Page 1

C O M U N I DA D E B E T H Â N I A | JA N E I R O E F E V E R E I R O | E D I Ç ÃO 1 0


EDITORIAL

Palavra do Padre Vicente, bth

Aos jovens de coração Bethânia “Ninguém te desprezes por seres jovem. De tua parte, procura ser para os que creem um exemplo, pela palavra, conduta, pelo amor, pela fé, pela castidade. Até que eu cheque aí, dedica-te à leitura, à exortação, ao ensino. Não te descuides do carisma que está em ti, que te foi dado mediante uma profecia, acompanhada da imposição das mãos dos presbíteros. Reflete bem nisto, ocupa-te destas coisas, para que o teu progresso seja manifesto a todos. Presta atenção quanto a ti e o que ensinas. Persevera nessas disposições e nessas práticas. Agindo assim, salvarás a ti mesmo e aos que te ouvem.” (1Tm 12-16). Palavras de Paulo ao jovem Timóteo ecoam pelos séculos ao coração de todos aqueles que amam a juventude e veem nela uma força renovadora da vida e da história. O Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude, Rio2013, fez eco à opção da Igreja pela juventude e falou na mesma direção: “Encorajemos a generosidade que caracteriza os jovens, acompanhando-lhes no processo de se tornarem protagonistas da construção de um mundo melhor: eles são um motor potente para a Igreja e para a sociedade. Eles não precisam só de coisas, precisam sobretudo que lhes sejam propostos aqueles valores imateriais que são o coração espiritual de um povo, a memória de um povo”. A juventude merece atenção redobrada, principalmente neste tempo em que faltam homens e mulheres que inspirem e revelem valores. Vivemos em tempo de apagão de valores.

Infelizmente, nossos jovens assistem a uma seca terrível que prevalece a escassez de honestidade, transparência e verdade. Ética e moral andam no “volume morto”. Em Bethânia, nos alinhamos a Timóteo e ao Papa. Aliás, era uma preocupação constante do Pe. Léo: “Jovens Sarados”. Continuamos na mesma direção. “Jovens Sarados” é o que queremos. Acreditamos ser um caminho extremamente eficaz para prevenção. Com jovens santos, fraternos e solidários “chegamos antes” frente aos problemas gerados pela desfiguração pessoal e social da dependência química. Queremos jovens que vivam “com Deus no comando”. Jovens que entrem nos frontes de batalha cheios do Espírito Santo. Nosso jovem padre, Elinton Costa, ao longo de 2015 promoveu inúmeros encontros, retiros, missas e acampamentos para a juventude. Os “Adoradores da Madrugada” encheram de vida e esperança das noites de muitos jovens que acorreram a Bethânia. 2016 não será diferente. Vêm mais por aí. Haverá muito trabalho com a juventude. Destacamos a Jornada Mundial da Juventude na Polônia. Neste Ano Santo da Misericórdia, recordamos que o nosso Deus tem coração voltado para nossa situação, jamais cansado de perdoar. Em Bethânia, Casa da Misericórdia, nossos jovens experimentam esse amor que brota do Coração rasgado de Jesus no Alto da Cruz. Vale citar mais uma vez nosso Papa na JMJ Rio2013: “Queridos jovens, levamos as nossas alegrias, os nossos sofrimentos, os nossos fracassos para a cruz de Cristo; encontraremos um coração aberto que nos compreende, perdoa, ama e pede para levar este mesmo amor para a nossa vida, para amar cada irmão e irmã com este mesmo amor”. Então, que venham os Jovens Sarados. Que venham com eles, muitas e santas vocações. Fique na paz de Deus! Feliz 2016!

