Page 1

ITAÚ CULTURAL: 30 ANOS DE HISTÓRIA NO BRASIL ITAÚ CULTURAL


Foto: Agência Ophelia

Modos de Ver o Brasil: da arte do descobrimento do país às experimentações de artistas contemporâneos

ITAÚ CULTURAL


ITAÚ CULTURAL


APRESENTAÇÃO

Itaú Cultural: 30 anos de fomento à arte e à cultura do Brasil de forma gratuita

Um dos principais braços institucionais do Itaú Unibanco, o Itaú Cultural completou 30 anos em 2017, consolidado como uma referência na cena cultural brasileira e uma das mais longevas organizações com atuação no segmento no país. O Instituto se dedica à pesquisa, mapeamento, incentivo, produção e difusão de manifestações artístico-intelectuais nas mais diversas áreas de expressão, contribuindo para a valorização da cultura brasileira. Conectado também à missão de expandir o acesso a bens e produtos culturais, o Instituto mantém extensa agenda de

ITAÚ CULTURAL

atividades gratuitas para o público tanto em sua sede, em São Paulo, como em outras praças, em parceria com instituições regionais de relevo. Desde o início de sua história, o Itaú ­Cultural já realizou mais de sete mil atividades entre exposições, palestras, seminários espetáculos de música, teatro e dança, ciclos de cinema e outras iniciativas que impactaram mais de 10 milhões de pessoas até o final de 2017. O Itaú Cultural é também um ativo produtor de conteúdo sobre a arte e a cultura brasileiras. Já publicou cerca de 800 títulos – entre CDs, DVDs, CD-ROMs, vídeo e livros. Os materiais são


­ istribuídos gratuitamente para bibliod tecas, escolas da rede pública, instituições culturais, além de pesquisadores, educadores, produtores e gestores culturais em todo o Brasil. Na área de mapeamento e incentivo, o Instituto mantém o Programa Rumos, um dos mais longevos editais de fomento do país, voltado para a produção e a difusão do trabalho de artistas, produtores e pesquisadores em todas as áreas da cultura brasileira. A plataforma já patrocinou 1,4 mil trabalhos e as atividades desenvolvidas pelos selecionados foram vistas por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além destas iniciativas, o Itaú Cultural criou e mantém a maior enciclopédia sobre arte e cultura brasileiras na web (enciclopedia.itaucultural.org.br). Conta, ainda, com uma das maiores coleções corporativas de arte do mundo e a maior da América Latina – com mais de 15 mil peças, que são exibidas em mostras e itinerâncias pelo país e exterior.

O Itaú Cultural também tem forte atuação no campo da formação acadêmica e é a primeira instituição cultural privada do Brasil a criar um curso de pós-graduação em gestão cultural. A iniciativa, realizada em parceria com a Cátedra ­Unesco de Políticas Culturais e Cooperação da Universidade de Girona, Espanha, já beneficiou a formação de mais de 400 alunos no país e no exterior. Nesta seara, o Instituto mantém, desde 2016, a Cátedra Olavo Setubal, na Universidade de São Paulo, destinada a debater ciências, artes e tecnologia. O Itaú Cultural também realiza a gestão de equipamentos públicos. Por meio de convênio com a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, desde 2011 o Instituto é gestor do Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, uma das principais casas de espetáculos da capital paulista. O projeto inclui a gestão e manutenção da Escola do Auditório, que oferece cursos livres de música brasileira para 170 estudantes da rede pública de ensino no município de São Paulo.

ITAÚ CULTURAL


DESAFIO DE COMUNICAÇÃO

Relevância do instituto para a cultura brasileira e destaque do papel de mecenato do Itaú

Os 30 anos do Itaú Cultural se tornaram uma grande oportunidade para salientar a relevância do Instituto para a cultura brasileira e destacar o papel de mecenato desempenhado pelo Itaú Unibanco no país.

