__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 INTRODUÇÃO Iniciamos 2011 com novas perspectivas, com novo ânimo. Mas esse ânimo não é fictício ou de perspectivas, mas de ações concretas ocorridas em 2010. Há sempre ajustes, demandas que vão surgindo ao longo do caminho e que podem, se não forem levadas em consideração e contornadas, atrapalhar o andamento do projeto e até mesmo seu êxito. Geralmente, não se consegue fazer tudo o que se pensou; ao menos, não da forma como antes fora idealizado. Isso, no entanto, não impede que, ao olhar para as atividades realizas ao longo do ano de 2010, sejamos tomados por um sentimento de dever cumprido; um sentimento de satisfação e de certeza de que “a nossa parte foi feita” no intento de buscar melhorar, mesmo que dentro de nossas limitações. Mesmo assim, acreditamos que os jovens que saem da ADL com formação completa, têm condições de fazer a diferença na sociedade. Tem condições de desenvolver projetos a partir de sua formação, não importando onde estiverem atuando. Além desses jovens que conviveram conosco, outros ainda participaram de cursos e seminários promovidos pela ADL. Esses, também com certeza, estão fazendo a diferença, tanto para a sua vida – produzindo mais, melhor e com sustentabilidade – como para a sociedade – mostrando que há caminhos melhores, conservando a natureza e auxiliando na criação de uma mentalidade mais aberta, preocupada com o futuro das gerações vindouras. Trata-se de protagonismo, ou seja, jovens, porém mais maduros, que estão, gradualmente, tomando em suas mãos as rédeas de seu futuro. Ao mesmo tempo é cidadania, compreender quanto, quando e como posso contribuir para a construção de um mundo melhor, mais digno e humano. Os nossos parceiros foram fundamentais na concretização de muitas realizações. Sem eles, não poderíamos acolher uma porção de jovens que não dispõem de recursos financeiros para investir na sua formação, essa que é diferenciada e que não encontramos em outras escolas. Também foi fundamental o apoio da diretoria que sempre atenta, ajuda a dar um rumo certo para a Instituição. Ela que demonstra total confiança na equipe que atua na ADL, permitindo avanços consideráveis. Uma diretoria comprometida com o projeto em parceria com uma equipe comprometida com a Instituição e uma porção de gente que acredita no que a ADL faz, só tem a contabilizar ganhos e avanços. A ADL, a partir de sua missão que é a de oferecer formação complementar para jovens e adolescentes em situação de risco social, incentivando à prática da liderança, embasada na prática da valorização humana, comunitária e artística, tendo como base a Bíblia e a prática cristã definiu quatro áreas de atuação através do desenvolvimento de programas: ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

A) PROGRAMA DA DIACONIA/AÇÃO SOCIAL: Os jovens são motivados para: 1) Desenvolver ações em meio a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social; 2) Realizar atividades de terapia ocupacional com idosos; 3) Desenvolver atividades motoras com Pessoas com Deficiência; 4) Coordenar grupos de visitação a pessoas doentes, enlutadas ou em situação de risco social. B) PROGRAMA DA EDUCAÇÃO CRISTÃ:Os jovens desenvolvem a capacidade de: 1) Coordenar grupos de estudo para adultos; 2) Dinâmicas de grupos; 3) Orientar atividades diversas inclusive espirituais com crianças; 4) Coordenar encontros de Formação Cristã Contínua com diversos públicos; 5) Realizar ações pedagógicas e espirituais em meio a crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social. C) PROGRAMA DE MUSICALIZAÇÃO: A partir desse programa, os jovem estão aptos para: 1) Coordenar encontros de inclusão social por meio da música; 2) Ministrar aulas voluntárias de música: teoria, prática de instrumentos musicais e regência; Coordenar ações com idosos utilizando-se da música como instrumento de trabalho; 4) Coordenar trabalho com música em meio a pessoas em situação de vulnerabilidade social. D) PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO: Esse programa motiva os jovens a: 1) Respeitar a integralidade humana em todas as suas dimensões: éticas, morais, espirituais e outras; 2) Ir ao encontro daqueles que são muitas vezes esquecidos na sociedade; 3) Valorizar e incentivar jovens a serem protagonistas de sua realidade; 4) Realizar ações concretas de sustentabilidade e de valorização da agricultura familiar.