Retiro Jovens Sarados

2

www.bethania.com.br


Estabelecendo metas para 2016 Por Thiago Souza, discípulo em estágio

www.bethania.com.br

GERAL

O período de transição de um ano para o outro, geralmente, é permeado de reflexões e nobres expectativas quanto ao que se vai (ou não) viver no ano seguinte, sendo muito comuns as famosas resoluções de fim de ano: “esse ano não vou comer mais isso”, “esse ano vou dar início aquele curso”, entre outros. Parece que o ano novo acentua em nós um sentimento de esperança, de que agora as coisas tenderão a ser diferentes, afinal “ano novo, vida nova...” Mas será mesmo? O que se percebe é que, com o avançar dos meses, o tal sentimento e resoluções perdem força e ficam pelo caminho, a ponto de ao final daquele ano constatar que não cumprimos nem 10% daquilo que planejamos. Mas por que isso acontece? Possivelmente os fatores que levam a este resultado são provenientes do emocionalismo vivido no momento das decisões, da maneira equivocada de se estabelecer metas e da falta de planejamento a curto, médio e longo prazo para realização dos objetivos. A esperança da qual falamos no início, essa que nos faz pensar que no novo ano tudo será diferente, apesar de importante, pode agir desfavoravelmente. Isso porque essa esperança parece ter base na mística que envolve o início de um ano, como se houvesse uma força exterior que fizesse com que aqueles objetivos acontecessem. Assim, envolvidos num clima de boas expectativas, as resoluções acabam sendo feitas apenas no campo das ideias, do “como seria bom se...”, ao invés de constituírem-se como reais objetivos e convictas decisões. O resultado disso é que muitos dos propósitos estabelecidos acabam desfocados da realidade, no qual o indivíduo se depara no decorrer dos meses à frente, faltando um sério comprometimento e uma auto responsabilização do alcance de suas próprias metas, não levando em conta seus reais limites e potencialidades, sem priorizar conquistas, sem discernir criteriosamente por aquilo que se propõe a alcançar. Ainda, somada aos objetivos ideais e aquém das próprias possibilidades está a ausência de um planejamento de como tais resoluções podem ser desenvolvidas. A preocupação se dá apenas em definir metas, mas não se calcula e se planeja como essas metas podem, efetivamente, serem alcançadas. É bíblico inclusive tal necessidade, o próprio Jesus na parábola da casa sobre a rocha (cf. Mt 7,21-29) nos apontou a necessidade de planejar as ações com as quais você se compromete, evitando assim frustrações futuras. Logo, para superar tais empecilhos é importante conhecer sobre metas, não sobre suas características funcionais, mas como estabelecê-las de maneira eficaz. Assim, uma vez que se decide por constituir propósitos é importante observar algumas questões.

Primeiro, conscientize-se de onde você está. Entendendo que toda meta é um destino a ser alcançado, se faz necessário saber de onde se está partindo, assim, um pouco de autoconhecimento é primordial, isso será muito importante na hora de definir as metas. Defina as metas de forma clara e objetiva. Acredita-se que para a eficácia de um propósito é preciso especificar, quantificar e descrever o que se quer alcançar. Por exemplo, não adianta apenas querer ser uma pessoa melhor, é preciso definir o que precisa ser melhorado: o humor? A paciência? O quê? Em relação a que e a quem? Especifique! Além de clareza e objetividade é necessário que a meta seja realista e exequível à pessoa que a define. E aqui se destaca a importância do autoconhecimento, pois é preciso que o objetivo respeite suas condições, limites e possibilidades. Escreva os objetivos definidos e os tenha sempre a vista. A escrita além de nos levar a uma maior implicação e reflexão com o conteúdo elaborado, nos ajuda a começar a materializar a meta. Uma casa, por exemplo, antes de ser efetivamente construída precisa ser projetada num papel. O “rascunho”, a princípio, parece ser algo desnecessário, mas é o elemento que serve de referência e de norte para todo o processo de construção. Ainda, quando registramos as metas fica mais fácil lembrar-se delas ao longo do ano, rompendo assim com aquele habitual esquecimento do qual falamos no início do texto.

“É preciso que você, ao longo do ano, volte-se para o cumprimento dos seus propósitos, sempre com uma atitude de responsabilização e comprometimento” Elabore um plano de ação. Após definir o que se quer conquistar é necessário pensar e planejar como você fará com que aquele objetivo saia do papel e se torne algo real. Além disso, é importante delimitar um tempo para tal execução. Quando você pretende ter esse objetivo alcançado? Em dois meses? Um semestre? Estabelecer um prazo exige de você um movimento maior para conclusão da meta e evita aquela sensação de fugacidade. Por fim, mantenha o foco nos objetivos. É preciso que você, ao longo do ano, volte-se para o cumprimento dos seus propósitos, sempre com uma atitude de responsabilização e comprometimento, avaliando os passos no avançar do tempo e das ações. Nesse processo é possível que algumas das metas e planos precisem passar por alguma modificação, por isso não seja inflexível. Entenda que as conjunturas ao nosso redor mudam e que não há mal algum em fazer o movimento das águas, que ao surgir uma barreira você procura contorná-la, pois sabe que o importante mesmo é prosseguir em frente. Esperamos que nesse novo ano que se inicia, você possa estabelecer boas metas e se empenhar para realizar cada uma delas. Esperamos ainda, que no seu planejamento do ano você possa incluir sua participação em algumas de nossas atividades e eventos, tais como missas abertas, Kairós e retiros.