Mais que isso, estas ações deveriam representar o engajamento do banco com a cultura do Brasil, reafirmando a importância do pensamento artístico para a formação da nacionalidade brasileira e para as discussões do presente e do futuro do país.

ITAÚ CULTURAL

Foto: Agência Ophelia

Para alcançar esse objetivo, seria necessário criar um conjunto de ações de grande relevo que pudesse legitimar a celebração, criando as condições para a instituição ocupar, de forma consistente, espaços nobres da mídia e chamar a atenção do público para a efeméride.


Sem título, da série O Debate Jarbas Lopes, 2006

ITAÚ CULTURAL


ESTRATÉGIA

Comemorações em grande estilo junto ao público, artistas e pesquisadores

Pensando neste desafio, o Itaú Cultural desenvolveu um projeto baseado em cinco ações estratégicas para celebrar seus 30 anos. A principal iniciativa consistiria na montagem de uma grande mostra de arte, com obras impactantes do acervo do banco, que pudessem contar a transformação do Brasil nas últimas três décadas. Em torno deste eixo central, o Itaú Cultural também faria a revitalização de um espaço público relevante para a cultura brasileira, criaria um prêmio para homenagear nomes representativos no meio cultural, realizaria uma mostra de cinema com filmes emblemáticos das últimas três décadas e ampliaria o acesso à ­Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura ­Brasileira e ao seu site com ferramentas de acessibilidade e de alcance responsivo.

ITAÚ CULTURAL

UMA GRANDE MOSTRA SOBRE O BRASIL PARA CELEBRAR 30 ANOS

O ponto alto das comemorações se daria com a realização da mostra Modos de Ver o Brasil: Itaú Cultural 30 Anos, uma megaexposição que reuniria 750 obras do acervo do banco para contar a trajetória do Brasil sob o olhar dos artistas. Instalada no prédio da Oca, no Parque Ibirapuera, a iniciativa, que ficou em cartaz de 25 de maio a 13 de agosto de 2017, exibiria para o público peças icônicas das artes visuais brasileiras, cobrindo todas as fases da história do país, do descobrimento às experimentações de artistas contemporâneos. A mostra contemplava pinturas, esculturas, instalações, fotografias e projeções de artistas desde o período colonial até


Foto: Agência Ophelia

Exposição dos 30 anos: 750 obras do acervo do banco exibidas na Oca

os nossos dias. Foram reunidos para a exposição tesouros artísticos produzidos por nomes como o neerlandês Franz Post, o primeiro pintor das paisagens brasileiras, e o francês cubista Fernand Leger, além de Aleijadinho, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Candido P ­ ortinari, Maria Martins, Hélio Oiticica, Victor ­Brecheret, Lygia Clark, Beatriz Milhazes, entre outras centenas de referências das artes brasileiras. Para organizar este acervo monumental, o Itaú Cultural convidou o curador Paulo Herkenhoff, um dos principais pensado-

res das artes brasileiras na atualidade. Caberia a ele e a um grupo curatorial formado pelos especialistas Thais R ­ ivitti e Leno Veras, em colaboração com as equipes do instituto, construir um grande painel de obras emblemáticas que retratassem os dilemas da brasilidade, do descobrimento aos nossos dias. A exposição buscou, ainda, dar visibilidade à cadeia de ações desempenhada pelo Instituto nestes 30 anos, contemplando a formação de uma coleção, o registro de bens culturais, a sua manutenção e preservação da memória.

