrar o Sol com- longa de O Solene Resgate ou A Reconporta características não muito co- quista de Olivença onde pretendo ter, ao vivo, cem pessoas a cantar e a recitar muns à obra do autor… Sim, porque não são só as cenas cur- e uma orquestra clássica – um enorme tas ou a falta daquelas personagens de desafio que, ao que tudo indica, é viável. carregado dramatismo. Daquilo que li e vi do Albee, e assumo que pode haver Ver página 79


77


78

T E ATRO

GALERIA MONUMENTAL 17 A 25 DE FEVEREIRO CAMPO MÁRTIRES DA PÁTRIA, 101 / 969 654 390

NOME: NATÁLIA TrêsMaisUm Teatro. Ana Paula Costa e Natália Correia, texto; Ana Paula Eusébio, encenação; Maria Emília Castanheira e Ana Paula Costa, interpretação.

Nome incontornável da segunda metade do século XX português, Natália Correia (1923-1993) destacou-se como uma das mais influentes intelectuais do seu tempo. Mais do que a poesia, o percurso de Natália fez-se também do combate cívico e político pelos valores intemporais da liberdade e da igualdade entre géneros. Partindo da Fotobiografia de Natália E S T R E I AS CENTRO CULTURAL DE BELÉM

DESPERTAR DA PRIMAVERA, UMA TRAGÉDIA DE JUVENTUDE

Teatro Praga. Frank Wedekind, texto; André e. Teodósio, Cláudia Jardim, Cláudio Fernandes, Diogo Bento, Gonçal, João Abreu, Mafalda Banquart, Patrícia da Silva, Pedro Zegre Penim, Rafaela Jacinto, Sara Leite e Xana Novais, interpretação. 24 A 27 FEV SEX, SÁB, SEG: 21H, DOM: 16H CHAPITÔ

coletiva. Cláudia Nóvoa e José Carlos Garcia, encenação; Jorge Cruz, Ramon de Los Santos, Susana Nunes e Tiago Viegas, interpretação.  2 FEV A 26 MAR QUI A DOM: 22H

CLUBE ESTEFÂNIA

CRIMINOSA_MENTE

A partir de Crimes Exemplares de Max Aub. Marinel Matos, texto; Ruben Santos, encenação; Ângelo Ferreira, Elsa Maurício Childs, Ivo Meco, Isabel Moreira, Lurdes Garcia e Maria d’Oliveira, interpretação. Várias mentes criminosas relatam os homicídios cometidos. 16 A 26 FEV QUI A DOM: 21H30

ATM – ATELIER DE TEMPOS COMUNA AMOR² MORTOS Companhia do Chapitô. Criação

Caducado – Associação Cultural.

Correia, que Ana Paula Costa deu ao prelo em 2006, a autora constrói uma homenagem teatral à mulher que queria ser lembrada pelas palavras, “as que disse, as que escrevi e as que silenciei no pensamento enclausurado da solidão que sempre temi”. Em cena, Maria Emília Castanheira encarna, com arrebatadora paixão, a poeta insular, enquanto a própria Ana Paula Costa assume a contracena, ora interpretando uma entrevistadora, ora a mãe ou a irmã. A cenografia e a luz são da autoria de José Manuel Castanheira. Frederico Bernardino

Ana Lopes, Beatriz Wellenkamp Carretas, Joana Saraiva e Laura Morais da Silva, criação; Ana Lopes, Joana Saraiva, Laura Morais da Silva, interpretação. O amor joga-se num tabuleiro de Monopólio. 2 A 5 FEV QUI A SÁB: 21H30, DOM: 16H CULTURGEST

HISTORY HISTORY HISTORY

Deborah Pearson, autoria.

Um documentário ao vivo sobre um cinema, uma estrela de futebol, uma família e os acontecimentos que nos trouxeram até aqui.  22, 23 FEV: 21H30 GALERIA MONUMENTAL

NOME: NATÁLIA

Três Mais Um Teatro. Ana

Paula Costa, autoria; Ana Paula Eusébio, encenação; Maria Emília Castanheira e Ana Paula Costa, interpretação. 17 A 25 FEV: 21H30 LATOARIA

PROJETO MEDEIA I

Margarida Bento, direção; Ana Rosa Mendes, Rita Neves e Sandra Santos, interpretação. Primeiro espetáculo de um projeto em torno do mito de Medeia. Esta peça parte de textos de Heiner Müller. 17 A 20 FEV MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

ASSEMBLEIA

Rui Catalão, autoria e encenação.

Assembleia parte de um laboratório de trabalho aberto à comunidade de Chelas, no qual são abordadas temáticas locais


T E AT R O E S T R E I AS sugeridas pelos participantes. 24 A 26 FEV SEX, SÁB: 21H30, DOM: 18H30 RUA DAS GAIVOTAS 6

9 ANOS DEPOIS (PARTE II) Auéeeu-Teatro.

Segunda parte de uma visão muito particular sobre a Ilíada. 9 A 12 FEV QUI A DOM: 21H30 SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

PARIS SARAH LISBOA

Thêatre de la Ville/ Chantiers d’Europe e São Luiz Teatro Municipal. Miguel Loureiro, texto e encenação; Beatriz Batarda, interpretação. Um espetáculo para Beatriz Batarda que convida a um itinerário pelas histórias e os fantasmas do teatro. 2 A 11 FEV QUI A SÁB: 19H

FILHOS DAS MÃES

79

e encenação; Sofia Ângelo e Tiago Costa, interpretação. A nova criação de Rui Neto propõe uma reflexão sobre a guerra através do corpo. 10 FEV A 11 MAR SEX, SÁB: 21H30 TEATRO MERIDIONAL

A LIÇÃO

Teatro Meridional. Eugene Ionesco, autoria; Miguel Seabra, encenação; Miguel Seabra, Elsa Galvão e Sara Barros Leitão, interpretação.

A perversa, e cada vez mais atual, peça de Ionesco sobre um professor versado em todas as áreas de conhecimento e a aluna que se torna sua vítima, regressa ao palco no âmbito dos 25 anos do Teatro Meridional. 22 FEV A 12 MAR QUA A SÁB: 21H30, DOM: 16H

TEATRO NACIONAL D. MARIA II

O DUELO

Útero/TNDM II. A partir de Bernardo Santareno. Miguel Moreira / Útero, encenação; Camilla Morello, Cláudia Andrade, Beatrice Cordier, Francisco Camacho, Romeu Runa, Sandra Rosado e Sofia Skavotski, cocriação e interpretação. 2 A 19 FEV QUA: 19H, QUI A SÁB: 21H, DOM: 16H

ROSTO, CLAREIRA E DESMAIO

A partir de poema de Miguel-Manso. Susana Vidal, direção; Bruno Alexandre, Carla Ribeiro, Cláudio da Silva e Susana Vidal, interpretação. Novo espetáculo do ciclo Estúdio Poético sobre poema de Miguel-Manso, um dos casos mais singulares da literatura portuguesa contemporânea. 9 A 12 FEV

QUI A SÁB: 21H30, DOM: 16H30

ACABAR EM BELEZA

Mohamed El Khatib, texto, concepção e intrepretação.

O criador franco-marroquino propõe, em vários espaços do TNDM II, a história de um luto. 18 A 25 FEV DOM, QUA: 19H, QUI, SÁB: 21H30, SEX: 19H, 21H30 TEATRO POLITEAMA

AMÁLIA – O MUSICAL

Filipe La Féria, autoria e encenação; Alexandra, Anabela, Liana, Carlos Quintas, Tiago Diogo, entre outros, interpretação.

Regresso ao palco do maior sucesso do teatro português sobre a vida da grande diva do fado Amália Rodrigues. ESTREIA 9 FEV QUA A SEX: 21H30, SÁB: 17H, 21H30, DOM: 17H

Martim Pedroso, texto e encenação, com o apoio de Flávia Gusmão; Ana Cloe, Flávia Gusmão, Joana Seixas, Katrin Kaasa, Rita Calçada Bastos e Vera Kolodzig, cocriação e interpretação.

As atrizes de Consegues Ver os Teus Pés?, peça que fez furor em 2014 no Teatro Taborda, regressam ao palco, agora enquanto mães, num “monumento poético e político dedicado à filiação e à responsabilidade”. 9 A 18 FEV QUI A DOM: 19H

ENCONTRAR O SOL

SLTM/Teatro do Eléctrico. Edward Albee, texto; Ricardo Neves-Neves, encenação; Cucha Carvalheiro, Custódia Gallego, Luís Gaspar, Marques D’Arede, Romeu Costa, Rita Cruz, Tadeu Faustino e Tânia Alves, interpretação.

Ver entrevista a Ricardo Neves-Neves. 17 A 25 FEV QUA A SÁB: 21H, DOM: 17H30 TEATRO ARMANDO CORTEZ

VANYA E SONIA E MASHA E... SPIKE Christopher Durang, texto.

Comédia de enorme sucesso na Broadway sobre uma atriz envelhecida, o jovem namorado e a família. 1 FEV A 26 MAR QUI A SÁB: 21H30, DOM: 18H TEATRO DE CARNIDE

CATCH MY SOUL

Teatro de Carnide. Rui Neto, texto

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

SENSO / SENTIMENTO LUCHINO VISCONTI, 1954 Ao contrário da protagonista que, num camarote do La Fenice, durante uma récita de Il Trovatore, confessa apreciar “muito a ópera, mas não quando salta fora do palco e alguém se comporta como herói de um melodrama”, Visconti fez nos seus filmes o oposto. Porém, de todos, Senso é a obra em que o tom operático mais se impõe, tanto na estética como no enredo, como se todo o filme vivesse a um ritmo ora ofegante, ora compassado. A ação passa-se em 1866, no final da ocupação austríaca do Veneto, no raiar da construção da nova pátria italiana. Em Veneza, a Condessa Livia Serpieri (Alida Valli), abnegada patriota, vive uma paixão avassaladora com um jovem oficial austríaco (Farley Granger). Se a tragédia de tanto amar pode ser, com tanta carne e perdição, aplicada a uma personagem, Livia encarna-a na perfeição quando, em nome desse amor insano, trai todos os seus ideais. Frederico Bernardino


80

T E AT R O E S T R E I AS / C O N T I N UA M TEATRO DA TRINDADE

OITENTA E OITO

ESTAL. A partir de Anton Tchekov. David Silva, encenação; Ana Sofia Nunes, Bibi Piragibe, Carla Favinha, Catarina Brou Félix, Francisco Mousinho, João Gamory, Mariana Condêz, Solange Brás e Vanessa Carvalho, interpretação.

Os alunos finalistas da licenciatura em Artes Performativas da Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa apresentam um espetáculo concebido a partir de A gaivota. 3 A 5 FEV SEX, SÁB: 21H30,DOM: 17H

AVENIDA Q

Robert Lopez, Jeff Marx e Jeff Whitty, autoria; Rui Melo, encenação; Ana Cloe, Diogo Valsassina, Gabriela Barros, Inês Aires Pereira, Manuel Moreira, Rodrigo Saraiva, Rui Maria Pêgo, Samuel Alves, Artur Guimarães, Luís Neiva e André Galvão, interpretação. Um musical definido como “uma Rua Sésamo em esteróides, que junta à estética Muppets uma linguagem tão adulta, que só funciona mesmo porque a vida é uma longa marcha de tédio em diremação à campa”.

8 FEV A 2 ABR QUA A SÁB: 21H30, DOM: 16H30

2 A 25 FEV QUI A SÁB: 21H30, DOM: 17H

TEATRO TIVOLI BBVA

TEATRO VILLARET

SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO

Lisbon Film Orchestra. Inspirado em William Shakespeare. Simon Frankel, adaptação e encenação; José Raposo, Rita Ribeiro, FF, Teresa Macedo, Pedro Luzindro, Miguel Raposo, Sissi Martins e Ruben Madureira, entre outros, interpretação.

Adaptação musical de uma das mais famosas peças de Shakespeare. 9 A 19 FEV QUI, SEX: 21H30, SÁB: 16H30, 21H30, DOM: 16H30 TEATRO TURIM

QUANDO ELA É… ELE

Rafael Ribeiro Rodrigues e Ricardo Mesquita de Oliveira, texto; Rafael Ribeiro Rodrigues, encenação. Quando a mãe decide vir a Lisboa visitar o filho está longe de saber que este vive com um homem.

40 E ENTÃO

Ana Bola, Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano, Helena Sacadura Cabral, Inês Maria Menezes, Leonor Xavier, Maria Henrique, Silvia Baptista, Sónia Aragão, Rita Ferro e Rute Gil, autoria; Sónia Aragão, encenação; Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique, interpretação. Dois anos depois da estreia, o trio de mulheres de 40 está de volta para uma curta série de espetáculos. 2 A 26 FEV QUI A SÁB: 21H30, DOM: 16H30

C O N T I N UA M AUDITÓRIO DO GRUPO DRAMÁTICO OS COMBATENTES

AS REVISTAS SÃO COMO AS CEREJAS

Combatentes. Nuno Lopes, texto; João Simões, encenação. SÁB: 21H30

CASINO DE LISBOA

OS DIAS REALISTAS

Will Eno, texto; Marcos Barbosa, encenação; Catarina Furtado, João Reis, Manuela Couto e Paulo Pires, interpretação. QUA A SÁB: 21H30, DOM: 17H

CENTRO HOSPITALAR PSIQUIÁTRICO DE LISBOA

ALICE – O OUTRO LADO DA HISTÓRIA

Byfurcação Teatro. Paulo Miguel Ferreira, texto; João Ascenso, encenação; Filipe Albuquerque, Gonçalo Romão, Isabel Guerreiro, João Bandeira, Laura Barbosa, Patrícia Duarte, Paulo Miguel Ferreira, Ricardo Lérias e Sofia Nicholson, interpretação. ATÉ 25 FEV SEX, SÁB: 21H30 reservas@byfurcacao.pt

Grupo Dramático e Escolar Os

CHAPITÔ 2 DE FEVEREIRO A 26 DE MARÇO COSTA DO CASTELO 1/7 / 218 855 550 / CHAPITO.ORG

ATM – ATELIER DE TEMPOS MORTOS Companhia do Chapitô. Criação coletiva. Cláudia Nóvoa e José Carlos Garcia, encenação; Jorge Cruz, Ramon de Los Santos, Susana Nunes e Tiago Viegas, interpretação..

Divertidos, imprevisíveis, atentos, mordazes e especialmente físicos. A Companhia do Chapitô, (que anda por este mundo fora a pisar palcos e a vencer prémios desde 1996) está de volta, depois de ter vivido um 2016 de sonho por brincar (e de

que maneira!) aos clássicos – Electra foi eleito o melhor espetáculo de teatro na Feira Internacional de Teatro e Dança de Huesca (Espanha) e Édipo foi distinguido com o Prémio Florencio, da Associação de Críticos do Uruguai. Nesta nova criação, e tendo em conta que não são espectáveis tempos mortos, o coletivo parte do clima e do trânsito para acelerar na história, assumida como tendo, “irremediavelmente, um final”, de quatro vidas. FB


T E AT R O C O N T I N UA M / C U R S O S / WO R KS H O P S

81

TEATRO NACIONAL D. MARIA II 2 A 19 DE FEVEREIRO PRAÇA D. PEDRO IV 800 213 250 / WWW.TEATRO-DMARIA.PT

DUELO

Útero/TNDM II. A partir de Bernardo Santareno. Miguel Moreira/Útero, encenação; Beatrice Cordier, Camilla Morello, Cláudia Andrade, Francisco Camacho, Romeu Runa, Sandra Rosado e Sofia Skavotski, cocriação; Ana Ribeiro, Beatrice Cordier, Camilla Morello, Francisco Camacho, Romeu Runa, Sandra Rosado e Sofia Skavotski, interpretação.

“Oscilando entre os polos (de sinal contrário, mas de força equivalente) de uma fascinação do mal e de uma obsessão de angelismo, o seu teatro realiza a inesperada fusão de temas de raiz popular com as preocupações existenciais mais fundamente sentidas na carne e no espírito do homem seu e nosso contemporâneo”. A citação refere-se a Bernardo Santareno (1920-1980) e provém do ensaio História do Teatro Português, de Luiz Francisco Rebelo, parecendo, com as devidas distâncias, ser suscetível de encaixar no percurso de duas décadas do Útero - Associação Cultural. E é, precisamente, da autoria daquele que é, provavelmente, o maior dramaturgo português do século XX, a peça que o coletivo liderado por Miguel Moreira leva à Sala Garrett para assinalar este aniversário “redondo”. Em palco, sete intérpretes são “corpos, oprimidos,” que se tentam libertar, como que para fugir ao destino inconjurável enunciado nas palavras de Rosária para Ângelo no primeiro ato de O Duelo: “Eles são os senhores, filho, e a gente os servos, eles podem tudo e a gente nada.” FB ESTRELA HALL

THE BALD SOPRANO

The Lisbon Players. Eugène Ionesco, autoria; João Telmo, encenação; Amanda Booth, Celia Williams, Eduardo Ribeiro, Maya Booth, Robert Taylor e Victor Caetano, interpretação. ATÉ 11 FEV QUI A SÁB: 21H, DOM: 16H SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

A NOITE DA IGUANA

Artistas Unidos. Tennessee Williams, autoria; Jorge Silva Melo, encenação; Nuno Lopes, Maria João Luís, Isabel Muñoz Cardoso, Joana Bárcia, Catarina Wallenstein, Pedro Carraca, entre outros, interpretação. ATÉ 5 FEV QUA A SÁB: 21H, DOM: 17H30

SOCIEDADE MUSICAL ORDEM E PROGRESSO

E AGORA QUEM É QUE MANDA?

Carlos Jorge Español com a participação de Tito Lívio, textos; Carlos Jorge Español, direção; Felipa Banazol, Victor Nascimento, Beatriz Cassona, João Roque, Melissa Alves, Nuno

Alho, Iara Alves, Joel Carvalho, Leny Dias, João Paulo e Tânia Passos, interpretação; Sónia Carvalho, Inês Sophya, Mafalda Silva e Marko Almeida, corpo de baile. ATÉ 27 MAI SÁB: 21H30

Spregelburd, autoria; João Pedro Mamede, encenação; Andreia Bento, António Simão, David Esteves, Guilherme Gomes e Rita Cabaço, interpretação. ATÉ 25 FEV TER, QUA: 19H, QUI, SEX: 21H, SÁB: 16H, 21H

IN IMPETUS

Iniciação ao Teatro TER: 20H-21H30 IA 213 157 815 MOB

Teatro

QUA: 19H IA

TEATRO ABERTO

O PAI

Florian Zeller, autoria; João Lourenço, encenação; João Perry, Ana Guiomar, João Vicente, Patrícia André, Paulo Oom e Sara Cipriano, interpretação. ATÉ 26 FEV QUA A SÁB: 21H30, DOM: 16H

TEATRO MARIA VITÓRIA

PARQUE À VISTA

Flávio Gil, Miguel Dias e Renato Pino, autoria; Flávio Gil, encenação; Adelaide Ferreira, Paulo Vasco, Flávio Gil, Filipa Godinho, Diogo Martins, Maria Giestas, Pedro Silva e Patrícia Teixeira, interpretação. QUI, SEX: 21H30, SÁB, DOM: 16H30, 21H30 TEATRO DA POLITÉCNICA

A ESTUPIDEZ

Artistas Unidos. Rafael

C U R S O S/ / WO R KS H O P S ACT – ESCOLA DE ATORES

Iniciação às técnicas do ator IA CASA DO ARTISTA

Formação de Atores para Teatro Oficinas Teatro Lisboa

IA

CHAPITÔ

Expressão Dramática Por Bruno Schiappa

SEG, QUA: 19H-21H IA EVOÉ

Teatro Físico – Método Lecoq IA Iniciação ao Teatro IA

TEATRO DA LUZ

Teatro

Pela Companhia da Esquina PÓS-LABORAL IA 968 060 047 / 917 549 657 TEATRO TABORDA

Clubes de Teatro

Maria João Vicente, coordenação do serviço educativo; Nuno Nolasco, Nuno Pinheiro e Teresa Vaz, direção. SÁB: 15H-19H IA

SOCIEDADE DE INSTRUÇÃO GUILHERME COSSOUL

Formação de Atores

ATÉ JUN SEG, QUA: 21H30-23H30 IA E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101


82

VI S ITAS G U I A DAS

MUSEU DA CARRIS RUA 1º DE MAIO, 101 / 213 613 087 / MUSEU.CARRIS.PT

VISITAS ORIENTADAS AO MUSEU DA CARRIS O Museu da Carris apresenta ao público o passado, o presente e o futuro dos transportes públicos da cidade de Lisboa. Uma viagem no tempo onde se podem encontrar viaturas, maquetas, documentos e objetos do quotidiano que contam a história do transporte público da capital. Para o público em geral estão disponíveis dois tipos de visitas: na AQUEDUTO DAS ÁGUAS LIVRES