3


CENTRAL

“Jovem, alegre-se na sua juventude e seja feliz nos dias da mocidade. Siga os impulsos do seu coração e os desejos dos olhos. Expulse a melancolia do seu coração e afaste do seu corpo a dor, porque a juventude e os cabelos negros são fugazes” (cf. Ec. 11, 9-10). A juventude sempre esteve nos sonhos do Padre Léo. Ele convivia com os jovens, pregava para eles e lutava para que descobrissem o valor da vida sendo pertença a Deus. Esse sentimento permanece vivo na Comunidade Bethânia onde a cada dia novas vocações estão surgindo e jovens com diferentes rostos vão se entregando a esse chamado de amor e doação. Por meio da vontade de viver integralmente a missão de servir a Deus, jovens cantores, palestrantes, fotógrafos, intercessores e muitos outros estão colocando seus dons à disposição de Deus e dos irmãos confirmando o ensinamento deixado pelo Padre Léo que sempre repetia: “Bethânia é a casa dos amigos de Jesus”. Além de grandes talentos, a amizade entre esses jovens cresce a cada dia, pois eles entendem o grande mandamento que Jesus os deixou “Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros (cf. Jo 13,34)”. A entrega e a busca da santidade são o foco de jovens que tiveram uma experiência com o Espirito Santo. Em Bethânia, eles tiveram a coragem como Maria irmã de Lazaro, uma jovem corajosa, quebrou o vazo de alabastros para lavar os pés de Jesus, também podemos recordar a citação de São João Paulo II na sua homilia no início de seu pontificado em 1978 “Não tenhais medo! Abri, melhor, escancarai as portas a Cristo!”. Já Maria de Betânia, nos diz a Bíblia que não apenas quebrou o vazo, mas escancarou as portas do seu coração aos pés de Jesus consagrando sua juventude dizendo basta ao pecado, hoje quero entregar tudo a ti Jesus e viver na contramão do mundo. A entrega e a busca da santidade são o foco, o objetivo da vida dos jovens que experimentam o Espírito Santo. Em Bethânia, eles são encorajados a como Maria, irmã de Lazaro, uma jovem corajosa, a quebrar o vazo de alabastros para lavar os pés de Jesus. Em outras palavras, aderir a Jesus por inteiro. Recorda-se também a citação de São João Paulo II na sua homilia no início de seu pontificado em 1978 “Não tenhais medo! Abri, melhor, escancarai as portas a Cristo!”. Já Maria de Betânia, nos diz a Bíblia que não apenas quebrou o vazo, mas escancarou as portas do seu coração aos pés de Jesus consagrando sua juventude dizendo basta ao pecado, hoje quero entregar tudo a ti Jesus e viver na contramão do mundo. Os jovens, que com coragem fizeram essa experiência proporcionada em Bethânia com

Franciela L Eduardo Ceroni Machado Também conhecido por Duda, tenho 34 anos e moro em Florianópolis, venho de família Cristã Católica. Aos 14 anos tive meu primeiro contato com o mundo das drogas, por conta de más companhias, com isso acabei me envolvendo. Em 2011 depois de uma overdose, resolvi mudar de vida. Como meus pais conheciam a história do Padre Léo, fui apresentado a Comunidade Bethânia para tratamento da dependência. Aos poucos, meio tímido, mantive-me curioso com a doutrina da Igreja. Convivendo com os padres e consagrados, fui me fortalecendo e conseguindo vencer a dependência. Por conta da droga não pude mais praticar o esporte que eu tanto amo: o surf. Em processo de recuperação recebi muito carinho e amor na comunidade, pude voltar ao esporte, o fardo se tornou mais leve, em vista entendi que não posso apenas receber amor, mas também retribuir amor e com isso abrir o coração à graça de Deus. Hoje tenho a muito orgulho de ser Filho de Bethânia e de poder ajudar esta comunidade.