ITAÚ CULTURAL


ITAÚ CULTURAL


ITAÚ CULTURAL

Foto: André Seiti


VISITAÇÃO

81 DIAS DE MOSTRA

RECUPERAÇÃO DE UMA OBRA PRIMA DE OSCAR NIEMEYER

Para abrigar esta exposição, que recebeu 97 mil visitantes nos 81 dias em que esteve em cartaz, o Itaú ­Cultural realizou obras relevantes no Pavilhão Lucas Nogueira Garcez – nome do edifício mais conhecido como Oca, projetado por Oscar Niemeyer para compor o conjunto arquitetônico do Parque ­Ibirapuera, em São Paulo. Com um investimento de mais de R$ 800 mil, o Itaú Cultural repaginou o espaço, sem que ele perdesse suas características. O trabalho incluiu o tratamento

ITAÚ CULTURAL

97 MIL VISITANTES

de fissuras e trincas do prédio, aplicação de manta líquida para impermeabilizar a área externa, pintura do edifício, revisão e substituição do conjunto de 32 janelas laterais que compõem o projeto arquitetônico da edificação, instalação de alarme, troca do sistema de combate a incêndios e controle de umidade, entre outras iniciativas. Ao final da exposição, em 13 de agosto de 2017, a cidade de São Paulo receberia um importante equipamento cultural público inteiramente renovado e pronto para receber qualquer tipo de exposição ou atividade de grande porte.


Foto: Divulgação

Itaú Cultural repagina a Oca mantendo suas características originais

ITAÚ CULTURAL


ITAÚ CULTURAL

PRÊMIO ITAÚ CULTURAL 30 ANOS

Para celebrar seus 30 anos, o Itaú C ­ ultural também criou um prêmio especial para homenagear personalidades e instituições da área da cultura, reconhecendo trabalhos que sintetizassem a vocação do Instituto, em cinco categorias: Aprender, Criar, Experimentar, Inspirar e Mobilizar.

Para chegar aos vencedores, o instituto criou uma Comissão de Seleção composta pelos professores, curadores e críticos de arte Agnaldo Farias e ­C arlos Augusto Calil, a escritora Ana Maria Gonçalves, o multiartista Antonio ­Nóbrega, a jornalista e crítica de cênicas Beth ­Néspoli, e a escritora e pesquisadora Heloisa Buarque de Hollanda, além de gestores do Itaú Cultural.

Cada categoria foi contemplada com dois vencedores e cada um recebeu R$ 100 mil, a fim de estimular a continuidade de suas iniciativas. Entre os premiados, despontaram nomes como o músico Hermeto Paschoal, o Teatro da Vertigem e a arte-educadora Ana Mae Barbosa (ver a relação no box a seguir)

A entrega dos prêmios aconteceu no dia 12 de junho em cerimônia no Auditório Ibirapuera, conduzida pela cineasta Marina Person e pela jornalista de cultura Adriana Couto, em evento permeado por atrações musicais e performances para uma plateia de cerca de 800 convidados.


Foto por Christina Rufatto

Mestre Meia-Noite celebra o prêmio recebido

ITAÚ CULTURAL


Foto: Denise Andrade Foto : Christina Rufatto

ITAÚ CULTURAL

Foto: Christina Rufatto

De cima para baixo: 1. Eduardo Saron Davi Kopenawa e Milu Villela 2. Sueli Carneiro 3. Hermeto Pascoal


VENCEDORES DO PRÊMIO ITAÚ CULTURAL 30 ANOS APRENDER

Ana Mae Barbosa, arte-educadora, cuja obra é referência para a arteeducação contemporânea. Mestre Meia-Noite, fundador do Centro de Educação e Cultura Daruê Malungo CRIAR

Lia Rodrigues, atua no Complexo da Maré com a companhia de dança que leva seu nome. Véio, um dos mais importantes escultores da arte popular brasileira EXPERIMENTAR

Teatro da Vertigem relevante grupo da cena teatral experimental contemporânea

Hermeto Pascoal, compositor, arranjador e multi-instrumentista. Aos 80 anos, disponibilizou grande parte de sua obra para uso livre na web INSPIRAR

Eliana Sousa Silva, diretora fundadora da Redes de Desenvolvimento da Maré e atual titular da Cátedra Olavo Setubal na USP. Niède Guidon, arqueóloga e administradora do Parque Nacional da Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato (PI). MOBILIZAR