VISITAS GUIADAS 1º SÁB: 11H E / MP

ARCO TRIUNFAL DA RUA AUGUSTA

VISITA LIVRE

TODOS OS DIAS: 9H-19H 210 998 599 ARQUIVO HISTÓRICO DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA

ARQUIVOS SALVAGUARDA DE MEMÓRIAS Visita guiada temática com workshop. SEG: 14H-18H, TER A SEX: 10H-12H30, 14H-17H30

ARQUIVO NACIONAL TORRE DO TOMBO

VISITAS GUIADAS ÀS EXPOSIÇÕES E ÁREA PÚBLICA

SEG A SEX: 9H30-15H ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

VISITAS GUIADAS AO PALÁCIO DE S. BENTO ÚLTIMO SÁB MP

213 919 625 ASSOCIAÇÃO RENOVAR A MOURARIA

MOURARIA DAS TRADIÇÕES MOURARIA DO FADO DO CASTELO À MOURARIA

hora que é solicitada presencialmente e mediante disponibilidade do monitor, para grupos até 15 pessoas; e orientada, que necessita de marcação e é dirigida a grupos a partir de 15 pessoas. Mais informações através do mail museu@carris.pt. Cristina Engrácia

MOURARIA DOS POVOS E DAS CULTURAS

BOUTIQUE DA CULTURA

Visitas guiadas em português, inglês, francês, italiano, espanhol e alemão. TODOS OS DIAS

Visitas guiadas à Galeria Pública de Arte Urbana do Bairro Padre Cruz Encontro: entrada do Centro Cultural de Carnide 4 FEV, 25 MAR: 10H

MP

MP

STREET ART CARNIDE

MIGRANTOUR ROTAS URBANAS INTERCULTURAIS

boutiquedacultura@gmail.com

MP

927 522 883

Visita guiada à exposição por Eduarda Dionísio. 4 FEV: 16H

BIKE A WISH

EG

Visitas guiadas em português, inglês e francês. TODOS OS DIAS

TOURS

Passeios guiados de bicicleta elétrica. lisboa@bikeawish.com

CASA DA ACHADA - CENTRO MÁRIO DIONÍSIO

MÁRIO DIONÍSIO CORRESPONDÊNCIAS

CASA FERNANDO PESSOA

COELHO DA ROCHA 5 FEV: 15H MP


V I S I TAS G U I A DAS

VISITAS GUIADAS REGULARES

SEG, QUI, SÁB: 15H (EM PORTUGUÊS) SEG, SEX, SÁB: 11H30 (EM INGLÊS) CASA-MUSEU AMÁLIA RODRIGUES

VISITAS GUIADAS

TER A DOM: 10H-13H, 14H-18H CASA-MUSEU DR. ANASTÁCIO GONÇALVES

PINTURA NATURALISTA PORTUGUESA, MOBILIÁRIO PORTUGUÊS E ESTRANGEIRO DOS SÉCULOS XVII A XIX E PORCELANA DA CHINA TER A DOM: 10H-18H

DO EDIFÍCIO

Por Fabrícia Valente e Maribel Sobreira SEG A SÁB: 10H30-18H

CCB - UMA CIDADE À BEIRA-RIO

Por Fabrícia Valente e Maribel Sobreira SEG A SÁB: 10H30-18H 213 612 650 CENTRO CULTURAL CASAPIANO

VISITAS GUIADAS À EXPOSIÇÃO PERMANENTE SEG A SÁB: 10H-18H

CONFIQUATRO DESPORTOS NAÚTICOS

PASSEIOS TEMÁTICOS ROTA DO SOL, ENTRE PONTES DE LISBOA ATÉ À BARRA,

83

FORTES DA BARRA DO TEJO POR ESSE RIO ACIMA

Passeios à vela no Estuário do Tejo. MP

CONVENTO DOS CARDAES

VISITAS GUIADAS

SEG A SÁB: 14H30-17H30

ENIGMA LISBON

ESCAPE GAME

Tem 60 minutos para tentar escapar. TODOS OS DIAS ESTAÇÃO ELEVATÓRIA A VAPOR DOS BARBADINHOS

VISITAS GUIADAS 3º SÁB: 10H

CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

E / MP

SEX: 11H30 (EM FRANCÊS), 15H (EM INGLÊS), SÁB: 15H, 16H30 (EM PORTUGUÊS) 213 240 869/7

VISITA AO ESTÁDIO

VISITAS GUIADAS

CONVENTO DAS TRINAS DO MOCAMBO

VISITAS GUIADAS QUA: 10H 210 943 151

MP

ESTÁDIO DO SPORT LISBOA E BENFICA TODOS OS DIAS: 10H10-17H Em dias de jogo não se realizam visitas. 707 200 100 FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

ALMADA NEGREIROS:

EG

20 MINUTOS COM ARTE À HORA DE ALMOÇO 8, 22 FEV: 13H30-14H

CASA-MUSEU MEDEIROS E ALMEIDA

PAUSA DO MÊS

Visitas guiadas que permitem conhecer a história de uma peça. 2ª, 4ª QUI: 13H30 EG

SÁBADOS NO MUSEU

Visitas guiadas que permitem conhecer o fundador da instituição e as peças que mais se destacam na coleção. 1º, 3º SÁB: 12H EG

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

CASTELO DE SÃO JORGE

SCOTT PILGRIM CONTRA O RESTO DO MUNDO

VISITAS GUIADAS

Visitas em português, inglês e espanhol. TODOS OS DIAS

LISBOA VISTA AO ESPELHO A DESCOBERTA DE LISBOA ATRAVÉS DO PERISCÓPIO. TODOS OS DIAS: 10H-17H30

À DESCOBERTA DO CASTELO

A história do Castelo e das personagens que nele habitaram. TODOS OS DIAS: 13H, 16H MP

CENTRO CULTURAL DE BELÉM

CCB - UMA LEITURA GERAL

EDGAR WRIGHT, 2010 Adaptação da banda desenhada homónima escrita por Bryan Lee O’Malley. O filme conta a história de Scott Pilgrim, um jovem de 23 anos, desempregado e baixista da irreverente banda amadora de rock canadense Sex Bob-Omb. Scott (Michael Cera) vê a sua vida completamente alterada depois de conhecer e se apaixonar pela americana recém-chegada ao Canadá, Ramona Flowers (Mary Elizabeth Winstead). Para conquistá-la, Scott precisa enfrentar e derrotar a terrível liga dos Ex-namorados do Mal de Ramona. Com frases que saltam de uma cena para a outra, referências à cultura japonesa do manga e uma banda sonora que vai dos Rolling Stones à música eletrónica em 8bit. Assistir ao filme é como ler uma banda desenhada ou jogar um videojogo, no qual Scott precisa ultrapassar todos os níveis até conseguir resgatar a sua princesa encerrada no castelo. Thiago Moraes di Fonzo


84

V I S I TAS G U I A DAS

UMA MANEIRA DE SER MODERNO

Por Ana Vasconcelos e Mariana Pinto dos Santos 4 FEV: 16H, 11, 15, 18, 25 FEV: 15H, 18 FEV: 15H30

AMORES E DESAMORES, MURMÚRIOS NOS CORREDORES Por Carlos Carrilho 12 FEV: 11H

DIÁLOGO ENTRE… RETRATO DE UMA BAILARINA E SOMBRA PROJETADA DE CHRISTA MAAR Por Diana Pereira 15 FEV: 13H30 EG

COMEÇAR: UMA VIAGEM MATEMÁTICA POR ALMADA NEGREIROS Por Pedro Freitas e Simão Palmeirim 26 FEV: 11H

FUNDAÇÃO PORTUGUESA DAS COMUNICAÇÕES

O MUSEU SAI À RUA… VENHA CONHECER O BAIRRO DE SÃO PAULO PRIMEIRO SÁB: 10H MP

museu@fpc.pt

DO MUSEU AO BAIRRO DA MADRAGOA ÚLTIMO SÁB: 10H MP

213 942 810 (Museu da Marioneta) GARE MARÍTIMA DE ALCÂNTARA

PAINÉIS DE ALMADA NEGREIROS

SEG A SEX: 10H30, 14H30 EG / MP

213 611 025

JUNTA DE FREGUESIA DO LUMIAR

ERA UMA VEZ NO PALACETE DAS CONCHAS…

Visita guiada encenada. ATÉ ABR ÚLTIMA SEX, SÁB: 16H EG / MP

info@jf-lumiar.pt LABIRINTO LISBOA

A HISTÓRIA DE PORTUGAL QUE OS LIVROS NÃO CONTAM QUA, QUI, DOM: 17H-22H, SEX, SÁB: 17H-24H LISBOA AUTÊNTICA

LISBOA ÁRABE

Encontro: Campo das Cebolas, em frente à Casa dos Bicos 4 FEV: 15H MP

PASSEIO PARA DESENHAR IV - MUSEU DE SÃO ROQUE Encontro: entrada do Museu de S. Roque 5 FEV: 10H MP

CERCA VELHA

Encontro: Campo das Cebolas, em frente à Casa dos Bicos 5 FEV: 15H

MP

celia.pilao@chlc.min-saude.pt

LISBOA DAS SETE COLINAS - CHAGAS

Encontro: Largo Trindade Coelho (junto à Igreja de S. Roque) 26 FEV: 10H LISBON MOVIE TOUR

FERNANDO PESSOA EXPERIENCE

O passeio inclui dormida no quarto onde viveu Fernando Pessoa entre 1908 e 1912.

AFIRMA PEREIRA

À descoberta de Lisboa com Marcello Mastroianni.

FILME DO DESASSOSSEGO Passeio dedicado a Fernando Pessoa no cinema.

CAPITÃES DE ABRIL

Passeio dedicado à Revolução de Abril.

LISBON WALKER

Encontro: Brasileira do Chiado 11 FEV: 15H MP

LISBOA AZULEJAR II

Encontro: Chafariz da Esperança 11 FEV: 15H MP

PADRE ANTÓNIO VIEIRA

Encontro: Largo Trindade Coelho, junto à Igreja de S. Roque 12 FEV: 10H MP

ALFAMA AUTÊNTICA

LISBOA COM FERNANDO PESSOA II

Por Célia Pilão

Encontro: Praça de Luís de Camões 25 FEV: 11H MP

LISBOA COM FERNANDO PESSOA I

Encontro: alto do Parque Eduardo VII (junto à fonte) 11 FEV: 10H MP

SEG A SÁB: 10H30-12H30, 15H30-17H info@hospitaldebonecas.com

VISITAS GUIADAS

LISBOA GASTRONÓMICA

COMBOIO NOTURNO PARA LISBOA

Encontro: Portas do Sol, junto à estátua de S. Vicente 18 FEV: 10H MP

HOSPITAL DE SÃO JOSÉ

Encontro: Praça do Comércio (junto à estátua D. José I) 19 FEV: 10H MP

PELO CORREDOR VERDE ATÉ MONSANTO

HOSPITAL DE BONECAS

VISITAS GUIADAS

LISBOA MAÇÓNICA - UMA INTERPRETAÇÃO DE LISBOA

Encontro: Príncipe Real (quiosque do lado da Rua de O Século) 18 FEV: 15H MP

LISBOA ARQUEOLÓGICA III - MOSTEIRO DE SÃO VICENTE DE FORA Encontro: Largo do Carmo 19 FEV: 10H MP

Seguindo Jeremy Irons pela cidade. TODOS OS DIAS MP

A PRESENÇA AFRICANA EM LISBOA 5 FEV: 14H30

A SÉTIMA COLINA 12 FEV: 14H30

CIDADE DE ESPIÕES 19 FEV: 14H30

A CIDADE VELHA

26 FEV: 14H30 Encontro: Praça do Comércio, do lado da Rua do Arsenal, em frente ao posto de turismo, debaixo das arcadas LIVRARIA MÓVEL TELL A STORY

PASSEIOS LITERÁRIOS WALK A STORY LISBOA LITERÁRIA

Passeio dedicado a Luís de Camões, Eça de Queirós, Fernando Pessoa e José Saramago. TODOS OS DIAS MP

walks@tellastory.pt

LX INLINE

PASSEIO DE PATINS POR LISBOA Encontro: Jardim do Campo Grande, junto ao Caleidoscópio SEX: 21H30 massacriticapt.net MAAT - MUSEU DE ARTE, ARQUITETURA E TECNOLOGIA

ESPAÇOS LEGÍVEIS VISITA TEMÁTICA DE ARQUITETURA 4 FEV: 16H

PERCURSO SECRETO 5 FEV: 16H

OBRAS EXPOSTAS

Visita comentada a partir das obras expostas por Inês Grosso e Gregory Lang 9 FEV: 19H

GEÓMETRAS DA ARTE - À DESCOBERTA DA MEDIDA DAS COISAS NA ARTE CONTEMPORÂNEA 12 FEV: 16H

A FICÇÃO À LUZ DA REALIDADE 11 FEV: 17H

ARQUIVO E DEMOCRACIA

Visita comentada à exposição por José Maçãs Carvalho e Ana Rito 18 FEV: 17H

PERCURSO MONUMENTAL SÁB: 12H, DOM, FER: 15H visitar.maat@edp.pt MASSA CRÍTICA DE LISBOA

BICICLETADA

Encontro: Parque Eduardo VII, no Marquês de Pombal ÚLTIMA SEX: 18H EG

massacriticapt.net MUSEU DA ÁGUA DA EPAL

GALERIA DO LORETO

Visitas guiadas aos subterrâneos do Aqueduto das Águas Livres. SEX: 15H, PRIMEIRO E ÚLTIMO SÁB: 11H E / MP

218 100 215 (Museu da Água) MUSEU DE ARTES DECORATIVAS PORTUGUESAS DA FUNDAÇÃO RICARDO DO ESPÍRITO SANTO SILVA

VISITAS GUIADAS AO MUSEU E ÀS OFICINAS DE


V I S I TAS G U I A DAS

85

ARTES E OFÍCIOS DA FRESS SEG A SEX: 10H-13H, 14H30-16H30 E / MP

SEG, QUA: 11H, 15H, QUI: 15H MUSEU DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LISBOA

VISITAS GUIADAS

SEG A SEX: 9H30, 11H, 14H, 15H30 EG

MUSEU BENFICA COSME DAMIÃO

VISITAS AO MUSEU

TODOS OS DIAS: 10H-18H Em dias de jogo realizam visitas até ao início do mesmo. visitasestadio@slbenfica.pt MUSEU BORDALO PINHEIRO

VISITAS ORIENTADAS ÀS EXPOSIÇÕES 218 170 667

MUSEU DA CARRIS

© SKRAN

VISITAS ORIENTADAS museu@carris.pt

MUSEU DE LISBOA PALÁCIO PIMENTA

JERÓNIMOS 1516

BOUTIQUE DA CULTURA 4 DE FEVEREIRO, 25 DE MARÇO, ÀS 10H LARGO DAS PIMENTEIRAS, 6 / 926 830 272 WWW.FACEBOOK.COM/BOUTIQUEDACULTURA

A LISBOA QUE TERIA SIDO

STREET ART CARNIDE

5 FEV: 11H servicoeducativo@ museudelisboa.pt

Visita à exposição 19 FEV: 11H servicoeducativo@ museudelisboa.pt

VISITAS ORIENTADAS TER A SEX EG / MP

217 513 214 MUSEU DE LISBOA SANTO ANTÓNIO

CULTO A SANTO ANTÓNIO - IMAGENS AFRICANAS 5 FEV: 11H

A Galeria Pública de Arte Urbana do Bairro Padre Cruz, uma das maiores da Europa, tem cerca de 100 murais, alguns deles com grandes dimensões. Algumas paredes e muros do maior bairro municipal da Península Ibérica estão transformadas em verdadeiras obras de arte a céu aberto. A Boutique da Cultura organiza visitas guiadas de aproximadamente duas horas destinadas a grupos organizados, que podem ser em português ou inglês, em dias e horas a combinar. Além destas, realizam-se também visitas para o público em geral e as próximas já estão agendadas para os dias 4 de fevereiro e 25 de março às 10 horas. Parte das receitas destas visitas revertem para um fundo com vista à conservação e construção de novos murais. Informações e marcações em boutiquedacultura@gmail.com. CE

EG / MP

servicoeducativo@ museudelisboa.pt

SELFIE-PAPER DOS NAMORADOS 11 FEV: 15H

1 HORA NO MUSEU 12 FEV: 11H servicoeducativo@ museudelisboa.pt

ALFACINHAS DO SÉCULO XII 18 FEV: 14H30 servicoeducativo@ museudelisboa.pt

VISITAS ORIENTADAS TER A SEX EG / MP

217 513 256

MUSEU DA MARIONETA

NO MUSEU COM OS ROBERTOS, DE CONVENTO A MUSEU, MARIONETAS PORTUGUESAS E MARIONETAS ORIENTAIS Visitas temáticas MP

MUSEU NACIONAL DE ARTE ANTIGA

DOMINGOS SEQUEIRA. PINTOR DE HISTÓRIA 5 FEV: 11H

MUSEU NACIONAL DO AZULEJO

VISITA AO MUSEU E CONVENTO DA MADRE DE DEUS

TER A DOM: 10H-16H30 MP


86

V I S I TAS G U I A DAS

ARTES E OFÍCIOS: FLOR DA SELVA - TORREFAÇÃO DE CAFÉS 13 MAR

PALÁCIO CEIA 14 MAR

ERMIDA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 14 MAR

EMBAIXADA DO BRASIL 14 MAR

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO MUSEU ALFREDO BENSAÚDE 15 MAR

MUSEU DE LISBOA- PALÁCIO PIMENTA - EXPOSIÇÃO A LISBOA QUE TERIA SIDO 16 MAR

PALÁCIO VALE FLOR 17 MAR

V I S I TAS M U N I C I PA I S BIBLIOTECAS DE BELÉM, CAMÕES, MARIA KEIL, MARVILA , ORLANDO RIBEIRO, PENHA DE FRANÇA E SÃO LÁZARO

UMA VIAGEM PELA BIBLIOTECA

Visitas guiadas dirigidas a centros de dia, universidades de 3ª idade e outros grupos organizados. EG / MP

DIVISÃO DE GESTÃO CEMITERIAL

PERCURSOS TEMÁTICOS NOS CEMITÉRIOS CEMITÉRIO DOS PRAZERES ENAMORADOS POR LISBOA 11, 14 FEV: 10H

CEMITÉRIO DOS PRAZERES - A MEMÓRIA DAS PALAVRAS: ESCRITORES 18 FEV: 10H EG / MP

DIVISÃO DE PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO CULTURAL

ITINERÁRIOS DE LISBOA

DE XABREGAS AO BEATO 4 MAR

MARECHAL DUQUE DE SALDANHA 6 MAR

A EXPOSIÇÃO DO MUNDO PORTUGUÊS 7 MAR

A MÃE DE ÁGUA E OS CHAFARIZES DE LISBOA 9 MAR

LA BELLE ÉPOQUE E OS FRANCESISMOS ALFACINHAS

INSTITUTO JOSÉ DE FIGUEIREDO 2 MAR

CENTRO DE ARQUEOLOGIA DE LISBOA 3 MAR

ARTES E OFÍCIOS - LIVRARIA FERIN/OURIVESARIA SARMENTO 6 MAR

21 MAR

ARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA – FOTOGRÁFICO - EXPOSIÇÃO VISÃO YANOMAMI, DE CLAUDIA ANDUJAR 21 MAR

CENTRO DE ESTUDOS JUDICIÁRIOS 22 MAR

MUSEU DOS COCHES

TEATROS DE OUTROS TEMPOS

ATELIÊ JOANA VASCONCELOS

24 MAR

O RETÁBULO E A TALHA NAS IGREJAS DO CHIADO

MUSEU NACONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA EXPOSIÇÃO REIS DA EUROPA SELVAGEM - OS ÚLTIMOS GRANDES CARNÍVOROS

28 MAR

10, 11, 24, 31 MAR

14 MAR

NO RASTO DE UM ATENTADO 15 MAR

A RAINHA D. AMÉLIA DE ORLEÃES 16 MAR

O TERRAMOTO DE 1755 E A RECONSTRUÇÃO POMBALINA 18 MAR

LISBOA MAÇÓNICA 21 MAR

LISBOA ROMANA 22, 28 MAR

O BAIRRO DA LAPA 23 MAR

2 MAR

20, 25 MAR

CAMPO DE OURIQUE

O BAIRRO ALTO

3, 29 MAR

2 MAR

23 MAR

10 MAR

LISBOA ESCANDALOSA

LISBOA HEBRAICA

IGREJA DA GRAÇA

REITORIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

FUNDAÇÃO CHAMPALIMAUD

POÇO DO BISPO E MARVILA ANTIGA

3 MAR

VISITAS COMENTADAS

30 MAR Marcações a partir do 1º dia útil do mês que antecede o itinerário. 218 170 742 lisboa.cultural@cm-lisboa.pt

7, 23 MAR 7 MAR

7 MAR

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA 8 MAR

INSTITUTO NACIONAL DE MEDICINA LEGAL E CIÊNCIAS FORENSES - NÚCLEO MUSEOLÓGICO 8 MAR

INSTITUTO DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA BENTO DA ROCHA CABRAL 9 MAR