1 - ATIVIDADES REALIZADAS Baseada nessa missão e colocando os programas em prática, a ADL desenvolveu atividades em 2010 como: 1) Apoio a trabalhos com jovens e crianças nas paróquias de Barracão, Barra de São Francisco, Vila Velha, UP Norte e Serra Pelada. 2) Apresentações de Teatro e Coral em diversas paróquias. 3) Assessoramento a encontros da OASE. 4) Oficinas de Teatro do Oprimido. 5) Oficinas de teatro, danças folclóricas, música e autoestima em diversas escolas estaduais, municipais e comunitária. 6) Oficinas de contação de histórias para crianças. 7) Criação do Grupo de Evangelização: “Grupo Novo Olhar”. ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

8) Seminário de Musicoterapia, Diaconia e Inclusão em parceria com o Departamento de Diaconia da IECLB. 2 - DIVULGAÇÃO A ADL investiu na divulgação da Instituição com a reformulação do site: www.adl.org.br. com o apoio de um ex-aluno que se aprimorou no assunto. Criou canais de vídeos no Youtube e melhorou seu blog, atualizando informações. 3 - AÇÕES CULTURAIS 3.1. Realizou ações culturais, apoiando a confecção de novos trajes para o grupo de danças folclóricas alemãs: Land der Wasserfall. 3.2. Apoiou a realização da Danz Fest objetivando o incentivo à dança folclórica alemã/pomerana. 3.3. Promoveu, em parceria com outras associações locais, a Wurst FEst, inclusive com desfile alegórico retratando a cultura e culinária alemã/pomerana. Nesta, apresentou a maior lingüiça já produzida em Serra Pelada que mediu 20 metros de comprimento. 3.4. Criou o Núcleo de Áudio Visual Lagoa no qual coordena o Cine Clube Lagoa, promovendo a apresentação de filmes culturais e documentários em locais públicos, tais como:Hochtijal – Casamento Pomerano, de direção de Jorge Kuster Jacob; Arrependido – Filme produzido em Afonso Cláudio, exibido na 1ª Mostra Capixaba de Cinema Rural;Ous Land – Nossa Terra - Vencedor da 1ª Mostra Capixaba de Cinema Rural; 3.5. Semana de Canto - Realizou a Semana de Canto juntamente com o Conselho Sinodal de Música do SESB com o tema: Música e Educação Cristã. Participaram mais de 100 pessoas. 3.6. Mostra Capixaba de audiovisual-rural - pelo segundo ano, a ADL sediou, entre 06 e 10 de setembro, às oficinas da Mostra Capixaba de Audiovisual Rural (região serrana do Espírito Santo). Em nossa região, além de alguns alunos da ADL, participaram unicamente alunos do meio rural, tendo a temática do filme provindo desse meio. Os jovens receberam instruções básicas de filmagem, fotografia, captação de áudio, iluminação, roteiro e edição. Esses jovens, representando o município de Afonso Cláudio, participarm da 2º Mostra Capixaba de Audiovisual Rural que aconteceu entre 20 e 23 de outubro, no município de Castelo. 3.7. MCA Rural - Oficina de Ficção na ADL – entre 27 de setembro e 01 de outubro aconteceu mais uma oficina de audiovisual, mas com gênero ficção, coordenada pelos oficineiros da Produtora Patuléia Filmes. O audiovisual com gênero ficção busca retratar histórias criadas, lendas, mitos e outros. Nesse sentido, dez jovens dos dezesseis municípios da região Serrana, que representaram a 1º Mostra Capixaba de Audiovisual Rural, ocorrida em Afonso Cláudio no ano passado, vivenciaram mais essa oportunidade. Durante as primeiras conversas para a elaboração do roteiro de ficção, muitas idéias foram propostas pelos participantes. Mas a lenda da “Menina da Corrente”, inventada pelos alunos da ADL, foi vista com muito apresso. Então, luz, câmera e muita criatividade foram utilizadas nesses dias. 3.8. Alunos da ADL representam Afonso Cláudio na MCA Rural - nos dias 20 a 23 de outubro, aconteceu a 2º Mostra Capixaba de Audiovisual Rural, no município de Castelo. Quinze ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