Davi Kopenawa, xamã e líder político dos ianomâmis, defensor da Floresta Amazônica e do seu povo Sueli Carneiro, filósofa, escritora e ativista, fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra

ITAÚ CULTURAL


Música na noite do prêmio: Fabiana Cozza e As Bahias e a Cozinha Mineira

ITAÚ CULTURAL


ITAÚ CULTURAL

Foto: Christina Rufatto


O Itaú Cultural também comemorou as três décadas de sua criação com um ciclo de filmes representativos dos principais movimentos estéticos do cinema brasileiro, abarcando desde produções independentes até obras de grande orçamento que marcaram a história do cinema nacional. A mostra Itaú Cultural 30 Anos de ­Cinema Brasileiro, levou ao público 11 dias de programação gratuita nas Salas Itaú de Cinema em Brasília, Curitiba, Salvador, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro. A maratona contemplou 198 sessões de 36 filmes emblemáticos dos últimos 30 anos da produção cinematográfica nacional. Com algumas projeções também transmitidas pelo site do instituto, a mostra alcançou 3,7 mil espectadores em um total de 335 horas de exibições.

ITAÚ CULTURAL

Fotos: Divulgação

MOSTRA ITAÚ CULTURAL 30 ANOS DE CINEMA BRASILEIRO


ITAÚ CULTURAL 30 ANOS DE CINEMA BRASILEIRO EM CARTAZ NOS CINEMAS:

A Dama do Cine Shanghai, de Guilherme de Almeida Prado, 1987 Alma Corsária, de Carlos Reichenbach, 1993 Sábado, de Ugo Giorgetti, 1994

Carlota Joaquina – Princesa do Brazil, de Carla Camurati, 1995 Baile Perfumado, de Lírio Ferreira e Paulo Caldas, 1997 Central do Brasil, de Walter Salles, 1998

Santiago, de João Moreira Salles, 2007 Cartola – Música Para os Olhos, de Lírio Ferreira e Hilton Lacerda, 2007

É Proibido Fumar, de Anna Muylaert, 2009

Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo, de Marcelo Gomes e Karim Aïnous, 2009 O Palhaço, de Selton Mello, 2011 O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, 2012 Elena, de Petra Costa, 2012

Tatuagem, de Hilton Lacerda, 2013 Branco Sai, Preto Fica, de Adirley Queirós, 2014

Bicho de Sete Cabeças, de Laís Bodanzky, 2000

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro, 2014

Brava Gente Brasileira, de Lúcia Murat, 2000

O Menino e o Mundo, animação de Alê Abreu, 2014

O Invasor, de Beto Brant, 2001

A Paixão de JL, de Carlos Nader, produção Itaú Cultural, 2015

Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, 2002

Madame Satã, de Karim Aïnouz, 2002 Narradores de Javé, de Eliane Caffé, 2003

O Homem que Copiava, de Jorge Furtado, 2003 2 Filhos de Francisco, de Breno Silveira, 2005 Antônia, de Tata Amaral, 2006 Serras da Desordem, de Andrea Tonacci, 2006

O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, de Cao Hamburger, 2006

Últimas Conversas, de Eduardo Coutinho, 2015 Sabotage: Maestro do Canão, de Ivan 13, 2015 Martírio, de Vincent Carelli, 2016 ONLINE NO CANAL ITAÚ CULTURAL:

Anjos da Noite, de Wilson Barros, 1987

Santo Forte, de Eduardo Coutinho, 1999 A Negação do Brasil, de Joel Zito Araújo, 2000