4

Sou Franciela zação em Market vocacional com a de 2015, no Reca mentos de profu de, eu atuava com Catarina (Alesc) Criciúma. Esse era o meu projeto d de atuação, receber grandes salários e ser reconh esse era o meu projeto e, não o Dele para mim. S fico, desde muito nova sentia isso. Porém, fui me tando conciliar meu trabalho voluntário na Igreja. E ficando como segundo, terceiro plano. Quando pe que fiz uma experiência no encontro Adoradores em março de 2015. Desde aquele encontro, Ele t auxilio a Comunidade em seus projetos na área caminho de Aliança com a Comunidade Bethânia www.bethania.com.br


Jesus, agora vivem uma profecia muita antiga feita pelo profeta Joel, “Depois disso, acontecerá que derramarei o meu Espírito sobre todo ser vivo: vossos filhos e vossas filhas profetizarão; e vossos jovens terão visões”. (Cf. Joe 2,28). Com a ação do Espírito os jovens agora têm visões de uma vida melhor, em santidade, visões de um futuro certo, pois Deus da essa certeza. Ressalta também o profeta Isaías “Até os jovens se fatigam e cansam, e os moços também tropeçam e caem, mas os que esperam em Deus renovam suas forças, criam asas, como águias, correm e não se fatigam, podem andar que não se cansam”. Padre Léo deixou a seguinte exortação: “O mundo precisa de um exercito de jovens sarados, santificados, que não se contentem mais com coisas pequenas” (Pe. Léo, Jovens Sarados) . Coisas pequenas não vem de Jesus, sonhar com as coisas do alto é sonhar com coisas grandes, Jesus é um homem de amor exagerado com seus jovens, Ele quer nos proporcionar a alegria verdadeira, pois só Ele tem poder de nos trazer plenitude, pois Ele venceu a cruz por nós. Ser um jovem santo é uma caminhada longa aonde viver é sempre um aprendizado. Teremos que nos levantar muitas vezes. As quedas serão nossa oportunidade de mostrar ao inimigo que com Deus tem jeito, que com Deus somos jovens fortes e santos e Ele esta no comando de nossas vidas. Ser santo é aprender com nossos erros e fazer deles escadas para o céu. Hoje na Comunidade Bethânia abre-se um leque de muitas oportunidades para os jovens que queiram viver o nosso carisma e experimentar o renovo do Espírito Santo. Aqui na casa dos amigos de Jesus, presa-se sempre pelo abraço, pelo sorriso, pelo amor. Vivemos o amor de Deus através da oração, adoração, música, teatro, e muitos outros modos. Ouvir a voz de Deus é muito importante, Lázaro um jovem amigo de Jesus tinha falecido alguns dias e Cristo foi ao encontro do seu amigo e o chamou da morte. Vale a pergunta: hoje como jovem estou vivo ou morto? Talvez esteja morto no pecado, mas Jesus vem lhe encontrar e chamar para vida nova, chama você a ter um coração igual Bethânia, aonde acolhemos Jesus. Transforme seu coração no lugar que Jesus gosta de estar, venha conhecer melhor a Comunidade Bethânia e experimentar as coisas lá do alto. Buscar as coisas do alto é foco do jovem cristão de hoje, pensando nisso a Comunidade Bethânia, proporciona esse espaço de encontro pessoal com Deus por meio dos Adoradores da Madrugada, Retiro Jovens Sarados, Retiro Com Deus no comando e a viajem para Jornada Mundial da Juventude. Acesse o site www.bethania.com.br conheça cada um deles e realize já sua inscrição. Esperamos você em Bethânia!

CENTRAL

Veja mais! Quer conhecer mais sobre a juventude em Bethânia? Então assista o vídeo pelo QR Code. Para utilizá-lo é fácil. Basta você baixar o aplicativo “leitor de QR Code”, identificar em seu aparelho smartphone, e em seguida o vídeo será aberto em seu dispositivo automaticamente.