municípios, representados por jovens rurais, exibiram documentários elaborados em oficinas de audiovisual. Também nessa Mostra foi exibida a ficção „A menina da Corrente‟, famosa lenda contada pelos alunos da ADL. Ao final da Mostra, apenas quatro produções foram premidas. São elas: “Sua Terra, Minha Vida”, de Castelo, como Melhor Filme pelo Júri Popular; “Saudade da Minha Tropa”, de Afonso Cláudio, com Melhor Edição pelo Júri Oficial; “Simplicidade”, de Itaguaçu, com Melhor Roteiro pelo Júri Oficial; e “No Tempo de Nona”, de Vargem Alta, com Melhor Filme pelo Júri Oficial. 4 - DESENVOLVIMENTO AGRÍCOLA. 4.1 Curso de Eletricidade para Propriedade Rural - esse curso objetivou possibilitar aos agricultores familiares da região a realização de pequenas instalações e reparos em suas propriedades. Foram orientados quanto a representação por simbologia, identificação das grandezas elétricas em baixa tensão, instalações de entrada de serviço, instalação elétrica residencial e agroindustrial; bem como sobre a instalação do eletrificador de cerca e do grupo gerador. 4.2 Curso de Tratorista – Foi realizado um treinamento para 12 tratoristas, voltado à população da região de Serra Pelada e arredores. Os participante foram preparados para operar tratores com maior desenvoltura e profissionalismo, aumentando a vida útil do maquinário, agregando maior eficiência, qualidade e produtividade. Aprenderam sobre as melhores técnicas de preparo de solos bem como a legislação ambiental, mas principalmente visando a sustentabilidade. 4.3 Curso para Trabalhador na Apicultura – Nesse curso, alguns apicultores e outras pessoas que se interessam pela área tiveram a oportunidade de aprender lições básicas sobre o homem, as abelhas e o ambiente; a Apicultura através da história e a apicultura no Brasil; aspectos econômicos e sociais envolvidos na apicultura; noções de anatomia e fisiologia das abelhas; a família das abelhas: castas e comunicação; a colméia padrão: medidas / uso da cera alveolada; material apícola: colméia, alimentador, tela excluidora, indumentária de proteção individual, fumegador, formão, escova, aparelhagem para extração de mel; apiário: orientações e recomendações para sua instalação; pastagem apícola: plantas melíferas; alimentadores e época apropriada para alimentação; a interferência do homem na vida da colônia: revisões, reforço das colméias fracas, controle da enxameação, transporte de colméias, seleção genética, introdução de rainha, união de colônias, avaliação da força populacional; colheita do mel: obtenção da qualidade, procedimentos para a colheita, extração e estocagem. SIF, pesos e medidas, rotulagem; principais predadores e doenças das abelhas; os produtos apícolas: abelhas, mel, pólen, própolis, cera, polinização, geléia real, apitoxina. 4.4 Cadeia Produtiva do Leite – nessa área, aconteceram três cursos: 4.4.1 Curso sobre alimentação de rebanho leiteiro, manejo e rotação de pastagem – nesse curso, os agricultores foram orientados em relação a variedades de plantas para manutenção de pastagens e alimentação complementar. Também sobre as práticas de manejo sustentável de pastagens, com ênfase na adoção da técnica de piquetes. 4.4.2 Curso para qualificação de Vaqueiros – já nesse curso, os agricultores foram orientados sobre as boas práticas de manejo do rebanho leiteiro, enfatizando as técnicas de ordenha e procedimentos para a garantia da qualidade do leite. Receberam especial destaque os ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