Ela Volta na Quinta, de André Novais Oliveira, 2014

ITAÚ CULTURAL


ACESSIBILIDADE NA WEB PARA CELEBRAR OS 30 ANOS

Os 30 anos de existência do Instituto também foram marcados no âmbito digital pela inclusão de ferramentas de acessibilidade na Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira e no site do Itaú Cultural. Para atender à demanda de deficientes visuais, cegos e surdos, as plataformas ganharam recursos especialmente concebidos para portadores de necessidades especiais. O padrão, o contraste das cores, os tamanhos das letras dos textos e títulos e os espaçamentos, bem como uma navegação melhorada por meio do teclado, foram modificadas para facilitar o entendimento e a busca do usuário que tem baixa visão. As plataformas passaram, ainda, a seguir o padrão de acessibilidade WAI ARIA, utilizado pelos deficientes visuais, que permite que vários leitores de tela interpretem melhor o que está escrito nas páginas, e ganharam navegação otimizada e descrições textuais mais detalhadas para botões e links.

ITAÚ CULTURAL

Adicionalmente, o instituto iniciou o processo de adaptação dos vídeos para contemplar tradução em Libras, a Língua Brasileira de Sinais. Um avatar também foi criado para ajudar a guiar as buscas. Os ícones viraram palavras ou números, para garantir a acessibilidade. Com esta iniciativa, o Itaú Cultural deu seguimento ao processo de melhoria de acessibilidade a seus conteúdos.­ O Instituto dá atenção especial ao uso destes recursos em toda a sua programação – presencial e online – e, ainda, oferece um curso de Libras para parte de seus colaboradores.

COMUNICAÇÃO DIFERENCIADA

O Itaú Cultural investiu mais de R$ 10 milhões para transformar os seus 30 anos em um acontecimento de ampla repercussão no país. O trabalho de divulgação destas ações combinou assessoria de imprensa, posicionamento da marca nas redes sociais e publicidade institucional para sensibilizar for-


Foto: Agência Ophelia

madores de opinião, influenciadores e o público em geral. A campanha foi realizada pelo time de comunicação do Itaú Cultural em conjunto com três agências especializadas: Conteúdo Comunicação, em assessoria de imprensa, f2f-digital, para as ativações digitais e Pilar Publicidade, responsável pelas iniciativas de advertising.

IMPRENSA

Para dar visibilidade nacional ao projeto, o Itaú Cultural realizou em São Paulo, no prédio da Oca, uma coletiva de imprensa voltada para os principais veículos de praças regionais, que foram convidados a vir a São Paulo especialmente para o

Jornalistas de todo o país visitaram a montagem da mostra Modos de Ver o Brasil: Itaú Cultural 30 anos

evento. No total 48 jornalistas participaram do encontro resultando em ampla cobertura nos principais Estados brasileiros para a iniciativa. Para os veículos de grande mídia, baseados em São Paulo e no Rio de Janeiro, a estratégia seria outra. Para estes, seriam negociadas entrevistas individuais com os curadores e com o diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron, abrindo a oportunidade para depoimentos personalizados e customizados para cada publicação e plataforma. Atenção especial também foi dada às colunas sociais. Estes canais foram

ITAÚ CULTURAL


Foto: Christina Rufatto

Jantar de pré-abertura da exposição, reuniu mais de 200 autoridades e nomes representativos do mundo da cultura

abastecidos com notas exclusivas antes da exposição, criando expectativa e chamando a atenção para o evento. Ainda, para dar significado simbólico e marcar o início da exposição, o Itaú ­Cultural realizou uma abertura grandiosa para a mostra, em jantar para mais de 200 convidados, que reuniu autoridades e nomes representativos do mundo da cultura. O evento teria grande cobertura das colunas sociais, potencializando a visibilidade da ação. Para as demais iniciativas – Prêmio Itaú Cultural 30 Anos e Itaú Cultural 30 anos de Cinema Brasileiro –, o trabalho de impren-

ITAÚ CULTURAL

sa adotaria a estratégia de particularizar a informação por praças, ampliando o interesse dos jornalistas. Os homenageados pelo prêmio seriam trabalhados em seus estados de origem e a circulação da mostra de cinema seria trabalhada por praça, em uma aposta de atomização da informação para privilegiar o interesse local de cada veículo.