MUSEU COLEÇÃO BERARDO EXPOSIÇÃO FERNANDO LEMOS: PARA UM RETRATO COLETIVO EM PORTUGAL, NO FINAL DOS ANOS 40 10 MAR

CONVENTO DO GRILO HOSPITAL DOS CAPUCHOS FACULDADE DE BELAS ARTES 29 MAR

TEATRO IBÉRICO 29 MAR

CENTRO DE INFORMAÇÃO GEOESPACIAL DO EXÉRCITO 30 MAR

CENTRO COLOMBO - ÁREAS TÉCNICAS

30 MAR Marcações a partir do 1º dia útil do mês que antecede o itinerário. EG

218 170 593 lisboa.cultural@cm-lisboa.pt GABINETE DE ESTUDOS OLISIPONENSES

PALÁCIO DO BEAU SÉJOUR 16 FEV: 10H30

EG / MP


V I S I TAS G U I A DAS MUSEU NACIONAL DE ETNOLOGIA

RESERVAS VISITÁVEIS GALERIAS DA AMAZÓNIA

ITINERÁRIOS EM LISBOA SEDES DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA

GALERIAS DA VIDA RURAL

EG / MP

TER, QUI, SÁB: 15H30 TER, QUI, SÁB: 14H30 MP

MUSEU NACIONAL DO TEATRO E DA DANÇA

DO TEATRO E DA DANÇA: PEÇAS, OBJETOS E FRAGMENTOS NAS COLEÇÕES DO MUSEU Visitas guiadas à exposição permanente. TER A DOM: 10H-18H

MUSEU NACIONAL DO TRAJE

VISITA AO MUSEU E AO PARQUE BOTÂNICO DO MONTEIRO-MOR TER: 14H-18H, QUA A DOM: 10H-18H E / MP

MUSEU DO ORIENTE

VISITAS ORIENTADAS GERAIS

PRESENÇA PORTUGUESA NA ÁSIA E A ÓPERA CHINESA Visitas às exposições permanentes. ÚLTIMO DOM: 16H

MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

VISITAS ORIENTADAS AO MUSEU TER A SEX: 10H-13H, 14H-18H MP

VISITAS ORIENTADAS AO PALÁCIO NACIONAL DE BELÉM E JARDINS

SÁB: 10H30, 11H30, 14H30, 15H30, 16H30 MP MUSEU DE SÃO ROQUE

VISITAS GUIADAS À IGREJA E AO MUSEU DE SÃO ROQUE QUI A DOM

1 MÊS/1 CAPELA CAPELA DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE, IGREJA DE SÃO ROQUE 1 FEV: 13H15, 5 FEV: 15H EG / MP

Encontro: Sé de Lisboa 4 FEV: 10H

ITINERÁRIOS DA FÉ PERCURSO DA BAIXA

Encontro: Sé de Lisboa 4 FEV: 10H 218 879 549 (Paróquia de S. Nicolau)

PERCURSO DO BAIRRO ALTO Encontro: Museu de São Roque 25 FEV: 10H EG / MP

SANTA CASA ABRE PORTAS CONVENTO DE SANTOS-O-NOVO 18 FEV: 10H EG / MP

OUTRA LISBOA

VIAGENS NUM ESPAÇO URBANO MAIOR

Sete percursos para uma perspetiva urbanística sobre Lisboa. TODOS OS DIAS: 10H30

87 TER A DOM: 10H-15H30 MP

VEM DESCOBRIR O PANTEÃO

Visita orientada ao monumento. TER A DOM: 10H-15H30 MP

ALMEIDA GARRETT NO PANTEÃO

Visita temática TER A DOM: 10H-15H30 MP

PARQUE FLORESTAL DE MONSANTO

PERCURSOS PEDESTRES COMBATELASER PAINTBALL ELECTRÓNICO 968 297 047 (Ação Natura)

PEDDY PAPER

O jogo parte de Campolide, atravessa o Aqueduto e termina em Monsanto. MP

218 452 689 (Papa-Léguas) PARQUE DAS NAÇÕES

COMBOIO DE PASSEIO SEG A DOM: 10H-19H

TCHARAN EVENTOS

JANTARES MISTÉRIO A MORTE DO ARTISTA NOITE DE GANGSTERS OS RÚSTICOS MP

TEATRO NACIONAL D. MARIA II

VISITAS GUIADAS

Visitas guiadas aos bastidores do Teatro em português, inglês, francês, castelhano, alemão e italiano. SEG: 11H MP

213 250 829 TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS

VISITAS GUIADAS E / MP

visitas@saocarlos.pt TIME TRAVELLERS

AS MURALHAS DE LISBOA Encontro: Castelo de São Jorge 11 FEV: 10H-13H Inscrições abertas até 9 fev

A LISBOA DOS AMORES

TELEFÉRICO

PAÇOS DO CONCELHO

SEG A SEX: 11H-19H, SÁB, DOM, FER: 10H-20H

Encontro: Praça do Comércio 19 FEV: 10H-13H Inscrições abertas até 17 fev geral@timetravellers.pt

TEJO BIKE

TRAFARIA PRAIA

1º DOM: 11H

E / MP

VISITA AO EDIFÍCIO EG

ezequiel.marinho@cm-lisboa.pt PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS

VISITAS GUIADAS AO PADRÃO E À ROSA-DOSVENTOS E / MP

PALÁCIO NACIONAL DA AJUDA

VISITAS ORIENTADAS AO PALÁCIO O QUOTIDIANO DA FAMÍLIA REAL UM DIA DE GALA NO PAÇO DA AJUDA MP

servicoeducativo@pnajuda. dgpc.pt PANTEÃO NACIONAL

REIS E HERÓIS NO PANTEÃO

Visita temática à exposição ATÉ 7 MAI

Aluguer de bicicletas. TODOS OS DIAS: 12H-18H 218 919 333 SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA

SANTA CASA CONVIDA VISITAS GUIADAS A VÁRIOS ESPAÇOS DA INSTITUIÇÃO

SÁB (QUINZENALMENTE): 11H

CRUZEIROS TURÍSTICOS NO RIO TEJO

Entre o Cais do Sodré e a Torre de Belém TER A DOM: 10H30, 14H30, 16H30 lisbonbluebus@douroazul.pt WALK AND SEE

PASSEIOS GUIADOS A PÉ MP

917 443 389

EG / MP

213 235 325 SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

VISITAS GUIADAS ATÉ 25 FEV SÁB: 14H30

SOCIEDADE HISTÓRICA DA INDEPENDÊNCIA DE PORTUGAL

VISITAS GUIADAS AO PALÁCIO DA INDEPENDÊNCIA SEG A SEX MP

E ESCOLAS EG ENTRADA GRATUITA MP MARCAÇÃO PRÉVIA

> Contactos pág 101


88

C R I A N ÇAS


ARQUITETOS DO IMAGINÁRIO II

CICLO DE ANIMAÇÃO

DE STUDIO GHIBLI Ana Figueiredo

O ciclo de cinema Arquitetos do Imaginário continua, este mês e no próximo, dedicado à animação do Studio Ghibli. Fundado em 1985, no Japão, permitiu que filmes únicos e inesquecíveis chegassem às salas de cinema. Os realizadores Isao Takahata e Hayao Miyazaki, cujas obras são exibidas neste ciclo, são dois dos fundadores do estúdio de animação japonês e encontram-se, ainda hoje, na sua direção. A visão destes dois mestres levou à criação de filmes pioneiros, que transformaram o cinema de animação, sendo hoje, referências incontornáveis dentro do género. No dia 12 de fevereiro é exibido A Família Yamada, de Isao Takahata, que relata a vida de uma família tradicional japonesa. Já no dia 26 é exibido O Castelo do Céu, de Hayao Miyazaki, uma aventura onde um aprendiz de engenheiro e uma jovem rapariga vagueiam nos céus em busca do lendário Castelo Flutuante. Em março é ainda possível ver Pompoko e Kiki – A Aprendiz de Feiticeira, de Isao Takahata e Hayao Miyazaki respetivamente. O universo fantasioso das diferentes obras apresentadas neste ciclo vai ao encontro da máxima dos Studio Ghibli: “despertar a criança que há dentro de nós”.

MUSEU DO ORIENTE

AVENIDA BRASÍLIA / 213 585 200 / WWW.MUSEUDOORIENTE.PT 12, 26 DE FEVEREIRO, 12, 26 DE MARÇO, ÀS 16H


90

C R I A N ÇAS E S T E M Ê S

11 A 19 DE FEVEREIRO CINEMA S. JORGE AVENIDA DA LIBERDADE, 175 / 213 103 402 / CINEMASAOJORGE.PT CINEMATECA JÚNIOR PALÁCIO FOZ, PRAÇA DOS RESTAURADORES / 213 462 157

FESTIVAL PLAY

O Festival Play está de regresso com muito cinema dirigido aos mais novos. Entre o Cinema São Jorge e a Cinemateca é possível assistir a filmes recentes, dirigidos a um público que vai dos um aos 13 anos. Do programa destacam-se Sherlock Holmes Jr., de Buster Keaton, musicado ao vivo pelo artista David Santos (Noiserv), e Irmãos do Vento, de Gerardo Olivares e Otmar Penker, um filme de ficção com características documentais, que conta a história

ESTE M ÊS

PLAY - FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL & JUVENIL DE LISBOA CINEMA SÃO JORGE CINEMATECA JÚNIOR 1-13 anos 11 A 19 FEV www.playfest.pt CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO

A REVOLTA DA TRALHA Oficina Maiores de 6 anos 5, 12, 19, 26 FEV: 15H30-17H30

CASTELO DE S. JORGE

JOGOS EM FAMÍLIA Maiores de 5 anos 5 FEV: 11H

ARTES BÉLICAS 12 FEV: 11H

DANÇAS COM HISTÓRIA DANÇAS DO TEMPO DE D. MANUEL I 19 FEV: 11H

de um rapaz que salva uma águia caída do ninho e que encontra no animal o amigo que nunca teve. De salientar ainda a estreia de Play - Festa do Pijama!, onde os mais pequenos podem assistir aos filmes de pijama e a saborear panquecas. Também pela primeira vez, este ano, será atribuído um prémio monetário à melhor curta da seleção Play, selecionada pelo júri oficial do evento. Ana Figueiredo

CASINO LISBOA

A INCRÍVEL FÁBRICA DOS OCEANOS Teatro Maiores de 2 anos ATÉ 3 FEV SEG A SEX: 11H, 14H30 E / MP

25 FEV A 11 MAR SÁB: 16H30 PG

SEG A SEX: 11H, 14H30 E / MP

VISITAS EM FAMÍLIA CENTRO CULTURAL DE O CASTELO, A ALCÁÇOVA E BELÉM A CONQUISTA DA CIDADE INSONO Instalação sonora interativa, Maiores de 6 anos 26 FEV: 11H

oficina Maiores de 5 anos 7 A 10, 14 A 17, 21 A 24 FEV: 10H30, 14H30 E/MP

11, 18, 25 FEV: 11H 12, 19, 26 FEV: 11H, 14H30 PG

QUAL É O SOM DA TUA CARA?

ANTÓNIO JORGE GONÇALVES E FILIPE RAPOSO Concerto para piano e desenho Maiores de 5 anos 10 FEV: 11H E / MP

11FEV: 15H30, 12 FEV: 11H30 PG

A MINHA CASA ERA A SEDE Concerto narrado Maiores de 6 anos 14 A 17, 21 A 24 FEV: 11H, 14H45 E / MP

18, 19, 25, 26 FEV: 15H30 PG


C R I A N ÇAS E S T E M Ê S

91

CENTRO CULTURAL DE CARNIDE

HISTÓRIAS DE A MENINA QUE DETESTAVA MUSEAR: OLH’Ó LIVROS, CRIANÇÓPOLIS - A JORNAL! QUENTINHAS! CIDADE DOS DIREITOS DAS QUENTINHAS! Oficina CRIANÇAS 2-5 anos Peças de teatro FEV E / MP

CENTRO HOSPITALAR PSIQUIÁTRICO DE LISBOA

O CAPUCHINHO ENCARNADO: NEM TODOS OS LOBOS SÃO MAUS Teatro Maiores de 3 anos ATÉ 25 FEV SÁB: 16H

CULTURGEST

PLANO NACIONAL DE CINEMA

5, 19 FEV: 10H30, 11H30

MECANISMÓFUTURISTA – PIM! Oficina 5-7 anos 12, 26 FEV: 10H30 7-11 anos 12, 26 FEV: 15H30

CINEMA DE BOLSO

Oficina Maiores de 6 anos / necessidades educativas especiais 25 FEV: 11H MP

LITTLE LISBON - LISBON FOR KIDS

PEDDY-PAPER NO BAIRRO ALTO

6-12 anos 18 FEV: 15H-17H30 Encontro: Jardim do Príncipe Real Inscrições até 17 fev: info@ lisbonforkids.com MAAT – MUSEU DE ARTE, ARQUITETURA E TECNOLOGIA

NÃO ACORDES O DRAGÃO Oficina Maiores de 6 anos 5 FEV: 14H30 MP

CARRINHOS SOLARES Oficina Maiores de 6 anos 19 FEV: 14H30 MP

A MAGIA DO ELETROÍMAN

Maiores de 9 anos 26 FEV: 14H30 MP

OFICINA DE LUZ Maiores de 8 anos 11 FEV: 16H30 MP

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

COLEÇÃO DE POEMAS DE RITA TABORDA DUARTE Poesia Maiores de 7 anos 11, 12 FEV: 11H, 16H30 PG

POR ESSE MUNDO FORA Performance Maiores de 4 anos 22 A 24 FEV: 10H E / MP

18, 25 FEV: 16H30, 19, 26 FEV: 11H, 16H30 PG

Oficina

1º ciclo 1 FEV: 10H30, 14H30 2º ciclo 2 FEV: 10H30 3º ciclo e secundário 2, 3 FEV: 10H30, 14H30

EXPOSIÇÃO DE ALICE CREISCHER

Visita-jogo no âmbito da exposição 4 FEV A 30 ABR E

POEMAS PARA BOCAS PEQUENAS Recital de poesia Maiores de 3 anos 11 FEV: 16H, 12 FEV: 11H PG

6 A 10 FEV: 10H30 E / MP

MÃOS À OBRA

Oficina de artes plásticas 13, 16, 17 FEV: 14H30 14, 15 FEV: 10H30, 14H30 E 18 FEV: 14H30 PG EKA PALACE

WORKSHOP DE CONSTRUÇÃO DE MARIONETAS EM ESPONJA 27, 28 FEV: 10H30-17H companhiacepatorta@gmail.com FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

PEQUENA COLEÇÃO DE SABORES Oficina 5-7 anos 4 FEV: 15H30 7-11 anos 18 FEV: 15H30

S. VALENTIM: OS FILMES DA AGENDA

O GRANDE AMOR DA MINHA VIDA LEO MCCAREY, 1957 Um bom filme romântico, seja qual for o tipo de amor retratado, fatal, inocente, incompreendido, tem de incluir a lágrima. Se alguns nos fazem rir com a lágrima no canto do olho, outros como este An Affair to Remember, são de fazer chorar as pedras da calçada. Cary Grant e Deborah Kerr apaixonam-se num cruzeiro à Europa e combinam um reencontro, seis meses depois, no terraço do Empire State Bulding, caso o sentimento tenha resistido ao tempo. Ao dirigir-se para lá, ela é atropelada e falha o encontro, introduzindo o elemento de tragédia que impregna a história até ao final. A cena transformou aquele local num cliché romântico. Ao contrário de clássicos do género como Casablanca, E Tudo o Vento Levou ou Doutor Zhivago, épicos onde os amantes são separados pelo rolo compressor da história, aqui os protagonistas são confrontados com a suas próprias idiossincrasias e tragédias pessoais, numa escala humana que fez escola. Tomás Collares Pereira


92

C R I A N ÇAS E S T E M Ê S MUSEU DO DINHEIRO

O GOSTO DO COLECIONADOR Oficina pais e filhos Maiores de 6 anos 11 FEV: 10H30 MP

OFICINA DE CARNAVAL Maiores de 6 anos 25 FEV: 10H30, 15H MP

MUSEU DE LISBOA – PALÁCIO PIMENTA

É MESMO UM JAVALI? Visita-oficina famílias Maiores de 6 anos 4 FEV: 15H MP

MÚSICA PARA BEBÉS 4 FEV: 15H30, 16H30 12 FEV: 15H30 MP

MANIFESTO DA LISBOA MULTICULTURAL Visita famílias Maiores de 6 anos 11 FEV: 15H MP

MUSEU DE LISBOA – SANTO ANTÓNIO

SANTO ANTÓNIO, O MILAGREIRO Visita-oficina famílias Maiores de 6 anos 19 FEV: 11H MP

MUSEU DE LISBOA – TEATRO ROMANO

FOI HÁ 1960 ANOS! A RENOVAÇÃO DO PROSCÉNIO DO TEATRO ROMANO Visita-oficina famílias 26 FEV: 11H Circo matemático 19 FEV: 16H

MUSEU NACIONAL DE ARQUEOLOGIA

PORTUGAL POR MIÚDOS

Teatro Maiores de 6 anos ATÉ MAI TER A SEX: 10H30, 14H30 E / MP

DOM: 16H PG

Aventura da Terra Maiores de 9 anos 19 FEV: 16H-17H30

Oficina Maiores de 5 anos 5, 19 FEV: 11H-12H30

A OLHAR PARA O CÉU!

QUE MÁSCARAS SOU?

Sessão de planetário Famílias 4 FEV: 16H30-18H

6-12 anos 18 FEV: 15H

O QUE NOS DIZEM AS CORES?

HISTÓRIAS DE ESTRELAS E IX ESCOLA DE GAMELÃO PLANETAS DA ILHA DA JAVA Famílias

6-12 anos 19 FEV: 15H

FINS DE SEMANA MATEMÁTICOS

Visita ateliê 6-12 anos 26 FEV: 15H

5 FEV: 16H30-18H

Maiores de 6 anos 25 FEV: 15H-16H30

CIRCO MATEMÁTICO 1 FEV:10H-13H E / PG

LABORATÓRIO DE ROBÓTICA

VEM DIVERTIR-TE COM OS ROBÔS LEGO MINDSTORMS! Maiores de 5 anos 12 FEV: 11H-12H

CURSO DE DESENHO CIENTÍFICO 13-16 anos 12, 26 FEV: 15H-18H

MUSEU NACIONAL DO TEATRO E DA DANÇA

Workshop para escolas Maiores de 8 anos 13 FEV A 13 MAI SEG A SEX: 10H15-12H15, 15H-17H Workshop para jardins-de-infância 3-5 anos 13 FEV A 13 MAI SEG A SEX: 10H15-11H Ateliê para crianças 4-6 anos 18 FEV: 10H-11H 25 FEV: 11H30-12H30 7-12 anos 18 FEV: 11H30-13H 1-3 anos 25 FEV: 10H30-11H MP

PEZINHOS DE LÃ…

Ateliê Até aos 12 meses 25 FEV: 10H-10H45, 11H30-12H15

GUAN YU, PERSONAGEM DE BD

BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES

Oficina 7-12 anos 25 FEV: 15H-17H

A BELA ADORMECIDA

Oficina de Carnaval 7-12 anos 27, 28 FEV, 1 MAR: 9H30-12H30

Teatro 1-5 anos 12 FEV: 10H30

Teatro 1-5 anos 19 FEV: 10H30 217 567 410 | 964 978 022 (Palco de Chocolate) MUSEU DO ORIENTE

ARQUITETOS DOS IMAGINÁRIO Ciclo de cinema dedicado à animação de Studio Ghibli

A FAMÍLIA YAMADA, DE ISAO TAKAHATA (1999) 12 FEV: 16H

O CASTELO NO CÉU, DE HAYAO MIYAZAKI (1986) 26 FEV: 16H EG / MP

QUEM SOU EU?

MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA

Oficina bebés 1-2 anos 4, 18 FEV: 10H-10H30, 11H-11H30

Visita orientada à exposição A

VASCO DA GAMA: DO ALENTEJO À ÍNDIA

DO BIG BANG AO OBSERVADOR CÓSMICO

Oficina 3-5 anos 12, 26 FEV: 10-11H, 11H30-12H30

UM DIA!

