Page 1

6

O CONCELHO DE VILA VELHA DE RÓDÃO

MARÇO DE 2012

JOVENS REPÓRTERES DE VVR DISTINGUIDOS Contin. da 1ª. Pág.

Concurso de Leitura (2º Ciclo)

ALUNA DE VILA VELHA DE RÓDÃO FOI A GRANDE VENCEDORA Concluído que foi o apuramento dos finalistas locais, que se submeteram, em cada uma das suas escolas, a provas de seleção que englobaram, no conjunto dos sete agrupamentos envolvidos, um total de 400 alunos, passou-se à prova final, que teve lugar no passado dia 7 de março nas instalações da Biblioteca Municipal de Castelo Branco. A prova partiu da leitura obrigatória de duas obras

selecionadas em função do nível etário dos alunos e incluiu, de acordo com o regulamento, uma etapa escrita e uma eliminatória oral para seleção dos vencedores. A organização apostou em fazer desta iniciativa um momento de festa e de celebração do livro, sublinhando e dando primazia ao lado divertido e formativo da leitura, para que se aprofunde e prolongue, entre os mais

novos, o gosto por esta coisa dos livros que neles se mostra já tão forte e genuína. Foi uma tarde muito bem passada e dos 21 finalistas foram selecionados seis que realizaram a prova oral. Uma destas seis finalistas foi a aluna Margarida Diogo, do 5º A do Agrupamento de Escolas de Vila Velha de Ródão, que acabou por se tornar a feliz vencedora deste Concurso de Leitura.

3º CICLO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VISITA A UNIVERSIDADE DE COIMBRA

A

reportagem “Qualidade do Ar em Vila Velha de Ródão”, originalmente publicada no suplemento especial do jornal Gente em Ação de Junho de 2011 intitulado “Ambiente: Presente e Futuro”, acaba de ser distinguida com o prémio “Reportagem do mês” (Fevereiro 2012) da iniciativa “Jovens repórteres para o Ambiente” promovida pela ABAE. A reportagem pode ser lida em: http:// jra.abae.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=424&lang=pt A Direção dá os parabéns a todos os alunos e professores que participam neste projeto.

Jogos Matemáticos

CAMPEONATO NACIONAL

A

s turmas do 3º ciclo realizaram, no dia 2 de março, uma visita de estudo interdisciplinar à Universidade de Coimbra que teve como principais objetivos conhecer a Universidade e compreender o papel destano desenvolvimento do ensino e da cultura portuguesas e participarnum programa de atividadesde natureza experimental, nas áreas da Matemática e das Ciências Físico-Químicas. A visita teve o seu início na zona histórica da Universidade de Coimbra, onde ainda funciona a faculdade de Direito, tendo a mesma sido orientada por dois guias que acompanharam os alunos num percurso onde a história e a tradição coimbrã, juntamente com as manifestações artísticas dos monumentos visitados, tiveram especial destaque. Nesta componente,foram alvo de especial destaque os conhecimentos relativos às disciplinas de História e Língua Portuguesa, associados ao período do Barroco, cujas manifestações artísticas foram observadas e explicadas na biblioteca joanina, espaço mandado construir por D. João V, tirando partido das riquezas recebidas do Brasil. Relativamente às tradições estudantis da cidade,os alunos compreenderam a autonomia da universidade e a forma como estava

organizado o mundo académico, na sua origem, bem como alguns dos seus símbolos ainda hoje venerados, nomeadamente a célebre “cabra”, sino que noutros tempos chamava os alunos para as suas obrigações estudantis. O almoço foi realizado num espaço de grande beleza que é o jardim botânico. No entanto, as atividades de natureza experimental estavam reservadas para o Museu da Ciência da Universidade, contemplando a visita ao Gabinete de Física e à exposição “Segredos da Luz e da Matéria” e a participação numatelier de Matemática intitulado “Neurónios ao ataque”. No Gabinete de Física, um verdadeiro museu com equipamentos científicos muito bem conservados, dos séculos XVIII e XIX, os alunos conheceram algumas das etapas do ensino da ciência em Portugal e puderam comparar este período com o atual nível e desenvolvimento tecnológico. Na exposição “Segredos da Luz e da Matéria”, os alunos tiveram a oportunidade de realizar várias experiências, no âmbito da Física, nomeadamente “inseminação artificial”, “síntese da água”, “balão de ar quente”, “a luz como partícula”, “luz ultravioleta”, “reflexão e refração”, “a

experiência de Newton”, “reflexão integral”,”código de barras” ,”Efeito de Doppler”, entre muitas outras. Apenas lamentamos alguma falta de acompanhamento por parte dos monitores, o que originou uma menor exploração dos conteúdos disponibilizados. A última parte da visita constou da participação numatelierde Matemática, cujo objetivo era a resolução deproblemas, nomeadamente: “ler a mente”, “o mistério dos pescadores”, “calendas”, “a girafa teimosa”, “o gato ao espelho”, “quem é quem” e “o maquinista é…”. Estes desafios pretendiamestimular os alunos a pensar, a envolver-se na procura das respostas, a desenvolver a capacidade de resolução de problemas ea promover o raciocínio e a comunicação matemáticos. Esta atividade registou uma elevada participação e proporcionou um bom momento de convívio e interação entre os presentes. Resta dizer que os alunos denotaram um comportamento cívico digno de registo e uma participação ativa e de qualidade, o que contribuiu para a imagem positiva que o Agrupamento de Escolas deixou nos diferentes locais onde a iniciativa se desenvolveu.

N

o dia 9 de Março os alunos Patrícia Afonso e João Gil (1º ciclo), Ana Rita Pereira, Ana Cardoso e Jéssica Moreira (2º ciclo), Filipe Caetano e João Oliveira (3º ciclo) representaram o Agrupamento no 8º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos realizado no Estádio Universitário de Coimbra. O evento foi organizado pela Universidade de Coimbra em parceria com outras entidades, como por exemplo a Associação Ludus, Associação de Professores de Matemática e a Sociedade Portuguesa de Matemática.

Os alunos disputaram os jogos Semáforo, Gatos & Cães, Ouri e Hex, distribuídos pelos três ciclos de ensino. Estiveram presentes neste evento 532 instituições e 2405 alunos. Os nossos alunos sentiram-se muito satisfeitos por participarem e por terem tido a honra de representar o nosso Agrupamento neste grandioso evento. Para além disso, tiveram ainda oportunidade de viajar em conjunto com alunos de outros estabelecimentos de ensino (Escola Secundária Amato Lusitano).

Cont. Pág. 9

"Jornal do Concelho" - Março 2012 - Pág. 6  

Página do AEVVR no jornal "O Concelho de Vila Velha de Ródão"