__MAIN_TEXT__

Page 1


M E N S A G E M D O PA D R E P E . D A R L A N D E J A I M E M A R A S C A , S C J

A DEVOÇÃO AOS ARCANJOS MIGUEL, GABRIEL E RAFAEL No dia 29 de setembro lembramos os Arcanjos. Essa celebração remonta ao fato de que neste dia a Igreja de São Miguel, no monte Gargano, na Itália foi dedicada. Dai tal festa espalhou-se por toda a Igreja romana. O Catecismo da Igreja Católica (CIC) ensina (n. 328329) que a existência dos anjos, seres espirituais, não corpóreos é uma verdade de fé. Segundo santo Agostinho, eles são comumente designados pelo seu ofício, isso é, serem mensageiros e daí a palavra anjo que significa justamente mensageiro. Porém, em sua natureza são espíritos executores fiéis da Palavra de Deus (Sl 103, 20). A Igreja venera os anjos que ajudam em nossa peregrinação terrestre e protegem cada ser humano. De modo especial, o santo Anjo da Guarda e também São Gabriel, São Miguel e São Rafael. Estes três são citados na Sagrada Escritura. O Arcanjo Rafael, o conhecemos de suas aparições ao jovem Tobias, estas estão descritas no livro de Tobias. Este anjo acompanhou Tobias em sua jornada em busca de uma esposa, o protegeu no caminho e depois de seu casamento livrou ele e sua esposa da ação de um demônio. Voltando para casa, Rafael ensinou a Tobias um remédio que seria capaz de curar seu pai, Tobit, que sofria de cegueira. Por isso, esse anjo é invocado como “Deus cura”. O Arcanjo Gabriel é o anunciador do nascimento de MISSAS MATRIZ SÃO SEBASTIÃO Segunda-feira: 19h Terça-feira: 19h Quarta-feira: 7h e 15h30 Quinta e sexta-feira: 19h Sábado: 19h Domingo: 7h, 9h30 e 19h Primeira sexta-feira do mês: 7h, 15h30, 19h e 23h COMUNIDADE SÃO LUÍS GONZAGA Sábado: 19h | Domingo: 10h COMUNIDADE RAINHA DA PAZ Sábado: 17h30 Domingo: 9h30 Dia 25 de cada mês: 19h30 (quando cair durante a semana) COMUNIDADE SÃO BENEDITO Sábado: 17h30

João Batista e de Jesus. Podemos encontrar esses relatos no capítulo primeiro do Evangelho de São Lucas. São Miguel aparece no livro de Daniel (12,1) como aquele que defende o povo de Israel. Ele é, portanto, o protetor contra as trapaças e as ciladas do inimigo. O texto mais famoso que faz uma referência e este anjo é Apocalipse 12, quando Miguel comanda as cortes celestiais e, expulsa dos céus os anjos prepotentes, doravante denominados demônios. Na devoção popular, muitas pessoas contam com auxílio e a proteção dos anjos na peregrinação rumo ao céu. Por isso, o povo católico ao longo dos séculos recorreu à proteção e ao auxílio destes celestes mensageiros para que os ajudasse no combate espiritual que não é em primeiro lugar contra potências terrenas, mas contra os Espíritos que habitam os ares (cf. Ef 10). Pe. Dehon, fundador da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, sempre teve em grande estima a presença e proteção dos arcanjos. Tanto que recomendou no Diretório Espiritual, que seus religiosos invoquem a São Miguel, o admirável porta-bandeira do Sagrado Coração de Jesus, que prepare o seu Reino. Portanto, dediquemos um tempo de atenção à nossa oração para agradecer o auxílio dos santos anjos e suplicar que continuem intercedendo por nós junto a Deus nos livrando de todos os males.