O PAPEL DO PALHAÇO NA ÓPERA CHINESA

MUSEU DE SÃO ROQUE

PAIAÇU OU PAI GRANDE Teatro 15-18 anos ATÉ 29 MAI E / MP

213 240 869

HÁ DANÇA NO MUSEU!

Workshop de dança 6-9 anos 11 FEV: 11H 3-5 anos 11 FEV: 10H

HÁ MÚSICA NO MUSEU!

Workshop de música para bebés 28 meses-5 anos 25 FEV: 11H 16-28 meses 25 FEV: 10H

HÁ ANIMAIS NO MUSEU? 6-10 anos 12 FEV: 15H

SER INVESTIGADOR POR

PRINCESAS E PRÍNCIPES POR UM DIA! EG / MP

PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS

HISTÓRIAS DO FAZ-DE-CONTA O TOTEM DA MINHA TRIBO Oficina de expressão plástica 19FEV: 10H30 PG

VISITAS GUIADAS NO ÂMBITO DA EXPOSIÇÃO AL FINAL DEL PARAÍSO A partir do 2º ciclo TODOS OS DIAS ATÉ 2 ABR E / MP

OFICINA

8-12 anos ATÉ 2 ABR E / MP

PANDO ATELIER

WORKSHOP COLAGEM 8-16 anos 11 FEV: 10H-13H, 14H30-17H30 www.margaridagirao.com PAVILHÃO DO CONHECIMENTO

BOM APETITE! A CIÊNCIA À MESA

Exposição INAUGURAÇÃO: 9 FEV, 18H ATÉ SET

OFICINAS

A COZINHA É UM LABORATÓRIO CHEESECAKE DE FRUTA Maiores de 6 anos 12 FEV: 15H30, 17H15

LABORATÓRIO A CIÊNCIA DA ILUSÃO Maiores de 6 anos 26 FEV: 15H30, 17H15

CANTINHO DA CIÊNCIA HOJE VOU SER ZOÓLOGO Maiores de 3 anos 12 FEV: 11H30, 15H30, 17H15


C R I A N ÇAS E S T E M Ê S

WORKSHOPS DÒING EXPLORAR, CRIAR E IMAGINAR: BIKESTER Maiores de 8 anos 4 FEV: 16H30-18H30

EXPLORAR, CRIAR E IMAGINAR: LOVING THE PLANET COM ARDUINO Maiores de 10 anos 18 FEV: 15H30- 18H30

EXPLORAR, CRIAR E IMAGINAR: JUNKYARD WARS Maiores de 8 anos 25 FEV: 15H30-18H30 EG

Maiores de 6 anos 11 FEV: 15H30-1830

ATELIÊS DE COSTURA E DE SAPATOS Maiores de 6 anos VALENTINICES 11, 12 FEV: 11H-19H

POESIA-ME QUERER MUITO

André da Loba e João Paulo Cotrim

Espetáculo de dança 4 FEV: 16H PG

1 FEV: 11H30 E / MP

Leituras para a infância Maiores de 6 anos 18 FEV: 16H

TEATRO POLITEAMA

PG

TER A SEX: 11H, 14H

A PEQUENA SEREIA E / MP

MÁSCARAS

TEATRO ARMANDO CORTEZ

SÁB, DOM: 15H

MP

O GATO DAS BOTAS Teatro Maiores de 3 anos SÁB, DOM: 15H

TEATRO TURIM

SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

PG

25, 26 FEV: 11H-19H

SYN.TROPIA

Concerto-dança para surdos e outras audições 22 A 24 FEV: 10H30 E / MP

25, 26 FEV: 16H PG

DIAS ÚTEIS: 11H, 14H E / MP

TEATRO CAMÕES

1HD - UMA HISTÓRIA DA DANÇA

PG 213 405 700

EM BUSCA DA JOANINHA DOURADA Teatro Maiores de 3 anos 4 A 26 FEV SÁB: 16H, DOM: 11H PG

©Alfredo Rocha/António Jorge Gonçalves

VAMOS PROGRAMAR? DESENHOS ATÉ AO

INFINITO COM PYTHON

93

CENTRO CULTURAL DE BELÉM 10 A 12 DE FEVEREIRO PRAÇA DO IMPÉRIO / 213 612 400 / WWW.CCB.PT

QUAL É O SOM DA TUA CARA? O concerto para piano e desenho apresentado no Centro Cultural de Belém é o resultado da parceria entre o desenhador António Jorge Gonçalves e o pianista Filipe Raposo. Os dois alargaram esta união, que aconteceu com 4 Mãos no festival Big Bang 2015, e levaram o seu processo criativo

às escolas. Nas várias oficinas, que antecedem o concerto de fevereiro, as crianças elaboram retratos e autorretratos, explorando a relação entre som e desenho. Estes trabalhos são o ponto de partida para o jogo de improvisação que os artistas apresentam no espetáculo. AF


94

C R I A N ÇAS TO D O O A N O

TODO O ANO

O Mundo dos Legumes, O Cozinheiro Trapalhão, A Lição da Árvore, O Mimo vai à Escola, A Castanha Brincalhona, O Livro Amigo Peças itinerantes lanterna.magica@iol.pt (Teatro Lanterna Mágica)

30 DA MOURARIA – PSICOTERAPIA E MOVIMENTO

Drama e Movimento para Miúdos Tímidos, Atrevidos e Mais ou Menos

ACADEMIA TALENTOS À VISTA

Aulas de Taekwondo 4-14 anos TER, SEX: 18H15-19H ADCEO

Auto da Barca do Inferno, Falar a Verdade a Mentir

ATELIER CABINE

Porquê visitar o Museu?

Aulas de Dança SÁB: 10H

ARMAZÉM 13

Introdução às Técnicas Circenses Oficinas de Artes Plásticas e Sessões de Arte como Terapia

3-16 anos TER: 17H30, QUA, SEX: 15H, SÁB: 11H30

Iniciação Musical

ARTE GRAÇA

MP

4 meses-3 anos DOM: 10H geral@anapar.pt

Maiores de 6 anos MP

ACADEMIA DE M ÚSICA DE TELHEIRAS

Música para Bebés e Papás Até aos 3 anos TER: 18H30

ACADEMIA NACIONAL DE M ÚSICA CARLOS SEIXAS - PÓLO DE ROMA/ ALVALADE

Música para Bebés, Flauta Transverssal MP

ACADEMIA NOVAS LETRAS

Piano, Guitarra, Saxofone, Violino, Violoncelo, Bateria, Flauta, Acordeão SEG A SEX: 14H-20H

Maiores de 12 anos www.culturalkids.com.pt

ALUNOS DE APOLO – ESCOLA DE DANÇA

ACADEMIA DE M ÚSICA

Guitarra, Piano, Violino, Violoncelo, Bateria, Canto, Baixo

Auto da Barca do Inferno

Desenhos à Desgarrada

ART KIDS

ACADEMIA DE M ÚSICA DA GRAÇA

Maiores de 6 anos

918 748 695

MP

0-36 meses

SEG A SEX: 9H30, 11H, 14H, 15H30 E / MP

A Aventura de Ulisses

E / MP

SEG A SEX: 10H30, 14H30

SÁB: 11H-12H30

MP

Vita Civitatis… A Cidade e o Quotidiano Medieval

AUDITÓRIO PEDRO ARRUPE

Percurso Medieval, Percurso Lisboa Quinhentista, Percurso Pombalino E / MP

4-10 anos QUA: 17H-18H

ACADEMIA DE FILOSOFIA 4-17 anos 936 140 727

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DOS AMIGOS DOS CASTELOS

Música para Bebés

Curso de expressão plástica 6-13 anos TER, QUI: 18H-20H

AUDITÓRIO CARLOS PAREDES

Oficinas de Movimento 6-9 anos ATÉ MAI SEG: 17H40-18H40 MP

AUDITÓRIO SONHO

Auto da Barca do Inferno, Farsa de Inês Pereira, Aquilo que os Olhos veem ou o Adamastor, Leandro, Rei da Helíria, O Cavaleiro 218 861 799 (Companhia de Teatro O Sonho)

ARTE ILIMITADA

MP

Ateliês de expressão plástica 6-11 anos

ATELIÊ CÁ

MP

5-12 anos QUA: 17H-18H30 atelie.ca@gmail.com

Do Ateliê ao Museu

ART!IST – ACADEMIA DE DANÇA , TEATRO & PERFORMANCE

Hip-Hop, Judo, Condição Física 912 561 972

ARTYAPLAUSOS

Iniciação às Artes Perfomativas 8-12 anos SÁB: 10H-13H

ASSOCIAÇÃO ADN

Introdução às Técnicas Circenses SÁB: 11H-12H30

ASSOCIAÇÃO MUSICAL LISBOA CANTAT

Coro Infantil Lisboa Cantat 7-13 anos DOM: 17H30-19H30

Ateliê Criativo

ATELIER DO PAÇO

Ateliê de Arte 5-12 anos SÁB: 10H-12H

Danças Tradicionais e de Roda

E / MP

BANCO DE PORTUGAL Visita-ateliê

Oficina lúdica QUA, QUI, SEX: 10H30, 14H30

O Tempo narrado pela Arqueologia Visita-oficina

De D. Dinis a Fernando Pessoa – O Tempo e a Palavra Visita-ateliê E / MP

BIBLIOTECA ORLANDO RIBEIRO

Curso do Teatro

10-16 anos SEG: 17H30- 18H30 5-9 anos SEG: 18H40-19H4O 214 194 893 | 964 379 701 CARAVELA VERA CRUZ DOCA DO ESPANHOL

Um dos Principais Laboratórios da Terra é o Mar Visita SEG A SEX: 10H-17H E / MP

www.caravelaveracruz.pt CASA DA AM ÉRICA LATINA E UCCLA

Sul

Oficinas E / MP

Maiores de 5 anos DOM: 10H-11H cursolisboa@gmail.com

CASA DO ARTISTA

ATELIER DE SÃO BENTO

7-15 anos SÁB: 10H-13H

TER: 15H-17H, 17H-19H

Curso de Teatro Classe Drama

Artes Plásticas MP

Curso de Teatro Musical Classe Júnior

ATENEU COMERCIAL DE LISBOA

Maiores de 15 anos SÁB: 15H-18H 963 773 636

ACADEMIA NACIONAL DE MÚSICA CARLOS SEIXAS

CASA DO BRASIL

Música para Bebés, Piano, Violino, Violoncelo, Flauta Travessa MP

Oficina de Teatro 10-14 anos TER, QUI: 17H-19H


C R I A N ÇAS TO D O O A N O

95

CASA DA CULTURA DOS OLIVAIS

Projeto Reciclo Orquestra

Oficina de construção de instrumentos musicais 6-16 anos SÁB: 10H-12H EG

CASA DOS DIREITOS SOCIAS

Aulas de Ballet e Dança Criativa 6-11 anos QUI: 17H30-18H30, SÁB: 11H-12H

Aulas de Dança Contemporânea

12-18 anos QUI: 18H30-19H30, SÁB: 12H-13H 968 884 787 CASA FERNANDO PESSOA

Pela Cidade de Pessoa Percurso pedestre

Aqui viveu Pessoa Visita guiada

“Um, dois, três. Quem é? Quem são?” Teatro de Fantoches

Descalçar Botas d’Elástico e fazer uma Revista Modernista, Hora do conto - Leituras Enviesadas Oficinas

Nós, os de Orpheu Exposição itinerante E / MP

CASA DE GIZ

Happy Yoga

5-12 anos TER: 18H-18H45

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL 22 A 24 DE FEVEREIRO (ESCOLAS), 18 A 26 DE FEVEREIRO (FAMÍLIAS) AV. FREI MIGUEL CONTREIRAS, 52 / 218 438 800 / WWW.TEATROMARIAMATOS.PT

POR ESSE MUNDO FORA Márcia Lança e Nuno Lucas são os criadores e intérpretes de Por esse Mundo Fora, espetáculo que decorre este mês no Maria Matos. Partindo de uma característica inata a todas as crianças, a curiosidade, os dois exploradores preparam-se para uma aventura que decorre num lugar cheio de caixas. Imediatamente, a questão surge: o que fazer com todas as caixas espalhadas no chão? A necessidade de saber, de desvendar, de descobrir o que está guardado e que não se vê a olho nu é sempre maior do que o receio de mexer no que não é nosso. Cada vez que se abre uma caixa, um novo mundo de possibilidades é criado. Até onde nos leva a curiosidade? De 18 a 26 de fevereiro, para escolas e famílias, no Maria Matos. FS

MP

CASA-MUSEU DR. ANASTÁCIO GONÇALVES

Recriação de Época: Elisa, a criada do Dr. Anastácio Gonçalves, apresenta a Casa e as Obras de Arte às crianças Visita guiada EG / MP

CASA DO SER

Aulas de Biodanza 3-10 anos QUA: 18H30-19H30 910 952 541

CAULINO CERAMICS

Workshops de Cerâmica

5-14 anos QUA: 17H-18H30

CENTRO CIENTÍFICO E CULTURAL DE MACAU

CENTRO CULTURAL DE CARNIDE

CENTRO DE ARQUEOLOGIA DE LISBOA

Maiores de 6 anos

Workshop de artes circenses QUA: 18H-20H, DOM: 9H-13H

Visitas Orientadas ao Centro de Arqueologia de Lisboa E / MP / EG

Aprender com os Objetos

Oficina lúdico-pedagógica sobre a Pré-História no território de Lisboa

Eu também sou Arqueológo

Oficina lúdico-pedagógica sobre o trabalho do arqueólogo E / MP / EG

centro.arqueologia@cm-lisboa.pt

A Escrita Chinesa

Instrumentos Musicais Chineses Maiores de 6 anos

Visitas Guiadas Maiores de 6 anos MP

C.E .M – CENTRO EM MOVIMENTO

BAILEIA

0-3 anos QUA: 17H30-18H30

DANÇAR UMA HISTÓRIA 5-10 anos QUA: 18H30-19H30

Tendas Circus

Ballet, Hip-Hop

VÁRIOS HORÁRIOS CENTRO CULTURAL PADRE CARLOS ALBERTO

Dança clássica, dança contemporânea, dança criativa, barra de chão, pontas Curso de Expressão Dramática 6-12 anos pontifice73@gmail.com


96

C R I A N ÇAS TO D O O A N O CENTRO EUROPEU DE LÍNGUAS

Estudo Lúdico da Língua Inglesa Maiores de 6 anos MP

CENTRO DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA

Desenho Aberto

CLAVE E SOM, ESCOLA DE M ÚSICA

Iniciação Musical 4-6 anos

Cursos de Piano, Teclado, Flauta, Guitarra, Acordeão, Violino, Violoncelo Maiores de 6 anos

Maiores de 7 anos SEG: 16H45-18H25, QUA: 18H45- 20H15

MP

CHAPITÔ

Curso de Música para Bebés

Ateliê de Circo 4-12 anos QUA: 18H

CINEMATECA JÚNIOR

Sessões de Cinema SÁB: 15H

Ateliê

CLUB CLÍNICA DAS CONCHAS

SÁB

MP

Escola da Companhia Nacional de Bailado 5-7 anos TER, QUI: 17H-18H 7-9 anos TER, QUI: 18H-19H

Todos Bailarinos

Crianças com perturbação do desenvolvimento intelectual 5-14 anos TER, QUI: 17H, 18H

CMS ESPAÇO TERRAPURIANO

Tai-Chi

Maiores de 10 anos SÁB: 12H-13H

Ateliê de Competências para Crianças

Visita à Exposição permanente de précinema

COLÉGIO LUSO -SUÍÇO

SÁB: 18H-19H

Curso de Expressão Dramática e Cinema 3-13 anos MP ATÉ JUN asformigas@sapo.pt

DANÇA DO SABER

Ballet, Hip-Hop, Contemporâneo, Karaté VÁRIOS HORÁRIOS MP

DANÇARTE

Ballet, Dança Criativa, Sevilhanas, Flamenco, Hip-Hop MP

DANÇATTITUDE COMUNIDADE HINDU

Aulas de canto e instrumentos MP

ÚLTIMO SÁB: 11H www.cinemateca.pt/CinematecaJunior.aspx

SEG A SEX: 10H-17H, SÁB: 11H-18H

COMPANHIA NACIONAL DE BAILADO

CULTURGEST

A Culturgest na Escola: Serviço Educativo portátil

Aulas de Dança Flamenca

3-8 anos SÁB: 10H-11H xavierflamenco@gmail.com DANCE FACTORY STUDIOS

Dança Criativa 3-6 anos

Oficinas do pré-escolar ao ensino secundário ATÉ MAI MP

Hip-Hop Teens

DANÇA LIVRE - ESCOLA DE DANÇA

DANCE SPOT

MP

Ballet

Hip-Hop, Ballet, Contemporâneo, Sapateado

MP

MP

A partir dos 3 anos VÁRIOS HORÁRIOS


C R I A N ÇAS TO D O O A N O DEPARTAMENTO DE PROTEÇÃO CIVIL

A segurança em casa, na rua e nos espaços públicos 5-10 anos SEG A SEX: 9H-12H, 14H-16H30

ESPAÇO 62

GATO QUE LADRA

5-12 anos QUI: 18H-19H

Teatro aos Sábados

ESPAÇO DANÇA DE PALMIRA CAMARGO

Mikado Grupo de Teatro

Artes plásticas

Ballet Kids

MP

MP

DOJO DA LUZ

ESPAÇO ESPELHO D’ÁGUA

Dança Criativa

6-14 anos TER, SEX: 18H-19H ESCOLA DE ACTORES ILHA D’ARTE

Cursos e workshops Maiores de 8 anos

ESCOLA BÁSICA PEDRO DE SANTARÉM

Curso de Percussão, Afro Brasileira, Samba Reggae Maiores de 10 anos TER: 18H blocooxala@gmail.com (Bloco Oxalá)

ESCOLA DE BELAS-ARTES PEDRO SERRENHO

Artes Plásticas

5-12 anos QUA: 14H-16H, 17H-19H30, SÁB: 10H-13H MP

ESCOLA DE DANÇA ANA KÖHLER

Ballet, Dança Contemporânea, Dança Jazz, Dança Tradicional Irlandesa, Hip-Hop, Danças Orientais MP

ESCOLA DE DANÇA RAQUEL OLIVEIRA

Danças Espanholas, Dança para crianças

Jardim do Saber, Mãos Verdes 3-12 anos SEG A SEX

Programas de Sensibilização Ambiental MP / EG

ESCOLA SECUNDÁRIA PEDRO NUNES

Aulas de Mandarim QUA: 14H30-15H30

OFICINAS

4-12 anos SÁB: 11H

13-18 anos SÁB: 16H MP

GINÁSIO BEIJA-FLOR

Capoeira Infantil

A Planta, O Herbário Ensino básico

Plantas de todo o Mundo, Quem sou Eu? Como me Chamo?, Da Alga à Laranjeira, Os Botânicos e a Conservação da Biodiversidade

Tardes de Histórias

3-16 anos QUA, SEX: 19H30-20H30

Ensino secundário

EG

GINÁSIO CLUBE PORTUGU ÊS

JARDIM BOTÂNICO TROPICAL

Até aos 10 anos DOM: 13H30-16H 213 010 510

ESPAÇO PESSOA E COMPANHIA

Hora do Conto

3-5 anos SEG: 17H30-18H MP / EG

FORUM DANÇA

Pré-Ballet, Dança Criativa 3-5 anos

Ballet 5-7 anos

Dança Contemporânea 9-13 anos

Teatro 7-15 anos MP

FUNDAÇÃO JOSÉ SARAMAGO

Peddy-paper

Maiores de 10 anos

Visitas Guiadas à Fundação José Saramago E / MP

FULLOUT DANCE ACADEMY

Ballet, Hip-Hop MP

MP

ESCOLA DE JARDINAGEM E CALCETEIROS

97

GABINETE DE ESTUDOS OLISIPONENSES

Visitas guiadas ao Palácio do Beau Séjour MP / EG

GALERIA 36

Pintura sobre Azulejo, Artes Plásticas 4-12 anos MP

GALERIA MILLENNIUM

Visitas orientadas E / MP

E / MP

Aikido, Ginástica, Judo, Esgrima, Tiro com Arco, Capoeira, Futebol, Baby Gym

Os Sentidos no Jardim, Um Povo Descobridor, Na Ponta do Lápis

MP

E / MP

GRUPO DRAMÁTICO RAMIRO JOSÉ

Aulas de Teatro MP

935 627 536 GYMBOREE

Play & Learn: Música, Artes, School Skills, Sports, Mommy and Baby Fitness

Programas de desenvolvimento infantil 0-5 anos

WORKSHOPS

The Happiest Baby On The Block, Baby Signs 0-24 meses

HELEN DORON EARLY ENGLISH

Ensino de inglês 3 meses-14 anos MP

HIPÓDROMO DO CAMPO GRANDE

Aulas de equitação Isshin Dojo Aikido 6-14 anos

Yoga

Maiores de 3 anos Vários horários JARDIM BOTÂNICO DA AJUDA

Visita Geral, As Plantas Oficinais, O Sabor e os Cheiros PG / MP

Os Campeões do Jardim, À Descoberta do Jardim 4-5 anos

Visitas guiadas e atividades temáticas

JAZZY DANCE STUDIOS

Break Dance Kids, Capoeira Kids, Hip-Hop, Shake-it-up Teens, Ginástica, Capoeira 4-12 anos MP

JUST4TEENS

Socialização e Descoberta para Bebés e Crianças TER A QUI: 10H-12H

LAVADOURO PÚBLICO DE CARNIDE

À Descoberta do Lavadouro!