P o r H o n a y c o n G o n ç a l v e s , CO M U N I CAÇ Ã O

Lima

a Lima, 24 anos, noiva e jornalista com especialiting Master como profissão. A minha experiência a Comunidade Bethânia iniciou no mês de agosto anto Lorena – SP. Desde então, tenho vivido mounda entrega a Deus. Até conhecer a Comunidamo jornalista na Assembleia Legislativa de Santa e paralelo em uma rádio na minha cidade, em de vida, crescer profissionalmente na minha área hecida. Em pouco tempo, conquistei isso. Porém, Sempre soube que eu tinha um chamado especíenvolvendo no amor pela minha profissão e tenEis o problema: meu chamado a servir a Deus, foi ercebi, já não fazia mais nada para Ele. Foi então, s da Madrugada no recanto São João Batista –SC, tem conduzido tudo na minha vida. Atualmente, a da Comunicação e fiz o discernimento por um a. www.bethania.com.br

Rafaela Aparecida Lestschuki Conheci a Comunidade pelo testemunho de um amigo que falou dessa obra com tanto carinho que inquietou o meu coração, eu precisava conhecer Bethânia. Eu estava momento delicado da minha vida, com muitas dúvidas e o coração angustiado, quando cheguei a Bethânia ao respirar o ar daquele lugar entendi que Deus queria que eu estivesse ali. Vivendo Bethânia, tocando o carisma da comunidade, testemunhando a cada dia o agir de Deus naquele lugar, mudando meu olhar para minha própria história, percebi que Deus queria limpar meu coração, pra mostrar que há em mim uma essência que Ele colocou e que vai além de tudo, me fez olhar pra verdade do meu coração sem medo, para que Ele fosse curando. Meu chamado a ser Bethânia, começou quando entendi que todos somos leprosos, que o pecado causou e causa na humanidade lepras que só no contato com Deus, num relacionamento sincero com seu amor e sua misericórdia a cada dia podemos trilhar um caminho para nossa cura, e para que curados possamos viver aquilo que Deus sonhou para nós. Eu encontrei a alegria verdadeira nessa busca pelo propósito de Deus em minha vida, e Ele me trouxe a Bethânia, e é em Bethânia que irei buscar.

5


Guarapuava/PR Inauguração da capela RECANTOS

Por Fran Lima, comunicação

A Comunidade Bethânia no recanto Guarapuava/PR inaugurou no final de 2015 (12/12), a reconstrução da capela que foi destruída em 2014, pelas fortes chuvas que atingiram o Estado do Paraná. Foi realizada a Santa Missa presidida por Dom Antônio Wagner, bispo da Diocese de Guarapuava. Na celebração estavam presentes também o Moderador Geral, Pe. Vicente e Pe. Lúcio, junto a sacerdotes da comunidade paroquial. Para o Recanto Guarapuava, que acolhe 14 filhos, a reconstrução da capela não é apenas uma obra física, mas uma obra de amor e espiritualidade. A capela servirá para a continuação dos trabalhos com os filhos e também para a participação de todos os féis que visitam a Comunidade. “Para nós é motivo de alegria ter a oportunidade de celebrar a reconstrução dessa capela que é fundamental e tão importante para mantermos nosso carisma e atividades”, comentou Pe. Vicente.

Curitiba/PR Construir para Evangelizar Por Honaycon Gonçalves, comunicação O Recanto Curitiba vem crescendo, muitos estão chegando para os retiros e eventos que são realizados pelos consagrados. Tudo é feito com muita dedicação, para que jovens, adultos e crianças possam ter sua experiência com Jesus ressuscitado. Venha você fazer um retiro em nosso recanto. Com chegada de muitos amigos e vocacionados, novas construções vão sendo erguidas, por exemplo, a capela de Curitiba/PR que acolherá de forma aconchegante aproximadamente 210 pessoas para celebrações, grupos de oração e outros encontros. Assim como o Padre Léo se dedicou pela Santa Igreja e pela Comunidade Bethânia, nós juntos com todos os colaboradores estamos lutando para que essa igreja seja finalizada para confirmar em nosso coração que vale apena se gastar para erguer o reino de Deus. Se você deseja ajudar esse sonho você pode fazer sua doação.