COMUNIDADE N. SRA. DO ROSÁRIO Domingo: 8h30 Dia 11 de cada mês: 19h terço e em seguida celebração EXPEDIENTE DA SECRETARIA MATRIZ SÃO SEBASTIÃO Segunda-feira: 13h às 18h Terça a sexta-feira: 7h30 às 18h (sem fechar para almoço) Sábado: 8h às 11h COMUNIDADE SÃO LUÍS GONZAGA Terça a sexta-feira: 7h30 às 11h30 e 13h às 17h30 Sábado: 8h às 11h COMUNIDADE RAINHA DA PAZ Segunda-feira: 13h às 17h30 Terça a sexta-feira: 8h às 11h30 e 13h às 17h30 2º e 4º sábado do mês: 8h às 11h

2 . E D I TO R I A L | R E V I S TA S Ã O S E B A S T I Ã O

COMUNIDADE SÃO BENEDITO Temporariamente na Secretaria da Matriz COMUNIDADE N. SRA. DO ROSÁRIO Temporariamente na Secretaria da Matriz ATENDIMENTO DOS PADRES (confissão, orientação espiritual e bênção de objetos) MATRIZ SÃO SEBASTIÃO Terça, quarta e sexta-feira: 8h às 11h30 e 13h30 às 17h30 Quinta-feira: 8h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30 Sábado: 8h às 10h30 COMUNIDADE SÃO LUÍS GONZAGA Quinta-feira: 15h às 17h30 COMUNIDADE RAINHA DA PAZ Quinta-feira: 14h às 17h


PA L AV R A D E D E U S

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA ORANTE P O R P E . I TA M A R J O S É Z I G O W S K I , S C J

1 2 3 4

Nós fomos criados para a união com Deus e Jesus veio nos ensinar que nós somos os filhos amados do Pai. A mensagem d’Ele é que o amamos, quando amamos uns aos outros, assim esse amor se torna o amor de Deus através de nossa vida no mundo. Esse amor se torna experiência de oração que vai nos moldando aos poucos para sermos uma presença deste amor de Deus no mundo. A leitura orante da Palavra nos abre para um nível mais profundo de comunicação com o divino, uma dinâmica interna na evolução de rezar com amor. A leitura orante é um modo de oração simples que fazemos por meio das Sagradas Escrituras e que nos faz crescer na relação com Deus.

1º LEITURA O que o texto diz? Vamos lendo atentamente, lentamente o texto escolhido. Deixemos o Senhor falar, aquietar corpo e mente devotando um tempo para concentrar todo o nosso ser num único foco.

2º MEDITAÇÃO O que o texto me diz? Ler com imaginação sem fantasiar, sendo fiel ao texto. Refletir sobre a palavra, sentindo-se apaixonado e sabendo que é o amor que nos ensina a amar.

3º ORAÇÃO O que o texto me faz dizer? A Palavra toca o coração e nosso coração se abre para Ele por Ele, estar à vontade na presença e esperança de Deus. A oração do coração tocado por Deus nos ajuda a crescer em nosso conhecimento da obra de amor de Deus em toda criação, e assim a corresponder ao chamado de Cristo para o serviço na missão.

4º CONTEMPLAÇÃO Saborear a doçura de Deus, silêncio, adoração, nossa relação com Deus e a de Cristo com o Pai no Espírito: “Se alguém me ama, observará minha Palavra, e meu Pai o amará; nós viremos a Ele e estabeleceremos nossa morada” ( Jo 14, 23).

Assim a leitura orante da Palavra é um caminho comprovado para nossa experiência com Deus no aqui e agora, pois o Reino de Deus está no meio de nós, em nossa participação ativa no amor de Deus.