Visita guiada com encenação Maiores de 4 anos 1º DOM: 11H LEAP – ESPAÇO AMOREIRAS

Visitas guiadas e atividades para escolas 6-10 anos MP / EG

info@edge-arts.org A LOJA DAS ATIVIDADES

Ballet Criativo 3-6 anos SÁB: 15H

Karaté

3-6 anos DOM: 11H-11H45 7-12 anos DOM: 12H-12H45

Pilates

Maiores de 14 anos SÁB: 11H-11H45

Pequenas atividades para grandes crianças Maiores de 3 anos


98

C R I A N ÇAS TO D O O A N O DOM: 9H30-13H MP

A LOJA DA TIA GLÓRIA

Yoga, expressão dramática, artemix, expressão musical, danças do mundo Oficinas artísticas VÁRIOS HORÁRIOS LX DANCE

Ballet MP

MARIA MATOS TEATRO MUNICIPAL

Dentro de Cena

Visita guiada ao Teatro Maiores de 3 anos TER A DOM: 15H-20H EG / MP

MERCADO 31 DE JANEIRO

Vamos Todos ao Mercado

Visita guiada e atividade lúdica no âmbito da Educação Alimentar Maiores de 8 anos TER A SEX: 9H30-12H E / MP

MINIMUNDO

Música para Bebés Até aos 3 anos

MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS

Brincando no Mosteiro, Animais do Mundo, Animais do Rei, Jogo do Mosteiro, Jogo dos Descobrimentos, Ateliê das Iluminuras, Jogando com o Tempo, Viagem de Vasco da Gama, Vem Conhecer o Mosteiro Visitas guiadas e oficinas pedagógicas TER A SEX E / MP

MUNDO PATRIMÓNIO LAB Maiores de 4 anos

Aproxima-te!

Programa de Educação Patrimonial QUA: 11H30-19H

Mundo Património LAB Laboratório de criatividade DIAS ÚTEIS: 16H-19H

MUSEU DE ARTES DECORATIVAS PORTUGUESAS DA FUNDAÇÃO RICARDO DO ESPÍRITO SANTO SILVA

Visitas Guiadas ao Museu e às Oficinas SEG A SEX MP

MUSEU DA CARRIS

Visitas orientadas e visitas-jogo Fantoches de dedos, Construção de Transporte à nossa Escala e Desfile, Carrinhos de Rolamentos, Lisboa em Sombras!, Janelas Mágicas, Diário de Bordo MP

MUSEU DAS CRIANÇAS

Viagem ao Meu... Futuro! Exposição 3-11 anos

O Corpo Humano, Ciência com Balões, Brincar com a

Matemática MP / E

MUSEU DO DINHEIRO

Museu do Dinheiro: peças de referência, Uma “peça” ao Almoço, A Arte do Dinheiro, A História da Banca, Muralha de D. Dinis, Reabilitação da antiga Igreja de S. Julião, Ânforas Imperiais Visitas E / MP

Troco por Trocas, Desenho à Desgarrada, O Tempo narrado pela Arqueologia, As Rotas do Comércio: do Mediterrâneo a Olisipo, Quando a Terra tremeu… Visitas-oficina E / MP

MUSEU DO FADO

Fado Menor 6-10 anos


C R I A N ÇAS TO D O O A N O

Só é Fadista quem Quer 6-15 anos MP

MUSEU DA MARIONETA

Um Mundo de Histórias Visitas para famílias PG / MP

Panelas Cantoras

Oficinas de expressão plástica 4-12 anos

Galerias da Amazónia Visitas guiadas

Galerias da Vida Rural Visitas guiadas

Vila das Cores (Contos e Marionetas)

E / MP / EG

MP

Ateliê de Construção de Fantoches

Oficina de leitura e construção de marionetas

Manhãs Criativas Oficinas para famílias ÚLTIMO DOM MP

MUSEU MILITAR

Uma história com… Ateliê 4-8 anos

Escrita Criativa 8-12 anos

Visitas históricas guiadas 8-12 anos E / MP

Um enigma no Museu 8-12 anos E / MP

MUSEU NACIONAL DO AZULEJO

Pintar um Azulejo! Oficina de pintura Maiores de 3 anos E / MP

Há música no Azulejo!

Visita de descoberta e concerto de piano comentado 4-12 anos

Uma Viagem pela História do Azulejo Visita orientada Maiores de 8 anos E / MP / EG

Peddy Paper no Museu 4-12 anos

E / MP / EG

MUSEU NACIONAL DOS COCHES

Visitas Guiadas, Visitas a Grupos com Necessidades Especiais MP / E

Peddy-Paper, Guia de Exploração Pedagógica, Caça ao Tesouro, Quem é Quem? Jogos

E / MP / PG

MUSEU NACIONAL DE ETNOLOGIA

Moinhos e Moídos,

MUSEU NACIONAL DO TEATRO E DA DANÇA Ateliês Permanentes

4-10 anos

Ateliê de Expressão Corporal: o Corpo também Fala Maiores de 6 anos

Ateliê de Escrita e Caracterização: do Texto ao Palco Maiores de 10 anos MP

MUSEU NACIONAL DO TRAJE E DA MODA

VISITAS GERAIS

Trajes no Paço: memórias escondidas, histórias de um vestido tagarela… e mais esta e mais aquela!, Todos dizem que é seu, mas o dono sou eu! E / MP

VISITAS TEMÁTICAS

O traje a sua época: os sécs. XVIII e XIX, o traje e a sua época: do séc. XIX aos nossos dias, sob saias e corpetes… entre rendas e colchetes! E / MP

Flor Desaparecida

Visita de exploração com oficina E / MP

MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

OFICINAS PEDAGÓGICAS

Frente a frente… com um Presidente 4-12 anos

Como se faz uma bandeira 6-12 anos

Outras viagens 7-12 anos

Acrescenta um Ponto! 9-12 anos

99

No Bosque dos Passarinhos 4-10 anos

NB ACADEMIA

Workshop de Representação

MP

10-16 anos ATÉ JUN SÁB: 10H-13H

MUSEU DE SÃO ROQUE

NEXGYM

Visitas orientadas Uma História Colorida Visita animada 3-6 anos

O que nos dizem as Cores? Visita animada 6-12 anos

Há Animais no Museu? Visita animada 3-8 anos

D. Leonor, a Princesa Perfeitíssima Visita animada 3-12 anos

Personagens Animadas, Histórias Transformadas Visita-ateliê 8-12 anos

Vamos conhecer a Capela de São João Baptista Visita-jogo 8-12 anos

A Brincar Construímos o Passado Visita-ateliê 6-12 anos

Desenhar a Cidade. Exercícios sobre Arquitetura e Urbanismo Visita-ateliê 12-15 anos

Vamos conhecer o Oriente em São Roque Visita-jogo 12-15 anos

Pelos Sentidos do Barroco

Visita guiada temática com atividades 12-15 anos

O Padre António Vieira e o Barroco em São Roque Visita guiada temática com atividades 16-18 anos SEG: 14H-18H, TER A DOM: 10H-12H30, 14H-18H E / EG / MP/ PG

M ÚSICA – CAMPO DE OURIQUE

Aulas de piano e música 931 402 010

Dodgeball, Defesa Pessoal, Fitness, Badminton, Ginástica Aulas de Teatro MP

OFICINA DA PESSOA

Expressão teatral 6-12 anos SÁB: 14H-15H30 OLÁ MAMÃ

Massagem para Bebés Até aos 12 meses

Babyoga 1-9 meses MP

OCEANÁRIO DE LISBOA

Dormindo com os Tubarões Maiores de 4 anos E / PG / MP

Fado Miudinho Até aos 4 anos DOM: 09H

Concerto para Bebés Até aos 3 anos SÁB: 09H

Visitas guiadas à exposição permanente Maiores de 4 anos E / PG

Visitas guiadas à exposição Florestas Submersas by Takashi Amano Maiores de 4 anos E / PG

PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS

O médico do mar, Os segredos do mar, O Grande Jogo dos descobrimentos, Puzzle fantástico, Entre fronteiras, Vou de viagem, o que levo na bagagem, Herbarium, Cruzando mares e oceanos Ateliês MP

A Primeira visita, Visita encenada e Um


100

C R I A N ÇAS TO D O O A N O

Monumento singular Visitas

Peças itinerantes E / MP

E / MP

PALÁCIO DA INDEPENDÊNCIA

Visitas Guiadas SEG A SEX MP

PALÁCIO DE LAGUARES

Crescer Teatrando Oficina de teatro 4-12 anos

PANTEÃO NACIONAL

Era uma vez uma Igreja e uma Princesa Visita com atividade 4-6 anos

Contos no Panteão – Uma História de Mar Visita com atividade 4-10 anos

Peddy-Paper - Uma Aventura no Panteão Visita com atividade 5-12 anos

Joga e descobre o Panteão

Visita-jogo 7-12 anos TER A DOM: 10H-17H30 E / PG / MP

PENTÁCULO EXPO – ACADEMIA DE ESTUDOS

Atividades lúdicas e culturais com visitas a museus e castelos MP

A PISCINA DOS BEBÉS

Natação, Hidroterapia MP

POLIVALENTE DE SANTA CATARINA

Futsal

6-12 anos TER, QUI: 18H30-20H PRAÇA DA FIGUEIRA

Lisboa, Cidade Encantada

Visita guiada pela Baixa 6-12 anos MP

info@lisbonforkids.com PROPOSITÁRIO AZUL, ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICA

Auto da Índia, Auto da Barca do Inferno, Luzes, Câmara… Confusão!!, O Cavaleiro da Dinamarca

RUÍNAS E MUSEU ARQUEOLÓGICO DO CARMO

No Dia em que a Terra Tremeu, Rei por um Dia, Os Guardiões da Memória, Idade Média, Liberdade!, Arquitetar no MAC, Esculturas de Pedra e Ar, Múmias, Faraós e outros Amigos Assustadores!, Los Precolombinos, Quem tem Boca vai a Roma!, O Colecionador de Maravilhas, Há Mistérios no Carmo, O Estranho Caso do Misterioso Mestre, Spy Story no Museu, Qual é qual?, Com as Mãos na Arqueologia, Os Grandes Mistérios da Arqueologia, EscavaAção SALA D’AULA

Mandarim 6-12 anos

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA (ARQUIVO HISTÓRICO)

Letras Habitadas

Visita com aletiê 6-10 anos SEG: 14H-18H, TER A DOM: 10H-12H30, 14H-18H

À Descoberta do Arquivo

Visita-jogo 6-10 anos SEG A DOM: 10H-12H30, 14H-18H E / MP / EG / PG

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA (BIBLIOTECA)

Perlim Pim Pim os Livros São Assim…

Oficina de leitura com atividade 3-5 anos SEG: 14H-18H, TER A DOM: 10H-12H30, 14H-18H E / MP / EG / PG

Ser Bibliotecário por um dia

Visita guiada temática com atividades 12-18 anos SEG: 14H-18H, TER A DOM:

10H-12H30, 14H-18H E / MP / EG / PG

SMART WAY

MINDFULLNESS

ATÉ JUN 11-15 anos SÁB: 9H-9H45 6-10 anos SÁB: 10H-10H45 MP

educaremocoes@sapo.pt SOU – MOVIMENTO E ARTE

Dança Criativa 2-14 anos

Guitarra, Violino, Piano, Flauta Transversal, Sitar e Alaúde Turco 2-16 anos

Acordeão de Teclas Maiores de 10 anos

Curso de Teatro 14-16 anos SEX: 17H-19H MP

TEATRO DA LUZ

Auto da Barca do Inferno

teatro ATÉ JUN SEG A SEX: 11H, 14H E / MP

TEATRO TABORDA

Se eu Fosse…

Peça Itinerante 6 A 10 FEV: 9H-15H, 20 A 24 FEV: 10H-15H E / MP

geral@teatrodagaragem.com TEAR – ESPAÇO DE ARTES

Dança Aérea, Coreografia, Teatro 6-12 anos SÁB MP

TEATRO BOCAGE

Workshops de teatro 6-12 anos SÁB: 10H-12H 13-17 anos SÁB: 12H-14H MP

TEATRO PAPA-LÉGUAS

Aventuras de João Ratão

TODOS OS DIAS, VÁRIOS HORÁRIOS

Kéketem?!

Espetáculo itinerante E / MP

THE LITTLE GYM

Ginástica para Bebés e Crianças 4 meses-12 anos VÁRIOS HORÁRIOS MP

TORRE DE BELÉM

Há Piratas Na Torre !, A viagem de Nuno Tristão, Armas e Brasões, À Descoberta de Novos Mundos, Vem Conhecer a Torre Visitas guiadas e oficinas pedagógicas 3-12 anos TER A SEX E / MP

VOZES EM CONSERTO

Canto, Dança, Piano, Guitarra, Coro, Teoria Musical, Arte Dramática MP

Work in Studio

Aulas de Dança Criativa Contemporânea 6-9 anos ZEN KIDS

Meditação e Mindfulness para Crianças

QUA: 18H30-19H30 projetozenkids@gmail.com

E EG MP PG

ESCOLAS ENTRADA GRATUITA MARCAÇÃO PRÉVIA PÚBLICO GERAL

> Contactos pág 101


> CONTACTOS A

Abysmo Galeria R. da Horta Seca, 40; 211 912 775; www.abysmo. pt • Academia de Artes e Tecnologias R. Silva e Albuquerque, 9, 3ºdto; 922 025 297 • Academia Lifeclub/Estúdio 1 R. de Cintura ao Porto de Santos, Armazém J; 968 037 924 • Academia do Lumiar Lg. Júlio Castilho, 3; 217 524 263; www.academialumiar.org • Academia de Música R. Rodrigues Sampaio, 170, 4º; 968 982 158; academiademusica. blogs.sapo.pt • Academia de Música da Graça Tv. S. Vicente, 15, 1º dt; 917 687 025 • Academia de Música de Telheiras R. Armindo Rodrigues, 11C; 217 524 795; www.academiamusicatelheiras.com • Academia Nacional de Música Carlos Seixas - Pólo Roma/Alvalade Av. EUA, 100, 1º • Academia Novas Letras Av. Maria Helena Vieira da Silva, 42A; 217 541 015; www.novasletras.com • Academia Talentos à Vista R. Álvaro Benamor, lt 8, lj 8A; 913 619 021 • Alecrim 50 R. do Alecrim, 48/50; 213 465 258; www.alecrim50.pt • Alunos de Apolo, Escola de Dança R. Silva Carvalho, 225; 213 885 366; www.alunosdeapolo.com • Apaixonarte R. Poiais de S. Bento 57; 213 904 333; www.apaixonarte. com • O Apartamento Av. Duque de Loulé 1, 5 dto; 216 029 812; www. oapartamento.com • APCC - Associação Para a Promoção Cultural da Criança R. dos Lagares de El-Rei, 21A, 1º esq; 218 429 730; www.apcc. org.pt • Appleton Square R. Acácio Paiva, 27, r/c; 210 993 660; www. appletonsquare.pt • Aqueduto das Águas Livres Cç. da Quintinha, 6; 218 100 215; www.epal.pt • Ar.Co - Centro de Arte & Comunicação Visual R. de Santiago, 18; 218 801 010; www.arco.pt • O Armário Cç. da Estrela, 132; 213 954 401; www.a-montra.com • Arquivo Histórico da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Lg. Trindade Coelho; 213 235 000; www.scml.pt • Arquivo Municipal de Lisboa - Fotográfico R. da Palma, 246; 218 844 060; arquivomunicipal.cm-lisboa.pt • Arquivo Municipal de Lisboa - Videoteca Lg. do Calvário, 2; 218 170 433; videoteca.cm-lisboa.pt • Arquivo Nacional da Torre do Tombo Al. da Universidade; 210 037 100; antt.dglab.gov.pt • Arta - Taberna das Almas Regueirão dos Anjos, 68; 963 023 435; mestresdoregueirao. pt • Arte Graça R. da Graça, 27-29; 965 858 009 • Arte Ilimitada Cç. da Estrela 128 - Anexo A; 213 954 401; www.arteilimitada.com • Arte pel’Arte R. Rodrigues Sampaio, 76, 2º; 917 937 703; www.artepelarte.com • A Arte da Terra R. Augusto Rosa, 40; 212 745 975; www.aartedaterra. pt • Artes de São Bento R. de S. Bento, 69/71 • Art!ist – Academia de Dança, Teatro & Performance R. da Manutenção, 45; 218 689 416; www.artist-ac.com • ArtKids R. Pinheiro Chagas, 8, r/c; 912 341 222; www. artkids.branded.me • Artlier R. Gervásio Lobato, 47B; 939 067 111; www. cursos-artlier.com • Arts2Science R. Jorge Colaço 17B; 918 880 375; www.arts2science.com • Artyaplausos Urb. da Ameixoeira, R. Varela Silva, Lt. 11 e 12, Lj. A e B • Assembleia da República Palácio de São Bento; 213 919 000; www.parlamento.pt • Associação ADN Av. Gomes Pereira 11; 963 061 995; www.adn-lx.com • Associação de Artesãos da Região de Lisboa R. de Entrecampos, 66; 217 962 497; aarl.pt • Associação Cristã da Mocidade de Lisboa R. de S. Bento, 329, 2º; 213 845 380; www.acmlisboa.com • Associação Desportiva e Cultural da Encarnação e Olivais - ADCEO R. Quinta Santa Maria, Bairro da Encarnação; 218 510 203; http://adceo.webnode.pt • Associação Gaitade-foles 938 118 192; www.gaitadefoles.net • Associação de Gravura Água-Forte R. de Santo Amaro à Estrela 41 r/c esq; 213 956 295; www. agua-forte.com • Associação Musical Lisboa Cantat R. Teixeira de Pascoais, 10; www.lisboacantat.com • Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos R. Barros Queirós, 20, 2º; 218 885 381; www. amigosdoscastelos.org.pt • Associação Renovar a Mouraria Beco do Rosendo, 8; 218 885 203; www.renovaramouraria.pt • Associação de Residentes de Telheiras R. Prof. Mário Chicó, 5; 217 568 103; artelheiras. wordpress.com • Associação Subud R. do Centro Cultural, 23, 2º; 917 392 663 • Ateliê de Arte e ArtePsicoterapia R. Alexandre Herculano, 19; 213 558 060; www.a-ama.com.pt • Ateliê Cá R. da Páscoa, 12 r/c dto; 211 561 348; www.facebook.com/AtelieCa • Ateliê de Cerâmica Chamote Fino Cç. da Quintinha, 17A; 969 578 860 • Ateliê Melício Trav. Sargento Abílio, Ateliê 5; 967 521 886 • Atelier Cabine R. Palmira, lj. 36; 916 579 045; facebook.com/ateliercabine • Atelier Joana Simões www.joanasimoes.com • Atelier de Lisboa Av. de Berna, 31 - 2ºdto; www. atelierdelisboa.pt • Atelier Musical do Areeiro R. Abade Faria 48, R/C dto; 211 820 077 • Atelier-Museu Júlio Pomar R. do Vale, 7; 215 880 793; www.ateliermuseujuliopomar.pt • Atelier do Paço R. da Padaria 25, 1ºdto; 962 457 850; cursolisboa.wix.com/atelierdopaco • Ateliê Santa Rufina Cç. Conde de Penafiel, 9 A/B; 213 225 727 • Atelier de São Bento R. da Quintinha 15, cave dta; 965 769 007; atelierdesaobento.blogspot.pt • Ateliers de Alfama R. Terreiro do Trigo, 52, 1º; 965 297 046 • Ateneu

Comercial de Lisboa R. das Portas de Santo Antão, 110; 213 246 060 B Biblioteca Arquiteto Cosmelli Sant’anna Lg. de S. Mamede