6

Banco do Brasil

Ag: 0299-2 | C/C: 44320-4

www.bethania.com.br


Jesus no Litoral: uma missão com o rosto da misericórdia Por Jonh Ribeiro, discípulo em estágio

carências e vazios existenciais. As pessoas estão muito distantes umas das outras, há pouco diálogo entre as famílias. É preciso escutar as pessoas, porque as mídias falam, a televisão fala, o rádio fala, porém ninguém tem tempo de escutar. Melhor do que falar para as pessoas que Deus as ama, é mais frutuoso emprestar os ouvidos para que elas possam partilhar das angustias que trazem em seus corações”. Foram oito dias intensos de profunda intimidade com o Senhor. Os jovens que se dispuseram a ofertar suas férias em favor da evangelização no litoral foram tocados pela mão de Deus, que não só utilizou deles como instrumentos, mas os tocou, gerando transformação, curas e restaurações. Bom foi poder levar o carisma de Bethânia, que é acolher aquele que vem até nós como o próprio Cristo na pessoa de cada um, levando a notícia do amor e misericórdia que Deus tem para cada um. Testemunhando que é possível sim ser de Deus e doar-se inteiramente a Ele. Foi algo muito forte para nós neste início de ano que vivenciaremos cada dia o amor misericordioso de Deus.

FORMAÇÃO

De 27 de dezembro a 3 de janeiro, cerca de 300 jovens da Renovação Carismática Católica (RCC) de Santa Catarina, provenientes das dez dioceses que compõe o estado participaram da edição do Jesus no Litoral 2015/2016, que teve como sede a cidade de Itapema. E entre os jovens missionários, os discípulos John Ribeiro e Fernando Nogueira da Comunidade Bethânia também estiveram presentes. O projeto Jesus no Litoral teve início após a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Toronto, em 2002, cujo tema foi “Vós sois o sal da terra… Vós sois a luz do mundo” (Mateus 5,13-14). Foi a partir dali que jovens membros da RCC, deram vida a um projeto que busca levar a mensagem do Evangelho àquelas pessoas que aproveitam a época de verão para ir à praia. O Jesus no Litoral é desenvilvido em vários estados ao longo do Brasil, como: Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Maranhão e Ceará. Como disse Pierre Patrick Pires, coordenador da missão Jesus no Litoral desta edição: “Conforme exorta o Papa Francisco, a sociedade encontra-se num emaranhado de

Jovens de Bethânia na Missão Dehoniana Juvenil Jonas Buzelatto, aspirante

A Missão Dehoniana Juvenil surgiu na Argentina após a Jornada Mundial da Juventude em 1987. Padre Dehon, fundador da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, trouxe em 1990 para o Brasil as Missões Dehonianas da Juventude. A missão faz o jovem dar continuidade ao ministério de Jesus, que é ser sinal de salvação e voz do Messias. Caminhamos ao encontro dos mais necessitados, enfermos e pobres de espírito. “É preciso ir ao povo.” Já dizia Padre Dehon, nos lembrando qual a nossa verdadeira incumbência. As missões acontecem em três fases. Na primeira fase, vamos ao encontro das comunidades, a segunda que aconteceu em Vidal Ramos, SC nos dias 2 a 10 de janeiro de 2016 é voltada a Doutrina social da Igreja, a terceira através de visitações as famílias. Participaram jovens, religiosos e padres. Jovens de todo o Brasil acolheram a MDJ como uma experiência profunda de viver o evangelho. “Jesus aproximouse deles e disse[...], vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo “ (Cf. Mt 28, 18-20). Sem sombra de duvidas Deus nos deu a graça de sermos instrumentos da sua infinita misericórdia. A comunidade Bethânia enviou dois jovens missionários ao encontro do Cristo desfigurado, que se encontra nas “Bethânias” da

www.bethania.com.br

nossa sociedade. Pois sabemos o quanto o mundo tem necessidade desse abraço Misericordioso do próprio Cristo. Padre Léo nos ensina, que a dimensão Marta é servir a Jesus testemunhando com as próprias mãos sujas de barro, que ser cristão é muito mais que apenas falar, é preciso agir, mostrar com nossas atitudes que somos diferentes.

7


Revista Viver Bethânia - Edição Janeiro/Fevereiro 2016  
Revista Viver Bethânia - Edição Janeiro/Fevereiro 2016  
Advertisement