3 . I G R E J A | R E V I S TA S Ã O S E B A S T I Ã O


POR BIBIANO NETO Co o rdenado r p a roq u i a l d a Pa st ora l d o D í z i m o

Fé é dom que recebemos de Deus. Devolvo meu dízimo porque tenho fé. A Palavra do Senhor garante: ‘’Eu dei a cada um, uma medida de fé’’ ( Rm 12,3 ). Acredito na graça de Deus, que me convida a fazer a ‘’experiência” (Ml 3, 10-12). Só fazendo essa ‘’experiência’’ de fé é que saberemos o quanto Deus é maravilhoso e que Ele retribui o que devolvemos (Eclo 35ss). A maioria dos textos sagrados, nos convida à prática da fidelidade, da obediência, da gratidão, do amor sem medidas, da responsabilidade com a Igreja, da continuidade dos trabalhos iniciados por nosso Senhor Jesus Cristo e da obediência aos mandamentos de Deus. Basta lembrar que quem entrega o dízimo com justiça, está praticando esses atos, crescendo na fé e vivendo em comunhão com Deus e com os irmãos. São Tiago bem nos lembra que a ‘’fé sem obras é morta’’. Nossa ação em nome da fé deve ser para defender a vida, dom de Deus. Assim deve ser o dízimo: ação que brota do coração, a serviço da vida e da libertação humana. O

dízimo é também gesto de compromisso, solidariedade e partilha. O dizimista deve ter consciência comunitária e senso de partilha porque ele é fruto da inserção e participação na comunidade, faz parte da vivência fraterna. Onde há dízimo, há solidariedade e espírito comunitário, porque sua finalidade é prover as necessidades da comunidade e dos pobres (Dt 14, 28-29). O lugar do dízimo é a comunidade, é ‘’experiência de fé’’ e de amor a Deus, mostra nosso compromisso e fidelidade, com sua evangelização. É prova de nossa confiança em Deus. É a prática da partilha iluminada pela fé. Seja você também um dizimista, para que o Evangelho continue a ser anunciado pela fé. Ser dizimista é entender o sentido de ser comunidade pela fé. Dízimo é a contribuição de todos na caminhada da Igreja. Dízimo é a primeira parte que retiro do fruto do meu trabalho e em agradecimento a Deus, que pela minha fé, devolvo à Igreja.


A CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL (CNBB) ORIENTA QUE OS VALORES DO DÍZIMO DEVEM SER REPARTIDOS ENTRE QUATRO DIMENSÕES NA IGREJA:

DIMENSÃO RELIGIOSA A vivência da fé e pertença a uma comunidade eclesial tem a ver com a relação do cristão com Deus. A partir da relação com Deus, a relação com os bens materiais e seu correto uso, à luz da fé (Lc 12, 15-21; 1Tm 6, 1719) ganha novo significado.

DIMENSÃO ECLESIAL A consciência de ser membro da Igreja e corresponsável, para que a comunidade disponha do necessário para a realização do culto divino e para o desenvolvimento de sua missão. Alguns exemplos: utensílios litúrgicos para missa e os sacramentos, cadeiras e bancos, manuais para catequese, materiais para as pastorais e movimentos, côngrua dos ministros ordenados, salário dos funcionários (com os devidos encargos sociais), espaço para reflexão, estudo e confraternização, verba para cursos, retiros e assembleias, compra e manutenção de veículos, construção e melhorias nos prédios (igrejas, salas, salões, casa paroquial), contas diversas (água, luz, telefone, gás, alimentos etc).

ATENDER ÀS NECESSIDADES DA COMUNIDADE” (DT 26, 12 – 15)

DIMENSÃO MISSIONÁRIA Permite a partilha de recursos entre as paróquias de uma diocese e entre dioceses, manifestando a comunhão que há entre elas. ‘’Igrejas-irmãs e comunhão e partilha’’, em âmbito nacional.

DIMENSÃO CARITATIVA Abrange tudo o que diz respeito à assistência e à promoção do próximo, está manifestada no cuidado com os pobres, especialmente o excluído, o marginalizado e o injustiçado, pessoas feridas pela violência, pelas drogas, pelo desemprego, pela fome, pelas doenças que afetam o corpo e o espírito. Através da assistência, atendemos as necessidades imediatas, que não podem ser adiadas. Quem está com fome precisa de alimento agora. Pela promoção humana auxiliamos muitos que não conseguem prover o próprio sustento. Não podemos, se queremos ser coerentes com a fé que professamos, adorar Cristo na Eucaristia e, ao mesmo tempo, negá-lo no próximo, deixando de servi-lo. Oração e serviço são faces da mesma moeda, não é possível ter uma sem ter a outra.