7; 213 928 090 • Biblioteca de Belém R. da Junqueira, 295; 213 616 620 • Biblioteca Nacional de Portugal Cp. Grande 83; 217 982 000; www.bnportugal.pt • Biblioteca Orlando Ribeiro Antigo Solar da Nora, Est. de Telheiras, 146; 218 172 660; blx.cm-lisboa.pt • Biblioteca da Penha de França R. Francisco Pedro Curado, 6A; 218 172 410; blx. cm-lisboa.pt • O Bom o Mau o Vilão R. do Alecrim, 21; 964 531 423; thegoodthebadandtheuglybar.com • Boutique da Cultura Lg. das Pimenteiras 6; 926 830 272; www.facebook.com/boutiquedacultura • Buédalouco Pharmácia de Cultura R. do Norte, 60; 933 479 161

C Café Tati R. da Ribeira Nova 36; 213 461 279; cafetati.blogspot. pt • Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa R. das Portas de St. Antão 89; 213 224 050; www.ccip.pt • Carlos Carvalho Arte Contemporânea R. Joly Braga Santos, Lt. F r/c; 217 261 831; www. carloscarvalho-ac.com • Carpe Diem Arte e Pesquisa R. de O Século 79; 211 977 102; www.carpediemartepesquisa.com • Casa da Achada – Centro Mário Dionísio R. da Achada, 11, r/c; 218 877 090; www. centromariodionisio.org • Casa do Alentejo R. das Portas de Sto. Antão, 58; 213 405 140; www.casadoalentejo.com.pt • Casa da América Latina e UCCLA Casa das Galeotas, Av. da Índia 110; 218 172 490; www. casamericalatina.pt • Casa do Artista Est. da Pontinha, 7; 217 110 890; www.casadoartista.net • Casa-Atelier Vieira da Silva Alto de S. Francisco, 3; 213 880 044; www.fasvs.pt/casa-atelier • Casa do Brasil R. Luz Soriano 42; 213 400 000 • Casa da Comarca de Arganil R. da Fé, 23; 218 851 896 • Casa da Comarca da Sertã R. da Madalena, 171, 3º; 218 872 154; casacomarcaserta.webnode.com • Casa Conveniente/Zona Não Vigiada Av. João Paulo II, lote 536, 1 A • Casa da Cultura Junta de Freguesia dos Olivais R. General Silva Freire, Lote C; 218 540 690 • Casa dos Direitos Socias R. Ferreira de Castro; 217 988 000; http:// lisboasolidaria.cm-lisboa.pt • Casa Estrela do Mar Estrada Poço do Chão, Lt 7, Lj A; 214 083 125; www.casaestreladomar.pt • Casa Fernando Pessoa R. Coelho da Rocha, 16; 213 913 270; casafernandopessoa.cmlisboa.pt • Casa de Giz R. Prior do Crato, 41/43; 216 013 994 • Casa da Imprensa R. da Horta Seca, 20; 213 420 277/8 • Casa Independente Lg. do Intendente, 45; 218 875 143; www.casaindependente.com • Casa de Lafões R. da Madalena, 199, 1º; 218 872 065; casa-de-lafoes.org • Casa da Liberdade - Mário Cesariny R. das Escolas Gerais, 13; 218 822 607; www. pervegaleria.eu • Casa de Macau Av. Almirante Gago Coutinho, 142; 218 495 342; www.casademacau.pt • Casa dos Mundos R. Nova da Piedade, 66 • Casa-Museu Amália Rodrigues R. de S. Bento, 193; 213 971 896 • Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves Av. 5 de Outubro, 6; 213 540 823; blogdacmag.blogspot.pt • Casa-Museu Medeiros e Almeida R. Rosa Araújo, 41; 213 547 892; www.casa-museumedeirosealmeida.pt • Casa Nic e Inês 963 731 318; casaniceines.blogspot.pt • Casa de Trásos-Montes e Alto Douro Campo Pequeno, 50, 3.º esq; 217 939 311; ctmad. pt • Casino de Lisboa Al. dos Oceanos; 218 929 000; www.casinolisboa.pt • Castelo de S. Jorge 218 800 620; www.castelodesaojorge.pt • Casual Lounge Caffé R. Bartolomeu Dias, 148B; 213 019 024; www.facebook. com/casuallounge • Caulino Ceramics R. de S. Mamede ao Caldas, 28; 917 296 439; caulinoceramics.com • c.e.m – centro em movimento R. dos Fanqueiros, 150, 1º; 218 871 763; www.c-e-m.org • Centro de Arqueologia de Lisboa Av. da Índia, 166; 218 172 180 • Centro Científico e Cultural de Macau R. da Junqueira, 30; 213 617 796; www. cccm.mctes.pt • Centro Comunitário da Madragoa R. da Esperança 49; 808 911 313 • Centro Cultural Arte Pura R. do Loreto, 42; 927 924 763 • Centro Cultural de Belém Pç. do Império; 213 612 400; www. ccb.pt • Centro Cultural de Carnide R. Rio Cavado, 3, B.º Padre Cruz; 931 462 210; www.jf-carnide.pt • Centro Cultural Casapiano R. dos Jerónimos, 7 A; 213 614 090; www.casapia.pt • Centro Cultural Padre Carlos Alberto Guimarães R. Lagares de El-Rei 4; 218 454 458 • Centro de Documentação do Edifício Central do Município Campo Grande, 25, 1º F; 217 989 637; www.cm-lisboa.pt • Centro Europeu de Línguas www.cel.pt • Centro de Formação Artística Tv. de São Vicente, 11; 21 353 09 31; www.eira.pt • Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa Av. do Brasil, 53; 217 917 000 • Centro de Informação Urbana de Lisboa - CIUL R. Viriato, 13E; 218 172 100 • Centro de Inovação da Mouraria Tv. dos Lagares 1; 218 170 202; www.cm-lisboa.pt/centro-de-inovacaoda-mouraria-mouraria-creative-hub • Centro InterculturaCidade Tv. do Convento de Jesus, 16 A; 21 820 7657; interculturacidade.wordpress. com • Centro Ismaili Av. Lusíada, 1 • Centro Nacional de Cultura R. António Maria Cardoso, 68; 213 466 722; www.cnc.pt • Centro de Recreio Popular do Bairro Cç. dos Mestres, R. 7; 966 037 222 • Cerâmica do Bairro Alto R. Diário de Notícias, 24; 919 492 318 • Chapitô Costa do Castelo, 1/7; 218 855 550; www.chapito.org • Cineclube Cine-

101


102

> CONTACTOS Reactor 24i R. Latino Coelho, 87; 926 536 179; www.cine-reactor24i. com • Cinema City Classic Alvalade Av. de Roma, 100; 218 413 040; www.cinemacity.pt • Cinema Ideal R. do Loreto, 15/17; 210 998 295 • Cinema São Jorge Av. da Liberdade, 175; 213 103 402; cinemasaojorge. pt • Cinemateca R. Barata Salgueiro 39; 213 596 200; www.cinemateca. pt • Cinemateca Júnior Palácio Foz, Pç. dos Restauradores; 213 462 157; www.cinemateca.pt/cinemateca-junior.aspx • Cine Theatro Gymnásio R. da Misericórdia, 14; 213 430 184 • Clave e Som, Escola de Música Lg. Santa Bárbara, 3B; 213 150 886; www.claveesom.com • Club Clínica das Conchas R. Luís Pastor Macedo, 27C; 217 507 000; www. clinicadasconchas.pt • Clube Estefânia R. Alexandre Braga, 24A; 213 542 318 • CMS Espaço Terrapuriano www.centrodemeditacaosolaris. com • Colégio Luso-Suíço R. de Santo Amaro, 18; 213 906 979; www. colegiolusosuico.com • Coliseu dos Recreios R. das Portas de Santo Antão, 96; 213 240 585; www.coliseulisboa.com • Companhia Olga Roriz R. de Santa Apolónia, 12; 218 872 383; www.olgaroriz.com • Complexo Desportivo Alto do Lumiar (Campo de Futebol) Junto à Av. Santos e Castro, lt. 2; 218 170 137 • Complexo Desportivo do Boavista (Pavilhão e Piscina) R. das Azáleas; 218 170 053 • Complexo Desportivo do Casal Vistoso (Pavilhão e Piscina) R. João Silva; 218 170 107 • Comuna Teatro de Pesquisa Pç. de Espanha; 217 221 770; www.comunateatropesquisa.pt • Comunidade Hindu de Portugal Al. Mahatma Gandhi; 217 576 524; www.comunidadehindu.org • Confiquatro – Desportos Naúticos R. José Dias Coelho, 36B; 213 627 984; www.confiquatro.pt • Contraprova R. do Garrido 62; contraprova-gravura.blogspot.pt • Convento dos Cardaes R. de O Século, 123; 213 427 525; www.conventodoscardaes.pt • Convento de São Pedro de Alcântara R. Luísa Todi, 1; 213 243 930; www.scml.pt • Convento das Trinas do Mocambo R. das Trinas, 49; 210 943 283; www.hidrografico.pt • Convento da Trindade R. Nova da Trindade 20; 210 993 045 • Cordoaria Nacional Av. da Índia; 213 637 635 • El Corte Inglés Av. António Augusto Aguiar, 31; 213 711 700; www.elcorteingles.pt • Cristina Guerra Contemporary Art R. Santo António à Estrela 33; 213 959 559; www.cristinaguerra.com • Culturgest R. Arco do Cego 50, Piso 1; 217 905 155; www.culturgest.pt D Dança Livre - Escola de Dança R. Marquês da Fronteira, 76; 213 894 190; www.dancalivre.com • Dançarte R. Professor Simões Raposo, 8 A; 217 147 244; www.dancarte.pt • Dança do Saber R. Barão de Sabrosa, 161 A; 215 932 074; www.dancadosaber.pt • Dançattitude Tv. Escola Araújo, 3 A; 965 127 123; www.dancattitude.com • Dance Factory Studios R. Soares dos Reis, 11A; 210 169 043; www.dancefactory.com. pt • Dance Spot R. Fernando Vaz, 10B; 214 003 877; www.palcoplural. com • Darc/Desterro Calç. do Desterro, 7; dar.pt • Departamento de Proteção Civil R. Cardeal Saraiva; 217 825 240 • De Pura Cepa - Escuela de Tango Tv. da Escola Araújo , 3A; 965 127 123 • Direção Municipal de Cultura R. do Machadinho, 20; 218 170 900 • Divisão de Gestão Cemiterial R. do Rio Zêzere; 218 172 375 E Edge Arts - Arte Contemporânea Espaço Amoreiras, Centro Empresarial, R. D. João V, 24, 1.01; 213 600 071; www.edge-arts.org • EKA [Palace] Cç. de D. Gastão 12, porta 8; 969 300 402 • Enigma Lisbon R. do Crucifixo, 86, 4º esq; 211 358 975; www.enigmalisbon.com • Ermida Nossa Srª da Conceição Trav. do Marta Pinto, 21; 213 637 700; www.ermidabelem.com • Escola de Actores Ilha D’Arte R. Antero de Quental, 18 c/v; 936 411 313; www.escoladeactoresilhadarte.com • Escola Básica Pedro de Santarém Est. de Benfica 535; 217 160 684 • Escola de Belas-Artes Pedro Serrenho R. Campo de Ourique, 61; 218 063 436; escoladeartespedroserrenho.blogspot.pt • Escola de Dança do Conservatório Nacional R. João Pereira da Rosa, 22; 213 408 030; www. edcn.pt • Escola de Dança Ana Köhler R. Luís Pastor de Macedo, 37A; 217 150 738; www.edak.pt • Escola de Dança Projeto Latino Havana e Hawaii, Doca de Santo Amaro, Armazém 1; 917 860 556 • Escola de Dança Raquel Oliveira R. dos Anjos; www.raquel-oliveira.com/escoladedanca • Escola de Jardinagem e Calceteiros Av. Dr. Francisco Luís Gomes, Quinta Conde dos Arcos; 218 550 690 • Escola de Medicina Tradicional Chinesa R. Dona Estefânia, 175; 213 475 605; www.esmtc.pt • Escola de Música do Conservatório Nacional R. dos Caetanos, 29; 213 425 922 • Escola Secundária Pedro Nunes Av. Álvares Cabral; 213 940 090; www.espn.edu.pt • Escrever Escrever R. do Alecrim 47 - 4ºA; 911 197 797; www.escreverescrever.com • Espaço 9 R. Coronel Luna de Oliveira, 9; espaco9.weebly.com • Espaço 62 R. Conceição da Glória, 62; 968 506 535 • Espaço Cultural das Mercês R. Cecílio de Sousa, 94; 963 061 995 • Espaço Dança de Palmira Camargo Av. das Forças Armadas (Centro

de Apoio à Juventude); 934 531 025; www.palmira.camargo.com • Espaço Eira 33 R. Camilo Castelo Branco, 33, 1º; 213 530 931; eira33.blogspot.com • Espaço INATEL Mouraria R. da Mouraria, 64, 4º; 210 027 150; www. inatel.pt • Espaço Invitro Univ. Aberta, R. da Escola Politécnica 147; 300 002 918 • Espaço Lua Cheia R. de Barcelona 128, c/v, Bairro Padre Cruz; 211 548 979; www.luacheia.pt • Espaço Nimas Av. 5 de Outubro 42B; 213 574 362 • Espaço Novo Banco Pç. Marquês de Pombal 3; 213 501 112; www.novobanco.pt/espaconovobanco • Espaço Pessoa e Companhia Cç. de Santana, 177 • Espaço Ribeira (Primeiros Sintomas) R. da Ribeira Nova 44; www.primeiros-sintomas.com • Espaço Santa Catarina Lg. Dr. António de Sousa Macedo, 7; 211 339 837; www.facebook.com/espacosantacatarina • Espassus 3G R. dos Táxis Palhinha; 931 462 215 • Esplanada da Mata - Parque José Gomes Ferreira Av. Almirante Gago Coutinho, junto à antiga Rotunda do Relógio • Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos R. do Alviela, 12; 218 100 263; www.epal.pt • Estádio do Sport Lisboa e Benfica Av. General Norton de Matos; 217 219 500; www.slbenfica.pt • Estúdio ACCCA R. dos Caetanos, 26, 1º • Estúdio Vanda Melo Pç. Olegário Mariano, 5, 2ºdt; 932 015 610 • Evoé - Escola de Actores R. das Canastras, 36/40; 218 880 838; www.evoe.pt F 40 Camels R. da Senhora do Monte 34, 3ºA; 214 059 311; www.40camels.com • Fábrica Braço de Prata R. da Fábrica de Material de Guerra, 1; 925 864 579; www.bracodeprata.com • Fabula Urbis R. de Augusto Rosa 27; 218 885 032; www.fabula-urbis.pt • Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa Lg. da Academia Nacional de Belas-Artes; 213 252 100; www.fba.ul.pt • Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Alameda da Universidade ; 217 960 063 • Fnac Colombo C. C. Colombo, lj. A - 103; 707 313 435; www.fnac.pt • Forum Dança Tv. do Calado, 26 B; 213 428 985; www.forumdanca.pt • Fórum Lisboa Av. de Roma, 14L; 218 170 400 • FullOut Dance Academy R. Almirante Barroso 52A; 213 155 431; fulloutda.weebly.com • Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva Pç. das Amoreiras, 56; 213 841 490; http://fasvs.pt • Fundação Calouste Gulbenkian Av. de Berna, 45A; 217 823 000; www.gulbenkian.pt • Fundação Carmona e Costa R. Soeiro Pereira Gomes, Lt. 1; 217 803 003; www.fundacaocarmona.org.pt • Fundação das Casas de Fronteira e Alorna Palácio Fronteira, Lg. de S. Domingos de Benfica; 217 784 599; www.fronteira-alorna.pt • Fundação José Saramago Casa dos Bicos, R. dos Bacalhoeiros; 218 802 040; www. josesaramago.org • Fundação Leal Rios R. do Centro Cultural, 17B; 210 998 623; www.lealriosfoundation.com • Fundação LIGA R. do Sítio ao Casalinho da Ajuda; 213 616 910; www.fundacaoliga.pt • Fundação Portuguesa das Comunicações – Museu das Comunicações R. do Instituto Industrial, 16; 213 935 000; www.fpc.pt G Gabinete de Estudos Olisiponenses Palácio do Beau Séjour, Est. de Benfica, 368; 217 701 100; geo.cm-lisboa.pt • Galeria 111 Cp. Grande, 113; 217 977 418; R. Dr. João Soares, 5B; 217 819 907; www.111. pt • Galeria Abraço R. Poço do Borratém, 39; 218 884 310 • Galeria Acervo R. do Machadinho 1; 213 974 325; www.acervo.com.pt • Galeria da Associação 25 de Abril R. da Misericórdia 95; 213 241 420; www.25abril.org • Galeria Avenida da Índia Av. da Índia, 170; 215 830 010 • Galeria Baginski R. Capitão Leitão, 51-53; 213 970 719; www. baginski.com.pt • Galeria Bangbang R. Dr. Almeida Amaral, 30B; 213 148 018; www.galeriabangbang.com • Galeria Belo-Galsterer R. Castilho, 71, r/c esq; 213 815 914; www.belogalsterer.com • Galeria Diferença R. S. Filipe Nery, 42, c/v; 213 832 193; diferencagaleria.blogspot.pt • Galeria Filomena Soares R. da Manutenção 80; 218 624 122; www. gfilomenasoares.com • Galeria Graça Brandão R. dos Caetanos 26A; 213 469 183; www.galeriagracabrandao.com • Galeria João Esteves de Oliveira Rua Ivens, 38; 213 259 940 • Galeria Maria Lucília Cruz Rua das Salgadeiras, 22; 213 421 135 • Galeria Millennium R. Augusta, 96; facebook.com/fundacaomillennium • Galeria Monumental Campo dos Mártires da Pátria, 101; 213 533 8 48 • Galeria Municipal Pavilhão Branco Cp. Grande, 245; 215 891 259; www.egeac.pt • Galeria Municipal Torreão Nascente da Cordoaria Av. da Índia; 215 830 010 • Galeria Opus 14 R. das Gáveas, 14; 213 460 216; www.opus14.com.pt • Galeria Pedro Alfacinha R. de S. Mamede 25C; 211 359 220; www. pedroalfacinha.pt • Galeria Quadrum R. Alberto Oliveira, Palácio dos Coruchéus, 52; 215 830 010; www.facebook.com/galeriasmunicipaislisboa • Galeria Ratton R. Academia das Ciências 2C; 213 460 948; www. galeriaratton.blogspot.com • Galeria Reverso R. da Esperança, 59/61; 213 951 407; www.reversodasbernardas.com • Galeria das Salgadeiras R. da Atalaia, 12-16; 213 460 881; www.salgadeiras.com • Galeria Tapeçarias de Portalegre R. da Academia das Ciências, 2J; 213 421 481; www.mtportalegre.pt • Galeria 36 R. S. Filipe Néri 36; 918 972 966; www.artelinguas.com • Galeria Valbom Av. Conde Valbom, 89A; 217