FACEBOOK

A página do Itaú Cultural no Facebook seria, igualmente, importante ferramenta institucional para disseminar as ações dos 30 anos. Para a mostra Modos de Ver o ­Brasil: Itaú Cultural 30 Anos seriam ­realizadas 10 postagens – oito vídeos, um


post com link e um post com GIF –, que interagiriam com o visitante da exposição. Na mesma linha, o Prêmio Itaú Cultural 30 Anos seria divulgado em seis vídeos sobre as personalidades premiadas. Por sua vez, a Mostra Itaú Cultural 30 Anos de Cinema Brasileiro ganharia 17 postagens em vídeo e uma com link para a programação. Estes posts procurariam contemplar todas as cidades em que foi realizada a programação de filmes.

PUBLICIDADE

Além da conquista de espaço em mídia espontânea e nas plataformas digitais do Itaú Cultural, as ações de celebração seriam divulgadas em anúncios publicitários, utilizando suportes diferenciados.

A campanha de advertising contemplaria anúncios em estações de metrô da capital paulista e inserções em mobiliários urbanos como relógios de rua e abrigos de ônibus de vias expressas em diferentes bairros da cidade. O Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, também r­ eceberia testeiras digitais nas escadas de acesso ao embarque e desembarque de passageiros. Anúncios seriam programados para a mídia impressa, envolvendo revistas, guias e jornais diários. As principais estações de rádio e sites também receberiam investimentos para ampliar a visibilidade das ações dos 30 anos. A publicidade sobre o Prêmio Itaú Cultural 30 Anos seria veiculada em jornais dos estados onde os filmes seriam exibidos.

Painel nas estações Brigadeiro e Barra Funda do metrô

ITAÚ CULTURAL


RESULTADOS

Fácil acesso do público a informações sobre a programação de aniversário do Itaú Cultural

IMPRENSA

Ao todo, as atividades da celebração da efeméride, realizadas de maio a agosto, registraram 474 inserções espontâneas em jornais, revistas, online, rádio e televisão. O resultado alcançado em três meses com estas ações representa 8,5% do total das 5.557 inserções de mídia espontânea conquistadas pelo Instituto ao longo de todo o ano de 2017. Com esta ação somada à as demais iniciativas pela celebração dos seus 30 anos, o Itaú Cultural foi repetidas vezes destaque nos principais diários do país (Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, O Globo e Valor), conquistou capas nos cadernos culturais e chamadas na capa de alguns destes jornais, ganhou reportagens de ­relevo

ITAÚ CULTURAL

17 vezes em capas de jornais

60 vezes a marca no título e linha fina


nas principais revistas semanais (Veja, Istoé, Istoé Dinheiro, Época e Carta Capital), figurou nos principais portais (UOL, Folha, Estadão, O Globo, G1, R7, entre outros), marcou forte presença nos telejornais das principais emissoras do país (Globo, Globo News, Band, Cultura), permeou as mais lidas colunas sociais da mídia e teve relevo nos jornais regionais e populares.

474 INSERÇÕES

Impactou, assim, um potencial de mais de 43,3 milhões de leitores, mais de 2,4 milhões de ouvintes, mais de 23,6 milhões de telespectadores e cerca de 31 milhões de leitores de notícias na web. A equivalência editorial espontânea desta divulgação ultrapassou a marca de R$ 19,2 milhões, o que representou mais de 14,4% dos R$ 133 milhões de mídia espontânea conquistados pelo Itaú Cultural durante todo o ano.