HISTÓRIA

A ORIGEM DO CERCO DE JERICÓ POR PE. HÉLIO FEUSER

Tudo começou na Polônia, quando para obter uma vitória certa, alguns piedosos poloneses organizaram em seu país aquilo que chamaram de Cerco de Jericó. O Papa devia ir à Polônia, em 8 de maio de 1979, para o 91º aniversário do martírio de santo Estanislau, Bispo de Cracóvia. Em fins de novembro de 1978, sete semanas depois do Conclave que havia elegido João Paulo II, a Rainha Vitoriosa do Santo Rosário, Maria Santíssima deu uma mensagem precisa a uma alma privilegiada da Polônia, que dizia: “Para a preparação da primeira peregrinação do Papa à sua Pátria, deve-se organizar na primeira semana de maio de 1979, em Jasna Gora, um Congresso do Rosário: sete dias e seis noites de rosários consecutivos, diante do Santíssimo Sacramento exposto”. Por que o Cerco de Jericó? No Antigo Testamento, depois da morte de Moisés, Deus escolheu Josué para conduzir o povo hebreu. Deus disse a Josué que atravessasse o rio Jordão com todo o povo e tomasse posse da Terra Prometida. Ora, a cidade de Jericó era uma fortaleza intransponível. Ao chegar junto às muralhas de Jericó, Josué ergueu os olhos e viu um anjo com uma espada na mão, que lhe deu ordens concretas e detalhadas. Josué e toda Israel executaram fielmente as ordens recebidas: durante seis dias, os valentes guerreiros de Israel deram uma volta em torno da cidade. No 7º dia deram sete voltas. Durante a 7ª volta, ao som da trombeta, todo o povo levantou um grande clamor e, pelo poder de Deus as muralhas de Jericó caíram. Hoje, em várias partes do mundo estão sendo realizados Cercos de Jericó. É Nossa Senhora quem ensina que se organizem os rosários permanentes e os Cercos de Jericó, se queremos ter a certeza da vitória!

Foto: Banco de Imagem

O Cerco de Jericó é uma campanha de sete dias e sete noites de oração diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento. Sua inspiração mais remota encontra-se no capítulo 6 do livro de Josué. O texto sagrado nos conta que antes de chegar à Terra Prometida o povo de Israel se viu diante das grandes muralhas de Jericó, que os impediam de prosseguir a caminhada. Em nossos dias, nos colocamos diante de Jesus presente no Santíssimo Sacramento e, confiantes no poder da oração, pedimos que Ele derrube as muralhas que nos impedem de tomarmos posse de uma vida mais santa e feliz.

6 . A Ç Ã O PA S TO R A L | R E V I S TA S Ã O S E B A S T I Ã O


#ANIVERSÁRIO Celebramos 107 anos da Paróquia São Sebastião, no dia 31 de julho.

#FAMÍLIA Momentos para valorizar o papel da família e refletir sobre os desafios atuais do primeiro espaço destinado à formação das pessoas e de aprender o jeito cristão de viver e se relacionar. Assim foi a Semana da Família, na Paróquia São Sebastião, entre os dias 10 e 17 de agosto. Teve sorteio de imagens da Sagrada Família entre os fiéis.

Comunidade Nossa Senhora do Rosário. Comunidade Rainha da Paz

Comunidade São Luís Gonzaga

#ENCONTRO Entre os dias 2 e 4 de agosto, aconteceu na Matriz, o 17º EPC – Encontro de Pais com Cristo.

Matriz São Sebastião

Comunidade São Benedito

#COMEMORAÇÃO Festa na Gruta Nossa Senhora de Lourdes que aconteceu dia 18 de agosto, no Rio Molha.