> CONTACTOS 801 110; www.galeriavalbom.com • Galeria Vale Formoso R. Fernando Farinha 18A; 218 597 246; www.galeriadeartevaleformoso.com • Galeria Zé dos Bois R. da Barroca, 59; 213 430 205; www.zedosbois.org • Gare Marítima de Alcântara Estação Marítima de Alcântara, Ed. Infante; 213 969 551 • Gato que Ladra R. Prof. Sousa da Câmara, 156; 968 382 245; www.gatoqueladra.com • Giefarte R. da Arrábida, 54BC; 213 880 381 • Ginásio Beija-Flor R. Severo Portela Lt. C1, Piso 0; 913 276 159; www. adccbf.com • Ginásio Clube Português Pç. Ginásio Clube Português, 1; 213 841 580; www.gcp.pt • Ginásio Pombalino R. dos Correeiros, 184-1º; 939 831 643 • Goethe-Institut Cp. Mártires da Pátria, 37; 218 824 510; www.goethe.delisboa • Grupo Amigos de Lisboa R. Portugal Durão, 58ª; 217 800 156; www.amigosdelisboa.com • Grupo Dramático e Escolar “Os Combatentes” R. do Possolo 5-9; 213 961 846; http:// oscombatentes.com.sapo.pt • Gymboree Azinhaga da Torre do Fato, 19B, lj. 1; 910 277 128; www.gymboree.pt H Helen Doron Early English Learning Center Av. Álvaro Cunhal 1B; 217 551 870 • Hipódromo do Campo Grande Cp. Grande; 217 817 410 • Hospital de São José R. José António Serrano; www.chlc.min-saude. pt • Hot Club de Portugal Pç. da Alegria, 48; 213 460 305 • Hotel NH Campo Grande Cp. Grande, 7; 210 020 848; www.nh-hoteles.pt I I-Art Cç. Marquês de Abrantes, 115; 969 090 881; www.carolinaramos. net • Igreja de Santo António de Campolide Tv. Estevão Pinto; 213 850 477 • Ilnova - Instituto de Línguas da Universidade Nova de Lisboa Av. de Berna, 26; 217 908 382; ilnova.fcsh.unl.pt • In Impetus R. de Campolide, 27A; 213 157 815; www.inimpetus.org • Instituto de Artes e Ofícios R. Particular à R. Saraiva de Carvalho, 207; 213 964 502; www. iao.ual.pt • Instituto Cultural Romeno R. Barão 10/08; 213 537 060; www.icr.ro/lisboa • Instituto Português do Desporto e Juventude R. de Moscavide 71; 218 920 800; www.ipdj.pt • Instituto Português de Fotografia R. da Ilha Terceira 31A; 213 147 305; www.ipf.pt • Instituto Português do Mar e da Atmosfera R. C do Aeroporto; 218 447 000; www.ipma.pt • Instituto Superior Técnico Av. Rovisco Pais 1; 218 417 000; tecnico.ulisboa.pt • Isshin Dojo LxFactory - Edif. principal, sala 2.15C (2º piso); 918 228 949; www.isshindojo.com J Jardim Botânico da Ajuda Cç. da Ajuda; 213 622 503; www. jardimbotanicodaajuda.com • Jardim Botânico Tropical Lg. dos Jerónimos; 213 609 660; www.iict.pt • Jazzy Dance Studios R. da Cintura do Porto a Santos, Armazém J; 213 950 763; www.jazzy.pt • Just4Teens Azinhaga dos Barros, 27, lj. 1; 218 003 949; www.just4teens. pt k Kunsthalle Lissabon R. José Sobral Cid, 9E; 912 045 650; www. kunsthalle-lissabon.org L Labirinto Lisboa R. do Instituto Industrial, 6-10; 213 900 365; www. labirintolisboa.com • Lavadouro Público de Carnide Est. da Correia; 217 121 330 • Leap – Espaço Amoreiras R. D. João V, nº 24, piso -1, 1.03; 210 415 920 • Lisboa Autêntica 913 221 790; lisboaautentica.com • Lisboa Camping & Bungalows Est. da Circunvalação; 217 628 200; www.lisboacamping.com • Lisboa Ginásio Clube R. dos Anjos, 63; 213 154 002; www.lgc.pt • Lisboa Story Centre Terreiro do Paço, 78-81; 211 941 099; www.lisboastorycentre.pt • Lisboa ao Vivo Av. Infante D. Henrique, Armazém 3; 967 089 462 • Lisbon Gallery Lusitano Clube, R. S. João da Praça 81 r/c: 218 869 472; www.lisbongallery.net • Lisbon Movie Tour 969 616 063; www.lisbonmovietour • Lisbon Walker R. do Jardim do Tabaco, 126; 218 861 840; www.lisbonwalker.com • Livraria Bulhosa (Amoreiras) Amoreiras Shopping; 213 812 254; www.bulhosa. pt • Livraria Bulhosa (Entrecampos) Campo Grande, 10B; 217 994 190; www.bulhosa.pt • Livraria Ler Devagar LxFactory, R. Rodrigues Faria 103; 213 259 992; www.lerdevagar.com • Livraria Móvel Tell a Story 963 171 710 • Logradouro - Mercearia de aromáticas & Sala de Estar R. da Bempostinha 22; 934 075 275 • A Loja das Atividades Av. Álvaro Cunhal, 3A; 965 261 132 • A Loja da tia Glória 912 441 735; facebook.com/ aloja.datiagloria • Lumiar Cité R. Tomás del Negro 8A; 217 551 570; www. maumaus.org • Lx Dance - Escola de Dança e Bailado de Lisboa R. João Amaral, Pista de Atletismo Municipal Prof. Moniz Pereira; 961 722 039; www.escolalxdance.com M MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia Av. de Brasília, Central Tejo; 210 028 190; www.maat.pt • MAC_Movimento

Arte Contemporânea R. do Sol ao Rato 9C; 213 850 789; www. movimentoartecontemporanea.com • Maria Matos Teatro Municipal Av. Frei Miguel Contreiras, 52; 218 438 800; www.teatromariamatos.pt • MEF - Movimento de Expressão Fotográfica Palácio de Laguares, R. Prof. Sousa da Câmara 156; 962 527 453; www.mef.pt • MEO Arena Rossio dos Olivais, Lt. 2.13.01A; 218 918 409; arena.meo.pt • Mercado 31 de Janeiro R. Eng. Vieira da Silva; 213 501 327 • Mercado do Forno do Tijolo R. Maria da Fonte • Mestres do Regueirão Regueirão dos Anjos, 68; mestresdoregueirao.pt • Minimundo R. Armindo Rodrigues, 7A; 936 969 949; www.minimundo.pt • Módulo – Centro Difusor de Arte Cç. dos Mestres, 34 A/B; 213 885 570; www.modulo.com.pt • MOB R. dos Anjos 12 F; moblisboa@gmail.com • MONA - loja de ideias R. das Janelas Verdes 70; 309 944 586; mona.pt • Mosteiro dos Jerónimos Pç. do Império; 213 620 034; www.mosteirojeronimos.pt • Movimento de Educação pela Arte Pólo da Pena da Junta de Freg. de Arroios, R. Saco 1-A; 926 848 392 • MUDE - Museu do Design e da Moda. Coleção Francisco Capelo R. Augusta, 24; 218 886 117; www.mude. pt • Mundo Património LAB R. de Campo de Ourique, 169-171; 217 974 587; www.mundopatrimonio.com • Museu da Água da EPAL – Galeria do Loreto Pç. do Príncipe Real; 218 100 215; www.epal.pt • Museu da Água da EPAL - Reservatório da Mãe d´Água das Amoreiras Pç. das Amoreiras 10; 218 100 215; www.epal.pt • Museu do Aljube – Resistência e Liberdade R. de Augusto Rosa, 42; 218 172 400; www. museudoaljube.pt • Museu Arpad Szenes-Vieira da Silva Pç. das Amoreiras, 56; 213 880 044; www.fasvs.pt • Museu Arqueológico do Carmo Lg. do Carmo; 213 478 629; www.museuarqueologicodocarmo. pt • Museu de Arte Popular Av. Brasília; 213 011 675; www.map.imcip.pt • Museu de Artes Decorativas Portuguesas da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lg. das Portas do Sol, 2; 218 814 600; www.fress.pt • Museu da Associação de Futebol de Lisboa R. Nova da Trindade, 2 - 2º; 213 224 870; www.afl.pt • Museu Benfica Cosme Damião Av. General Norton de Matos; 217 219 500; www.slbenfica.pt/ museu • Museu Bordalo Pinheiro Campo Grande, 382; 218 170 667; museubordalopinheiro.cm-lisboa.pt • Museu da Carris R. 1º de Maio 101; 213 613 087; museu.carris.pt • Museu Coleção Berardo Pç. do Império; 213 612 878; www.museuberardo.pt • Museu do Combatente Av. Brasília; 919 903 210; www.facebook.com/museucombatente.oficial • Museu das Crianças Est. de Benfica, 158-160; 213 976 007; www. museudascriancas.eu • Museu do Dinheiro Lg. de S. Julião; 213 213 240; www.museudodinheiro.pt • Museu do Fado Lg. do Chafariz de Dentro, 1; 218 823 470; www.museudofado.pt • Museu da Farmácia R. Marechal Saldanha, 1; 213 400 600; www.museudafarmacia.pt • Museu Geológico - LNEG R. da Academia das Ciências, 19, 2º; 213 463 915; www. lneg.pt/museugeologico • Museu de Lisboa - Casa dos Bicos R. dos Bacalhoeiros, 10; 217 513 200; www.museudelisboa.pt • Museu de Lisboa - Palácio Pimenta Cp. Grande 245; 217 513 200; www.museudelisboa. pt • Museu de Lisboa - Teatro Romano R. de São Mamede, 3A; 218 820 320; www.museudelisboa.pt • Museu da Marioneta Convento das Bernardas, R. da Esperança, 146; 213 942 810; www.museudamarioneta. pt • Museu Militar de Lisboa Lg. do Museu da Artilharia; 218 842 300 • Museu Nacional de Arqueologia Pç. do Império; 213 620 000; www. museuarqueologia.pt • Museu Nacional de Arte Antiga R. das Janelas Verdes; 213 912 800; www.museudearteantiga.pt • Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado R. Serpa Pinto, 4 | R. Capelo, 13; 213 432 148; www.museuartecontemporanea.pt • Museu Nacional do Azulejo R. da Madre de Deus, 4; 218 100 340; www.museudoazulejo.pt • Museu Nacional dos Coches Pç. da Afonso de Albuquerque; 213 610 850; www.museudoscoches.pt • Museu Nacional de Etnologia Av. Ilha da Madeira; 213 041 160; mnetnologia.wordpress.com • Museu Nacional de História Natural e da Ciência R. da Escola Politécnica 56/58; 213 921 800; www.museus.ulisboa.pt • Museu Nacional do Teatro e da Dança Est. do Lumiar, 10; 217 567 410; www.museudoteatroedanca.pt • Museu Nacional do Traje Lg. Júlio de Castilho; 217 567 620; museudotraje. imc-ip.pt • Museu do Oriente Av. Brasília, Doca de Alcântara; 213 585 200; www.museudooriente.pt • Museu da Presidência da República Palácio de Belém, Pç. Afonso de Albuquerque; 213 614 660; www.museu. presidencia.pt • Museu de São Roque Lg. Trindade Coelho; 213 235 444; www.museudesaoroque.com • Música - Campo de Ourique R. Coronel Ribeiro Viana, 25 cv • Musickbox R. Nova do Carvalho 24; 213 473 188; musicboxlisboa.com • Mute Art Project R. Cecílio de Sousa 20C; 917 920 013; www.muteart.org N NAF - Núcleo de Arte Fotográfica Av. Rovisco Pais 1; 218 417 000; www.nucleodeartefotografica.pt • NB Academia Trav. do Recolhimento Lázaro Leitão, 1; 218 438 020, www.nbacademia.pt • Negócio R. Luís Pastor de Macedo, 1B; 210 366 165;;www.nexgym.pt • NexGym R. Luís Pastor de Macedo, 1B; 210 366 165; www.nexgym.pt •

103


104

> CONTACTOS Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros R. dos Correeiros, 9; 211 131 004 • Núcleo de Artes e Ofícios Av. João XXI 76; 210 027 154; www. inatel.pt O Oceanário de Lisboa Esplanada D. Carlos I; 218 917 002; www. oceanario.pt • Oficina do Cego R. Sabino de Sousa; oficinadocego. blogspot.pt • Oficina da Pessoa Av. 5 de Outubro, 122, 3º dto; 217 957 393 • Olá mamã R. Fernando Lopes Graça, 12 C; 217 580 301; www.olamama. com • Orienta-te Asian Studies orientate.pt/pt • Origem - Cozinha Saudável Espaço Amoreiras - Centro Empresarial, R. D. João V, 24, 1.01; 213 600 071; www.edge-arts.org • Outra Lisboa 927 136 291; www. outralisboa.wordpress.com P Paços do Concelho Pç. do Município; 213 236 200; www. cm-lisboa.pt • Padaria do Povo R. Luís Derouet, 20A; 213 620 464 • Padrão dos Descobrimentos Av. Brasília; 213 031 950; www. padraodosdescobrimentos.pt • Palácio Foz Pç. dos Restauradores; 213 221 200; www.gmcs.pt/palaciofoz • Palácio da Independência Lg. de S. Domingos, 11; 213 241 470 • Palácio de Laguares R. Prof. Sousa da Câmara, 156 • Palácio Nacional da Ajuda Lg. da Ajuda; 213 637 095; www.palacioajuda.pt • Palácio Pombal R. do Século, 65-103 • Pando Atelier R. Particular à Manuel Soares Guedes 7B; 211 934 826 • Panteão Nacional Cp. de Santa Clara; 218 854 820 • Parque Florestal de Monsanto - Espaço Monsanto Est. do Barcal, Monte das Perdizes; 218 170 200; lisboaverde.cm-lisboa.pt • Parque das Nações www.parquedasnacoes.pt • Passevite White Cube R. Maria da Fonte, 54; facebook.com/passevitelx • Pátio da Galé Pç. do Comércio; 210 312 700 • Pavilhão da Ajuda Cç. da Tapada; 218 170 143 • Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva Al. dos Oceanos; 218 917 100; www.pavconhecimento.pt • Pavilhão de Portugal Al. dos Oceanos, Pq. das Nações; 218 918 409 • Pavilhão Preto do Museu de Lisboa Cp. Grande 245; 217 513 200; www.museudelisboa.pt • Pensão Amor R. do Alecrim 19; 928 639 054; www.pensaoamor.pt • Pentáculo - Academia de Estudos Av. Maria Helena Vieira da Silva, 36A e 44A; 217 578 110; www.pentaculo.pt • A Pequena Galeria Av. 24 de julho, 4C; 213 950 356; apequenagaleria.tumblr.com • Perve Galeria R. das Escolas Gerais 17; 218 822 607; www.pervegaleria.eu • Piscina de Alfama 218 170 873 • Piscina da Ameixoeira 218 170 306 • A Piscina dos bebés Ed. Gonçalves Zarco, Doca de Alcântara Norte; 913 171 158; www.apiscinadocas.com • Piscina do Oriente 218 170 124 • Piscina da Penha de França 218 170 103 • Piscina do Rego 218 170 309 • Piscina do Restelo 218 170 309 • Piscina Vale Fundão 218 170 121 • Planetário Calouste Gulbenkian Pç. do Império; 213 620 002; planetário.marinha.pt • Polivalente de Santa Catarina Cç. do Combro, 82A • Ponto de Luz Ateliê Lg. de Sto António da Sé, 21; 218 871 136 • Português Et Cetera R. dos Douradores, 11, 1º, Sala 3; 969 056 067; www.portuguesetcetera.com • Pousada da Juventude do Parque das Nações R. de Moscavide 71; 219 920 890 • Primo Canto – Associação Cultural R. da Mouraria, 64, 1º; 966 555 048; primocanto.com.sapo.pt • Pro.Dança - Escola de Dança R. de S. Domingos à Lapa, 8; 213 979 937; www.prodanca.pt • Propositário Azul, Associação Artística R. do Grilo, 104, 4ºesq; 933 288 560 Q Quinta das Conchas e dos Lilazes Al. das Linhas de Torres; 217

594 516

R RCA Club | Real Companhia dos Animais R. João Saraiva 18; 211 972 610; www.rcaclub.com • Restart R. Quinta do Almargem, 10; 213 609 450; www.restart.pt • Roca Lisboa Gallery Pç. dos Restauradores, 46; 213 404 260; www.rocalisboagallery.com Rua das Gaivotas 6 R. das Gaivotas 6; 210 962 355; ruadasgaivotas6.pt S Sabotage Club R. de S. Paulo 16; 213 470 235; www.sabotage.pt • Sagrada Família R. dos Remédios, 98; 213 520 159 • Sala d’Aula Av. da República, 41, 6ºE; 217 957 083; www.saladaula.com • Sala - Galeria Carlos Paredes R. Gonçalves Crespo 62; 213 594 453; www.spautores. pt • Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Lg. Trindade Coelho; 213 235 000; www.scml.pt • São Luiz Teatro Municipal R. Ant��nio Maria Cardoso, 38; 213 257 640; www.teatrosaoluiz.pt • Sé Patriarcal Lg. da Sé; 218 866 752; www.patriarcado-lisboa.pt • S Espaço R. das Farinhas, 26; 924 368 752 • Smart Way R. Ilha dos Amores, lj. 51; 962 361 041 • Sociedade de Instrução Guilherme Cossoul Av. D. Carlos I, 61-1º; 213 973 471; www.guilhermecossoul.pt • Sociedade Nacional de BelasArtes R. Barata Salgueiro, 36; 213 138 510; www.snba.pt • Sociedade

Portuguesa de Autores Av. Duque de Loulé, 31; 213 594 400; www. spautores.pt • Sou – Movimento e Arte R. Maria, 73; 211 547 790; www.sou.pt • Stage 81 R. Portas de St. Antão, 110; 912 629 568; www. stage81.com • Steps Clube R. dos Caminhos de Ferros, 90 B; 210 150 893; www.steps.pt • Studio 8A R. Luciano Freire 8A; 217 960 007; www. cursosdefotografia.pt • Studioteambox LxFactory, Ed. G, sala 6A; 965 786 793; www.studioteambox.org • Syntax R. Coronel Ferreira do Amaral 21A; 912 325 052; www.syntaxproject.org T 30 da Mouraria - Psicoterapia e Movimento R. da Mouraria, 30, 4º; 30damouraria.weebly.com • 3+1 Arte Contemporânea Lg. Hintze Ribeiro 2E-F; 210 170 765; www.3m1arte.com • Tap Dance Center Lisbon R. de O Século, 44; 932 940 988; www.workin.com.pt • Tcharan Eventos Tv. dos Fornos, 15, 1º dto; 914 107 158; www.tcharan.com • TEAR - Espaço de Artes R. Dr. Estevão de Vasconcelos, 13; 913 754 661; www. arproducoes.org • Teatro Aberto R. Armando Cortez; 213 880 086 • Teatro Armando Cortez Est. da Pontinha 7; www.teatroarmandocortez. pt • Teatro do Bairro Alto R. Tenente Raúl Cascais 1A; 213 961 515; www.teatro-cornucopia.pt • Teatro Camões Pq. das Nações, Passeio de Neptuno; 218 923 470 • Teatro Cinearte Lg. de Santos, 2; 213 965 360; www.abarraca.com • Teatro Dom Luiz Filipe (Teatro da Luz) Lg. da Luz; 211 536 034; http://teatrodluisfilipe.wix.com/tdlf • Teatro Maria Vitória Parque Mayer; 213 475 454; www.teatromariavitoria.com • Teatro de Marionetas Algazarra Cç. da Boa-Hora, 58, 2º; 962 429 895; www.algazarrateatro.blogspot.pt • Teatro Meridional R. do Açúcar, 64, Beco da Mitra; 218 689 245; www.teatromeridional.net • Teatro Nacional D. Maria II Pç. D. Pedro IV; 213 250 800; www.teatro-dmaria. pt • Teatro Nacional de São Carlos R. de Serpa Pinto, 9; 213 253 000; www.saocarlos.pt • Teatro Papa-Léguas R. Prof. Santos Lucas, 36A; 210 970 654; www.teatropapaleguas.net • Teatro Politeama R. das Portas de Sto. Antão, 109; 213 405 700; www.teatro-politeama.com • Teatro da Politécnica R. da Escola Politécnica, 56; 961 960 281 • Teatro Taborda R. da Costa do Castelo, 75; 218 854 190; www.teatrodagaragem.com • Teatro Thalia Estr. das Laranjeiras 205; 217 811 690 • Teatro Tivoli BBVA Av. da Liberdade nº 182 A; 213 151 050 • Teatro da Trindade Lg. da Trindade, 7A; 213 423 200; www.inatel.pt • Teatro Turim Est. de Benfica, 723 A; 217 606 666; www.teatroturim.com • Teatro Villaret Av. Fontes Pereira de Melo 30 A; 213 538 586 • Teatro da Voz Tv. de São Vicente, 11; 213 530 931; www.eira.pt • TheBlackSheep Art Gallery R. do Sol ao Rato 45A • The Little Gym R. 1 à R. Direita de Palma, 4B; 217 269 464; www.thelittlegym.pt • Time Out Mercado da Ribeira Av. 24 de Julho, 49; 213 593 100 • Time Travellers 965 107 188; www.timetravellers.pt • Top Ensino R. Gaivotas em Terra, Lt. 4A; 218 016 482; www.topensino.pt • Torre de Belém Av. de Brasília; 213 620 034; www.torrebelem.pt U Universidade Autónoma de Lisboa R. Santa Marta 56, Palácio dos Condes do Redondo; 213 177 600; www.ual.pt V Vera Cortês Art Agency Av. 24 de Julho 54 - 1ºE; 213 950 177; www. veracortes.com • Verso Branco R. da Boavista, 132-134; 211 342 634 • Viragem Lab R. de Santa Marta, 73 A; 213 580 733; www.viragem-lab.com. pt • Voz do Operário R. da Voz do Operário, 13; 218 862 155; vozoperario.pt • Vozes em Conserto – Academia de Canto e Performance R. João Menezes, 4A; 218 400 213; www.vozesemconserto.com w Work in Studio R. de O Século, 44; 932 940 988; www.workin.com.pt • Wozen R. das Janelas Verdes 128, Lj. B; 912 700 506; www.wozenstudio. com X Xuventude de GaliciaR. Júlio de Andrade, 3; 218 853 680; www. juventudedagaliza.com Z Zen KidsR. Alexandre Herculano, 19; 960 271 750; www.zen-kids.org