EM MÍDIA ESPONTÂNEA

MAIS DE

R$19,2 MILHÕES

ONLINE:

IMPRESSOS

RÁDIOS:

TVS:

INSERÇÕES

265

174

21 1h16m21s

14 46m13s

IMPACTO POTENCIAL

31 milhões visualizações

43,4 milhões leitores

2,4 milhões ouvintes

23,6 milhões telespectadores

ITAÚ CULTURAL


Revista Veja

Jornal Folha de S. Paulo / Capa

ITAÚ CULTURAL

Caderno Ilustrada / FSP


Revista Carta Capital

Revista Istoé Dinheiro

Revista Istoé

ITAÚ CULTURAL


Jornal O Globo

Jornal O Globo

Jornal O Globo

Jornal O Estado de São Paulo

Jornal O Estado de São Paulo / Caderno 2

ITAÚ CULTURAL


Jornal Valor Econômico / Eu & Fim de Semana

Jornal Folha de São Paulo/ Capa Ilustrada

Jornal Folha de São Paulo

Jornal O Estado de São Paulo

ITAÚ CULTURAL


FACEBOOK

A estratégia digital da campanha de 30 anos do Itaú Cultural potencializou todo o esforço de comunicação e atraiu a atenção do público para as iniciativas em torno da efeméride. Entre maio e agosto, período das ações, foram produzidos 34 posts na plataforma ­Facebook do Instituto em torno dos temas centrais da celebração, em uma campanha que alcançou mais de quatro milhões de usuários, cerca de 1,4 milhão de visualizações das publicações em vídeo e resultou em quase 7 mil compartilhamentos e mais de 1,6 mil ­comentários positivos.

Posts 34

Visualizações mais de 1,4 milhão

Compartilhamentos 7 mil

MAIS DE

4 MILHÕES DE USUÁRIOS

ITAÚ CULTURAL

Comentários mais de 1,6 mil


SITE

A reformulação no site, planejada para entregar um produto mais refinado e com alcance ampliado para o público no ano do aniversário de três décadas do Itaú Cultural, atingiu o seu objetivo. O portal tornou-se mais acessível, com ferramentas de interpretação em ­Libras e contraste para pessoas com baixa visão. Desde seu lançamento repaginado, em agosto de 2017, até o final de junho de 2018, teve mais de dois milhões de visualizações de páginas e cerca 1,7 milhão de visitas únicas. A audiência do conteúdo referente às ações de celebração dos 30 anos do Instituto ultrapassou 400 mil visualizações de páginas.

IMPACTO DE AGOSTO 2017 A JUNHO 2018:

Visualizações 2,2 milhões

Visitas únicas 1,7 milhão

AUDIÊNCIA DO CONTEÚDO 30 ANOS: MAIS DE

400 MIL

VISUALIZAÇÕES DE PÁGINAS

ITAÚ CULTURAL


PUBLICIDADE

A campanha publicitária deflagrada pelo Instituto para celebrar seus 30 anos, teve forte abrangência e resultou em mais de 200 milhões de impactos. Os anúncios programados nas estações de metrô Barra Funda, na Linha Vermelha, Paulista, Consolação e Faria Lima, na Amarela, Brigadeiro, Linha Verde, e Conceição, Azul, resultaram em 33,364 milhões de impactos entre junho e agosto. No Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, as 13.680 inserções de 10 segundos programadas para as ­testeiras digitais das escadas de acesso ao embarque e desembarque, resultaram em mais de 2,7 milhões de impactos. Já a campanha em mobiliário urbano (­relógios digitais e abrigos de ônibus) ganhou grande capilaridade, com programação em toda a capital, abrangendo as principais vias expressas de bairros como Barra Funda, Alto de Pinheiros, Itaim Bibi, Ipiranga, Centro da cidade, Brás, Pinheiros e Bom Retiro, só para citar alguns, com 126 milhões de impactos potenciais no período da ação.