procedimentos sanitários, a higienização e a manipulação. Nesse encontro, também o Laticínio SELITA foi parceiro, enviando um de seus técnicos para explicar aos agricultores qual a melhor modalidade. 4.4.3 Curso de Vacinação - Os agricultores foram orientados em relação aos aspectos sanitários e saúde animal. Tiveram noções básicas sobre procedimentos veterinários como vacinas obrigatórias e principais doenças que acometem o rebanho leiteiro e suas implicâncias para qualidade do leite. Fez parte do curso o treinamento prático para administração e aplicação de vacinas. 4.5 Curso de Gestão de Propriedade Agrícola com especificidade em Café e Frutas - trinta e cinco agricultores/as e alguns alunos foram capacitados sobre procedimentos de agregação de valor a produção através da manipulação e agroindustrialização, gestão da Propriedade familiar, empreendedorismo, cidadania, legislação rural, associativismo e cooperativismo, técnicas de trabalho com qualidade de café e implantação alternativa da fruticultura. Tiveram ênfase nessa formação as tecnologias de aproveitamento de alimentos, conservação, embalagens acondicionamento e controle de qualidade, bem como a comercialização. 4.6 Oficina de planejamento participativo – aconteceram duas Oficinas de Planejamento Participativo, envolvendo os membros da Associação de Produtores Familiares Rurais de Serra Pelada.Na primeira, de forma conjunta com a coordenação da ADL, os agricultores decidiram os futuros rumos do projeto, visando alterações na trajetória do mesmo, bem como acréscimos ou declinações no referente a algumas atividades. A avaliação do encontro foi bastante positiva, pois os agricultores familiares, aos poucos, compreendem melhor que não são meramente atendidos pelo projeto, mas os seus protagonistas. Dessa forma, cada vez mais, expressam suas opiniões e sugerem o caminho que pretendem seguir. Já a segunda oficina tratou de questões mais voltadas à questão legal, como fontes para a captação de recursos públicos, emendas parlamentares estaduais e federais para a Associação, Programas de Governo, bem como uma possível necessidade de alteração de estatuto, visando a obtenção de titulação de níveis municipal, estadual e federal. 4.7 ADL sediou a Assembleia da Associação de Agricultores Familiares de Serra Pelada – em 24 de março de 2010, reuniram-se, nas dependências da ADL, quarenta e sete agricultores, membros da Associação de Produtores Familiares de Serra Pelada, para a Assembleia Geral Ordinária, visando decidir os rumos do trabalho e a eleição de nova diretoria. Nesta reunião, foram detectadas algumas dificuldades quanto à organização das finanças e atividades da Associação. Segundo os presentes, sobretudo a utilização dos serviços de aração e outras atividades que se utilizam do trator não estão ocorrendo de forma satisfatória, precisando haver um pouco mais de organização, bem como a construção de um banco de dados, onde estejam cadastrados todos os agricultores que se utilizam dos serviços de tratorista. Além desse assunto, a utilização da Unidade Regional de Cafés Especiais, instalada no Sítio da ADL, também foi tratada. Segundo o P. Siegmund Berger, o maquinário já estava pronto para ser utilizado na ocasião da assembléia, devendo operar assim que finalizada a colheita do café. ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

4.8 ADL acolheu encontro de Educação no Campo – No mês de maio reuniram-se, nas dependências da ADL, 50 professores que atuam com educação no campo e participaram do Curso de Pós-graduação oferecido pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) no Pólo de Afonso Cláudio. A atividade, que iniciou com uma meditação coordenada pelos alunos da ADL, contou com a presença de várias autoridades, dentre elas, os professores da Universidade Federal do Espírito Santo – Erineu Foester e Gerda Foester – e da representante do Programa de Valorização da Juventude Rural da Secretaria de Estado da Agricultura, Aqüicultura e Pesca (SEAG), senhora Célia Kiefer. 4.9 Viagem de estudos a Mantenópolis – Também no mês de maio, os estudantes do Curso de Gestão de Propriedade Rural oferecido pela ADL com apoio da Secretaria de Estado da Agricultura, Aqüicultura e Pesca – SEAG – realizaram sua viagem curricular de estudos até a cidade de Mantenópolis, na divisa do estado do Espírito Santo com Minas Gerais. Ali, puderam observar técnicas inovadoras de cultivo de uvas e maçãs, num projeto desenvolvido pelo Frei Honório de Siqueira, junto à Associação de Produtores de Mantenópolis. A organização e o sucesso das atividades desenvolvidas em uma pequena faixa de terra animaram e motivaram os jovens agricultores do curso a empreenderem atividades inovadoras em suas propriedades. 4.10 Visita a Propriedade de Graviola em Laranja da Terra - O grupo de alunos do II Curso de Gestão de Propriedade Rural visitou um sítio, na cidade de Laranja da Terra, em que há uma interessante produção de Graviola. Fruta típica da região tropical da América, ela conta com grande aceitação por parte das pessoas e, por isso, tem um bom valor de mercado. Nessa visita, foi observada a experiência de cultivo da gravioleira, seus aspectos botânicos, agronômicos, as podas de formação, a polinização artificial, o controle de pragas e doenças, as pragas que mais atacam as gravioleiras (broca-do-fruto, broca-do-tronco e a broca-da-semente), bem como as formas de controle químico e biológico para cada uma. 4.11 Seminário de Produção de uvas em Santa Teresa - Um grupo de agricultores familiares rurais, ligados à Associação de Produtores de Serra Pelada, juntamente com o professor Gilmar Hollunder e alguns alunos da ADL, foram até o município de Santa Tereza, na região Serrana do Estado, onde participaram de uma capacitação na área do plantio e cultivo de uvas, visando à produção de vinho e o consumo in natura. Nessa oficina, apresentaram-se as variedades de uva adaptadas a cada região. Além disso, houve uma mobilização para o plantio de uva nas demais regiões. Depois foi dado seguimento a este encontro com uma segunda formação na área da vinicultura, no distrito de Alto Guandu – município de Afonso Cláudio. Nessa oportunidade, dessa vez mais voltada à prática, foram vistos os passos desde a plantação, passando pela poda, até chegar à colheita. 4.12 Curso de Agricultura Orgânica - o curso aconteceu em três etapas e foi realizado durante os meses de setembro e outubro, nas instalações da ADL. Foi ministrado pelos Engenheiros Agrônomos Alfredo Stange, de Santa Maria de Jetibá, e Luís Augusto de Lima Freitas, de Marechal Floriano. Os 40 jovens participantes, dentre eles alunos da ADL e jovens da ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