EQUIPAMENTOS MUNICIPAIS ARQUIVO

Arquivo Municipal de Lisboa R. B ao Bairro da Liberdade, lt 3-6, piso 0; 213 807 108; seg a sex: 9h-17h, encerra fer; arquivomunicipal.cm-lisboa.pt Arco do Cego R. Nunes Claro, 8 A; 218 411 170; seg a sex: 9h-17h, encerra fer Fotográfico R. da Palma, 246; 218 844 060; sala de exposições: seg


105

GALERIAS

> CONTACTOS a sáb: 10h-19h, encerra dom, fer; sala de leitura: seg a sex: 9h30-17h, encerra fer; arquivomunicipal.cm-lisboa.pt Videoteca Largo do Calvário, 2; 218 170 433 BIBLIOTECAS

Consultar horários em blx.cm-lisboa.pt Belém R. da Junqueira, 295; 218 172 580 Camões Largo do Calhariz, 17, 2º esq; 218 172 360 Coruchéus R. Alberto Oliveira; 218 172 049 David Mourão-Ferreira R. Padre Abel Varzim, 7 D; Casal dos Machados; 218 536 337 Gabinete de Referência Cultural R. Cidade do Lobito; 218 507 100; Reservado a atividades com estabelecimentos de ensino especial e regular, entidades para deficientes e outras instituições culturais; marcação prévia Hemeroteca R. Lúcio de Azevedo, 21B; 218 172 430 Maria Keil R. Maria José da Guia, 8; 217 589 280 Marvila R. António Gedeão; 218 173 000 Natália Correia Centro Social Polivalente; R. Rio Cávado, B.º Padre Cruz ; 218 054 526 Olivais/Bedeteca R. Cidade do Lobito; 218 507 100 Orlando Ribeiro/Fonoteca Antigo Solar da Nora, Estrada de Telheiras; 218 172 660 Palácio Galveias encerrada temporariamente Penha de França R. Francisco Pedro Curado, 6A; 218 172 410 Por Timor R. de São Bento, 182-184; 213 905 702 Quiosque Jardim da Estrela Jardim da Estrela; 213 904 198 República e Resistência - Cidade Universitária R. Alberto de Sousa, zona B do Rêgo; 217 802 760 São Lázaro R. do Saco, 1; 218 852 672 ITINERANTES/ MÓVEIS 21 8 170 544 / 910 238 089 CASA FERNANDO PESSOA

R. Coelho da Rocha, 16-18; 213 913 270; seg a sáb: 10h-18h; casafernandopessoa.cm-lisboa.pt CENTRO DE ARQUEOLOGIA DE LISBOA

Av. da Índia, 166; 218 172 180; centro.arqueologia@cm-lisboa.pt

Galeria Avenida da Índia Avenida da Índia, 170; 215 830 010; ter a dom: 10h-13h/14h-18h, sáb, dom: 14h-18h Galeria Boavista Rua da Boavista, 47-50; 213 476 335; ter a dom: 13h-18h, encerra seg, fer; facebook.com/galeriasmunicipaislisboa Galeria Municipal Pavilhão Branco Campo Grande, 245; 215 891 259; ter a dom: 10h-13h/14h-18h; encerra dom, fer; www.egeac.pt Galeria Municipal Torreão Nascente da Cordoaria Av. da Índia; 215 830 010; ter a sex: 10h-18h, sáb, dom: 14h-19h Galeria Quadrum R. Alberto Oliveira, Palácio dos Coruchéus, 52; 215 830 010; ter a dom: 10h-18h, sáb, dom: 14h-18h, encerra seg, fer; facebook. com/galeriasmunicipaislisboa MONUMENTOS

Castelo de São Jorge 218 800 620; Núcleo Museológico; Núcleo Arqueológico; todos os dias: 9h-21h; www.castelosaojorge.pt Padrão dos Descobrimentos Av. Brasília; 213 031 950; todos os dias: 10h-19h; www.padraodosdescobrimentos.pt MUSEUS

Atelier-Museu Júlio Pomar R. do Vale, 7; 215 880 793; ter a dom: 10h-18h; www.ateliermuseujuliopomar.pt Museu do Aljube – Resistência e Liberdade R. de Augusto Rosa, 42; 218 172 400; ter a dom: 10h-18h; www.museudoaljube.pt Museu Bordalo Pinheiro Campo Grande, 382; 218 170 667; ter a dom: 10h-18h, encerra seg, fer; museubordalopinheiro.cm-lisboa.pt MUDE - Museu do Design e da Moda. Coleção Francisco Capelo www.mude.pt Museu do Fado Lg. do Chafariz de Dentro, 1; 218 823 470; ter a dom: 10h-18h; www.museudofado.pt Museu de Lisboa - Casa dos Bicos R. dos Bacalhoeiros, 10; 217 513 200; seg a sáb: 10h-18h, encerra dom, fer; www.museudelisboa.pt Museu de Lisboa - Palácio Pimenta Campo Grande, 245; 217 513 200; ter a dom: 10h-13h/14h-18h, encerra seg, fer; www.museudelisboa.pt Museu de Lisboa - Santo António Lg. de Santo António da Sé, 22; 218 860 447; ter a dom: 10h-18h, encerra dom, fer Museu de Lisboa - Teatro Romano R. de São Mamede, 3A; 218 820 320; ter a dom: 10h-18h, encerra dom, fer, www.museudelisboa.pt Museu de Lisboa - Torreão Poente Pç. do Comércio, 1; www. museudelisboa.pt Museu da Marioneta Convento das Bernardas, R. da Esperança, 146; 213 942 810; ter a dom: 10h-13h/14h-18h; www.museudamarioneta.pt POLO CULTURAL GAIVOTAS | BOAVISTA

Rua das Gaivotas, 8; todos os dias: 8h-23h30; pologaivotasboavista@ cm-lisboa.pt

CINEMA SÃO JORGE

Avenida da Liberdade, 175; 213 103 400; cinemasaojorge.pt TEATROS GABINETE DE ESTUDOS OLISIPONENSES

Est. de Benfica, 368; 217 701 100; seg a sex: 9h-18h; geo.cm-lisboa.pt

AGENDA CULTURAL LISBOA Fev 2017 / N.º 308

na capa

Rita Redshoes fotografia de Francisco Levita, tipografia de Elisabete Gomes copy desk

Manuel Veiga editora executiva

Paula Teixeira editor

Luís Almeida d’Eça direção de arte

Jorge Silva/Silva!Designers design

Inês do Carmo

relações públicas, publicidade institucional, circulação e assinaturas

Marco Mateus publicidade

Sara Simões

Sónia Maia Just Media / 213 219 120

coordenação da redação

impressão

Ricardo Gross diretor

Maria Matos Teatro Municipal Av. Frei Miguel Contreiras, 52; 218 438 800; www.teatromariamatos.pt São Luiz Teatro Municipal Rua António Maria Cardoso, 38; 213 257 640; www.teatrosaoluiz.pt

redação

Ana Figueiredo Ana Rita Vaz Cristina Engrácia Filipa Santos Frederico Bernardino Thiago Moraes di Fonzo Tomás Collares Pereira fotografia

Francisco Levita Humberto Mouco

Digipress distribuição

JMTOSCANO, Lda tiragem

40 000 exemplares depósito Legal

40722/90 periodicidade

Mensal Isenta de registo na ERC ao abrigo da lei de imprensa 2/99

edição

câmara municipal de lisboa/ EGEAC vereadora do pelouro da cultura Catarina Vaz Pinto recolha de informação

Rua do Machadinho, 20 1249-150 Lisboa Tel. 218 170 900 agenda.cultural@cm-lisboa.pt www.agendalx.pt


106

CONVERSAS DE LISBOA (II)


JOSÉ TAVARES ECONOMIA E CULTURA Entrevista TOMÁS COLLARES PEREIRA Fotografia FRANCISCO LEVITA

José Tavares, coordenador do estudo Cultura e Desenvolvimento: Um Guia

para os Decisores, é professor na Universidade Nova de Lisboa e doutorado em Economia pela Universidade de Harvard, onde se especializou em Economia Política. Tem desenvolvido trabalho sobre uma variedade de questões, incluindo a relação entre democracia e desenvolvimento, as causas e consequências da corrupção, e os custos da discriminação de género.

107


108

O trabalho que coordenou começa com uma citação de Baudelaire: o comércio é, por inerência, satânico. Pensa que esta ideia ainda prevalece na dialética Economia versus Cultura?

Às vezes. Satã é muitas vezes um personagem mais útil do que gostamos de reconhecer. Num dos momentos deste trabalho socorri-me de um número alargado de citações de personalidades muito diferentes, citações quanto ao papel da Cultura e o seu relacionamento com o todo social. É uma amostra informal das possíveis visões do papel da Cultura na sociedade, a partir de figuras do pensamento, da política, das artes, do entretenimento, do mundo empresarial. Há figuras relativamente consensuais, como Camus, Goethe, Wittgenstein, McLuhan, Kundera, John F. Kennedy, Gandhi. E figuras menos consensuais, digamos, como Mao Tsé Tung, Bill Gates, entre outros. Apresentei as citações, sem identificar os seus autores, a uma plateia de pessoas interessadas, perguntando se discordavam, concordavam, etc. Tinha, por exemplo, Mao Tsé Tung: “Deixar uma centena de flores florir e cem escolas de pensamento concorrerem entre si é a política que promove o progresso das artes e ciências e o florescimento da cultura…” E Yoko Ono: “Os países perderam a sua cultura porque tudo o que queriam é dinheiro. O dinheiro é o tema principal em todos os países e a cultura foi sacrificada.” Houve mais pessoas a concordar com Mao do que com Yoko. De certa forma foi uma surpresa. O estudo cita John F. Kennedy: “Se se pretende que a arte alimente as raízes da nossa cultura, então a sociedade deve deixar ao artista a liberdade de prosseguir a sua visão, onde quer que ela o leve.”

Submeter a cultura a pressupostos económicos não poderá constituir um limite a tal liberdade?

A Cultura, como tudo o de mais importante, furta-se a definições. Mas pode pensar-se arte e produção artística como uma parte, uma parte importante mas não a única, de algo a que podemos chamar Cultura. Kennedy tinha provavelmente em mente o artista e a produção artística em sentido “puro”, se quisermos. Essa liberdade criativa é imprescindível e está na origem de muito do melhor que a Cultura nos proporciona. Mas a Cultura vai além do momento único de criação e envolve também cooperação, diálogo, empatia, várias pessoas organizadas à volta das suas diferenças, conflitos, expectativas. A Cultura é muitas coisas. Difícil de racionalizar, pelo menos de acordo com a tradicional racionalidade cartesiana. É uma associação profunda com um grupo específico, um sentido de perenidade, de continuidade, pela transmissão do imaterial entre gerações. É uma ferramenta de produção de identidade, individual ou coletiva, pela permanência no tempo e pela partilha com outros. Facilita a coesão social e a cooperação. Dois elementos fundamentais da economia moderna, o capital humano e o capital social, não existem sem o que chamamos Cultura. A profunda integração da cultura na economia não trará o risco da sua própria diluição?

Sim, acho que isso é quase consensual. Pensemos no rock, na música pop, nas suas raízes na música negra americana, uma música que expressava, das margens, o descontentamento com o status quo, a pobreza, a sociedade tal como ela era (e é). O rock anunciou-se às vezes com a pretensão, e até poder, para mudar a sociedade. Insatisfação,


109

Dois elementos fundamentais da economia moderna, o capital humano e o capital social, não existem sem o que chamamos cultura.

o I Can´t Get no Satisfaction, utopia, Imagine, e confronto direto com o status quo. Hoje, em grande medida, o económico cooptou parte desse protesto, dessa insatisfação. E isso não é só mau. O mundo muda à medida que responde à insatisfação e ao confronto interno. Sim, houve uma diluição e uma nova insinceridade de algumas expressões culturais. Mas não podemos esquecer o efeito transformador que a nova cultura popular universal teve em alguns capítulos da nossa vida cívica. Mario Vargas Llosa no livro A Civilização do Espetáculo afirma que o capitalismo substituiu o conceito de valor pelo de preço. Neste sentido, pode haver viabilidade para a cultura fora do mercado?

A associação da cultura ao intelecto e às belas artes alargou-se pela emergência do Estado-nação e a expansão da escola pública, mais tarde pelo aparecimento de uma indústria de entretenimento das massas. As economias desenvolvidas aproximam-se da satisfação de duas pré-condições para o usufruto de bens culturais. A primeira é a disponibilidade de tempo, de lazer. A outra é a satisfação de muitas das necessidades básicas, libertando recursos e tempo para novas demandas. A Cultura democratizou-se e tornou-se acessível. A relação estreita entre Cultura e Economia nem sempre é agradável ou positiva. Pode falar-se de um novo “hedonismo das massas”, de “alienação”, de uma “lógica de excesso”, consumista, alimentada por “overdoses

de publicidade”, entre outras perversidades. Há compromissos, distorções, mas nem todos os compromissos são maus. A velha dicotomia entre produção e representação, indústria e criatividade, cultura erudita e cultura comercial, imaginário e economia, vanguarda e mercado, arte e moda, perderam força. Vargas Llosa é algo conservador e pessimista quanto à capacidade da cultura para se renovar, regenerar e manter a sua centralidade no que nos faz humanos. Alguma simbiose entre Cultura e Economia é vista como expressão de declínio e até desastre civilizacional. A visão de Lipovetsky é mais equlibrada: nunca houve, em toda a história da humanidade, tanta gente a ouvir música, a visitar museus, a ler. Sim, ouve-se música de que não gostamos e lêem-se livros que não daremos a ler aos nossos filhos, mas a tolerância destas extraordinárias diferenças são parte do jogo cultural, como devem ser parte do jogo democrático. Para Lipovetsky a Cultura já não é “o outro da Economia.” A Economia procura estabelecer um valor para os bens, mas esse valor nem sempre é evidente nas criações culturais. Como resolver esta contradição?

O que é o valor é facilmente incompreendido. É natural, nada mais pessoal, mais subjetivo que o valor. A Cultura cria valor a vários níveis: valor estético, valor simbólico, valor social, valor espiritual, valor histórico, valor de autenticidade, aquele que nos traz


110

o único e irrepetível com que nos identificamos. As abordagens objetivistas limitam-se à avaliação de bens materiais. Mas não precisa de ser assim. Existe uma abordagem subjetivista na economia que se concentra no imaterial e no que é muito difícil de avaliar, o que é valioso porque é pessoal e misterioso: a identidade, a autoestima, o sentido. Esta segunda abordagem tem mais dificuldade em ser validada, porque é mais complexa, mas existe. A Economia pressupõe que os produtos se destinam a satisfazer necessidades presentes. Muito do trabalho na Cultura demora gerações. Como resolver esta questão de desequilíbrio temporal?

A Cultura e a Economia, mesmo quando em diálogo, reproduzem dissonâncias e o tempo é uma delas. Camus dizia que “a verdadeira criação é um presente para o futuro.” Há a dificuldade do valor, com a Economia a concentrar-se no valor de troca e a Cultura no valor de uso, de usufruto, mais subtil. Há a dificuldade da troca, que implica uma avaliação relativa e essa é problemática ou até perde o seu sentido se aplicada à cultura. E há a dificuldade do tempo, com o mercado a responder mais facilmente ao presente, e muito da arte e da cultura a possuir uma natureza intemporal, a ser usufruída por gerações ainda não nascidas. Como Tennessee Williams colocou na boca de um dos seus personagens “O tempo é a maior

distância entre dois lugares”. E há a dificuldade da natureza coletiva da produção cultural, a forma como nascem para ser usufruídos em conjunto e não individualmente. A atividade cultural deve ser auto sustentada ou o Estado deve em certos casos subsidiar a Cultura? Se sim, em que casos?

São precisamente a sua natureza coletiva e os benefícios alargados da atividade cultural que sugerem um papel para o coletivo, seja ele o estado, os municípios, as associações de cidadãos. A Cultura alarga as formas de realização pessoal, de natureza imaterial e natureza material. Isso tem que interessar ao estado, naturalmente. Que critérios permitem avaliar o sucesso dos investimentos públicos na Cultura?

É quase impossível enumerar os critérios de apoio à Cultura, por todas as razões acima e outras. Talvez o ideal seja aplicar às escolhas públicas os princípios da transparência e da representatividade. Seja: cabe aos decisores políticos que representam os cidadãos motivá-los a valorizar o ativo, latu e strictu sensu, chamado cultura: uma combinação de curiosidade, tolerância e criatividade que promovem a prosperidade e o bem-estar. Se os representantes políticos o fizerem de forma afirmativa, pensada e transparente, acredito que os cidadãos reconhecerão

Existe uma abordagem subjetivista na economia que se concentra no imaterial e no que é muito difícil de avaliar, o que é valioso porque é pessoal e misterioso: a identidade, a autoestima, o sentido.


111

O diálogo entre a Cultura e a Economia sofre principalmente de barreiras de linguagem, de vocabulário, mais do que substância. São irmãs desavindas, que ganhariam em reconhecer-se e respeitar-se.

a importância do investimento cultural. Ou seja, numa democracia funcional a Cultura conquista o seu lugar merecido.

novas tecnologias que facilitam a comunicação e até a produção de imagens e artefactos, a Cultura como troca inventa novos territórios.

A consolidação do sucesso económico e financeiro não pode prescindir do contributo das indústrias culturais e criativas?

Tradicionalmente Cultura e Economia andam de costas voltadas. É uma relação que precisa de mediação? De que tipo?

Há uma afinidade extraordinária entre Cultura e Inovação. Uma apetência pelo novo, uma inclinação para a mudança e a tolerância, a conjugação de capacidades de natureza imaterial, difíceis de definir. Os momentos mais espantosos de desenvolvimento estão sempre associados a avanços no campo da Inovação e da Cultura. Há uns anos atrás, aquando de uma conferência em Florença, tive oportunidade de visitar uma exposição denominada Money and Beauty, no palácio Strozzi. O título é uma provocação, naturalmente. As boas provocações fazem-nos pensar. Mostrava-se como, num mesmo período histórico, Florença foi o lugar onde se inventaram técnicas de contabilidade e de gestão bancária, ao mesmo tempo que surgia o conceito de galeria de arte, a ideia de escultura pública, a perspetiva na pintura. Os dois movimentos não foram em nada independentes, alimentaram-se um ao outro. Com conflito, com drama, com violência, mas lado a lado. Felizmente hoje em dia a Cultura não depende apenas de mecenas, o Estado assumiu as suas responsabilidades. Com o advento de

O diálogo entre a Cultura e a Economia sofre principalmente de barreiras de linguagem, de vocabulário, mais do que substância. São irmãs desavindas, que ganhariam em reconhecer-se e respeitar-se. Há visões redutoras de uma e outra, mas é nosso dever ultrapassar todos os reducionismos. Isso exige esforço e tolerância. Começarmos por um diálogo acerca da própria linguagem, e dos conceitos, é um bom princípio. A Cultura é um forte fator de atração de outros povos, fundamental para o sucesso de uma cidade moderna. Esta é a base do conceito de soft power desenvolvido por Joseph Nye. Na sua opinião, o que pode definir o soft power de Lisboa?

Lisboa tem sido bem-sucedida a associar à sua beleza e atrativos históricos uma ideia de contemporaneidade e diversidade. As metrópoles mais dinâmicas têm de ser capazes de se conjugar bem nos dois terrenos: o visível e o invisível, e Lisboa pode exibir com credibilidade uma história de encontros e ligações entre povos de vários continentes. Isso é bom.


ARQUIVOS DE LISBOA

112

ESQUIADOR

EFEITOS DO NEVÃO QUE CAIU EM LISBOA / JUDAH BENOLIEL, JANEIRO 1945 / ARQUIVO MUNICIPAL DE LISBOA / FOTOGRÁFICO


9–11 FEV

Fundação Calouste Gulbenkian Auditório 2

D E S I G N © W W W. G B N T. P T

CONGRESSO INTERNACIONAL FERNANDO PESSOA 2017

Seja eu leitura variada / Para mim mesmo! Fernando Pessoa


16>26 MAR 2017 COMPETIÇÕES RETROSPECTIVAS MONSTRINHA WORKSHOPS EXPOSIÇÕES TRANSVERSALIDADES www.monstrafestival.com ORGANIZAÇÃO

COPRODUÇÃO

PARCERIAS ESTRATÉGICAS

APOIO INSTITUCIONAL


Agenda Cultural Lisboa | fevereiro'17