ITAÚ CULTURAL

IMPACTO POTENCIAL

Metrô: 3,3 milhões

Congonhas: 2,7 milhões

Relógios de rua: 95,4 milhões

Abrigos de ônibus: 11,1 milhões


Foto: Agência Ophelia

Curador Paulo Herkenhoff em entrevista ao jornal Metrópolis, da TV Cultura, sobre Modos de Ver o Brasil: Itaú Cultural 30 anos

Os anúncios programados em mídia impressa (Revista Brasileiros, Revista S.Paulo, Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo), Mapa das Artes, Guia Boca a Boca, Jornal do Trem, Jornal da Estação, Agora Show impactaram mais de 11,4 milhões de leitores.

Impresso: 11,4 milhões

Nas rádios, os 30 anos ganharam spots de 30 segundos na Eldorado FM (66 inserções), BandNews (60) e CBN (33), com audiência estimada de mais de 5,3 milhões. Na web, os anúncios figuraram no site Guia da Semana e, em banner, no Café Brasil, impactando 2,3 milhões de ouvintes.

Rádios: 53,5 milhões

A publicidade sobre o Prêmio Itaú ­Cultural 30 Anos foi veiculada no jornal do Commércio, de Pernambuco, Correio de Sergipe, Folha de S. Paulo, O Globo, O Estado de S. Paulo, Roraima em Tempo e O Dia, do Piauí. Estes impactaram mais de 820 mil pessoas.

Online: 2,3 milhões

ITAÚ CULTURAL


CONCLUSÃO

Festa para os brasileiros e brasileiras e luz na vocação do Itaú Cultural

Com as atividades promovidas para celebrar seu aniversário de 30 anos junto ao público, artistas, pesquisadores e pensadores, o Itaú Cultural também procurou dar vistas à sua vocação e missão como um instituto que procura inspirar e ser inspirado pela sensibilidade e pela criatividade das pessoas para gerar experiências transformadoras no mundo da arte e da cultura no país.

ITAÚ CULTURAL

Assim, a totalidade dos meios de comunicação foram ativados de modo a que todos tivessem acesso à programação especial para esta efeméride, que traduziu os valores do Instituto. Imprensa tradicional, mídia eletrônica e da web, as redes sociais da instituição e campanhas publicitárias deram conta do recado e atraíram a visitação e atenção de ­milhões de pessoas.


FICHA TÉCNICA NÚCLEO DE COMUNICAÇÃO E RELACIONAMENTO Ana de Fátima Sousa – Gerente de Comunicação Carlos Costa – Coordenador Amanda Rigamonti, Duanne Ribeiro e Thiago Rosenberg – Produção e edição de conteúdo Jullyanna Salles e Renato Corch – Redes Sociais Polyana Lima – Supervisão de revisão Guilherme Ferreira – Projeto gráfico Yoshiharu Arakaki – Comunicação visual Bruna Guerreiro e Victória Pimentel – Produção editorial ASSESSORIA DE IMPRENSA: Conteúdo Comunicação Claudio Sá – Diretor Roberta Montanari – Diretora Cristina R. Durán – Gerente de conta Carina Bordalo, Karinna Cerullo, Larissa Correa e Mariana Zoboli – Atendimento PUBLICIDADE: Pilar Publicidade Alessandra Zanetti – Direção de criação; diretora de arte José Carlos Pereira Saccol – Direção de criação; redator Luís Fernando Marques – Direção de mídia Leandro Castaño Martorani – Direção de atendimento Regina Cortez – Atendimento REDES SOCIAIS: f2f-digital Luiz Guilherme Sanfins - Coordenador de Projetos Gustavo Kovaks - Analista de Mídia Nathalia Leite - Assistente de Arte PRODUÇÃO EDITORIAL DO CASE: CONTEÚDO COMUNICAÇÃO

ITAÚ CULTURAL


ITAÚ CULTURAL


ITAÚ CULTURAL


Profile for Conteúdo Comunicação

Itaú Cultural - 30 Anos de História no Brasil  

Itaú Cultural - 30 Anos de História no Brasil  

Advertisement