#RETIRO

Retiro Amar-Te organizado pelo GOJ Sol, que aconteceu nos dias 27 e 28 de julho, na Comunidade Rainha da Paz.

7 . A C O N T E C E U | R E V I S TA S Ã O S E B A S T I Ã O


PROGRAME-SE ENCONTROS DE PREPARAÇÃO PARA O BATISMO (PAIS E PADRINHOS) MATRIZ

1º e 2 de outubro | 19h30 às 21h30 Local: Auditório São José Inscrições na secretaria Vagas limitadas ESCOLA DE TEOLOGIA PARA LEIGOS

Toda terça-feira Horário: 19h30 às 21h30 Local: Auditório do Salão Cristo Rei Mensalidade: R$30 Inscrição no local Tema de outubro: Doutrina Social

ESCOLA BÍBLICA

Toda quinta-feira Horário: 19h30 Local: Auditório Sagrado Coração de Jesus Tema de outubro: Inter Testamento Palestrante: Pe. Darlan Dejaime Marasca, scj

AVISOS MENSAIS

Você já ouviu falar sobre o dízimo? É a nossa oferta para a Igreja. E essa oferta é como uma semente. Pois, por meio dela ajudamos a gerar bons frutos para diversas famílias. A Bíblia nos diz que devemos ofertar ao Senhor com alegria, mesmo que seja uma moedinha. Se todos partilham, ao final a Igreja terá um montão. E esse dinheiro vai abençoar muitas pessoas por meio das chamadas dimensões do dízimo. Cada uma tem uma função, você sabe quais são? Que tal pedir apoio para o seu catequista, pais ou avós para conseguir cumprir esta missão?! Vamos lá? É só ligar cada dimensão à definição correta.

MISSA COM AS CRIANÇAS

26 de outubro | 15h Igreja Matriz

1 - DIMENSÃO MISSIONÁRIA ( ) 2 - DIMENSÃO CARITATIVA ( ) 3 - DIMENSÃO RELIGIOSA ( ) 4- DIMENSÃO ECLESIAL (

)

a) Nela reconhecemos que Deus é o Senhor de todas as coisas. Tudo pertence a Ele, nós pertecemos a Ele. b) É responsável pela manutenção da igreja e do culto à Deus, despesas como água, luz, telefone, produtos de limpeza, funcionários, hóstia, vinho, velas, flores, material para as pastorais entre outras. c) É responsável pela evangelização, isto é, levar a Palavra de Deus para todas as pessoas. d) É responsável por ajudar os necessitados e as pessoas carentes, por exemplo, a doação de cestas básicas para os mais pobres. Resposta: 1-c 2-d 3-a 4-b

Estamos implantando em nossa Paróquia o DÍZIMO MIRIM. O objetivo dessa ação é catequético, ou seja, precisamos ensinar às nossas crianças e jovens o valor de partilhar com outros os nossos dons. Com o DÍZIMO MIRIM estaremos ensinando-os que a partilha é a única forma cristã de gerar justiça e paz. Vamos conscientizar nossas crianças e jovens da importância da partilha, para que tenhamos uma vida mais fraterna.

EDIÇÃO Taty Feuser

Este informativo é uma publicação sob responsabilidade do Pe. Hélio Feuser, scj e Pascom da Paróquia São Sebastião, situada na Av. Marechal Deodoro da Fonseca, 632 Centro - Jaraguá do Sul/SC - (47) 3371-0321

DIAGRAMAÇÃO Mariane Denegredo SUGESTÃO DE CONTEÚDO redacao@agenciaarcanjo.com.br www.agenciaarcanjo.com.br facebook.com/agenciaarcanjo (47) 3227-6640

REVISÃO Larissa Graça IMPRESSÃO Gráfica Sbardelatti TIRAGEM 2.000 exemplares

Profile for Agência Arcanjo

Revista São Sebastião - Setembro de 2019  

Revista São Sebastião - Setembro de 2019  

Advertisement