Associação de Agricultores Familiares de Serra Pelada, tiveram a oportunidade de refletir sobre a importância da conscientização a respeito de uma nova relação do ser humano com os recursos naturais e com a produção agrícola, considerando a sustentabilidade de ambos.No curso, foi enfatizado o aspecto holístico, indissolúvel que envolve a terra, o sol, a energia, a planta, o solo, a transformação, a produção de alimentos, a vida e o papel da agricultura. Foram abordados aspectos históricos da agricultura num universo de 10.000 anos, desde o nomadismo até a contemporaneidade. Também foram analisados os impactos da agricultura industrial ou química, cujo slogan até certo tempo era: “vamos acabar com a fome no mundo”, e que era totalmente baseada na máxima produtividade, sem, no entanto, medir as conseqüências disso. Oportunizou reflexões a respeito de movimentos que aconteceram no século XX, propondo práticas de recuperação de solo e maior fertilidade das plantas, culminando com a eliminação de doenças. Além disso, houve reflexão sobre os problemas envolvidos na questão da monocultura, que é promotora de doenças tanto em plantas como em animais. A partir dessas reflexões, buscou-se compreender a necessidade da diversificação (agricultura mista). O encontro tratou também da agricultura orgânica enquanto fonte de vida para os seres vivos em geral, mas especialmente para o ser humano, que é o fim último de tudo. Para tanto, os jovens foram informados a respeito de questões legais da agricultura orgânica, como a certificação, os procedimentos e o selo de qualidade. 4.13 Funcionamento da Unidade regional de Cafés Especiais – após diversas dificuldades para a operacionalização desse importante projeto, é uma grande satisfação compartilhar seu funcionamento. A URCE finalmente está funcionando!Como já era esperado, houve certa desconfiança por parte dos agricultores em relação ao seu uso. Ninguém queria ser o primeiro a dispor de seu café para a operacionalização do maquinário. Muitos temiam que o produto fosse queimado ou perdesse ainda mais o seu valor após passar pelo maquinário.Mas, depois de bastante incentivo e de arrojo por parte de alguns produtores, ocorreram experiências exitosas, aumentando o número de interessados em beneficiar seu produto. Embora já nesse ano o café tenha sido beneficiado e um valor melhor tenha sido obtido com o mesmo, ainda não se chegou ao grau desejado. Isso aconteceu porque boa parte do café já havia sido colhido e ou armazenado de forma incorreta; além disso, foi necessário certo tempo para que o maquinário produzisse o resultado esperado.Para os próximos anos, não apenas a “quantidade” de café, mas, sobretudo, a “qualidade” do produto beneficiado possibilitarão que ainda melhores preços sejam negociados, levando a unidade a funcionar próximo de sua capacidade total. Além disso, orgulhamo-nos por ser a única das quatro unidades instaladas no estado do Espírito Santo a funcionar de forma exitosa. 4.14 Chegada do segundo Resfriador de Leite – A ADL intermediou a chegada do segundo resfriador de leite para Serra Pelada, beneficiando os produtores leiteiros filiados à Associação de Produtores Familiares Rurais. Até o momento, apenas um equipamento estava funcionando, o que dificultava as ações dos produtores mais afastados do local. Com a chegada desse segundo maquinário, as distâncias e dificuldades para armazenamento do produto diminuirão, diminuindo também os custos e permitindo a utilização por parte de um número maior de produtores.Além de conservar o produto, esses resfriadores evitam a perda de valor por parte do leite, possibilitando a negociação de valores mais justos pelo produto. ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

4.15 Grade Aradora – Por intermédio da ADL, a Associação de Agricultores de Serra Pelada foi contemplada com uma grade aradora de terra. Esse equipamento, financiado pela Secretaria de Estado da Agricultura tem como objetivo auxiliar os produtores na aração de terra, em especial onde tem grande volume de massa vegetal, não necessitando realizar qualquer tipo de queimada, mas incorporando todo o volume dessa massa à terra, melhorando a sua fertilidade em busca da sustentabilidade . 5 - PROGRAMA DE ATENDIMENTO DERMATOLÓGICO ADL recebeu o PAD - como acontece em todos os anos, nos dias 24 e 25 de abril, um grande número de pessoas foi atendido pelo PAD (Programa de Atendimento Dermatológico), mantido a partir de uma parceria firmada entre a Associação Albergue Martim Lutero e a Universidade Federal do Espírito Santo, com apoio da Prefeitura Municipal de Afonso Cláudio e a ADL. Por reconhecer a importância dessa iniciativa, há mais de 20 anos a ADL abre suas portas ao projeto, disponibilizando equipe e instalações para que essa ação permita o acesso à saúde de uma significativa parcela da população, que, muitas vezes, em função de distâncias ou dificuldades financeiras, padece por falta de atendimento. Em 2010, foram atendidas 371 pessoas. Foram realizadas: 57 cirurgias, detectados 51 casos de suspeita de câncer, 14 eletrocautérios, 80 criocautérios e 01 suspeita de hanseníase. 6 - FESTAS 6.1 Festa da ADL 2010 – aconteceu nos dias 11 e 12 de abril, a Festa Anual Beneficente da ADL, que também foi alusiva ao 54º aniversário da instituição, fundada em 1956. A festa foi um momento de grande organização comunitária e de ajuda mútua entre as organizações, pois contou com o apoio de Paróquias vinculadas ao Sínodo Espírito Santo a Belém, que se organizaram para estar presentes e se empenhar para promover a venda das rifas para o sorteio beneficente à ADL. O lucro do evento foi bastante significativo, resultando num total de R$47.745,00 (Quarenta e sete mil setecentos e quarenta e cinco reais). Com iniciativas desse tipo, a ADL busca alternativas para garantir a sua sustentabilidade e o conseqüente prosseguimento de suas ações na região. 6.2 Primeira Wurst Fest - aconteceu nos dias 11 e 12 de setembro, a primeira Wurst Fest, na Vila de Serra Pelada. Essa festa, que foi organizada de forma conjunta pela Associação de Moradores de Serra Pelada, pela Associação de Produtores Familiares Rurais de Serra Pelada, pela Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Elvira Barros” e pela ADL, teve o foco no resgate da cultura local. Essa festa, que além de valorizar a cultura, era beneficente às entidades envolvidas. As atrações foram: celebração ecumênica, composição do palanque das autoridades, desfile alegórico ______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

cultural na Avenida Waldemiro Nitz; almoço típico pomerano, sorteios e mais dois shows, realizados no espaço da ADL. 7- DOAÇÕES/PRÊMIOS E EMENDAS PARLAMENTARES 7.1 Doação da E & L Produções de Software de R$1.000,00 para aquisição de instrumentos musicais de percussão. 7.2 A ADL foi contemplada com o Prêmio Rede Cultura Jovem de R$10.000,00 para apoio ao canto coral. Com este recurso foram adquiridos vários instrumentos musicais. 7.3 Emenda Parlamentar do Deputado Cesar Colnago. Valor: R$20.000,00. Foram adquiridos: Um piano acústico para a capela, um piano digital, um teclado e outros instrumentos de corda. 7.4 Comodato com a Secretaria de Estado da Agricultura. A ADL recebeu no final de 2010 um micro trator com carroça tracionada para ajudar na parte agrícola. 8 - FUTURO Captação de Recursos para a ADL – há muito tempo, a ADL tem encontrado dificuldades para buscar novos recursos. O amadorismo fazia com que se perdesse muitos recursos com projetos. Diante disso, a ADL, em parceria com a Associação Albergue Martim Lutero e a Associação Educacional Martim Lutero, contratou a Sra Helliene Soares Carvalho para auxiliar na criação e treinamento do Departamento de Captação de Recursos da ADL. Além disso, sua função é a de acompanhar o andamento dos projetos já firmados e realizar uma avaliação externa da Instituição objetivando a correção de rumos. Além disso, assessorou a diretoria quanto a adaptação do estatuto da ADL em consonância com a lei 9790/1999 como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), bem como a criação do Instituto Social Diacônico Luterano. O objetivo dessa adaptação e criação do Instituto é instrumentalizar a ADL para que possa receber recursos públicos das esferas federais e Estaduais para sua manutenção e desenvolvimento, sem comprometimento do patrimônio que continua pertencente à Igreja. 9 - MUDANÇAS NO QUADRO PESSOAL Agradecimentos: 9.1- Catequista Daniel Ricardo da Costa que deixou a Instituição no final do ano de 2010 para assumir um trabalho na região sul do país, onde poderá ficar mais próximo de seus pais e da família de sua esposa. 9.2- Diaconisa Siglinda Braun Schliewe que deixou a ADL no mês de dezembro para assumir um trabalho em Rondônia, onde tem residência e onde vive a família de seu esposo.

______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br


Associação Diacônica Luterana - A D L IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM CNPJ: 27.002.542/0001-50 _______________________________________________________________________________

9.3- Outros agradecimentos: 1) Anne Fisch que ficou conosco pelo período de um ano e retornou para a Alemanha. 9.4- Daiane Mariléia Baade e Gabriani Küster que atuaram conosco como professoras no primeiro semestre de 2010 enquanto aguardavam o colóquio da EST. 9.5- Dionata Rodrigues de Oliveira – Realizou seu estágio na área da Diaconia conosco no segundo semestre de 2010. 10 - Nova Composição de Pessoal Estão compondo em 2011 o quadro de professores: Além de Alex e Douglas, nos auxiliam: Gilmar Hollunder – Pedagogo e ex-aluno, Gerson Acker – Bacharel em Teologia (Apenas no primeiro semestre, enquanto aguarda o colóquio na EST), Vanderlei Boldt – Diácono formado pela EST, Mônica Erdmann Ellwanger – Catequista também formada pela EST e Hanna Juncker – da Alemanha. 11 - AGRADECIMENTOS ESPECIAIS Parceiros estratégicos: Fundação Luterana de Diaconia, Secretaria de Estado da Cultura, Secretaria de Estado da Agricultura, Prefeitura Municipal de Afonso Cláudio, Prefeitura Municipal de Laranja da Terra, FAPES – Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo, SENAR, Cooperativa Avícola de Santa Maria de Jetibá, Rede Cultura Jovem, Welzheim – Evangelische Kirche; Doadores individuais na Alemanha e no Brasil. Parceiros mantenedores: IECLB – Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil; Uniões Paroquiais, Paróquias e Comunidades do SESB – Sínodo Espírito Santo a Belém, ICCO & Kerk in Actie (Holanda), Gustav Adolf Werk (Alemanha), Martin Luther Verein (Alemanha). 12 - CONCLUSÃO A conclusão deste trabalho hora apresentado está resumido numa carta recebida do ex-aluno Thyeles Borcarte Strelhow, endereçada aos alunos da ADL, que se encontra em anexo. Serra Pelada, 12 de março de 2011.

P. Siegmund Berger Diretor Geral da ADL

______________________________________________________________________________________________ Av. Valdemiro Nitz, 285 - 29603-000 - Serra Pelada - ES Telefax: (027) 3735 7060 e-mail: adl.direcao@uol.com.br ou adl.secretaria@uol.com.br Wbsite: www.adl.org.br

Profile for adluterana

Relatório de Gestão - Associação Diacônica Luterana - 2010  

Relatório de Gestão - Associação Diacônica Luterana - 2010  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded